Page 200

que a senhora venha a sentir tristeza e remorso, um dia, quando perceber que é tarde demais para dizer e fazer coisas que teriam evitado tanto atrito entre vocês dois. No desejo de evitar-lhe maiores sofrimentos, seu pai pediu-me que lhe dissesse que, embora nunca o tenha demonstrado, ele a amou, e que tinha certeza de, apesar de a senhora nunca o ter demonstrado, também ser amado.” Ao terminar, Clayton devolveu a carta, e sua expressão sombria refletia a mesma tristeza, a mesma preocupação que Stephen sentia por Sherry. Achava-se também intrigado como ele diante daquelas palavras. — Uma pena para o pai dela…— comentou, penalizado. — Miss Lancaster está numa fase de má sorte, se bem que por um lado foi bom ela não estar lá.— Hesitou um momento, então acrescentou: — O que acha do que o administrador escreveu? A moça que ele descreve na carta não se parece com a moça que eu conheço. — Também acho, exceto no que se refere à determinação e gênio forte — completou Stephen, com um sorriso.— A não ser que o pai dela e o administrador sejam o tipo de homens dominadores, desses que consideram o menor traço de personalidade em uma mulher como intolerável desafio. — Foi a essa conclusão que cheguei — assentiu o duque,— também pela experiência que tive com meu sogro. — Lancaster deve ter sido um grande pão-duro, se achava que o horroroso vestido marrom que ela usava no navio significava ”dar-lhe tudo”. Enquanto falava, Stephen esticou as longas pernas, cruzou-as nos tornozelos e se acomodou melhor na poltrona. Enfiando as mãos nos bolsos, fez com a cabeça sinal para um criado, que se aproximou de imediato, indagando o que o lorde queria. — Champanhe — respondeu ele. Diante das más notícias e dos problemas que significavam para Sherry, Clayton achou a atitude indolente e o pedido fútil do irmão muito estranhos. Esperou alguma indicação de quando e como ele pretendia contar as novidades ruins a ela, mas o conde parecia completamente satisfeito, observando o criado servir champanhe em dois copos de cristal e colocá-los sobre a mesa. — O que pretende fazer agora?— perguntou Clayton, sem conseguir esperar mais. — Um brinde— respondeu Stephen.

Profile for Keyllane Guedes (Key)

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Profile for keyohkey
Advertisement