Page 1

Boletim do

CONJUS

CONSELHO JURUTI SUSTENTÁVEL

Nº2 - JUNHO/2010 JURUTI-PARÁ

CONJUS CONSTRÓI CARTA JURUTI SUSTENTÁVEL

Abertura do I Seminário do CONJUS com encenação da cartilha explicativa sobre o Conselho.

PÁGINA 3

FUNJUS

SITE

Os projetos contemplados pelo Fundo Juruti Sustentável receberam a primeira parcela para execução. °PÁGINA 2

O CONJUS já possui uma página na internet. Acesse www.conjus.org.br e saiba mais. °PÁGINA 4


2 EDITORIAL Este ano o Conselho Juruti Sustentável completa dois anos de existência. Nada é mais gratificante para quem está desde o início participando do CONJUS do que ver a população jurutiense conhecendo melhor a função da entidade. Acreditamos que o I Seminário do CONJUS contribuiu para maior esclarecimento de todos e nós, da coordenação do Conselho, ficamos muito satisfeitos com o nível dos debates no evento. Aproveitamos este espaço para agradecer a presença de todos e convidá-los novamente a participar do CONJUS, um espaço de “diálogo e ação pelo bem de Juruti”. Coordenação do CONJUS

FUNJUS

ENTIDADES RECEBEM PRIMEIRA PARCELA Os vinte e um projetos de entidades de Juruti financiados pelo Fundo Juruti Sustentável (FUNJUS) receberam, em maio, a primeira parcela dos recursos para a execução das atividades. A maioria dos projetos apresentados em 2009 foram de grupos ou associações de moradores e pequenos produtores rurais, com foco na geração de renda para a própria comunidade. Os projetos visam o desenvolvimento a longo prazo, com atividades ligadas principalmente ao uso e exploração de recursos naturais. Nícia Coutinho, do Fundo Brasileiro para Biodiversidade (Funbio), disse que um dos grandes resultados dessa fase piloto do FUNJUS foi o fortalecimento da “cultura de projetos”, isto é, a habilidade das instituições planejarem de forma correta a execução do que pretendem. Nícia ressaltou que, em 2010, o FUNJUS estará avaliando o processo seletivo, monitorando a execução dos projetos aprovados e adequando as

ferramentas utilizadas para um novo processo de seleção. O presidente da Aprapaeb, Pedro Santarém Marturano, conta que o projeto “Juruti Pescado” aprovado para sua comunidade, vai ser muito importante para o desenvolvimento do local. “Nosso desejo é fazer o bem para a coletividade com geração renda que a venda do peixe vai trazer”, afirmou.

SEDE DO CONJUS NA COLÔNIA Z-42 A Secretaria Executiva do Conselho Juruti Sustentável funciona atualmente nos altos da Colônia de Pescadores Z-42. O espaço climatizado e equipado pode ser utilizado por todos os membros do CONJUS para realização das atividades do Conselho. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, de 8h30 às 12h e de 14h às 18h. Contatos: 81280265/91413740. B O L E T I M D O C O N J U S é uma publicação do Conselho Juruti Sustentável - Conselho Editorial: Coordenação e GT de Comunicação do CONJUS ) Assessoria : Instituto de Estudos Religião (Iser). Produção : Rayza Sarmento (Jornalista/Iser). Tiragem: 1.000 exemplares. Impressão: Gráfica Andrade-Juruti


3 CARTA JURUTI SUSTENTÁVEL: AÇÕES PRIORITÁRIAS PARA O MUNICÍPIO

Dois dias de debates sobre os problemas e o futuro d e J u r u t i , c o m aproximadamente 200 participantes e a construção de um documento histórico – a Carta Juruti Sustentável. Assim foi o I Seminário do Conselho Juruti Sustentável (CONJUS), ocorrido nos dias 13 e 14 de maio. Com a presença de representações das zonas urbana e rural,sociedade civil, setor empresarial e poder público, o Seminário conseguiu dar maior visibilidade ao CONJUS, além da adesão de novas entidades. O diferencial do evento realizado pelo CONJUS, cuja metodologia foi desenvolvida pelo Instituto de Estudos da Religião (Iser), foi dar a oportunidade para todos os inscritos de ouvir e ser ouvido.

O S e m i n á r i o no CONJUS. Houve também reproduziu a estrutura de uma peça teatral, baseada no da Parte-Sociedade Civil para a escolha da nova coordenação funcionamento do CONJUS, Conferência texto da cartilha explicativa por meio de seis câmaras sobre a entidade. A montagem técnicas, espaços onde são foi dirigida e realizada por discutidos e encaminhados os jovens jurutienses. assuntos mais importantes Nos grupos, os para o desenvolvimento do participantes passaram por município, com todos os três momentos. O primeiro foi setores interessados. construir uma lista de Cada participante problemas que mais afetam a escolheu integrar as cidade em cada uma das seis discussões dos grupos de áreas. Posteriormente, segurança e cidadania; meio elegeram quais problemas ambiente; educação, cultura e eram mais urgentes e t u r i s m o ; s a ú d e ; poderiam ser resolvidos ou desenvolvimento rural e minimizados pela ação urbano; infraestrutura e conjunta entre empresas, saneamento. sociedade civil e administração pública. Após a Antes de iniciarem os definição das prioridades, os trabalhos nas câmaras participantes estabeleceram técnicas, o prefeito Henrique quais as ações prioritárias. O Costa, o coordenador geral do conjunto de ações dos seis Conselho, Francisco Oliveira grupos resultou n a Carta (Z-42) e demais membros da Juruti Sustentável. mesa de abertura, falaram da importância da participação


4

PARTICIPANTES ELOGIARAM EVENTO REALIZADO PELO CONJUS A dona de casa Maria Madalena Lopes, da Associação de Mulheres Trabalhadoras de Juruti(AMTJU) e moradora da Comunidade Santa Rosa, participou da câmara técnica de Segurança e Cidadania e afirmou que “foi uma novidade poder conhecer os pensamentos e idéias tão diferentes dos moradores da cidade”. “Essa comunicação de nós população com o poder público é muito importante e fico feliz que isso tenha acontecido”, contou. No mesmo grupo, o Seminário conseguiu reunir duas visões extremamente importantes para a resolução de um problema: de um lado, jovens estudantes relatando casos de violência juvenil; e no mesmo círculo de debate, representantes das polícias Civil e Militar, escutando, esclarecendo e apreendendo com os garotos. Rodrigo Oliveira, aluno do 2° ano da Escola Raimundo Coelho, contou que se sentiu muito feliz em poder falar das preocupações dos adolescentes de seu município. “Gostei dos estudantes terem sido convidados e poderem não só ficar ouvindo, mas também dizer o que pensam. Para nós que não temos outra atividade depois da escola, é muito importante se engajar” O agente do posto de saúde da família do Maracanã Jadson da Silva também disse que o contato com os vários setores possibilita maior conhecimento sobre a realidade do município. “Conheci muitas experiências e problemas na área da saúde que eu nem imaginava, assim como as formas de melhorar isso. Esse encontro de quem trabalha na área com a população ajuda muito no trabalho”, disse. As instituições que estão no CONJUS desde sua fundação acreditam que o evento ajudou a população a conhecer e acreditar mais no Conselho.

Entidades urbanas e rurais no encerramento do I Seminário do CONJUS

ações”, disse Liege Costa, da Comissão de Direitos Humanos. O coordenador geral do CONJUS, Francisco Oliveira, presidente da Colônia de Pescadores Z-42, afirmou que foi gratificante ver a aproximação de pessoas e entidades em busca do mesmo objetivo: contribuir para melhoria do município. “Agradeço a todos os participantes que acreditaram no Seminário e mais ainda aqueles que irão continuar no CONJUS a partir de agora”, disse Oliveira. A Carta Juruti Sustentável será publicada e já está disponível no site do Conselho Juruti Sustentável. Ela marca o início da construção de um Plano Local de Desenvolvimento Sustentável, no processo de Agenda 21 de Juruti. Marcia Gama, coordenadora do projeto de assessoria ao CONJUS, explica que este modelo inova por haver agilidade entre a elaboração e execução das propostas. “As câmaras técnicas já começam os trabalhos exercitando a elaboração de estratégias para solucionar os problemas da suas áreas temáticas”, ressaltou.

“Juntos temos chances de implementar essas

SITE DO CONJUS JÁ ESTÁ NO AR

www.conjus.org.br

O Conselho Juruti Sustentável já possui um site para divulgação de suas atividades: www.conjus.org.br. O espaço reúne toda história do conselho, explicação sobre seu funcionamento, organograma, além de notícias, galeria de fotos e vídeo. Há também espaço para a apresentação das entidades que integram o Conselho. O conteúdo foi discutido junto com o GT de Comunicação do CONJUS, do qual participam Juana Galvão, Viviane Penna, Dinanci Albuquerque, Gillian Cohen, Francisco Oliveira e Gustavo Hamoy. A produção de conteúdo é de responsabilidade da jornalista Rayza Sarmento (Iser) e o projeto gráfico da empresa Libra Design.


Boletim Conjus  

2ª Edição do Boletim Informativo do Conselho Juruti Sustentável

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you