Page 27

Sheridan tratou-o com seu jeito amigável. Era incapaz de ficar amuada com alguém por mais de uma hora. —Meu pai me chama de ”cenoura” por causa do meu cabelo— explicou, divertida. —A cenoura é um legume cor de laranja… como… bem, é um legume como o milho resolveu. É por isso que ele me chama de ”cenoura”. —Homem branco não bom como índio para dar nomes. Bem-educada, —ela não observou que ser chamado de cão não é exatamente preferível a ser chamado de cenoura. Apenas perguntou:—Que tipo de nome um índio me daria? —Cabelo de Fogo— anunciou ele. —Se você homem, nome você Sábio Sempre. —O quê?— murmurou Sheridan, confusa. —Você sábia agora— esclareceu o índio, sem jeito.— Sábia, mas não velha. Jovem. —Ah, eu gosto de ser chamada de sábia!— exclamou Sheridan, mudando completamente de ideia e chegando à conclusão de que gostava muito daquele índio. Sábia Sempre repetiu, olhando para o pai, toda feliz. —Você menina— contradisse Cão que Dorme, apagando a alegria dela e assumindo de novo o ar de superioridade. —Meninas não sábias. Nome você Cabelo de Fogo. Ela resolveu gostar dele assim mesmo, e sufocou a resposta desaforada que lhe subira aos lábios, fazendo com que seu pai a achasse mesmo sábia e esperta, apesar da opinião do índio. —Cabelo de Fogo é um nome lindo— disse, em vez de brigar. O índio sorriu pela primeira vez, um sorriso de sabedoria que ficara décadas ausente de seu rosto, e deixou claro que sabia que ela não se deixara levar pela provocação. —Você Sábia Sempre— determinou ele, e o sorriso ampliou-se ainda mais quando olhou para o pai dela e assentiu. Patrick assentiu também, concordando com ele, e Sheridan decidiu, como sempre acabava fazendo, que a vida era maravilhosamente excitante e que não importava como as pessoas eram por fora: por dentro eram todas iguais. Todos gostavam de rir, de conversar, de sonhar… e de fingir que eram sempre corajosas, que jamais se deixavam abater pelo sofrimento e que a tristeza não passava de uma indisposição momentânea, que logo iria embora. E, na maioria das vezes, ia mesmo.

Profile for Keyllane Guedes (Key)

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Profile for keyohkey
Advertisement