Page 1

Bandeja Jornal de

Curso de Jornalismo da Unifor | nº 83 | ano 5 | Abr - 2013

Filme: O Circo A comédia protagonizada por Charles Chaplin, em 1928, retrata a história de um vagabundo que, ao ser confundido com um batedor de carteiras, em sua fuga da polícia, invade um circo no momento do espetáculo. Suas trapalhadas torna-o sucesso entre o público.

O Teatro Mágico A banda mistura a magia circense com a do teatro e as críticas políticas com muita literatura. Apresenta-se em um palco composto pelos integrantes maquiados e vestidos de palhaços trazendo a ideia do “personagem” escondido em cada um de nós. Vale a pena conferir!

Em 31 de março de 1983, aconteceu a primeira manifestação pública a favor das eleições diretas no Brasil. O protesto ocorreu no recém emancipado município de Abreu e Lima, em Pernambuco.

f blogdolabjor@gmail.com

O circo ontem e hoje

A escola de circo tem como finalidade propagar e incentivar a arte circense. Por meio de atividades como malabarismo, em que se ensina a manipulação de objetos em movimentos, além do tecido acrobático, ilusionismo, palhaço, entre outros. As atividades podem ser feitas por aqueles que desejam trabalhar dentro do circo ou somente para o lazer. Serviço: Escola Social de Circo da Associação Barraca da Amizade Endereço: Avenida Presidente Costa e Silva, 2145 - Mondubim - Telefone: (85) 32915329

Lia Martins

Quase todas as civilizações do mundo, ocidentais e orientais, já praticavam algum tipo de arte circense na antiguidade, segundo dados publicados na revista Mundo Estranho. O circo tradicional, como o conhecemos, surge apenas na Inglaterra do séc. XVIII, quando o cavaleiro Philip Astley cria o Royal Amphitheatre of Arts, com picadeiro circular e diversas atrações reunidas. Ao fim dos anos 1970, o contato entre o circo tradicional e a vanguarda do teatro resulta na criação de uma escola que coloca o circo num patamar de arte erudita. Surge, assim, um novo movimento chamado circo con-

temporâneo, sendo o Cirque du Soleil o mais conhecido. Apesar da crise enfrentada pelo circo tradicional, provocada pela disseminação de novas formas de entretenimento como a TV e o cinema, além da própria concorrência com o circo contemporâneo, o formato clássico permanece. De acordo com Alice Viveiros de Castro, especialista em circo, atualmente existem mais de 2 mil circos espalhados pelo Brasil, sendo aproximadamente 80 médios ou grandes, com trapézio de vôos, animais e grande elenco. Estima-se um público anual de 25 milhões de espectadores.

Entrevista Manoela Pompeu, 19 anos, é palhaço na CIA Argumento. “Muitos acham que ser palhaço é esconder os sentimentos atrás de uma máscara, mas o palhaço é um personagem muito expressivo.”

Tatiana Dourado, 17 anos, fala sobre sua coulrofobia, medo de palhaços. “Eu fui descobrir que tinha essa fobia há pouco mais de um ano. Desde pequena eu fugia dos palhaços. Falsidade e insegurança, é o que me passam.”

Dia Mundial

Freak Show, o circo de horrores

Palhaçada do bem

Normalmente confundido com o Dia Nacional do Circo e do Teatro, ambos comemorados no dia 27 de março, o dia Mundial do Circo teve sua data alterada. Antes, a data internacional era festejada no dia 15 de março. Mas, a partir de 2010, por orientação da Federação Mundial do Circo, passou a ser celebrada no terceiro sábado de abril. O Dia Mundial do Circo foi criado em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro (ITI), data em que foi inaugurado o Teatro das Nações, em Paris.

Esses circos do passado eram muito famosos nos Estados Unidos e na Europa, no final do século XIX e início do XX. Suas atrações eram anomalias humanas e deformações, como irmãos siameses, homens de três pernas e mulheres barbadas, além de exibições de talentos bizarros como cuspir fogo e engolir espadas.

Com a alegria, a descontração e o dom de provocar gargalhadas em multidões, os palhaços ganharam papel social e se tornaram verdadeiros “doutores”. Essa “medicina do riso” deu origem aos outores da Alegria . A ONG surgiu em 1991 com o objetivo de amparar crianças, pais e profissionais da saúde. A essência do trabalho é a utilização da paródia do palhaço que finge que é médico dentro do hospital. Isso mostra que o riso não só contagia, mas também cura.

Palhaceata A Palhaceata, uma ação da ONG Paz Sem Fronteiras, reúne, nas ruas do Brasil e de outros países mundo afora, multidões coloridas de palhaços propagando a Cultura de Paz. As marchas ocorrem há sete anos, sempre por volta do dia 27 de março, Dia Nacional do Circo e Mundial do Teatro.

Jornal de Bandeja - Produção: Laboratório de Jornalismo da Unifor - Diretor do CCG: Profa. Maria Clara Bugarim - Coordenador do Curso de Jornalismo: Prof. Wagner Borges - Concepção: Prof. Jocélio Leal - Professor orientador: Prof. Alejandro Sepúlveda - Edição: Juliana Teófilo Redação: Érika Neves, Janine Nogueira, Juliana Teófilo, Lia Martins, Lígia Costa, Mariane Dantas, Thaís Barbosa, Thaís Holanda, Vitória Matos - Projeto gráfico: Profa. Liduina Figueiredo - Diagramação: Mahamed Prata - Supervisor da Gráfica: Francisco Roberto - Impressão: Gráfica Unifor

bandeja_83.indd 1

Aulas de circo em Fortaleza

 veja mais: www.blogdolabjor.wordpress.com 24/04/2013 15:10:01

Jornal de Bandeja 83  

Jornal laboratorial de jornailsmo da Universidade de Fortaleza

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you