Page 1

ARQUITECTURA E URBANISMO 1er.- ## Reis, Nestor Goulart Dois séculos de projetos no Estado de São Paulo : grandes obras e urbanização Vol. 1: 1800-1889 O autor pretende, nesta obra composta por três volumes, contar a história do desenvolvimento de São Paulo nos séculos XIX e XX. A perspectiva metodológica que adotou é a da leitura da lógica das relações humanas nas formas de organização do espaço, a lógica dos projetos e das obras. A pesquisa teve início em 1987, envolvendo o recolhimento de mais de vinte e cinco mil imagens, e teve como objetivo o estudo do papel das grandes obras na formação do Estado de São Paulo, principalmente de seu sistema urbano, em cada uma das etapas de sua história. Mostra as relações entre urbanização, desenvolvimento, projetos e obras de infraestrutura e serviços público, divididos em quatro grandes períodos. O primeiro volume da publicação abarca o período compreendido entre 1800 a 1889. Assim, temas como as primeiras ferrovias de São Paulo, serviços urbanos, navegação fluvial e marítima, edifícios públicos, entre diversos outros temas fazem parte da obra. <CITIES AND TOWNS> <URBAN PLANNING> <URBAN SOCIOLOGY> <BRAZIL> <ARCHITECTURE> <SAO PAULO, BR (ESTADO)> <URBAN DEVELOPMENT> <URBANIZATION> LATBOOK BRASIL LTDA

Reis, Nestor Goulart

Dois séculos de projetos no Estado de São Paulo : grandes obras e urbanização Vol. 2: 1889-1930 O segundo volume da obra, que tem por objetivo principal expor o desenvolvimento de São Paulo mostrando as relações entre urbanização, desenvolvimento projetos, obras de infra-estrutura e serviços, analisa o Estado paulista no recorte temporal comrpeendido entre 1889, data de proclamação da República e 1930, final do período denominado Primeira República. Aborda diversos aspectos, como: as obras de saneamento do Estado, serviços de saúde pública, os edifícios para a educação, as primeiras rodovias, as renovações das ferrovias, entre diversos outros temas. Assim, a obra busca mostrar que, em cada época o modo como se organiza a produção no território determina a escala da riqueza produzida, as necessidades de infra-estrutura e define os limites para as possibilidades de sua implantação ao mesmo tempo em que delineia os limites para o sistema e as condições de desenvolvimento urbano de São Paulo. <CITIES AND TOWNS> <URBAN PLANNING> <URBAN SOCIOLOGY> <BRAZIL> <ARCHITECTURE> <SAO PAULO, BR (ESTADO)> <URBAN DEVELOPMENT> <URBANIZATION> LATBOOK BRASIL LTDA

Reis, Nestor Goulart Dois séculos de projetos no Estado de São Paulo : grandes obras e urbanização Vol. 3: 1930-2000 O terceiro e último volume da obra procura mostrar como, entre 1930 e o final do século XX, por meio da industrialização e da formação metropolitana da capital do Estado, a escala dos problemas e dos investimentos em São Paulo, sua extensão, a complexidade e a integração crescente das redes de infra-estrutura e serviços passaram a exigir da administração pública, uma maior capacidade de prever, projetar, executar, regular e coordenar, e onde a inovação envolve a organização social e a escala das operações acarreta nas responsabilidades, inclusive na proteção do meio-ambiente em todo o Estado paulista. Os principais temas abordados no livro são: a tecnologia do concreto armado, os centros médicos e hospitalares, os centros de pesquisa e ensino universitário, a infra-estrutura urbana, as grandes rodovias, as centrais elétricas e o transporte público paulista. <CITIES AND TOWNS> <URBAN PLANNING> <URBAN SOCIOLOGY> <BRAZIL> <ARCHITECTURE> <SAO PAULO, BR (ESTADO)> <URBAN DEVELOPMENT> <URBANIZATION>


Braga, Milton

O concurso de Brasília : sete projetos para uma capital Em 2010, ano que se comemora o cinquentenário da inauguração de Brasília, capital federal do Brasil, este livro investiga os antecedentes históricos, episódios e polêmicas que marcaram sua fundação. O autor analisou os sete projetos premiados no 'Concurso de Brasília', que ocorreu entre 1956 e 1957 e definiu a cidade como é conhecida hoje. Contando com farta documentação gráfica inédita, ele descreve e compara os projetos, além de apontar as diferenças entre o plano vencedor e sua construção efetiva. A esse material somam-se importantes documentos históricos, como o edital do concurso, as atas do júri, o comentário crítico de alguns membros destacados da comissão julgadora, dentre outros. A publicação conta também com um ensaio fotográfico inédito de Nelson Kon, preocupado em flagrar a cidade de Brasília mais sob a ótica do urbanismo do que das imagens celebrizadas de seus edifícios emblemáticos. <URBAN PLANNING> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> <BRASILIA, BR> <URBAN DEVELOPMENT> <BUILDINGS> <URBANIZATION> <PILOT PROJECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Latorraca, Giancarlo ; Risselada, Max

A Arquitetura de Lelé : fábrica e Invenção Em mais de 50 anos de carreira, iniciada ao lado de Oscar Niemeyer e Darcy Ribeiro nos canteiros de obras de Brasília, João Filgueiras Lima, conhecido como Lelé, foi um dos que mais longe levou as propostas do Movimento Moderno. Ele promoveu a melhoria das condições de vida em cidades brasileiras através de uma arquitetura produzida em série e eticamente comprometida com a construção de uma espacialidade adequada ao homem e ao ambiente em que está inserida.

<ARCHITECTURE> <BRAZIL - HISTORY> <BRASILIA, BR> <ARCHITECTURE, MODERN> <BUILDINGS> LATBOOK BRASIL LTDA

Santos, Ademir Pereira dos

Theodoro Sampaio : nos sertões e nas cidades Esta obra, fruto de mestrado em História pela Universidade Estadual Paulista em 1992, narra a trajetória de Theodoro Fernandes Sampaio (1855-1937), um dos engenheiros brasileiros que mais se destacaram, durante o Brasil Império (1822-1889) e a Primeira República (18891930), nos trabalhos de reconhecimento do território nacional e na construção da infraestrutura urbana e serviços públicos em São Paulo e em Salvador, na Bahia. A obra divide a trajetória de Theodoro Sampaio em três partes. A primeira, "O homem, origem e formação", descreve o início da carreira do protagonista. Em "Nos sertões: portos, rios e ferrovias", o autor aborda o trabalho do jovem engenheiro em obras no Nordeste. Na terceira parte, "Nas cidades: São Paulo e Salvador", Theodoro é apresentado como planejador e estudioso da história das cidades, quando foi fundamental para trabalhos de urbanização, principalmente nos setores ferroviário e hidráulico. <BIOGRAPHY> <URBAN PLANNING> <ENGINEERS> <BRAZIL - HISTORY> <CIVIL ENGINEERING> <URBAN DEVELOPMENT> <URBANIZATION>


Gautherot, Marcel Brasília

<Em 1958, o fotógrafo Marcel Gautherot foi convidado pelo arquiteto Oscar Niemeyer para registrar a construção de Brasília, futura capital do país. Por dois anos Gautherot fotografou as obras da cidade, que se tornaria um marco da arquitetura e do urbanismo modernista, inaugurada em 1960 pelo então presidente Juscelino Kubitschek (1956-1980). A presente publicação reúne 153 imagens feitas pelo fotógrafo franco-brasileiro entre os anos de 1958 e meados da década de 1960. A publicação conta também com um ensaio inédito do arquiteto e crítico inglês Kenneth Frampton, professor da Columbia University, e um ensaio introdutório de Sergio Burgi, coordenador de fotografia. As imagens da publicação foram selecionadas dentre mais de três mil fotografias que compõem o acervo do fotógrafo somente sobre a capital brasileira. A obra acompanha breve biografia do fotógrafo e uma cronologia que aponta a história de todas as capitais do Brasil, desde o século XVI. > <CITIES AND TOWNS> <URBAN PLANNING> <PHOTOGRAPHY> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> <BRASILIA, BR> <ARCHITECTURE, MODERN> <URBANIZATION> LATBOOK BRASIL LTDA

Meyer, Regina Maria Prosperi ; Grostein, Marta Dora A leste do centro : territórios do urbanismo

Este livro apresenta o desenvolvimento urbano da zona lesta da cidade de São Paulo, buscando propor melhorias para a região central da capital paulista, ao mostrar que os problemas contemporâneos de São Paulo, aparentemente insuperáveis, remontam há décadas atrás. A obra aborda o chamado Vetor Leste do Centro, trecho urbano a leste da área central da cidade de São Paulo que abriga parcelas dos bairros do Brás, Pari, Mooca e Glicério, além de outros pontos importantes desta região como a avenida Radial Leste e o Metrô Parque Dom Pedro, em temas como a dimensão ambiental, transporte público, patrimônio historico e desenvolvimento urbano, entre diversos outros. As autoras apresentam estudos realizados para criar ações públicas neste setor da cidade de modo a identificar projetos que induziram transformações urbanas na área central. O livro traz mapas, plantas, propostas de intervenção na região e fotos – algumas delas raríssimas. <URBAN PLANNING> <DISTRICS> <ARCHITECTURE> <SOCIAL ASPECTS> <BRAZIL - HISTORY> <SAO PAULO, BR> <URBAN DEVELOPMENT> <URBANIZATION> LATBOOK BRASIL LTDA

Fragelli, Marcelo

Quarenta anos de prancheta

Marcello Fragelli, nascido e formado arquiteto no Rio de Janeiro, viverá em São Paulo o desenvolvimento pleno de sua carreira. Liderando uma equipe jovem e dinâmica, será o responsável pela arquitetura da maioria das estações da linha 1 do metrô de São Paulo. Este período, que corresponde ao final dos anos 1960 e a década seguinte, é o mais conhecido de sua trajetória, mas sua obra qualificada – que abarca programas de variadas escalas e usos – se estende pelos períodos anterior e posterior, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Neste livro Fragelli narra sua trajetória, entrelaçando suas experiências pessoais desde a juventude e a atuação profissional desde os primeiros esboços.

<ARCHITECTURE> <ART CRITICISM> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> <ARCHITECTURE, MODERN> <SAO PAULO, BR>


Dudeque, Irã José Taborda, -1968

Nenhum dia sem uma linha : uma história do urbanismo em Curitiba O livro foi escrito a partir da tese de doutorado defendida pelo autor em 2005 na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). A publicação é dividida em três momentos da cronologia urbana da cidade de Curitiba: começa com a epidemia de febre tifóide em 1917, quando o projeto urbanístico teve de interagir com programas de caráter sanitário, já que a doença se alastrou por causa das deficiências da infra-estrutura urbana; passa pelo Plano Agache na década de 40, que surge como uma estratégia de governo do presidente Getúlio Vargas que se revelaria desproporcional à realidade curitibana; prossegue com o estabelecimento de um novo plano urbanístico aplicado, em 1971, pelo então prefeito Jaime Lerner, até hoje em vigência com várias alterações; e termina com a inauguração do Museu Oscar Niemeyer, em 2002. <CITIES AND TOWNS> <URBAN PLANNING> <BRAZIL - HISTORY> <PARANA, BR> <URBAN DEVELOPMENT> <URBANIZATION> <URBAN AREAS> LATBOOK BRASIL LTDA

Coelho, Frederico

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro : arquitetura e construção . Este livro apresenta o projeto do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, através de fotografias da construção de seus três blocos - Bloco-Escola, Bloco de Exposições e Teatro. O prédio do museu, projetado pelo arquiteto Affonso Eduardo Reidy, insinua situações de interior e exterior que se articulam entre a paisagem monumental e as áreas internas, com sua estrutura transparente, suspensa através de pórticos em concreto armado, trazendo para dentro do museu a paisagem. Além de imagens da construção e de um ensaio fotográfico de Vicente de Mello, o livro traz um texto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, um ensaio da arquiteta e professora Ana Luiza Nobre, além de um Memorial Descritivo do projeto escrito pelo próprio Reidy. <BRAZIL> <ARCHITECTURE> <MUSEUMS> <RIO DE JANEIRO, BR> <ARCHITECTURE, MODERN> <ARCHITECTURAL DRAWING> <BUILDINGS> LATBOOK BRASIL LTDA

Cavalcanti, Lauro ; Bernardes, Kykah Sergio Bernardes

Espécie de elo entre primeira e segunda fases do modernismo brasileiro, o arquiteto carioca Sergio Bernardes, morto aos 83 anos, tem toda sua obra compilada neste livro pela primeira vez. Elo porque, embora não fugisse da linguagem de concreto armado que marcou o primeiro modernismo, Bernardes fez amplo uso de estruturas metálicas, o que era então ainda raro no Brasil.

<BIOGRAPHY> <ARCHITECTURE> <ARCHITECTS> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY>


ARTES Araujo, Emanoel

A mão afro-brasileira : significado da contribuição artística e histórica = The hand of the afro-brazilian : the significance of its artistic and hist Esta publicação, dividida em 2 obras, contém vasto número de textos, fotografias, reproduções e ilustrações que destacam os mais importantes artistas afro-brasileiros das artes plásticas, do Barroco e do Rococó; da academia do século XIX; e do modernismo e do contemporâneo do Século XX. A obra aborda também a música clássica e popular, da caricatura, da corporação, da literatura e da escravidão. Além de um registro da participação negra no Brasil, este trabalho promove uma oportuna problematização da própria historiografia brasileira: o livro tem prefácio do intelectual Joel Rufino que estabelece claramente uma distinção politica entre as expressões culturas negro-africanas e negro-brasileiras ao atestar que tais diferenças são permeadas pelas tensões e conflitos dos mais de anos de história brasileira. Do século XVIII ao XX, a marca decisiva da presença negra no Brasil, é aqui mapeada e resgatada. Edição bilíngue: português-inglês. <ARTISTS> <BRAZIL - HISTORY> <ARTISTIC MOVEMENTS> <BLACK MUSIC> <CULTURAL IDENTITY> <CULTURAL DYNAMICS> <PLASTIC ARTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Labaki, Aimar ; Pereira, Germano Os satyros

Este livro apresenta a história da Companhia de Teatro Os Satyros, grupo cênico, essencialmente experimental, fundado em São Paulo em 1989, por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Há mais de vinte anos em cena, os Satyros já protagonizaram peças como "A Farsa de Inês Pereira", "Kaspar ou a Triste História do Pequeno Rei do Infinito Arrancado de Sua Casca de Noz" e "Uivos, Latidos e Fúria dos Cães da Praça Roosevelt". Por meio de vasta quantidade de fotografias e textos, a trajetória do grupo é aqui narrada sob outro prisma, que passa ao largo do papel dos Satyros como agitador cultural e obriga a sociedade a lembrar da potência e da violência perturbadora de algumas de suas criações; sem deixar de lado o papel dos Satyros e seu protagonismo no processo de reurbanização do centro da cidade de São Paulo, ao ocuparem a abandonada Praça Roosevelt, e atraíram com eles outros grupos artísticos. Edição bilíngue: português-inglês. <DRAMA> <VARIETY SHOWS> <BRAZIL - HISTORY> <ARTISTIC MOVEMENTS> <ARTISTIC CREATION> <PAGEANTS> <DRAMATISTS> <ACTORS AND ACTRESSES> LATBOOK BRASIL LTDA

Cosac, Charles Maria

Uma das principais artistas brasileiras do século XX, com obras em importantes museus internacionais, como o MAM de Nova York, a artista plástica Maria Martins (1894-1973), tem aqui grande parte de sua produção reproduzida e registrada. Mulher do embaixador Carlos Martins, passou grande parte de sua vida em viagens pelo mundo. Começou a produzir quando o casal fixou residência nos Estados Unidos, onde conheceu os artistas surrealistas que escapavam da perseguição nazista na Europa. A obra apresenta também quatro ensaios sobre a artista e sua produção, dando destaque ao artigo escrito pela crítica inglesa Dawn Ades, "Criaturas híbridas", no qual traça um paralelo entre o trabalho da brasileira e de escultores como Brancusi, André Masson, Giacometti e Henry Moore. A obra apresenta ainda ampla quantidade de fotografias que ajudam a ilustrar a trajetória de Maria Martins, e cronologia com os fatos que marcaram sua vida e carreira. <BIOGRAPHY> <SCULPTURE> <ARTISTS> <BRAZIL> <ART OBJECTS> <PLASTIC ARTS>


Brienen, Rebecca Parker

Albert Eckhout : visões do paraíso selvagem : obra completa Esta obra apresenta o catálogo de um artista viajante que dedicou grande parte de sua vida ao Brasil - o holandês Albert Eckhout (1610-1666), pintor que acompanhou o príncipe Maurício de Nassau em sua expedição de conquista do nordeste. A tarefa do jovem pintor na missão era a de registrar a paisagem brasileira. As quase 800 imagens aqui presentes (entre obras e detalhes e trabalhos de outros retratistas da mesma época), revelam aspectos do Brasil Colonial (1500-1822) e confirmam a originalidade e habilidade do artista. Dezenas de detalhes de pinturas e desenhos menos conhecidos permitem conhecer a descoberta de elementos tipicamente brasileiros nas composições de Eckhout. O livro identifica pela primeira vez as obras reconhecidas do pintor e aponta aquelas cuja atribuição é discutível ou equivocada. Traduzido do original "Visions of savage paradise: Albert Eckhout, court painter in colonial dutch Brazil". Edição bilíngue: portuguêsinglês. <EXPLORERS> <PAINTERS> <CATALOGUES> <DESCRIPTION AND VOYAGES> <BRAZIL - HISTORY> <SEVENTEENTH CENTURY> <COLONIAL PERIOD> <PAINTING, MODERN> LATBOOK BRASIL LTDA

Peixoto, Nelson Brissac

Paisagens críticas : Robert Smithson : arte, ciência e indústria

Esse livro analisa, pela filosofia e pela teoria da complexidade, as abordagens antecipatórias e a radicalidade inovadora de Robert Smithson, e, para isso, segue por três vetores - a obra do artista em sua relação com a geofísica e a indústria da mineração; o desenvolvimento, a partir de 1960, das investigações científicas dos sistemas dinâmicos e dos processos de auto-organização da matéria; a geofilosofia de Deleuze, que articula uma reconstituição desses processos morfogênicos a uma interpretação da ciência, do trabalho industrial e da criação artística.

<SCIENCE> <INDUSTRY> <PHILOSOPHY> <BRAZIL> <LINGUISTICS> <ART> LATBOOK BRASIL LTDA

Borer, Alain

Joseph Beuys

Primeira publicação no Brasil sobre a obra do alemão Joseph Beuys (1921-1986). Este volume aborda um total de 145 trabalhos, em todos os campos de produção do artista: desenhos e aquarelas, impressos e múltiplos, esculturas e objetos, ambientes e intervenções. No ensaio introdutório, o crítico de arte, professor e poeta francês Alain Borer enfrenta com sucesso a tarefa de resumir o pensamento desse criador messiânico, cujos conceitos ainda influenciam fortemente a produção mundial de arte contemporânea.

<SCULPTURE> <ARTISTS> <GERMANS> <DESIGN> <TWENTIETH CENTURY>


Mattos, David José Lessa, -1942

A tv antes do vt : teleteatro ao vivo na tv Tupi de São Paulo, 1950-1960

O livro apresenta por meio de fotografias uma história documentada da produção cultural brasileira, nesta obra se pode perceber e entender um pouco mais sobre um momento da história nacional em que uma nova forma de produção e circulação de conteúdos e formas encantou uma geração inteira. Esta obra busca ilustrar a grandeza potencial e real da televisão, como espaço e linguagem, a grandeza da sua importância, no centro da vida do povo brasileiro.

<THEATRE> <PHOTOGRAPHY> <BRAZIL - HISTORY> <TELEVISION PROGRAMMES> LATBOOK BRASIL LTDA

Baptista, Mauro

O cinema de Quentin Tarantino . Este livro analisa a obra do cineasta Quentin Tarantino. Ao estudar os sete longas-metragens escritos e dirigidos por ele entre 1992 e 2009 - Cães de aluguel, Pulp fiction, Jackie Brown, Kill Bill 1 e 2, À prova de morte e Bastardos inglórios -, O autor mostra por que Tarantino pode ser considerado um diretor reconhecido na arte cinematográfica. O livro estuda vários tipos de cinema que são fundamentais para entender o trabalho desse diretor - o cinema clássico americano dos anos 1940 e 1950, com destaque para Howard Hawks; o cinema moderno do primeiro Jean-Luc Godard; o western e particularmente os westerns de Sergio Leone; o cinema pós-moderno; os filmes exploitation americanos da década de 1970 e os filmes de artes marciais. <FILMS> <CINEMA> <DIRECTORS> <AMERICANS> <MOTION PICTURE CRITICISM> LATBOOK BRASIL LTDA

Milaré, Sebastião

Hierofania : o teatro segundo Antunes Filho O autor pesquisou, por dez anos, o método criado por Antunes Filho para o fazer teatral. Desde referências estéticas até os espetáculos resultantes desse trabalho, tudo foi acompanhado pelo Milaré por meio de observação constante, documentos publicados e inéditos, e depoimentos do diretor e de atores que trabalharam com ele. O crítico também é autor do livro "Antunes Filho e a dimensão utópica" (1994). A partir de uma perspectiva histórica, “Hierofania” traz o sistema elaborado por Antunes Filho para o desenvolvimento do potencial expressivo do artista, sempre fundamentados na ideologia de que é preciso formar e transformar o ser humano para que se forme o ator. <THEATRE> <STUDY AND TEACHING> <BRAZIL> <DRAMATIC CRITICISM> LATBOOK BRASIL LTDA

Figueiredo, Aline ; Espíndola, Humberto

MACP : animação cultural e inventário do acervo do Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT Este livro-catálogo apresenta as atividades e o acervo do Museu de Arte e de Cultura Popular (MACP) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), trazendo por meio de pinturas, textos e fotografias, a história, o trajeto do MACP durante seus 37 anos de existência. Apresenta informações de mostras individuais de alta contemporaneidade da cena brasileira e latino-americana, além de coletivas desde as primeiras experiências plásticas dos jovens talentos brasileiros e mato-grossenses, constatando assim o amadurecimento do seu trabalho e o acompanhamento da universidade pelo museu. A publicação busca reposicionar a UFMT e Mato Grosso no cenário cultural de artes plásticas. <UNIVERSITIES AND COLLEGES> <CATALOGUES> <MUSEUMS> <BRAZIL - HISTORY> <MATO GROSSO, BR> <PLASTIC ARTS>


BIOGRAFIAS Freyre, Gilberto, 1900-1987

De menino a homem : de mais de trinta e de quarenta, de sessenta e mais anos : diário íntimo seguido de recordações pessoais em tom confidencial seme Nesta obra, o sociólogo Gilberto Freyre (1900-1987) dedica-se a rememorar as principais passagens de sua vida. Freyre faz uma reflexão intimista sobre sua vida pessoal, acadêmica e política desde os anos 1930 até o início dos anos 1980. No que diz respeito aos familiares, comenta a convivência com seus pais e o casamento com sua esposa, em 1941. No livro, o intelectual aborda leituras que lhe impressionaram ao longo de sua vida e o contato que teve com pessoas de importância marcante na história do país. Descreve momentos importantes de sua trajetória, como aqueles em que realizou pesquisas em Portugal, no Brasil e nos Estados Unidos para a escrita de "Casa-grande & senzala" (1933). Freyre fala, ainda sobre sua atuação como deputado federal, entre 1946 e 1950. Esta edição apresenta um caderno iconográfico, que reúne fotos de Freyre em algumas de suas viagens e ao lado de familiares e amigos. <BIOGRAPHY> <BRAZILIAN AUTHORS> <REPORTS, ETC.> <BRAZIL - HISTORY> <POLITICAL PARTICIPATION> <INTELLECTUALS> <SOCIOLOGISTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Souza, Eneida María de

Correspondência : Mário de Andrade & Henriqueta Lisboa . Para Mário de Andrade, beber no copo dos outros foi uma das atitudes mais frequentes, por acreditar que o diálogo com o outro resultaria na realização de um projeto fraterno e coletivo. As cartas trocadas entre os escritores Mário de Andrade (1893-1945) e Henriqueta Lisboa (1901-1985) entre os anos de 1930 e 1945, os seis últimos anos de vida do artista, se destacam no conjunto da correspondência do escritor especialmente por dois motivos: pelo ritmo intenso da interação entre ambos, e o aparente paradoxo de duas personalidades tão distintas, com projetos literários muito diferentes, se abrirem a confidências e reflexões marcadamente pessoais, num nível de franqueza e complexidade raras vezes alcançado. Nas cartas mesclam-se temas do cotidiano, questões estéticas, lições de poesia; a abertura e a publicação das cartas permite a compreensão mais aguda dos caminhos que a literatura brasileira seguiu até chegar a atual configuração. <BRAZILIAN AUTHORS> <LETTERS> <ANDRADE, MARIO DE> <LETTER WRITING> LATBOOK BRASIL LTDA

Lobão, 1957-

Lobão : 50 anos a mil : Lobão com Claudio Tognolli Um dos nomes mais controversos da música brasileira apresenta nesta obra, a sua biografia. João Luiz Woenderbag Filho, ou somente Lobão, como é conhecido, é um importante músico e cantor de rock, tendo participado de grupos como Vímana e Blitz, tendo se destacado em sua carreira solo. Suas letras, sempre irônicas e de contestação. Porém, Lobão também ficou conhecido por no final do século XX comprar uma briga com o monopólio das gravadoras brasileiras, se tornando e divulgando a produção de música independente. Acabou por fazer as pazes com as gravadoras ainda no ano de 2007 ao gravar um acústico e se tornando também um polêmico apresentador de televisão. O livro realiza ainda um "estudo" sobre as aventuras de Lobão, que incluem desde parcerias clássicas a trocas de tiros com a polícia e envolvimento com traficantes dentro da cadeia. Duas músicas inéditas acompanham a publicação, como uma sugestão de trilha sonora. <BIOGRAPHY> <MUSIC, POPULAR> <MUSICIANS> <COMPOSERS> <BRAZIL> <MUSIC, ROCK> <ARTISTIC CREATION>


Furlani, Lúcia María Teixeira ; Ferraz, Geraldo Galvão Viva Pagu : fotobiografia de Patrícia Galvão

Escritora, jornalista, e mulher de teatro, Patrícia Galvão (1910-1962), também conhecida como Pagu, foi ainda uma militante comunista, que teve grande destaque no movimento modernista brasileiro iniciado em 1922. A presente obra retraça a rica trajetória da chamada 'musa dos modernistas' a partir de amplo material iconográfico e documentos inéditos. Para isso, reuniu-se documentos de/sobre Pagu durante mais de vinte anos. O livro traz muitas fotografias, mas também desenhos, cartas e textos da artista e militante. Todas as cartas são inéditas, além do material iconográfico e vários textos como 'Microcosmo', que ela escreveu na prisão, em 1939, o livro reúne duas peças teatrais inéditas de Pagu: 'Parque Industrial', baseada no romance homônimo publicado em 1933, e 'Fuga e Variações', escrita em 1952. Suas obras, vida e trajetória, os eventos em sua homenagem, sua relação com a cidade de Santos em São Paulo, e cronologia, estão presentes no livro. <BIOGRAPHY> <WOMEN IN LITERATURE AND ART> <ARTISTS> <PHOTOGRAPHY> <MODERNISM> <BRAZIL - HISTORY> <COMMUNISTS> <TWENTIETH CENTURY> LATBOOK BRASIL LTDA

Britto, Sergio

O teatro e eu : memórias Neste livro o artista traça uma retrospectiva minuciosa de sua vivência nas diversas esferas do teatro, da televisão e do cinema brasileiro. Aqui ele resgata a sua estreia nos palcos, quando ainda cursava a faculdade de medicina. Narra a criação e os bastidores dos grupos e espaços teatrais mais importantes do país — como o Teatro Universitário, o Teatro de Arena, o Teatro dos Doze, o Teatro Maria Della Costa, o Teatro dos Sete, o Teatro Senac, o Teatro dos Quatro, o Teatro Delfim. Relembra os tempos de teleteatro e a posterior experiência como ator e diretor de novelas. Revela segredos de coxia. E ainda traz à tona os principais desafios que atravessaram sua carreira, como os problemas de audição e com a voz, os entreveros com a ditadura militar (1964-1985) e os obstáculos financeiros impostos por situações como o corte de verbas do governo Fernando Collor de Mello (1990-1992). O livro acompanha índice onomástico. <BIOGRAPHY> <FILMS> <THEATRE> <DIRECTORS AND PRODUCERS> <BRAZIL - HISTORY> <DRAMATISTS> <ACTORS AND ACTRESSES> <TELEVISION PROGRAMMES> LATBOOK BRASIL LTDA

Pena, Felipe

Seu Adolpho : uma biografia em fractais de Adolpho Bloch, fundador da TV e da revista manchete Apresenta a biografia de Adolpho Bloch (1908-1995), empresário ucraniano e fundador da revista e da Rede de Televisão Manchete. A biografia, apresentada pelo método inédito denominado "fractal" é caracterizada por uma biografia sem fim, ou seja, a cada nova edição, novos dados biográficos coletados podem ser publicados. Sendo assim, o livro não se apresenta como uma história linear, em ordem cronológica, e sim uma coletânea de depoimentos das pessoas que realmente conviveram com Adopho Bloch como suas esposas, amigos, parentes, antigos funcionários e anônimos que fizeram parte do dia a dia do biografado. As histórias de Bloch estão divididas em 19 grandes fractais/capítulos, contendo outros pequenos fractais/histórias que tomam o maior como referência, num total de 158 abordagense perfis sobre o empresário, como seu lado amigo, judeu, inimigo, telespectador, imigrante, gráfico, dentre outros. <BIOGRAPHY> <MASS MEDIA> <BUSSINESMEN> <MAGAZINES> <TELEVISION> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> <COMMUNICATION PERSONNEL>


Gonçalo Junior

Alceu Penna e as garotas do Brasil : moda e imprensa - 1933 a 1975 Ao se mudar de Minas Gerais para o Rio de Janeiro em 1932, Alceu Penna (19151980) partiu em busca de um sonho: conquistar o Brasil como desenhista. Foi além. Tornou-se o primeiro e único brasileiro a publicar charges na badalada revista americana 'Esquire'; e ainda criou as roupas dos músicos do 'Bando da Lua', de Carmen Miranda. Mas Alceu ficou mesmo conhecido em todo o Brasil nas páginas de 'O Cruzeiro', uma das mais importantes publicações nacionais do século XX. Entre 1938 e 1964, ele ilustrou todas as semanas a coluna "As Garotas", que ajudou na emancipação das mulheres e na transformação da revista num fenômeno editorial. Esta biografia amplamente ilustrada revela sua vida e obra: o traço singular e a tipologia das letras que Penna estabeleceu influenciaram a imprensa, a publicidade, o design, a moda e o comportamento em todo país. E o transformaram no ícone de uma época de grande prosperidade e sonhos para os brasileiros. <WOMEN> <FEMINISM> <JOURNALISM> <DRAWER> <MASS MEDIA> <SOCIAL ASPECTS> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> LATBOOK BRASIL LTDA

Brandao, Ignácio de Loyola

Ruth Cardoso : fragmentos de uma vida Biografia da esposa do ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, que governou o país entre 1995 e 2002, Ruth Cardoso (1930-2008). A obra foi realizada a partir de entrevistas com a biografada, e contém diversos fatos e dados O livro acompanha a vida de Ruth Cardoso, que esteve no centro dos mais importantes acontecimentos culturais, intelectuais e políticos do país ao longo da segunda metade do século XX. Faz, também, um retrato da história recente do país, começando pela infância em Araraquara, interior de São Paulo nos anos 1940, passando pela capital paulista da década de 1950, e os turbulentos anos 1960, a saga dos exilados no Chile, na França, o retorno, a volta da democracia, os movimentos sociais e a política. São porém os detalhes e as circunstâncias pessoais da vida de Ruth Cardoso que emergem na publicação apresentando assim o seu lado humano. A obra contou ainda com a participação pessoal da ex-primeira-dama e antropóloga. <POLITICS AND GOVERNMENT> <POLITICIANS> <WOMEN IN POLITICS> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> <ANTHROPOLOGISTS> <CARDOSO, FERNANDO ENRIQUE> LATBOOK BRASIL LTDA

Sales, Teresa ; Dantas, Goimar

Cortez : a saga de um sonhador A trajetória de José Xavier Cortez, migrante nordestino, ex-lavrador e marinheiro que viveu diversas emoções até chegar a São Paulo e se transformar em um dos editores mais renomados do Brasil é narrada sob a ótica de dois olhares distintos nesta obra: o da socióloga Teresa Sales e o da jornalista Goimar Dantas. Protagonista de uma história singular, Cortez soube entregar-se de corpo e alma às suas vocações e desejos. Misto de sonhador e realizador, estudou e trabalhou arduamente, vencendo todos os tipos de adversidades, até conquistar uma posição privilegiada no mercado editorial brasileiro, se tornando um importante livreiro paulistano. A obra discorre sobre a vida e a trajetória do editor, sob a visão das duas profissionais, abordando temas como sua origem sertaneja, sua formação estudantil e sua carreira no mercado editorial, até a consequente consagração. O livro reúne ainda álbum de fotografias que ilustram a vida e obra do profissional. <BIOGRAPHY> <BOOK AND READING> <BUSSINESMEN> <PROFESSIONALS> <PUBLISHERS> <BRAZIL - HISTORY> LATBOOK BRASIL LTDA

Didier, Carlos

Nássara : passado a limpo

Este livro é uma crônica, um painel de vida e arte de Antonio Gabriel Nássara, compositor e caricaturista brasileiro. O autor apresenta um Nássara ser humano, homem da esquina, estilo boêmio clássico do Rio de Janeiro. Uma crônica sobre a vida - um painel de uma época - de um compositor e desenhista brasileiro do século XX.

<BIOGRAPHY> <CARICATURES AND CARTOONS> <DRAWER> <BRAZIL> <HUMOR> <COMMERCIAL ART>


CIENCIAS HUMANAS Bosi, Alfredo, 1936-

Ideologia e contraideologia : temas e variações Neste livro, o autor percorre seis séculos de história da civilização ocidental em busca dos momentos decisivos da luta intelectual entre dominados e dominadores. Atento às formulações da tradição hegeliano-marxista e sem descartar os clássicos da Sociologia (Max Weber, Mannheim), Alfredo Bosi investiga a dinâmica de antagônicos, discursos que moldaram a feição da sociedade, bem como suas singularidades culturais. Na primeira parte, o autor discorre sobre alguns autores das áreas de filosofia, política e literatura universais, destacando as estratégias contraideológicas que utilizaram para combater o pensamento hegemônico. Em seguida, volta-se para o Brasil analisando as interseções com a cultura ocidental e detendo-se em figuras, como Joaquim Nabuco e Celso Furtado. O capítulo final tenta desatar o nó ideológico que reconhece na obra do escritor brasileiro Machado de Assis. <LITERARY CRITICISM> <HISTORY AND CRITICISM> <PHILOSOPHY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Pontes, Heloisa

Intérpretes da metrópole : história social e relações de gênero no teatro e no campo intelectual, 1940-1968 Para compreender como São Paulo se tornou, entre 1940 e 1960, um moderno polo do teatro brasileiro, é preciso que a análise se estenda para além do universo teatral. Abordando o teatro da época em suas conexões com a cidade, a universidade e a cena intelectual paulista e com as questões de gênero, a autora estuda aqui esta questão. Abrangendo o período que vai de 1940 até os últimos anos da década de 1960, ela analisa a cena intelectual em São Paulo, fazendo um estudo comparativo entre os intelectuais paulistas da revista 'Clima' e os "nova-iorquinos" nucleados pela 'Partisan Review'. Compara, as trajetórias de três importantes críticas e escritoras: Lúcia Miguel Pereira, Patrícia Galvão e Gilda de Mello e Souza. Em relação ao teatro brasileiro, analisa a trajetória das “grandes damas”, comparando-as com as intelectuais, e destaca a participação dos franceses Louis Jouvet e de Décio de Almeida Prado e Cacilda Becker para a consolidação do teatro. <THEATRE> <DIRECTORS AND PRODUCERS> <VARIETY SHOWS> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> <SAO PAULO, BR> <ACTORS AND ACTRESSES> <CULTURAL ASPECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Mello, Frederico Pernambucano de, -1947

Estrelas de couro : a estética do cangaço O cangaço, fenômeno ocorrido no final do século XIX e início do século XX no nordeste brasileiro, configurou suas origens em questões sociais e fundiárias, caracterizando-se por ações violentas de grupos ou indivíduos isolados: assaltavam fazendas, sequestravam coronéis e fazendeiros e saqueavam armazéns. A figura mais conhecida do movimento foi Virgulino Ferreira da Silva (1898-1938), o Lampião. Este livro faz um ensaio reunindo grande número de fotografias, informações, dados e curiosidades sobre a importância e características das vestes e dos adornos dos cangaceiros na dura rotina dos "guerreiros do sertão". O autor faz um relato detalhado do início do cangaço, rotina dos cangaceiros, a religiosidade, até o conceito e contextualização dos trajes por eles utilizados: as guarnições, armas, aneis, lenços, bolsas, e todos os tipos de incrementos usados pelo Cangaço estão aqui presentes. A obra acompanha prefácio do escritor Ariano Suassuna. <ESTHETICS> <DECORATION AND ORNAMENT> <OFFENDERS> <NORTHEAST> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY> <SOCIAL RESEARCH> <PROTEST MOVEMENTS>


Cabalzar, Aloisio

Manejo do mundo : conhecimentos e práticas dos povos indígenas do Rio Negro, noroeste amazônico Esta publicação visa delinear, planejar e implementar uma experiência alternativa de formação superior indígena e intercultural na região do rio Negro, na Amazônia. Propicia desta forma um diálogo entre várias concepções indígenas sobre os manejo de recursos naturais, as práticas de observação da natureza na constituição de calendários ecológicos indígenas, e o ciclo de vida dos animais e das pessoas; além de abordar outros temas como as práticas de manejo ambiental que vêm sendo desenvolvidos pelas associações indígenas locais, e os discursos e articulações com diversos atores sejam cientistas, políticos, sociedade civil em torno da problemática das mudanças climáticas. A publicação está dividida em cinco blocos temáticos: "Manejo do mundo", "Ciclos de vida e mudanças climáticas", "Peixes e animais", "Paisagens florestais e agroflorestais" e "Pesquisa indígena e intercultural". <NATIVES> <NATURAL RESOURCES> <BRAZIL> <ECOLOGY> <NATURE CONSERVATION> <INDIANS> <CULTURAL ASPECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Carneiro, Maria Luiza Tucci, -1968 ; Croci, Federico

Tempos de fascismos : ideologia, intolerância, imaginário Reúne estudos dos 'Seminários sobre Fascismo' ocorridos entre 2005 e 2008, e a ata do 'Seminário II – Intolerância em Tempos de Fascismo', realizados na Universidade de São Paulo em 2006. Aqui, o fascismo e a intolerância são examinados sob as experiências particulares em países da Europa e da América Latina. O livro é dividido em 4 partes: "A Negação da Diferença", desenvolve um pensamento crítico sobre o tema; "O Estado Novo Salazarista e os Inimigos do Regime", discute as fórmulas de ação cultural e de propaganda política do regime; "O Estado Fascista Italiano: Intolerância, Repressão e Controle Social", trata das suas ações sobre a vida privada, pública e política, o racismo e seus reflexos na imprensa, além de um texto dos circuitos do antifascismo anarquista feminino; e "Vozes da Intolerância" que discorre sobre o fascismo no Brasil, as influências sobre o samba, a expulsão de judeus durante o governo Vargas (1937-1945), entre outros temas. <CONGRESSES AND CONVENTIONS> <DICTATORSHIP> <FASCISM> <RACE DISCRIMINATION> <BRAZIL - HISTORY> <EUROPE HISTORY> <POLITICAL VIOLENCE> <TORTURE AND OTHER CRUEL TREATMENT> LATBOOK BRASIL LTDA

Matta, Roberto da

Fé em Deus e pé na tábua : ou como e por que o trânsito enlouquece no Brasil O trânsito nas grandes cidades brasileiras é unanimemente considerado caótico – com uma alta carga de agressividade e violação das leis que causam um grande número de acidentes e mortes. À parte a responsabilidade do Estado pela manutenção das estradas e ruas, tanta tragédia sobre rodas pode ser atribuída principalmente à cultura do brasileiro em dispor do espaço público como seu e de mais ninguém. “Fechar”, “furar” e “dar um balão” são as versões do popular “jeitinho brasileiro” usadas por motoristas no dia a dia. O outro, aquele que é desconhecido, visto sempre como inimigo, é um sintoma do comportamento do brasileiro. O estudo da dinâmica do sistema de trânsito e como atuam e o que pensam seus atores (pedestres, motoristas, caminhoneiros, motoqueiros, ciclistas) deram origem a esta obra do antropólogo Roberto Da Matta.

<VIOLENCE> <BRAZIL> <SOCIAL ASPECTS> <AUTOMOBILES> <URBAN TRAFFIC> <TRANSIT>


Reis, Joao José, -1952 ; Gomes, Flávio dos Santos ; Carvalho, Marcus J. M. de

O alufá Rufino : tráfico, escravidão e liberdade no Atlântico Negro (c. 1822 - c. 1853) Este livro, escrito a seis mãos por especialistas na história da escravidão no Brasil, reconstitui a movimentada biografia de Rufino José Maria e faz uma abrangente análise do contexto histórico do Brasil e da África no século XIX. Nascido no antigo reino africano de Oyó, escravizado na adolescência por um grupo étnico rival, adquirido por traficantes brasileiros e levado para Salvador da Bahia, o protagonista destas fascinantes páginas da história do Brasil teve sua biografia dividida pelo oceano. A vida de Rufino foi plena de aventuras e desventuras. Após conseguir sua alforria, tornou-se cozinheiro assalariado de navios negreiros e, na maturidade, no Recife, alcançou o posto de alufá, guia espiritual da comunidade de negros muçulmanos. <BLACK PEOPLE> <COMMERCE> <SLAVERY> <BRAZIL - HISTORY> <NINETEENTH CENTURY> <AFRICA - HISTORY> <SLAVES> LATBOOK BRASIL LTDA

Mello, Evaldo Cabral de, 1936O Brasil holandês (1630-1654)

Este livro apresenta os trechos mais importantes dos livros, documentos e cartas do domínio holandês no Brasil (1630-1654) desde as primeiras invasões até sua derrota e expulsão das terras brasileiras. Aborda a chegada dos primeiros holandeses, a conquista de Olinda e Recife, o governo de Maurício Nassau (1637-1644), a economia do período, até a Insurreição Pernambucana (1644-1654) movimento que expulsou os holandeses do Brasil, integrando as forças lideradas pelos senhores de engenho André Negreiros, João Vieira, pelo afrodescendente Henrique Dias e pelo indígena Felipe Camarão. Como pano de fundo, acompanha-se a radical modernização do Recife, Pernambuco, com a sua nova arquitetura, costumes e diversidade populacional, que incluía calvinistas e judeus de origem portuguesa vindos dos Países Baixos. Os documentos aqui expostos vêm acrescidos de comentários do historiador Evaldo Cabral de Mello. A obra contém ainda glossário e cronologia. <COLONIZATION> <BRAZIL - HISTORY> <POLITICAL ASPECTS> <SEVENTEENTH CENTURY> <COLONIAL PERIOD> <PORTUGAL HISTORY> <ARMED CONFLICTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Azevedo, Celia María Marinho de

Maçonaria, anti-racismo e cidadania : uma história de lutas e debates transnacionais É possível encontrar duas histórias pouco conhecidas e entrelaçadas: a história transnacional da maçonaria como canal acessível social de formação política, cultural do cidadão; e a história da presença de negros nas altas esferas da sociedade brasileira na era da escravidão. Homens importantes, chamados de “pessoas de cor”, foram também maçons, o caso de três personagens desta obra: Francisco Ge Acaiaba Montezuma, o Visconde de Jequitinhonha, introdutor do Rito Escocês entre maçons brasileiros; Francisco de Paula Brito, jornalista e editor, fundador da sociedade literária Petalógica; e Joaquim Saldanha Marinho, líder republicano e grão-mestre do Grande Oriente do Brasil. Ao enfrentar este desafio acenado pela história da maçonaria e a história dos negros que se destacaram no mundo das elites brancas no século XIX. Contém temas como abolicionismo, racismo e anti-racismo, sendo presentes em debates e lutas de maçons do Brasil, da França e EUA. <HISTORY> <BLACK PEOPLE> <BRAZIL> <SOCIETY> <RACE DISCRIMINATION> <UNITED STATES> <FREEMASONS> <FRANCE> <ABOLITION> LATBOOK BRASIL LTDA

Costa, Jurandir Freire

O ponto de vista do outro : figuras da ética na ficção de Graham Greene e Philip K. Dick Este trabalho debate a questão da ética pelo viés da criação literária. Para isso, Jurandir explora os conflitos morais dos personagens de dois ficcionistas contemporâneos, Graham Greene e Phillip K. Dick, conhecidos como autores de obras de entretenimento (histórias de aventuras, espionagem e melodramas), mas que demonstram preocupações acerca do discernimento moral em nossa sociedade. O autor faz um passeio pelas vicissitudes da criação literária, da indagação mística, dos grandes embates do pensamento contemporâneo, da investigação psicanalítica e - como pano de fundo - do desafio ético da nossa cultura. <LITERARY CRITICISM> <AUTHORS, AMERICAN> <BRAZILIAN AUTHORS> <ENGLISH AUTHORS>


COMUNICACIONES Bragança, Aníbal ; Abreu, Márcia

Impresso no Brasil : dois séculos de livros brasileiros Este livro reúne vários ensaios sobre o percurso da produção editorial brasileira durante seus dois séculos de história. A primeira parte da obra "Uma nova história editorial brasileira: editores, tipógrafos e livreiros" trata de editores, tipógrafos e livreiros, e a segunda, "Cultura letrada no Brasil: autores, leitores e leituras", de autores e leitores. Assim, por meio de temas como periodismo e vida literária em Manaus, Amazonas; circulação de cultura letrada e emergência da comunidade de leitores em Santa Catarina; os primeiros livros brasileiros; as pequenas e médias editoras diante do monopólio editorial do país; ditadura militar (1964-1985) e a censura aos livros; análise da obra de Paulo Coelho e Monteiro Lobato, constrói-se um retato multifacetado que expõe as peculiaridades da origem, os desafios do transcurso e o panorama que se descortina para esse elemento essencial da vida literária e cultural do Brasil. <MARKETS> <BOOK AND READING> <PUBLISHERS> <BRAZIL - HISTORY> <MARKETING> <BRAZILIAN LITERATURE> <READING BOOKS> <CULTURAL ASPECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Santaella, Lucia

A ecologia pluralista da comunicação : conectividade, mobilidade, ubiquidade

A obra associa o termo “ecologia” às relações comunicacionais e reflete acerca das constantes mudanças na área. A autora afirma que a constituição progressiva de uma ecologia midiática salta à vista. Tanto é assim que, com crescente frequência, o campo da comunicação está fazendo uso da palavra ‘ecologia’ e da descrição dos seus processos para autocaracterizar-se.

<MASS MEDIA> <BRAZIL> <ECOLOGY> LATBOOK BRASIL LTDA

Rocha, Maria Eduarda da Mota

A nova retórica do capital : a publicidade brasileira em tempos neoliberais Entender a publicidade como a retórica do capital é reconhecer sua enorme importância na vida cultural e política das sociedades industrializadas. A autora analisa neste livro a publicidade brasileira contemporânea a partir das relações entre o contexto político-econômico nacional, o campo publicitário e os anúncios, articulando, assim, dimensões do fenômeno tratadas em separado. A proposta é identificar a origem e as implicações de uma nova retórica do capital, de grande peso na publicidade brasileira contemporânea, marcada por estratégias narrativas que têm como centro os conceitos de qualidade de vida e de responsabilidade social. Essas ideias, predominantes na publicidade brasileira de hoje, são uma tentativa de conciliar, pelo menos no plano retórico, os interesses do capital e o bem-estar coletivo e individual. <ECONOMICS> <BRAZIL> <ECONOMIC ASPECTS> <ADVERTISING> <PROPAGANDA> <NEW INTERNATIONAL ECONOMIC ORDER>


Strzoda, Michelle

O Rio de Joaquim Manuel de Macedo : jornalismo e literatura no século XIX : antologia de crônicas Esta obra analisa a produção do escritor como cronista, a partir da reunião de algumas de suas principais obras do gênero. Um passeio pelo Rio de Janeiro, de 1862, entre outras crônicas publicadas durante os quase 30 anos em que atuou na imprensa. Com seu olhar ágil e criativo, Manuel Macedo desenhou o Rio de Janeiro do século XIX em toda sua rica diversidade de sua geografia física e humana, seus monumentos e personagens, seus caminhos e seu jeito peculiar. Fez dialogar a história oficial e os pequenos fatos cotidianos na cidade, se tornando até a atualidade um dos mais importantes nomes dos cronistas que marcaram a vida e o contexto cultural e histórico do Rio de Janeiro. O livro acompanha dois capítulos que embasam o momento cultural e literário da época "Panorama da produção jornalística-literária no período romântico" e "Escritos ao correr da pena: a emancipação do romance folhetim e da crônica no cenário carioca". <SHORT STORIES> <CITIES AND TOWNS> <JOURNALISTS> <BRAZIL - HISTORY> <NINETEENTH CENTURY> <RIO DE JANEIRO, BR> <WRITERS> <CULTURAL ASPECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Baitello Junior, Norval

A serpente, a maçã e o holograma : esboços para uma teoria de mídia .

O presente livro tem como preocupação delinear alguns cenários reflexivos e críticos em diálogo com pensadores como Vilém Flusser, Harry Pross e Aby Warburg, precursores ou propositores de outra teoria da comunicação e de uma teoria das imagens mediáticas. Em torno desses autores gira a temática do livro, esboçando elementos para uma Teoria da Mídia como tentativa de ler em profundidade, muito além das superfícies e muito além do imediatismo apressado como imperativo inevitável da mídia, mas que acaba contaminando também os seus estudos.

<SYMBOLISM> <MASS MEDIA> <BRAZIL> <INTERCULTURAL COMMUNICATION> <INFORMATION THEORY> LATBOOK BRASIL LTDA

Ramos Júnior, José de Paula ; Deaecto, Marisa Midori ; Martins Filho, Plinio Paula Brito : editor, poeta e artífice das letras

Este livro ilustra e confirma a importância de Paula Brito (1809-1861), editor, jornalista, escritor, poeta, dramaturgo, tradutor e letrista que trabalhou em diversas tipografias e fundou a "Sociedade Petalógica", que teve como membro ilustre o escritor Machado de Assis. Apesar de a atividade editorial ser sua atividade mais conhecida, os ensaios deste livro mostram que Paula Brito atuou também em outras áreas: foi pioneiro do jornalismo cultural brasileiro com o jornal 'A Marmota', foi o primeiro empresário negro do país e também poeta, sendo sua produção literária investigada criticamente pela primeira vez. No final do livro, também há uma síntese de sua produção editorial, com um catálogo elaborado a partir do trabalho de Eunice Ribeiro Gondim. <BIOGRAPHY> <BLACK PEOPLE> <PRESS> <MASS MEDIA> <PUBLISHERS> <BRAZIL - HISTORY> <TWENTIETH CENTURY>


Olivieri, Cristiane ; Natale, Edson

Guia brasileiro de produção cultural 2010-2011 Somos sujeitos culturais e podemos produzir cultura e preservá-la. Essa é uma das premissas do Guia brasileiro de produção cultural 2010–2011, que completa dezesseis anos de existência consolidando-se como instrumento de educação e profissionalização da atividade cultural brasileira. O Guia traz a participação de consultores especializados, reúne informações sobre direito do autor; planejamento; comunicação; questões jurídicas, internacionais e financeiras; terceiro setor; endereços e contatos de teatros, gravadoras e instituições culturais; além de dicas e sugestões. Traz ainda artigos, entrevistas e relatos de artistas, pesquisadores, críticos, gestores e produtores culturais. <CULTURE> <BRAZIL> <GUIDES> <CULTURAL POLICY> <CULTURAL DEVELOPMENT> <LEGAL ASPECTS> <ART> LATBOOK BRASIL LTDA

Marão, José Carlos ; Ribeiro, José Hamilton Realidade revista

Este livro pretende desvendar a fórmula utilizada pela equipe de redação da revista 'Realidade' (1966-1976). O trabalho faz uma análise dos métodos adotados pela redação da revista, que teve seu auge durante a ditadura militar no Brasil (1964-1975), traz histórias de bastidores de algumas de suas matérias e revela casos até então desconhecidos de muitas reportagens. Segundo a obra, sua principal característica era a abordagem criativa, às vezes com relatos em primeira pessoa, de temas considerados tabus, como divórcio, sexo na juventude, pílula anticoncepcional, celibato na igreja, educação sexual para crianças e jogo do bicho, entre vários outros. O livro, dividido por temas, reúne as melhores e mais conhecidas reportagens da revista, traz, em cada capítulo, três tipos de texto - a apresentação, que explica como a revista tratava aquele assunto; as reproduções de matérias da época e os bastidores de cada reportagem. <MILITARY GOVERNMENT> <JOURNALISM> <DICTATORSHIP> <JOURNALISTS> <SOCIAL ASPECTS> <BRAZIL - HISTORY> <POLITICAL ASPECTS> <TWENTIETH CENTURY> LATBOOK BRASIL LTDA

Santaella, Lucia ; Nöth, Winfried

Estratégias semióticas da publicidade

Este livro busca detectar as estratégias utilizadas pela comunicação de produtos e nos produtos de comunicação e compreender as variadas camadas de influências emocionais e culturais que agem sobre o consumidor. A partir da semiótica esta obra discute como, por quais meios e para quais fins os signos publicitários falam.

<SYMBOLISM> <COMMUNICATION> <BRAZIL> <ADVERTISING> <PROPAGANDA> <SEMIOTIC> LATBOOK BRASIL LTDA

EX- : 1973-1975 Produzido mensalmente entre 1973 e 1975, o jornal 'EX-' foi um dos expoentes da mídia alternativa no Brasil durante a ditadura militar no país (1964-1984), reconhecido por suas reportagens aprofundadas, textos ácidos e imagens provocativas. Esta publicação traz 20 números em versão fac-símilar do periódico, com as 16 edições que foram às ruas sob o nome 'EX-', além de outros quatro cadernos que, para fugir da censura tiveram que adotar outros nomes para serem publicados: a 17ª edição, chamada 'O melhor do EX-', recolhida na época pelos militares, 'Ex-tra' que contou com o ativista Dom Paulo Evaristo Arns, 'Leia mais um', que estampou na capa um logotipo igual ao da Coca-Cola para enganar a censura; e ainda a edição inédita, com textos de ex-editores contando a história do jornal, com fotos de época e depoimentos. A obra contextualiza assim o verdadeiro desafio que foi produzir esse tipo de publicação durante a repressão e a censura no país. <MILITARY GOVERNMENT> <CENSORSHIP> <JOURNALISM> <DICTATORSHIP> <JOURNALISTS> <BRAZIL - HISTORY> <ARTISTIC MOVEMENTS> <PROTEST MOVEMENTS>


CUENTOS E CRONICAS Trevisan, Dalton Desgracida .

Reúne microcontos e cartas do autor, em tons curtos e polêmicos, envolvidos de acidez, humor negro e sexualidade. É dividido em duas partes bem distintas. Na primeira, "Ministórias" é apresentada uma seleção de textos inéditos do escritor paranaense. São, ao todo, 90 microcontos ou microhistórias, um gênero literário em que o autor se especializou. Essa narrativa curtíssima é fruto da idéia de Trevisan, de que ele só chegaria à perfeição literária quando compusesse histórias completas com apenas duas ou três linhas. Na segunda parte "Mal traçadas linhas" são apresentadas 14 cartas escritas num período de 30 anos, dos anos 1960 aos anos 1990, e têm como destinatários figuras famosas do meio literário e também alguns anônimos, conhecidos nos textos apenas por pronomes de tratamento. <SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS> <LETTERS> LATBOOK BRASIL LTDA

Alves, Rubem, 1933-

A pedagogia dos caracóis

Em um dos textos que fazem parte deste livro, Rubem Alves conta sobre um educador que, ao ver um caracol, tem uma inspiração pedagógica e passa a buscar a virtude da vagareza. Afinal, ele conclui, talvez chegar na frente não seja tão importante. Talvez o ir seja mais educativo que o chegar. É essa pedagogia dos caracóis que permeia os textos reunidos nesta coletânea. Rubem Alves faz no livro um apelo pela leveza na educação e pelo respeito ao olhar infantil. Na visão sua visão, o professor, antes de ensinar saberes, tem de provocar o amor, e a escola deve ser um espaço feito de sonhos, onde os alunos aprendam o prazer de ler, escrever e contemplar a natureza.

<STUDY AND TEACHING> <PEDAGOGY> <BRAZIL> <EDUCATORS> <SOCIAL DEVELOPMENT> <TEACHING METHODS> LATBOOK BRASIL LTDA

Oliveira, Guga de

A vida é um show Conhecido pelo trabalho no mercado audiovisual brasileiro, o autor reuniu na presente publicação as histórias que se passam por detrás das câmeras, os momentos importantes e lembranças de sua vida pessoal. Ex-office-boy da Empresa Aérea Varig , crítico de cinema, modelo-ator, locutor, gerente da editora Abril, publicitário em várias agências, premiado no Brasil e no exterior, ele relata na presente obra, de uma forma bem humorada, os episódios engraçados, marcantes e desconhecidos da televisão brasileira. Embora sejam histórias aparentemente avulsas, elas traçam, no conjunto, a trajetória de dois irmãos criados em condições precárias e sem acesso à educação formal que chegaram aos postos mais elevados da televisão brasileira. <MASS MEDIA> <TELEVISION> <DIRECTORS AND PRODUCERS> <BRAZIL - HISTORY> <COMMUNICATION PERSONNEL> <TELEVISION PROGRAMMES> <AUTOBIOGRAPHIE>

Moura, Diógenes

Ficção interrompida : [uma caixa de curtas]


Escrito a partir de fatos reais e outros fictícios onde as sensações da vida urbana aparecem vazadas de forma rigorosa e, ao mesmo tempo econômica, nos contos da presente obra muitas vezes ultrapassa a parede da memória para conduzir seus personagens e as cidades onde eles vivem para uma narrativa ficcional repleta de questionamentos diante da condição humana que vive e sangra entre tormento e doçura. São contos curtos, pequenos filmes, marcados pela inquietação do autor em não ter até hoje encontrado respostas para o drama e o destino de cada um dos seus personagens, a grande maioria deles anônimos, identificados apenas pelas iniciais dos seus nomes. Todos vivem em cidades diferentes e vivem numa mesma cidade. Suas vidas são sinônimas: dentro do carro, atendendo ao telefone, com fome na beira de um rio, voando numa moto para matar o amante da mulher. O autor também publicou "Cosmos: três olhares sobre a Rússia" (2007). <SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Prata, Antonio, -1978

Meio intelectual, meio de esquerda

Um sofá encalhado no mangue, uma coifa uruguaia, os trocadilhos nos nomes dos pet shops, o bairro de Perdizes em São Paulo, o jogador de futebol Ronaldo, os mictórios cheios de gelo dos restaurantes, o salto mortal sem rede que o amor exige dos apaixonados, a casa de um morador de rua, um sorvete de cheesecake, o barulho das marretadas de um apartamento em reforma. Estes são alguns dos temas presentes nas crônicas deste livro, retiradas do jornal 'O Estado de S. Paulo', que o autor escreve, entre os anos de 2004 e 2010. Dos contos presentes, destaque para "A verdade sobre o Partido dos Trabalhadores e os transgênicos", "Janela indiscreta", "Dogma na brase", "Diga trinta e três" e "O Brasil na faixa". O autor também publicou a obra "Adulterado" (2009).

<SHORT STORIES> <NEWSPAPER ARTICLES> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Silva, Deonísio da, -1948 A placenta e o caixão

Neste livro de crônicas originalmente publicadas em periódicos, como as revistas "Época" e "Isto é", os jornais "Zero Hora" e "Jornal do Brasil" e websites como "Observatório de Imprensa", o autor reafirma a sua definição do crítico, debatendo os conformismos e absurdos do cotidiano moderno. Aqui ele critica o conformismo inoculado, como um vírus, nos intelectuais brasileiros e os burocratas, se portando como um leitor da ficção contemporânea brasileira, e expondo sempre suas preferências. A história, notícias, costumes, lembranças, mesmo as insignificâncias do dia a dia não escapam da visão do autor, que argumenta também sobre futebol, jornalismo, justiça social, literatura brasileira, os "incidentes" e "mistérios" da política, ou ainda a democracia brasileira. O autor já venceu o Prêmio Internacional Casa de Las Américas pelo romance "Avante, soldados: para trás" (1992) e também publicou a obra "Teresa D'Ávila: namorada de Jesus" (1997). <SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS>


Ramos, Nuno

O mau vidraceiro

O presente livro reúne 61 contos em que o artista plástico consagrado e escritor premiado Nuno Ramos matura o domínio dos seus meios literários, levando a arte fundamentalmente moderna da micronarrativa a um grau de apuro poucas vezes alcançado, o autor abrange temas diversos, desde a realidade mais imediata à metafísica, passando pela política. Contém contos como: "Deusa gorda", "Metáforas", "Nínguém" e "Os lutadores". O autor ganhou o Prêmio Portugal Telecom de Literatura em 2008 pela obra "Ó" (2008), e também publicou "Cujo" (1993) e o "Pão do corvo" (2001).

<SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Garcia, Alessandro

A sordidez das pequenas coisas

Os personagens dos contos presentes na obra são pessoas comuns que passaram por experiências também estritamente comuns. No entanto, através da prosa de Alessandro Garcia, exibem suas heranças de dores e conquistas, e acabam tornando-se singulares em suas trajetórias e micromundos.

<SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Brasiliense, Leonardo, -1972 Três dúvidas : novelas

São três novelas. Na primeira, um homem recém-aposentado se vê sozinho no quintal de casa, olhando para dois limoeiros gastos e um poço sem uso, descartado do curso do tempo no qual se movem sua mulher, seu irmão, sua cunhada, as pessoas que ocupam as ruas em seus quefazeres. Na segunda, um jovem do interior se perde num labirinto de ameaças em Porto Alegre depois de buscar uma indiazinha boliviana no aeroporto. Como numa caixa de más surpresas, uma situação engendra a próxima para dissolvê-la minuciosamente até deixá-la reduzida a uma consciência tomada de pavor. Na terceira novela, um jornalista está prestes a dar um salto na carreira com uma matéria bombástica que, acredita, irá transformálo no repórter mais importante do jornal. Mas um acidente na estrada transforma a realidade em destroços e as pessoas em espectros. O autor também Publicou "Adeus contos de fadas" (2006), obra que ganhou o Prêmio Jabuti de melhor livro juvenil em 2007. <FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS>


Ronaldo Correia de

Retratos imorais

Divididos em três seções, como a exposição de retratos numa galeria, os contos da presente publicação mostram figuras de homens e mulheres despedaçados, assombrados pela memória e pelo impacto do presente. Mãe e filho numa relação obsessiva, um garoto que sonha o grande mundo, um cirurgião que no momento crítico se sente paralisado. A obra reúne assim 22 contos em que o autor trabalha com o conceito da imagem e da memória. Uma fotografia que pode registrar vários elementos e que tanto documenta o trivial como sugere caminhos para a imaginação. A fagulha, aqui, surge de recordações de infância, do convívio familiar, outras obras de arte e de histórias ouvidas nos hospitais em que o escritor coletou exercendo sua profissão de médico. O autor já venceu o Prêmio São Paulo de Literatura em 2008 pela obra "Galileia" (2008) e também publicou "Livro dos homens" (2005). <SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Santiago, Silviano, -1938 Anônimos : contos

Mergulhados em brasilidades, os personagens dos contos presentes nesta obra desfilam por itinerários que mesclam o real ao fictício. Nos cenários da maioria dos contos, bares, apartamentos, parques e ruas de diversas cidades do Brasil fazem o palco das narrativas e personagens aqui presentes. O autor ganhador do Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura (2010) pelo conjunto de sua obra, é escritor, poeta, professor, crítico literário e ensaísta. Venceu três vezes o prêmio Jabuti com "Em liberdade" (1982), "Uma história de família" (1993) e "Keith Jarrett no Blue Note" (1997). Pelo romance "Heranças" (2008), recebeu o Prêmio ABL de Ficção 2009 e ficou entre os finalistas do Jabuti e do Portugal Telecom.

<SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS>


ECONOMIA ADMINISTRACION Oliveira Junior, Moacir de Miranda

Multinacionais brasileiras : internacionalização, inovação e estratégia global

Esta obra apresenta casos de sucesso de multinacionais brasileiras, resultados de pesquisas quantitativas e a teoria que visa ajudar os empresários brasileiros a enfrentar de forma qualificada os desafios da atuação em mercados internacionais.

<TRANSNATIONAL CORPORATIONS> <ECONOMIC POLICY> <BRAZIL> <PRIVATE ENTERPRISES> <INTERNATIONAL ECONOMY> <INTERNATIONAL TRADE> <NEW INTERNATIONAL ECONOMIC ORDER> LATBOOK BRASIL LTDA

Silveira, Alexandre Di Miceli da

Governança corporativa no Brasil e no mundo : teoria e prática Este livro apresenta a governança corporativa sob as perspectivas teórica e prática. Do ponto de vista teórico, discute os motivos que levam os mecanismos de governança a serem fundamentais para as companhias. Entre os aspectos abordados, destaca-se a teoria do agente-principal, a discussão sobre a função-objetivo das empresas, o impacto das questões legais e de proteção aos investidores sobre a governança e os resultados dos principais estudos realizados na relação entre governança corporativa e criação de valor. Do ponto de vista prático, apresenta a evolução do tema no Brasil e nos principais mercados de capitais do Mundo, como Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França e Japão. Por fim, apresentando casos de fracassos empresariais associados a problema de governança, como Enron, Parmalat, Banco Nacional e Agrenco, entre outros, além de identificar sinais de alerta e principais lições aprendidas. <BRAZIL> <ADMINISTRATION> <STUDY OF CASES> <PRIVATE ENTERPRISES> <WORK ORGANIZATION> <ORGANIZATIONAL STRUCTURE> LATBOOK BRASIL LTDA

Arnt, Ricardo

O que os economistas pensam sobre sustentabilidade Diante dos cenários climáticos divulgados pela ciência nos últimos anos, o desenvolvimento econômico não pode mais ignorar suas externalidades e efeitos. Impõe-se à sociedade, a defesa e a conservação do patrimônio natural, dos bens e dos recursos. Neste livro, 15 economistas discutem as teses de sustentabilidade em entrevistas, mostrando por que as aceitam ou refutam e o que consideram necessário, viável ou utópico, refletindo também sobre as críticas ambientalistas à teoria econômica. Desse painel sobressai o consenso de que, para se alcançar o desenvolvimento sustentável, a qualidade do debate precisa evoluir e superar impasses. O que os economistas pensam sobre sustentabilidade reúne depoimentos sobre a nova agenda climática e as estratégias para o enfrentamento da crise ambiental que ameaça o futuro. Destaque para o artigo de Maílson da Nóbrega sobre a visão economicista errada sobre a exploração da Amazônia na década de 1970. <ECONOMIC POLICY> <BRAZIL> <ECOLOGY> <ECONOMIC ASPECTS> <ECONOMISTS> <NATURE CONSERVATION> <ENVIRONMENTAL DEGRADATION> <ENVIRONMENTAL PROTECTION>


Costin, Cláudia

Administração pública

Para além das definições conceituais relativas a cada tema abordado, há em cada capítulo o histórico do Estado e da Administração Pública brasileira no que se refere ao assunto, contém também questões e uma bibliografia complementar.

<ADMINISTRATIVE LAW> LATBOOK BRASIL LTDA

Eboli, Marisa

Educação corporativa : fundamentos, evolução e implantação de projetos

Este livro foi elaborado para estimular a reflexão sobre a importância da educação na sociedade contemporânea e apoiar a implantação de projetos de educação corporativa em quaisquer tipos de organizações.

<HUMAN RESOURCES> <BRAZIL> <MANAGEMENT> <PRIVATE ENTERPRISES> <MANAGEMENT> <PERSONNEL MANAGEMENT> LATBOOK BRASIL LTDA

Andrews, Christina W. ; Bariani, Edison

Administração pública no Brasil : breve história política .-Este livro analisa os momentos definidores da administração pública no Brasil em diferentes períodos da história para apresentar um panorama amplo das mudanças e continuidades do século XVI até o final do século XX. Os capítulos que compõem a obra salientam temas marcantes da administração pública brasileira onde é apresentado um contexto político. A publicação divide-se em duas partes. A primeira trata do "passado" da administração pública no Brasil, onde é apresentada uma visão panorâmica do Período Colonial (1500-1808) até a República Velha (1889-1930). Na sequência seguem os capítulos que analisam as principais reformas administrativas a partir dos anos 1930. A segunda parte aborda sobre o "presente" ou seja das tendências que emergiram com maior nitidez dos últimos vinte anos, e os que correspondem à atual fase da administração pública brasileira representada pela participação dos cidadãos na descentralização administrativa. <POLITICS AND GOVERNMENT> <PUBLIC ADMINISTRATION> <PUBLIC FINANCE> <BRAZIL - HISTORY> <POPULAR PARTICIPATION> <SOCIAL PARTICIPATION> LATBOOK BRASIL LTDA

Vasconcelos, Isabella Francisca Freitas Gouveia de ; Vasconcelos, Flávio Carvalho de Paradoxos nas empresas : múltiplas perspectivas

Esta coletânea divido em 5 partes: A Parte I traz definições do conceito "paradoxos organizacionais´ segundo diversas correntes e situa a temática paradoxos e mudanças em termos teóricos A Parte 2 apresenta a teoria dos recursos da firma (Resource Based View). Já a Parte 3 trata dos paradoxos que envolvem a identidade organizacional, a identidade dos indivíduos no trabalho e a identidade do pesquisador. A Parte 4 engloba análises envolvendo a temática paradoxos e sociedade, além de fornecer um panorama sobre a educação popular e a agricultura no semiárido nordestino brasileiro. Por fim, na Parte 5 são analisadas as interfaces entre as temáticas paradoxos e os discursos e as práticas de marketing, paradoxos, marketing e inovação e, no ensaio teórico final, paradoxos e o consumo de produtos falsificados. <ENTERPRISES> <BRAZIL> <ORGANIZATION> <PERSONNEL MANAGEMENT>


Lazzarini, Sérgio G.

Capitalismo de laços : os donos do Brasil e suas conexões Neste livro, o autor explica a dinâmica do capitalismo no Brasil. Lazzarini desvenda o poder dos relacionamentos entre os donos das empresas brasileiras e abre discussão para os prós e contras decorrentes da participação do Estado na economia. O autor evidencia que a influência do poder econômico associado a interesses corporativos podem intensificar o desempenho de empresas ligadas direta ou indiretamente ao governo. Além disso, o autor explica como as privatizações iniciadas no governo de Fernando Henrique Cardoso, o crescimento das relações comerciais com o exterior e a entrada de capital estrangeiro no Brasil foram fatores cruciais para o fortalecimento do capitalismo e para a evolução da economia brasileira no cenário global. <ECONOMIC POLICY> <CAPITALISM> <ECONOMIC DEVELOPMENT> <BRAZIL> <ECONOMIC PLANS> <PRIVATIZATION> <FOREIGN RELATIONS> LATBOOK BRASIL LTDA

Giambiagi, Fabio ; Tafner, Paulo

Demografia : a ameaça invisível Neste livro os autores mostram como a Previdência Social no Brasil, pode trazer segurança para a população e ainda render valores imensuráveis para o desenvolvimento do país numa discussão voltada à transformação da previdência social. A obra mostra que aumentar a idade de aposentadoria para níveis mais próximos aos dos países desenvolvidos trazem a outros indicadores do país uma mudança positiva a longo prazo. Eles propõem uma reforma social, onde os estímulos do país estarão voltados à produtividade e a proteção previdenciária direcionada para apoiar os trabalhadores de menor renda. Tais transformações segundo os autores trarão crescimento econômico pro pais, sem prejuízos pro mercado de trabalho e melhorias a distribuição de renda. Evidenciam razões para a população brasileira encarar tal mudança como uma oportunidade que levará a um desenvolvimento duradouro. Além disso, relembram fatos importantes e interessantes esquecidos pela população. <POLITICS AND GOVERNMENT> <SOCIAL POLICY> <PUBLIC ADMINISTRATION> <DEMOGRAPHY> <PUBLIC WELFARE> <BRAZIL HISTORY> <POLITICAL ASPECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Pereira, João Márcio Mendes

O Banco Mundial como ator político, intelectual e financeiro - 1944-2008 O foco deste livro, fruto de doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense em 2009, é a ação do Banco Mundial, as pressões que o modelaram e os interesses a que serviu ao longo da sua história. O trabalho se apóia empiricamente em fontes documentais do próprio Banco e em extensa literatura estrangeira. A hipótese central é de que o Banco age, desde as suas origens; como um ator político, intelectual e financeiro, e o faz devido à sua condição singular de emprestador, formulador de políticas, ator social e produtor e/ou veiculador de idéias sobre o que fazer, como fazer, quem deve fazer e para quem em matéria de desenvolvimento capitalista. A obra mostra que os atributos de poder que gradualmente deram ao Banco uma condição ímpar entre as demais organizações internacionais criadas no pós-guerra decorreram de contingências históricas, decisões institucionais e, fundamentalmente, da supremacia norte-americana. <ECONOMIC POLICY> <CENTRAL BANKS> <POLITICAL PARTICIPATION> <WORLD BANK> <INTERNATIONAL ECONOMY> <NEW INTERNATIONAL ECONOMIC ORDER> <ECONOMIC HISTORY>


POESIA Aleixo, Ricardo Modelo vivos

São 75 poemas criados com técnicas diversas e dedicados ao seu amplo universo artístico, no qual linguagens e gêneros dialogam. A seleção captura a tensão entre as fronteiras de gêneros artísticos - todos os poemas representam alguma técnica artística, como a da caligrafia, a apropriação de frames de uma videoperformance, a pirogravura, a letra de canção, epigramas e peças sem palavras. O autor é poeta, músico, artista visual e ensaísta. Publicou, entre outros, os livros "Trívio" (2001) e "Máquina Zero" (2004).

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Lemos, Tite de, 1942-1989 Bella donna

Obra póstuma e inédita do jornalista e dramaturgo, que vem resgatar a memória de um dos poetas mais importantes da geração dos anos 1970. Vinte anos após o falecimento do autor, este livro de poesias surge agora numa edição fiel às experimentações criativas do artista, que soube transitar entre as formas clássicas e experimentais da poesia. O projeto original, com indicações editoriais assinaladas pelo autor e reproduzidas fielmente na edição, destaca-se pela utilização de recursos tipográficos e visuais, numa época ainda sem acesso às ferramentas digitais dos dias de hoje – revelando uma obra em sintonia com o melhor da produção poética contemporânea. O autor também publicou a obra "Outros sonetos do caderno" (1989).

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Gullar, Ferreira

Em alguma parte alguma

Este livro de poemas busca dar prosseguimento à reflexão poética do autor sobre a existência, o universo, o ofício de poeta, entre outros, que revelam o método criativo do autor: o espanto. Ele se alimenta do inesperado para criar obras avaliadas como preciosidades da literatura brasileira. Dos poemas presentes, destaque para "Adendo ao poema desorrdem", "A propósito do nada" e "Volta a Santiago do Chile". A edição acompanha prefácio do professor de Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo, Alfredo Bosi, e do poeta e membro da Academia Brasileira de Letras, Antonio Carlos Secchin. O autor já venceu diversos prêmios como o Prêmio Jabuti em 2007 na categoria Ficção pela obra "Resmungos" (2007) e também publicou "Cultura posta em questão/Vanguarda e subdesenvolvimento" (2002).

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS>


Martins, Alberto, 1958Em trânsito

A obra mostra o olhar do poeta em seu trajeto cotidiano para o trabalho e de volta para casa, e em seus pequenos trajetos aleatórios: o que obtém é a percepção contundente da passagem do tempo, dos frágeis componentes da vida, da experiência humana. O autor é formado em letras na Universidade de São Paulo, em 1981. Seu livro “Goeldi : história de horizonte” (1995), ganhou, em 1996, o prêmio Jabuti de obra infanto-juvenil, também escreveu os livros "Poemas" (1990), "Cais (2002), "A história dos ossos" (2005) e a peça teatral "Uma noite em cinco atos" (2009).

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Carneiro, Geraldo, 1952Poemas reunidos

Geraldo Carneiro, nascido em Minas Gerais no ano de 1952, é também poeta, letrista e roteirista, e ficou conhecido como compositor desde o final de 1960, por suas parcerias com o compositor Eduardo Souto Neto, gravadas por diversos intérpretes, dentre as quais a canção 'Choro de Nada' em 1975 por Antonio Carlos Jobim em 1978. Participou ativamente da geração de poetas da chamada “poesia marginal” (da qual sempre se considerou marginal), tendo estreado em livro quando ainda estudante de Letras na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, além de ter traduzido importantes sonetos de William Shakeaspeare no Brasil. Este livro condensa toda a sua produção poética ao longo de 36 anos de carreira. São mais de 30 obras agrupadas, dando especial destaque para "Orfeu contra odisseu", , "Sexo & violência", Pictografia do país dos papagaios"e "Parapsicologia da composição". O livro tem prefácio de Nelson Ascher, e nota biográfica do escritor. <POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Teles, Gilberto Mendonça, 1931Linear G

Recolhe a poesia escrita do autor nos últimos dez anos. O poeta goiano vem publicando desde os anos 1950 e é esse longo convívio com a poesia que se pode verificar com enorme prazer neste livro. Os poemas não estão dominados por um programa estilístico ou temático. Percorrem temas memorialísticos, comentários sociais, reflexões sobre a vida cotidiana, homenagem a outros poetas de sua predileção, a estrada amorosa. A poesia de Gilberto Mendonça Teles atesta a vitalidade de um gênero repetidamente excluído das formas mais regulares e populares das artes. Linear G oferece uma safra generosa de poemas em que o diálogo com as formas mais elementares da experiência se oferece com leveza e perspicácia.

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS>


Nogueira, Erico Dois

Érico Nogueira é um poeta recessivo; ainda mais recessivo porque jovem. E explica-se: seu uso de rimas e de formas fixas, assim como suas leituras, remetem imediatamente ao passado da arte poética, de modo proposital e calculado. O autor vê como seus contemporâneos aqueles poetas clássicos, com quem se mede e a quem emula, como fez na primeira parte de seu livro. A poesia de Nogueira apresenta duas dificuldades peculiares: uma, a de produzir poesia de base antiga hoje; outra, a de como leremos essa poesia.

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Prado, Adélia

A duração do dia . O olhar único sobre as coisas aparentemente desimportantes do cotidiano nas poesias aqui registradas revelam a perplexidade e o encantamento da vida, em versos que falam de amor, desejos, frustrações, sonhos. Numa narrativa pessoal, a poeta volta a temas recorrentes em sua literatura: a vida provinciana, a religiosidade, as cores do campo, num espelho de sua própria experiência. Muitas vezes, a autora opta por expor conflitos entre o sagrado e o profano, observados a partir de coisas simples da natureza ou até mesmo da leitura de um texto religioso. O livro traz textos emotivos que, para a escritora, são inseparáveis da criação, ainda que nascidas, muitas vezes, do sofrimento. A autora recebeu o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro em 1978 pela obra "Lança O Coração Disparado", também publicou "Bagagem" (2003). <POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Barros, Manoel de

Manoel de Barros : poesia completa Reúne toda a produção poética do escritor Manoel de Barros, nascido em Cuiabá, Mato Grosso em 1916, é um dos mais importantes poetas brasileiros do século XX, apresentadas na obra em 17 publicações do artista. O livro reúne as poesias do premiado escritor, desde os escritos iniciais "Poemas Concebidos sem Pecado", de 1937, ao mais recente "Menino do Mato", publicado no ano de 2010, dando especial destaque para o "Livro sobre nada" de 1996 e "Compêndio para uso dos pássaros" de 1960. Os quatro livros de poesia infantis de Manuel de Barros "Exercícios de ser criança" (1999), "O fazedor de amanhecer" (2001), "Cantigas por um passarinho à toa" (2003) e "Poeminha em língua de brincar" (2007) também fazem parte da presente antologia. A obra acompanha ainda índice remissivo. <POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Antunes, Arnaldo n.d.a

Neste livro, o autor parece tensionar os limites das duas principais direções de seu trabalho poético — nos verbais, experimenta formatos mais longos, de até três ou quatro páginas. Nos visuais, além dos já explorados recursos de variação de tipos, disposição das letras na página, mescla de palavras e imagens; apresentando também alguns poema-objetos, expostos em 2008, em mostras individuais. Todos os versos do autor são amparados pelo projeto gráfico, de sua própria autoria. Traz ainda uma parte de Cartões Postais — reunião de fotos de placas e escritos urbanos que, deslocados de seu contexto original, adquirem poeticidade, gerando novos significados. A sequência das fotos acaba por sugerir uma narrativa oculta, que associa locais diferentes por elos de sentidos imprevistos. O autor é músico e também publicou a obra "Doble Duplo" (2000). <POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS>


REPORTAGEM Gomes, Laurentino

1822 : como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram D. Pedro a criar o Brasil, um país que tinha tudo para dar er Este livro realiza uma jornada pela Independência do Brasil. Intercalados por ilustrações de fatos e personagens da época, a obra cobre um período de 14 anos, entre 1821, data do retorno da corte portuguesa de D. João VI a Lisboa, e 1834, ano da morte do imperador D. Pedro I. O livro mostra como o Brasil conseguiu manter a integridade do seu território e se firmar como uma nação livre, quando de sua independência de Portugal no ano de 1822. A obra mostra a situação do Brasil pouco antes e alguns anos depois da Independência. Segundo o autor, o país tinha mais perspectivas de fracasso que de sucesso, estava falido financeiramente e vivia sob ameaça de uma guerra civil entre as províncias ou uma rebelião étnica de escravos contra brancos. O livro apresenta ainda personagens ilustres que foram fundamentais para a história do país, como o jornalista Cipriano Barata, que passou a vida na cadeia por defender ideias consideradas subversivas na época. <POLITICS AND GOVERNMENT> <REVOLUTIONS> <NATIONAL LIBERATION MOVEMENTS> <MONARCHY> <KINGS, QUEENS, RULERS, ETC.> <BRAZIL - HISTORY> <NINETEENTH CENTURY> <POLITICAL ASPECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Ponte, José Roberto de ; Mauro Júnior

Lugar de repórter ainda é na rua : o jornalismo de Ricardo Kotscho Na presente publicação os autores se debruçaram sobre os bastidores do jornalismo brasileiro, tendo o jornalista paulistano Ricardo Kotscho, nascido no ano de 1948, como personagem central e produziram uma reportagem em que o jornalista é a própria notícia. O conteúdo da obra fica por conta de entrevistas e depoimentos do próprio Kotscho, colegas de profissão como Clóvis Rossi, Raul Bastos, Zuenir Ventura, Ancelmo Góis, Mino Carta, Ruy Castro, William Waack, publicitários, personalidades da cultura brasileira e formadores de opinião. Desta forma os autores ilustram os mais importantes momentos políticos e culturais do Brasil da época, como o período da ditadura militar (1964-1985) e campanha das Diretas Já (1983-1984), além de expor os conflitos e polêmicas entre Kotscho e ex-chefes ou colegas de redação ao longo de sua carreira. <BIOGRAPHY> <REPORTERS AND REPORTING> <JOURNALISM> <JOURNALISTS> <BRAZIL - HISTORY> <POLITICAL ASPECTS> <TWENTIETH CENTURY> <CULTURAL ASPECTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Amorim, Carlos

Assalto ao poder : o crime organizado

Este livro relata como funcionam as grandes redes de crime internacionais e o impacto que elas provocam no país, falam sobre o Comando Vermelho - CV, Primeiro Comando da Capital – PCC, a irmandade do crime, as duas maiores organizações criminosas brasileiras, mostrando como esses e outros grupos estão conseguindo se infiltrar nas instituições democráticas, como corrompem os sistemas executivo e judiciário, ao comprar polícias e governos. O autor inclui também alguns depoimentos pessoais, como quando seu carro foi alvo de uma bala perdida, ou quando ele teve sua filha seqüestrada.

<VIOLENCE> <BRAZIL> <CRIMINAL JUSTICE> <SOCIAL SECURITY> <CORRECTIONAL SYSTEMS> <REGIONAL ORGANIZATIONS> <ORGANIZED CRIME>


Carvalho, Ricardo

O cardeal e o repórter : histórias que fazem história O cardeal de que trata este livro é dom Paulo Evaristo Arns, hoje arcebispo emérito de São Paulo e que, durante os anos de chumbo (1968-1980), realizou importante trabalho em defesa dos oprimidos e perseguidos políticos da América Latina. Ricardo Carvalho é o repórter que, entre 1977 e 1984, trabalhou na Folha de S.Paulo, na Rede Globo. Neste livro estão narrados os bastidores das reportagens que a dupla cardeal e repórter realizaram, resgatando a história recente do Brasil: é sobretudo o que significou ser jornalista, com dignidade e qualidade profissional, em plena ditadura (1964-1985). Para mostrar a importante participação como protagonistas de grandes momentos que deram cabo à ditadura militar. <MILITARY PERSONNEL> <CATHOLIC CHURCH> <JOURNALISM> <DICTATORSHIP> <JOURNALISTS> <BRAZIL - HISTORY> <COMMUNICATION MEDIA> LATBOOK BRASIL LTDA

Piza, Daniel

Amazônia de Euclides : viagem de volta a um paraíso perdido O autor refaz a viagem realizada por Euclides da Cunha (1866-1909) no ano de 1905 para reconhecimento do Alto Purus, na Amazônia e faz uma leitura comparativa da época com a realidade do local hoje. Além de realizar um detalhado levantamento daquele rio, Euclides também fez uma importante análise histórica, social e geográfica do extremo oeste da Amazônia. Tal viagem permitiu que o escritor fosse o primeiro a fazer uma leitura da sociedade seringueira, denunciando a exploração a que era submetida. E, em 2009, ano marcado também pelo centenário de morte do escritor de "Os Sertões" (1902). Dentro da reconstituição atual, o autor contempla os pontos mencionados por Euclides da Cunha, e elege os que realmente foram relevantes para assinalar diferenças e semelhanças importantes na paisagem física, social e econômica entre a Amazônia de 1905 e a atual como: a estagnação econômica, o advento da religião evangélica e a volta dos índios kaxinawá e kulina. <HISTORY AND CRITICISM> <SOCIAL CONDITIONS> <TRAVEL> <GEOGRAPHY> <SOUTH AMERICA> <BRAZIL> <RIVERS> LATBOOK BRASIL LTDA

Laque, João Roberto

Pedro e os lobos : os anos de chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano A trajetória de vida do personagem central deste livro se mistura a um período da história do Brasil em uma das mais amargas experiências políticas pela qual passou o país, a ditadura militar, (1964-1984). A obra narra a vida de Pedro Lobo de Oliveira, policial da Força Pública que, contagiado pela luta ideológica da Guerra Fria, se converteu ao socialismo, militando no Partido Comunista. Aderiu à luta armada e ajudou a fundar uma das mais ativas organizações guerrilheiras que atuaram no país. Odiado pelos militares, o militante da Vanguarda Popular Revolucionária foi preso e torturado na prisão. Solto durante as negociações pela libertação de um embaixador sequestrado, se fixou na Alemanha Oriental, voltando ao Brasil anistiado e sendo reintegrado à polícia, se mantendo à postos até os dias atuais, caso a democracia no país seja novamente ameaçada. Este livro narra sua história e sua luta e resistência armada para derrubar a ditadura no Brasil. <MILITARY GOVERNMENT> <DICTATORSHIP> <BRAZIL - HISTORY> <COMMUNISTS> <TWENTIETH CENTURY> <POLITICAL VIOLENCE> <ARMED CONFLICTS> <GUERRILLAS>


Moraes, Fabiana

Os sertões : um livro-reportagem de Fabiana Moraes O inédito projeto da jornalista sobre a obra máxima de Euclides da Cunha (1866-1909) "Os sertões" lançado em 1902, que tratou da Guerra de Canudos (1896-1897), travada entre rebeldes e o governo no sertão da Bahia, inicialmente publicado como uma série de reportagens no 'Jornal do Commercio', ganha aqui uma edição especial. Idealizado a partir dos 100 anos da morte de Euclides, o livro revisita as histórias contadas na obra, compostas de enredos e personagens peculiares oriundos do sertão de Pernambuco. A autora voltou aos locais em que havia visitado, para resgatar o rumo que esses personagens foram seguindo no tempo. O livro conta com as colaborações do repórter Schneider Carpeggiani, que mostra a região a partir da ótica da literatura nacional, e dos fotógrafos Alexandre Severo, que inseriu imagens que não couberam na série original, e Heudes Régis, num registro da vida dos personagens um ano após serem visitados pela equipe do periódico. <REPORTERS AND REPORTING> <SOCIAL PSYCHOLOGY> <BRAZIL> <NORTHEAST> <CUNHA, EUCLIDES DA> <CULTURAL IDENTITY> <CULTURAL ASPECTS> <RURAL AREAS> LATBOOK BRASIL LTDA

Carranca, Adriana ; Camargos, Marcia

O Irã sob chador : duas brasileiras no país do aiatolás Nesta obra as autoras, mostram as contradições de uma nação, onde a cordialidade do povo resiste como valor num cotidiano de poucas liberdades individuais. Em viagens realizadas em momentos e circunstâncias diferentes, as jornalistas brasileiras Adriana Carranca e Marcia Camargos tiveram a oportunidade de conhecer o país. O livro é o resultado da descoberta comum de uma realidade singular, num dos lugares ainda resistentes aos efeitos da globalização. Um cenário de conflitos entre arcaico e moderno, religioso e secular, opressivo e libertário - e que tem tais contradições capturadas no Caderno de Fotos, que ilustra o livro. <BRAZILIAN AUTHORS> <DESCRIPTION AND VOYAGES> <STORIES> LATBOOK BRASIL LTDA

Veríssimo, Luís Fernando, 1936- ; Ventura, Zuenir Conversa sobre o tempo

Este livro apresenta uma conversa reveladora e bem humorada entre dois importantes e premiados escritores brasileiros, autores de diversas obras: Luis Fernando Verissimo e Zuenir Ventura. Os autores falam de temas variados como família, amizade, paixões, política, e morte. A conversa é mediada pelo escritor e jornalista Arthur Dapieve. Nascido no Rio Grande do Sul em 1936, Verissimo é um cronista consagrado e colunista de diversos periódicos brasileiros, tendo publicado obras como "O analista de Bagé" (1981) e "Borges e os orangotangos eternos" (2000); Ventura, jornalista e escritor, nasceu em Minas Gerais em 1931, tendo vencido o Prêmio Jabuti em 1995, na categoria Reportagem, pelo livro "Cidade Partida" (1994) e publicado, dentre diversos outros, "1968- o ano que não terminou" (1989). <BRAZILIAN AUTHORS> <INTERVIEWING>

Bernardes, Mônica ; Tertuliano, Mauro

Sou feliz, acredite! : histórias comoventes se luta e superação

Reúne histórias de pessoas que passaram por experiências de grande sofrimento e angústia, mas transformaram a dor em bandeira de luta. Esses personagens venceram obstáculos e, em relatos emocionantes, transmitem uma mensagem motivadora sobre a vida. Entre os entrevistados figuram um sobrevivente do Holocausto, os pais de uma desaparecida política e a mãe de uma vítima da violência no Rio de Janeiro - pessoas que, apesar das provações, não desistiram da felicidade.

<BRAZILIAN AUTHORS> <STORIES>


ROMANCE Saavedra, Carola, -1973

Paisagem com dromedário Autoexilada numa ilha, Érika grava mensagens endereçadas a Alex, seu amado. Nas 22 gravações que compõem o livro, ela tenta reconstituir e compreender seu passado. A perplexidade diante da morte de Karen, e do seu próprio comportamento em relação à amiga, da qual se afastou ao saber que ela estava com câncer, parece ser uma das motivações para o exílio voluntário de Érika e para sua rememoração do passado. No centro das inquietações da narradora está a questão da identidade. Onde começava a sua personalidade de artista e de mulher e onde terminava a influência ao mesmo tempo fecunda e opressora de Alex? Érika se entrega a esse exercício retrospectivo, em que se misturam a memória, a imaginação e um implacável raciocínio crítico. A autora também publicou "Flores azuis" (2008), vencedor do prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de melhor romance e finalista dos prêmios Jabuti e São Paulo de literatura. <FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Castello, José Ribamar : romance

A presente obra é uma mistura indefinível de ficção, memórias e crítica literária, construída em torno da relação turbulenta do autor com o pai, José Ribamar, morto em 1982. A obra acompanha as tentativas frustradas do narrador de escrever sobre o pai, numa versão apenas ligeiramente ficcionalizada do percurso do próprio autor. Determinado a criar um livro a partir dos embates com seu genitor, ele concebeu o projeto de uma série de ensaios sobre conflitos familiares de outros importantes nomes da literatura como Franz Kafka e Virginia Woolf. O autor é mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e também publicou a obra "Fantasma" (2001).

<BRAZILIAN AUTHORS> <STORIES> LATBOOK BRASIL LTDA

Torero, José Roberto ; Pimenta, Marcus Aurelius O evangelho de Barrabás Neste livro, os autores mergulham no universo bíblico para imaginar como teria sido a vida de Barrabás. Como consequência, a obra traz citações relacionadas aos textos sagrados. A declaração de amor que ele faz para Maria Magdalena, por exemplo, foi retirada quase que inteiramente do Cântico dos Cânticos, capítulo de teor erótico do Antigo Testamento que teria sido escrito por Salomão. As maldições enumeradas no embate entre Barrabás e Caifás no Templo foram extraídas do Deuteronômio, do mesmo livro. Já o Novo Testamento aparece nas citações às parábolas do grão de mostarda (que ocorre quando os discípulos vão se despedir de Barrabás após o milagre das águas) e do filho pródigo, que ganhou um final diferente.

<FICTION> <BIBLE> <BRAZILIAN AUTHORS> <CHRISTIANITY> <RELIGIOUS ASPECTS>


Figueiredo, Rubens, -1956 Passageiro do fim do dia

Esse romance narra um percurso. É o que se opera na consciência do personagem Pedro durante uma viagem de ônibus para o bairro do Tirol, na periferia pobre da cidade onde mora - uma espécie de panela de pressão de violência e injustiça sistemática. É lá que mora Rosane, namorada de Pedro: faz algum tempo que ele passa os fins de semana com ela. Com o rádio no ouvido, lendo a intervalos, observando o que se passa dentro do ônibus e fora nas ruas, Pedro, sem se dar conta, costura as ideias. Ao fim da viagem ele não será mais o mesmo: o que vê e pensa durante o trajeto, os fatos de sua vida, seus afetos, o mundo em que está imerso, tudo reunido terá formado um novo conhecimento, mais profundo e mais crítico, mas que nem por isso o deixará desprotegido numa sociedade em que parece não haver como fugir de um destino opressivo. O autor é formado em Letras pela Universidae Federal do Rio de Janeiro e também publicou "O livro dos lobos" (2006). <FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Schlee, Aldyr Garcia Don frutos .

A obra narra, a história do caudilho uruguaio José Fructuoso Rivera (1784 – 1854), parte da estada de 10 meses do caudilho em Jaguarão (cidade do interior de Rio Grande do Sul) para montar seu enredo, acompanhando a longa enfermidade do caudilho – que seguia para o Uruguai, após ficar um tempo preso no Rio de Janeiro. Em seu país, Rivera deveria tomar parte do triunvirato governamental composto por ele, Lavalleja e Venâncio Flores, mas, completamente debilitado, não conseguiu atravessar a fronteira. É desse destino interrompido tão próximo de seu maior objetivo que o autor tira a maior força do romance, que conta o passado de Rivera e das personagens com quem teve contato (entre elas os brasileiros Bento Gonçalves, a quem derrotou em batalha, e Bento Manoel, que o derrotou, os dois fatos durante a Guerra da Cisplatina) por meio de documentos, ordens de expediente e muitas cartas. <HISTORICAL FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS> <URUGUAY - HISTORY> <BRAZIL - HISTORY> <RIO GRANDE DO SUL, BR> LATBOOK BRASIL LTDA

Betto, Frei, -1944

Hotel Brasil : o mistério das cabeças degoladas : romance Um mosaico de tipos brasileiros num romance carregado de crítica social marca a narrativa do presente romance. A história se passa na Lapa, bairro boêmio do Rio de Janeiro, por onde circulam travestis, cafetinas, pretensos escritores, jornalistas de porta de bar, ingênuos iludidos que vêm do interior tentar a sorte na cidade grande, além dos próprios moradores da região. Os personagens são apresentados por meio de depoimentos dados à polícia local. Todos eles caem na mira do delegado Olinto Del Bosco, que não medirá esforços para descobrir a identidade do assassino. Autor de mais de 50 obras traduzidas para dezenas de idiomas, o escritor e religioso foi um dos nomes mais importantes que lutaram contra a ditadura militar no Brasil (1964-1985), vencedor de diversos prêmios, como o Prêmio Jabuti em 2005 na categoria Contos e Crõnicas pela obra "Típicos Tipos" (2004) e também publicou a obra "A arte de semear estrelas" (2004). <FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS>


Ferreira, Evandro Affonso, -1945

Minha mãe se matou sem dizer adeus : romance

É o medo da morte que instiga o autor a escrever o presente livro. Por meio de uma dicção singular, ele narra, entre outras recordações, a primeira ceia de Natal comemorada após a morte da mãe. À beira dos oitenta anos, o narrador descreve os instantes finais de sua existência melancólica, da qual ele diz não ter aprendido nada. O autor também publicou a obra "Catrambias!" (2006).

<FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Almino, João, -1950 Cidade livre

Esta obra é um romance que narra a vida de um escritor que busca resgatar as memórias de seus familiares e desta forma recuperar a história da construção de Brasília a capital brasileira, mais especificamente de um bairro provisório, atual Núcleo Bandeirante. A obra mostra como foi problemática a construção da cidade mais "levantada do mundo", a cidade não foi destruída, mas não deixou de se tornar cidade satélite são relatados fatos históricos e culturais da formação dessa cidade. O autor explica a importância real de Brasília escolhendo uma literatura da qual tivesse mais liberdade, para fugir das tradições literárias, do que era esperado, dos estereótipos, dos regionalismos e dos enraizamentos. O autor é diplomata, e publicou a seguinte obra “Idéias para onde passar o fim do mundo” (1987) (indicado para o Prêmio Jabuti, ganhador de Prêmio do Instituto Nacional do Livro e do Prêmio Candango de Literatura em 1988) entre outros. <SHORT STORIES> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Johns, Per

Hotéis à Beira da Noite

Uma lenta e tortuosa peregrinação aos confins da ancestralidade de si mesmo. Uma viagem rumo à medula extrema do ser, com escalas que se fazem não necessariamente em nenhum porto, mas em antigos e sombrios hotéis situados à beira da noite do esquecimento. Sempre em direção ao norte de suas origens, o narrador ambíguo dessa estranha travessia – um que transita à superfície do cotidiano, outro que emerge das profundezas – desfaz-se do nome, da nacionalidade, dos bens, dos impostos e contratos e, como o dinheiro que traz consigo, não tem pátria, mas apenas “o dom da leveza, da viagem, do nada que compra tudo”.

<BRAZILIAN AUTHORS> <STORIES>


Antunes, Elias

Suposta biografia do poeta da morte : romance

Numa sociedade cada vez mais individualista, a distância entre as pessoas aumenta significativamente. O outro passa a ser um adversário, e não um complemento. Neste romance, vencedor do Prêmio Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos em 2008 o autor busca mostar que o ser humano precisa de afeto, de amizade, de compreensão. O autor também publicou "Sobre o Movimento das Pedras" (2004).

<FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Fuego, Andréa del Os malaquias

Este romance narra a saga de uma família brasileira, que tem como cenário uma fazenda de café do início do século XX, cujos pais morrem, deixando seus 3 filhos abandonados. Um, Nico, é adotado pelo dono de uma fazenda; os outros dois, Júlia e Antônio, ficam no orfanato das irmãs francesas, onde são preparados para adoção. O destino das três personagens principais, os irmãos Malaquias, é descrito de maneira fragmentada e cada qual pertence a uma história diversa; ao mesmo tempo em que o Vale de Serra Morena, local do romance tem sua pacata rotina invadida pela água. Da noite para o dia seus habitantes recebem a notícia da construção de uma hidrelétrica e com isso, o enredo vai se matizando, intensificando o que há nele de fantástico e fazendo com que o destino dos irmãos seja uma alegoria do país imenso. A autora também publicou a obra "Engano seu" (2007). <FICTION> <BRAZILIAN AUTHORS>


TEORÍA Y CRÍTICA LITERARIA Cascudo, Luís da Câmara, 1898-1986 ; Andrade, Mario de, 1893-1945 Câmara Cascudo e Mário de Andrade : cartas, 1924-1944

Tanto Luís da Câmara Cascudo (1898-1986) quanto Mário de Andrade (1893-1945) procuraram conhecer o Brasil em suas profundezas e escreveram livros tanto ficcionais quanto de referência que tem a cultura popular brasileira como foco principal. Vale frisar que eles construíram suas ideias conversando um com o outro, por meio de uma intensa troca de correspondências entre 1924 e 1944, num conjunto raro de escritos que se encontrava inédito, porém agora publicados. A leitura das cartas mostra o crescimento incessante da intimidade entre os dois grandes folcloristas brasileiros. Nas cartas, vê-se um verdadeiro diálogo de intelectuais: aqui, o norte-rio-grandense, Câmara Cascudo e o paulistano Mário de Andrade discutem temas candentes da cultura e da política brasileira dos anos 1920, 1930 e 1940. A obra acompanha fotografias que ajudam a ilustrar os dois escritores e o contexto vivido pelo país neste período. <BRAZIL - HISTORY> <INTELLECTUALS> <TWENTIETH CENTURY> <ANDRADE, MARIO DE> <LETTER WRITING> LATBOOK BRASIL LTDA

Amaral, Gloria Carneiro do

Navette Literária França-Brasil. A crítica de Roger Bastide Roger Bastide (1898-1974), sociólogo francês que em 1938 integrou a missão de professores europeus à recém-criada Universidade de São Paulo, foi autor de uma obra complexa que transita por diversas áreas, como a sociologia e filosofia. Existem inúmeros estudos sobre sua obra e sua presença no Brasil, mas poucos deles dedicaram-se aos seus escritos sobre crítica literária, trabalho que a partir deste livro é apresentado. No primeiro volume, a autora desenvolve a análise crítica dos textos do autor, estudando a produção do jovem Bastide e sua trajetória como crítico, que segundo ela, se inscreve na diferença, como a de um intelectual francês interessado em entender a cultura, a arte e a literatura brasileira, e procurar entendê-las de uma perspectiva antietnocêntrica. Aqui, ela atesta que o olhar estrangeiro e aberto, iluminando de forma diferente a própria literatura brasileira parece ser a maior contribuição de Bastide para o país. <LITERARY CRITICISM> <BRAZILIAN AUTHORS> <FRENCH AUTHORS> <SOCIOLOGISTS> LATBOOK BRASIL LTDA

Siscar, Marcos

Poesia e crise : ensaios sobre a "crise da poesia" como topos da modernidade Neste livro, os que estão habituados a identificar a trajetória da moderna poesia com a contínua e infindável história de seu declínio irão entender a particularidade do tema e da estrutura da "crise". Reivindicada em tom desiludido ou reciclada como estratégia de entusiasmo renovador, a crise é um dos elementos fundantes da experiência moderna. A despeito do atalho crítico que pretende denunciar como "contradição" o paradoxo formalizado pelo poema, interessa ao autor em seus ensaios, reconhecer que o topos da crise comporta um modo de entendimento do real que toma forma historicamente singular dentro do discurso poético e que tem um papel, por assim dizer, fundador. O autor é poeta, tradutor e professor de literatura. Como tradutor, publicou obras de Tristan Corbière, Michel Deguy e Jacques Roubaud, entre outros. Publicou os livros de poemas "Não se Diz" (1999), "Tome seu café e saia" (2001) e "O Roubo do Silêncio" (2006). <ESSAYS> <POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS>


Campos, Haroldo de, 1929-2003 O segundo arco-íris branco

A presente obra reúne ensaios escritos pelo poeta Haroldo de Campos (1929-2003) ao longo de 40 anos e introduz a arte da tradução e da crítica, nos mais diferentes textos – da Bíblia à poesia contemporânea. O trabalho revela o quanto exímio e complexo é o ofício do tradutor. Tanto que Haroldo defendia que a tarefa da tradução consistia em reconfigurar os termos, na língua de chegada, sem perder a forma do significante original. O autor, lançou o movimento de poesia concreta em 1956. Desde 1950, publicou mais de 30 livros, como "A Máquina do Mundo Repensada".(2001). Em 1992, ganhou o Prêmio Jabuti de personalidade literária do ano. Em 1999, o Prêmio Jabuti de poesia foi conferido para seu livro "Crisantempo: No Espaço Curvo Nasce Um" (1998).

<BRAZILIAN AUTHORS> <STORIES> <TRANSLATION> LATBOOK BRASIL LTDA

Lebensztayn, Ieda

Graciliano Ramos e a novidade : o astrônomo do inferno e os meninos impossíveis Esta obra, fruto de doutorado em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo em 2009, apresenta a 'Novidade', revista alagoana de 1931 que procurou combater chavões na política e na arte. Foram seus colaboradores, nomes como Aurélio Buarque de Holanda, Aloísio Branco, Graciliano Ramos, Jorge de Lima e José Lins do Rego. A autora analisa uma cena de "Sem novidades no front", de Erich Maria Remarque, e "O mundo do menino impossível", de Jorge de Lima, percebendo no grupo elementos de modernismo, regionalismo, atualidade crítica e preocupação social. A partir de textos de alguns escritores do semanário, ela esboça seus perfis e apresenta sua postura crítica contra o lugar-comum de miséria, ignorância, violência e política personalista. Centrados nessas questões, sobressaem os textos de Graciliano Ramos na Novidade: o capítulo XXIV de "Caetés" e as crônicas "Sertanejos", "Chavões", "Milagres" e "Lampião". <LITERARY CRITICISM> <HISTORY AND CRITICISM> <JOURNALISM> <JOURNALISTS> <NEWSPAPER ARTICLES> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Arrigucci Júnior, Davi

O guardador de segredos : ensaios Composto majoritariamente por ensaios escritos no início do século XXI, este livro é dividido em 3 partes. Na primeira, "Poesia e segredo", o autor renova sua capacidade analítica na leitura cerrada de textos poéticos brasileiros. Cecília Meireles, João Cabral de Melo Neto e Carlos Drummond de Andrade dividem espaço com nomes menos canônicos como Roberto Piva. Em seguida, em "Prosa do sertão e da cidade", a ficção de João Guimarães Rosa baliza a rota interpretativa percorrida na abordagem de narradores como Rachel de Queiroz e Dyonelio Machado. Na última parte, o autor, integrante de uma geração privilegiada pelo convívio com mestres como Gilda de Mello e Souza, analisa sua própria trajetória intelectual entre ensaios e uma entrevista, revelando nos textos sobre seus colegas e mestres, a paixão pela experiência da literatura. Um texto sobre o cinema de Alfred Hitchcock fecha o volume. <ESSAYS> <BRAZILIAN AUTHORS>


Marques, Wilton José

Gonçalves Dias : o poeta na contramão : literatura & escravidão no romantismo brasileiro Fruto de doutorado em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo em 2002, este livro nasceu do encontro entre uma afirmação de Roberto Schwarz e uma obra de Gonçalves Dias (1823-1864), "Meditação" de 1846. Segundo o autor, o favor, mediador das relações sociais, levou os escritores a não tocarem no tema da escravidão de maneira explícita, disfarçando, em suas interpretações do Brasil. No entanto, apesar da obra situar-se numa posição marginal à história literária, Gonçalves Dias produziu um livro que se caracteriza não apenas por ser avessa às expectativas românticas oficiais, mas, por trazer em si todos os elementos necessários à explicitação das várias mazelas sociais do Brasil oitocentista. A despeito de possíveis ressentimentos e/ou censuras, "Meditação" reflete o desejo do poeta de interferir no aperfeiçoamento do processo formativo da sociedade brasileira, cuja ascensão à civilidade, para ele, passava pelo fim do trabalho escravo. <HISTORY AND CRITICISM> <BRAZILIAN AUTHORS> <MODERNISM> <SLAVERY> <SOCIAL ASPECTS> <BRAZIL - HISTORY> <NINETEENTH CENTURY> <BRAZILIAN LITERATURE> LATBOOK BRASIL LTDA

Coleção Ciranda da poesia

- Scramim, Susana

Carlito Azevedo. Ciranda da poesia Toda nova poesia exige uma nova crítica. Surgem no Brasil e no mundo, novas formas de ler, compreender e pensar-escrever sobre o verso na página (e na tela). Instauram-se diálogos, na esfera das afinidades eletivas. Este livro busca reunir estudiosos da literatura e poetas que exercem a atividade crítica para pensar a poesia que se produz atualmente no Rio de Janeiro. Carlito Azevedo é um editor, crítico e poeta brasileiro. Nascido em 1961 e tendo cursado Letras na Universidade Federal do Rio de Janeiro, já escreveu diversas obras, tendo ainda vencido o Prêmio Jabuti no ano de 1991 na categoria Livro do Ano de Ficção pela obra "Collapsus Linguae" (1991). Este livro, além de um estudo sobre a vida e a obra do escritor, reúne ainda uma breve antologia de sua produção poética. <POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Dassie, Franklin Alves

Coleção Ciranda da poesia

Sebastião Uchoa Leite. Ciranda da poesia

Sebastião Uchoa Leite (1935-2003) foi um poeta, ensaísta e tradutor brasileiro, além de ter vencido diversos prêmios, dentre eles o Jabuti de 1980 na categoria Poesia pela obra "Antilogia" (1979). Este livro, ao fazer um estudo sobre o autor e sua obra poética, pretende introduzir um panorama das novas formas de ler o poema. Acompanha o livro, breve antologia da poesia de Uchoa Leite, dentre elas "Um pássaro de Le Corbusier", "Um olho que olha pra dentro" e "Antimétodo".

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS>


Britto, Paulo Henriques

Coleção Ciranda da poesia

Claudia Roquette-Pinto. Ciranda da poesia

Claudia Roquette-Pinto, nascida em 1963, é uma poetisa brasileira. Estudou Letras na Universidade Estadual do Rio de Janeiro, dirigiu por cinco anos o jornal cultural 'Verve', e ainda venceu o Prêmio Jabuti no ano de 2002 na categoria Poesia pela obra "Corola" (2001). Este livro, por meio de uma antologia da produção da escritora e de um breve estudo sobre sua vida e obra, faz uma análise da poesia brasileira contemporânea.

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Coleção Ciranda da poesia

Melim, Angela

Leonardo Fróes. Ciranda da poesia

Leonardo Fróes, que já atuou em diversos periódicos, como 'Jornal do Brasil', 'O Globo' e 'Jornal da Tarde', é autor de uma extensa produção bibliográfica, entre contos, traduções e poesias. Das suas obras, destaque para "Contos Orientais: Baseados em Fontes da Antiga Ásia" (2003) e "Um Mosaico Chamado a Paz do Fogo" (1997). Este livro reúne um breve texto sobre sua vida e suas obras, além de reunir também alguns de seus poemas.

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Medeiros, Fernanda Teixeira de

Coleção Ciranda da poesia

Chacal. Ciranda da poesia

Chacal, pseudônimo de Ricardo de Carvalho Duarte, poeta e letrista brasileiro, é um dos mais importantes nomes da liteartura brasileira da atualidade. Nascido no ano de 1951 na cidade do Rio de Janeiro, e tendo cursado Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Chacal foi um dos primeiros poetas da década de 1970 a se utilizar do mimeógrafo para divulgar sua poesia. Além da literatura o autor também trabalhou com o teatro, escrevendo peças para diversos grupos cênicos. Este livro faz uma análise de sua vida e produção literária, além de reunir algumas de suas poesias, aqui comentadas, dentre elas "Poema para ser transfigurado" e "Prezado cidadão".

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS>


Coleção Ciranda da poesia

Pucheu, Alberto

Antonio Cicero. Ciranda da poesia

Antonio Cicero Correa Lima, nascido no Rio de Janeiro em 1945 é compositor, poeta, filósofo e escritor brasileiro. Graduado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Antonio Cicero já venceu o Prêmio Nestlé de Literatura Brasileira de 1995 pela obra "O Mundo Desde o Fim" (1995). Este livro reúne uma breve antologia de sua produção poética, em obras como "Nênia", "Declaração", "Palavras Aladas", e "Museu de Arte Contemporânea", além de conter ainda um texto sobre o poeta, sua vida, e seus escritos.

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Rezende, Renato, 1963-

Coleção Ciranda da poesia

Guilherme Zarvos

Doutor em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Ricardo Zarvos é também escritor, produtor cultural, professor, cientista social e economista brasileiro. Atualmente, é figura central e aglutinadora da poesia do Rio de Janeiro, desde a década de 1990, através, principalmente, de sua atuação no evento CEP 20.000 (Centro de Experimentação Poética), por onde escoou, desde então, grande parte da produção artística do Rio de Janeiro. Este livro faz um ensaio sobre o escritor, sua poesia e a relação com seu lado político, além de reunir uma breve antologia de seus mais consideráveis poemas, como "Essa raiva", "Túlio de Bizâncio" e "Amanhã vou ao fórum".

<POETRY> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Spina, Segismundo

Ensaio de crítica literária Este livro reúne ensaios de crítica literária, produzidos ao longo da carreira acadêmica do autor, professor emérito da Universidade de São Paulo, e intelectual reconhecido nos meios acadêmico e literário. Os textos alguns deles inéditos e outros ja publicados esparsadamente em revistas, congressos ou mesmo em livros, retomam temas caros e fornecem um panorama da longa trajetória do professor, resgatando parte de sua produção intelectual. O próprio Segismundo selecionou alguns ensaios que julgou merecer uma republicação, com o propósito de torná-los novamente acessíveis. Em destaque no livro alguns estudos: "Camões e a mulher"; "A prosa poética de Alencar"; "Os lusíadas: um milagre da criação literária"; "Uma periodologia linguística e literária no Brasil Colonial", dentre outros. <LITERARY CRITICISM> <BRAZILIAN AUTHORS> LATBOOK BRASIL LTDA

Teixeira, Ivan

O altar & o trono : dinâmica do poder em O Alienista


Este livro traz o levantamento dos discursos artísticos e culturais de que Machado de Assis (1839-1908) se apropriou para escrever o romance "O Alienista" (1882). Lidando com questões polêmicas do Segundo Reinado (1840-1889), o autor resgata o ambiente de produção e de circulação da obra. Machado é aqui examinado em intrínseca relação com os signos de sua época e em sua condição de homem de imprensa: associado a grupos de poder, afeito à dinâmica dos periódicos, atento à reciprocidade dos compromissos e integrado com projetos editoriais. Este livro analisa ainda, o empenho de Machado de Assis no projeto de incorporação da elite feminina aos núcleos letrados do Segundo Reinado, os vínculos da Casa Verde - sanatório da estória - com o Hospício de Pedro II, cujo projeto também foi matéria de controvérsia na ocasião, além de discorrer das relações da narrativa com o jornal em que a obra foi publicada, bem como as folhas satíricas de seu tempo. <LITERARY CRITICISM> <BRAZILIAN AUTHORS> <ASSIS, MACHADO DE>

Premio Jabuti 2011  

Crônicas, Poesia, Reportagem, Biografia e Livro Infantil – mas também a Tradução, a Ilustração, a Capa e o Projeto Gráfico.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you