Page 137

alterado: — Foi só isso? O que está lendo? — Um livro sobre a América. O toque das mãos grandes e fortes em seus ombros tranquiIizou-a. Às vezes tinha a impressão de que o conde realmente se importava com ela… Outra visão flutuou em sua mente, menos nítida do que as primeiras, mas tão calma e tão doce! Ajoelhado diante dela, com um ramo de flores nas mãos, um bonito homem que bem poderia ser Lorde Westmoreland dizia: Eu não era nada até que você apareceu em minha vida… Nada, até que você me deu seu amor… Nada, até que você… até que você… — Não seria bom eu chamar Whitticomb?— perguntou Stephen, preocupado e sacudindo-a de leve. Emergindo do sonho de olhos abertos, ela riu, negando com a cabeça: — Não, claro que não. Eu apenas estava me lembrando de uma coisa ou, quem sabe, imaginando que aconteceu. — O que era? — quis saber ele, diminuindo a força com que lhe apertava os ombros, mas sem desviar os olhos dos dela. — Prefiro não dizer— disse Sherry, enrubescendo. — O que era?— insistiu o lorde. — Você vai rir de mim… — Vamos ver — decidiu ele, determinado. Entrecerrando as pálpebras, com um suspiro desanimado, ela levantou-se e ficou com o quadril encostado na mesa onde o livro se encontrava aberto: — Preferia que você não insistisse. — Mas insisto — declarou Stephen, recusando-se a se deixar enternecer pelo meigo sorriso que entreabria os macios e rosados lábios. Talvez seja uma lembrança verdadeira e não produto de imaginação. — Só você pode saber se é ou não verdade… Sheridan de repente pareceu ficar muito interessada na cutícula de seu delicado polegar. Olhando-o de lado, entre os espessos e longos cílios, perguntou: — Por acaso, quando você me pediu em casamento, mencionou que não era nada até

Profile for Keyllane Guedes (Key)

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Profile for keyohkey
Advertisement