Page 11

2. Formas dE Execução

MaTeRiAiS NãO-ReCiCLáVeIs 

também chamados de lixo úmido ou simplesmente lixo, compostos pela matéria orgânica e pelos materiais que não apresentam condições favoráveis à reciclagem. A relação dos materiais assim classificados pode variar de um município para outro, uma vez que para determinada localidade pode não ser interessante, ou mesmo viável, a separação de determinados materiais, por exemplo, pela simples inexistência de mercado comprador. Os materiais recicláveis podem ser acondicionados em um único vasilhame, cole-

tados e levados para unidades de triagem, onde são separados por tipo. vantagEm: comodidade para a população, que pode resultar em uma maior adesão da comunidade. desvantagEm: custo relativamente alto e possibilidade de ação dos catadores, que percorrem os trechos de coleta antes dos veículos, apossando-se dos materiais de maior valor comercial. Na remoção porta-a-porta também pode se optar pela separação dos recicláveis dentro dos domicílios, pelos próprios geradores. Geralmente são separados em vasilhames independentes apenas os materiais que efetivamente serão reciclados, ou seja, aqueles que têm maior valor agregado, ou aqueles que têm colocação no mercado comprador regional. Esta é uma alternativa pouco adotada devido às dificuldades de participação da comunidade. Pode-se entender que nem sempre há espaços disponíveis para acomodação de vários recipientes nas residências e que, naturalmente, surgem dificuldades na identificação de certos materiais na hora de sua separação. Como há possibilidades de mistura dos materiais, a pré-seleção domiciliar facilita, mas não dispensa a triagem após a coleta.

10

26459003 miolo.indd 10

14.02.08 11:20:11

Coleta Seletiva em Prefeituras  
Coleta Seletiva em Prefeituras  

Coleta Seletiva em Prefeituras Ambiente SP

Advertisement