Page 52

CAPÍTULO 10 O luar penetrava entre as cortinas verdes, que pareciam flutuar na parede mais distante do quarto, quando Sheridan abriu os olhos de novo. Seu noivo encontrava-se sentado na cadeira ao lado da cama, adormecido, mas ainda segurando-lhe a mão. Em algum momento da noite ele tirara a casaca, a gravata, desabotoara o colarinho e caíra adormecido com os braços cruzados sobre a cama e a cabeça apoiada neles. Seu rosto estava voltado para ela, e Sherry virou cautelosamente a cabeça sobre o travesseiro, suspirando de satisfação ao perceber que o movimento não lhe provocara aquelas marteladas no cérebro. Na agradável sonolência que sobrevêm quando se acorda, ela observou o homem com o qual estava comprometida. Notou que era moreno, como se passasse muito tempo ao ar livre. Seus bastos cabelos eram de um castanho-escuro brilhante, cortados rente dos lados e chegando até o colarinho atrás, e no momento estavam despenteados. Havia algo infantil no modo como os longos cílios negros sombreavam-lhe as faces. No entanto, nada mais havia de infantil nele, e ela sentiu um misto de fascínio e inexplicável perturbação ao descobrir isso. A barba, começando a crescer, dava um toque azulado ao maxilar quadrado, duro e resoluto mesmo no sono. As sobrancelhas quase retas, negras, achavam-se franzidas, como se ele reprovasse alguém em sonhos. O fino tecido branco da camisa esticava-se sobre os ombros fortes e os braços musculosos. Pêlos negros, crespos, assomavam pela abertura do colarinho e cobriam-lhe também os braços. Ele era todo feito de ângulos agudos e retos, desde o nariz finamente cinzelado até o queixo esculpido e os dedos longos. Parecia severo e intransigente, concluiu. E bonito. Santo Deus, como ele era bonito! Relutante, ela desviou os olhos daquele rosto e pela primeira vez observou o local onde estava. Ficou surpresa com a riqueza do quarto, verde e ouro. Cortinas de um verde pálido cobriam as janelas e as paredes, e desciam em pregas suaves e graciosas do baldaquim que cobria a cama, mantidas abertas por brilhantes cordões dourados, com borlas. A enorme lareira que se abria na parede em frente à cama era de mármore verde, adornada com pássaros dourados, leves, pousados em galhos de bronze. Duas poltronas estofadas em seda

Profile for Keyllane Guedes (Key)

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Profile for keyohkey
Advertisement