Issuu on Google+

laísCANDIOTTO MEDEIROS Arquitetura & Urbanismo


sumรกrio biografia

4

croquis

6

objetos

8

arquitetura

10

urbanismo

12

contato

15


biografia

n

4

ascida em 3 de novembro de 1989, em Piracicaba, interior de São Paulo, sabia que não fugiria do papel e do lápis. Formou-se no ensino regular com a certeza da carreira a seguir: arquitetura e urbanismo. Atualmente cursa graduação na Universidade Metodista de Piracicaba, onde, além de desenvolver o gosto e o traço, adquiriu recursos para concepção de projetos de edificações e contextos urbanos. Executa projetos em duas dimensões e modelos em três dimensões, além de dominar Windows, Photoshop e CorelDRAW . O uso de cor e os traços precisos marcam seus trabalhos assim como a funcionalidade dos espaços criados.


como um cemitério de protestantes, em 1860.

u r b a n i s m o I a r q u i t e t u r a

O

riginal de 1906, o Portal, projeto de Serafino Corso, possui características neoclássicas e apesar de ter sido inspirado no “Arco do Triunfo” clássico e possuir referencias no Portal do Cemitério de Gênova, na Itália, é considerado único nesse estilo na América Latina. No entanto, o monumento na apresenta proporções clássicas e ainda existem pilares sem capitéis de ordens clássicas no lugar das colunas. Possui a fachada frontal composta por quatro pilares, entalbamento, cornijas e platibanda decorada com figuras em relevo. O portão de ferro foi trazido da Alemanha e a epígrafe OMNES SIMILES SUMUS ( somos todos iguais) foi pintada em 1941. A liberdade estética com que foram usados os elementos clássicos insere o monumento no Ecletismo. O croqui foi executado para um trabalho da disciplina de Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo, no primeiro semestre de 2010. O trabalho solicitava o estudo de um espaço público, que no caso foi o Cemitério da Saudade de Piracicaba, que teve sua fundação

I

Piracicaba

o b j e t o s

Cemitério da Saudade de

c r o q u i s

Portal de entrada

6


n

a disciplina de Projeto do primeiro semestre

do curso, foi solicitada a concepção de um abrigo que no caso serviria também como mirante pois no terreno de implantação havia um rio. o abrigo deveria adequar-se ao desnível do terreno. e por isso foi concebida uma

u r b a n i s m o I

a r q u i t e t u r a

I

A b r i g o

c r o q u i s

o b j e t o s

estrutura articulada, realizada através de duas tesouras. A vedação com inspiração em vitrais seria realizada através de tecidos tensionados.

7


exercicío consistia em u t i l i z a r

a s

ferramentas recémdescobertas

no

software

de

modelagem em três d i m e n s õ e s R h i n o c e r u s . Ferramentas

de

criação de sólidos, adição e subtração

Subtração de sólidos

8

u r b a n i s m o

do

I

proposta

a r q u i t e t u r a

A

houve a solicitação para que a partir do resultado dessas operações fossem criados espaços. Foi concebido um sólido maciço com alguns detalhes de tranparencia. Foi p r o p o s t a

a

implantação de um shopping no volume.

c r o q u i s

fase de modelagem

o b j e t o s

dos mesmos. Após a


u r b a n i s m o c r o q u i s

o b j e t o s

a r q u i t e t u r a

I

Macarrão

A

modelagem realizada em sala de aula com estruturas de macarrão possibilitou a criação de um módulo que através das ferramentas do software de modelagem em três dimensões foi transformado em espaço. A primeira estrutura é fiel ao modelo produzido manualmente. A segunda imagem remete à vedação com superfícies transparentes. Já a terceira ganhou estruturas secundárias. E, finalmente, as últimas imagens, correspondem a diferentes tipos de repetições do módulo obtido.

9


o b j e t o s a r q u i t e t u r a u r b a n i s m o I

A

través da utilização do módulo de um bis, foram produzidos modelos em três dimensões. Na modelagem digital houveram ensaios com cores análogas, complementares, triádicas e ainda um ensaio com materiais como vidro, concreto e madeira (ultima imagem á esquerda).

c r o q u i s

Bis

10


começa a crescer a partir da fazenda Machadinho e lago depois nas redondezas da estação e também pelo fato dela ter sido construída pelos próprios agricultores da região. Hoje após muitos anos, no mesmo local, ainda há um fluxo contínuo dos trens. A estação Ferroviária de Americana é um edifício tombado no ano de 2003 pela Prefeitura Municipal de Americana por isso não é possíveis realizar muitas modificações no edifício. Localizado na região central de Americana o trecho estudado, tem movimentação de carros intensa, mas com restrições, pois os locais destinados a estacionamento são limitados. A circulação de pedestres também é intensa em função da área comercial e ainda por causa do terminal urbano de transporte coletivos ali localizados . A linha férrea oferece muito risco aos pedestres e motoristas que por ali transitam. A Oeste dos trilhos tem uma grande área comercial com edificações que ocupam o terreno de maneira desordenada, com prédios antigos e calçamento inadequado ao fluxo de pedestres. A leste da estação há uma trecho muito degradado, onde há lixo e falta de manutenção.

Americana

u r b a n i s m o a r q u i t e t u r a

Estação Ferroviária de

da cidade, em relação ao comércio e também da população, que

I

muito grande para a cidade de americana, trata-se do avanço

urbana

o b j e t o s

estação ferroviária de Americana tem uma importância

I

A

c r o q u i s

Proposta de intervenção

12


F

oi proposto que o trafego da Av. Antonio Lobo não fosse mudado. Ao chegar no semáforo, é notória a deficiência

na qualidade dos sistemas de sinalizações, então é viável a criação de um novo sistema de sinalizações para melhoria na travessia de veículos sobre os trilhos do trem. Na área que compreende a estação foi possivel a criação de um amplo estacionamento que atende tanto quem freqüenta a estação para diversas atividades, quanto para quem freqüenta a área de lazer e o centro comercial. A estação por ser um prédio já voltado para aulas e atividades culturais, foi pensando em melhorias ligadas à restauração interna e externa, mantendo assim as características originais. As salas onde ocorrem as aulas de instrumento musical ganharam uma estrutura acústica adequada para o local, pois os ruídos emitidos pela linha férrea atrapalham na execução dos sons. Já as salas que acontecem as aulas de inglês, por exemplo, receberam melhorias e acentos especiais. Para a travessia de pedestres foi concebida uma conexão entre os dois lados dos trilhos, feita através de rampas com inclinação adequada à Norma e ainda seriam construídos muros cercando a ferrovia para que dessa maneira os pedestres fossem obrigados a transitar pela área de segurança criada. Para revitalização da área antes livre da estação, foi criada uma área de lazer com pista de ciclismo, parque infantil, sanitários, pavimentação para realização de caminhadas, aparelhos de ginástica e mesas para convívio que proporcionará maior integração da população com o edifício já voltado para área cultural. Entre os edifícios comercias localizados no calçadão haverá um espaçamento (corredores) de três metros que facilitará o fluxo de ar, ainda haverá miolos de quadra livres que servirão de área aproveitável para a localização de mesas de bares e restaurantes locais. Nos corredores e miolos haverá áreas permeáveis com vegetação e arborização adequada. Dessa maneira o conforto térmico estará assegurado assim como a drenagem das águas pluviais.

13


contato lais_candiottom@hotmail.com



Portifólio Laís Candiotto Medeiros