Issuu on Google+

LOMO grafia


Vocês com certeza ouviram falar

ou já estão totalmente loucos pra ter uma Lomo. Lomo? Oi? Não sabe? A gente explica! Vale à pena conhecer a história dessa máquina fotográfica que se tornou o objeto de desejo mais Cult entre a galera.

gráfica e a primeira Lomo Embaixada, com o objetivo de impedir o desaparecimento das pequenas máquinas fotográficas russas, uma vez que a fábrica de São Petersburgo tinha acabado com a produção.

A máquina foi produzida de forma maciça em plena Guerra Fria, na Rússia, a pedidos do General do Ministério da Indústria e da Defesa Soviética para a empresa LOMO. Ele era um apaixonado por fotografia e ficou encantado por uma pequena máquina japonesa, muito resistente e cujas lentes eram de qualidade excepcional. A ideia era produzir Lomos baratas para que estas se tornassem verdadeiros instrumentos de propaganda. Graças a essas máquinas, as famílias da URSS documentaram seu estilo de vida.

A “Lomomania” propriamente dita começa em Praga em 1991, quando dois jovens vienenses, de férias na capital da República Checa, descobriram a máquina Lomo. Começaram então a fotografar tudo, muitas vezes sem sequer olhar através da objetiva. De regresso a casa, o fascínio dos dois fotógrafos pela cor, a luz e a qualidade das imagens (focadas ou desfocadas) foi tão contagioso que rapidamente a moda das Lomo se espalhou entre os jovens da cidade. Em 1995 nascia em Viena, na Áustria, a Sociedade Lomo-

A lomografia é um fenômeno fotográfico produzido por uma câmera analógica de alta sensibilidade, capaz de registrar cor e movimento. O processo consiste na recepção contínua de luz que é feita através do sistema de exposição. Outro efeitos pode ser obtidos dependendo do tipo de lente. As lentes das máquinas Lomo são de plástico e produzem efeitos artísticos, com efeitos nostágicos, “imitando” sonhos, fazendo com que objetos comuns ganhem encanto, detalhes que em outras situações passariam despercebidos. Caracterizadas por misteriosas vinhetas, sobreposições, vazamentos, grãos lo-fi, borrões e um mágico equilíbrio entre contraste e saturação.


Confira algumas queridinhas dos "Lomomaníacos"

Diana F

Fotos: Priscila Smiths

Nos idos dos anos 60, a câmera Diana era uma lenda cultuada, famosa por suas imagens de baixa resolução feéricas e radiantes. A Diana F+ é uma nova versão do clássico.

Muitos pessoas costumam dizer que a lomografia é ver o mundo como ele realmente é, devido a exaltação das cores, a força das imagens, o aspecto inexperado e de certa forma inocente de se envolver com a imagem. Quem pratica a lomografia gosta antes de mais nada de diversão, é isso que todos buscam, uma proximidade maior com a câmera e sem a necessidade de ficar pensando em aspectos técnicos, onde apenas a intuição é o que comanda o olhar. Pense nisso na próxima vez que pegar sua câmera e se lembre como era divertido fazer fotos e ver os resultados. Procure deixar seu olhar menos viaciado e descubra coisas que nunca tinha reparado antes. Saia, olhe, repare, se divirta e LOMGRAFE!!

Horizon Kompakt Fácil é tirar fotos panorâmicas com essa poderosa máquina. As lentes deslizantes de 28mm da Kompakt deslizam por 120 graus de visão! Cada disparo resulta em um quadro de 58mm de comprimento, ocupando o espaço de até dois quadros tradicionais de um filme 35mm!

Oktomat

Holga CFN

Não se trata de um filme de Hollywood mas, acredite, 8 frames podem contar uma boa história. Visualize-se como um diretor de um filme com o menor orçamento do mundo, equipado apenas de 8 cenas e 2,5 segundos para relatar sua micro obra prima.

A Holga utilza filmes 120mm, que produzem as fenomenais fotos em formato quadrado ao invés das radicionais fotos retangulares panorâmicas. Ela permite que você tinja suas fotos de amarelo, azul, vermelho ou branco límpido com seu flash circular embutido.

Lomo LC-Wide Essa daqui tem lente Minigon ultra-grande-angular e com a opção de 3 diferentes formatos de foto, esta conveniente e robusta câmera vai capturar tudo ao extremo. É a perfeita companheira para todas as sua missões lomográficas! Nenhuma coleção está completa sem a LC-Wide.

Diana Mini Esta pequena rainha da conveniência permite que você tire fotos nos formatos quadrado ou meio-quadro (half-frame) utilizando filmes 35mm padrão, resultando em até 72 imagens em meio quadro ou 36 imagens em quadro inteiro em um único rolo de 36 poses.

Gostou? quer mais? Então acessa o www.lomography.com.br e conheça mais dessa "Lomomania" e se identifique com essas belezas analógicas.


Altieres Ferreira | Brunas Nunes Tadeu Felipe | Helen de Lima | Paula Sousa


Fotografia