Page 1

$%5,*2

3$5$$1,0$,6'20e67,&26

-Ô/,$3,/(**,*20,'(

$%$1'21$'26


“A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana”. (Charles Darwin)

“Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma”. (Pythagoras)

“A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados”. (Mahatma Gandhi)

“Virá o dia em que a matança de um animal será considerada crime tanto quanto o assassinato de um homem”. (Leonardo da Vinci)

“A vida pode mudar a arquitetura. No dia em que o mundo for mais justo, ela será mais simples”. ( Oscar Niemeyer)


CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS EM RIBEIRÃO PRETO/SP

JÚLIA PILEGGI GOMIDE

RIBEIRÃO PRETO 2014


JÚLIA PILEGGI GOMIDE

ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS EM RIBEIRÃO PRETO/SP

Trabalho apresentado ao Centro Universitário Moura Lacerda, como exigência para a conclusão do Curso de Arquitetura e Urbanismo Orientadora:

RIBEIRÃO PRETO 2014

Professora

Vera

L.

Blat


AGRADECIMENTOS


Agradeรงo primeiramente ao Centro Universitรกrio Moura Lacerda, pela oportunidade de fazer o curso com maior precisรฃo e pelo ambien-

-

-


RESUMO


domesticos abandonados e aos problemas decorrentes desse abandono -

possuem, aponta os problemas decorrentes do abandono e defende a

-


SUMÁRIO


Agradecimentos


INTRODUÇÃO


-

-

-

-

Quando os animais abandonados sĂŁo encontrados, sĂŁo levados a abrigos de ani-

-

-

-

-

-

-

-

A iniciativa de alguns membros da sociedade no sentido de construir e man-

1


-

pelo seu guardião, pois este estaria com tal conduta se abstendo de exer-

-

tas, amenizar a situação de procriação descontrolada nos grandes centros urba-

-

-

-

Quando se fala em abrigo de animais, muitos temas se interligam, como medicina do coletivo, abandono e maus-tratos, posse responsável, adoção, e a re-

-

-

-

-

2


-

-

-

Oferecer

a

cidade

um

abrigo

para

animais

abandonados

pode

contri-

3


RIBEIRテグ PRETO / SP


A ESCOLHA DA CIDADE tivas, como a realização de feiras de adoção, para diminuir a superlotação nos canis

-

-

-

-

-

-

unidades de Centro de Controle de Zoonose com base na população de cada municiCRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE

CCZ1

CCZ2

CCZ3

CCZ4

CANIL MUNICIPAL

POPULAÇÃO DEBENEFICIADA

ACIMA DE 500.000

DE 100.000 A 500.000

DE 50.000 A 100.000

DE 15.000 A 50.000

ATÉ 15.000

CONTROLE DE POPULAÇÃO ANIMAL

X

X

X

X

X

CONTROLE DE VETORES

X

X

X

X

ENTOMOLOGIA

X

X

X

X

DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DE ZOONOSES

X

APOIO A MUNICÍPIOS DE MENOR PORTE

X

X

X

X

1100 A 1550

850 A 1050

ATRIBUIÇÕES

-

ESTIMATIVA DE ÁREA CONSTRUÍDA

650 A 750

520 A 620

200

-

4


-

-

-

5

-


LEVANTAMENTO DE DADOS


INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A ÁREA DE IMPLANTAÇÃO LOCALIZAÇÃO -

-

relação a cidade e por apresentar um grande terreno vazio de fronte a uma pra-

-

-

Terreno

estar inserido literalmente no meio ur-

ANEXO XII - ÁREAS ESPECIAIS SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA . ANO 2012.

-

A ideia de elaborar um abrigo para anipela grande preocupação com o esta-

6


ENTORNO -

-

7


-

-

8


O TERRENO

pacto oferecendo maior estabilidade para a construção, ao contrário de um solo -

9


-

-

-

N -

10


MAPAS PARA ANÁLISE DA REGIÃO

2 Pavimento 3 ou mais Pavimentos

N

N

-

11

-


COND.

-

SAMAMBAIA

-

-

-

N

12


LEGISLAÇÃO - CÓDIGO DE OBRAS denciais unifamiliares situados na ZUP - Zona de Urbanização Preferencial contidas nos -

uma das áreas abaixo discriminadas, onde não será permitida a aplicação nem mesmo do gabarito básico

13

-


PROGRAMA DE NECESSIDADES

-

-

-

-

14


PRÉ - FLUXOGRAMA Sanitário / Vestiário

Entrada Social Sanitário

Recepção

Área de Lazer Animal

ADM / Gerência

Canil

Entrada de funcionários e serviço Garagem

Área de higienização

Triagem

-

-

Área de emergência

-

Área veterinária Depósito

cessidades de entradas dispostas separadamente, essas sendo para funcionários e outra -

DIRETRIZES TECNOLÓGICAS

-

-

15

-

-


Alvenaria estrutural

-

-

de obra, reduz o gasto com revestimento, reduz perca de material, permite liberdade

-

-

-

-

16


ANÁLISE DE PROJETOS REFERÊNCIAIS


- VINÍCOLA ANTINORI, BARGINO, SAN CASCIANO VAL DI PESA, FLORENÇA, ITÁLIA -

trada em uma profunda ligação e enraizamento com a terra, uma relação tão intensa -

cela de terra cultivada com videiras, interrompida ao longo do contorno por dois -

17


- MuBe - MUSEU BRASILEIRO DA ESCULTURA, SP, BRASIL -

-

dio

foi

erguido

em

concreto

aparente,

com

รกreas

expositivas

abriga-

18


SÍNTESES INICIAIS DIRETRIZES GENÉRICAS


-

-

-

-

-

19


O ABRIGO


CONCEITO -

LINGUAGEM ARQUITETÔNICA / PARTIDO

possuem capacidade de abrigar mais animais, portanto como iniciativa, acabam somenA elaboração desse Abrigo irá proporcionar um espaço voltado ao cotidiano ani-

-

-

-

A volumetria surgiu a partir da concepção de expansão, onde pudes-

-

20


21


PROCESSO DE PENSAMENTO

CROQUI - Júlia Gomide

CROQUI - Júlia Gomide

22


MEMORIAL JUSTIFICATIVO

duas grandes avenidas, inicia-se na Avenida Portugal e termina na Avenida Presidente -

de das pessoas e aproxima-las a real situação do caso de abandono da cidade e se

-

-

-

-

-

23

-


24


MEMORIAL DESCRITIVO PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

-

ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS PROGRAMA DE NECESSIDADES / TABELA DE ÁREAS PRIMEIRO PAVIMENTO

-

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

-

AMBIENTE

ÁREA (m²)

ESTACIONEMENTO

141,08

SALA DE HIGIENIZAÇÃO

12,12

COZINHA / COPA

26,94

SANITÁRIO PARA FUNCIONÁRIOS - FEMININO

14,65

SANITÁRIO PARA FUNCIONÁRIOS - MASCULINO

14,65

ÁREA DE SERVIÇO

7,40

ESPAÇO DE DESCANSO PARA FUNCIONÁRIOS

100,76

ESTOQUE

34

SALA DE LIMPEZA

6

CANIL

233,66

PÁTIO CENTRAL

153,92

SALA DO DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO

20,92

SALA VETERINÁRIA 1

15,26

SALA VETERINÁRIA 2

15,26

SALA DE RECUPERAÇÃO

18,25

SALA CIRÚRGICA

11,98

ÁREA DE LAZER ANIMAL

234,83

SANITÁRIO SOCIAL - FEMININO

5,70

SANITÁRIO SOCIAL - MASCULINO

5,70

RECEPÇÃO / ÁREA DE ESPERA

35,95

LOJA 1

36,76

LOJA 2

36,76

LOJA 3

36,76

LOJA 4

36,76 PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

25


PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

-

ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS PROGRAMA DE NECESSIDADES / TABELA DE ÁREAS SEGUNDO PAVIMENTO AMBIENTE

ÁREA (m²) 34

SALA DE LIMPEZA

6

GATIL

246,25

ÁREA DE LAZER ANIMAL

357

SALA VETERINÁRIA 1

20,82

SALA VETERINÁRIA 2

21,22

AMBIENTE

SALA DE RECUPERAÇÃO

20,10

ESTOQUE

SALA DE CIRÚRGICA

21,22

SANITÁRIO SOCIAL - FEM

5,70

SANITÁRIO SOCIAL - MASC

5,70

SANITÁRIO FUNC. - FEM

5,32

SALA VETERINÁRIA 1

SANITÁRIO FUNC. - MASC

5,32

SALA VETERINÁRIA 2

SACADA 1

39,77

SALA DE RECUPERAÇÃO

SACADA 2

49,38

SALA DE CIRÚRGICA

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

ESTOQUE

PROGRAMA DE NECESSIDADES / TABELA DE ÁREAS

-

ÁREA (m²)

SALA DE LIMPEZA

O pátio central foi pensado não somente como um ambiente de circulaÁREA DE LAZER ANIMAL

SANITÁRIO SOCIAL - FEM

-

SANITÁRIO SOCIAL - MASC SANITÁRIO FUNC. - FEM SANITÁRIO FUNC. - MASC

ção e iluminação natural, SACADA 1

-

SACADA 2

26

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT


Cozinha / Copa / A. Serviço

-

Sanitário / Vestuário Entrada de funcionários e serviço

Área de higienização

Garagem / Carga e Descarga

Sanitário Social Salas Veterinárias / Cirúrgica / Observação Canil

-

Sala de Limpeza

Pátio Central

ADM / Gerência

Recepção / Triagem

Área de Lazer Animal

Entrada Social

Estoque

Área de Lazer Animal Estoque

Salas Veterinárias / Cirúrgica / Observação

Chegada ao Pavimento

Sala de Limpeza Sanitário Social Sanitário / Vestuário Gatil

27

Deck – ligação com o externo

Deck – ligação com o externo

Pedestres que visitam as lojas


-

tam as cargas de forma concentrada, as substituindo por blocos com capaci-

-

ticação para o ambiente e por poder delimitar as åre-

-

-

-

gem

-

terminou

pode

liberar

a

passagem,

revita-

28


-

forma e cor, se deu pelo simples fato de facilitar a vi-

-

Concreto Aparente - O concreto aparente possibilita versatilidade ao pro-

-

- Podem ser montados com iluminação embutida, contando com luminårias no tama-

29


-

-

-

-

-

-

-

30


MAD. DE LEI IPE CERNE

MASSA PLASTICA AUTOMOTIVA

20.0

MADEIRA

PARAFUSO FRANCES 0.5 / 16

4.0

46.0

PROTECAO

ACABAMENTO

12°

ESMALTE EXTRA 1127 FERRO 10mm X 40 mm

18.0

20.0

2.0

20.0

4.0

95°

24.5

40.0

7.5

70

3.0

34.0

7.0

20.0

3.0

15

10

17.0

CONCRETO

8.5

2 Ø 3/8"

30

CORTE CONCRETO CICLOPICO

-

- A materialidade do vidro possibilita a integra-

-

31

1.20

30

1.80

7.0

ELEVACAO CONCRETO CICLOPICO


PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

32


-

-

-

33


IMPLANTAÇÃO

RUA DR. SOARES ROMEU

RUA TRIUNFO

AV.SENADOR CÉSAR VERGUEIRO Recuo Frente - 4m / Recuo Lateral Dir. - 5m / Recuo Lateral Esq. - 3m Recuo Fundo - 2m Frente: Av. Senador César Vergueiro

TRABALHO FINAL DE CURSO - TFC ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS

IMPLANTAÇÃO - ESCALA 1: 550 34


RUA TRIUNFO 70,64

SANITÁRIO FUNC. MASC.

A. SERVIÇO

SALA VETERINÁRIA

SALA DE RECUP.

SALA VETERINÁRIA

7,00

RAMPA

SALA CIRÚRGICA

SALA DE HIGIENIZAÇÃO

COZINHA / COPA

12,94

SANITÁRIO FUNC. FEM. ESTACIONAMENTO CARGA / DESCARGA ENTRADA FUNCIONÁRIOS

DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO PÁTIO CENTRAL

4,00

26,94

ÁREA DE DESCANSO DOS FUNCIONÁRIOS

ESTOQUE

SANITÁRIO SOCIAL MASC.

SALA LIMP.

LOJA

LOJA

LOJA

LOJA

RECEPÇÃO / ÁREA DE ESPERA

PAREDE VEGETAL / INTENÇÃO ACÚSTICA,DECORATIVA

- ÁREA DE PERMANENCIA ANIMAL CANIL Capacidade para 78 Cães

44,04

6,60

4,00

8,00

4,00

8,00

AV.SENADOR CÉSAR VERGUEIRO CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA 35

4,85

5,15

SANITÁRIO SOCIAL FEM.

TRABALHO FINAL DE CURSO - TFC

ORIENTADORA - PROF. VERA L. BLAT

6,54


ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS

PRIMEIRO PAVIMENTO - ESCALA 1: 350 36


RUA DR. SOARES ROMEU

RUA TRIUNFO 70,64

7,00

SALA CIRÚRGICA SALA VETERINÁRIA SALA VETERINÁRIA

12,94

SACADA ÁREA DE LAZER ANIMAL ÁREA DE LAZER ANIMAL DO PRIMEIRO PAV.

SANITÁRIO FUNC. MASC. SALA DE RECUP.

26,94

SANITÁRIO FUNC. FEM.

ESTOQUE

SANITÁRIO SOCIAL MASC.

SALA LIMP.

14,00

SANITÁRIO SOCIAL FEM.

AREIA

AREIA

SACADA

PAREDE VEGETAL / INTENÇÃO ACÚSTICA, DECORATIVA

3,53

- ÁREA DE PERMANENCIA ANIMAL GATIL Capacidade para 82 Gatos

44,04

6,60

24,00

AV.SENADOR CÉSAR VERGUEIRO Recuo Frente - 4m / Recuo Lateral Dir. - 5m / Recuo Lateral Esq. - 3m

CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA 37

TRABALHO FINAL DE CURSO - TFC

ORIENTADORA - PROF. VERA L. BLAT

6,54


ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS

SEGUNDO PAVIMENTO - ESCALA 1: 350 38


B-B

RUA DR. SOARES ROMEU

RUA TRIUNFO 7,40M² 14,65M²

15,26M²

18,25M²

15,26M²

11,98M²

14,65M²

26,94M²

141,08M²

153,92M²

20,92M²

12,12M²

A-A

A-A 22,22M²

5,70M²

6M²

34M²

22,22M² 5,70M² 36,76M²

13,37M²

13,51M²

11,22M²

11,22M²

13,51M²

13,37M²

13,51M²

11,22M²

11,22M²

18,18M²

36,76M²

18,18M²

C-C

25,72M²

PAREDE VEGETAL / INTENÇÃO ACÚSTICA, DECORATIVA

36,76M²

36,76M²

- ÁREA ÚTIL DE PERMANENCIA ANIMAL CANIL 233.66M² - Capacidade para 78 Cães

B-B

C-C

13,51M²

AV.SENADOR CÉSAR VERGUEIRO

PLANTA PRIMEIRO PAVIMENTO

CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA 39

TRABALHO FINAL DE CURSO - TFC

ORIENTADORA - PROF. VERA L. BLAT


B-B 20,82M²

RUA DR. SOARES ROMEU

RUA TRIUNFO 21,22M²

21,22M²

357M²

5,32M² 20,10M²

A-A

5,32M²

A-A 5,70M² 34M²

6M²

5,70M²

- ÁREA ÚTIL DE PERMANENCIA ANIMAL GATIL 246,25M² - Capacidade para 82 Gatos

C-C

PAREDE VEGETAL / INTENÇÃO ACÚSTICA, DECORATIVA

B-B

C-C

AREIA

AREIA

AV.SENADOR CÉSAR VERGUEIRO

PLANTA SEGUNDO PAVIMENTO

ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS

PLANTA BAIXA / SENTIDO DOS CORTES - ESCALA 1: 750 40


CORTE B - B

3.00

9.70

20.64

3.53

0.35 0.41

5.47 2.24

7.59

15.37

0.12 0.41

ESCALA 1:200

41


PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

3.00

7.37

3.05

25.95

21.40

16.93

3.60

4.00

8.88

5.47

4.47

17.28

0.12

CORTE A-A / ESCALA 1: 450

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

3.58

0.12 0.41

3.95

3.58

3.53

0.35 0.41

42

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

CORTE A-A


PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

7.00

43.84

23.80

0.35 0.41

6.25

0.41

8.00

4.00

8.00

4.00

4.00

CORTE C-C / ESCALA 1: 450

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

CORTE C-C

43


ELEVAÇÃO FRONTAL

ELEVAÇÃO - Rua Dr. Soares Romeu

TRABALHO FINAL DE CURSO - TFC ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS

ELEVAÇÕES - ESCALA 1: 450 44


ELEVAÇÃO - Rua Triunfo

ELEVAÇÃO FUNDO

TRABALHO FINAL DE CURSO - TFC ABRIGO PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS ABANDONADOS 45

ELEVAÇÕES - ESCALA 1: 450


MAQUETE ELETRテ年ICA


46


47


48


49


-

abandono animal na cidade

50


Comportamento Animal

51


52


53


54


55


56


O Abrigo irá trazer o conceito de integração de epaço para a cidade, a a

implantação

do

Abrigo

está

diretamente

relacionado

a

condição

dessa -

-

57


-

-

-

-

-

-

58


ʬ̞ʮʫʣʲʫʮʧʩʩʫʩʱʯʫʦʧ

TFC - ABRIGO PARA ANIMAIS ABANDONADOS  
TFC - ABRIGO PARA ANIMAIS ABANDONADOS  
Advertisement