Issuu on Google+

ANO II - Nº06 MAIO 2013

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

ras

Impresso Especial

ec

p

Es

B ial

s

da

n ve

9912313270/DR/BSB 9912313270/DR/BSB

SINDIATACADISTA SINDIATACADISTA

DE DE GA GA

CORREIOS

CO

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

LEIA MAIS

6

Brasvendas

bate recorde de público

Mais de mil e seiscentas pessoas compareceram à sexta edição do evento.

Galeria de fotos Escolhemos algumas imagens para ilustrar a grandiosidade do 6° Brasvendas

LEIA MAIS

12

Perfil dos palestrantes

Carga Cultural

Palestrantes do Brasvendas explicam a importância de um diferencial competitivo na hora da venda

Nesta edição, as dicas de leitura são dos livros escritos pelos palestrantes do Brasvendas

LEIA MAIS

14

LEIA MAIS

15


EDITORIAL

COLUNA DO PRESIDENTE

Diferencie-se dos demais e vá além

A força de cada um

T

reinamento nunca é demais. Em todas as empresas, recomenda-se que os funcioná-

rios sejam altamente capacitados, pois serão eles que vão prestar o serviço para o consumidor. O resultado de um funcionário

A trazer para

cada edição do Encontro Brasiliense de Vendas – Brasvendas,

procuramos

os participantes atrações

capacitado e qualificado compensa

que proporcionem ao público um mo-

o valor investido em sua capacitação

mento de descontração e, ao mesmo

mesmo com pouco tempo de produ-

tempo, de reflexão sobre a sua carreira

ção. Líderes visionários e atentos aos

profissional e a vida pessoal. Para isso,

diferenciais impostos às empresas

formamos um time de palestrantes que

devido à globalização mundial, são

se sobressaem, não somente pela arte da

categóricos ao afirmarem que, sem in-

oratória, mas principalmente por envol-

vestimento em capacitação, as organi-

ver as pessoas em suas apresentações e

zações estão fadadas ao fracasso.

mostrar a cada um que a capacidade de

Fábio de Carvalho Presidente do Sindiatacadista/DF

Você está investindo em seu capital

mudança, de crescimento e de prosperi-

humano? Aposta em uma equipe capa-

dade está intimamente ligada à força de

teiro, todos, juntos, puderam compar-

citada para atender seu público cada

vontade presente em cada pessoa.

tilhar conhecimentos, aprendizados e

vez mais exigente? Ou considera que

A sexta edição do Brasvendas foi

experiências. Tenho a certeza de que

o treinamento e a capacitação dos fun-

um show à parte. Jussier Ramalho,

foi um momento que ficará na memó-

cionários é um desperdício, pois ele

Professor Pachecão e Carlos Hilsdorf

ria de cada um e, de uma forma ou de

pode sair da empresa e, assim, o valor

foram os escolhidos para abrilhantar

outra, servirá para nortear a carreira

investido será perdido? Pense nisso e

o encontro ao lado das mais de 1600

profissional e o crescimento pessoal.

boa leitura!

pessoas presentes. Durante um dia in-

Presidente FÁBIO DE CARVALHO

Diretor social HENRIQUE PIZZOLANTE CARTAXO

Diretores suplentes ARIOVALDO JOSÉ DE SOUZA CLÁUDIO DA NOVA BONATO DELVANI FERREIRA DE ALMEIDA JOSAFÁ DE MORAES OLIVEIRA MÁRIO SÉRGIO BUENO ROGÉRIO ARAGÃO ALBUQUERQUE SAULO DAVI DE MELO

1º Vice-presidente JOÃO RICARDO DE FARIA

Diretor tributário JÚLIO CÉSAR ITACARAMBY

Jornalista responsável LANIÉR ROSA

2º Vice-presidente JANINE SOARES DE BRITO

Diretor secretário MARCELO MANIERO

Redação Carolina Sales e lanier rosa

3º Vice-presidente LYSSIPO BORGES GOMIDE

Diretor de rel. trabalho ROBERTO GOMIDE CASTANHEIRA

Editora Carolina Sales

Sindiatacadista/DF End.: C – 01 LOTES 1/12 SALAS 314/316 ED. TAGUATINGA TRADE CENTER - TAGUATINGA/DF - CEP: 72010-010 TEL.: (61) 3561-6064

2

Diretor financeiro ADAUTO LÚCIO MESQUITA Diretor comercial CLAIR ERNESTO DAL BERTO

Publicidade RICARDO CAMELO Revisão CAROLINA SALES Tiragem 2500 Gráfica Speed Gráfica Projeto Gráfico GuinaWeb - Ateliê Design Fale com a redação: (61) 3561-6064 comunicacao@sindiatacadista.com.br www.sindiatacadista.com.br

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal


NOTAS

Conquista para o setor

N

o início do mês de maio, o Sindiatacadista/DF conseguiu uma importante

conquista. Foi publicada a Lei 5.099/13 no Diário Oficial do DF que, dentre outros assuntos, prorroga os efeitos da Lei 5.005/12 até dezembro de 2013. Fecomércio e Fibra também tiveram fundamental participação nesse trânsito, visto que a citada lei trata de assuntos de interesse de todo o setor produtivo. O

determinação do §11 do art. 1º, o ICMS

al de 4%, quando de sua realização. “A

primeiro deles é sobre o ICMS Impor-

Importação não será devido para o de-

Secretária de Estado de Fazenda do DF

tação, devido na importação de bens por

sembaraço da mercadoria, sendo adiado

sabe da importância de conceder melho-

empresa sediada no Distrito Federal, que

o seu pagamento para a operação seguin-

res condições ao atacado do DF, por isso

tenha por destino a venda interestadual

te de revenda, prevalecendo nesta a alí-

apoiou a luta e fez o possível para que as

na operação subsequente, ou seja, impor-

quota disposta para tal operação. Assim,

melhorias para o setor se tornassem reais

tações realizadas para venda posterior

o importador pagará apenas a alíquota

e possíveis”, disse o vice-presidente do

para outros Estados. Nestes casos, pela

incidente sobre a operação interestadu-

Sindiatacadista, João Ricardo de Faria.

Capacitação para associados

22h, e contaram com 20 participan-

Ranking ABAD

No mês de maio, o Sindiatacadista/DF realizou importantes encontros de capacitação: no dia 15,

tes por evento.

Encontro Nacional de Sindicatos patronais

A Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD) lançou recentemente a 20ª edição do Ranking ABAD. Realizada em parceria com o

foi a vez da palestra “Automação

O presidente do Sindiatacadista/

Instituto de Pesquisas ACNielsen e a

traz inteligência à gestão”. O pa-

DF, Fábio de Carvalho, participou do

Fundação Instituto de Administração

lestrante foi o assessor de soluções

29º Encontro Nacional de Sindicatos

(FIA), a pesquisa aponta, anualmente,

de negócios Edson Matos, da Gs1.

Patronais, um evento que visa orga-

caminhos e tendências do segmento ata-

Para finalizar o mês, do dia

nizar e promover anualmente um en-

cadista brasileiro. No Distrito Federal, a

21 a 24 de maio, o Sindiatacadis-

contro com empresários, dirigentes,

atividade foi coordenada pelo Sindicato

ta realizou o curso de “Inovação

executivos e assessorias jurídicas dos

do Comércio Atacadista do Distrito Fe-

Como Diferencial Competitivo”.

Sindicatos do Comércio de Bens, Ser-

deral (Sindiatacadista/DF).O levanta-

Os eventos aconteceram na sede do

viços e Turismo. O evento aconteceu

mento trouxe 18 empresas do Distrito

Sindiatacadista, sempre das 19h às

no dia 15 de maio, em Curitiba (PR).

Federal entre as maiores do Brasil.

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

3


ARTIGO JURÍDICO

ICMS sobre bonificação

E

xiste um debate recorren-

entregue sem qualquer cobrança, o va-

te sobre a possibilidade de

lor da operação é igual a zero.

se exigir ICMS na entrega

Após consagrado o precedente

de mercadorias como bonificação de

ainda restava o debate sobre a possi-

venda, a qual é uma prática comum no

bilidade de restituição de valores já

mercado atacadista, que consiste na

pagos, pois o ICMS é um imposto in-

entrega de uma quantidade maior de

direto de repercussão econômica, não

produto do que a realmente vendida,

comportando a restituição se o contri-

visando assim uma redução do preço

buinte não comprovar que arcou com

médio do produto.

o ônus financeiro do imposto. No caso

Jacques Veloso Advogado e assessor jurídico do Sindiatacadista/DF

O STJ em sede de recurso repetiti-

das bonificações, entendeu o STJ que

mesmo efeito do desconto incondicio-

vo (Resp 1.111.156) já em 2009, fixou

sendo a mercadoria entregue gratuita-

nal. Melhor explicando: se imaginar-

o entendimento de que a bonificação

mente não há que se falar em repasse

mos um produto cujo preço de venda é

dada sem qualquer condicionante, se-

do custo do imposto, pois sequer hou-

R$ 100,00 e o MVA para cálculo da ST

ria um desconto incondicional e como

ve a cobrança da própria mercadoria,

é de 50% e há uma prática de bonifica-

tal não integra a base de cálculo do

logo, não só há o direito de não pagar

ção de 1 produto para cada 3 vendidos, teríamos que 4 produtos são vendidos por R$ 300,00, logo o ICMS ST deve ser calculado sobre 300 + 50% e não sobre 400 + 50% como atualmente vem sendo exigido pelos fiscos estaduais. A mercadoria bonificada não pode integrar o cálculo da ST, pois na realidade há uma redução do valor individual do produto, devendo ser considerado o valor da operação e não a quantidade de mercadoria entregue. Assim, é possível questionar a co-

ICMS, conforme expressamente de-

como a restituição dos valores indevi-

brança tanto do ICMS próprio quanto

termina o artigo 13 da LC 87/96. Por-

damente pagos nos últimos 5 anos.

do ICMS-ST sobre as bonificações,

tanto, no que se refere às mercadorias

Resta ainda indefinido o deba-

implicando em considerável redução

bonificadas em operações normais de

te sobre a exigência do ICMS-ST na

da carga tributária da operação de ven-

compra e venda, não há que se falar na

bonificação. Neste caso também en-

da, sem contar a possibilidade de res-

incidência de ICMS, pois não há base

tendemos que não pode ser exigido

tituição do ICMS próprio já pago nos

tributável, uma vez que o produto foi

o tributo, já que a bonificação tem o

últimos 5 anos.

4

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal


ARTIGO TRABALHISTA

Equiparação Salarial: quando o empregado tem direito?

U

ma dificuldade frequente nas

empregados da mesma função - se o

empresas se refere àquele

tempo de serviço na função for superior

trabalhador que é contrata-

a dois anos, impossibilita a equiparação.

do com uma determinada função, mas

Tal situação é muito comum quando

na verdade tem atribuições de um car-

o empregado, demitido da empresa, in-

go superior. Esse empregado pode pedir

gressa com ação trabalhista pleiteando

equiparação salarial.

equiparação salarial com outro empre-

O artigo 461 da CLT determina que não pode haver diferença salarial entre

Clarisse Dinelly Advogada e assessora trabalhista do Sindiatacadista/DF

gado que trabalha ou que tenha trabalha-

valor no serviço prestado ao mesmo

do na empresa.

empregador e mesma localidade, se não

empregados que exerçam idênticas fun-

Ocorre que para fazer jus a equi-

houve prestação de serviços simultanea-

ções. No entanto, a equiparação salarial

paração salarial, é necessário que o

mente entre o reclamante e o equipara-

empregado e o respectivo paradigma

do, não há equiparação salarial.

demanda uma série de requisitos: 1. Identidade de função: não se deve confundir função com cargo, já que há empregados com o mesmo cargo e funções diferentes. Exemplo: os professores universitários e primários têm o mesmo cargo, mas a função (atribuição) é diferente. 2. Que o serviço seja de igual valor: é aquele prestado com igual produtividade e com a mesma perfeição técnica. 3. Que o serviço seja prestado ao mesmo empregador, conceituado pelo art. 2º, da CLT. 4. Que o serviço seja prestado na

(trabalhador ao qual pede equiparação),

Esta é uma das situações que gera a

mesma localidade: compreende o mes-

tenham exercido a mesma função simul-

necessidade de se desenvolver um pla-

mo município, já que as condições lo-

taneamente, ou seja, tenham trabalhado

no de cargos e salários para a empresa,

cais podem influir no desnivelamento da

ao mesmo tempo na empresa, conforme

estabelecendo requisitos e atribuindo

remuneração.

requisitos mencionados acima.

valores para cada cargo, capaz de elimi-

5. Que não haja diferença do tempo

Portanto, em caso de reclamação,

de serviço superior a dois anos entre os

ainda que haja idêntica função, igual

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

nar distorções e assegurar a equidade e a coerência interna e externa.

5


MATÉRIA DE CAPA

Encontro sobre vendas mistura aprendizado, magia e humor Sexta edição do Brasvendas bateu recorde de público e mostrou aos participantes que a magia de vender não possui outro fator determinante que não a própria força de vontade de superar as dificuldades e buscar o sucesso profissional 6

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal


E

m 2008, o Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal (Sindiatacadista/DF)

realizou a primeira edição do Encontro Brasiliense de Vendas (Brasvendas). O evento, ainda tímido, contou com a participação de 500 pessoas, entre vendedores, representantes comerciais, coordenadores de vendas e demais trabalhadores do ramo atacadista distribuidor. Desde a sua criação, o objetivo do encontro é capacitar profissionais do setor no DF. Assim, a cada edição, os melhores palestrantes do Brasil são convocados para fazer parte da equipe do evento. Vários temas são abordados, como técnicas de vendas, perfil do vendedor de sucesso e do cliente, mercado, tendências, liderança, diferencial competitivo e motivação. Fábio de Carvalho, presidente do Sindiatacadista/DF, considera que o crescimento do Brasvendas está relacionado à nova visão que os empresários possuem do seu capital humano. “Os diretores, presidentes e líderes das empresas filiadas ao Sindicato não possuem mais aquela visão estreita de que investir na qualificação dos funcionários é jogar dinheiro fora. Pelo contrário, sabem que um profissional capacitado é um talento a ser retido e servirá como exemplo para os demais colaboradores”, afirma o presidente. Ele ainda considera que o Brasvendas, por ser o maior evento voltado para o setor atacadista, assume um

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

7


papel singular ao formar estes profis-

de que seu sucesso ou fracasso depende

presa e ao crescimento pessoal”, argu-

sionais. “Quando trazemos para o en-

apenas dele mesmo. Sem objetivos cla-

mentou o empresário.

contro os palestrantes mais renomados

ros não existe ponto de chegada, e sem

O deputado distrital Cristiano

do país, oferecemos uma oportuni-

planejamento não é possível atingir um

Araújo apontou os expressivos núme-

dade ímpar para estes colaboradores:

objetivo”, pontuou Santana.

ros que o setor atacadista do Distrito

espelhar-se em experiências vitorio-

Antônio Valdir de Oliveira, diretor-

Federal representa para a economia

sas; aprender dicas valiosas sobre a

-superintendente do Sebrae-DF, desta-

local. “O ramo é responsável por 22%

“magia de vender”; e perceber que a

cou que o Brasvendas é fundamental

do Produto Interno Bruto (PIB). Tenho

motivação para ser um funcionário

para capacitar quem está à frente de uma

plena convicção de que parte deste

destaque não é somente uma condição

área importante para a cadeia produtiva

dado refere-se ao empenho daqueles

que a empresa deve oferecer”, acredita

local. “O Sebrae-DF surge como parcei-

que estão à frente das empresas que

Fábio de Carvalho.

ro do Sindiatacadista/DF para cumprir

movimentam o segmento: os repre-

Além das palestras e shows mo-

esta missão e levar mais uma oportuni-

sentantes comerciais. Por este motivo,

tivacionais, os participantes do 6°

dade de conhecimento para as pessoas”,

o Sindiatacadista/DF está de parabéns

Brasvendas também puderam visitar

completa o diretor do Sebrae-DF.

ao realizar um evento que capacite em massa os colaboradores”, frisou o de-

estandes que ofereceram novos pro-

O gerente de relacionamento com

dutos e oportunidades destinados aos

as filiadas da Associação Brasileira de

putado brasiliense.

vendedores do atacado. A meta do en-

Atacadistas Distribuidores (ABAD),

contro era fornecer ao público partici-

Emerson Donella, resumiu que o Sin-

. Expectativas

pante um evento de qualidade, levar o

diatacadista/DF realiza um trabalho

que há de melhor em palestras e ten-

alinhado com os objetivos da ABAD

dências de mercado, além de capacitar

“ao fomentar o desenvolvimento e o

os representantes comerciais, atuali-

aprimoramento do comércio ataca-

zando-os sobre as reais possibilidades

dista distribuidor, incentivando o in-

de negócios e orientando-os sobre as

tercâmbio entre indústria, prestadores

técnicas mais adequadas para explorar

de serviços e empresas do segmento“,

este mercado.

analisou Donella. Adauto Lúcio Mesquita, proprietá-

Figuras insubstituíveis

rio da Garra Atacadista e líder regional

Dioclides Neto, coordenador de call center da Condor Atacadista, era só animação. Além da preocupação de levar o prêmio como a equipe mais animada e participante, sua quarta participação no Brasvendas tinha outro motivo especial: adquirir mais conhecimento. “Desde que comecei a participar dos encontros, fui conquistando mais experiência; fato que permitiu meu crescimento dentro da empresa”, revelou com alegria.

Adelmir Santana, presidente da Fe-

(Centro-Oeste) da ABAD, considera o

deração do Comércio de Bens, Serviços

Brasvendas um seminário que motiva

e Turismo do Distrito Federal (Feco-

os vendedores para a criação diária

mércio-DF), participou da cerimônia

das condições ideais para o fechamen-

de abertura do encontro e disse em seu

to de vendas, entendendo e assumin-

discurso que a figura do vendedor nun-

do a responsabilidade pessoal com

ca será substituída pela máquina. “Por

os resultados do negócio. “Aqui, as

tilhar experiências com os demais ven-

este motivo, cada uma e cada um aqui

competências técnicas são bem funda-

dedores aqui presentes, terei a oportuni-

presente deve buscar sua valorização

mentadas e são somadas à abordagem

dade de colher dos palestrantes dicas de

profissional e seu engradecimento pes-

motivacional e às atitudes comporta-

superação, motivação, liderança e, claro,

soal. O profissional deve ter consciência

mentais favoráveis ao sucesso da em-

técnicas de como encantar nossos clien-

8

Eliane Santos, vendedora da Açúcar Cristal Rei, revelou que o evento surgiu em boa hora, afinal ela está ingressando na carreira e ainda não está ambientada com o setor. “Além de poder compar-

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal


tes”, esperava a vendedora.

fora da organização, não deve esperar

mão”. Com afirmações como esta,

Carmem Scarpada, colaboradora

apenas que a empresa invista em sua

misturando humor e praticidade,

da superintendência do BRB, traba-

formação. Seu crescimento deve ser

Jussier Ramalhou animou o públi-

lha há 27 anos na área e, sempre que

seu próprio estímulo”, considerou.

co presente no auditório do Royal

pode, participa de encontros como o

Tulip Brasília. Para ele, um profis-

Brasvendas. “Além do estímulo que

Não importa de onde viemos;

sional de vendas não deve apenas

o banco oferece, procuro participar

o que importa é onde quere-

oferecer um produto: “vender é en-

de palestras, worshops, seminários e

mos chegar

tender o que o cliente deseja, mes-

eventos como este. Para mim, um pro-

“Vendas é como sexo, pra fazer

fissional para ser valorizado dentro e

tem que ter tesão; se não você fica na

mo que o próprio comprador não saiba o que quer”. Considerado um fenômeno do empreendedorismo, Jussier Ramalho está entre os palestrantes mais solicitados do país e impressiona pela sua história de vida, marcada pela superação, dinamismo e ousadia. Das inúmeras dificuldades na infância e adolescência, ele retirou motivação para mergulhar de cabeça em suas ideias – fora do comum - e procurar oportunidades. A estratégia recomendada por Jussier Ramalho às pessoas que desejam crescer e realizar seus sonhos é simples e direta: TBC — tire a bunda da cadeira. “Tem gente que sonha muito, mas não pratica nada; para realizar é preciso por em prática, fazer o que os outros não fazem. Afinal, são as pessoas que promovem as mudanças que desejam para as próprias vidas”, orientou o palestrante. Utilizando uma linguagem simples e objetiva, o potiguar apresentou a sua história pessoal para ilustrar os conceitos repassados na palestra. Um dos seus exemplos de empreendedorismo mais significativos foi a compra da banca de jornais

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

9


Prática, negócio que permitiu a Jus-

soal e social e demonstração de que

finir o que se quer na vida, é esta-

sier aplicar a sua criatividade. Suas

o ser humano é capaz de construir o

belecer a meta e escolher as ferra-

ações personalizadas, ligadas a ma-

seu futuro.

mentas para conquistá-la. “O ser

rketing e atendimento, permitiu que

Ele falou sobre relacionamentos,

humano é autodeterminante, é você

obtivesse um faturamento acima

necessidades, atendimento, gente,

quem escolhe o que quer ser, ter e

da média; e notoriedade. “Quando

conquistas, superação, enfim, da

fazer. O mundo é misterioso; isso é

você investe, você cresce. Atitudes

magia de vender. “Meus amigos, o

tão verdade que uma locomotiva de

simples, resultados grandiosos. Per-

segredo está em se automotivar, em

dois quilômetros pode ter 20 cm”,

ca o medo de se expor e tome a ini-

gerenciar a própria vida. Em saber

categorizou.

ciativa”, enfatizou várias vezes.

que as dificuldades são importantes

“A importância da criação de

para desenvolvermos habilidades.

ambientes favoráveis à inovação,

Que a vida não é como a gente quer,

mudança de comportamento e cria-

O professor de física mais famo-

ela é muito mais abundante do que a

tividade são fatores preponderantes

so do Brasil era, sem dúvida, um

gente imagina”, dizia o tempo todo

para a realização dos sonhos e a

dos mais animados do 6° Brasven-

aos participantes – vibrando sempre

materialização da visão. É preciso

das. Pachecão apresentou à plateia

que a plateia concordava com suas

ainda uma alta dose de inspiração

uma lição de empreendedorismo,

afirmações.

para levantar o astral e muita ener-

Tenha um objetivo na vida

estratégias de desenvolvimento pes-

10

Para Pachecão, o negócio é de-

gia positiva para que nunca desistaBoletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal


mos dos nossos sonhos”, finalizou

e condição essencial para o encanta-

deixa dominar por quem é apenas

Pachecão ao encerrar sua palestra.

mento e a fidelização. Ele estimulou

mediano, é necessário estar sempre

o público a fazer uma reflexão sobre

um ou mais degraus à frente do que

as principais mudanças que ocorrem

os concorrentes. “Equipes de venda

no mundo e como essas possibilidades

devem estar completamente seguras

afetam as vendas. “Estamos passando

daquilo que estão comercializando”,

por um momento histórico. Uma tran-

enfatizou o economista.

Não preveja o futuro; faça-o acontecer O economista Carlos Hilsdorf fechou o ciclo de palestras do 6° Brasvendas. Ele revolucionou o mercado de educação corporativa com sua metodologia pioneira, que consiste na utilização do lúdico (mágica, humor, música e outras formas de arte) associado à andragogia no ambiente empresarial.

sição do capitalismo selvagem para o

Hilsdorf lembrou que toda área pos-

capitalismo social e responsável. Mas

sui conceitos, mas quem faz sucesso

toda reinvenção gera incertezas e an-

não é quem conhece os conceitos e sim

siedade. Precisamos rever nossas pos-

quem faz a diferença com eles. “Fazer

turas”, explanou o economista.

o que todo mundo faz ou agir como to-

Hilsdorf declarou que a maneira

O treinamento de uma equipe é

dos agem não estabelece entre você e os

uma atividade que envolve dezenas

demais um diferencial competitivo. Para

como os vendedores atendem seus

de métodos e ferramentas voltadas

vender mais, alcançar suas metas ou

clientes frente a dificuldades, pro-

a um único objetivo: a excelência

seus objetivos pessoais de vida requer

blemas e reclamações é pré-requisito

na prestação dos serviços. Em um

que você vá além do que está posto. Exi-

fundamental das práticas de marketing

mercado que, cada vez mais, não se

ge que você faça acontecer”, garantiu.

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

11


GALERIA DE FOTOS

Confira os cliques do 6º Brasvendas O evento aconteceu no dia 18 de maio e reuniu 1.600 pessoas no Royal Tulip Brasília Alvorada

Muita descontraçao no 6º Brasvendas

O presidente do Sindiatacadista Adelmir Santana, presidente da Feco- O deputado Cristiano Araújo dá início ao Brasvendas 2013 mério-DF discursa no Brasvendas também prestigiou o evento

Gerente de relacionamento com fi- Adauto Lúcio Mesquita, líder re- A Condor Atacadista recebeu o liadas da ABAD, Emerson Donella gional (Centro-Oeste) da ABAD prêmio de Equipe mais animada

A empresa Disdal recebeu o prêmio de Maior Caravana

Participante recebe pacote para Jussier Ramalho fala para o público atento Feira ABAD 2013

Mais de 1.600 pessoas participaram do Brasvendas

Mímicos divertiram participantes no intervalo

O articulado Carlos Hilsdorf

Participantes atentos aos acontecimentos

Momento de degustação para participantes

12

O animado professor Pachecão

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal


PERFIL

Carlos Hilsdorf

Jussier Ramalho

C

om muita descontração e interação com o público, Jussier Ramalho evidencia,

por meio dos casos vivenciados, a

vivendo com a mãe e duas irmãs, deu

importância do profissional compre-

de cara com a fome e encarou-a com

ender que ele precisa investir na for-

dignidade. Hoje, alimenta os sonhos

ma como o mercado vai enxergá-lo.

de milhares de brasileiros que o assis-

A sua imagem e o seu valor é o seu

tem em suas palestras cada vez mais

bem mais precioso. Aborda sua expe-

concorridas.

riência de vida como exemplo maior

Ramalho considera que o foco no

para a superação profissional. Mostra

cliente é o principal fator para a tra-

através de cases e dinâmicas, uma pa-

jetória de sucesso de uma empresa.

lestra envolvente e tocante, desafian-

Prova disso são as mais variadas for-

do as pessoas a reverem seus limites e

mas que encontrou para fidelizar os

superá-los.

clientes de sua banca de jornal, como

Jussier Ramalho é sinônimo de

festivais de caretas, desfile de senho-

perseverança, liderança, dedicação,

ras da melhor idade e parcerias com

ousadia e criatividade. Ainda criança,

comerciantes locais. “Quem tem um

aos três anos, abandonado pelo pai e

propósito na vida, muda-a!”

P

Professor Pachecão

P

ara fechar com chave de ouro, o qualificado palestrante Carlos Hilsdorf deu um show de

mágica no placo do Brasvendas. Com

achecão é professor de Fí-

a participação do público a cada dinâ-

sica, e muitos se pergunta-

mica, Hilsdorf mostrava a todos o po-

ram o que ele teria para en-

der do encantamento e da fidelização

sinar a tantos vendedores e líderes

vação, fez com que os participantes

do cliente através de técnicas de ven-

no 6º Brasvendas. Acostumado aos

vibrassem. “O mundo é dos loucos.

da. “Precisamos ter atitudes vencedo-

desafios, ele, mais uma vez, mos-

Os normais ficam diante dos limi-

ras diante dos desafios. E claro, uma

trou o porque é um palestrante de

tes, mas os loucos aceitam os desa-

equipe de alta performance para nos

sucesso e, através de empolgação

fios”, disse Professor Pachecão di-

acompanhar e levar a empresa ao su-

e de histórias de superação e ino-

versas vezes durante a palestra.

cesso”, afirmou o palestrante.

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

13


EVENTOS

Sindicato realiza Campanha do Meio Ambiente Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, Sindiatacadsita realizará campanha de coleta de lixo em importante córrAego do Distrito Federal

D

ia 5 de junho é o Dia Mundial do Meio Ambiente. Com o objetivo de pre-

servar e cuidar mais do ambiente em que vivemos e das belezas naturais, o Sindiatacadista/DF realizará no dia 8 de junho uma coleta de lixo e revitalização do córrego Santo Antônio, situado entre as Regiões Administrativas Ceilândia e Brazlândia. O local é conhecido como Ribeirão das Pedras, devido a quantidade de pe-

Em 2011, foi coletado mais de 1 tonelada de lixo

essa é uma das ações mais importantes do ano para o Sindicato. “Sabemos da importância do meio ambiente. Mais que isso, sabemos que precisamos agir urgentemente para preservar o que temos. Esta é uma ótima oportunidade para envolver funcionários do atacado e universitários em ações como esta”, afirma. Essa é a segunda ação que o SinColeta de lixo será feita no Córrego Santo Antônio

dras presentes em seu curso. O riacho

brasilienses de água potável.

deságua no Rio Descoberto, um dos

O presidente do Sindiatacadista/

responsáveis por abastecer as cidades

DF, Fábio de Carvalho, afirma que

14

diatacadista/DF realiza no local. No ano de 2011, o Sindicato organizou a coleta, com a ajuda de voluntários e universitários. Na ocasião, foi retirado mais de 1 tonelada de lixo do córrego. Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal


CARGA DE CULTURA

Atitudes essenciais rumo à vitória

U

m dos livros mais vendi-

para pessoas dispostas a percorrer o

dos, segundo a Revista

caminho do autoconhecimento e da

Veja e o jornal Folha de

autorrealização.

S. Paulo, “51 maneiras de atitudes

Dentre as maneiras citadas por

essenciais para vencer na vida e na

Hilsdorf para vencer na vida e na

carreira”, do palestrante e consultor

carreira, estão a ética, flexibilidade,

Carlos Hilsdorffala como as decisões

disciplina, autoconfiança e liderança.

e a atitude são importantes na carrei-

O livro foi editado pela Clio editora.

ra profissional. Indicado como “livro

Para comprar, acesse:

pra vencedores”, a leitura é indicada

https://carloshils.lojablindada.com/

Você é sua melhor marca

A natureza do sucesso

Neste livro, o palestrante mais requisitado do Brasil

Este é um livro que compara a Física à vida e aos ne-

conta a trajetória, as decisões de negócios e como se

gócios. Nele, o professor e palestrante Pachecão ensina

tornou referência de inovação. Além disso, o leitor vai

a como concentrar energia no foco e nas metas, a impor-

conhecer dicas e conselhos do autodidata em marketing

tância de refletir sobre a representação da marca para o

pessoal. Editora Campus.

cliente e o valor dos relacionamentos. Editora 361.

Boletim mensal do Sindicato do Comércio Atacadista do Distrito Federal

15


Toda a nossa torcida ĂŠ pelo Brasil.

www.brb.com.br

a BrasĂ­li s a

d l de to a t i p a C

cidas r o T s a


Carga de Notícias nº 6 - Maio 2013