Page 1

PORTFOLIO

katia akemi katayama


FORMAÇÃO Graduação em Arquitetura e Urbanismo Universidade Presbiteriana Mackenzie Conclusão em Junho de 2014. Pós-graduada em Geografia, Cidade e arquitetura na Escola da Cidade em Dezembro de 2016.

K AT I A A K E M I K ATAYA M A katia.a.katayama@gmail.com 27 anos|brasileira

I N F O R M ÁT I C A avançado

AutoCad 2D SketchUp Pacote Office Revit Kerkythea V-Ray

intermediário

Photoshop InDesign

básico

Ilustrator

Rua Protocolo, 532 | Sacomã 04254-030|São Paulo|SP 11 2947 0498 11 98885 4413


F O R M A Ç Ã O C O M P L E M E N TA R 2007 2010 2011 2012 2014 2015

ABRA | Curso Técnico em Arquitetura SENAC | curso de AutoCAD 2D na HIGHLIGHTCOMPUTAÇÃO GRÁFICA | Revit básico e avançado UCL | História da Arquitetura e Design de Interiores (University of the Arts London) Mauricio Camargo | Curso por vídeo aula de Kerkythea CURA | Curso de Representação Gráfica

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL fevereiro/2015 - presente arquiteta

ZAI ARQUITETURA E INTERIORES Execução em projetos de interiores desde o estudo preliminar a projeto executivo em AutoCad. Modelagem de ambientes e renderização para apresentações de conceitos no Sketchup, V-Ray e Kerkythea. Contato com fornecedores e clientes e acompanhamento de obra.

julho/2011 - junho/2012 estagiária

DWG ARQUITETURA E SISTEMAS Atuação com o programa BIM em verificação e compatibilização no AutoCad e modelagem e colocação de cotas no e modelagem no Revit.

maio/2011 - julho/2011 estagiária

RPR ARQUITETURA colaboração na concepção de projetos e reformas de hospitais em AutoCad

IDIOMAS Inglês fluente 2009 - 2013 CEL-LEP

Nível básico em Japonês 2015-2017 ALIANÇA CULTURAL


portfólio acadêmico 2010 - 2014

1.

H A B I TA Ç Ã O U N I FA M I L I A R

2.

E D I F Í C I O M U LT I F U N C I O N A L

3.

H A B I TA Ç Ã O E S T U D A N T I L + E S C O L A D A C I D A D E

4.

TFG - ANEXO DO MUSEU DO IPIRANGA


2010 Projeto IV Orientador_Ms. Walter Gonçalves de Figueiredo

Localizado no bairro Jardim das Bandeiras, em uma região predominantemente residencial e ao lado da estação Vila Madalena, a proposta do tema era projetar uma habitação unifamiliar em um terreno de 343m² e em aclive de 3m. O conceito do projeto nasceu através da criação da família constituída de um casal com três filhos onde o foco principal é a apreciação da família para a leitura e música. Sendo assim, a casa possui três andares: o hall de entrada onde se encontra o piano em um espaço amplo, a cozinha no andar intermediário e no andar superior uma biblioteca aberta compartilhad a c o m o h o m e t h e a t h e r a l é m d o s q u a r t o s n o a n d a r. A ideia principal da residência é aproveitar o máximo de espaço possível evitando paredes desnecessárias e facilitando a interação da família em sua ligação visual entre os pavimentos através dos recortes nas lajes e da pele de vidro nas fachadas. O resultado é um local aberto e dinâmico em seus percursos.


1. H A B I TA Ç Ã O U N I FA M I L I A R


planta ____________ tĂŠrreo


planta ______________ 1ยบ pavimento

planta ______________ 2ยบ pavimento

____________ corte B-B


____________ corte A-A


2011 Projeto VI Orientador_Augusto França Neto

O projeto de um edifício multifuncional foi a proposta do 6º semestre com o objetivo de revitalizar o centro de São Paulo. O terreno ocupa uma área de 8,6 mil metros quadrados entre as ruas Augusta e Bela Cintra e um desnível de 11 metros entre elas. A primeira etapa do estudo foi considerar a curva de nível existente e para tal solução foi criar um centro comercial no pavimento térreo considerado a Rua Augusta até o 2º pavimento na Bela Cintra assim, foi possível criar uma conexão transversal para os pedestres entre as ruas paralelas. Com uma área de 16,6 mil metros quadrados, o comércio conta com 54 lojas, 4 salas de cinema, praça de alimentação e academia. A segunda etapa do estudo é os dois prédios que se inserem acima do centro comercial: O prédio de andares de escritórios com 8 salas de 29m² a 111m² por and a r, e o p r é d i o r e s i d e n c i a l d e 6 2 m ² c o n t a n d o c o m 7 apartamentos por andar e 24 pavimentos no total. Portanto, com os 3 setores projetados, é possível criar um constante movimento durante o dia quanto a noite. O corte transversal da área comercial reafirma o movimento entre seus pavimentos e dele com a rua e os dois prédios que se erguem verticalmente conversam entre si através do design das fachadas e pelos materiais: concreto, vidro e madeira.


2. EDIFÍCIO M U LT I F U N C I O N A L


____________ planta tĂŠrreo acesso rua augusta


____________ planta 1ยบ pavimento

____________ planta 2ยบ pavimento acesso rua bela cintra


____________ planta 3ยบ Pavimento


____________ planta Pavimento Tipo torre 1 &2

____________ planta tipo habitação


2012 Projeto VIII Orientador_Hoover

As duas principais diretrizes para o projeto VIII foram: centralização e adensamento. Através da ideia de transferir a faculdade de arquitetura e urbanismo da Escola da Cidade para uma melhor área tendo em vista a estação república ao lado do terreno, foi possível criar uma faculdade nos pavimentos inferiores e uma habitação estudantil nos pavimentos superiores para atender as faculdades da região. O projeto consiste em duas lâminas para aproveitar as paredes cegas dos dois prédios vizinhos. A conexão entre as duas volumetrias se dá pelo primeiro e segundo pavimento através de uma passarela. A mesma fica suspensa do chão pois o projeto visa um vazio no térreo entre as lâminas e as duas rua passarelas com a intenção de criar uma interatividade entre a cidade, o projeto e o pedestre. Com uma área maior a nova faculdade conta com 19 salas de aula, 2 auditórios, uma biblioteca, uma lanchonete além d a á r e a a d m i n i s t r a t i v a e u m a p r a ç a s e c a n o s e g u n d o a n d a r. A habitação estudantil está implantado em containers com 16m² cada com capacidade para 186 estudantes/container


3. H A B I TA Ç Ã O E S T U D A N T I L + ESCOLA DA CIDADE


____________ planta tĂŠrreo


____________ planta 1ยบ pavimento

____________ planta 2ยบ pavimento


____________ planta 3ยบ Pavimento


____________ planta Pavimento Tipo 1

____________ planta Pavimento Tipo 2


2013 Projeto de TFG Orientador_Lucas Fehr

O objetivo da proposta é a ampliação do museu Paulista. A implantação foi pensada para não atrapalhar a fachada do museu do Ipiranga, sendo assim, não foi optado facear a volumetria do anexo no museu. Como solução, está sendo proposto um novo edifício localizado na área atualmente ocupada pelo Corpo de Bombeiro e, portanto, já impactada com relação à vegetação do parque. A localização é estratégica em relação ao edifício antigo: distante o suficiente para não interferir na visibilidade do bem tombado e próximo o necessário para permitir a interligação das duas áreas através da proposta que prevê a adição de dois acessos do Museu Paulista até ampliação pelo subsolo, feita por um túnel, e pelo primeiro pavimento que liga o Museu com o Anexo e indo mais além, terminando a passarela no Museu de Zoologia que se localiza no final do Parque, atrás do Museu Paulista. Sendo assim, O anexo faz a ligação com dois museus conectados pela passarela e fazendo disso um passeio “elevado” e agradável em meio ao antigo Horto Botânico. O projeto prevê a construção de um edifício com quatro pavimentos incluindo o térreo. Três pavimentos superiores e um inf e r i o r. O s p a v i m e n t o s , c o m p r o j e ç ã o e m f o r m a d e “ U ” d e 7 0 x 4 7 m e u m a p r a ç a c e n t r a l a b e r t a q u e s e é “ d a d a p a r a a c i d a d e ”.


4. TFG - ANEXO DO MUSEU DO IPIRANGA


O edifício está implantado na cota do primeiro pavimento abaixo do térreo, e desenvolve-se numa área “escavada” e a 9m no r e c u o d a A v e n i d a N a z a r e t h e d a P r a ç a i n t e r n a d o P a r q u e . N o Té r reo está o controle, recepção, cafeteria e acesso geral aos pavimentos superiores e inferiores interligadas com a passarela. Este pavimento também deve abrigar a Biblioteca. No pavimento i n f e r i o r, o n d e s e l o c a l i z a o t ú n e l d e a c e s s o , a e q u i p e t é c n i c a , Auditório, uma área de exposições e possibilita um acesso direto ao andar por uma escada localizada do lado externo do edifício. Para o primeiro pavimento está a passarela, administração e espaços interativos de exposição como vídeos e hologramas. No segundo pavimento se encontra um teto jardim com um deck, um espaço coberto para eventos gerais e o restaurante que se encontra em uma volumetria retangular transversal ao volume e m “ U ”. Para o acesso do público ao Anexo do Museu do Ipiranga foram abertas entradas a partir do Saguão Principal onde há duas entradas: Uma para quem se encontra dentro da área do Museu Paulista, e outra através da cafeteria localizado em uma praça central da volumetria. Para aqueles que querem acessar o antigo Horto, foi feita uma conexão por dentro do anexo no térreo entre a biblioteca e a áreas de exposições e essa mesma, separada por uma pele de vidro. O acesso a biblioteca também se localiza na praça central da volumetria. O projeto possui duas escadas e um elevador como circulação vertical.


planta ____________ Subsolo

planta ____________ tĂŠrreo


planta _________ ___ 1ยบ Pavimento

planta ____________ 2ยบ Pavimento


2º PAV restaurante

1º PAV administração passarela exposição

TÉRREO biblioteca exposição

SUBSOLO auditório salas técnicas exposição


Profile for Katia Akemi Katayama

Portfolio de Arquitetura  

Portfolio de Arquitetura  

Advertisement