Page 1

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ – PROGRAMA DE ESTUDOS AVANÇADOS –

MINICURSO DE BIOLOGIA CELULAR

Tutoras: Eliane Alves e Larissa Lima

Belém / PA


2013 Reitora Eliane Alves Vice-Reitora Larissa Lima Chefe de Gabinete Nina Corrêa Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação - PROPOESP Márcia Gurjão Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Peterson Bruno Pró-Reitoria de Gestão - PROGESP Max Marinheiro Pró-Reitoria de Extensão - PROEX Cup Cake B. Diretor do Centro de Ciências Sociais e Educação - CCSE Seu Carlos Coordenadora da Universidade Aberta do Brasil - UAB Nico Mustafar Coordenadora Adjunta da Universidade Aberta do Brasil - UAB Tigresa Alves Coordenador do Núcleo de Educação Continuada e a Distância NECAD PC Gurjão Assessoria Pedagógica Larissa Lima Expediente Edição: Núcleo de Educação Continuada e a Distância – NECAD Instrucional Designer: Eliane Alves Larissa Lima Diagramação e Designer: Larissa Lima 2


APRESENTAÇÃO Olá car@ cursista, É com imensa alegria que iniciamos este minicurso de Biologia Celular, no qual você embarcará no universo magnífico da célula, buscando compreender o funcionamento do seu corpo, além de descobrir as possibilidades de associações do tema com seu cotidiano e utilizá-los de forma correta nos exames de seleção das instituições de ensino superior. No decorrer do curso você está convidado (a) a conhecer a respeito da Biologia Celular, bem como a identificar e diferenciar as características gerais da célula, e por fim, instruir na análise sistemática de dados, na avaliação criteriosa de variáveis e nos instrumentos disponibilizados como parte de sua avaliação. Para isso você dispõe de vídeo aulas no ambiente virtual de aprendizagem (apenas lembrando que utilizaremos o Moodle) e material impresso, ainda nós tutoras explicaremos os conteúdos e ao mesmo tempo buscaremos interagir por meio de feedbacks no Moodle de forma a construir conjuntamente a aprendizagem. Ah sim, para este Minicurso serão ofertadas 10h de carga horária total, sendo que serão divididas em 2h por conteúdo, mas você pode acompanhar isso no Plano de Curso que já está no Moodle!!! De início faremos uma viagem a ORIGEM DAS CÉLULAS, explicitando o surgimento da vida e a EVOLUÇÃO DAS CÉLULAS, na formação da biodiversidade que há em nosso planeta, através de textos e vídeos que ilustrem a origem da vida no planeta. Após testar seus conhecimentos a partir das atividades propostas, partiremos para uma visão mais ampla do tema analisando a ESTRUTURA E FISIOLOGIA CELULAR, considerando a visualização de imagens da célula, identificação das estruturas que a formam além de aprofundar os conhecimentos sobre o funcionamento dela que incide no do organismo como um todo. Nesse sentido, desejamos sua total participação e um excelente aproveitamento deste minicurso. E lembre-se: estaremos a seu dispor para esclarecer possíveis dúvidas. Com carinho, suas tutoras... Eliane e Larissa. 3


quais ainda não

PROBLEMATIZAÇÃO Agora... Você deve estar se perguntando: para quê eu quero aprofundar meus conhecimentos em Biologia Celular? Onde eu vou usar isso em minha vida? Como se dará esse minicurso? E a avaliação? Esse minicurso possui validade acadêmica? Pois bem, car@ estudante, vamos responder a todos os seus questionamentos no decorrer deste minicurso, mas alguns já podemos lhe adiantar, pois sabemos que são dúvidas gerais. Para quê eu quero aprofundar meus conhecimentos em Biologia Celular? – O fato de você ir ao médico e ouvir falar de metabolismo sem entender nada não o deixa intrigado? De fato, muitos buscam conhecer mais sobre a célula e ou a respeito do funcionamento do seu corpo para deixar de ser leigo no assunto, ou até não se assustar com um diagnóstico médico. Além disso, esse tema é parte importante do currículo das seleções das instituições de ensino superior e nada melhor do que você ficar expert no assunto. Onde vou usar a Biologia Celular em minha vida? – Bem, para você que atualmente está cursando o ensino médio e pretende ingressar na universidade, fazer esse minicurso o levará ao universo da Célula para utilizar esses conceitos no cotidiano, bem como aumentar o acúmulo de conhecimento para utilização nas diversas áreas da sua vida. Como será a metodologia deste minicurso? – Você estudará por meio de vídeo aulas e material impresso, bem como terá o auxílio das tutoras com orientações e esclarecimento de dúvidas por e-mail, fóruns, chats; ainda, você dispõe de outros recursos para apoiar a aprendizagem como, por exemplo, questionários, glossários e chats. E a avaliação? – Dar-se-á de forma contínua, utilizando fóruns de discussão, resolução de questionário e por meio de sua frequência no ambiente virtual de aprendizagem. Esse minicurso possui validade acadêmica? – SIM! Pois este minicurso está englobado como uma atividade complementar, visto que o conteúdo 4


utilizado é o que atualmente os processos seletivos solicitam, além de estar em consonância com os PCN’s da disciplina de Biologia. Sabemos que estes são apenas os seus primeiros questionamentos e que ao decorrer do curso surgirão muitos outros. Novamente nos colocamos a sua disposição para os esclarecimentos. Tenhamos um bom curso... Eliane e Larissa.

5


AULA 1 – ORIgEM E EvOLUÇÃO dAS CéLULAS Você já se perguntou: como surgiu a vida? Saiba que suas dúvidas são bastante pertinentes ao entrar nesse minicurso. Seguindo os estudos de diversos cientistas chegamos aos conceitos básicos de vida e a respeito da origem da mesma, no entanto, vale ressaltar que você está ciente da liberdade de opinião religiosa e científica acerca dessa temática em nossa sociedade. Apresentaremos alguns conceitos que o levará a refletir e teorizar acerca da origem da vida e, consequentemente, a origem da célula por esta ser a unidade

morfofisiológica e genética dos seres vivos. Uau! Isso mesmo, unidade de vida que funciona e se organiza para formar o nosso corpo.

Mediante disso...

O que você será capaz de fazer após essa

aula? Olhe bem a seguir:

Objetivo geral: ∞

Compreender as teorias de origem da vida e da célula.

Objetivos específicos: ∞

Estabelecer uma relação lógica entre a origem da vida descrita na Biologia com as diversas temáticas sociais que regem essa temática no seu cotidiano;

Identificar as características dos seres vivos de acordo com as teorias autotrófica e heterotrófica.

6


O surgimento das primeiras células Precisamos começar nossos diálogos discutindo dois temas principais: Abiogênese e Biogênese. Você lembra-se do que trata? De acordo com Lopes e Rosso (2010), a noção de que os seres vivos surgiram a partir da matéria inanimada, durou da antiguidade até meados do século 19, sendo conhecida como teoria da abiogênese (do grego: a = prefixo de negação; bio = vida; génesis = origem) ou da geração espontânea. No entanto, houve uma controvérsia nesse período, pois outros pesquisadores defendiam outra ideia: Um ser vivo provém de outro pré-existente, dando origem à teoria da biogênese, mais aceita atualmente. Mas com a aceitação da biogênese surgiu mais um problema: De onde surgiu o primeiro ser vivo? E a primeira célula que o compõe? Não dá para falar da origem das células sem falar da origem da vida, pois quem tem formação religiosa ouviu em algum momento informações sobre a criação da vida por intermédio da ação de um ser divino (Deus), colaborando como explicação da teoria do criacionismo. Por outro lado de uma forma diferente, cientistas acabam por partilhar a ideia da panspermia (origem extraterrestre) que evidencia que partículas de aminoácidos ou minúsculas estruturas que hoje formam os seres vivos foram trazidas em meteoritos que “bombardearam” nossa atmosfera. Tal explicação pode ser fundamentada pela teoria do big bang (uma esfera de matéria estaria comprimida e sofreu uma explosão há 14 bilhões de anos, gerando a expansão dessa matéria a consequente formação de todo o universo). Analise o esquema da formação do sistema solar após o big bang:

7


Fonte imagem: Volume do 1 (Sônia Lopes e Sergio Rosso)observar Pag.193 ComBiologia a formação nosso Planeta, faltava

como a população

se formou? Quais foram os primeiros seres vivos? O que é vida? A complexidade de definir vida ou qualquer outro tema está em somente identificar suas características, pois por vezes acabamos ao invés de conceituar algo, expondo suas características. Segundo Amabis e Martho (2010), o conceito de vida não está muito claro, pois nenhuma das definições apresentadas até hoje conceitua vida, mas há cientistas que defendem que o processo de vida pode ser definido graças às características que exibem como: composição química do corpo, sua organização anatômica, o metabolismo que expõem, reação e movimentos, crescimento e reprodução, diversidade genética, hereditariedade, seleção natural e adaptação. No entanto, podemos entender vida como “fenômenos que ocorrem na matéria que forma os seres vivos”.

Fórum de discussão: Faça uma reflexão a respeito das teorias de origem da vida.

Atividade 1... Após uma analise das informações sobre o surgimento das primeiras células, produza um texto (mínimo de 10 linhas) no qual você apresente o seu entendimento sobre os conceitos de Abiogênese e Biogênese. _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________ 8


Você deve postar essa atividade no Moodle até o encerramento da plataforma, para este módulo.

Você está indo muito bem! Mas para continuar tendo sucesso é importantíssimo que saibas que toda criatura viva na terra é constituída de células (conhecidas também como pequenos compartimentos cercados por membrana lipoproteica que concentra uma solução aquosa de diversas moléculas). As formas mais simples de vida são células que se propagam pela auto divisão binária. Organismos mais complexos, tais como nós mesmos, são aglomerados de células as quais executam funções especializadas e estão ligadas por um intricado sistema de comunicação. Sendo assim, todos os organismos, e todas as células que os constituem, originaram-se de um ancestral comum por meio de bilhões de anos de pressão seletiva. Isto envolve dois eventos fundamentais:

(1) a ocorrência de aleatoriedade na variação da informação genética passada de um indivíduo aos seus descendentes e,

(2) seleção em favor da informação genética que de alguma forma ajudou a sobreviver e se propagar os que a continham. Nesse contexto você está se deparando com o universo da Evolução, como um dos princípios centrais da biologia, guiando-nos de forma a podermos encontrar um sentido no quebracabeça da variedade de formas vivas no planeta. As condições do planeta no primeiro bilhão de anos ainda é tema muito controverso. No entanto, há certo consenso em torno da ideia que a terra era um lugar que não favorecia a vida, com intensa atividade vulcânica, muita luz e chuvas torrenciais. Quase não existia oxigênio livre no planeta, nem camada de ozônio para absorver a radiação ultravioleta do sol. Mas havia simples moléculas (contendo carbono), fato comprovado por sua síntese sob as mesmas condições em laboratório. A melhor evidência veio do resultado da mistura de gases como CO2, CH4, NH3 e H2 com água, aquecidos e energizados com descargas elétricas e radiação ultravioleta. Nestas condições estas moléculas reagem para formar outras pequenas moléculas orgânicas em grande quantidade, entre si ou com outras moléculas podem ainda reagir e desta forma temos as mais representativas moléculas orgânicas encontradas nas células, incluindo aminoácidos, açúcares, 9


purinas e pirimidinas (que são requeridas para a síntese de material genético da forma que hoje conhecemos). A origem da vida requer que uma variedade de tais moléculas que possuam uma característica crucial: a habilidade de catalisar reações que leva direta ou indiretamente à produção de mais moléculas que por sua vez, catalisam a si mesma. A partir da aglomeração dos componentes físico-químicos e suas interações

foi

possível

observar

mudanças

nas

associações

e

suas

consequências deram origem às diversas transformações nessas moléculas levando a duas principais teorias que veremos a seguir.

Teoria heterotrófica

NÃO

Nessa teoria você encontra ideias defendidas de que as primeiras organizações biológicas tinham o metabolismo heterotrófico, ou seja, não eram autossuficientes, necessitando de componentes nutritivos externos a sua morfologia para manter sua vida e organização biológica. O principal argumento em favor dessa ideia estava no fato de que as primeiras formas de vida exibiram constituição simples, sem capacidade de produzir substâncias alimentares, absorvendo componentes orgânicos do meio.

 Teoria Nessa

teoria

autotrófica as

primeiras

ESQUEÇA! Seres heterotrófico s: Em condições naturais, obtém seu alimento a partir da matéria orgânica existente no meio, sem

NÃO

organizações

biológicas

eram

ESQUEÇA!

autossuficientes, ou seja, se nutriam para sobreviverem a partir de suas

Seres autotróficos: Em condições naturais, sintetizam seu alimento a partir das reações químicas próprias de seu metabolismo.

próprias reservas e transformações físico-químicas. Explicada de outro modo, essa ideia refere-se ao fato de a terra primitiva não possuir matéria orgânica suficiente para suprir a multiplicação dos seres heterótrofos, sendo assim, esses seres produziam suas substancias nutritivas aproveitando-se da energia liberada pelas reações químicas dos componentes inorgânicos da crosta terrestre.

10


Fórum de discussão: Diferencie, com suas palavras, as teorias autotrófica e heterotrófica.

Atividade 2... Seguindo a leitura dos resultados do nosso Fórum, você pode refletir e opinar acerca das teorias sobre a origem da vida. Sendo assim, escolha uma das teorias que você utilizaria para explicar tal origem, usando de argumentos para convencer seus colegas de curso que sua tal escolha é a mais correta. ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ Veja que interessante, um esquema de imagens que apresenta a evolução das células de acordo com as teorias que você acabou de visualizar, uma sequencia de eventos que vai desde uma célula mais simples e autotrófica a uma célula mais complexa e heterotrófica.

Fonte da imagem: Biologia Volume 1(Sônia Lopes e Sergio Rosso), Pag.203

11


vOLTA AO PASSAdO! Na nossa primeira aula você obteve informações sobre como a terra se formou, a vida e consequentemente a célula, por esta ser a unidade que forma os seres vivos. Os conflitos entre as teorias de cunho científico e de cunho religioso são normais, cabendo a você refletir sobre essa temática e se aperfeiçoar no assunto como um bom estudante, no entanto, para alcançar esse objetivo, saber que partículas de matéria puderam se agrupar, interagir e formar compostos mais complexos capazes de ter metabolismo próprio é imprescindível para a compreensão do universo de informações sobre a Biologia celular, bem como o fato de nossa vida em sociedade seguir normas de instituições religiosas que acabam por trazer explicações sobre a origem da vida com base na fé, proporcionando a você um amplo espaço de informações que o leve a construir seus argumentos.

Continue

aperfeiçoando

seus

conhecimentos

acessando: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/celula/origem-das-celulas.php

Aqui você encontrará mais informações e textos complementares sobre a origem da vida e das células

http://bioquimica-basica.blogspot.com.br/2007/09/origem-e-evoluo-dasclulas.html

Neste site você se encontrará informações sobre o funcionamento das células, direcionando-o para nossa próxima aula

http://www.editorasaraiva.com.br/portalbiologiaeciencias

Este possui sugestões de atividades, imagens, vídeos que ajudam você a complementar seu aprendizado sobre a célula.

12


Prepare-se para a próxima aula com a seguinte leitura de apoio... Conceito de Célula: É a unidade anatômica (morfológica), funcional (fisiológica) e genética da maioria dos seres vivos.

 Morfológica:

Porque é a menor parte da matéria viva que constitui os

tecidos;

 Fisiológica: Porque é a menor porção da matéria capaz de realizar todos os fenômenos vitais;

 Genética:

Porque a célula é a responsável pela transmissão das

características hereditárias

 Maioria dos Seres Vivos:

Porque os vírus apesar de serem considerados

seres vivos, não têm organização celular (são seres acelulares). APóS REALIZAR TOdAS AS ATIvIdAdES dESSA AULA, vOCê ESTá APTO A SE

APROfUNdAR

SEUS

CONhECIMENTOS

TEóRICO-PRáTICOS

SOBRE

A

ESTRUTURA E O fUNCIONAMENTO dA CéLULA. CONTINUE, vOCê ESTá INdO MUITO BEM !!!

Venha conhecer mais as células a partir da observação das imagens a seguir:

13 Fonte:

Biologia

Marttho)Pag.105

das

células

(Amabis

&


AULA 2 – dIfERENCIAÇÃO CELULAR Olá! Aqui estamos retomando nosso Minicurso. E aproveitamos para parabenizar você, que fez do nosso 1º Módulo um sucesso. Você já conhece como a vida se formou e que a célula é a unidade de vida (tópicos abordados no Módulo I), sendo assim, vamos adentrar ao universo das características das células, apresentando os principais tipos de célula e em que organismos elas ocorrem. Seguindo um bom ciclo de estudos...

O que você será capaz de

fazer após essa aula? Olhe bem a seguir:

Objetivo geral: ∞ Diferenciar os diferentes tipos celulares.

Objetivos específicos: ∞

Identificar

as

características

das

células

procariontes

e

celulares

ao

eucariontes;

Relacionar

as

características

dos

tipos

funcionamento do corpo dos seres vivos.

14


Dando continuidade... As células, inicialmente, eram muito simples apresentando poucas estruturas que a formavam, mas com o passar do tempo e com a interação com meio no qual elas habitavam, desenvolveram um processo de modificação, por meio do qual estruturas novas surgiram e outras passaram a reduzir sua funcionalidade. Mas você estar se perguntando: Como eram essas células? De acordo com Lopes e Rosso (2010) essas células eram chamadas de “eucarióticas”, formadas por membrana, citoplasma e núcleo. No entanto, eram muito parecidas com as células procarióticas que tinham essas mesmas estruturas. Mas aí vem a diferença, que você precisa visualizar a seguir:

Fonte: Site: http://manipulacaogeneticaemlinha.blogspot.com.br/2010/05/celula-procariotica-vscelula.html, Google, acessado em 21/02/2013

a) A Célula Procarionte tem as seguintes características: Não apresentam membrana nuclear (Carioteca);  Material Genético disperso no citoplasma;  Pobres em organoides citoplasmáticos; 

15


Apresentam membrana plasmática;  Hialoplasma;  Ribossomos. Ex.: Bactérias, Cianobactérias e Mycoplasma (PPLO). 

Fonte: Cadernão de Biologia Celular do CEGB Ensino Médio

b) Já a Célula Eucarionte:  Apresentam membrana nuclear (Carioteca);

Material genético concentrado no núcleo;  Ricos em organoides citoplasmáticos;  Apresentam membrana plasmática  Presença de citoplasma  Hialoplasma. Ex.: Protozoários, Fungos, Vegetais e Animais. 

Fonte: Cadernão de Biologia Celular do CEGB Ensino Médio

Então, foi possível observar as diferenças? E as semelhanças? Se você as identificou, não se esqueça de expor nos nossos fóruns de discussão em nosso ambiente virtual de aprendizagem!!!

Todas as células, mesmo aquelas em que o núcleo não aparece individualizado (células procariotas), são consideradas NUCLEAdAS, exceto as hemácias dos mamíferos. As procariotas Bactérias e 16


Cianobactérias têm o seu material genético representado por moléculas circulares de DNA soltas no citoplasma (nucleóide). Logo, não podemos considerá-las anucleadas.

Fórum de discussão: Apresente as características que você aponta mais importantes para as células procarióticas e para as células eucarióticas, defendendo suas escolhas.

Para complementar seus estudo, é imprescindível que você saiba que as células possuem formas bastante variadas; podendo ser: esféricas, cúbicas, prismáticas, estreladas, fusiformes, etc. Outro fato é que a maioria das células apresenta forma constante, porém algumas são polimorfas, como os leucócitos, as amebas, etc. Para determinar essa forma celular, agem os seguintes fatores:

 Rigidez da membrana;  Viscosidade do citoplasma (teor hídrico);  Tensão superficial;  Ação mecânica dos elementos vizinhos;  Função (principal fator que influencia na forma).

Atividade Com base no texto e nas discussões do fórum desse módulo, monte uma tabela, no espaço abaixo, que apresente as principais características das células procarióticas e das células eucarióticas.

17


vOLTA AO PASSAdO! Durante o seu estudo a respeito das diferenças que há nas células, foi possível verificar que temos dois principais tipos de seres vivos: os mais complexos, formados por células eucarióticas; e os

eucariontes ,

procariontes , mais

simples, formados por células procarióticas. Além disso, foi possível ver que as células podem ter diversas formas, como apresentada na imagem a seguir:

Fonte: http://anatomiahumanacc.blogspot.com.br; acessado em 21/02/2013

Sendo essa forma resultado de características próprias da célula, como a sua função, ou o tipo de tecido que ela forma.

18


Fórum de discussão: Analise as imagens das células e descreva suas características.

Aproveite que você já está quase finalizando nosso minicurso, continuando a se dedicar nas atividades. AULA 3 – fISIOLOgIA dAS ORgANELAS CELULARES Agora você já sabe como diferenciar as células, por conhecer muitas de suas características morfológicas, mas e como ela funciona? Você sabe?

Mediante disso...

O que você será capaz de fazer após

essa aula? Olhe bem a seguir:

Objetivo geral: ∞

Compreender que o funcionamento da célula depende das estruturas que a forma.

Objetivos específicos: ∞

Identificar nas imagens das células as organelas;

Relacionar o funcionamento do organismo às características que as células que o forma apresentam.

Seu corpo é todo formado por células! Sendo assim, elas em conjunto formam os tecidos, os tecidos juntos formam os órgãos, os quais juntos, por sua vez, formam os sistemas e estes unidos formam um organismo ou ser vivo. Mas para o seu corpo funcionar como um todo precisa 19


que as células estejam em perfeito funcionamento. Para que isso aconteça, nós encontramos dentro das células estruturas importantes para que o organismo funcione, as famosas organelas citoplasmáticas. São conhecidas assim, por estarem na região de preenchimento da célula conhecida como citoplasma. Agora vamos conhecer as mais importantes para a manutenção da vida e seu devido funcionamento.

Ribossomos: É organela citoplasmática não membranosas constituídas por RNAr e Proteínas.  

As subunidades encontram-se ligadas por pontes de H + e Mg2+; São organelas porosas e hidratadas.

Fonte: Cadernão de Biologia Celular do CEGB Ensino Médio

São formadas do acúmulo de RNAr e proteínas que aparecem ao nível da região N.O.R. do cromossomo organizador dos nucléolos. Ocorrem em todas as células, sendo que nas células procarióticas encontram-se espalhados pelo citoplasma, já nas células eucarióticas são observados das seguintes maneiras:  Parede externa do R.E.G.;  Parede externa da Carioteca;  Isolados ou livres no citosol (sob a forma inativa);  Agrupados por um filamento de RNAm formando os Polissomos ou Polirribossomos;  No interior de Plastos e Mitocôndrias. Funcionam na produção de proteínas

20


Fonte: Cadernão de Biologia Celular do CEGB Ensino Médio

Lisossomos: São vesículas pequenas originárias do complexo de Golgi, que armazenam enzimas, encontrados exclusivamente em células animais. Funcionam na Digestão Intracelular e no processo de Autólise.

A DIGESTÃO CELULAR:

divide-se em Intracelular

(quando ocorre no interior da célula) e Extracelular (quando ocorre no meio externo a ela).

A AÇÃO LISOSSÔMICA:

A Relação Entre Lisossomos e Doenças: Certas doenças como a Silicose (depósito de Sílica nos pulmões) estão relacionas com a ação Lisossômica. As partículas penetram, por inalação nos pulmões e, ao chegarem às células depositam-se sobre as membranas dos Lisossomos provocando o arrebentamento destes.

21


Complexo Golgiense: É uma organela citoplasmática membranosa, originada a partir do Retículo Endoplasmático Liso, formada por um conjunto de cisternas, vesículas formando bolsas membranosas achatadas, originadas a partir do Retículo Endoplasmático Liso.

São encontrados em células eucarióticas. Nas células vegetais e nas células de invertebrados o C.G.

    

FUNÇÕES: Armazenamento de proteínas produzidas pelo Retículo Rugoso Secreção celular; Síntese de Polissacarídeos e Glicoproteínas; Formação dos Lisossomos; Formação da Lamela Média nas paredes celulares das células vegetais; Formação do Acrossomo nos espermatozoides.

RETÍCULO

ENDOPLASMÁTICO

NÃO

GRANULOSO:  Morfologia: 22


 Características:  Não possuem Ribossomos nas suas paredes externas;  São ricos em canalículos;  Não se comunicam com a membrana nuclear (Carioteca).

 Origem: São originados por invaginação da Membrana Plasmática.  Funções e Ocorrência:  Síntese de Ácidos graxos, de fosfolipídios e esteróides;  Altera substâncias tóxicas, inativando-as e facilitando sua eliminação do

corpo (hapatócitos do fígado);  Produzem hormônios sexuais (gônadas);  Armazenam íons Ca²+ que promovem a contração muscular (músculos).

RETÍCULO

ENDOPLASMÁTICO

GRANULOSO OU RUGOSO:  Morfologia:

23


 Características: Presença de Ribossomos na parede externa; São ricos em cisternas; Comunica a membrana plasmática com a membrana nuclear (Carioteca).

  

 Origem: São originados por invaginação da Membrana Plasmática.  Ocorrência:

Em células eucarióticas, sendo mais desenvolvido nas células que produzem proteínas de exportação como:  Células das glândulas de secreção externa → enzimas;  Fibroblastos → Colágeno;  Plasmócitos e Linfócitos → Anticorpos

 Função: Síntese de proteínas de exportação, enzimas lisossômicas e imunoglobulinas.

Mitocôndrias: São organelas citoplasmáticas membranosas, responsáveis pelo fornecimento de energia a partir da respiração celular. São encontrados em células eucarióticas.

 Sua composição química é:  

Membranas: São lipoprotéicas; Matriz: Água, RNA, DNA, Ribossomos (70S), Proteínas, Ca2+, Mg2+.

 Origem: São autoduplicáveis. Alguns autores admitem que as

 

mitocôndrias tenham sido organismos procariontes que ao serem fagocitados por determinados grupos celulares passaram a viver em simbiose com estes. As principais características que levam a esta dedução são: Presença de Ribossomos 70S; Material genético formado pelo DNA; 24


   

Capacidade de sintetizar suas próprias proteínas; A membrana externa corresponderia à membrana do vacúolo endocitário; Membrana lipoprotéica; Capacidade de autoduplicação.

 FUNÇÃO: Fornecimento de energia (ATP); Respiração Celular C6H12O6 + 6O2 6CO2 + 6H2O + 674 Kcal 

Cloroplastos: Ricos em Clorofila, principais responsáveis pela realização de um dos mais importantes fenômenos da biologia – A fotossíntese.

 Apresenta como composição química:  

As Membranas: São lipoprotéicas; O Estroma: Gotículas lipídicas e de glicogênio, água, RNA, DNA, ribossomos (70S), proteínas, etc; Nos Grana e nas Lamelas encontramos o pigmento clorofila.

 FUNÇÕES: 

Fotossíntese:

6CO2 + 12H2O

C6H12O6 + 6O2 + 6H2O

Armazenamento de substâncias de reserva (Amido). 25


Nessa aula você pode adentrar na célula e verificar que o seu funcionamento é importantíssimo para manter a vida de um organismo, estando relacionado à existência de estruturas que o preenchem e o fazem funcionar. Você viu a quantidade de informações sobre as organelas? Com base nelas estruture um texto no qual você possa identificar as funcionalidades das delas, observando sua relação com o funcionamento do corpo humano como um todo. _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________

Atenção! Você não pode esquecer-se de participar do nosso chat no dia 24 de março às 20h, no qual você revisará todos os termos utilizados no nosso minicurso, bem como se preparar para o fórum de encerramento da disciplina, bem como de todas as atividades. 26


Fórum de discussão: Faça uma reflexão a respeito do funcionamento das células por meio das características das organelas.

CONSIdERAÇÕES fINAIS Poder identificar e refletir sobre o universo da célula agora é possível para você. Desejamos sucesso no vestibular! Parabéns pelo seu empenho no minicurso!

27

Minicurso de Biologia Celular  

Minicurso voltado para estudantes do Ensino Médio, visando o aprofundamento a respeito de Biologia Celular