Issuu on Google+

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO domingo, 30 de setembro de 2012 14:08

CIRCULAÇÃO ANTERIOR

SISTEMA CAROTÍDEO

CIRCULAÇÃO POSTERIOR

SISTEMA VÉRTEBROBASILAR

2/3 Anterior do cerebro

1/3 Posterior do Cérebro Tronco encefálico Cerebelo

Instalação Súbita --> É quando o fenomeno atingiu sua intensidade maxima em 1 minuto!!

Neurologico Focal--> Consegue localizar um déficit neurologico, ou seja, localiza um foco neurologico deficitario. Relacionado a um Território Arterial--> Sistema Carotídeo x Sistema Vértebro-Basi

ACA ACM ACP

ACI HEMISFÉRIO ESQUERDO--> Responsável pela linguagem. Reconhece o hemi-mundo e hemicorpo à direita! Lesão em lobo parietal esquerda leva a Afasia!! HEMISFÉRIO DIREITO--> Reconhece o hemi-mundo e hemicorpo a direita e esquerda. Tem função cruzada!!

DEFINIÇÃO DE AVC:

Instalação súbita de déficit neurologico focal relacionado a um

territorio arterial

PARALISIA DE TODD: Infecção que pode simular um ataque epileptico e causar uma hemiplegia prevea que simula um AVC. Exemplos: BCP, Epilepsias, Meningiomas, Tumores que sangram(Melanoma cerebral), distúrbios tóxico-metabolicos.

QUAIS EXAMES NECESSÁRIOS NA FASE AGUDA: -

HEMOGRAMA/HB,HT, PLAQ GLICEMIA/DEXTRO NA/K U/CR TAP/TTPA ECG TC de crânio s/ contraste (para excluir diferenciais como HSD, AVC-H. Avaliar a extensão anatomica da lesão)

OBS: Pelo julgamento clínico tem um acerto de 50%. Pelo julgamento clínico é incapaz de se

Página 1 de NEUROLOGIA

lar


OBS: Pelo julgamento clínico tem um acerto de 50%. Pelo julgamento clínico é incapaz de se fechar um diagnostico de AVC, por isso deve-se pedir uma TC de cranio. TC de crânio--> Até 24 horas dependendo dos AVC-I, pode permanecer normal, mais pode aparecer arteria cerebral hiperatenuante e apagamento de sulcos.

AIT--> Défict neurologico focal de instalação subita com duração inferior a 24 horas e presumidamente de origem vascular, limitado a um territorio cerebral ou do olho e nutrido por uma arteria especifica. - Evolução temporal - Segundos (5' à 10') - 75% à 85% tem duração de 01 hora - Após 01 hora de deficit neurologico estável, apenas 14% regridira espontaneamente. - Após 03 horas aprenas 2% regridirá espontaneamente - Média de duração: 14'--> AIT de territorio carotideos e 8'--> AIT de territorio vertebrobasilar - Quando não suspeitar?? --> na ocorrência isolada de sintomas como: ○ Vertigem ○ Tontura ○ Nausea ○ Sincope ○ Confusão mental ○ Amnésia ○ Convulsão - NOVA PROPOSTA DE DEFINIÇÃO PARA AIT--> Episódio breve de disfunção neurologica provocada por isquemia cerebral focal ou retiniana com sintomas clinicos durando menos de 1 hora e sem evidencia de infarto. - Para confirmar que não tem lesao cerebral somente se confirma com RNM (Técnica de Difusão)--> restrição à difusão de moléculas de H2O.

Área branca brilhante!!

OBS: Pela dificuldade de RNM no brasil, um AIT de até 24 horas é considerado um a sindrome neurovascular aguda, pois dá tempo de repetir uma TC de cranio em tempo habil!! AIT--> EMERGENCIA NEUROLOGICA!!! - 80% são AVC-I - 20% são AVC-H

- AVC-I: ○ Mecanismo aterotromboticos de grandes vasos. FR: HAS, DM, Tabagismo, Dislipidemias e frequentemente AIT/AVC

○ Mecanismo aterotromboticos de pequenos vasos (Síndrome lacunar). FR: 90%--> HAS

○ Mecanismo cardioembolicos. FR: FA, cardiopatias, valvopatias, arritmias - SINDROME LACUNAR: Causada por pequenos infartos subcorticais, quadros neurologicos restritos; sem alteração de consciência sem alteração de funções nervosas superiores (corticais).  Hemiparesia pura  Hemihipoestesia pura  Hemiparesia hemihipoestesia  Hemiparesia hemiataxia  Disartria mão incoordenada

COMO TRATAR?? ---> ABCD Primario/ ventilação adequada com O2 em caso de hipoxia!! - Hidratação - Glicemia/ hipoglicemia--> sol glicosada 50%; hiperglicemia--> insulina se dx>200 - Temperatura--> hipertemia - Alimentação--> Jejum/ SF0,9% 1000ml a 2000ml em 24 hs e dx 4/4hs - Profilaxia para TVP---> Meias elasticas e dispositivo pneumatico intermitente(dificil de encontrar em hospitais). Devido a essa dificuldade, se indica Enoxaparina. - Fisioterapia Motora e respiratoria - Terapia antitrombotica--> AAS 300mg/dia(antiagregante plaquetario) no primeiro mês e depois 100mg/dia. - Ticlopedina--> Causa Leucopenia.Medicação de alto custo.. Acompanhamento a cada 03 meses e monitorar leucograma!!

Página 2 de NEUROLOGIA


cada 03 meses e monitorar leucograma!! - Clopidogrel---> Alto custo - Diridamol+AAS--> não encontra no Brasil ANTICOAGULANTES: - HEPARINA NF--> AVC-I em progressao; Trombose de arteria basilar (LOCKED-INSindrome do cativeiro); AIT em crescimento; Alto risco para AVC cardioembolico - HBPM - TROMBOLISE--> rTTPA ev em ate 4 horas e 30 minutos. 10% em bolus e em 60' o restante. Risco de trombolitico ( sangramento cerebral).

CRITERIOS PARA TROMBOLISE: Não precisa decorar para prova! Zona de Penumbra ou Área de Penumbra

Área infartada

Curva de autorregulação cerebral X Área de Penumbra Trombo vascular

HA

- Sistolica > 160 mmHg - Diastolica >110 mmHg

AVC-H: Principal causa: HAS # Sinais e sintomas gerais: - Cefaleia - Nausea - Vomito - Rebaixamento do nível de consciencia - Pressão arterial elevada - Sintomas podem ser iguais ao AVC-I

#Topografia habitual da lesão: - Núcleos da base (Putamen e Tálamo) - Tronco cerebral (ponte) - Cerebelo - Lobos cerebrais OBS: 75% dos Hematomas intraparenquimatosos estão localizados nos núcleos da base e 25% estão no cerebelo, ponte e lobos cerebrais. PUTÂMEN (50%)

NÚCLEOS DA BASE (75%) TÁLAMO(25%)

1/3 Lobos Cerebrais

25%

1/3 Cerebelo

1/3 Ponte # Tratamento igual ao AVC-I - Tratar HAS somente quando Sistolica > 160mmHg e ou Diastolica >105 mmHg - Em caso de suspeita de PIC: ○ Osmoterapia ○ Hiperventilação ○ Sedação e relaxamento muscular ○ Tto cirurgico--> AVC-H >3,0cm no cerebelo devem ser drenados cirurgicamente - Corticoides--> Não devem ser utilizados no AVC-I. Podem ser utilizados somente no AVC-H quando tem sangue nos ventriculos, devido aumentar a chance de hidrocefalia por obstrução tardiamente!! - Convulsões: Só utilizar anticonvulsivantes no AVC-H em caso de crises ou AVC-H lobares extensos(lesão cortical) é fator de risco de crise epileptica ou se tiver EEG não precisa usar antiepilieptico

Página 3 de NEUROLOGIA


AVC-resumo