Issuu on Google+


B R I S A DE M AR - A GO S T O 2 0 1 1

2

Bodas de prata matrimoniais Carlos Rei e Maria de Lurdes Afonso

No dia 17 de Agosto o jovem casal Carlos Alberto Capitão Rei e Maria de Lurdes Martins Afonso, (ao centro na foto) comemoraram os seus 25 anos de enlace matrimonial juntamente com os seus dois filhos Antony e Eloïse, familiares e amigos. Os seus convidados foram brindados com um jantar no restaurante Alcazar, num convívio muito animado que durou pela noite dentro. Votos de muitas felicidades ao casal, esperando, pelo menos, pelos próximos 25 anos. “Brisa de Mar” associa-se a estes votos de felicidades.

António Evaristo e Lourdes Arezes No dia 14 de Agosto realizaram as Bodas de Prata o jovem casal António Evaristo Carqueijó dos Santos e Maria de Lourdes Arezes Torres, juntamente com o filho Crispim e muitos convidados. A cerimónia religiosa decorreu na Igreja Paroquial de Mar e foi presidida pelo Pe. Gaio, das Marinhas. Seguiu-se o almoço de confraternização na Quinta da Seara, em Palmeira de Faro, que juntou a família e amigos. Não faltou o fogo! “Brisa de Mar” deseja muitas felicidades ao casal.

FICHA TÉCNICA

ROMARIA DE S. BARTOLOMEU Continuação p. 1 A Romaria a S. Bartolomeu que decorreu entre o dia 15 de Agosto, com o início das novenas preparatórias, e se prolongou até ao dia 24, decorreu com enorme brilhantismo, com destaque para os inúmeros devotos e a grande participação do povo nos actos religiosos. Par além da Missa Solene, cantada e tocada de forma magistral pela Banda de Música de Belinho, e presidida pelo Padre “Caetano”, que enalteceu as qualidades do Padroeiro, o Apóstolo e Mártir S. Bartolomeu, até à Procissão ao mar, numa verdadeira manifestação de religiosidade popular, a Romaria ficou marcada, como manda a tradição, pelo cumprimento da Promessa por parte das crianças em idade escolar. Estas, trazidas pelos pais, cumprindo O Padre Manuel Gonçalves (Caetano), ao centro-foto de as ordens dos mais cima, presidiu aos actos religiosos. velhos, os avós, ofereEm baixo, as crianças cumprem a Promessa com a oferta cem um frango preto de um frango preto ao Santo. ao Santo, depois de terem dado três voltas à Igreja, a rezar, e terem passado três vezes por baixo do andor do Padroeiro, localizado dentro do templo. De imediato, a família dirigese à praia, onde as crianças tomam o Banho Santo para curar ou prevenir as mais diversas doenças relacionadas com medos, problemas de fala, gaguez, epilepsia, gota...

Redacção

Continua p. 6

D. CAROLINA LIMA PARTE PARA O PAI

Corpo Redactorial:

.Fernando Cepa

Dr. António Maranhão Peixoto

Dr. Manuel A. Sampaio Azevedo

Dr.ª Paula Cristina Cepa

Colaboradores:

Dr.ª Dora Cepa

• •

Revº Pároco de Mar Educadoras do Jardim de Infância

Registo Nº 13553/86

Maria Carolina Rodrigues Lima nasceu a 24 de Novembro de 1940, filha de David Rodrigues Lima e Beatriz Pereira da Costa Lima. Casada com Alfredo Vaz Saleiro de Abreu. Residente na Rua das Oliveiras. Faleceu no Hospital de S. João a 30 de Agosto. À esposa, mãe e avó dedicada: O azul vivo dos seus olhos emanava um grande carinho por todos aqueles que com ela conviviam diariamente e nem as dificuldades da vida diminuíram a sua intensidade. A labuta diária na agricultura nunca apagou o sorriso de menina que se abria para receber os filhos que tanto amava. Incutiu-lhes os valores que lhes permitem, hoje, caminhar com segurança neste mundo tão exigente.

Enfrentou as dificuldades da vida, que não foram poucas, como uma leoa que protege as suas crias. Nos momentos maus de cada um sofria por eles e com eles. Os três netos eram o seu “Ai, Jesus!” e a sua alegria principalmente quando estavam todos juntos. A sua maneira simples de ser e de contar as coisas fazia com que cativasse qualquer pessoa que com ela conversasse. Foi a companheira de uma vida que sempre seguiu o marido nos bons e maus momentos. Certamente, que se olharmos para o céu, encontraremos mais uma estrela, bem brilhante de um azul intenso que continuará a zelar pelos seus até ao encontro na eternidade. Na saudade dos que te amam descansa na paz de Deus.


B R I S A DE M AR - A GO S T O 2 0 1 1

Dia do Município Continuação p. 5

Romaria de S. Bartolomeu . Continuação p. 6

No Dia do Município celebraram-se os 439 anos de autonomia administrativa do concelho de Esposende face a Barcelos e o 18º aniversário da elevação de Esposende à categoria de cidade. No uso da palavra, o presidente da Câmara, João Cepa, falou de “uma justa homenagem à nossa história, às nossas gentes” e do “orgulho pelo concelho que temos vindo a construir”. João Cepa falou de “esperança e determinação” porque constituem o “genoma dos esposendenses”. E criticou fortemente o poder político central salientando que “talvez fosse boa ideia apostar na produção de bússolas para que alguns políticos consigam encontrar o Norte”. Face à crise que o país atravessa, deixou uma certeza: “a Administração Local está a caminhar a passos largos para o colapso financeiro”, o que a acontecer levará à suspensão de serviços e ao encerramento de equipamentos. Mas deixou a garantia de continuar a olhar “para o futuro com preocupação, mas simultaneamente com muita esperança” pois todos juntos “seremos capazes de remar contra esta maré de dificuldades”. E terminou: “o meu maior desejo é que as crianças e jovens deste concelho nunca deixem de se sentir orgulhosos de serem esposendenses”. Dirigindo-se ao homenageado Doutor Franquelim Soares, que completou recentemente 50 anos de sacerdócio, referiu ser um homem que se destaca pelo estudo, ensino e investigação contribuindo para “um conhecimento mais profundo da História de Esposende, da região e do próprio país”. Ao dirigir-se ao ex-autarca Abílio Cerqueira, e confessando ser um “admirador profundo deste homem” referiu a “dedicação ímpar à causa pública e à sua terra de forma exemplar”. “Admiro acima de tudo a sua generosidade, simplicidade e paixão pela causa pública”, salientou João Cepa. Durante a tarde, o presidente da Câmara inaugurou dois importantes equipamentos culturais do concelho: o Centro Interpretativo de S. Lourenço, em Vila Chã e o Centro de Educação Ambiental, na Quinta do Paiva, nas Marinhas. Abílio Cepa Cerqueira, nasceu em S. Bartolomeu do Mar, em 4 de Março de 1941, carpinteiro de profissão, exerceu o cargo de presidente da Junta durante mais de 22 anos. Foi eleito presidente da Assembleia de Freguesia de Mar nas eleições de 16 de Dezembro de 1979. No mandato seguinte, após as eleições de 8 de Dezembro de 1982 foi eleito Secretário da Junta, cargo que voltou a ocupar após as eleições de 15 de Dezembro de 1985. Em 27 de Setembro de 1986 assumiu o cargo de presidente da Junta em substituição de Manuel António Sampaio Azevedo. “Motivos pessoais e de saúde”, levaram Abílio Cerqueira a renunciar ao mandato, na Assembleia de Freguesia de Dezembro de 2009. Em declarações ao “Brisa de Mar”, o homenageado referiu estar “muito satisfeito” com a distinção, sobretudo por “tudo aquilo que eu trabalhei. Acho que é justa, mas, no fundo, quem sabe avaliar isto é o povo e não eu. Este é um dia especial para mim, porque não é todos os dias que se recebe uma medalha municipal e, por isso, acho que é bom”. Quanto ao futuro, Abílio deixou a garantia de que “enquanto puder vou continuar a trabalhar pela população. Podem contar comigo”. E agradeceu a forte presença das pessoas de Mar que ajudaram a encher o Salão Nobre dos Paços do Concelho.

O Padre Professor Doutor António Franquelim Sampaio Neiva Soares, nasceu em 2.12.1937, em Mar, e tem dedicado a sua vida ao estudo e investigação. Ordenou-se em 15 de Agosto de 1961, tendo sido pároco nas Caxinas, Vila do Conde. Professor na Póvoa e Braga, ocupa o cargo de Professor na Universidade do Minho, em 1986. Em Mar possui a maioria do espólio documental e bibliográfico em 1ª edição, sendo considerado um dos melhores do país. O seu trabalho como investigador foi reconhecido em 2008 pela Academia Portuguesa de História que o distinguiu com o prémio J. Veríssimo Serrão. Em declarações ao “Brisa de Mar”, o homenageado referiu que esta distinção “representa o reconhecimento público do meu trabalho. Um trabalho de mais de 50 anos na investigação e na cultura e nos livros, que tem sido um empenho muito grande.” E continuou: “depois, também é um esforço por aquilo que eu fiz pelo concelho, desde a Romaria. Foi muita coisa. Por isso, eu entendo que esta homenagem é justíssima”. Nota: Os artigos assinados são da inteira responsabilidade dos seus autores.

3

A tradição ainda marca o ritmo da Romaria a S. Bartolomeu. Foram imensas as pessoas e devotos que este ano acorreram a agradecer a cura ou pedir protecção a S. Bartolomeu para as maleitas ligadas ao medo, a problemas de fala, gaguez, epilepsia e gota. A jovem mãe Olga Lopes, de Arcos, Vila do Conde, não deixou de vir cumprir a promessa porque “é uma tradição antiga e os pais é que dizem que se deve cumprir para não apanhar a doença da gota, epilepsia e medos. É uma tradição que não faz mal”. Pois bem. Esta tradição continua enraizada no povo. É o sagrado e o profano que de mãos dadas fazem com que em Mar se realize uma das mais genuínas festas religiosas. O dia 24 teve na Eucaristia um momento alto. Presidida pelo padre Manuel Gonçalves, “Caetano”, foi concelebrada pelo Pároco Dr. Jaime Machado e pelo nosso conterrâneo Padre Alfredo Cardoso. Na homilia, o Pe. Caetano enalteceu a figura do homenageado, o Padroeiro S. Bartolomeu, enquanto “homem simples e homem de fé, um verdadeiro israelita no qual não há fingimento”, características S. Bartolomeu que são fundamentais enquanto foi um homem alicerces da Igreja. “simples, de fé, Bartolomeu é “O que existe em uma fé forte”, atisem mentiras e rou o sacerdote. E sobretudo, um homem “sem fingimentos”. mentira, sem fingimento”, quando Pe. Caetano hoje se vive num mundo de mentira, em que os políticos são mestres. “A mentira campeia no mundo e a comunicação social tem culpa nisso”, atirou o sacerdote. E deixou perguntas que merecem uma resposta de cada um, a saber, “onde está a verdade na nossa Igreja, na nossa sociedade? Onde está a verdade das nossas famílias, dos nossos empreiteiros, dos nossos trabalhadores, dos nossos professores e alunos?” Mas também deixou fortes desejos: “queria que os nossos cristãos, os nossos responsáveis deixassem a mentira e o fingimento, o dolo e começássemos a viver dando as mãos”. E terminou realçando a aposta em “saber copiar de Bartolomeu as coisas necessárias para aumentar a fé”. Este mesmo tema foi reforçado no sermão na praia, deixando um apelo aos governantes para defenderem as estruturas que são o ganha pão de milhares de pessoas em Portugal.

Feira do Linho tradição a reavivar A Feira do Linho que se realiza no dia 22 durante todo o dia, apresenta hoje, como nas últimas décadas, uma imagem em que falta a tradição… do linho, com excepção dos panos que ainda vão aparecendo como em qualquer tenda de qualquer feira… Foram muitos os instrumentos ou utensílios agrícolas que marcaram presença, poucos melões de casca de carvalho e melancias. Bastante fruta da época. Alguns sapatos, muitos doces e sobretudo enchidos à fartura. Brinquedos e bijutarias marroquinas e africanas foram uma enchente. Comes e bebes outro fartote, pois a barriga tem de ser contentada. No entanto, deixo duas perguntas: não seria possível libertar um dos lados da Avenida da Praia dos comerciantes ambulantes, para dar mais dignidade à passagem da Procissão? Disponibilizar um terreno junto à Avenida e encaminhar para lá os feirantes… Outra questão, que é um repto a todos. Quem avança com a cultura e preparação do linho para justificar o nome da Feira? Texto: M. Azevedo

T. e Fotos: Manuel Azevedo

Fotos: 2,3, 8 - M. Aires; restantes - M. Azevedo


B R I S A DE M AR - A GO S T O 2 0 1 1

4

Noticiário Religioso DIA MUNDIAL DA JUVENTUDE Realizou-se, neste mês de Agosto, em Madrid, o Dia Mundial da Juventude, presidido pelo Papa Bento XVI. Em ambiente de alegria, convívio fraterno, camaradagem e intercâmbio cultural, redundou num autêntico triunfo para os jovens. Quantas amizades abertas para sempre! Ultrapassou um milhão e quinhentos mil o número de jovens, oriundos de várias partes do mundo. A juventude é a esperança de amanhã. Conforme a orientação ministrada, assim será o seu futuro. Precisamos de jovens conscienciosamente bem formados, que sintam o dever da sua responsabilidade, preconizando um valorativo futuro pessoal. Todavia, por leis, nem sempre justas ou adequadas, quando promulgadas por interesses particulares ou sem digna mentalidade pessoal, quantos pais são eximidos de orientar os seus filhos no campo da educação. Até no contacto entre esses jovens se lamentam entre si díspares situações educacionais. Sem obstáculos, a igreja deve orientar a juventude no campo da formação integral e vida de fé, humanizando a comunidade no respeito mútuo e das normas da justiça. Pretendendo evitar a presença do Sumo Pontífice, logo surgiram adversas manifestações provocadas por laicos, feministas, homossexuais, movimentos da esquerda, etc., alegando falsas e iníquas razões, mas de harmonia com os princípios do ateísmo prático. Afinal, o Papa proclamou algum erro que ofendesse a humanidade? Não pediu ele, mais justiça, amor e caridade entre todos, para corrigir degradantes situações? A vergonhosa reacção dos

Pelo Pároco de Mar

- RODRIGO RIBEIRO DA CRUZ, filho de Manuel Augusto Abreu Cruz e de Sílvia Cepa Ribeiro Cruz, da Rua Estrada Real, em Mar. - MICKAEL CARDOSO LIMA, natural de Bastia, Córsega, França, filho de Carlos David Cardoso Lima e de Maria Arminda Lima Cardoso, domiciliados na Rua da Capela, em Mar. Dia 22 - RODRIGO COSTA CEPA, filho BAPTISMOS de Óscar Filipe Santos Cepa e de Susana Maria Patrão Costa Cepa, da Travessa No mês de Agosto receberam o Sacra- da Quinta, em Mar. mento do Baptismo: Dia 6 - MATIAS DA SILVA DE ABREU, CASAMENTO natural de Paris, filho de Ilídio Manuel No dia 20 de Agosto, celebraram o Rei Capitão de Abreu e de Cláudia Felis- Sacramento do Matrimónio LEANDRO bela Azenha da Silva, domiciliados na JOSÉ HIPÓLITO DA SILVA, filho de José Rua da Ribeira, em Mar. Hipólito da Silva e de Matilde Laranjeira - BRUNA LIMA SALEIRO, filha de Paulo da Silva, e VIRGINIE DE OLIVEIRA PEREIRamiro Lima Saleiro Maranhão e de RA, filha de Joaquim Pereira e de Maria Salete Maria Lima Cardoso, da Rua da Isabel Gouveia de Oliveira, residentes Igreja Velha, de Mar. em Loiret, França. Dia 13 - As gémeas GEOVANNA DE ÓBITOS OLIVEIRA DOS SANTOS e TAHIS DE OLIVEIRA DOS SANTOS, naturais de Creteil, No dia 18 de Agosto faleceu JOSÉ França, filhas de Ezequiel Amorim dos ALVES PARENTE, de 80 anos de idade, Santos e de Cristine Moura de Oliveira, filho de Adelino Alves Parente e de Rosa domiciliados na Avenida da Praia, em Alves Cardante, viúvo de Maria Augusta Mar. Gonçalves Cepa, da Bouça Grande. Dia 14 - TIMÉO CEPA MOTA, natural de No dia 20 de Agosto faleceu MARIA Orleans, França, filho de Ivo Manuel AUGUSTA LARANJEIRA ALVES, de 76 Cepa Mota e de Patrícia Emília Basto da anos, viúva de Mário Pires Laranjeira, Silva, domiciliados em Telões, concelho filha de Abílio Alves e de Maria Pires de Amarante. Laranjeira, do Lugar do Calvário. - LUÍS CAPITÃO PEREIRA, filho de Car- No dia 30 de Agosto, faleceu MARIA los Alberto Machado Barros Pereira e de CAROLINA RODRIGUES LIMA, de 71 anos Maria de Lurdes Capitão Cerqueira, da de idade, casada com Alfredo Vaz SaleiRua das Oliveiras, em Mar. ro de Abreu, filha de David Rodrigues - RAFAEL MARQUES CEPA, filho de Pau- Lima e de Beatriz da Costa Lima, da Rua lo Manuel dos Santos Cepa e de Maria das Oliveiras. do Carmo Cerqueira Marques, da Rua da Sentidos pêsames às famílias. Estrada Nova, em Mar. laicos apenas se explica pela degradação da sua consciência, quanto ao sentido da justiça num mundo convulsionado pelo erro, pela mentira e pelo mal social. Que mundo é esse, sem religião e sem Deus, orientado pela tirania e abuso de poder? Que a juventude saiba dar uma convincente resposta a tanta maléfica propaganda contra a verdade.


B R I S A DE M AR -

5

A GO S T O 2 0 1 1

DIA DO MUNICÍPIO

2

1 3

4 O Dia do Município de Esposende, 19 de Agosto, foi marcado pela sessão solene que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Município, presidida pelo presidente da Câmara, João Cepa. Um dos momentos altos foi a distinção de entidades e individualidades cujo desempenho e acção têm contribuído para o desenvolvimento do concelho e para levar o seu nome longe. Depois do hastear das bandeiras ao som da Banda dos Bombeiros Voluntários de Esposende (Foto 1), seguiram-se as condecorações. Ao Padre Doutor António Franquelim Neiva Soares, de Mar, com a Medalha de Mérito Cultural (Foto 2) e Abílio Cepa Cerqueira, de Mar, e ex-presidente da Junta, com a Medalha de Mérito Municipal (Foto 3). E porque era dia de festa para a freguesia de Mar foram muitas as pessoas da freguesia que marcaram de forma honrosa e brilhante a sua presença nesta cerimónia (Foto 4). Os “Lacticínios das Marinhas”, pelos seus produtos, sobretudo pela manteiga que é uma das melhores do mundo, foi distinguido com a Medalha de Mérito Municipal, que foi recebida pela Administradora, Engª Berta Castilho (Foto 5). Com a Medalha de Mérito Municipal foi ainda agraciado o ex-comandante da GNR Victor Manuel Gonçalves Esteves (Foto 6); Manuel Arlindo Nunes da Silva Pinto, 2º Comandante dos Bombeiros de Esposende; António Rui Lima Veloso Costa, Mestre Chocolateiro da Pastelaria e Bom5 bonaria “Marbela”, de Espo- 6 sende. Com a Medalha de Mérito Desportivo foram distinguidos: João Luís Peixoto Ribeiro, canoísta, e José Manuel Sousa Martins Faria, treinador de Canoagem, ambos do Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses; a União Desportiva de VilaChã; a Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Fonte Boa e o Gandra Futebol Clube. Continua p. 3


B R I S A DE M AR -

6

A GO S T O 2 0 1 1

ROMARIA DE S. BARTOLOMEU Foto 1 - O povo devoto de S. Bartolomeu participa na Missa Solene.

2

Foto 2 - O banheiro José Ramiro dá o Banho Santo, como faz há dezenas de anos, às crianças para perderem os medos.

1

1

Foto 3 - Os figurantes dão brilho especial à Procissão ao mar.

Foto 4 - O Mordomo segue à frente do Pálio.

Foto 5 - A Procissão teve mais dignidade com a participação das autoridades civis, militares e religiosas.

3 5

Foto 6 - A Banda de Belinho acompanhou as cerimónias ao longo do dia.

4

Foto 7 - Os frangos oferecidos ao Santo são leiloados no final da Procissão.

Foto 8 - As

7

Festas terminaram em beleza com uma magnífica sessão piromusical.

8 Continua p. 3

6


B R I S A DE M AR - A GO S T O 2 0 1 1

7

COMISSÃO DE FESTAS 2012

ESCUTEIROS Continuação da p. 10

em 2009 - pretende juntar as várias gerações que ao longo dos tempos foram passando pelo Agrupamento nº 82. Pretende-se ainda criar uma harmonia contínua de união e recordação de momentos com todos aqueles que desde sempre simpatizaram com o Agrupamento. Ao longo da tarde de sábado, foram realizados alguns jogos tradicionais, enquanto nas brasas, ia assando um porco no espeto, motivo ainda mais forte para o convívio. Um dos momentos altos deste convívio foi a Benção da nova Bandeira do Agrupamento pelo Assistente de Agrupamento Dr. Pe Jaime Cepa Machado, com a presença de vários escuteiros e onde esteve presente o Dirigente, não activo do Agrupamento, Nélson Abreu. Com o cair da noite, foi tempo de provar o porco no espeto, acompanhado de uma boa bebida, visualizar fotografias desde a fundação do Agrupamento e “matar” saudades dos instrumentos da fanfarra, dando um toque, por parte daqueles que o pretenderam fazer. A todos, escuteiros activos ou não, amigos, familiares e demais, uma palavra de apreço pelos quase 35 anos de escutismo na nossa Freguesia. O Agrupamento nº82 agradece a todos aqueles que nos últimos tempos nos têm cedido fotografias para procedermos à sua duplicação e arquivo em formato digital.

Finda a Romaria de S. Bartolomeu, resta-nos agradecer a presença de todos quantos a visitaram, nestes dias festivos. Queremos, também, agradecer de uma forma grandiosa, a todos aqueles que connosco colaboraram: a gente da nossa terra, patrocinadores, empresas, instituições, autarquias e demais colaboradores. Uma palavra especial à nossa família, pelo apoio incondicional durante este ano de trabalho na preparação e realização da Romaria. Resta-nos, à semelhança dos anos anteriores, nomear a Comissão de Festas para o ano 2012, a quem desde já desejamos as maiores felicidades: Comissão da Fábrica da Igreja - Reverendo Pároco Jaime Cepa Machado; Fernando Vaz Saleiro Maranhão; António Abreu Capitão; Ilídio Saleiro Maranhão Figueiredo; Carlos Manuel Sampaio Brás Lima; Gonçalo Abreu Capitão; José Manuel Saleiro Martins; Manuel Cândido Merrelho Gomes; António Alves Correia; Paulo Saleiro Maranhão Figueiredo; Fernando Silva Baltazar; Jorge Martins Cardoso; Aníbal Regado Saleiro Lima; António Lacerda Sá; Carlos Filipe Carneiro Claro; Victor Lima Soares; Manuel Martinho Torres de Almeida; Carlos Manuel Pereira; José Manuel Ribeiro Barros; José Manuel; Adélio Justo Maranhão; Carlos Eusébio Viana Machado; Albino Barbosa de Almeida e Manuel Fernando Lemos. Comissão de Festas 2011 e Pároco

ENCONTRO DE FANFARRAS Realizou-se no dia 21 de Agosto em Mar, e integrado na Romaria de S. Bartolomeu do Mar, o Encontro de Fanfarras 2011, que teve como principais motivos as comemorações dos 35 anos do Agrupamento e o embelezamento das Festividades da nossa freguesia. Neste Encontro de Fanfarras marcaram presença as fanfarras de S. Bartolomeu do Mar, que iniciou a sua actuação na Rua de S. Bartolomeu do Mar; a fanfarra de Laúndos - actuou pela primeira vez num desfile de fanfarras - que iniciou a sua actuação da zona Sul da Freguesia; a Fanfarra de Vale S. Martinho que saiu da Avenida da Praia, em direcção à EN13 e a Fanfarra das Marinhas que partiu junto do cemitério. Todas as fanfarras deram as suas entradas no Adro Paroquial, e depois, por ordem inversa à sua entrada, procederam às suas demonstrações habituais. Foram convidados e estiveram presentes na Mesa de Honra do nosso Encontro: Chefes das Fanfarras presentes, Assistente de Agrupamento - Dr. Pe Jaime Cepa Machado, Chefe do Núcleo Cego do Maio - Chefe José Maria Fontes, Presidente da Junta de Freguesia - Manuel Cadete, Presidente da Comissão de Festas 2011 de S. Bartolomeu do Mar - António Cardo-

so, Chefe do Agrupamento - Chefe Delfim Cepa e o Chefe Adjunto do Agrupamento - Chefe Fernando Maranhão. No final de todas as actuações foram entregues lembranças pela Comissão de Festas e Junta de Freguesia a todas as fanfarras, e foram entregues lembranças relativas ao Encontro de Fanfarras 2011 pelo Agrupamento 82 - S. Bartolomeu do Mar a todas as fanfarras, Assistente de Agrupamento, Chefe de Núcleo, Chefe de Agrupamento, Chefe Adjunto do Agrupamento, Junta de Freguesia de Mar, Comissão de Festas S. Bartolomeu do Mar, e ao Fundador da Fanfarra de S. Bartolomeu do Mar, António Manuel Vilas Boas Abreu. A recolha de andores prevista para as 14h30, realizou-se pelas 18h com a Fanfarra de S. Bartolomeu do Mar. João Cepa -

Comunicação e Imagem


B R I S A DE M AR - A GO S T O 2 0 1 1

8

COLABORAÇÃO

NOTÍCIAS DA ASSOCIAÇÃO

O apoio que cada assinante oferece ao nosso Jornal “Brisa de Mar” é fundamental para minorar as despesas que o mesmo acarreta. É com alegria e muito esforço que trabalhamos para que o “Brisa de Mar” seja publicado sem grandes sobressaltos. Daí a necessidade de todos colaborarem nesta grande tarefa que é de todos e de cada um. Sabemos que nem sempre temos a disponibilidade do momento, mas é importante que cada um, à medida das suas possibilidades e quando assim entender, ofereça a sua comparticipação para esta causa. Quando todos ajudam, o fardo torna-se mais leve. Aos que vão colaborando, como estes amigos que hoje registamos, o nosso muito obrigado. Manuel Cepa Martins, 20 E; Manuel Laranjeira, 20 E; Fernando Saleiro Maranhão Figueiredo, 50 E; Manuel Silva Neiva, 20 E; Carlos Alberto Capitão Rei, 30 E; Manuel Domingues Afonso, 30 E; Manuel Cândido Lima Capitão, 15 E; Luís Carlos Cepa Vieira, 20 E; Adelino Cepa Machado, 20 Euros; Manuel António Costa Laranjeira, 20 E; Manuel Abreu Enes, 10 E; Delfim Cepa Rei, 20 E; Manuel Cepa Rei, 20 E; Júlio Fernando Couto Nunes, 10 E; António Eduardo Cerqueira, 15 E; António Manuel Capitão Sapateiro, 15 E; Maria Celeste Dias, 30 E; Manuel Joaquim Martins Laranjeira, 40 E; Germana dos Santos Arezes, 20 E; José Manuel Azevedo Regado, 50 Euros. Redacção

ANIVERSÁRIOS

Dê Sangue! Seja Solidário! Os gestos solidários devem manifestar-se, ora nos momentos de grandes dificuldades, para socorrer os acidentados, ora para prevenir possíveis situações anormais. Dar sangue deve ser uma preocupação de todos no sentido de ajudar aqueles cuja saúde está débil, necessitando de recorrer às unidades hospitalares. Portugal vive uma situação de crise económico-financeira que não se pode espelhar numa crise solidária. Por isso, todos devemos colaborar nesta causa nobre e desinteressada, que é o dar sangue. Efectivamente, só quem precisa e passa por situações graves de saúde reconhece o valor da dádiva de sangue. Todas as pessoas com idade compreendida entre os 18 anos e 65 podem dar sangue, sem qualquer problema. Dar sangue hoje em dia é feito com toda a segurança em termos médicos e não causa qualquer problema de saúde a quem dá. Vamos dar sangue, sempre que seja possível! Dia 25 de Setembro a dádiva é em MAR. Compareçam.

Próximas recolhas - SETEMBRO: 25 - S. BARTOLOMEU DO MAR. OUTUBRO: 09 - Fonte Boa; 13 Câmara Municipal de Esposende; 16 - Palmeira de Faro; 27 - Escola Básica 2,3 Marinhas e Escola Básica 2,3 Apúlia, entre as 14,30 e as 18,30 Horas. As recolhas decorrem entre as 9,00 e 12,30 Horas, com excepção das situações indicadas.

Agosto 03 – Susana Martins dos Santos, 19 04 – Dr. Vasco Jesus Meira Viana, 47 05 – António Fernando Abreu Sampaio, 48 07 – Maria Olívia Viana Martins, 44 08 – Rosa Maria Viana Martins, 37 12 – Liana da Silva Afonso, 3 13 – Vítor Manuel Soares da Silva, 67 14 – Mário Fernando Gonçalves Viana, 53 17 – António Rodrigues Lima, 56 18 – Dr. Manuel José C. Pires Carneiro, 57 20 – Manuel Arménio Laranjeira da Silva, 41

22 – Hilário Paulo Moreira Martins, 36 - Manuel da Silva Neiva, 63 23 – António Fernando de Abreu Cepa, Presidente do Centro, 67 - Rui Tiago Saleiro de Barros, 43 - Rita Matos Maranhão Peixoto, 11 24 – Manuel Sampaio Lima, 52 - Elísio José Afonso Faria, 9 30 – Fernando Laranjeira Meira, 52 - Fernanda Maria Neiva Costa, 33 31 – António Maria Miranda Neves, 55

A todos os aniversariantes “Brisa de Mar” deseja muitas felicidades e longos anos de vida.

COMPANHIA DE ARTILHARIA 1542 Continuação da p. 10

O convívio da Companhia de Artilharia 1542 começou com a Missa presidida pelo Rev. Dr. Jaime Machado, em sufrágio pelo José Lima, bem como do primo Gastão Lima, dos ex-combatentes falecidos da freguesia de Mar e dos ex-combatentes falecidos que integraram a Companhia 1542. Um dos momentos de grande emoção entre os presentes foi a saudação ao comandante Major Celestino Costa, que com os seus 76 anos não falha um convívio. Foi com enorme emoção que recordou a árvore onde tiveram de enterrar o corpo do José Lima, no meio do mato junto do rio Guatize. Na homilia, o pároco lembrou ser um “dever de justiça e gratidão homenagear” os jovens “autênticos heróis ao serviço de Portugal” que deram a vida “em defesa do bem comum e da Pátria”, merecedores “do nosso respeito e admiração”. Por isso, a sua memória “não pode ser esquecida, mas deve ser perpetuada”. E concluiu: “sejamos gratos para com os nossos jovens, honrando a sua memória e perpetuando o seu nome, pois bem o merecem”. Após a bênção e inauguração da lápide no Memorial aos exCombatentes e a colocação de flores pela Companhia e familiares, usou da palavra o Major Celestino, com a verticalidade e solidariedade que o caracterizam, lembrou o percurso dos três dias que carregaram os corpos dos três soldados que “morreram pela Pátria” e dos sete feridos. E lamentou o esquecimento dos governos para com estes homens, ao afirmar: “infelizmente estamos num país cujos governantes parecem ter vergonha dos seus mortos da guerra de África. O que causa vergonha é esquecê-los”, adiantou. E continuou na sua crítica: “parece que estão à espera que a gente desapareça para o problema ficar resolvido”. E concluiu: “fomos actores com um pequeno papel. Desempenhámo-lo bem e fizemos o melhor que sabíamos e podíamos. Não temos nada que nos envergonhar, pois cumprimos a missão que nos confiaram”, rematou o Comandante. O organizador Joaquim Ribeiro, agradeceu ao presidente do Centro Social de Mar, ao presidente da Junta, ao Pároco, ao Grupo Coral e à família Saleiro Lima a total disponibilidade para a Companhia viver um dia “tão feliz e de grande alegria”. O convívio continuou com o almoço de confraternização na Estalagem Zende, em Esposende. T. e Fotos: M. Azevedo

DAR SANGUE É… DAR VIDA. DÊ SANGUE. SEJA SOLIDÁRIO!


B R I S A DE M AR - A GO S T O 2 0 1 1

9

Centro Social de Mar

Pintor Fernando Rosário expõe em Esposende

Reunião de Pais

No dia 31 de Agosto a Direcção do Centro Social da Juventude de Mar e o corpo docente reuniram com os pais e encarregados de educação das crianças que vão dar início aos trabalhos lectivos para o ano de 2011/12. O presidente da Direcção, Fernando Cepa, deu as boas vindas aos presentes e referiu algumas regras fundamentais para o bom funcionamento do Centro, com vista a criar as melhores condições de trabalho e bem estar para as crianças. Salientou o esforço da Direcção na recuperação das Salas do Jardim e ATL, seguindo-se ainda a recuperação do parque infantil e do parque de recreio. Questões de segurança, higiene, doenças e medicamentos, circuito do autocarro, pagamentos, entrega das crianças e distribuição das educadoras e auxiliares, foram assuntos tratados nesta reunião que contou com elevado número de pais. Na Creche trabalham a Carla Fernandes, Marisa, Olívia, Carmo e Elisabete. No Jardim: 3 - Sofia Sá e Lúcia Carneiro; 4 - Sérgia e Sameiro; 5 - Sofia Castilho e Aida. ATL: Diana e Zira. Cozinheiras: Valéria Viana e Esmeralda.

O Pintor e retratista Fernando Rosário tem patente na Sala dos Azulejos, do Museu Municipal, em Esposende uma exposição de quadros em óleo sobre tela e aguarela sobre a temática “o rio, de vila a cidade, figuras locais e tradições”. A exposição que conta com o apoio da Fundação António de Almeida, integra-se nas comemorações do Centenário do edifício do Museu e pretende ser uma “reorganização dos valores de identidade e de memória de Esposende”. O autor que tem obras em Portugal, Brasil, EUA, Canadá, Espanha, França, Alemanha e Suíça foi distinguido pelas Câmaras de Esposende e Felgueiras, Universidades do Porto e de Coimbra, Academia Portuguesa de História, Sé de Braga, Misericórdia de Barcelos e Núncio Apostólico.

ACICE promoveu Feira Medieval A ACICE promoveu entre 2 e 4 de Setembro a primeira Feira Medieval, nas ruas centrais de Esposende como forma de atrair visitantes e turistas ao concelho, beneficiando deste modo os comerciantes locais. Para além das iguarias e produtos próprios da época foi interessante observar todo um conjunto de peças de artilharia, armas de combate e de tortura que deliciaram os muitos presentes. Jogos variados e ruas enfeitadas à época e muita música típica e espectáculos variados constituíram uma atracção que deixou satisfeita a organização. A iniciativa integra-se no programa “MODCOM”.

AGRADECIMENTO MARIA CAROLINA RODRIGUES LIMA

Primeira Comunhão

A Família vem, por este único meio, agradecer a todas as pessoas que assistiram ao funeral da saudosa extinta MARIA CAROLINA RODRIGUES LIMA, assim como àquelas pessoas que participaram na Missa de 7º Dia e que lhe manifestaram o seu pesar neste momento de dor. Mar, 2011.09.07 A Família PUB

Molduras por medida Espelhos

por medida

Lembranças No dia 15 de Agosto procedeu-se à cerimónia da Primeira Comunhão, nela participando 14 crianças (6 meninos e 8 meninas). Dia de alegria e de festa para essas crianças, seus pais e familiares. Para confirmar uma vida séria e de fé, era bom que uns e outros, pais e filhos, se aproximassem frequentemente da mesa eucarística: os pais para educarem os seus filhos no caminho da fé e as crianças, para seguirem o bom exemplo dos seus pais. Que estas festas não sejam, como infelizmente acontece nos nossos dias, uma solene abjuração da fé e prática religiosa, mas sim, uma edificante manifestação de vida cristã. T: Pároco F: M. Azevedo

Álbuns Analógicos Porta– Fotos Telas Estrada Nacional 13 - Frente ao Cemitério - Nº 19 - MAR Tel. 253 872 863 - 962 342 903 - 936 276 707 polcelest@hotmail.com - marinharte@hotmail.com


BRISA DE MAR - AGOSTO 2011

10

Cantinho do Jardim

Luísa Lima

Olá! Sou a Luísa Lima. ATL, instituições de apoio à infância ou centro de cuidados humanos e similares. E perguntam vocês quem é a Luísa? Sou uma simples estagiária que está a trabalhar no Centro Social da Desde sempre gostei de crianças pois é uma Juventude de Mar, na Sala dos 2 anos e que acompanha as crianças área bastante gratificante; por isso, escolhi estagiar neste local. desde a Sala de 1 ano. No meu estágio acompanho as crianças nas suas actividades diárias, como alimentação, higiene e actividaEste estágio faz parte do Curso de Técnicas de Serviços Pessoais e à des pedagógicas, entre outras. Tento semComunidade. pre fazer com que as crianças se sintam Um Técnico de Serviços Pessoais e à bem nos seus trabalhos e brincadeiras. É maravilhoso ouvir e sentir as gargalhaComunidade é um profissional que no das das crianças e bebés, pois enchem o respeito pelas normas do ambiente, higiene e segurança, coordena, distribui meu coração. À medida que o tempo pase realiza tarefas de cuidados humanos sa vou aperfeiçoando as minhas actividades e aprendo também com os “meus necessários a utentes no domicílio ou em meninos” pois cada dia ensinam-me a situações de internamento. Esses cuidados podem ser prestados entendê-los, a ser mais paciente e, sobreem lares da 3ª idade, centros de dia, tudo, a ser uma pessoa melhor. centros educativos, acompanhamento de

COMPANHIA DE ARTILHARIA 1542 HOMENAGEIA JOSÉ VAZ SALEIRO LIMA A Companhia de Artilharia 1542 marcou o convívio anual no dia 3 de Setembro na freguesia de Mar, aproveitando o momento para homenagear um dos filhos da nos1 sa terra, José Vaz Saleiro Lima, 2 falecido em combate em 1966, em Moçambique. Da homenagem constou Missa em sufrágio e a colocação de uma lápide em nome de todos os colegas do José Lima. (Foto 1). A emoção entre os participantes foi grande, com destaque para o comandante, Major Celestino Costa. (Foto 2). Colegas e familiares do José Lima testemunharam para as câmaras o carinho e amizade para com o ente falecido. (Foto 3). 3

ESCUTEIROS EM ACÇÃO Os Escuteiros de S. Bartolomeu do Mar realizaram o tradicional Acampamento de Verão para escuteiros e familiares nos dias 27 e 28 de Agosto, em Lamas de Mouro, Melgaço. Ao longo destes dois dias, os 47 participantes, entre escuteiros e familiares, conheceram as localidades de Caminha, Santuário da Senhora da Peneda, Parque de Campismo de Lamas de Mouro e Melgaço. Este acampamento que tem como objectivo o recompor as energias gastas ao longo do ano pelos escuteiros e seus familiares, pretendeu ainda tornar estes dois dias em

momentos de convívio, união e conforto entre todos, para assim começar um novo ano escutista dinâmico e coeso.

CONVÍVIO DE ANTIGOS ESCUTEIROS Realizou-se no dia 6 de Agosto, no Adro paroquial de Mar o 2º Convívio de antigos escuteiros e amigos do Agrupamento. Este convívio que conta já com a 2ª edição - a primeira foi Continua p. 8

Continua p. 7


Brisa de Mar - nº 319 - Agosto 2011