Issuu on Google+

Mensário Ano IV / Julho 2007 / N º 4 8

PAN-AMERICANO em Buenos Aires (Argentina).

brasileira foi a dos IV Jogos Pan- de suas praias, freqüentada por

Porém, sua origem remete a

americanos, disputada em 1963 banhistas em busca de sol. Nada

1932, nos Jogos Olímpicos de

na capital paulista. O evento foi mais adequado do que escolher

Los Angeles. Inspirados pela

um sucesso, mobilizando a ci- o astro-rei como símbolo dos

realização, seis anos antes, da

dade a ponto de reunir cerca de XV Jogos Pan-americanos Rio

O Rio de Janeiro conseguiu o primeira edição do Jogos Cen-

40 mil pessoas na Cerimônia de 2007, o que faz do evento o pri-

direito de ser sede da 15ª edi- tro-americanos, representantes

Abertura, realizada no Estádio meiro a não ter um animal como

ção dos Jogos Pan-Americanos de países latino-americanos no

do Pacaembu.

após uma disputa acirrada com Comitê Olímpico Internacional

mascote. Amante da natureza,

E a cada edição, os Jogos Pan- o solzinho Cauê lança seus raios

San Antonio, dos Estados Uni- (COI) propuseram a criação de

americanos

dos. O País volta a ser palco da uma competição que reunisse

de tamanho e importância. Em da competição, passando uma

competição 44 anos depois - a todos os países das Américas,

menos de meio século, dobrou mensagem de paz, respeito ao

primeira e única vez foi em São com o intuito de fortalecer o es-

o número de países, atletas e meio ambiente, amizade e con-

Os

Jogos

Pan-americanos

crescendo sobre todos os participantes

modalidades do evento, que fraternização, valores intrínse-

porte na região.

Paulo-1963.

foram

Ao longo de mais de 50 anos,

tornou-se uma das principais cos ao movimento olímpico.

são uma versão continental os Jogos Pan-americanos ja-

competições do calendário es-

dos Jogos Olímpicos. Disputa- mais deixaram de ser disputa-

portivo mundial.

dos de quatro em quatro anos, dos e passaram por cidades de sempre um ano antes dos Jo- todos os cantos do continente.

Mascote - Cauê

gos Olímpicos, foram realiza- O Brasil sedia a competição pela

O Rio de Janeiro é famoso

dos pela primeira vez em 1951, segunda vez. A primeira edição

internacionalmente pela beleza

Caso de Sucesso

NOVA SEDE Para que existam boas con-

Fonte: www.rio2007.org.br

Teksid Hierro de México

dicado para qualquer área, seja

dições de tráfego e para garantir tráfego pesado ou leve como o o conforto dos colaboradores de pedestres, gerando um excee visitantes na sua nova sede,

lente custo x benefício.

a KS Chapelins implementará calçadas do tipo “pave” e asfal-

Colaboradores da

tará todo o seu pátio, garantindo

KS Chapelins já

grande harmonia e beleza para

atuam na nova sede

seu parque fabril.

A planta da Teksid Hierro de México é situada na fronteira Monclova, em posição muito estratégica, sendo que está apenas 200

Visando a conclusão de al- quilômetros da divisa com os Estados Unidos. A área total a ser asfaltada é de 6.000 m², sendo utili-

guns serviços pendentes para

Tem especialização na produção de carcaças de ferro cinzento,

que possamos iniciar a mudança particularmente “Blocos de Cilindro” e de “Cabeçotes de Cilindro

zado concreto asfáltico usinado o mais breve possível, já temos para veículos industriais”. Tem como principais clientes a Caterpilà quente e finalizada com uma colaboradores atuando na nova lar, Chrysler, Cummins e Mack Truck. pintura de ligação, o que garante sede da KS Chapelins.

Sua capacidade atual é de 85.000 toneladas/ano, e possui as

a qualidade mesmo com tráfego intenso e pesado.

Certificações ISO/TS 16949, e QS 9000. A soma destes esforços objetiva uma cobrança mais inten-

Já as calçadas “pave” tem sa em cima dos fornecedores e como vantagem o rápido proces-

a certificação da qualidade de

so de instalação chegando a 200 serviços assim como intensificar m² por dia, podendo ser assen-

os estudos de materiais na busca

tado com areia e não necessita de soluções construtivas ideais a de contra-piso. Também apresenta fácil manutenção e é in-

nossa empresa.

Bloco Fonte: www.teksid.com Colaboração: Paulo - Comercial

Visite: www.kschapelins.com.br

Cabeçote


Qualidade

Minha História “Meus objetivos dentro da

Política da Qualidade

KS Indústria de Metais Ltda. A KS Chapelins projeta e desenvolve ferramentas, produz arte-

é buscar aperfeiçoamento na

fatos metálicos e ferramentas para a indústria, atuando positiva-

minha área e crescimento jun-

mente junto aos clientes.

to a empresa, tanto pessoal

Compromete-se a cumprir os requisitos dos clientes, satisfazen-

como profissional, com muito

do-os com produtos de qualidade e a promover a evolução contínua

esforço, determinação e responsabilidade.

do sistema de gestão da empresa e dos colaboradores.

Hoje, em primeiro lugar tudo

OBJETIVOS DA QUALIDADE Indicadores da Qualidade

Meta

Resultado do Mês

Adequação de ambiente

93%

88,80%

Implementação de Ações Preventivas e

95%

100%

Rodrigo Liberato, atualmente o que eu tenho na minha vida ferramenteiro da KS Indústria agradeço a Deus e em segundo de Metais Ltda., iniciou suas lugar agradeço a KS Chapelins atividades na empresa, em 11 por ter me dado a oportunide fevereiro de 2002. dade de trabalhar e mostrar o Sua trajetória teve início em meu serviço”. vários departamentos da empresa. Trabalhou como Auxiliar

Essa é a história do nosso

Ações Corretivas Índice de Treinamento

2hr/h

2,53hr/h

de Produção, Alimentador, Ins- colega de trabalho Rodrigo ferpetor, e por fim na área de Fer- ramenteiro.

Manutenção de Ferramentas

37%

18,20%

ramentaria.

Perdas no Processo (Refugo)

1,5%

0,92%

Durante este período, bus-

Perdas no Processo (Retrabalho)

1,0%

0,68%

cou aperfeiçoamento cursan-

Pontualidade nas entregas

100%

100%

do Leitura e Interpretação de

A próxima será a sua!!

Colaboração: Tarcísio - Segurança

Desenho, Chefia e Liderança e hoje cursa Técnico Mecânico.

RH

5 Sensos

SETOR

Tabela 5´S Junho-2007 PONTOS

Administração Estampagem Montagem e Almoxarifado de

92 89 89

Aniversariantes

CONCEITO Bom Bom Bom

89 89

Bom Bom

brificação. Corte Pinos e Chapas Tratamento Superficial Ferramentaria Almoxarifado/ Recebimento Controle Final, Expedição e

86 89 89 89 89

Bom Bom Bom Bom Bom

rantes Área Comum Centro de Corte/ Centro de do-

86 92 89

Julho 14 Dia da Liberdade de Pensa-

Componentes Supervisão e Segurança Preparação, Manutenção e Lu-

Planejamento Solda, Almoxarifado de Ti-

Comemoração

Bom Bom Bom

bra/Centro de Processos

Pensamento “Alguns homens vêem as coisas como elas são e se perguntam por quê. Outros sonham com coisas que

Julho

mento

17 Fábio dos Santos Batkai

15 Dia Internacional do Homem

22 Robson Machado

19 Dia da Caridade

23 Daniel Wilson Lickefett

20 Dia do Amigo

Luiz Eduardo de Oliveira

26 Dia dos Avós

25 Diovane Mendes da Silva 26 Tiago Justino Tenório 27 Ricardo Cardoso Urias de Souza

Agosto 04 Dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer

30 Mauro César dos Santos

05 Dia Nacional da Saúde

31 Ubirajara Xavier Vieira

09 Dia Internacional do Índio 11 Dia da Consciência Nacional

Agosto

12 Dia dos Pais

02 Laércio Franz 03 Anderson E. Ferreira

Fonte: www.educacional.com.br

Agenda

Antonio E.D. da Fonseca Luiz Fernando Moreira 04 James Soares 09 José Inácio Voitena 10 Thonas A. dos Santos 12 Moacir Noskoski

nunca existiram e se perguntam por que não.”

Paulo César Vasel

George Bernard Shaw

15 Márcio Mendes Cunha

Período de retirada da cesta básica: 24 horas após a entrega na empresa. Data do pagamento salarial: 06/08/2007.


Escola Interna

Escola Interna

Abrigo Marta e Maria

Campanha do agasalho

FORMATURA

Dando continuidade a nossa

O objetivo da KS CHAPELINS

campanha do agasalho, no dia

ao implantar a escola (inter-

12/06 foram entregues os vári-

na) foi desenvolver e capacitar

os agasalhos arrecadados, com

seus colaboradores permitindo

a colaboração de colegas e co-

enveredar por uma carreira

laboradores da KS Chapelins e

profissional com maior poten-

entregues a entidades carentes

cial e realização pessoal, e após

Lar do Idoso Betânia

que foram beneficiadas con-

tantos esforços e dedicação

forme relação abaixo.

chega o momento tão espera-

− Lar Abdon Batista – contato

do, os primeiros formandos do

Ana Paula

2º grau.

− Abrigo Marta e Maria que atende aos peregrinos de rua -

A festa de solenidade foi re-

Silvia

alizada no dia 11/07 às 15:00

− Lar dos Idosos Betânia – con-

horas, nas dependências da

tato Cristiane

empresa, e desde já parabe-

Lar Abdon Batista

Também foi beneficiado o

nizamos aos alunos por mais

Colaborador Roberto, que já

uma meta alcançada.

prestou serviços a esta empresa e hoje encontra-se aposen-

Mais detalhes na próxima

tado por motivos de saúde.

edição.

Vamos continuar com a campanha e contamos com a co-

Colaboração: Patrícia - RH

laboração de todos da KS.

Piadas Manuel

lindo rebanho o senhor tem!

agüentaram e ele teve que as-

- Obrigado!

soprar, caiu e morreu

Manuel foi ao médico e depois - Se eu acertar quantas ovelhas então foi o brasileiro:

CIPA Em reunião realizada no

de vários exames o doutor lhe ha em seu rebanho, eu ganho ele foi foi foi foi foi foi ,mas

dia 16/06, a comissão tratou

receitou três remédios. Uma se- uma?

os seguintes assuntos:

faltando 3 metros para chegar

mana depois ele tinha piorado - Claro! Duvido que a senhora suas mãos não agüentaram e

− Avaliação da máscara de

consideravelmente e está na seja capaz!

ele teve que assoprar, ele caiu

solda mais adequada para o

cama agonizante quando Maria - São 627!

e morreu

setor,

resolve chamar o médico nova- - Impressionante!!! Esse e o então foi o português:

− O excesso de graxa nas

mente.

prensas,

número exato de ovelhas do meu ele foi foi foi foi foi foi foi foi foi

- O senhor comprou todos os rebanho. Pode escolher uma, ela foi foi foi e quando faltava 1

− A segurança da cinta que

remédios que eu lhe passei? - e sua!

amarra bobina,

metro suas mãos não agüenta-

A loira olhou com atenção todas ram, mas ele assoprou uma de

− Orientação dos colabora-

- Mas é claro que eu comprei aquelas ovelhas macias e, de- cada vez e não caiu. Mas foi ai

dores para os riscos de saúde

doutor!

pois de muito acariciá-las, sele- que ele gritou batendo palmas

na utilização do ar compri-

- E tomou todos direitinhos?

cionou uma e a estava levando ebaaa o português eh o mais es-

mido

pergunta-lhe o médico.

- Tomar de que jeito? Se em todos para o carro quando o pastor pertoooo!!!

− Orientar todos sobre o lixo

os frascos estava escrito: “MAN- chamou:

e sobre local adequado para

Colaboração: Sandra - Qualidade

TENHA SEMPRE FECHADO”?

- Moça! Se eu adivinhar a cor

_________________________

original do seu cabelo, a senho-

A loira e as Ovelhas

ra devolve o meu cachorro?

A Preguiça:

Cansada das brincadeiras sobre _________________________ sua burrice, a loira resolveu pin- Um português um italiano e um tar o cabelo de preto.

brasileiro queriam atravessar de

Para comemorar o \”novo visu- um lado de um vale para outro al\”, foi dar uma volta de carro em uma corda de 10 metros pelo campo e lá encontrou um então foi o italiano: pastor de ovelhas.

ele foi foi foi ate a metade da

- Bom dia, senhor pastor! Que corda,

mas

suas

mãos

Charge

não

Baseado em um fato real.

armazenar seus uniformes.


Dia do Bombeiro

Mensagem

Eu posso fazer mais

Em 2 de julho de 1856, o Im-

que isso!

O chefe dos bombeiros res-

atender as chamadas de incên- pondeu “NÓS PODEMOS FAZER dio!”

perador D.Pedro II, assinava o Decreto Imperial nº 1.775, que

tel, comer conosco, sair para

MAIS QUE ISSO!

E se você nos der as medidas

Nós estaremos aí em cinco

A mãe de 26 anos parou ao dele, nós conseguiremos um minutos. E faça-me um favor?

regulamentava, pela primeira vez lado do leito de seu filhinho, que uniforme verdadeiro para ele,

Quando você ouvir as sirenes

no Brasil, o serviço de extinção de estava morrendo de leucemia. com chapéu, com o emblema e ver as luzes de nossos carros, incêndio. Nessa época, ao sinal de Embora o coração dela estive de nosso batalhão um casaco avise no sistema de som que incêndio, o badalar dos sinos aler- pleno de tristeza e angústia, amarelo igual ao que vestimos não se trata de um incêndio. tava homens, mulheres e crianças ela também tinha um forte sen- e botas também. que ficavam em fila e, do poço timento de determinação mais próximo, passavam baldes

É apenas o Corpo de Bombei-

Eles são todos confeccionados ros vindo visitar, mais uma vez,

Como qualquer outra mãe, ela aqui mesmo na cidade e conse- um de seus mais distintos inte-

de mão em mão, até chegarem ao gostaria que seu filho crescesse guiremos eles rapidamente. local que estivesse em chamas. e realizasse seus sonhos. Para oficializar a importância do

grantes.

Três dias depois, o bombeiro

E você poderia abrir a janela

Agora, isso não seria mais Bob pegou o garoto Billy, vestiu- do quarto dele?

bombeiro, por decreto do Presi- possível, por causa da leucemia o em seu uniforme de bombeiro dente da República, desde 1954, terminal. todo 2 de julho deve ser dedicado

e escoltou-o do leito do hospital pois, uma van e um caminhão

Mas, mesmo assim, ela ainda até o caminhão dos bombeiros. com escada Magirus chegaram

a homenagear esses profissionais. queria que o sonho de seu filho Nada mais justo que uma data se transformasse realidade. em honra dessas pessoas sensíveis

Billy ficou sentado na parte no hospital, estenderam a esde trás do caminhão, e foi le- cada até o andar onde estava

Ela tomou a mão de seu filho vado até o quartel central.

às necessidades do próximo e en- e perguntou,

Ele estava no céu.

gajados no desejo de servir bem a

Ocorreram

comunidade.

-”Billy, você alguma vez já

pela escada até o quarto de Bilchamados ly. Com a permissão da mãe,

nix e Billy acompanhou todos eles o abraçaram e seguraram

-Você já sonhou o que gos- os três. Em cada chamada ele e falaram para ele o quanto eles

acidentes, colisão de veículos, a- taria de fazer com sua vida?” tropelamentos, casos clínicos ur-

três

Billy e 16 bombeiros subiram

pensou o que você gostaria de naquele dia na cidade de Phoe-

Algumas situações em que os ser quando crescer? bombeiros atuam são: resgate em

Obrigado!” Cinco minutos de-

foi em veículos diferentes: no o amavam.

“Mamãe, eu sempre quis ser caminhão tanque, na van dos

Com um sopro final, Billy

gentes e remoção de cadáveres, um bombeiro quando eu cres- paramédicos e até no carro olhou para o chefe e pergunentre outros. Também fornecem cer.”

especial do chefe do corpo de tou Chefe, eu sou mesmo um

treinamento a aspirantes a bombei-

A mãe sorriu e disse

bombeiros.

ros em cursos internos, externos

“-Vamos

ver

se

podemos

bombeiro?” “Billy, você é um

Ele também foi filmado pelo dos melhores”, disse o chefe.

e palestras. São essenciais nas transformar esse sonho em re- programa de televisão local. praias, como salva-vidas e obser- alidade.” vadores do mar. Também analisam

Com estas palavras, Billy sor-

Tendo seu sonho realizado, riu e fechou seus olhos pela úl-

Mais tarde, naquele mesmo todo o amor e atenção que fo- tima vez.

a segurança de projetos e fazem dia, ela foi ao Corpo de Bombei- ram dispensadas a ele acaba-

E você, diante da vida, do

vistorias de obras. E ainda reali- ros local, na cidade de Phoenix, ram por tocar Billy tão pro- pedido de seus amigos, filhos zam busca e salvamento em matas Arizona,

onde

se

encontrou fundamente que ele viveu três e

parentes,

tem

respondido

e florestas, auxiliam na captura de com um bombeiro de enorme meses mais que todos os médi- “EU POSSO FAZER MAIS QUE animais, monitoram e auxiliam na coração, chamado Bob. derrubada legal de árvores e muito mais!

Ela explicou a situação de seu

cos haviam previsto. Uma noite, todas as suas

ISSO!?” Reflita se sua vida tem sido

filho, seu último desejo e per- funções vitais começaram a em serviço ao próximo, tome

Cotidianamente, os bombeiros guntou se seria possível dar ao cair dramaticamente e a enfer- uma decisão hoje mesmo arriscam suas vidas pela vida do seu filhinho de seis anos uma meira-chefe, que acreditava no próximo; são, praticamente, “an- volta no carro dos bombeiros conceito de que ninguém dejos do fogo”. Salvando vidas

em torno do quarteirão.

veria morrer sozinho, começou

O bombeiro Bob disse “Veja, a chamar ao hospital toda a NÓS PODEMOS FAZER MAIS família. QUE ISSO!

Então, ela lembrou do dia que

Se você estiver com seu filho Billy tinha passado como um pronto às sete horas da manhã, bombeiro, e ligou para o chefe na próxima quarta-feira, nós e perguntou se seria possível o faremos um bombeiro hono- enviar algum bombeiro para o rário por todo o dia.

hospital naquele momento de

Ele poderá vir para o quar- passagem, para ficar com Billy. Expediente - Redação:Luciana K. Soares; Edição: Nankim CG (47 - 3028 2328) - Tiragem:280 exemplares KS Chapelins - Joinville/SC - Brasil - Fone/Fax: (47) 3426 2074/ 3121 6000; E-mail: sandra@kschapelins.com.br

Colaboração: Sandra - Qualidade


2007-07-KS-Jornal