Issuu on Google+

Um olhar rumo ao futuro da oalmologia veterinรกria Linha Oรกlmica Labyes


Primeira Linha Oálmica com Sulfato de Condroitina Labyes foi o primeiro laboratório do mundo a desenvolver uma linha oálmica com Sulfato de Condroitina um componente natural da matriz extracelular da córnea, responsável por manter a hidratação da mesma. Quimicamente é considerado um açúcar (dissacarídeo), e para que possa ser utilizado como fármaco, é extraído de traqueia bovina purificada.

SULFATO DE CONDROITINA O Sulfato de Condroitina inibe as enzimas proteolíticas, tanto as presentes na lágrima (aumentadas durante a inflamação), como aquelas produzidas por bactérias como a Pseudomonas aeruginosa. Em concentrações superiores a 10%, favorece o crescimento celular e a cicatrização de úlceras, mantendo a transparência da córnea (sem deixar cicatriz). Esta ação permite a melhora clínica de úlceras crônicas (indolentes) em até 80% dos casos, sem a necessidade de realização de flap.

AÇÕES E BENEFÍCIOS • Promove a produção e regeneração da fibronectina. • Modula o sistema imunológico da córnea. • Mantém a transparência corneal por favorecer sua oxigenação. • Possui ótima ação anti-inflamatória. • Sua viscosidade e aderência promovem longa permanência do colírio sobre a córnea, sem que seja “retirado” pelas lágrimas. Benefícios do Sulfato de Condroitina em concentrações acima de 10%: • Lubrifica a córnea, eliminando os sintomas da secura ocular, em 100% dos casos. • Age como potente agente hidratante e regenerador do epitélio corneal, por sua capacidade de reter a água. • Inibe as enzimas catabólicas hialuronidase e protease sérica, bem como a plasmina (naturalmente presente na lágrima). Estas enzimas encontram-se presentes e/ou aumentadas nos processos inflamatórios responsáveis pelo dano à córnea. • Atua como potente inibidor natural da PGE2 e dos radicais livres, favorecendo a regeneração do epitélio. • Melhora a quantidade e a qualidade da lágrima. • Como é considerado um substituto da lágrima, pode ser utilizado naquelas patologias onde há diminuição na produção lacrimal, como na Ceratoconjuntivite Seca, Pannus Oálmico e também em casos cirúrgicos, onde a secreção encontra-se diminuída ou anulada.


MÁXIMA PERMANÊNCIA

ÚLTIMA GERAÇÃO

INOVADORA FÓRMULA

Ciprovet

As características do Sulfato de Condroitina associadas a estes dois antibióticos fazem de Tobramax e Ciprovet os colírios de eleição para o tratamento de úlceras de córnea, por sua eficiência, segurança e praticidade.

Sulfato de Condroitina › 20,0 g Ciprofloxacina › 0,3 g Excipientes: q.s.p. › 100 mL

Apresentação

Composição

Sulfato de Condroitina a 20% + Ciprofloxacina

Frasco conta-gotas contendo 5 mL do produto

Patologia

A Ciprofloxacina é uma fluorquinolona de última geração, que não apresenta citotoxicidade epitelial. Age contra os micro-organismos Gram Positivos e Gram Negativos responsáveis pelas infecções oculares. É o antibiótico de eleição para o tratamento do segmento anterior do olho, no qual se encontram mais de 90% das patologias oálmicas da rotina clínica. O Sulfato de Condroitina a 20% acelera a regeneração e a organização do epitélio e estroma corneais, permitindo um intervalo entre as aplicações de até 24 horas.

01

02

01. Úlcera superficial de córnea 02. Úlcera profunda de córnea


EXCELENTE LUBRIFICAÇÃO DO GLOBO OCULAR EFETIVA DISTRIBUIÇÃO

Sulfato de Condroitina a 20%

Sulfato de Condroitina a 10% + Tobramicina

Frasco conta-gotas contendo 8 mL do produto

Tratamento

Inovadora fórmula contendo Sulfato de Condroitina a 20% como princípio ativo, sem antibióticos. Colírio de eleição para casos onde está indicada a substituição da lágrima, em lesões não contaminadas da córnea ou em infecções oculares tratadas previamente com colírios antibacterianos. Recomendado para manter a córnea lubrificada e para recuperar a sua normalidade, em função da ação cicatrizante do Sulfato de Condrotina.

Ceratoconjuntivite seca. Evolução após 7 dias de aplicação de Sulfato de Condroitina.

Sulfato de Condroitina › 10,0 g Tobramicina › 0,3 g Excipientes q.s.p. › 100 mL

Frasco conta-gotas contendo 5 mL do produto

A Tobramicina é um antibiótico aminoglicosídeo de ação bactericida sobre micro-organismos Gram positivos e Gram negativos causadores de infecções oculares. Diferentes testes de sensibilidade bacteriana demonstraram que os micro-organismos resistentes à Gentamicina são sensíveis à Tobramicina. O Sulfato de Condrotina a 10% acelera a regeneração e organização do epitélio e estroma corneais, permitindo um intervalo de aplicações de até 12 horas.

Patologia

Sulfato de Condroitina › 20,0 g Cloreto de sodio › 0,9 g Excipientes q.s.p. › 100 mL

Apresentação

Tobramax

Composição

Tears

Apresentação

Composição

ÓTIMA AÇÃO ANTI-INFLAMATÓRIA

01

02

01. Síndrome de erosão corneal superficial 02. Úlcera corneal de um cão da raça Boxer


Linha Oálmica Labyes ―

Ótima cobertura do globo ocular com apenas uma gota, promovendo uma difusão homogênea dos princípios ativos ao piscar o olho, independente do ponto onde seja aplicada.

Máximo tempo de permanência no olho, sem ser retirado pelas lágrimas, estabelecendo uma posologia mais espaçada para um tratamento mais prático e eficaz.

REV. 02


Fotomicrografias do tratamento de úlcera de córnea em coelhos com Sulfato de Condroitina e Ciprofloxacina (Ciprovet). Fonte: Ranzani, J.J.T.; Cremonini, D.N.; Brandão, C.V.S.; Rodrigues, G.N.; Rocha, N.S.; Mannarino, R.; Crocci, A.J.. (2004). Avaliação do uso tópico de sulfato de condroitina A (Ciprovet) no tratamento de úlcera de córnea experimental em coelhos. MEDVEP Rev Cientif Med Vet Pequenos Anim e Anim Estim 2004; 2(5):51.6 ― Resumo: Realizou-se uma ceratectomia lamelar na córnea dos olhos direito e esquerdo dos coelhos. Estes, foram tratados com: › Olho esquerdo: Ciprofloxacina 0,3%. › Olho direito: Ciprovet (Ciprofloxacina 0,3% + Sulfato de Condroitina 20%).

TRATAMENTO COM CIPROFLOXACINA 0,3% Fotomicrografia da evolução da córnea de coelho (olho esquerdo), após 14 dias de tratamento com Ciprofloxacina 0,3%.

TRATAMENTO COM CIPROFLOXACINA 0,3% + SULFATO DE CONDROITINA 20% (Ciprovet): Fotomicrografia da evolução da córnea de coelho (olho direito), após 14 dias de tratamento com Ciprovet.

A1. Avaliação histopatológica utilizando coloração de Hematoxilina-Eosina A: 200X. Observa-se edema estromal e desorganização lamelar mais intensa, em relação ao olho contralateral do mesmo animal tratado com Ciprovet (Figura B1).

B1. Avaliação histopatológica utilizando coloração de Hematoxilina-Eosina A: 200X. Observa-se maior organização das fibrilas de colágeno, em relação à figura A1.

A2. Avaliação histopatológica utilizando coloração Tricrômica de Masson A:200X. Observa-se desorganização lamelar, principalmente próxima à membrana basal epitelial.

B2. Avaliação histopatológica utilizando coloração Tricrômica de Masson A: 200X. Nota-se o menor edema e a maior organização lamelar e estromal que o observado na figura A2.

Labyes do Brasil Ltda. Av. Rouxinol, 1041 | Cj: 601 | Moema, São Paulo | SP | 04516-001

www.labyes.com.br


Linha oftálmica Labyes