Issuu on Google+

ão? o J o o Sã o i e v D’onde Me dê licença, leitor E um tanto de atenção Enquanto mata sua fome Com a conversa e a refeição Eu lhe explico de bandeja D’onde veio o São João Antes do Cristianismo De Jesus e da Igreja Ao chegar o mês de junho Com a colheita benfazeja Tudo virava uma festa Você imagine e veja

Jornal de

Bandeja

Curso de Jornalismo da Unifor | nº 86 | ano 6 | Jun-2013

Portugal embarcou João E no Brasil aportaram Festejos e folguedos Que aqui se misturaram Com as raças e os costumes Novos ritos se criaram

Símbolos da festa Junina Alguns elementos são indispensáveis à festa junina, cada um com significado. A fogueira simboliza proteção contra maus espíritos, que ameaçavam a prosperidade das plantações, unindo as pessoas ao seu redor. Os balões e a quadrilha representam o agradecimento aos santos pela rea-

No vinte e quatro de junho Com arraial e tradição Dominando céu e terra Veio o Império Romano Seja alegre, arranje um par Pois em noite de São João Adeus às festas pagãs Tem quadrilha, No tempo gregoriano tem fogueira Eis que o São João Batista Reza, canjica e quentão É lembrado todo ano AUTORA: ISABEL FERREIRA LIMA ESTUDANTE DE JORNALISMO

fblogdolabjor@gmail.com

lização dos pedidos e as boas safras nas plantações. As bandeirinhas purificam o ambiente da festa, sendo sua origem associada às bandeiras coloridas com imagens de santos submersas em água que, purificada, era utilizada para purificar quem se molhasse.

Santo Antônio

a eiro” e auxilia jovens solteiras É conhecido como “casament e os did ajuda a encontrar objetos per encontrarem noivos. Também em ribu dia 13 de junho as igrejas dist é o santo dos milagres. Todo ados. rtun afo e res to Antônio aos pob os famosos pãezinhos de San

São João

É o “santo festeiro” e, por isso , no dia 24 de junho as festas são cheias de dança, como o for ró. É o protetor dos casados e enf ermos. São soltados fogos de arti fício para acordá-lo, levantame nto do mastro na véspera do dia 24 e lavagem do santo à me ia-noite.

São Pedro

e é o protetor das viúvas e Foi um dos doze apóstolos dia, 29 de junho, acabam dos pescadores. Como no seu João o roubo do mastro de São as festas juninas, acontece o. xim pró is ma de semana que só é devolvido no final

Jornal de Bandeja - Produção: Laboratório de Jornalismo da Unifor. Diretora do CCG: Profa. Maria Clara Bugarim - Coordenador do Curso: Prof. Wager Borges - Professor orientador: Alejandro Sepúlveda - Edição: Juliana Teófilo - Redação: Isabel Lima, Janine Nogueira, Juliana Teófilo, Lígia Costa e Thaís Praciano - Revisão: Prof. Antonio Celiomar Projeto gráfico: Liduina Figueiredo - Diagramação: Mahamed Prata - Supervisor da gráfica: Francisco Roberto - Impressão: Gráfica Unifor

bandeja86.indd 1

Olha a cobra! A quadrilha surgiu de uma dança de salão francesa e chegou aqui no século XIX. Depois entrou para o gosto do povo e se misturou com os ritmos brasileiros, trazendo influências das roupas do campo e do folclore. É importante a presença de um mestre e de pares, além do “noivo e noiva” que encenam um casamento, ritual que veio das festas de São João europeias.

Comida boa pra mais de mil!

Pipoca, pamonha, bolo de milho, canjica, milho cozido e outras delícias são típicas das nossas festas juninas. O que poucos sabem é o motivo para a presença tão forte do milho nessa festividade. Desde a época pré-gregoriana, se comemorava a fortuna nas colheitas, no dia 24 de junho. Nesta mesma data, no Brasil, o milho está sendo colhido em nossas plantações.

NA “CAPITÁ”

O São João em bairros como Messejana, Parangaba e Maracanaú movimentam Fortaleza e região metropolitana. A cada ano, criam novas festas e as tradicionais se mantém, a exemplo do Arraiá Luiz Gonzaga, no Conj. Ceará, o do Cumpadre Rogério no Parque Araxá e o da Cumade Chica, no José Walter.

FESTEJO MUNDIAL

Nem só no Brasil as festas juninas são comemoradas. Em Portugal, costumam ocorrer ao ar livre, ao som de marchas locais. Na França, a fogueira é avivada bem alto, em honra a São João Batista. Na Polônia, os foliões se fantasiam de piratas. Já na Suécia, as pessoas dançam ao redor de um mastro, entoando velhos cânticos.

SIMPATIAS

As simpatias juninas, popularmente consideradas infalíveis, podem certificar do amor à sorte. Passe um ramo de manjericão sobre a fogueira e jogue-o no telhado de sua casa. Se na manhã seguinte o ramo ainda estiver verde, você irá se casar com alguém jovem.

veja mais: www.blogdolabjor.wordpress.com

31/05/2013 14:49:24


Jornal Bandeja 86