Page 1

1º Revista exclusiva para nossa querida KOMBI

Magazine Edição 00/2013 Especial de Lançamento

Kombi de todos tipos para todos os gostos de todos os Kombimaníacos!


Tópicos de sua KOMBI magazine (Km)

"ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado. (estamos convidando um ilustre e conhecido colunista Brasileiro para esta seção) "MANUAL DO PROPRIETÁRIO", dicas básicas e práticas sobre a manutenção de nossa querida kombi. (seção conduzida pelo Consultor Técnico do Kombi Clube Curitiba) "LEITOR PERGUNTA... CONSULTOR KCC RESPONDE", leitores perguntam e tem suas perguntas respondidas Pelo Consultor Técnico Kombi Clube Curitiba responder ... "FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores. "RADIO DO PAINEL", espaço para que os leitores nos enviem links de noticias sobre assuntos de nossa querida kombi. "SALÃO DA KOMBI", local para colocar as peças para vender, trocar ou comprar. "KOMBI GRINGA", local para kombimaníacos de fora do Brasil participarem. "KOMBI CLUBES", espaço para os kombis clubes se apresentem para que os leitores possam buscar se Associar ao kombi clube mais próximo de sua região, rumo a Associação de Kombi Clubes do Brasil. "PARABRISAS", espaço para postar as fotos de kombis de todo jeito enviadas por leitores. “PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura. “KOMBI NA OFICINA”, espaço para os kombinautas serem os “fiadores” de profissionais “ficha limpa” que podem recomendar aos demais... (sugestão do associado KCC jeanfabricio@) “KOMBI HOME”, espaço para dicas e projetos para que sua kombi se transforme parcialmente ou integralmente em uma kombi casa; "COLECIONAVEIS KOMBI", espaço para miniaturas e coleções de kombis em escala “CORAÇÃO DE GASOLINA”, espaço para entrevistas com entusiastas de VW Antigos demais Autos Antigos “CAR LENDÁRIO EVENTOS” , espaço para publicar eventos do més seguinte "PORTA-LUVAS", canal direto via e-mail para elogíos a revista. "CINZEIRO DO PAINEL", canal direto para críticas a revista. Quer participar em um dos nosso tópicos? .. Entrem em contato conosco!!!!

Atendimentokombimagazine@gmail.com


"ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado

Alexander Gromow

Ele fala sete línguas - talvez a mais importante seja o alemão. Entrevistas? Jô Soares, CNN, TV japonesa, Deutsche Welle... Encara numa boa... Ele reuniu dados que serviram como base para o projeto de lei do Dia Municipal do Fusca. Lançou e difundiu a idéia sobre o Dia Mundial do carro. Seu sonho é ver o "Rosinha" na maior feira de fuscas antigos, em Bad Camberg, na Alemanha. Quando esteve à frente do Fusca Clube do Brasil entregou um chaveiro da organização ao também apaixonado Itamar Franco. Estamos falando de Alexander Gromow, sinônimo do carro mais ativante da Volkswagen, paixão e competência quando se fala em VW Antigo...

Com base num extenso e raro material fotográfico vamos recontar a saga do veículo que comemorou 60 anos de existência recentemente. A partir de uma idéia, ou melhor, de uma grande necessidade do pós-guerra nasceu um veículo que conseguiu conquistar o mundo fazendo sucesso com base nos componentes do Fusca. Porém foi projetado sem a participação de Ferdinand Porsche, que naquele tempo já era idoso e se encontrava muito debilitado pelo ocorrido no pós-guerra quando ele foi mantido prisioneiro pelos franceses, tendo sofrido mau tratos apesar da idade.


"ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado

Alexander Gromow

A concretização de uma idéia Kombi, desde o seu início até o primeiro milhão produzido - 1ª parte

O comerciante holandês Ben Pon fez as primeiras exportações de Fuscas para a Volkswagen alemã e tinha excelente contato com a fábrica.

A Europa estava em recuperação depois da II Guerra Mundial e necessitava urgentemente de meios de transporte. Bem Pon fez uma sugestão à fábrica para a fabricação de um veículo de transporte leve. Para ilustrar o que imaginava, ele fez um croqui em sua agenda em 23 de abril de 1947, que foi preservada e tornouse um documento histórico importante


"ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado

Alexander Gromow

Este veículo bem diferente foi feito pelos operários da fábrica com componentes do Fusca. Seu nome em alemão era “Pritschen Wagen” – carro plataforma e pode ser considerado como sendo um precursor da Kombi.

Depois de três anos de desenvolvimento surgiu o VW Transporter tipo 29. Era 8 de maio de 1950. É interessante observar que as fotos mostram que os funcionários naquela época não usavam nem uniformes tampouco equipamentos de proteção individual (EPI’s).


"ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado

Alexander Gromow

Depois conhecidas como “Barn door” (porta de celeiro), as primeiras Kombis a deixar a fábrica eram levadas ao pátio para aguardar o transporte.

No trem, originalmente dominado pelo transporte de Fuscas, começaram a aparecer as Kombis. Vejam que a silhueta das Kombis já começava a despontar nos vagões.


"ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado

Alexander Gromow

Esse veículo preenchia exatamente a necessidade de transporte leve do pós-guerra. Mas as Leis mudaram na Alemanha, hoje em dia já não se pode mais viajar desta maneira por lá.

Neste cartaz daqueles tempos, que estava colocado próximo da fábrica, se podia ler: “Aqui o Plano Maershall ajuda”. Este plano dos EUA foi concebido para a recuperação também da Alemanha que recebeu um aporte de recursos e já começava a se soerguer.


"ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado

Alexander Gromow

O VW Transporter tornou-se um símbolo de dedicação e vontade efetiva de trabalho. Ele preenchia a lacuna que havia entre os automóveis e os caminhões.

A concretização de uma idéia Kombi, desde o seu início até o primeiro milhão produzido - 2ª parte

Continua na próxima edição!

Fonte: http://www.maxicar.com.br/old/gromow/colunista_gromow_0208.asp

Alexander Gromow


"MANUAL DO PROPRIETÁRIO", dicas básicas e práticas sobre a manutenção de nossa querida kombi. (seção conduzida pelo Consultor Técnico do Kombi Clube Curitiba)

Valdecir “Arrais” de Lima A partir da próxima edição.... Dicas do Arrais Quem é a pessoa por trás do Consultor Técnico? Natural da Cidade de Santo André (ABC-Paulista) , com 45 anos de idade , é conhecido a âmbito nacional e internacional pelas atividades diversas exercidas no Mundo Automobilístico . Palestrante , Reporter Honorário , Historiador Amador ,exerce atividades beneficientes orientando jovens carentes ,contribuindo para uma sociedade mais Justa e Perfeita . É militante Politico e Sindical , filiado ao Sindicato dos Metalurgico do ABC a 25 anos.


"MANUAL DO PROPRIETÁRIO", dicas básicas e práticas sobre a manutenção de nossa querida kombi. (seção conduzida pelo Consultor Técnico do Kombi Clube Curitiba)

Valdecir “Arrais” de Lima Quem é o profissional por trás do Consultor Técnico? Ingressou na carreia profissional em 01/08/1983 em uma Autopeças na área de Manutenção , onde projetou sua carreira até os dias de hoje . É especialista em processos de Fabricação de Automóveis, Robótica e Eletrônica . Exerce suas atividades profissionais na Volkswagen do Brasil a 25 anos .Recentemente participou de vários programas de TV e eventos de veiculos antigos ,dentre eles , dois promovidos pela History Channel em parceria com a Auto Show Collection Brasil .


"MANUAL DO PROPRIETÁRIO", dicas básicas e práticas sobre a manutenção de nossa querida kombi. (seção conduzida pelo Consultor Técnico do Kombi Clube Curitiba)

Valdecir “Arrais” de Lima Quem é o entusiata por VW Antigo por trás do Consultor Técnico? Desde criança , foi motivado pelo Pai a exercer atividades de reparos e consertos , onde aos 13 anos já praticava Manutenção em circuitos elétricos e eletrônicos de veículos e residências . Um dos meio de locomoção e ferramenta de trabalho da Familia , era uma Kombi (1970) e um fusca (1969) onde a manutenção dos veículos eram feitas na própria residência . Isso fez com que passasse toda a infância em contato com a marca e no decorrer do tempo , ter adquirido uma verdadeira paixão pelo saudosismo dos veículos antigos da VW.

Sua Grande Paixão: Todavia seu grande ‘Amor” sempre foi a Kombi pela versatilidade a qual seu “Pai” a submetia e sentia muita admiração pelo veiculo . Mande sua pergunta Técnica para: Atendimentokombimagazine@gmail.com


"LEITOR PERGUNTA... CONSULTOR KCC RESPONDE", leitores perguntam e tem suas perguntas respondidas Pelo Consultor Técnico Kombi Clube Curitiba responder ...

Associado Rodrigo Niccioli Figueira Pergunta... Arrais KCC Responde... Boa tarde Rebuli, seria ótimo uma revista especializada de kombi afinal,mudou muitas coisas ao longo do tempoTenho um kombi 1965 std, azul pastel que meu avô tirou zero. Hoje ela esta em Caieiras-SP Para a seção duvidas, ja até tenho uma.kkkk A minha kombi é esta azul da foto, como ser pode perceber, a bolha do parachoque dianteiro e de fora a fora,, não sendo interrompido como na kombi vermelha. Até hoje vi apenas fotos de duas kombis assim, e gostaria de saber que parachoque e esse e porque saiu assim...Sendo que até onde sei é original... Acho que uma seção boa também seria um de garagem e conservação. onde seria explicado como guardar a kombi na garagem em caso de ficar um tempo prolongado, o que deve ser trocado após muito tempo parado. O usar para conservar mais a pintura e as partes cromadas do nosso carro

rr_sign@hotmail.com


Arrais Kombi Clube Curitiba Responde... Boa tarde Rodrigo Niccioli Figueira ... Houve vários períodos os quais as industrias automobilísticas passaram por um processo de nacionalização de peças , mantendo ainda paralelamente a importação (CKD) para que o processo produtivo não sofresse parada . Portanto você encontrará as duas condições de para-choques , todavia aquele que tem o alojamento da placa é o mais antigo , sendo que depois de várias tentativas com o vinco direto, o mesmo com alojamento da placa também foi nacionalizado . Essas foram as variaçãoe dos fornecederes se adequando as empresas . Observe as fotos abaixo : "os para-choques"

... montados no sistema CKD (Completely-Knocked-Down, ou completamente desmontados oldcarbr@gmail.com


Arrais Kombi Clube Curitiba Responde...

oldcarbr@gmail.com


Arrais Kombi Clube Curitiba Responde...

oldcarbr@gmail.com


Arrais Kombi Clube Curitiba Responde...

oldcarbr@gmail.com


Arrais Kombi Clube Curitiba Responde...

Espero ter esclarecido sua dúvida!!!... Mais detalhes entre em contato comigo amigo Associado KCC... Abraço do Arrais oldcarbr@gmail.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Acho ótimo ter uma revista especifica de kombi, pois já temos revistas de fusca,opala, faltava uma revista sobre kombi, a principio está otimo as seções pois abrange vários itens. Estou torcendo para o sucesso da revista um grande abraço... Victor

Victor Jose Hackbarth Tacuru/MS - Kombi 1974

victor hackbarth <victorodontolegal@hotmail.com> victorodontolegal@hotmail.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Fernando Gustavo Barbosa Curitiba Pr Kombi Pick-up 1974

Achei uma boa ideia esta iniciativa, pois como elas estão extintas, não podemos deixar cair no esquecimento que esta revista entre no mercado em breve e com certeza vai atrair muito o público que gosta da Kombi e os que vão começar agostar. Fazer parte deste clube já me faz ser feliz e agora ter uma revista com o nosso clube apoiando é demais só lembrar de fazer matérias com proprietários e kombis carroceria, cabine dupla etc abs Fernando

fernando@fotosfernando.com.br


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Acho ótima ideia. Não sei porque não pensaram nisso antes. - O que acha do 1º Kombi Clube do Brasil lançar a 1º revista só para Kombis? Excelente ideia.

Luiz Mario Menescal Petrópolis – RJ Kombi 1978

- Que acha das seções contidas na KOMBI magazine? Acho que são matérias de grande interesse dos proprietários e aficionados por Kombi, agregando informação e leitura para quem gosta do assunto.

luizmario.menescal@gmail.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Parabéns pela iniciativa da revista Kombi Magazine. Sou publicitário e há tempos venho pensando em editar uma revista nacional para fãs de Kombis e outros Vw's a ar, mas por falta de tempo, a ideia acabou ficando só na cabeça. Gostei muitos das seções da revista. Sugiro um espaço para contar histórias dos leitores com suas Kombis. Acho que a Kombi tem esta capacidade de deixar seus proprietários apaixonados e, na maioria das vezes, as pessoas ficam muitos anos com elas, deixando muitas histórias para contar

Carla & Marcelo Porto Belo kombi 1975

mundoemverdeamarelo@gmail.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

JEAN FABRÍCIO - Curitiba Kombi 1973

- O que acha da kombi ter uma revista exclusiva? UMA BOA IDEIA, MAS QUE NÃO SIGA OS PADRÕES DA FUSCA & CIA. UMA BOA REVISTA PARA SE ESPELHAR É A ASAS. - Que acha das seções contidas na KOMBI magazine "ESPELHO RETROVISOR", olhando para trás, a história da kombi, manteremos vivo todo seu legado. (estamos convidando um ilustre e conhecido colunista Brasileiro para esta seção) - INTERESSANTE, DESDE QUE TAMBÉM TRAGA DADOS TÉCNICOS DAS ALTERAÇÕES, POR EXEMPLO. "MANUAL DO PROPRIETÁRIO", dicas básicas e práticas sobre a manutenção de nossa querida kombi. (seção condizida pelo Consultor Técnico do Kombi Clube Curitiba) - EXCELENTE! "FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores. INDIFERENTE. "RADIO DO PAINEL", espaço para que os leitores nos enviem links de noticias sobre assuntos de nossa querida kombi. ÚTIL "LEITOR PERGUNTA... LEITORES RESPONDEM", leitores perguntam e tem suas respostas respondidas por leitores... uma rede social de entusiastas, onde suas experiencias ajudam a responder dúvidas. - ESSENCIAL, DESDE QUE AS RESPOSTAS DE CUNHO TÉCNICO SEJAM REVISADAS PELO CONSULTOR OU ALGUÉM CAPACITADO. "PORTA-LUVAS", canal direto via e-mail para comentários contrutivos a revista. - ÚTIL. "CINZEIRO DO PAINEL", canal direto para críticas a revista. - DESNECESSÁRIO. "SALÃO DA KOMBI", local para colocar as peças para vender, trocar ou comprar. - COM A INTERNET, NÃO SEI SE SERÁ TÃO DINÂMICO. "KOMBI GRINGA", local para kombimaníacos de fora do Brasil participem. - A REVISTA TERÁ VERSÃO EM INGLÊS? "KOMBI CLUBES", espaço para os kombis clubes se apresentem para que os leitores possam buscar se Associar ao kombi clube mais próximo de sua região. - ÚTIL. "PARABRISAS", espaço para postar as fotos de kombis de todo jeito enviadas por leitores. - INDIFERENTE Tem alguma sugestão de "seção"?... nos envie sua sugestão e ajude na cosntrução da 1º revista exclusiva para Kombi no Brasil. - QUE TAL FAZER UM PLANEJAMENTO DE A CADA EDIÇÃO (OU DUAS, DEPENDENDO DA QUANTIDADE DE INFORMAÇÃO) VOCÊS APRESENTAREM O HISTÓRICO DA KOMBI NACIONAL? POR EXMEPLO, NA PRIMEIRA EDIÇÃO TODOS OS DETALHES DA KOMBI 1957, NA SEGUNDA OS DA 1958 E ASSIM POR DIANTE. TAMBÉM UMA SEÇÃO DE PROFISSIONAIS INDICADOS PELOS COLEGAS: AQUELE PINTOR BOM, O MECÂNICO, O LATOEIRO, UMA ESPÉCIE DE "LISTA BOA", QUE INDICARIA OS BONS PROFISSIONAIS NAS RESPECTIVAS ÁREAS. E, POR FIM, UMA REVISÃO NA LOGO DA REVISTA. INAUGURANDO O "CINZEIRO DO PAINEL", FICOU MUITO RUIM A LOGO. SE DECIDIREM ALTERAR, ME OFEREÇO PARA CRIAR UMA SUGESTÃO.

jeanfabricio@outlook.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

- O que acha do 1º Kombi Clube do Brasil lançar a 1º revista só para Kombis?

É uma ótima ideia, pois nós amantes de kombis teremos um mei de informação e conhecimento mais amplo sobre as kombis.

Muito bom bom, pois ja se tem uma história por ser o primeiro kombi club, tem a revista um atrativo a mais aos apaixonados.

Nome:Alesandro Zamarki Cidade:Irani - sc Ano da Kombi: 1974

alessandro_zamarchi@hotmail.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

- O que acha do 1º Kombi Clube do Brasil lançar a 1º revista só para Kombis? - Que acha das seções contidas na KOMBI magazine? Legal! Muito boa a iniciativa. Seria legal uma área de colecionáveis, miniaturas, radio controle, fotos antigas, revistas, etc.

Diego Tássio Maeda Londrina/PR Kombi 1975

fuscadodiego@yahoo.com.br


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Tamo junto... bela ideia... Conte comigo para o que precisar... Abraços

Ricardo Mafra - SC Kombi Home

rickmafra2009@gmail.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Excelente!!!!... Conte comigo

Valdeci Arrais de Lima SBC / SP Kombi: 1973 oldcarbr@gmail.com


"FREIO DE Mテグ", um espaテァo para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrテ。-la a todos os demais leitores.

- O que acha da kombi ter uma revista exclusiva?

MUITO BOM, SEMPRE BOM SE MANTER CADA DIA MAIS INFORMADO, A KOMBI MERECE POR TODA SUA HISTORIA PELO MUNDO

RegisS R. Tonet Sテ」o Marcos - RS Kombi 1970

registonet@gmail.com


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Òtima ideia!.. Senhor!!... Perfeito.. Senhor!!

Waldeci Luiz Domingues Curitiba - Pr Kombi:1968

cizur@pharol.com.br


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

- O que acha do 1º Kombi Clube do Brasil lançar a 1º revista só para Kombis?

Considero importante, haja visto que estamos diante da um movimento ascensão acerca da preservação de um mito da indústria automobilística.

Sugiro uma secção "CALENDÁRIO" - no qual Kombi Cubes poderão compartilhar as datas dos seus eventos.

É uma grande ideia. Cada vez mais os Kombi Clubes localizados em todos os continentes estão organizando-se para reunir, preservar e contar histórias sobre as kombis. Unir esses encontros em uma ferramenta digital é elogiável.

Paulo Gustavo Sehn Clube do Fusca Lajeado Kombi Clube RS Kombi 1972

paulosehn@vwfusca.net


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Me interesa mucho la historia en Brasil, ya que la de Alemania ha sido ampliamente difundida.

Guillermo Müller Glew, Buenos Aires,ARGENTINA Kombis: 1957 - 1978

gmuller@edesur.com.ar


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

Tão boa como a ideia da criação de nossa querida kombi!!

Nome: Ricardo Láo Cidade: Rio de Janeiro Ano da Kombi: 1970

ricardolao@bol.com.br


"FREIO DE MÃO", um espaço para que cada Leitor possa estacionar sua kombi e mostrá-la a todos os demais leitores.

Qual sua opinião sobre uma revista só para kombi?

- O que acha do 1º Kombi Clube do Brasil lançar a 1º revista só para Kombis?

Otima iniciativa, é uma forma de conhecer ainda mais sobre a Kombi, fazer novos amigos, tirar duvidas. Não podemos deixar cai nos esquecimento de muitos, esse veiculo que foi tão importante para muitas famílias e para muitos negócios! Quantas pessoas que nós conversamos que contão que aprenderão a dirigir em uma Kombi. Isso é muito legal. Kombi Brasil, mostrar ao mundo de como somos fortes, e por ser uma pais novo, também temos nossas historias, que guardamos de uma forma diferente, cuidando, restaurando e guardando em nossas garagens, galpões, onde cada um que tem a sua Kombi , sempre tem algo para contar.

Wagner Schneider São bento do sul Kombi: 1973

wagner@smoveisplanejados.com.br


"RADIO DO PAINEL", espaço para que os leitores nos enviem links de noticias sobre assuntos de nossa querida kombi.

KOMBI LAST EDITION na Alemanhã

APÓS 56 ANOS, O QUE FEZ VW T2 EDIÇÃO DE CARGA NO BRASIL Na Alemanha, a produção terminou em 1979, este ano também no Brasil é de: VW T2 representa o ... •

No Brasil, a história de uma lenda automobilística mundial chega ao fim. Aos 63 anos, a produção é a VW Bulli set. A "Última Edição "está sendo executado como uma edição limitada a partir da fita Para sua última aparição foi o Bulli fez chic. Com pneus de banda ranca, cortinas elegantes e de cores azul e branco de luz - a última, na verdade, os últimos modelos do mundo do mito transportador execução da planta Anchieta da VW em São Bernardo do Campo, Brasil a partir da fita. Em dezembro, está tudo acabado - cerca de 63 anos após a primeira tinha sido construído transportador "T1" em Wolfsburg e depois de 56 anos de produção ininterrupta no Brasil. Bulli para os fãs de todo o mundo um dia triste. O Bulli é simplesmente combinado no Brasil e nas ruas do país samba como a sua menor, não menos lendário irmão carro "Fusca" (besouros) há décadas e nem sequer imaginar hoje. Como pick-up e deslocalização como um veículo de transporte fechado, até mesmo vacas são transportados por e-como treinador, em que o simplesBrasil necessária até caber 25 pessoas e mais puros, ele está viajando nas ruas da cidade e encostas da selva.


"RADIO DO PAINEL", espaço para que os leitores nos enviem links de noticias sobre assuntos de nossa querida kombi.

VW T2 NO BRASIL: A PRODUÇÃO TERMINA COM A ÚLTIMA EDIÇÃO "É um ícone da indústria, não só por causa do sucesso de vendas, mas também por causa de seu carisma", diz o gerente de marketing da VW Marcelo Olival, o mais provável anuncio aumentando anualmente os números de vendas para o "Combined Bulli". "Não há maneira mais econômica e eficiente para o transporte de uma tonelada de carga." Nas ruas do Brasil, a combinação também gostaria de ter esperado para falar muito mais do que a carga máxima permitida. Na verdade, uma edição de 600 unidades foi para o "Last Edition" fornecido, mas devido à alta demanda dobrou a quota para 1200 veículos VW. Preço recomendado: 85 mil reais (cerca de € 28.000). Até o último Bulli não nega seus antepassados: O design é redonda como sempre, os faróis e também próximo da porta traseira, o motorista eo passageiro da porta dianteira direita, há o conhecido porta deslizante.Interior: o compromisso familiar para o minimalismo. O acessório é dominado por um grande velocímetro circular, ao lado do medidor de combustível. O "último Bulli" também pode moderna: Ele tem um rádio com MP3 e opção de conectividade USB. A carroça foi o primeiro modelo construído VW no Brasil. Desde 1957, correu na fábrica Anchieta da VW em São Bernardo do Campo, próximo a São Paulo mais de 1,56 milhão de Padrões de modelo T1 e T2 da fita. A demanda cresceu rapidamente.Enquanto no primeiro ano, apenas 370 modelos foram "povo", é muitas vezes referida como VW no Brasil, em suma, proclamar 19571961 já mais de 41 000 modelos vendidos no período. A propriedade foi uma pick-up cama do caminhão com a cabine dupla e fechou clássico. A combinação cuja produção na Alemanha (T2/Hannover) foi criado em 1979, e serviu no Brasil serve muitos mestres. Seja como ambulância, carro de polícia, carro de bombeiros, biblioteca rolando, carro comunidade, carro fúnebre, propulsão snack-bar e unidades de transmissão de TV o veículo para todos os fins podem ser vistas até hoje em quase todas as esquinas. O "Off" é por motivos técnicos, pois no Brasil a partir de 2014 são os requisitos técnicos de segurança, as barreiras à Bulli são simplesmente demasiado elevado. Porque a partir de 2014, airbags e ABS sistemas obrigatórios para os veículos novos no Brasil de frenagem. Devido ao nível bastante espartano de segurança para o apelido do Bulli brasileiros nunca envergonhado, como a adição de "Jesus me Chama" era ("Jesus me chama") perdeu. No entanto, a van alcançou o status de cult no Brasil. O número "0001/1200" edição limitada exportado VW do Brasil, caminho para a VW Autostadt em Wolfsburg. T1 em todo o mundo e modelos T2 foram vendidos desde 1950, mais de 6,2 milhões. Mesmo que a produção do Bulli termina em dezembro, ele vai estar na estrada no Brasil por um longo tempo passar. De volta para casa na Alemanha hoje VW constrói em Hanover varas para T5. Ele pertence à divisão de Veículos Comerciais do Grupo, para a qual não vai mal. Eram apenas abaixo de 5 por cento de retorno sobre as vendas nos primeiros nove meses de 2013 claramente na divisão de estacionamento central VW, que conseguiu não 3 por cento de margem. Na época flower power hoje ainda se lembra da loja ventilador na VW. Existe a Bulli como um mealheiro - com a ranhura no telhado em vez da porta lateral. Fonte:

http://www.autozeitung.de/classic-cars/vw-t2-bulli-brasilien-produktion-ende2013-last-edition-transporter-klassiker-gn-401984

renatobaruch@hotmail.com


"RADIO DO PAINEL", espaço para que os leitores nos enviem links de noticias sobre assuntos de nossa querida kombi.

Descrição Fãs da Kombi vão se deliciar nestas belíssimas páginas com um recorte da história de um dos veículos mais conhecidos do mundo. Admirado e valorizada por sua versatilidade, sua simplicidade e sua longevidade desde seu lançamento, em 1949, o veículo teve diversos modelos fabricados a partir do original, como o furgão e a picape, a minivan Micro Bus e sua versão luxo, o Micro Bus De Luxe, além de uma linha de veículos especiais, de ambulâncias a comércios sobre rodas. A popularidade do carro ao longo de décadas, principalmente nos anos 1960 com a geração “paz e amor”, faz com que ele seja muito mais que um simples veículo utilitário: para muitos, a Kombi é um ícone cultural. Sobre o autor Quando o assunto é a Volkswagen, Richard Copping é o autor mais prolífico da Grã-Bretanha. Foi editor da VW Magazine e já publicou dezenas de artigos em revistas e jornais e mais de 20 livros sobre os mais diversos modelos da indústria alemã, entre títulos históricos, manuais e colecionáveis. Desde que comprou seu primeiro carro da marca, Richard permanece leal à marca como proprietário, entusiasta e historiador. Seu acervo de imagens e material de divulgação sobre a Volkswagen é invejável, e uma parte dele foi utilizada neste livro para enriquecer ainda mais a história do carro que se tornou ícone cultural..

De: R$75,00 Por: R$67,50


"RADIO DO PAINEL", espaço para que os leitores nos enviem links de noticias sobre assuntos de nossa querida kombi.

Descrição A Kombi, primeiro minifurgão e utilitário mais famoso do mundo, foi desenvolvida sobre o chassi do Fusca. Essa solução prática e relativamente simples foi a fórmula para um grande sucesso. No Brasil, o veículo começou a ser produzido em junho de 1957, e essa opção não foi casual: o país precisava de força de trabalho, e a Kombi era o veículo ideal por suacapacidade de transporte e baixo custo. Neste livro, o leitor irá encontrar não só a história do veículo, como também diversas fotos do utilitário que conquistou o Brasil e o mundo. Sobre os autores Fábio de Cillo Pagotto publicava a revista Collector’s Magazine e foi sócio-fundador do Clube do Dodge, do Dodge´s Club e posteriormente do Chrysler Clube do Brasil. Portuga Tavares exerce sua paixão por carros antigos na colaboração com as maiores publicações sobre o assunto e na TV Globo, como produtor do programa Autoesporte.

De: R$19,90 Por: R$17,90


"RADIO DO PAINEL", espaço para que os leitores nos enviem links de noticias sobre assuntos de nossa querida kombi.

Livro da Kombi Editora Online http://loja.revistaonline.com.br/o Categoria nline/vitrines/detalhes/Detalhe33 Automobilismo e Motor 185.asp Descrição Toda trajetória de sucesso e as versões que tornaram o utilitário VW em um símbolo de trabalho e lazer. Edição atual Publicada em 6 de Maio de 2013 A Evolução Completa da Kombi Toda trajetória de sucesso e as versões que tornaram o utilitário VW em um símbolo de trabalho e lazer

Fusca & Cia Especial Ed. 001 R$ 29,99


"SALÃO DA KOMBI", local para colocar as peças para vender, trocar ou comprar.

PREÇOS SUJEITOS A ALTERAÇÃO SEM PRÉVIO AVISO Kombi 1300/1500 - Nome da peça preço num Assoalho (conjunto) montado com cxa e fech. K1600 78... dir 105,00 1110 Assoalho central (remendo 30 cm) K 1500/1600 esq 70,00 1129 Assoalho central (remendo 30 cm) K 1600 78... Dir 70,00 1130 Assoalho central completo K 1500/1600 esq 170,00 1131 Assoalho central completo K 1600 dir 170,00 1132 ESTRIBEX Corte e Prensagem Ltda. Base de bateria K 1500 ...75 dir 20,00 1010 Rua Barra Funda 479 - Santa Cecília - CEP 01152-000 Base de bateria K 1600 ...88 dir 20,00 1106 SP Base de bateria Pickup 76... Dir 20,00 1114 Tel. (11) 3666-6542 - 3825-2040 Fax (11) 3667-3309 Base de bateria universal 30,00 1001 e-mail: estribex@hotmail.com Caixa de estribo externa dir ...77 35,00 1040 blog: estribex.blogspot.com Caixa de estribo externa dir 78/97 35,00 1092 Caixa de estribo interna (fechamento) K 1500/1600 23,00 1035 Conduit do cabo da embreagem e freio de mão (todas) X 1041 Conduit do cabo do acelerador (todas) X 1039 Curvão traseiro ponta inferior (abaixo da lanterna) ...97 30,00 1057 Curvão traseiro ponta inferior (abaixo da lanterna) Pickup ...97 30,00 1113 Dobradiça superior da tampa traseira (todas) X 1044 Fixador do banco traseiro (aranha) 3,00 1037 Frente inferior externa K 1500 35,00 1002 Guia trava dos trincos das portas laterais sup / inf 78... 5,00 1091 Lateral inferior externo K 1500/1600 dir 15,00 1034 Lateral inferior externo K 1500/1600 esq 42,00 1033 Parafuso da porta central e dianteira (fenda Philips) Ø,50 1074 Parafuso da tampa do motor / bagageiro K / Pickup Ø,30 1075 Pé da coluna intermediaria (todas) dir 16,00 1026 Pino da dobradiça da porta dianteira Kombi 1500 1,00 1025 Ponta de porta central ...77 c/reforços 23 cm dir 35,00 1030 Ponta de porta central ...77 c/reforços 23 cm esq 35,00 1029 Saia do pára-choque traseiro K 1500/1600 esq/dir 14,00 1065/66 Suporte de pára-choque traseiro K 1500/1600 20,00 1061 Suporte do macaco dianteiro (travessa) ...81 11,00 1049 Suporte do macaco dianteiro ...97 (78... Traseiro) dir 14,00 1052 Suporte do macaco dianteiro ...97 (78... Traseiro) esq 14,00 1051 Suporte do macaco traseiro (travessa) ...81 11,00 1050 Suporte do macaco traseiro ...77 19,00 1053 Suporte do macaco traseiro 86... (travessa) 16,00 1055/56 Tampa do motor batente externo (todas) 13,00 1045 Tampa do motor batente externo ...80 13,00 1087 Tampa do motor fechamento interno (todas) 13,00 1046 Quer anuncias suas peças /produtos aqui Travessa central do chassis dianteira c/furo (todas) 22,00 1047 Travessa central do chassis traseira c/furo (todas) 22,00 1048 na Km? Travessa tipo "I" todos os modelos 42,00 1009 Entre em contato conosco... Travessa tipo "U" com tampa (assoalho central) 37,00 1008 Atendimentokombimagazine@gmail.com


Seção "KOMBI GRINGA", local para kombimaníacos de fora do Brasil participarem Valentín Aguilar de Lucio Tijuana, Baja California ,México Club Transportsobsolets Valentincito6@hotmail.com Em primeiro lugar, sou Valentine Lucio, um leal fã da marca VW e estou muito apaixonado por minha querida Kombi 1966. Profissionalmente , sou um especialista em acesso electrónico para todos os tipos de estacionamento automatizados. Esta é a minha paixão fez-me resgatar essa kombi já enterrada e esquecida em uma fazenda e torná-la o meu projeto para realizar sua restauração completa e colocá-la para rodar novamente.

Sob estas condições e achei minha 66, desde que a vi, foi paixão a primeira vista para tornar-me seu novo proprietário.

Uma parte importante deste projeto é a minha família que me deu o maior apoio, minha esposa, meus filhos Ivonne, Jhon, Criz, Daniela e Melanie que compartilhar minhas alegrias e todos os outros passeios e outras kombis que eu tive até aqui... Valentincito6@hotmail.com


Atualmente e apouco tempo, alguns meses fundamos um novo clube chamado "transportsobsolets" e agora estamos a apenas 4 membros são os seguintes membros: Presidente do clube, Gerardo López que tem este kombi ano 62, 15 janelas.

Temos também um jovem Manuel Nava, que tem uma kombi vidro inteiro ano 69.

Temos também Luis, que tem sua kombi 59 cabine dupla bem rara ai no Brasil!!

Eu (Valentine) que também sou o presidente do clube, sim (risos) temos 2 presidentes sim... Este é o meu projeto anterior, que foi restaurado na garagem da minha casa é uma kombi vidro inteira cabine dupla 78.

Valentincito6@hotmail.com


E agora com o meu novo projeto, que só faltam alguns meses para estar concluído, e em breve será capaz de circular pelas ruas aqui fdo Mexico novamente

E esses são os quatro membros do clube, vale a pena mencionar que temos vários pedidos de mais pessoas que querem fazer parte do clube, estamos se estruturando para recebe-las, pois temos a intenção de não ser um grande clube, e sim um bom clube, mas que apesar de estarmos iniciando aos poucos, estes interessados, têm a mesma paixão para restaurar suas kombis, sempre com orientação de Gerardo Lopez, nosso associado que tem mais experiência na VW. Eu também sei muito mecânica e modificações especiais da linha VW Antiga. Como Manuel Nava, Luis e outros, são definitivamente “kombeiros” (acho que é assim que se chama no Brasil) incondicionais que adoram dar um passeio agradável com suas kombis.

Nas fotos acima, um passeio aos vinhedos “Malagon” na famosa rota do vinho mexicana Valentincito6@hotmail.com


Penso que as kombis podem até ser substituídas por outras vans, mais nunca serão substituídas em nosso coração e no prazer de desfilar com elas. Neste ritmo da tecnologia há vans muito superiores...e melhores para transporte, mas certamente quem conhece e tem uma terá sempre a mesma opinião...ela é incomparável. E esse sentimento que você sente quando se viaja que é único, como quando as pessoas passam e nos cumprimentam, é a melhor sensação que só quem tem uma kombi sabe!

Espero ter passado aos leitores esta nossa sensação de alegria pelas kombis aqui do Mexico. Não sei se faltou algo nesta entrevista, se faltou me desculpem. Mas antes de tudo eu quero agradecer a você leitor por me proporcionar esses minutos de seu tempo para expressar como me sinto sobre as kombis, obrigado e nós estamos felizes. Abraços aqui do Mexico a todos! Valentincito6@hotmail.com


Seção "KOMBI GRINGA", local para kombimaníacos de fora do Brasil participarem Rolando Guillermo Müller Glew, Provincia de Buenos Aires Argentina Grupo WESTY Argentina wilhelmmuller@gmail.com Eu sou argentino, 46 anos, descendentes de alemães e italianos. Sou bem alto 1,92 de altura, moro nas redondezas de Buenos Aires, na cidade de Glew, com minha esposa e minhas duas filhas com idades 6 e 2 anos. Sou Engenheiro Eletricista, trabalho no setor de distribuição da empresa de energia do sul de Buenos Aires. Minha paixão começou quando criança, uma vez que dois anos antes do meu nascimento, meu pai comprou a Kombi 57, que ainda tenho. Então, na minha adolescência, vendo folhetos VW do tempo em que meu pai comprou a Kombi, começou minha paixão por fuscas também, até que em 1995 eu comprei meu primeiro Fusca, um raro 68 Sunroof motor 1500cc. Isso começou o hábito e não mais parou.

wilhelmmuller@gmail.com


Mais tarde, eu comprei outra Kombi 57 para usar suas partes, mas acabei decidindo mantê-la o mais completa para a restauração no futiro. Em 98 eu estava morando no Chile e eu comprei lá um fusca 62 e fiz muitos passeios, viajando mais de 15.000 km em um ano, sem problemas, mesmo na neve. Ao voltar para BsAs, como o meu fusca 68 parecia "MUITO NOVO“, eu convenci um vizinho para me vender sua kombi 1951 que estava parada há décadas. Algum tempo depois, através do trabalho de minha esposa, encontrei uma kombi 58 para venda, e ao ver a kombi vi que tinha pintura original cor “Diamond Grey”, e com Km original de 67,000 km que tinah apelido de "Tuco".

Meu amor para a kombi, desde de pequeno, como o meu pai costumava falar: “ – Seja para Trabalho, passeios em família, transportar alguns móveis, transporte de lenha, ir fazer um piquenique ou passear de férias... Nada melhor que a boa KOMBI”, nesta época dormíamos acomodádos nos assentos traseiros da kombi, com o tempo sonhávamso com uma “kombi-casa" com a idéia de ter algum equipamento para torná-la uma “kombi-camping" com um teto movel ou coisa assim. Um dia eu vi uma WESTFALIA, não parei de sonhar com ela. Enfim em 2000 eu comprei uma Kombi alemã ar 1978 motor 2000cc boxer (Type4) e equipamentos de injeção de combustível resfriado com Westfalia modelo "Berlin". Com ela eu fiz muitas viagens com a família. A mais longa foi de Buenos Aires a Ushuaia na Rota 3, e de volta para Buenos Aires na Rota 40, em seguida, no Chile, e de lá para Santiago através dos Andes para Mendoza para retornar à Route 7. Finalmente, pela ansiedade de ter um outro modelo, eu comprei um transportador T3 de 1985, mesmo com motor traseiro, mas, neste caso Turbodiesel 1600cc.

wilhelmmuller@gmail.com


Em Buenos Aires , graças a Deus existem hoje muitos clubes relacionados a VW refrigerado a ar . Comecei na Argentina VW Clube (AVC) até 1994 , e existe hoje AADEA (Associação dos Amigos do Fusca Argentina) , refrigerado a ar , SOLOCOMBIS , Siemprenkombi , SPK , Grupo Westphalia, e outros movimentos como o Mundoescarabajo, que atualmente o mais ativo onde sempre participamos. Quanto Kombis , há uma grande quantidade de Kombis nacionais ( Made in Argentina ) e algum modelo brasileiro baywindow T2 ( 1980-1987 ) , mas há divisões , T2 alemão , T3 e T4 . O grupo se concentra cerca de 40 Westfalias deste modelo tanto para Camping T1 , T2, T3 e T4. E estas duas últimas gerações “Syncro’ como algumas do modelo 4WD . WESTY Grupo , é um excelente grupo, todas as pessoas saõ muito bacanas, cooperação e solidariedade, como toda a família VW. Acho que a Kombi é o veículo mais versátil da face da terra. Algo simples e dá muitos benefícios e será muito difícil de substituir . Estou feliz por pertencer ao KCC . Eu realmente gosto de seu slogan " Salve as Kombis” e eu acho que promove uma saudável intenção para este belo Hobby. Abraços Argentinos do Associado KCC Guille

wilhelmmuller@gmail.com


Seção "KOMBI GRINGA", local para kombimaníacos de fora do Brasil participarem Takeshi Abe 49 anos Osaka , Japão AirCooled Team Corsaeio evh.takedragon5150.1997125@docomo.ne.jp

Kombi 1966 motor 1600cc Suspensão não pneumática Eu estou fazendo tudo sozinha processo personalizado manual Eu mexendo nela 365 dias por ano Seat kombi é única em minha cidade! É o tesouro! evh.takedragon5150.1997125@docomo.ne.jp


Seção "KOMBI GRINGA", local para kombimaníacos de fora do Brasil participarem Takeshi Abe 49 anos Osaka , Japão AirCooled Team Corsaeio evh.takedragon5150.1997125@docomo.ne.jp

Sobre a revista KOMBI magazine, é uma coisa muito agradável uma revista democrática, pois eu nunca tinha visto uma revista como esta, nem aqui no Japão tem!!! evh.takedragon5150.1997125@docomo.ne.jp


Seção "KOMBI GRINGA", local para kombimaníacos de fora do Brasil participarem Takeshi Abe 49 anos Osaka , Japão AirCooled Team Corsaeio evh.takedragon5150.1997125@docomo.ne.jp

É uma honra ser Associado KCC mesmo estando aqui no Japão, mostrando que o KCC não tem fronteiras. Eu desejo ser amigo de todos os Associados e de todos os amantes dos VW refrigerado a ar do Japão e do Brasil. 准KCC日本! (associado KCC do Japão) evh.takedragon5150.1997125@docomo.ne.jp


"SALÃO DA KOMBI", local para colocar as peças para vender, trocar ou comprar. Kombi Clube Londrina Londrina/PR Since: 01 de Setembro de 2013 Nº Associados: 10 Presidente: Diego Tássio maeda fuscadodiego@yahoo.com.br

Que seu Kombi Clube acha de ter uma revista somente para nossa querida KOMBI? Legal, é uma boa oportunidade de troca de informações sobre a Kombi e eventos. Que acha desta revista não fazer destinção entre kombis, publicando e valorizando desde a kombi castigada ate a kombi original impecável? Mostra que Kombeiros não tem preconceito quanto ao estilo que cada Kombeiro gosta de ter, mostra personalidade e maturidade que muitos grupos de carros antigos não tem. Fale um pouco de seu Kombi Clube: O Kombi Clube Londrina (KCL) foi idealizado em Agosto de 2013, e com o apoio do Rebuli (Kombi Clube Curitiba), iniciamos em Londrina no dia 01 de Setembro de 2013, juntando inicialmente 4 Kombis, hoje contamos com 10 Kombis aproximadamente. O clube se reúne oficialmente no primeiro domingo de cada mês na "Confraria Fifty Riders", no mercadão da Prochet, das 09:00 até as 13:00, que é um encontro mensal autos e motos antigas daqui de Londrina. Também se reúne no terceiro sábado do mês no "Bug Night", que é um encontro mensal dos VW´s, também no mercadão da Prochet, das 19:00 até as 21:00. Os encontros que o clube participa são marcados pelo grupo do Kombi Clube Londrina no Facebook, participamos de encontros de carros antigos de Londrina e região. Primeiro encontro do Kombi Clube Londrina

fuscadodiego@yahoo.com.br


"SALÃO DA KOMBI", local para colocar as peças para vender, trocar ou comprar.

Como foi fundado, quando se reuniem, expectativa para 2014, possível visita para participar do DIA DA KOMBI Kombi Clube Curitiba. A expectativa para 2014 é conseguirmos apoio de alguma concessionária VW de Londrina (confesso que tá complicado), conseguir agregar mais pessoas para o clube e ir pro dia da Kombi em Curitiba (até o momento temos 4 confirmados). Com a palavra o Presidente... espaço para o Presidente do Kombi Clube, convidar os kombinautas de sua regiião para se associareme fortalecerem cada vez mais o kombi clube!!! Quem quiser participar do grupo do Kombi Clube Londrina no Facebook, lá tem os eventos da região, fora dicas e curiosidades sobre Kombis.

fuscadodiego@yahoo.com.br


"PARABRISAS", espaรงo para postar as fotos de kombis de todo jeito enviadas por leitores.

Enviado: Associado Jorge Nasser

Enviado: Associado Ricardo Luiz

Enviado: Associado Ricardo Luiz

Enviado: Associado Alberto Simons

Enviado: Associado Vinicius Bels


"PARABRISAS", espaรงo para postar as fotos de kombis de todo jeito enviadas por leitores.

Enviado: Associado Alberto Simons

Enviado: Associado Chico Orn

Enviado: Associado Chico Orn

Enviado: Associado Chico Orn

Enviado: Associado Chico Orn


"PARABRISAS", espaรงo para postar as fotos de kombis de todo jeito enviadas por leitores.

Enviado: Associado Flavio Vernez

Enviado: Associado Chico Orn

Enviado: Associado Rebuli Marco

Enviado: Associado Hamilton


"PARABRISAS", espaรงo para postar as fotos de kombis de todo jeito enviadas por leitores.

Enviado: Associado Gisele Newmann

Enviado: Associado Helio Luz

Enviado: Associado Helio Luz

Enviado: Associado Hamilton


"PARABRISAS", espaço para postar as fotos de kombis de todo jeito enviadas por leitores.

Enviado: Associado Hamilton

Enviado: Associado Luiz Ramos

Enviado: Associado Luiz Ramos

Local para colocar a foto enviada por vocĂŞ! Envie sua foto para: atendimentokombimagazine@gmail.com


“PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura.

Mundo em Verde e Amarelo. Dois brasileiros mundo afora numa Kombi 1975. Viver na estrada. De manhã, bem cedinho, abrir a cortininha e pela janela avistar um novo cenário a cada dia. Ter o mundo como jardim. Conviver com culturas diferentes, sair da “zona de conforto”, nos expormos, todos os dias, a algo novo. O sonho de conhecer o mundo a bordo de algo com 4 rodas me acompanha desde que me conheço por gente. Desde os meus 8 ou 9 anos passava horas lendo revistas especializadas e “viajava” com as histórias de aventureiros ao redor do mundo. Lembro-me de uma matéria que li numa revista de automóveis, em 1987: Paulo Rollo é um paulista que abandonou os estudos regulares aos 13 anos de idade e há 23 anos anda pelas estradas do mundo. Já percorreu 1,5 milhão de quilômetros em 27 projetos diferentes. Visitou 71 países e fala, além do português, italiano, inglês e espanhol. Viajar é, sem dúvida, a melhor maneira de aprender. Há 5 anos conheci a Carla, minha esposa, e aí a ideia da grande viagem voltou com força total. Como ela compartilha desta mesma “síndrome da estrada”, não poderia ser diferente: Mundo em Verde e Amarelo! Em maio de 2012, estávamos na casa de nossos melhores amigos em Floripa. Acordei, virei para ela e disse: “quer dar a volta ao mundo comigo”? Seguiu-se um: “como assim”? Fomos até a praia, ficamos olhando o mar e durante horas conversamos sobre como deveria ser esta viagem. A partir daí decidimos fazer algo para dar início efetivamente ao projeto.

mundoemverdeamarelo@gmail.com


“PORTAMALAS”, MALAS”,espaço espaçopara paraos os “PORTA kombinautasenviarem enviaremsuas suashistórias histórias kombinautas paraque queoutros outroskombinautas kombinautaspossam possam para viajarem emsua sualeitura. leitura. viajar

Vários em suas histórias, que o primeiro passo é definir Mundooverlanders em Verde ecitam, Amarelo. uma data, e assim fizemos: 05/01/2017. Dois brasileiros mundo afora numa Kombi 1975. Tempo suficiente para planejar muito bem todos os detalhes que envolvem um projeto deste tamanho e, principalmente, nesta época Viver na estrada. nossos doisbem filhoscedinho, já estarão cursando a faculdade, tocando a vida De manhã, abrir a cortininha e pela janela avistar umdeles novode maneira cenário amais cadaindependente. dia. Ter o mundo como jardim. Conviver com culturas diferentes, sair da “zona de conforto”, nos expormos, Pegamos um mapa todos os dias, a algomundi novo. e o estudamos por dias, analisando o que seria mais interessante e viável conhecermos neste primeiro projeto. Alguns foramo levados consideração, tomando base O sonhoaspectos de conhecer mundo aem bordo de algo com 4 rodascomo me acompanha experiências inúmeros desde que medeconheço portextos gente.lidos em sites, blogs e livros de aventureiros que temos consumido últimos distâncias, Desde os meus 8 ou 9 anos passava nos horas lendo meses: revistascustos, especializadas e segurança, clima, e, principalmente, lugares de sonho que não poderão “viajava” com as histórias de aventureiros ao redor do mundo. deixar de serem visitados: não abro mão revista de um mergulho no mar ártico, Lembro-me de uma matéria que li numa de automóveis, em 1987: ambos queremos ver a aurora boreal, conhecer a Patagônia é indiscutível, Paulo Rollo é um paulista que abandonou os estudos regulares aos 13 anos entre tantos de idade e háoutros. 23 anos anda pelas estradas do mundo. Já percorreu 1,5 Até o último momento em antes partida, é certo que ainda71 faremos milhão de quilômetros 27da projetos diferentes. Visitou países e fala, inúmeras alterações, mas basicamente o percurso a ser feito é o que segue além do português, italiano, inglês e espanhol. marcado no mapa abaixo: Viajar é, sem dúvida, a melhor maneira de aprender. Há 5 anos conheci a Carla, minha esposa, e aí a ideia da grande viagem voltou com força total. Como ela compartilha desta mesma “síndrome da estrada”, não poderia ser diferente: Mundo em Verde e Amarelo! Em maio de 2012, estávamos na casa de nossos melhores amigos em Floripa. Acordei, virei para ela e disse: “quer dar a volta ao mundo comigo”? Seguiu-se um: “como assim”? Fomos até a praia, ficamos olhando o mar e durante horas conversamos sobre como deveria ser esta viagem. A partir daí decidimos fazer algo para dar início efetivamente ao projeto.

mundoemverdeamarelo@gmail.com


“PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura.

Mas afinal, com que carro nós vamos? Quando se fala em aventura, o primeiro veículo que vem à cabeça é um Land Rover Defender, claro. O jipão é pura força e resistência, além de ter um “vasto currículo” entre aventureiros de todo o mundo. Além dele, fizemos alguns test-drives com pick-ups como a Mitsubishi Triton e a Amarok, da Volkswagen. Mas, além da questão custo (uma pick-up equipada não sairia por menos de R$ 100.000,00 – valor que, nem de longe, dispúnhamos), a facilidade de manutenção é um item fundamental. Uma pickup nova, seja qual for, tem um custo de manutenção extremamente alto e, dependendo do modelo, é difícil conseguir peças em alguns lugares mais remotos, sem falar na mão de obra especializada. Teríamos que ter um carro sobre o qual tivéssemos uma boa noção de mecânica, para que pudéssemos resolver qualquer problema pelo caminho. Foi quando a Carla teve a ideia maluca de vender o carro dela e comprar uma Kombi. Ideia aprovadíssima logo de cara: um veículo barato, de fácil manutenção e, além de tudo, “simpático”. Mas é claro que não poderia ser qualquer Kombi. Teria de ser uma Kombi antiga, que tivesse a nossa cara, nosso astral. Pesquisamos por dias, olhamos um milhão de anúncios com fotos na internet e nada nos agradava, até que encontramos um anúncio no Mercado Livre de uma Kombosa 1975. Fomos a São Bento do Sul para vê-la, imaginando mil coisas durante a viagem. Pelas fotos da Kombi, toda colorida, achamos logo que o proprietário seria um “bicho grilo”, com cabelo rastafari, que saía por aí curtindo um baseado…

mundoemverdeamarelo@gmail.com


“PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura. Chegando lá encontramos o Franklin, um cara super gente boa, mas nada a ver com o “perfil” que esperávamos! Cara de alemão, sem dreadlocks e com jeito algum de quem é chegado num baseado. Parada há mais de um ano no pátio de uma fábrica, a kombosa parecia feita sob medida pra nós. Logo de cara sentimos um astral muito legal nela. Amor à primeira vista! Estava com muitos podres na lataria, sem freios, mas o motor pegou de primeira!

Franklin foi muito franco conosco falando da real condição da Kombi. Contou-nos inúmeras histórias vividas com ela. Numa noite, saindo da balada, ele e mais alguns amigos a viram passar e resolveram fazer uma oferta por ela. Seguiram o tio que a dirigia e perguntaram quanto ele queria pela Kombi. Há anos o tiozinho ia até Curitiba com ela de madrugada, buscar verduras e legumes para revender em São Bento e região, um percurso de 110km. Definido o valor, Franklin passou um cheque e ficou com a Kombosa. No dia seguinte, os amigos, já “em sã consciência”, desistiram do negócio, ficando então, Franklin como único proprietário do fantástico veículo. Sete anos se passaram, Franklin e sua Kombi viveram inúmeras aventuras… festas (daí o adesivo “Kuba na Kombi”), viagens, rallyes e até casamento! Enfim, após um longo papo e com os olhos cheios de lágrimas, ele nos disse que venderia ela para nós, porque percebeu que trataríamos a Kombi com o mesmo amor e carinho. Disse que guardaria ela para nós até que tivéssemos a grana. Saímos dali decididos a ficar com a Kombosa. Tinha de ser nossa! Voltamos a Porto Belo para agilizar a venda do Clio. Na semana seguinte a venda foi efetuada e ligamos para o Franklin.

mundoemverdeamarelo@gmail.com


“PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura.

Como estava sem freios, Jujuba (nome escolhido antes mesmo de ela chegar em casa) veio numa plataforma e “aterrissou” em frente à nossa casa, no dia 6 de setembro de 2012. Alegria geral!

O sonho da grande viagem começava a se tornar mais próximo… Decidimos que faríamos nós mesmos a restauração dela, em nossa casa. A area de churrasqueira virou oficina e nós viramos “na marra”, mecânicos, latoeiros e pintores automotivos. Muitas horas de vídeos e tutoriais no Youtube foram fundamentais. Aproveito para agradecer ao meu “guru da restauração”, Marcelo Tonella. Recomendo muito seus vídeos no Youtube. Consertamos os freios e fizemos várias viagens para cidades próximas. Tudo era desculpa para sairmos com a nossa Kombi. É realmente impressionanante como as Kombis têm a capacidade de deixar seus donos completamente apaixonados. É um carro único, com personalidade, diferente e gostoso de dirigir, que desperta naturalmente a simpatia de todos por onde passa. Ficamos umas três vezes na estrada com ela, é verdade, mas até isso foi divertido. mundoemverdeamarelo@gmail.com


“PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura.

Depois de algumas viagens, iniciamos o processo de restauração da nossa velha e boa Komboza. Desmontamos ela toda, lixamos até a lata, cortamos tudo o que estava podre para substituirmos por peças novinhas.

Os meses se passaram, trabalhamos muito, aprendemos muito. Aos poucos fomos vendo nossa Jujuba ficar zerada. Agora estamos quase terminando a restauração. Será pintada nas cores da bandeira nacional, como não poderia deixar de ser: Mundo em Verde e Amarelo!

mundoemverdeamarelo@gmail.com


“PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura.

Durante este período criamos uma fanpage no Facebook para falarmos sobre o projeto, mas sem muita pretensão. Em menos de três meses já tínhamos mais de 4.000 likes e uma media de 200.000 visualizações por semana. Pessoas de todo o mundo nos mandam mensagens, fotos, conselhos e nos convidam para ficarmos em suas casas. Quando falamos que iremos numa Kombi antiga, muitas pessoas simplesmente não acreditam, ou nos chamam de loucos, mas percebemos que sempre tem alguém mais maluco do que nós. Quase que diariamente, temos contato com pessoas que estão na estrada, mundo afora, das mais diversas formas: de Kombi, motorhome, caminhão, tuk tuk, moto, bicicleta, a pé… A questão é acreditar no sonho e torná-lo realidade.

mundoemverdeamarelo@gmail.com


“PORTA MALAS”, espaço para os kombinautas enviarem suas histórias para que outros kombinautas possam viajar em sua leitura.

Aos poucos, nosso projeto começa a tomar forma: temos propostas para produzirmos um programa sobre nossa viagem filmarmos nosso dia a dia, com curiosidades sobre os lugares e pessoas que formos conhecendo pelo caminho. A ideia é veicularmos tanto na internet, quanto em TVs. Ao final do projeto, a viagem se transformará em livro e documentário. Partiremos para a grande viagem em 05/01/2017, mas a partir de janeiro de 2014 estaremos na estrada, fazendo viagens pelo Brasil e países vizinhos, para testarmos equipamentos e começarmos as gravações para o programa de TV. Agradecemos a todas as pessoas que acessam nossa fanpage e nosso blog, por divulgarem nosso projeto, nos darem tantas dicas, contatos e nos incentivarem com suas incríveis histórias de viagem. Grande abraço!

Seguem nossos contatos para as empresas que tiverem interesse em patrocinar nosso projeto: e-mail: mundoemverdeamarelo@gmail.com Facebook: www.facebook.com/mundoemverdeamarelo Blog: www. mundoemverdeamarelo.blogspot.com.br mundoemverdeamarelo@gmail.com


“KOMBI HOME”, espaço para dicas e projetos para que sua kombi se transforme parcialmente ou integralmente em uma kombi casa;

Kombi Home Não é de hoje que se tem o costume de dormir em uma Kombi, essa história começa há muito tempo atrás, por volta de 1950 quando na Europa foi criado pela WOLFSBURG ALEMANHA, (Empresa baseada em Automóveis Volkswagen) um Kit para transformar a Kombi em uma bela Mini Casa, chamado de WESTFALIA.

Como na Europa a cultura de acampar é muito forte até hoje, ainda se vê muita Kombi transformada em um charmoso Mini Motor-Home por lá. Nos Estados Unidos não fica muito diferente e lá temos a Camper Van ou Campmobile, muito semelhante as Westfalia Européias e com modelos mais modernos, também baseados no modelo da nossa Kombi Brasileira.

orangecustomgarage@gmail.com


“KOMBI HOME”, espaço para dicas e projetos para que sua kombi se transforme parcialmente ou integralmente em uma kombi casa;

Alguns anos depois no Brasil foi feita pela Karmann-Ghia um modelo de Motor-Home um pouco mais espaçoso e confortável chamado de Safari ou conhecido por muitos como Kombi Caracol, no qual era uma casa quase completa, com Frigobar, Forno e Fogão, Pia, Banheiro com chuveiro e duas confortáveis camas de casal. Porém seu projeto era um pouco avantajado para se colocar em cima do chassis original da Kombi, onde em subidas ficava muito pesado para andar e em retas ficava muito “passarinheira” acima dos 80 Km/h, devido ao seu tamanho maior que a própria cabine.

No Brasil a cultura campista domina mais o Sul, tendo mais campings e melhores estruturas para poder curtir a natureza ao ar livre. E foi com essa cultura de Camping no Sul do País e incentivo total da família que o Empresário Ricardo Fernando Mafra que nasceu e reside em Blumenau-SC teve a idéia de reproduzir no Brasil um modelo da Famosa Kombi Westfalia. Algumas modificações e adaptações foram feitas e já faz 7 anos que foi feito o primeiro exemplar, sendo o pioneiro a fazer o modelo no Brasil. Começou fazendo um projeto para seu próprio uso e depois de divulgar na Internet www.kombihome.blogspot.com não pararam os elogios e os pedidos para fazer um KIT para comercializar. Daí em diante fez alguns Kits na informalidade para amigos e hoje tem uma empresa produzindo Kits para Kombi e alguns projetos especiais que rodam Brasil a fora.

orangecustomgarage@gmail.com


“KOMBI HOME”, espaço para dicas e projetos para que sua kombi se transforme parcialmente ou integralmente em uma kombi casa;

A Orange Custom Garage fica em Blumenau e agenda seus projetos para entrar na produção mês a mês e atende diariamente em sua Loja ou pelo e-mail orangecustomgarage@gmail.com ou (47) 8405-8140.

orangecustomgarage@gmail.com


“KOMBI HOME”, espaço para dicas e projetos para que sua kombi se transforme parcialmente ou integralmente em uma kombi casa;

orangecustomgarage@gmail.com


“KOMBI HOME”, espaço para dicas e projetos para que sua kombi se transforme parcialmente ou integralmente em uma kombi casa;

orangecustomgarage@gmail.com


“KOMBI NA OFICINA”, espaço para os kombinautas serem os “fiadores” de profissionais “ficha limpa” que podem recomendar aos demais... (uma sugestão do associado KCC jeanfabricio@)

Rua Alberto Klemtz, 763 - Portão Curitiba - PR.

Mille Duke Serviços Automotivos Avenida Nova Independência 757, no Brooklin. Telefone (11) 5102-4908.

“KOMBI NA OFICINA”, espaço para os kombinautas serem os “fiadores” de profissionais “ficha limpa” que podem recomendar aos demais... (uma sugestão do associado KCC jeanfabricio@) Nos mande a indicação de sua cidade!! Atendimentokombimagazine@gmail.com


"COLECIONAVEIS KOMBI", espaço para miniaturas e coleções de kombis em escala

EM CURITIBA


“Coração de Gasolina”, (Imagem e Marca by Kico), espaço para entrevistas com entusiastas de VW Antigos demais Autos Antigos.

Kico Westphalen, desenhista e cartunista na revista Hot Rods, com a 34ª historia em quadrinhos neste edição de dezembro. Desenho carros para clientes, o que gosto muito pois não existem dois iguais. Meu primeiro desenho um astronauta, depois muitos fuscas e hot rods. A arte já está no DNA, minha avó Nair Cravo Westphalen, foi uma poetisa q tem publicações até na Biblioteca de Washington U.S.A, e meu pai Fernandão Westphalen, até hj grande desenhista. Gosto de um bom churrasco acompanhado por uma bem gelada, jogar papo fora com amigos, andar de skate e ultimamente drift trike, pois pra quem é um pouco mais das antigas vai lembrar do Velotrol.


“Coração de Gasolina”, (Imagem e Marca by Kico), espaço para entrevistas com entusiastas de VW Antigos demais Autos Antigos.

Gosto de estar com minha família em encontros de carros, e por uma questão de destino ou estou com os Hot Rods, ou com uma moçada que estou aprendendo a respeitar muito que são os apaixonados


“Coração de Gasolina”, (Imagem e Marca by Kico), espaço para entrevistas com entusiastas de VW Antigos demais Autos Antigos.

O desenho sempre teve diretizes emdeminha embora Gosto de estar com minha família em encontros carros, evida, por uma questãoseja de destino ou estou com Hot Rods, ou com uma moçada que estouno aprendendo a cenotecnico comosDRT, já com 4 longas metragens currículo. respeitar muito que esão apaixonados Entre eles, o os mais importante profissionalmente como

produtor de arte sênior em ‘’ Anita e Garibaldi “ em exibição nos cinemas. Mas esse foi o ultimo, estou 100% voltado a escultura e desenho. A escultura de manoplas de cambio está virando uma profissão, sempre conheci muito de materiais, então estou aproveitando esta experiência para faze-las.


“Coração de Gasolina”, (Imagem e Marca by Kico), espaço para entrevistas com entusiastas de VW Antigos demais Autos Antigos.

As kombis tem sido um marco neste meu trabalho, grandes parceiros estão surgindo neste meio, como o Rebuli, o Fernando de Jaraguá, o Marcio da Ace Garage de Sampa. Fizemos uma viagem de kombi para o encontro de Brusque, foi uma aventura debaixo dágua na volta, e a ‘’ MOON ‘’ não deixou a gente na mão, apesar de estar com água até a canela, e parado duas vezes, pneu e excesso de água no motor,.....mas enfim, não seria aventura se não parasse. Sem contar que fui convidado para fazer a capa da Edição 1 desta revista Km!!


“Coração de Gasolina”, (Imagem e Marca by Kico), espaço para entrevistas com entusiastas de VW Antigos demais Autos Antigos.

Que Kico acha da velha senhora kombi? Eheheheh, sempre será uma “ gostosa “ , nunca uma velha senhora. Que acha do Kombi Clube Curitiba? Admiro o trabalho q vcs estão fazendo. É muito nítido a amizade e respeito que rola entre as pessoas, conheço muitos clubes, mas estou atrás de uma Kombi. Com a a palavra... Kico Westphalen Caros amigos, esse espirito de companheirismo tem q ser passado para as próximas gerações, enfim nossos filhos e próximos. Nesse caos q a vida por vezes se transforma e o ‘’ ruim ‘’ está a todo momento presente, é bom ter um ponto de apoio. Agraceço ter sido tão bem recebido. LEMBRE DE QUEM VOCÊ GOSTA COM UM PRESENTE ORIGINAL, UM QUADRO EM TECHKANS NA MEDIDA. CONFIRA NO MEU BLOG TODAS AS OPÇÕES, ENTREGA IMEDIATA, A PARTIR DE R$ 25,00 ( + PAC FORA DE CURITIBA, 5 DIAS ÚTEIS ) E LANÇAMENTO DOS MOUSE PADS R$ 15,00 A UNIDADE + P.A.C DO CORREIO OU ACIMA DE 30 PEÇAS R$ 6,50 ( unidade ) + P.A.C DO CORREIO. MANDE UM EMAIL NO kicox2@hotmail.com OU PELOS TELEFONES 41 8883 7518 - 8898 6879 http://kicorod.blogspot.com.br/


de eventos janeiro 2014


"PORTA-LUVAS", canal direto via e-mail para comentรกrios construtivos a revista.

"PORTA-LUVAS", canal direto via e-mail para comentรกrios construtivos a revista

Atendimentokombimagazine@gmail.com


"CINZEIRO DO PAINEL", canal direto para crĂ­ticas dos leitores de nossa revista. .

"CINZEIRO DO PAINEL", canal direto para crĂ­ticas dos leitores de nossa revista.

Atendimentokombimagazine@gmail.com


Atendimentokombimagazine@gmail.com


O Kombi Clube Curitiba criou um pequeno mimo para sortear entre Associados e Amigos do KCC. Kit com: 01 - VW Kombi Cabine Dupla Vermelha e Areia escla 1:39 Welly personalizada KCC; 01 - Camiseta "G" KCC Dia da Kombi 2013; 03 - Adesivos Logo KCC, Salvem as Kombis e Alinhamento em "V" KCC. Para participar, envie um e-mail com o título ... "QUERO CONCORRER AO KIT“ para:

kombiclubecuritiba@gmail.com Data do sorteio, dia 1 de janeiro de 2014, após o almoço!!! O Sorteio será simples, papeis com e-mails em um pote e se escolhe apenas um papel...que será filmado e enviado aos participantes por e-mail. Um nome será sorteado... haverá apenas um ganhador!!! BOA SORTE LEITOR KOMBI magazine!!! Um abraço do tamanho de nossa querida, resistente e persistente KOMBI!!!

Atendimentokombimagazine@gmail.com


KOMBI magazine edição 0 de lançamento 25 dez 2013  

A proposta da KOMBI magazine e criar uma publicação direcionada e exclusiva ao público que curte a nossa querida kombi, sem demagogia, sem i...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you