Issuu on Google+

CADERNO 1 book da coleção


2: ABISMO

octa fashion 2013 valdecir babinski jĂşnior


Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Centro de Artes - CEART Departamento de Moda - DMO Curso de bacharelado em Moda Habilitação em Design de Moda - Oitava fase

Coleção: 2: abismo Professor-orientador: Dr. Lucas da Rosa

Acadêmico: Valdecir Babinski Júnior


CADERNO 1 - book da coleção CONTEÚDO:

CONCEITO EMPRESA LIFESTYLE Perfil e personagem PARÂMETROS Capas Mangas com fendas Volumes e formas Bordados New Metallic Lesbian Chic CORES Cartela de cores Distribuição de cores na coleção MATERIAIS Cartela de materiais Teste de caimento dos materiais AVIAMENTOS Cartela de aviamentos CARTELA ADICIONAL DESIGN TÊXTIL GERAÇÃO DE ALTERNATIVAS ESTUDO DE CORES CROQUIS DIGITAIS MAPA DA COLEÇÃO


CONCEITO


Conceito: maçonaria e barroco

Deslocar o discurso estético de forças antagônicas, cruzá-lo com autoralidade e identidade de Moda e reescrevê-lo sob a forma de um produto do vestuário. Esta é a essência da coleção 2: a dualidade é o abismo da busca pelo equilíbrio. Em cada ponta da extremidade, uma luz e um objeto a ser iluminado: bem e mal, inércia e movimento. Ao meio, o abismo, a garganta dantesca de tudo o que existe entre os opostos. Dela, a Maçonaria e o barroco partem como princípios para a construção de uma coleção de Moda feminina que, por sua vez, baseia-se no universo masculino para transpor valores imateriais do restrito orbe varonil maçônico para a materialização de um prátio feminal volumoso, expressivo e barroco.


PAINEL CONCEITO


EMPRESA


Empresa: um negócio de moda

A Babinski é uma empresa fictícia de consultoria para confecções. Baseada na prestação de serviços de um microempreendedor individual, a empresa busca desenvolver produtos autorais e que agreguem valor às marcas de seus clientes. Nesse contexto, o book da coleção 2: abismo é uma proposta de caderno de criação e desenvolvimento de produto para o cliente X. O cliente, também fictício, consiste em uma marca de vestuário da região Oeste de Santa Catarina, com confecção própria e de porte pequeno. Focada na venda de peças sociais, o cliente X projeta adentrar no mercado de roupas de festas – especificamente vestidos de festa. O objetivo está em ultrapassar o status de confecção e abranger o espírito de um atelier de Moda. Para tanto, a Babinski Consultoria apresenta a coleção 2: abismo como o veículo de transformação do Cliente X. Clássica e sofisticada, a coleção está destinada ao público da marca cliente: mulheres de classe alta, com amplo poder aquisitivo, residentes no Oeste catarinense.


LIFESTYLE


Lifestyle: perfil, personagem e público-alvo Na tradução para a língua portuguesa, Lifestyle significa estilo de vida. Em linguagem de Moda, Lifestyle refere-se às características do público-alvo consumidor do produto projetado. O consumidor deve, então, ser compreendido segundo as mais variadas perspectivas – neste momento, quando mais informações sobre ele dispor o Book, mais assertiva e vendável será a coleção. A coleção “2: abismo” está destinada ao público do negócio de Moda fictício, conforme descrito na anteriormente no presente estudo. O público-alvo é caracterizado pela mulher das classes mais abastadas da região Oeste catarinense. Financeira e profissionalmente bem sucedida, ela busca, através da compra de produtos locais, fomentar o desenvolvimento do comércio e da indústria regional. O público-alvo não possui uma faixa etária predeterminada, mas sim um estilo de vida que o caracteriza como um personagem com valores globais, comprometido com a consciência de si e de seus valores. A seguir, será traçado um perfil deste público, bem como será exposta a possibilidade da construção de um personagem para ilustrá-lo.


PERFIL E PERSONAGEM Tal qual a Maçonaria que deixa apenas parte de si exposta à percepção exterior, formando um escudo psicossocial à vitrine de sua posição como sociedade paralela, a mulher da coleção “2: abismo” é uma figura construída pela visão de seus colegas de trabalho e amigos, pois de sua vida privada sabe-se pouco. Não totalmente secreta, mas discreta, a vida dela está baseada no tempo como moeda de troca abundante. Hedonista e proprietária de seu dia, ela dispõe de momentos livres para relaxar e fazer compras, experimentar roupas e cuidar de sua beleza. Com frequência, parte do aeroporto de Chapecó (Santa Catarina) rumo a outros centros urbanos, como Florianópolis (SC) e São Paulo (SP). No final do ano, permite-se um destino internacional, como Paris (França). Os planos para a próxima ida ao exterior são outra incógnita. Se essa mulher pudesse ser descrita através de um personagem, ela seria uma versão hipermoderna de Elizabeth Aldworth, figura emblemática da narrativa maçônica. Elizabeth é motivo de incansáveis discussões: alguns historiadores apontam que ela teria sido a primeira mulher dentro da maçonaria. Elizabeth viveu na Irlanda durante o período barroco – período artístico que está dentro dos parâmetros que baliza a coleção “2:abismo.” Nascida em Saint Leger, em 1693, ela viveu durante o século XVIII e foi testemunha de um ritual da Maçonaria que acontecera na casa de seu pai, local da então Loja maçônica Doneraile House. A lenda a seu respeito conta que, após ter sida descoberta, Elizabeth foi iniciada por seu pai, o Visconde Doneraile, nos segredos da Ordem. Mais tarde, ela se tornou uma grande liderança dentro da Maçonaria, tendo recebido honras e sendo retratada, publicadamente, como a “Senhora Maçom”. Elizabeth Aldworth faleceu em 1773. Tal qual a Elizabeth de outrora, a mulher consumidora da coleção “2:abismo” é curiosa e forte, e posiciona-se, não raro, no papel de matriarca e mantém seu meio sob seu controle. Ainda que procure manter uma dieta saudável, com frutas, verduras, alimentos orgânicos e à base de soja, a matriarca esta presa ao uso de medicamentos, como ansiolíticos, antidepressivos, calmantes, indutores de sono e de inibidores de apetite. Pois, como toda pessoa que coloca o trabalho ou a família à frente de sua vida, ela também é vítima e escrava das consequências de uma rotina outrora desgastante. Às seções de psicoterapia, essa Elizabeth contemporânea foge com frequência, trocando-as por idas ao cirurgião plástico, ao estilista e à academia. Vaidosa, ela deixa escapar entre um café e outro, sua feminilidade, ao falar sobre joias e pedir a indicação de um bom salão de beleza. Com a maquiagem sempre impecável, mas nunca excessiva, ela é vista como referência para as mulheres que estão ao seu redor. Seu corpo, moldado na mesa de um bom cirurgião da região Oeste, também destaca sua aparência, já que denota maior jovialidade do que as mesmas mulheres de sua idade – outro fator oculto de Elizabeth. A idade, os interesses e os motivos que a levaram para o Oeste catarinense são incógnitas, conversas das quais, geralmente, desvia. Mulher de sucesso, Elizabeth não expõe sua vida aos amigos. Nada se sabe sobre sua vida conjugal ou sua sexualidade.


ELIZABETH ALDWORTH


Ta l c o m p r e e n s ã o é f r u t o d e p a r t e d a v i s ã o d o microempreendedor individual sobre o público-alvo da marca cliente. Pode-se, ainda, resumidamente classificar o público segundo as seguintes percepções: Comportamento Vaidosa e hedonista, gosta de tirar um tempo para si e pode dispor de tardes inteiras em um atelier ou loja de moda; Cenário Casa, quarto, salão de beleza, sala de cirurgia, loja de sapatos, shopping, restaurante, veterinário, aeroporto, hotéis, museus, academia, cafés; Consumo Remédios, maquiagens, acessórios, passagens aéreas, vestidos, frutas, produtos de soja, carros, ternos, tailleurs, objetos de decoração. Como denota o quadro anterior, dentre as peças clássicas do guarda-roupa dessa personagem, o terno feminino é quase um uniforme. Da sala de reuniões às idas ao veterinário para levar seu bichinho de estimação, o terno do dia-a-dia só é substituído pelo tailleur, quando a calça sai e entra a saia. Apesar de viajar muito, Elizabeth gosta de comprar na região, pois acredita no fortalecimento do mercado e da indústria local. Dentre as marcas da qual é cliente fiel, está a marca do Cliente “X”. E é vislumbrando um público como a Elizabeth que a marca do Cliente “X” pretende oferecer um novo produto, na mesma linha dos ternos e tailleurs: vestidos de festa. Para tanto, vestidos de festa tornamse o norte para o desenvolvimento da coleção de moda projetado na coleção “2:abismo”. Para sintetizar visualmente o público-alvo, fora elaborado um painel específico, conforme observa-se a seguir. A montagem das imagens corrobora o discurso exposto até então (ver figura ao lado). O painel de Lifestyle apresenta uma composição de dezesseis imagens, que representam desde objetos do cotidiano do público-alvo e locais que frequenta até seus hábitos alimentares e comportamentos. Por fim, compreende-se que o Lifestyle da coleção 2: abismo está baseado na disponibilidade de tempo e dinheiro da mulher bem sucedida do Oeste catarinense, o público-alvo do Cliente “X”.


PAINEL LIFESTYLE


PARÂMETROS


CAPAS

MANGAS COM FENDAS

VOLUMES E FORMAS

BORDADOS

NEW METALLIC

LESBIAN CHIC


Capas

O conceito de capa está relacionado com a Maçonaria, ao passo em que esta é constituída por camadas sobrepostas, degraus filosóficos que hierarquizam o conhecimento dentro dos templos. Cada etapa do conhecimento é revelada conforme o Maçom evolui e caminha dentro da Ordem. Durante o período barroco a capa figurava entre as sobrevestes mais comuns. La robe, como era chamada no começo do século XVI, apresentava-se sempre aberta na frente e com cauda nas costas. Lanvin, Valentino e Zuhair Murad são referências internacionais que trouxeram, recentemente, a capa à passarela. Grandes ateliers nacionais, como Gloria Coelho, Fernanda Yamamoto e Lino Villaventura, também apostaram na capa em composição com vestidos de festa. A figura ao lado ilustra alguns desses looks. Lisas, estampadas, curtas, longas, uídas ou estruturadas, as capas marcam presença nas passarelas das semanas de moda nacionais e internacionais (no ano de 2012). E é perceptível como elas estão associadas ao conceito de luxo, requinte e sofisticação. Assim, as capas retomam o estilo barroco no discurso da sobreveste e correlacionam-se com a Maçonaria através da sobreposição de camadas.


PAINEL DE PARÂMETROS DE MODA - CAPAS


Mangas com fendas Durante o período barroco, as mangas das sobrevestes possuíam pequenas ombreiras, e eram abertas na parte da frente e abotoadas nos punhos. As mangas bufantes pertenciam aos vestidos (La jupe). Com alguma semelhança estética para com aquelas mangas, ombros à amostra e fendas nas mangas são parte das novas apostas nacionais e internacionais. Destacam-se as peças publicitárias da Givenchy e da Prada, que trazem requinte em looks esportivos e despojados. Em solo brasileiro, os holofotes estão em Lino Villaventura e Animale, conforme a imagem ao lado ilustra. No painel ao lado, imagens de peças de looks de diversas marcas são contrapostas com campanhas publicitárias. A tendência de mangas com fendas é, então, percebida e apresentada relacionada com status de luxo, festa e inverno. Na coleção “2: abismo”, mangas com fendas combinam-se com capas, cores metálicas, bordados e volumes barrocos para formarem vestidos de festa criativos e autorais.


PAINEL DE PARÂMETROS DE MODA - MANGAS COM FENDAS


Volumes e formas A inspiração para os volumes e as formas da coleção é fruto da tríade maçônica Liberdade, Igualdade e Fraternidade. A forma triangular, presente também em outros símbolos da Ordem, fora deslocada para o plano estético, no qual pôde ser traduzida em vestidos com saias amplas e em recortes geométricos. Do barroco, a inspiração está nas volumosas sobreposições de anáguas e na cauda. Vale ressaltar que, durante o século XVI, as anáguas eram confeccionadas com oito até doze camadas de tecido. O aspecto triangular ganha a tridimensionalidade do volume barroco através de vestidos com corpulentas saias ou com camadas de tecidos acumuladas na parte inferior da peça (vestido tipo sereia), cuja forma é garantida através estruturadas anáguas de outras várias camadas. No painel ao lado, essa silhueta pode ser percebida em diferentes vestidos. Na figura ao lado, dezesseis vestidos de festa estão dispostos com a finalidade de denotar as diferentes maneiras de interpretação e construção da forma triangular. Forma, esta, que também está presente na modelagem através de nesgas, palas geométricas e pences embutidas. Ainda vale ressaltar, que os vestidos volumosos estão associados à simbologia maçônica, ao passo que vistos sob uma perspectiva ortogonal (de cima), assemelham-se com a representação do sol da Ordem, um círculo perfeito com um ponto no meio. Assim, volumes barrocos e formas triangulares são elementos marcadamente presentes na construção dos looks da coleção “2: abismo”.


PAINEL DE PARÂMETROS DE MODA - VOLUMES E FORMAS


New Metallic O New Metallic, ou Novo Metalizado, em português, consiste em uma tendência de moda para as cores do inverno do ano de 2015. Essa trendcolor (tendência de cor) soma-se com os tons terrosos e apresenta as variações do cobre como força principal. O dourado e o prata são cores secundárias nessa nova palheta cromática. A tendência também pode ser relacionada às concepções maçônicas de luminosidade e conhecimento. As cores metalizadas representam a luz, enquanto o corpo humano é o objeto a ser iluminado. A luz também está presente na simbologia da Ordem através da estrela amejante, da lâmpada e da figura da lamparina. O metal, por sua vez, está associado ao esquadro e ao prumo maçônicos. No Brasil, as cores metalizadas tornaram-se amplamente utilizadas em vestidos e roupas de festa. São exemplos: Samuel Cirnansck, Carlos Miele e Vitorino Campos. Na figura ao lado, ilustra-se algumas das peças dessas e de outras marcas. As cores metalizadas, em especial os tons de cobre, surgem, então, entre vestidos e roupas de festa, incluindo ternos e tailleurs. Na coleção, o New Metallic está presente na cartela de cores, e apresenta variações do salmão metalizado ao roxo achumbado. Assim, a tendência de cores metalizadas é também parâmetro para a coleção “2: abismo”, pois pode ser percebida na relação da simbologia maçônica com luminosidade e metais.


PAINEL DE PARÂMETROS DE MODA - NEW METALLIC


Bordados Os aventais são parte da indumentária da Maçonaria. Comumente bordados, eles variam conforme o grau, o cargo e a posição hierárquica ocupada por seus usuários. Alguns aventais chegam até mesmo a receber predarias. Na estética barroca, os bordados figuram com liberdade. De golas e punhos até as últimas camadas de anágua, eles recobrem e enriquecem a superfície dos vestidos de festa. No painel ao lado, os bordados aparecem na recente interpretação do barroco. A figura ao lado retrata a volta do estilo barroco às passarelas, porém, agora, assegurado o bordado carregado como uma de suas principais características. Na coleção “2: abismo” essa voz está sob a forma de “sucata de bordado”, que por sua vez, consiste em um bordado sem motivo (geométrico, oral ou ornamental), carregado de pedraria (pedras de strass, rivolis e chatons), com cores e tamanhos variados. Assim, os bordados dos aventais da Maçonaria combinam-se com os carregados bordados da estética barroca para, através da “sucata de bordado”, tornarem-se parâmetro e elemento de construção da coleção “2: abismo”.


PAINEL DE PARÂMETROS DE MODA - BORDADOS


Lesbian Chic Na investigação das tendências comportamentais que permeiam o inverno do ano de 2015, um fenômeno de dualidade pôde ser percebido e absorvido. Desde janeiro de 2013, quando Karl Lagerfeld colocou duas noivas no final do desfile da marca Chanel, a cada momento brotam editoriais, campanhas e capas de revista sobre o novo Lesbian Chic. Desta vez, imbuída de um extenso discurso moral e político sobre o direito dos homossexuais, a tendência que já havia aparecido em 2010, ressurge em 2013 e apresenta-se marcante nas campanhas de grandes marcas internacionais, como Roberto Cavalli, Chloé, Gucci e Miu Miu. Já em terras tupiniquins, o Lesbian Chic esteve também presente entre os grandes nomes da moda, como Martha Medeiros, Reinaldo Lourenço e a revista Elle, conforme ilustra a figura ao lado. Editoriais, capas, desfiles e campanhas de moda. Não faltaram publicações com a temática, como ilustrado no painel anterior. Entre fevereiro e maio, foram encontrados vinte e três editoriais nas principais revistas de moda. Destaque para a revista Vogue US, edição de março de 2013, com “To Rome with Love”. Na coleção “2: abismo” a temática aparece quando é esperado o momento do grande final: ao invés de uma só noiva, como é de praxe nos desfiles de vestidos de festa, foram apresentadas duas noivas dentre os 25 looks da coleção. Isto é, um casal homossexual feminino finaliza a coleção. Logo, o Lesbian Chic traz o conceito de dualidade aplicado à moda de maneira comportamental. Tal conceito faz com que no final da coleção proposta por este trabalho tenha-se duas noivas.


PAINEL DE PARÂMETROS DE MODA - LESBIAN CHIC


CORES


Cores: novos metalizados

As cores da coleção são advindas, principalmente, da trendcolor New Metallic. Os novos metalizados também podem ser relacionados ao universo da Maçonaria, ao passo que as cores representam a luz, e o corpo humano que as possui é o objeto a ser iluminado. O New Metallic está presente na coleção através de três cores principais: cobre, prata e dourado. Destes, partem ainda tons mais carregados e tons mais suaves, como o roxo achumbado e o salmão. São poucos os looks em que ocorre a combinação de duas cores – no geral, apresentam-se vestidos e capas monocromáticas.


CARTELA DE CORES Especificações técnicas

Referência: COR001 Título: Roxo Tríade Família: Maçonaria Classe: Principal Referência Pantone: Metallic 8462C Universo de aplicação: No tecido externo que recobre 4 looks da coleção.

Referência: COR003 Título: Dourado da Ordem Família: Maçonaria Classe: Principal Referência Pantone: Metallic 8660C Universo de aplicação: No tecido externo que recobre 6 looks da coleção, nos acessórios e nos aviamentos. Também está presente no Press-kit e na maquiagem das modelos do desfile.

Referência: COR002 Título: Prata do Templo Família: Maçonaria Classe: Principal Referência Pantone: Metallic 8500C Universo de aplicação: No tecido externo que recobre 4 looks da coleção, nos acessórios e nos aviamentos utilizados para os bordados dos vestidos como chatons, rivolis e malhas de strass. Também está presente no Press-Kit do desfile.

Referência: COR004 Título: Cobre Egregóra Família: Maçonaria Classe: Principal Referência Pantone: Metallic 8964C Universo de aplicação: No tecido externo que recobre 5 looks da coleção, nos acessórios e nos aviamentos. Também está presente no Press-kit do desfile.


Referência: COR005 Título: Salmão Orbe Família: Maçonaria Classe: Principal Referência Pantone: Metallic 8022C Universo de aplicação: No tecido externo que recobre 6 looks da coleção.

Referência: COR006 Título: Terracota Jupe Família: Barroco Classe: Secundária Referência Pantone: Solid 7524 C Universo de aplicação: Nos materiais de acabamento e forração dos vestidos da coleção.

Referência: COR007 Título: Bege Robe Família: Barroco Classe: Secundária Referência Pantone: Solid 600 C Universo de aplicação: Nos materiais de acabamento e forração dos vestidos da coleção.

Referência: COR008 Título: Branco Corsage Família: Barroco Classe: Secundária Referência Pantone: Trans. White Universo de aplicação: Nos aviamentos e nos materiais de acabamento e de forração dos vestidos da coleção.


DISTRIBUIÇÃO DE CORES NA COLEÇÃO Distribuição de cores por ocorrência nos looks da coleção

Roxo Tríade Referência: COR001 Ocorrência: 04 looks Representatividade: 16%

Prata do Templo Referência: COR002 Ocorrência: 04 looks Representatividade: 16%

Cobre Egrégora Referência: COR004 Ocorrência: 05 looks Representatividade: 20%

Dourado da Ordem Referência: COR003 Ocorrência: 06 looks Representatividade: 24%

Salmão Orbe Referência: COR005 Ocorrência: 06 looks Representatividade: 24%


MATERIAIS


Materiais: cetins e crepes

Recobrindo vestidos volumosos e capas, o cetim duchese e os crepes Vogue e Chanel são os principais materiais da coleção. Escolhidos pelo caráter mais nobre, esses materiais podem ou não receber entretela. Com a intenção de não marcar o caimento dos tecidos principais, as anáguas dos vestidos apresentam camadas sobrepostas de tricolines, failetes e filós. A forração e o acabamento das peças são, também, em failete e segunda pele. Por fim, as rendas de tule bordado entram na coleção para remeter aos trabalhos de ornamento do período barroco.


TESTE DE CAIMENTO DOS MATERIAIS Teste de caimento dos principais tecidos da coleção

TEC01 - Cetim duchese

TEC02 - Cetim duchese

TEC03 - Cetim duchese

TEC04 - Crepe Chanel

TEC05 - Crepe Vogue

TEC 10 - Renda de tule bordado


AVIAMENTOS


Aviamentos: funcionais e decorativos

Na coleção 2: abismo, alguns aviamentos cumprem apenas requisitos funcionais, contudo, há outros que são responsáveis por enobrecer a estética dos looks, dando-lhes maior luminosidade e destaque. No primeiro grupo de aviamentos estão zíperes, barbatanas e entretelas. No segundo, aplicações de strass, chatons e rivolis trazem luz e brilho aos bordados das peças da coleção.


CARTELA DE AVIAMENTOS

Referência: AVI001 Nome comercial: Barbatana de aço Composição: 100% MT (Metal) Fornecedor: Canto da Agulha (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: B. de aço trançado Uso na coleção: no corselet dos vestidos

Referência: AVI002 Nome comercial: Barbatana de plástico Composição: 100% PVC Fornecedor: Vera Cruz Aviamentos Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: B. na cor branca Uso na coleção: nas nesgas, saias e caudas

Referência: AVI003 Nome comercial: Chaton com strass (1) Composição: Ferro e acrílico Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Chaton de ferro fundido com aplicação de strass SS 12 Uso na coleção: sucata de bordado

Referência: AVI004 Nome comercial: Chaton com strass (2) Composição: Acrílico e latão Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Chaton de acrílico com aplicação de strass e base de latão - cor prata Uso na coleção: sucata de bordado


Referência: AVI005 Nome comercial: Chaton com strass (3) Composição: Ferro e acrílico Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Chaton de acrílico com aplicação de strass e base de latão - tom fumê Uso na coleção: sucata de bordado

Referência: AVI006 Nome comercial: Chaton com strass (4) Composição: Acrílico e latão Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Chaton de acrílico com aplicação de strass e base de latão - cor cobre Uso na coleção: sucata de bordado

Referência: AVI007 Nome comercial: Chaton redondo com base metalizada e prendedor Composição: Acrílico e latão Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Chaton d=3cm Uso na coleção: sucata de bordado

Referência: AVI008 Nome comercial: Chaton redondo Composição: Acrílico Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Chaton d=3cm com superfície de cubos irregulares Uso na coleção: sucata de bordado


Referência: AVI009 Nome comercial: Chaton quadrado Composição: Acrílico Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Chaton piramidal Uso na coleção: sucata de bordado

Referência: AVI010 Nome comercial: Colchetes (ou garras) Composição: Latão Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Colchetes - tamanho 2 Uso na coleção: na abertura/fechamento de peças

Referência: AVI011 Nome comercial: Entretela colante Composição: 80% CO (Algodão) e 20% PES (Poliéster) Fornecedor: Casas Coelho (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: baixa gramatura (fina) Uso na coleção: punhos

Referência: AVI012 Nome comercial: Entretela cavalinha Composição: 80% PES (Poliéster) e 20% CV (Viscose) Fornecedor: Casas Coelho (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: alta gramatura (dura) Uso na coleção: corselet dos vestidos


Referência: AVI017 Nome comercial: Strass SS 39 Composição: Cristal e latão Fornecedor: Rafolia (Fpolis) Fabricante: Preciosa Especificações técnicas: Pedra lapidada de lasca de cristal, base de latão niquelado - tira com 86 pedras Uso na coleção: sucata de bordado

Referência: AVI018 Nome comercial: Viés para tecido plano Composição: 100% CO (Algodão) Fornecedor: Vera Cruz Aviamentos (Fpolis) Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Viés largo - 3,5cm Uso na coleção: no corselet dos vestidos

Referência: AVI019 Nome comercial: Zíper Composição: 100% PES Fornecedor: Vera Cruz Aviamentos Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: Zíper Invisível Uso na coleção: abertura/fechamento

Referência: AVI020 Nome comercial: Ombreira Composição: 100% PES (Poliéster) Fornecedor: Vera Cruz Aviamentos Fabricante: Desconhecido Especificações técnicas: O. estilo blazer Uso na coleção: capas e vestidos


CARTELA ADICIONAL


Cartela adicional Encontrados os problemas e solucionados os requisitos da confecção do produto, novos materiais, novas cores e novos aviamentos podem ser adicionados à coleção em uma cartela mista, mantidos os referenciais usados nas cartelas anteriores. Na coleção “2: abismo”, a adição de cartela dá-se, principalmente, através de failetes, da cor cinza e de aviamentos funcionais, como exposto e referenciado na figura abaixo.

Item adicionado

Referência

Cores

Cinza claro Cinza escuro Verde escuro Azul escuro

COR 009 COR 010 COR 011 COR 012

Materiais

Failete cinza claro Failete cinza escuro Failete verde escuro Failete azul escuro Alpaseda Acoplado Tecido-não-tecido Meia-malha (fio 40)

TEC013 TEC014 TEC015 TEC016 TEC017 TEC018 TEC019 TEC020

Aviamentos

Entretela de malha Botão de pressão Zíper destacável Elástico

AVI021 AVI022 AVI023 AVI024


DESIGN TÊXTIL


Design têxtil: sucata de bordado

Luz e objeto a ser iluminado. Foi através deste conceito dúbio da Maçonaria que se construíram os trabalhos de design e superfície têxtil da coleção. Para trazer luz aos vestidos e capas foram escolhidas a sucata de bordado e o rebordado das rendas de tule. Carregada e sem motivos definidos, a sucata de bordado pode ser relacionada com o barroco, na medida em que é esteticamente confusa e excessiva.


Referência: DES001 Nome comercial: Sucata de bordado Materiais utilizados: -Chatons com strass (AVI003, AVI004, AVI005, AVI006); -Chatons redondos (AVI007 e AVI008); -Chatons quadrados (AVI009); -Malha de strass (AVI013); -Rivolis (AVI014); -Strass (AVI015, AVI016 e AVI017). Uso na coleção: A sucata de bordado está presente em faixas retangulares e quadradas que são aplicadas sobre decotes e recortes de vestidos e capas.


GERAÇÃO DE ALTERNATIVAS


Alternativas: estudos iniciais

Para chegar-se aos vinte e cinco looks escolhidos para a coleção foi preciso gerar muitas alterativas. A geração de alternativas consiste em uma base de desenhos e estudos estéticos iniciais a fim de encontrar um viés, uma similaridade entre os looks para compor a coleção. Dentre todas as alternativas, serão escolhidas apenas as que mais forem coerentes com o público-alvo, o tema e os conceitos abordados pela coleção. Nas páginas a seguir, estão expostos alguns do mais de quatrocentos croquis que foram gerados.


ESTUDO DE CORES


Cores: perspectivas iniciais

Um estudo de cores inicial foi solicitado durante a disciplina de Projeto de Coleção, ministrada pelo professor Doutor José Alfredo Beirão Filho. Tomados os vinte e cinco croquis selecionados para a coleção, e feitas as devidas correções, a etapa subsequente foi aplicar cores aos mesmos, como pode ser percebido nas páginas a seguir. Cada um dos vinte e cinco croquis recebeu quatro variações de cor. Contudo, nas próximas páginas apenas alguns deles serão expostos.


CROQUIS DIGITAIS


Croquis digitais Para a disciplina de Desenho de Book digital, ministrada pela professora Fabiana Ludwig, fora requisitada a elaboração de cinco croquis digitais relativos à coleção. Tendo como ferramentas os softwares Audaces Idea Creare e Adobe Photoshop, foram construídos os cinco croquis requisitados, sendo que três deles já representam os looks escolhidos para o desfile OCTA Fashion.


MAPA DA COLEÇÃO


CONTINUA EM: Caderno 2 - detalhes da coleção


2: ABISMO

octa fashion 2013 valdecir babinski jĂşnior


CADERNO 1 book da coleção


Caderno 1 Book da coleção