Page 1

Edição nº38 • Novembro / Janeiro 2012 • Ano XIII

Seguro condomínio: proteja seu patrimônio Entrevista

Divirta-se

Fala Corretor

Vice presidente da Marítima Seguros fala sobre o mercado

Veja as opções de praças e parques no Grande ABC

Entenda a importância do Questionário de Avaliação de Risco

página 16

página 14

página 20 Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 1


2 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012


Editorial

Palavra do Presidente

Clube dos Corretores de Seguros do Grande ABC CNPJ 03.127.033/0001-95

Que venha 2012 Sendo a última revista de 2011, quero reforçar nosso compromisso com o mercado de seguros para agregar de forma positiva com ideias e soluções, premissa nestes 10 anos de Revista ABC Seguro. O clube dos corretores está crescendo, fizemos novas parcerias, criamos novos projetos e fechamos o ano com cerca de 100 associados com previsão de aumentar ainda mais esse número. O período também foi marcado por mudanças e essa edição destaca uma delas: o seguro condomínio. A matéria explica quais são as novas regras e os direitos dos segurados nesse mercado que cresce graças ao desenvolvimento do setor de imóveis e construção. O entrevistado Francisco C. Vidigal Filho, vice-presidente da Marítima, fala sobre os desafios do mercado de seguros e ressalta dicas importantes para escolher a seguradora ideal. Já na coluna Fala Corretor, Wiliam Bernardi explica a importância do Questionário de Avaliação de Risco e como interfere na contração do seguro. Nessa edição, é possível conferir também, matérias sobre vendas e perícias em seguro, além de notas sobre saúde, bem-estar, cultura e lazer para toda a família. Aproveito para desejar a todos um ótimo Natal e um Ano Novo de muito sucesso.

Boa leitura!

Marcelino Odlevati Presidente

O que é o Clube dos Corretores? É uma entidade sem fins lucrativos, políticos ou partidários, sem interesse particular de grupo ou entidade. Tem como objetivo exclusivo a interação em prol dos corretores de seguros estabelecidos na região do ABC, e que estão autorizados a operar em todas as modalidades de seguros pela SUSEP.

EXPEDIENTE Presidente Marcelino Odlevati Diretor Secretário Paulo Jorge Burdelis Diretor Financeiro Gilmar Aparecido Falamesca Diretor de Relações Externas Israel Marques Diretor de Cultura e Ética Ricardo José Cardoso Conselho Fiscal José Macedo Eduardo de Santana Ernesto Queiróz de Lima Suplente Elaine de Lourdes Arruda Administração Rua Atlântica, 526, cj.6 Jardim do Mar CEP:09750-480 SBC SP (11) 4124-6741 www.clubedoscorretores.org.br ccsgrandeabc@uol.com.br Revista ABC Seguro Presidente do Conselho Editorial Marcelino Odlevati Comissão de Cultura e Ética Carlos Alberto Segati Wiliam Bernardi Vianna Projeto Gráfico e Executivo KB Assessoria em Comunicação Ltda. Rua José Benedetti, 71- Centro Cep: 09770-140 SBC-SP (11) 4332-9808 Diretora de Redação: Kelly Boscarioli Editora: Fernanda Merlo Redação: Hanna Estevam e Frank Neres Arte e Diagramação: Lucas S. Martins Impressão: Ecograph Fone: (11) 4541-8070

Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 3


Sumário

06

Notas

Aproveite as férias sem preocupação

08 Mercado

12 Bem-estar

16 Entrevista

Será que é pneumonia?

14 Divirta-se

Conheça as opções de parques no ABC

Vice-presidente da Marítima Seguros fala do crescimento do mercado e fornece dicas para escolher a seguradora ideal.

15 Cultura

18 Previna-se

Entenda os benefícios da Convenção Sindical.

10 Capa

A importância da perícia e avaliação de seguro.

20 Fala Corretor Questionário de avaliação de risco: por que tantas perguntas?

Novas regras para o Seguro Condomínio Sabina: lazer e conhecimento 4 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012

22 Associados Em defesa do clube


Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 5


Notas Classes C, D e E aderem ao seguro de vida

Aproveite as férias sem preocupações

Seguro de vi da

uro Seg i da v e d

C

ada vez mais pessoas das classes C, D e E estão buscando corretoras para fazer seguro de vida. Até pouco tempo, o serviço era contratado apenas por pessoas que recebiam altos salários.

De acordo com dados da Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados), o aumento da procura por seguro de vida nas corretoras brasileiras chegou a 20% em relação ao ano de 2010. O crescimento nas vendas também é confirmado por dados da Susep (Superintendência de Seguros Privados). Atualmente o serviço se adequa às necessidades de todas as classes sociais, com pagamento de valores mensais a partir

O

seguro também pode

de R$ 5.

servir para proporcio-

Ampliação do Seguro Garantia

U

nar segurança e comodidade em viagens

ao exterior, sejam elas para passeio, estudo ou trabalho.

ma nova linha de atuação está ganhando espaço entre as se-

O seguro de viagem é responsável

guradoras. Com as oportunidades geradas pelo grande nú-

por disponibilizar os seguintes ser-

mero de obras que estão sendo realizadas por todo o Brasil,

viços: assistência médica; cobertura

as seguradoras que antes trabalhavam apenas com seguro

de gastos com remédios e serviços

garantia estão começando a oferecer seus serviços para seguros de risco

odontológicos; em caso de perda

de engenharia, de energia, de responsabilidade civil e transportes.

de bagagem, oferece indenização

De acordo com dados da Susep (Superintendência de Seguros Privados),

suplementar à da companhia aérea;

o mercado de seguro garantia faturou R$ 707,5 milhões em 2010. As gran-

auxílio em caso de perda de docu-

des seguradoras estão se preparando para ampliar a atuação no segmen-

mentos; serviço de localização e

to de engenharia e aproveitar os benefícios dos investimentos em infraes-

identificação de bagagem; ajuda em

trutura previstos para o país nos próximos anos.

problemas jurídicos, entre outros.

6 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012


Seguro automotivo faz a diferença

D

ados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) mostram que há 70 milhões de veículos no Brasil. Apenas 12 milhões estão segurados, ou seja, 17%, segundo o sistema Autoseg da Susep (Superintendência de Seguros Privados). Após acidentes com grandes engavetamentos, como o da Rodovia Imigrantes, que envolveu 300 veí-

culos, sempre vem à pergunta: “Quem deve arcar com os prejuízos?”. É difícil estabelecer um culpado nesses casos, havendo necessidade de investigação policial. Então, ganha destaque a importância do seguro automotivo. Os motoristas que tinham seus carros segurados tiveram que pagar a franquia e aguardam decisão judicial sobre o responsável, para tentar reaver a quantia. Já àqueles que não possuíam seguro restou apenas arcar com o prejuízo total e entrar com uma ação contra a concessionária da rodovia para tentar o ressarcimento, processo que pode levar anos.

Projeto apoia igualdade no mercado de trabalho

D

e acordo com a pesqui-

representam 50,7% da população

ção para profissionais que buscam

sa do Instituto Ethos,

do país.

recolocação no mercado de traba-

divulgada esse ano,

Preocupados em atender essa

lho. O currículo pode ser cadastrado

as empresas amplia-

demanda, promovendo a igualda-

gratuitamente no site www.proton-

ram a participação dos negros nos

de racial no mercado de trabalho

consultoria.com.br. Para empresas,

quadros

funcionários. As

e criando mais oportunidades de

o atendimento e credenciamento

contratações saltaram de 23,4% em

contratação, a Proton Consultoria

para participar do projeto é por meio

2003 para 31,1% em 2010. Apesar

lançou o programa Protonegro – ta-

de análise da equipe de RH no tele-

do avanço, o número ainda é baixo,

lento e igualdade no mercado de tra-

fone (11) 5078.6888.

considerando que os negros

balho. O projeto não tem monetiza-

de

Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 7


Mercado

Convenção sindical protege trabalhadores e empresas

Seguro de vida estabelecido em acordo evita prejuízos para a empresa e facilita acesso do funcionário ou familiares ao auxílio devido em caso de acidentes

N

inguém gosta de falar

e da contratação de um seguro de

convenção estabelece regras que

em acidentes de tra-

vida, por exemplo, prejudica tanto

serão aplicadas a todos os contra-

balho. Isso vale para

os funcionários, quanto as empre-

tos, proporcionando melhores con-

empregados e empre-

sas.

dições de trabalho aos funcionários,

gadores. Mas acidentes acontecem

Convenção sindical é um acordo

além de trazer benefícios como piso

e trazem muitos problemas para

firmado entre o sindicato dos em-

salarial, abonos e auxílios. Porém, é

ambos os lados quando não há um

pregados e os representantes das

preciso deixar claro que, como todo

planejamento a fim de amenizar os

empresas de uma determinada ca-

acordo, a convenção também pos-

danos desse tipo de adversidade.

tegoria com o objetivo de regular os

sui pontos positivos para as empre-

A falta de uma convenção sindical

contratos individuais de trabalho. A

sas.

8 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012


A convenção sindical protege a em-

ra, a empresa que poderia ter pago

pagando a indenização.

presa em caso de um acidente com

o seguro com mensalidades de R$

Cada sindicato possui uma conven-

um de seus funcionários, já que

100, por todos os funcionários, terá

ção específica para sua categoria,

estabelece um seguro com valor

que enfrentar um processo. Já deve

podendo incluir itens como cesta

de indenização fixo para cada cate-

ter gasto uns R$ 200 mil com auxí-

básica, kit maternidade, seguro por

goria, evitando processos judiciais.

lios ao trabalhador”.

doença congênita e, até mesmo,

“Atualmente, em caso de indenização por acidente ou morte, o cálculo do valor a ser pago é feito com base na expectativa de vida, condição financeira e expectativa de ganhos financeiros da vítima. O juiz analisa questões que envolvem a vida da pessoa, resultando em um valor

estabelecendo a marca dos produ-

A convenção sindical estabelece um seguro com valor de indenização fixo para cada categoria, evitando processos judiciais.

alto”, afirma o presidente do Clube

tos que devem compor as cestas e kits. De acordo com Cardoso, uma das vantagens da contratação do seguro é o baixo valor das mensalidades. “O custo de um seguro de vida é muito barato para a empresa. Nem se compara, por exemplo, aos

dos Corretores de Seguro do ABC,

Para Odlevati “o sindicato que não

gastos com planos de saúde”, res-

Marcelino Odlevati.

possui uma convenção para tratar

saltou.

As indenizações resultantes de uma

desses termos prejudica as em-

convenção sindical variam entre R$

presas, pois em caso de acidentes,

20 e R$ 30 mil. “Caso a empresa

as indenizações são buscadas em

tenha contratado seguro para seus

juízo, com valores muito acima do

funcionários, quem paga esse valor

estabelecido nos acordos”.

é a seguradora”, ressalta Odlevati. O custo de um seguro de vida in-

Além da obrigação

dividual varia de R$ 1 a R$ 10 por

Hoje em dia, no mercado de tra-

funcionário dependendo da catego-

balho, oferecer um seguro de vida

ria e da quantidade a ser contrata-

pode ser também uma forma de

da. Para uma balconista de padaria

atrair ou conter os talentos em uma

pode sair por pouco mais de R$ 1

empresa. “É um benefício também

e para motoboys, em média R$ 10.

para o funcionário, já que garante

O diretor de cultura e ética do Clube

auxílio nessas situações que são

dos Corretores de Seguro do ABC,

sempre difíceis”, disse Odlevati.

Ricardo José Cardoso dá um exem-

A empresa interessada em contra-

plo de como a falta de um seguro

tar seguro de vida para seus funcio-

pode ser prejudicial. “Teve um caso

nários deve procurar um corretor de

em que ofereci o seguro, que é de

seguros. A corretora checa se o sin-

obrigatoriedade legal, e a empresa

dicato da categoria possui uma con-

não aceitou. Pouco depois, um fun-

venção. A empresa então contrata

cionário sofreu um acidente, caindo

o seguro e paga apenas a mensa-

de uma altura de uns 20 metros e

lidade. Em caso de sinistro, a segu-

acabou perdendo uma perna. Ago-

radora assume a responsabilidade,

Diretor de cultura e ética do CCSABC Ricardo José Cardoso

Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 9


Capa

Novas regras para o seguro condomínio geram debate sobre o futuro do mercado

Mudanças exigem adaptações das seguradoras e corretoras, trazendo mais opções para segurados Em julho/2011, entraram em vigor as

riscos de incêndio, queda de raio den-

tipo de seguro recebe no mercado a

novas regras para a contratação de

tro do terreno segurado e explosão de

denominação de “all risks”, ou seja,

seguros de condomínios residenciais.

qualquer natureza. Fica a cargo do

o serviço garante todo tipo de risco,

Editada em dezembro de 2010, a

síndico contratar ou não coberturas

desde a simples quebra de um vidro

Resolução 218/2010 do CNSP (Con-

adicionais que correspondam aos ris-

até a queda de um avião.

selho Nacional de Seguros Privados)

cos que podem envolver o condomí-

Antes da resolução, as seguradoras

obriga a seguradoras a oferecerem

nio a ser segurado.

não eram obrigadas a oferecer op-

aos condomínios duas modalidades

Já a cobertura básica ampla ofere-

ções de pacotes de seguros para os

de cobertura, uma denominada bási-

ce garantia sobre qualquer situação

condomínios. É importante lembrar

ca simples e outra, básica ampla.

que possa causar danos materiais ao

que as alterações valem apenas para

A cobertura básica simples dá ao con-

condomínio segurado, com exceções

os contratos fechados a partir da data

domínio segurado garantia contra os

estabelecidas anteriormente. Esse

de vigor da medida. Os negócios es-

10 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012


tabelecidos antes do dia 1° de julho

de seguro para condomínios residen-

guro, assim como as adequações ne-

continuam iguais até o seu vencimen-

ciais está gerando grande expectativa

cessárias, sendo indispensável uma

to, quando deverão ser adequadas.

para as empresas. “Nós acreditamos

reavaliação.

As consequências dessas mudanças

muito no crescimento dessa carteira,

Em caso de dúvidas, os síndicos

para o mercado de seguros foram discutidas na plenária de setembro do Clube dos Corretores de Seguros do ABC. Participaram do debate: Jarbas Medeiros (gerente de produtos da Porto Seguro), Claudio Saba (diretor técnico da Marítima) e Carlos Negrão (gerente de ramos elementares Sul

Agora, cada seguradora vai usar a sua experiência para criar um produto mais atrativo e o corretor vai ter que ser mais profissional, mais tecnicamente preparado, ele deixou de ser somente um vendedor

América). O encontro foi mediado pelo presidente do clube, Marcelino Odlevati.

pois é uma carteira que pelo potencial

devem procurar por informações de

Carlos Negrão conta que a SulA-

de expansão do mercado imobiliário

especialistas. Já existem cursos vol-

mérica analisou cuidadosamente as

brasileiro só tem a crescer. As cida-

tados especificamente para esse

novas regras. “Causou um pouco

des estão ficando cada vez mais ver-

campo de atuação, tanto com aulas

de espanto no início, mas analisan-

ticalizadas, e, portanto, visamos um

presenciais quanto online. Esse tipo

do as condições mais tecnicamente

aumento na massa de negócios que

de curso visa proporcionar aos sín-

para entender realmente o intuito das

podem ser feitos”, ressaltou Jarbas

dicos os conhecimentos básicos es-

mudanças, percebemos que é um

Medeiros, da Porto Seguro.

senciais para a contratação de um

tipo de cobertura de all risk, que co-

Medeiros destaca ainda a importân-

seguro de condomínio. Além disso,

bre todo tipo de dano material e apli-

cia de um trabalho personalizado

apresenta as coberturas disponíveis

camos as condições taxas cabíveis

por parte do corretor. “É sempre mui-

no mercado, as obrigatoriedades le-

para confortar a nossa carteira para

to importante o corretor conhecer o

gais de contratação, e as providên-

cobrir qualquer tipo de dano.”

condomínio pelo qual está fazendo o

cias que devem ser tomadas em caso

Para Cláudio Saba “a profissão de

seguro. Prestar uma verdadeira as-

de danos e acidentes.

corretor está mudando e vai mudar

sessoria. Ir até o local, conhecer as

muito”. O diretor técnico da Marítima

necessidades, as características, pois

conta que antigamente as condições

isso ajuda inclusive, a obter um preço

eram todas iguais, mas que a reali-

melhor”, disse.

dade atual é outra. “Agora, cada seguradora vai usar a sua experiência para criar um produto mais atrativo e o corretor vai ter que ser mais profissional, mais tecnicamente preparado, ele deixou de ser somente um vendedor”, afirmou Saba. Apesar da apreensão inicial causada pelas mudanças de regra, o mercado

Responsabilidades do Síndico Com todas as alterações, os síndicos também devem ficar atentos, pois são eles que respondem em caso de problemas com o seguro, como contrato inadequado ou insuficiente para o condomínio em questão. Também cabe aos síndicos a renovação do seNovembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 11


Bem-estar

Verão em forma!

C

om a chegada do ca-

Bem-Estar Levitas, é inevitável essa

ceada com exercícios frequentes é

lor, cresce a preocupa-

preocupação em cima da hora, po-

a melhor dica para quem quer per-

ção das pessoas com

rém é necessário ter cuidado para

der peso com saúde. O professor de

a boa forma. Afinal, é

não comprometer a saúde. “Dietas

educação física Rodrigo Binhara, da

hora de ir a praia, frequentar a pis-

radicais podem desequilibrar o orga-

academia FIT, diz que fazer exercí-

cina, usar roupas mais leves e, para

nismo, portanto, é importante con-

cio é importante, mas que também,

isso, todo mundo quer estar com o

tar com a ajuda de um profissional

não se pode abrir mão do auxílio

corpo em dia. Nesse momento, co-

adequado. Também não podemos

profissional para evitar problemas

meça a busca por exercícios físicos

esquecer de que a estação requer

futuros. “O instrutor irá lhe orientar

mais eficientes e de dietas milagro-

atenção especial com a hidratação

quanto aos exercícios indicados

sas para a conquista do objetivo.

do corpo”, diz Pellegrini.

para conseguir o resultado espera-

Para André Pellegrini, do Centro de

Aliar uma alimentação leve e balan-

do”, conclui Binhara.

12 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012


Será que é pneumonia? Seu filho reclama de dor ao respi-

ge o pulmão. Apesar de grave, a do-

que algo não está bem, especial-

rar – a descreve como se fosse uma

ença é facilmente identificada pelos

mente no caso das crianças meno-

pontada –, tem dificuldade em inspi-

médicos. Porém, é importante que

res de um ano, que ainda não sa-

rar, apresenta febre alta (acima de

os responsáveis pelo menor fiquem

bem mostrar o que sentem por meio

38º) por mais de três dias, tem a fei-

atentos para que se diagnostique o

das palavras” alerta Ana Paula Mos-

ção abatida mesmo fora dos picos

mais rápido possível.

chione Castro, médica assistente da

da febre e tosse persistente? Estes

“O olhar da mãe ou do responsável

unidade de alergia e imunologia do

podem ser alertas da pneumonia –

pela criança, é fundamental para a

Instituto da Criança – HCFMUSP.

uma infecção respiratória que atin-

percepção dos primeiros sinais de

Atualmente, já estão disponíveis diversos tratamentos para a doença pulmonar, porém a prevenção é sempre a melhor opção. Veja algumas dicas:

Os mãos-fechadas estão comemorando.

• Evitar a permanência em lugares aglomerados, fechados e abafados. • Lavar as mãos com água e sabão frequentemente. • Manter uma alimentação equilibrada, rica em frutas, legumes e verduras • Consumir muita água • Estar em dia com o calendário vacinal e completar a imunização contra as doenças pneumocócicas. As vacinas anti-pneumocócicas estão disponíveis no SUS e na rede particular.

Peça a cotação do HDI Auto a seu corretor de seguros e seja o próximo a economizar.

www.hdi.com.br

Processo Susep: 15414.001197/2004-41. O registro deste plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação à sua /comercialização. Novembro 2011 Janeiro 2012

É de bate-pronto.

ABC Seguro 13


Divirta-se

Vamos ao parque? Voltadas para o público de todas as idades, os parques e praças existentes no grande ABC são uma ótima opção para quem deseja relaxar, exercitar-se, ler um livro ou somente sair de casa para curtir os dias quentes de verão. Com entrada gratuita e segurança, são ideais para um passeio em família e também, para entreter as crianças. Confira algumas opções que merecem a visita: Parque Raphael Lazzuri

tros de altura, o aquário conta com

lizado na Rua José Bonifácio, Vila

Localizado na Avenida Kennedy, na

13 visores especiais para aprecia-

Assunção, Santo André possui di-

área central de São Bernardo do

ção da decoração com pedras arti-

versas atrações como pista de ca-

Campo, o parque recebe em média

ficiais e diferentes espécies de água

minhada, ciclovia, praças de convi-

5 mil pessoas diariamente. O es-

doce, entre elas carpas e kingio. O

vência, playground, lago, palco em

paço, inaugurado em dezembro de

parque está localizado na Avenida

forma de concha, pista de automo-

2003, possui área verde, lago com

Caminho do Mar, 2980.

bilismo rádio-controlado, campo de

cascatas, teatro de arena, pistas

futebol, quadras poliespostivas, pra-

para caminhada e playground. Na

Praça dos Meninos

ças com equipamentos de alonga-

entrada há um painel criado pelo

Por conta do estilo de jardinagem

mento, ginástica, bicicletário e mar-

artista plástico Luiz Martin Sarasá,

e pela decoração oriental, a Praça

quise de aproximadamente 300 m².

retratando a Mata Atlântica e o de-

dos Meninos também é conhecida

senvolvimento da cidade. Aos sá-

como Jardim Japonês. Por ser uma

Parque Pedroso

bados de manhã e na quarta-feira

das mais graciosas do ABC é uma

Com 842 hectares numa área de

a noite é possível se deliciar com o

ótima opção para quem deseja re-

preservação de Mata Atlântica dos

pastel vendido na Feira Livre na rua

laxar e apreciar a natureza. Possui

quais a população tem acesso a

ao lado.

pista para caminhada, playground e

100 hectares, o Parque do Pedroso

equipamentos para ginástica, além

é o maior da cidade de Santo André.

Parque Eng. Salvador Arena

de coreto e lago com carpas. Ao vi-

Os frequentadores podem desfrutar

Inaugurado em 2005 no bairro do

sitar, não se esqueça de levar a má-

de uma bela vista, além de aprovei-

Rudge Ramos, SBC, o Parque En-

quina fotográfica.

tar toda a infraestrutura que conta

genheiro Salvador Arena possui um

com playground, campos de fute-

aquário de água doce, o maior de

Parque Central

bol, quadras esportivas, quiosque

exposição de peixes do país. Com

Uma das áreas verdes mais novas

com churrasqueiras, capela, lagos,

24 metros de extensão e 2,10 me-

da cidade, o Parque Central, loca-

entre outros.

14 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012


Sabina: lazer e conhecimento! Que tal aproveitar as férias para co-

Serviço:

nhecer um pouco mais sobre ciên-

Sabina – Escola Parque do Conhe-

cia, arte, história e tecnologia? Lo-

cimento

calizada em Santo André, a Sabina

Endereço: Rua Juquiá, s/nº, bairro

– Escola Parque do Conhecimento

Paraíso

é uma excelente opção para um

Horários de Funcionamento: de

passeio com as crianças.

terça a sexta-feira, o atendimen-

Construído

em

uma

área

de

to, das 8h30 às 16h30, é exclusivo

24000m², o espaço possui a única

para escolas públicas e particulares,

réplica existente na América Latina

através de agendamento prévio.

do esqueleto de um Tyrannosaurus

Aos sábados, domingos, feriados e

rex, com 12,8 metros de compri-

durante as férias escolares, das 12h

mento e um Ceratosaurus nasicor-

às 18h, com fechamento da bilhete-

nis animatrônico robô, de 6 metros.

ria às 16h.

O túnel da formação do Universo é

Ingressos: R$10, com meia-entra-

outra atração requisitada, na qual é

da para estudantes, professores,

possível acompanhar desde o Big

servidores públicos andreenses,

Bang até a origem da Terra, com

aposentados e idosos acima de 65

direito a tremores. Há também um

anos. Alunos e professores das es-

simulador do fundo do mar e uma

colas municipais de Santo André,

área voltada para a química e a físi-

crianças menores de 5 anos e pes-

ca, com cerca de 160 experimentos

soas com deficiência não pagam.

interativos.

Novembro 2011 / Janeiro 2012

Créditos foto: Júlio Bastos

Créditos foto: Júlio Bastos

Cultura

ABC Seguro 15


Entrevista

Vice-Presidente da Marítima fala do crescimento do mercado e fornece dicas para escolher a seguradora ideal

Com mais de 500% no aumento do

1) Como foi crescimento da Ma-

pansão e nossa perspectiva é de

lucro líquido registrado no primeiro

rítima Seguros em 2011 e qual é

crescimento exponencial. Nosso

semestre de 2011 em relação ao

a perspectiva para 2012?

foco é alcançar um aumento de

mesmo período do ano passa-

A Marítima Seguros obteve um au-

cerca de 15% nas operações, ín-

do, a Marítima Seguro cresce no

mento de 517,5% no lucro líquido

dice bem acima das projeções de

mercado e pretende investir ainda

registrado no primeiro semestre

crescimento do Produto Interno

mais no próximo ano. Francisco

de 2011 em relação ao mesmo

Bruto (PIB) para o ano, que são da

C. Vidigal Filho, Vice Presidente

período do ano passado. Só nos

ordem de 4%. As estratégias in-

da companhia fala sobre as novas

primeiros seis meses do ano, o re-

cluem planos de expansão do ca-

perspectivas e cita alguns pontos

sultado alcançado foi de R$ 24,7

nal de distribuição e de incremen-

importantes que devem ser anali-

milhões.

to da linha de produtos e serviços

sados na escolha da seguradora.

O mercado está em franca ex-

para atender ao aumento na de-

16 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012


manda da população às diversas

dos seguros de produtos de baixo

Somos conhecidos no mercado

modalidades de seguro.

valor, a questão tributária ainda é

pela política de portas abertas, o

2) Atualmente, qual é o grande

um entrave a ser resolvido. A Ma-

que é válido não somente para os

desafio do mercado de seguro e

rítima está em constante acom-

colaboradores como também para

o que fazer para superá-lo?

panhamento das tendências de

os corretores de seguros. Esta ini-

Com a estabilidade econômica e o

mercado e das necessidades do

ciativa tem como foco aproximar

aumento da renda, os brasileiros

consumidor, a fim de atendê-las

o corretor, importante parceiro no

estão, cada vez mais, percebendo

sempre que possível. A empresa

trabalho de consultoria quanto aos

a necessidade das diversas moda-

está com investimentos expres-

produtos que mais se adéquam

lidades de seguro. Isso porque, a

sivos em campanhas de comuni-

ao perfil dos segurados.

função social do seguro é contri-

cação com o objetivo de informar

disso, desenvolvemos uma série

buir para que as pessoas estejam

ao consumidor sobre os benefí-

de ações de relacionamento com

resguardadas e possam minimizar

cios das diversas modalidades de

corretores a fim de propiciar a tro-

eventuais perdas materiais caso

seguro e sua contribuição para a

ca de informações, experiências e

ocorra algo com seu patrimônio.

qualidade de vida das pessoas.

compartilhar conquistas.

Também, algumas modalidades

3) Quais os planos de melhoria

5) Quais são as perspectivas de

de apólice trazem serviços de

da empresa?

investimento no ABC paulista?

assistência agregados que propi-

As melhorias visam o atendimento

A Marítima desenvolve ações com

ciam praticidade para a solução de

cada vez mais qualificado, eficaz

frequência junto aos corretores da

diversos imprevistos. O setor de

ao cliente, para que ele possa con-

região, para que todos estejam ga-

seguros, que sempre esteve em

tar com a Marítima onde quer que

baritados a prestar o melhor aten-

segundo plano entre os ramos da

esteja. Por isso, a expansão geo-

dimento. São periódicos os cursos

economia, hoje está demonstran-

gráfica e tecnológica. Com todos

e palestras promovidas, encontros

do sua força.

os investimentos, a perspectiva é

com corretores e outras iniciativas

O desenvolvimento de produtos

melhorar a eficiência operacional,

que permitem ao corretor ter ple-

que possam a atender a nichos

otimizando custos e maximizando

no conhecimento da opção mais

específicos ou o novo consumidor

benefícios para segurados e cor-

adequada de seguro segundo as

de seguros, a exemplo da pessoa

retores.

características específicas do se-

de baixa renda, estão no foco do

4) Há algum plano específico

gurado que estiver atendendo.

setor. No caso de microsseguros e

para os corretores de seguros?

Além

Dicas para escolher a seguradora ideal • Escolha um corretor da sua confiança para orientá-lo. • Procure referências da seguradora da qual pretende contratar; • Peça mais de um orçamento para fazer um comparativo e compreender as opções disponíveis; • Não omita qualquer informações na hora de preencher a ficha para o seguro; • Avalie as condições de pagamento; • Leia o contrato e compreenda os benefícios e assistências vinculadas; • Confira se as informações a seu respeito estão corretas na apólice; Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 17


Previna-se

Perícias e Avaliações para seguro Autores: Engº Carlos Roberto De Zoppa e Engº Marcelo de Sant’Ana

Dentre as atividades periciais, a apuração das causas de um acidente é, sem dúvida, uma das tarefas mais árduas, e exige trabalho minucioso e observação meticulosa dos pontos pesquisados. Todas as perícias têm por objetivo apurar as causas de determinado fato, assim como sua asserção de direitos. Quando das perícias de engenharia na área de seguros, após um acidente, o local a ser vistoriado possui uma característica diferente, visto que as possíveis provas muitas vezes são consumidas parcial ou totalmente pelo acidente. Em alguns casos, como um incêndio, por exemplo, o combate ao fogo e o rescaldo pelos bombeiros ou pela equipe de brigada de incêndio acabam por transformar totalmente as características da área sinistrada, restando ao perito um trabalho em condições insalubres, e a pesquisa em massas disformes de objetos. O perito necessita de experiência específica e conhecimento em diversos aspectos, conforme o objeto ou local a ser periciado. Alguns as-

18 ABC Seguro

pectos que requer conhecimento específico dependem do tipo de obra, máquina ou equipamento, processo de produção, dentre outros, além de conhecimentos no mercado de reposição e reparo de máquinas, equipamentos, móveis e utensílios em geral. Deve ainda conhecer noções básicas da Engenharia Legal, uma vez que os casos de acidentes podem ter sua conclusão por meio de demanda judicial ou arbitragem. As Seguradoras esperam que os peritos apresentem soluções para as questões que surgem durante o processo de regulação de um acidente, e não levantem controvérsias junto aos Segurados, o que pode dificultar a finalização do processo de regulação. Em qualquer situação de perícia para seguro é preciso avaliar qual era a condição preliminar de normalidade no momento, imediatamente anterior ao acidente, formar um cenário de qual era a condição de trabalho, o momento da deflagração e qual era a condição de falha/causa e, finalmente a condição posterior

Novembro 2011 / Janeiro 2012

ao acidente. É importante que o perito relate da forma mais detalhada possível, através da emissão de Laudo ou Parecer Técnico, todos os levantamentos e apontamentos realizados, especificando, no caso de um equipamento, por exemplo, sua marca, modelo, tamanho, ano, como se usa e qual o contexto de utilização. O Laudo ou Parecer Técnico deve, ainda, atender aos requisitos básicos das Perícias, que estão dispostos em normas específicas.

O texto é um trecho do Termo de Referência para Seguros, publicação inédita e exclusiva, desenvolvida pelo IBAPE/SP (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo) sob a coordenação do Eng. José Carlos Paulino da Silva voltado para todos os profissionais da área de seguros. A publicação está disponível para download gratuitamente no site: www.ibape-sp.org.br.


ANS nº 000043

Contrate o SulAmérica Odontológico para sua empresa e conte com a mesma qualidade do SulAmérica Saúde. Com o SulAmérica Odontológico você deixa seus funcionários mais sorridentes, mais felizes e sem aborrecimentos. São várias opções de planos, rede referenciada nacional, reembolso Brasil e Exterior*, atendimento de qualidade e benefícios e serviços diferenciados. Tudo de um jeito rápido, claro e fácil. Afinal, seguro é para resolver os aborrecimentos e não para ser mais um. Consulte seu corretor de seguros e contrate já.

SulAmérica Odontológico. Se aborrecer pra quê?

sulamerica.com.br

*Conforme plano contratado.

1206-041-002 ODONTO REVISTA CLUBE DOS CORRETORES 21X14.indd 1

10/3/11 12:03 PM

Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 19


Fala Corretor!

Por que seu corretor faz tantas perguntas? Se tratando do seguro de automó-

ro oferece como colisão, incêndio

pendendo, elas podem se recusar a

vel, algumas seguradoras adotaram

e roubo; seguro de terceiros e APP

renovar o contrato, pois tiveram que

como precificação no custo o famo-

(Acidentes Pessoais p/ Passagei-

indenizar valores altos para reposi-

so ‘Questionário de Avaliação de

ros), atentar-se ao valor da franquia

ção de peças afetadas pelo sinistro.

Risco’, ou ‘Perfil do Segurado’, onde

contratado, à reposição de ajuste da

O seguro de automóvel oferece

constam perguntas que ajudam tra-

tabela FIPE (que influi no valor do

uma grande variedade de cláusulas

çar o melhor perfil de seguro para

veículo), às coberturas de assistên-

para beneficiar o segurado. Uma

cada pessoa. Após a adoção deste

cia 24 horas, incluindo a quilometra-

resposta falsa no questionário pode

questionário, o custo do seguro teve

gem oferecida pelas seguradoras,

implicar na não indenização. Por

uma redução significativa. Antes,

coberturas de troca e reparos de

isso, é importante tirar todas as dú-

ele correspondia de 10 à 15% do

para-brisas e vidros laterais e dispo-

vidas e principalmente, contar com

valor do automóvel, com a implanta-

nibilidade de carro reserva.

um corretor de seguros experiente,

ção desse método, o custo do segu-

A Cobertura de danos a terceiros

devidamente registrado na Susep -

ro pôde ser reduzido em média de

diz respeito à cobertura que se tem

Ministério da Fazenda e que pode

50%.

direito caso seja responsabilizado

ajudar o segurado, sempre!

Com esse perfil, é possível cap-

pelos prejuízos causados a objetos

tar informações necessárias para

de terceiros. Já a cobertura APP é

moldar o serviço de acordo com as

um seguro de vida para os ocupan-

necessidades do cliente. Perguntas

tes do veículo segurado no caso e

como data de nascimento, sexo,

morte e invalidez em uma colisão. O

CEP de pernoite do veículo e até

DPVAT, seguro obrigatório, cobre os

mesmo seu estado civil, podem in-

mesmos riscos, porém sua cobertu-

terferir no valor final do seguro. Por

ra é baixa.

isso, elas devem ser respondidas

Além disto, as seguradoras podem

com sinceridade.

agravar o risco do seguro, ou seja,

Para se certificar de que está fazen-

elevar seu valor no caso do segura-

do um bom negócio é necessário

do ter obtido dois ou mais sinistros

analisar as coberturas que o segu-

dentro da vigência da apólice. De-

20 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012

Wiliam Bernardi Vianna Administrador e Corretor de Seguros, Sócio do Clube dos Corretores de Seguros do Grande ABC.


Negócios

FAÇA PERGUNTAS!

Depois de conhecer algumas pre-

1. Na negociação, quem deveria

intenções das perguntas dos seus

ocupações de potenciais clientes,

falar a maior parte do tempo?

futuros clientes antes de respondê-

muitas vezes já partilhadas por

2. Na negociação, quem fala a

-las. Com certeza você economi-

outros clientes, grande parte dos

maior parte do tempo?

zará tempo, apresentará melhor as

vendedores não só imaginam que

Nos workshops da Sandler Training

propostas e aumentará o seu fatu-

entenderam completamente o pro-

Brasil, percebemos que os vende-

ramento.

blema, como também já encontra-

dores passam a maior parte do tem-

ram a melhor solução.

po tentando convencer o potencial

Os profissionais de vendas querem

cliente com características e bene-

tanto falar e persuadir com informa-

fícios dos serviços e não entendem

ções, estatísticas, funcionalidades,

as reais necessidades dos clientes.

vantagens e benefícios, que correm

Por que isso acontece? Os vende-

o risco de apresentar uma solução

dores em geral acreditam que pre-

inadequada.

cisam demonstrar conhecimento

Por isso, não pressuponha que

para criar credibilidade. É nesse

você entendeu a situação do clien-

momento que os potenciais clientes

te até fazer perguntas suficientes

fazem muitas perguntas e acabam

para compreender por completo o

recebendo todas informações que

problema e também sua origem.

o profissional possui gratuitamente.

Somente depois dessa análise você

Muitas vezes, eles utilizam essas in-

decidirá se pode oferecer a solução

formações para barganhar e fechar

apropriada. Logo, não tire conclu-

com os concorrentes por uns troca-

sões apressadas, pois elas levarão

dos a menos.

você a perder a venda.

Não entregue o seu conhecimen-

Center) e Toastmaster (líder mun-

Reflita:

to gratuitamente, entenda as reais

dial na arte de comunicar).

Profissional com 10 anos de experiência em treinamento e vendas. Foi consultor da Samcil Planos de Saúde e Amesp. Gerente de T&D Comercial da Medial Saúde. Graduado em Marketing e pós-graduado em Gestão Empresarial pela FGV, sócio titular do WTC (World Trade

Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 21


Associados Em defesa do Clube. Em defesa da ética. Andreas Oberhuber Matrix Soluções Corret. de Seguros Ltda. Angelo Aparecido do Nascimento Agree Corretora de Seguros Ltda. Antonio Aurélio Martins MKT Corret. e Adm. de Seguros Ltda. Antonio Felício Arsuffi Afaseg Corret. de Seguros S/S Ltda. Antonio José Guazzelli Security Corret. Seguros S/C Ltda. Arnaldo Odlevati Júnior Odlevati Corretora de Seguros Áureo Sanches Peralta Nova York Corret. de Seguros Ltda. Carlos Alberto de Oliveira Melo Caom Corretora de Seguros Carlos Alberto Segati Segati Corr. de Seguros Ltda. Carlos Alberto Pelais Auriplena Corret. de Seguros S/S Ltda. Cássia Maria Del Papa Del Papa & Cia. Corret. de Seguros Célia Kaoru Ogata Masumo Marui Corretora de Seguros Ltda. David Inácio dos Santos Sure Corretora de Seguros Edson Barranco Edson Barranco Corret. de Seguros Ltda. Edson Lasse Fecher Alfatec Corret. de Seguros Ltda. Edson Medeiros Assist. Ass. Cons. e Corr. de Seg. S/S Ltda. Eduardo de Santana Alpha Adm. Corretagem de Seguros Ltda. Elaine da Silva Salomão Silva e Salomão Corretora de Seguros Ltda. Elaine de Lourdes Arruda Pau-Brasil Asses. e Corr. de Seguros Ltda. Elvis Eduardo Naves Ernesto Queiroz de Lima Líder Corretora de Seguros Everaldo Nunes Guimarães Titoneli & Guimarães Corretora de Seguros Fábio Astolfi HGS Corretora de Seguros Ltda. Fábio Eduardo Gerevini Fast Gold Asses. e Corret. de Seguros Ltda. Fábio Vinicius Moraes Assalim MONDINI Corretora de Seguros Felipe Soares Confistec- Corr. Plena de Seguros Ltda Giandomenico Costalonga Verbano Corretora de Seguros Ltda. Gilmar Aparecido Falamesca Master Union Corretora de Seguros Ltda. Godofredo Tadeu de Gesso Carneiro Carneiro S/S Ltda. Irene Silva de Morais M&M Marília Corretora Seguros S/C Ltda.

22 ABC Seguro

Irma Antonia Fioravanti Venâncio Avm Corretora Seguros Ltda. Israel Marques Crivo Marques Corret. de Seguros Ltda. Ivo Moreninho de Araújo Imasa Corretora de Seguros Ltda. João Carlos Coelho Adm- Administr. e Corr. de Seguros Ltda. João Carlos Lauer Carvalho Jocimar de Carvalho ARATAN – Corretora de Seguros Ltda. José Augusto Reis Caldeira Jarc Seguros José Cardoso Correa Régia Corretora de Seguros Ltda. José Leandro Crispim Segcor Corret. de Seguros Ltda José Macedo Atrios Corretora de Seguros Ltda. José Roberto Miranda Pau-Brasil Asses. e Corr. de Seguros Ltda. José Roberto de Oliveira JLeal Express Corret. de Seguros Ltda Karina Odlevati Odlevati Corretora de Seguros Katsuo Ota Lauro Donizetti Franchi Franchi Corretora de Seguros Leopoldo Pedalini Neto Ass. Assertiva Consult. e Corr. de Seguros S/S Ltda. Loretta Filippetti Nucci Loretta Corretora de Seguros Lúcia Rodrigues Shaffer Elle Consultoria e Corr. de Seguros Ltda Marcelino Odlevatti Odlevati Corretora de Seguros Marcelo Borrego Plana Barra Brava Corretora de Seguros Ltda. Marcelo Cinoto Cinoto & Cecilio Ribeiro Corretora de Seguros Ltda. Marco Antonio Gaiatto dos Reis Barra Brava Corr. de Seguros Ltda. Marco Antonio Gonçalves Costa Macor Adm. e Corr. Seguros Ltda. / Assemet Corr. de Seguros Ltda. Marco Antonio Salomé Marcus Vinicius Scatolin SISBRASEG Admin e Corr. de Seguros Maria da Graça C. do Nascimento Shield Corretora de Seguros Ltda. Maria de Lourdes Alvarez Morales LAR Corretora de Seguros Ltda. Mario Luiz Gasparino Alexandria Corretora de Seguros Marisa Rodergas Pereira Assist Assertiva Cons. Corr. de Seguros Massaiuki Nacao

Novembro 2011 / Janeiro 2012

Meire Cristina Domingues Medeiros Assist. Assert. Cons. e Corr. de Seg. S/S Ltda. Milton Pereira Miriam Alice Varnum Varnum Corretora de Seguros Ltda. Nei Abbud Barcia Med-Seg Adm. e Corr. de Seguros Ltda. Nelson Hildebrand Corrêa Neudecir Antonio Rosalem Deneseg Corr. de Seguros Ltda. Neuza Aparecida Martins Costa Neves Celeste Suhadolnik Neves Celeste Suhadolnik Ornaldo César Bertacini Planus Corretora de Seguros Osvaldo Gomes Vieira Essência Corretora de Seguros S/C Ltda. Paulo César Lopes Valdivia PCLV Corretora de Seguros Paulo Jorge Burdelis Burdelis A C S S/C Ltda. Rafael Pellegrino Pellegrino & Machado Consul em Benefícios e Corret. de Seguros Ricardo Gomes Med-Seg Adm. e Corr. de Seguros Ltda. Ricardo José Cardoso Régia Corretora de Seguros Ltda. Roberto Carlos de Almeida VINCCITI Corretora de Seguros Ltda Roberto Gonçalves Lopes Filho Lopes & Filho Corretora de Seguras Rodnei Della Maggiora Loja London Corretora de Seguros Rosangela Carvalho de Souza Balieiro Aspen Milenium Adm. Corr. de Seguros Sady José Viana Sobrinho Sady Corretora de Seguros Ltda. Sérgio Paulo Antunes Sérgio Ricardo do Nascimento Rodrigues Shield Corretora de Seguros S/C Ltda. Sheila Maria Dias Borges Muriana Auriplena Corr. de Seguros Ltda. Suzana Bernadino Chagas Udinilson Rodrigues dos Santos Corretora de Seg. Udiseg Ltda. Vagner Paschoali OLIPASS - Adm. e Corretor de Seguro Ltda. Valdemar Beleze Beleze Corretora de Seguros S/C Ltda. Vilma Alves Pereira Barranco Edson Barranco Corr. de Seguros Ltda. Wiliam Bernardi Vianna Corretora William Bernardi Vianna Willian Aparecido Costa Phoenix Sul Americana Corr. de Seg. Ltda


Novembro 2011 / Janeiro 2012

ABC Seguro 23


24 ABC Seguro

Novembro 2011 / Janeiro 2012

Revista ABC Seguro Ed. 38  

Revista do Clube dos Corretores de Seguros do ABC

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you