Page 120

de uma ternura maternal tão eloquente, e emocionou o conde de tal maneira, que ele tratou de acabar com aquele encanto. Dando um passo à frente, inexplicavelmente ansioso por se livrar da visão que tinha diante dos olhos e rompendo aquele clima aconchegante, perguntou: — Já estamos no Natal? Se estivesse com um revólver em cada mão, sua irrupção não faria um efeito mais galvanizante e aterrador sobre os alegres cantores improvisados. Cinquenta criados pararam de cantar e recuaram para o fundo da cozinha, tropeçando uns nos outros na pressa e aflição de se distanciar do patrão. Até mesmo o meninozinho saltou do colo de Sherry e escapou antes que ela conseguisse retê-lo. Só Colfax, Damson e Hodgkin fizeram uma retirada mais digna, e mesmo assim muito cautelosa, desaparecendo da cozinha. — Eles morrem de medo de você, não?— perguntou Sherry, feliz por vê-lo de volta mais cedo do que esperava. — Não o bastante para se conservarem em seus postos, é evidente — retorquiu Stephen, mas teve que rir ao ver a expressão de culpa no rosto lindo. — Foi por minha causa — acusou-se Sherry. — Imaginei que fosse. — Como?— desafiou ela. — Graças aos meus magníficos poderes de dedução!— disse ele, com uma reverência exagerada.— Jamais ouvi meus criados cantarem, e nunca encontrei minha casa tão deserta como hoje. — Eu me sentia muito triste, sozinha, e resolvi explorar a mansão… — explicou Sherry. Quando cheguei aqui, Ernest, o menininho, havia acabado de queimar a mão numa chaleira com água fervendo. — E você resolveu curá-lo organizando um coro de criados? — Não. Fiz isso porque todos eles me pareceram sós e tristes como eu. — Por acaso você estava se sentindo doente? Stephen mostrava-se preocupado, observando-a atento. Charise parecia estar bem. Muito bem. Adorável, vibrante e… perturbada. — Não. Eu estava… — Sim? — pressionou o conde, ao ver que ela hesitava.

Profile for Keyllane Guedes (Key)

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Até Você Chegar - Judith McNaught  

Profile for keyohkey
Advertisement