Page 287

pedindo-lhe que lhe enviasse todos os dados que conseguira. — Whitney… Ela voltou-se, já na porta da sala: — Milorde? — Eu também a amo.— Ela sorriu, e ele esperou um instante para fazer um aviso sério: — Se insistir na ideia de colocá-los frente a frente, tenha cuidado como faz isso, e preparese para ver Stephen ir embora no momento em que deparar com Sheridan. Também deve se preparar para a possibilidade de meu irmão jamais perdoá-la pelo que vai fazer. Talvez, na melhor das hipóteses, leve muito tempo para perdoar. Pense bem antes de tomar uma atitude que pode fazê-la arrepender-se. — Vou pensar prometeu ela. Clayton olhou-a sair e balançou a cabeça, sabendo muito bem que sua mulher não iria perder tempo pensando, sem fazer nada. Simplesmente não estava na natureza dela olhar a vida passar e não participar. E essa era, pensou com carinho, uma das qualidades que mais amava em Whitney. No entanto, não esperava que ela agisse tão depressa quanto o fez. Na tarde daquele mesmo dia, ao passar pela saleta de estar da esposa, viu-a sentada à pequena escrivaninha de pau-rosa, passando a extremidade macia da pena na face, enquanto olhava pensativa para a folha de papel à sua frente. — O que é isso?— indagou ele. Whitney ergueu o rosto e sorriu: — Uma lista de convidados. As frenéticas atividades da temporada estavam lentamente chegando ao fim, e ambos sonhavam em ficar na tranquilidade do campo durante o verão, por isso Clayton surpreendeu-se ao verificar que ela planejava uma festa. — Pensei que fôssemos voltar para Claymore depois de amanhã. — E vamos. Esta festa vai ser daqui a três semanas… É o aniversário de Noel. Nada muito grande, é claro. Por cima do ombro dela, o duque olhou a lista e abafou uma risada, ao ler o primeiro item em voz alta:

Profile for Keyllane Guedes (Key)

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Profile for keyohkey
Advertisement