Page 1


Nossas vidas cruzaram-se ali, naquele vestibular, nesse tema de redação. A atmosfera de luta nos inundou desde o primeiro instante, enquanto preparávamos o texto que decidiria nosso destino. Quem diria que pessoas tão diferentes fariam parte de um mesmo convívio diário, exaustivo e desafiador! Daquele momento em diante, passaríamos mais tempo juntos do que em nossos próprios lares. Cada nome que compunha aquela lista, tornava-se membro dessa nova família, e a universidade, transformara-se em nova morada. Desvendaríamos a nós mesmos, turma e universidade, identificando que virtudes e fragilidades nos rodeavam, encontrando razões pelas quais lutar. E foi esta mesma atmosfera que nos guiou ao longo de toda a nossa formação, que para além de técnica, fez-se humana, política e social. (Monique Meireles)


Mantenedor

Governo do Estado da Bahia

Reitor

José Bites de Carvalho

Vice-Reitor

Marcelo Duarte Dantas de Ávila

Diretor

Márcio Costa de Souza

Vice-Diretor Secretária

O reitor e os formandos de medicina, convidam V. Sa. e Ilma. família para outorga de grau a realizar-se:

Coordenador do Curso

Colação de Grau

Magno Conceição das Mercês Mônica Cristina Santiago da Silva Paulo José Bastos Barbosa

14 de Dezembro de 2018 Às 19 horas Local: Auditório Cardeal Dom Geraldo Majella End.: Av. Leovigildo Filgueiras, 270 - Garcia, Salvador - BA


Turma

Paulo José Bastos Barbosa

Patrono

Paulo José Bastos Barbosa

Paraninfo

Cláudio de Almeida Quadros

Amigo da Turma

Marco Aurélio Silveira

Requerentista

Jakércia Souza Mascarenhas da Silva

Orador

José Roberto dos Santos Junior

Juramentista

Beatriz Silva Brito

Mestres de Cerimônia

Isaac Neri de Novais Silva Manuela Novaes de Andrade

Professores Homenageados

Claudilson José de Carvalho Bastos Diogo Radomille de Santana Genoile Oliveira Santana Silva Marco Antônio Araújo Silvany Talita Rocha de Aquino

Funcionária Homenageada Mônica Cristina Santiago da Silva


Em meio ao silêncio das palavras que não foram ditas, em meio ao vazio dos gestos que jamais se concretizaram, encontro abrigo nas doces lembranças que carrego de ti. De onde estás, sei que zelas por mim. Por onde for, carrego a alegria da eterna torcida! Esta conquista é dedicada in memoriam daqueles que se fazem insubstituíveis e permanecem vivos em nossos corações. Nosso carinho, nossa saudade. (Jakércia Mascarenhas e Viviane Nóbrega)


Aquele que nos aceitou sem nos ter escolhido. Nos respeitou quando pouco podíamos fazer. Nos confiou segredos e sofrimentos. Depositou esperança em nossas mãos inexperientes, com tamanho desprendimento, confiando a nós sua própria saúde. Lutamos pela vida e dignidade de cada paciente, que para nós se faz único e representa um grande amor na vida de alguém. Lutaremos pelo compromisso de sermos sempre uma alma humana tocando outra alma humana a confortar e ajudar a quem precisa. (Isaac Neri e Manuela Novaes)


Não escolhemos o berço do nascimento, nem a qualidade dos afagos. Mas é ali que a maioria das histórias bem-sucedidas se inicia. É onde desenhamos o caráter e os horizontes. “Pai e mãe (irmãos, avós, tios, primos)... ouro de mina! ” Família é mais que o núcleo, é um ser amorfo, onde agregamos “irmãos” separados pelo cordão umbilical. De onde parte a ajuda para superar dificuldades. De onde partem os aplausos diante das conquistas. A fonte mais genuína do sacrifício de seus próprios sonhos em prol dos nossos. É ombro e lenço para enxugar nossas lágrimas na jornada árdua e festiva! Talvez não exista uma definição ou classificação compatível com seu posto e importância em cada passo dessa trajetória. (Geovane Souza e Géssica Sampaio)


O professor é um ser predestinado a exercer a nobre arte do ensinar. A cada conhecimento transmitido, os laços fraternos estreitavam-se e a admiração progredia. Aos professores, o nosso eterno agradecimento pelo suporte, orientação e por representarem um pilar fundamental para a realização de toda prática clínica experimentada. O pequeno número de alunos serviu para criar grandes e verdadeiros laços. Com todo nosso amor e carinho, o nosso muito obrigado por compartilharem conosco os instrumentos necessários para o exercício da medicina e por nos inspirarem a sermos mais humanos. (João Vitor Oliveira)


De identidade, história e sonhos para nós desconhecidos, mas símbolo da legitimidade do nosso ideal. Por romper às limitações do tempo e circunstâncias, ao ser templo do Criador em vida e lugar de conhecimento em morte, fazendo vivos sonhos que não foram seus. Por compreendermos o seu valor, ainda que mantido em constante anonimato. Se não foi coberto de flores, foi coberto de gratidão e respeito em cada ato de nossas inexperientes mãos. (Jean de Oliveira)


A universidade se configura como o espaço maior de produção e disseminação do conhecimento, ela abre janelas não só para a formação técnica, mas para a ampliação da visão crítica, política e humana. Vale a pena, portanto, lutar por uma universidade verdadeiramente pública, gratuita e de qualidade, que considere o ensino superior um direito do cidadão e tenha suas portas abertas para toda a cidadania. Vale a pena lutar pelo não sucateamento da universidade pública, pela valorização da ciência, pela garantia de uma docência de qualidade e pela construção de ações afirmativas que produzam mudança social. É nesta universidade que acreditamos e por ela lutamos. (Danila Feitoza)


Ao longo desses anos de estudo, imersos num contexto de cientificismo e pragmatismo, a fé nos encorajou, deu sentido, quando a ciência não mais conseguia fazê-lo. Encontramos nela alicerce, convicção e esperança diante da vulnerabilidade humana e fragilidade do adoecer. Lutamos para manter acesa e inabalável a nossa crença. E diante de tantas atribuições, não abdicamos de reservar um tempo que fosse só Teu. Pela Tua Graça, hoje celebramos a concretização desse sonho, que antes dos nossos, nasceu em Teu coração. Meu Deus, agradecemos e a Ti dedicamos mais esta conquista em nossas vidas! (Danila Feitoza e Viviane Nóbrega)


“A menor distância entre dois pontos é uma reta”, disse Albert Einstein, em uma de suas intrigantes teorias. Logo, para se percorrer menor distância, há que se traçar dois pontos e seguir o caminho que liga a ambos. Um sonho é o princípio de tudo. É o ponto de partida nessa reta imaginária, traçada com objetivo de alcançar um lugar no mundo. Sem ele não há esperança, não há fé em dias melhores. Um sonho nos motiva. Nele reside aquela gota de desejo por tornar algo palpável e concreto aos olhos. Tem a ver com idealizar, projetar e executar. Enquanto idealizamos, diversos modelos se entremeiam na busca por exemplos a seguir, a nos servir de inspiração. E quantas foram as nossas! Diversas curvas se interpuseram, tornando o caminho mais longo, adiando a chegada ao tão esperado destino final. De posse do projeto, nos coube executar, resistir, travar pequenas batalhas que aos poucos nos levaram adiante, retomando sempre à reta inicial. A paixão pela vida e o amor pela medicina serviram de combustível para a incessante execução desse propósito. Enquanto turma, ganhamos corpo, seguimos estratégias, superamos limites, fortalecemos amizades, caminhamos com o máximo de disciplina possível, diante das adversidades. Eis que a realização se faz exatamente aqui, no segundo ponto desta imensa reta-trajetória. E reconhecer a chegada é tão importante quanto idealizar a partida ou valorizar cada passo nas sucessivas etapas do construir. É por um sonho que edificamos a alma, que enfrentamos o mundo, que damos sentido à vida. E um sonho que se sonha junto, tem sabor de concretude, tem gosto de luta por um ideal. (Danila Feitoza e Monique Meireles)


JosĂŠ Roberto

dos Santos Junior

JoĂŁo Vitor

Vieira Carvalho de Oliveira

Lilian

Portela Pereira da Silva

Gabriela

Andrade Sande

Jean Lucas

Santos de Oliveira

Mateus

de Paula Leal


Ingredy

Catarina

Souza Oliveira

Magalhães da Paixão Barata

Danila

Ícaro Gabriel

Feitoza Carvalho

Silva Santos

Luise

Fonseca de Oliveira

Elis

Souza dos Santos


Manuela

Novaes de Andrade

Beatriz

Silva Brito

Isaac Neri

de Novais Silva

Viviane

Gomes Nóbrega

Jakércia

Souza Mascarenhas da Silva

Raíza

Trindade Silva


Ícaro

Pereira Santos

Géssica

de Souza Sampaio

Ana Carolina

Islan

Trindade Freitas

Gonçalves Lopes

Geovane

Monique Ruana

Cruz de Souza

Meireles Santos


À turma, Imensa honra compartilhar o pioneirismo nesse sonho da vida real. Todos os desafios e dificuldades cravaram em nossos corações uma marca que nos une e nos define onde quer que os caminhos possam nos levar: a capacidade de sermos obstinação e resiliência. Juntos caímos tantas vezes! Mudamos de aparência, de atitude, de direção... mudamos crenças e opiniões. Tocamos a humanidade em sua essência mais pura. Buscando acertar, nos reinventamos a cada erro. Juntos, fizemos história! Juntos seremos lembrados por nossas conquistas e por nossa determinação. Levamos no peito o orgulho e a responsabilidade de sermos um. Obrigada, Turma Paulo José Bastos Barbosa!


“Prometo que, ao exercer a arte de curar, me mostrarei sempre fiel aos preceitos da honestidade, da caridade e da ciência. Penetrando no interior dos lares, meus olhos serão cegos, minha língua calará os segredos que me forem revelados, o que terei como preceito de honra; nunca me servirei da minha profissão para corromper os costumes ou favorecer o crime. Se eu cumprir este juramento com fidelidade, goze eu a minha vida e minha boa reputação entre os homens e para sempre. Se dele me afastar ou infringi-lo, suceda-me o contrário.” Hipócrates


,edaditsenoh ad sotiecerp soa lefi erpmes ierartsom em ,raruc ed etra a recrexe oa ,euq otemorP“ augníl ahnim ,sogec oãres sohlo suem ,seral sod roiretni on odnarteneP .aicnêic ad e edadirac ad ieriv res em acnun ;arnoh ed otiecerp omoc ieret euq o ,sodalever merof em euq soderges so áralac otnemaruj etse rirpmuc ue eS .emirc o recerovaf uo semutsoc so repmorroc arap oãssfiorp ahnim ad eled eS .erpmes arap e snemoh so ertne oãçatuper aob ahnim e adiv ahnim a ue ezog ,edadiledfi moc ”.oirártnoc o em-adecus ,ol-ignirfni uo ratsafa em setarcópiH


Danila Feitoza Carvalho  
Danila Feitoza Carvalho  
Advertisement