Page 1

0


1


Geometria Sagrada: A Flor da Vida Matemática para as Artes Professora: Conceição Pereira

Juliana Santos Sousa 12ºA1 Nº13 Escola Artística de Soares dos Reis Ano Letivo 2011/2012

2


3


Índice 6

1. Introdução

8

2. Geometria Sagrada: o que é?

10

3. A Flor da Vida

16

4. Como se manifesta na realidade física?

28

5. Conclusão

30

6. Bibliografia

4


1


1. Introdução No final deste triénio, foi-me proposto na disciplina de Matemática Aplicada às Artes a realização de um trabalho de tema livre, que apenas se relacionasse com a disciplina. Comecei primeiramente a pesquisar sobre vários temas, incidindo mais na Geometria, por preferência pessoal. Encontrei várias informações sobre a Geometria Sagrada e decidi eleger este como objeto do meu estudo. Apesar de não estar diretamente relacionado com a disciplina, nem propriamente ligado às Artes, penso que este é um tema bastante interessante, algo que não é discutido diariamente, mas que, se as pessoas o abordarem com uma mente aberta, faz pleno sentido. Devo por fim referir que à “primeira vista” poderá ser difícil de compreender, porém se desenharmos as figuras sugeridas e, como já referi antes, tentarmos entender e aceitar estes conhecimentos, são-nos benéficos para a compreensão da existência.

2


3


2. Geometria Sagrada: o que é? Tudo no universo é geométrico: árvores, pessoas, animais, planetas, estrelas… Tudo pode ser medido numa escala geométrica. É importante explorar o estudo entre as proporções e formas contidas no cosmos, de maneira a entender a unidade que permeia toda a vida. Quando o ensinamento da geometria é usado para mostrar a verdade ancestral de que tudo emerge de um mesmo padrão, podemos entender que a vida floresce da força criativa e inteligente, à qual alguns chamam de “Deus”, o espírito. Vamos então explorar o padrão da criação, a Flor da Vida.

4


5


3. Flor da Vida A Flor da vida é o Padrão de Criação de tudo o que existe, mesmo do não-tangível (emoções, pensamentos, música, tudo). A Flor da Vida é conhecida no mundo desde a Antiguidade; foi encontrada na Turquia, Irlanda, Israel, Egipto, China, Grécia, Alemanha, Índia e Islândia, também em Inglaterra, no Tibet, no Japão, na Suécia, etc., e curiosamente, em todos os lados tem o mesmo nome. Para compreender o que este símbolo representa, temos de ter em conta a formação do mesmo.

6


Tudo começa com o espírito/consciência; esta flutua no vazio, com nada à sua volta, pelo infinito. Este expande o seu conhecimento o mais longe que consegue sem se mexer, criando uma esfera á sua volta: o 1º círculo. Como não tem conhecimento do que está para além da sua esfera, o espírito move-se até uma extremidade e repete o que fez da primeira vez: cria a 2º esfera e, respetivamente, o 2º círculo.

Apenas com o conhecimento destas duas esferas, o espírito movese de novo, várias vezes, sucessivamente. Quanto mais se move, mais informação tem.

7


8


Após seis movimentos, surge esta imagem: A Semente da Vida, também conhecida por Padrão de Genesis. Dentro deste símbolo encontramos uma flor de seis pétalas: a Flor da Vida. Este padrão pode ser repetido infinitamente, porém normalmente termina ao fim de 19 círculos.

9


10


11


4. Como se manifesta na realidade física? - Livro de Genesis Cada movimento pode ser visto como um dia.

Então, consultando o livro de Genesis, “ E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo. E o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz: e houve luz.”. Isto é, no primeiro dia (círculo), Deus ou o Espírito cria a Terra, este move-se (movimento e segundo círculo) e de seguida surge a luz, imagem que obtemos com a interseção dos dois primeiros círculos; esta tem nome de Vesica Piscis, que significa bexiga de peixe. Dá-nos informação geométrica sobre a luz, bem como vários conhecimentos sobre profundidade, proporção, a √2, √3 e √5.

12


13


Após três círculos encontramos a Sagrada Trindade. E diz também este livro que no quarto dia, metade da criação estava completa.

14


No sexto dia, decorre um milagre geométrico: a formação de uma flor de seis pétalas. Isto é o que significa nas antigas escrituras “e no princípio eram seis”, encaixando também perfeitamente na tese de que a vida surgiu após o 6º dia. Estes factos levam ao nome desta flor: o Padrão de Genesis, o padrão da criação, de onde surge o Universo em que vivemos.

15


- Árvore da Vida Outra imagem que provém do padrão é a árvore da vida, também conhecida como sendo um símbolo judeu ou hebraico relativo à filosofia Cabala. Apesar desta associação, nenhum destes padrões pertence a ninguém, nem a nenhum país, nem a nenhuma religião; eles estão intimamente ligados com a Natureza.

16


- Ovo da Vida Outra imagem que nos é mostrada: o Ovo da Vida. Este está relacionado com ao conjunto de células originais de um ser humano, ou seja, à estrutura geométrica que cria o nosso corpo. Ao ligarmos o centro dos círculos, obtemos um cubo, mas já vamos explorar melhor isso.

17


- Fruto da Vida O Padrão da Flor da Vida normalmente termina após dezanove círculos, porém podemos prolongá-lo para sempre. Com a continuação do padrão, ao evidenciar os principais 13 círculos, a partir do inicial, obtemos uma nova imagem: o Fruto da Vida. Este é uma das formas mais sagradas da existência

18


A partir do Fruto da Vida, podemos desenhar uma linha do centro de todos os círculos, interligando-os entre si. Com estas ligaçþes, obtemos o Cubo de Metatron, um dos sistemas mais importantes do universo.

19


No Cubo de Metatron encontramos cinco formas únicas, os sólidos platónicos.

Relativamente a estes sólidos, o que os torna tão especiais são as suas características: todas as suas faces, arestas, e ângulos entre si são iguais e colocados dentro de uma esfera, todas as suas extremidades tocam na mesma.

20


21


Os alquimistas da Antiguidade que descobriram estes sólidos, consideravam que cada forma tinha um elemento associado: o tetraedro correspondia ao fogo, o cubo à terra, o octaedro ao vento, o icosaedro à água e o dodecaedro ao prana, também conhecido por éter, que é o “corpo vital”, um dos princípios da constituição do Homem. Este último, o dodecaedro era uma forma venerada e extremamente sagrada na Antiguidade, considerada a maior forma de conhecimento.

Mais tarde vêm a provar que até a tabela periódica e cada elemento químico tem uma relação geométrica com uma das cinco formas.

Isto diz-nos que todo o mundo físico está relacionado com os sólidos, que provêm do Fruto da Vida, que surge da Flor da Vida que é criada pelo Espírito. Pois é, tudo está interligado.

22


23


5. Conclusão Tendo abordado estas informações anticepticamente, de facto apercebi-me que certas coisas até fazem sentido. Percebi que tudo o que nos rodeia, está relacionado com a geometria e que a razão prevalece sobre o Universo. Apesar de acreditar que somos meros mortais para compreender tudo o que gira à nossa volta, é sempre desafiante especular sobre esses assuntos. Provavelmente nem todos poderão ser facilmente convencidos sobre a veracidade da Geometria Sagrada ou Espiritual, mas certamente podemos verificar que as coincidências são demais. Por fim quero só referir que apesar de tudo, este foi um trabalho que me levou a pensar sobre a existência não só de todo o cosmos, mas também na minha; a escolha do tema, talvez não o mais apropriado, fundamenta-se provavelmente no meu gosto por estes saberes escondidos.

24


25


6. Bibliografia http://pt.wikipedia.org/wiki/Pr%C3%A2na http://www.floweroflife.org/toverview8.htm http://www.flordavida.com.br/HTML/geometria.html#top http://leolopes108.multiply.com/reviews/item/12?&show_interstitial=1&u=%2Fr eviews%2Fitem http://www.olhodehorus-egito.com.br/geometria.htm http://www.youtube.com/watch?v=Ya6322FoGGg&feature=my_liked_videos&l ist=LLckBFXWkKYvOTJqSxenSXWw

26


27


Juliana Sousa 2011/2012

28


29

Geometria Sagrada  

geometria sagrada flor da vida

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you