Page 1

SUMÁRIO

RETROFIT: UM CONCEITO EM CONSTRUÇÃO EM BRASÍLIA GUIMARÃES, Bruno Moraes (1); SANTOS FILHO, Vamberto Machado (2); NASCIMENTO, Felipe Pereira (3) (1) LACIS/FAU/UnB/FGA, (61) 3107-7482, e-mail: arq.brunoguimaraes@gmail.com, (2) Universidade de Brasília, e-mail: vambertomfilho@gmail.com, (3) LACIS/FAU/UnB/FGA, e-mail: felipen.arquitetura@gmail.com RESUMO Meio século após sua inauguração, Brasília tem apresentado a crescente necessidade de intervenções e manutenção em suas edificações mais antigas. Neste contexto, surge à oportunidade de análise da utilização do termo retrofit, aplicado por empresas de projeto e construção desta cidade. O presente artigo propõe o mapeamento dos conceitos de retrofit elaborados por empresas nos segmentos supracitados, visando averiguar o nível de alinhamento entre o entendimento das empresas sobre esta atividade e a definição resultante da pesquisa bibliográfica. Verificou-se que grande parte das empresas pesquisadas confunde o conceito de retrofit com revitalização e reformas. A sustentabilidade como foco dos serviços de retrofit foi citada por apenas 18% das empresas pesquisadas, enquanto a importância de melhorar o desempenho das edificações foi mencionada por 63%. Palavras-chave: Retrofit, Desempenho, Sustentabilidade. ABSTRACT Half a century after its inauguration, Brasília has shown a growing necessity for interventions and maintenance in its oldest buildings. This scenario presents an opportunity for an analysis of the usage of the term retrofit, applied to construction, by design and construction companies in this city. This article proposes the mapping of the concepts of retrofit defined by companies in this sector, with operations in Brasília, in order to verify the level of alignment between the understanding of the companies on this activity and the resulting definition of literature review. It was found that most of the companies surveyed confuse the concept of retrofit with revitalization and refurbishment. Sustainability as the purpose of retrofit services was cited by 18% of companies surveyed, while the need to improve performance was mentioned by 63%. Keywords: Retrofit, Performance, Sustainability.


SUMÁRIO 1

INTRODUÇÃO

O retrofit é um conceito relativamente novo no Brasil, principalmente quando comparado à atuação do mercado internacional em países como os Estados Unidos ou com o continente europeu em geral, com destaque para o contexto Inglês. É possível afirmar que no cenário nacional, a conceituação dessa modalidade de intervenção ainda é difusa, inclusive para aqueles que projetam e executam obras de retrofit. O conceito de retrofit surgiu na indústria aeronáutica, referindo-se à atualização de aeronaves, aos novos e modernos equipamentos disponíveis no mercado e, com o passar do tempo, começou a ser empregado, também na construção civil (BARRIENTOS; QUALHARINI, 2004). Nicoletti (2009) afirma que o retrofit em edificações constitui um conjunto de ações realizadas para o beneficiamento e a recuperação de um bem, objetivando a melhoria do seu desempenho, com qualidade ou a um custo operacional viável da utilização da benfeitoria no espaço urbano. Silva (2013) amplia esse conceito inserindo questões de sustentabilidade no processo de retrofit. Moraes e Quelha (2012) descrevem em seu trabalho os conceitos de reforma, reconstrução, reabilitação, restauração e retrofit, mostrando que esses conceitos são próximos, porém cada modalidade apresenta suas especificidades. Haja vista a similaridade desses conceitos, em algumas ocasiões, os processos de projeto e construção previstos são diferentes dos executados. Na Figura 1 é mostrado um exemplo da confusão entre conceitos, onde um processo de revitalização da edificação é entendido como um retrofit. Figura 1 - Placa de identificação de obra que mostra o processo de retrofit entendido como revitalização


SUMÁRIO

Ao completar 55 anos em 2015, Brasília apresenta a necessidade de realizar intervenções de modificação e recuperação das suas edificações mais antigas. Conforme o CREA-DF (2013), 243 dos 1 320 blocos das asas Sul e Norte, quase 20% do total, passaram por processos de intervenção. E a tendência é ter um número ainda maior, considerando a idade das edificações. Ainda em Brasília, Santos Filho et al (2014) verifica que grande parte das edificações negligenciam o serviço de manutenção, gerando acelerados processos de degradação e diminuindo o seu desempenho, culminando na necessidade de intervenções. Este contexto apresenta a oportunidade de análise do uso do conceito de retrofit aplicado à construção civil em empresas de projetos e construção em Brasília-DF. 2

OBJETIVO

O Objetivo deste trabalho é, portanto, mapear o alinhamento do conceito de retrofit aplicado à construção civil por empresas de projeto e construção em Brasília-DF. 3

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Segundo o CBCS (2013), para a construção civil, retrofit e a intervenção realizada em um edifício com o objetivo de incorporar melhorias e alterar seu estado de utilidade. Já a norma de desempenho brasileira (NBR 15575:2013) define retrofit como remodelação ou atualização do edifício ou de sistemas, pela incorporação de novas tecnologias e conceitos, o qual, normalmente visa valorização do imóvel, mudança de uso, aumento da vida útil e melhoria da eficiência operacional e energética. Moraes e Quelhas (2011) classificam o retrofit como sendo “qualquer tipo de reforma, a renovação completa de uma edificação, uma intervenção a um patrimônio, ou seja, colocar o velho em forma de novo preservando seus valores estéticos e históricos originais, além de trabalhar com o conceito de sustentabilidade, na medida em que busca preservar os elementos que caracterizam a edificação ao invés de simplesmente descartá-los.” De acordo com Qualharini, Vazquez e Carvalho (2013) o retrofit é a prática segundo a qual edifícios recebem uma modernização de suas instalações e equipamentos, enquanto suas características arquitetônicas históricas são preservadas Para Vale (2006), o processo de retrofit constitui-se num conjunto de ações realizadas para o beneficiamento e a recuperação de um bem, objetivando a melhoria do seu desempenho, com qualidade ou a um custo operacional viável da utilização da benfeitoria no espaço urbano. Esse autor ainda introduz um conceito pertinente, pois vai ao encontro da premissa deste artigo que é o entendimento equivocado do que é o retrofit. O autor afirma que o termo retrofit é motivo de discussão. Em geral, a palavra


SUMÁRIO designa intervenções realizadas no edifício com o objetivo de adequá-lo ecologicamente, mas, na prática, pode significar uma simples reforma ou troca de um componente de um sistema. Segundo Devecchi (2010) o processo de “retrofiting”: são reformas da edificação com atenção para adequação da eficiência energética do edifício, com utilização de tecnologias de re-uso de água, painéis de energia solar, isolamento térmico. Nas fontes consultadas para fundamentar esta pesquisa, a citação mais recorrente de retrofit encontrada é sua própria etmologia: a origem da palavra provém do prefixo “retro”, do latim, que significa movimentar-se para trás, e do sufixo “fit”, do inglês, que significa adaptação, ajuste. Pode-se afirmar, com base nas definições apresentadas acima que muitos autores tangenciam o conceito de retrofit quando mencionam exemplos de intervenções em que há a atualização de instalações visando melhoria na tecnologia e qualidade das edificações, aproveitamento de construções existentes, adaptando seu uso para acolhimento de outra atividade na estrutura. Porém, conceitualmente, o retrofit não deve se limitar apenas à uma adaptação, visto que está atrelado ao conceito de sustentabilidade. O retrofit é sim uma revitalização, no entanto visa, além de revitalizar, reduzir custos operacionais e melhorar o desempenho ambiental de edificações. Considerando a gravidade da crise ambiental e a necessidade de redução e controle de impactos ambientais, na evolução do conceito, deverá integrar também melhor desempenho de processos construtivos. Importante ressaltar que retrofit absorve o conceito de processo, visto que se trata de um processo construtivo a partir de um processo de projeto, demandando efetividade na compatibilização e integração de soluções. Por se tratar de revitalização e busca de melhor desempenho ambiental de edificações, o retrofit depende fortemente das soluções de instalação permitindo afirmar que o sucesso e a qualidade do processo de retrofit são funções da integração do projeto, com a real situação da edificação e o processo construtivo. 4

METODOLOGIA

A metodologia desse trabalho foi dividida em três partes: 1. Pesquisa bibliográfica sobre o tema e escolha de palavras chaves para entendimento do conceito; 2. Preparação para pesquisa junto às empresas de projeto e execução de serviços de fachada em Brasília; 3. Contato com as empresas de projeto e execução de serviços de intervenção em edificações em Brasília-DF, visando levantar o entendimento do conceito de retrofit; 4. Análise e discussão dos resultados obtidos.


SUMÁRIO

4.1 Pesquisa bibliográfica sobre retrofit e escolha de palavras chaves Como forma de elaborar os argumentos necessários para sustentar os objetivos propostos neste artigo, foi realizada pesquisa bibliográfica visando identificar o entendimento da literatura sobre o conceito de retrofit. Esta definição levou em consideração a importância da palavra para o entendimento do conceito e a quantidade de vezes apresentada dentre as pesquisas realizadas. Esses conceitos estão apresentados na terceira seção deste artigo. 4.2 Contato com as empresas de projeto e execução de serviços de fachada em Brasília-DF Como segunda parte do trabalho, realizou-se um levantamento de placas de identificação de obras na área do Plano Piloto de Brasília, com o intuito de identificar as empresas e profissionais, declarando que elaboram projetos ou executam obras de retrofit em edificações localizadas no Plano Piloto de Brasília. Realizou-se o contato com estes agentes via telefone e e-mail, solicitando uma descrição do seu entendimento do conceito de retrofit. A pergunta foi aberta permitindo aos entrevistados total liberdade de conceituar o processo de retrofit segundo seus conhecimentos técnicos e práticos sobre o assunto. As respostas foram analisadas e as palavras-chave identificadas e compiladas de acordo com o apresentado pelas empresas. Os dados coletados foram obtidos por amostra, a partir de uma população composta por 11 empresas, e foram analisados com o intuito de identificar a quantidade de repetições de palavras-chave pelo grupo pesquisado. Estas palavras foram avaliadas à procura de padrões de resposta e comparadas com os conceitos identificados na pesquisa bibliográfica. 5

RESULTADOS E DISCUSSÕES

O universo das 11 empresas consultadas é composto por 09 empresas de construção e 02 empresas de projeto de arquitetura. Para tornar mais didático a apresentação dos dados sobre o entendimento do conceito de retrofit, as empresas de arquitetura foram designadas como A1 e A2, e as construtoras como C1 a C9. As palavras recorrentes na pesquisa bibliográfica e com maior importância foram: Desempenho, Novos materiais / Tecnologia e Sustentabilidade. Para retratar as intervenções usualmente confundidas com retrofit, utilizou-se o termo “Outros conceitos”.


SUMÁRIO O Quadro 1 mostra a compilação dos termos utilizados nas respostas das empresas. Quadro 1 - Compilação de Palavras-Chave PALAVRAS CHAVE Código

Novos Desempenho materiais / Tecnologia

Sustentabilidade

Outros conceitos (revitalização, reforma...)

C1

x

x

x

x

C2

-

x

-

-

C3

-

x

-

x

C4

-

-

-

x

C5

-

x

-

x

C6

x

x

-

-

C7

-

x

-

-

C8

x

x

x

-

C9

-

-

-

-

A1

-

-

-

x

A2

-

-

-

x

TOTAL

3

7

2

6

Foi constatado entre as empresas de projeto de arquitetura que o conceito de retrofit é facilmente confundido com os conceitos de reforma e revitalização, excluindo assim a característica diferencial do retrofit que é a melhoria de desempenho das edificações. As duas empresas trataram o retrofit como atualização do edifício por meio de substituições e/ou atualização de instalações, elementos e materiais, sendo os dois últimos com foco nas fachadas. O apelo estético das intervenções, bem como a manutenção e valorização patrimonial, também constaram na definição da empresa A1, ao passo que a empresa A2 destacou a importância de não haver alterações em planta para que a intervenção seja caracterizada como retrofit. Entre as construtoras, observou-se maior amplitude e heterogeneidade na conceituação de retrofit, quando comparados aos escritórios de arquitetura. Contudo, a utilização de termos como revitalização e reforma para designar retrofit, também são observados em algumas definições elaboradas pelas construtoras. A construtora C1 faz menção do significado etimológico do termo em inglês, descrevendo-o como “colocar o antigo em forma”. A mesma empresa também aborda retrofit como uma itervenção que vai além da reforma, pois envolve uma série de ações de modernização de instalações, com o


SUMÁRIO objetivo de preservar as características positivas da edificação e adequá-las às exigências atuais, além de extender sua vida útil. Ainda é abordado, mesmo que indiretamente, a importância do retrofit para melhoria de desempenho operacional do imóvel, bem como para sua valorização patrimonial. Já o conceito de retrofit elaborado pela construtora C2 é caracterizado pela utilização do termo revitalização aliado ao termo adaptação, onde deve haver preservação das características originais e a modernização da edificação. A própria construtora destaca a importância em não confundir retrofit com revitalização e reforma. A construtora C3 trata retrofit como ação de manutenção ou recuperação de determinado sistema de forma a melhorar as caracterísiticas iniciais do mesmo. Já a construtora C4 conceitua retrofit como reforma ou recuperação de áreas comuns e externas da edificação. A ideia de manutenção também faz parte da conceituação da construtora C5. Esta trata retrofit como melhoria da edificação por meio da utilização de novos materiais e equipamentos que trazem nova funcionalidade à edificação. Para a construtora C6, o conceito de retrofit corresponde à renovação da edificação por meio da incorporação de novos materiais e tecnologia, com o objetivo de aumentar o desempenho da edificação, sendo este conceito semelhante ao descrito pela empresa C7, que também trata da renovação da edificação, porém de maneira mais genérica e sem visar a questão de desempenho. A constrotura C8 também aborda retrofit como a conciliação entre renovação e preservação das caracterísiticas originais da edificação, adicionando a este conceito o aumento da vida útil do edifício e a sustentabilidade, por meio da reciclagem de materiais e componentes assim como através da inserção de tecnologias sustentáveis. Embora não tenha sido tratado abertamente, percebe-se nesta conceituação retrofit um determinado foco para o desempenho da edificação a receber a intervenção. A construtora C9 apenas atenta para a distinção entre retrofit, restauração e reforma, sem apresentar uma definição clara para o primeiro conceito. Por fim, a construtora C10 restringe seu conceito a uma melhoria no ambiente. Na Figura 2 é possível verificar o comparativo de termos utilizados pelas empresas, enquanto na Figura 3 é apresentado o comparativo em porcentagem.


SUMÁRIO Figura 2 - Recorrência de Palavras-Chave nas respostas das empresas pesquisadas 8 7 6

5 4 3 2 1 0 Desempenho

Novos materiais /Tecnologia

Sustentabilidade

Outros conceitos (revitalização, reforma...)

Figura 3 - Recorrência de Palavras-Chave nas respostas das empresas pesquisadas 70,0% 60,0% 50,0% 40,0% 30,0% 20,0%

10,0% 0,0% Desempenho

6

Novos materiais /Tecnologia

Sustentabilidade

Outros conceitos (revitalização, reforma...)

CONCLUSÕES

A partir da conceituação elaborada pelas empresas envolvidas em processos de intervenção de modificação e recuperação de edificações, pode-se constatar que somente a empresa C6 atribuiu ao retrofit o objetivo de melhorar o desempenho da edificação de forma clara, sendo que sua conceituação foi a mais próxima da existente na norma de desempenho, NBR 15 575:2013. Contudo, as empresas C1 e C8 abordam a questão do desempenho, ainda que indiretamente, ao tratar a extensão da vida útil como objetivo do retrofit.


SUMÁRIO Observa-se também uma tendência a confundir os conceitos de reforma, renovação e revitalização com retrofit, não observando, porém, a necessidade de melhoria de desempenho da edificação bem como a vinculação deste tipo de intervenção com a sustentabilidade. Dentre as caracterizações dos conceitos de retrofit elaborados pelas empresas, também é possível observar que o emprego de novos materiais e tecnologias aparece como destaque, sendo a característica mais citada. Outro ponto de destaque é a preocupação com a valorização patrimonial do imóvel a receber intervenção, observadas tanto na conceituação da empresa A1 quanto da empresa C1. Fica claro a falta de alinhamento entre os conceitos elaborados pelos diversos agentes. Porém, o destaque mais sensível da constatação obtida é o distanciamento dos conceitos de retrofit em relação à questão de desempenho bem como da sustentabilidade das edificações e intervenções realizadas. No entanto, pode-se afirmar que na evolução do conceito a tendência será absorver de maneira mais clara que o processo de retrofit deverá assegurar melhor desempenho ambiental de edificações e processos construtivos. REFERÊNCIAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 15575: Edificações Habitacionais – Desempenho – Parte 1: Requisitos Gerais. Rio de Janeiro, 2013. BARRIENTOS, M. I. G. G.; QUALHARINI, E. L. Retrofit de construções: Metodologia de avaliação. 10º Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. São Paulo, 2004. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (CREA-DF). A queda da pastilha. Brasília, 2013. Disponível em: <http://www.creadf.org.br/index.php/2011-08-19-13-59-20/central-de-noticias/creadf-na-midia/item/2177-a-queda-da-pastilha>. Acesso em: 28 jul. 2015 Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS). Retrofit: Requalificac cios e espac dos. Retrofit, CT Projeto, Agosto 2013. Disponível em: <http://www.cbcs.org.br/_5dotSystem/userFiles/comitetematico/projetos/CBCS_CTProjeto_Retrofit_folder.pdf>. Acesso em: 24 jul. 2015 DEVECCHI, A. M. Reformar não é construir. A reabilitação de edifícios verticais: novas formas de morar em São Paulo no século XXI. 2010. 550 f. Tese (Doutorado) Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. MORAES, V. T. F.; QUELHAS, O. L. G. A metodologia do processo do Retrofit e os limites da Intervenção. VII CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO. Niteroi, 2011. MORAES, V. T. F.; QUELHAS, O. L. G.O desenvolvimento da metodologia e os processos de um “retrofit” arquitetônico. Sistema & Gestão. Vol. 7, pág 448-461, 2012. NICOLETTI, A. M. A. Eficiência energética em um ministério da esplanada em Brasília: Proposta para retrofit de envoltória. Dissertação de Mestrado do Programa


SUMÁRIO de Pesquisa e Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urabnismo da Universidade de Brasília. Brasília, 2009. QUALHARINI, E. L.; VAZQUEZ, E. G.; CARVALHO, T. S. Certificação ambiental aplicada ao processo de retrofit arquitetônico em edifícios históricos. Elecs 2013 - Encontro Latinoamericano de edificações e Comunidades Sustentáveis. Curitiba, 2013. SANTOS FILHO, V. M.; SPOSTO, R. M; MELO, J. S. Ferramenta para projetos de vedações verticais externas com base nas exigências da norma de desempenho. REEC - Revista Eletrônica de Engenharia Civil, v. 8, n. 3, jun. 2014. ISSN 2179-0612. SILVA, R. T. S. Preservação e sustentabilidade: Restaurações e retrofits. Dissertação de Mestrado apresentada na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2013. VALE, M. S. Diretrizes para racionalização e atualização das edificações: segundo o conceito da qualidade e sobre ótica do retrofit. 206 f. - UFRJ/FAU, Rio de Janeiro, 2006.

AGRADECIMENTOS Os autores agradecem à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES e ao Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade – LACIS/FAU/UnB/FGA.

Retrofit: um conceito em construção em brasília - IV CIRMARE  

Meio século após sua inauguração, Brasília tem apresentado a crescente necessidade de intervenções e manutenção em suas edificações mais ant...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you