Issuu on Google+

Mensário Re-Certificação ISO 9001

Mensagem Mantenha seus pensamentos positivos, porque pensamentos tornam-se sua palavras. Mantenha suas palavras positivas, porque suas palavras tornam-se suas atitudes. Mantenha suas atitudes positivas, porque suas atitudes tornam-se seus hábitos. Mantenha seus hábitos positivos, porque seus hábitos tornam-se seus valores. Mantenha seus valores positivos, porque seus valores.... Tornam-se seu Destino. (mahtma gandhi)

É isso aí pessoal! Conseguimos a re-certificação ISO 9001. Receita do Sucesso: • AMAR O QUE FAZEMOS • FAZER COM GARRA E VONTADE • ACREDITAR QUE NENHUM OBSTÁCULO NOS DETERÁ

Colaboração: Sandra - Qualidade

C liente Companhia Industrial Dox A Dox, tem presença marcante no mercado, atuando nas indústrias Petroquímica, Química, Siderúrgica, Papel e Celulose, Alimentícia, Mineração e outros segmentos. Com 300 profissionais altamente capacitados e planta industrial de 17.600m2 de área construída, a Dox possui sua própria forjaria e fundição, auxiliando as especificações de seus clientes. Em 1993, a Dox tornou-se membro do seleto grupo das cem primeiras companhias, no Brasil, a obter a qualificação internacional ISO 9002, através da BR-TUV.

Colaboração: Sandra - Qualidade

M ural do mensário Parabéns Rosimara!

Sabendo que será mamãe, a família KS lhe deseja felicidades. Temos a certeza que este anjo encherá os corações de sonhos e carinho.

Fonte: www.ciadox.com.br Colaboração: Paulo - Comercial

Fevereiro / 2006 Ano III / Nº31

Visite: www.kschapelins.com.br


N ova Sede A construção da nova sede da KS segue em ritmo acelerado, estamos em processo de término da montagem do galpão principal, onde só faltam algumas placas e lajes do mezanino do setor administrativo com previsão de término até o dia 17/02. Como mencionado na edição anterior, iremos iniciar nesta edição comentários sobre os métodos construtivos de nossa nova sede. Nesta oportunidade vamos comentar sobre: fundação e modulação entre pilares. Fundação: Normalmente as fundações são executadas na obra (in loco), gerando grandes margens de erro com tempos de execuções elevados e até desperdícios de materiais. Com isso, adotamos o método de fundação prémoldada, fornecido pela empresa de pré-moldados (Pré-Fabricar). Desta forma os blocos vieram prontos e simplesmente foram montados sobre as estacas já posicionadas e depois realizando o que chamamos de grauteamento, ou seja, a união da estaca com o bloco através de concreto (o bloco vem com o furo onde é encaixada a estaca e posteriormente concretado).

Em análise para a aprovação deste sistema, consideramos como pontos positivos a certeza da qualidade, rapidez e segurança na sua realização. No projeto da fundação já está calculada uma sobrecarga para uma ponte rolante de 15 toneladas (talha elétrica) que atualmente não há necessidade, mas se for preciso futuramente, não teremos problemas. Modulação entre pilares: É a distância entre pilares que representará os vãos livres que teremos internamente. As construções tradicionais têm modulações e características bem diferentes do que adotamos. A modulação tradicional de galpões é de 5,0 metros externa e internamente (no centro), sendo que em nossa nova sede adotamos a seguinte modulação: Externamente são posicionados pilares a cada 6,5 metros e internamente (entre galpões, pois são dois galpões de 20,0 metros cada) um pilar a cada 13,0 metros. Desta forma teremos vãos de 20,0 x 13,0 metros, o que representa facilidade no lay-out e uma arquitetura muito bonita. Na próxima edição, comentaremos sobre o método de fechamento lateral e a altura do galpão.

Colaboração: Vírgilio M. Júnior - Ferramentaria

C IPA No dia 27 de janeiro de 2006, foram empossados os Representantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, desta empresa, os quais terão seu mandato até o janeiro/2007. A composição da CIPA, de acordo com a eleição realizada em 21.12.2005, fica da seguinte forma: Titulares – Efetivos José Aparecido de Aguiar (Vice-Presidente da CIPA) Jéferson Fagundes, Flávio Francisco Rosa, Marciano de Matos Suplentes Djone Nardes, Marcos Antonio Xavieir Vieira, Rodrigo Liberado, Joel Manoel André Da mesma forma, obedecendo a NR 05 – CIPA, a empresa escolheu como seus representantes dos seguintes colaboradores:

Titulares – Efetivos Levi Milbratz - Presidente da CIPA Jonas Raimondi, Virgílio Milbratz Junior, Adenilson Domingos de Jesus Suplentes Marcos Silvano de Moura, Naltair Marques, James Soares, Jéferson Silva de Souza Eu, Sheila, serei a secretária desta Comissão, e desde já uma de minhas atribuições será a divulgação do conteúdo das reuniões ordinárias da CIPA neste mensário. Estaremos tratando de assuntos pertinentes a todos, e a divulgação será feita justamente para que todos os colaboradores da empresa possam acompanhar nossas atividades. Colaboração: Sheila - Segurança


Q ualidade Política da Qualidade A KS Chapelins projeta e desenvolve ferramentas,

produz artefatos metálicos e ferramentas para a indústria, atuando positivamente junto aos clientes. Compromete-se a cumprir os requisitos dos clientes, satisfazendo-os com produtos de qualidade e a promover a evolução contínua do sistema de gestão da empresa e dos colaboradores. Política da Qualidade Cliente

Evolução Contínua

Objetivo da Qualidade

Visão

Ser reconhecida no mercado como empresa confiável no fornecimento de artefatos metálicos. Produção de artefatos metálicos para a indústria. Proporcionar aos clientes, segurança na aquisição de artefatos metálicos.

Negócio Missão

Indicadore de Desempenho

Meta

Realizado Janeiro 2006

Promover o aumento do nível de satisfação dos clientes

Satisfação dos clientes (semestral)

90%

96,22%

Promover o aumento do nível de satisfação dos colaboradores

Satisfação dos colaboradores (semestral)

75%

70,39%

Manter o índice previsto na pontualidade de entregas para os pedidos de vendas com entrega para o período.

Pontualidade nas entregas

100%

100%

Evitar perda de peças produzidas, durante o processo.

Perdas de processo

2,0%

0,28%

Aumentar a eficácia do sistema de gestão da qualidade

Implementação de Ações Preventivas e Ações Corretivas

90%

100%

Promover o desenvolvimento dos colaboradores

Índice de Treinamento

2,0h/h

2,45h/h

Evoluir o índice de adequação do ambiente

Adequação de ambiente

92%

93,60%

Aumentar o percentual de manutenções preventivas de ferramentas

Manutenção de Ferramentas

35%

46,76%

C uriosidades Você sabia que o nariz e orelhas nunca param de crescer? O tecido cartilaginoso, que forma o nariz e as orelhas, não deixa de crescer nem mesmo quando o indivíduo torna-se adulto. Daí porque o nariz e as orelhas de um idoso são maiores do que quando era jovem. A face também encolhe porque os músculos da mastigação se atrofiam com a perda dos dentes. Por que sentimos cócegas? Sentir cócegas é uma reação de pânico que o homem adquiriu para defender-se, respondendo rapidamente ao perigo. Por isso, gera sempre uma risada nervosa e desconfortável. Quando uma aranha tentava escalar as pernas de um de nossos antepassados, eram as cócegas que o faziam perceber e expulsar o bicho sem precisar entender exatamente o que acontecia. De certa forma, podemos dizer então que as aranhas, escorpiões e insetos em geral são os responsáveis pelos ataques de histeria que alguns de nós sentem hoje ao ser cutucados pelos outros. Fonte: Terra - Curiosidades

5 ´s Tabela 5´S Janeiro - 2006

SETOR

PONTOS

CONCEITO

Administração

96

Muito Bom

Estampagem

97

Muito Bom

Montagem e Almoxarifado de Componentes

93

Bom

Supervisão e Segurança

94

Bom

Preparação, Manutenção e Lubrificação.

90

Bom

Corte Pinos e Chapas

96

Muito Bom

Tratamento Superficial

93

Bom

Ferramentaria

97

Muito Bom

Almoxarifado/ Recebimento

95

Bom

Controle Final, Expedição e Planejamento

95

Bom

Solda, Almoxarifado de Tirantes

88

Bom

Área Comum

88

Bom

Centro de Corte/ Centro de dobra/ Centro de Processos

95

Bom


RH

PALESTRA Aniversariantes do mês

04 Haroldo de Sena Filho 05 Diego Felipe 06 Adilson Soder Siedschlag 07 Nelson da Rocha Simões 10 Levi Milbratz Ricardo da Cruz Camillo 12 Jackson Sebastião Lemos 20 Caiubi Martins Porto 22 Dejalma de Oliveira 23 Charles Soares Jeferson Silva de Souza 28 Geraldo Rosskamp Vagner Alexandre Marcondes de Oliveira

A genda

A palestra abordará o assunto sobre planejamento familiar que é um recurso da sociedade moderna destinado a oferecer ao homem e a mulher a oportunidade de optar sobre o número de filhos que pretendem ter. Para isso, a medicina oferece métodos contraceptivos que usados de forma adequada, podem impedir a fecundação de óvulos e a conseqüente gravidez indesejada. Por exemplo: uso do preservativo, anticoncepcionais, o uso da tabelinha, vasectomia, entre outros. Realização dia 22/02/06 Horário: 09:40 e às 14:40 horas Participação: Patrícia - RH

T

iras

P

iadas

Data adiantamento salarial: 20/02/2006 Período de retirada da cesta básica: 24 horas após a entrega na empresa Data do pagamento salarial: 04/03/2006

D atas Comemorativas 11 Dia da Criação da Casa de Moeda 13 Dia Nacional do Ministério Público 14 Dia da Amizade 21 Dia da Conquista do Monte Castelo (1945) 24 Promulgação da 1ª Constituição Republicana (1891) 25 Dia da criação do Ministério das Comunicações 27 Dia Nacional do Livro Didático 28 Carnaval Fonte: Arteducação

Balconista Espertinho Um homem chega ao bar e pede: — Me vê um metro de cachaça pra afogar as mágoas. O balconista metido a esperto, espalha sobre o balcão o equivalente a um metro de sua melhor aguardente e, com um sorriso debochado, pergunta: — Mais alguma coisa, senhor? O homem então responde: — Agora embrulha que eu quero pra viagem. Fonte: Humortadela

Expediente - Redação:Luciana K. Soares; Edição e Fotografia:Nankim CG Colaboradores:Sandra, Patricia, Sheila e Paulo; Tiragem:250 exemplares KS Chapelins - Rua Patrício Maia, 31 - Guanabara - Joinville/SC Fone/Fax: (47) 426 2074; E-mail: ksqualidade@kschapelins.com.br


2006-02-KS-Jornal