Page 1

Uma produção dos alunos do 3º ano B da Escola Estadual Professor Gabriel Epifânio do Reis.

Professora Ana Carolina


APRESENTAÇÃO Em virtude da grande incidência de casos de bullying nas escolas e por ser um fenômeno que tem atingido proporções preocupantes, tendo em vista a gravidade das consequências provenientes desse problema; surgiu a ideia de produzirmos este livro, através do qual teremos a oportunidade de constatarmos o que nossos alunos pensam a respeito desse assunto e que sugestões eles propõem no sentido de conter o bullying. Enfim, o Livro Virtual é constituído de diversos textos produzidos pelos alunos, os quais expõem suas opiniões e concepções acerca da ocorrência de bullying nas escolas.

INTRODUÇÃO Em todos os ambientes onde pessoas se encontram sejam eles: trabalho, família, igreja, tribos, estabelecimentos comerciais, hospitais e demais lugares, acontecem relações interpessoais. Nas instituições escolares elas também se evidenciam e originam, muitas vezes, certos dissabores entre seus agentes. Acontece que nestas relações há sempre um mais forte - ou que pelo menos demonstra ser assim - e nessa ânsia pelo poder, o suposto mais forte, busca sua ou suas vítimas, através das quais seu domínio será exercido. Uma vez escolhida a vítima, o agressor irá maltratá-la, visando ridicularizá-la perante os demais colegas. Algumas pessoas acham por bem assistir a tudo como se nada estivesse ocorrendo - são os chamados espectadores. Neste contexto se estabelece o Bullying, que tem como protagonistas a vítima, o agressor, o espectador e seu círculo vicioso. A vítima é sempre humilhada, "perde" seus pertences constantemente, falta às aulas sem motivo, apresenta baixo rendimento escolar, demonstra insegurança ao se manifestar em público, apresenta manchas e arranhões pelo corpo - nem sempre as consegue justificar – prefere-se manter afastado dos demais colegas. O agressor é temido pelos demais, manipula seus espectadores que o auxiliam em suas práticas- anda sempre em grupos, não suporta ser contrariado, apresenta atitudes agressivas por qualquer motivo, seu tom de voz é grosseiro, aparece com pertences, lanches de suas vítimas alegando ter sido presenteado por elas. O espectador assiste a tudo na maioria das vezes sem se manifestar, em alguns casos participa como cúmplice das agressões temendo contrariar o agressor, que por sua vez se voltará contra ele. As formas de Bullying mais comuns em ambientes escolares são: agressões físicas e verbais; ameaças; brigas; chantagens; apelidos; trotes; roubo; racismo; xenofobias - aversão a tudo aquilo que vem de outras culturas e nacionalidades - intimidações; piadinhas; assédios; xingamentos; alienações; abusos; discriminações e várias outras formas de se ridicularizar uma pessoa. Na maioria das vezes a vítima aceita todo o seu sofrimento sem


dizer nada a ninguém, porém se transforma em uma pessoa triste, constantemente deprimida e sem perspectivas de lutar pelos seus direitos nesse caso, ela poderá até optar pelo suicídio. Talvez guarde essa mágoa durante anos e de repente, em um momento de explosão, invada sua escola atire nos colegas e em quem atravessar seu caminho, passando da condição de vítima para agressor todavia sempre que a vítima opta por matar, ela pratica o suicídio em seguida. Pode ser também que a vítima não consiga reproduzir seus maus tratos ao seu agressor, mas o fará assim que encontrar uma pessoa mais fraca do que ela, estabelecendo assim o tão temido círculo vicioso do Bullying. É importante ressaltar que o Bullying, não é praticado apenas por alunos e entre alunos. Conforme foi dito anteriormente, ele se traduz em todas as relações desiguais de poder em que um dos agentes sejam ridicularizados ou sofram qualquer tipo de agressão. Portanto, no ambiente escolar, pode acontecer também entre alunos e professores - inclusive alguns alunos, além de agredir física e verbalmente seus professores na escola - criam perfis em sites de relacionamentos visando ridicularizá-los ainda mais. Em contra partida alguns professores utilizam o recurso avaliação para punir e alienar seus alunos; abusam de seus conhecimentos e "poder" para humilhá-los. A partir do momento em que o Bullying começa a ser praticado independentemente de quem sejam seus protagonistas - ele gera situações de violência que podem se estender por toda a sociedade. É necessário que todos os envolvidos no processo educacional estejam atentos a este vilão que permeia a educação do século XXI e elaborem planos de ação em que valores como o respeito, amor, companheirismo e cidadania sejam constantemente abordados. Consequentemente os ambientes escolares que investirem nesses valores tão esquecidos em tempos atuais, estarão contribuindo para que a prática do Bullying venha a se extinguir de nossas escolas.


O BULLYING

Bullying: Problema Social

Nos últimos anos o mundo inteiro vem sofrendo com atos inadmissíveis e revoltosos, mais conhecidos como “Bullying”, que apesar de ser um problema que afeta o mundo inteiro, pouco tem sido feito para evitá-lo. O mundo todo ainda vem sofrendo com o massacre do “Realengo” no Rio de Janeiro, onde um ex-aluno da escola que na infância havia sofrido bullying quis desfazer suas mágoas em pessoas inocentes que acabam deixando doze crianças mortas e dezenas feridas. Esse não foi o único evento, pois houve outros piores que deixaram o mundo inteiro chocado com tamanha violência. Diante do exposto, percebemos o quanto se faz necessário o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para a solução desse problema. Além disso, esperamos que as pessoas principalmente aquelas que sofrem distúrbios mentais, se conscientizem o quanto antes e tentem mudar ou amenizar esse problema para o bem da humanidade.

Nos últimos anos, alunos estão sendo discriminados e agredidos nas escolas, e esse tipo de ação é chamado de Bullying, problema que é muito comum em todas as escolas do mundo, e com isso os alunos se revoltam, querem se vingar e em decorrência disso podem acontecer massacres nas escolas. Os alunos que sofrem de bullying ficam com medo de ir para a escola, pois podem ser agredidos fisicamente ou psicologicamente, vários alunos desistem até de estudar para não sofrer de abusos na escola. Tem alunos que ficam revoltados e fazem tragédias. Vão por exemplo, armados para o colégio e matam vários alunos e depois se matam. Eles fazem isso pensando que vão resolver seus problemas, mas só fazem piorar. O bullying vem crescendo a cada dia nas escolas do mundo inteiro, algo precisa ser feito. Os órgãos políticos tem que tomar providência contra essa atitude nas escolas para não acontecer mais tragédias. O governo tem que fazer campanhas, leis que punam, porque o bullying é crime, e fica marcado eternamente na vida dos alunos que foram agredidos.

Autor: Artur de Lima Maia.

Autor: Carlos José de Freitas Filho


Bullying não é Brincadeira Bullying é uma forma de violência que a cada dia vem se tornando mais comum entre pessoas que não sabem conviver com as diferenças. Um caso recente de bullying foi o do Wellington Meneses que em posse de uma arma de fogo, adentrou em sua antiga escola e matou 12 crianças inocentes, principalmente mulheres, pois quando estudava Wellington se sentia rejeitado pelos colegas de escola. Essa forma de violência pode trazer várias consequências como: isolamento, depressão, etc. O bullying, porém pode ser evitado, mas para que isso ocorra, e necessário que várias medidas sejam tomadas. Autor: Divani da Costa Silva

O Bullying em Evidência O Bullying é uma palavra utilizada para descrever atos de violência físicas ou psicológicas, praticados por grupos de pessoas ou uma pessoa só. Os quais praticam agressões verbais até mesmo físicas. Hoje em nosso país o Bullying está sendo uma noticia em evidência. Os maiores casos de Bullying estão acontecendo nas escolas. As crianças se divertem com esse tipo de brincadeira que, muitas vezes, acaba prejudicando elas mesmas. No entanto, para que acontecesse uma melhora em relação a esse problema seria preciso agir com consciência. No caso das crianças, é preciso que em casa haja uma maior orientação educacional para que essas crianças aprendam a respeita as diferencias. Autor: Frank Luan


O Bullying nas Escolas Brasileiras

O Bullying Não é Brincadeira

Hoje em dia, temos visto o aumento exagerado do bullying nas escolas brasileiras, seja ela pública ou particular. Isso é algo que tem preocupado a nação, fazendo com que muitos sejam prejudicados. São muitos os alunos que sofrem este mal da parte de colegas, isso causa entre outras consequências, traumas que os levam a ter medo e não frequentar a escola. O bullying no Brasil tem levado muitos a mudarem de escolas, prejudicando a vida social e psicológica nos alunos. Para minimizar esse aumento dos casos de bullying, devem-se tomar atitudes mais drásticas. Muitos são as pessoas que sofrem o bullying, que ficam com mágoa, raiva e ira que mais tarde podem os levar a agir de modo violento. Pensam que reagir com violência vai melhorar, mas não adianta. Brincadeiras que levam a violência, traumas e até doenças psicológicas. O Brasil deve levar a sério esse caso, pois a educação pode ser prejudicada e famílias desestruturadas. Deve haver um maior controle de segurança nas escolas, para que sejam detectados casos de bullying. As escolas devem analisar para que possam cuidar disso. Devemos ter em mente ideias que venham a melhorar e minimizar o bullying.

O bullying é um tipo de discriminação entre pessoas, onde as mesmas são agredidas por serem consideradas “não perfeitas” pela visão de outros que levam a atitudes drásticas. O bullying é uma “brincadeira” sem graça, pessoas que fazem esse tipo de “brincadeira” devem ser punidas, pois os autores desta ação causam preocupação enorme para pessoas vulneráveis a esse problema, geralmente essas pessoas são “apelidadas” de tampinha, gordinho, ogro e outros. Pessoas ao praticar esse tipo de ação pensam que se trata apenas uma briguinha ou apelido de raiva momentânea. Essa ação causa uma grande consequência como vários tipos de ataques, violência e até mesmo homicídios. Então o que pode se dizer sobre o bullying é que essa brincadeira não tem graça. Palestras sobre esse assunto pode despertar a consciência a não praticar esse tipo de agressão,

Autor: Gustavo Augusto da Silva Cruz

Autor: Danilo Barbosa de Medeiros


O Bullying no Dia-dia

O Destruidor de Infância

O Bullying vem aumentando a cada dia que passa, deixando vítimas no Brasil e no mundo. Isso é preocupante, pois está aumentando os números de pessoas com distúrbios e problemas de se relacionar podendo causar riscos para a população. O Bullying é praticado todos os dias em escolas, trabalho ate mesmo entre amigos, o que há pouco tempo não passava de uma brincadeira. Recentemente o Bullying tem se tornado um dos assuntos mais discutidos na sociedade, já que todos os dias estão mais frequentes os casos de pessoas sendo vítimas de agressões físicas e psicológicas provocando ate mesmo mudanças em sua personalidade. Este é um problema sério, mais possui solução. Ê necessário aumentar as campanhas para que as pessoas tomem consciência da necessidade e do dever de respeitar o próximo, para sabermos que somos todos iguais.

O bullying é um problema que vem acontecendo na nossa sociedade, e na qual vem se agravando cada vez mais, prejudicando a vida de muitas pessoas e fazendo com que as mesmas sofram humilhações e cheguem a cometer algumas ações indevidas. O bullying vem acontecendo diariamente, nas escolas, ruas, lojas enfim em todos os lugares. Pois existem pessoas que não sabem respeitar os seus semelhantes, quem gosta de humilhar e fazerem as pessoas sofrer, é porque quando na infância passou por esse mesmo problema. Hoje em dia está tudo diferente, antes ninguém ouvia falar em bullying, mas agora é o assunto frequente, parece até que virou moda. O povo não tem outra desculpa. As pessoas deveriam parar pra pensar antes de fazer alguma besteira, pois às vezes acontecem acidentes trágicos. O bullying está prejudicando muitas pessoas, então esperamos que isso acabe.

Autora: Poliana Cristina Gomes Rebouças

Autora: Brena Raiane da Silva Costa


Bullying no Brasil

O Bullying nas Escolas

Atualmente esse assunto tem trazido muita polêmica em meio à sociedade brasileira, pois vários casos estão sendo expostos na mídia. O bullying vem trazendo inúmeros problemas para a nossa sociedade, pois a cada dia vem sendo praticado em todas as camadas da população deixando-as incapazes de se relacionar umas com as outras. Com isso, especialistas na área tentam achar formas para resolver esse problema, que está se tornando uma situação sem controle. Uma das formas seria criar campanhas de conscientização com propagandas na televisão, já que este é o maior meio em que todas as pessoas tem acesso, o outro meio seria debater em aulas sobre o assunto e palestras em todas as escolas, com psicólogos treinados para atender pessoas que convivem e sofrem com esse problema, à muito tempo. Se tudo isso fosse implantado seria dado um passo muito importante para a resolução desse problema, mas o bullying só seria totalmente solucionado se as pessoas aprendessem a conviver com as diferenças respeitando-as e aceitando as pessoas como elas são. O respeito é a solução para todo e qualquer problema.

Atualmente no Brasil há uma quantidade relativa de pessoas que sofrem bullying, que é um tipo de violência que pode ser física ou psicológica e que ocorre principalmente nas escolas. O bullying não era um assunto muito discutido pela sociedade brasileira, porém a partir do surgimento de casos graves, como a tragédia que aconteceu em uma escola do Rio de Janeiro, o assunto começou a ganhar espaço nas discussões da sociedade. A partir dessa tragédia o bullying tornou-se uma das temáticas mais discutidas pela sociedade brasileira. A imprensa ajudou muito, dando uma maior visibilidade para que as pessoas saibam a importância de se combater, de como lidar e como identificar o bullying. Esse tipo de violência ocorre principalmente nas escolas, que geralmente se omitem ao perceber que algum aluno de sua escola sofre bullying. As vítimas também muitas vezes se calam e seus pais não sabem lidar corretamente com esse problema. Há também pessoas que pensam que essas agressões são pequenas brincadeiras de crianças, por isso não percebem que são casos que podem causar danos psicológicos que poderão levar futuramente a vítima para o mundo do crime. Portanto, quanto maior for à divulgação, maior será a repercussão, pois as pessoas aprenderão a lidar com esse problema, quais as consequências para os envolvidos e quais as formas de combatê-lo e identifica-lo para que novos casos não aconteçam.

Autora: Yohanna Carneiro Eleutério

Autora: Nayandra Regina Teobaldo e Silva


O Bullying na Sociedade Brasileira

O Bullying na Sociedade

Bullying é um tipo de preconceito que pode se manifestar em decorrência da cor, obesidade ou qualquer uma diferença física. Esse tipo de preconceito pode acontecer em qualquer lugar, nas festas em casa e principalmente na escola. É muito difícil de acreditar como uma pessoa pode causar tanto sofrimento sem motivo a outro ser humano sem motivo algum, mas é verdade que as pessoas insistem em menosprezar o próximo e querer ser superior ao outro. Os danos causados para as vítimas do bullying podem ser graves, mas também podem ser simplesmente esquecidos. Algumas pessoas chegam até a ficar doentes e desenvolverem depressão, e de certa forma ficam pior do que o agressor. Existem muitos casos de pessoas que já sofreram bullying e já tentaram se vingar de seus agressores, pois os danos que esse tipo de violência causa é muito grande. Podemos ajudar a combater esse mal, não devemos desrespeitar nossos colegas, ninguém tem direito de agredir ninguém, pois as diferenças existem para serem respeitadas e ninguém pode sair por ai fazendo o que bem entende, pois não podemos fazer com os outros, algo que não gostaríamos para nós mesmos.

Hoje nas escolas do Brasil e de todo mundo, está acontecendo um problema que tem crescido a cada dia. O bullying, ou seja, intimidação acontece quando alguma pessoa sofre violência física ou psicológica. O Bullying tem crescido e se agravado muito nos últimos anos. É muito comum na internet, vídeos de brigas nas escolas e em seus arredores. O aluno que sofre bullying, nunca esquece, fazendo com que esse aluno no futuro possa desenvolver problemas psicológicos, baixa autoestima, complexo de inferioridade etc... Um caso muito recente relacionado ao bullying foi o caso de Realengo. Um rapaz que rejeitado por seus colegas cometeu um crime que teve muita repercussão na mídia do Brasil e do mundo. Ele entrou em sua antiga escola portando duas pistolas, o mesmo deferiu vários tiros em alunos inocentes à maioria meninas. O bullying é um problema muito sério que tem preocupado as autoridades, por isso deve ser olhado com mais seriedade e é preciso mais atenção dos poderes públicos e da própria gestão escolar conscientizando todos, esse problema será banido.

Autora: Angelina Lima

Autora: Tayane Pinheiro da Costa


O Bullying e Seus Efeitos Danosos

O Bullying na Sociedade

O bullying é um problema que vem se espalhando cada vez mais por todo parte, seja no Brasil ou no exterior. O bullying está presente na vida da maioria dos jovens e acontece principalmente dentro da escola, por motivos sórdidos como, por exemplo, o peso, a cor, a opção sexual, nacionalidade e até mesmo o jeito de se vestir. Os praticantes do bullying são geralmente pessoas vazias com pouco de interesses em assuntos realmente importantes e acaba dessa forma compensado o tempo livre em maltratar outras pessoas com xingamentos. Muitas vezes as agressões passam de verbais para física, ao meio da comunicação vem mais dessas agressões ao longo do tempo. O bullying tornou-se um problema atual e “moderno” pelo fato de acontecer principalmente com os adolescentes e geralmente nos colégios. É considerado bullying, toda ofensa ou xingamento onde as pessoas afetadas se sentem intermediados ou maltratados. Agressões físicas também são consideradas bullying, desde que ajam tipos de preconceito envolvido. As pessoas que sofrem com o bullying ficam geralmente isolados de todos e depressivos, por pensarem que todas as pessoas são iguais, criam uma barreira que os impede de conhecer gente nova e diferentes que não tem esse tipo de problema em relação às outras pessoas e se tornam pessoas fechadas e de baixa estima propensa a uma possível depressão. Superar o bullying pode até ser difícil, mais não é impossível. Para isso acontecer o essencial deve procurar apoio com os amigos e adultos em quem confiam, os amigos alimentam a autoconfiança, os efeitos dos xingamentos, procura pessoas que tenham a ver com seu jeito e estilo já é um bom começo. Pessoas da família também podem ajudar, e vão entender melhor do que ninguém, outra opção é procurar ajuda na escola, falar com seu professor ou com a direção da escola. Existem diversas maneiras de dar um basta ao bullying, o importante é pensar: “Só se deve satisfação a quem realmente se ama”.

Ultimamente o bullying vem sendo um problema muito discutido entre as escolas, pois os casos acontecem frequentemente com alunos. Trata-se de maltratar o próximo por motivos banais. São brincadeiras de mau gosto que deixam marcas que não se apagam facilmente, e que podem permanecer por toda uma vida, gerando cada vez mais violência. O bullying é a ação de inibir, humilhar e na maioria das vezes usase a força física para que a pessoa atingida se sinta mal e na concepção dos agressores ele tenha “aprendido a lição”. Não são atitudes normais e os praticantes desses atos não devem estar cientes do que estão fazendo, do mal que estão causando aos colegas e que aquilo poderá permanecer na mente dessa pessoa e até mudar a visão de mundo, e transformar a vida delas, podendo até querer tirar a própria vida. Os traumas podem desaparecer com o tempo, mas é muito raro. A maioria das vezes esse traumas marcam tanto esse individuo que ele acaba repassando o sofrimento a outras pessoas, fazendo com que essa nova vítima viva os mesmos momentos de dor e sofrimento, é um tipo de vingança, fazer outro pagar por tudo o que lhe foi causado, um inocente pagando por um ato que não cometeu. É preciso ter respeito com o próximo, saber respeitar as características de cada um, ter a noção de que não se pode fazer mal a uma pessoa só por que ela fala de forma engraçado ou por ela ser tímida, tem que haver respeito.

Autora: Maria Natália da Silva Cruz

Autora: Ashley Braga

O Bullying na Visão dos Alunos do 3º Ano B  

Livro Produzido por alunos do 3º ano B da Escola Gabriel Epifânio dos Reis. Cada aluno produziu um pequeno texto sobre o Bullying, onde os m...