Issuu on Google+

(D

Q.

I路

J i

l ~.

A acidez da vida e a sabedoria

"r "'.'j'"lfr 9 788573

255560

~.

J.

do Eclesiastes


1;111:;sucessão de fatos sem sentido ,,11Ilill conjunto de sentidos sem I" 11;111mfato'? Seria essa a vida que deseja? Tédio, vaidade, ,11.1'I isatez. religião, desespero, ":I,,lic!ade e morte, Seria essa a vida , !' 1<'você vive? ,"

I

I :lllli(j é bem mais que uma coleção I, livros escritos há séculos. Em seu '1IIIlLo, podemos perceber toda a "" I',i,:lucie C a verdade acerca dos '111iI:. que podemos tomar e do

,

I li

I

I, .:.' ,do que podemos

deixar.

como nenhum ,I (J j;i escrito. as angústias do sei' '111111,1110 discutindo a eterna ," "III,lacão do homem com sua "1" i Seus "provérbios" , 1IIIIIIIuam a influenciar decisões em I,,, 111',os campos da vida, , J

I d, .siastes retrata,

I,

..', 11'1(11'Eclesiastes, Ed René Kivitz ii proeminente sabedoria do reí 01, 1',1,1<:1e também a sua incrível 11,'lIqlll'za, Depois de usufruir tudo o li I" ,! viela pode oferecer, o grande , ,,1,10 conclui que a vida não passa de , . 'I li, I

I

III'I,i

vaidade.

.1\111;faz urna releitura do livro de I, ':;i;]stes, investigando a mensagem , j, 'I '" illcl por ele em busca das " ",1111:;1,IS que a humanidade pe!'segue .t,',fi" o princípio. Com rara habilidade, " ,111101de O livro rnais mal-humorado i, I i :/I.l/ia ajuda a desvendar o nó da , l'II:IIC:ia humana, apontando as 1I,IIIII(/(1S de uma sociedade de I "11' .umo e revelando os preciosos , '111:,I -Ihos do Eclesiastes corno 1" IVI ':-'; para descobrir que, rnesmo em 1111'111 <10amargo da vida, pode existir i

I

I

I

,I 'l'ICllril.


o LIVRO MAIS MAL-HUMORADO ,

DA BIBLIA P. acidez da vida e a sabedoria

do Eclesiastes

ed rené kivitz rm

mundocrtstãc São Paulo


© 2009 por Ed Renê Kiviiz origin31menre

FdlW;'â irspons.iucl:

por Editora Mundo

Cristão.

Silvia jusrino

S/!peri!i.iâo editorial: Ester Tarrone editorial: Mir iam de .Assis tcnrsáo: Roseli [doura e Greice Cor.éa (~)()/'d(,ltaçâo de produção: Líhan ;vítio

/lrsiSíCiltc

Párncl«

(ji/(/boíliÇiw:

Cl" textos SociedaJe

J\,joura

das referências bibl.cas Foram extraídos da l\lov(/ 10nflU Inrrr.racionn] Bíblica Internacional, salvo indicação específica.

(NVl) ,

'rodos os direitos reservados c protegidos pela Lei 9.6]0, de ]9/2/1998. l~ n:rrtSS;1menrc proibida a rcproducáo total ou parcial des-c livro, por quaisquer meios (eletrônicos, mecânicos: forogrificos, sem prévia aurorizaçào , ror escrito, da cd-tora.

U,1a'W

lnrcrnacíonnrs

;Cim,m,

Kivitz,

Brasilnvn

de

Cádo,íZilf'ÍO

IIi7

FIIUiCtlçtúJ

gr::l.Vaçáoc ouiros).

(C1FJ

do Lirro. S1; Brasil)

Ed René.

O livro mais mal-hurnorado Relll' Kivitz. --

da Bíblia: .'\ acidez da vida

S~l(Jl'aulo: Mundo

Cristào,

l'

a sabedoria

cio Eclcsiastcs

/ Ed

200:),

Bjhlj(lgraFí~1 1~IlN 978-85-7325-556-0

1. Bíblia. A.'I. Ectesiasres

-

Comentários 1. nado.

CDD-223.807

09-01959

o Ec!esiastes

/~ldi(('p(im ((uá!ogc(~(isum{itico: 1. Qohéler

: Poema sapicncial

bíblico:

Comentários

223.807

deixa claro que o Deus de Israel

não gosta de covardes.

Catryoría: Espirhuaiidade

Luiz Felipe Pondé Publicado

no Brasil com todos os direitos reservados

Editora Mundo Rua Antônio

por:

Cristão

Carlos Tacconi, 79, São Paulo, SP, Brasil-

Telefone: (11) 2127·4 J 47 Home page: www.rnundocristao.corn.br

t- edição: agosto de 2009

CEP 04810-020


c'

,.

<QJumano

Prejdcio

9

Apresentação

11

Introdução

15

1. Vencendo

o tédio

29

2. Vencendo

o utilirarisrno

43

3. Vencendo

a morre

57

4. Vencendo

a injustiça

67

5. Vencendo

a religião

83

6. Vencendo

o dinheiro

101

7. Vencendo

a pretensão

117

8. Vencendo

o crime

133

9. Vencendo

a fatalidade

150

10. Vencendo

a insensatez

164

1 J. Vencendo

a luta pela sobrevivência

182

12. Vencendo

o tempo

197

13. Vencendo

a ausência de sentido

208

Sobre o autor

223


Prefácio

A grande viagem Toda obra é uma viagem, um trajeto, mas que só percorre tal ou qual caminho exterior em virtude

dos caminhos e trajetórias interiores

que a compõem, que consnruern sua paisagem ou seu concerto. GIlJF.S

Como

toda obra, este livro é uma viagem! Uma viagem

mento

de um homem,

Salomão.

DEl.EUZE

ao pensa-

Uma viagem a sua angústia

e a sua

IL!(a contra a vaidade. No entanto,

essa viagem a Salomão

é exterior e só pode ser per-

corrida se for paralela a outra viagem: a viagem interior,

para dentro

de nós, a grande viagem! As angústias

de Salomão

são as nossas angústias.

A luta de Salo-

mão é a nossa luta. Viajar até Salomão não viajarmos

também

não terá sentido para dentro

(é correr atrás do vento)

de nós mesmos!

Ed René Kivirz é meu pai! Com ele aprendi um grande viajante! E um viajante

se

completo:

a viajar. Meu pai é

relaciona

com intensi-

dade as duas viagens. Ele busca, através do Livro dos livros, encher de sentido

a vida cotidiana

e aterrissar

na vida como ela é. FERNANDA

JORGE KIVITZ


Apresentação

Os especialistas estimam que o livro de Eclesiastes foi escuto no século III a.C, talvez por algum sábio judeu. O fato de Salomáo ser apresentado como seu amor reflete um artifício literário muito comum àquela época. Uma das razões para esta conclusão é que muitos textos citados pelo Eclesiastes remetem à Sepruaginta, a tradução grega do texto hebraico, que data de 250 a.C, A questão de quem escreveu o Eclesiasres tem respostas que variam desde Salomão, ou alguém de sua elite, até qualquer membro de qualquer das elites da Palestina, do século III a.C Luiz Felipe Pondé, ao discutir a questão, ultrapassa essas respostas concretas e assume que "foi Deus". Sua opção não é confessional, mas se justifica "pelo efeito filosófico da ideia de Deus, que permite ver no texto uma mensagem daquele que tudo sabe e que tudo pode".' O autor é identificado como o Qohé!et, em hebraico, que significa "aquele que fala perante uma assernbleia". Assembleia em grego é eleklesia, de onde surge ekklesiastes. O qohelet pode ser "o pregador", "o colecionador de provérbios", ou "o sábio". Haroldo de Campos preferiu chamar o Eclesiasres, ou Qohé!et, de "O que sabe"." I Luiz Felipe PO?'.JDt:. Um punhado de pó. Revista Dicta&Conuadict3. lo: IFE - Instituto de Formação e Educação.jun. de 2008, n.? l.

Haroldo J 991.

2

CAMPOS. Qohélet /

O

São Pau-

que sabe: Fclesiastes. São Paulo: Perspectiva,


12

O LIVRO MAIS

o tema

MAL·HUMORADO

DA BíBLIA

APRESENTAÇÃO

bebe]; no

central do livro gira ao redor da palavra hebraica

da vida, face à barbárie

dias e nosso mundo,

refrão hauel haualim, ou, na tradução

latina, vanitas uanitatum, que

absoluta

geralmente

de vaidades",

tipo de gente somos e que tipo de mundo

é traduzido

por "vaidade

sopro de ar", "um vapor" ou "um hálito", expressão

ganha conotações

"cfêmero",

"transitório",

como

aparentemente

arbitrária

razão humana

"inútil",

numa

"um

a respiração.

"sem sentido", Haroldo

A

"vazio",

de Campos

e da obra de Elohim,

devassar". Ao fim, Haroldo

pena de: 1) nos tornarmos hedonismo

que a

se anicula

cínicos

em termos

de transformar

em seu prólooo:

gem escrita.

já presentes

estam os construindo,

egocênuicos

semelhantes

a um

que acredita

de prazeres

da existência

sob

c de sucesso

humana;

2) nos

à massa que, omissa,

assiste ao desfile do rei nu.

que o Eclesiasres

"

a pensar que

de uma sociedade

nos clichês religiosos,

tema de

e/ou de nos entregarmos

próprios

O que você tem em mãos é resultado

sugere também

ao redor de três conceitos,

que nos dediquemos

é o mais digno propósito

refugiarmos

rraduz vaidade de vaidades por "névoa de nadas". Paulo José Freiras de Oliveira

irresponsável,

individual,

de Campos

É imperativo

relevância.

que a felicidade,

à "insondabilidade

referência

dos desígnios

não consegue

c também

sugerindo

"sem permanência".

inclui a ideia de "nulificação",

de um processo

preleções em texto, isto é, linguagem Registro

minha

especial

gratidão

trabalhoso

oral em lingua-

ao Marson

Guedes,

to

"não há propósito

rudo é vaidade", "tudo é repetirivo", "vaidade",

para o trabalho

impacto

do livro são:

lembra Sartre, Camus,

do Templo

de Salomão,

da vida. Mas sua abordada reRexão filosófica

Nierzsche

em seus melhores

da diáspora

no ambiente

judaica

da expansão

da cultura grega. Não é sem razão que o catedrático

go Testamento,

Norberr

ro ponto de encontro

Lohfink,

considera

de Israel com

O senrido",da vida, abordado

<1

vivida, ocupa as pági nas do Eclesiastes:

Estas informaçóes para o púlpito

introdurórias para explicar

do Anti-

da vida que vale a pena ser

'Eu queria saber o que vale a

(que serão reprisadas por que decidi

onde sirvo como pastor desde 1989. Considero

Texto não publicado.

e enriquecedor

sem sua contribuição

longo

fiz várias revisões e respondo do processo

conteúdo

original,

var ao máximo

convivi

as mensagens

e no profundo.

que "não é sua obrigação

dela". Isto é, a busca pelo sentido

o

preser-

de Deus a respeito da vida do século Il, diz

a obra de aperfeiçoamento

do

não é livre para desistir

da vida, no distante

no, anda par e passo com o engajamentO,

mais adian-

a busca pelo sentido

entretanto,

O rabino Tarfon,

completar

por Paulo Oliveira:

de alterar

ao ler este texto seja a síntese de três

mas da mesma forma você também

defesa da vida. Desejo, portanto,

cristã

tentação

que deram origem ao livro.

palavras. O Eclesiastes diz que o mistério

universo,

do texto Evidente-

pela forma final do texto. Ao

o que fiz aqui e ali, tentando,

Desejo que sua experiência está no distante

de preparação

com a constante

enunciada

levar o Eclesiastes

trabalho

este livro não seria publicado.

(2:3).

da Igreja Batista de Água Branca, a comunidade

3 Longe está, (' muito profundo.

e do

o eclesiastes "o mais cla-

pena, debaixo do céu, nos poucos dias da vida humana"

te) são suficientes

após a

filosofia grega dentro da Bíblia".

sob a Ótica

por seu cuidadoso -

mente,

apesar de próxima

dias. Aliás, o texto é escrito no contexto destruição

e

e "debaixo do sol"."

gem não é mera abstração, o Eclesiastes

do homem"

de modo que as três palavras-chaves

"trabalho"

A questão de fundo do livro é o sentido -

dos nossos

13

profundo

divi-

ainda que imperfeito,

pela

que você experimente "falta de permanência

a sabedoria não significa

falta de valor". Que você descubra

que a vida vale a pena!

Ed Rene Kivitz


o que

é a vida senão uma sucessão de fatos sem sentido?

A perguma resultado

me foi feita por uma jovem, quase uma menina,

de uma reflexão despretensiosa

Após o almoço,

deitou-se

em uma tarde de domingo.

para descansar

e ficou admirando

Ao final do dia, do alto de sua maturidade

pensar dói. E não é pouco.

A pergunta

da menina

ção que de vez em quando

acordou

Ou melhor, errado,

Eclesiastes:

vaidade,

determinada

que há algo de errado

não, "sem sentido".

noite emudeci.

de notas, falando

a obter resposta,

sermão do dia, os neurônios -

existencial

Detesto

falando

como se eu tivesse culpa de a

estão cansados.

mas ao mesmo soas respondem

tempo

Depois

religiosos

seriam uma saída sua angústia

para me livrar do incômodo,

uma opção covarde.

com evasivas. Tomei

do segundo

E eu não tinha resposta

os chavões. lvíenosprezar

seria uma opção eficiente

com sua Bí-

baixo, mas em tom incisivo e

quem teria! Chavões

fácil, mas desonesta.

aos seus ques-

Ela chegou

vida ser aquela tal sucessão de fatos sem sentido.

pronta-entrega

Nas palavras do

Eu já estava me acostumando

Mas naquela

blia e seu caderno

uma dor em mim. Aquela sensa-

bolha de sabão, nada de nada.

Não foi surpresa. tionamentos.

a verdade

Dói muito.

me assalta, dizendo

no mundo.

o teto.

mal saída da adolescência,

olhou para baixo e desferiu esse golpe. Acabara de descobrir do Eclesiastes:

como

Detesto

quando

nas mãos a pergunta

as pese decidi


INTRODUÇÃO li;

O LIVRO MAIS

encarar

MAL-HUIV10RADO

de frente.

Doeu

nela. Doeu

em mim.

Detesto

quando

as

corno ela é. E justamente

do Eclesiastes:

Hexão pausada

teria de ser fiel à vida

obrigatoriamente por isso qualquer

[ranspor as barreiras do diletantismo promisso

resposta

exegético. Aliás, esse é um com-

É diferente.

Imaginem

um homem

viveu de tudo e agora acha que a vida não faz sentido, de vaidade,

atreladas

rédeas. É a transcrição

É verdade

ao seu pensamento

de pensamentos

que pensamentos

por assumo

por categoria.

Muitas

e juntamos

não ler de encarar

talvez, do próprio

es-

o sentido

direto

da forma mais conveniente, que retratam

dinheiro

das

só para

a vida como assépticos,

que esbanja

para o rúrnulo,

mas nunca

os recursos

Tudo isso é vaidade,

atrás do vento.

desfruta

ajuntados

do

do que

sabiamen-

correr atrás do vento,

rabo, como fazem os cachorros.

correr atrás do rabo é sempre divertido,

Então,

de um laboratório

Ele quer saber do justo que é injustiça-

ioorleaholic que ganha muito

as que correm

suas

e do escravo que vão igualmente

te pelo rei"'anterior.

Mas o Eclesiastes

não quer nem saber de ambientes

controlados.

tem, do rei insensato

ser analisados,

ou,

Ver um cachorro

mas não é assim com pesso-

Isso é vaidade.

essa pergunta

a discernir

corriqueiras:

que sugerem

dade, repetimos acontece

os fatos repetindo

Deus sabe o que faz,

com a gente, a ladainha

isso? Por que foi acontecer

outras

da vida dos outros.

tantas

Quando

é outra: o que eu fiz para merecer

justamente

comigo?

sucessão de perguntas

sem respostas.

e

Deus es-

que a vida tem mesmo uma lógica. Na ver-

essas coisas a respeito

assim vai, numa

da

as explicações

Deus fecha uma janela, mas abre uma porta;

creve certo por linhas tortas; afirmações

a (i)Iógica da realidade

Isso não é justo! E

quase retóricas

e ao mesmo

Até que chega uma pessoa para quem a nossa

vida é a vida dos outros e diz: 'Deus fecha uma janela, mas abre uma porta; Deus escreve cerro por linhas tortas; Deus sabe o que faz." E então chega a nossa vez de descobrir pouco.

Queremos

explicar o que vemos

sejamos as razões metafísicas

pelo que não vemos.

DeDeus

dessa equação.

do Eclesiastes,

vestígios dessa preocupação

entretanto,

quase não se encontram

com o invisível, com o que acontece

trás das cenas. Ele se concentra

por

nos fatos, na vida nua e crua. Faz uma

leitura nelsonrodrigueana

da existência.

ser visto e que acontece

debaixo

visível e aparente.

blablablá ajuda muito

por trás dos [atos. E colocamos

como variável dctcrminante No discurso

que esse

Fala apenas do que é possível

do sol, iluminado

pelo meio-dia,

Aquilo que está na cara de todo mundo.

Por isso

repete tantas vezes: "Vi uma coisa debaixo do sol". 5alomão

não quer

jogo de sombras nem maquiagem, Mas como

descrever

apenas a vida como a vida é.

a vida como

e

ela

Quais

palavras

estão à

altura dessa tarefa?

Vaidade Não sei. Talvez a própria

não passe de uma tentativa

cia à névoa de nada.

acostumados

E se não for vaidade?

é absurdo.

Tem escapatória?

pouco

vida. Via de regra interpretamos

tempo

lugar, porque

a anular

a crueza das palavras

ela é. Mas o Eclesiastes

do, do príncipe

dentro

análises se prestam

palavras: dividimos

rigorosamente

produzidas

e sem

em voz alta.

em voz alta podcm

ou reunidos

não são isentas,

terilizado.

que não passa

inconformado

não se presta a esse tipo de análise. Em primeiro palavras

que já

bolha de sabão, nada de nada. As palavras do Eclesiastes

andam a reboque,

divididos

digna teria de

descrever a vida como ela é, Não é uma re-

e metódica.

Nua, crua e superlativa Estamos

11essoas fogem de suas dores, Eu sabia que a resposta

17

DA BíBLIA

tentativa

absurda

de responder

de dar consistên-

o Eclesiastes

gosta da palavra

de vaidades.

Não

satisfeito

vaidade

e seu superlativo:

com vaidade,

o Eclesiastes

vaidade emprega


INTRODUÇÃO 18

O LIVRO MAIS

na qual

superlativo. hebraico,

o Eclesiasres

Isso significa

foi escrito,

não

que não se pode

tem

é a repetição:

"vaidadíssirna"

vaidade de vaidade,

de Campos sentidos,

morrer ames de aprender a viver. Nada do que já fez, nada do que

35 vezes e pode

ficado. Por exemplo,

lampejo,

ou numa

efêrnero

e tran-

indica o que é fútil, sem sentido pense: qual o sentido

inteira? Qual o sentido

da morte

diz: nenhum.

Vaidade

de vaidades.

nesse sentido que não tem sentido. Quando

de um

Não

faz o

ou enigmá-

identificá-lo.

E é

algo tem sentido, mas eu

não consigo descobrir qual é, ou se há uma razão por trás de tudo, mas eu não consigo identificá-Ia,

é como se não existisse um porquê, como

se não existisse sentido nem razão. De novo, pense: qual o sentido da de uma criança ainda na barriga da mãe? Qual

de um tsunami devastador

ou de um terremoto

uma cidade inteira? Qual o sentido

pela erupção

Quem,

uma cidade

pela erupção

mas é impossível

de um vulcão? Salornâo

o

que faz des-

de uma cidade coberta

concluiu

de si mesmo.

lo, implica uma dor quase insuportável. em sã consciência,

queria na vida? Quem desfrutou riqueza

quanto

poderia

Geralmente,

dizer que realizou tudo o que

viajou para todos os lugares que queria,

sustentar

Quem

três ou quatro

belas e úteis? Quem

ajuntou

geraçóes?

adquiriu

ou

tanta

Quem

conhecimento

fez

sobre

tudo o que há para ser conhecido?

"Ah, eu não, nem cheguei perto" ,

provavelmente

Diríamos

você e eu diríamos.

feito tudo isso, e experimentado realizado,

também:

"Se eu tivesse

rodas essas coisas, poderia

pois minha vida teria sentido".

Mas lembre-se

morrer

de que é Sa-

lomão quem está fazendo rodos esses questionamentos,

e ele realizou

rodas essas coisas. Ele aprendeu

conhecimen-

to, construiu

a sabedoria

e adquiriu

obras grandes e vis rosas, foi o rei mais sábio e rico que

já existiu, e desfrutou

intensamente

todos os prazeres.

que tentar descobrir

essas coisas é vaidade, névoa de nada, bolha de sabão.

pensar na

isso e qual a razão daqui-

quis do bom e do melhor'

que poderia

coisas grandiosas,

tico. Não é que não tenha sentido,

e consciente

Não é preciso nada além

vida, no que tem ou não tem valor, porque

de um tsunami

vaidade também pode significar algo incompreensível

e ter pesadelos.

prematura

de

que se

debaixo do sol. Não é preciso esperar a noite

chegar, para então dormir de estar acordado

a viver: esse sim é um pesadelo

ou sem signi-

que faz desmoronar

de uma cidade coberta

antes de aprender

pode ter ao meio-dia,

menor sen tido.

prematura

Morrer

é fugaz, surge e logo não existe mais.

ou de um terremoto

vulcão? E Salomão

desaparecer sem deixar um traço de si.

fração de tempo,

uma crianca, ainda na barrizab da mãe? Qual o sentido

moronar

tivesse vivido. E ele não comegue suportar este medo de morrer e

uma bolha de sabão: perfeita e bela por uma fra-

Sua perfeição

Vaidade também

pois um dia morrerá e será como se nunca

básicas.

Algo que existe num

sentido

tação c d<1hipocrisia. É um homem com um medo desesperado de

ii1uúlidade,futilidade, ausência de sentido. Haroldo usa a expressão névoa de nada, e tem pelo menos três

çâo de segundo.

é um mero professor de sabedoria, ainda que mais

honesto e direto que a maioria deles. Não é apenas amigo da afe-

do

por

como, por exemplo

morte

o Eclesiasres não

fará teria importância,

ou três aplicações

devastador

do

.

Vaidade pode se referir àquilo que é passageiro, sitório.

o recurso

ou seja, super vaidade,

A palavra vaidade aparece no livro do Eclesiastes ser rraduzida

Um homem desesperado

agitadíssimo, em

dizer

usando apenas uma palavra. O recurso para a expressão

superlativo

19

DA BíBLIA

vaidade de vaidades. É curioso notar que o hebraico,

a expressão língua

MAL·HUMORADO

J

Quando tudo não ti o bastante. São Paulo: Nobel, 1999, P: 22.

Mas ao final


20

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

ainda tinha na mente

a mesma

sucessão de fatos sem sentido? Nossa desculpa

-

pergunta: O mundo

que é a vida, senão uma está cheio de Salomões.

a de que não tivemos

essas coisas grandiosas de Salomão,

INTRODUÇÃO

DA BíBLIA

e prazerosas

-

chance

vaporizou-se

Também

carregamos

fica sussurrando

com a história

10 explicar: no capítulo

calmo dentro

"A morte está chegando,

deu a viver?" É um sussurro

ouvi-lo

tulos 9, 10 e 11 de Romanos.

mais

que ela parece não ter sentido.

aquele desespero

a pergunta:

escreveu? Seria interessante

de fazer todas

desfez-se tal qual bolha de sabão. Não podemos

culpar a vida, temos de admitir

Nem é preciso ir tão longe. Você consegue

significados.

Quais

você já apren-

que nunca vai embora.

mento

7 de Romanos,

se sentindo

acuado? Então

o significado

a palavra

são eles? Por que tantos

entre o livre-arbítrio

o que Paulo dos capí-

Há outra coisa que gostaria

assim você não estiver convencido,

de nós, que

explicar

entender

21

"carne"

significados?

de ouvitem sete Se ainda

então tente explicar o relaciona-

do homem

e a soberania

leia a segunda

e você verá que nem Pedro conseguiu

de Deus. Está

carta de Pedra (3: 15-16),

entender

direito o que Paulo

escreveu. Pelo menos sei que estou em boa companhia.

Religião é codificação

Para cada uma dessas questões

É possível afogar esses questionamentos das maneiras,

e temores de muitas e varia-

mas parece que muita gente optou fazer isso através da

religião. O que é religião senão uma tentativa de identificar

por que e para que as coisas acontecem

cem e são como são? Das decodificações o ser humano,

os anjos, os demônios,

Faz sentido, oferecer guntas,

sentido

(direção

oferecer

do questionamento,

maconha"~

da cocaína,

como acontenão escapam

de qualquer tamente

o marido,

um beijo e um abraço, e perguntou:

"Pastor, como foi que Deus fez o homem?"

Respondi

assim: "Filha,

de barro, fez um bonequinho,

igual aos que

per-

bonequinho

a andar e falar!" Ela ficou toda contente

a religião está na frente do álcool, da

embora.

começou

Minha

resposta foi suficiente

vai crescer e um dia vai chegar historinha

vai se sustentar?

e soprou,

e o e foi

para ela, mas essa menininha

na universidade.

Até quando

O que será que ela vai pensar

essa

quando

G

O "tráfico de religião" é o ne-

não! Basta perguntar:

descobrir

que a terra tem quatro

tória narrada

e acabe de vez com qualquer

dúvida

"você entende

de nós não entende

a respeito

Não, absolu-

Deus?" para desconas pessoas, a esposa,

os filhos, os amigos e nem a si mesmo. Como pode, então, de entender

veio a mim, deu-me

sobre algo que sei. Certa vez uma

à vida. Respondendo

coisa. Mas será que isso de fato acontece?

ter a pretensão

menininha

contar uma história

foi lá no nariz do bonequinho

É por isso que, no quesito afogar as

por exemplo.

certar as pessoas. A maioria

Deixe-me

você faz de rnassinha,

Há quem diga que o que se espera de uma religião é que ela resas perguntas

"só sei que nada sei".

para

um lugar seguro onde se possa

mas

peno de

e principalmente

gócio mais rentável do mundo.

ponda

meus palpites,

sei que não sei muita coisa, ou "quase nada sei", chegando

Deus pegou um montão

e nem mesmo Deus.

e significado)

viver, uma espécie de refúgio. ~

e explicações

pois a religião existe também

a religião procura

mázoas

de codificar o mundo,

difíceis tenho

Deus?

se deparar

pela Bíblia Sagrada

bilhões

essa história

a his-

tem apenas seis mil anos? Ela vai

com os avanços da ciência,

mente vai questionar

de anos, enquanto

da arqueologia,

e inevitavel-

de Adão e Eva, barro, massinha

sopro. Será que ela vai voltar para conversar

e

comigo?

É por isso que o Eclesiastes é tão relevante para nós. Ele nâo tem medo de olhar para o mundo

ao redor e dizer que não entendeu

quase

nada, e que a maioria das coisas que enxerga e vivencia não faz o menor sentido: vaidade, vaidade de vaidades, névoa de nada -

absurdo.


22

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

INTRODUÇÃO

DA BíBLIA

Quer mais um motivo

Investigar e explorar

para não colocar as dúvidas

vai: o OpOSW da fé não é a dúvida, Eu, o mestre,

fui rei de Israel em Jerusalém.

tigar e a usar a sabedoria

para explorar

Dediquei-me

a inves-

tudo o que é feiro debaixo

que a pergunta Eclesiasres

vavelmente

não é sempre

examinar

e simplesmente

1: 12-13

algo ruim. Se nada nos confunde,

estamos aferrados

É tentador

menciona

a uma verdade

as conclusões

dar de ombros.

e considerações

do Eclesiastes

canseira,

enfado,

é passível de condenação. "proibidos"

seguir o exemplo

do Eclesiastes

no que o Eclesiastes

faz e continua

imitar

Ele continua

pensando,

É psicologicamenre apreendido.

faz?

manter

impossível

O divino

a devoção

de que

Há outros

que seguiram

Para John Srott: Crer é também pensar' é pergumar e verificar se as verdades aprendidas

a

o que não sabe

resistem a um teste mais rigoro-

so. Como seria bom se as pessoas pensassem

mais. Elas estariam mais

a aceitar o convite que Deus faz ao profeta Isaías (l: 18): "VeDeus não tem nenhum e questionar,

arestas é uma fé que se acomodou mundinho

cor-de-rosa

que inventou

problema

com

pois sabe que a fé sem

no confortável, para si, é uma

adorar

dos homens,

aquilo

pois, como

é um deus finiro".

Seria

que é completamente indefinível

os franceses

C .. ) A religião

para

dizem

tão

deve insis-

tudo sobre Deus; deve, ao mesmo

po, insistir que o nosso conhecimento

A realidade

é mais profunda Sempre

tem-

sobre Deus é verdadeiro."

esta sabedoria

quais não há respostas nós? Dianre

terreno

Shakespeare

que

colocou

nossa vã filosofia".)

O Eclesiastes faz muitas perguntas, -

se Salomão

perguntas

profundas

não as encontrou,

de tantas variáveis desconhecidas,

certo? Existe alguma

Cristão, 2000,

haverá coisas que não entenderemos,

terra do que pode imaginar

O lugar mais seguro d" terra. São Paulo: Mundo p.25, '. São Paulo: ABU, J ')97.

do que nossa capacidade

na boca de Hamlet: "Há mais coisas entre o céu e a

quada

que já morreu

e complexa

estarão fora do alcance da nossa compreensão.

isolou-se em um

mas ainda nâo foi enterrada.

) L!\RRY CRAl\l\.

marcha.

mas também

de apreendê-Ia.

esse negócio de pensar, duvidar

a segunda

ter algo de qualidade

precisa

bem, "um Deus definido

mesmo depois de des-

ouvir suas palavras,

seu comportamento.

nha, vamos refletir juntos".

para a vida. Vamos

Um pouco de segurança em terreno movediço

mesma trilha.

prontas

e engatar

esses

vaidade não seguir seu exemplo.

fazendo.

depois de chegar à conclusão

cobrir que pensar dói. Precisamos precisamos

Mas são exatamente

os mais relevantes

tir que nós não conhecemos

a vida é um absurdo.

(cf.

que ter dúvidas sobre a fé é errado, e

questionarnentos

diz que é

é correr atrás do vento. Então que diferença

mesmo

o Novo Testa-

e condenado

Afinal, a vida sem reflexão não faz

Mas a vida com reflexão é o quê? O Eclesiastes

Ele investiga e explora,

no cofre? Lá

insignificante."2

sentido.

Mas preste atenção

pro-

é o medo. Quando

o medo, é o medo de ser julgado

Rm 8: 15 e 1Jo 4: 18). Achamos

do céu.

"Confusão

mento

23

a resposta

para as que dirá mais ade-

é "não sei", "só sei que não sei". Mas isso nos deixa no ar, possibilidade

de conseguirmos

caminhar

em

tão movediço?

BR~SNFTT. Citado em \)(1inkie São Paulo: Vida, 2004, p. 19. , Primeiro aro, cena cinco,

,; BERTRAND

PRAfNEY,

A natureza

e o caráter ele

f)1'II1.


24

O LIVRO MAIS

Nós

temos

MAL-HUMORADO

DA BíBLIA

da palavra

a referência

3:16: "Toda a Escritura

2Timóteo

é verdade que desconhecemos as Escrituras

revelada. Veja o que diz

é inspirada

por Deus e útil". Se

muitas coisas, também

é verdade que

são a palavra de Deus, que descreve coisas importantes

sobre o mundo

em que vivemos e como ele deve funcionar.

ela é útil. É um dos pontos

em que podemos

mos tudo, mas o que sabemos Outra

INTRODUÇÃO

referência

nos apoiar. Não sabe-

é suficiente.

acordadas,

para nossa caminhada

iluminadas.

fim, estarnos sob a inAuência

é que a Bíblia diz que te-

chamou

de "Espírito da verdade,

grifo do autor). sível conhecer

Você deve conhecer

do Espírito

de mentes

algumas.

Por

Santo de Deus, que Jesus

que guia a toda a uerdade" 00 16:3,

Não é possível conhecer

sabedoria

a sabedoria

da filosofia

da espirirualidade

relacionam? verdadeira

Clemente

toda a verdade,

mas é pos-

de Alexandria

Terruliano

Atenas e Jerusalém

adotou

da verdade.

sempregado, segue arrumar

outro emprego.

não podemos

Não podemos

descontar

científico

aquilo que sabemos.

O que

queremos

não perde a eficácia "só" porque saber. É muito

mada por nossas dúvidas

fácil nos perdermos teológicas,

bastasse isso, uma selva se entrelaça dios do cristianismo, se perpetuou:

não sabemos

no século

"O que Atenas

na selva densa

filosóficas

e psicológicas.

com outra. Ainda

IJ, Tertuliano

tudo o que forNão

nos primor-

fez uma pergunta

rem a ver com Jerusalém?".

que

Atenas

que é o ficou de-

para arrumar

nossa frustração

e tecnológico

Há tan-

tão conturbados

tão acelerado,

mas sa-

confiar em Deus e andar à luz da nossa cons-

sabendo

deixamos

disso, guardem-se

de proceder

a raiva que sentimos

nossa insensatez,

para que não sejam morais, nem percam a

corretamente,

desse mundo

descontando

sem sentido,

no

exibimos

nossa vaidade, para todos os que nos cercam. A limi-

tação da dúvida nunca justifica a aurolirnitação tudo o que não compreendemos,

moral. A despeito

via de regra sabemos

de

pelo menos

como proceder.

o chacoalhão

levanta o pó, mas não altera a fundação Ouvir

GI..arrrGRABR. Conexão. São Paulo: Mundo Cri.<;rão,1999, P: 132-

são

sua firmeza e caiam" (2Pe 3: 17). Quando

<-

sabemos

"Amados,

mentir

em tempos

nem ernbotarnento

mundo

I,

especialmente

levados pelo erro dos que não têm princípios

não invalida

que as dificuldades

com violência

ciência:

O que desconhecemos

segue quente

e filhos. Não podemos.

Nosso problema é a insensatez. Insensatez não é nem ignorância

atraente. Isso é estupidez moral."

O debate

Para ele, a

mas eu sei que ele não deve roubar enqu;lI1W não con-

bemos que precisamos

produto da ilusão. A insensatez vê

oposta, ou seja, para ele

da moral. Talvez eu não saiba por que seu marido

Não que sejamos estúpidos, no sentido de um inrelecro limitado.

É

é a

nem anula a filosofia grega,

há uma área na qual não temos dúvidas,

e de desenvolvimento

mental.

se

e só fazem aumentar.

No entanto, campo

a

e Jerusalém

dizia que o cristianismo

até hoje. Basta pensar um pouco e veremos muitas,

representa

não têm nada a ver uma com a outra.

to que desconhecemos,

algo mau e o chama bom, e quando vê algo bom o considera pouco

Atenas

a atitude

em cima de amigos, esposa, marido

Limitações e limitações

Como

filosofia, que não contradiz

mas a completa.

emprego,

a verdade.

grega, e Jerusalém

judaica.

filosofia grega é um arremedo

mos a mente de Cristo (1 Co 2: 16), o que indica a realidade despertas,

Por isso

representa

25

as palavras

nuas e cruas,

de Eclesiastes

cruéis até. Depois

é um golpe duro.

As palavras são

que ele passa com seus absurdos


26

O

uvao

MAIS MAL-HUfVlORADO

e vaidades, . 111 tem

levanta-se

INTRODUÇÁO

DA BíBLIA

uma nuvem

ção ao universo é o tato de ele ser compreensível,

de pó, rastro de sua passagem

.

Para nós, dizer que o mundo

pestIva.

cimento

é a coisa mais natural

Se tivesse deixado Deus

ninguém

diz que ele não faz sentido.

de e o absurdo

desse mundo?

de lado, como se o enfado

Acho que não. debaixo

do solo

fizesse desaparecer,

ele

não diria coisas como essa: Quando

voltei a mente

vidades

do homem

para conhecer

sobre

a terra,

sono nem de dia nem de noite,

a sabedoria

daquele

cujos

e observar olhos

as ati-

não veem

rudo o que Deus tem feito.

percebi

examinamos

do mundo.

o cosmo e ninguém

é que Deus está sobre e por trás dessa trama aparentemente preensível.

Há três coisas das quais devemos

Em primeiro que defendem

mecanizado,

Ao contrário

despersonalizado,

daqueles enuegue

à sua própria sorte, o Eclesiastes acredita que Deus está diretamente envolvido

com sua criação. Ele não se contentaria

com um universo

parecido com um relógio, que só precisa de corda para fazer sozinho o resro. Se Deus parar de respirar, a terra murcha. preocupação

de Deus, mas inclui os homens

tava cert~'guando

que vivem nela. Eliú es-

afirmou: "Se fosse a intenção dele, e de faro retirasse

o seu espírito e o seu sopro, a humanidade e o homem

A cerra não é a única

voltaria

ao pó" (Jó 34:14-15).

pereceria toda de uma vez, O Eclesiastes

afirma que

Em segundo Overbye:

(Hb J :3).

funcionando

der o compasso.

a posição da terra em relação ao sol, e

Examinamos

à deriva, prestes a per-

vemos que está onde deveria estar: mais próxima consumida frio.

do sol, e a vida seria

pelo calor; mais longe do sol, e a vida seria congelada

pelo

O mundo tem ordem!

Em terceiro lugar, a realidade tem sua lógica. Por aleatória e com-

reção e significado. o ser humano:

Quem

tem inteligência

"Deus fez os homens

porque você não vai sozinho perdido

no labirinto

e sentido -

di-

carece de lógica, isto é, quem é non sense é justos, mas eles foram em busca

de muitas intrigas" (Ec 7:29). Quando continue

começar a pensar sobre a vida pensando

nesse caminho

da mente,

lembre-se

mesmo

doloroso.

que doa,

Quando

ficar

de que há um Deus em

quem pode confiar.

Uma âncora Um exame sincero e aberto de Eclesiasres pode desanimar mo o mais corajoso dos questionadores.

Já é bastante

se tivéssemos segurança?

uma âncora,

Então,

um ponto

até mes-

difícil dar um

"salto de fé", mas um "salto para o nada" é inconcebível.

Mas ... e

firme para o qual voltar com

todo nosso esforço debaixo

do sol seria bravura

em vez de temeridade.

há enfado debaixo do sol, mas nunca afirma que a terra voltará ao pó. Deus sustenta todas as coisas por sua palavra poderosa

e

é um fenômeno

e sobre as coisas importantes,

nos lembrar.

lugar, Deus está trabalhando. um universo

incom-

o DNA

os corpos celestes,

diz que tudo aquilo,

plexa que pareça ou seja, a realidade

noite, a terra é de Deus, é para lá que ele dirige seu olhar. A verdade

Investigamos

Investigamos

e conhe-

com precisão impressionante,

Eclesiasres 8: 16-1 7 a

A terra é daquele cujos olhos não uccm sono nem de dia nem de

ressaltou Einstein".?

foi criado com inteligência

Mas será que Salomão jogou tudo fora quando percebeu a vaida-

27

Paulo, apóstolo, estão escondidos

nos oferece uma âncora cogniriva: todos os tesouros da sabedoria

"Cristo.

Nele

e do conhecimento.

lugar, o mundo tem ordem. Veja o que afirma Dennis

"Naturalmente,

a ideia de que o universo faz sentido é a

mais pura que existe. O que existe de mais incompreensível

em rela-

Será que Deus teve escolha? Espaço Aberto, O Estado de Sáo Pau/o, 2 de maio de 1999, p. /\-2.

7


28

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

DA BíBLIA

Eu lhes digo isso para que ninguém só parecem

convincentes"

Guarde

na memória,

tão escondidos

os engane com argumentos

(Cl 2:2-4). sublinhe

da sabedoria

Foi por isso que resolvi aceitar o convite o convidei

alguém para sentar-se

também

e do conhecimento".

de Salomão.

para uma conversa.

a essa mesa. Convidei

cerra em si mesmo toda a sabedoria to foi revelado,

Convidei

Cristo,

mais

aquele que en-

e rodo o conhecimento.

foram revelados

Vencendo o tédio

Vou parar e

os tesouros

Se Cris-

da sabedoria

e

do conhecimento.

Sabe esses dias em que horas dizem nada

C. S. Lewis deu a razão de sua fé: "Creio em Deus, assim como creio no sol, não somente vejo também

1

na sua Bíblia, que "em Cristo es-

todos os tesouros

pensar. Eu também

que

porque

o vejo, mas porque,

com ele rodas as outras

vendo-o,

Creio em Cristo por-

coisas".

que, quando o vejo, vejo também todo o restante da realidade. É por

E você nem troca o pijama, preferia estar na cama

O dia, a monotonia tomou conta de mim É o tédio, cortando os meus programas, esperando o meu fim Sentado no meu quarto

isso que não tenho mais medo de me sentar com ateus, agnósticos,

O Tempo voa

religiosos de todo tipo, gente que só viveu dentro

Lá fora a vida passa

gélica. Posso conversar, continuo

afirmando

perguntar,

questionar,

que o evangelho

sentido. Tenho orgulho

de ser cristão.

dor da reflexão do que o anestesiamento dúvida do que a ilusão da mentira. Então, vamos às perguntas.

da cultura

evan-

ficar em dúvida,

de Cristo

faz sentido,

mas

muito

É por isso que acho melhor a do autoengano.

É melhor a

E eu aqui à toa Eu já tentei de tudo Mas não tenho remédio Pra livrar-me deste tédio Vejo um programa que não me satisfaz Leio o jornal que é de ontem, pois pra mim, tanto faz

tive esse problema, sei que o tédio é sempre assim

Se tudo piorar, não sei do que sou capaz Tédio, não tenho um programa Tédio, esse é o meu drama O que corrói é o tédio Um dia, eu fico sério

Me atiro deste prédio.

I

I Composição de Álvaro Priero Lopes, Bruno Castro Gouveia, Miguel Flores da Cunha e Sheik. Música gra;-ada por Biquíni Cavadão,


30

O LIVRO MAIS

Como

MAL·HUMORADO

VENCENDO

DA BíBLIA

vive a pessoa que já experimentou

que não tem mais nada que experimentar? diz com frequência

muito

da vida e acha

Como vive a pessoa que

"já vi", "já fiz", "já sei" e outros "jas' que se pos-

sa imagiJ1ar~ Como

vive a pessoa para quem a vida tornou-se

repetição

e chegou ao fastio da mente e das sensações:

enervanre

perimenta

e chega à conclusão

poucos

a optar pela ilusão para suportar

novidade,

ficar deitado

A monotonia

torna conta e vai drenando

aos

desafios não foram capazes de ex-

é que nem vale a pena tirar o pijama,

na cama. Ou uma conclusão

é melhor

pior: ficar sério e atirar-se

do prédio. Pôr um fim ao tédio é o desafio que o Eclesiastes propôs para nós. Já se disse que o essencial na vida é invisível aos olhos, que as coisas mais centrais passam despercebidas dá sinais de que assina embaixo

pela visão. Mas o Eclesiastes não

dessa afirmação.

o que vê, analisa e chega a conclusóes.

Ele olha o mundo

e tudo o que enxerga é vaidade;

Ele olha e descreve

Ele não vê uma realidade por

trás da realidade que enxerga, não consegue a realidad~ esteja seguindo.

é repetitivo

e enfadonho,

discernir

e ele o considera

mos entender

um roteiro que

e seu jeito de funcionar,

são bolhas de sabão que estouram

cor-de-rosa.

convite

a irracionalidade.

exercemos

é o de vencer

uma atividade

em si mesma.

não entraria;

a sua vida tem sentido. em sua própria

aliás, não entrou.

Cada ser humano

existência,

o sentido

é responsável

Por que o tédio é uma ameaça? Por causa da marca da repetição e da mesmice. ontem. anterior

O que aconteceu

hoje foi o mesmo

O que essa geração está fazendo fez, e será o mesmo

tão passa a ser uma repetição,

foi o mesmo

que a geração posterior um processo

fútil, inútil e injusto:

essas são as qualificações

que a geração fará. A vida en-

atrás do outro,

seguido

e assim por diante sempre.

essas linhas? que dá ao

realiza debaixo do sol. Nada muito animador,

nada que nos motive a pular da cama na segunda-feira mente a ideia de pular do prédio.

~. -':~,3Ii;::Q~.

que aconteceu

atrás do outro,

A mesma coisa, mais do mesmo,

que o homem

por atualizar,

entrei na discussão ... Fecha parênteses.

continuamente.

trabalho

sentido

que a vida tem em si mesma.

existe, o que importa são as linhas: as entrelinhas

Absurdo,

Abre

O que quero saber é se

de um processo

que ele usa para descrever

pelo raciocí-

Não quero entrar nessa discussão.

de outra rodada

E quais são os adjetivos

Não somos

vencer o tédio para que a vida ganhe sentido.

tem sentido

acei-

sagrada.

o tédio realçado

com qualquer variação no vento. Para o Eclesiastes o que se vê é o que ele descarta.

Se pretende-

Você pode diz-er que a vida não precisa ganhar

O Eclesiastes

Pronto,

e desbancar

pensamos,

nio. Precisamos

porque

que ele vê

o que o Eclesiastes tem para nos dizer, precisamos

O segundo

parênteses.

O mundo

para

assim, resiste à tentação de

colocar óculos especiais para ver o mundo

tar o convite de raciocinar

que satisfaça e sente-se

sua existência -

quem pensa não existe espaço para a alienação.

bichos e, quando

a energia que os grandes

tinguir. A conclusão

convire é o de pensar, mesmo sabendo que pensar dói.

a se enganar,

é ver hoje o que já viu ontem?

Quem vive assim nunca faz um programa por dentro.

O primeiro

ex-

Essa pessoa vive com tédio.

corroído

do sol deixa em seu rastro dois convites. rude do Eclesiastes é a prova de que ele não está disposto

já aconteceu?

Como vive a pessoa para quem a vida não traz nenhuma cuja única expectativa

que o Eclesiastes aborda a vida debaixo

A sinceridade

para observá-la

de que tudo o que vai acontecer

31

uma

sempre o mesmo e chega sempre no mesmo lugar? Como

vive a pessoa que pensa sobre a vida, que se debruça

Mas essa crueza indigesta

O TÉDIO

-,...

ou a tirar da

Além de lembrar que pensar dói, o Eclesiasres coloca outras duas placas de sinalização

em nosso caminho.

A primeira

é que existem


:i2

o LIVRO

MAIS

MAL·HUMORADO

sísu»

DA

VENCENDO

=r=«

muitas perguntas para as quais não te/nos mais profunda

do que a profundidade

pode alcançar. A realidade cidades cognirivas, pelo raciocínio.

A realidade

que o nosso discernirnento

não pode ser abarcada

por nossas capa-

não cabe em nossa percepção,

A realidade

é bem

nem é delimitada

vai além da nossa capacidade

de decodi-

fi car e enxergar, de processar e dissecar. A boa notícia

que sabemos,

Precisamos

indica

aparentemente

sem sentido,

para o mundo

e não capta sentido

obrigados

mesma realidade descartar.

existência

verso dá evidências cuidado,

com ele. Podemos

Por trás de um mundo Lembre-se:

É claro que não, nos parece

pelo tédio. Sua descrição nítidos

nas suas palavras. de maneira

no cosmo,

projetado,

uma realidade

é exata, a Mas o uni-

imeligeme.

e nisso podemos

confiar.

Salvo uma tragédia,

que transcende

todos os seres humanos

Esse ciclo foi seguido dela. O mesmo

os dias viram

e podemos

a realidade

que o

envelhecer

nos aguarda.

estatísticas,

e morrer.

seguem o mesmo

por gerações anteriores

destino

33

Ícone do ciclo repeti-

de nascer, crescer, reproduzir,

ciclo.

e pelas geraçóes antes

Pessoas que nascem e morrem

números

que se repetem

em uma

tabela demográfica. Até no vento, que Jesus descreveu dar notícia,

o Eclesiastes

como algo que vai e vem sem

enxergou

um ciclo fixo. Ele sabe que o

venta do sul para o norte,

sempre.

E depois

disso? Venta do sul para o norte. E o que acontece

quando

esse ciclo

se completa?

Começa

outro,

igualzinho

ao anterior:

venta

do sul

para o norte, sempre.

É fácil encontrar

outros exemplos.

Veja o caso dos rios. O Ecle-

siastes sabe que "rodos os rios vão para o mar, contudo,

o mar nunca

se enche; ainda que sempre corram para lá, para lá voltam Conhecemos

a correr".

os estágios desse ciclo: o rio vai para o mar, em todos

os lugares a água evapora, o vapor se condensa

em nuvens que desa-

bam em chuva, que supre a água que mantém

os rios correndo

para

o mar. Esse é o ciclo que se repete, sem imerrupções. Quer mais um exemplo?

ciclos abundantes

e o sol se põe, e de-

"O sol se levanta

pressa volta para o lugar de onde se levanta".

há um Projetista.

pensar dói, não temos rodas as respostas

ler nas entrelinhas

olhar para a

o que o mundo

de que é esrruturado

fineza e criatividade

olha

que ele optOu por

o Eclesiasres?

é exatamente

assume contornos

O Eclesiastes

no que vê e no que faz. Mas nós

Isso nos leva a descartar

Essa mosca é o próprio

vento segue o padrão:

que, por trás dessa realidade

e levar em coma as entrelinhas

ficamos contaminados

a viver bem com o

tudo.

uni Deus agindo.

a concordar

pois o que ele descreve quando

aprender

mesmo que não saibamos

A outra placa de sinalização

não somos

para nin-

sabe dar todas as respostas para as pergumas

nos impõe.

<Jue a realidade

rivo e contínuo

todos

é que dizer "não sei" não é vergonhoso

guém. Afinal, ninguém

falta de alimentação.

O TÉDIO

e intermináveis

da natureza

Olhe fixamente

para os

e você vai sentir tédio.

Mas essa não é a única fonte do tédio.

Eclesiastes descreve.

Pessoas Processos contínuos e repetitivos l~ bom examinarmos

com um pouco

mais de cuidado

É inacredirável: as coisas nas

quais o Eclesiastes não vê sentido. AJguém me disse que existe um tipo de mosca que não tem boca e por isso não se alimenta.

Ela nasce, cresce, se reproduz

e morre por

diversidade

as pessoas podem

da identidade

humana,

as pessoas

discursos

e maneirismos,

humana

podem

ser entediantes.

e de roda a complexidade

mimerizar

passando

Apesar de toda a

atitudes,

a integrar

vá com as outras. Isso gera o fenômeno

da alma

comportamentos,

o famoso bloco maria

manada

humana,

que segue


34

O LIVRO MAIS

enfileirada

MAL-HUMORADO

VENCENDO

DA BíBLIA

como um exército de soldadinhos

do no mesmo

passo e compasso,

iguais, mais do mesmo, uma pasta humanoide

fazendo

coma sempre as mesmas histórias,

Mas a leitura

os mesmos

do Eclesiastes

que os pais

pessoa que

se vejam neles. O mundo

é diferente

problemas,

deles vai se expressar

periências

Há uma porta

Um vislumbre de esperança que ainda virão tampouco

maneira

na antiguidade.

serão lembrados

e aqueles

esse comentário

pelos que vierem depois

de Deus. Nascemos,

truímos

faz ainda mais densa a escuridão.

aerada do chantili.

nós. Essa insistência deixarmos

também

As próximas

'cc

azedinho

COJ1S-

gerações não ouvirão falar de

célere rumo à insignificáncia

de

de que cada geração começa sua existência

Talvez você levante a objeção da a geração seguinte. geração

É verdade,

tem de decidir

possível ver uma geração

a outra compra

mas também

é herdada é verdade

o que fazer com a herança confrontar

rasgadas em sinal de protesto enquanto

de que a cultura

que cada

que recebeu.

É

o status quo com calças jeans

ao imperialismo

as mesmas

e amol-

econômico

e cultural,

calças a preços exorbitantes

nas

reproduzimos maneira.

deleitar-se

combinado

em cada bocom a textura

é só para disfarçar, pois aquele

que você tanto aprecia não o agrada tanto. Mas ele tem uma que aprendeu

a comer

na casa de um amigo, com azeite, limão e sal. Aquele sabor amargo da rúcula instantancameme descobriu

caprurou

que o amargo da rúcula

sua preferência.

combinava

Mais tarde ele

muito bem com o sa-

bor mais doce da alface) o que deixou a coisa mais interessante. temperados

de rúcula com alface, temperadas

do zero.

nem a

e sal. Pode ser que seu filho goste

o morango

gosta de aiF:lce com tomate,

histórica.

Então, onde está a brecha que pode nos tirar do atoleiro do tédio? Na constataçâo

do morango

da mesma

de emprego,

casamos,

coisa que você não tem: ele gosta de rúcula,

não deixará. Existimos,

dos coaches pessoais a respeito da necessidade

caminha

crescemos,

com vinagre

Os que passaram

um legado parece balela. Aos olhos do Eclesiastes a maio-

ria dos mortais

temperados

outras possibi-

Na hora da salada, você prefere o básico: alface e

de chanrili com morango:

os ciclos da vida, mas a marca do que fizemos e

não permanecerá.

entrevista

mas cada geração faz isso à sua própria

mais do que in-

do Eclesiasres

não deixam rastro, a nossa geração completamos

abrindo

você não vai vivenciar

beijo, a primeira

cada e apreciar o doce-azedo

tomate

fundir esperança,

diferente,

genética

dos seus pais em você, mas suas ex-

não serão as mesmas, o primeiro

e, por isso, a herança

Você pode adorar rnoranzo;:, com chantili,

deles." Aparentemente

de maneira

lidades. Você pode ter muito

e morremos,

dos que viveram

mundo.

dos filhos são únicas, mesmo

experiência

se lembra

seu próprio

coisa. Mas as experiências

de saída.

"Ninguém

por inventar

sim.

e já é muita

insuportável.

sugere uma brecha.

Cada geração é responsável O que os pais entregam

humano

ri sempre das mesmas piadas, cuja

uma ladainha

shoppings de luxo. Maio de 1968 terminou

35

aos filhos é a carga genética,

espectro

ao seu lado. Aquela

coisas, tem sempre

fala aos poucos vai se tornando

de

E pode ser pior-

entediante

as mesmas

lojas de griffe dos

marchan-

sem rosto, um monte

do rnulriforrne

entediante.

Pode existir alguém fala sempre

corpos

de chumbo,

O TÉDIO

características uma descoberta

com vinagre. Seu filho gosta

com azeite, limão e sal. Ele herdou

suas, mas a descoberta inteirarnerite

de qual salada o agrada mais é

dele, sem sua participação.

O que isso significa? Que a plenitude soa, de cada geração, é singular. que não pode ser vivenciado cultura. estabelece

A cultura

da experiência

Essa plenitude por outra

põe à disposição,

suas preferências.

Você

de cada pes-

da experiência

pessoa nem ensinado

é algo pela

mas é a pessoa que vivencia

Cada geração é única, rem sua maneira

e


36

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

característica

DA BíBLIA

de se apropriar

e de recriar a realidade;

de agir é singular, cada experiência Para Salomão, entàdonhas,

o mundo

VENCENDO

é intransferível.

é um processo

sem variações que atraiam

rios é o mesmo, a seu próprio

de viver.

o interesse, pois "não há nada

primeira

que não existe ape-

são as mesmas.

Mas cada um

naturais.

atente para o faro de ele as chamar estrelas Deus singulariza, Há experiências

imagine

o número

pelo nome

das estrelas; mas,

147:4). Se até as

(SI

as gentes.

tão particulares

Cada vez que alguém

citar nomes de

Talvez você se lembre das palavras

do salrnista e diga que Deus determinou

que passam

fala pela primeira

individual

pela repetição -

a chance

é o problema,

a solução

é a

a ser unrversais.

vez, o mundo

fala pela pri-

que cada um tem de fazer pela

vez o que as gerações anteriores

têm feito há séculos.

meira vez. Cada vez que alguém de uma geraçáo aprende bicicleta

ou a manejar

uma ferramenta,

vez para todas as gerações. difícil ou dá o primeiro

Quatro sugestões para quem deseja vencer o tédio

Quem

Cada vez que alguém

toma uma decisão

se supera e se apaixona.

assistiu ao filme Náufi-ago, estrelado

por Tom Hanks,

inspetor

Nada é mais insuportável para o homem do que estar em pleno re-

ilha tropical

pouso, sem paixões, sem afazeres, sem diverrirnenro, sem aplicação.

duas coisas com a máxima

urgéncia:

Ele sente então rodo o seu nada, seu abandono,

fazer fogo usando o truque

de esfregar um pauzinho

sua insuficiência,

Imediatamente

da transportadora

a tristeza, a mágoa, o despeito, o desespero."

consegue

lugar, preste atenção nas pessoas, não na humanidade.

O Ecles(astes nâo ocupa a mente apenas com as coisas que se repetem, os ciclos que ele identifica vento. Mas também, diferente

no movimento

e principalmente,

dos rios, do sol, do

com as pessoas que agem de

Noland

precisa conseguir

água potável e fogo. Ele tenta contra o Outro.

volta a tentar e, em um momento

de que aquela era a primeira

consezuido o

mágico, ele

vez que a humanidade

tinha

fazer o [oabo. E era mesmo! c

Em casa é diferente, o fogo, à sua disposição

pois basta virar o borão do fogão que lá está

24 horas por dia, com intensidade

vel. É uma coisa banal, corriqueira. guiu fazer seu próprio

dos rios, do sol e do vento.

de um acidente.

preso em uma

fazer o fogo de que tanto precisava. A cena faz a gente ter a

impressão Em primeiro

Federal Express (FedEx),

em virtude

Ele tema, se machuca,

nascerão do fundo de sua alma o tédio, o negrume,

sabe

O filme conta a história de Chuck Noland,

Tédio.

sua dependência, sua imporência, seu vazio.

a andar de

é como se fosse a primeira

beijo, o mundo

do que estou falando.

maneira

ele escolheu

Mas quando

controlá-

o náufrago

conse-

fogo, foi como se o fogo tivesse surgido

primeira

vez, e que toda a humanidade

dos rios, sol e vento", mas sim como "Deus de Abraão, Deus de lsaque

vilhada,

de queixo caído. Não se deixe levar pelas generalizações.

judaica, Deus não se apresenta

generalidade Pensamentos.

São Paulo: Mani ns Fontes, 200 I, fragmento 622,

traz tédio, mas a particularidade

Em sezundo t:> falar de maneira

.l

sobre rios, outra

A

o afasta.

lusar o ' preste atencdo nas sinvularidades. o genérica

pela

tivesse assistido à cena mara-

como "Deus

Na tradição espiritual

: Blaise PASC;\L p.268.

37

modo, curte o frio e o calor.

Se o tédio causado experiência

de repetições

O ciclo do vento é o mesmo, o fluxo dos

as estações climáticas

e Deus Jacó". Na hora de se identificar, pessoas e nâo de objetos

inf1ndável

de novo debaixo do sol". Mas ele sugere também nas uma maneira

cada maneira

O TEDIO

Uma coisa é

coisa é falar sobre o rio


VENCENDO 38

O LIVRO MAIS

MAL·HUMORADO

o doutor, gcl gelado

Tietê,

O

ou o Siio Francisco.

Amazonas

mos? Talvez você esteja olhando mas basta mencionar" que as singularidades

11 de setembro" são importantes.

Os ventos não são os mesmos.

O Eclesiastes

ser os mes-

em um calendário,

para você se dar conta

de

Ou então pense no seu anihá dias e dias.

de onde eles vêm e para onde

eles vão: do sul para o norre. Mas a brisa fresca que sopra no seu rosto em um dia de verão não é apenas um vento. Quando

desco a rua

do Lago, no campus da Universidade

de S50 Paulo, em meu treino

de corrida

aquela brisa não é uma brisa

numa

manha

ensolarada,

qualquer.

O vento que vem do mar não é um vento senérico nem o ' são genéricas as sensações que ele traz. Lembro de minha avó reclaman do do "vento noroeste, " o vento quente vento que traz o cheiro de terra molhada ser uma memória

aíetiva. Lembro

acontece

os dias um monte impacto

completamente

nasce,

diferente

morrem,

Todos sabemos

quando

como foi

tem um

um valor em uma planilha

ü

primeiro

esposa que estava grávida. Ele viu uma bolinha, e no meio um coraçãozinho teve que se apoiar na parede,

batendo.

que

Todos os dias pessoas

ultrassorn

dife-

tornado

pulsante

no meio.

é evento genérico

mas para o médico

pais um evento singular. A generalidade

e para os

traz tédio, mas a singulari-

lugar, preste atenção na

vitalidade. O que é vivo não

É possível ficar entediado

de olhar para um bicho de

Em terceiro é entediante. pelúcia,

mas cachorros

e gatos dificilmente

da cena, ele

Eles se

brincam,

dem afagos. "Ninguém

se banha duas vezes no mesmo rio", disse Heráclito

Éfeso. Primeiro, que -

ficam acuados,

são enrediantes.

movimentam,

porque

fazem cara de coitado

as águas do rio fluem. Mas "também

e isto é algo que nos toca metafisicamenre,

espécie de horror

sagrado -,

um rio, nós também

porque

ou vigor. Tédio

a mesma Afinal,

mulher

não combina

não é mais aquela

assim também

com o homem,

no casamento

há três entidades:

namento,

a terceira

cônjuges.

Quando

entidade,

relacionamento. outras

confortáveis,

homem

menina

passados

casado com

de vinte

anos atrás,

vinte anos. Aprendi

a mulher,

o homem

não às mudanças:

Ficou

a falar com ela, e ele aproveitou

sentado,

com fàlra de ar. Para

3

Jorge Luis

BO"(;ES.

que

e o relacio-

que "faz o meio de campo"

e mulher

com

dizer. Mas não é verdade.

entre os

gente pensa que o pro-

quando

E por que há tédio em ramos

dizendo

não combina

com vitalidade.

as coisas vão mal, muita

razóes porque

por-

somos também

com pessoas casadas. "Estou

há vinte anos", podem

a mulher

de

disse Borges.' Tudo muda,

somos flutuantes",

rudo se move, e nesse meio não há tédio. Tédio dinamismo

e pe-

que nos dá uma

nós mesmos

blema se resolve com a troca de parceiro, com a sua

bem pequenininha,

Com o impacto

completamente

fincam

o certo é tratar do casamentos?

Entre

pé onde se sentem

cada um na sua, sempre

fingir que estava tudo bem. A esposa

e o médico

para sair da sala de mansinho!

O feto é o mesmo,

mal, pálido,

com um coraçãozinho

Pense no que aconrece

que rodos

em cada um desses momentos.

Um amigo me contou

a se recompor

cor-

essa "aenre': é seu filh o. o

a média demográfica.

barriga da gestmue era normal. Mas, na sala ao

pela visão de uma bolinha

de São Paulo.

mas perder um pai ou amigo é coisa completamente

rente. Há singularidade

começ~u

férias na infância,

mas essa informacão

Para você, ele não é uma estatística, vai serv;r para recalcular

não é apenas vento, pode

no interior

com as pessoas.

de gente

da cidade de Santos. O

das minhas

rendo pelas fazendas de Nova Odessa, O mesmo

39

dade o afasta.

pressão para outro de menor

sabe inclusive

1M

lado, havia um pai passando

Vento não passa de um desloca-

de ar, de um lugar de maior

pressão.

Os dias parecem

para números

versário. Os dias não são os mesmos,

mento

O TÉDIO

DA BíBLIA

Elogio da sombra. São Paulo: Globo, 1971, p. 59-60.


40

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

nas mesmas [minas, Quando

sempre

Então o tédio é inevitável.

a vitalidade,

traz tédio, mas a vitalidade

o tédio

c A se d esraz,..

o afasta.

lidade saudável

é a capacidade

mos, como se fizéssemos de Ínsaciabilidade.

de fazer sempre

pela primeira

o que sempre

vez. Comer

fize-

é um exemplo

Cada refeição serve para alirnentá-]o

para aquele

O café da manhã não serve para matar a fome da hora do

momento.

Comer

repeririva,

é uma atividade

mas comer

bem quando

esrarnos com fome sempre nos dá a sensação de que estarnos comendo pela primeira

vez. Comer

o dobro

satisfazer sua fome na hora do almoço Tomar na vida?

banho

também

no almoço

O dia está quente, você trabalhou

abafado e, quando um belo banho

banhos

você já tomou :::>

tudo o que quer é tomar

para se livrar do fogo que assa até os ossos.

O dia

está frio, você chega em casa com o nariz e as mãos gelados, e, nessa hora, nada como um belo banho

bem quente

do apartamento.

mas somente

O

para despir a roupa

com pl:;zer o almoço

de domingo

go não tem prazo de validade, nenhuma

É possível passar um sá-

mais chegados

necessidade

e, ainda assim, aceitar

com os mesmos

é sempre

de nos saciarmos

Quem

não registra prazeres e

dores. A vida fica vazia, e o tédio se instala. Quando

a gente começa a

se dar coma de que não está diante de mais uma refeição ou mais um banho,

mas daquela

única refeição e daquele

mento,

a insaciabilidade

deu

do tédio. A generalidade

2S

único banho

caras, e com ela podemos

traz o tédio, a insaciabilidade

do monos livrar

o espanta.

O Eclesiasres olhou para os ciclos da vida e se enfastiou, pejo pessimismo deixou

inerente

às repetições

amigos.

bem-vindo.

Ami-

Não existe

incessantes.

primeira

vez; cada um precisa ter sua própria

a singularidade

em constante

foi levado

No entanto,

uma saída: cada geração faz tudo de novo como experiência,

ele

se fosse a vivenciar

mudança.

É por isso que gosro das palavras do Lulu Sanros, um Eclesiasres

o mar, num indo e vindo infinito".

com os amigos

o tolo respiram,

de que está respirando.

não presta atenção nas sensações e sentimentos

outra sensação agradável.

bado inteiro

o sábio quanto

o sábio tem consciência

moderno:

se pode dizer dos amigos.

da umidade

O mestre zen disse que a diferença

tolo é que tanto

O prazer de um simples banho desses já satisfaz a insaciabilidade do momento. E amanhã? Bom, amanhã é outro banho e de pinguim.

O mesmo

41

Nada do que fOI será...

o dia inteiro em um luzar

chega em casa, exausto,

no banheiro

em como resolver o problema

O TÉDIO

de hoje não vai

de amanhã.

é assim. Quanros

ço já esrarnos pensando

entre o sábio e

lugar, preste atenção na insaciabilidade. A insaciabi-

Em quano

jantar.

VENCENDO

na mesmice.

encontra

o casamento

generalidade

DA BíBLIA

"Nada

do que foi será de novo do jeito que já foi um

dia; tudo passa, tudo sempre

passará. A vida vem em ondas como

O que foi não voltará a ser, em-

bora a vida tenha suas idas e vindas. Assim, sábio não é aquele que busca a novidade na rotina prirnerra

para se saciar: sábio é aquele que consegue

da vida c fazer as coisas repetidas

entrar

como se as fizesse pela

vez.

de uma só vez com as ami-

Aquela pergunta foi para mim

zades que temos. O que essa insaciabilidade

significa? Que nós fomos feitos para vi-

ver um dia de cada vez. Ficamos

ansiosos

porque

uma prova na faculdade

pensando

chega a hora da reunião,

já estamos pensando

na reunião

Costumamos

de amanhã.

fazer

Quando

no almoço, e no alrno-

Você deve se lembrar

da moça que me perguntou

senão uma sucessão de fatos sem sentido?" é que ela serviu como resposta. seria a próxima

"O que é a vida

A ironia dessa perguma

Estava me perguntando

série de sermões a que me dedicaria.

sobre qual

Tinha encerrado


&2

O LIVRO MAIS Iv1AL·HUMORADO

DA BíBLIA

uma série sobre os Dez Mandamentos

e andava à procura

que eu falasse so-

tema. Não me surgiu nada, e um amigo sugeriu bre Eclesiastes. assunto.

Gostei da ideia e comecei

No domingo

seguinte,

mim com sua pergunta, feitO. Então

a orar e meditar

sobre o

à noite, essa moça se aproximou

mais uma entre as inúmeras

meu coração

de outro

sossegou,

de

Vencendo o utilitarismc

que já me havia

pois aquela pergunta

foi uma

resposta para mi m. Essa singularidade que poderia

é o caminho

ser apenas

pelo Eclesiastes. Aquela

mais uma pergunta

alguma coisa se consolidou tudo do Eclesiastes,

sugerido

se fez alumbrarnento:

em mim e decidi que me dedicaria

Mas acho que sei por que aquilo aconteceu.

ao es-

Minha procura por si só já era o que eu queria achar.

Em ANA

primeiro

lugar, porque

como a humanidade

tratei aquela

moça como

genérica e despcrsonalizada,

prestei atenção na singularidade

uma pessoa, Em sezundo t>

lucrar b >

das dúvidas e questionarnentos

que

só ela possuía. Em terceiro lugar, percebi que por trás de seu desconforro, havia vitalidade, respostas existenciais.

uma mente E, em quarto

de, seu desejo que continuar que já havia encontrado: hoje a pergunta

dinâmica

é outra. Bendita

a despeito

de onrem

pergunra.

Tudo se fez novo.

Guerra Mundial.

em outras e

pilotos. Os pilotos podiam

missões

[de bombardeio]

e mostraria

popular:

para se

sanidade

se não as

ele teria de voar nessas missões".'

Desde então Catch-22 é uma expressão condições

alegar insanidade

enfren-

"Orr estaria louco se aceitasse voar

aceitasse, mas se mostrasse sanidade

insuperável,

Heller sobre a Segunda

Conta a respeito de um dilema interessante

livrar das missões de bombardeio:

das respostas

serviu para ontem,

Catch-22 é o título de um livro de Joseph tado por muitos

buscando

lugar, percebi sua insaciabilida-

questionando,

a resposta

e inquieta

CAROLlNA

não

contraditórias

inglesa que significa dilema

e insolúveis.

Lembra

o ditado

"se correr o bicho pega, se ficar o bicho come".

Quando

trata dos prazeres da vida e da sua futilidade,

o Eclesias-

tes nos coloca diante de um Catch-22.

Ele sabe do que está falando O Eclesiasres

é um livro indigesto,

suas características arraigadas

1

admiráveis

na experiência

Isa Mara L.-\NDC. Vocabli/ando.

difícil de engolir.

Mas uma de

é que suas palavras estão hrmemente

de vida do próprio

São Paulo: Disal, 2006.

autor. O Eclesiastcs não


44

O LIVRO filiAIS fIIIAL-HUMORADO

está dentro

de sua biblioteca

ficado da existência. lhe pareceu

foi um homem nas amostras autoridade

particular

Ele abraçou

interessante

filosofando

a existência,

experimentar

de pesquisas,

colhidas;

VENCENDO

DA BíBLIA

experimentou

o que

e daí tirou conclusões.

de levantamentos

n30 era homem

de quem experimentou

sobre o signi-

Não

sociais e de médias

de t."1.7.cr censo. Ele íala com a

pessoal e inrcnsamente

cada uma

semanais,

bem vestidos,

as mulheres

no topo da lista dos dez mais: os dez mais

os dez maiores

tudo isso, fala com conhecimento

Ele fala com autoridade testemunho

empreendedores,

e sua foto seria muito

popular

dos salões de cabeleireiros

os dez mais sedu-

provavelmente

em literatura.

o Nobel

L.J

O Eclesiasres,

dos programas

Salomão,

trezentas

amantes.

do tripé do paraíso

todo mundo

de causa, por experiência

própria.

mas fruro de sua vivência, Sua fala é

sobre aquilo que experimentou.

(2: 10).

Seria fácil desmerecer

filho de Davi,

rei em Jeru-

contribuiria

um debochado,

se ele não insistisse experimentando

que buscou

glutão,

os prazeres

sem se deixar levar. Não

estarnos lendo as palavras de um viciado descon trolado,

mas de um

homem

com rodos

sábio, que soube se cuidar enquanto

se envolvia

expectativa

a respeito

de sua experiência

pena na vida. A solene conclusão

contraria

de descobrir

desse homem

qualquer

o que vale a

sábio e vivido é:

Quando avaliei tudo o que minhas mãos haviam feito e o trabalho

deixa os mais nar-

de raiva. Diz que teve setecentas Foi o mais sábio do seu tempo.

e mulherengo

como

para a

tipo gente famosa no sofá. de Salomão

o Eclesiastes

mulheres

e

O mais rico. Seu

que eu tanto me esforçara para realizar, percebi que tudo foi inútil, foi correr atrás do vento; nâo há nenhum

proveito no que se faz

debaixo do sol. Eclesiastes 2: 11

Bom de rornan-

e de cabeça. Era um ícone da rríade mais celebrada

de rodos os tempos:

para muito

comenta

esses praz.eres. Prova disso é que sua conclusão

em alsuma coisa· talvez u'

povo comia, bebia e era feliz. Seu reino, inabalável. ce, de" negócios

Apare-

seria case de

sorridente,

de sucesso. Também

O que a Bíblia conta a respeito cisistas se mordendo

dentários.

e consultórios

com maior Índice de popularidade,

ganharia

salém, seria o paradigma audiência

nas revistas que fazem a

ao lado de uma beldade

de sucesso, estadista

todas

Catch-22

da vida com sabedoria,

e muito

ouro,

pessoal: "Não me neguei nada que os meus olhos dese-

de negócios

empresário

multo

o Eclesiastes

Nada disso foi fruto de sua imaginação,

beberráo

ceria cada semana

criadagem,

que quis, fama e poder. Quando

rores, e por aí vai. Tmagino que seria capa de revista para homens

moldura

projetos,

45

as páginas das revistas de tititi

ocu paria facilmente

e certamente

finas, grandes

UTtLlTARISfIIIO

jaram; não me recusei a dar prazer algum ao meu coração"

das vivências que menciona. O Eclesiastes

Bebidas

o

poucos

poder, dinheiro neoliberal: mortais.

que embalou

controle,

O homem

conforto ideal, pomo

na rat race do mundo

dos ratos pela trilha da fama e da prosperidade. prazer são palavras que resumem

Pense em rodas as coisas que você gostaria

e sexo, um digno representante e praz.er. Coisa de chegada

ocidental, Controle,

suas possibilidades

época, a prata não valia nada por causa da abundância

de

e

na vida. Em sua de ouro.

que gostaria

de ter sentido

tudo o que gostaria de ter e nunca teve. O Eclesiastes muito mais. Mas quando

a corrida conforto

viveu, todas as sensações

de ter vivido e não e não sentiu, teve tudo isso e

ele diz que tudo não passou de futilidade,

ficamos desconcertados. Por um lado, queremos

encontrar

a resposta para a vida que vale

a pena. Por outro, o Eclesiastes está mostrando

que as respostas mais


.'-

46

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

DA SiSLlA

o

VENCENDO

comuns

que se têm dado a respeito

nosso problema.

O homem

sas que buscamos. Concordamos

para resolver

"

sábio diz que a vida não está nas coi-

Mas sabemos

quando

não são suficientes

alguém

diz que controle,

garantias

de uma vida significativa. ,.

mos que a vida é mais que boa mesa, amizades, Mas sabemos

também

existência privada nosso CatclJ-22.

que dificilmente

trabalho

chamaríamos

de boa mesa, trabalho,

amizades

do belo e do mistério,

47

tendo

enxergan-

do dia a dia penoso?

Você acha que vai ser feliz nesta vida, escutando

boa músi-

Sabeca, apreciando

e amores.

Eis aí

museus,

degustando

um bom vinho

e lendo

poesia?

de vida uma e amores.

para a conternplaçâo

do o que está por trás da realidade

prazer e conforto o

não são em si mesmos

Você acha que vai ser feliz nesta vida, divertindo-se, tempo

que não há vida sem essas coisas.

UTllITARISMO

o

Você acha que vai ser feliz nesta vida, tendo amigos de verdade, compartilhando midade

a mesa numa

conversa

de profunda

inu-

e alegre comunhão?

Utilitarismo É como a história do homem

de negócios

de um engraxate.

que o homem

mencionou

Percebendo

que se sentou

na cadeira

era rico, o engraxate

que um dia seria como ele, teria dinheiro

e coisas caras.

O homem

rico disse para ele não se iludir, pois o dinheiro

felicidade,

ao que o engraxate

imediatamente

retrucou:"

hora de descobrir

isso por experiência

que esse engraxate

é um tolo, pois corre atrás do vemo.

?v1as não é exatamente nos tragam

felicidade

remos obter satisfação

própria".

isso que fazemos?

e bem-estar.

Somos

não traz 30 vejo a

O Eclesiastes

Queremos

utiiitarisras

diria

coisas que porque

quee das

produzin-

do, sendo útil, dando vazão a sua criatividade? Você acha que vai ser feliz nesta vida vivendo um grande

"

entregando-se

romances

digno e justo?

a felicidade.

o Ecle-

Foi então que ele

se perdeu. Porque, se viver não é trabalhar, produzir, útil, canalizar

talento

de maneira

pizza com amigos e compartilhar

mulher,

não é amar um homem,

gerar riquezas, tornar-se

produtiva;

se viver não é comer

o coração com intimidade,

se viver

constituir

uma família e gerar fi-

lhos ... o que é viver, afinal de contas? Seria a negação das coisas boas? Talvez a vida seja largar tudo e fazer trabalho lugar remara,

desprovido

de qualquer

que os "ongueiros"

que militam

miséria não podem

se dar ao luxo de diversões

der seus filmes preferidos,

riquezas e

a recompensa

por

humanitário

conforto.

em lugares inóspitos

em

Você sabe

e de extrema

ou entretenimentos.

jogar fora sua biblioteca,

de DVD, quebrar

ven-

todas as

garrafas de vinho da sua adega e dar adeus à roda de amigos em volta da mesa fana e saborosa. Ahnal,

Você acha que vai ser feliz nesta vida, acumulando seu trabalho

in-

para alguém e vivendo

e recebendo

E por quê? Porque

Então a vida pode ser vender sua televisão e aparelho

amor?

bens, sendo bem remunerado

siasres fez tudo isso e não encontrou

algum

pessoas com quem nos relacionamos: c 1· \)oce• ac ha que vai. ser re lZ nesta vida, trabalhando,

enganado!

não é fazer poesia e tomar um bom vinho: se viver não é amar uma

por meio das coisas que conquistamos

tensos, apaixonando-se,

Você está redondamente

ilusão, ninguém

mais precisa se iludir com o prazer e a beleza. Então

diga não para tudo. felicidade

se a busca pelo prazer nâo passa de

também

Escolha

a vida ascéptica.

Mas não se iluda. A

não está lá. Se as coisas não trazem

felicidade,

a

1


48

O LIVRO MAIS

ausência

MAL-HUMORADO

das coisas também

DA BíBLIA

VENCENDO

não. A felicidade

não é uma questão

de

está por trás das coisas: "Quando eu for para o céu, meus olhos serão

O que resta, então? Tirar a própria

vida? Arinal,

o suicida

mais medo de viver a vida do que de enfrentar

a morte.

essa direção

Creio

que o Eclesiastes

admitir

dificuldades.

está indicando?

que a crueza de sua honestidade

desvendados e verei tudo como rudo realmente é. Então serei [eliz".

tem

Mas é para

que não, mas nos coloca em

E agora?

Mas o próprio

na palmeira,

Um fim em si mesmo cialismo, função

disse que "o militarismo

é então uma forma de consequen-

ou seja, ele avalia uma acão (ou regra) , o militaristas.

ça. Vivemos

Penso

com a sensação

está em um lugar e -

para uma realidade

mágica! -

para um estado de cornplcrudc.

Você imagina

estado puro.

que durante

Olhamos

sempre .esperando

mais profunda. metafísico

Você o joga

de que isso vai catapulta-lo

Você marca

um encontro

especial

das nuvens.

o beijo vai ser transportado

a uma esfera

que vai presenciar

do amor em

a epifania

para coisas, pessoas e eventos,

a mágica do trampolim

mas estam os

metafísico.

Creio que foi isso o que Czeslaw Milosz, poeta polonês beu o prêmio

são

Você está ao lado da sua filha

e espera que esse seja o caminho

que não pode ser descrita,

de certa

de uma desconfian-

um trampolim

a um filme e tem a expectativa

com sua namorada

somos,

em

de que coisas, pessoas e eventos

para um lugar onde está a felicidade. assistindo

unicamente

que todos

Parece que somos vítimas

uma espécie de trampolim

e não houver

Nobel de literatura

de 1980, quis dizer:

"J11as,e se ()

inquietante:

sobre seu casamento.

significado

por trás dele? E se o

sabiá?

gente vai passar por isso quando

céu. Você vai perguntar

E Deus vai responder

que era o próprio

trabalho ... Qual era o segredo por trás daquela quem

a gente

chegar no

para Deus qual era o segredo não revelado

mento ... Qual era o segredo por trás do seu trabalho?

deu risada a noite

casa-

Era o próprio

mesa de amigos com

toda naquele

sábado?

A própria

risada com os amigos em torno da mesa. Esse é o desespero

trar o sentido

esse é o desespero

do poeta polonês,

siastes e esse é o desespero

de muita gente que está tentando

por trás das coisas, porque

coisas. A verdade

é a seguinte:

não vê sentido

você não encontra

coisas, pessoas e eventos. Mas também

não encontra

do Ecleencon-

nas próprias

a felicidade

em

sem elas.

Não depois, mas enquanto Tentar enxergar o sentido por trás das coisas é um exercício que consome muita

que rece-

nenhum

do sabiá for o próprio

Eu acho que muita

de suas consequências".

maneira,

Milosz faz uma pergunta

mundo não tiver avesso)" E se o sabiá na palmeira for apenas um sabiá significado

Alguém

49

mundo e queremos enxergar o avesso do mundo, o significado que

coisas e não coisas.

é preciso

O UTILlTARISMO

energia e dá pouco resultado.

a que chegamos esperamos

Boa parte das conclusões

não passa de especulação.

que a gratificação

venha

Fazemos

depois,

coisa e

mas ela normalmente

"Quando eu morrer, verei o avesso do mundo, o outro lado, além do

não vem. Acontece

conosco,

pássaro, da montanha e do poente. O significado verdadeiro, pronto

Porque a felicidade

não é no depois: é no durante, é no enquanto.

para ser decodificado. O que nunca fez sentido fará sentido. O gue era

aconteceu

alguma

com o Eclesiastes.

A porta de saída desse enigma do Eclesiastes

está dentro

Por quê?

do pró-

incompreensível, será compreendido". Não é exatamente essa a espe-

prio texto: "Na verdade, eu me alegrei em todo o meu trabalho.

rança gue normalmente não conseguimos expressar? Olhamos para o

foi a recompensa

de todo o meu esforço"

(2: 10).

Essa


50

O LIVRO MAIS MAL·HUMORADO

o que

aconteceria

DA BíBLIA

VENCENDO

se nós conseguíssemos

desfrutar

mento sem esperar que ele nos proporcionasse tura? Nós conseguiríamos

desfrutar

E isso faria algurna diíerença?

de cada mo-

alguma felicidade

o mamemo

O UTILlTARISMO

51

"Quem primeiro lhe deu para que ele o recompense?"

fu-

Pois dele, por ele cpara ele são todas as coisas.

sem desperdiçá-Io.

A ele seja a glóri8 para sempre' Amém. Romanos 11:33-36, grifo do autor

Sim, roda a difercnç.a se pretendemos

vencer o utili tarismo. Viver o enquanto

é uma atitude

que nos devolve à vida. Quan-

o grifo

na expressão pois dele, por ele e para ele são todas as coi-

do você assiste a um filme, seu prazer está no filme, não depois do

sas não é aleatório,

Dlme. Quando

você está com fome, seu prazer dura enquanro

uma atitude

está comendo.

Depois

de se alimentar,

da. A roda de amigos,

você

não há mais prazer na comi-

cheia de risadas e camaradagem,

é prazerosa

pois nos indica um caminho

a ser adotada

diante da vida aparentemente

É de pensar

o que diferencia

Deus das demais pessoas. Tenho

das risadas se dissipa,

blemas

tipo de prazer e felicidade.

Quando

no seu filho, aquela sensação enquanto

quanto estiver fazendo ção posterior

alguma

você dá um abraço

de perrencimenro

você o está abraçando.

que para alguns é um

o outro

deve ser desfrutada

Viva sua porção

de felicidade

coisa: ficar esperando

en-

uma gratifica-

é ilusão, é correr atrás do vento.

Viver o enquanto

é "a arte de presenrificar

a vida". Fazendo

as-

sim, você volta para a vida, você a vive na hora certa, e vai se alegrar com seu trabalho,

porque

com a gestação

também.

apertado

aqueles minha

do filho tão desejado

rambém.

Um estuda,

e proporciona

a porra de saída, o hino escrito pelo apósde coroação

que nos leva a atravessar

a

A vida funciona

diferencia

a pessoa de fé, pois está também

assim.

Não

Mas é notável

quando

da riqueza da sabedoria e do conhecimento

Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis

de

os seus

caminhos! "Quem conheceu lheiro'"

urn bom empre-

é o sucesso

o outro

inabalável

que

exposta às contingências

a pessoa de fé diz "Graças

pelo pão sobre a minha

mesa", enquanto

próprio

esse pão".

eu te dou,

ó

a pessoa que não

A vida é muito dife-

e de conquistas.

Em primeiro

lugar, dele são todas as coisas: dele, não no sentido a ele, mas que "procedem"

choeira que me refresca não pertence profundidade

recompensadora;

da vida.

de que "pertencem"

porta:

6

muito

a outro

rente para quem vive de dádivas divinas e para quem vive de esforço

Atravessando a porta tolo Paulo é uma espécie

e perdê-Ia;

para si uma vida confortável;

também.

com

Um pode ter pro-

se esforça, consegue

vive da fé precisa dizer "Eu conquistei

Se o Eclesiasres apontou

fútil e sem

que se relacionam

opinião.

Um pode ter uma vida familiar

go, prospera

Deus,

isso vem da mão de Deus.

ainda,

sentido.

enquanto dura a roda. Depois que cada um coma seu rumo, o efeito e se instala a saudade,

ou, melhor

cachoeira

-

não pertence

É esse nosso trabalho -

A água procede da

a ela, mas veio dela. se é que pode se chamar

ber tudo como dádiva. Quando a meme do Senhor? Ou quem foi seu conse-

à cachoeira.

dele. A água da ca-

trabalho:

tudo recebo, percebo-me

rece-

agraciado

e digo: "Deus, eu não mereço isso! Eu não mereço a casa onde moro, os filhos que tenho,

não mereço

a minha

f..1.mília. Não

mereço

a


..,........

52

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

saúde.

E por isso te dou graças, porque,

bondade

me alcançou.

muito grato! Eu reconheço

SOL!

Quando colorido,

de alguma

outro significado.

Mas se a encaramos

e suor, começamos

como algo que deva

mesmo

de ansiedade.

O trabalho durante

(2:23).

Ser próspero

tes: "Quando

Deus concede

a desfrutá-Ios,

quando

e desfrutar

a aceitar

dorme

da prosperidade

riquezas

a sua sorte,

e viver é uma zran-

são coisas diferen-

e bens a alguém

segue se lembrar de desfrutar

(5: 19). Você conhece

quando

não preciso

com ela e ser feliz com o trabalho,

com medo de perder rudo? Isto é triste, não é? Mas,

com OUtro coração,

Em segundo

que nossa origem desfrutamos

com outra disposição

de espírito,

deixar de lado rodas as coisas para me relacionar

das as coisas que eu me relaciono

com Deus enquanto

com

me relaciono

me relacionando

com to-

Para alguns o certo é fechar os olhos e orar, agradecendo

a Deus pela dádiva desse pôr do sol. Não bastasse isso, resolve tam-

coisa tão linda. É essa a atitude

diante

de um pôr do sol de tirar o

falego? Não! Essa é a hora de permanecer sorvendo

com os olhos bem abertos,

a beleza das cores e matizes; é hora de embarcar

e ficar de queixo

caído. Não há a menor

olhos e dirigir o pensamento

necessidade

a Deus. Quando

as coisas através de Deus, eu me relaciono

avisando

de fechar os

eu me relaciono

com

com Deus. Desfrutar

pôr do sol pode e deve ser o mesmo que desfrutar se nele. (Tudo

no êxtase,

um

de Deus e deliciar-

bem; se você acha que isso é panteísmo,

vou logo

que não é! Espero que fique claro adiante.)

Não somos espíritos desencarnados, com coisas e pessoas. Quer

agradar

pois vivemos em um mundo a Deus? Dê uma bicicleta

presente

para seu filho e vá passear no parque

amigos,

curta a intimidade,

pizza que puder comprar. que puder servindo

adquirir.

dê muitas

seus

a melhor

Pessoa com o melhor vinho

Sinta a brisa do mar no rosto. Se você não está está tomando

não tem outro jeito de servir a Deus.

é o oposto

risadas e saboreie

Leia Fernando

a Deus enquanto

Deus fazendo

com ele. Chame

de

compras

um bom copo de vinho,

Se você não está servindo

a

no shopping, não tem outro jeito! Deus não

das coisas. Ele é o pleno sentido

de todas elas: por ele são

Em terceiro lugar, para ele são todas as coisas. Sabe o que me espanta

no Eclesiastes? É um livro escrito na primeira

eu conquistei, aconteci.

eu vivi, eu construí,

eu mandei,

Tudo eu, e tudo para mim: construí

pessoa: eu fiz,

eu enriqueci, um jardim,

eu fiz e

uma fábri-

ca, um harém. Tudo para mim.

com Deus.

um grupo de pessoas buscando

53

todas as coisas.

lugar, por ele são todas as coisas. Isso significa que eu

com todas as coisas, ou que é justamente

montanha,

está em Deus, dormimos

a vida com outro ânimo.

Deus, mas que eu me relaciono

Imagine

Você con-

de pessoas assim? Você sabe de genre que, em vez

reconhecemos

experimentamos

de desfrutá-Ias?

mas com culpa e ansiedade?

sua sorte, alegrar-se

fica sem dormir,

e o capacita

e a ser feliz em seu trabalho,

pessoas que têm riquezas, mas não têm a capacidade com gratidão,

debaixo

a sua vida é pura dor e rrisreza"

isso é um presenre de Deus", diz o Eclesiastes

Não convivem

Caro demais!

"um homem ... que trabalha

do sol. Nem

descansa

fruto do

a dizer "Eu fiz por merecer. .. "

Emão a vida é uma desgraça só! Custa caro demais. Veja o que diz o Eclesiastes:

ela ganha outro

e inreligência,

UTlLiTARISMO

O que se deve fazer nesse

o fôlego por causa da beleza impactante. momento?

o

bém abaixar a cabeça em sinal de reverência pelo Deus que criou uma

que tudo vem da tua mão".

fruto da nossa capacidade

nosso trabalho

a tua

de viver. Eu sou muito grato ...

a gente olha para a vida como dádiva,

ser conquistado,

forma,

Eu não sei explicá-Ia. Tudo o que posso dizer

é que sou muito grato pelo privilégio Eu

VENCFNDO

DA BíBLIA

a Deus no alto de uma

bem na hora de um pôr do sol espetacular.

A cena tira

Uma vida tão centrada

em si mesma é o próprio

Seja lá o que for, o céu é algo que aconrece

inferno

de denrro

na terra.

para fora, sai


54

O LIVRO MAIS MAL·HUMORADO

DA BíBLIA

de mim e vai para o mundo,

VENCENDO

de mim para o outro

e especialmente

de mim para Deus. E a grande surpresa é que quando

vamos a Deus,

Ele nos manda de volta para o Outro: o irmão, o amigo,

o próximo,

o mundo. é feliz sozinho"

parece um rruísrno,

gente? Qual o sentido

de uma casa cheia de espaço e vazia de

de um bolo não [atiado

coisas não são fins em si mesmas. ficam retidas para a satisfação Conheço

migo não funcionou.

e não repartido'

As

Por essa razão, todas as coisas que

que, para ser feliz, deve desprezar

a Deus. Talvez funcione

com elas, mas co-

para o céu. Por enquanto

prefiro a terra e,

na terra, a vida está embrenhada

com coisas, pessoas e eventos. Nâo

somos fantasmas

fugir da realidade

desencarnados;

Nós somos também o trabalho

a roupa

que realizamos,

material

que vestimos,

nossa identidade

mos, e somos o que são, e atendem disso e.;você terá desistido

pelo nome

-

que ou a

o carro que diri-

gimos, os amigos que temos. As coisas, pessoas e eventos constroem

e social

o cônjuge

a casa onde moramos

casa que em nós mora, como diria Mia Couro -,

esramos mergulhados

-

nos quais

são o que so-

de vida. Abra mão

da vida. Se essas coisas ficarem

posso até escrever um livro, acreditando

O Eclesiastes decidiu que descobriria Fez tudo o que normalmente nada fazia sentido, névoa de nada.

A dificuldade

de fora,

-

grandes

projetos,

lugar nenhum.

e existimos"

e vaidade,

bolha de sabão,

tudo

a Deus. E o que ele faz com aquilo tudo? Deus devolve para nós. e consequentemente

o nosso -

concedeu.

que tenho é teu", e Deus responde:

Dizemos

O

satisfazer sua alma usando

poder,

si mesmas.

mulheres

-

coisas

e não chegou

a

foi utilirarisra.

Mas a porta de saída é entender

que as coisas não são um fim em

O sentido da vida não está no depois, mas no enquanto.

Isso nos ensina a valorizar o momento. Se essa é a porta entender

de saída, atravessar

que tudo procede de Deus.

a vida como

uma dádiva concedida

que a vida como conquista. mais saudável

"Dá-nos

a porta e sair para a vida é

O que isso significa? Que viver pelo alto é mais prazeroso

frutarmos

do

o pão nosso de cada dia" é uma

do que "com o suor do meu rosto coloquei

mesa".

das coisas. Relacionamo-nos

com pessoas, projetos,

dade não é desencarnada;

a Deus: "tudo o

que não conseguem nagear uma cachoeira

de Deus ao des-

com Deus ao relacionar-nos

bens e outras tantas coisas. Nossa espiriruali-

é nos ver desfru-

"tudo o que tenho é teu".

aparente-

foi que ele viveu tudo na primeira

Outra maneira de atravessar a porta é desfrutar

(Ar 17:28).

de que para ele são todas as coisas, entregamos

dinheiro,

Sua atitude

esse pão em minha

que ele mesmo

fazer, mas, no fim, viu que

era apenas futilidade

pessoa: eufiz e aconteci. Ele tentou

como algo que faz em Deus, então tudo ganha senti-

daquilo

pensamos

do Edesiastes

e vivenciá-las

tando

o que vale a pena nessa vida.

mente.

atitude

prazer de Deus -

que vai fazer

E isso nos deixa sem saída, pelo menos

será excluído. Mas se você incluir tudo isso na sua vida

Conscientes

dar aula de

e eco na eternidade.

você também

do: "nele somos, nos movemos

ler Shakespeare,

Voltando para a vida

Dar as costas a tudo visando a viver para Deus

é como decidir se mudar

Gauguin,

Aí eu

egoísta apodrecem.

gente que acredita

tudo e se dedicar somente

amamos,

matemática;

apreciar

a vida ganha outro sentido.

55

certo? Mas

pense bem: de que adianta você ter um carrão se não tiver com quem viajar? Afinal, qual o sentido

dessa maneira,

posso ouvir Vivaldi,

sentido

A frase "ninguém

é inútil.

Se a encararmos

O UTllITARISMO

não somos fantasmas

aproveitar

a vida. A melhor

é tornar um banho nela.

de vapor espiritual maneira

de home-


56

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

DA BíBLIA

Por fim, a luta não pode se resumir à gratificaçáo camos uma existência amigos, o próximo,

com significado,

precisam

ter papel de destaque.

dedica às pessoas, isso equivale a dedicar-se tudo a Deus e ele nos devolve, santificando amigos ao redor da mesa quanto

pessoal. Se bus-

as pessoas -

os irmãos, Quando

os

você se

a Deus: nós entregamos tanto a companhia

o serviço abnegado

Vencendo a morte

dos

aos pobres.

É assim que saímos do Catch-22 que a vida nos impõe. A plenitude não está em pessoas, coisas e eventos. elas. E assim somos devolvidos basta vivê-Ia. O sentido

Mas não é possível sem

à vida, pois já nâo temos de usá-Ia:

da vida está também

na própria

vida. A criatura sensível e inteligente, que chegou a adorar, amar e admirar a Deus, não pode ser inteiramente

mortal: há nela alguma coisa

de divino que sobrevive à mesma morre. MARQUtS

Sempre

que posso, digo do púlpito

riza à morre, prezíveis.

um asco que só sinto diante

Ao contrário

ideia, eu não romantizo sentimento,

da minha

da atitude

DE MAR1CÁ1

igreja que tenho

de coisas nojentas

de muitos

cristãos

ojee des-

diante

dessa

a morte. Toda a vez que expresso esse meu um e-mail ou um conselho:

acabo recebendo

"Pastor,

você não precisa ter medo da morte ... ". Então

começo

ponto

final. Aprendi

tenho

pena".

esclarecendo

que não tenho

medo

da morte,

com Rubem Alves: "não tenho medo da morte,

No entanto,

é gostar da morte,

coisa bem diferente

tratá-Ia como se fosse uma amiga, uma ponte mística iluminada uma luz etérea e envolvente. sublime morte

para um plano

é minha

inimiga.

Escritor,

A morte também

mais elevado,

a morte

da beleza.

filÓSOfO e político carioca. Morreu

em 1848.

por

não é uma passagem

Não é possível adocicar

ções nunca cabem na moldura

I

e

não é bonitinha: a morte,

a

suas fei-


58

O L1ViiO MAIS

MAL-HUMORADO

Eu não quero guinho

saber de morrer,

da morte,

apniguar

você, quando

não quero

nem dedescrevê-Ia

o coração

VE

DA BíBLIA

e com os pelos eriçados.

Quero

outra inrenção:

quero

fique completamente

Mas o Eclesiastes

CJIlC

de c~rá embutida

arrepiado

mos também controle.

preendo inimigo

8

ser vencido

é a morre ... Pois é necessário

dar boas-vindas

não consegue

compreender

que "mesmo assim, inteiramente

Quando

conhecimento

do mundo,

e te-

Mas não temos uma coisa nem outra e, portamo,

estarnos

O tempo é um limite. Olho ao meu redor e não com-

o que acontece

à minha volta, Fico então vulnerável a ampulheta

é tão compreensível São Paulo, Apóstolo

todo o tempo

e também

está sob

tado, pois dispararam

que

se revista de imortalidade.

temos

o que

de todas as coisas, o mundo

vulneráveis.

A morte não nos cai bem último

59

passo. Além de dizer que a eternida-

em nossa alma, ele acrescenta

para a consciência.

O Eclesiastes nos coloca diante da morre.

o

que é impossível

Deus fez" (3: 11). Afinal, fomos criados para a eternidade

mas que se oponha

à morte. Quero que você ame a vida.

aquilo que é monal

dá outro

ele [o ser humano]

que você sinta pavor e que passe a

odiar a morte. Não quero que você faça acordos,

(Rrn 6.23), está ensinando

A MORTE

à morte como algo que fn pane da natureza humana.

de um jeito mais aceitável para

das pessoas. Tenho

ouvir a palavra morte,

morte"

saber de ficar arm-

CENDO

ficarmos

do tempo

inconformados

contra

mim.

e assusPor isso

com essas limitações:

Deus não nos criou para a morte. Não, a morre não nos cai bem.

Enxergo primeiro

cinco motivos

lugar, porque

O Eclesiastes

pelos quais a morre não nos cai bem. Em

a morte contraria

afirma que Deus "pôs no coração do homem (3: 11). Na situação

pela eternidade"

mos presos ao tempo,

direção

esta-

da morte.

torna imutável:

do relógio que avança, defi-

nindo o antes, o agora e o depois. Você pode ajustar os ponteiros

dezessere, porque privilégio,

.

avança, implacável. '

É aí que o conflito se instala, porque fomos criados com o desejo de viver e continuar

vivendo,

Em outras palavras,

nós fomos criados para a eternidade.

é uma realidade

para a raça humana,

anseio por alcançar

a eternidade,

então é natural

a vivência

dentes.

Quando

da morte,

que fica além das fron-

a Bíblia Sagrada

elas são mutuamente

tentar

no tempo.

viver como

se

Se

se tivesse

já se enrijeceu. Aqui não há

prossegue

dizendo:

"Aquilo ql e é, já foi, e o que

(3: 15). O que você viveu, alguém já viveu

de dezessete anos, mas alguém mais velho pode dizer o mesmo eu gosraria

de ultrapassar

para

os cem anos e dizer

isso para quase rodas as pessoas. Mas o que é, já foi, e o que será,

exclu-

diz que "o salário do pecado

o passado

disso.

você. Pessoalmente, é a antítese

no tempo,

na

antes de você. Você pode dizer "já passei por isso" para uma pessoa

teiras do tempo. A eternidade

não adianta

esse tempo já passou,

será, já foi anteriormente"

que sintamos

caminhamos

inexoravelrnente

é uma fixidez que nos nivela a todos; aqui não há novida-

O Eclesiasres

Se a morte

andando

anos virou um fato cristalizado anos,

de, rodos sabemos

sem limites, sem amarras cronológicas.

atrás de nós um rastro que

o que foi já foi, não tem volta (3: 15). O que você

você tem quarenta

O

já que estamos

Quando

viveu com dezessete

do

relógio para uma hora atrás, mas isso não afeta em nada seu mundo. cr0l10S

lugar, vamos deixando

não pode ser mudado,

o anseio

em que nos encontramos,

ao riquetaquear

Em segundo

a essência do ser humano.

foi anteriormente.

é a ( I ....•....

_

..


60

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

VENCENDO

DA BíBLIA

A MORTE

61

E o passado? Bem, esse está nas mãos de Deus. É assim que o sábio

para que cada um receba de acordo com as obras praticadas por

compreende o Eclesiastes: "Deus investigará o passado" (3: 15). Seria

meio do corpo, quer sejam boas quer sejam más" (2Co 5:10). De

muito bom se a Bíblia Sagrada dissesse: "Deus mudará o passado",

fato, Deus vai investigar o passado, e há muita genle para quem isso

mas quando andamos no tempo, o que aconteceu já aconteceu, não

não é nada confortável.

muda, permanece imóvel. Isso é motivo suficiente para nos deixar as-

O Eclesiastes não está interessado na hora de seu julgamento, está

sustados. Evidentemente, existe a possibilidade de redimir o passado

apenas reconhecendo que o julgamento acomecerá. E é assim que ele

através da experiência do perdão. Mas isso não muda o fato de que

termina seu livro: "Pois Deus trará a julgamento tudo o que foi feito,

o que foi vivido no passado não pode ser mudado. O perdão pode

inclusive tudo o que está escondido, seja bom, seja mau" (12: 14).

mudar o efeito do passado no presente, mas não muda o passado.

Não, a morte não nos cai bem.

Conviver com a realidade de que fatos não mudam é assustador.

Em quarto lugar, a morte nivela todas as criaturas por baixo,

Não, a morte não nos cai bem.

pois assim como os cachorros morrem os homens vão morrer. De-

Em terceiro lugar, o Eclesiasres afirma: "No lugar da justiça havia

legado, deputado, humilde, orgulhoso, cachorro de rua e cachorro

impiedade, no lugar da retidão, ainda mais impiedade. Fiquei pen-

de madame: todos vão morrer. Do pó vieram, para o pó voltarão. E

sando: O justo e o ímpio, Deus julgará a ambos" (3:16-17).

dê-se por contente se no seu funeral comparecercm mais pessoas do

A morre nos coloca diante do juJgamenro. Vai chegar o dia em

que na cova do cachorro! E quem sabe dizer se o fôlego do animal

que Deus chamará rodos, tanto ímpios quanto justos, a comparece-

vai para as profundezas da terra, ou se o fôlego do homem vai para

rem diante dele para examinar o passado. Lá na encruzilhada onde o

as alturas dos céus? Nem sequer temos o direito de saber que nosso

tempo se encontra com a eternidade, o Justo Juiz trará à luz toda sua

fôlego vale mais do que o dos animais. ,-Vina!, nós vamos para a terra

vida, feita de ações e intenções. Tem interesse? Como você respon-

e eles também, diz o Eclesiasres (3: 18-21).

deria ao convite de Deus para examinar com uma lupa seu passado?

O rei Davi, em tese pai do Eclesiastes, tinha uma visão mais oti-

Está interessado? Chegou a hora de prestar contas, dar relatório e

mista. Acreditava que Deus havia criado os seres humanos acima dos

satisfações. Isso deixa você animado, ansioso pelo momento de acer-

animais, e até mesmo acima dos anjos, pouco menor apenas do que

tar os p~meiros? A ideia de comparecer diante de um juiz o deixa

ele, o próprio Deus (SI 8). Mas isso não muda a infeliz constatação

exultante?

A esperança cristã se sustenta no faro de que "o sangue de Jesus

do Eclesiasres: seres humanos e animais têm um tempo determinado

Cristo nos purifica de todo pecado" OJo 1:7), razão suficiente para

de fôlego de vida, e a morre nivela os dois por baixo. A preocupação

não temermos o julgamemo divino em termos de condenação, pois

do Eclesiasres não é querer saber se o ser humano tem mais valor que

"nenhuma condenação há para os que estão em Cristo" (Rrn 8:1),

o animal -

de modo que "nada poderá nos separar do amor de Deus que está

de que ambos sâo limitados e h.nitos, e gue a vida debaixo do sol tem

em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Rm 8:39). Mas é também verdade

seus dias contados.

que "todos nós devemos comparecer perante o tribunal de Cristo,

é claro que tem. Sua inquietação resulta da consratação

Não, a morte não nos cai bem.

! L.


62

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

DA BíBLIA

VENCENDO

Por fim, quem sabe dizer o que há depois alguns testemunhos

de gente que disse ter ido e voltado,

nos coloca diante

do desconhecido:

mem) ver o que acontecerá

"quem

ele diz: «Estou pressionado

da morre? Apesar de

poderá

depois de mono?",

fazê-Ia

pergunta

Cristo,

a mone

pressionado

o Eclesias-

tes (3:22). Talvez você possa dizer que vai para céu, que tem certeza der seu último

suspiro,

estará dizendo

meu espírito".

A partir

"Pai, em ruas mãos entrego

desse momento você não tem mais escolha,

É tudo desconhecido,

lidades de controle.

Você está ao "Deus dará", literalmente. cia. Para quem nâo discute Eclesiastes,

a escuridão

Nossa consciência

nos dá a sensação

vida. Mas o fato é que não escolhemos

de estarmos

corpo

decadente,

vestido

roupas

da

Despir-se

novas, ou seja, morrer

com o corpo glorificado.

seremos

tão nos tornamos coisas, e achamos disso tudo.

adultos,

com a prerrogativa

que estam os no controle.

Ficamos

inteiramente

vulneráveis

já estava

de escolher

dormir

En-

morrer

Mas a morre nos priva diante

transformados", (dormir

os olhos

muitas

significa

e receber

com o corpo

'Nem

morrer.

cido. Não é à roa que a morte assusta!

decadente

o desejo de Paulo é trocar

filho na

incorruptíveis.

e nem

ele quer piscar Esse negócio

de

"Está próximo

o tempo

a aceitar melhor

da minha

partida ...

escreveu a Timóteo,

seu

fé (2Tm 4:6-8).

Eu também

Não queremos ser despidos, mas revestidos da nossa habitação ce-

mas todos

não quer se despir

Agora me está reservada a coroa da justiça",

Trocar de roupa sem se despir

e ressuscitar

não tem a menor graça.

a ideia de sua morre:

Não, a morte não nos cai bem.

re-

Nós que ainda

Foi apenas no fim de sua vida que Paulo começou

do desconhe-

nova é o

A roupa

bíblico para morrer),

as vestirnentas

mas

A roupa velha é nosso

todos dormiremos,

diz ele. Paulo

é o eufemismo

ser despidos,

nos despir para receber as

Mas, no fundo,

Até os cinco anos, boa parte de nossa estrutura

ou escolher.

de

já mais velho,

nem perde a vitalidade,

com as roupas velhas precisamos

de roupa sem ter que se despir:

intervir

e a necessidade

e se enfraquece.

que não se corrompe

de imortalidade.

estamos

nascer no Brasil, não escolhe-

e rudo isso sem que pudéssemos

Ele ficou

Ele diz que não queremos

mos nossos pais, a cor da pele nem a cultura na qual estarnos irnersos,

formada,

(FI 1:23-24).

no corpo"

que envelhece

corpo glorificado,

imagens.

psíquica

por cau-

receber a roupa nova que nâo se corrompe.

de você.

no controle

é mais necessário,

escreve à igreja da cidade de Corinto,

o tom é bem diferente.

como parece ser o caso do

não é das melhores

contudo,

entre as delícias de estar com Cristo

Mas quando

as possibi-

nada depende

melhor;

cuidar de suas ovelhas.

Para quem tem fé, boa notí-

essa questão,

do pós-morte

esgotam-se

63

dos dois lados: desejo partir e estar com

sa de vocês, que eu permaneça

(o ho-

disso. Mas você sabe como é o céu? Quando

o que é muito

A MORTE

quero uma roupa nova sem ter que me despir.

Contra a morte, a solução é a ressurreição

lestial, para que aquilo que é mortal seja absorvido pela vida. São Paulo, Apóstolo

Pois será assim quando os mortos ressuscitarem.

Quando o corpo

é sepultado, é um corpo monal; mas, quando for ressuscitado, será

Houve um momento

na vida do apóstolo

em dúvida sobre ficar ou ir. Escrevendo

Paulo em que ele ficou

à igreja da cidade de Filipos

imortal.

! I

i

1.".

São Paulo, Apóstolo


64

O LIVRO MAIS

MAL-HUlvlORADO

VENCENDO

DA BíBLIA

A discussão entre os teólogos a respeito da composição

mente

é extensa e j~:í'rendeu muitas p;Íginas, 1víuiros compreendem

humana

o ser humano espírito.

como

Outros

um composto

tantos

intercambiáveis,

acreditam

que se referem

acredita

que as dimensões

ser humano

uma unidade

pessoal.

Acredito

corpo-sespírito,

\X!hcelcr Robinson

de alma:

e a dissociação diferença

corpo)

e soprou

das facetas humanas O capítulo

nele o (nepesh,

é

de personalidade

O hebraico

não possui

dela, já que o corpo era unitário

O composto

entre um ele-

Oscar Cullmann

à alma grega é evidente:

esclarece que

"8

a alma grega sobre-

é exatamente

Deus retira

(Jó 34:14-15).

essa separação

seu sopro,

Na morte,

o espírito,

diz o Eclesiastes,

entre

com as seguintes

há um estado intermediário, mente incompleto

e anormal,

palavras:

corpo

° homem

e espírito. volta ao pó

"o pó volta à terra de

onde veio, e o espírito a Deus, que o deu" (12:7). explica a morte

15 da primeira

o capítulo

um dos mais antigos

deixar de crer na ressurreição

do corpo" regim-os das

é a vitória total, a reintegração

perfeita

ter sido separadas.

é, por

carta de Paulo aos Coríntios

da ressurreição. equivale

Paulo,

apóstolo,

a inutilizar

afirma que

a fé no próprio

Cristo: se não há ressurreição, então Jesus de Nazaré não ressuscitou, e se ele não ressuscitou, tampouco ressuscitaremos. Há mais. Paulo também

pessotls nós

5071205

as mais dignas de compaixão

(15: 19). Em outras pa-

lavras, aquele que não acredita na ressurreição invalida

a própria

desacredita

fé e não passa de um coitado

de Cristo,

digno de dó. Tudo

isso em um só golpe.

vitória sobre a morte permanece

como

o Cristo

de Deus,

é nossa vitória também.

um inimigo

Millard

"A Escritura

mas esse estado intermediário pois na ressurreição

Erickson

tória: "Onde aguilhão?"

a ser enfrentado,

está,

Ó

morte, a sua vitória? Onde

(I Co 15:55) ecoando e atualizando

Oseias. Mas quando

poderemos

feita como essa? Quando

ressuscitou,

No entanto,

e sua a morte

pois ainda não foi

Na ressurreição

é formado

está,

Ó

morte,

o seu

as palavras do profeta

cirandar a morte e fazer-lhe uma des-

teremos condição

de desafiá-h

e sair ilesos?

indica que é clara-

a pessoa receberá

2 Para aprofundar essa reflexão, leia Millard ERICKSON. Introdução à Teologia Sistcmática. São Paulo: Vida Nova, 1997. Também Oscar CULLMANN. Das do Evangelho à [armação da Teolooia. São Paulo: Novo Século, 2000, e Cristo e o Tem'P0 ');0 po""lo' C-:o.on1 /"03 dU. U)lVl1,.-.V_, 6

um novo corpo.

e a espe-

engolida pela vida. Sabemos disso porque Paulo cita um canto de vi-

l

Quando

Um esp irito sem

está a promessa

que nunca deveriam

De fato, Jesus de Nazaré,

pode ser dissociado,

vive sem o corpo".

A morte

um corpo sem

afirma que se nossas esperemçtls estão restritas a essa vida, de todas as

é um composto

na morte.

Apostólico,

é minha

excelência,

ligada nova-

do corpo. "Eu creio na ressurreiçáo

crenças cristãs. A ressurreição

o Senhor

alma vivente

diz que "a ideia hebraica

acontece

com respeito

"Formou

é um defunto.

antropológico

sendo o

é uma unidade

humana

com a lógicéI bíblica,

65

não, é um Iantasma.

faz parte do Credo

Essa última

a ser inseparavelmcnte

humana,

Por trás desse conceito

do ser huma-

e ele se tornou

e outro, imaterial.

pCSSO:l

e imaterial

uma palavra para corpo: nunca se precisou

material

a saber,

= alma.

O ser humano

é uma

rança da ressurreição

material

o nome

11:10

sernita, entre-

urn corpo vivente e não uma alma encarnada.

mento

realidade,

espírito

corpo também

são termos

(2:7). Creio que assim a Bíblia descreve o ser

corpo + espírito

o homem".

alma c

voltando

ao corpo"." De acordo

A tradição

do pó da terra (adamah,

diz o Gênesis

humano:

a uma mesma

que a natureza

fôlego da vida (ruah, espírito), alma)",

que alma e espírito

material-imaterial.

que recebe

Deus ao homem

corpo,

isto é, uma não existe sem a outra,

no sâo indissociáveis,

crença

de três partes:

irnarerial da pessoa humana.

a dimensão tanto,

com a parte imaterial

da natureza

A MORTE

um novo comrojto,

,.LCl


66

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

Hoje? Certamente

DA BíBLIA

que não, seria tolice tentar

tal coisa. O apóstolo

mesmo responde:

4

Quando, porém, o que é corruptível se revestir de incorrupribilidade, e o que é mortal, de imortalidade,

então se cumprirá a palavra

Vencendo a injustiça

que está escrita: "A morre foi destruída pela vitória".

Enquamo

formos

desfeitas para a morte.

mortais

e corruptíveis,

Mas esse dia chegará.

ICoríntios

15:54

não poderemos

fazer

Só a ressurreição

fará Dizem que a existência de Deus é necessária a fim de que haja jus-

freme à morte, aniquilando-a. Mas a honestidade uma solução é mencionada nitivamente

nos obriga a reconhecer

que a ressurreição

para nós, mas não era para o Eclesiastes,

tiça no mundo. Na pane do universo que conhecemos há grande

é

injustiça

pois sequer

não raro, os bons sofrem, os maus prosperam, e a geme

mal sabe qual dessas coisas é mais molesta.

em seu livro. Além disso, a morre ainda não foi defiengolida

t,

BERTRA'\D

pela vida. Que fazer, então?

RUSSELL1

Ó Senhor Deus, se eu discutisse esse meu caso comigo, tu provarias que estás com a razão. Mas eu preciso te fazer algumas perguntas sobre a rua justiça. Por que os maus ficam ricos? Por que os desonestes conseguem sucesso? PROFETA JEREM1AS

Olhe ao redor e você verá a injustiça.

Não será necessário

os olhos e examinar

pois ela é evidente,

olhos. A injustiça com frio pedindo

minuciosamente, é maleficamente

esmola nas esquinas

paráveis no corpo do rapaz atropelado traição

criativa.

do trânsito,

uma oportunidade

sexual, na violência

doméstica.

A injustiça

J

nas sequelas irre-

por um motorista

que rouba

quanto

salta aos

Pode estar no menino

profissional

altos escalões das polícias,

aperrar

única,

encontra

na agressão

bêbado,

na

no abuso

lugar tanto nos

praticada

contra

Por que não sou cristão. São Paulo: Livraria Exposição do Livro, 1972, P: 25.

o


68

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

VENCENDO

DA BíBLIA

caçula da casa pelo irmão mais velho, no quarto família que, indignado, políticos

corruptos.

assiste no telejornal

Quando

vida, uma nova modalidade velha injustiça.

a mais denúncias

taminar

também

uma configuração

promovido.

e roubar

de fábrica,

bons sejam recompensados cou ao trabalho,

Parece que re-

e por isso queremos

dormiu

que os

Você se dedi()timo!

uma tremenda

é chocante

Será

sobre sua mesa de trabalho

na sua cama? Ai de você! Será despedido

receberá

assim. A injustiça

a esperança.

nas tarefas e foi honesto?

Você foi desleixado,

no mínimo,

que fizemos a favor do

e os maus sejam punidos.

caprichou

mais do que dorme

a

exerce outro efeito nocivo, que é o de con-

a alma com desânimo

cebemos

nessa

uma nova forma de praticar

advertência.

e disseminada.

ou,

A teoria da retribuição

enorme

quando

tenta harmonizar

o mal no mundo

um Deus bom. A Bíblia insiste em declarar a bondade conflito

que é mais intenso

-

de qualquer

outra

abandonaram veneno.

confissão

totalmente

A injustiça

-

com

de Deus. Esse

vítimas.

a fé sofrem com os efeitos nocivos

nos joga dentro

do turbilhão

desse

sem dó de uma

e seu famoso dilema "se Deus pode

a fé cristã se debate com a tcodiceia.?

Bertrand

,

prosperam?

e os maus sejam punidos.

pende

religiosa

ateu mostrar analisamos

é o capítulo

em Deus com esse argumento 0

temente

verdadeiras

humano

sofre.

da Teologia

as afirmações:

-

embora

de onde tira seu conceito as propostas

O diagnóstico

fosse interessante

que discute

como

Deus é bom,

Deus

ver um

de justiça. Somente

para esse problema

indequando

é que as diferenças

ficam

evidentes. O Eclesiastes matemática,

é tão repulsiva Melhor

diagnostica

esse estado de coisas com sua precisão

e isso realça a profundidade

de sua agonia. A injustiça

que, para ele, os mortos

estão em melhor

situação.

ainda está quem ainda nem nasceu: Vi as lágrimas dos oprimidos, mas

1130

há quem os console; o poder

considerei os monos mais felizes do que os vivos, pois estes ainda têm de viver! No entanto, melhor do que ambos é aquele que ainda nao nasceu, que

1150

viu o mal que se faz debaixo do sol. Eclesiastes 4: 1-3

Quando a injustiça se manifesta? Em primeiro

lugar, a injustiça se manijesta quando alguém deii-uta do

trabalho alheio: "Pois um homem sabedoria,

conhecimento

e considera

jusa in-

bém é um absurdo ser o melhor vai guardando

, Tcodiceia

espera que os bons se-

jam recompensados da confissão

"Qual

Os bons que sofrem, ou os maus que

Um ateu como Russell também

que possui para alguém

Russel, famoso por escrever contra o cristianismo,

tifica sua descrenca

dessas coisas é mais molesta?"

fica em dúvida.

e vê

Os que não

acabar com o mal e não o faz, não é bom, e se não pode, não é onipotente",

"não raro". Então

para o mundo

para o cristão do que para pessoas já fez muitas

crise com Deus. Desde Epicuro,

que acontece

para a fé. Olha

está do lado dos seus opressores, e n30 há quem os console. Por isso

O cristão se ressente da injustiça no mundo porque isso põe um obstáculo

urna pedra de tropeço

69

Mas a vida não é

é cuspir contra o vento, é névoa de nada.

é fumaça,

justiça

a injustiça,

perrneia tudo.

Além de jogar no lixo todo o empenho bem, a injustiça

contra

parece que você já viu de tudo aparece,

A injustiça

ao lado do pai de

A INJUSTiÇA

considerar

concomitan-

é todo-poderoso

e o ser

e habilidade,

injustiça".

do mercado,

por aquilo.

talentoso

Isso tam-

Você se esforça para

luta pelo reconhecimento,

recursos para o futuro e construindo

Você é um empreendedor

com

mas terá que deixar tudo o

que não se esforçou

e uma grande

profissional

pode realizar o seu trabalho

seu património.

e suas realizações tornam-se

visí-

veis. Então você se vai, e guem fica com tudo o gue você construiu?


70

O LIVRO MAIS

Outra

MAL·HUMORADO

pessoa, que nunca

DA BíBLIA

VE

pé. Se for uma pessoa sem juízo, seu patrimônio seu) vai virar pó. Jsso é vaidade,

Em quano quando

derrotados

os agentes da

justiça

tornam-se

injustos. Chico

Buarque

já dizia "olha a polícia,

o suborno

chama

o ladrão".

O Eclesiastes

denuncia

que

versículo

ça havia impiedade,

no lugar da retidão,

(3: J 6). É a consraração ção perversa seguinte retidão

morava

este texto da

"no sítio da justiça havia impiedade,

e na casa da

Por trás dos poucos

estão os homens

o secretario

fardados,

de justiça,

buscar justiça e perceber de perverrê-la.É

de Campos

exemplo, honesto,

Injustiça

morreu

injusto e corrompido. Em terceiro

lugar, a injustiça

se manijesta

quando

perpetua a injustiça: "Se você vir o pobre oprimido

vir que lhe são negados o direito e a justiça, não fique surpreso; todo oficial está subordinado

a alguém

"A brutalidade

homem

mente,

e

vida sem sentido

sobre o outro, pelo patrão

com medo do seu superior.

e oprime

o chefe, então

esmaga

pessoa não seja injusta.

outras.

no quarto

quem

está embaixo.

gostaria que as coisas fossem diferentes", injusta a se comprometer

nunca

peque"

(7:20).

ção, pois o Eclesiastes

também

em

e dizer a Deus que me venha dizer que Mas era meu pai,

isso é injusto.

quando há escassez de justos: "Toque pratique

E há um jeito de piorar

ainda

diz: "entre mil homens

descobri

em favor da justiça. Antes a justiça atingir acusado de

com 26

o bem e

mais a situaapenas

um

que julgo digno, mas entre as mulheres não achei uma sequer" (7:28).

mas prefere agir de maneira

os outros do que a mim. É o que faz o sujeira no tribunal,

um justo que

me afeta pessoal-

cedo demais. Ah,

davia, não há um só justo na terra, ninguém

É até possível que essa muito,

eu já vi de tudo:

bom. Não o conheci.

Por fim, a injustiça se manifesta

de dizer não para

a

quando os bom morrem

E que ninguém

Uma pessoa é oprimida

Ela pode dizer: "Lamento

vence a virtude,

para orar ajoelhado

e isso basta para que tenha partido

Não rem coragem

a maldade

eu viver. Meu pai morreu

a injustiça

cada um vai impondo

de dizer: "Era

no meio dos maus; era

(7: 15). Esse aspecto da injustiça

e vai me pesar enquanto

que me tranquei

todos

por

apesar de sua justiça, e um ímpio que teve vida longa apesar

meu pai não era um homem

têm medo de dizer não, quando

daque-

mas que se envolvem,

lugar, a injustiça se manijesta

fardado,

É quando

o poder, o poder con-

com a realidade

tolo". Quando

o

anar-

anos de idade. Não foram poucos os dias da minha adolescência

pois

que ocupa posição superior,

e governador.

íntegras,

esse

até mesmo

O velho ditado

bem, mas foi corrompido

ele havia levado o cara errado.

secretário

entorpece

traduz

a ter muita desconfiança

Convivemos

c sobre os dois há outros em posição ainda mais alta" (5:8): homem chefe de polícia,

o sábio em tolo, e Petersori

conquisra

Assim, passamos

os uirtuosos são

está presente.

da sua impiedade"

a hierarquia

numa província

começou

mais cedo: "Nesta

ao

(7:7). Eugene

o mais forte dos corações".'

na política.

Em quinto

que se espatifa vendido

de outra maneira:

sábio, mas se tornou

é

agente da justiça se incumbe

Assim é o justo

e enche sua mão de lascas cortantes.

o coração"

las pessoas que considerávamos

que ater-

O desespero

sobre LIma bengala

corrompe

quista o homem".

e por trás deles, o chefe

e o governador.

que o próprio

como apoiar-se

traficantes

quando

pela maldade: "A opressão transforma

quista afirma que "nenhum

uma viola-

traduz

o ímpio".

rorizam o morro, de polícia,

Haroldo

71

Ele diz que estava apenas seguindo

lugar, a injustiça se manifesta

sábio, e destrói

mais impiedade"

de que os papéis se inverteram,

dos direitos.

maneira:

"no lugar da justi-

ainda

A INJUSTiÇA

ordens e não fora capaz de dizer não.

(que já nâo é mais

vaidadíssima.

lugar, a injustiça se manifesta

Em segundo

um crime de responsabilidade.

mexeu um dedo para pôr tudo aquilo em

CENDO

.l i !

1_

The JvlcJJoge. Colorado Springs: Navf'ress, 2002.


72

O LIVRO MAIS

MAL·HUMORADO

Que impressionante!

Ele só conhecia

ou elas eram o que ele pensava, verdade

VENCENDO

DA BíBLIA

mulheres

ou ele pensava

de ser. ..

do onde os injustos

onde a injustiça

está

generalizada;

é regra em vez de exceção. A justiça deveria ser a regra

e a injustiça,

exceção. Mas quando

() digno são exceção muita procura -

pepita garimpada,

é a regra, e o justo e

pérola achada

ah, isso nos faz realmente

depois de

é se desiludir voltar-se

semana:

esta conclusão,

Drummond

onde eles foram enterrados.

direito

justos que recebem o que os justos

merecem"

(8:14). Também

do que estar vivo, e parece-lhe

absurdo,

porque

o Eclesiastes oprimidos, riedade,

É preferível

e ninguém

ninguém

se pronunciou:

melhor

que o

como ela é, mas é um livro que

a vencer a injustiça,

contra o veneno que nos e vencê-Ia dentro

de um

injusto.

Quatro propostas contra muitas injustiças Quem me dera, ao menos uma vez Quase sempre se convence que não tem o bastante.'

o rece-

e segurança:

os console;

Provar que quem tem mais do que precisa ter

"Vi

o poder

Em primeiro

lugar,

° Eclesiastes

propõe

a satisfoção em detrimen-

to da competição. Veja o que ele diz:

com a injustiça,

sentido

na mão dos opressores,

em pé para defender e, portanto,

estar mono

Descobri que todo trabalho e roda realização surgem da competição que existe entre as pessoas. Mas isso também é absurdo, é correr

nem ter nascido do que estar

isso a conviver

para os consolar.

isso é injusto

afirma a realidade

(4: 1).

nada disso faz o menor

viu? O poder

a

na terra:

são os que menos

mas não há quem

que ele está chegando

mas ele não está. Porque o Eclesiastes não é um livro

mata. Ele nos convida mundo

egoís-

sentido.

coloca, dentro das suas afirmações, o antídoto

e ímpios que recebem

que vivem em conforto

pode imaginar

desista

o bem

não admitimos

do Eclesiastes é tal que lhe parece melhor

(4:2-3).

na mesma

que simplesmente

nos causa revolta o fato

de consolo

está do lado dos seus opressores"

do

e gente indo e vindo do lugar

o que os ímpios merecem,

dos oprimidos,

A 'angústia

ocorrido

"Há mais uma coisa sem sentido

bem, pois são os opressores

morto

de Andrade,

(8: 10). Também

de que os que mais precisam

as lágrimas

do que ao funeral

Todavia, os que haviam praticado

na cidade"

esteja invertido:

do Escadinha,

a injustiça

cínico, egocêntrico,

jus-

ao funeral

A tentação

ficará ao seu lado. Portanto,

e da justiça porque não consideramos

"Vi ímpios serem sepultados

foram esquecidos

de ver a justiça feita: quando

ta. Porque ser bom e justo não faz o menor

chefe do tráfico de drogas no Rio de Janeiro, poeta Carlos

eles ainda são celebrados.

e da

comparecido

é: por que ser bom e

Mais do que isso, parece

de ser justo e descreia da justiça. Torne-se

leu o Eclesiastes

73

um padrão de justiça em um mun-

descrer da bondade

to que mais pessoas tenham

grande

da esperança

contra você, ninguém

Quem

da bondade

LIZ

são recompensados?

que, além de sairem impunes,

justiça, quiçá, de Deus! Descremos

que ele nos

justo? Por que sofrer para manter

em um mundo

a injustiça

a pergunta

que fossem o que na

não eram mas lhe davam a impressão

O fato é que parece vivermos

Aparentemente

que não prestavam:

A INJUSTICA

atrás do vento. O tolo cruza os braços e destrói a própria vida. Me-

com o

lhor é ter um punhado com rranquilidade

para mim. O que as lágrimas

Ele viu a ausência

custa de muito esforço e de correr atrás do vento.

dos

Eclesiastes

de solida-

a justiça e o fraco. Então ele não faz sentido!

do que dois punhados à

4

Renato Russo. "Índios". álbum "Dois" Legião

Urbana.

4:4-6


74

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

DA BíBLIA

Essa sim é uma proposta menos,

conquistar

preguiça,

menos,

VEI~CENDO

radical para os nossos

dias: competir um convire à

e viver mais. Pode parecer

mas não é. Afinal, o tolo destrói a própria

se esforça, não trabalha

vida. Outra ver-

e só consome.

Quem

se contenta

tem é mais sábio do que aquele que vive se consumindo

esforço para ganhar

continuava

de inveja e

era promovido, Quinze

é tolo. Aquele

dinheiro

também

que exagera na medida é tolo. O Eclesiastes

um punhado.

se é possível viver com uanquilidade

ficar se medindo

com os cunhados.

Um perguntou:

do. O que é ser rico? É ter um carro um pouquinho o carro do meu vizinho. que a casa da minha

É ter uma casa um pouquinho

irmã. Não é preciso

do que os outros com quem eu convivo. do Eclesiastes

outro. Ele percebeu lho. Conheço

ter muito,

melhor

geme que não dorme

disso? Acha que é uma estupidez "':,

nem ânimo

com um punhado o Eclesiastes,

bem, não porque

imagináveis.

se consumir

sequer para desfrutar

basta ter mais

titiva, é entrarmos

nesse mundo

na roda do mercado.

O Eclesiastes

Springs: NavPress, 2002.

Perguntou

de infano

mas puseram

profis-

de um, mas

fulminante".

duas pontes

da empresa

um negócio

próprio,

as coisas? "Do mesmo jeito de sempre: melhor

O quê? "Respeito".

o

de outrO e soube que agora era

que usava cavanhaque?

para começar

e perguntou

o que soa mais como

nele". E aquele magrinho

Cuidado!

recomenda

e faltando

E o

de safena

"Ah, aquele saiu mas parece que fa-

todo mundo aquilo

Como corren-

de sempre,

não

E você, o que faz? "Sou vendedor.

estão crescendo,

meus filhos estão criados. O senhor

a chácara que eu comprei".

Há outras maneiras

E você, o que faz? "Sou

e

de classificar os bem-sucedidos

vida, de categorizar

aqueles que não conseguem

sumem

nem se tornam

a diretoria,

que tem um punhado

compe-

não come da própria

mas consegue

,

I

distinguir

com um punhado A segunda tlcumulação.

patrões:

bem-sucedido

porque

não as-

é aquele

satisfeito

com

carne, não vive de braços cruzados,

a ambição

da ganância,

do Eclesiastes

Fazer o contrário

na

se esforça. Não queima

só. É esse o que vive tranquilo

proposta

promoções,

só e vive com tranguilidade,

o que tem. Esse não é acomodado,

1

, The Ml'ssage. Colorado

de área ou coisa parecida.

e ultrapassado.

"Esse não morreu,

O vendedor

vendedor ... "

acha

está dizendo:

"Sou vendedor",

estagnado

lá. Perguntou

precisa conhecer

lhe falta, mas

nessa sociedade

Todos na

na hora certa. Ele não

o encontrou

"Ah, esse morreu

gordura,

injusto,

Max Gehringer

E o Fulano?

Meus netinhos

Ele sabe do que está falando.

A forte tendência

a gerente

ele já não trabalhava

é doutor".

que o traba-

possíveis

chegou

do atrás de uma posição

o que tem. "Viva bem

que teve todos os punhados

a desafios maiores.

diretor.

andam

para ter mais, e não

só; não corra atrás de dois punhados",

um homem

do

Sabe por que você trabalha

dá mais trabalho

conta a

liu, nunca mais se ouviu falar dele". E você? "Sou vendedor".

é que você quer ter mais do que o

que a competição

anos depois

Cicrano?

do que

seu estilo de vida é elevado demais. O que o Eclesiastes

ter tempo

quer

o que é ser rico?

melhor

Ele era vendedor.

chegava e saía sempre

nunca

sional fracassado,

com

Quem

vendendo,

que estava fazendo.

diz que

É ter cem dólares a mais do que o meu cunha-

O outro respondeu:

tanto? A resposta

do

tendo apenas

Sabe quem corre atrás de dois punhados?

sem ambição.

res, para bater a meta e se candidatar

com o que

é tolice, algo como correr atrás do vemo, obter dois punhados esforço exagerado

de um homem

Max Gehringer

75

empresa vestiam a camisa, davam tudo para alcançar objetivos maio-

o que não tem.

Não só o preguiçoso

porque

história

é um lento suicídio"." Tolo é aquele que não

são traz "sua preguiça

desejando

Talvez você possa se satisfazer com menos.

A INJUSTiÇA

e consegue

conviver

e satisfeito.

é a diversão em detrimento da

é uma coisa absurda:


76

O LIVRO MAIS

Havia mão.

MAL-HUMORADO

um homem

totalmente

Trabalhava

tisfaziam

DA BíBLIA

sem parar!

com a sua riqueza.

solitário;

não tinha

filho

Contudo,

os seus olhos

Ele sequer

perguntava:

nem

é absurdo;

é um trabalho

por demais

ir-

que certamente conseguiu

desemboca

enxergar.

Trabalhou

o homem

serviu para que

condições

~ão tinha trabalha

acumulou

muito,

tanta

riqueza.

paixão,

de ocasião, dependentes

dá ao dinheiro

assombrado

aos montes

mais importância

perguntava:

"Para quem

de me divertir?"

-

uma família,

nunca

venda, e explicou:

Fui convidado

andar

"Muitos

;\ casa". Valores esquisitos. c, quando

pelo Eclesiastes

alcança

descriro

importa

o quanto

tanto,

proposta

o anfitrião

para jantar mais nobres

belas casas à

enquanto

de viver para construir

têm a casa, já não têm mais vida comum. ao máximo,

viva de modo espartano,

se divertir,

deixe de gastar com as pessoas que você ama e u zuarde .

quando

l

não

estarão

a in-

ou seja, é

é feito por duas pes-

aquele que está sozinho? se defender.

não está se referindo soa estranha

no inverno,

aquecidos.

Então

à parceria

de dormirem

se não se refere a homem sirva somente

é melhor sozinho e

compartilhe!

apenas

a observação

Mas

É fácil derrotar

não rente construir

a extensão da proposta.

conjugal. juntos

para

e mulher,

mas

para a dimensão

conjugal.

A Bíblia Sagrada conta a que tiveram menos

deram mais de si, e de um para o outro. Ganharam

menos, mas não ganharam juntaram

esse

(4:9), mas por quê? Por-

juntos vão se manter

só, mas dois conseguem

para si, porque

deixe de gastar para

o que deseja,

do isolamento,

história da amizade entre Davi e J ônatas: homens

muito,

economize

aquecido

Basta compreender

uma casa

age como

que cai e não tem quem o ajude a se levantar.

não creio que o conselho

constroem

Trabalhe

do trabalho

se dois dormirem

Evidentemente, aquecerem

mas para

do que estar sozinho.

é serem dois", diz o Eclesiastes

O Eclesiasres

de

Ho-

nos faz para vencer

não tente ganhar apenas para você mesmo:

de São Paulo.

me mostrou

casais se divorciam Deixam

na residência

que o Eclesiastes

serem dois. Não tente ganhar sozinho,

de pro-

patrimônio,

pois seus olhos nunca

a cooperação em detrimento

ter companhia

um homem

Quer deixar

pode com-

a vida fica insuportável.

nunca

alcançado,

tendo

com sua riqueza.

No inverno,

e por que deixo

de se sustentar,

tenha

soas. Pobre do homem

e beijos pagos.

satisfaz. Ele nem sequer

estou uabalhando

em um dos condomínios

Da janela do segundo

a vida. Quem

que maior é a recompensa

a mesa fana.

nunca satisfaz. Por isso, divina-se.

riqueza.

aferos e aproveitarem

"Melhor

do que aos afetos rerrnina

;dgo para seu filho? Dê a ele a capacidade duzir àprópria

desenvolverem homem

mesmo

ceia que o dinheiro

não foram feiros para construir

melhor

amigos

a melhor

mem e mulher

como se mantém

de trabalhar

coisa, mas o que acumulou

a gente não se diverte,

justiça é adotar

pela solidão.

Esse jeito alienado

alguma

prar. Quando

A terceira

filhos nem filhas, e se os conse-

Nessa vida não há romance,

77

uma vida toda e, no fim,

àqueles que passam o Nata! sozinhos,

de providenciar

satisfeiros

tornou-se

com isso. Quem

ou amigas, gente com quem dividir o vinho e desfrutar

Quem

mas isso

O trabalho

e n30 se preocupava

desse jeito não consegue

Há interesseiros

não

e, por causa disso, as pessoas ficaram de lado.

filho nem irmão,

guir, logo os perderá.

4:8

nem sequer parava para pensar nos mo-

tivos que tinha para acumular um fim em si mesmo

muito,

você se juntará

inzraro!

na solidão. Foi isso que esse homem

A INJUSTiÇA

de nada lhe servirá, pois faltarão as pessoas a quem você ama. Então

Isso

crescer é um caminho

demais só para fazer a riqueza

Faça isso durante

para o futuro.

você verá que de Fato acumulou

quem

Eclesiasrcs

Trabalhar

bastante

não se sa"Para

tanto, e por que razão deixo de me divertir?'

estou trabalhando também

VENCENDO

sozinhos.

aquilo que ganharam

Ganharam

menos, mas, quando

juntos, era muito mais do que teriam


78

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

ganho se estivessem

DA BíBLIA

sozinhos.

vem o Eclesiastes dizendo

Eles não desfrutaram

que melhor

têm melhor paga do seutrabalho: com muito ajudá-Io

VENCENDO

sozinhos.

Enrão

é serem dois. Por quê? Porque

enfrenram

a luta pela sobrevivência

mais chanccs de êxito. Porque se um cair, o amigo pode

a se levantar:

dois enfrentam

as fraquezas

muito mais chance de êxito. Eu colhi bastante inverno destruiu

pessoais

com

na minha colheita e o

Melhor é serem dois. Afinal,

a sua, então repartimos.

de preservam

lembrei que amigos de verda-

o nosso coração da maldade.

lenha na fogueira.

Os amigos

de verdade

Os falsos amigos jogam olham

está falando

sobre um rei que começou

jovem, pobre e sábio e, com o passar do tempo, deroso e rolo. Lnquanro que o admirava

era jovem

CSLaV3

e seguia. Quando

79

tornou-se

rico, po-

na ativa, servindo

construiu

ao povo,

uma reputação

-

fez a

cama e deitou-se

nela -

surgiu outro jovem, sábio e pobre. Talvez

não fosse apenas

pobre,

talvez até mesmo

Esse jovem arrebatou

o coração

tenha

saído da cadeia.

do povo das mãos do rei velho e

tolo, que já não era o que deveria ser. O rei velho e tolo pensa em si

dois resistem aos maus com maior chance de êxito. Lendo a história de Davi e Iônatas,

Parece que o Eclesiasres

A INJUSTiÇA

mesmo

e na sua reputação,

em como

como servir seu povo. Maquiavel

manter-se

ensinou

soberano,

não em

que o rei deve ser temido

em vez de amado:

para nós e dizem:

"eu sei que você não é assim, não se rebaixe, não se deixe vencer pelo

Nasce disso uma questão, a saber: é melhor ser amado do que temi-

mal, mas vença o mal com o bem".

do ou ao contrário? Responder-se-a

Você conhece

o ditado:

bo que leve o último!" E também

aquele de para-choque

de outra maneira:

de viver num mundo

injusto.

cada um por si não é a melhor lVfelhor é a cooperação

maneira

do que o iso-

lamento.

detrimento

Quem riqueza?

e último

lugar, o Eclesiastes

propõe a realização em

da reputação:

é

° verdadeiro

Pode parecer

que

rico senão aquele

° rico

banco, mas quem só rira dinheiro sumidor

Em quarto

é muito mais seguro ser remido

que amado, quando se haja de optar por uma das alternativas."

de cami-

nhão: "Deus deu a vida para cada um cuidar da sua". O Eclesiastes formularia

ourra: mas, como é difícil casá-las,

"cada um por si, Deus por todos c o Dia-

que se desejaria ser uma coisa e

podem

é quem

que consegue tem muito

dinheiro

se liquefazer.

no

é um con-

no banco, mas bancos

falir, a bolsa de valores pode quebrar,

oscilar, e sua riqueza

dinheiro

do banco e não produz

tojo. Você pode ter muito

produzir

o valor do dólar pode

No fundo,

você só pode contar

com o que produz. lvÍdhor é um jovem pobre e sábio, do que um rei idoso e

(010,

que

Se me perguntarem

o que vou deixar para meus filhos, digo que é

já não aceita repreensão. O jovem pode ter saído da prisão e chega-

um pai feliz que conhece a Grécia! Também

do ao trono, ou pode ter nascido pobre no país daquele rei. Percebi

eles viram curtir e que lhes deixam boa educação.

que, ainda assim, o povo que vivia debaixo do sol seguia o jovem,

deles ganhá-Ia,

o sucessor do rei. O número dos que aderiram a ele era inconravel.

para eles ambiente,

A geração seguinte, porém, não Scou satisfeita com o sucessor. Isso

ra eles autoirnagern

assim como comprar

Dinheiro?

um apartamento.

Quero

É tarefa deixar

memórias, afeto, minha presença. Quero deixar paconsolidada,

instrução,

também não faz sentido, é correr atrás do vento, Eclesiasres 4: 13-16

um pai e mãe cuja vida

(, O principe. 530 P3uJO: Culrrix , 1995, p. lO8.

talenro lapidado.

Quero


HO

o

VENCENDO LIVRO IIIIAIS MAL·HUMORADO

deixar a capacidade

de produzir

riqueza e de se virar na vida. Não há

dúvida: é melhor deixar de mim mesmo que deixar patrimônio. parênteses.

N30, n30 pense mal de mim.

elas posses. Apenas aprendi Considerando para construir.

Abre

NJO pense que desdenho

Fique rico se for possível, mas não deixe de se divertir, de correr atrás de dois punhados.

Sabe por que Kanitz admira que, cansada por mudar

do discurso

a vizinhança

Comente-se

sozinho.

voluntários

invista no seu potencial que você conseguiu do.

Reparta,

compartilhe,

de gerar riqueza e jamais descanse nos louros

gerar um dia. Produza sempre, morra trabalhan-

O grande sonho do brasileiro médio é um dia ter muito dinheiro

c parar de trabalhar. Ihando, produzindo,

Isso é bobagem.

Eu quero mesmo é morrer rraba-

dando de mim e abençoando

pessoas.

e, ao mesmo

o mundo,

pia, só mudei

de utopia.

1130se fazem jovens como antigamente", de hoje é alienada

porque

sugerindo

se recusa ao engajamento

xergar o sobrinho

que está debaixo educação

maneira:

O mais engajado na época, o que mais preaava a b

luta de classes, é hoje diretor de banco. Seu colega socialista, e me-

em trabalhos

Eu não perdi a uto-

acho que mudamos

competência

com o pobre que está sentado

Gente querendo

de estudar.

mas não queremos

dos nossos olhos. Queremos

no Brasil, mas não nos dispomos que a empresa

A utopia do Novo Testamento nado. É a de cidades edificadas

o

e influência erradicar

ao seu lado,

Queremos investir

tirar

naquilo

fazer o discurso

a ser voluntários

pela

no pro-

onde trabalhamos

promove .

não é a de um mundo

todo ilumi-

sobre o monte,

onde os bem-aven-

turados vivem. Nessas cidades os sinais de justiça são multiplicados,

"Cansei de ajudar os Outros" (sic), "estou ficando velho, preciso me

e o mundo

preocupar comigo mesmo". Passaram a vida tramando uma revo-

cidade iluminada,

lução, perderam a chance de ajudar milhares de carentes com sua competência, inteligência e trabalho."

rificam o Pai que está nos céus.

não consegue

gando os injustiçados 1 /ponto_de_vis-

eles, e repartir

deixar de reconhecê-los.

vcern pessoas praticando

Para vencer a injustiça

não precisa muito.

que estão bem peninho

com eles. Enquanto

a

tirar criança da rua, sem e11-

que morre de vontade

das praças públicas,

do "vamos

nos radical, é o dono do banco. A maioria se desculpou dizendo:

Voe!.:. pode ler a íncegra do artigo em <hnp:llveja.abril.com.br/12090 ra.hrml».

7

utópico

de ação. Há tanta gente querendo

grama de alfabetização surpreendente. ~_

acadê-

que aos vinte anos a geme

com trabalho,

de outra

político.

.A reunião de trinta anos com meus colegas da USP foi ainda mais

Eu concordo

mundo

as crianças

que ele diz sobre sua geração:

do discurso

mas aos quarenta

que a mocidade Veja o

fazer

condições

envolve-se

tem de ser revolucionário,

neste exato momento! Kanitz escreveu sobre a geração atual. Ele tinha lido que "j~í

tempo,

()

eles se enga-

de fazer ou não consegue

vamos Fazer uma revolução".

pobreza e não é solidária

5tephen

de mudar

por meio de ONGs

que busca melhores

que me desencantei

em nosso horizonte

Utopias

qualquer,

optou

anônimos.

Há muito mudar

deixou

Por-

inativo,

na direção

caminha

por uma bandeira

Uma nova geração,

mais do que seu cunhado

e não tente ganhar sozinho.

enquanto

que fazem o que o governo

micas e profissionais

ou vizinho. N30 entre nessa ciranda compe-

do engajamemo

jaram no Terceiro setor, dando sua contribuição

com um só e viva! Não deixe de se realizar como pessoa, só para ter titiva do mercado

81

a nova geração "não engajada?"

utópico

Brasil. Em vez de lutarem

o lugar delas. Fecha parênteses.

que você vive em um mundo injusto, construa se der

não caia na armadilha

A INJUSTiÇA

DA BíBLIA

Todos olham

a

boas obras, e então glo-

Basta começar

enxer-

de nós, trabalhar

isso, a gente vai fazendo

por uma


82

O LIVRO MAIS

MAL·HUMORADO

DA BíBLIA

pressão aqui, outra acolá, discutindo do a injustiça

sistêrnica.

Ninguém

reformas

estruturais

muda o mundo

está ao redor. Ama de verdade quem ama o próximo. com o remoto

e debaten-

5

sem mudar o que Quem se ocupa

é nuvem sem água, ilusão de chuva. Ou melhor,

vai-

Vencendo a reHgião

dade, névoa de nada.

Nada pode ser mais contrário à religião e ao clero do que a razão e o senso comum. As verdades da religião nunca são tão bem compreendidas como por aqueles que perderam

3

faculdade de racio-

crnar. VOLB1RE

Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. JESUS

Não é evidente

por que precisamos

da de que precisamos

vencer a injustiça

que a religião representa náo costumam senso comum fica o espírito? traiçoeiro

As pessoas religiosas

ser mais educa das e prestativas

do que as outras? O

não nos diz que ir à igreja faz bem para a alma e puriEnrão, por que a religião deve ser tratada

pode ser venenosa

disso. A aranha

aranha,

predadora,

ou o tédio. Mas será mesmo

algum ti po de perigo'

teia de outra aranha outra

duvi-

como algo

e venenoso?

A natureza exemplos

vencer a religião. Ninguém

e traiçoeira.

chamada

Partia jimbriata se aproxima

e imita os movimentos

sem saber que aquele

Duas aranhas são bons da

de um inseto preso. A

movimento

é de uma aranha

corre para o local onde a "vítima" está. A Partia captura

a


84

O liVRO

IVIAIS MAL-HUIVIORADO

outra aranha fingindo

DA BíBLIA

VENCEI~DO

rnimerizarn

ser outra coisa. Seus movimentos

os de um inseto preso, de uma refeição certa, mas na verdade sentam

pequena, arruma

acontecem

de roupas,

quando,

a aranha-marrom

por exemplo, se acomodou.

de outras aranhas, primeiras

calçados

se acomodar

dogma

nas casas. Lá se

alguém

coloca uma roupa

Pressionada,

horas surge uma pequena

bolha

onde

nâo é dolorida.

Nas

no local da picada

e o

aspecto da região em torno da picada parece ser uma reação alérgica. Por parecer uma ferida inofensiva,

a pessoa picada não toma provi-

Só depois de dois dias é que os sintomas

dências.

pessoa procura cialmente

ajuda médica,

mas as sequelas são inevitáveis,

nos rins. Em casos extremos,

mata. É um veneno lento, indolor, A religião é uma aranha. mesmos

compassos

ficam graves e a espe-

da experiência,

fundante,

mais ou menos

narrada

em linguagem

isto é, tabus -

do elemenro

tem uma

Mas roda experiência

de controle

maior do que a religião que pretenda foi o divino -

o divino não pode ser contido

pois o que

termos, que passa

os que se submetem

venerado.

experiência

a religião se torna

rito,

o que é certo e o que é errado, o

e tentativa

fato foi experimentado

simbólica,

em outros

pre uma sistematização espiritual.

mito, símbolo,

assim: alguém

em ritos, nos quais participam

que pode e não pode -,

de cinco in-

ser o divino, e então nasce o miro, a

não pode ser definido

às regras próprias,

Como

mas mortífero.

Funciona

é experimentado

-

o veneno da aranha-marrom

experiência

85

por religião. Dentre vá-

sugiro que a religião se constitui

com o que entende

a ser celebrado

ela pica. Ao contrário

a picada da aranha-marrom

experiência

J

fundamentais:

e rabu.'

história

ou outros lugares. Os acidentes

explicar melhor o que entendo

rias definições possíveis, gredientes

outro tipo de perigo. É uma aranha

representa

nâo é agressiva e costuma dentro

repre-

A Partia é traiçoeira.

a morre inevitável.

A aranha-marrom

Deixe-me

A RELIGIÃO

A religião é sem-

e perpetuação espiritual

representá-Ia,

de uma

será sempre

pois se o que de

e toda religião assim acredita

por nada, pois a tudo contém.

um pengo

a ser evitado,

ou melhor,

vencido?

O canto da sereia religiosa não segue os

da alma sincera

em busca de alívio. Religião

e

Quando a religião se torna um caminho de tolice

anseio por Deus são linhas paralelas. A alma sincera quer encontrar () caminho

que leva a Deus, olhando

a religião quer regulamentar,

com atenção e reverência,

estabelecer

rotas fixas e punir

mas

Você já viu alguém que se precipita no falar? Há mais esperança para o insensato do que para ele.

quem

Provérbios 29:20

não segue seus ditames. A religião é traiçoeira deiro para Deus, religião é venenosa efeitos danosos

porque

se faz passar pelo caminho

mas acaba engolindo porque

a peçonha

com o tempo.

quem se aproxima indolor

E quando

verdadela. A

virtude,

e venenosa.

na verdade é um caminho

isso acontece,

o estrago já

Em vez ele ser um caminho

de

de tolice. É por isso que precisa/

mos vencê-Ia.

do o religioso fola demais, amontoa

de tolice, em primeiro

lugar, quan-

palavras com a boca. O Eclesiastes

só dá sinais de seus

está feito. A religião é traiçoeira

A religião se torna um caminho

I Gosto da abordagem de Ono MADURO, que define religi80 como "um conjunto de discursos e práticas, referente a seres anteriores ou superiores ao ambiente natural c social, em relação aos quais os fiéis desenvolvem uma relação de dependência e obrigação". N.e!zgiáo e luta de classes. Perrópolis: Vozes, 1981, p. 31. 2 Émile DURKHE1M. Asformas elementares da vida religiosa. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Inclui o elemento comunidade, e assim como Rudolf OTTO. O sagrado. Lisboa: Edições 70, 2005, a relação sagrado e profano.


86

O LIVRO MAIS

menciona pitado

MAL·HUMORADO

crês vezes o falatório

de lábios",

permita

DA BíBLIA

"do muito

VENCENDO

exagerado

(5:2-7):

"não seja preci-

falar nasce a prosa vã do rolo", "não

que a sua boca o faça pecar", ou seja, não se perca em meio

a conversas

in úteis. Palavras ditas aos montes

íacilrnente

tornar palavras vazias, ou frívolas, que serão julgadas,

podem

se

como variei-

nou Jesus (Mt 12:36).

cobrir

que eu era pastor:

ror". Só consegui

que corta meu cabelo,

"Jamais

responder

religioso,

mas parece político".

o marido

fala muito

imaginaria

depois

que você fosse pas-

"pois é". Ela disse: "Meu Pedi para ela explicar.

e vive pouco

de des-

marido

é

Ela disse que

o que fala. Fui obrigado

a con-

lugar, quando o religioso uive uma vida dupla, quan-

do oferece sacrifício mal. Aproxima-se sua vivência verbaliza. explicações: por dentro

sem saber, ou pior, sabendo,

de Deus com suas palavras, com seus ritos, mas a

É um mal tão disseminado

que não precisa

que

de maiores

"Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas estão cheios de hipocrisia

sonhos

e maldade"

Em vez de ouvir promessas,

"você precisa assumir compromissos". apaziguada, existencial

recebe a confrontação e dos olhos julgadores

zigua e encoraja,

brotam

absurdos ... " (5:7),

sonhos"

adverte

(5:3) e "em meio a

o Eclesiastes.

para iludir é a religião que cria um mundo

cor-de-rosa

Coisa

boa

ao prometer

mundos, e fundos em nome de Deus.

gerando

cobra muito propor

de consolo,

em um único e mesmo

aquilo que Deus não autorizou

elaborado

e resultar

diferente

do esperado

pelo fiel. A

nesse mundo

supostamente

controlado

assopra, a iludir, a

O que de

por Deus. onde vive o religioso é

Para o Eclesiasres está claro que o mundo

onde vive aquele que não é religioso.

igual ao mundo a religião pretende

é diferente,

convencer

ra, que o mundo reconhecer

o religioso de que o mundo

onde vive do não

pelo religioso é ver a atuação

esperado

Mas o Eclesiasres

dos dois é o mesmo,

nos diz que isso é menti-

e mostra

que o religioso deve

esse fato.

Estaria o Ec!esiastes que não.

dizendo

que Deus não faz diferença?

O que ele está tentando

com Deus não visa ao conforto

bastava. Isso durou

pastor?",

No entanto,

que Deus faz ali coisas que não faz no mundo

de Deus em seu mundo.

planeta

E quando

O que resta é a confusão entre a realidade e o ideal esperado

refúgio.

circunstancial.

Certo

roda a vida achou

Terra, ao mundo

dia conversei

Ele cresceu dentro

que acreditar

até o dia em que ele assumiu

foi a pergunta

É evi-

dizer é que a caminhada

com Deus. A partir desse dia, ele não ganhou

ser bastante

a culpa

por esse caminho

de uma igreja, durante

pode

momento

que fosse proposto.

no coração dos que correm

De-

a religião apa-

caro. Por isso a religião se presta a mentir,

tizam sonhos falsos", declara o SENHOR.

consolar e dar alívio. Mas o mecanismo

do tipo

de um deus-estraga-prazeres.

com um técnico de futebol de um time campeão.

A religião pretende

sai so-

que a coloca sob o peso da culpa

próprias línguas declaram oráculos. Sim, estou contra os que profejerernias 23:30-32

87

Em vez de ter sua consciência

e o alívio para a culpa. A religião bate e assopra.

dente

"Sim", declara o SENHOR,"estou contra os profetas que com as suas

ouve convocações

e gerar a necessidade

religioso. Assim, o diferencial

(Mt 23:28).

lugar, quando o religioso conjunde sonho com reali-

dade: "Das muitas ocupações tantos

que está agindo

diária é oposta aos ritos que pratica e às confissões

Em terceiro

brecarregada.

resta é a confusão

cordar com ela. Em segundo

pessoa vai ao ritual da sua religião e, em vez de sair aliviada,

pois de confrontar

Foi o que disse a senhora

A RELIGIÃO

em Deus

um compromisso

mais nada. "E então,

dele. Eu disse que ele era bem-vindo do combate,

ao

ao fim das ilusões. Eu disse


VENCENDO 88

O LIVRO MAIS

MAL·HUMORADO

A RELIGIÃO

89

DA BíBLIA

eles estudaram J 2 mil adolescentes que assinaram o compromisso. "bem-vindo",

porque

tinha chegado

sua hora de ser cristão e aban-

Infclizmenrc, ::\8% deles ahrm8ram lerem tido relações sexuais antes

donar a religião.

do casamento: <lpen:1S] 2% cumpriram

Em quarto lugar, a rcligi::ío se torna um caminho

do o religioso começa a seju/gar capaz. Quando começa

ele tolice quan-

enche o peito de orgulho,

quando

e em suas potencialidades.

O religioso olha para si mesmo e se admi-

ra da forca de seu caráter e da grandeza pessoas que não frequemam

minado,

uma alma nobre.

a acreditar

de sua alma. Converso

alguém

de Deus".

peito: "Tolo!".

"O Senhor dos Exércitos

rodos os orgulhosos Em quinto

com

também

providencia

sinais externos

da sua autoproclamada

para que sejam pagas publicamente.

fidelidade.

para

e altivos ... " (Is 2: 12).

o religioso age p assionalmcnte. pela emonação iluminação

ele rolice quan-

É quando

da voz do pregador,

do auditório,

poucos, usam esse recurso. A massa manipulada

típico apelo da religião à pureza.

que até mesmo

Sider:"

trocinado pela Convenção

Batista do Sul dos Estados Unidos, é

um dos mais famosos esforços evangélicos para reduzir a atividade

Num ambiente

os anjos se espantam.

do como: Quem Ama Espera]. Desde 1993, aproximadamente

2,4

passional

Pretende

No dia seguinte

a encrenca profeta,

em sociedade apressada

está armada.

mento para terem relações sexuais. Esses jovens estão cumprindo

que seu irmão ficou furioso com essa história

compromisso? Em março de 2004, pesquisadores das universidades

sem consultá-Ia.

de Columbia e Yale publicaram suas conclusões. Durante sete anos

precipiraçâo

'i

de coração. o pastor, o

um erro, que foi

O carro e o terreno já foram vendidos, e você descobriu

precipitado.

.' Leciona teologia, ministério integral e políticas públicas em diversas universidades, como Yale, Harvard, Princeron e Oxford.

generosas.

com seu irmão.

Você procura

e diz que você cometeu

milhões de jovens assinaram um compromisso de esperar até o casao

fazer que sua resis-

você dá tudo o que rem de mais precioso:

Isso é coisa de gente tola, precipitada,

autodenorninado

é capaz de cada coisa

e então você abra a mão e faça doaçóes

o relógio, a aliança, o carro, o terreno

sexual entre os jovens ames do casamento [nota: no Brasil foi lança-

de consciên-

os que não sabem que isso tem esse nome. Alguns, e não

tência se quebre,

True Lave \X!aits (O Verdadeiro Amor Espera), um programa pa-

pela

que gera lágrimas. alterados

cia, mesmo

este relato de Ronald

se deixa levar

tipo rnanrra,

pelo emocionalismo

Todo líder religioso sabe como gerar estados

simples? Veja

isso e recomen-

o religioso

o religioso acredita que vai conseguir cumprir sua promessa. Esse é um um exemplo

feitas

de tolice, quando

pela música

do o religiosopromete o que não consegue cumprir ou, pior ainda, quando Quer

Promessas

Jesus conhecia

Em sexto lugar, a religião se torna um caminho

a meu res-

do seu compro-

dou que quem quisesse buscar a Deus o fizesse a portas fechadas.

pejo caminho

tem um dia reservado

lugar, a religião se torna um caminho

A religião

misso, símbolos

O que passa pela minha cabeça? "Eu sou

Deus olha lá de cima para mim e pronuncia

Taxas de doenças sexualmente

ram o compromisso e os que não o hZeraI11.4

me diz sou um espírito ilu-

demais! Sone desse cara que me achou e eu o conduzi

3S

uansmissíveis foram quase idênticas entre os adolescentes que fize-

em si mesmo

igreja, gente que n30 se sente arraída

pela religião. De vez em quando

sadores constataram também q\le

olha para si mesmo e

sua promessa. Os pesqni-

Agora é tarde para corrigir

de você doar o terreno os danos causados

ernotiva .

O escândalo do comportamento eVflllgélico. Viçosa: Ultimato,

2006, p. 23.

pela


90

O LIVRO MAIS

Lembro

fI/AL·HUiViORADO

DA BiBLlA

em que um sujeito está à porra

de ter visto um cartum

da igreja, só de cueca dizendo

ao outro:

sobre oferta que já ouvi na vida!". chama

de tolice.

"Esse foi o melhor

O Eclcsiastes

O rolo é apressado

lábios; compromete-se

VENCENDO

Deus vai lá e destrói. cima. Os tolos acabam eles sonham,

levado

de

pela emoção,

Tiago

adverte:

mãos, que cada um de vocês seja rápido no falar" (Tg 1:19). A palavra português

para compor

estão sempre

age apressadamente recomenda

tachys, é usada no

que se referem

cais como

erra; quem

ir-

taquicardia

a coisas rápidas

e taquigrafia.

reflete acerta.

e

Quem

sam nem mesmo religiosidade. desagradam

do Diabo!

O Eclesiasres

induzem-se Eles mesmos

conclui

e,

Ourro

para falar primeiro.

funesto

na própria

é que "os tolos

Eclesiasres (5:6). Os tolos não colhem pouco que conseguem

construir

vai prometer

Deus não pode permitir

Fique calado, espere, Os rolos induzem

religiosa

nada porque

destruir

a si

não constrói

distantes

do

nossas dificuldades

Deus esmaga o

o que você realizou?"

conseguiu,

"quando

sentação

do roteiro

Observe

ou reivindicar,

de oração costuma

que, em nossa opinião,

dita que as próprias

acha que entende

em

como

ser a apre-

Deus deve seguir. Mas a vida melhor

que Deus?

que ele? Ou ainda, quem acre-

palavras são mais importantes

de Deus? O religioso acha. Mesmo

de Deus".

para falar, para explicar

e sugerir, ordenar

melhor

que o Eclesias-

for ao santuário

de Deus

o mundo

fala con-

de joelhos,

que as palavras

o tolo religioso quer

Quem

fala muito

acaba prometendo

mundos

como se tivesse sabedoria

para administrar

e ainda dar-lhe conselhos.

Siga o conselho

a própria

e fundos

a Deus,

vida, o universo

do Eclesiastes:

ao se apro-

ximar de Deus, fale pouco e ouça muito. o

que você conviva com castelos consnuídos

que você realmente

sua

bçar Deus e domá-lo.

com a sua tolice. "Por que irritar a

Deus com o que você diz e deixá-lo

na tolice, acreditando

"Não per-

a Deus com o que você diz .. .?", pergunta

nada: "Por que irritar

racionalizar

e o coração de Deus.

ele pode resolvê-Ias. O que chamamos

a Deus.

é que a tolice

de nos aproximar

Ou sabe interpretar

que o resultado

E os tolos irritam

resultado

res sugere que você fale pouco

quem, em sá consciência,

demais e, então. vai fazer votos e se complicar.

mesmos ao pecado.

ex-

e completamente

e dirige a conversa.

se enredam

a Deus" (5:4). É por isso que ele recomenda:

tem alguém

querem

querem

de vencer a religião é/alar pouco. Quem

a pecar. Eles não preci-

mita que a sua boca o faça pecar" (5:6). Se falar muito,

pois sempre

Uma das maneiras

detalhes

Uma delas é que os

tem suas consequências,

em si mesmos,

o sonho,

Porque

Três conselhos para vencer a religião

Gostamos

Os resultados funestos da religiosidade dos tolos tolos tropeçam

perdidos

a inteligência

trola, define os termos

A pressa que Tiago

é a pressa de ouvir.

Tanta tolice reliciosa to

que são a mente,

explicar

explicar a frustração,

Por isso, acabam

e falatórios.

em sonhos

e querem

e pisa em

para ouvir, mas vagaroso

usada por Tiago,

palavras

a posros,

"J\,1eus queridos

frustram-se

plicar Deus, querem religião.

dessa dificuldade,

se perdendo

91

ao êxito! Emão,

Ele olha e não gosta, fica irritado

e precipitado

pelo impulso. Sabedor

um sucesso e que você está chegando

fala sobre isso, e

de coração

a fazer coisas quando

sermão

está sendo

A RELIGIÃO

que a sua vida

Outra

maneira de vencer a religiosidade

dos rolos é jamais se atre-

ver a fozer negócios com Deus. Afinal, se você fizer votos, Deus espera que você os cumpra: demora,

pois os tojos desagradam

o Eclesiastes. escritura.

"Quando

Prometeu

Prometeu

você fizer um voto, cumpra-o a Deus; cumpra

doar o terreno

sem

o seu voto", diz

para a igreja? Então

passe a

dar dízimo em dobro? Então faça uma oferta de


92

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

20% do seu ganho. Prometeu pare almofadinhas. Conta-se deixando

VENCENDO

DA BíBLIA

subir as escadas de joelhos? Então preveja a história

Mas antes de prometer,

que um senhor,

a vendinha

já bem velhinho,

do sucesso da vendinha.

homem

respondeu

que eram dois segredos:

"Como

assim?",

íntegro. Se prometer

que vai entregar

sem falta na quarta

de manhã".

do Eclesiastes

para Deus: não prometa.

O melhor

enganamos

engano.

Mas o autoengano

quando

estamos

é bem mais traiçoeiro,

Essa tendência

e enganador

o engasabe que

vivem a cumpli-

de fidelidade

evolução

fica descartada

baseadas

na

não temos em nós a

surge o senso do mérito.

Vemos por aí reencarevolução

pelo mérito,

mas é sempre

do espírito evolução.

nesses esforços. Mas isso é diabólico,

de você um senso de mérito, votar eu vou cumprir,

nos faz pensar que somos capazes

pelo sofrimento,

coisa que o espírito

próprios

estiverem

-

do engano

de capacidade.

se eu prometer

por-

faz é colocar dentro

O pensamento

é "se eu

eu vou até o fim". É aí que

com Deus,

e não apenas consigo,

mas também

e legalistas. Assim, as desvinudes

pois passam

a se relacionar

prir. Quando

surge a necessidade

rituais, amarrando

e compaixão,

deixa de cumprir

e cum-

sua promessa, Então

inventa

mais ofertas,

cada vez

que, nesse caso, longe de expressar

não passam de mea culpa.

que fracassar diante dele é impensável.

Deus vai me punir, vai me castigar. Deus não vai me abençoar.

com Deus. Todos Afinal, se eu errar

Se eu não fizer a minha

O que o religioso

parte,

tolo faz? Compensa

diz para não entrarmos

palavra

nunca

terá o peso necessário,

prir a nossa parte no negócio. não sabemos e, mesmo

nessa ciranda de promessas

O apóstolo

com Deus, porque

nunca

nâo conseguiríamos

cumo todo,

o que propor

aquilo

a que nos

Não se atreva!

Paulo sabia disso. Ele escancarou

de ser fiel e a tendência

enxergar

não sabemos

Então, para que prometer?

nossa

conseguiremos

Não conseguimos

o que vemos,

que soubéssemos,

propuséssemos.

a vontade

interpretar

e,

É por

com isso, tenta fazer de Deus um refém de sua pseudovirtude. isso que Salomão

mais

mais colares

se dedicando

Quem vive do senso de mérito está negociando sabemos

são

não são desculpadas,

de compensação.

mais velas, ou mesmo

mais às causas de generosidade, solidariedade

geralmente

mais íitinhas no pulso e pendurando

acendendo

de

com os que

com Deus na base de prometer

alguém que prometeu

imediatamente

um

começa a trilhar um caminho

ao redor, o que explica por que religiosos

intransigentes

93

ser um fracasso. Aquele que confia nos

esforços fica autoexigente,

perfeccionismo

é negociar

para Deus. Não se atreva a fazer negócios

de .autossalvação.

do espírito

pelo conhecimento,

que a primeira

porque

do

vem para desligar essa trava da tendên-

de cons~'ruir as experiências

A redenção

conscientes

boa parte delas.

Parece que o cristianismo

que logo demonstra

no pescoço,

é quando

nem o enganador

tolice. Promessas

projeto

com méritos

um jeito de purgar a culpa com mais promessas, se trata de prometer

força estão fadadas ao fracasso, porque

nação, evolução

entregue

meu pai?" "Oras",

do cristão, mas o problema

Nesse caso, enganado

cia ao autoengano.

"Seja

mesmo é não fazer votos.

nado não sabe que está sendo enganado,

força para cumprir

e sabedoria.

na quarta de manhã

as pessoas, geralmente

cidade cega da mesma

o velho

no engano ou, pior ainda, no autoengano.

Quando

própria

e

entregar".

Essa é a sabedoria

o voto está fundamentado

integridade

"E a sabedoria,

o velho, "nunca prometa

A Bíblia insiste na fidelidade

Sussurrando,

do íilho. O pai respondeu:

foi a pergunta

está enganando.

estava morrendo

para o filho. O filho pediu que o pai dissesse

qual era o segredo

respondeu

que segue.

Mas viver de acordo

A RELIGIÃO

esse conflito

à pecaminosidade:

entre

"Pois o que

faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo

fazendo"

(Rm 7: 19). Em vez de fazer promessas

vez mais ousadas, o apóstolo

pediu que o Espírito

cada

Santo intercedesse


94

O LIVRO MAIS MAL·HUMORADO

VENCENDO

DA BíBLIA

por ele. Já que não sabia como pedir o que convém,

clamou

que ele mesmo o guiasse e lhe desse entendimento Por que não devemos Porque o fundamenco

nos atrever

da caminhada

diência à sua Lei. Já vivi muito ter a capacidade a ponto

de cumprir

de prescindirmos

eu a cumpri, damento

assim, pensando

a Lei. Essa pressão

no caminho

recomenda:

com Deus é

que deveria

é muiro

sem perceber.

Há quem

O

pela lei:

rranquila.

O fun-

temor de Deus. O Eclesiastes

por esse medo

que faz desejar, a Escritura

mas tinham

Jesus, Pedro propôs

Tinham

medo de se aproximar.

fazer três tendas

jamais teria feiro esta proposta

Na transfiguração

e dito

a isso, a irreverência

que não tem esse medo, a admiração

a displicência,

é a admiração

demais! Ao mesmo

de

mas Pedro

se Jesus não o tivesse tocado

é a admiração

Deus é grande

Sagra-

o desejo de se

e ficar no monte,

que banaliza

95

que convive com

a presença.

tempo

temos medo de ser esmagados

em que o admiramos por sua grandeza.

Isso é

temor-da-Senhor. Rudolf Otro se refere ao sagrado como "mysterium

de Deus é uma expressão

temor está intimamente

aproximar,

e desejamos,

"Tenha temor de Deus".

O temor

invadidas

"não tenha medo" (Mt 17:7). Em coritraposiçâo

grande,

da aurojustihcaçâo

mereço os louros de uma consciência

da caminhada

com Deus?

com Deus não é a perfeita obe-

tempo

foram

da diz que ficaram cheias do temor-de-Deus.

(Rm 8:26).

a fazer negócios

de Jesus Cristo

perceba isso e se mantenha

a Deus

A RELIGIÃO

difícil de entender,

que, para

Urna única expressão nos vem ao espírito para o exprimir: é o senti-

vencer a religião, tenhamos

que ficar com medo de Deus. Que espaço

mento de mystrrium tremendum, do mistério que causa arrepios. O

existe para o medo quando

a Bíblia insiste em um Deus amoroso!

sentimento

Eugene

Pcterson

um sintagma,

-

temor-da-Senhor é

que formam

"temor"

cada uma das palavras

pelos amores

uma

de "Senhor".

e depois

juntá-Ias

-

vai nos levar para longe do significado bíblicos.

"o medo

pa-

do recolhimento.

Buscar

no

estado de elam constantemente

temor

+

pretendido

pode assim transformar-se Buido, semelhante

nos afasta de Deus;

a reverência

e quase confundir-se

nos aproxima

me dar a esse alguém, até mesmo

aos arrebatamentos,

de temor, reverência

com o arrepio e o pasmo de horror experi-

brutais e bárbaras, possuindo uma capacidade de desenvolvimento com que se refina, se purifica, se sublima. Pode transformar-se silencioso e humilde estremecimento e

da pessoa de Deus, o que nos leva em direção a ele. Existe

aquele medo de chegar perto,

E sempre

que as pessoas

no

da criatura que se interdita ...

em presença daquilo que está, num mistério inefável, acima de toda criatura.

5

mas não o medo que nos faz fugir: é

um medo reveren te que nos faz desejá-Io.

Pode degradar-se

mentado diante dos espectros. Tem graus inferiores, manifestações

com desejo. Quando

desejo ser como esse alguém.

a Deus está em um contexto

a uma resso-

pode surgir bruscamente na alma com choques e convulsões: Pode ao êxtase. Tem formas selvagens e demoníacas.

a Deus? Ser reverente. Nas palavras de Harold

num

na alma que retoma ao seu estado profano. Também

levar a estranhas excitações, ao inebriarnenro,

reverencio alguém, eu admiro esse alguém, desejo esse alguém, desejo

admiração

Este senrirnenro

nância que se prolonga durante muito tempo, mas que acaba por exunguir-se

Temor-da-Senhor é uma palavra só, cheia de

dele". A reverência é uma mistura de admiração

A adoração

que provoca pode espalhar-se na alma como uma onda

<lpaúguadora, a que se segue então a vaga quietude de um profun-

única

ricos.

O que é ser temente Kushner,

que a expressão

é um erro separar

do + Senhor

significados

nos ensina

ou seja, três palavras

lavra. Assim, dicionário

ligado ao medo. Não faz sentido

tremendum ":

porque

) O sagJ't1do. Lisboa: Edições 70, 1992, p. 22.


96

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

DA BíBLIA

VENCE

Por causa dessa gama de reações que provoca menta,

o mysterium tremendum desperta,

fascínio. Terror místico, fascínio cativante,

diferente

ao mesmo

arrehara

perturbador,

estranharnenre,

o delírio e

(l

inebriamento;

ação do numen. Chamamos-lhe

mas também

como quem diante do divino.

diz que "ao lado do elemento

até produzir

natural,

aparece

repulo apego Rudolf algo que

da

receita o temor-

com Deus na sua capaci-

Você nunca vai conseguir

fazer isso. Basta ler

O temor-de-Deus todo tempo

e lugar.

da lei é culpado de quebrar todos" (Tg 2:10). infunde

em nós o desejo de obedecer-lhe

O temor-de-Deus

andar na luz. Mas parece que esquecemos "graça dD" e eus como oposta a "dD" temorformando

6

em

semeia em nós o anseio de

A Bíblia Sa-

dele meu escravo,

n800 precisaria

dizendo

para que, depois

esrnurrar

mas que é atraído

na direção

aos outros,

a Deus -

eu

caso contrário,

corpo para n800 ser reprovado

de Deus, é impulsionado da vontade

"a graça de Deus para comigo

vencer a religião? Ande Jogue

-

a desejá-Io Isso é

divina.

de uma divindade

n800 foi vã, pois me

15:10).

no temor-do-Senhor. É a resposu

fora os ritos, os dogmas,

Jogue fora as promessas,

a grandeza

o meu corpo e faço

de ter pregado

de agradar

o próprio

Paulo

Isso é ser afetado pela graça de Deus, e por isso o

conclui:

do Eclesiastes.

a si mesmo,

(l Co 9:27). São palavras de um

dediquei a Deus mais do que todos" (lCo Quer

negue-se

"esmurro

é levado a andar debaixo

temor-do-Senhor! apóstolo

deixar de viver apenas para si

disse Jesus (Mt 16:24). O apóstolo

essa autonegação

e obedecer-lhe,

âo, não é bem assim. Estou dizendo

nas consciências

De fato, a vida debaixo

quiser acompanhar-me,

que sabe ser incapaz

Tiago para enterrar qualquer pretensão desse tipo: "Porque quem quebra um só mandamento

"Se alguém

homem

se devemos pegar tudo isso e

para você nunca basear seu relacionamento dade de obedecer-lhe.

o autossacritício,

de andar em

jogar no lixo. Devemos, sim. Então, já que não vou alcançar o padrão, nem tentarei alcançá-Io, cerro?

da graça pressupõe

pre-

de regras, ritos e dogmas, certo?

Certo. Talvez você esteja se perguntando

da graça de Deus é o mérito:

o contrário

n800 venha a ser reprovado"

jamais deixei de desejá-lo".

tenha se perdido

que ela nos exime do autossacrifício.

mesmo

que ele não tem a menor

o trilho da graça?

grada ensina que a graça de Deus não é o opostO de autossacriífcio,

materializou

não perdi o respeito por Deus nem o banalizei, e

Bem, a religião é um amontoado

que acreditam

torne a sua cruz e siga-me",

dionisíaco

temor: "Sei que não faço o que Deus quer, mas eu não perdi o medo

principalmente,

que a graça de Deus

é o elemento

tensão de fazer o que Deus quer, mas toda a pretensão

das consequências,

Sugiro

Onde foi que perdemos

mesmo:

o [ascinante","

notar

isso aconteceu?

que cresce em imensidade

Para quem deseja vencer a religião, o Eclesiasres

do-Senhor. É impressionante

e

97

da graça é uma versão religiosa do let it be. Como foi que

o caminho

terror e

que gera nas pessoas, concomitanrernente,

e a ânsia de dele se apropriar,

seduz, arrasta,

tempo,

de rodo tipo de temor

sa e pânico, como quem diante do demoníaco,

Otto

em quem o experi-

DO A RElIGIÁO

os códigos

os votos, os penduricalhos

qualquer.

morais.

manipulativos

Jogue tudo isso fora' E admire-se

com

de Deus e passe a ansiar por ele. A mão de Deus estará

sempre

sobre a sua vida, sempre,

sombra

da morre às águas cristalinas

alegria, serenidade

e vai guiar você, desde o vale da onde a alma recebe infusão de

e paz.

disso. Usamos a expressão e-

eus,

e aca b amos trans-

a graça de Deus em licença para pecar. Para muita geme,

Idem, p. 50.

A expressão

que a Bíblia escolhe para articular essa ideia é "remor-

do-Senhor".

Trata-se de um termo comum nas Escrituras para o


98

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

modo

responsivo

e apropriado

ele é, Pai, Filho e Espirito Nenhum

parecem

de vivermos

diante

de Deus

como

dizer

em nossa língua

adequados.

Faha-lhes

"temor-da-Senhor".

Quando

RudolfOrro,

sos dessas questões,

analisou

essa atitude

religioso/espiritual,

lançou

(respeito,

o impacto

reverôncia,

e reação central em larim

nâo encontrou

Ou também

como

de cunho

loucos,

gritando

e

liaridade

nada que ser-

adoração

-

aci ma de rude,

na oração pessoal e na adoração

rompemos

deliberadameme

em comunidade.

nossa preocupação

conosco

toda a nossa atenção

para Deus,

colocamo-nos

num espaço sagrado,

num

sagrado,

tempo

esperamos.

Calamo-nos

der àquele

que é o Outro.

descobrimos

e na Inter-

e voltamos

que isso pode ser feito a qualquer

é a expressão

mais apropriada

para indicar esse modo de vida que cultivamos cristã é constituída,

na maior pane,

e Espírito

é e faz. Mas também

Sanro -

pane principal, abriu-se

daquilo

mas, ainda assim, uma pane.

para nós um mundo

em solo sagrado

e vivendo

num

tempo

sagrado.

'que nos damos conta disso, ficamos tímidos, mos o passo, olhamos crianças

perdidas

ao redor com ouvidos

que vão parar numa

tram duendes

e fadas cantando

um unicórriio

saltitante

cio reverente Quando nossa primeira dizemos

para assimilar nos vemos

essa revelação

inesperadamente

reação é parar em silêncio.

nada. Tememos

nos intrometer

inopinada

Como

Não fazemos acidentalmente;

as crianças

com o tempo

na presença

Káo sabemos

pelo mistério

da vida concedida

não consiste

e o lugar sagrados. tudo o que dis-

ou, no mínimo,

pela experiência,

A experiência

fazem isso

inapropriado.

inapropriado

inapropriado.

por mais breve que seja,

sagrada

ou em solo sagrado

mais comum

de uma criança recém-nascida.

nesse sentido

de

é estar

Quase rodos nos calamos

o que dizer ou fazer. Somos envolvidos por Deus. l\.lgo profundo

da vida, à existência

em culto, adoração,

orações,

acerca do sagrado

dentro

em si; nossa reação

reverência

-

temor-do-

que nos incomoda.

é "blasfêmia":

momenros

e lugares

são deuses;

Não gos-

dimos

os limites

tememos

lidade.

O universo

reduzir

Deus

tentamos

a fofocas

e usá-lo.

O

e violações

o mistério

sagrado.

e disciplinar

é prejudicado.

o povo

Os seres humanos

em que nos esquecemos

da humanidade,

e falarório.

com clichês, Toda

bani-Ío

e tabus que visam treinar

e honrar

verbais

tentamos

o nome de Deus em vão, desonrar

sagrados,

no momento

nada. Não

L

tomar

com o mistério,

tem histórias

para proteger

do sagrado,

rotulá-lo

sondá-Ia,

para essas rransgressões

do sagrado

cultura

em silên-

explicã-lo,

o mistério,

que empregamos

Incomodados

e maravilhosa.

na presença

nosso selo de fami-

o que está acontecendo,

e aquietamos.

termo

ao redor de

de meio merro de altura, paramos

em tempos.

feiro

em si, mas no faro de que nossas

pode ser errado

nós passamos

domesticar

em

na floresta e encon-

em círculo,

não soubermos ou fizermos

Há algo, porém,

Desacelera-

e olhos atemos.

clareira

e dançando

No momento

colocar

tamos de ficar no escuro, de não saber o que fazer. Assim,

caminhando

cautelosos.

o desconhecido,

Senhor.

Não a

Por meio da revelação,

no qual nos encontramos

e aros são incongruentes

se transforma

Pai, Filho

temos participação.

palavras

de nós reage à sacralidade

como cristãos. A vida

com

Quando

° componamenro

na presença

que temos

que Deus -

Isso é o temor-

que se trata de um comportamento

ou fazemos

tempos

hora e em qualquer

tentando

que nos é estranho.

de nos encontrarmos

funciona,

lugar. Mas a base é :J oração e a adoração. "Temor-da-Senhor"

e berrando,

que dizemos

Todos

sagrada ... e

como

alertas.

99

nos aqUieta-

de um lado para o outro

naquilo

Enquanto

a fim de ouvir e respon-

entendemos

naquilo

corremos

Mas, nessas questões,

sermos

in tencionalmentc

na presença

e nos aquietamos Quando

na oração

crianças,

na igreja, dizemos

visse na língua alemã. é cultivado,

os scnridos

o co ntrá rio. T ncornodados

fazemos

estudio-

(nU711.C71

em mistério,

Mergulhados

com rodos

A RELIGIÃO

do-Senhor.

da expressão

um dos grandes

mão de expressões

mysterium tremendum), pois também O temor-do-Senhor

algo inapropriado.

mos, nos calamos,

Santo.

dos sinônimos

veneração)

VENCENDO

DA BíBLIA

e algo é violado

na própria

Assim,

o propósito

tomamos

não

disso, transgrereade


100

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

desenvolver

o temor-da-Senhor,

resumidamenre nidade

DA BíBLIA

"o preceito

as bases elementares

da aliança",

como define

Apesar

de sua proeminência

uso amplo

entre vários cristãos

começar

com o pé esquerdo.

na Bíblia, essa expressão . A palavra "temor"

Os gramáticas

bíblico

chamando

a atenção

Senhor

é uma "expressão

justaposta",

As três palavras

não pode ser entendida

separando

sim, não devemos

procurar

e depois de "Deus", mor",

teXTObíblico forneça descobrimos

35

condições

no qual sentimentos

bios, Salmos,

humana.

Designa

duas panes,

deixamos

humanos

"te-

digno

de

só serve

para nossa criação,

o outro.

Não podcis

servir a Deus e a Mamam. JESUS

são amalgamados

parte delas o esforço é o de colocar o dinheiro no seu devido lugar, uma vez que ele tem a mania de levantar voas muito mais altos do

em Provér-

divina

e a atividade

assim como um bebê não pode ser dividido

de vida apropriado

a um e desprezará

ou há de odiar um e

mais de 138 vezes

de vida que não pode ser analisado

nova em nosso vocabulário;

amar o Outro, ou se dedicará

porque

A Bíblia é generosa em passagens que tratam do dinheiro. Em boa

em

entre o que

vem do esperrnarozoide e o que vem do óvulo. "Temor-do-Senhor"

é uma expressão

pode servir a dois senhores;

é um modo de vida

principalmente

a atividade

Ninguém

que o con-

e Deureronôrnio.

representa

um modo

PAULO, APÓSTOLO

essa expressão,

para entendermos

Testamento,

Isaías, Crônicas

"Temor-da-Senhor"

ser divino

de Deus. O termo ocorre

em vários livros do Amigo

é a raiz de rodos os males.

de "remar"

as duas acepçôcs:

mais próximo

e comportamentos

com o ser e a revelação

O amor ao dinheiro

é uma coisa só. As-

Esse recurso analítico

certo. Mas, quando

que seu significado

e soman-

o significado

em seguida

única

O temor-da-Senhor

+ do + Senhor;

não é "temor-da-Senhor".

p;u'a nos desviar do rumo

"-.-

os termos constituintes

no dicionário

combinando

são ligadas

como palavra

de apreensão, mais "Deus",

sentimento

adoração,

de temor

Vencendo o dinheiro

a resgatar o

(duas, no hebraico) Sua função

de cada uma dessas panes.

não é uma combinação

parece fazer-nos

nos ajudam

um sinragrna.

uma só palavra.

do os significado

não é de

para o fato de que o remor-do-

em nossa língua

a formar

que expressa

a união da comu-

Bruce \X1altke.

sentido

de modo

essencial

que mantêm

caracteriza

salvação e bênção

um modo por Deus."

que deveria. Por conta da palavra de Paulo a Timóteo, afirmando que

O

amor

ao dinheiro é a raiz de todos os males, tornou-se lugar comum afirmar que o dinheiro é neutro, não é bom nem ruim em si mesmo. esse caso, onde residiria o problema? No amor ao dinheiro. Mas parece que a coisa não é bem assim. O dinheiro não é um elemento neutro porque Jesus o

nata

como

uma entidade rival, um inimigo que até mesmo recebe um nome: Mamam (Mt 6:24). O dinheiro pode se tornar um diabo, um deus Eugene Peterson. A maldição do Cristo genérico. São Paulo: Mundo p. 55-58. i

Cristão,

rival que reivindica nossa fidelidade, que exige para si tudo aquilo que por direito é de Deus. O dinheiro não é neutro. Por causa dele,


102

O LIVRO MAIS

MAL-HUMORADO

algumas pessoas se desviaram da (I Tm 6: 1O). Não podemos Em virtude são Alrneida

No entanto,

com muitas dores

o fascínio

Eu me lembro

pelo dinheiro.

conversa

da palavra Mamam (a ver-

traduções

usa a palavra Mamam, a Almeida

Revista e Corrigida

usa riquezas, e a Nova Versão Internacional

cidade".

com seu engraxare, E o engraxate

em si que é Mamam,

um diabo, um deus rival, pois nesse

não é uma formulação

traduzir Mamam

elevado à categoria

como "dinheiro

da assim devemos tem o poder

no bolso. Mais correro é

lembrar

inerente

que o dinheiro

de se tornar

usado, de café. Imagine

passa por ele indiferente,

jogá-Ia no lixo. Agora imagine passaria indiferente

poucos

o pegam

uma nota de 100 dólares -

plástico,

E tudo quanto

confere

rivalizar com Deus. elevado à categoria

Dinheiro

detém

o dinheiro

em si mesmo

não é neutro.

de deus. Dinheiro

rapidamente

o encontrou.

porque

para lidarmos

popular

-

com o dinheiro

na vida.

suas razões

Eclesiasres

Quem

está buscando

5: 10

da vida, e tenta resolver isso com

ao homem

que está com sede e bebe água do

o potencial

mar: a pessoa nunca fica saciada, a sede só aumenta.

de

é facilmente

é semelhante

o sentido

dinheiro,

res está dizendo é que nunca teremos o suficiente

vira Mamam.

Quanto

"quem

"o dinheiro

dinheiro

mais.

(2:9).

para dizer "basta".

nos basra? A resposta certa é ... sempre

E quando

conseguir

um pouquinho

um pou-

de dinheiro

a

... sempre.

Sanguessugas

O pobre que fala isso

desdenha

O que o Eclesias-

não traz

é dito pelo mais rico dos reis

em Jerusalém

não é o caso do Eclesiastes.

buscá-la

do sábio está em sua ar-

mais? Ai vai precisar de ainda mais um pouquinho

Isso é significativo

se encaixa no ditado

nem manda

confere poder.

Dinheiro

reforça o coro dos que afirmam

de Israel que viveram

-

Quem ama as riquezas jamais ficará satisfeito.

Não traz mesmo? felicidade".

não traz feli-

isso ... !"

não é

quinho

o Eclesiastes

sobre uma

usado, de café você não consegue

você pode -

poder

fácil.

Insaciabilidade

para

fazer nada. Mas com 100 dólares você pode fazer muita coisa. A diferença está aí: com o dinheiro

comentar

103

"Ah I Doutor. .. eu estou louco pra

que ele propõe

o Eclesiastes apresenta

quem

por ela? Sabe por quê? Porque o dinheiro

neutro. Com um copinho

não morre

a quem disse: "Dinheiro

nova. A contribuição

sentido

O DINHEIRO

nem (LIdo

no chão. A maioria

educados

Bering

não traz felicidade

naquilo

e encontrarmos

é um copinho

um deus. Neutro

e alguns

de deus". Ain-

não é neutro:

o tal copinho

gumenração,

pelo dinheiro

Joelmir

respondeu:

chegar o meu dia de descobrir

usa

Que o dinheiro

um cristão ter dinheiro

exercido

de ter ouvido

às posses, parece claro que não é o

caso seria proibido

plástico,

e se atormentaram

e da lógica inerente

Dinheiro) dinheiro

fi

nos deixar derrotar

das diferentes

Revista e Atualizada

VENCENDO

DA BíBLIA

quer comprar",

Quando

mas

aumentam

os bens, também aumentam

os que os con-

somem.

Ele buscou consolo nas riquezas e não

Ecl esiastes 5: 1 1a

Ele fala do que sabe, não do que acha. Ele fala do alto

da maior fortuna

amealhada

resolveu meu problema

até então,

e de lá diz "o dinheiro

de falta de sentido

para a vida".

não

, i

I

O rico é rodeado de parasitas, amigos de ocasião, parentes pedintes e gente querendo

usufruir

sua riqueza. Quanto

mais dinheiro,

mais


111/1 O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

gl'nte pedindo.

Quando

DA BíBLIA

isso acontece,

VENCENDO

ficam sub

os relacionamentos

medo

de perder

judice, ou seja, o rico não sabe quem é sincero e quem é aproveita-

"tenho dinheiro

dor. Por isso todas as pessoas ao redor do rico se tornam

amanhã?"

;]0

candidatas

banco dos réus. Quem

tem

o dinheiro

e não dorme

Quem tem dinheiro

vive desconfiado

de quem

se aproxima.

trazer a própria

entra em uma relação de afeto com o cofre, com

() cartão de crédito. Você nunca ouviu homens para esposa e filhos: "dentro

reclamando,

dizendo,

dessa casa eu não passo de um contra-

cheque"? É o que o Eclesiastes diz. Você começa a ver parasitas da sua riqueza por todos os lados, incluindo

as pessoas que o amam.

infelicidade

pos para a expressão Em vez de desfrutar,

as riquezas

(5: 13). A tradução

"riquezas

"terei dinheiro

acumuladas

podem

de Haroldo

acumuladas"

de Cam-

é "riquezas

vigiadas".

a pessoa rica gasta seu tempo vigiando.

tado é a infelicidade

pela riqueza

105

(5: 12). Fica se dizendo

hoje", mas não para de se perguntar

Além de não trazerem felicidade,

dinheiro

O DINHEIRO

acumulada

O resul-

e não aproveitada.

vivesse em nossos dias falaria em queda vertiginosa

Se

da bolsa, falência

do banco, assalto ou algo semelhante.

Quando a alegria dos outros dói

Imagine

a situação

toda para ganhar E que benefício pouco

trazem

os bens a quem

os possui,

senâo dar um

de alegria aos seus olhos?

manobra Eclesiastes

Esse comentário nheirado, quando

me traz à mente

a imagem

seu primo

desfruta

não aproveita. mais a piscina

Sabe como

5: 11 b

de um sujeito endi-

cuja alegria é ver a alegria dos que desfrutam ele mesmo

de imaginar

é isso? É quando

o

da sua casa do que você mesmo. vai visitá-lo,

Você mora lá, mas quando

seu primo

piscina e você fica olhando

a alegria dcle e pensando:

vel. .. Eu estou aqui todos os dias!". É como quando

ele se esbalda na "Não é possíeu vou a Santos

bastante

a possibilidade

financeira

Tem mais. Como ter. Não

que conseguimos

levamos

curtindo

veem a minha cara de felicidade

mais do que eles a praia que é deles, não minha ... É o que

o Eclesiastes diz.

dinheiro,

portanto,

Dinheiro

traz ansiedade

tanto dinheiro,

dorme

a vida

ele sente só

de perder uma vida de trabalho

em uma

(5: 14)? Isso é uma coisa sem sentido,

nâo tem bolso, e nem

para a eternidade

nenhum

não vem com manual

Ia? E para multiplicá-Io?

dinheiro

pode facilitar um

com a eternidade.

do texto do Eclesiastes,

do entre 5: 18 e 6:6. Você constatará

para ganhar

dos centavos

O

é efêmero.

Faça uma leitura cuidadosa

algo interessante de instruções.

Como empregar

o dinheiro

Qual é a melhor

compreendie bem simples:

De que maneira

são grande fonte de ansiedade

se

para não perdê-

aplicação?

mais, ou opto por ser conservador

Todas essas questões

Outros motivos

de medo

pouco a vida aqui, mas não resolve o problema

deve gastar o dinheiro?

e ficam bravos quando

arduamente

ganhar aqui (5:] 5). O dinheiro

o dinheiro

não correm,

Quanto

se diz, terno de defumo

viria co?rer aqui todos os dias, bem cedinho".

lá e

dinheiro.

desastrosa

visitar meus amigos e digo: "Puxa, se eu tivesse uma praia dessa eu Mas eles moram

que trabalhou

uma ilusão.

precisa

seu dinheiro

do homem

Arrisco

e ganhar

mais

menos'

para quem

tem

na mão e não sabe o que fazer dele ... além de dormir

mal

por causa disso, é claro. e preocupação. bem à noite,

O trabalhador, mas o endinheirado

que não tem vive com

Creio que essas falas do Eclesiastes fácil entendimento.

são relativamente

óbvias, de

Por isso quero dar mais atenção às sugestões CJue


106

O LIVRO MAIS MAL·HUMORADO

ele faz para quem apresenta

quer vencer

o dinheiro

para afirmar que o dinheiro

do que os rnouvos

que

Em minha opinião,

de mato.

Quatro dirccionamentos radicais ceito de propriedade

privada

como "meu" e "minha".

jogue

lixo o seu con-

710

e risque do seu vocabulário

Tais termos são estranhos

Ele reconhece

no menor,

a cadeia produtiva.

expressões

bem-aventurada.

à cultura crista.

porque Se você vir o pobre oprimido numa província e vir que lhe sâo ne-

A nação

Essa é uma crítica à acumulação

Olmos em posição ainda mais alta. Mesmo assim, é vanragem a nação

mas das fontes de riquezas que algumas

rer um rei que a governe e que se interesse pela agricultura.

é distribuir palavras,

nas mãos de poucos Nesse pomo

riquezas,

to: "A terra é para rodos". é: "Quando opressor

Uma tradução

você vir a injustiça,

Eclesiastes

faz essa afirmação

de trabalho

possível para esse trecho

não fique surpreso.

tem alguém o oprimindo,

concei-

Acima de um

e acima de todos está o rei". O

em um contexto

de opressão

política,

''A terra é para

rodos, e o rei deveria zelar por isso. É bom ter um rei que se interesse pela agricultura".

Nessa formulação,

a se levantar

e defender

o

direito que todos têm à terra.

domínio

possível tradução

de um rei", ou seja, proveitoso ao mato,

que é utilizado,

não deixa as ervas daninhas possível é "Proveitoso

é o campo que não foi aban-

sobre o qual há um governo

tomarem

é um campo

é o campo que está sob o

que

conta". Ainda outra tradução

cultivado,

vinculado

a um rei".

O tema não

a fome das riquezas.

Em vez de distribuir

Em outras

o Eclesiastes

o lucro obtido

su-

com a

fábricas ou, ainda, a célebre proposta

bens de consumo

para distribuir

os bens de

prcduçâo!

É por isso que Karl Marx sabia do que estava falando. pois chegou

de distribuir

É interessante

a conclusões

acertadas

sobre a

A terra é para todos. Essa conversa

privada não existe! como se dá a evolução

social, como

tem a cara de pau de dizer "essa praia é minha, Quando

uma praia no Guarujá,

era pequeno

e fazíamos

incluía subir trilhas, tomar banhos

com meu tio,

lá nosso piquenique. de cachoeira

com a placa de "Não Entre".

O passeio

e de mar. Um belo em propriedade

Eu me perguntei:

o dono desse negócio? De quem ele comprou?

um sujeito

não entre, proprie-

eu visitava,

dia eu voltei lá e a praia tinha sido transformada particular,

Ele deve

a terra, para que ela não fique na mão de

alguns que a usam para oprimir.

dade particular".

é: "Proveitoso

pessoas detêm.

o lucro das padarias,

distribuir

de deixar de distribuir

de propriedade

o rei deveria saber que a terra

é para rodos, e que deveria ser o primeiro

Outra

industrial,

importância

creio que há outras opções melhores:

padarias.

a mão de obra de

não se limita a tratar das riquezas,

mas distribuir

ter lido o Eclesiasres,

escravo, de impérios.

No entanto,

atividade

para explorarem

o Eclesiastes

em vez de distribuir

gere distribuir está o seguinte

agrária,

de terras, que põe os meios de

muitos.

do Eclesiastes

a reforma

nação

a terra é para todos!

subordinado a alguém que ocupa posição superior, e sobre os dois há

nessa observação

por esse rei é uma

Rei bom é aquele que promove

produção

Embutida

em que o maior bate

o valor do rei que promove

governada

gados o direito e a justiça, não fique surpreso; pois todo oficial está

Eclesiastes 5:8-9

donado

reconhece

que um

não reina sobre nada além

a cadeia de opressão

mas ele também

107

rei quando

reina sobre terras cultivadas. É como se ele estivesse dizendo

não resolve nosso problema.

lugar, para vencer o dinheiro,

DINHEIRO

é o rei é uerdadeiramente

a melhor

rei que não reina sobre terras cultivadas

Em primeiro

o

VENCENDO

DA BíBLIA

"Quem

Para quem ele pagou!

é


108

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

Quem

endossou?

nessa cachoeira? ter tornado

Quem

DA BíBLIA

me proíbe

de tornar

banho

posse?" o Eclesiastes.

não existe no espírito

é para todos.

E esse espírito

nunca

leia

uma maneira Em termos

110

práticos,

de socialização.

o judeu

que estivesse devendo de quitação

da dívida quando

Tudo começava

É repartir

riquezas.

de dóchegasse

anos todos recebiam

de novo a cada geração. e não uma pro-

a terra, algo que vai além

É o que o Eclesiastes afirma nessa passagem.

a colheita.

lemos em Atos como

cristãos cheios do Espírito surpresos

anos.

Para que o filho

Sabe o que é isso? É facilitar o acesso ao trabalho, posta para distribuir

a

Se não estiver

bilhões

Para que servia esse mecanismo?

uma nova oportunidade.

porque

a cada cinquenta

não herdasse a dívida do pai. A cada cinquenta

Quando

os primeiros

cristãos

viviam -

Santo, depois do Pentecostes

-

os

ficamos

com o que se diz ali: "Todos os que criam [em Jesus] esta-

vam juntos

e unidos

e repartiam

uns com os outros

"propriedade

de propriedade

a propriedade

Paulo dizendo

privada

é socializada.

"doe, dê generosamente,

não é cristão,

compartilhe

o apóstolo escreve "quem tinha recolhido

teve demais, e não faltou a quem tinha recolhido está citando Deus mandou

ancorado

uma passagem para sustentar

era o maná,

do Êxodo

hoje a provisão

muito não

16: 18 que trata do maná que

é a propriedade

socializada.

e jogando

o conceiro

a

e cada um

da fé crista.

no lixo o conceito

de "propriedade

para benefício

não dos bens de consumo,

109

de pro-

privada"

de todos".

para

Promova

mas dos bens de produção.

Não, eu não li isso em O capital, escrito por Karl Marx, mas no livro de Eclesiastes. A segunda

maneira

de vencer o dinheiro

que rico não é

é lembrar

o que possui dinheiro, mas quem sempre tem de onde tirar dinheiro, ou seja, quem tem a capacidade Há muitas

sustento,

para nós. Se você é baterista

a bateria

você não conseguirá

não foi treinado E aliás, é provável

Então,

dinheiro.

do bisturi

tirar o dinheiro

que nem mesmo a fortuna

da

as habilidades

tenha

terra. Talvez

do pai, mas, quando

ficará pobre! para si mesmo:

de cultivo?

Qual

qual é a sua terra? Qual

é o espaço

de riqueza

daí! Porque,

potencial

é o que

se fizer assim, será

rico. Afinal, rico é aquele que ganha com o seu tra-

balho, e ganha sempre.

assunto,

o seu

se você vive de

para isso, não possui

sorte por herdar

responda

não aquele

e tira da bateria

essa renda, você é pobre e infeliz: quando

suas reservas se esgotarem,

dado muita

Terra. São terras que

você é rico. No entanto,

renda e vive consumindo

necessárias.

da terra.

é sua terra! Se você tira seu sustento

ou do seu conhecimento,

terra porque

de tirar dinheiro

terras por aí, além da própria

Deus distribuiu

verdadeiramente

na tradição

Se no deserto

Mude

O DINHEIRO

sua possibilidade,

esse é o espírito

Deus deu para você? Tire dinheiro

e distribua"

pouco" (2Co 8: 15),

seu povo no deserto.

quebrando

sob meus cuidados

a socialização,

seu campo

Por isso escreve o apóstolo

(2Co 8-9). E o ensino cristão está firmemente judaica. Quando

pois no cris-

segundo

sua necessidade:

privada.

você torrá-Ía,

O conceito

provisão

receba segundo

tenha

o que tinham"

(At 2:44).

tianismo

cada um contribua

priedade

pois a terra

existiu no judaísmo,

todas as dívidas

lares receberia um carimbo o ano do jubileu.

de proprieda-

25 de Levítico sobre o ano do jubileu,

capítulo

de cancelar

O conceito

do Cristianismo,

do estado de Israel foi sempre

convencido,

Assim,

Vença o dinheiro

de particular

de repartir

nesse mar e

Quem tornou posse de um lugar do qual não podia

É isso que está dizendo

cultura

VENCENDO

Rico é quem sabe tirar o dinheiro

que acumulou

e se encostou.

Quando

pense em facilitar o acesso ao trabalho Pense em trabalhar,

ampliar

o campo,

refletir

da terra, sobre o

c não em acumular ampliar

Se você for um rico desse tipo, você vencerá o dinheiro.

horizontes.


110

O LIVRO MAIS

Iv1AL·HUMORADO

DA BíBLIA

Em terceiro lugar, para vencer o dinheiro você precisa gastá-1o, precisa torrar sua grana. Gaste, consuma,

desfrute

cer. É como se o Eclesiastes conversasse

antes de você apodre-

conosco:

dinheiro

Tancredo

"O que você vai fazer com ela?"

Como

bom mineiro,

que fiquei sabendo Amanhã, meu amigo, apodreceul Amanhã você morreu e o seu gen-

Então

ro é quem vai comê-Ias. É melhor você comer do que esperar que

poupança

elas apodreçam, e ainda melhor do que esperar que um outro venha

precisar

e as coma. Coma você mesmo e desfrute!

falando

da riqueza, dos investimentos,

riquezas e negociar,

quer nos ajudar a descobrir

um bom tempo

e assim por diante.

como ser responsáveis,

aqui sobre

Mas o Eclesiastes previdentes,

com

aquilo que Deus nos deu. Lrna das medidas insistido

em dizer que sou contra

Porque poupança

é o dinheiro

dade fumra. Poupança lhe perguntar porque

do seu partido dizendo:

é a poupança.

fazer poupança.

Tenho

E sabe por quê?

que você guarda para uma eventuali-

é quando

você tem um certo dinheiro

e, se eu

para que, você dirá "eu não sei, mas eu deixo guardado

um dia, quem sabe, talvez eu saiba ... " Isso é poupança.

Mas se você tiver dinheiro e você disser "É um dinheiro se eu estiver vivo. Estou

guardado,

se eu pergunrar

podemos

entender

é quando

respondeu

de imediato:

dinheiro

e o capacita

no seu trabalho,

lá na freme,

estudo dos meus filhos", então esse não é dinheiro

reservando

para o

de poupança.

O

eu,

que "quando a desfrutá-los,

isso é um presente

e provisão:

sem a certeza de que vai

É como diz o Eclesias-

dele e com medo de vir a precisar.

a alguém

"Meu

imagine

entre poupança

a diferença

você guarda

que não desfruta

Deus concede

do que

riquezas

e bens

a aceitar a sua sorte e a ser feliz de Deus".

O Eclesiastes também nos livra da culpa pela felicidade. Há pesSO<lS

que se sentem

culpadas

por serem fel ircs. Ficam pensando

pessoas que não têm, e não conseguem

Bíblia ensina jetivos: (lTm

por impor

para nossa satisfação 6:17-19).

tem gratidão

frute! Agradeça porque

aquilo

algumas

e para exercemos

alguma coisa a alguém,

nas

que Deus

privações.

A

com dois ob-

nossa generosidade

isso é, na minha

opinião,

uma

o opOStO da gratidão. agradece e come, mas há quem fica ansioso e

O que o Eclesiasres tem para nos dizer? Des-

a Deus. Aceire sua sane,

isso é presente

de desfrutar.

a si mesmas

Além de ser trágico,

forma de experimentar Quem

desfrutar

que Deus nos supre abundantemente

não come. É o opOSto.

para que

que eu vou precisar daqui a dez anos,

pensando

"Dr.

agora!"

lhes deu, e acabam

clássicas de previdência

Ne-

A minha esposa está grávida e dará

tes: "Você vive com tanto medo do futuro

que ele fere nossos prin-

o mais óbvio seria passarmos

sobre a administração

multiplicar

Note

não é

não poupador.

uma pessoa o abordou

o dr. Tancredo

tem". Mas diz também esse conselho.

111

com o dr. Tancredo

filho, se você que sabe há nove meses está desprevenido,

Eclesiastes diz:

cípios. Afinal,

Esse dinheiro

Por ocasião da convenção

eu estou desprevenido.

DINHEiRO

à luz na próxima semana. Será que o senhor não poderia me ajudar?"

"Eu vou guardar. Quem sabe? Talvez amanhã eu vá precisar".

Que interessante

um fato ocorrido

à época o PMDB,

político,

não está sobrando.

é provisão. Quem faz isso é previdente,

poupança,

ves, nosso ex-presidenrc.

"Estou".

O

já tem uso. Então

Isso me faz lembrar

"Vocé está vendo esta cesta de frutas'"

E

o

VENCENDO

de Deus.

Duro

meu amigo, mesmo

e desfrute-a,

é quando

Deus

di

mas não lhe dá o direito nem a possibilidade

Isso é um mal terrível!


112

O liVRO

MAIS

Em quano

MAL-HUMORADO

DA BíBLIA

que os olhos veern do que sonhar O filósofo

francês

André

"j'vlelhor é contentar-se

Lembra

com

O

com o que se deseja" (6:9).

Comre-Sponville

com o desejo alinhando

brilhantes.

é preciso colocar os olhos

lugar, para vencer o dinheiro

na realidade e não na uirtualidade:

humana

VENCENDO

comenta

as proposições

que, em Sócrares,

mentes

e desejo é

"amor é desejo,

e isso porque

de está errado. O paradigma possui do que trabalhar Por fim, para vencer

113

a desejar o que possui, o que está

à mão agora, você poderá ganhar um milhão mas nunca ficará satisfeito,

a relação

de quatro

ensina que, se você não aprender

O DII~HEIRO

ou dois, ou três -

seu paradigma

saudável diz "melhor

para possuir

de felicida-

é desejar o que se

o que se deseja".

o dinheiro

colocar a satisfação

precisamos

falta". Para PIarão, "o que não remos, o que nos falta: eis os objetos

naquilo que é eterno e não no que é eftmero, o que não é tão óbvio

do nosso amor

quanto

e do nosso desejo".

é fundamentalmente

acredita que "o homem

é falta". E Schoppenhauer,

Seu raciocínio t,

por sua vez,

desejo de ser, e desejo

o mais pessimista

que "a vida é um pêndulo

dizendo

Je:3I1-Paul Sartre,

de rodos,

entre o sofrimento

arremata c o tédio".

é lógico: quem não tem o que deseja, sofre pela falta,

depois de realizar o desejo, sofre pelo tédio. É assim que funciona

o pêndulo

proposto

por ele: quando

não tem, reclama; quando

tem,

não se satisfaz. A síntese dos filósofos afirma que "feliz é aquele que possui o que deseja", mas o Eclesiasres pensa diferente: que possui.

O segredo é comentar-se

feliz é aquele que deseja o

com aquilo que está nas suas

mãos e não com aquilo que você deseja e idealiza. É por isso que o

apóstolo

Paulo diz: "aprendi

qualquer

situação"

o segredo de viver comente

(Fp 4:12). Em outras palavras,

em toda e

aprendi

a desejar

A filosofia responde ser "aquele

O Eclesiastes Eclesiastes

a pergunta

"quem é o homem

capaz de vir a possuir

o objeto

feliz?", afir-

do seu desejo".

já trilhou esse caminho e chegou a outra conclusão. O

disse: "tudo

o que desejaram

os meus olhos

gui. Não privei o meu coração de nenhum (2: J O). Mas a sarisfaçâo vaidade de vaidades, O aprendizado Quem

O Eclesiastes diz que "Deus dá riquezas, bens e honra ao homem, de modo que não lhe falta nada que os seus olhos desejam ... " (6:2). A palavra "olhos" deveria ser traduzida

eu conse-

prazer que ele desejou"

de todos os seus desejos se mostrou

vaidade,

A mesma substituição

pode ser feita na afirmação

pode ter cem filhos e viver muitos anos. No entanto,

do prazer

vive se consumindo

é a liberracâo

da tirania

do desejo.

pelo desejo do que nâo rem não é capaz

de desfrutar o que tem. Vive da falra, desperdiça

a posse. O Eclesiasres

"um homem

se não desfrutar

as coisas boas da vida, digo que uma criança que nasce morta e nem ao menos recebe um enterro Onde boas

está escrito

para sua boca; contudo, melhor

digno tem melhor

seria a tradução

que sonhar tradução

com muita

seu apetite

jamais se satisfaz",

olhos veern do aue com as andancas 1

,

na verdade,

com o que os olhos veern do de Campos

é se contentar

propõe

com o que os

da alma", fazendo

em busca de satisfação,

uma

referência

a

uma a alma que

como sede dos desejos.

Veja o que acontece

a pizza de calabresa

é feito

"a ma alma jamais se satisfaz". Finalmente,

beleza: "melhor

uma alma perambulando

estar "as coisas

no texto "todo esforço do homem

com o que se deseja", Haroldo

está sendo tratada

sorte que ele" (6:3).

"as coisas boas da vida", deveria

da alma". Também,

coisa é ter vontade

névoa de nada.

por "alma", e então teríamos

"não lhe falta nada que a sua alma deseja ... "

onde se diz que "melhor é contentar-se

o que possuo. mando

parece.

com os desejos. Uma coisa é ter fome, outra

de matar a fome com pizza de calabresa,

porque

é um desejo da alma e não do corpo. A fome é

do corpo, a calabresa é da alma. Ter sede é uma coisa, querer matar a sede com suco de manga é outra.

Uma coisa é precisar ir de um lugar


114

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

a Outro. É diferente Davidson:

DA BíBLIA

quando

queremos

VENCENDO

fazer isso com uma Harley-

isso é desejo da alma.

É assim que funciona

do marketing, que capitaliza

do corpo. O que é

bre os desejos da alma e não sobre as necessidades

do marketing senão um tremendo

essa grande indústria convencê-Io

de que existe um produto

esforço para

que satisfaz o desejo de sua

alma? Na verdade, o marleeting, em termos pejorativos, finido como "a indústria

pode ser de-

de criação de desejos da alma", ou, se você

preferir, "fábrica de tentações".

Abre parênteses.

Digo isso com certa

dor, pois, caso não fosse pasror, acho que gostaria de trabalhar rnarketing.

com

Aliás, há quem diga que já o faço. Fecha parênteses.

O Eclcsiasres nos diz que no lugar mais profundo fome que é a fome da alma:

"[Deus]

O: 11).

o anseio pela eternidade"

por aquilo que não tem medida, que não é mensurável. homem

so-

coisa: "O coração do homem

do homem

Deus. Dostoievsky

tem um vazio do tamanho

coração até que possa descansar

O palco do dilema humano advertência

do Eclesiasres:

boca". tssa

é a grande

disse a mesma

"Oh! Deus! Inquieto

de Deus",

em ti".

armadilha,

notar a

é feito para a sua

que em Provérbios

"o apetite do trabalhador

procede

da boca de Deus"

em outra afirmaçao,

é descrita

o obriga a trabalhar;

(Pv 16:26). Por que você trabalha?

Porque

de

a sua tem

foi do apóstolo

com contentamento

lucro, pois nada trouxemos

para este mundo

levar; por isso, tendo

o que realmente

Esse é o espírito

mente quer é algo para matar a fome da alma, e essa fome somente satisfeita com o que é eterno e intangível

e não tem medida.

é

fonte de

e dele nada podemos estejamos

do cristianismo.

Se alguma

mensagem

afirma

que Deus deve ser usado como meio, e não como fim em si mesmo, não é o evangelho satisfação

O evangelho

de Jesus Cristo.

O evangelho

da alma em Deus.

para a obtenção

naquilo

a nossa experiência

que possuímos,

do evangelho

fonte

Usar Deus

a relação, porque,

deve procurar

de Jesus. A proposta

em toda e qualquer

situação"

um caminho

legirimamenre

"aprendi

Quem

evangéli-

o segredo de viver

(Fp 4: 12).

como o apóstolo Paulo, o conforto pessoal não era Seu lema, "o viver é Cristo e o morrer é lucro"

dar prioridade

ao reino de Deus: "fico satisfeito

se o reino de Deus estiver prosperando evangelho estiver sendo anunciado contribuírem

diswrcido.

e não acesso àquilo que desejamos.

ca é outra, expressa por Paulo, apóstolo: contente

como

com Deus deve nos dar a satisfação

quer ajeitar a vida com ajuda espiritual diferente

de Jesus prega a

apresentado

de objetos de desejo é perverter

(Fp 1:21), implicava

quer, porque o que você real-

é grande

(1 Tm 6:6).

a coisa mais importante.

comprar

(Jo 6:58),

de Jesus, quando

o que comer e com que vestir-nos,

é a fome da alma. Para

vai conseguir

deste pão viverá para sempre"

diz que "de tato, a piedade

tanto em Provérbios

porque quer ter, e ele adverte que você nunca

o mana e morreram,

Paulo, que segue a argumentação

Para um homem

ele, você quer trabalhar

encontrei

ou seja, quem come o pão do céu mata a fome da alma. E a terceira

Mas essa fome, referida

no Eclesiastes,

resposta

que

de Jesus: "[Eu sou] o pão que desceu

de vocês comeram

mas aquele que se alimentar

fome, uma fome que "o obriga a trabalhar". quanto

mas de toda a palavra

(Mt 4:4). A segunda

também

dos céus. Os antepassados

na verdade,

"todo esforço do homem

das palavras de Jesus, dizendo

de acesso aos desejos da alma é um evangelho

bate o meu

é a alma. Mas é interessante

lugar, lembrei-me

que "nem só de pão viverá o homem,

com isso satisfeitos"

uma fome

que só pode ser saciada por aquilo

e foi seguido por Santo Agostinho:

fome o impulsiona"

pôs no coração

Deus pôs no homem

Em outras palavras, a fome que Deus pôs no

é a fome por ele mesmo,

outra maneira:

de nós há uma

115

Então, de que se farta a alma? Três foram as respostas que me ocorreram. Em primeiro

o mundo

O DINHEiRO

nas minhas dificuldades,

se o

nas minha cadeias, se as coisas ruins

para o progresso do evangelho"

(Fp 1: 12-20).


11l;

o LIVRO

MAIS MAL-HUMORADO

Isso ajuda a entender

DA BíBLIA

por que o Eclesiastes nos recomenda

cn o foco no que é eterno, naquilo intangível,

em detrimento

isso, mas a realidade

que não tem medida,

do que é mensurável.

da nossa cultura

colo-

no que é

1

Parece óbvio afirmar

evangélica

diz que não é. Jim

Elliot disse que "não é rolo aquele que abre mão do que não pode reter para ganhar :dguém

me perguntar

desconfiado mente.

o que não pode perder" se já aprendi

No entanto,

se alguém

Se

isso, diria que não sei. Estou

de que ainda não aprendi,

que isso é o evangelho?",

isso é cristianismo.

pelo menos

me perguntar

não completa-

"você tem certeza de

direi com firmeza que sim. Tenho

certeza

Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma

de que a fome da minha alma só pode ser satisfeita na minha intimi-

hora que seja à sua vida?

dade com Deus. Deus deixou de ser o meio através do qual conquisro () que desejo, e se tornou que tenho:

o ambiente

dentro do qual desfruto

J E5US

tudo o

"nele vivemos, nos movemos e existimos" (At 17:28, griFo

do autor).

Um cavalo selvagem.

Assim é a vida. Precisa ser domada.

nos é o que acreditam

aqueles que nos estimulam

da vida nas mãos. Assumir seria uma pretensão?

É deixando

de lado a propriedade

remos sem neuroses

sobre o futuro,

e não no imaginário, inrangível

privada,

o dinheiro.

naquilo

o que

no que é real

concentrando-nos

e concentrando-nos

que vencemos

desfrutando

que é eterno

Fazer isso é matricular-se

e

Termino tamento

convidando

em roda e qualquer

a ficar satisfeito mudar

situação.

em toda e qualquer

a sua situação.

gado hoje. O evangelho

nessa escola do conten-

Porque, se você não aprender situação,

E essa é a grande das Escrituras

não vai adiantar

mentira

do evangelho

que uacê seja. Aí você estará satisfeito viverá piedosamente

nada

mesmo

-

ou

É verdade que tem muita

"deixa a vida me levar, vida leva

levar a vida, em vez de ser levado

capazes de fazer a vida funcionar

mos? No que depender muito

peno

do Eclesiastes,

das conclusões

do poeta

a resposta

em nossos teré não. Ele passa

que disse: "vida louca vida,

vida breve, já que eu não posso te levar, quero que você me leve".' O também

se controla

um cavalo selvagem.

e experimentará

da vida é um sonho

Mas será que a vida se presta a esse tipo de encabrestamemo?

Eclesiasres

que ele quer situação,

as rédeas

por ela.

pre-

e feliz em qualquer

comum.

pretende

é este: Entregue o seu coração

a Deus e deixe Deus fazer de você o homem e a mulher

porque

eu", mas igual número

Seríamos você a se matricular

muito

gente que prefere a filosofia popular

na

escola do aprender a ser.

-

o controle

a tomar

Pelo me-

O capítulo conjunto

acreditava

7 do Eclesiastes

de proposições

ser impossível

mais parece

encadeadas

controlar

uma colagem

logicamente.

contentamento. 1

a vida como

Cazuza. Vida louca uida. Áibum: O tempo não para, 1988.

que um

O Eclesiastes está


118

O LIVRO PAIl,IS MAL-HUMORADO

mais uma vez pensando mista -

VENCENDO

em voz alta. Continua

ou realista. Vem construindo

aos poucos: homem

DA BíBLIA

em sua toada pessi-

seu conceito

antropológico

mundo

"tudo o que existe já recebeu nome, e já se sabe o que o

é" (6: 1O). E o que o homem

que ele definiu o homem:

o homem

é? O homem

é pó. Foi assim

é pó! "Todos vão para o mesmo (3:20).

lugar; vieram todos do pó, e ao pó todos retomarão" Ele está dizendo

em alto e bom som: "Meu amigo,

nada, não passa de pó". E prossegue

dizendo

que, antes de pensar

cido o que a pessoa deveria ser. O Eclesiastes não está se referindo

o ser humano discutir

mas ao destino

é. Deus definiu

da essência humana,

o que o ser humano

falatório,

que muito

o que

é, e não adianta

reflexão e tentativas

à mente humana:

embaraços

vras, mais tolices. É como se estivesse dizendo:

isso e não adianta

esta conclusão:

justos. mas eles Iorarn em busca

(7:2<)).

O Eclesiasres

para a vida e tentar senrido.j.em

à conclusão

se meteram

entendê-Ia:

não entendi

de o que problema

mediante

a grandeza

depois de olhar

nada e achei tudo sem E depois chegou

afirmando

O Eclesiasres

chega a considerar e ensinar

ver entre a limitação

profunda;

a possibilidade

a ser

a invesrizar.

'"

de decodihcar

a viver. .Mas logo conclui

quem pode descobri-Ia?

está bem distante

Por isso dediquei-me

a buscar a sabedoria

que isso e é muito

a aprender,

e a razão de ser das coisas, para

.

compreender

a insensatez.

da impiedade

e a loucura

da insensatez"

(7:24-25). Seu discurso

É como se dissesse: "Não sei

sofre uma guinad:l.

já tenho alguma noção sobre o que não o que é certo, porque

deve ser. Não sei se consigo discernir dade é muito ninguém traços

mais profunda,

conseguirá

da maneira

O capítulo

está fora do meu alcance,

desvendá-Ia.

e acho que

Mas já consigo identificar

Sele é uma espécie

com os filósofos do seu tempo.

de debate

alguns

Ele propõe

que o Eclesiasrcs dlguns paralelos

a nos ensinar a viver. A primeira

é tentar provar a limitação

humana,

crava

intcres-

coisa que ele faz

como quem manda

aos filósofos que, além de falar muito, argumentos

a reali-

errada de viver".

um recado

falam besteiras. E quais são os

que usa para provar isso?

Cinco argumentos

a limitação

humana

O primeiro

e termina

quem sabe o

nos poucos dias de sua vida vazia, em que

humana

"Tudo

e disse: Estou decidido

estava fora do seu alcance: "A realidade

em confusões.

tem de viver. Mas viver não é tão simples: "Na verdade, ele passa como uma somhra?"

essa pretensão:

sábio" (7:23).

se meteram

de Deus. É entre esses dois marcos que a gente

que é bom para o homem,

de travessia através desse

assume

a sabedoria

119

estava nele, não em Deus. Afinal,

Deus fez tudo cerco, mas os homens começa

em maquinações

chega a uma conclusão

nexo, só névoa de nada, um absurdo.

O Eclesiastes

eu examine.

sanres e se aventura

Deus fez tudo cena, mas os homens complicadas.

"Meu amigo, íechc a

discutir com ele". "Assim, cheguei a

Deus fez os homens

de muitas intrigas"

qllalHo mais pala-

Você nâo é nada, você é pó, f·() i Deus

assuma sua condição.

quem decidiu

O Eclesiasres

bem o que deve ser, mas acredita

de debate só unem

afirmando

ao

com ele.

O Eclesiastes

matraca,

ISSO

um mapa para a longa jornada sem sentido?

a vida para aprender

você não é

em si mesma, de sonhar em existir, o Deus criador já havia estabele-

destino de um indivíduo,

encontrar

A PClETEI\SÃO

(6: 12). Quem e a grandeza

pode nos ensinar

de Deus? Onde

a vi-

podemos

argumento

é que estamos diante do imutável, pois há

coisas na vida que nunca vão mudar, se sabe e não adianta O segundo

lutar contra

ou seja, "o que o homem

é já

Deus".

é que estamo: diante do impondcráuel,

derá nos contar

() que vai acontecer

conhecimento,

não apenas

do tempo

no futuro? presente,

pois quem po-

Quem

tem algum

mas rambém

do


120

O LIVRO MAIS

tempo

futuro?

MAL-HUMORADO

VENCENDO

DA BíBLIA

(6: 12). O futuro

e o presente

são, na verdade,

lD1-

O terceiro

argumento

"considere

fez tono? Quando

é que estamos diante do incontrolduel,

o que Deus fez: Quem

evitar que homem outra maneira

pode endireitar

os dias forem bons, aproveite-os

do forem ruins, considere: descubra

alguma

isso

o que ele

bem; mas, quan-

Deus faz tanto um quanto

o outro

de dizer que não é possível domesticar

a vida para que

imutáveis,

irnponde-

e incontroláveis.

O quarto Eclesiasres

também

é que estamos diante do inconciliável.

dá conselhos justo

que não parecem

nem demasiadamente

bíblicos:

injusto e um pouquinho

tolo. Mas o conselho

te, porque

se você for excessivamente

justo e demasiadamen

"destruirá

a si mesmo".

para ficarmos

Diz também

porque quem teme a Deus evitará os extremos equilíbrio:

"Não seja demasiadamente

morrer ames do tempo?"

(7: 16- J 8). Estamos

lação a Deus?" Respondo

harmonizá-Ia

está no

do seu tamanho

que sim, ou que, pelo menos,

sim. "Vamos ver se você está ciente mesmo ... " Então

nem de entender todos andamos

o Eclesiasres

me coloca diante de quarro sabedorias.

Só sei qu.e nada sei A primeira

sabedoria

é entender que o sábio sabe que Deus está sempre

certo, mesmo quando consegue entender

não consegue

entender

o que vai na cabeça de

e o fez girar ao redor de si mesmo. Deus sempre está cerro. Lembro

de uma conversa em que lá pelas tantas alguém me disse

"dos pastores que eu conheço, como elogio. É verdade, sesse o contrário,

tenho mais perguntas

estaria mentindo.

Outro

busca de respostas.

Sentou

à minha

a falar. Ele

estava incomodado

com o meu silêncio até que me aprontei

lar. Ele se ajeitou e pensou sabedoria

de Guimarães

em escuridão.

quase de nada não sei, mas desconfio

e me chamando "Companheiro,

Mas, já parou

Como

de notei

para refletir que

do inconuolável,

do in-

é que você se atreve a falar

limites

Rosa na boca de Riobaldo

pessoa honesta

assumirá

e percepções

do seu conhecimento

hoje ... "

Tatarana:

da "Eu

de muita coisa". suas convicções

da realidade,

e entendimento.

como possi-

e deverá admitir

os

De vez em quando,

a dizer "não sei".

Max Gehringer

sugere que "de cada 100 pessoas, só uma tem a

coragem de responder pre acham

para fa-

a dizer "não sei ... não sei ... não sei ... " Lembrei

da verdade

será obrigada

frente e desandou

"esse cara vai me dar as respostas

então

do imponderável,

Se disde meia

na vida em

Comecei

perguntas:

que respostas.

dia um homem

que vinha de peregrinações

tudo, isso está Fora do nosso alcance.

fala muito!

e do incognoscível?

você é o que mais fala não sei". Recebi

terá capacidade

lado. Ele quer me fazer algumas está diante do imutável,

nem juntar as peças. O Eclesisasres

dizendo

e, por isso, ninguém

ao meu encontro

não

desse mais fone? É aquele que bateu a estaca do universo

a identidade

Qualquer

que você Fala bastante,

seus caminhos

quando

já disse que não se pode lutar contra alguém mais forte (6: 1 O). Qual é

bilidades vindo

acho que

idade me procurou

Quatro sabedorias o Eclesiasres

em re-

sempre e nem sempre

é que estamos diante do incognosciuel (7:23-25).

é muito profunda

sobre essas

diame de uma realida-

fazer o que é certo. A vida é inconciliável!

De cenó modo

te sábio

ímpio e não seja tolo; por que

conseguimos

de descobri-Ia

é relevan-

a sabedoria

não conseguimos

A realidade

"Não

no meio termo,

de paradoxal,

O quinto argumento

O

sábio ... ", seja um

pouquinho

conciliável

tarefa é falar bastante

Deus. O sábio diz que a razão está com Deus, mesmo

argumenro

seja excessivamente

Imagino

que minha

121

para

(7: J 4). É

coisa sobre o futuro"

tenha apenas dias bons. A vida tem dimensões ráveis

Eu respondo

coisas todas. "Mas você está ciente? Ciente

ponderáveis.

porque

tanto?"

A PRETENSÃO

"não sei" quando

que precisam

não sabe. Os outros 99 sem-

ter uma resposta

pronta,

seja ela qual for,


122

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO

para qualquer

situação".

uma resposta

que economiza

os envolvidos

a conseguir

decisão.

DA BíBLIA

Gehringer

Parece simples,

VENCENDO

que "não sei" é sempre

comenta

o tempo

de rodo mundo

dados mais concretos mas responder

mais difíceis de se aprender

e predispõe

antes de tornar uma

"não sei" é uma das coisas

na vida. Por que

Eu sinceramente

"não

qUe "Deus

está sempre

pela fé. Não vivemos vemos daquilo

É por essa razão que a

certo".

deve andar à vista do que sabe, mas andar

Bíblia diz que ninguém

daquilo

que sabemos

a respeito

de Deus. Vi-

que cremos a respeito do caráter de Deus. Não é por

nossa capacidade

de dar respOStas que vivemos.

liberdade

própria

respostas.

As perguntas

de quem chega ao pomo

Aliás, coisa boa é a

de se desobrigar

de dar

nos levam mais longe que as respostas.

As

Sábio é o homem

que tem coragem

bio, mas logo percebeu

de dizer que decidiu

que o pleno entendimento

alcance, que a realidade

é bem mais distante

não se pode desvendá-Ia

completamente.

ser sá-

estava fora de seu

e profunda

e, por isso,

É mais sábio aquele que

diz não sei do que aquele que, com toda convicção,

apresenta

suas

como se fossem verdades.

traordi~ária,

voltava vitorioso

o premiava

para ser aclamado

pelo povo. Mas colocava

com a incumbência

de ininrerruptarnente

Mons -

Já ouvi

"Lembra-te,

de uma batalha

com o Triunfo, dando-lhe

reito de desfilar com suas legiões de soldados

parênteses.

exo di-

pelas ruas de Roma, um escravo atrás dele

repetir

apenas

uma fra-

ou seja, de que és mortal".

Abre