Page 1

Brasil Chapter News Informativo Mensal do Clube de Colecionadores de ítens de Cerveja, Refrigerantes e Afins

www.lata.org.br

Ano XV Nº 146 Junho/2009

Museu da Garrafa de Coca, de Michel Houche Página 9

Bolacha Misteriosa Página 7

Lançamentos

Página 3

Ibes e Paulo em Hamm Página 4


Palavra do Presidente Caros amigos,

Brasil Chapter

Diretoria 2008/2009

Presidente O mês de junho foi um período muito complicado para mim pessoalmente por problemas Carlos Amaral Gurgel (# 005) sérios de doença na família, viagem ao exterior e e-mail: cgurgel@superig.com.br

casamento de minha filha. Quanto a saúde,todos Vice Presidente bem no momento. Por isso estive fora do ar por alguns dias. Adilson Gomes de Oliveira (# 340) Gostaria de agradecer ao Jonathan Parker e-mail: Adilsongo@uol.com.br pelos inúmeros anos de trabalho como Diretor de Novos Sócios, que por motivos profissionais teve Novos Sócios que se afastar. O Francisco Mattos, de Niterói Francisco Carlos Mattos assumiu esse ponto no início do mês de Junho. e-mail: francisco.mattos001@gmail.com Seja bem vindo. Eu e o Francisco continuamos o trabalho de Tesoureiro conciliação das listas de associados. Por motivos Claudio Luiz G. Nogueira (# 002) que não sei, por se tratar de outras administrações, e-mail: claudio-nogueira@uol.com.br alguns cadastros de sócios bem antigos haviam se perdido. Conseguimos resolver isso, acertamos os aniversários em quase 90% e estamos procedendo o recadastro dos associados. O que é impressionante é a quantidade de colecionadores que retornaram ao clube. De cerca de 70 sócios ativos em fevereiro, chegamos a quase 400 ativos em 30 de junho. Isso é uma vitória. Com esse novo cadastro será possível novamente editarmos o Roster, lista de associados. O último foi impresso em 2001! Como vocês sabem, eu fui eleito apenas para Brasil Chapter News é uma publiterminar o mandato de nosso amigo Sérgio Lopes. cação interna do Brasil Chapter, com Nós teremos eleição para a nova Diretoria do Clube distribuição gratuita a seus associados. no mês de Agosto como manda o estatuto. A conO Brasil Chapter não tem publicidade vocação para a eleição será enviada pelo Cláudio redacional. As opiniões emitidas em Nogueira que é Presidente do Conselho. Chapas e matérias ou artigos assinados não repcandidatos já devem entrar em contato com ele. resentam necessariamente a opinião Quanto a Convenção, tenho recebido várias deste informativo. Todos os direitos solicitações para que tenhamos a Convenção em São Paulo ainda esse ano. Como eu já havia reservados, sendo porém, permitida a comentado, não temos um candidato a ser o coreprodução do todo ou partes do jornal, ordenador da Convenção, o que torna até agora desde que citada a fonte. impossível de realizarmos a Convenção de 2 dias. Esse assunto voltará a ser discutido na reunião de 13 de Julho. Vocês vão notar também que o excelente artigo escrito pelo Márcio Yamauti esta em Inglês e-mail: info@lata.org.br e Português. Isso se deve a uma tendência que site: www.lata.org.br estamos notando de termos mais associados de fora do Brasil. Parabéns ao Márcio pelo artigo. Um abraço a todos,

Expediente

Carlos Gurgel cgurgel@superig.com.br

02

Junho de 2009


Lançamentos

Coca Cola São João

Kaiser São João

Schin São João

Pitu São João

Antarctica SubZero Skol, Set 5 latas das festas de Forró na Bahia

Agradecimentos pelas fotos a Saul Jampolsky, Gustavo Pareja, Everaldo Matias, Victor Brandes, Darci Thomas e a todos do fórum. Acesse www.lata.org.br/forum Pirassunga 51 : São João

Crystal : Rio Preto FestFolia, 43° Fapi, Barretos 2009, 34° Exporama, Pedro Leopoldo

Junho de 2009

03


Ibes e Paulo em Hamm, Alemanha Na década de 90, com a expansão do colecionismo cervejeiro no Brasil, vários de nossos associados tiveram a oportunidade de viajar para Convenções no exterior. Estados Unidos nas Convenções do BCCA, Argentina, Chile, Luxemburgo, Alemanha e vários outros países. Com a mudança nas regulamentações das empresas aéreas isso esta cada vez mais difícil por causa das restrições à ítens que podem ir na cabine e volume de bagagem. Mas mesmo assim vários colecionadores tem tido a oportunidade de rever amigos no mundo inteiro. Provavelmente o maior “viajador” do Brasil no momento seja o nosso associado Ibes Pacheco, que tem representado o colecionismo brasileiro em várias partes do mundo. Eu tive a oportunidade de encontrá-lo em Luxemburgo, na convenção da Bofferding. Não sabia que ele ia e como estava trabalhando na Espanha, dei uma esticada até Luxemburgo no final de semana. Essa viagem já foi matéria do BC News. Estava no Aeroporto em Boston, e recebi um artigo (vide página 7) sobre um mistério que ocorreu numa viagem recente do Ibes e do Paulo Wilkeman. Começamos a trocar emails sobre a Convenção fenomenal na Alemanha, que eles tinham ido. Por muito pouco não encontro com os dois pois estive uma semana depois do que eles nesse pais, que tem uma história interessantíssima com relação a cerveja. Aproveitei para fazer uma entrevista com os dois numa sequência de emails que reproduzo abaixo : GURGEL : Tudo bem? Fiquei sabendo que voces foram a uma convenção na Alemanha, onde? IBES: Olá Gurgel, O encontro em Hamm foi dias 03 e 04 de abril. Chegamos a Frankfurt dia 31 de março, fomos direto para a casa do Volker. Em Kleinwallstadt, uma cidadezinha a 50 km, mais ou menos, de Frankfurt. Visitamos 8 pequenas cidades na Alemanha. Na Áustria, fomos à Saint Pölten, onde moram Erwin e Martina, casal de colecionadores que já vieram várias vezes nos encontros daqui. Fizemos tour em cervejarias de Viena e arredores, na Ottakringer é que descobrimos a bolacha misteriosa, que faz parte do artigo que escrevi. GURGEL: Você esteve na Alemanha, visitou algumas cervejarias? Eu estive em Munich, Ingolstadt e Berlin. Consegui tirar muitas fotos nos Biergartens, tenho material para artigo nos próximos BC News. E as cervejarias são como as daqui que não nos deixam fotografar? IBES Nós visitamos nove cervejarias, em nenhuma delas nos proibiram fazer fotos. Incentivavam até.

04

Junho de 2009


Ibes e Paulo em Hamm, Alemanha GURGEL É são realidades muito diferentes. Paulo, como foi a acolhida do clube e da cidade de Hamm? PAULO Fomos recebidos pelo prefeito de Hamm que nos entregou um elefantinho de pano, que é o símbolo da cidade. Nós também recebemos do Clube Alemão placas de boas vindas. GURGEL Ibes, já participei com você de uma convenção em Luxemburgo, onde as pessoas trocavam não só dentro da cervejaria como na rua. Como foi em Hamm? IBES Gurgel, é só olhar as fotos que eu lhe enviei. Havia um salão grande, mas no segundo dia, no estacionamento, a partir de 0530 hs da manha já haviam malucos vendo latinhas, copos, bolachas, etc, com lanternas na cabeça. PAULO Este pavilhão é da antiga cervejaria Isenbeck, serve para diversos eventos.Repare nas fotos a idade dos colecionadores. Eram 300 expositores, 15 países.Começou as 10:00 horas e terminou as 14:00 horas dentro do pavilhão. Mas o evento começa na sexta-feira pela manhã e a tarde. Mas ai é no pátio da cervejaria, o pessoal encosta o carro, abre o porta malas e fazem as trocas, outros trazem mesas, cadeiras. No sábado acordamos as 05:00 horas e as 5:30 já estavamos lá, pois o pessoal chega cedo, e vão trocando no escuro, com a luz dos carros, ou com lanternas, como Ibes havia comentado. Estes dos carros nem ocupam mesas, ou alguém fica no carro e o outro fica na mesa. GURGEL Se fizemos isso em São Paulo ou no Rio seríamos assaltados com certeza. Um abraço IBES Bom aeroporto, e feliz regresso. Abraço. PAULO Um Abraço

Junho de 2009

05


Ibes e Paulo em Hamm, Alemanha

Trocas a noite, antes do amanhecer

Ricardo Santo, Ibes, Enrico Burali e Fabrizio

06

E para acomodar tudo isso em 32 Kg por mala

Junho de 2009

Trocas no estacionamento

Jacek e sua esposa Beata, da Pol么nia


Ibes conta o mistério na Alemanha Pois, meus amigos, esta vida é mesmo cheia de surpresas. Não é que, na Áustria, visitando uma cervejaria, deparei-me com um Grande Mistério?! Detalho. Meu amigo Paulo Winkelmann e eu fomos para a Alemanha, para participar de um Encontro de colecionadores promovido pelo clube de colecionadores alemão, na cidade de Hamm. O encontro foi uma maravilha, o Paulo conseguiu mais de 1000 bolachas e eu troquei algumas latas, vendi algumas tampinhas e rótulos e, principalmente, revi um monte de amigos colecionadores estrangeiros. Mas o que quero contar não aconteceu durante este encontro, foi depois.Claro, não seria lógico irmos para a Alemanha para um encontro de dois dias, sendo somente um deles oficializado pelo clube alemão. O normal, como aconteceu, seria aproveitarmos para conhecer mais alguns lugares e, naturalmente, cervejarias. Foi o que fizemos. Nosso amigo Volker Petri foi incansável em nos proporcionar uma feliz estada na Alemanha e a ele somaram esforços Willi e Ulla, ainda na Alemanha, e Erwin e Martina, na Áustria. Conhecemos ao todo 15 cidades e 9 cervejarias, grandes, pequenas, micro e familiares. A totalidade das cervejarias, curioso, não nos proibiu de fazer fotos. Pudemos fotografar tudo o que queríamos, sem nenhum problema. Por que será que aqui no Brasil fazem tanta frescura? Mas volto ao caso. Na fábrica da Ottakringer, na Áustria, após a visita, durante a degustação, Toni (Anton Novotny) um dos colecionadores austríacos que nos acompanhavam, aproximou-se do Paulo e perguntou se ele gostaria de ver as bolachas brasileiras que possuía. Paulo disse que sim e ele foi buscar as bolachas. Colocaram-se em uma mesa e, lá pelas tantas, Paulo me chamou para identificar uma bolacha. Aproximei-me e disse que a bolacha em questão não era brasileira, mas sim paraguaia, e fiquei por ali, porque a seguinte, junto com as brasileiras, era chilena. Percebi que o Paulo estava separando algumas bolachas e perguntei porque, ao que respondeu que eram bolachas que ele não conhecia. E eram muitas. Paulo estava eufórico. Havia naquela coleção bolachas das quais ele nunca havia ouvido falar, muito menos visto. Opinei que deveríamos fotografar as que ele não conhecia e ele começou a tarefa. Permaneci com eles, por curiosidade e para auxiliar em qualquer

coisa. Separamos muitas bolachas argentinas, chilenas, uruguaias, paraguaias, venezuelanas, colombianas e até espanholas que estavam entre as tidas como brasileiras. Quase ao final a grande surpresa. Como vocês sabem, existe aqui no Rio Grande do Sul, um Clube de Colecionadores, o Tcherveja, do qual fiz parte da diretoria até 2006. Em 2000, o Tcherveja realizou seu primeiro encontro de colecionadores. Este encontro foi realizado com algum auxílio da Kaiser. Foram feitas camisetas com o logo do evento com auxílio da Kaiser. Nosso amigo austríaco possui em sua coleção uma bolacha da Brahma com o logo desse encontro de 2000. Incrédulos, Paulo e eu, indagamos como havia conseguido aquela bolacha. Respondeu-nos que havia feito uma troca, com um colecionador que conhece por Léo, mas que não sabe de que cidade é e nem seu sobrenome. Agora precisamos do auxílio de todos para descobrir como esta bolacha foi aparecer na mão do Toni. Alguém conhece Toni? (está ao lado do Volker na foto). Alguém faz intercâmbio com Toni? Alguém conhecia uma bolacha Brahma com o logo do primeiro encontro realizado pelo Tcherveja?Alguém conhece o colecionador de bolachas Léo? Ajudem-nos a decifrar este mistério. Um Abraço Ibes Pacheco

Junho de 2009

07


Polêmica : Red Bull Coca

Do Blog de Walter Fanganiello Maierovitch

Pelo jeito, as autoridades sanitárias austríacas ficaram preocupadas com o encontro, na Alemanha, de 0,4 gramas de cocaína por litro do energético Red-Bull. Ontem, em diferentes cidades, foram realizadas preventivas apreensões de latinhas de Red-BullCola. Segundo a Agência Austríaca para a Saúde e a Segurança da Nutrição, o resultado da perícia químico-toxicológica será divulgado até o final da semana. No Brasil, apesar da ampla divulgação sobre o constatado na Alemanha, nenhuma providência foi tomada. O instituto alemão que realizou a análise no produto comercializado como Red-Bull-Cola, emitiu, no final da tarde de ontem, uma nota de esclarecimento. Ou seja, para a cocaína fazer efeito, haveria necessidade de o consumidor beber 100.000 litros de uma vez. Parêntese: sobre dosagens elevadas, é bem lembrar que a dose mortal da maconha é de 4 kg. Para matar, há necessidade, portanto, de consumo continuado de 4 kg. Tal quantidade é igual a 40 mil vezes a dose normal de consumo por um usuário. Para os austríacos, o importante é constatar a presença de elemento escondido do consumidor, isto é, não especificado na “latinha”. O professor alemão Fritz Soergel, um especialista de nomeada, considerou excessiva a proibição da bebida Red-Bull em várias cidades da Alemanha. Ele alertou que “vivemos num mar de drogas e substâncias dopantes”. Para Soergel, depois de um teste rápido, ocorreram oscilações na quantidade de cocaína encontrada e nos efeitos, no metabolismo, do “benzoylecgonia”. Mais, ele constatou variações nas taxas de cafeína: “ Se fosse feito o mesmo tipo de análise em outras bebidas e alimentos, muitas descobertas ocorreriam”, ressaltou Soergel.

08

Junho de 2009

PANO RÁPIDO. A empresa que fabrica o Red-Bull ainda não avaliou o impacto no que toca à queda de consumo em face do sucedido na Alemanha. O blog Sem Fronteiras de Terra Magazine oferece um “par de asas” para quem adivinhar o porcentual de um eventual aumento de consumo de Red-Bull no Brasil. –Wálter Fanganiello Maierovitch


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Foi no dia 20 de Abril, parti de Paris com destino a Avignon, situada a 650 km ao sul da capital francesa. Indo de TGV, a viagem durou 2h e 40m. Foi uma viagem tranqüila, que nem deu para perceber que as quase 3 horas de viagem passaram tão rápido. Chegando à estação Avignon TGV, fui recebido por Michel Houche, um dos mais conhecidos colecionadores de garrafas de Coca-Cola do mundo. No começo eu estava tímido, pois era a 1ª vez que eu iria encontrá-lo, mas a conversa foi se estendendo e ficando cada vez mais interessante. Ele me levou para sua casa, e conheci sua esposa Brigitte. Depois de um delicioso almoço, Houche me levou para conhecer sua coleção, que é um verdadeiro museu. Não é brincadeira! São cerca de 4 mil garrafas distribuídas em um apartamento inteiro. Houche iniciou sua coleção em 1977 durante uma viagem pela Grécia. Foi necessário muita dedicação e esforço durante mais de 30 anos de coleção. Tudo muito bem organizado, e dividido por áreas, temas, raridades e tipos. Como todo colecionador, Houche delimitou sua coleção a garrafas de vidro de até 500 ml. Começando o tour pelo museu, é possível ver os ingredientes que compõem a formula da Coca-Cola como: canela, folhas de coca (utilizadas até começo do século XX), baunilha, açúcar, etc. Seguindo, pode-se ver como se deu origem ao formato atual da garrafa, que fora baseada no formato do cacau. Prosseguindo, ele nos mostra a evolução das garrafas desde o final do século XIX até o formato atual. Várias e várias seções: seções de garrafas regulares, comemorativas, temáticas, alumínio, raridades, miniaturas, testes, entre outras. Nas seções comemorativas são subdivididas em americanas e não americanas. Nas seções temáticas são subdividas em: natal, esportes, olimpíadas, copa do mundo, eventos e outras comemorativas. Cada garrafa com uma história fantástica.

Uma garrafa da Bulgária, Houche me conta que ganhou do presidente da Bulgária, e uma outra garrafa raríssima da Somália com grafia no idioma cirílico e algumas frases em italiano – antigamente a Somália era um território italiano com influência russa. E como a história do Tio Patinhas, ele também tem sua “moedinha de ouro”: a primeira garrafa que ele guardou, da Grécia, destacado em meio á milhares de outras garrafas. Várias decorações criam um ambiente muito bonito e vivo de surpreender o visitante. São placas, quadros, pôsteres, luminosos, souvenires, pins, chaveiros, adesivos, e vários outros objetos. Todas as garrafas estão em ótimo estado e identificadas com plaquinhas. Após esse maravilhoso tour pelo museu, Houche me levou para conhecer sua cidade. Foi um passeio muito legal, onde pude conhecer um pouco mais da história de Avignon. De volta a sua casa, nós fizemos algumas trocas, e conversamos um pouco mais. No meio da tarde, viagem de volta a Paris. Michel Houche também é autor de algumas importantes publicações no ramo de colecionismo, dentre os quais pode-se destacar: - The Collector’s Guide to International CocaCola Bottles - Coca-Cola Catalogue - Coca-Cola: La Legende Foi um prazer enorme conhecer esse grande colecionador, e espero reencontrá-lo diversas vezes.

Coca-Cola Bottles Museum It was on April 20th that I left Paris to Avignon, situated by 650 km to the south of the French capital. Going by TGV, the trip took 2h 40m. It was a nice trip that I even could note that the almost 3 hour trip took so fast.

Junho de 2009

09


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Arriving to TGV station, I was received by Michel Houche, one of the most known Coca-Cola bottle collectors of the world. At the beginning I was shy, because it was the first time I would meet him, but as the conversation was taking place and becoming even more interesting. He took me to his house, and I met his wife Brigitte. After a delicious lunch, Houche took me to know his collection, that it is really a museum. It is not a joke! There are about 4 thousand bottles spread in a whole apartment. Houche started his collection in 1977 during a trip to Greece. It was necessary much dedication and effort during more than 30 years of collecting. Everything is very well organized, and divided by areas, themes, rarities and types. As every collector, Houche delimited his collection to glass bottles up to 500 ml size. Starting the tour by the museum, it is possible to see the ingredients that compound the Coca-Cola formula such as: cinnamon, coca leaves (used until beginning of XX century), vanilla, sugar, etc. Next, we can see how was originated the actual shape of the bottle, that was based on a cocoa shape. Following, he shows us the evolution of bottles since the end of XIX century until its actual shape. Several and several sections: sections of regular bottles, commemoratives, thematic, aluminum, rarities, miniatures, tests, and others. The commemoratives sections are subdivided in American and non-american bottles. The thematic sections are subdivided in: Christmas, sports, Olympics, world Cup, events, and other commemoratives. Each bottle has its own fantastic history. One bottle from Bulgaria, Houche tells that he earned from the President of Bulgaria, and another very rare bottle from Somalia

10

Junho de 2009

with logo written in Cyrillic and some texts in Italian – Somalia was an Italian territory with Russian influence. And as the history of Uncle Scrooge, he also has his “first gold coin”: the first bottle he kept from Greece, highlighted in the middle of thousands of bottles. Several decorations create a very nice environment full of life to make the visitor astonishing. They are plates, frames, posters, lights, souvenirs, pins, keychains, adhesives, and several other stuff. All bottles are in mint condition and identified with tags. After this wonderful tour by the museum, Houche took me to know his city. It was a very pleasant ride, where I could know a little more of the Avignon history. Backing to his house, we made some trades and we talked a little more. In the middle of afternoon, I took a trip back to Paris. Michel Houche is also an author of some important publications in the collecting field, which we can mention: - The Collector’s Guide to International Coca-Cola Bottles - Coca-Cola Catalogue - Coca-Cola: La Legende It was a great pleasure to know this great collector and I hope to meet him again several other times.


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Junho de 2009

11


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

12

Junho de 2009


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Junho de 2009

13


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

14

Junho de 2009


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Junho de 2009

15


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

16

Junho de 2009


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Junho de 2009

17


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

18

Junho de 2009


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Junho de 2009

19


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

20

Junho de 2009


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Junho de 2009

21


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

22

Junho de 2009


Museu das Garrafas de Coca-Cola

por Marcio Yamauti

Ao lado foto do Márcio Yamauti em evento que fizemos em Santos em 20 e julho de 2003, na chopperia Jaws. Para quem não conhece o Márcio ele é o Diretor do Brasil Chapter responsável pelo site. É também o criador do excelente site de colecionaveis de Coca-Cola http:// www.cocacollection.com/

acesse http://www.cocacollection.com/ Junho de 2009

23


Junho

Aniversariantes 2009 #006 #030 #065 #069 #072 #119 #134 #171 #222 #227 #229 #240 #250 #254 #263 #277 #278 #293 #331 #345 #348 #368 #394 #428 #440 #443 #448

Jose Vitório M. Trabulsi Sidney Alvarez Leandro Pinto de Almeida Luiz Roberto Zillo Bruno Inocenci José Valdir Amianti Luiza Amaral Gurgel Sergio da Silva Castro Darci Batista D´Almeida Ismael Devigilli Plinio de Carvalho Neto Ápio Claudio Antunes Felipe dos Santos Rocha Jose Paulo Rando Cesar Augusto Sartor Luiz Kern Bastos Giscard Stephanou Silva Diogo Sartori Dante Olivares Norma Icibaci Alves Gustavo Sousa Martins Ricardo da Silva Telles Remi Rother Gilson Lima Renato Taymar Ari Bressane Junior Luiz Felipe de Carvalho

2-jun 3-jun 30-jun 25-jun 6-jun 22-jun 6-jun 30-jun 1-jun 17-jun 4-jun 30-jun 11-jun 19-jun 7-jun 2-jun 21-jun 8-jun 1-jun 24-jun 8-jun 13-jun 19-jun 24-jun 18-jun 9-jun 9-jun

Próxima Reunião: 13 de Julho de 2009 A partir das 19h Local: Joan Sehn Chopp e Frios Av. Lavandisca 765 - Moema (c/ estacionamento) Fone: (0xx11) 5051-9162

Cadastro 2009 Essa listagem de aniversários que esta acima, já é resultado do recadastramento geral de associados que estamos fazendo. esta sendo um trabalho demorado pela dificuldade de conseguirmos que nossos associados respondam aos emails com pedido de informações. Muitos trocam o emails e não comunicam ao clube o que torna difícil mantermos o cadastro atualizado. Espero que tenhamos conseguido resolver o problema dos aniversários. É impressionante o que as diferenças nas versões de Excel podem fazer, em determinadas situações tivemos que checar manualmente, porque o arquivo saia de uma maquina no formato dia-mes-ano e chegava em outra embaralhando para mês-dia-ano. Por exemplo 12 de junho, vira 6 de dezembro, embora os computadores estejam configurados corretamente. Se seu nome apareceu e não devia ter aparecido, ou se devia ter aparecido e não apareceu, nos avise. Francisco Mattos francisco.mattos001@gmail.com e Carlos Gurgel cgurgel@superig.com.br

24

Junho de 2009

146 JUN 09  

Lançamentos Bolacha Misteriosa Ano XV Nº 146 Junho/2009 www.lata.org.br Página 7 Página 4 Página 3 Página 9 Informativo Mensal do Clube de C...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you