Page 18

— Acho que o tempo chegou. Hulda suspirou. — Sim, ele chegou. Vocês estão prontas. Jael ergueu-se silenciosamente e caminhou até a ponte. Ela retirou do cinto a adaga de ferro que lhe fora dada por seu avô e a ficou admirando por um tempo. — O que ela está fazendo? - perguntou Hulda. — Agindo com sabedoria - respondeu Deborah com um olhar de satisfação. Jael jogou a adaga no rio e voltou com o passo firme. O seu olhar cruzou com o de Deborah, que se erguia apoiada na espada. — Usei-a da forma certa? - ela perguntou ao pegar o arco no chão. — O que diz o seu coração? — O meu coração está leve agora — Jael sorriu e passou por elas em direção a aldeia. Hulda olhou para o rio e meneou a cabeça. — Tenho visão profética, mas algo me escapa. Pode me esclarecer? — Aquilo era ferro de Hazorah. O encantamento maligno de Jabim está na fonte daquele mineral. De que outra forma eles poderiam ter seguido o seu rastro? — Héber... — Ele agiu por amor, mas desconhecia o alcance da magia de Jabim. Hulda encarou Deborah, perplexa. — Deborah, você está desenvolvendo um dom muito raro. A sua intuição é quase profética. — E isso lhe espanta? — Eu desconhecia que esse dom pudesse lhe acompanhar. Deborah olhou novamente para a ponte e viu o povo ainda se regozijando com a vitória e uma sombra caiu sobre os seus olhos. — O que foi? - perguntou Hulda. — Não gosto desse dom, Hulda. Hulda pôs o braço ao redor de sua cintura e a puxou. — Vamos, anime-se! Na vida há vitórias e derrotas. Hoje é um dia de vitória. Vivamos esse momento sublime e inesperado, e regozijemos com esse povo maravilhoso. Hoje, você e Jael se tornaram motivo de futuras canções. Deborah sorriu e deixou-se levar. CAPÌTULO 2 Na Estrada Atalia, na torre, recebia a mensagem de Jabim através das águas do

Saga Os Tronos da Luz : A Profecia de Hedhen - Cristina Aguiar  

A Profecia de Hedhen – Os Tronos eram forças que reinavam nos dias antigos com o título de “Luminares”, e através deles, a luz era derramada...