Page 369

61 Sua esposa de duas horas soltou um gemido de queixa quando a carruagem parou, e foi com relutância que Stephen separou os lábios dos dela. —Onde estamos? —perguntou Sheridan, num sussurro langoroso. Em casa respondeu ele, surpreso com a rouquidão da própria voz. —Na sua casa? —Na nossa casa —corrigiu ele. Um arrepio de prazer percorreu o corpo dela ao ouvir isso. Um criado abriu a porta da carruagem e colocou os degraus. Sherry fez um esforço para ajeitar o cabelo, afastandoo da testa e penteando-o com os dedos. Enquanto o fazia, notou o jeito como Stephen a fitava, acompanhando seus gestos com um olhar acariciante e terno. —Em que está pensando? —perguntou, curiosa. Ele sorriu: —Na mesma coisa que pensei quando a vi sair do banheiro, em Londres, com uma toalha azul na cabeça, e me anunciou que seu cabelo era ruivo. —E em que pensou então? —insistiu ela, enquanto o marido lhe oferecia a mão para ajudá-la a descer. —Depois eu lhe digo, ou melhor, lhe mostro —prometeu ele. —Quanto mistério! —brincou Sheridan. Durante quatro anos uma quantidade enorme de jovens ladies haviam cercado Stephen, na esperança de um dia se tornarem senhoras da casa que ele desenhara, construíra e denominara Montclair. Nesse momento, o conde esperava a reação da mulher que afinal escolhera para ser a senhora de Montclair. Sherry apoiou a pequena mão no braço dele, sorriu com gentileza para o lacaio que colocara os degraus junto da carruagem e olhou a imponente mansão de pedra que se erguia pouco adiante. Estacou, surpresa, olhando com aflição para as brilhantes janelas que se alinhavam na imensa fachada, depois reparou nas carruagens, umas atrás das outras, na alameda ao lado da casa. Então, olhou para o conde e indagou, numa voz embargada: —Você está dando uma festa? Stephen inclinou a cabeça para trás, deu uma gargalhada, abraçou-a e escondeu o rosto sorridente no cabelo macio:

Profile for Keyllane Guedes (Key)

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Profile for keyohkey
Advertisement