Page 1

ANO 14 | Nº 82 | R$ 15,00 | DEZ / JAN 2019 - IMPRESSO § WEB § TABLETS § SMARTPHONES - WWW.FRANQUIAENEGOCIOS.COM.BR

VEM AÍ O GUIDE SHOP

Franquias apostam em lojas sem estoque e ligadas a um e-commerce

CLIENTE EXPERIENTE

Você está preparado para atender a população com mais de 60 anos?

ESPECIAL MICROFRANQUIAS

Tudo sobre um dos modelos de negócios que mais cresce no setor

DO CÉU PARA A TERRA Regulação dos drones motiva inserção da tecnologia na rotina do franchising


Telefone

11 2294-4000


Pensou Aeroporto? Pensou 29HORAS. Hรก 25 anos conectando marcas e cosumidores em mais de 60 aeroportos brasileiros.


EXPEDIENTE

DIRETORIA ABF Diretor-presidente Diretor vice-presidente Diretora Administrativa-financeira Diretor Jurídico Diretor Internacional Diretora de Capacitação Diretor de Marketing e Comunicação Diretor de Institucional Diretor de Franqueados Diretora de Relacionamento, Microfranquias e Novos Formatos Diretor Adjunto de Tecnologia Presidente da Comissão de Ética Presidente da ABF Seccional Rio Diretor ABF Regional Sul Diretora Regional Centro-Oeste Diretora Regional Minas Gerais Diretor Regional Nordeste Diretor Regional Interior de São Paulo

André Friedheim Antonio Bento Moreira Leite Bruna Brunet Saraiva Nasser Fernando Tardioli Lúcio de Lima Fábio Khouri de Oliveira Fabiana Estrela Alessandro Gonçalves Pereira Sidnei Amendoeira Junior Alberto Tadassi Oyama Adriana Auriemo Miglorancia Erik Cavalheri Jae Ho Lee Eliane Bernardino Antonio Carlos Diel Claudia Regina Vobeto Pinto Danyelle Van Straten Leonardo Lamartine Rogério Gabriel

CONSELHO FISCAL Fernando José Fernandes Junior, Sylvio Korytowski e Leonardo de Almeida Cubiça CONSELHO ABF Ricardo Figueiredo Bomeny (presidente), Altino Cristofoletti Junior, Carlos Alberto Zilli, Claudio Miccieli, Juarez Leão, Luiz Henrique Oliveira do Amaral, Marcelo Raposo Cherto e Maria Cristina C. da Motta Franco.

EDITORA RESPONSÁVEL Editora Lamonica Conectada Rua Sabará, 566 – 1º andar – cj 12 CEP: 01239-010 – São Paulo – SP Tel.: 55 (11) 3256-4696 Publisher José Lamônica - lamonica@editoralamonica.com.br Editora Andréa Cordioli (MTb: 31.865) andrea@editoralamonica.com.br Repórter colaborador Paulo Gratão Diagramação Marcelo Amaral - marcelo@ditoralamonica.com.br

Parceria:

Comercial Thais Andrade - 11 99115-3339 - thais@editoralamonica.com.br Bruna Ribeiro - 11 98568-2920 - bruna@editoralamonica.com.br Luzia Rodrigues - 11 97014-2726 - luzia@editoralamonica.com.br Mislene Guedes - 11 9757-1633 - mislene@editoralamonica.com.br Logística e Mercado Administração e Financeiro Plataforma digital Impressão

Mônica Cavalcante - monica@editoralamonica.com.br Silvia Medeiros - silvia@editoralamonica.com.br issuu.com/lamonicaconectada Forma Certa

NAS VERSÕES: IMPRESSO § WEB § TABLET § SMARTPHONE WWW.FRANQUIAENEGOCIOS.COM.BR BAIXE O APLICATIVO EM SEU TABLET OU SMARTPHONE

20

Revista Franquia & Negócios ABF


ABRA SUA FRANQUIA E RECEBA PARTE DO SEU INVESTIMENTO DE VOLTA O CNA é uma das franquias de maior sucesso no mercado, com cerca de 600 escolas. Benefícios exclusivos, que se transformam em redução do investimento, geração de receita e retorno financeiro imediato para você fazer parte dessa rede: /// Gratuidade do material didático para a primeira captação de alunos (maior receita e atratividade para você matricular mais) /// Projeto arquitetônico e fachada (economia de investimento, suporte técnico e padronização) /// Material publicitário e marketing local (ferramentas para resultado mais rápido e melhor)

A THAIS HERÉDIA E A DIRETORIA CNA VÃO AJUDAR VOCÊ A ENTENDER MAIS SOBRE O NEGÓCIO DE FRANQUIAS.

Única rede com 26 selos consecutivos.

ASSISTA EM FRANQUIACNA.COM.BR

MARCELO BARROS

JOSÉ CARLOS

THAIS HERÉDIA

LUCIANA FORTUNA

EDUARDO MURIN

DIR. DE EDUCAÇÃO

DIR. DE OPERAÇÕES

JORNALISTA ECONÔMICA

DIR. DE MARKETING

DIR. COMERCIAL

Entre em contato conosco: TEL: (11) 3053-3805 E-MAIL: franquiacna@cna.com.br


C A R TA D O P R E S I D E N T E

#Desafios #Franchising #Oportunidades

Compartilhe este conteúdo

A força do trabalho interconectado

22

Revista Franquia & Negócios ABF

Foto: Keiny Andrade

D

epois de um período de incertezas econômica e política, o franchising se comprova como um caminho mais acertado e seguro para os negócios. O crescimento de 6,3% no 3º trimestre do ano reflete a resiliência e a importância de se trabalhar em rede e em equipe. É a força intrínseca do franchising! Nesta edição da Franquia & Negócios, conheça histórias de franqueados que trocaram o empreendedorismo solo pelo franchising. A 8ª edição do Prêmio ABF+RDI Design reforça o design como ferramenta estratégica de relacionamento e negócios para as redes. Além disso, aponta novos modelos e maneiras criativas de se montar novas lojas. As microfranquias nasceram com o objetivo de trazer ao mundo das franquias também os empreendedores que contam com um menor capital de investimento mas garra e determinação iguais às empreitadas que necessitam mais recursos. Com um crescimento significativo nos últimos anos, as microfranquias têm se mostrado uma ótima porta de entrada ao mundo do franchising. Preparamos um guia com tudo o que você precisa saber sobre este modelo de negócio. Podemos considerar a gestão um dos pilares fundamentais de qualquer negócio. Em dose dupla, apresentamos dicas para duas questões que tiram o sono do mais seguro empreendedor no Brasil: o gerenciamento de estoque e o esperado break-even. Especialistas falam sobre automação de estoque, as melhores práticas para evitar perdas e rupturas e caminhos para alcançar antecipadamente o ponto de equilíbrio no negócio. Um país que vive mais! Segundo projeções do IBGE, daqui duas décadas teremos mais ido-

sos do que crianças. Novas maneiras de lidar com esse cliente e negócios direcionados serão cada vez mais necessários. Veja como se preparar para esse novo cenário demográfico. Com o novo ano que se inicia, começamos também uma nova etapa no campo político. Diante da nova configuração do Congresso Nacional, confira as perspectivas para a economia e para o franchising neste novo cenário. Como representante do setor, continuaremos batalhando para reduzir a burocracia, simplificar o sistema tributário e criar ambientes de negócio cada vez mais estáveis e duradouros. Aproveite a leitura, mantenha-se motivado e contribua para que o franchising floresça ainda mais nesse novo ano que se aproxima. Feliz 2019! Um forte abraço, André Friedheim Presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF) no biênio 2019-2020


41

50


SUMÁRIO

Fotos: Divulgação

Foto: Keiny Andrade

Veja nesta edição

54 TECNOLOGIA

Eles literalmente aterrissaram na estratégia das empresas e já estão sendo testados por algumas franquias no Brasil e no exterior. Como os drones impactam o mercado consumidor?

50 MERCADO

O Congresso Nacional tem nova composição de 2019 a 2022. Quais são as perspectivas para a economia e para o franchising diante do novo cenário?

58 ESPECIAL

MICROFRANQUIAS

Saiba tudo sobre esse modelo de negócios, que trouxe diversos empreendedores ao franchising nos últimos anos e tem crescido a taxas exponenciais.

64 OPORTUNIDADE 84 Guide shops: franquias apostam em lojas sem estoque e ligadas a um e-commerce para melhorar a experiência de compra e atrair o consumidor.

24

Revista Franquia & Negócios ABF

SUSTENTABILIDADE

O movimento mundial de não utilização de canudos plásticos – em vigor em alguns municípios brasileiros por força de Lei –, já chegou ao franchising. Confira como será agora.

44 ENTREVISTA

O novo presidente da ABF, André Friedheim, fala sobre os planos para a ABF no próximo biênio. Veja também: uma retrospectiva com o ex-presidente Altino Cristofoletti Jr.

70 GESTÃO

76 NICHO

88 DESIGN

E MAIS:

Confira as dicas de especialistas para automatizar o gerenciamento de estoque; um dos maiores desafios dos empresários para evitar perdas e rupturas e aumentar as vendas.

Descubra as tendências em design nas redes de franquias e conheça alguns espaços inusitados para se montar uma loja.

Em duas décadas, o Brasil terá mais idosos do que crianças, segundo projeção do IBGE. Veja como preparar as franquias para receber esse cliente e como criar negócios direcionados.

26 | Na Mira do Franchising 92 | Aspectos Legais do Franchising 94 | Ponto de Vista


SEJA FRANQUEADO DA

MAIOR REDE DE ACADEMIAS D A AM É R I C A L A T I N A

+1.600.000 alunos

+450 unidades

Maior crescimento do setor

Gestão simplificada

A Smart Fit surgiu em 2009 para atender um público que busca praticidade, sem burocracia e com o propósito de democratizar o fitness de alto padrão. A rede oferece também produtos como o Smart Box, um espaço exclusivo para treino funcional; o Smart Shape, que é um circuito de emagrecimento de 30 minutos; além das aulas de abdominal, alongamento, Zumba e Sh'bam que acontecem na sala de ginástica, e unidades que funcionam 24 horas.

BRASIL • CHILE • COLÔMBIA • EQUADOR • MÉXICO • PERU • REPÚBLICA DOMINICANA

Saiba mais em:

smartfit.com.br/franquias


NA MIRA DO FRANCHISING

As notícias mais quentes do mercado PRESIDENTE DA 5ÀSEC RECEBE HOMENAGEM, EM PARIS

Foto: Divulgação

Em outubro, o presidente da 5àSec, Fábio Roth, representou a marca no lançamento do livro Segredos do Sucesso – Histórias de Executivos. A noite de autógrafos foi realizada no Carrossel du Louvre, em Paris, na França. No mesmo mês, ele recebeu uma condecoração de Embaixador da ONG Divine Academie, que incentiva as artes e a cultura na integração Brasil e França, além de prestar apoio em questões humanitárias no mundo todo. www.5asec.com.br

Compartilhe este conteúdo

VIVENDA DO CAMARÃO LANÇA LINHA DE CONGELADOS A rede especializada em frutos do mar acaba de colocar nas prateleiras do Carrefour e Pão de Açúcar duas linhas de pratos prontos para levar para casa: Especialidades (200g) e Pratos Prontos (400g). “Nossos pratos prontos congelados mantêm o sabor e a textura de quando acabam de ser feitos graças a um rígido processo de produção e resfriamento imediato. Os produtos são mantidos a -18°C para conservar a qualidade nutricional da receita”, conta Rodrigo Perri, sócio-diretor da Vivenda do Camarão. www.vivendadocomarao.com.br

MCDONALD’S INAUGURA QUIOSQUE NA CIDADE TIRADENTES Durante a primeira quinzena de novembro, viralizou um post de uma professora no Facebook falando sobre a alegria de seus alunos com a chegada do McDonald’s à Cidade Tiradentes, bairro periférico na Zona Leste paulistana, que conta com 230 mil habitantes. A marca abriu um quiosque de sorvete no estacionamento do supermercado Negreiros. Antes dessa inauguração, a unidade mais próxima ficava a 12 km de distância. Além disso, a unidade opera de acordo com a “Cooltura de Serviço”, um novo modelo de atendimento que estimula os colaboradores a atenderem os clientes de forma mais natural, sem frases padronizadas. www.mcdonalds.com.br

REI DO MATE AVANÇA EM CIDADES COM MAIS DE 80 MIL HABITANTES Até o final de 2018, mais seis lojas do Rei do Mate devem ser abertas em cidades com mais de 80 mil habitantes, como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Curitiba. Recentemente, a marca ampliou sua presença no litoral paulista com uma nova loja no Litoral Plaza Shopping, na Praia Grande. Ao todo, a rede tem mais de 320 unidades, espalhadas por 17 estados brasileiros. www.reidomate.com.br

26

Revista Franquia & Negócios ABF


NA MIRA DO FRANCHISING ROCKFELLER LANGUAGE CENTER LANÇA FORMATO ENXUTO DE FRANQUIA O novo modelo, já testado e em funcionamento no interior de Santa Catarina, requer investimento inicial de R$ 95 mil e um ponto comercial de aproximadamente 120 metros quadrados. “Montamos a primeira escola nesse formato em uma cidade com 18 mil habitantes que não comportaria o modelo tradicional de uma Rockfeller, e foi um sucesso. Decidimos, então, expandir também dessa forma”, afirma André Belz, fundador da Rockfeller. O novo modelo tem como foco cidades a partir de 15 mil habitantes. Em 2017, a rede faturou R$ 28,3 milhões e a expectativa é chegar a R$ 31 milhões neste ano. www.rockfeller.com.br

A FÓRMULA RECRUTA CLIENTES REAIS PARA CAMPANHA DE 30 ANOS A rede de farmácias de manipulação A Fórmula completa 30 anos e lança uma campanha estrelada por clientes reais. O slogan é “Especialista em Você” e a campanha é dividida em diversas peças publicitárias. “Além disso, teremos spots em rádios, material impresso e outdoors em algumas praças onde atendemos”, explica Milena Tapioca, coordenadora de Trade Marketing da empresa. www.aformulabr.com.br

Fotos: Divulgação

CARLOS WIZARD ANUNCIA INVESTIMENTO DE R$ 1,6 BILHÃO As empresas controladas pelo empresário Carlos Wizard Martins devem investir cerca de R$ 1,6 bilhão no Brasil, nos próximos cinco anos. O objetivo é gerar 45 mil empregos. As redes de fast food KCF, Pizza Hut e Taco Bell projetam um investimento de R$ 1,3 bilhão até 2023 na abertura de mil novas unidades das três marcas nos principais mercados do Brasil, gerando uma média de 25 empregos por loja (25 mil novos empregos no total). Atualmente, as três marcas têm, juntas, 250 unidades no Brasil. Já a Mundo Verde planeja abrir 300 unidades nos próximos cinco anos, com investimento de R$ 150 milhões e a geração de três mil novos empregos. www.sforza.com.br

28

Revista Franquia & Negócios ABF

MESTRE-CERVEJEIRO.COM INAUGURA FRANQUIA EM SÃO PAULO Os empresários Edwin Paia Bahamondes, 30, e Luciano Budeano Ferreira, 35, são os novos franqueados da Mestre-Cervejeiro. com, que abriu as portas recentemente, em São Paulo. “O layout da loja é convidativo e planejado para toda a família, temos bancadas com tomadas e wi-fi liberado, snacks selecionados e, também, itens presenteáveis como bonés, camisetas, growlers, copos e taças”, explica Bahamondes. A marca surgiu em 2004 como site de conteúdo e consultoria especializada em cervejas e em 2009 inaugurou sua primeira loja física em Curitiba (PR). Já são mais de 60 lojas, em todo o País. mestre-cervejeiro.com


Seja franqueado

da rede de ensino que mais cresce no país!

Baixo investimento

Retorno rápido

Marketing interno

Suporte e treinamentos

Auxílio na escolha do ponto

Metodologia pioneira

JUMPER! a Melhor Opção em Franquia de Cursos Profissionalizantes e Idiomas.

50% 152 dos franqueados têm mais de uma franquia

escolas distribuídas em todo o Brasil

Fale com um de nossos consultores: (41)3081-3686 | (41) 9 9985-2493

15

575

anos de experiência de mercado

cursos profissionalizantes disponíveis

franquia.jumpercursos.com.br @franquiasjumper

@jumperfranquias


NA MIRA DO FRANCHISING Fotos: Divulgação

QUIOSQUE É O NOVO MODELO DE EXPANSÃO DA CASA DE BOLOS

CHOCOLATERIA BRASILEIRA QUER 400 LOJAS EM DEZ ANOS

Depois de inaugurar mais de 330 lojas pelo País, o Grupo Casa de Bolos coloca na vitrine outro modelo de expansão: Quiosque Bolo Caseiro no Pote. Os centros comerciais são foco. “Criamos esse produto com o propósito de atender à uma necessidade do mercado, de um produto caseiro, de excelente qualidade, mas que poderia também servir para consumo no local”, explica Rafael Ramos, diretor de Marketing do Grupo Casa de Bolos. A previsão da marca é inaugurar 100 unidades do novo modelo até 2020. www.casadebolos.com.br

Sob o comando de Christian Neugebauer, a Chocolateria Brasileira pretende chegar a 400 pontos em todo o Brasil nos próximos dez anos. As regiões de maior interesse da marca são o Norte e o Nordeste, mas o Sudeste não fica atrás, pois deve receber 240 franquias, segundo o empreendedor. Atualmente, a franquia tem seis unidades próprias, localizadas em Alphaville/Barueri, Itatiba e na capital de São Paulo, e mais 21 lojas franqueadas nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Distrito Federal, Paraná e Rio Grande do Sul. chocolateriabrasileira.com.br

DNA NATURAL GANHA REBRANDING O Grupo Restaura deu uma nova cara às lojas da rede DNA Natural. Com o slogan “Vital é comer bem”, as unidades apresentarão um cardápio saudável mais amplo e um novo design de loja. “Nós acreditamos que o verdadeiro significado de comer bem é ter uma alimentação que seja leve, saborosa e dê energia durante todo o dia. Era isso que nós queríamos traduzir nesse rebranding”, conta Jéssica Librelato, coordenadora de Marketing. A renovação do design da marca foi promovida pela agência Uno, de Ribeirão Preto (SP). Com as novidades, a rede tem a expectativa de crescer 20% em faturamento em 2019 e bater a marca de 30% de crescimento em unidades. www.dnanatural.com.br

30

Revista Franquia & Negócios ABF

NUTTY BAVARIAN REFORMULA QUIOSQUE A Nutty Bavarian reformulou seus quiosques e lançou novas embalagens. As mudanças foram inspiradas no estilo da Bavária clássica, por meio de ícones com cores mais modernas, abertas e festivas e linguagem contemporânea, que ajudam a contar a história da marca. O novo quiosque tem acabamentos claros e formas regulares, deixando seu volume mais impactante, e tem cubas sobrepostas, o que coloca as castanhas mais próximas do olhar do consumidor. www.nuttybavarian.com.br


NA MIRA DO FRANCHISING CEOFOOD LANÇA RECURSO DE DELIVERY ESPECIALIZADO PARA AUTÔNOMOS

Fotos: Divulgação

A rede de franquias Ceofood é um aplicativo de delivery gastronômico que permite o cadastro de profissionais autônomos, focado na periferia e no interior. Na prática, o franqueado deve prospectar restaurantes para pagarem mensalidades em troca de serem inclusos no aplicativo. Com um ano de fundação, saltou de 1 para mais de 80 unidades espalhadas por cinco estados brasileiros. No final de outubro, a Ceofood lançou um novo recurso, o Plano Silver, feito exclusivamente para MEIs. www.ceofood.com.br

MORDIDELA INAUGURA DEZ LOJAS EM OUTUBRO A região Sudeste foi a que mais ganhou novas lojas da Mordidela, sendo três em Minas Gerais. Os estados de São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro receberam uma nova unidade cada. Na região Sul foram três novas operações: duas em Santa Catarina e uma no Rio Grande do Sul. No Centro-Oeste, a cidade de Nova Mutum, Mato Grosso, recebeu a segunda unidade da rede. www.mordidela.com.br

MAPLE BEAR ANUNCIA INAUGURAÇÕES PARA 2019 De olho em uma possível retomada econômica, a Maple Bear Canadian School tem bons planos para o Brasil. Atualmente, são mais de 100 escolas em operação distribuídas em diversos estados, atendendo a mais de 20 mil alunos. O plano é crescer 30% nos próximos anos. Cerca de 30 unidades já estão em processo de implantação, sendo seis na cidade de São Paulo (Barueri, Taboão da Serra estão entre as localidades). www.maplebear.com.br

32

Revista Franquia & Negócios ABF

CASA GRAVIOLA ABRIRÁ SEXTA UNIDADE EM DEZEMBRO No final de outubro, a Casa Graviola inaugurou duas operações da rede, uma no shopping Rio Design Barra, a quarta em solo carioca, e a outra, em Vitória, no Espírito Santo, a primeira na região. A franquia conta com cinco unidades e, em dezembro, deve inaugurar a sexta, em Fortaleza (CE). O objetivo é fechar 2018 com faturamento de R$ 6,3 milhões. A estimativa para 2019 é chegar a R$ 20 milhões, com a abertura de, pelo menos, mais quatro franquias, totalizando dez unidades.


Sabe qual o melhor presente para seu fim de ano? A maior franquia de bolos do país, com mais de 20 anos de sucesso e que deixa seus dias ainda mais gostosos.

Contém glúten e lactose. Consulte disponibilidade nas lojas. Imagens meramente ilustrativas.

Faça parte do nosso time e seja um franqueado.

PANETTONE ALPINO® – PANETTONE COCADA – PANETTONE BRIGADEIRO – PANETTONE CHOCOMOÇA® – PANETTONE DOCE DE LEITE

SODIEDOCES.COM.BR

/SODIEDOCESOFICIAL

SUAFRANQUIA@SODIEDOCES.COM.BR


NA MIRA DO FRANCHISING NO SUL, ANJOS COLCHÕES ENTREGA FRANQUIA PRONTA

Fotos: Divulgação

Para acelerar a expansão na região Sul do País, a Anjos Colchões lançou o modelo “chave na mão”. A modalidade consiste em entregar a franquia pronta para o franqueado, deixando todo o investimento inicial a cargo da própria marca. Para a rede, uma das principais vantagens desse modelo é a agilidade no mapeamento dos pontos estratégicos na cidade e a facilidade de negociação com o novo franqueado, que assume a loja pronta sem assumir as despesas iniciais, como taxa de franquia, reforma e estoque. www.anjoscolchoes.com.br

DEPYL ACTION REFORMULA MARCA As 107 unidades da rede passam a incorporar uma nova identidade visual, sintonizada com a proposta de ser “única, diversa, plural, para todos”. “A evolução da marca é também parte da minha evolução. Queremos valorizar a experiência do cliente, reforçar o posicionamento da rede, ampliar serviços e atrair mais público”, comenta a fundadora da rede, Danyelle Van Straten. Com 140 mil clientes por mês, entre homens e mulheres, a Depyl Action se reinventa para atender o público diverso, com serviços que vão de depilação e design de sobrancelhas à aparo de pelos e coloração de barba para os homens. www.depylaction.com.br

SORVETERIA GELA BOCA MIRA MERCADO PAULISTA

MR. KIDS PREPARA EXPANSÃO PARA O TRIÂNGULO MINEIRO Já são 140 franqueados, com mais de sete mil máquinas espalhadas por todo o País. Agora, a Mr. Kids mira Minas Gerais para levar seu modelo autônomo de operação. “Temos quase 30 pontos já negociados em todo o Triângulo Mineiro, em locais com excelente circulação de público, o que garante retorno mais rápido ao investidor e faturamento elevado”, comenta Antônio Chiarizzi, fundador da Mr. Kids. A rede faturou R$ 4 milhões em 2017. www.mrkids.com.br

A marca conta atualmente com 50 unidades franqueadas espalhadas pelos estados do Paraná e São Paulo. Para o próximo ano, a rede focará sua expansão no interior paulista e já tem negociações avançadas em Bauru, Araçatuba, Ourinhos, São José do Rio Preto, Marília, entre outras. Atualmente, a rede tem como diretor Thiago Ramalho, filho do fundador da marca. Thiago foi o responsável pela entrada do negócio no franchising. www.hummsorvetes.com.br/gela-boca

DR. INFILTRAÇÃO PROJETA FATURAR R$ 4,5 MILHÕES A rede projeta ampliar o faturamento em 2019 e passar de R$ 3,5 milhões para R$ 4,5 milhões. Atualmente, a marca possui 21 unidades franqueadas, em nove estados. A Dr. Infiltração trabalha com tecnologia própria na impermeabilização com borracha líquida, blindagem antes da pintura, limpeza de limo, proteção de móveis contra fungo e bolor e a fórmula com nano partículas à base de sílica que age em paredes atingidas pela umidade. A meta é abrir outras 50 unidades franqueadas no próximo ano. www.drinfiltracao.com.br

34

Revista Franquia & Negócios ABF


NA MIRA DO FRANCHISING

FÓRMULA ANIMAL INVESTE EM PRODUTOS OFTÁLMICOS PARA PETS

Fotos: Divulgação

As lojas da Fórmula Animal passam a oferecer produtos oftálmicos manipulados para pets. De acordo com a marca, as pomadas e colírios auxiliam no tratamento de doenças como Ceratoconjuntivite Seca, também conhecida como olho seco, catarata, conjuntivite e glaucoma. A rede inaugurou duas novas unidades recentemente, em São Paulo e em Palmas, no Tocantins. Atualmente, a franquia conta com 32 unidades e inaugurará mais três em 2018. A expectativa é chegar até 50 unidades até 2020. www.formulanimal.com.br

LAUNDROMAT ACELERA EXPANSÃO NO RIO DE JANEIRO

SALADENHA REALIZA ENTREGAS POR BICICLETA, EM SÃO PAULO

Em outubro, a rede de lavanderias Laudromat ampliou sua atuação no Rio de Janeiro. Na capital, as novas operações estão no supermercado Hortifruti no Leblon e na BR Stores Anil. Já em Três Rios, a instalação da franquia é no Posto Ipiranga, na Vila Izabel. Com as aberturas, a marca passa a ter 23 pontos no estado, sendo 16 na capital. De acordo com o diretor da empresa, Nicolas Lopez, os espaços não convencionais são extremante vantajosos para o segmento de lavanderia, pois oferecem pontos comerciais aderentes, com boa movimentação e valores atraentes ao custo de ocupação, além de uma estrutura com segurança e horários diferenciados. www.laundromat.com.br

Recentemente, a Saladenha adotou o modelo de delivery via bicicletas. A operação funciona na Avenida Paulista, em São Paulo. Outra forma apontada pela rede de colaborar com a natureza é na redução de energia elétrica. A Saladenha encomendou especialmente para suas lojas uma “pista fria”, local onde os alimentos são condicionados, e o equipamento gera uma economia de 30% no consumo de energia elétrica www.saladenha.com.br

CHIQUINHO SORVETES LANÇA MODELO ECONÔMICO DE FRANQUIA A primeira unidade da versão econômica da Chiquinho Sorvetes acaba de ser inaugurada em Cruzeiro do Oeste (PR), com 63 metros quadrados e capacidade para atender 300 clientes por dia. A modalidade reduzida tem como foco cidades com até 50 mil habitantes e segue os mesmos padrões de uma loja de rua convencional, mas a diferença está nos itens utilizados – desde utensílios até móveis e projeto arquitetônico. www.chiquinho.com.br

36

Revista Franquia & Negócios ABF


NOSSA MISSÃO: FAZER O CLIENTE ENXERGAR LETRAS PEQUENAS, E O FRANQUEADO, NÚMEROS GRANDES.

M A I S D E 1 .1 5 0 L O J A S S U P O R T E T O TA L AO FRANQUEADO L A B O R AT Ó R I O P R Ó P R I O E 1 0 0 % D I G I TA L RETORNO EM 36 MESES

SAIBA MAIS: OT I CAS CA RO L .CO M . B R/ F RA N Q U E A D O

FAÇA PARTE DA MAIOR REDE DE ÓTICAS DO BRASIL.


NA MIRA DO FRANCHISING

REVIEWR ANALISA REPUTAÇÃO ON-LINE DAS EMPRESAS

Fotos: Divulgação

A Reviewr, startup catarinense incubada há 1 ano e 8 meses no MIDI Tecnológico – incubadora gerida pela Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e mantida pelo Sebrae/SC – criou uma plataforma automatizada de análise da reputação on-line de seus clientes, baseada nos reviews que o estabelecimento possui em sites como Trip Advisor, Foursquare, Google, Facebook, Guia Mais, Yelp, Booking e muitos outros. “Com uma gestão bem planejada por uma startup capacitada para isso, os estabelecimentos poderão aumentar a satisfação e fidelização dos clientes, engajar e transformá-los em propagadores da marca. Os reviews são uma fonte inesgotável de inteligência, tudo que temos a fazer é passar a ter controle sobre eles”, explica o CEO e Fundador da Reviewr, Santiago Edo. reviewr.me

JANI-KING BRASIL É LICENCIADA PARA VENDER FRANQUIAS EM PORTUGAL Empreendedores interessados em negócios em Portugal, agora têm a oportunidade de adquirir uma franquia Jani-King naquele país. A máster-franquia portuguesa da marca licenciou a subsidiária brasileira para negociar suas unidades no país. “O fato de pertencermos a uma rede mundial com presença em países em três continentes nos dá a capilaridade para captar franqueados em praticamente todas as regiões do globo. No nosso caso, particularmente, a Jani-King Brasil que é uma subsidiária da Jani-King Internacional, reúne todas as condições para comercializar franquias em países representados por máster franqueados”, diz o diretor da Jani-King Brasil, Christian Rojas. www.janikingbrasil.com.br

MIL E UMA SAPATILHAS INAUGURA FÁBRICA PRÓPRIA A marca, que começou com a revenda de calçados femininos de porta em porta, inaugurou em 2018, em parceria com a Intimus Pés, uma nova fábrica com seis mil metros quadrados, na região de Jaú, interior de São Paulo. A planta gerou cerca de 500 pessoas entre empregos diretos e indiretos. Além disso, a previsão é que o novo local tenha fabricação de onze mil pares de sapatilhas por dia e mais de quatro milhões ao ano. www.mileumasapatilhas.com.br

ORTHODONTIC AMPLIA PRESENÇA NO INTERIOR PAULISTA A OrthoDontic acaba de fechar o contrato para a abertura da sua primeira unidade em Campinas (SP). A franquia faz parte do plano de expansão da rede para 2018, ano em que pretende atingir a marca de 230 unidades. A OrthoDontic vê potencial para a abertura de outras seis unidades somente em Campinas e 22 considerando toda a região metropolitana, com projeção de investimento aproximado de R$ 11 milhões e geração mais de 200 novos postos de trabalho. www.orthodonticbrasil.com.br

38

Revista Franquia & Negócios ABF


NA MIRA DO FRANCHISING

GRACOM INAUGURA DUAS UNIDADES

Fotos: Divulgação

No início de dezembro, a Gracom inaugurou sua primeira unidade em Cascavel (PR). A escola vai funcionar no Centro e será a primeira no Paraná. Na mesma data, em Belém, no bairro Castanheiras, a cidade contará com sua segunda unidade, e a quinta do mesmo franqueado. A rede completa dez anos no mercado brasileiro. Com a inauguração das duas unidades, rompe a barreira de 20 unidades – entre próprias e franquias. A rede já atende atualmente a mais de 16 mil alunos em todo o País. www.gracomonline.com.br

NÃO+PELO MIRA O INTERIOR DE SÃO PAULO A Não+Pelo prevê abrir três unidades em São Paulo até março – em São José do Rio Preto e nos bairros do Ipiranga e da Freguesia do Ó – e outros dois pontos ainda no primeiro semestre de 2019, totalizando entre dez e 12 novas franquias no ano que se inicia. O foco de expansão da empresa é o interior do Estado de São Paulo, onde a Não+Pelo tem cerca de 70 pontos de atendimento, que abrangem 30 municípios. O investimento inicial em uma unidade da Não+Pelo é de R$ 125 mil, e o faturamento médio mensal gira em torno de R$ 33 mil. www.naomaispelo.com.br

ÁGUA DOCE INAUGURA SEGUNDA UNIDADE DO MODELO EXPRESS O novo formato de loja, o Express, da Água Doce Sabores do Brasil tem como foco os shopping centers e praças de alimentação. A segunda unidade do projeto abriu as portas em Tupã (SP). O conceito do restaurante é oferecer o cardápio da rede, que já conta com mais de 80 unidades em todo o Brasil, mas por meio de alimentação rápida em porções individuais. Diferente das unidades tradicionais, os pratos chegam prontos à cozinha e são finalizados na unidade em poucos minutos. Isso, segundo a marca, permite que o atendimento seja rápido e prático, mas sem perder a qualidade e o sabor característico do alimento. www.aguadoce.com.br

EMAGRECENTRO ENTRA NOS ESTADOS UNIDOS Em novembro de 2018, a Emagrecentro abriu uma unidade própria na cidade de Orlando, na Florida (EUA). A empresa investiu U$ 100 mil no novo ponto, e uma das adaptações para ingressar no mercado foi mudar o nome para Vip Shape. Os serviços oferecidos serão os mesmos que estão disponíveis nas franquias do Brasil. A rede prevê continuar expandindo os negócios no exterior e pretende em 2019 abrir duas novas franquias em Portugal e na Espanha. www.emagrecentro.com.br

40

Revista Franquia & Negócios ABF


7 8

Para mais informaçþes, acesse www.tiptop.com.br ou entre em contato com expansaolojas@tiptop.com.br


O Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS), foi o local escolhido para a implantação da primeira vending machine da Calçados Bibi. O projeto-piloto visa a aproximar a marca dos consumidores e disponibilizar uma opção de presente aos bebês que nascem na maternidade do hospital. A ideia faz parte do projeto Ninho de Inovação, que reconhece e premia as melhores ideias submetidas e enviadas ao Comitê de Inovação da empresa por colaboradores, franqueados e fornecedores. www.bibi.com.br

CASA DO CONSTRUTOR REALIZA CONVENÇÃO COM FRANQUEADOS Aproximadamente 250 pessoas participaram da 14ª Convenção de franqueados da Casa do Construtor, que aconteceu no hotel Costão do Santinho, em Florianópolis (SC). Durante o evento, as unidades de destaque foram homenageadas no prêmio de excelência da casa. “Neste ano, a primeira colocada no ranking das lojas que mais cresceram foi Rezende (RJ), seguida pela de Mogi Mirim (SP) e Araçatuba (SP)”, afirma o sócio-fundador da rede, Altino Cristofoletti Junior. A marca entregou à rede uma nova plataforma de ensino a distância e uma ferramenta de gestão de indicadores da loja, Looqbox. www.casadoconstrutor.com.br

DIVINO FOGÃO ABRE SEGUNDA LOJA EM PALMAS A rede de restaurantes Divino Fogão abriu as portas de sua segunda loja em Palmas (TO), no Capim Dourado Shopping. Com essa abertura, a rede passa a ter 186 lojas em operação espalhadas pelas cinco regiões do Brasil. Até o final de 2018, dez novas unidades devem ser inauguradas. “Nosso objetivo é fechar o ano com um incremento de, pelo menos, 10% no faturamento e 5,4% no número de lojas”, afirma o fundador da rede, Reinaldo Varela. www.divinofogao.com.br

Fotos: Divulgação

CALÇADOS BIBI LANÇA VENDING MACHINE PARA PRESENTEAR RECÉM-NASCIDOS


NÓS FALAMOS A SUA LÍNGUA!

Faça parte da melhor franquia na área de idiomas.

Entre em contato com nossos consultores e saiba mais sobre a PBF. Rentabilidade Know-how Suporte operacional Consultoria de campo Treinamento

Baixo investimento Estudo de viabilidade de negócio Plano de negócio estruturado Isenção de taxa de franquia Isenção de taxa de Royalties

Premiada pelo 17ºano consecutivo com o Selo de Excelência em Franchising ABF.

(11) 5904-7005

franchising@fundacaorhf.com.br

pbf.com.br/seja-franqueado/contato


E N T R E V I S TA

Foto: Keiny Andrade

#abf #gestão_2019-2020 #planejamento

Compartilhe este conteúdo

André Friedheim: franchising sem barreiras NOVO PRESIDENTE DA ABF, ELEITO PARA O BIÊNIO 2019-2020, TEM COMO META DIMINUIR A DISTÂNCIA PARA A BUSCA DO CONHECIMENTO E TAMBÉM ESTIMULAR A INTERNACIONALIZAÇÃO DE MARCAS NACIONAIS 44

Revista Franquia & Negócios ABF

A

partir de 2019, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) terá uma nova chapa na sua direção, encabeçada pelo executivo André Friedheim, 49 anos. Ele trabalha há 30 anos com franchising e hoje é másterfranqueado das redes Café do Ponto e Casa Pilão. Colaborando com a ABF há 12 anos, Friedheim já atuou voluntariamente nas áreas de Marketing, Internacional e foi vice-presidente da chapa anterior, do presidente Altino Cristofoletti Junior.

Atualmente, a ABF reúne os expoentes do franchising brasileiro, sejam franqueadores, franqueados e fornecedores do setor. É a segunda maior associação de franchising do mundo, com presença relevante no Conselho Mundial de Franquias (WFC) e na Federação Ibero-Americana de Franchising (Fiaf). Friedheim pretende estreitar os laços entre associados e o mercado, tornando os trabalhos da entidade mais ágeis e conectados. O aumento da presença internacional também


SHOPPING INTERLAGOS

O MAIOR COMPLEXO COMERCIAL DA ZONA SUL Ne s se s 3 0 anos de his tór ia, o Shopping Interlagos se tornou o maior Complexo Comercial da Zona Sul da cidade de São Paulo. Ponto de encontro de inúmeras pessoas

Av. Interlagos, 2.255 São Paulo/SP Tel.: (11) 3471-8888 interlagos.com.br

que transitam ou moram na região, o Interlagos é o lugar onde elas compartilham momentos especiais e se divertem com quem amam. Por isso, é tão querido por todos.

Departamento Comercial Av. Paulista, 1000 - 11º andar 01310-100 - Bela Vista - São Paulo/SP Tel.: (11) 3371-6555 PABX: (11) 3371-6500 | Fax: (11) 3288-6554 savoy.com.br


E N T R E V I S TA

Quais são seus planos para reforçar e ampliar a relevância da ABF para o franchising brasileiro? São propostas da nova gestão tornar a entidade mais inclusiva, ressignificá-la para os seus stakeholders, transformá-la no marketplace do franchising nacional, além de torná-la mais ágil, moderna e digital. Para isso, vamos atuar, mais do que na defesa do setor, na defesa dos interesses das empresas associadas, dos segmentos de negócios em que elas atuam. Pretendemos entregar mais valor para os associados, realizar ações que envolvam todos os stakeholders do setor e o mercado como um todo, fortalecer e ampliar as parcerias e expandir e aprofundar a presença da ABF nas cidades e nos meios digitais. Como deve ficar a atuação da entidade nas esferas governamentais, com o novo quadro eleito? O protagonismo ou as ações de “advocacy” continuam a ser de alta relevância para a ABF. Como entidade oficial do setor de franquias no Brasil, que responde atualmente por cerca de 2,5% do PIB [Produto Interno Bruto], que emprega diretamente mais de 1,2 milhão de trabalhadores e cerca de cinco milhões indiretamente, continuaremos a atuar junto às instâncias governamentais para que as políticas e as leis ligadas ao empreendedorismo, às micro e pequenas empresas, sejam benéficas para todos os envolvidos e contribuam para a melhoria do am-

46

Revista Franquia & Negócios ABF

“PRETENDEMOS ENTREGAR MAIS VALOR PARA OS ASSOCIADOS, REALIZAR AÇÕES QUE ENVOLVAM TODOS OS STAKEHOLDERS DO SETOR E O MERCADO COMO UM TODO” biente de negócios no Brasil. O próprio presidente Jair Bolsonaro já declarou publicamente que pretende agir nesse sentido, tirando o ‘peso’ do Estado sobre as empresas, para que elas possam gerar mais empregos e renda. Estamos planejando, inclusive, realizar um grande evento presencial em Brasília no segundo semestre deste ano. Os programas educacionais da entidade evoluíram bastante nos últimos anos. Há novidade em vista? Educação continuará sendo uma área-chave da ABF na nossa gestão. Nesse sentido, vamos lançar um programa de Mentoria, capitaneado por alguns dos principais líderes do franchising brasileiro que o colocarão em prática. Vamos, por exemplo, investir mais no aplicativo da ABF, que terá ainda mais funcionalidades, novos conteúdos e poderá ser utilizado pela pessoa interessada a qualquer momento, onde e quando ela desejar. A interiorização será uma das prioridades do setor? Sim, na verdade, continuará a ser. Nosso objetivo é seguir ampliando a representatividade da ABF nacionalmente. Estamos estudando, por

Veja Também:

Retrospectiva da gestão Altino Cristofoletti Junior (2017-2018) Durante os dois anos em que esteve à frente da ABF, Altino Cristofoletti Junior conduziu avanços em projetos de governança corporativa na entidade. Sua visão experiente em gestão ajudou a profissionalizar ainda mais os processos e controles internos, tornando a entidade ainda mais preparada para lidar com a nova economia. O franqueador estimulou a participação de associados em decisões importantes, por meio de Assembleias Gerais Extraordinárias, para modernização do estatuto da ABF e aprovação de contas, por exemplo. Foi durante esse período que a ABF avançou, também, em advocacy tanto com o governo brasileiro, como com entidades internacionais. A entidade também se engajou em pautas governamentais importantes para o setor, como o Trabalho Novo – programa da Prefeitura de São Paulo, que visa a recolocar desempregados em vagas de trabalho – e a Reforma Trabalhista, do governo federal. “Não tenho dúvidas de que, nos últimos 14 anos, preparamos a governança e a infraestrutura necessárias para conectar a entidade com este momento. A ABF será um dos atores principais no desenvolvimento de negócios e empreendedorismo no Brasil”, afirmou o presidente, em entrevista ao ABF News.

Foto: Keiny Andrade

é uma das bandeiras de sua gestão. “Estaremos cada vez mais conectados. Não só com o mundo, mas, principalmente, com a nossa comunidade. Não haverá mais barreiras para buscarmos conhecimentos e inspirações lá fora e, especialmente, aqui de dentro”, afirma. Confira, a seguir, uma entrevista exclusiva concedida pelo novo presidente da ABF à Revista Franquia & Negócios.


E N T R E V I S TA

Os formatos variados de franquia são alguns dos legados da crise. Como você prevê os impactos para o setor? Os novos formatos são uma resposta do setor a esse período de crise, mas são também uma demonstração do quão criativo, inovador e dinâmico é o franchising brasileiro. Os impactos são positivos, pois, de um lado temos o franchising como uma alternativa para profissionais que não conseguem se recolocar no mercado de trabalho, no chamado ‘empreendedorismo por necessidade’, e que dispõem de pouco capital para investir. De outro lado, temos investidores que buscam as franquias como negócios mais seguros, já testados, com uma marca conhecida. Ou seja, os formatos variados vieram para ficar. Assim como o setor desenvolveu novos formatos, a própria ABF está inovando. Um exemplo, que, inclusive, fortalece nosso papel de cura-

dora do setor, é o programa de Mentoria no Franchising que eu citei, que atenderá aos nossos associados. Como você pretende conduzir a presença internacional da ABF? Ampliar a participação das marcas brasileiras no exterior também é uma das nossas principais propostas. Nas missões internacionais que participei, como é o caso de uma recente feira de negócios em Shangai – um megaevento que ocupou uma área equivalente a cerca de 12 Anhembis (um dos maiores espaços de feiras e convenções de São Paulo e do Brasil) – fica evidente que há um grande apelo por marcas brasileiras

no exterior. Há um público consumidor que gosta das nossas marcas, o que é excelente. Por isso, a ABF continuará trabalhando firmemente, em parceria com a Apex-Brasil, com o Ministério responsável pelas políticas de Comércio Exterior no governo do presidente Jair Bolsonaro, entre outros órgãos e entidades relacionadas, para que o franchising brasileiro seja cada vez mais internacional. Ainda no campo da internacionalização, planejamos realizar uma ação de reconhecimento às marcas brasileiras que estão liderando esse processo no exterior, o que é também uma forma de estimular essas e outras redes a vencerem o desafio da internacionalização. Foto: Divulgação

exemplo, a realização de eventos específicos em cidades por todo o País. Dados da Associação indicam que as franquias estão presentes em cerca de 45% do território nacional e, portanto, temos ainda muito espaço para ocupar, levando marcas com seus produtos e serviços para milhares e milhares de consumidores Brasil afora.

CONHEÇA A NOVA DIRETORIA DA ABF CARGO

48

NOME COMPLETO

EMPRESA

Diretor Presidente

André Friedheim

Café do Ponto

Diretor Vice-Presidente

Antonio Bento Moreira Leite

Spoleto

Diretor Administrativo-Financeiro

Bruna Brunet Saraiva Nasser

Habib’s

Diretor Jurídico

Fernando Tardioli Lúcio de Lima

Tardioli Lima Advogados

Diretor Internacional

Fábio Khouri de Oliveira

Flytour

Diretor de Capacitação

Fabiana Estrela

Caverna do Dino

Diretor de Marketing e Comunicação

Alessandro Gonçalves Pereira

Mania de Churrasco

Diretor Institucional

Sidnei Amendoeira Junior

MMA Advogados

Diretor de Franqueados

Alberto Tadassi Oyama

L’Occitane au Brésil

Diretor de Relacionamento, Microfranquias e Novos Formatos

Adriana Auriemo Miglorancia

Nutty Bavarian

Revista Franquia & Negócios ABF


NOSSA ENERGIA TRANSFORMA O FUTURO, HOJE. A AES Tietê trabalha com um portfólio de soluções de energia 100% renovável, pois sabe que a energia limpa é essencial para um futuro mais sustentável. Soluções que unem redução de impacto ao meio ambiente com previsibilidade de custos. Qual é a sua necessidade?

atendimentoaestiete@aes.com

11 3321 7750

aestiete.com.br


MERCADO

#política #novos_rumos #advocacy

Renovação política é histórica.

Como isso impacta franchising?

Compartilhe este conteúdo

QUASE METADE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS É DE NOVOS PARLAMENTARES. FRANCHISING PRECISARÁ SE REAPROXIMAR DE DEPUTADOS PARA BUSCAR A APROVAÇÃO DE PAUTAS IMPORTANTES PARA O SETOR 50

Revista Franquia & Negócios ABF

A

s eleições para o Executivo e Legislativo de 2018 trouxeram muitas novidades para o próximo mandato. A Câmara dos Deputados, por exemplo, terá 243 nomes novos, uma renovação de 47,3%. De acordo com a SecretariaGeral da Mesa (SGM), é a maior renovação desde a Assembleia Constituinte, em 1986. Desde 1994, o índice sempre ficava abaixo dos 40%. O Partido Social Liberal (PSL) foi o que mais ganhou novos rostos na Câmara: passou de um deputado para 52. A maior bancada, no entanto, continua sendo a do Partido dos Trabalhadores (PT), com 56. Em questão de renovação, além do PSL, conseguiram novas cadeiras o PRB (18 novos parlamentares), seguido por PSB (16), PT (15), PSD (14), PP e PDT (12 cada) e DEM (10). Os outros partidos elegeram menos de dez novos deputados.


Foto: Divulgação

A renovação também chegou ao Poder Executivo: com 55% dos votos válidos, Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito presidente da República, no último dia 28 de outubro, quebrando um ciclo de quatro vitórias consecutivas do PT.

CENÁRIO PARA O FRANCHISING O diretor jurídico da ABF, Fernando Tardioli, acredita que a entidade terá desafios adicionais, mas que devem ter resultado positivo. “Tivemos um trabalho para conquistar o Congresso sobre nossas demandas e, nesse sentido, construímos uma relação de confiança. Eles serão convidados a participar de debates e discussões conosco. Quando há uma renovação desse tamanho, passamos a ter que construir essa relação do zero”, explica. Tardioli acredita que a atual formação do Congresso apresenta parlamentares “de melhor qualidade e melhor preparados”, o que pode ser benéfico para as pautas do Pautas de interesse do setor sistema de franquias. “Nosso trabalho será de formiguiA ABF continuará apoiando e nha, conversando, mostrancobrando a apreciação de temas que do a importância do setor na são importantes para os segmentos economia, para que recebaque compõem o sistema: mos tratamento justo. Não queremos nenhum benefício 1. Regulamentação do trabalho adicional, apenas os mesmos intermitente; que estão na Lei, do ponto de 2. Desburocratização e simplificação vista de mercado, de concorna abertura e fechamento rência”, comenta. de empresas; A assessora parlamen3. Reforma Tributária (simplificação, tar da ABF, Stella Cruz, avadiminuição e melhor aplicação dos lia que ainda é cedo para tributos, com foco na elevação do teto do Simples, exclusão dizer se o novo cenário será da atividade de franquia da lista benéfico para o setor, pois de serviços); nada foi tratado durante 4. Melhora das condições de a campanha. “Até o mofinanciamento para franquias; mento, o novo governo não 5. Modernização da Lei do demonstrou qualquer inFranchising; e teresse com o varejo, só há 6. Proteção das Marcas. indústria”, afirma.

“NOSSO TRABALHO SERÁ DE FORMIGUINHA, CONVERSANDO, MOSTRANDO A IMPORTÂNCIA DO SETOR NA ECONOMIA, PARA QUE RECEBAMOS TRATAMENTO JUSTO” Fernando Tardioli, diretor jurídico da ABF

NOVO GOVERNO PODE SER DIFERENTE O diretor da consultoria Pulso Público, Vitor Oliveira, acredita que o próximo governo possa funcionar de forma diferente do que vinha acontecendo nos últimos mandatos. “Tem uma agenda liberal que, em tese, seria benéfica, mas está dependente de uma série de medidas que dependem de aprovação legislativa e a próxima gestão está flertando com um certo conflito com o Congresso”, analisa. Oliveira explica que há uma série de reformas que precisam ser concluídas e que é necessário toDezembro e janeiro de 2019

51


MERCADO

mar cuidado com o discurso “prómercado” de Bolsonaro. “O centro perdeu muito espaço, mas a direita cresceu bastante. No entanto, a direita que chegou lá é muito ligada ao conservadorismo, sob o ponto de vista de costumes e não tanto de negócios. Eu vejo os próximos quatro anos com a economia a reboque de uma discussão mais focada em costumes”, explica.

INVESTIMENTOS PRECISAM DE CAUTELA

Deputado-federal por sete mandatos consecutivos (1991 a 2018), Jair Messias Bolsonaro é militar da reserva e nasceu em 21 de março de 1955, na cidade de Glicério (SP). Filiou-se ao Partido Social Liberal (PSL) em março de 2018 para lançar sua candidatura à Presidência da República.

Em seus 27 anos como parlamentar:

§ Apresentou 171 Projetos de Lei (PLs) § Destes, 97 PLs apresentados tinham como tema benefícios para militares (53) e segurança pública (44).

O especialista afirma que o cenário empreendedor precisa olhar o início do governo com os mesmos olhos de um período de incerteza política, pois é o que acontecerá. “O empreendedor não pode ficar iludido pelo discurso, tem que abordar com cautela o cenário que está se construindo. Para quem está investindo, o ideal é ter reservas, por mais que o governo tenha um discurso pró-empreendedorismo, não é garantia que se manterá”, alerta.

INFLUÊNCIA PODE SER POSITIVA SOBRE CUMPRIMENTO DE CONTRATOS

Melitha Novoa Prado, advogada especializada em franchising

A advogada especializada em franchising, Melitha Novoa Prado, acredita que o novo governo possa influenciar franqueadores e franqueados a cumprirem cláusulas contratuais. De acordo com ela, se o Judiciário interpretar as leis privilegiando os contratos firmados, haverá maior controle na relação de franquia. Melitha justifica sua visão com base nas declarações de Bolsonaro, que diz prezar pelo cumprimento das leis e o endurecimento do Judiciário. “Pode ser apenas uma esperança de ter uma sociedade civil que cumpra os pactos combinados – e não apenas os escritos. O franchising não é um contrato de curta duração. É necessário haver uma relação de confiança e segurança jurídica para que se trabalhe tranquilamente e se alcancem os objetivos financeiros e pessoais de ambas as partes”, afirma.

Fotos: Divulgação

52

Quem é Jair Bolsonaro?

Revista Franquia & Negócios ABF

Foram aprovados 2 PLs:

§ Projeto de extensão do benefício de isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para bens de informática § Autorização do uso da fosfoetanolamina sintética em tratamentos de câncer.

“O EMPREENDEDOR NÃO PODE FICAR ILUDIDO PELO DISCURSO, TEM QUE ABORDAR COM CAUTELA O CENÁRIO QUE ESTÁ SE CONSTRUINDO” Vitor Oliveira, diretor da consultoria Pulso Público


TECNOLOGIA

#futuro #drones #varejo Compartilhe este conteúdo

Para ver de cima REGULAÇÃO DOS DRONES MOTIVA INSERÇÃO DA TECNOLOGIA NA ROTINA DAS FRANQUIAS BRASILEIRAS. DE LINHA DE PRODUÇÃO A MARKETING: TODAS AS ÁREAS PODEM SER BENEFICIADAS

D

esde a metade do ano, os trabalhadores do Edifício Philadelphia, localizado na Avenida Angélica, no bairro de Higienópolis, em São Paulo, passaram a ter um elemento diferente em suas rotinas. Um pequeno drone, operado pela franquia da Sterna Café, percorre a área externa do edifício chamando os profissionais para degustar um café. Se a pessoa não puder se demorar na loja, pode fazer o pedido pelo aplicativo “Hand in Food” por meio do celular e finalizar a compra pelo QR Code, sem pegar filas. “Nossa iniciativa visa a impactar as pessoas do prédio pelo drone, voando na janela”, explica o fundador da marca e idealizador da ação, Deiverson Migliatti. A rede não comentou sobre a expansão do serviço para outras unidades.

54

Revista Franquia & Negócios ABF

CRESCIMENTO AGRESSIVO De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), existem hoje duas mil empresas e 34 mil pessoas físicas cadastradas para utilizar drones, no Brasil. Segundo um levantamento feito pela feira especializada DroneShow, o setor faturou R$ 300 milhões em 2017. Nisso, entendem-se as receitas obtidas por toda a cadeia, formada por fabricantes, importadores, manutenção, acessórios, softwares, locação, treinamento, processamento das imagens e prestação de serviços para aplicações como filmagens, agricultura, inspeções, mapeamento, mineração, florestal, segurança, infraestrutura entre outros.

Saiba mais Houve um aumento de 200% em apenas oito meses.

A recente regulação colaborou para o surgimento de startups que têm o drone como objeto central. A SMX Systems, por exemplo, desenvolve sistemas aéreos não tripulados para entrega de cargas leves, como medicamentos. O objetivo, segundo eles, é acelerar o transporte e entrega para localidades mais distantes dos grandes centros, como áreas rurais.


TECNOLOGIA

regulações sobre o tema. Aqui pode ter um controlador para vários drones. No entanto, ainda há escassez e os custos são altos”, afirma. Ele acredita que, como qualquer nova tecnologia, o desafio seja o custo e disponibilidade, em um primeiro momento. “É a famosa elasticidade de escala e preço. Se seguir a mesma trajetória, vai cair com o tempo”, explica.

PRODUÇÃO DE CATÁLOGOS E TREINAMENTOS

Sterna Café utiliza tecnologia para chamar atenção em prédio comercial, em São Paulo

CUSTO E MÃO DE OBRA AINDA SÃO DESAFIOS

Fotos: Divulgação

O professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Arthur Igreja, especialista em tecnologia e inovação, vê com bons olhos essa modificação e o panorama de atuação no mercado brasileiro. “O Brasil deu um belo passo recentemente e tem uma das melhores

56

Fernando Massi, sócio-fundador da Orthodontic: drones são usados no material de treinamento

Revista Franquia & Negócios ABF

A Orthodontic deve implementar drones em seus projetos audiovisuais entre o segundo semestre de 2018 e o primeiro de 2019, segundo o sócio-fundador, Fernando Massi. Desde a metade do ano passado, a rede tem passado por uma renovação de identidade. “A inserção dos drones no projeto possibilita um impacto visual diferenciado a partir de imagens incomuns para o olho o humano, tanto em perspectiva quanto em mobilidade”, afirma. A ideia é disponibilizar a tecnologia para toda a rede depois que for testada pela franqueadora. Massi estima que o investimento total gire em torno de R$ 100 mil, incluindo captação de imagens e plano de divulgação.

Pontos de atenção Apesar de ser regulado, há várias normas que precisam ser seguidas para a operação de drones. Somente maiores de 18 anos podem operar e não é permitido voar sobre pessoas, a não ser com autorização prévia. Drones entre 250 gramas e 25 quilos precisam ser registrados na Anac. Pilotos de drones com mais de 25 quilos necessitam de habilitação, certificado médico aeronáutico e registro do voo.

Arthur Igreja, especialista em tecnologia e inovação da FGV

Da mesma forma, a iGUi Piscinas informou que também adotou a tecnologia para a automatização da produção de seus catálogos, mas não forneceu mais detalhes de como os drones operam. Igreja vê um horizonte cheio de oportunidades para o uso da tecnologia, principalmente para entregas de produtos mais leves, que são a maioria. Isso já vem sendo testado em países europeus, de acordo com o especialista. “Com isso, será necessário menos frota, menos combustível e menos entregadores. Dá para vislumbrar um impacto gigantesco”, comenta.


ESPECIAL MICROFRANQUIAS

#oportunidade #para_todos_bolsos #investimento

Investimento micro, responsabilidade macro Compartilhe este conteúdo

Por Paulo Gratão

REDES COM INVESTIMENTO INICIAL INFERIOR A R$ 90 MIL CRESCEM DURANTE PERÍODO DE INSTABILIDADE ECONÔMICA E AJUDAM A MOLDAR O NOVO PERFIL DO FRANCHISING BRASILEIRO

58

Revista Franquia & Negócios ABF

P

assar roupas nunca foi o forte de Priscila Santana, 33 anos e ela nunca se imaginou fazendo isso como meio de sobrevivência. No entanto, sua vida deu uma guinada. Ela e o marido, Leandro Santana, 33 anos, foram despedidos quase ao mesmo tempo de seus empregos. Para colocar comida na mesa, eles começaram a trabalhar em festas de rua. “Tínhamos pouquíssimo dinheiro, precisávamos juntar, correr de ‘rapa’, de polícia. Com o lucro, conseguimos dar entrada para entrar na microfranquia”, explica.

O casal conheceu a marca Mania de Passar na Feira do Empreendedor, promovida pelo Sebrae, em São Paulo, e apoiada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). “A possibilidade do parcelamento ajudou muito e eles apostaram na gente. Mesmo não entregando todo o valor inicial eles dão o insumo para começar o negócio”, explica Priscila. Para conseguir ter seu próprio negócio, eles deram uma entrada de R$ 2,5 mil e mais cinco parcelas no mesmo valor. Foi com a microfranquia que o casal teve o primeiro contato com o lado empreendedor. “O cartão de visita é


Faixa etária do investidor em microfranquia

1. 26 a 35 anos 2. 36 a 45 anos 3. 46 a 55 anos 4. Até 25 anos 5. De 56 a 65 anos 6. Acima de 65 anos Fonte: ABF

Foto: Divulgação

lindo, assim como todo o projeto que criaram para nós. Eles dão o treinamento, eu não tinha noção de como passar roupa, como gerir empresa, quanto tem que pagar para uma passadeira. Consegui ter noção real do que vou pagar no dia a dia”, comenta. A faixa etária de Priscila e Leandro corresponde ao público que mais investe em microfranquias, de acordo com o último levantamento da ABF. Jovens entre 26 e 35 anos são os que mais entram no sistema por meio da modalidade. Priscila Santana, franqueada da Mania de Passar: parcelamento do investimento inicial facilitou para a entrada no franchising

ALTERNATIVA À CRISE A microfranquia cresceu como alternativa à crise, na percepção da diretora da Nutty Bavarian e diretora de microfranquias da ABF, Adriana Auriemo. “Tem crescido não somente o número de franqueadoras como o de pessoas interessadas. No Portal do Franchising (site da ABF que reúne as franqueadoras associadas à entidade) o mais procurado são as franquias de baixo investimento”, diz.

UM NOVO MERCADO PARA AS TRADICIONAIS

O que é microfranquia em sete passos

1. Franquias com

investimento inicial de até R$ 90 mil.

2. Responsabilidades, deveres e direitos são os mesmos de uma franquia convencional.

3. Franqueadora

deve prestar o mesmo suporte de uma franquia convencional.

4. A média de retorno do investimento é de 12 a 18 meses.

Adriana explica que o modelo se torna viável, pois apresenta um baixo investimento inicial (limitado a R$ 90 mil) e profissionalização, que assegura a entrada de quem não é familiarizado com o próprio negócio. “Pessoas que perderam o emprego e decidem virar empresárias, outros que já eram administradoras, mas eram informais e decidiram virar um empreendedor formal, não têm muita margem pra erro”, explica.

5. A região Sudeste

concentra 54% das unidades em redes exclusivas de microfranquias e 45% em marcas que operam com demais modelos.

6. 55% das redes possuem estrutura exclusiva para atendimento a microfranquias.

7. As atividades

predominantes do microfranqueado são Comercial, Gerencial e Operacional, respectivamente.

Isso também fez com que marcas mais antigas do franchising voltassem seus olhos para o segmento e abrissem suas próprias opções de microfranquia ou reduzissem o valor do investimento inicial para captar esse público. De acordo com estudo da ABF, em 2016 operavam 557 marcas com unidades de microfranquia, no Brasil, tanto de forma exclusiva, como paralela a um modelo tradicional. Deste universo, 79,8% atuam exclusivamente com microfranquias e 20,2% operam com ambos os formatos: tradicional e microfranquia. O mesmo estudo diz que 31% das redes exclusivamente de microfranquias possuem acima de 100 unidades e 25% têm menos de dez operações. Dezembro e janeiro de 2019

59


Foto: Divulgação

Foto: Sergio Castro

ESPECIAL MICROFRANQUIAS

Adriana Auriemo, diretora da Nutty Bavarian e diretora de microfranquias da ABF: franqueadora deve prestar mesmo suporte a todos os modelos de franquia

Redes que oferecem exclusivamente microfranquias 25% - de 1 a 10 unidades

17% - de 11 a 20 unidades

19% - de 21 a 50 unidades

8% - de 51 a 100 unidades

31% - acima de 100 unidades

Fonte: ABF

Independentemente do perfil da franqueadora, as cidades entre 100 mil e 300 mil habitantes são os principais alvos de expansão. Redes com operação exclusiva de microfranquias, no entanto, tem maior penetração em cidades mais populosas, acima de 500 mil habitantes. A ABF explica que isso acontece porque as marcas que operam com mais modelos priorizam

os grandes centros para as franquias de portes mais arrojados. Confira as regiões de maior presença de microfranquias na tabela a seguir:

TER MAIS TEMPO PARA A FAMÍLIA Depois de 20 anos como profissional de marketing no mercado corporativo, Simone Carreira foi dispensada

Distribuição das unidades por municípios Redes com os dois modelos

Redes com modelo de microfranquia apenas

100.001 a 300.000 habitantes

100.001 a 300.000 habitantes

2

50.001 a 100.000 habitantes

Acima de 500.000 habitantes

3

300.001 a 500.000 habitantes

50.001 a 100.000 habitantes

4

20.001 a 50.000 habitantes

300.001 a 500.000 habitantes

5

Acima de 500.000 habitantes

20.001 a 50.000 habitantes

6

Até 20.000 habitantes

Até 20.000 habitantes

1

Fonte: ABF

60

Revista Franquia & Negócios ABF

Simone Carreira, franqueada da Mary Help: empreender possibilitou que franqueada ficasse mais próxima à família

da empresa. Moradora da zona leste de São Paulo, ela percorria 40km por dia para chegar ao trabalho e percebeu que precisaria mudar o ritmo para ter mais contato com a própria família. O deslocamento diário rendia cerca de quatro horas. “Almoçar com eles (filhos), buscá-los no colégio, ir às reuniões de pais com maior frequência, coisas que nunca pude fazer por trabalhar muito longe, era o meu maior desejo naquele momento”, explica. Algumas vagas de emprego apareceram, mas nenhuma em sua região. Percebendo a dificuldade de encontrar um trabalho em sua área e perto de casa, a executiva decidiu que era hora de abrir o próprio negócio. Fez diversas pesquisas e conheceu uma agência de recrutamento perto de sua casa que selecionava diaristas. Lá conheceu a Mary Help. Ao visitar a Feira do Empreendedor, conheceu melhor o modelo e viu a chance de voltar ao mercado de trabalho, sem sair do bairro. Hoje, ela já fatura o mesmo de quando era executiva. “Não me arrependo em nenhum momento de ter mudado de área, estou feliz, realizada e conseguindo equilibrar melhor minha vida pessoal e profissional.”


artmaker

acqio.com

A MÁQUINA DE CARTÃO

QUE TRABALHA POR VOCÊ Renda vitalícia

Baixo investimento

Retorno rápido

MUDE DE VIDA! SEJA UM FRANQUEADO ACQIO.

Suporte e orientação

Negócio com autonomia

A maior franquia de máquinas de cartão do mundo


QUEM INVESTE

C ON F I A

Seja um o d a e u q n a r f BAIXO INVESTIMENTO COM ALTA RENTABILIDADE Custo operacional baixo e serviços com alto valor agregado

NÃO TEMOS ESTOQUE Sem necessidade de estoque

FÁCIL ADMINISTRAÇÃO Estrutura enxuta e operação simplificada

APOIO COMERCIAL E MARKETING Consultoria de campo e marketing agressivo focado em resultados

CAPACITAÇÃO Universidade Arranjos Express

Quanto ganha como microfranqueado? A pesquisa da ABF identificou que a média do pro labore nas redes de microfranquia é de R$ 3611, para redes que operam com mais de um modelo, e R$ 3819, para marcas exclusivas de microfranquias. Em ambos os casos há destoantes: franqueados com receita superior a R$ 5 mil (20% nas redes com os dois modelos e 25% em microfranquias exclusivas). Os valores não incluem o lucro das operações.

TRABALHAR EM CASA Abrir uma empresa no ramo do agronegócio, que é um dos mercados responsáveis por boa parte do PIB nacional, pode ser oneroso e complexo, mas o franchising pode simplificar. Essa foi a visão de Joacir Roque, 45 anos, que abriu uma microfranquia da

Nutrimais, em Palmitos (SC). “O valor necessário para a abertura do negócio foi um dos itens que me chamou a atenção”, afirma. Antes, ele trabalhava com gastronomia e agora consegue tocar o negócio de sua própria casa, pois escolheu o modelo home based. “É possível ter algum tempo livre e a gente trabalha mais tranquilo. Eu, particularmente, trabalhava em um ritmo muito acelerado”, comenta. Roque acaba de completar um ano como franqueado da Nutrimais e já pensa em investir em novas unidades, no futuro. “O que eu tenho lucrado com a microfranquia tem sido o suficiente para que eu pague as minhas contas e viva bem. Para o segundo ano, eu espero um faturamento ainda maior, pois eu já estarei com uma base de clientes fixa e a prospecção dos novos ficará mais fácil, pois eu terei algo para mostrar”, afirma. Franquias home office compõem o segundo modelo mais popular entre redes exclusivas de microfranquias,

Modelos mais populares: Redes com microfranquias apenas

SEJA UM FRANQUEADO

Home office: 29,7%

franquias@arranjosexpress.com.br

Loja de rua: 64,2%

Outros: 4,2%

11 3842-0211

Galerias: 1,6%

Redes com mais modelos de expansão (dados referentes apenas as microfranquias) Fonte: ABF

www.arranjosexpress.com.br

Outros: 21% Home office: 17,9% Shopping centers 15,8%

Loja de rua: 55,8%


de acordo com a pesquisa da ABF. Lojas de rua ainda são dominantes.

JOVENS TROCAM PRIMEIRO EMPREGO POR PRIMEIRO NEGÓCIO Um dos públicos que mais tem crescido entre os leads de microfranquia são os jovens recém-formados. “Saem da faculdade e querem ter a própria empresa, ao invés do primeiro emprego”, explica Adriana. Ela ressalta, no entanto que microfranquias não podem ser vistas como franquias de menor importância ou menor qualidade. A denominação se dá apenas pelo investimento inicial reduzido, mas as obrigações são as mesmas de uma franquia tradicional, tanto do lado do franqueador, quanto do franqueado. “O franqueado tem que pesquisar muito bem quem é a empresa antes de entrar. Um dos maiores erros que notamos é que o franqueado acaba pes-

quisando menos, quando se trata de microfranquia”, diz. Em ambos os modelos de franqueadoras, jovens com ensino superior e pós-graduação são os que mais procuram pelo modelo de microfranquia. Investidores com ensino médio completo aparecem com destaque apenas em redes que operam com modelos diversos.

NÃO É SÓ O INVESTIMENTO INICIAL A especialista sugere não contar apenas com o dinheiro do investimento inicial, é importante ter reserva para os primeiros meses. “Isso é muito arriscado, precisa ter sempre um capital extra. Se a pessoa entra e investe tudo que tem, acaba quebrando em meses mais difíceis. A franqueadora tem a obrigação de deixar isso muito claro para que o franqueado não crie expectativas irreais”, afirma.

As microfranquias têm aberto as portas do franchising para quem antes não tinha experiência com negócio próprio e esse é um dos principais legados da crise, na visão de Adriana. “Ficou muito mais democrático, com qualquer investimento entra em uma rede de franquias. Com isso, muda bastante o perfil do franqueado, do franchising, como um todo, tem um lado social bacana. Mas a franqueadora precisa ter a sensibilidade de treinar e selecionar bem a pessoa”, comenta.

Destaque: Investimento médio Redes com dois modelos de expansão: R$ 54 mil Redes exclusivamente de microfranquias: R$ 45 mil

Os irmãos Maitê Matheus Nahfoud, 33, e Bruno Nahfoud, 37, por muitos anos atuaram nos mais variados segmentos em busca de se encontrarem no mercado de trabalho, até que decidiram investir em um negócio próprio, no ano passado. Os dois optaram pela microfranquia Sigbol Fashion, que chamou a atenção devido ao segmento em alta e suporte oferecido pela franqueadora. Em janeiro desse ano, inauguraram a primeira franquia no bairro na Vila Madalena, São Paulo, investindo R$ 70 mil. Com o sucesso do ponto, acabam de abrir sua segunda unidade no bairro da Vila Maria, zona norte de São Paulo. O mesmo caminho norteou Adriana Sampaio Bruno Barbosa, 34. Ela sempre foi boa de vendas, trabalha desde os onze anos de idade e, desde nova teve a visão de que teria seu próprio negócio. Em 2017, resolveu investir em uma franquia e escolheu a Emagrecentro, em sociedade com a amiga Fernanda Silva Nascimento, que já é franqueada em Suzano (SP). Juntas, elas investiram cerca de R$ 40 mil no ponto de Guaianases e, em quatro meses conseguiram o retorno do investimento. O negócio deu certo e ela já abriu a segunda unidade no bairro Patriarca, com investimento inicial de cerca de R$ 38 mil e, hoje fatura em torno de R$ 40 mil.

Fotos: Divulgação

Eles já estão na segunda microfranquia

Adriana Sampaio Bruno Barbosa e Fernanda Silva Nascimento são franqueadas da Emagrecentro Maitê Matheus Nahfoud e Bruno Nahfoud são franqueados da Sigbol

Dezembro e janeiro de 2019

63


OPORTUNIDADE

#guide_shops #on-line #vendas

Fotos: Divulgação

Lojas da Amaro: consumidor pode fazer compras pelos tablets ou computadores disponíveis no espaço e receber a compra em casa

Compartilhe este conteúdo

Guide shops: rumo ao omnichannel O MÉTODO CHEGOU NO FRANCHISING E POUCAS MARCAS JÁ UTILIZAM. CONHEÇA QUEM FAZ E QUAIS SÃO OS DESAFIOS

64

Revista Franquia & Negócios ABF

N

os últimos anos, o varejo tem trabalhado incansavelmente para conseguir trazer o melhor dos dois mundos (físico e virtual) para a experiência de compra do cliente, independentemente do canal utilizado. Diversos serviços têm sido testados, e nenhuma receita pronta

foi encontrada: cada marca terá uma forma de fazer. “Os guides shops são a tendência do varejo mundial, é uma evolução do e-commerce. Por ser novidade, atrai a atenção das pessoas, já que é algo que está atrelado à tecnologia; ferramenta que está totalmente ligada ao nosso cotidiano”, explica a consultora


OPORTUNIDADE

Foto: Divulgação

enquanto, é a varejista de vestuário Amaro, que não é franquia. As compras nas lojas são feitas on-line, por meio de um dos computadores ou tablets disponíveis no espaço, e a entrega do produto vai diretamente para a casa do cliente ou pode ser retirada no guide shop mais próximo de casa. O cliente pode, ainda, utilizar o aplicativo da marca para escanear os códigos de barra dos produtos e encontrar os produtos na plataforma. O pagamento é feito pelos tablets ou computadores disponíveis nas lojas. A rede já tem 14 lojas no Brasil. A última foi aberta no Shopping Bourbon, em São Paulo, justamente pela alta demanda de pedidos on-line na região, de acordo com a marca. do Grupo Soares Pereira & Papera (GSPP), Mércia Vergilli. Nos guide shops, o cliente consegue visitar a loja física, ver o produto, e comprá-lo virtualmente, para receber em casa. “A vantagem é ganhar espaço para expor os produtos, sem precisar de um estoque grande, contando apenas com um depósito central para abastecer todas as frentes”, explica Mércia. Na visão da especialista, a novidade ainda tem espaço para crescer no mercado brasileiro, pois o consumidor é aberto a experimentar novidades. No entanto, ela acredita que as lojas devam se manter próprias, em um primeiro momento, para depois pensar em como franquear. “Esse modelo acaba com as frustrações na hora da compra por parte dos consumidores nas duas frentes, e-commerce, lentidão e menus não intuitivos que fazem com que o comprador desista da compra, e venda física com vendedores despreparados e falta de produtos no estoque”, comenta.

COMPRAS FEITAS PELO APP Uma das únicas operações brasileiras com essa metodologia, por

66

Revista Franquia & Negócios ABF

“ESSE MODELO ACABA COM AS FRUSTRAÇÕES NA HORA DA COMPRA POR PARTE DOS CONSUMIDORES NAS DUAS FRENTES, E-COMMERCE, LENTIDÃO E MENUS NÃO INTUITIVOS QUE FAZEM COM QUE O COMPRADOR DESISTA DA COMPRA, E VENDA FÍSICA COM VENDEDORES DESPREPARADOS E FALTA DE PRODUTOS NO ESTOQUE” Mércia Vergilli, consultora do Grupo Soares Pereira & Papera

FRANCHISING O primeiro guide shop do franchising é a marca de decoração MinD, adquirida pelo Grupo Uni.co, detentor da Imaginarium. A marca existe há quatro anos e foi inspirada em empresas internacionais, de acordo com a gerente da rede, Fernanda Prazeres. Atualmente, existem cinco lojas. A MinD conta com cinco lojas, sendo três próprias e duas franqueadas, além do e-commerce. Há planos de inaugurar mais seis operações em 2018. As lojas têm entre 35 m² e 55 m², e oferecem cerca de 500 produtos diferentes. As principais categorias são vasos e cachepots, mini móveis, porta-retratos, almofadas e luminárias. O faturamento médio das lojas é de R$ 100 mil. “O cliente pode marcar um horário para escolher qual consultor vai atendê-lo. Ele leva seu projeto, fotos da casa e informações do que gostaria de fazer para ter a assessoria desses profissionais”, explica. Para dar conta da demanda, eles contratam profissionais qualificados, recém-formados em arquitetura e design de interiores. “O principal desafio nesse modelo é conseguir padronizar


Já são mais de 130 unidades espalhadas por todo o Brasil, com as lojas Lilica&Tigor e Marisol.

Entre em contato: (47) 3372.6217 • franchising@marisolsa.com lilicaetigor.com.br • marisol.com.br


Fotos: Divulgação

OPORTUNIDADE

MinD é o guide shop de decoração do Grupo Uni.Co, detentor da rede Imaginarium

o nível de atendimento, por diferenças culturais mesmo. O costume em uma cidade é diferente de outra”, afirma. Na visão de Fernanda, a proposta da marca vai além da venda de produtos: tem a questão de curadoria, que é ainda é pouco explorada no mercado brasileiro. “Oferecemos o pacote de serviço mais produto. No Brasil, hoje ainda não tem tanta oferta de produtos diferenciados, entendemos que seja um grande diferencial”, afirma.

CULTURA O desafio desse tipo de loja é ajudar o consumidor entender que ele

68

Revista Franquia & Negócios ABF

não vai comprar nada na hora, ainda mais os que não são acostumados com o “modus-operandi” da internet. “Além disso, tem a questão do frete, caso esse valor não esteja embutido, já que alguns consumidores podem se mostrar resistentes em pagar um valor de um produto que será entregue em sua residência quando ele pode simplesmente

“levá-lo’ na hora”, afirma Mércia. O ideal é montar uma operação com esse foco para testar e educar o consumidor. A especialista acredita que operações conhecidas, com boa performance no mundo físico ou digital, terão mais dificuldade para adaptação do que empresas recém-criadas ou já nascidas com essa proposta.


GESTÃO

#vendas #resultados #consumo

Seu dinheiro pode estar no

estoque Compartilhe este conteúdo

GESTÃO DE SUPRIMENTOS E PRODUTOS PODE AJUDAR A FORTALECER AS CONTAS DA FRANQUIA. SAIBA COMO AS REDES TÊM FEITO PARA VENCER O DESAFIO COM INTELIGÊNCIA E TECNOLOGIA

A

Nutrimais, franquia especializada em nutrição animal, enfrentava um grande desafio na gestão de estoque. O procedimento era completamente manual e demandava tempo extra do franqueado, o que o impedia de pensar novas estratégias e contatos com clientes. O erro humano também trazia prejuízos: muitas vezes, o produto era vendido sem estar disponível. “A gestão do estoque é essencial para gerar bons resultados na franquia, tanto na compra, como na venda dos produtos, no relacionamento com os clientes e na saúde financeira das unidades”, explica o diretor de expansão da rede, Marcus Alonso. Após detectar esse ofensor, a franqueadora investiu em um sistema, chamado + Gestão do Estoque, que facilita o dia a dia do franqueado com a diminuição dos processos manuais. “Atua no dia a dia do fran-

70

Revista Franquia & Negócios ABF

Você sabia? A nova metodologia do Mercadão dos Óculos trouxe até 30% de redução de custos com estoque para as lojas, segundo o empresário. “Nós temos que pensar com a cabeça de quem está com a barriga no balcão. Se não for bom para ele, ele não vai gostar”, afirma Gustavo Freitas.

queado, ele faz uma média de vendas da unidade e calcula o prazo para o próximo pedido na indústria, respeitando seu estoque atual, tempo de entrega e possíveis contratempos na logística terrestre”, explica Alonso. Além disso, o sistema atua para que o franqueado não tenha estoque “encalhado”, que faz com que o capital da empresa renda mais.

De acordo com Alonso, o investimento na solução não foi significativo, pois o módulo de gestão de estoque, que já pertencia ao sistema de gestão da franqueadora, foi aperfeiçoado. “Isso gera satisfação do franqueado em poder trabalhar tranquilamente, sabendo que possui um sistema controlando seus custos e gerenciando seu estoque. Para o cliente, isso diminui riscos de falta de produtos na franquia, evitando interromper o ciclo de alimentação de seus animais”, afirma. LOGÍSTICA É DESAFIO Um dos maiores desafios das empresas varejistas é, sem dúvida, a gestão de estoque. Seja para antecipar compras e cuidar para que os clientes não fiquem sem o produto ou para que os produtos não fiquem parados, gerando prejuízo ou perdas, no caso de perecíveis.


Foto: Divulgação

GESTÃO

Saiba mais O sistema de gestão avisa quando ele deve fazer uma nova compra e notifica a equipe de gestores da Nutrimais, que faz contato com o franqueado para lembrar de fazer novo pedido.

Essa preocupação se mostrou ainda mais importante durante a greve dos caminhoneiros, que acometeu o País, em maio. Durante os dez dias em que a logística brasileira ficou paralisada, lojas, supermercados, postos de gasolina e muitos outros empreendimentos ficaram desabastecidos, trazendo o caos para o comércio. Empresas que já tinham preparação para contingências ou o amparo da tecnologia conseguiram se manter intactas e trouxeram valiosas lições para o mercado. O CEO da Bluesoft, André Faria, diz que um dos maiores dificultadores nas operações que trabalham com produtos perecíveis é não se atentar para a validade dos itens quando chegam à loja. A vida útil pode ser menor, de acordo com a região de entrega, condições de ar-

Marcus Alonso, diretor de expansão da Nutrimais: sistema ajudou a reduzir perdas e tornou as vendas mais assertivas

mazenamento e distribuição. Ele explica que muitas empresas fazem o controle de lotes e validade em toda a execução, desde a chegada e é a solução mais indicada. TECNOLOGIA É ALIADA A tecnologia foi a arma utilizada pela Mercadão dos Óculos para promover uma melhor gestão de seu estoque. Por meio de um software, a franqueadora identifica a curva de venda de um determinado produto e pode solicitar um novo estoque para as fábricas. Antes de chegar a essa solução, a marca trabalhava com softwares

Franquia ajuda empresas a organizar estoque Já pensou uma empresa que se comprometesse a cuidar de seu estoque? Pois é, já existe e é uma franquia. A Yru Organizer tem três pilares de negócios: loja física e virtual, cursos e prestação de serviço. Eles se dizem especialistas em organização de ambiente. “Recebemos os produtos para venda e abastecemos o sistema com planilhas. Lá, colocamos a quantidade de itens recebidos na lista de cada um deles. Os produtos são identificados com código de barra, o que facilita a venda correta”, explica a diretora da marca, Juliana Faria. Antes de receber novos estoques, a marca confere todos os produtos contidos para evitar diferenças na contagem. A cada dois meses, o estoque é conferido manualmente e as atualizações são feitas no sistema.

72

Revista Franquia & Negócios ABF

separados, que não se comunicavam, causando atraso de informação ao fornecedor. “O que ele fabricava não era o que estava mais sendo vendido nas lojas. Apesar de acompanhar tendências, percebemos que a demanda do ponto de venda é muito importante ser just in time”, explica o CEO da rede, Gustavo Freitas. O sistema foi desenvolvido pela Totvs e ajuda a rede a ter o sentimento do PDV mais próximo, segundo o franqueador. A mercadoria mais comercializada na loja é demandada diretamente, deixando o centro de distribuição mais inteligente. A novidade já pode ser vista em 10% da rede e deve chegar a 95% até janeiro. Faria, da Bluesoft reconhece que a tecnologia é uma grande aliada na gestão do estoque. “É muito difícil ter uma visão ampla de tudo sem o apoio da tecnologia”. A soma de elementos, como rotatividade, validade e composição do mix, pode gerar promoções ou giro de produtos com alta circulação e margem baixa, por exemplo. “Estoque parado, é dinheiro parado. Quando faz boa cobertura de estoque, atende bem o consumidor, e deixa capital para que a empresa possa investir, crescer, expandir e nunca deixar de vender por estar faltando”, afirma. O BÁSICO TAMBÉM É EFICAZ Nas lojas de calçados, o grande desafio da gestão de estoque é manter os produtos da moda e a numeração, de acordo com a demanda. “Por trabalharmos com grades por tamanhos, um dos nossos desafios são as pontas que sobram em todas as coleções”, explica o gerente comercial do Grupo Afeet, Mauro Pomaro. Para dar conta desse problema, eles estão bem mais criteriosos na escolha do mix, o que, segundo Pomaro, tem aumentado o grau de


André Faria, CEO da Bluesoft

acertos. “Paralelamente, trabalhamos com as liquidações para limpar o estoque e contamos com a equipe de operações para fazer um trabalho de orientação quanto à organização das pontas, que ocorre por numeração para que sejam ofertados junto com os produtos de linha”, explica. Os produtos que não têm movimentação são notificados ao franqueado por meio de uma ferramenta, que ajuda a fazer uma melhor exposição. A auditoria de presença é um processo simples e recomendado por Faria. Ajuda a perceber se o produto não está na loja, mas está no estoque, por exemplo. O repositor solicita ao centro de distribuição. “É uma prática simples que pode ser feita diariamente, algumas empresas fazem mais de uma vez ao dia. Com a prática, a execução melhora e encontra menos problemas com o tempo”, afirma. Em alguns segmentos, essa auditoria pode ser automatizada. O processo ajuda a diminuir custos e minimizar erros. “Muitas vezes, os repositores trabalham no olho e não levam em consideração os produtos que têm o maior giro. Uma ferra-

74

Revista Franquia & Negócios ABF

Foto: Divulgação

menta que ajuda a identificar quantos produtos têm na área de venda ajuda a preparar o cronograma para repor o mínimo de vezes por dia para que não falte ao consumidor”, comenta. Além disso, inventários e balanços também são importantes. A frequência pode variar de acordo com a criticidade do giro dos produtos. “Para áreas mais críticas, pode fazer inventários periódicos, rotativos, com frequência de três em três dias. Para cada setor é interessante ter estratégia diferente. No mínimo, uma vez ao ano”, explica. Em uma rede de franquias com presença nacional, a questão do estoque torna-se ainda mais complexa, pois o mix ideal é diferente para cada operação e varia de acordo com o perfil da região e do potencial consumidor. “Quando acertamos na compra, evitamos que uma série de problemas aconteça. Para isso, é bom levar em consideração tudo que tiver de dados e informações. É pre-

Gustavo Freitas, CEO do Mercadão dos Óculos: tecnologia ajuda a prever vendas e otimizar processos de compra

ciso conhecer o perfil da loja e da região. Quanto maior o conhecimento sobre o consumidor que vai a loja, melhor”, explica especialista.

Gestão inteligente de estoque

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

GESTÃO

Mauro Pomaro, gerente comercial do Grupo Afeet: gestão inteligente ajudou a driblar produtos sazonais

O franqueado da Gigatron, Paulo Henrique Mayeda, criou um software que ajuda seus clientes a fazerem a gestão de estoque quando o computador está longe do local físico dos produtos. “Criamos uma solução onde o cliente aluga ou compra um ‘coletor de dados sem fio’, e ‘bipa’ cada caixa que ele tem no estoque. Depois esse coletor é conectado no computador, e ‘descarrega’ essas leituras num programa que desenvolvemos e que faz a entrada da quantidade no estoque do sistema”, explica. Criado há dois anos, o GPContaEstoque fez tanto sucesso que chegou a ser adotado pela própria rede.


Advocacia empresarial DIRECIONADA AO LOJISTA com responsabilidade e resultado. assessoria

empresarial

Locação Comercial | Shopping Center | Franchising internet | Fusões e Aquisições | Mediação e Arbitragem

Contratos | Trabalhista | Consumidor Tributário | Comercial | Societário

+ 55 11 2246-3888 www.cerveiraadvogados.com.br advocacia@cerveiraadvogados.com.br


NICHO

#terceira_idade #oportunidade #comportamento

Você está preparado para a geração

Grey Power? BRASIL TEM MAIS DE 30 MILHÕES DE IDOSOS E A MAIOR EXPECTATIVA DE VIDA DA HISTÓRIA. SAIBA COMO SE PREPARAR PARA ATENDER A CRESCENTE POPULAÇÃO +60 NOS PRÓXIMOS ANOS

R

ecentemente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que, em vinte anos, o Brasil terá mais idosos do que crianças. Esse fato marcará a inversão na pirâmide da longevidade, que influenciará aspectos sociais, comportamentais e, também, o ambiente de negócios. A expectativa de vida do brasileiro subiu para 76 anos, a maior da história. Ganhamos 22 anos, se comparado à década de 1960. Paralelo a isso, o Brasil atingiu recentemente a marca de 30 milhões de pessoas com mais de 60 anos.

76

Revista Franquia & Negócios ABF

Segundo o estudo Oldiversity, realizado pela Croma Solutions, que considerou questões de gênero, raça, orientação sexual, idade e pessoas com deficiência, as empresas ainda não estão preparadas para lidar com o público acima de 60 anos. “75% dos entrevistados têm consciência de que a população está ficando mais velha, porém 70% dizem não estar preparados para perder a sua qualidade de vida no futuro”, afirma o CEO da consultoria, Edmar Bulla. O especialista acredita que a virada da pirâmide transformará a maneira com que indústria, varejo e serviços

Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo

Edmar Bulla, CEO da Croma Solutions


SUCESSO É TER A FRANQUIA DOS CHOCOLATES QUERIDINHOS DO BRASIL. Sabe por que a Ivete Sangalo é a garota-propaganda da Brasil Cacau? Porque ela acredita e aposta em quem entende de sucesso. Ao lado de Kopenhagen e Lindt no Brasil, nós fazemos parte do Grupo CRM, com grande expertise em chocolataria. Já temos mais de 380 lojas espalhadas pelo País e somos a 19ª maior empresa do franchising brasileiro. Com nosso agressivo plano de expansão e a sua participação como franqueado, temos certeza que continuaremos crescendo, juntos, a cada dia.

Crescimento de faturamento de 18% no Natal e 8% na Páscoa Forte investimento em TV Aberta (Rede Globo) com 3 grandes campanhas no ano Ivete Sangalo como garota-propaganda, eleita a celebridade mais influente do Brasil

Investimento a partir de R$ 120.000,00 Treinamento presencial para o franqueado antes da abertura Suporte no projeto arquitetônico Portfólio estratégico com mais de 100 produtos: chocolates, fondue, bebidas geladas, café e sorvete

www.chocolatesbrasilcacau.com.br | expansao@chocolatesbrasilcacau.com.br


lidam com a longevidade. As empresas precisam definir e traçar estratégias que visem a atender a esse público. “É preciso desenvolver produtos e serviços que possam contribuir para uma melhor qualidade de vida dessas pessoas, pois há um mercado em potencial e em crescimento a ser explorado”, afirma Bulla. De acordo com o estudo, 46% afirmam não ter com quem contar no futuro. Isso, na visão de Bulla, apresenta oportunidades significativas para empresas de serviços, por exemplo. “Esses dados reforçam a importância de se preparar e conhecer melhor esse público para poder criar inovação e soluções de produtos e serviço”, explica.

CAPACITAÇÃO De olho nessa oportunidade, a rede de educação Cebrac atua em duas frentes que podem captar o pú-

Foto: Divulgação

NICHO

Oportunidades para as franquias § 92% reconhecem que a educação é a melhor forma de subir na vida. § 66% dos idosos se preocupam com a aparência pessoal. Fonte: Instituto Locomotiva

Roberto Massinelli Jr, diretor de marketing do Cebrac: cursos visam alunos com mais idade

blico consumidor: um curso de inclusão digital para idosos, chamado Melhor Idade Online, e uma capacitação para cuidadores. “Preparamos profis-

sionais para o atendimento de idosos, seja no âmbito dos cuidados da saúde, alimentação, como também em aspectos voltados para o bem-estar psicossocial”, explica o diretor de marketing da rede, Roberto Massinelli Jr. As duas modalidades têm como foco o aumento na longevidade e o número cada vez maior de idosos no País. “Pelos avanços da Medicina,

O que os idosos esperam das empresas: § Serviços especiais para o público Sênior (72%) § Lançamento de produtos (65%) § Contratação de idosos (72%)

Ponto de atenção: 71% não confiam nas empresas e três em cada quatro não se reconhecem nas pessoas utilizadas em peças publicitárias, segundo o Instituto Locomotiva.

Fonte: Oldiversity

Trace estratégias: Empresas que se posicionam claramente sobre a longevidade têm impacto positivo. Os consumidores acima de 61 anos, entrevistados pela Croma, afirmam que passam a admirar (83%), acreditar (77%) e recomendar (82%) essas marcas

78

Revista Franquia & Negócios ABF

Saem na frente: Na visão dos entrevistados pela Croma, medicamentos (38%), beleza e cosméticos (28%) e turismo e lazer (27%), são os nichos mais preparados para lidar com a longevidade.


Dezembro e janeiro de 2018

79


Foto: Divulgação

NICHO

sempre estar aprendendo coisas novas”, acredita.

CRESCE BUSCA POR CUIDADOS PESSOAIS

Thaís Ramos, franqueadora da Não+Pelo: rede investe em tratamentos de beleza para clientes sênior

temos cada vez mais idosos com uma vida bastante ativa, que buscam a inserção no mundo digital e querem

A franquia multinacional Não+Pelo tem visto o aumento da procura por tratamentos de rejuvenescimento, por parte da população acima de 60 anos. Com isso, tem intensificado o foco e criado outros produtos que complementem a experiência do consumidor. “Inserimos ativos de hidratação mais intensos em nosso creme pré e pós depilação, justamente visando atender a este percentual de clientes que está cada vez mais crescente. Nossa tecnologia realiza um tratamento híbrido, ou seja, além da retirada dos pelos, há cuidados dermatológicos proporcionados pela Luz Pulsada Intensa”, explica a franqueadora, Thaís Ramos. A executiva revela que o investimento com foco nesse grupo é prioridade, pois, além do crescente inte-

Me manda um zap? A relação dos idosos com a internet evoluiu bastante nos últimos anos. De acordo com o Instituto Locomotiva, em 2008, apenas 2% acessavam à web e hoje já são 24%. Destes, 97% utilizam Facebook e 48% usam WhatsApp. Essa relação modificou o comportamento deles também, uma vez que 79% afirmam que a internet mudou a forma de escolher produtos e serviços.

resse, eles dispõem de mais recursos do que o cliente mais jovem. “Estamos estudando um produto que permite a fotodepilação em pelos brancos, com o objetivo de atender ainda mais essa população tão interessada em consumir, mas, por vezes, carente de serviços adequados a seu perfil”, adianta.

De onde vem o dinheiro e como eles gastam Os idosos movimentarão aproximadamente R$ 1,1 trilhão em 2018 Renda dos Idosos:

14%

Pensões R$ 152,1 bilhões

Compras da Geração “Grey Power”:

2%

Outras Fontes R$ 21,7 bilhões

78% fizeram compras em supermercados 77% fizeram compras

em mercadinhos de bairro

81% fizeram compras em farmácias

30%

Salários R$ 326 bilhões Fonte: Instituto Locomotiva a partir da PNAD-IBGE

80

Revista Franquia & Negócios ABF

54%

Aposentadoria R$ 586,8 bilhões

59% fizeram compras em comércio de rua 31% fizeram compras em shoppings Fonte: Instituto Locomotiva a partir da PNAD-IBGE


Foto: Divulgação

NICHO ELES TAMBÉM QUEREM EMPREENDER Os idosos devem ser vistos como potenciais consumidores, mas também como empreendedores e funcionários. Até mesmo para criar identificação com o público que se pretende atingir. “Criar empatia com esse público significa empregar pessoas mais velhas que possam atender consumidores semelhantes. O estudo também identificou que 81% dos entrevistados querem se manter produtivos no futuro”, afirma Bulla. O nicho da Sigbol Fashion sempre atraiu a população de mais idade, segundo o diretor da rede, Aluizio de Freitas. Grande parte dos alunos é composta de aposentados, que procuram por uma renda extra. “Os produtos e serviços da Sigbol também foram pensados para atender esse consumidor idoso e atualizado para conversar com as novas tendências do mercado. Atualmente, a rede atende alunos aposentados, com idade entre 50 e 69 anos, que representam cerca de 15%

Aluizio de Freitas, diretor da Sigbol Fashion: idosos estão no escopo dos candidatos à franquia da marca

dos matriculados em nossas 25 unidades”, afirma. Além de alunos, os idosos são vistos pela Sigbol como potenciais investidores. Pensando neles, a rede lançou recentemente um modelo chamado “de garagem”, que consiste em uma operação que demanda apenas o franqueado,

em espaços de 20m2. “Apostamos nesse perfil como franqueado principalmente no litoral paulista, onde existe uma forte concentração de pessoas idosas e com poder aquisitivo para investir em uma franquia. A previsão é abrir seis unidades nessas regiões até o fim deste ano”, explica Freitas.


S U S T E N TA B I L I D A D E

#legislação #meioambiente #conscientização

Guerra aos canudos plásticos

Compartilhe este conteúdo

MOVIMENTO MUNDIAL GANHA FORÇA DE LEI EM MUNICÍPIOS BRASILEIROS E OBRIGA FRANQUIAS A BUSCAREM ALTERNATIVAS

84

Revista Franquia & Negócios ABF

MUNICÍPIOS BRASILEIROS PROÍBEM CANUDOS No Rio de Janeiro, a Prefeitura sancionou uma Lei, em 19 de julho, que proíbe canudos plásticos nos estabelecimentos. A multa para descumprimentos é a partir de R$ 651, dependendo do porte do comércio, podendo chegar a R$ 3 mil. O prazo para adequação dos comerciantes foi até dia 19 de setembro. Da mesma forma, Santos (SP) e região multará os estabelecimentos que oferecerem canudos de plástico a partir de 2019. Os valores vão de R$ 500 a R$ 1 mil, por infração. Embora, aqui no Brasil, o movimento tenha se espalhado pelos municípios, por meio da Lei, ele é uma tendência mundial. Diversos países têm feito esforços para diminuir a quantidade de plástico nos oceanos. De acordo com dados da ONG Ocean Conservancy, sediada nos Estados Unidos, o item foi o sétimo mais coletado nos oceanos, em 2017.

ANTECIPAÇÃO Grandes redes como McDonald’s e Starbucks têm liderado o movimento, mundialmente. No Brasil, a Arcos Dourados, franquia que opera o McDonald’s na América Latina e Caribe, só fornecerá canudos se o consumidor pedir. A rede tem procurado soluções para substituir os canudos e também os copos por suprimentos feitos de material reciclável. Isso tem inspirado outros players a também buscar soluções. Ainda em setembro, todas as lojas da rede Mania de Churrasco! Prime Steak House substituíram os canudos

Foto: Divulgação

C

erca de dois milhões e meio de canudos plásticos são consumidos nas 140 unidades da Megamatte, por ano. Sediada no Rio de Janeiro, que acaba de ter uma Lei sancionada (leia mais no BOX ao lado) sobre o tema, a rede envolveu franqueados, fornecedores e especialistas em sustentabilidade para encontrar uma forma de substituir o suprimento, sem afetar a experiência do consumidor. O CEO, Julio Monteiro, diz que a medida deve ser levada a todas as unidades brasileiras. “O desafio é oferecer uma solução que seja viável financeiramente para o franqueado e aceita pelo consumidor”. De acordo com ele, os custos com canudos nas lojas devem crescer 200%, o que impede de mensurar, por enquanto, resultados positivos. A força da Lei faz com que as empresas acelerem os movimentos, mas a preocupação é global, segundo o diretor da consultoria Franchise Solutions, Pedro Almeida. “É uma mudança que começa a acontecer, mas não terá impacto imediato”, explica. As redes que têm sede no Rio de Janeiro, devem ajudar a levar para outras regiões de forma mais abrangente, motivadas pela legislação. “Em outras capitais o movimento dependerá da decisão do franqueador, mas é uma tendência para os próximos anos”.

Julio Monteiro, CEO da Megamatte: rede estuda melhor forma de substituir canudos sem onerar franqueados


Foto: Divulgação

plásticos por biodegradáveis, com exceção do Rio de Janeiro. No estado carioca, não existirão mais canudos, pois a legislação local não aceita outro material que não seja papel. “Entendemos que os resultados são positivos, porque ajudamos o público interno e externo a se conscientizar sobre a importância do uso de substâncias biodegradáveis, que agridam menos o meio ambiente”, afirma o diretor de supply chain da rede,

Rodrigo Matheus Andrade. De acordo com ele, o custo do novo suprimento é 5% maior que o anterior, “um impacto pequeno frente à contribuição que ele traz”, na visão da marca.

REDES APROVEITAM PARA REVISAR OUTROS SUPRIMENTOS A Ice Mellow começará a utilizar canudos de papel para substituir os materiais plásticos, em todas as lojas da rede. “O maior desafio foi desenvolver novos fornecedores que

Rodrigo Matheus Andrade, diretor de supply chain da Mania de Churrasco!: todas as lojas da marca terão canudos biodegradáveis. Rio de Janeiro não terá opções do suprimento.

Dezembro e janeiro de 2019

85


Fotos: Divulgação

Foto: Leonardo Luz

S U S T E N TA B I L I D A D E

Ice Mellow trocará canudos de plástico por papel em toda a rede

Salada virará árvore A Saladenha pretende lançar o Green Day Saladenha no Dia do Planeta, que é comemorado em 22 de abril, e a receita gerada com a venda de uma das saladas do cardápio será revertida para o plantio de árvores. “É uma forma de devolvermos para o planeta algo realmente expressivo, que faça a diferença na vida das pessoas e dos nossos clientes”, afirma Renato Flora.

pudessem nos atender, sem produzir grandes impactos de custos para o negócio”, explica o diretor da marca, Ivan Pereira de Almeida. Recentemente, a rede já havia feito outra substituição em seus suprimentos: as embalagens plásticas foram trocadas por papel acartonado. “Através da parceria desenvolvida com o novo fornecedor, a diferença de preços entre os materiais será irrisória, diante dos inúmeros benefícios”, acredita. Dia 4 de outubro é o prazo final que a rede Saladenha deu para que seus franqueados abolissem o uso de canudos. “Nenhuma loja deverá ter mais nenhum canu-

Saiba mais Motivada pela campanha, a Saladenha pretende eliminar o uso de embalagens que não sejam recicláveis, em 2019. “Temos que ter a consciência de que nossas pequenas atitudes de hoje poderão mudar o futuro das próximas gerações”, explica Renato Flora.

86

Revista Franquia & Negócios ABF

do. Até lá, os consumidores estão sendo avisados e estamos sugerindo que não solicitem”, explica o sócio-diretor da marca, Renato Flora. Flora acredita que o maior investimento que tem sido feito é o de informar o consumidor, que ainda pede pelo canudo. “Sabemos que para ter uma ação efetiva, teremos que divulgar ainda mais e para isso será necessário que a franqueadora faça uma injeção de verba no fundo de propaganda para essa proposta de mudança de hábito”, afirma. O consultor Pedro Almeida avalia que a adaptação ajuda o meio ambiente, mas também é uma ferramenta de marketing para quem começar primeiro, e pode trazer ganhos para as empresas. As redes devem operar com “unidades laboratório”, que ajudem a medir a aceitação do consumidor e formatar o melhor modelo para levar a toda a rede. Ele aposta que a globalização do movimento em território nacional se dê entre dois e cinco anos. Principalmente com o surgimento de novos fornecedores, que ajudarão a deixar o custo mais acessível. “Um pacote com 100 canudos de plástico custa entre R$ 4 e R$ 6 para o franqueado. Já o biodegradável ou comestível chega a ser de sete a dez vezes mais caro”, afirma.


DESIGN

#rdi #prêmio_abf #estratégia

O que o cliente espera da sua loja

setor de franquias tem passado por constantes transformações nos últimos anos e muitas delas são visíveis nas próprias lojas, embalagens, comunicação de marca e até nos formatos escolhidos para expansão. Tudo isso pode ser entendido como um amadurecimento do entendimento da conceituação de design, na visão do presidente do Retail Design Institute (RDI), George Homer. “Existe uma conscientização cada vez maior de que o design participa não só da loja, mas de tudo o que envolve a marca. É a forma como a empresa se expressa para o mercado”, afirma.

88

Revista Franquia & Negócios ABF

Compartilhe este conteúdo

Foto: Divulgação

DESIGN DAS MARCAS EVOLUIU NOS ÚLTIMOS ANOS, MAS NEM TODAS ACOMPANHAM O COMPORTAMENTO DE CONSUMO. ENTENDA QUAIS SÃO AS TENDÊNCIAS E APLIQUE-AS NO SEU NEGÓCIO

O especialista observa que os empreendedores mais jovens que passaram a experimentar o franchising, tanto como franqueados, quanto como franqueadores têm mais consciência disso e têm contribuído para a evolução das redes mais tradicionais. “Eles entendem melhor que o design é uma ferramenta que integra todas as áreas, seja logística, produto ou atendimento”, explica.

VAREJO FÍSICO NO CENTRO DA ESTRATÉGIA Homer comenta que o ambiente digital lançou o protagonismo da experiência de compra todo para as

George Homer, presidente do Retail Design Institute (RDI)


Estratégia, Gestão, Experiência e Comportamento Somos especialistas em fusões e aquisições. Para comprar, vender ou analisar uma oportunidade de negócio entre em contato conosco.

Trabalhamos com estratégica e expansão de empresas há mais de 30 anos. Entre em contato para verificar como poderemos auxiliar sua empresa

55 11 5536-3055

Desenvolvemos projetos para aumento de eficiência e lucratividade de empresas. Trabalhamos desde corporações até pequenas empresas. Entre em contato conosco.

| www.militelli.com.br

ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES


lojas, o que criou uma oportunidade sem precedentes para o desenvolvimento do design como ferramenta de satisfação. “Parte da tendência é a experiência de compra integrada, desde o recebimento, controle de satisfação e pós-compra. A parte digital também precisa estar na loja. Como vai se manifestar em todo os pontos de contato da marca? A segurança do básico não é mais suficiente e é necessário buscar personalização da marca”, afirma.

MENOS É MAIS A busca por um design sustentável, simples e minimalista é a grande tendência do momento, na visão do sócio-diretor da Mafra Arquitetura, Cláudio Mafra. “A dinâmica da vida moderna nos leva a focar no essencial, em específico, na busca da superação do estresse e da depressão. E o design simples, mas, ao mesmo tempo, criativo e estimulante, tem papel muito importante nessa busca. Precisamos ‘limpar’ o ambiente de

Foto: Divulgação

DESIGN

PRÊMIO DA ABF AJUDOU NA CONSCIENTIZAÇÃO

Cláudio Mafra, sócio-diretor da Mafra Arquitetura

supérfluos que só confundem, encarecem e em nada contribuem para a melhoria da qualidade de vida”, afirma. O especialista explica que o consumidor tem adotado essa tendência na própria vida pessoal e é isso que espera encontrar ao visitar lojas: informações diretas, objetivas e simples.

O MAPA DA TRANSFORMAÇÃO Os especialistas apontaram quais serão as tendências de design que nortearão o varejo e também o franchising brasileiro. Veja cada uma delas e entenda como aplicar ao seu negócio para alavancar os resultados e tornar a experiência de compra ainda mais interessante: § Deixa que eu faço: parte do consumo experiencial envolve o cliente na cocriação do produto, da própria experiência e até do próprio pagamento e check-out das lojas. Marcas têm tido sucesso com totens de autoatendimento que substituem cardápios, catálogos e até caixas de pagamento. § Por um mundo melhor: a preocupação com o impacto ambiental e a forma como isso se materializa na empresa, seja com um layout de loja mais green, ou com embalagens biodegradáveis, faz com que o consumidor entenda que a marca tem uma preocupação com a pegada que deixará no mundo. § Vá direto ao ponto: ambientes minimalistas, mas bem pensados e que entreguem a informação de forma objetiva são agradáveis aos olhos do cliente. Utilize a tecnologia a seu favor para reduzir mobiliário e outros elementos que encarecem e poluem o ambiente da marca.

90

Revista Franquia & Negócios ABF

Nos últimos anos, o tradicional Prêmio ABF+RDI de Design tem incluído outras categorias, como embalagem, visual merchandising, design consciente, produto e marca, o que tem ajudado as empresas a desenvolverem o conceito internamente. “O papel do prêmio é justamente esse: trazer conscientização. A ABF e o RDI consideram isso fundamental no desenvolvimento de marca e os varejistas estão enxergando isso”, afirma Homer.

Mafra acrescenta, ainda, que a identificação com o produto, credibilidade e confiança estão diretamente atreladas a um conceito de design bem elaborado, que torne o ambiente mais acolhedor. “Sem um olhar crítico e inteligente sobre a produção do espaço para as atividades, corre-se o risco de ligar seu produto a uma perturbação sensorial desnecessária e contraproducente em todos os sentidos”, afirma.

FALTA PROFISSIONALIZAÇÃO Apesar da conscientização, o varejo brasileiro ainda não consegue lançar tendências, na visão de Homer. É preciso se debruçar sobre o que há de novo e criar processos próprios para cada marca. “O design brasileiro tem que ser mais competitivo e mais profissionalizado. As nossas soluções de design tanto para projetos, quanto para gestão e os controles têm que ser mais eficientes”, afirma.


ASPECTOS LEGAIS DO FRANCHISING #ABF Expo #Tributos #Economia

2018: ano de avanços

para o franchising Por Fernando Tardioli*

FOTO: DIVULGAÇÃO

Compartilhe este conteúdo

2

018 foi um ano desafiador para todos os setores da economia, incluindo o franchising. Foi marcado por recessão econômica e instabilidade política – já que, até o início do processo eleitoral, era impossível fazer qualquer previsão de como ficaria o cenário do País após a votação popular. O Congresso Nacional passou o ano engessado, sem fazer avançar reformas importantes. A Copa do Mundo e as eleições gerais contribuíram para que o tempo de trabalho fosse menor. E o brasileiro sofreu com o desemprego e com a alta dos preços de itens como o combustível, o gás de cozinha, a energia elétrica e tantos outros produtos necessários para o dia a dia. Falando especificamente do franchising, foi um ano de avanços significativos em projetos impactantes para o setor. Um deles envolve a reforma do Código Comercial, que não responde, a contento, problemas e conflitos decorrentes das relações empresariais e societárias com as instituições financeiras e demais organismos. A expectativa é que a atualização do Códi-

go simplifique a abertura e o fechamento de empresas, traga segurança jurídica aos sócios e contratantes, bem como proteção aos investimentos realizados. A boa notícia é que especificamente em relação ao franchising, conseguimos incorporar ao projeto praticamente todas as demandas do setor, de modo a construir um conjunto legislativo harmônico em matéria de franquias. Atualmente, o projeto segue tramitando no Congresso Nacional. Também se encontra em tramitação, na Comissão de Assuntos Econômicos, o PLC 219/2015, de autoria do deputado Alberto Mourão, que propõe uma nova Lei de Franquias. Antes, o projeto já havia sido aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Por meio dela, a ideia principal é trazer ainda mais segurança aos franqueados e ratificar as melhores práticas de franquia. Por fim, a ABF acompanhou bem de perto a questão do ISS: há tempos, Prefeituras tentam tributar os royalties e a taxa inicial de franquia recebidos pelas franqueadoras. Após vitórias em todas as instâncias, a questão está aguardando definição do STF, que, no momento, tem sua pauta tomada por demandas de natureza penal. No mais, é hora de renovar as esperanças e, claro, seguir trabalhando. O Brasil nunca precisou tanto de empresários comprometidos e inovadores – algo que o franchising brasileiro tem fornecido em profusão!

*Fernando Tardioli é diretor Jurídico da Associação Brasileira de Franchising (ABF), do World Franchise Council (WFC), da Federação Ibero-Americana de Franquias (FIAF) e sócio do escritório Tardioli Lima Advogados

92

Revista Franquia & Negócios ABF


P O N T O D E V I S TA

#comportamento #valores #brasil

A cozinha e a lixeira Por Luciano Pires*

Compartilhe este conteúdo

O

Entre 1993 e 1995 uma novela de rádio foi ao ar na Tanzânia, na África. A produção foi montada por estudiosos e cientistas com o objetivo de influenciar os ouvintes a se proteger contra a AIDS. O resultado (cientificamente obtido): um quarto da população na área coberta pela novela mudou o seu comportamento, reduzindo drasticamente a contaminação pelo HIV. Em apenas dois anos, uma novela de rádio mudou os pensamentos, as percepções e o comportamento das pessoas. Muito bem. Em julho de 2010, 2.544 brasileiros escolheram em um conjunto de 54 valores positivos e negativos “os dez mais representativos de como o Brasil opera hoje”. Resultado (em ordem de importância): Corrupção, Pobreza, Crime/Violência, Desemprego, Analfabetismo, Poluição Ambiental, Burocracia, Agressividade, Incerteza sobre

94

Revista Franquia & Negócios ABF

* Luciano Pires pires.com.br - www.lucianopires.com.br o futuro e Desperdício de Recursos. Surpreso? Eu não. Aquela pesquisa de valores apresentou o conjunto organizado de percepções e sentimentos que identificam o Brasil… pelos brasileiros. O debate que se seguiu foi todo focado na questão educacional. Voltando agora ao exemplo daquele programa de rádio mudando o comportamento dos africanos: há pelo menos 40 anos nossos tele e radio jornais, jornais impressos, revistas e especialmente o cinema esfregam em nossas caras as mazelas do Brasil, como se o Brasil fosse só mazelas. Num país onde a maioria da população, com educação deficiente, tem a televisão como a única janela para o mundo, não é difícil entender como se constrói aquela percepção de (des)valores que a pesquisa apresentou. Especialmente quando a realidade mostra que as tragédias diárias existem mesmo e quem deveria lutar contra elas, pouco faz. Se a novelinha de rádio africana mudou a realidade do país em dois anos, uma lavagem cerebral de 40 anos é capaz de fazer o quê? O Brasil é uma grande cozinha. Nela existe uma lixeira. Mas o Brasil não é só a lixeira. A relação de valores que a pesquisa apresentou como representativos do Brasil, não é obra do acaso. Tem sido pacientemente construída ao longo de pelo menos duas gerações. Isso é o que eu chamo de burrice.


O PDV DA SUA FRANQUIA Automação de vendas na máquina de cartão

SISTEMA MULTIPLATAFORMA

OPÇÕES DE IMPRESSÃO

O POS CONTROLE é um PDV móvel que facilita a operação do seu ponto de venda. Emite Ficha, Pedidos ou NFC-e. Gera relatórios e gráficos online das suas vendas. Integra-se ao seu ERP. Conexão com REDE, GETNET ou CIELO. FICHA INGRESSO

PEDIDO SENHA

NFC-e poscontrole.com.br


Um produto cheio de vida para um negócio cheio de resultados.

Bluecup Bio é um papelcartão de fonte renovável da Suzano que chegou para ser amigável para o seu negócio, para os seus clientes e para o planeta. ®

100% biodegradável e compostável Por ser biodegradável, ele se decompõe mais rapidamente quando entra em contato com a natureza. Além disso, também é compostável, nutrindo o solo durante a sua biodegradação. Carbono Neutro Único do segmento que faz parte do Programa Carbono Neutro, ou seja, possui o excedente de carbono gerado no processo produtivo neutralizado pela Suzano.

Produção 100% nacional. Formatos personalizados.

+ de 20 pontos de distribuição pelo Brasil. Estoque local.

Personalização de marcas.

Alta produtividade nas máquinas.

100% biodegradável e compostável.

Mais que produtos, produzimos um ciclo do bem. Entre nessa e faça parte com a gente. 0800 022 1727 www.suzano.com.br

Carbono Neutro.

Revista Franquia & Negócios # 82  
Revista Franquia & Negócios # 82  
Advertisement