Page 1

ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

LOCALIZAÇÃO

Foto aérea do terreno escolhido Fonte: Google Earth

O terreno escolhido se localiza entre a Avenida João Naves de Ávila e as ruas Cruzeiro dos Peixotos e Benjamin Constant. Com 5.000 m², se apresentou como um ponto estratégico para a implantação de um conjunto de habitação social por vários motivos. Primeiro, por sua localização central, a qual se caracteriza pela forte atração de uma grande quantidade de habitantes diariamente. Pela forte valorização do solo nestes locais, é pouco usual o uso deste para habitação, especialmente para a população de baixa renda. Constantemente, tais conjuntos são construídos nas periferias, mesmo após a comprovação da baixa eficácia deste modelo. A habitação de interesse social, além de oferecer abrigo, deve garantir melhor qualidade de vida, facilitar o acesso à saúde, educação, transporte e outros equipamentos públicos. Ela não deve ser apenas uma solução arquitetônica isolada que se implanta em qualquer e/ou vários locais aleatórios, seu caráter social precisa englobar outras variáveis, considerando o entorno urbano. O terreno escolhido, além de sua posição central, oferece fácil mobilidade a outros pontos da cidade. Na Avenida João Naves de Ávila, à frente do terreno, há uma cabine de ônibus por um lado e por outro há o Terminal Central de ônibus. Além de favorecer a mobilidade de seus moradores pelo transporte público, sua localização permite o rápido deslocamento de pedestres ao centro urbano. Ao lado, há uma Unidade de Atendimento Integrado (UAI), que recebe uma grande quantidade de pessoas diariamente.

Mapa de usos do entorno

Mapa cheio/vazio da quadra

Volumetria do entorno

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

LEGISLAÇÃO Pela legislação municipal, a área é classificada como Zona Central 1. Seguem abaixo as tabelas referentes às normas de uso e ocupação permitidas neste local.

ANEXO VI TABELA 1 - QUADRO DE ADEQUAÇÃO DOS USOS ÀS ZONAS Usos / Zona

Zona Central 1 – Hipercentro da cidade, onde predominam as atividades de comércio, serviços, com expressiva densidade habitacional e diversos equipamentos sociais e comunitários.

ANEXO VII TABELA 2 – VOLUMETRIA Zona

Tax a de Ocupação Má xima (%)

Coeficiente de Aproveitamento Máximo

Afastamento Frontal

Mínima (m)

Mínimo (m)

Afa stamento Lateral e Fundo Mínimo (m)

Testada

Área Mínima do

ZC1

ZC2

ZCF

ZPL

ZPP

H1 - Habitação Unifamiliar

A

A

A

P

A

H2h - Habitação Multifamiliar Horizontal

A

A

A

P

P(4)

H2v - Habitação Multifamiliar Vertical

A

A

A(1)

P

P

H3 - Habit ação de Interesse Social

A

A

P

P

P

C1 - Co mércio Varejista Local

A

A

A(2)

P

P

C2- Comércio Varejista Diversificado

A

A

P

P

P

C3P - Comércio Especial e/ou Atacadista de Pequeno Porte

A

A

P

P

P

C3M - Comércio Especial e/ou Atacadista de Médio Porte

P

P

P

P

P

C3G - Comércio Especial e/ou Atacadista de Grande Porte

P

P

P

P

P

C4-I - Comércio Atacadista Especial I

P

P

P

P

P

C4-II - Comércio Atacadista Especial II

P

P

P

P

P

S1 - Serviço Local

A

A

A(2)

P

P

A(8)

A

P

P

P

S3 - Serviço Especial

P

P

P

P

P

E1 - Equipam ento Social e Comunitário - Local

A

A

A(2)

P(3)

P

Lote (m2)

ZC1

60 (1) (11)

4 ,5

Facultativo (5)

1,5 (5)

10

250

ZC2

60 (2) (11)

2,75

3,0 (5 )

1,5 (5)

10

250

ZCF

70

1,5 (10 )

Facultativo

1,5

10

250

ZPL

-

-

-

-

-

-

ZPP

20

0 ,2

3,0

1,5

50

5.000

(1) Permitido 80% nos 3 primeiros pavimentos acima do nível do logradouro, para os usos comercial e ou serviços e as áreas comuns de qualquer uso, com coeficiente de aproveitamento máximo de 1,8 e altura máxima de 14,0m. O subsolo não poderá ocupar apenas a projeção do recuo. (5) De acordo com o Capítulo V. (11) Para edifícios-garagem, estacionamentos privados e edifícios de uso misto, nos pavimentos destinados a uso exclusivo de estacionamento, a taxa de ocupação máxima é de 100%.

S2- Serviço Diversificado

A = Adequado P = Proibido

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO

Mapa topográfico do terreno

Mapa topografia alterada

O acesso ao terreno também é um critério favorável, de modo que ele apresenta sua fachada frontal à Avenida João Naves de Ávila, fachada posterior à Rua Benjamim Constant e um acesso lateral por uma rua particular estreita. Cada fachada tem uma característica diferente, que permite explorar as estratégias propostas pelo projeto. Com um desnível frente-fundo de três metros, a topografia fica bem marcada no térreo pela presença de patamares, com 1m de altura cada. O primeiro patamar, ao nível da calçada, permite o acesso de pedestres, tanto moradores, quanto usuários da UAI e do bloco de serviços que será implantado. O segundo patamar, ao nível da rua particular, apresenta mobiliário de praça e vegetação, além de garantir acesso ao próximo nível. O terceiro patamar abriga estacionamento no subsolo e o acesso de veículos, pelo menor fluxo da Rua Benjamim Constant. Perspectiva maquete alterada

NÍVEL 0

NÍVEL 1

NÍVEL 2

SUBSOLO GARAGEM

NÍVEL 3

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

INSOLAÇÃO

Os blocos longitudinais concentram dormitórios à fachada Leste; à fachada Oeste, concentram-se o corredor de acesso aos apartamentos e as aberturas das áreas de serviço. O corredor, com largura de 2,5m, além de oferecer acesso aos apartamentos, também se apresenta como um local de lazer/estar. Os blocos transversais (à fachada da rua Benjamim Constant) tem seus corredores voltados para a rua e as aberturas dos dormitórios são voltadas para o interior do conjunto.

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

SISTEMA CONSTRUTIVO E MATERIAIS

ESTRUTURA: Steel frame associado a estrutura metálica e lajes pré-moldadas VEDAÇÃO ÁREAS SECAS: Gesso acartonado VEDAÇÃO ÁREAS MOLHADAS: Placa cimentícia REVESTIMENTO BANHEIROS: Ladrilho hidráulico

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

PROJETO

Vista lateral esquerda

Vista posterior (Rua Benjamim Constant)

Vista lateral direita

Vista frontal (Av. João Naves de Ávila)

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

PROJETO

Corte transversal bloco sobre estacionamento

Corte longitudinal

Corte blocos 1 e 2 Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

PROJETO

PERSPECTIVAS

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes


ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR VERTICAL DE INTERESSE SOCIAL

ESTRATÉGIAS DE SUSTENTABILIDADE

· · · · ·

Ventilação cruzada e iluminação natural nos apartamentos, permitindo economia de energia ao dispensar outros métodos de refrigeração e iluminação. Aquecimento solar da água dos banheiros, aproveitando a área da cobertura para posicionamento das placas de coleta da energia solar. Reaproveitamento da água da chuva: coleta da água da chuva pra manutenção dos jardins no térreo e abastecimento do espelho d’àgua na lateral do bloco de serviços. Aberturas na cobertura da garagem, as quais permitem iluminação natural, dispensando ou amenizando a necessidade de iluminação artificial durante o dia. Utilização de materiais pré-fabricados para edificação da obra, de modo a diminuir a produção de resíduos sólidos ao final do processo.

Eduardo Bezzon / Larissa Arantes

Habitação de interesse social - Pranchas Projeto  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you