Page 1

estudo para

requalificação histórico de

SANTO AMARO

do eixo


CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC | SANTO AMARO ARQUITETURA E URBANISMO LAR | LABORATÓRIO DE ARQUITETURA RESPONSÁVEL SÃO PAULO | SP DEZEMBRO 2014


AGRADECIMENTOS Agradecemos ao Centro Universitário SENAC pelo apoio ao desenvolvimento desta pesquisa. À Subprefeitura de Santo Amaro pelos debates promovidos e pelas informações disponibilizadas. À Rede Santo Amaro por este ano especial em parceria no desenvolvimento deste trabalho. À Profª. Valéria Fialho e Coordenação do curso de Arquitetura e Urbanismo pelo suporte ao projeto de pesquisa, a Jorge Carlos Silveira Duarte e Coordenação de Projetos Sociais do Centro Universitário Senac pelo incentivo e apoio para a realização completa deste caderno, à Coordenação de Parcerias, Intercâmbios e Projetos Socioambientais pelo apoio e acompanhamento no desenvolvimento desta atividade. Aos professores Ms. Silvio Sguizzardi, Dr. Márcio Coelho, Ms. Marcella Ocke e Ms. Ralf Flôres que nos orientaram e acompanharam ao longo deste trabalho, nos incentivando e compartilhando experiências e conhecimento. Aos moradores e comerciantes de Santo Amaro que participaram deste processo e seguem lutando pela requalificação do bairro.


igreja matriz de santo amaro . 2013 foto por MATHEUS LEITZKE


SUMÁRIO INTRODUÇÃO

01

LEVANTAMENTO HISTÓRICO

07

PRIMEIRAS PRODUÇÕES problemas potencialidades soluções

21 24 28 32

INVESTIGAÇÃO E APROFUNDAMENTO

41

PROGRAMA DE AÇÕES E DIRETRIZES ações de curto prazo ações de médio e longo prazos

71 75 91

CONCLUSÃO

111

PUBLICAÇÕES

123

BIBLIOGRAFIA

133

EQUIPE LAR

139


INTRODUÇÃO O Senac acredita no poder transformador da educação e na relação ensino, pesquisa e extensão. Dentro deste contexto o Projeto de Extensão Universitária é um conjunto de ações, com duração determinada, de caráter educativo, social, tecnológico, artístico ou científico, com objetivo específico, a curto e médio prazo, que visa fomentar a relação entre a teoria e a prática, envolvendo a comunidade acadêmica e a sociedade. O Projeto LAR| Laboratório de Arquitetura Responsável foi criado para propor atividades de integração e educação junto às comunidades e grupos organizados que buscam orientação sobre questões relacionadas a qualquer ação coletiva, de cunho social, para promoção de melhorias na qualidade dos espaços habitados e/ou espaços públicos. No final de 2013 o Senac foi procurado pela Rede Santo Amaro para uma possível parceria no Eixo Histórico de Santo Amaro e um grupo de alunos, anteriormente envolvidos com outros projetos de pesquisa e extensão universitária, foi convidado a participar da atividade. Ao final de quinze dias de intenso trabalho o grupo apresentou uma análise da situação existente e um diagnóstico preliminar das potencialidades e problemas da região. Para 2014 o Projeto LAR foi formatado e aprovado para aprofundar as análises realizadas em 2013 e propor diretrizes de intervenção no Eixo Histórico. No 1º semestre de trabalhos o grupo considerou as análises realizadas no ano anterior e ampliou a pesquisa em três frentes: levantamento histórico, entrevistas com público flutuante que frequenta a região e levantamento de uso e ocupação do solo. A pesquisa foi sintetizada em quatro pranchas com a síntese das conclusões de cada frente pesquisada e os resultados preliminares apresentados à comunidade acadêmica e parceiros.


No segundo semestre o grupo trabalhou na elaboração deste caderno de posturas, no qual apresenta a síntese dos levantamentos e análises realizados e que resultaram na proposição de diretrizes para possíveis intervenções na área. O presente trabalho não esgota o assunto e também não contempla projetos para a região, visto que este não é o objetivo da extensão universitária, mas apresenta um conjunto de diretrizes para futuras intervenções, que poderão ser utilizadas pela Sub Prefeitura de Santo Amaro em projetos internos ou licitações e concursos, assim como como apoio para as demandas da população da região.

VALÉRIA CÁSSIA DOS SANTOS FIALHO MARCELLA DE MORAES OCKE MUSSNICH


casa de cultura de santo amaro . 2014 foto por MATHEUS LEITZKE


monumento na praรงa floriano peixoto . 2014 foto por: ALESSANDRA GODOY

praรงa floriano peixoto . 2014 foto por: ALESSANDRA GODOY


coreto na praรงa floriano peixoto . 2014 foto por: MATHEUS LEITZKE


LEVANTAMENTO HISTÓRICO


casa de cultura de santo amaro . 1936 acervo fotogrรกfico biblioteca prestes maia


LEVANTAMENTO HISTÓRICO Com a finalização do levantamento inicial realizado no 2º semestre letivo de 2013, o LAR deu seguimento às pesquisas no semestre seguinte buscando aprofundar os estudos envolvendo as questões histórica e patrimonial. Foi realizada uma pesquisa historiográfica mais apurada, que teve como base o acervo público da Biblioteca Prefeito Prestes Maia e a Biblioteca do Centro Universitário Senac, onde foram levantados textos (notícias de revistas, periódicos antigos e livros) e documentação fotográfica que subsidiaram parte da produção desta segunda etapa. Além destas bases ainda foram realizadas entrevistas ao longo do eixo com o público local, de predominância flutuante; levantamento fotográfico com o estado atual das fachadas tombadas e levantamento das leis e diretrizes segundo o Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura Municipal. O material resultante desta pesquisa permitiu a construção de uma linha do tempo com as datas mais significativas na história de Santo Amaro e assim conseguimos compreender o eixo histórico e sua inserção no município - agora bairro - assim como seu desenvolvimento, sua ocupação e situação atuais.


Fundação da cidade de São Paulo.

Fundação da capela de Santo Amaro, assim batizada em homenagem ao santo de devoção de um casal morador da região que doou a imagem à capela.

1554

1560

1556

Em visita a Aldeia de Jeribatiba ou Jurubatuba, José de Anchieta observa o grande número de índios catequizados vivendo na região e decide criar um povoado a partir da fundação de uma capela local.

FIG 1

A capela é transformada em paróquia e, no mesmo ano, Santo Amaro é reconhecido como freguesia.

FIG 2

Através do decreto de D. Pedro I, é elevada a Vila de Santo Amaro no dia 10 de julho.

1686

1607

Início das atividades no engenho de ferro Nossa Senhora de Assunção e em 1609, forma-se a sociedade de ferro Jeribatiba. Assim tem início a exploração do minério de ferro nas margens do rio Jurubatuba.

Devido a intensa atividade comercial em Santo Amaro, é estabelecida uma linha de trem a vapor que liga-a a São Paulo. Para inauguração acontece a visita do então Imperador, D. Pedro II, e sua esposa.

1832

1826

D. Pedro I determina Santo Amaro como assentamento de colonos alemães vindos do Rio de Janeiro. Noventa e quatro famílias receberam lotes da freguesia de Santo Amaro e formaram a primeira colônia estrangeira do Brasil.

Inauguração do Jardim Público (atual Praça Floriano Peixoto) e inauguração do Mercado Municipal (atual Casa de Cultura de Santo Amaro).

1886

1885

O Largo da Bola muda de nome para Largo Tenente Adolfo em homenagem a Adolfo Pinheiro que morava na região. O largo já constitui-se como eixo comercial desde a fundação de Santo Amaro, sendo passagem também dos tropeiros.

1896

1888

Após promulgação da lei que aboliu a escravatura, o Largo Tenente Adolfo passa a se chamar Largo 13 de Maio, nome que permanece até os dias de hoje.


Por motivos políticos, o governo brasileiro suspende a imigração de japoneses, alemães e italianos que estavam se estabelecendo em Santo Amaro. Eis que surge um grande incentivo a vinda dos nordestinos que passaram a influenciar o comércio local.

LINHA DO TEMPO FIG 3

Inauguração do Grupo Escolar de Santo Amaro, posteriormente nomeado Grupo Escolar Paulo Eiró (atual Praça dos Mosaicos).

1910

Início do séc. XX

1897

Inauguração do Mercado ainda num local provisório onde permaneceu por 3 anos.

1903

Ampliação do Mercado Municipal.

FIG 5

Com o passar dos anos, o espaço do Mercado Municipal tornou-se insuficiente. Neste ano, foi firmado um contrato para construção de um novo mercado.

FIG 4

A esposa do então prefeito Prestes Maia, Sra. Maria Prestes Maia, inaugura a Biblioteca Presidente Kennedy, que iniciou suas obras em 1963.

Em outubro, seguindo decreto 43.434, o nome da Biblioteca é alterado para Biblioteca Prefeito Prestes Maia.

A Catedral de Santo Amaro começa a ser restaurada após receber incentivo financeiro através da Lei Rouanet.

1965

2005

2013

1954

1935

No dia 22 de fevereiro, Santo Amaro é anexado a São Paulo, tomando condição de Bairro.

1958

O novo Mercado foi inaugurado no dia 13 de novembro.

2004

2007

Santo Amaro passou Em 2007, durante a por um processo de gestão do então decadência urbana. prefeito Gilberto Kassab, Neste ano, a então inicia-se a remoção dos prefeita de São Paulo, vendedores ambulantes Marta Suplicy, promulga do Largo 13 de Maio. a Lei 13 885/2004 que determina a revitalização do Centro Histórico de Santo Amaro.


,

A Catedral de Santo Amaro ainda passa por processo de restauro. As recentes obras de mobilidade do metrô na Av. Adolfo Pinheiro já refletem alterações na rotina do Largo 13 de Maio.

2014

restauro da igreja matriz de santo amaro . 2013 foto por MATHEUS LEITZKE

.


FIG 1. igreja matriz de santo amaro . 1936 acervo fotográfico biblioteca prestes maia FIG 2. planta da imperial cidade de são paulo . 1810 galeria de mapas da prefeitura de são paulo FIG 3. grupo escolar paulo eiró . 1937 acervo biblioteca prestes maia FIG 4. biblioteca prestes maia . 2014 foto por matheus leitzke FIG 5. casa de cultura de santo amaro . 2014 foto por matheus leitzke


1958

1974

Observamos o Eixo Historico com mais arborização e menos ocupações.

Neste periodo Santo Amaro já está consolidado como distrito comercial. Edificações de baixo gabarito são características na região. Já é possivel ver a biblioteca Prestes Maia neste mapa.

2008

Aqui o eixo histórico mostra uma arborização pontual na praça da billioteca proximo a hípica de Santo Amaro e na praça Floriano Peixoto. Já há um grande conflito entre carros e pedestres. .


2011

Observando estes dois ultimos mapas, percebe-se pouca mudança no Eixo Histórico na ultima década. Há uma verticalização mais pontual no trecho próximo á biblioteca Prestes Maia. No restante do eixo a ocupação permanece quase sem alterações. .

2014

eixo histórico de santo amaro visto de cima . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


rua tenente coronel carlos da silva araĂşjo . 2014 foto por: MATHEUS LEITZKE


largo 13 . 2014 foto por: MATHEUS LEITZKE


rua tenente coronel carlos da silva araĂşjo . 2014 foto por: MATHEUS LEITZKE


PRIMEIRAS PRODUÇÕES


PRIMEIRAS PRODUÇÕES Para atender a demanda apresentada pela Rede Santo Amaro no segundo semestre de 2013, nós, alunos do Centro Universitário Senac e participantes do LAR, desenvolvemos três mapas diagnósticos sobre a situação que encontrava-se o Eixo Histórico de Santo Amaro - o que consistiu-se na primeira fase de nosso trabalho. Para podermos pensar, posteriormente, em diretrizes que sustentariam ações futuras, precisávamos estabelecer alguns pontos de partida. Como referência, utilizamos uma metodologia muito simples - além das visitas ao local e levantamento fotográfico, marcamos os mapas com situações objetivas que tínhamos e que gostaríamos de criar, dispostas em 3 aspectos e mapas: PROBLEMAS, POTENCIALIDADES e SOLUÇÕES. Este rápido processo trouxe de forma objetiva e pontual aspectos do Eixo que deram embasamento para que a pesquisa fosse aprofundada nos outros semestres. Todo o processo foi apresentado para representantes da Rede Santo Amaro e da Sub Prefeitura de Santo Amaro.


- Área murada da Hípica de Santo Amaro, que impossibilita uma relação melhor da quadra com a rua e transmite sensação de insegurança - está mal iluminada também; - Praça Marcos Manzini - parte de trás da Biblioteca Prestes Maia - com pouca possibilidade de permanência, alguns bancos, mas sem vida - muito lixo, poucas lixeiras; - Praça Marcos Manzini - parte da frente da Biblioteca Prestes Maia - apesar de reformada e o mobiliário atender parcialmente à demanda de pessoas que ali permanecem, há uma outra demanda notada que não é atendida e, por isso, este mesmo mobiliário está constantemente sujeito à má conservação, visto que há uma necessidade clara de adequar o local à utilização de skatistas presentes na praça. Muito lixo, pouquíssimas lixeiras - as existentes estão mal conservadas. - A avenida João Dias, por ser um eixo viário muito importante, segrega a Praça Victor Manzini e a Biblioteca Prestes Maia do restante do Eixo Histórico. - A Casa de Cultura de Santo Amaro (o antigo Mercado de Santo Amaro) está gradeada em todo seu entorno; - Calçadas estreitas e em mau estado de conservação e acessibilidade durante quase todo o percurso - os calçadões, alguns com obras artísticas em mosaico português, também são péssimos para pessoas portadoras de necessidades especiais, além de serem de difícil manutenção e estarem em mau estado de conservação. - A Praça Floriano Peixoto e a Praça Salim Farah Maluf enfrentam sérios problemas na forma como estão sendo ocupados - esta primeira, gradeada - e ambas carregam consigo a fama de estarem “perigosas”, servindo como ponto de concentração de dependentes químicos e compra e venda de drogas, além de assaltos e roubos. O Centro de Cidadania da Mulher, na mesma quadra da Praça Salim Farah Maluf, está totalmente murado, o que leva ao pedestre uma ainda maior sensação de impessoalidade e insegurança, além de suas calçadas serem extremamente estreitas. Essa região possui forte fluxo de carros, transporte coletivo e .


PROBLEMAS pedestres, sendo este último o pior organizado e o de ciclistas ignorado. - A antiga Fábrica York é uma construção abandonada que alcança três ruas: Rua Barão do Rio Branco, Rua Amaro André e Rua Tenente Coronel da Silva Araújo - todas as três muradas e/ou com fachada alta, no limite do lote, sem permeabilidade. O mau estado da construção tem trazido reclamações por parte dos comerciantes, por atrair ratos e baratas para o local, além do efeito visual negativo que isso gera. - As fachadas históricas tombadas não estão em bom estado. - Não há uma linguagem visual para o comércio, há muita poluição visual e sonora, além da ocupação indevida das calçadas e locais de fluxos de pedestres com caixas de som e artigos de venda das lojas. - A avenida Adolfo Pinheiro - na saída do Terminal Santo Amaro - também age como um eixo viário segregador do Eixo Histórico, pela sua dimensão e fluxo de transporte individual e coletivo, sendo o fluxo de pedestres prejudicado e prejudicial pois não está organizado. Não há nada que minimamente organize o fluxo de ciclistas. - O largo da Igreja Matriz de Santo Amaro - construção singular de grande significância histórica para todo o bairro e, principalmente, para o Eixo Histórico, está também gradeado e impede a relação entre o comércio e pedestres com a Igreja. Apesar de estar em processo de restauro, o local encontra-se bem abandonado.

igreja matriz de santo amaro . 2013 foto por MATHEUS LEITZKE


Muros Praças e áreas livres Necessidade de recuperação de fachadas Calçadas danificadas e estreitas Gradil Eixo viário segregador Áreas em abandono Edifício histórico com necessidade de recuperação

praça marcos manzini

biblioteca prestes maia Praças existentes sem utilização. Áreas muradas que impossibilitam a relação entre a quadra e a rua e prejudica a segurança pública.

casa de cultura de santo amaro Mau conservada, gradeada e praças subutilizadas

painel júlio guerra

Calçamento inadequado para pedestres, acúmulo de lixo, estreitamentos e más condições. Painéis com necessidade de restauro.

rua tenente coronel da silva araújo.

fábrica york

rua ten. coronel da s

Fábrica abandonada. Um problema visual para a rua além de juntar ratos. Apresenta problemas estruturais devido ao crescimento de árvores nas paredes.

rua ten. coronel da s


s. araújo

s. araújo

PROBLEMAS

rua paulo eiró

“casa amarela”

rua ten. coronel da s. araújo Praça recuperada, antes ocupada por comerciantes, agora com inadequada estrutura de permanência. Muitos muros e calçadas estreitas.

praça floriano peixoto Áreas gradeadas que limitam a circulação e a relação com a quadra.

avenida adolfo pinheiro Calçadão com necessidade de recuperação.

igreja matriz de santo amaro.

O gradil da igreja limita o campo de visão, espaço subutilizado e calçadas estreitas e degradadas. fotos por: equipe LAR


painel de júlio guerra - 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


POTENCIALIDADES - As praças inseridas no Eixo Histórico de Santo Amaro, no geral, possuem um grande ponto a favor de sua ocupação: são planas e todas elas estão em locais onde o movimento é propício, seja pelo comércio, seja pela ocupação residencial. - A Casa de Cultura de Santo Amaro possui grande potencial histórico para o local e, apesar de não ter estrutura necessária para um grande volume de pessoas, reuniões e encontros musicais, ainda pode ser tida como um grande referencial cultural para o bairro e para o eixo. - A antiga fábrica York, tanto por sua conexão com três ruas e quanto pelas suas dimensões e estilo de construção, também possui um grande potencial cultural, que poderia abrigar eventos e outras atividades que não podem ser abrigadas na Casa de Cultura, utilizando como exemplo o Sesc Pompéia. - O Eixo, como um todo, possui singular potencial comercial. Como ainda conserva algumas fachadas históricas, o Eixo é passível de uma padronização e recuperação dessas construções e comércios. - Os largos e calçadões abrem portas para feiras artesanais e manifestações culturais em meio ao comércio. - A área encontra-se perto ao Terminal Santo Amaro, à estação Santo Amaro da linha Esmeralda da CPTM, às estações Santo Amaro e Largo Treze da linha Lilás do Metrô e, atualmente, da estação Adolfo Pinheiro, também da linha Lilás.


Interesse histórico / geradores de fluxos Áreas livres públicas Forte comércio

01

01 04

comércio na praça da biblioteca prestes maia

fachadas comerciais na rua capitão tiago luz


POTENCIALIDADES

05 06 04 02

03

06

02

comércio na praça salim f. maluf

calçadão rua capitão tiago luz

03

coreto da praça floriano peixoto

04

05

calçadão na parte de trás da igreja matriz calçadão na contnuação da rua senador dantas. fotos por: equipe LAR


fachadas na rua ten. coronel carlos da s. araĂşjo - 2013 foto por MATHEUS LEITZKE


SOLUÇÕES - Inserção de equipamentos para terceira idade e para caminhada e esportes na praça Marcos Manzini, além de mobiliário urbano com a mesma linguagem do restante do Eixo. - Padronização de pavimentação e do tamanho, tipologia e acessibilidade das calçadas. - Padronização das fachadas e desenvolvimento de uma linguagem visual de nomes e propagandas das lojas. - Criação de ambientes externos para comércio e restaurantes. - Iluminação dos calçadões e colocação de bancos e árvores para criar um pouco de sombra e espaços agradáveis de permanência. - Remoção das grades das praças e Casa de Cultura de Santo Amaro. - Ocupação da Fábrica York para recuperação e criação de um Centro Cultural de Santo Amaro, com a entrada virada para a Rua Amaro André, gerando movimento nessa rua e não atrapalhando o fluxo das outras duas ruas adjacentes: Barão do Rio Branco e Tenente Coronel da Silva Araújo. - Realização de feiras populares e outras manifestações culturais nos calçadões. - Colocação de “lombo-faixas” que priorizem e organizem minimamente a travessia de pedestres no eixo viário da Avenida Adolfo Pinheiro.


Redesenho da área verde e livre Nova paginação de piso Alargamento de calçadas Edifício de interresse histórico Edifício de interesse cultural

Equipamento cultural projeto para área carente em equip. culturais.

Redesenho da área verde para torná-la mais atrativa. Equipamentos de ginásticas e esportes.

Alargamento de calçad para permanência e m hor circulação de pede tres e comércio de rua Repaginação de piso mais resistente para su portar o fluxo de pesso Recuperação de paiéis artísticos.

ex.: Sesc Pompéia - SP ex.: Praça dos imigrantes - SCS

ex.: Parque linear de Amparo. ex.: Parque Buenos Aires - SP

ex.: Cinemateca - SP

ex.: Sesc Pompéia - SP


SOLUÇÕES

das melesa. uoas. s

P

Padronização dos equipamentos.

ex.: Sydney, Austrália. Padron. das placas e lojas.

ex.: Rua Avanhandava - SP Padronização de semáforos. ex.: farol Teatro Municipal - SP


ponto de 么nibus da rua tenente coronel carlos da silva ara煤jo - 2014 foto por ELOISA AGIANI


comércio na rua tenente coronel carlos da silva araújo - 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


rua tenente coronel carlos da silva araĂşjo - 2014 foto por MATHEUS LEITZKE


grafite na rua paulo eir贸 - 2014 foto por equipe LAR


INVESTIGAÇÃO E APROFUNDAMENTO


INVESTIGAÇÃO E APROFUNDAMENTO O Projeto LAR se dividiu em equipes para trabalhar e desenvolver alguns critérios de estudo no Eixo Histórico de Santo Amaro. Parte da equipe ficou responsável por identificar a população flutuante freqüentadora do Eixo e para isto foi utilizada uma metodologia de entrevistas organizadas através de questionários aplicados ao público escolhido aleatoriamente. Usamos como referência entrevistas já realizadas em espaços públicos, porém com perguntas mais específicas direcionando as respostas de acordo com o nosso objeto de estudo: como a região funciona, para que as pessoas a frequentam, o que acham da região, o que poderia melhorar ou o que as agrada no local. O primeiro passo foi testar as perguntas formuladas para a entrevista e verificar se estavam claras e objetivas para auxiliar na pesquisa. Os integrantes do grupo se dividiram em dias e horários diferentes e aplicaram as entrevistas nas ruas ao longo do Eixo Histórico. Foi necessária a variação de dias e horários para fazer uma análise completa do público que freqüenta o local. Os tipos de perguntas foram organizados em 3 categorias - 1ª categoria: perguntas sobre os dados pessoais do entrevistado; 2ª categoria: qual o ponto de vista dos entrevistados sobre Santo Amaro; 3ª categoria: classificação em forma de notas de 0 a 10 para pontos específicos da região.


Modelo do questionário aplicado:

1º CATEGORIA Nome / Idade / Onde mora / Profissão

2ª CATEGORIA Que meio de transporte utilizou para chegar na região? Com quanta frequência costuma ir para a região? O que mais gosta na região Conhece o Eixo e Histórico de Santo Amaro?

3ª CATEGORIA Nota de 0 a 10 para os itens: -Segurança -Iluminação -Calçadas -Transporte -Lixos -Lazer -Restaurantes -Espaço de Estar -Movimento


Os gráficos apresentados na pesquisa ilustram as informações compiladas a seguir. Foram entrevistadas aproximadamente 100 pessoas das quais 64% eram mulheres e 36% homens (mesmo tendo sido escolhidos aleatoriamente). O grau de escolaridade predominante deste público é do ensino fundamental ao ensino médio. A faixa etária é bem variada, porém com predomina o público que possui entre 20 e 40 anos, provenientes da cidade de São Paulo, capital. Verificamos que a maior parte das pessoas são atraídas pelo comércio. A venda de produtos de baixo custo acaba atraindo também o comércio ambulante, já que a procura por tais produtos é grande. Este dado reforça o caráter comercial da região que sempre foi caracterizado pelo comércio popular. A maioria das pessoas que frequentam o eixo, percorre-o todos os dias apesar de não saber exatamente onde se delimita o eixo histórico de Santo Amaro. Por essas razões a região se destaca pelo excessivo movimento de pessoas, pela procura de restaurantes e comida barata e também pelo fácil acesso com variadas opções de transportes coletivos. Desta forma, o ônibus destaca-se como o modal mais utilizado, seguido da utilização do carro, metrô, trem, lotações e motocicletas. A última opção é fazer o trajeto a pé. A maior parte dos entrevistados concordam que a região é carente de segurança e serviços de manutenção, como por exemplo: lixeiras, qualidade das calçadas, iluminação, área de lazer, segurança e equipamento público.


CONHECE O EIXO HISTÓRICO DE SANTO AMARO?

O QUE MAIS GOSTA NA REGIÃO?


MEIO DE TRANSPORTE MAIS UTILIZADO

FREQUÊNCIA DE VISITAS


NATURALIDADE

FAIXA ETÁRIA


AVALIAÇÕES DOS ENTREVISTADOS

POSSÍVEIS MELHORISAS NO EIXO SEGUNDO OS ENTREVISTADOS


Baseando-se na metodologia do escritório Gehl Architects avaliamos 12 critérios do bom espaço público e analisamos os itens mais importantes que determinariam uma intervenção adequada para o eixo. Colocamos aqui os itens e suas condições atuais: Proteção: Trânsito motorizado ruim, crime e violência tão frequentes como em qualquer lugar de São Paulo e as experiências sensoriais são negativas já que as calçadas (espaço de circulação principal pelos pedestres) são precárias e muito estreitas para um fluxo muito intenso de pessoas. Conforto: Nada convidativo para caminhar, ficar ou sentar. O Eixo é carente de mobiliário urbano ou espaços apropriados para o lazer. Com muita poluição visual e auditiva a região essencialmente comercia é vazia durante os finais de semana, feriados e a noite. As atividades lúdicas, recreativas e de interação social acontecem com o samba na casa de Cultura Santo Amaro aos sábados e eventos culturais esporádicos. Prazer: embora as edificações estabeleçam uma boa relação com a escala humana, no Eixo Histórico não há preocupação com a preservação das edificações tombadas e é possível encontrar muito lixo jogado nas calçadas, o que torna o passeio do pedestre menos convidativo.

A metodologia das entrevistas é um dos critérios para estabelecer as diretrizes de intervenção no Eixo Histórico de Santo Amaro, tornando-o atrativo e valorizado não só para população flutuante, mas também para a população que reside ou que venha a residir.


muro da EMEI borba gato - foto: equipe LAR

pixações e muros na rua capitão thiago luz - foto: ALINE BARROS

rua ten coronel da s. araújo - foto: equipe LAR

lixo acumulado na rua ten. coronel da s. araújo - foto: equipe LAR


calçadas estreitas rua capitão thiago luz - foto: ALINE BARROS

calçadas estreitas rua coronel ten. da s. araújo - foto: MARCELLA OCKE

acúmulo de lixo e mobiliário da bb prestes maia - foto: ALINE BARROS

painel júlio guerra, praça sem lugar para sentar - foto: ELOISA AGIANI


rua capitão thiago luz à noite - foto: autor desconhecido

paço cultural aos sábados - foto: ALINE BARROS

rua capitão thiago luz aos feriados - foto: ALINE BARROS

música na praça salim farah maluf - foto: ALINE BARROS


calçadão comercial na rua capitão tiago luz, sem arborização, muitos fios, lixo, com construções na escala do pedestre. - foto: equipe LAR


largo 13 de maio . 2014 foto por equipe LAR

largo 13 de maio . 2014 foto por equipe LAR


rua capit達o tiago luz . 2014 foto por ELOISA AGIANI


Residencial Comercial Serviços Institucional Industrial Obras Vazio / Aluga Estacionamento Edifício Histórico

mapa de uso e ocupação do eixo histórico de santo amaro e seu entorno imediato


LEVANTAMENTO


fachada na rua tenente coronel carlos da silva araĂşjo - 2014 foto por ELOISA AGIANI


CONSTRUÇÕES HISTÓRICAS

IMPLANTAÇÃO em terreno plano, acesso pelo nível da rua, volumetria composta sem recuos. COBERTURA em duas águas, cumeeira paralela à rua e coroamento em platibanda. FACHADA com vergas retas, enquadramento em madeira e argamassa, e revestimento em reboco pintado. VÃOS tipo peitoril, esquadrias em madeira e portas de abrir. ESTADO DE CONSERVAÇÃO péssimo.

IMPLANTAÇÃO plana, acesso pelo nível da rua, volumetria simples e recuo frontal. COBERTURA em duas águas, cumeeira paralela à rua, beiral em caibro corrido sem coroamento. FACHADA com vergas relas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com peitoril, esquadrias em madeira e portas de abrir. ESTADO DE CONSERVAÇÃO bom.

IMPLANTAÇÃO plana com acesso pelo nível da rua, volumetria única sem recuos (somente na parte posterior considerando-se a praça delimitada pela grade). COBERTURA em 4 águas com a cumeeira central e coroamento em cimalha. FACHADA com vergas ogivais, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com esquadrias em madeira, portas de abrir e janelas em guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO razoável.

IMPLANTAÇÃO plana com acesso acima do nível da rua, volumetria simples sem recuos. COBERTURA em 4 águas, cumeeira central, beiral simples e coroamento em platibanda cimalha. FACHADA em vergas retas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com esquadrias metálicas e abertura em sistema guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO razoável, com modificação, descaracterização e acréscimo.


IMPLANTAÇÃO plana, acesso pelo nível da rua, volumetria simples sem recuo. COBERTURA em 4 águas, cumeeira central, sem beirais e coroamento em platibanda. FACHADA com vergas retas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com esquadrias metálicas e abertura sistema guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO regular, com modificação, descaracterização e adequação.

IMPLANTAÇÃO plana, acesso pelo nível da rua, com volumetria simples e sem recuos laterais. COBERTURA em 4 águas, cumeeira central, beiral simples e coroamento em platibanda. FACHADA com vergas retas, enquadramento argamassa e revestimento em reboco pintado e cerâmica. VÃOS em esquadrias metálicas e abertura em guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO péssimo, com descaracterização e adequação.

IMPLANTAÇÃO plana, acesso no nível da rua, volumetria simples sem recuos. COBERTURA em duas águas, cumeeira paralela à rua, beiral simples e coroamento em platibanda. FACHADA em vergas retas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS em esquadrias metálicas e abertura em sistema guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO péssimo com modificação e adequação.

IMPLANTAÇÃO plana com acesso ao nível da rua, volumetria simples e sem recuos. COBERTURA em duas águas com a cumeeira paralela à rua, beiral simples e coroamento em platibanda. FACHADA em vergas ogivais, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com esquadrias metálicas e abertura em sistema guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO péssimo, com modificações, descaracterização, adequação e substituição de partes antigas.


IMPLANTAÇÃO plana, acesso pelo nível da rua com volumetria simples e sem recuo. COBERTURA em duas águas, cumeeira paralela à rua, beiral simples e coroamento em platibanda. FACHADA em vergas retas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com esquadrias metálicas e abertura em sistema guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO razoável, com modificação e adequação.

IMPLANTAÇÃO plana com acesso ao nível da rua, volumetria simples e sem recuos.COBERTURA duas águas com a cumeeira paralela à rua, beiral simples e coroamento em platibanda. FACHADA com vergas retas, enquadramento em argamassa, beiral simples e revestimento em reboco pintado e cerâmica. VÃOS com esquadrias metálicas e abertura em sistema empurrar e guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO bom com descaracterização.

IMPLANTAÇÃO plana com acesso pelo nível da rua, com volumetria simples e sem recuos. COBERTURA em duas águas, cumeeira paralela à rua, beiral simples e coroamento em platibanda. FACHADA com vergas retas e ogivais, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com esquadrias de madeira e metálicas, abertura em sistema empurrar e guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO ruim, com adequações.

IMPLANTAÇÃO plana, acesso no nível da rua, volumetria simples e sem recuos. COBERTURA em duas águas, cumeeira paralela à rua, coroamento em platibanda e laje em beiral. FACHADA com vergas retas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS com esquadrias metálicas e abertura em sistema guilhotina e correr. ESTADO DE CONSERVAÇÃO regular, com modificação, descaracterização e adequação.


IMPLANTAÇÃO plana, acesso pelo nível da rua, volumetria simples e recuo frontal. COBERTURA em 4 águas, cumeeira central, beiral simples e coroamento em platibanda. FACHADA com vergas retas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado VÃOS com esquadrias metálicas e abertura em sistema de empurrar e guilhotina. ESTADO DE CONSERVAÇÃO regular, com modificação, descaracterização e adequação.

IMPLANTAÇÃO plana, acesso pelo nível da rua, volumetria simples e sem recuos. COBERTURA 4 águas, cumeeira central, beiral simples e coroamento em platibanda e frontão. FACHADA com vergas retas, enquadramento argamassa e revestimento em reboco pintado e madeira. VÃOS com esquadrias metálicas e de madeira, abertura em sistema empurra e guilhotina e varanda tipo sacada. ESTADO DE CONSERVAÇÃO péssimo, com modificações e adequações.

IMPLANTAÇÃO plana, acesso pelo nível da rua, volumetria composta e sem recuos. COBERTURA em 4 águas com cumeeira central, beiral caibro corrido e coroamento em cornija e cimalha. FACHADA em vergas retas e ogivais, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS em esqua de madeira e abertura em sistema empurrar. ESTADO DE CONSERVAÇÃO excelente com modificação e conservação.

IMPLANTAÇÃO planta com acesso pelo nível da rua, volumetria simples e sem afastamentos. COBERTURA em duas águas com a cumeeira perpendicular à rua, beiral caibro e coroamento corrido. FACHADA com vergas retas, enquadramento argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS em esquadrias de madeira e argamassa, e abertura em sistema empurra. ESTADO DE CONSERVAÇÃO regular com modificação e adequação.


IMPLANTAÇÃO plana com acesso pelo nível da rua, volumetria simples e sem afastamentos. COBERTURA em duas águas em cada volume, cumeeiras paralelas à rua, beirais simples e coroamentos em platibanda. FACHADA com vergas retas, enquadramento em argamassa e revestimento em reboco pintado. VÃOS em esquadrias metálicas, abertura em sistema empurrar e de correr. ESTADO DE CONSERVAÇÃO péssimo sem intervenções.

fotos por: equipe LAR


fachada no largo 13 de maio . 2014 foto por MATHEUS LEITZKE


igreja matriz de santo amaro vista de cima . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


torre da igreja matriz de santo amaro . 2014 foto por MATHEUS LEITZKE


PROGRAMA DE AÇÕES E DIRETRIZES


igreja matriz de santo amaro, vista do terminal santo amaro . 2011 foto por JULIANA KETENDJIAN


PROGRAMA DE AÇÕES E DIRETRIZES Para podermos direcionar nosso trabalho, elaboramos um programa de ações e diretrizes a partir de uma listagem de necessidades observadas ao longo dos dois semestres anteriores, levando em consideração o tempo hábil, os custos e recursos necessários, e período de elaboração e aprovação dos projetos junto ao CONPRESP e demais órgãos de preservação de patrimônio. As necessidades observadas foram: - REAFIRMAR EXISTÊNCIA DO EIXO HISTÓRICO: a maior parte das pessoas transita pelo local mas não o reconhece como eixo histórico, de fato. Algumas pessoas, inclusive associavam o Eixo Histórico somente com a estátua do Borba Gato - fora do percurso estabelecido. - ORGANIZAR FLUXOS DE PESSOAS E TRANSPORTES (particulares, coletivos e bicicletas): não há uma hierarquização em prol do pedestre, deixando-o com o espaço residual entre as edificações e o leito carroçável sem infra-estrutura suficiente para travessia e percursos seguros, com calçadas estreitas e barreiras como postes e degraus. - PROTEGER EDIFÍCIOS HISTÓRICOS E PROMOVER MELHOR UTILIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DESTES: existem uma série de edifícios históricos subutilizados e/ou em mal estado de conservação. Em geral, os proprietários não possuem qualquer informação sobre como proceder no caso de reforma do imóvel, bem como não há fiscalização que regulamente as intervenções.


- ESTREITAR RELAÇÕES ENTRE PÚBLICO FLUTUANTE, MORADORES E COMERCIANTES COM O EIXO HISTÓRICO: identificamos que Santo Amaro hoje significa apenas um local de passagem e esse sentimento de não-identificação com o local gera o afastamento das pessoas e o abandono do lugar, assim como a falta de cuidados. - GERAR A POSSIBILIDADE DE PERMANÊNCIA, TORNÁ-LO MAIS CONVIDATIVO E ADEQUA-LO À ESCALA DO PEDESTRE: a possibilidade de gerar espaços mais seguros e agradáveis, para que Santo Amaro ofereça mais do que um espaço de compras, mas um lugar mais agradável de convivência, onde as pessoas possam ir para se encontrar e interagir com o espaço. - ESTIMULAR A INCLUSÃO DE OUTROS PÚBLICOS: Santo Amaro possui uma cultura muito rica e historicamente foi ocupado por diversas nacionalidades, tornando-se posteriormente também um polo da cultura nordestina. - GERAR VISIBILIDADE: para que o Eixo Histórico possa ser visto como a centralidade que é, da forma que influencia e gera movimento para a cidade de São Paulo. Dessa forma, subdividimos essas necessidades em grupos: - AÇÕES DE CURTO PRAZO e AÇÕES DE MÉDIO E LONGO PRAZOS.


AÇÕES DE CURTO PRAZO


1 - AÇÃO PERMANENTE - EXPANSÃO DO EIXO HISTÓRICO Conforme o resultado das pesquisas realizadas e já apresentadas neste caderno, foi levantada a possibilidade de expansão do Eixo Histórico de Santo Amaro como uma maneira de preservar outros edifícios e espaços de valor cultural identificados fora do eixo consolidado, assim como potencializar os processos de proteção, valorização e uso destes bens culturais. O primeiro elemento a ser incorporado ao conjunto é o Cemitério Municipal de Santo Amaro, devido ao seu caráter histórico e sua relação direta com a Igreja Matriz de Santo Amaro, situada no extremo oposto do eixo. Ele é um dos remanescentes da origem do bairro e pode compor roteiros de visitação, alimentando permanentemente a memória do bairro e seus moradores. Próximo ao cemitério e reforçando este lado do eixo, temos o atual Mercado Municipal de Santo Amaro - o antigo, atual casa de cultura, passou a ser insuficiente para a demanda local, sendo então inaugurado em novembro de 1958 o novo edifício, localizado na Rua Ministro Roberto Cardoso Alves. Durante a semana atende, em sua maioria, pessoas que trabalham ao redor ou que, de alguma maneira, passam por ali. Já nos finais de semana existe um maior fluxo devido a disponibilidade de horas livres e a busca pelo lazer oferecido no local. Apesar disso, entre os frequentadores, poucos são aqueles que se deslocam de pontos mais distantes da cidade para desfrutar do Mercado. Logo, este carece de uma maior visibilidade e os próprios comerciantes pedem por mais divulgação do espaço.

E em terceiro está o teatro Paulo Eiró, inaugurado em 1957, para atender as demandas da região – formado por muitos estabelecimentos educacionais, associações, entidades esportivas e um vasto público jovem interessado em suas atividades culturais e artísticas.


Seu nome faz jus ao poeta, dramaturgo e professor santamarense Paulo Francisco Emilio Salles, sendo um dos mais importantes artistas da região. A edificação é tombada devido seu valor histórico e cultural. Atualmente em reforma, o teatro deve estar dentro do Eixo Histórico devido ao valor afetivo colocado sobre ele pela população local, além de suas características compatíveis com o mesmo, agregando maior valor cultural e artístico para a região. Assim sendo, todos os locais citados seriam beneficiados por essa nova configuração, onde ao utilizarmos uma mesma linguagem visual, como nos tópicos abordados também aqui neste caderno, e inserirmos os novos pontos, criaríamos uma poligonal de proteção do Eixo Histórico, proporcionando intervenções, gerando maior visibilidade e maior atração de pessoas interessadas não só no comércio característico e predominante da região, mas também por outras razões como por exemplo a gastronomia e programações artísticas. Esse conjunto de fatores fortaleceria o eixo, promovendo por si só sua revitalização e apropriação do espaço pela sociedade de maneira positiva e consciente de seu valor histórico.


Biblioteca Prestes Maia

Casa de Cultura de Santo Amaro

Teatro Paulo Eiró

Mercado Municipal de Santo Amaro

Paço Cultural Júlio Guerra

Praça Floriano Peixoto

Cemitério Municipal de Santo Amaro

Igreja Matriz de Santo Amaro


mercado municipal de santo amaro . 2014 foto por CAROLINA MARKOWSKI


2 - AÇÃO PERMANENTE - IDENTIDADE VISUAL A identidade visual do Eixo Histórico é importante para que esse “circuito” tenha sua caracterização bem marcada e que as pessoas saibam, durante todo percurso, que estam inseridas nele. As diretrizes do projeto de identidade visual vai desde o mobiliário urbano (lixeiras, bancos, postes, pontos de ônibus etc), até mesmo na padronização de cores e placas dos estabelecimentos, tipologia das calçadas e os tótens explicativos. Para um primeiro momento, o mais importante é a indicação dos edifícios históricos, a delimitação do eixo e as indicações de localização do pedestre. Para isso, seria necessária a inserção de tótens que indicassem onde o pedestre está. Estes devem conter pequenos mapas, indicando sempre “você está aqui!” para facilitar o deslocamento do pedestre. Também deverão indicar os edifícios históricos, suas datas de construção e dados históricos mais importantes. Um outro artifício favorável à divulgação do Eixo Histórico é a produção de cartilhas explicativas contanto a história do bairro e do próprio Eixo, para serem publicados nos sites da Prefeitura e Sub-prefeitura, além de distribuídos em lugares de maior fluxo de pessoas, como a biblioteca Prestes Maia e o Paço Cultural Júlio Guerra. Além da padronização dessas informações, é importante que o Eixo Histórico passe a ter sua imagem bem divulgada: um calendário fixo de comemorações e a possibilidade de abrigar eventos efêmeros, uma mídia digital mais diversificada para buscar a participação de outros públicos, de outras faixas etárias, situações sociais, que possam gerar movimento em diversos horários do dia com atividades variadas.


ex.: mapas de londres - foto por GUSTAVO HELDT


lixeiras da praรงa salim farah maluf . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


3 - AÇÃO TEMPORÁRIA - INTERVENÇÕES EFÊMERAS E MELHORIAS Um problema recorrente durante todo percurso, é o recolhimento do lixo descartado de maneira indevida nas ruas e calçadas do Eixo Histórico. A sujeira é tamanha que chega a bloquear o trânsito de pedestres, forçando-os a andar pela rua e desviar por entre os carros. Isso amplia o problema pois, além da experiência sensorial negativa para o Eixo e para os comércios que isso possui, ainda tem uma questão da segurança do pedestre e dos motoristas. Como primeira ação, é essencial promover uma limpeza geral do Eixo Histórico, desobstruindo as calçadas, bueiros e esquinas de “pontos viciados” de lixo e entulho. Tão importante como limpar, é haver uma reeducação dos comerciantes, visitantes e moradores para que mantenham a frente de seus estabelecimentos limpos, descartem o lixo de forma correta, selecionando-os de acordo com o material entre recicláveis, não recicláveis e perigosos, e que sejam descartados em dias e horários corretos. É importante também ressaltar que é devem ser instalados novos PEV’s e lixeiras.


Lixeiras comuns Coleta seletiva

mapa de futura locação de lixeiras.


lixo acumulado nas esquinas e cal莽adas, e pontos viciados no eixo hist贸rico | fotos por: EQUIPE LAR


Outras intervenções efêmeras que observamos serem oportunas e passíveis de instalação no Eixo Histórico são as relacionadas ao mobiliário urbano efêmero, que testam o fluxo e a sua utilização nos espaços livres. Esse tipo de intervenção subsidia projetos futuros de mobiliários urbanos fixos, pois através de um curto período de aplicação (6 meses, por exemplo) já é possível observar como as pessoas se apropriam daquele mobiliário, do espaço, a demanda do público que o utilizaria, e as necessidades que ele deve atender, como sombreamento, ergonomia etc como nas intervenções recentes no Centro de São Paulo para projetos de requalificação do Largo São Francisco e Largo do Paissandu. Ações recentes da subprefeitura de Pinheiros, em parceria com artistas, coletivos urbanos, grupos que promovem intervenções na cidade, moradores e a população interessada, gerou bons resultados na área do Largo da Batata após a instalação de mobiliário efêmero, atraindo um público misto entre moradores e visitantes, pessoas mais velhas e mais novas, gerando um espaço de trocas - shows ao ar livre, feiras de produtos artesanais e orgânicos, reuniões musicais etc.

intervenções e reuniões no largo da batata . fotos: autores desconhecidos | gazeta de pinheiros


largo paissandu . foto: autor desconhecido | conex達o cultural


food truck / eventos gastro atividades culturais programações interativas área de lazer / permanecer ações comunitárias

mapa de locação de eventos

As áreas destinadas à eventos gastronômicos e food trucks estão localizadas em posições estratégicas do eixo, no sentido da melhor visibilidade e localização propriamente ditos. Estes locais foram escolhidos favorece eventos deste tipo pelo grande fluxo de pessoas e também com a possibilidade de interagir com o Mercado Municipal de Santo Amaro.

Os eventos culturais estão marcados em todos os pontos que são entendidos como passíveis de intervenção no Eixo Histórico. Entretanto, 2 deles tem um caráter especial, são eles : a praça da Biblioteca Prestes Maia e a Praça Floriano Peixoto , isto pois são duas grandes áreas e que estão bem localidas dentre o eixo.

São programações com o intuito de unir os moradores e pessoas que passavam pelo local a partir de atividades em grupo e de interação. Essas atividades podem ter vínculo e participação com o eixo, como por exemplo um envento de arte urbana feita pelo moradores e usuários.


Áreas com atividades recreativas e de contemplação projetadas para comportar uma quantidade de pessoas considerável e que elas possam utilizar de modo confortavel e seguro. Os setores do eixo propostos para receberem essas áreas de lazer e recreação são locais de visibilidade, de facil acesso e de ultilização.

As ações comunitárias tem o objetivo de melhorar as questões expecíficas da área a partir da união da mão de obra e da opinião de todos os moradores e usuários do eixo histórico.


AÇÕES DE MÉDIO E LONGO PRAZOS


PROGRAMA DE IDENTIDADE VISUAL E MELHORIA DE ESPAÇOS LIVRES Para complementar a ação de Identidade Visual que estabelece uma padronização dos tótens e placas, além de dar visibilidade ao Eixo Histórico e, após os testes com o mobiliário efêmero, outra ação importante é a de estabelecer uma linguagem de fachadas e placas, além do mobiliário fixo ao longo do Eixo. Será necessário estabelecer uma tipologia de letras, de cores, de materiais (como metais e madeira) e de linguagem de desenho, para que o Eixo torne-se cada vez mais homogêneo e que as pessoas venham, não somente para comprar, mas para permanecer. É importante que, durante todo o “circuito” o pedestre saiba que está no Eixo Histórico, como ocorre no bairro da Liberdade, em que a tipologia da iluminação indica claramente onde estamos. É importante ressaltar que entram nessa ação a iluminação pública (postes e enterramento da fiação), os bancos e mesinhas, as lixeiras, os toldos, os vasos (e projeto de paisagismo), a paginação de piso das calçadas (o que inclui a recuperação dos painéis históricos do artista Júlio Guerra), as cores das fachadas dos estabelecimentos (de acordo com estudo histórico prévio que não descaracterize a época e a tipologia de cada construção), e as placas com os nomes dos comércios. A inserção destes mobiliários após o uso do mobiliário efêmero, trará uma intervenção mais objetiva e certa de que um equipamento não será instalado em vão.


calçadão capitão tiago luz . 2014 foto por ELOISA AGIANI


PROGRAMA DE MELHORIAS - PRAÇAS Um dos objetivos principais da requalificação do Eixo Histórico de Santo Amaro, é dar uso adequado às áreas livres subutilizadas e/ou abandonadas. Nesse segundo programa de melhorias, após testar alguns mobiliários efêmeros, deverão ser instalados os mobiliários fixos, e em alguns casos o redesenho dessas áreas livres. Dentre os casos mais urgentes, estão as três praças do Eixo, que não atendem às necessidades do público que as frequenta. A praça Marcos Manzini, no entorno da biblioteca Prestes Maia, apesar de ser bem plana, possui bancos para permanência e quase nenhuma lixeira. Neste mesmo ponto observa-se um excesso de lixo jogado por todo o jardim, e jovens andando de Skate no mobiliário não adequado para esse tipo de uso; A praça Salim Farah Maluf, apesar de estar rodeada de pontos de ônibus, de estar estrategicamente posicionada num polo comercial, de também ser plana e bem movimentada, foi recuperada há pouco tempo, e herdou um desenho não favorável. Em poucos meses, a cobertura construída foi desfeita para que não abrigasse mais moradores de rua e usuários de drogas, apesar de também abrigar rodas de samba; A praça Floriano Peixoto é considerada perigosa e pouco iluminada. O mobiliário é disposto no perímetro do desenho feito, e seu entorno é inteiro gradeado; Um ponto positivo da disposição dessas praças é que elas possuem movimento. Se o comércio for usado de forma positiva, como com feirinhas diversas, inclusive gastronômicas, estas duas últimas não ficariam tão subutilizadas, bem como se a primeira fosse readequada à prática de esportes, de acordo com o público que a frequenta.


ex.: feirinha na praรงa nossa senhora aparecida . foto por: GUIA DA SEMANA, autor desconhecido

ex.: skatistas na praรงa roosevelt . foto por: ALMASURF, autor desconhecido


PROGRAMA DE MELHORIAS - ORGANIZAR FLUXOS Com o intuito de preservar o eixo histórico de Santo Amaro, a proposta é criar um novo arranjo das lilhas de onibus que atualmente passam pelo perímetro do Eixo, deslocando-as para ruas paralelas próximas, como as Ruas Padre José de Anchieta e Barão de Rio Branco. Vias coletores que conectam a Avenida João Dias à Avenida Adolfo Pinheiro. O fluxo de ônibus nas ruas que cruzam o eixo seria mantido, como nas Ruas Mário Lopes Leão e Cerqueira César. Estas receberiam adequados pontos de ônibus em lugares estratégicos visando não afastar o consumidor dos comerciantes. As mudanças tem como objetivos principais priorizar o fluxo de pedestres tornando-o mais seguro e também facilitanto a chegada das pessoas através do transporte coletivo, além de hierarquizar e priorizar os espaços de fluxo constante de consumidores. Insere-se também como organização de fluxos, a questão da manutenção e readequação das calçadas, para que o pedestre não precise circular pela rua.

más condições de calçadas no eixo histórico | fotos por: EQUIPE LAR


más condições de calçadas no eixo histórico | fotos por: EQUIPE LAR


FLUXO EXISTENTE


FLUXO PROPOSTO


Uma das propostas que o grupo LAR pensou para o projeto de Santo Amaro, é criar uma ciclovia onde passaria pelo Eixo Histórico de Santo Amaro seguindo adiante até as ciclovias já existentes do Rio Pinheiros, dando uma continuidade das já existentes com as novas, evitando fragmentações. A ciclovia teria como trajetória inicialmente passando pelo Parque Severo Gomes, seguindo pela Av. João Dias até chegar ao eixo por onde percorreria até a Igreja Matriz. Na igreja ela se dividiria em duas partes, para um lado iria em direção ao Terminal Santo Amaro e chegando na ciclovia da Estação Santo Amaro da CPT. A outra parte da ciclovia tomaria a direção oposta, se encaminhando para o Cemitério de Santo Amaro, passando pelo Shopping Boa Vista, chegando a Av. Washinton Luis e de lá seguiria direção a Ponte do Socorro onde seu final existe outro acesso para a ciclovia do rio Pinheiros.


ESTUDOS DE CIRCUITO DA CICLOVIA .no eixo hist贸rico

.no bairro


igreja matriz de santo amaro . 2014 foto por MATHEUS LEITZKE


evento da terceira caminhada cultural de santo amaro | casa de cultura . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


comércio na rua tenente coronel carlos da silva araújo . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


CONCLUSÕES FINAIS


CONCLUSÕES FINAIS De acordo com a pesquisa feita, o grupo concluiu que não poderá haver uma intervenção consciente sem que seja de fato colaborativa e participativa, colocando em prática as relações entre comunidade, moradores e público. A subprefeitura precisa buscar parcerias e investimentos além da questão financeira para subsidiar todo este processo, visto que serão necessários uma parcela de tempo e interesse aplicados às necessidades do eixo, descartando todo e qualquer projeto feito sem o menor respeito ao bem cultural que representa hoje o Eixo Histórico de Santo Amaro. As potencialidades do Eixo são claramente visíveis. Suas áreas livres são passíveis de uma boa ocupação, reforçadas pelo movimento característico que existe em Santo Amaro. O caráter comercial do Eixo não deve nunca ser colocado em questão. É essa a cara que o Largo 13 de Maio tem, essa é a característica essencial do centro de Santo Amaro - a de ser um grande polo comercial, da forma como sempre foi. Baseados nisso, pautamos nossas decisões e diretrizes, para que entendessemos que o grande problema do Eixo Histórico pode ser também a nossa grande solução: a grande movimentação de pessoas para o comércio. É para elas que devemos arrumar o Eixo. Para que passem para frente, para que cuidem e sintam o mesmo pertencimento que os moradores sentem pelo trecho. O sentimento de pertencimento virá aos poucos, ao cuidarmos do lixo, das calçadas, dos fluxos. Melhorar a circulação de pedestres, carros, ônibus e inserir o uso da bicicleta. Amenizar as informações visuais e organizá-las. Criar lugares onde existem somente um grandes espaços sem sombra. Estimular um passeio mais agradável. Dar visibilidade ao Eixo, por tudo o que ele representa e pelo que ele é. Padronizá-lo, dar-lhe linguagem e, finalmente, reconhecê-lo.


igreja matriz de santo amaro . 2013 foto por MARVIN SAMPAIO


casa de cultura de santo amaro . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


fachada em brises da biblioteca prestes maia . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


biblioteca prestes maia vista de cima . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


igreja matriz de santo amaro . 2014 foto por ELOISA AGIANI

pixação na rua capitão tiago luz . 2014 foto por ALESSANDRA GODOY


grafite na rua capit達o tiago luz . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


PUBLICAÇÕES LAR


Apresentação das primeiras produções para subprefeitura de Santo Amaro na biblioteca Prestes Maia - publicação na Gazeta de Santo Amaro novembro de 2013


Apresentação da segunda etapa publicação na Gazeta de Santo Amaro julho de 2014


Apresentação da segunda etapa publicação Em Sintonia julho de 2014


Apresentação e publicação da segunda etapa publicação no 11 Encontro de Pesquisa e Extensão setembro de 2014


Apresentação da segunda etapa publicação na Segunda Caminhada Cultural de Santo Amaro Setembro de 2014


Apresentação e publicação da segunda etapa publicação na Semana da Cidadania setembro de 2014


Apresentação e publicação da segunda etapa publicação no site da Prefeitura de São Paulo setembro de 2014


BIBLIOGRAFIA


BIBLIOGRAFIA Livros: PASSAGLIA, Luis Alberto do Prado. Mercado Velho de Santo Amaro. Arquivo histórico da Biblioteca Prestes Maia. Pág. 3 a 63. PONCIANO, Levino. Bairros paulistanos de A a Z. São Paulo: ed. SENAC São Paulo, 2002. 266 p. PONCIANO, Levino. São Paulo 450 anos, 450 bairros. São Paulo: ed. SENAC, 2004. 364 p.

Arquivos digitais: ARCHDAILY BRASIL. Projeto Londale Street, DandenongBKK Architects. Disponível em: www.archdaily.com.br/br/01-156615/projeto-lonsdale-street-dandenong-bkk-architects. Acessado em: 07052014. AUTOR DESCONHECIDO. Revitalização do Calçadão de Canoas – RS - 1 lugar. Disponível em: concursosdeprojeto.org/2010/01/07/calcadao-canoas-01/. Acessado em: 25032014. BARATTO, Romulo. Triângulo São Paulo – Um Guia Para se Perder no Centro. Disponível em: www.archdaily.com.brbr757547triangulo-sao-paulo-nil-um-guia-para-se-perder-no-centro. Acessado em: 20112014. BARRÍA, Natália Barrientos. Detroit: mais leve, mais rápido e mais barato. A regeneração de uma cidade (parte I). Disponível em: www.archdaily.com.br/br/01-186568/detroit-mais-leve-mais-rapidoe-mais-barato-a-regeneracao-de-uma-cidade-parte-i. Acessado em: 02042014. CASA BELLISSIMO. Bons Espaços Públicos Geram mais Segurança. Disponível em: casabellissimo.com.br/bons-espacos-publicos-geram-mais-seguranca/. Acessado em: 17082014. COCIDADES. Cocidades – festival de iniciativas colaborativas. Disponível www.youtube.com/watch?v=mR1-pJn9Vm0&feature=youtu.be. Acessado em: 10092014.

em:

DELAQUA, Victor. O esquema de leitura da estrutura do lugar  Jorge Mário Jauregui. Disponível em: www.archdaily.com.br/br/01-62629/o-esquema-de-leitura-da-estrutura-do-lugar-jorge-mario-


e-mais-barato-a-regeneracao-de-uma-cidade-parte-i. Acessado em: 02042014. CASA BELLISSIMO. Bons Espaços Públicos Geram mais Segurança. Disponível em: casabellissimo.com.br/bons-espacos-publicos-geram-mais-seguranca/. Acessado em: 17082014. COCIDADES. Cocidades – festival de iniciativas colaborativas. Disponível www.youtube.com/watch?v=mR1-pJn9Vm0&feature=youtu.be. Acessado em: 10092014.

em:

DELAQUA, Victor. O esquema de leitura da estrutura do lugar  Jorge Mário Jauregui. Disponível em: www.archdaily.com.br/br/01-62629/o-esquema-de-leitura-da-estrutura-do-lugar-jorge-mariojauregui. Acessado em: 26082014. GAETE, Constanza Martínez. 7 ideias para revitalizar terrenos baldios das cidades. Disponível em: www.archdaily.com.br/br/600043/7-ideias-para-revitalizar-os-terrenos-baldios-das-cidades. Acessado em: 22042014. GAETE, Constanza Martínez. The Good Line Project: O novo centro urbano de Sydney. Disponível em: www.archdaily.com.br/br/601847/the-goods-line-project-o-novo-centro-urbano-de-sydney. Acessado em: 16052014. GAETE, Constanza Martínez. Artistas de Nova Iorque contam com mais espaços públicos para HELM, Joanna. Mobiliário Urbano Reciclado por Oliver Schau. Disponível em: intervenções. Disponível em: www.archdaily.com.br/br/625715/artistas-urbanos-de-nova-iorquewww.archdaily.com.br/br/01-40932/mobiliario-urbano-reciclado-por-oliver-schau. contam-com-mais-espacos-publicos-para-intervencoes. Acessado em: 21082014. Acessado em: 25062014. GAETE, Constanza Martínez. Intervenção urbana como assunto de aula. Disponível em: LEWIS, Jordan. Adaptive Streets – strategies for transforming the urban right-of-way. Disponível em: Acessado www.archdaily.com.br/br/626195/intervencao-urbana-como-assunto-de-aula. gehlarchitects.com/blog/adaptive-streets/#.VApc-IUKk_U.facebook. Acessado em: 05092014. 31082014. PORTAL IG. Haddad prepara projeto para enterrar fiação elétrica de São Paulo. Disponível em: ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2013-01-30/haddad-prepara-projeto-para-enterrar-fiacao-eletricade-sao-paulo.html. Acessado em: 26082014. PORTAL VOX. Rua Santa Ifigênia será calçadões aos sábados. Disponível noticias.portalvox.com/sao-paulo/2014/08/rua-santa-ifigenia-sera-calcadao-aos-sabados.html. Acessado em: 26082014.

em:

PREFEITURA DE SÃO PAULO, SP URBANISMO. Centro, Diálogo Aberto. Disponível em: gestaourbana.prefeitura.sp.gov.br/arquivos/brochura_cda_7_10_13.pdf. Acessado em: 20052014. PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO e SECRETARIA DE CULTURA DE SP. Santo Amaro – História do bairro velho e do novo – São PauloSP. Disponível em: www.youtube.com/watch?v=ymr2CnBtYTw&feature=youtu.be. Acessado em: 12082014. PREFEITURA DE SÃO PAULO. Eixo histórico de Santo Amaro em Foco. Disponível em: www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/santo_amaro/noticias/?p=50056.


gestaourbana.prefeitura.sp.gov.br/arquivos/brochura_cda_7_10_13.pdf. Acessado em: 20052014. PREFEITURA DE SÃO PAULO, SP URBANISMO. Centro, Diálogo Aberto. Disponível em: PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO e SECRETARIA DE CULTURA DE SP.em: Santo Amaro – gestaourbana.prefeitura.sp.gov.br/arquivos/brochura_cda_7_10_13.pdf. Acessado 20052014. História do bairro velho e do novo – São PauloSP. Disponível em: PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO e SECRETARIA DE CULTURA DE SP. Santo Amaro – www.youtube.com/watch?v=ymr2CnBtYTw&feature=youtu.be. Acessado em: 12082014. História do bairro velho e do novo – São PauloSP. Disponível em: PREFEITURA DE SÃO PAULO. Eixo histórico de Santo Amaro em em: Foco. Disponível em: www.youtube.com/watch?v=ymr2CnBtYTw&feature=youtu.be. Acessado 12082014. www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/santo_amaro/noticias/?p=50056. PREFEITURA DE SÃO PAULO. Eixo histórico de Santo Amaro em Foco. Disponível em: Acessado em: 23102014. www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/santo_amaro/noticias/?p=50056. REVISTA EM Revitalização do Eixo histórico de Santo Amaro já está no papel! . Disponível Acessado em:SINTONIA. 23102014. em: emsintonia.com.br/materias/revitalizacao-do-eixo-historico-de-santo-amaro-ja-esta-no-papel/. REVISTA Revitalização do Eixo histórico de Santo Amaro já está no papel! . Disponível AcessadoEM em:SINTONIA. 22042014. em: emsintonia.com.br/materias/revitalizacao-do-eixo-historico-de-santo-amaro-ja-esta-no-papel/. REVISTA EM II Caminhada Cultural de Santo Amaro cobra revitalização do eixo histórico Acessado em:SINTONIA. 22042014. de Santo Amaro. Disponível em: emsintonia.com.br/materias/ii-caminhada-cultural-cobraREVISTA EM SINTONIA. II Caminhada Cultural de Santo Amaro cobra revitalização do eixo histórico revitalizacao-do-eixo-historico-de-santo-amaro/. Acessado em: 25072014. de Santo Amaro. Disponível em: emsintonia.com.br/materias/ii-caminhada-cultural-cobraREVISTA EM SINTONIA. III Caminhada Cultural no em: Forno e muito mais. Disponível em: revitalizacao-do-eixo-historico-de-santo-amaro/. Acessado 25072014. emsintonia.com.br/materias/iii-caminhada-cultural-no-forno-e-muito-mais/. Acessado em: REVISTA EM SINTONIA. III Caminhada Cultural no Forno e muito mais. Disponível em: 25072014. Acessado em: emsintonia.com.br/materias/iii-caminhada-cultural-no-forno-e-muito-mais/. SAMBA VELA. Samba da vela – papo reto. Disponível em: 25072014.DA www.youtube.com/watch?v=m4kG_eGbAH8. Acessado em: 06102014. papo reto. Disponível em: SAMBA DA VELA. Samba da vela – STREETS BLOG USA. You Can Now Bring Streets transformations to Life With Google Street View. www.youtube.com/watch?v=m4kG_eGbAH8. Acessado em: 06102014. Disponível em: usa.streetsblog.org/2014/04/25/you-can-now-bring-street-transformations-to-lifeSTREETS BLOG USA. You Can Now Bring Streets transformations to Life With Google Street View. with-google-street-view/. Acessado em: 08052014. Disponível em: usa.streetsblog.org/2014/04/25/you-can-now-bring-street-transformations-to-lifeWHYTE, William H. Acessado The Social Life of Small Urban Spaces. Disponível em: with-google-street-view/. em: 08052014. www.youtube.com/watch?v=SRbpKXtf6xk. Acessado em: 18042014. WHYTE, William H. The Social Life of Small Urban Spaces. Disponível em: www.youtube.com/watch?v=SRbpKXtf6xk. Acessado em: 18042014. ZOTTIS, Luísa. Manual “Segurança Para Pedestres” é Lançado no Brasil. Disponível em: thecityfixbrasil.com/2014/01/16/manual-seguranca-para-pedestres-e-lancado-no-brasil/. Acessado ZOTTIS, Luísa. Manual “Segurança Para Pedestres” é Lançado no Brasil. Disponível em: em: 17042014. thecityfixbrasil.com/2014/01/16/manual-seguranca-para-pedestres-e-lancado-no-brasil/. Acessado em: 17042014.


EQUIPE LAR


largo 13 de maio . 2014 foto por JULIANA KETENDJIAN


Equipe do projeto inicial - Pesquisadores do Projeto Memória Urbana e alunos do projeto de Extensão - Jardim Sensorial | 2013 Docentes:

Prof. Me Marcella Ocke Prof. Dr. Marcio Coelho Prof. Me. Ralf Flores Prof. Me. Silvio Sguizzardi Prof. Dra. Valéria Fialho.

Discentes: Alessandra Godoy, Anahi Bertoni, Bruno Biazzi, Carlos Eduardo Eiji, Carolina Silva, Carolina Markowski, Daniela Ciarvi Martins, Fiona Platt, Gabriela Pivaro, Guilherme Augusto, Guilherme Parra, Helena Azevedo, Iolanda Kurimori, Juliana Ketendijan, Karine Herradon, Larissa Shiki, Luana Pedrosa, Matheus Alexandre, Mayara Ribeiro, Matheus Leitzke, Priscila Soares, Rafael Scarpa, Sabrina Lednik, Simone Afonso, Victor Hugo Martins.

Equipe Extensão – LAR Laboratório de Arquitetura Responsável | 2014 Docentes:

Prof. Me Marcella Ocke Prof. Me. Ralf Flores Prof. Me. Silvio Sguizzardi Prof. Dra. Valéria Fialho

Discentes: Alessandra Godoy, Aline Barros, Bárbara Gimenes, Carolina Markowski, Eloisa Agiani, Fiona Platt, Giselle Costa, Helena Azevedo, Jéssica Oliveira, João Voss, Juliana Ketendijan, Luise Darim, Matheus Leitzke, Maline Ribeiro, Marvin Sampaio, Mayara Ribeiro, Mayra Hyodo e Rafael Scarpa.

Rede Santo Amaro e colaboradoras

Senac | Gerência de Desenvolvimento

Valquiria Chiam Maria Dilma de Lima Martins Cecilia Maria Barros Tavares

Jorge Carlos Silveira Duarte


Profile for Laboratório de Arquitetura Responsável | LAR

LAR | Senac | Arquitetura e Urbanismo  

Trabalho final do projeto de Extensão Universitária do LAR | Laboratório de Arquitetura Responsável, do curso de Arquitetura e Urbanismo do...

LAR | Senac | Arquitetura e Urbanismo  

Trabalho final do projeto de Extensão Universitária do LAR | Laboratório de Arquitetura Responsável, do curso de Arquitetura e Urbanismo do...

Profile for larsenac
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded