Page 1

CONGRESSO DO EMPREENDEDOR LUSÓFONO

BRASIL-ES 2012 EMPREENDEDOR POR NATUREZA

MÍDIA KIT


ESTIMADOS PARCEIROS, É com grande orgulho que o Brasil vai sediar o II Congresso do Empreendedor Lusófono. Este evento foi planejado em 2010, em um encontro em Praia/Cabo Verde, que contou com a presença do então presidente de Cabo Verde, Pedro Pires, e sua primeira realização em 2011 na cidade do Porto/Portugal, que contou com a presença do presidente português Aníbal Cavaco Silva, além de outras autoridades e mais de 1.000 empreendedores. Chegou a vez do Brasil receber, do dia 30 de maio a 1º de junho de 2012, no Espírito Santo, este evento que reúne os anseios de oito nações. Apesar das grandes diferenças entre os países, o Congresso busca na igualdade da língua aproximar empreendedores que possuem grandes objetivos e visa fomentar o empreendedorismo e gerar trocas comerciais para a evolução do dinamismo econômico dos países de língua portuguesa. Com a certeza de que contaremos com a presença de líderes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, também gostaríamos de contar com o vosso apoio para que, juntos, possamos fazer deste evento um grande passo na evolução comercial e afetiva entre os países que compõem a Lusofonia.

Julio Cesar Vasconcelos Coordenador Geral

CONGRESSO DO EMPREENDEDOR LUSÓFONO TEMA: EMPREENDEDOR POR NATUREZA PERÍODO: 30 E 31/05/2012 E 01/06/2012 PÚBLICO: 1.500 PESSOAS LOCAL: CENTRO DE CONVENÇÕES DE VITÓRIA – VITÓRIA/ES


ESPÍRITO SANTO - BRASIL O Brasil possui atualmente uma economia forte e sólida. O país é um grande produtor e exportador de mercadorias de diversos tipos, principalmente commodities minerais, agrícolas e manufaturados. As áreas de agricultura, indústria e serviços são bem desenvolvidas e encontram-se, atualmente, em bom momento de expansão. Considerado um país emergente, o Brasil ocupa o 7º lugar no ranking das maiores economias do mundo. Uma maior aproximação econômica com os países lusófonos irá abrir portas para micro e pequenas empresas, gerando uma ótima troca comercial e fortalecendo ainda mais a economia nacional.

A economia do Espírito Santo é uma das que mais crescem no país, sua variedade climática favorece o desenvolvimento de diversas culturas. O Espírito Santo possui hoje o maior complexo portuário da América do Sul. Estratégicamente localizado na região Sudeste do Brasil, se destaca pelo excelente potencial para integração dos diversos modais de transporte e formando com os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo a chamada Faixa de desenvolvimento da Região Sudeste. A localização geográfica estratégica do Estado do Espírito Santo é um diferencial competitivo do segmento logístico em razão de estar a menos de mil quilômetros dos principais centros consumidores, produtores e de distribuição do país, o que propicia também o escoamento de mercadorias para exportação.

CONGRESSO 2011 – PORTO Com a participação de mais de 1.000 jovens empresários oriundos dos países que compõem a Lusofonia, o Congresso realizado em Porto, Portugal, entre os dias 5 e 7 de Maio de 2011, no edifício da Alfândega do Porto, contou com a presença do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, presidindo e palestrando na Abertura do evento. Zeinal Bava, presidente executivo da Portugal Telecom, António Portela, CEO da BIAL, e Alberto Castro, da Universidade Católica, destacamse entre os reputados oradores, oriundos do meio empresarial, político, associativo, financeiro e acadêmico. Durante o congresso foram realizados encontros setoriais que desenrolaram-se num ambiente propício à troca de experiências e contatos proporcionando a criação de novos negócios e parcerias. Os participantes fizeram um balanço altamente positivo do Primeiro Congresso Lusófono vendo no mesmo um ambiente propício para o intercâmbio de ideias e experiências fundamentais para as relações comercias e de desenvolvimento de novos negócios.

CONGRESSO DO EMPREENDEDOR LUSÓFONO

BRASIL-ES 2012 EMPREENDEDOR POR NATUREZA


DEPOIMENTOS “Vejo o congresso como ativo fundamental para afirmação dos nossos países e para defesa dos nossos interesses no mundo globalizado em que vivemos.” “O Congresso do Empreendedor Lusófono é uma

com gestos que colham novos intervenientes e

iniciativa que considero particularmente oportuna

promovam realizações concretas como é o caso

e a qual aceitei me associar desde a primeira

deste encontro. Em nome de Portugal e em nome

hora. Vejo o congresso como ativo fundamental

da Lusofonia desejo que tenham o maior sucesso

para afirmação dos nossos países e para defesa

e

dos nossos interesses no mundo globalizados que

organizadores e participantes do Congresso”. Aníbal Cavaco Silva Presidente de Portugal

vivemos. É necessário multiplicar as oportunidades

saúdo

profundamente

e

calorosamente

os

Crédito: Romero Mendonça/Secom

“Uma oportunidade rara.” “O Governo do Espírito Santo considera que a

o aprofundamento das relações comerciais entre

realização do II Congresso Empreendedor Lusófono

esses países, atraindo também representantes das

na cidade de Vitória, em 2012, é iniciativa oportuna,

comunidades que se originaram deles e hoje se

por criar um espaço importante para que líderes

espalham por toda a Europa e América do Sul.

empresariais oriundos de todos os países de língua

Além de possibilitar esse intercâmbio, o Congresso

portuguesa conheçam e analisem oportunidades

organizado pela FECAJE – Federação Capixaba

de negócios às quais, de outra forma, dificilmente

de Jovens Empreendedores do Espírito Santo e

teriam acesso.

Cindes Jovem – Centro da Indústria Jovem dará

Como nossas economias são complementares em

extraordinária visibilidade a Vitória e à sua vocação

diversos campos, o II Congresso constitui rara

para sediar eventos de grande porte e de nível

oportunidade para a troca objetiva de informações,

internacional.”

experiências e modelos e iniciativa importante para

Renato Casagrande Governador do Espírito Santo

“Um espaço fértil para excelentes contatos e bons negócios entre os países de língua portuguesa.” Profissionais, estudantes e demais participantes do II Congresso Empreendedor Lusófono serão muito bem vindos a Vitória. Certamente a cidade, além de acolher bem a todos, será um espaço fértil para excelentes contatos e bons negócios entre os países de língua portuguesa. Acreditamos no sucesso do evento também pelo empenho de jovens empreendedores, que se destacam cada vez mais por sua capacitação, mobilização e ousadia. João Coser Prefeito de Vitória e Presidente da Frente Nacional de Prefeitos

“O Sistema Findes participará de forma ativa neste evento e confiamos plenamente no seu sucesso.” “A realização do 2º Congresso Empreendedor

edição em Portugal, pois mostra a força de nosso

Lusófono é uma excelente iniciativa em torno

empreendedorismo, envolvendo jovens em torno da

do fortalecimento da relação comercial entre os

promoção do desenvolvimento sustentável através

países de língua portuguesa, pois vivemos um

do diálogo entre as nações de mesma língua pátria.

momento propício para a realização de novos

O Sistema Findes participará de forma ativa neste

negócios e ampliação dos já existentes. E é com

evento e confiamos plenamente no seu sucesso ”. Marcos Guerra Presidente do Sistema Findes/Cindes

muita satisfação que vejo a iniciativa de trazer este evento Internacional para o Espírito Santo após a 1ª


CONGRESSO DO EMPREENDEDOR LUSÓFONO

PAÍSES INTEGRANTES

BRASIL-ES 2012 EMPREENDEDOR POR NATUREZA

PORTUGAL As importações totais de Portugal cresceram 4,4% ao ano, em média, no último quinquênio. Em 2010, com a recuperação da economia, as compras externas elevaram-se 7,5%, acelerando-se no primeiro trimestre de 2011 e chegando a 9%.

BRASIL A economia do Brasil tem um mercado livre e exportador. Medido por paridade de poder de compra, seu produto interno bruto é próximo a 2,5 trilhões de dólares (R$ 3.674.964 trilhões), tornando-a a sétima maior economia do mundo em 2010, segundo o FMI e o Banco Mundial, e a segunda maior do continente americano.

ANGOLA Com uma população de 18,5 milhões de habitantes, com o triplo da renda per capita média da África subsaariana, grandes reservas de petróleo, diamantes e solos férteis, Angola é uma porta de acesso estratégica África subsaariana. A reconstrução da economia angolana tende a impulsionar suas taxas de forma acelerada por, pelo menos, mais duas décadas. Informações estratégicas e redes de relacionamentos são fundamentais para o êxito no mercado angolano.

CABO VERDE Cabo Verde importou cerca de US$730 milhões em 2010. Portugal detém 80% do mercado de produtos para construção, 38% de alimentos e bebidas e 58% do mercado de mobiliário, tendo assim uma propicia abertura para a entrada dos demais países de língua portuguesa.

MOÇAMBIQUE Moçambique cresceu a uma taxa média anual de 9% na década até 2007, uma das mais altas performances na África. Após um período de declínio, com a recuperação, o PIB voltou a crescer em 8,3% em 2010. As importações moçambicanas elevaram-se a US$3,5 bilhões em 2010, A troca de experiência sobre o mercado de Moçambique é uma prática que pode facilitar o acesso e/ou decisão de penetrar no mercado.

TIMOR LESTE As importações totais do TimorLeste em 2010 atingiram US$316 milhões, com as importações de alimentos e bebidas respondendo por 21% das compras, produtos das indústrias de base respondendo por 59% e produtos da indústria da construção por 8%.

GUINÉBISSAU Estima-se que as importações totais da Guiné-Bissau elevaramse a US$215 milhões em 2010,com alimentos e bebidas participando com 46% do total. Portugal é o maior fornecedor com 26% do mercado e o Brasil possui 7%.

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE São Tomé e Príncipe necessita importar todos os combustíveis, bens manufaturados, bens de consumo e uma quantidade substancial de alimentos. Suas importações totais em 2010 alcançaram US$102 milhões,dos quais 25% em alimentos e bebidas.


OBJETIVO DO CONGRESSO - Dar continuidade às discussões sobre os rumos do empreendedorismo nos países de Língua Portuguesa. - Promover rodadas de negócios, com temas de alto interesse dos participantes, repetindo o sucesso anterior. - Fomentar oportunidades de negócios nos países de língua portuguesa. - Promover encontros setoriais que desenvolvam um ambiente propício à troca de experiências e contatos, proporcionando a criação de novos negócios e parcerias. - Propiciar integração e intercâmbio de ideias e experiências fundamentais nas relações comerciais e oportunidades, únicas, no reforço e desenvolvimento dos negócios. - Permitir aos participantes contatos com potenciais clientes e criar parcerias e sinergias para futuros negócios.

PÚBLICO ALVO - Profissionais que lidam direta ou indiretamente com empreendedorismo, jovens empresários, estudantes e público em geral dos países de língua portuguesa.

CONTATOS BRASIL Maciel da Costa Cosmi CINDES - Centro da Indústria do Espírito Santo Cindes Jovem / FECAJE FINDES - Federação das Indústrias do Espírito Santo Tel: +55 27 3334-5647 E-mail: mccosmi@findes.org.br cindesjovem@findes.org.br www.cindesjovem.org.br www.conaje.com.br

Ave Promoções e Eventos Tel: +55 27 3324-2011 congressolusofono@aveeventos.com.br

PORTUGAL

MOÇAMBIQUE

ANGOLA

Sofia Vale

CABO VERDE

Alfredo Balate

Yara Paula Bunze da Silva

Tel: +351 22 0108041

Maria Tavares

Tel +258 845616268

Tel: +244 925 343 361

sofiavale@anje.pt

Tel: +238 970 33 45

fredobalate@yahoo.com

yarabunze@gmail.com

maria.tavares@r-i-sports.com


Realização

Co-realização

Apoio

Organização

P R O M O Ç Õ E S E EV E N T O S

CONGRESSO DO EMPREENDEDOR LUSÓFONO

BRASIL-ES 2012 EMPREENDEDOR POR NATUREZA

Congresso Lusófono  

Midia Kit Congresso Lusófono

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you