Issuu on Google+

Sociocultural

Administrativo O Núcleo Administrativo surge da necessidade de que haja uma boa gestão do CAASO, o que envolve as questões financeiras, jurídicas e organizativas, que não estão dissociadas do movimento estudantil. Visto as constantes investidas que o CAASO tem sofrido, tanto internamente pela USP quanto por órgãos externos como o Ministério Público, é muito importante que se tenha uma gestão comprometida e que EmFrente as adversidades para avançarmos. Nesse sentido, propomos: 

Garantir o trabalho e comunicação entre os Núcleos;

Transparência na prestação de contas e trabalhar em conjunto com o Conselho Fiscal, respeitando sua autonomia, para que essa prática ocorra regularmente com os Grupos do CAASO;

Zelar pela autonomia financeira do Centro Acadêmico, prezando pela diversificação das suas fontes de financiamento. Comprometemos-nos a defender a manutenção dos arrendamentos, a fortalecer a relevância das carteirinhas para os sócios juntamente do Núcleo de Patrimônio e a lutar pela suspensão da liminar, que impede a venda de bebidas alcoólicas e a realização de festas e outras atividades culturais;

Incentivar e apoiar as Secretarias Acadêmicas a obter um espaço próprio para a entidade;

Aproximar o CAASO das Secretarias Acadêmicas, dos Grupos do CAASO e demais atividades extracurriculares e entidades estudantis. Propomos reformular o Conselho de Secretarias Acadêmicas (CSA) de modo que esse espaço seja regular e mais amplo, com periodicidade a ser definida no começo da gestão de acordo com a demanda apresentada;

Aproximar o CAASO dos Representantes Discentes dos principais Conselhos do campus. Entendemos que essa esfera da representação estudantil deve estar em comunicação constante com as entidades estudantis para que possamos entender e incidir em conjunto sobre as nossas pautas. Para isso, propomos a criação de um fórum específico que garanta essas discussões; Reformular o estatuto do CAASO, que hoje é obsoleto, com a realização de uma estatuinte.

s

Comunicacao Responsável por divulgar e promover todas as atividades e eventos realizados pelo CAASO, o Núcleo de Comunicação propõe ampliar seus horizontes com inovações na área, a fim de alcançar mais estudantes. Entendemos que o canal da entidade com o campus e com a comunidade em geral não deve se limitar ao monólogo, mas sim um diálogo buscando formas de obter feedbacks daqueles a quem comunica. Isto é, para além de comunicar, dar abertura e possibilidades para que o campus e a comunidade deem seu retorno a entidade é essencial para que o CAASO siga EmFrente. Sendo assim, propomos: 

Reestruturação do InformeCAASO, de modo que ele consiga comunicar de modo mais direto as atividades de interesse dos estudantes. Além disso, acreditamos que a comunicação das deliberações de reuniões e de assembleias possa ser dinamizada para que as informações cheguem mais rapidamente aos próprios estudantes, sem a exclusão da divulgação das atas; Criação de um calendário sociocultural para que os estudantes e comunidade saocarlense tenham mais contato com os eventos realizados com apoio e pelo CAASO, a ser divulgado virtualmente;

Reativação do site institucional do CAASO, que conterá informações diversas de interesse público;

Divulgação periódica e com antecedência da convocação das reuniões e respectivas pautas do CAASO, que são abertas a qualquer pessoa. Ressaltamos a importância de se ter um canal que permita que os próprios alunos acrescentem e sugerem temas de discussão;

Recebimento e organização de novas ideias, projetos e propostas para o CAASO.

O Núcleo Sociocultural tem a responsabilidade de promover cultura e integração entre os estudantes e destes com a cidade, por meio de eventos, atividades, festas, cursos, projetos, intervenções, mostras, filmes, dentre outros. Acreditamos que fazê-lo, mesmo em um momento absurdo no qual tais ações vêm sendo proibidas, é a única maneira de trazer de volta o CAASO frequentado, o CAASO vivo no dia a dia de todos, que permaneça em luta com autonomia política e financeira, um CAASO que EmFrente e siga EmFrente! Para que a promoção e difusão de cultura livre e independente estejam asseguradas, defendemos algumas ações prioritárias para a defesa e fortalecimento do CAASO, de seu espaço físico e de sua autonomia, são elas: 

Com uma maior aproximação das Secretarias Acadêmicas, seguir lutando pelo direito legítimo de promover eventos, incluindo festas e palquinhos, no espaço do CAASO, realizando-os com uma postura de questionamento e enfrentamento aos ataques da USP e pelo Ministério Público.

Fortalecer os laços com os grupos do CAASO e do campus que constroem o Centro Acadêmico, incentivando-os a seguir EmFrente na construção de suas próprias atividades e na defesa da entidade;

Consolidar o atual Salão de Jogos do CAASO como um Centro de Convivência bastante vivo e frequentado pelos estudantes, para estimular a integração, a sociabilização e a valorização do nosso espaço;

Dar seguimento ao projeto de extensão “Reavivamento da BiblioteCAASO” como importante iniciativa para a difusão e valorização do patrimônio histórico e cultural presente neste importante espaço;

Manter, reativar e expandir as atividades existentes no Salão Cultural, reforçando o caráter cultural e de extensão do CAASO, incentivando atividades e intervenções fora do espaço do próprio salão para difundi-lo e fortalecê-lo;

Consolidar o CAASO como um polo cultural para a cidade de São Carlos, com a realização de atividades abertas para toda a comunidade, articulando-se com a UFSCar e grupos culturais da cidade.


Patrimonio O Núcleo Patrimônio possui como principais funções a criação e a manutenção da identidade do CAASO como espaço de convivência e entidade de representação de todos os estudantes, seja através da manutenção do espaço físico e gestão das informações, ou da consolidação do sócio CAASO e venda de produtos, aproximando e reunindo neste espaço os estudantes de todo o campus. Visando estes fins, propomos:

Colegio CAASO Nossa chapa enxerga o Colégio não como um fim do Centro Acadêmico, mas como um meio de aproximar os estudantes do campus à sociedade. Temos o dever de proporcionar um contato mais próximo dos secundaristas com a Universidade e de contribuir com a formação pessoal, política e crítica dos futuros trabalhadores e universitários que passem pelo Colégio. Assim, propomos: 

Fortalecer e valorizar o Conselho Gestor recémformado (composto por diretores do CAASO, professores, coordenadores e funcionários do próprio Colégio), entendendo-o como um poderoso instrumento para uma gestão e administração mais contínua, comprometida e organizada do Colégio. Discutir a importância de sua ampliação quanto a sua composição para o setor de pais e estudantes;

Organização do Arquivo Histórico do CAASO, de modo a recuperar e tornar este patrimônio mais acessível a todos, e também da BiblioteCAASO;

Criação de documentos padrão para melhor e mais efetivagestão de informações e preservação da memória do CAASO;

Criação e venda de produtos diversos do CAASO e reestruturação das vantagens do programa de SócioCAASO, para fortalecer a relevância destes, não só como meio de identificação, integração, benefício e lazer dos estudantes, mas também como importantes meios de autofinanciamento do Centro Acadêmico;

Incentivo à formação de um Grêmio Estudantil que articule e represente as demandas dos próprios estudantes do Colégio e por meio do qual a diretoria do CAASO pode expandir seu diálogo, hoje mais restrito aos professores e coordenadores, para incluir também os estudantes;

Manutenção constante do espaço físico do CAASO e do Salão de Jogos através de pequenas reformas, instalações ou doações para garantir junto ao Núcleo Sociocultural a consolidação destes espaços como Centro de Convivência bastante ativo e frequentado pelos estudantes;

Promover uma relação mais contínua entre os estudantes do campus e do Colégio;

Monitorias voluntárias e/ou remuneradas no Colégio CAASO;

Incentivar atividades e intervenções das Comissões de Semanas de Curso, Secretarias e Centros Acadêmicos da USP e UFSCar para divulgar diversas profissões e cursos;

Cobrançado Conselho Gestor do campus em relação à garantia de um espaço central para o CAASO no campus 2, para que o Centro Acadêmico esteja mais acessível e próximo dos estudantes dos cursos da área 2, como deliberado na “Termo de saída da Greve estudantil de 2007”; Compromisso em pressionar a Prefeitura do campus para garantir a adequação do espaço do CAASO, como acordado, uma vez que o espaço está, hoje, interditado pelo corpo de bombeiros.

Propor um projeto de Extensão, vinculado à PróReitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP, para o Colégio CAASO como forma de engajar mais pessoas além da diretoria com a construção do Colégio, de forma análoga ao projeto da BiblioteCAASO.

Vote! De 14 a 16 de outubro Urna nos intervalos de aula e no bandeco

A Chapa CAASO EmFrente acredita que o Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira se sustenta sobre dois pilares. O primeiro é o movimento estudantil, no qual nosso centro acadêmico sempre atuou, e que garante a defesa e a conquista de direitos estudantis. Atualmente, nossa entidade tem sofrido muitos ataques, mas o CAASO se mostrou resistente e já deu o recado: não vai retroceder um milímetro. Por isso, nossa chapa é composta por aqueles que já constroem as Secretarias Acadêmicas de seus cursos e que construíram as mobilizações de defesa do CAASO. Mas queremos mais! Além da diretoria, os estudantes e todos aqueles que acreditam na RAÇA do CAASO devem protagonizar essa luta. O segundo pilar corresponde à parte administrativa da entidade - seus aspectos financeiros, gestão do Colégio CAASO, do espaço físico e tudo aquilo que os estudantes esperam do centro acadêmico. Para dar conta das tarefas cotidianas e da dinâmica da entidade, propomos a organização da diretoria nos seguintes núcleos:

Membros Fís. Computacional: Alessandro Fernandes, Caio Menezes (Arretado), Vinícius Delgado (Pinky); Licenciatura: Aline Patriota, Raissa Moda (Fuca); Eng. Computação: André Paiusco, Giovanni Giansanti (Beck), Lucas Lancelotti (Carrapato); Produção: Anoopa, Bruno Guillen (Gogo), Felipe Schmidt (Smeagol), Guilherme Desiderio (Bad), Rafael Drumond (Jamal), Rafael Vianna (Frescurinha), Thiago Shiguenaga (Dalai); Materiais: Carolina Veloso (Tara); Mecatrônica: Danilo Vitagliano (Peixe-Frito), Letícia Nunes, Marcel Dall’Agnol; Ambiental: Fabiane Vieira (Puma), Marina Britto (Pimentinha), Rafael Ferrer (Arroz), Sean Kevin; Aeronáutica: Luan Derick (Eufórico), Lucas Leme; Mecânica: Lucas Francato (Baiano), Renata Grass; Elétrica: Helena Ogata; Química: Gabi Pitton; Informática: Mariane Prado


Carta Proposta