Page 258

melhor o que acabei de dizer, mas também precisa liberar essa raiva. Quando se sentir mais leve no coração, vá me procurar. Precisamos terminar essa conversa. Ele virou-se para ir embora, mas voltou-se uma vez mais. — Demore o tempo que quiser. Há cura nessa terra. Ela o viu afastar-se e percebeu que tinha as mãos fechadas em punho. O coração martelava e o sangue fervia. A raiva e a revolta queriam saltar, mas ela relutava em liberar tal sentimento. Ela sentia-se enganada, roubada, violada. — Não!!! – ela gemeu com as mãos na cabeça. Não havia ninguém ali para ver sua raiva, para assistir o seu desabafo. Jael acendeu uma fogueira. A área de caça em Gades lhe trazia muitas recordações agradáveis. De manhã voltaria para o povoado, mas queria aproveitar aquele momento enquanto podia. A carne do coelho abatido crepitava sobre o fogo preso a um graveto. Ela não estava só. Ao seu lado, dois companheiros de antigamente a seguiam. Sarah e Jafé, dois irmãos de pele negra e brilhosa. O rapaz sorria ao lembrar a última batalha em Gades, antes de elas irem embora. — Aquela batalha fez surgir o desejo de lutar – ele falou. – No entanto, algo faz com que os chefes relutem em tomar essa decisão. — Então, Gades quer se posicionar? Não quer ficar neutra? Ele olhou surpreso para Jael. — De maneira alguma! Gades está com vocês. Sarah suspirou. — Não pode falar pelos chefes, Jafé. A verdade é que eles saberão quando chegar a hora. Sarah virou-se para Jael e ofereceu um pedaço do coelho. — Você tem algo para me dizer, Sarah? – Jael havia percebido o olhar da moça desde o início da caçada. Ela olhou para o irmão que parecia já saber qual era o assunto. — Nós não pretendemos esperar pela decisão dos chefes, Jael. Já havíamos decidido partir para Hazorah e nos juntar a vocês. Estávamos preparados para ir no dia em que chegaram. Jael a olhou surpresa. — Deixariam Gades? — Isso a surpreende? Jael deu de ombros. — Não consigo imaginar alguém deixando esse lugar por vontade própria. — Vocês deixaram – não havia acusação na voz dela. — Havia um propósito e sabe disso. — Então, não seríamos aceitos em Hazorah? – Jafé perguntou ansioso.

Saga Os Tronos da Luz : A Profecia de Hedhen - Cristina Aguiar  

A Profecia de Hedhen – Os Tronos eram forças que reinavam nos dias antigos com o título de “Luminares”, e através deles, a luz era derramada...