Issuu on Google+

Brasil Presbiteriano O Jornal Brasil Presbiteriano é órgão oficial da Igreja Presbiteriana do Brasil Ano 53 nº 687 – Fevereiro de 2012

Sesquicentenário da IP do Rio de Janeiro IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL CONSELHO DE EDUCAÇÃO CRISTÃ E PUBLICAÇÕES

3

O CONGRESSO NACIONAL

DE EDUCAÇÃO CRISTÃ

EDUCAÇÃO CRISTÃ INTEGRAL NA IGREJA LOCAL

Há 150 anos, no Rio de Janeiro, nascia a nossa primeira igreja. Para celebrar a data, uma solenidade incluiu o lançamento das medalhas e selos comemorativos.

A igreja toda ensinando à igreja toda tudo o que Jesus ordenou

Páginas 10 e 11

Colhendo os frutos PRELETORES

Augustus Nicodemus Lopes

Hernandes Dias Lopes

Roberto Brasileiro

SESC Guarapari – Guarapari – ES

07 a 10 de junho de 2012 Igrejas colhem frutos do trabalho realizado em escolas presbiterianas no Paraguai, a partir de um projeto iniciado por missionários da APMT

Inscrições e informações: Reformando a igreja no Brasil por meio da literatura

Cartaz Congresso de Edu Cristã.i1 1

www.editoraculturacrista.com.br congresso@cep.org.br

0800-0141963

Páginas 15 21/12/2011 10:35:38


Brasil Presbiteriano

2

Fevereiro de 2012

EDITORIAL

Brasil Presbiteriano

Educação e missão

A

inda na adolescência, ouvi apelos para o campo missionário. Os oradores pretendiam alistar candidatos a frentes de trabalho no Brasil e no exterior. Já envolvido na evangelização local e regional, aceitei um dos convites e fomos, minha jovem esposa e eu, plantar igrejas na África do Sul. Faz tempo. A IPB tem honrado sua vocação evangelística e missionária desde os seus primeiros anos, como destaquei no editorial da edição anterior. Themudo Lessa, Júlio Andrade Ferreira, Boanerges Ribeiro e Alderi de Matos nos inspiram com relatos de obreiros dedicados de coração a proclamar as boas novas. Cito meus preferidos Chamberlain e Conceição, mas foram muitos, e ainda são, em todas as regiões do país. O Brasil Presbiteriano tem

fornecido evidências dessa dedicação, cobrindo os esforços de tantos concílios, igrejas e pessoas para anunciar Jesus. Temos dado espaço aqui às iniciativas locais, regionais, nacionais e internacionais, como se vê nas páginas 7 (Cruzada evangelística em Tocantins), 9 (Distribuição de Bíblias nos EUA para brasileiros), 14 (IP Vila Alves), 15 (Igrejas no Paraguai colhem frutos) e 20 (Entrega de Novos Testamentos no Rio). Que essa linha do BP estimule outros concílios e igrejas a nos comunicar também suas ações, para que toda a IPB seja informada e edificada com novos desafios e ideias. Uma dimensão importante da missão cristã é a educação, o que a IPB também tem demonstrado compreender. Dedicada ao ensino desde os seus primeiros dias, com a pregação das Palavra e a orga-

Ano 53, nº 687 Fevereiro de 2012

nização sistemática de escolas dominicais, nossa igreja leva em conta o ensinando de Jesus em Mateus 28.20. Nosso trabalho tem incluído a proclamação, o batismo e a educação. O desafio de nos aperfeiçoarmos está sempre diante de nós. Dedicados a ensinar, precisamos crescer no entendimento de que esse ensino não será algo estanque, separado, isolado, que caiba em algum horário ou local exclusivo. Lembro-me de ter ouvido em nosso meio há muito tempo a expressão “Edifício de Educação Religiosa”, referindo-se ao prédio da Escola Dominical, como se os outros espaços e horários da igreja (e da vida!) também não se prestassem ao fim educativo. Tudo ensina e temos muito a ensinar (todas as coisas que vos tenho ordenado), por isso é preciso reunir e otimizar os

esforços. Em vez de convivermos com trabalhos potencialmente bons, mas isolados entre si, faremos bem em integrá-los. Como assim? As sociedades internas, diferentes frentes de trabalho, ministérios específicos, tudo isso seria mais bem aproveitado se perseguisse um alvo comum, proposto pela liderança da igreja local a partir de seu conhecimento e entendimento da comunidade. É o que se pode chamar de educação integrada e integral. Para desenvolver esse tema, o Conselho de Educação Cristã e Publicações (CECEP), planejou e fará realizar de 7 a 10 de junho o 3º Congresso Nacional de Educação Cristã, de acordo com as atribuições que lhe foram conferidas pelo Supremo Concílio da IPB. Vale a pena informar-se e participar. Veja a matéria completa na página 8.

JORNAL BRASIL PRESBITERIANO

Assinatura Anual – Envio mensal

Faça sua assinatura e/ou presenteie seus familiares e amigos.

• Individual (até 9 assinaturas): R$ 24,00 cada assinatura.

Nome CPF Igreja de que é membro Endereço Bairro Cidade Email Mês inicial da assinatura

Somente com depósito antecipado ou cartão VISA.

RG

• Coletiva (10 ou mais assinaturas): R$ 19,20 cada assinatura.

Rua Miguel Teles Junior, 394 Cambuci, São Paulo – SP CEP: 01540-040 Telefone: (11) 3207-7099 E-mail: bp@ipb.org.br assinatura@cep.org.br Órgão Oficial da

www.ipb.org.br

Uma publicação do Conselho de Educação Cristã e Publicações

Conselho de Educação Cristã e Publicações: Clodoaldo Waldemar Furlan - Presidente Domingos Dias - Vice-presidente Gecy Soares de Macedo - Secretário Alexandre Henrique Moraes de Almeida André Luiz Ramos Anízio Alves Borges Marco Serjo Mauro Fernando Meister Conselho Editorial da CEP: Ageu Cirilo de Magalhães Jr. Cláudio Marra - Presidente Fabiano de Almeida Oliveira Francisco Solano Portela Neto Heber Carlos de Campos Jr. Mauro Fernando Meister Tarcízio José de Freitas Carvalho Valdeci da Silva Santos Conselho Editorial do BP:

CEP UF Telefone Quantidade de assinaturas

Formas de pagamento:

Grátis! Depósito bancário (anexar ao cupom o comprovante de depósito) Uma assinatura para Banco do Brasil Banco Bradesco Banco Itaú pacotes de 10 ou mais C/C 2093-1 C/C 80850-4 C/C 51880-3 assinaturas. Ag. 0635-1 Ag. 0119-8 Ag. 0174

Alexandre Henrique Moraes de Almeida Anízio Alves Borges Clodoaldo Waldemar Furlan Hermisten Pereira Maia Costa Leandro Antônio de Lima Edição e textos: Camila Crepaldi SP 51.929 E-mail: bp@ipb.org.br Diagramação:

Cartão VISA Nº do cartão Nome do titular

Validade Código de segurança

Após efetuar o depósito, informá-lo pelo telefone (11) 3207-7099 ou email assinatura@cep.org.br

Aristides Neto Impressão Folhagráfica


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

3

FAMÍLIAS PRESBITERIANAS DO BRASIL

Família Andrade Ferreira Alderi Souza de Matos

N

o final do século 19, vários membros da família Ferreira se converteram ao evangelho por meio das pregações de alguns pastores pioneiros. Essa família residia em fazendas na região limítrofe entre Minas Gerais e São Paulo, nas proximidades de Água da Prata. O mais conhecido desses novos crentes foi Joaquim José Ferreira, que se casou com sua prima Gabriela Ernestina de Andrade. Pouco após o casamento, o casal foi à cidade de Caldas para ser recebido por profissão de fé pelo Rev. Miguel Gonçalves Torres, no dia 21 de agosto de 1887. Pouco tempo depois, eles estiveram entre os membros fundadores da Igreja Presbiteriana de São João da Boa Vista (SP), organizada em 31 de março de 1889. O Sr. Joaquim foi um dos primeiros presbíteros dessa igreja, filiada ao antigo Presbitério de Minas. Mais tarde surgiu na região o Presbitério de São João da Boa Vista. Depois de residir em Águas da Prata e na localidade de Óleo, em Andradas, eles foram para São João, tendo residido defronte ao templo. Alguns de seus parentes estiveram entre os fundadores da igreja de São Sebastião da Grama, na

mesma região. Joaquim e Gabriela tiveram uma filha e nove filhos, dos quais o mais conhecido foi o caçula, Rev. Júlio Andrade Ferreira (1912-2001). Após estudar em Ribeirão Preto e São Paulo, ele

Pb. Joaquim José Ferreira

ingressou no Seminário do Sul, em Campinas, onde se formou em 1935. Foi ordenado em janeiro de 1937 e um ano mais tarde se casou com Alzira Helena Valim. Por onze anos, foi pastor e professor na cidade de Franca (SP). Em 1942, o Supremo Concílio o nomeou historiador da Igreja Presbiteriana do Brasil e, em 1946, professor de Teologia Sistemática do Seminário do Sul, do qual também foi bibliotecário, administrador, deão

e reitor por vinte anos. O Rev. Júlio fundou o Museu Presbiteriano e foi autor de valiosas obras sobre a história do presbiterianismo brasileiro: O Apóstolo de Caldas (1950), Galeria Evangélica (1952) e História da Igreja

Dois irmãos do Rev. Júlio – Jairo e Otávio – foram genros do Rev. Basílio Braga de Oliveira, antigo pastor em São João da Boa Vista. Jairo Andrade Ferreira residiu em Londrina (PR), onde prestou valiosos serviços à obra

Rev. Júlio Andrade Ferreira e D. Alzira Helena

Presbiteriana do Brasil (1960). Escreveu muitos outros livros sobre temas bíblicos e doutrinários. Também pastoreou a Igreja Presbiteriana do Jardim Guanabara, em Campinas. Recebeu os títulos de professor emérito do Seminário do Sul (1994) e historiador emérito da IPB (1999). Em 2006, seu nome foi dado ao Museu Presbiteriano, em Campinas. O casal Ferreira teve três filhos: Eder, Elson e Eliane.

presbiteriana. Outro irmão, Joaquim José Ferreira Filho (“Quinzinho”) foi valoroso evangelista em Franca e São João da Boa Vista. Duas irmãs mais novas de D. Alzira, Natividade (1932) e Azená (1933), casaram-se respectivamente com os Revs. Marcelino Pires Carvalho e Odair Olivetti. Seu irmão Dr. Oliveiros Valim é um conhecido médico e presbítero emérito da igreja do Jardim Guanabara. Com quase 95 anos, dota-

da de boa saúde e notável lucidez, D. Alzira Helena Valim Ferreira, viúva do Rev. Júlio, continua servindo a Cristo. Ao longo dos anos, foi professora de inglês, líder do trabalho feminino no Sínodo de Campinas e colaborou na

Rev. Júlio Andrade Ferreira

organização do acervo histórico das SAFs, mantido no Museu Presbiteriano. Fundou o Ministério da Melhor Idade (MMI), que há pouco tempo realizou sua centésima reunião. Há mais de um século, os descendentes de Joaquim José Ferreira e famílias afins têm sido uma bênção para a igreja e a sociedade brasileira. O Rev. Alderi Souza de Matos é pastor presbiteriano e historiador oficial da IPB. asdm@mackenzie.com.br


Brasil Presbiteriano

4

Fevereiro de 2012

ARTIGO

A Trindade e a santificação do povo santificação é uma vocação imperativa e incondicional dos crentes. Aqueles a quem Deus elegeu na eternidade, chamou no tempo para si a fim de viverem santamente (Ef 1.4). É estimulante e confortador saber que o nosso Deus é Trino. Ele cuida de nós, nos instruindo, protegendo, disciplinando, edu-

As Escrituras Sagradas nos ensinam que o Deus que nos chama à santidade está comprometido com a nossa santificação. A Santíssima Trindade opera eficazmente em nós para que sejamos santos. Por isso, fundamentados na Palavra de Deus, podemos dizer que o Deus Trino é o Autor de nossa santificação. Daí a oração de Paulo: “O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo” (1Ts 5.23).

cando, guiando, capacitando a fim de que, juntos, o Pai, o Filho e o Espírito Santo concluam em nós a grande e majestosa obra da salvação planejada na eternidade e executada no tempo, na história, na nossa história de vida até a sua consumação final, quando seremos perfeitamente santos conforme o propósito final de Deus.

Creio também, que deve estar claro, que todos nós somos responsáveis por nossa santificação, no sentido de usarmos os meios concedidos por Deus para esse fim. Apesar de sabermos que não podemos separar a obra da Trindade de forma arbitrária, para uma visão melhor do assunto, mostraremos biblicamente,

Hermisten Maia Pereira da Costa

A

como as três pessoas da Trindade agem de forma eficaz em prol de nossa santificação. 1) O Pai Jesus orou ao Pai para que santificasse os seus discípulos: “Santifica-os na verdade” (Jo 17.17). Do mesmo modo orou Paulo: “O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo” (1Ts 5.23). Ambas as orações ressaltam, além da confiança, o fato de que o Deus Pai é poderoso para nos santificar, o que de fato ele faz. O Pai que nos escolheu em Cristo, nos disciplina para que participemos de sua Santidade (Hb 12.511), propicia todos os meios para que cresçamos em nossa fé, desenvolvendo a nossa salvação (Fp 2.13; Hb 13.20-21). Deus não somente tem um santo propósito para nós, mas, também, nos disponibiliza os recursos para tal. Aprendemos também que um dos principais recursos dos quais devemos nos valer, é a oração. Devemos orar, nesse sentido, por nós mesmos, e pelo nosso próximo. A oração intercessória faz parte essencial da santificação da igreja. Nestes pouco mais de trinta anos de ministério pastoral, estou convencido de que um dos sustentáculos da vida ministerial é a

oração dos fiéis. Sei que muitos e muitos crentes mantêm sistematicamente na pauta de suas orações seus pastores e familiares. Deus tem ouvido essas orações e, a despeito do pecado sobrevivente em cada um de nós, ele tem nos preservado em santidade. 2) O Filho A santidade da igreja é algo tão importante, tão vital que o Filho, além de orar ao Pai para que nos santificasse, ele mesmo se ofereceu por nós para que a nossa santidade fosse real. Sem a obra do Filho, a sua oração em nosso favor não teria eficácia. Sem a encarnação, quando o Filho abre mão da manifestação da glória de sua deidade, não haveria santificação. A santificação é o resultado da vinda de Jesus Cristo, sua morte e ressurreição. Por isso, nós somos santos e santificados em Cristo Jesus, aquele que foi morto e ressuscitou. A santificação do Filho é em favor da Igreja (Jo 17.19). A obra de Cristo é o fundamento da santidade da Igreja. A Palavra de Deus demonstra que por meio da única e suficiente oferta de Cristo, fomos santificados: “Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo

de Jesus Cristo, uma vez por todas (...). Porque com uma única oferta aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados” (Hb 10.10,14). “.... Jesus, para santificar o povo, pelo seu próprio sangue, sofreu fora da porta” (Hb 13.12). A santificação é algo tão vital para a Igreja que Cristo se entregou por nós, a fim de que sejamos santos. Ele não se limitou a exigir isso de nós; Cristo se entregou para que esse propósito fosse possível. Entre a realidade terrível de nosso pecado e um alvo, que poderia ser etéreo, Cristo se entrega por nós para que a nossa realidade seja transformada, cumprindo assim, o seu propósito de santificação em nós. Jesus Cristo tornou-se também, para nós, o exemplo perfeito de santificação, o qual devemos perseguir (Hb 12.2; 1Pe 2.21; 1Jo 2.6). Em outro lugar, Paulo declara: “Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendoa purificado por meio da lavagem de água pela palavra” (Ef 5.25-26. Ver: Tt 2.14). Por isso, Paulo, escrevendo à Igreja de Corinto, pôde dizer: “À Igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus” (1Co 1.2).


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

5

ARTIGO

de Deus 3) O Espírito Santo A Bíblia atribui mais especificamente a nossa santificação ao Espírito Santo. Ele nos regenera e renova (Jo 3.3,5; Tt 3.5), guiando-nos a fazer a vontade de Deus (Rm 8.14). Ele habita em nós, testificando que somos filhos do Deus Santo (Rm 8.16), capacitando-nos a desejar agradar a Deus por meio da nossa obediência. Falando aos coríntios, Paul fez um rol de pecados

“As Escrituras Sagradas nos ensinam que o Deus que nos chama à santidade está comprometido com a nossa santificação”

que caracterizavam a vida de alguns daqueles irmãos antes de se converterem a Cristo; depois conclui: “Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados, em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus” (1Co 6.11). Aqui temos a oportunidade de ver a relação entre a obra do Filho e a do

O fim supremo do homem Espírito. Somos santificados no nome de Cristo, pela operação do Espírito. O Espírito aplica nos eleitos de Deus os méritos redentores de Cristo. Ele é o Espírito da graça, o comunicador da sua graça, da graça de Deus, visto que ele é Deus (Hb 10.29). Deus leva a efeito o objetivo de nossa eleição, de forma especial, por meio do Espírito: “... Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade” (2Ts 2.13). “Eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para obediência ...” (1Pe 1.2). Nessa operação, o Espírito tem como objetivo nos tornar santos conforme ele o é, visto ser ele “O Espírito de Santidade” (Rm 1.4); o Espírito Santo. O Espírito aplicou os méritos salvadores de Cristo em nosso coração e, nos preserva íntegros até o fim; nele fomos “selados para o dia da redenção” (Ef 4.30). Pelo fato do Espírito ser Santo, ele nos quer preservar em santidade até o dia da redenção (Ef 1.13-14). Como diz o hino Trindade Adorada: “Glória seja ao Pai, Ao Filho e ao Santo Espírito ...” O Rev. Hermisten Maia Pereira da Costa integra a equipe de pastores da IP de São Bernardo do Campo, SP.

José Mário da Silva

A

finalidade primordial do homem em sua existência é glorificar ao Senhor e desfrutá-lo para sempre, eis o que nos ensina o Breve Catecismo em sua primeira pergunta e resposta. Para a glória de Deus fomos criados; e somente quando agimos de modo a corresponder a essa vocação tão sublime é que, de fato, podemos viver de forma plena. Examinando as Escrituras Sagradas, identificamos várias maneiras pelas quais a nossa vida pode se transformar num instrumento real de glorificação ao Senhor. Em primeiro lugar, devemos glorificar a Deus atendendo à solene convocação que ele faz para que o cultuemos em espírito e em verdade. Nessa perspectiva, o culto não se constitui numa mera formalidade de religiosos que, presumivelmente, tornam-se agradáveis a Deus pelo que fazem ou deixam de fazer no ajuntamento solene. Quem pensar desse modo está completamente equivocado. Basta que nos lembremos do fariseu que se aproximou de Deus fiado nos seus supostos méritos, tendo do Senhor recebido a única coisa que merecia e lhe era devida: a condenação. Já o publicano, contrito, humilhado, consciente

da sua congênita pecaminosidade, cuja cura somente pode ser encontrada na graça de Deus, não ousou levantar os olhos ao céu, antes, amparou-se no imerecido favor de Deus e nele encontrou suficiente justificação. O culto comunitário, por meio do qual glorificamos a Deus, é um ato de fé, racional, santo, no qual Deus nos fala e nós a ele respondemos, com fé, obediência e amor, numa interatividade viva e deleitosa para a alma. Em segundo lugar, devemos glorificar a Deus com a nossa vida. Se a nossa vida não é um permanente culto a Deus, o culto comunitário que lhe prestamos é morto e reprovado. Isso implica que é falsa a história de dividirmos a nossa existência em dois níveis: um sagrado e um secular. Tal dicotomia cheira a dualismo e engendra uma esquizofrenia comportamental inteiramente estranha ao caráter integral do cristianismo, o qual requer que todo o nosso existir seja devotado a Deus. Coram Deo, na presença de Deus, eis o lema que os reformadores invocavam quando pontuavam que tudo o que fazemos deve ser feito com a consciência de que estamos na presença do nosso Deus, que é Pai, Filho e Espírito Santo. Sendo assim, buscare-

mos uma vida mais intensa de oração, reforçando em nós a percepção de que em tudo dependemos do Senhor. Seremos mais diligentes na prática da evangelização, pois nos daremos conta de que, ao nosso redor, multidões, em trevas, caminham para a perdição eterna. Serviremos ao próximo, com especialidade os que mais sofrem e de quase tudo carecem. O padrão comunitário de vida eclesiológica não será para nós uma mera nostalgia dos tempos que não voltam mais; antes, será uma realidade viva, do aqui e do agora, dado que é imutável a verdade segundo a qual é por meio do amor que, verdadeiramente, o mundo poderá conhecer que somos discípulos de Jesus Cristo. Não mediremos esforços para, no poder do Espírito Santo, ser instrumentos de Deus na preservação da unidade do seu corpo: a igreja do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Conceda-nos o Senhor a graça de buscarmos nele, em seu suficiente poder, a capacitação necessária para vivermos glorificando a Deus em todas as coisas, “vivendo, acima de tudo, por modo digno do evangelho de Cristo” (Fp 1.27a). José Mário da Silva é presbítero da IP de Campina Grande, PB.


Brasil Presbiteriano

6

Fevereiro de 2012

BP LEGAL

O Quarto Mandamento Ricardo Barbosa

D

iante do quarto mandamento somos instados a deixar os afazeres do dia a dia, bem como os próprios interesses para, no dia do descanso, nos aplicar mais detidamente aos assuntos concernentes ao Reino de Deus. As Escrituras nos ensinam que o sétimo dia significa um repouso espiritual expresso pela leitura e meditação das Santas Escrituras, por orações e atos de culto a Deus, de modo que o povo seja exercitado à prática da piedade. A obediência ao quarto mandamento, na literatura profética, é severamente exigida pelo Senhor: “Quando, nos profetas, quer-se dar a entender que toda a religião está subvertida, queixa-se Deus de que seus sábados foram profanados, violados, não observados, não santificados, como se, posta de lado esta deferência, nada mais restasse em que pude ser honrado [Is 56.2; Jr 17.21-23,27; Ez 20.12,13; 22.8; 23.38]” (CALVINO, J., As Institutas, v. 2, p. 154). Esse dia, desde os tempos de Moisés, também sempre teve objetivo de descanso, em especial, para os servos que viviam sob sujeição de seus senhores, para que tivessem a recomposição de

suas forças, gastas com os seis dias trabalhados (Êx 23.12; Dt 5.14,15). O sábado se revelava como aliança de Deus para com seu povo, a ser celebrada pelas gerações vindouras como um sinal, pelo qual Israel poderia conhecer a Deus que lhe era o santificador (Êx 31, 13, 14, 16, 17; Ez 20.12), bem como a promessa de um descanso vindouro que lhes seria perpétuo, o que foi cumprido pela obra salvífica do Senhor Jesus Cristo (Rm 6.4; Cl 2.17). Após a vinda de Jesus, o que era cerimonial foi abolido. Contudo, mantiveram-se as reuniões da igreja em dias determinados para ouvir a Palavra, para a santa ceia e para as orações públicas. Permaneceram também as necessidades de descanso. Assim, desprendendose do legalismo judaico e levando-se em conta a ressurreição de Cristo, como o cumprimento do verdadeiro descanso que o antigo sábado prefigurava, o domingo foi escolhido pelos antigos como o Dia do Senhor na era cristã. O dia do descanso dominical foi absorvido pelas normas justrabalhistas brasileiras numa clara demonstração de influência cristã sobre a sociedade moderna. A CLT (Decreto-Lei nº 5.452, de 1 de maio de 1943), em seu artigo 67

estabelece: “Será assegurado a todo empregado um descanso semanal de 24 (vinte e quatro) horas consecutivas, o qual, salvo motivo de conveniência pública ou necessidade imperiosa do serviço, deverá coincidir com o domingo, no todo ou em parte”.

“Lembra-te do dia de sábado para que o santifiques. Por seis dias trabalharás e farás todas as tuas obras. No sétimo dia, porém, é o descanso do Senhor, teu Deus. Não farás nele obra alguma” (Êx 20.8-11).

O artigo 1º da Lei 605, de 05 de janeiro de 1949, reitera: “Todo empregado tem direito ao repouso semanal remunerado de vinte e quatro horas consecutivas, preferentemente aos domingos e, nos limites das exigências técnicas das empresas, nos feriados civis e religiosos, de acordo com a tradição local”. Por fim, a Constituição Brasileira de 1988, assegura em seu artigo 7º, como

direito social: “[...] XV – repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos”. Isso significa que, no país, apenas em situações excepcionais ou em atividades que, pela sua natureza ou conveniência pública, devam ser exercidas aos domingos, é que se poderia validamente escapar à coincidência prevalecente do repouso dominical. Ainda assim, nesses casos, faz-se necessária uma escala de revezamento de modo que possibilite, pelo menos, um descanso dominical a cada sete semanas laboradas (Portaria 417/66, do Ministério do Trabalho). Para o caso de trabalhadores do setor do comércio foi promulgada a Lei 11.603/07 que estabeleceu uma escala de revezamento de no mínimo um descanso dominical para cada três semanas laboradas. A lei trabalhista também estabelece que o lapso temporal componente do descanso semanal é de 24 horas consecutivas (art. 1º, Lei 605/49; art. 67, CLT), o que indica que o repouso não pode ser fracionado. Prevê-se ainda uma periodicidade máxima do repouso semanal. Assim, seria ilegal, por exemplo, instituir, dois dias de descansos após 12 dias de trabalho. No mais, por ser remunerado o descanso sema-

nal, mas com a condição de que o empregado labore com frequência e pontualidade na semana que lhe for correspondente, cabe observar que o descumprimento de tais requisitos, embora cause a perda da remuneração, não provocará a perda do efetivo descanso, que é imperativo. Em tempos em que a velocidade da informação nos desafia e nos impulsiona para uma vida agitada, congestionada, sem tempo e sem descanso, talvez sejamos tentados a abdicar do dia do Senhor em troca de trabalho ou lazer que não satisfarão as necessidades espirituais que somente Deus pode nos proporcionar. Sob a influência do cristianismo, o descanso semanal recebeu importante proteção jurídica. Contudo, esse arcabouço limitou-se à busca da satisfação das necessidades físicas e sociais da pessoa humana. Temos razão maior para a guarda do domingo: além de nos fazer bem fisicamente, a guarda do domingo se revela um ótimo testemunho de fé, de refrigério e de revigoramento espiritual para os embates que se sucedem ao longo da semana. Ricardo de Abreu Barbosa, é advogado e presbítero da 1ª IP de São Bernardo do Campo, SP


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

7

PREGANDO

Presbitério do Tocantins realiza Cruzada Evangelística Danilo Alves Rocha

A

Cidade de Palmas, capital do estado do Tocantins foi impactada com a Cruzada Evangelística denominada, Jesus – O Maior Presente, realizada pelo Presbitério do Tocantins (PSTN) em parceria com a Agência Presbiteriana de Evangelização e Comunicação (APECOM). Este evento aconteceu entre os dias 9 e 12 de dezembro de 2011 no Centro de Convenções da cidade de Palmas e contou com o envolvimento de todas as igrejas do presbitério que convidou e levou seus convidados para ouvirem que Jesus é o maior presente que alguém pode receber. Cantores renomados da IPB conduziram o povo na adoração a Deus, sendo eles: Walvir Soares e banda, da cidade de Goiânia, Socorro Telles de Campina Grande na Paraíba e Eliseu Eduardo de Araguaína no Tocantins. As pregações ficaram a cargo da liderança da APECOM que trouxe mensagens belíssimas da parte do Senhor, com ênfase na salvação do homem perdido e na reconciliação daqueles que se afastaram dos caminhos de Deus. Os pregadores foram: o Rev. Antônio Carlos de Menezes, preletor oficial das cruzadas evangelísticas da IPB, Rev. Ricardo da Mota Leite, Secretário

Um coral e três cantores entoaram louvores a Deus

Executivo da APECOM, e o Rev. Hernandes Dias Lopes, autor de vários livros e pregador oficial do programa Verdade e Vida. Para as igrejas presbiterianas do Presbitério do Tocantins, esse evento foi diferenciado pelo envolvimento das igrejas locais em levar convidados que ouviram mensagens evangelísticas, pelo conteúdo das mensagens bem apresentadas e, ainda, pela boa música cristã que teve por objetivo levar os ouvintes ao louvor a Deus e à reflexão espiritual. O estado do Tocantins é o mais novo da nossa federação que surgiu em 1988 como desmembramento do

estado de Goiás. Na ocasião do desmembramento o estado que até então era o norte de Goiás, região pobre e sem desenvolvimento contava com apenas cinco igrejas presbiterianas organizadas e todas elas pequenas. Hoje, 23 anos depois, contamos com três presbitérios, dezoito igrejas organizadas e 25 congregações. Palmas, a Capital do estado, é a cidade com mais trabalhos presbiterianos, sendo cinco igrejas organizadas e seis congregações e, para este ano de 2012, abriremos mais dois trabalhos totalizando assim oito congregações. Estamos avançando em evangelização e a Cruzada Evangelística foi

um marco dessa realidade. A APECOM já agendou para o mês maio mais uma cruzada na cidade. Os presbiterianos da região se sentiram alegres ao ouvir do Secretário Executivo da AEPCOM, Rev. Ricardo Mota, que seremos usados como modelo para as cruzadas que serão realizadas

em todo o país. Sabemos que a semente tem sido plantada nesta região, e em breve germinará mais e mais e dará muitos frutos, para a honra e glória do nome do Senhor Jesus. O Rev. Danilo Alves Rocha é vicepresidente do Presbitério do Tocantins e relator da Comissão de Propaganda da Cruzada Evangelística em Palmas.


Brasil Presbiteriano

8

Fevereiro de 2012

CONGRESSO

Educação integrada e integral Cláudio Marra

J

esus nos comissionou para discipular pessoas de todas as etnias em todo o mundo. Devemos evangelizá-las, batizar os convertidos e ensiná-los a guardar todas as coisas que Jesus ordenou. Tendo ficado tão clara a nossa missão, como poderemos errar? Erraremos ao nos agitar para todos os lados, fazendo muitas coisas estranhas à nossa missão. Apreciamos igrejas dinâmicas, polivalentes, mas é preciso verificar se isso é

sinônimo de comunidades consistentemente voltadas para a educação cristã e o discipulado. Segundo as palavras de Jesus, após a integração dos alcançados na comunidade estes deverão ser ensinados a guardar todas as coisas que ele ordenou. É muito conteúdo e não apenas para ser memorizado. É para aprender a guardar. Isso demanda tempo, porque os discipuladores precisarão aprofundar o relacionamento com os discípulos, observá-los e aplicar a Escritura de modo dirigido para ensiná-

IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL

O CONGRESSO NACIONAL

DE EDUCAÇÃO CRISTÃ

EDUCAÇÃO CRISTÃ INTEGRAL NA IGREJA LOCAL A igreja toda ensinando à igreja toda tudo o que Jesus ordenou

PRELETORES

Augustus Nicodemus Lopes

Hernandes Dias Lopes

Roberto Brasileiro

SESC Guarapari – Guarapari – ES

07 a 10 de junho de 2012 Inscrições e informações: Reformando a igreja no Brasil por meio da literatura

Cartaz Congresso de Edu Cristã.i1 1

1. Como organizar, manter e coordenar o Departamento da Infância – Suênia Barbosa de Almeida 2. Dinamismo e excelência nas aulas para crianças – Márcia Barbutti 3. Um currículo para a igreja toda – Fernando de Almeida 4. Como ensinar adolescentes – Haveraldo Jr 5. A dinâmica da aula para jovens e adultos – Sandra Marra 6. Como contar histórias bíblicas – Tarcízio Carvalho 7. Como preparar-se para a aula – Solano Portela 8. Como estabelecer objetivos – Cláudio Marra 9. A importância da aplicação – Eduardo Assis 10. Como otimizar o uso de multimídia na ED – Daniel Santos 11. Como dinamizar a sua Escola Dominical – Wilson do Amaral Filho

los, repreendê-los, corrigilos ou, resumindo, educálos na justiça (2Tm 3.16). É, isso demanda muito tempo. Precisaremos nos organizar e otimizar os esforços. Nossos programas precisarão ter objetivos harmonizados entre si. Não poderá cada grupo, sociedade interna ou ministério atirar para qualquer lado. Assim como é sábio ter um bem planejado currículo para a ED, devemos ter um currículo para a igreja toda, de modo que todos os esforços contribuam para a mesma finalidade. Foi com essas preocupações em mente que o CECEP aprovou o tema para este 3º Congresso Nacional de Educação

CONSELHO DE EDUCAÇÃO CRISTÃ E PUBLICAÇÕES

3

Cada participante escolherá cinco oficinas ao inscrever-se

www.editoraculturacrista.com.br congresso@cep.org.br

0800-0141963 21/12/2011 10:35:38

Cristã. As palestras e seminários ficarão a cargo dos Revs. Augustus Nicodemos, Hernandes Dias Lopes e Roberto Brasileiro. As oficinas serão dirigidas por Cláudio Marra, Daniel Santos, Eduardo Assis, Fernando Almeida, Haveraldo Jr, Márcia Barbutti, Neli Maria de Freitas, Sandra Marra, Solano Portela, Tarcízio Carvalho e Wilson do Amaral Filho. Esses obreiros compartilharão sua visão do ensinamento bíblico em suas áreas em oficinas bem práticas e conectadas ao tema principal. Todas as palestras e oficinas procurarão encorajar os participantes a transmitir, em sua igreja e região,

as informações e os recursos compartilhados no Congresso. O 3º Encontro acontecerá no SESC em Guarapari, Espírito Santo, nos dias 7 a 10 de junho. Os interessados podem efetuar as inscrições pelo site da CEP (www.editoraculturacrista. com.br) clicando no link que traz informações sobre o Congresso. As vagas são limitadas. Um folder informativo já está à disposição dos interessados que poderão preencher a ficha de inscrição apontando as oficinas que deseja participar, entre outras preferências como a escolha do apartamento em que ficará hospedado durante os dias de Congresso.


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

9

EVANGELIZAÇÃO

Distribuição de Bíblias nos EUA para brasileiros C om população estimada em 2 milhões de pessoas, os brasileiros que vivem nos Estados Unidos são alvo de um programa especial da Sociedade Bíblica Americana (SBA), que conta com o apoio da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB): o Ministério com Brasileiros. Lançado em 6 de janeiro de 2012, na sede da SBA, tem o objetivo de disponibilizar as Escrituras Sagradas em português para os brasileiros que residem nos Estados Unidos. Na cerimônia de apresentação do programa, além do presidente da SBA, Lamar Vest, e do diretor executivo da SBB, Rudi Zimmer, estiveram presentes o cônsul-geral do Brasil em Nova York, embaixador Luiz Felipe de Seixas Corrêa, e o cônsul-geral adjunto, ministro Wladimir Valler Filho. A parceria firmada pelas organizações dos dois países conta com a gerência de um brasileiro: Lécio Dornas, que passará a visitar as comunidades brasileiras nos Estados Unidos verificando as necessidades de Escrituras que devem ser supridas. Para facilitar a busca pelos títulos bíblicos disponíveis no país, em língua portuguesa, foi preparado um catálogo, no qual estão relacionadas as diferentes edições do Livro Sagrado que podem ser adquiridas: Bíblias, Bíblias de Estudo, obras acadêmicas e porções bíblicas temáticas, entre outras. Além disso, foi criado um número de telefone nos Estados Unidos (1-855-3BRASIL), que conta

com atendimento em português e está integralmente dedicado a receber encomendas de literatura bíblica. No site www.bibles.com também foi criada uma seção especial, com material bíblico em português. O Ministério com Brasileiros prevê, ainda, outras ações de divulgação do Livro Sagrado e de sua mensagem entre os falantes de português, como a realização de Seminários de Ciências Bíblicas, desenvolvimento de atividades que incentivem a leitura da Bíblia, e campanhas de arrecadação de fundos para a obra bíblica. O diretor executivo da SBB observa que imigrantes, na Bíblia, são personagens centrais de inúmeras histórias. “Para lembrar apenas alguns destes personagens podemos citar Abraão, Esdras, o apóstolo Paulo, e até a família de Jesus. Dar atenção aos migrantes e estrangeiros é parte da orientação bíblica. A criação desse Ministério por parte das duas Sociedades Bíblicas espera alcançar com a mensagem da Palavra de Deus este público”. Metas desafiadoras – Com trinta anos de pregação do evangelho e catorze como voluntário da SBB, Lécio Dornas assume a liderança do projeto Ministério com Brasileiros, nos Estados Unidos, com a certeza de que Deus o preparou para essa nova empreitada. Entre os desafios vislumbrados na nova função, Dornas destaca a necessidade de identificar e localizar os

elos da comunidade cristã brasileira nos EUA, para criar uma rede de relacionamento que abra caminho à difusão da Palavra de Deus. Para superar os obstáculos e concretizar as metas, o gerente

planeja trabalhar com inteligência relacional, unindo as estruturas e os ministérios que já existem. Pelo mundo, são 146 Sociedades Bíblicas, atuantes em mais de duzentos países

e territórios. Essas entidades são orientadas pela missão de promover a maior distribuição possível de Bíblias, numa linguagem que as pessoas possam compreender e a um preço que possam pagar.


Brasil Presbiteriano

10

Dezembro Fevereiro de 2012 2011

SESQUICENTENÁRIO

Há 150 anos, no Rio de Janeiro, nas evangelho fiel segundo à Palavra de Deus. A primeira IP instalada em solo brasileiro se destaca pela beleza arquitetônica listada entre os mais belos pontos turísticos da cidade carioca. À frente da igreja está o Rev. Guilhermino Cunha desde 1981. Em depoimento, o prefeito da cidade, Eduardo Paes, que esteve presente, declarou que a igreja tem ligações profundas com o Rio de Janeiro, por sua história notável e por ser um patrimônio histórico.

O

dia 12 de janeiro foi de grande festa para a IP do Rio de Janeiro, no centro da cidade. A igreja comemorou 150 anos com uma programação especial. Trata-se de uma data histórica para toda a IPB. A solenidade incluiu o lançamento das medalhas e dos selos comemorativos do Sesquicentenário. Uma cápsula do tempo foi criada dentro da igreja para arquivar documentos atuais e capas dos principais jornais do dia. Logo após, aconteceu a pregação feita pelo presidente do Supremo Concílio, Rev. Roberto Brasileiro. Ao falar sobre a comemoração, o Rev. Roberto mencionou que entre as grandes realizações da igreja e representatividade na cidade do Rio a IP do Rio de Janeiro se destaca pela pregação do

A HISTÓRIA Em 12 de agosto de 1859 chegava ao Rio de Janeiro o missionário Rev. Ashbel Green Simonton. Em 12 de janeiro de 1862, no 2º andar do prédio localizado à Rua Nova do Ouvidor, 31, o Rev. Simonton recebeu por pública profissão de fé duas pessoas: Henry E. Milford e Camilo Cardoso de Jesus, e declarou organizada a Primeira IPB, a IP do Rio de Janeiro. Em maio de 1867, a igreja passa a se reunir no Campo de Santana, 47. Como o salão de culto estava comprometido, ameaçando cair, a igreja passou a se reunir em um prédio próximo. O último local de culto foi a Travessa da Barreira, 11, propriedade adquirida em dezembro de 1870 pelo Rev. Alexander Latimer Blackford, onde está localizada até o dia de hoje. Com ofertas de irmãos de igrejas presbiterianas dos EUA, somadas com as ofertas e doações dos irmãos do Rio de Janeiro, foi possível construir um local mais apropriado para o culto e para a reunião dos fiéis. Assim, em 29 de março de 1874, foi inaugurado em culto solene o primeiro templo presbiteriano no Brasil. Passados alguns anos, o templo precisava de

uma nova restauração. Assumiu o pastorado efetivo da IP do Rio o Rev. Guilhermino Cunha, em 10 de janeiro de 1981. Em 07 de julho de 2002, em culto solene, o pastor da igreja declarava concluída a restauração do templo: torres, vitrais, revestimento interno, piso externo em granito, banheiros, pintura interna e outros melhoramentos estavam concluídos. As flechas sobre as torres nunca antes construídas, torreões e a fachada posterior foram feitas e refeitas para glória de Deus e testemunho do evangelho. A primeira iluminação da fachada da igreja foi realizada com a inauguração da Praça Rev. Mattathias Gomes dos Santos em 1982. Posteriormente, na década de 2000, uma segunda iluminação foi patrocinada pela Rio Luz, órgão da Prefeitura do Rio de Janeiro. A terceira e atual iluminação foi inaugurada no dia 27 de março de 2005, patrocinada pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. Um marco no Centro do Rio e no circuito turístico da Cidade Maravilhosa. (Informações: IP Rio de Janeiro)


Dezembrode Fevereiro de2012 2011

Brasil Presbiteriano

11

scia a primeira Igreja Presbiteriano

SELO COMEMORAT

IVO

Os Correios lançaram no dia 12 de janeiro um selo em comemoração aos 15 0 anos da Primeira IP do Rio de Janeiro, descendente histó rica e arquitetônica da Catedral de Saint-Pierre, em Gen ebra, onde Calvino (1509-1564) passou boa parte de sua vida ensinando e preg ando. O selo comemorativ o, criado pela artista Juliana Souza, apresenta o prédio at ual e traços de sua estrutura inicial neogótica. O maior do s vitrais da igreja é de stacado no alto do selo com a inscriç ão: “A tua palavra é um a lâmpada para os meus pés e uma lu z para meu caminho”. O valor facial é de R$ 1,60 e a tiragem de 30 0 mil exemplares. Pode ser adqu irido nas agências do s Correios, em sua loja virtual (w ww.correios.com.br/c orreiosonline) e pela Agência de Ve ndas a Distância (cen tralvendas@correios.com.br ). (Informações: Correi

os)


Brasil Presbiteriano

12

Fevereiro de 2012

Conferência para Liderança Bíblica

Bíblia Manuscrita

l o na Escola Dominica RJ, lançou um desafi ma for de lia Bíb A IP de Jacarezinho, a a tod do dia da Bíblia: copiar s em 2010 por ocasião untários, porém, algun Foram cerca de 40 vol o. an go um min em do ita do scr un nu ma No seg o de começar a copiar. desistiram antes mesm o lançamento do deós ap o an um te en tam exa 11, 20 ude bro de dezem encadernada em 10 vol a Bíblia manuscrita e a tad s. en ista res ap cop foi 25 o, safi aço. Foram 849 folhas de papel alm mes, 3.394 páginas e

Cesta do Amor

de Lambari, a en mbro, na cidade ze de o de do to 24 e nt dia imo ade. Dura Aconteceu no últ s carentes da cid s, stas para família ce cionar essas cesta 7 ec 17 nf de co ga ra pa tre iu un se um ri e de Lamba gerantes ntém doces, refri ano passado a IP entos básicos co tim ojeto de assisan pr m s um do é ” m que alé esta do amor “c a ad am uns anos. ch A . a famílias já há alg do frango congelado cia fi ne be m ação maciça eja que te , onde há particip tência social da igr eja igr a s. da to lve e envo buição das cesta É um projeto qu confecção e distri o, çã ão rç da po ca a re ar um e sd enas dos membros, de e esse gesto é ap o ano certa de qu igreja. da l ra eg int ão A igreja encerrou mprindo a miss cu r za ali re m de do que po

Durante os dias 18, 19 e 20 de novembro a IP de Tucuruí realizou a III Conferência para Liderança Bíblica que teve como preletor o Rev. Jonatas Abdias Macedo, pastor da IP de Poá, mestre em Teologia Pastoral e Aconselhamento pelo Centro de Pós-Graduação Andrew Jumper e doutorando em Teologia Pastoral e Aconselhamento pelo Reformed Presbyterian Theological Seminary. Durante a conferência estudou-se o tema geral: Os Conflitos do Lar e as Escolhas do Pacificador. Durante os três dias, participaram aproximadamente setecentos irmãos da igreja local e de igrejas de municípios vizinhos. Estiveram presentes também nove congregações.

Congresso FHPNIL

O 34º Congresso da Fe deração de Homens do Presbitério de Nilópolis ocorreu na 3ª IP de Nilópolis, bairro de No va Cidade, no dia 26 novembro de 2011. O de evento contou com a pre sença de seis pastores do presbitério. O tema desse congresso foi: Hom ens comprometidos com a oração, baseado em Co lossenses 4.2-4. A FHPNIL é formada por onze igrejas do sín odo Oeste Fluminense. A Palavra foi pregada pelos pastores Rev. Lu is Carlos Ferreira da Ebenezer e pelo Rev. IP Lira da 1ª IP de Nilópolis . O Vice-Presidente da Sinodal, Pb. Elísio Silvér io de Souza, demonst rou apreço por tão be organizado evento. m


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

13

Seminário de Ciênci

as Bíblicas

Pastor presbiteriano

é homenageado

emoPor ocasião das com no lia, Bíb da dia do rações Rev. o , bro zem de de s mê pastor Mauro Ramalho, menaho foi , IPB jubilado da várias de s eja igr r po o gead idator au e denominações RJ, , eri Jap de e des da cidad viser s nte eva rel s seu pelos do or fav ços prestados em o elh ng eva do crescimento . ípio no munic apenas onze anos na Mauro Ramalho, em – O ministério do Rev. um Presbitério (PRJP ciente para organizar u sce cre ra du ea cidade de Japeri, foi sufi sem A mesmo presidiu. ele e qu ) eri ze Jap on de io Presbitér do em 2011 com Presbitério foi desdobra tanto que o referido por ele. Sua contribuis da nta pla gações, todas nciou e redirecioigrejas e várias congre Como professor influe . eja igr à a trit res cou ção não fi os que o conhecem, povo. Por isso é, para do nto me rta po com o nou digno das homenagens.

35 anos da IP de Macaé A IP de Macaé comemora neste mês de fevereiro, 35 anos de histó ria. De acordo com o pastor efetivo da igreja, Rev. Gilberto Antônio Zaparolli, a igreja está crescendo com o objetivo de cumprir a ordem de Jesus Cristo de pregar o evange lho a toda criatura. A Comissão Organizadora da 2ª IP Macaé foi organizada pelo Pres bitério de Nova Friburgo (PNFR), no dia 26 de fevereiro de 1977. Na organização foram arrolados 26 mem bros maiores e dezenove menores . Nestes últimos anos a igreja com eçou a construção de um novo tem plo, bem planejado, ainda está em fase de acabamento, mas que já aten de as expectativas de uma cidade em crescimento. Atualmente tem duas congregações: Parque Aeroport o e Nova Aliança. Para os trab alhos de 2012 a igreja recebe o Rev. Ed Wilson Lopes Bezerra, para atuar especificamente nas duas congreg ações.

O município de Doura dos, em Mato Grosso do Sul, sediará o Seminário de Ciências Bíb licas nos dias 27 e 28 de abril. A divulgação está sendo realizada, já pois as vagas são lim itadas. Realizada há ma de uma década, a inic is iativa da Sociedade Bíb lica do Brasil (SBB), vis contribuir para a amplia a ção do conhecimento sobre o Livro Sagrado Para isso, reúne pales . tras que abordam asp ectos sobre tradução Bíblia e sua história, be da m como a aplicação do s ensinamentos em diferentes setores sociais , na igreja, na família e na escola, entre outro A edição, que acontece s. na Faculdade Teológica e Seminário Batista Ana Wollerman, terá cin co painéis, além de esp aço para uma sessão de perguntas e respo stas. O investimento é de R$ 25,00. Mais info mações pelo telefone r0800-727-8888.

93 anos de alegria no trabalho do Senhor Em 14 de janeiro a Primeira IP de Sarzedo, região metropolitana de BH, com a participação da IP do Vale do Jatobá de BH, realizou um culto de agradecimento pela vida de dona Geraldina Rosa dos Santos. A família, amigos e irmãos se reuniram para celebrar os 93 anos que a serva do senhor completara. Participaram do culto o grupo Koinonia e os corais Betel e Filhos do Rei, da igreja local. Dona Geraldina comemorou a data ao lado dos filhos, dos presbíteros da IP de Sarzedo, do Rev. Walas Vieira e Silva, que pastoreia a igreja local, e do Rev. Josias Nogueira, pastor da Igreja do Vale que pregou a Palavra no culto de gratidão. Dona Geraldina é muito querida no Presbitério Oeste de Belo Horizonte e no auge dos 93 anos goza de forças físicas, emocionais e espirituais, dando sempre exemplo de alegria no trabalho do Senhor.


Brasil Presbiteriano

14

Fevereiro de 2012

ANIVERSÁRIO

Sete anos pregando e vivendo a Palavra Edgard Casolli Neto

A

IP Vila Alpes, em São Carlos, completou sete anos de fundação no dia 8 de janeiro de 2012, sendo a mais nova comunidade do Presbitério de São Carlos. A IP Vila Alpes está fazendo história na cida-

de e região. Seu aniversário foi comemorado de uma maneira bem compatível com a visão e missão da comunidade: para fora, na rua. A SAF (Sociedade Auxiliadora Feminina) preparou um bolo de sete metros de comprimento que foi oferecido aos moradores

do bairro após um abençoado culto ao ar livre com mensagem do Rev. Sérgio Donizete Párice, que pastoreia a IP de Dois Córregos e é membro da CE do Sínodo de Campinas. A mocidade, muito ativa na igreja, preparou balões com gás hélio que carregavam men-

A data foi comemorada nas ruas com balões e um bolo de sete metros

sagens de paz e esperança, simbolizando a missão da igreja. Os mesmos foram soltos colorindo o céu da cidade logo após o culto de gratidão. O tema deste ano será: “Chamados para Fora” inspirado no livro do Rev. Abelardo N. Júnior, missionário presbiteriano. A IP Vila Alpes está vivendo um momento muito especial, investindo cada vez mais “para fora”. A IP Vila Alpes em São Carlos/ SP é uma igreja muito nova, que valoriza a estrutura da IPB, sua Escola Dominical, sociedades internas e uma mensagem bíblico-reformada. Por isso, a liderança preza por uma comunicação atual e relevante para uma sociedade carente de conteúdo e espiritualidade. Temos como maior patrimônio as pessoas e principal missão alcançá-las para a glória de Deus. Para isso, utilizamos todos os recursos disponíveis. Hoje a igreja conta com um templo reformado e climatizado, dois estacionamentos próprios, está em pleno crescimento e amadurecimento

dos membros e com projetos evangelísticos e sociais; um programa de rádio de grande audiência na cidade, que conta com o apoio da LPC – Luz para o Caminho, além do Disque-Paz com dezenas de acessos diários; presença na Internet com site, blog, IPVATV on line no Youtube, mídias sociais, mas sem deixar de enfatizar que nada substitui o testemunho e discipulado pessoal dos membros de uma igreja. “Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.” (At 2:46,47). As celebrações dos sete anos da comunidade foram encerradas com culto de posse do pastor eleito para mais cinco anos e ordenação e posse de mais cinco oficiais. O Rev. Edgard Casolli Neto é pastor fundador da IP Vila Alpes


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

15

COLHENDO OS FRUTOS

Igrejas no Paraguai colhem frutos das escolas A IPB realiza uma obra missionária desde 1968 na nação paraguaia e investe na proclamação do evangelho que transforma vidas. Emma Castro

S

ão duas as escolas presbiterianas que continuam funcionando, fruto do trabalho missionário da APMT (Agência de Missões Transculturais) no Paraguai, o CEP (Centro

prias para o funcionamento. A semente da Palavra de Deus que foi semeada no coração dos seus alunos e famílias com certeza germinará e dará frutos no tempo oportuno de Deus. Apesar de muitas dificuldades e lutas essas

mos mais investiram suas orações, seus bens materiais para adquirir o local, mobiliar e reformar as instalações para que muitas famílias possam chegar ao conhecimento do Senhor Jesus Cristo através do ministério nas escolas. Por outro lado, o IPPB

generosas de irmãos anônimos foram investidas na construção do prédio onde funciona a escola. Hoje as igrejas estão colhendo frutos desse trabalho que começou ensinando crianças na sua educação inicial. Famílias inteiras que conhece-

Concepción e a partir desde ano estará atuando como capelão no CEP. A partir deste ano o Rev. Buenaventura G. López assumiu a responsabilidade do IPPB. O referido pastor tem vasta experiência no trabalho com jovens em colégios e vai

Crianças e adolescentes têm o estudo da palavra como proposta na grade curricular

São Duas escolas que permanecem graças ao trabalho dos missionários

Educacional Presbiteriano) fundado em 1998 na cidade de Concepción e o IPPB (Instituto Presbiteriano Paraguay-Brasil) fundado em 1999 na cidade de San Lorenzo, grande Asunción. Também destacamos o Centro Educacional Ebenezer fundado em 1997 na capital do país, Asunción, que foi fechado no final de 2010. Um dos motivos foi a falta de recursos e, principalmente, a falta de instalações pró-

conta atualmente com cem alunos do jardim ao 6º ano da Educação Escolar Básica. O local da Igreja e o prédio onde funciona a escola também foram adquiridos e construídos com ofertas de igrejas presbiterianas, irmãos, amigos e pessoas anônimas que se envolveram nas campanhas, principalmente na campanha do m², e dispuseram seus corações para abençoar a igreja no Paraguai. Ofertas

duas escolas continuam servindo ao povo paraguaio, educando crianças e adolescentes, ensinando a Palavra de Deus, a Bíblia, como proposta na própria grade curricular. Atualmente o CEP conta com 280 alunos do jardim ao 3º ano do Ensino Médio. A escola funciona no local próprio adquirido com ofertas de igrejas e irmãos membros de IPB, que acreditaram no projeto. Alguns deles são anôni-

ram a Cristo no IPPB são membros da Igreja em San Lorenzo. A Igreja em Concepción já recebeu 24 alunos do CEP por batismo e profissão de fé, e vários estão sendo discipulados e fazendo o curso de catecúmenos. Uma nova geração de membros da igreja pode ser facilmente identificada ao se visitar o campo. O Rev. Francisco Villalba, que tem dado assistência à IP em

somar esforços com o Rev. Eulógio G. López, pastor da IP em San Lorenzo onde funciona o instituto. O Rev. Eulógio também é o atual presidente da Mesa Diretiva Nacional. Entre em contato (Rev. Buenaventura [provérbios.25.25@gmail.com] e Rev. Eulógio G. López –(eulogiogl@hotmail. com)], conheça melhor e seja parceiro. Emma Castro é missionária e integra a equipe de comunicação da APMT


Brasil Presbiteriano

16

Fevereiro de 2012

CONSAGRAÇÃO

Inaugurado templo em Simonésia Alberto Henrique Stauffer Sperber

“E

ste é um dia que ficará na história da IP em Simonésia” – essas palavras se referem à programação de 9 de dezembro de 2011, dia da inauguração

do templo presbiteriano da Congregação da cidade de Simonésia. Foi uma noite de festa, alegria e gratidão. Esse é o terceiro templo presbiteriano naquela localidade. O primeiro, construído na década de 50, foi vendido à Igreja Batista,

pois as famílias que compunham a Igreja Presbiteriana mudaram para outras cidades. O segundo, construído na década de 80, ficava em um bairro distante, de difícil acesso para a maioria. No ano 2000, a IP de Manhuaçu deci-

diu vendê-lo e aplicar os recursos para construir um novo templo no Centro da cidade. O valor da venda foi usado para compra do terreno atual e para auxiliar no início das obras. A construção deu-se início no final de 2008, em três etapas. As duas primeiras foram o salão social, onde ocorreram temporariamente as reuniões, inaugurado em 23 de agosto de 2009, e o “apartamento pastoral” para o evangelista, inaugurado em 03 de junho de 2011. Havia mais de duzentas pessoas presentes no dia da inauguração. O culto solene foi dirigido pelos pastores da IPM, Rev. Anderson Sathler e Rev. Alberto Sperber, e pelo evangelista atual, Wallace Corrêa de Faria. Após os cânticos, o Rev. Anderson convidou a frente à Comissão de Construção, formada pelos Presbíteros Wanderley e Milton e pelo Diác. José Augusto. Convidou também os demais membros do Conselho, os evangelistas da igreja e o Rev. Alberto. Houve o descerramento da Placa “Memorial de Inauguração”. Em seguida, o Rev. Anderson declara o templo inaugurado. A pregação ficou sob a responsabilidade do Rev. Antônio Sperber, que falou sobre “Uma Igreja Exemplar”, baseado em Filipenses 3.1-16.

Fachada do novo templo

As festividades continuaram no sábado e no domingo, comemorando também o aniversário do início do presbiterianismo em Simonésia. Nesses dois dias, esteve presente o grupo Salluz, da cidade de Governador Valadares, dirigindo os cânticos em adoração a Deus. Pregou no dia 10 de dezembro o Rev. Paulo Martins, pastor da 1ª IP Alto Jequitibá e, no dia 11 de dezembro o Rev. Alexandro Barbosa, pastor da 6ª IP Governador Valadares. Tudo transcorreu num clima de profunda gratidão a Deus, louvor e muita alegria. Que a mensagem da nova placa seja uma realidade na vida desta igreja: UM LUGAR DE FÉ, ESPERANÇA E AMOR. Rev. Alberto Henrique Stauffer Sperber é pastor auxiliar na 1ª IP de Manhuaçu.


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

Boa Leitura

Assim brilha a luz (Clara Gammon) Uma rica e inspiradora experiência. As memórias, experiências e lições ainda vivas no Instituto Presbiteriano Gammon, a mais antiga escola evangélica do país; raios de luz que ainda brilham e norteiam essa obra.

aos pregadores para que “preguem a Palavra”. No Antigo Testamento, Deus se desagradou por seu povo estar perecendo por falta do conhecimento dele mesmo. Com muita frequência, aqueles que foram chamados para alimentar o rebanho de Cristo fazem pouco mais do que afagá-los, em vez de alimentá-los com a Palavra de Deus. Ela encoraja os pastores a honrar seu chamado. Ela guiará as igrejas a auxiliar seus pastores para que mantenham este padrão bíblico.

Este livro é um apelo

um texto dos Evangelhos, comentário devocionais para a sua edificação, informações sobre o contexto dos eventos e posição da passagem na Harmonia dos Evangelhos. O livro contém 320 páginas e custa R$28,00.

Um programa para devocionais com todos os eventos da vida de Jesus, organizados em ordem cronológica. São 365 devocionais para começar a utilizar em qualquer dia do ano. Cada leitura inclui

Filmes para curtir e pensar Mãos Talentosas O filme conta a história de um menino pobre que se tornou neurocirurgião de fama mundial. Ben Carson (Cuba Gooding Jr.) era um menino pobre de Detroit, desmotivado, que tirava notas baixas na escola. Entretanto, aos 33 anos, ele se tornou o diretor do Centro de Neurologia Pediátrica do Hospital Universitário John Hopkins, em Baltimore, EUA. O Jogo do Poder Robbie é uma ambiciosa e agressiva advogada de Vancouver, determinada a vencer a qualquer custo. Agora, seu desafio é vender um decadente time de hóquei pelo maior preço possível. Sua estratégia é reforçar o time contratando o veterano Cody Harris, um jogador violento, lutador, admirado pela torcida. Mas a surpresa, para ela, é que ele está mudado: agora é um cristão! Apesar do jeito de durona, Robbie é influenciada pela nova vida de Cody e começa a perceber que, talvez vencer não seja tudo.

Avante, soldados de Cristo (John MacArthur, RC Sproul e outros)

Um Ano com Jesus (James Galvin, Linda Taylor e D. Veerman, Org.)

Apascenta o meu rebanho (John MacArthur, John Piper, RC Sproul e outros)

Entretenimento e reflexão

O livro contém 176 páginas e custa R$27,20.

O livro contém 192 páginas e custa R$28,00.

17

Uma das grandes franquezas desta geração de crentes professos é a falta de entendimento da pessoa e da obra de Cristo, promovida por uma carência de entendimento da igreja que ele veio reunir e edificar. Contrariamente à opinião popular em nossa cultura atual, a igreja não é uma instituição criada pelos religiosos. Segundo as Escrituras, é um corpo de pessoas que foram reunidas por meio de um chamado ou convocação. O livro contém 192 páginas e custa R$38,00.

Sobre esses e outros títulos acesse www.editoraculturacrista.com.br ou www.facebook.com/editoraculturacrista ou ligue 0800-0141963

A Chegada Em 1607, uma expedição, sob as ordens do Rei da Inglaterra, cruza o Atlântico e chega à costa do Novo Mundo. Seu capelão é o Reverendo Robert Hunt, homem temente a Deus, apaixonado pela pregação do evangelho. Obediente ao chamado do Senhor, deixa tudo para partir nessa aventura envolta em perigos. Ao dedicar a colônia a Deus, sua oração para que centenas de milhares de gerações viessem a conhecer o Senhor Jesus foi atendida! Dessa primeira colônia surgiram os Estados Unidos da América, país que tem enviado milhares de missionários por todo o mundo. O Peregrino O Peregrino é um livro que foi escrito há 3 séculos, mas sua mensagem é tão atual e dinâmica como se tivesse sido escrita nos dias de hoje. Agora, em filme, você penetra nos pensamentos do autor John Bunyan e começa a sentir como era grande e dramática sua visão do mundo. Você também vai sentir o desejo de lutar por um mundo melhor. Acompanhe o peregrino em cenas de pura sabedoria encenadas por um elenco de primeira. É uma obra clássica, imortal, desafiante, revivida na tela.


Brasil Presbiteriano

18

Fevereiro de 2012

FALECIMENTO

No BRASIL E NO MUNDO Sarah Ribeiro

Nasce nos EUA nova denominação presbiteriana Mais de 2 mil pessoas, oriundas de 500 igrejas, participaram dia 19 de janeiro em Orlando, Flórida, do culto de lançamento da ECO (Aliança Evangélica Ordem dos Presbiterianos). A denominação é fruto do descontentamento de membros da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (UPCUSA), que passou a aceitar líderes homossexuais em meados de 2011. De acordo com enquete feita pela revista independente Presbyterian Outlook, a maioria ainda não decidiu se vai deixar de vez a sua antiga denominação. E em uma declaração conjunta, várias igrejas conservadoras afirmaram que não deixarão a denominação Presbiteriana, mesmo reconhecendo que existem discordâncias sobre a ordenação de pastores homossexuais. Fonte: Gospel Mais

Pesquisa aponta que 59% dos jovens saem da igreja após os 15 anos Depois de cinco anos entrevistando 1.296 jovens norte-americanos que são ou já foram membros de igrejas, pesquisadores do Grupo Barna descobriram que 59% dos jovens cristãos daquele país abandonam a igreja de forma permanente ou durante um longo período de tempo após completar 15 anos de idade. Entre os principais fatores que distanciam os jovens da igreja nos EUA, foram apontados: a atitude superprotetora e exclusivista da igreja, o fato de oferecer uma experiência cristã superficial, visão antagônica à ciência, um lugar em que o sexo é tratado de maneira errada, a não valorização de outros tipos de fé e espiritualidade e a hostilidade que a igreja trata quem não crê no que ela ensina. O presidente do Grupo Barna, David Kinnaman, classifica essa evasão dos jovens da igreja como um problema que requer providências urgentes, já que normalmente os jovens saem de casa cedo, vão para a faculdade ou começam logo a trabalhar, casam e têm filhos antes dos 30 anos. Fonte: Christian Post

Alzira de Jesus Costa Alzira de Jesus Costa, nasceu em Nanuque, MG, em 2 de fevereiro de 1930. Faleceu em 24 de dezembro de 1911. Em meados de 1960 foram recebidos na IP de Nanuque pelo Rev. Raimundo Nunes dos Santos. Em 1992 ficou viúva do Sr. Tadeu Costa. Pertenceram à IP de Campo Grande, ES, e por último à IP de Diadema SP. Impossibilitada de ir à igreja, era assistida pelos pastores Rev. Paulo da 2ª IPI de Diadema, e Rev. Nelson Taibo da IP de Diadema, que dirigiu o Ofício Fúnebre auxiliado pelo Rev. Valmir (IP de Diadema), Manoel Maciel (IP Rudge Ramos), Amós (IP Betel) e Zequinha. Deixa 10 filhos, 24 netos, 10 bisnetos e 1 tataraneto.

Jonith de Campos Botão Na madrugada do dia 6 de dezembro de 2011, Jonith foi chamado para estar ao lado de Deus para sempre. Jonith serviu a Deus por mais de 28 anos na 5ª IP Arco-Íris em Londrina, Paraná, igreja fundada pelo seu pai, Rev. Jofre Botão. Jonith de Campos Botão nasceu em 23 de agosto de 1955, em Adamantina – SP. Desde 1983 foi presbítero, foi tesoureiro da igreja, deixou na história o legado de participação na fundação da igreja, na construção do templo, no ensino bíblico e na defesa do evangelho. O zelo pela Palavra ficará na memória dos que conviveram com ele. Deixa viúva e três filhos.

NOTA DA REDAÇÃO Na edição de janeiro do Brasil Presbiteriano, na página 5, publicamos um poema e não mencionamos os créditos do autor. O Poema O Pastor foi escrito pelo Rev. Onézio Figueiredo, pastor da IPB e Capelão do Seminário JMC.


Brasil Presbiteriano

Fevereiro de 2012

19

Consultório Bíblico

Casamento e Divórcio Odayr Olivetti

“Pode me dizer uma palavra sobre divórcio?” Não se pode dizer algo significativo sobre o divórcio sem dizer antes algo sobre o casamento. Respondo à consulta em duas partes. Aqui, sobre o casamento.

É comum a frase: “Casamento e só um pedaço de papel!” Mas não é um papel qualquer. Tem por trás uma importante realidade institucional, como também uma grande significação ética, religiosa e social. – Ninguém dirá que

cristão com o amor sacrificial de Cristo por sua igreja (Ef 5.25). E em Hb 13.4 lemos: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e os adúlteros”. – A sociedade

CasaMEntO 1. sumário: O casamento foi instituído por Deus; foi antes da queda do homem (antes do pecado original), instituído para todo o gênero humano; não só para a igreja; portanto, casamento não é sacramento. Todo casamento é “no Senhor”, no sentido de que foi instituído por Deus, e todos lhe devem satisfação. Claro está que há um sentido especial do casamento de pessoas que estão ligadas a Cristo pela fé. Estes se casam “somente no Senhor” (1Co 7.39). O casamento sob Deus é de um homem e uma mulher; qualquer outra conjunção sexual que não a conjugal é ofensa a Deus, além de ser uma aberração e de ser contra a natureza. O casamento é indissolúvel, não no sentido de que não há como dissolvê-lo (o adultério o dissolve), mas no sentido de que não deve ser dissolvido. – Passagens bíblicas básicas sobre o casamento: Gn 1.26-28; 2.22-24; Ef 5.22-33; Hb 13.4. 2. Exposição e aplicação prática: Deus estabeleceu na ordem da criação instituições básicas, entre as quais a sociedade organizada (o Estado). O casamento civil (função do Estado) reconhece, proclama e certifica a união conjugal e, com isso, evita a anarquia social e a dissolução moral que ocorreram, por exemplo, na antiga União Soviética, quando o governo comunista extinguiu a obrigatoriedade do casamento. Os resultados foram tão calamitosos que o casamento foi novamente estabelecido na legislação.

“Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e os adúlteros” (Hb 13.4)

o registro de nascimento é só um pedaço de papel! Ninguém, em sã consciência, vai dizer que a escritura de uma propriedade é só um pedaço de papel!

desonra o casamento aceitando uniões de todo tipo. A fidelidade conjugal honra o casamento; a infidelidade conjugal desonra o casamento, e ofende gravissimamente a Deus.

3. Qual a atitude de Jesus Cristo e dos apóstolos? Cristo honrou o casamento iniciando o seu ministério público durante uma festa de casamento (Jo 2.1-11). O apóstolo Paulo, tratando das relações de marido e mulher, compara o amor sacrificial que se espera do marido

4. Bênção: Quem teme a Deus e o ama, e procura obedecer ao que ele ordena, pode contar com sua bênção. Em Gn 1.28, logo após a declaração de que Deus criou o homem e a mulher, constam estas palavras: “E Deus os abençoou”.

O reverendo Odayr Olivetti é pastor presbiteriano, ex-professor de Teologia Sistemática do Seminário Presbiteriano de Campinas, escritor e tradutor. - odayrolivetti@uol.com.br


Brasil Presbiteriano

20

Fevereiro de 2012

MISSÕES

Projeto visa entrega de Novos Testamentos M

ais uma ação da Blitz Internacional de Distribuição de Escrituras está prestes a ser realizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro nos dias 4 a 9 de março de 2012, com visitas às igrejas no dia 04, distribuição de Novos Testamentos nos dias 5 a 9 e jantar com os pastores no dia 9. Esse evento histórico é coordenado pela Sede Internacional dos Gideões e contará com a participação de 23 irmãos

vindos de outros países. Gideões Internacionais é uma associação interdenominacional de empresários e profissionais cristãos, membros, em plena comu-

nhão, de igrejas protestante-evangélicas. Sua missão é levar as boas novas aos perdidos através do testemunho pessoal e da distribuição da Palavra de Deus

ChanC ChanC Celaria elaria Ma MaC Ckenzie C kenzie

proM proM Move ove grandes eventos e eM M 2012. Confira abaixo a programação: O que é uma igreja saudável? Palestrante: Mark Dever 2 de março - 19h30 verdade e Pluralidade Palestrante: William Lane Craig 20 de março - 19h sim imP Pósi ósiO O de educaçã ducaçãO O cO cOnfessi nfessiO nfessi Onal cristã 30 de abril e 1o de maio iii cOngress cOngress ngressO O internaci nternaciO Onal de religiã eligiãO O, teOlOgia e igreja: cristianism ristianismO O e cultura Palestrante: Nancy Pearcey 14 a 16 de maio ii cO cOnferência nferência cristianism ristianismO O e mO mOdernidade dernidade Palestrantes: Paul Washer e Joel Beeke 5 e 6 de outubro iv sim imP Pósi ósiO O internaci nternaciO Onal darwinism arwinismO OH HO Oje Palestrante: Michael Behe 22 a 24 de outubro

Universidade Presbiteriana Mackenzie Campus São Paulo Local: Auditório Ruy Barbosa Rua Itambé, 135 - Higienópolis Para mais informações: www.mackenzie.br

em mais de 190 países ao redor do mundo. As distribuições serão feitas na área dos seguintes campos: Rio Centro-Sul, Rio Tijuca, Rio Barra da Tijuca, Rio

nenhum dos irmãos, pois sabemos que os Gideões que vêm de outros países dependem totalmente dos irmãos locais para realizar o trabalho.

Os membros têm como missão levar as boas novas aos perdidos através do testemunho pessoal e da distribuição da Palavra de Deus

Meier, Nilópolis-Oeste e Leste, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Seropédica, Queimados, Niterói Leste e Oeste, São Gonçalo, Rio Bonito, Duque de Caxias, Rio-Ilha do Governador, São João do Mereti, RioLeopoldina, Rio Norte, Rio-Campo Grande, Rio-Jacarepaguá, RioMadureira e Rio-Bangu. A associação conta com o apoio de todos os membros desses campos nos trabalhos a serem realizados. Essa é uma oportunidade imperdível de participar de um grande esforço evangelístico que tem o potencial de alcançar milhares de pessoas para Cristo. Oremos por isso. São 500 mil novos testamentos a serem distribuídos em cinco dias e por isso não podemos dispensar o envolvimento de

Na semana seguinte à distribuição no Rio de Janeiro a equipe se dividirá indo para Salvador e para Porto Alegre onde serão distribuídos mais 250 mil Novos Testamentos em cada uma dessas cidades, totalizando 1.000.000 de Escrituras distribuídas em duas semanas. Por se tratar de um trabalho de grande porte é preciso muita organização. Por esse motivo, os interessados devem informar os dias e horários que estarão à disposição para o trabalho de levar a mensagem do Senhor, por meio das distribuições e evangelização. Contato: Coordenador da Blitz – Sebastião Rogério (rogerp.n@terra. com.br, ou (21) 2561-5636 / 8703-5636).


BP 687 - Fevereiro2012-GRAFICA-bx