Page 1

MANUAL

DE USO DA

GRANDE VITÓRIA

para&por corpos negros-bichas


SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 8. ESPECIFICAÇÕES DO EQUIPAMENTO PEÇAS INANIMADAS PEÇAS SENSÍVEIS

MODOS DE USAR 10. PARA INQUIETAR A SUBJETIVIDADE BRASILEIRA. 11. PARA CALCULAR O COEFICIENTE DE BRANCURA DE UMA PESSOA. 12. COMO ATUALIZAR LENDAS FOLCLÓRICAS-URBANAS. 13. PARA MARCAR TERRITÓRIO COM DELEITES DE BICHA-PRETA. 14. COMO NÃO DESISTIR NO MEIO DE UM CAMINHO QUE TE LEVA À ILHAS DE LIBERDADE. 15. COMO TRANSFORMAR SUAS MEMÓRIAS EM ÁGUA ATLÂNTICA. 16. COMO DECEPCIONAR O COLONIZADOR. 17. PARA COMPREENDER A DIÁSPORA. 18. PARA CRIAR QUILOMBOS ONÍRICOS. 19. COMO DESINFECTAR A CISHETERONORMATIVIDADE DE UM LUGAR. 20. COMO DESINTOXICAR-SE DE MASCULINIDADES E FEMINILIDADES TÓXICAS. 21. COMO SE REFRESCAR DO CALOR DO RACISMO.


APRESENTAÇÃO O estado do Espírito Santo possui uma população estimada em 4.016.356, segundo censo do IBGE 2017. 48% da população do estado está na Grande Vitória. Deste número de habitantes, 1.960.213 vivem em Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Fundão e Guarapari. Desta população, declaram-se negros 8,4% e pardos 48,6%. Os dados do censo de 2010 apontam que a parcela jovem deste grupo racial teve sua expectativa de vida diminuída em 2,97 anos. Este é o segundo estado que mais mata pessoas pretas no Brasil. A Serra, por sua vez, integra o grupo das 30 cidades mais violentas do Brasil (Ipea, 2017). Vitória liderou a lista das capitais com taxas mais elevadas de feminicídio, dados do Mapa da Violência 2015. Segundo o mesmo estudo, PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

4


o número de feminicídios de mulheres brancas caiu 9,8% entre 2003 e 2013, os casos envolvendo mulheres negras cresceram 54,2% no mesmo período. Este é o estado que mais mata mulheres pretas no Brasil. A partir de incursões sobre o território da Grande Vitória, observamos uma série de problemas de uso deste que é o nosso equipamento a ser (re)montado: a violência sobre os corpos não-brancos, não-heterossexuais e não-cisgênero é um deles. A travesti Layza Mello, assassinada brutalmente em Vila Velha, o duplo assassinato de Jhony Lima Fernandes e Saulo Ferreira Tavares, ocorrido num terminal rodoviário, na mesma cidade. O assassinato de Rafael Melo, de 14 anos, morto a pauladas e pedradas em Cariacica. Além de inúmeros outros crimes, que indicam o alto índice de violência contra a população LGBTT capixaba. Contudo, neste território também observamos e vivenciamos práticas e relações de resistência.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

5


Elas sao responsáveis por potencializar vidas que foram subalternizadas por conta de seus diferentes modos de utilizar este equipamento, que estão na contramão da norma. Este manual te instrumentaliza em novos usos da Grande Vitória. Para isso, indica reapropriações das peças sensíveis e inanimadas que compõem este equipamento. As ações foram elaboradas de acordo com as demandas apresentadas por usuárias negras-bichas e recomendam resoluções para os seguintes problemas: racismo, cisheteronormatividade, misoginia, e outros de origem fascista. Realize os procedimentos apresentados neste manual de acordo com sua necessidade.

Atenção: O equipamento Grande Vitória demanda reparo urgente e constante.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

6


PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

7


ESPECIFICAÇÕES DO EQUIPAMENTO

1. PEÇAS INANIMADAS a. Ruas, avenidas, calçadas, rampas, becos e escadarias; b. Linha férrea; c. Portos; d. Linhas de ônibus; e. Terminais de ônibus; f. Praias, cachoeiras e rios; g. Praças. 2. PEÇAS SENSÍVEIS a. Habitantes

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

8


MODOS DE USAR


PARA INQUIETAR A SUBJETIVIDADE BRASILEIRA No caminho de casa para o trabalho pergunte para dez pessoas diferentes: “Qual é a cor da minha pele?”

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

10


COMO CALCULAR O COEFICIENTE BRANCURA DE UMA PESSOA Peça para uma pessoa branca de sua escolha responder às seguintes perguntas: 1)Você considera sua empregada como parte da família? 2) Você alguma vez já disse a frase "Meu sonho era ser negro/a."? 3) Você já fraudou o sistema de cotas raciais na UFES? 4) Você preenche algum desses requisitos? a. Trabalha na área de Comunicação. b. Consome com frequência em food trucks e cervejarias artesanais? c. Descreve seu estilo como alternativo. 5) Quando você descobriu que é branco/a?

Ao final, atribua uma nota para cada ítem. Faça um somatório e apresente o resultado. PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

11


COMO ATUALIZAR LENDAS FOLCLÓRICAS-URBANAS

Pergunte à cinco pessoas: “Você já ouviu a lenda da bicha esquisita?” Caso elas tenham interesse,conte a história da sua vida.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

12


PARA MARCAR TERRITÓRIO COM DELEITES DE BICHA-PRETA

Em uma calçada, usando giz, carvão ou lajota, risque dois retângulos lado a lado. No primeiro escreva ''preta(o)''. No segundo, ''bicha''. No primeiro, escreva tudo o que há de positivo em ser uma pessoa preta. No segundo, tudo o que há de positivo em ser bicha. Deite entre os dois retângulos. Fique o tempo que precisar.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

13


COMO NÃO DESISTIR NO MEIO DE UM CAMINHO QUE TE LEVA À ILHAS DE LIBERDADE Esperando o ônibus ou pedindo carona na estrada, escreva uma declaração de amor ou amizade em um cartaz. Mostre aos motoristas que passarem. Suba no primeiro ônibus ou carro que parar.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

14


COMO TRANSFORMAR SUAS MEMÓRIAS EM ÁGUA ATLÂNTICO

Com cinco pedras na mão, suba em uma ponte sobre o mar. Conte um segredo pra cada pedra. Jogue todos no mar.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

15


COMO DECEPCIONAR O COLONIZADOR

Pegue um mapa da sua cidade. Identifique as áreas que receberam nomes de santos católicos. Visite estes lugares. Substitua os nomes nas placas de rua por nomes de divindades de povos originários do Brasil e de religiões afro-brasileiras.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

16


PARA COMPREENDER A DIÁSPORA

Siga em direção a um ponto de ônibus. Pergunte a quem lá estiver: “Você sabe que ônibus que vai para África?”

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

17


PARA CRIAR QUILOMBOS ONรRICOS

Escreva dez cartas para dez pessoas negras. Antes de dormir, coloque as cartas dentro do travesseiro. Deixe que seu sonho leve-as ao endereรงo.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

18


COMO DESINFECTAR A CISHETERONORMATIVIDADE DE UM LUGAR

Escolha um local em que a heteronormatividade alguma vez já te fez chorar. Encha um balde com água e ramos de alecrim. Molhe o chão com essa mistura. Esfregue o chão com uma vassoura, limpando-o por completo.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

19


COMO DESINTOXICAR-SE DE MASCULINIDADES E FEMINILIDADES TÓXICAS

Vista as roupas que te proibiram de usar por causa do teu gênero. Ainda com elas em teu corpo, lave-as com sabão. Dispa-se quando sentir que o corpo e as roupas estão limpas o suficiente. Deixe as roupas e o corpo secando ao sol.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

20


COMO SE REFRESCAR DO CALOR DO RACISMO

Vá até a praia mais próxima. Encha um balde com água do mar. Sente na areia. Lave seu cabelo com a água do mar. Seque seu cabelo com os ventos do mar.

PARA&POR CORPOS NEGROS-BICHAS

21


TEXTO E ORGANIZAÇÃO

Castiel Vitorino, Napê Rocha, Winny Rocha. COLABORAÇÃO E PARTICIPAÇÃO

Habitantes dos municípios de Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória.

Profile for kuirlombo terrorista

MANUAL DE USO DA GRANDE VITÓRIA |para&por corpos negros-bichas  

Este manual te instrumentaliza em novos usos da Grande Vitória. Para isso, indica reapropriações das peças sensíveis e inanimadas que compõe...

MANUAL DE USO DA GRANDE VITÓRIA |para&por corpos negros-bichas  

Este manual te instrumentaliza em novos usos da Grande Vitória. Para isso, indica reapropriações das peças sensíveis e inanimadas que compõe...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded