Page 1

A Mobilização Social em 2018


A Mobilização Social em 2018 Olá mobilizador(a), gostaríamos de convidá-lo(a) a entrar com a gente no universo da mobilização do PVE 2018! Ao propor a frente de Mobilização Social no PVE, busca-se essencialmente fazer com que as comunidades nas quais a empresa está presente enxerguem a educação pública como um direito de todos e, mais do que isso, percebam aresponsabilidade que cada integrante da sociedade tem na busca por um ensino de maior qualidade. Rede de Mobilização (Juquitiba/SP – Ciclo 1)


A Mobilização Social em 2018 Sabemos que qualquer processo de construção colaborativa exige organização, compromisso e persistência, exigindo um esforço adicional. Mas ao passo em que temos mais atores envolvidos, atingimos maior efetividade das ações, aumentando os olhares no planejamento, ampliando os recursos a partir do que cada um pode oferecer, contando com a divisão das tarefas na execução e potencializando o estímulo à continuidade das ações.

Você, mobilizador(a), terá companhia nesta caminhada! Desde o início contará com a parceria de um Técnico(a) da Secretaria Municipal de Educação e do(a) Formador(a) para apoiá-lo(a) nessa articulação. Aproveite o percurso, pois em todas essas etapas há muito aprendizado e frutos a colher. Seu engajamento e disponibilidade na construção coletiva é o principal requisito para estar nesta proposta.


O que queremos? O PVE tem como princípio a ideia de fortalecer a oferta e a demanda por uma educação de qualidade. A demanda é efetivada pela sociedade civil, ao acompanhar e exigir que as escolas do município tenham práticas qualificadas e que realmente efetivem os direitos de aprendizagem dos alunos. A matriz de competências é um instrumento do PVE que serve de referência e apoia o monitoramento quanto ao esperado em cada eixo. Analisar as competências e práticas da matriz no eixo de mobilização social pode contribuir com a compreensão dos objetivos das nossas ações, que são perenes, independente do tema anual.


O que queremos?

Para fazer download da matriz, clique aqui


Eu, mobilizador(a): qual o meu papel e atribuições No escopo geral do programa está previsto que os municípios contem com um(a) Mobilizador(a) da Empresa e um(a) Técnico(a) de Mobilização da Secretaria Municipal de Educação, com o propósito de que se apoiem no planejamento e desenvolvimento das ações voltadas a esta frente, constituindo-se como articuladores locais. Estes papéis são muito importantes porque a mobilização social implica em uma presença contínua e vínculo local que não pode ser baseado nos formadores, que estão pontualmente no município por quatro vezes no ano. Assim, os formadores até conduzem algumas ações nos encontros presenciais, porém seu maior trabalho é de orientação e apoio, presencial e a distância, aos mobilizadores das empresas e das Secretarias. Todas as atribuições descritas abaixo serão realizadas dentro da disponibilidade dos (as) mobilizadores(as), conforme acordado junto à empresa e à Secretaria. Com isso, o diálogo constante entre os mobilizadores para os encaminhamentos das atividades se torna muito necessário.


Eu, mobilizador(a): qual o meu papel e atribuições Das atribuições comuns do Mobilizador e do Técnico de Mobilização é possível elencar: ✓PROMOVER ações de mobilização buscando o apoio e a parceria dos agentes da rede e de outros atores locais, considerando o plano de ação prévio elaborado de maneira colaborativa. ✓ARTICULAR as reuniões com os agentes de mobilização , a comunicação no interciclo e participar de momentos estratégicos do Programa. ✓DIVULGAR as ações, andamento e resultados do programa em âmbito local e na sua instituição. ✓MOTIVAR conselhos, colegiados e outros grupos locais de mobilização a atuarem de forma autônoma ou articulada em prol do tema da educação. ✓REPORTAR informações e os resultados da frente de mobilização do programa no município para a equipe do Programa , fazendo uso, particularmente, do portfólio virtual de mobilização, a fim de fortalecer o acompanhamento dos resultados. ✓IDENTIFICAR E COMUNICAR formadores ou a coordenação do programa sobre acontecimentos que possam comprometer o andamento das atividades previstas. ✓ATUAR em parceria com o formador do PVE potencializando as atividades previstas nos ciclos.


Eu, mobilizador(a): qual o meu papel e atribuições A proposta é tê-lo como um mediador que articule as oportunidades da Mobilização Social do PVE a outras iniciativas de investimento social e eventos da Empresa, ou a outras iniciativas da Secretaria e da gestão municipal. É possível e desejável que as lideranças locais se organizem enquanto uma rede, isso otimiza a forma de articulação do Mobilizador bem como aproxima e qualifica o diálogo.

Contudo, é preciso diversificar as formas de articulação, mantendo além do grupo, contatos individuais, a fim de possibilitar o envolvimento de mais atores estratégicos e a manutenção dos vínculos. Para tanto, invista na transparência ao apresentar propostas, em uma escuta atenta, no diálogo, na observação dessas lideranças locais, exercitando um olhar livre, identificando e evitando preconceitos ou visões deterministas. A crença de que o outro pode apoiar esta causa se bem estimulado, é essencial. .


Quem eu chamo para somar? Cada segmento da sociedade desempenha um papel específico e fundamental para contribuir com o desenvolvimento local e que também pode contribuir de modo significativo para uma Educação de Qualidade. A cada ano o PVE aborda um tema dentro da área educacional, como mote para suas ações. A ideia é, por meio dele, propiciar a reflexão e mudança de atitude em relação à educação como valor. Ao reunir-se em torno do tema e pensar as ações, o grupo se fortalece e começa a funcionar enquanto rede. Ao propormos como tema para 2018 a Leitura, acreditamos que podemos mobilizar e impactar diferentes atores e públicos. Vamos imaginar o nosso tema condutor - a Leitura - quais atores você convidaria para apoiar na promoção da leitura? Com certeza pensou na Biblioteca, nas escolas, nos alunos, enfim nos atores diretamente ligados à temática. Mas já parou para pensar que agentes de saúde, por exemplo, poderiam fazer os livros chegarem em quem não frequenta estes espaços? Ou mesmo que pessoas antigas do município podem trazer muitas histórias e serem “livros humanos”?


Quem eu chamo para somar? As possibilidades são muitas e para percebê-las é necessário olhar para o município e para as suas potencialidades locais, ou seja, mapear tudo o que possa somar com a nossa proposta. Esse tudo significa, pessoas, recursos, agenda local (datas comemorativas e/ou eventos existentes), espaços, enfim uma infinidade de elementos e informações necessárias para apoiar nas ações de Mobilização. Você pode organizar essas informações por meio de ferramentas digitais ou mesmo fazer um mapeamento destes ativos.

Disponibilizamos aqui um instrumento para mapeamento. Também utilizaremos um mapa do município nas ações de mobilização que colaborará na visualização dos ativos locais e suas relações. Nem sempre tudo o que foi mapeado entrará de imediato na elaboração das ações, mas podem ficar a disposição para um momento mais adequado. É importante que mobilizadores da empresa e da Secretaria, com o apoio dos formadores, construam coletivamente o levantamento dessas oportunidades. Lembre-se que registrar é algo primordial, assim poderá revisitar e aprimorar a forma de fazer. O portfólio virtual, utilizado no contexto do PVE, será nossa principal forma de registro.


Eu, mobilizador(a): qual o meu papel e atribuições Algumas dicas: ✓Conheça pessoalmente organizações que atuam em temática semelhante. ✓Faça a aproximação pessoal e virtual entre as organizações mapeadas, possibilitando a repercussão e incidência sobre a Educação e temas de trabalho.

✓Aposte nas potencialidades de cada um(a),

.


As principais atividades da Mobilização? Quanto maior a dedicação dos(as) mobilizadores(as), da empresa e da SME, na mobilização, maior o seu potencial no município. Abordaremos algumas orientações específicas sobre algumas das atividades que fazem parte desta atuação:

- Participação em dois encontros anuais com os(as) mobilizadores(as) PVE Existem duas ações anuais direcionadas ao encontro formativo dos(das) mobilizador(es) da empresa e da SME, uma no início do ano e outra no meio, com o objetivo de que todos se encontrem presencialmente para trocas e construções coletivas em torno da mobilização social pela educação e do PVE como um todo. A presença destes atores-chave é fundamental, pois têm a responsabilidade de conduzir no município a implementação das atividades combinadas, considerando a concepção do Programa, isso, com o apoio da equipe de formadores. As datas deste ano são: 21 a 23 de fevereiro 01 e 02 de agosto


As principais atividades da Mobilização? - Suporte local à organização dos encontros presenciais junto aos(às) participantes de cada frente Será definido um cronograma das viagens do ano, em comum acordo entre mobilizadores das empresas, equipes da Secretarias e formadores. Dentro de todas as atividades, serão definidas datas e horários para as atividades de mobilização. É fundamental que essa escolha seja sempre feita considerando o contexto local, no sentido de potencializar a participação do público nas atividades. A cada encontro é preciso que mobilizadores da empresa e da Secretaria, com orientação dos(as) formadores(as): √ Reserve os locais das reuniões √ Providencie alimentação nos casos em que for o responsável por isso √ Apoie a Secretaria na organização das reuniões de gestão, quando for o caso


As principais atividades da Mobilização? É esperado que apoiem substancialmente as atividades de mobilização. No entanto, é sempre importante acompanhar a organização das reuniões de Gestão, disponibilizando-se para a ajuda necessária.

- Articulação e participação nas ações de mobilização presenciais A partir do mapeamento de lideranças locais, você e seu(ua) formador(a) poderão estruturar as atividades que comporão as 8h de mobilização em cada município. Os(as) formadores(as) trarão orientações gerais com base na estrutura do Programa e vocês poderão organizar um cronograma de atividades específico, considerando as necessidades locais. É sempre muito estratégico o convite aos agentes de mobilização para as atividades, afinal queremos ter a presença maciça das pessoas quando a hora chegar. Vale ligação, e-mail, convite pessoal, entre outras formas. É recomendável ainda que, ao contatá-las, busquem saber dos períodos (manhã, tarde ou noite) de maior disponibilidade.


As principais atividades da Mobilização? Indicamos que seja feito um convite prévio, para reserva da agenda do convidado, e um lembrete quando a data estiver mais perto. Caso alguém diga que não poderá comparecer, peça para fazer indicações de outras pessoas em condições compatíveis. Lembre-se, nós só teremos 4 ciclos presenciais do PVE, por isso, ter as pessoas certas desde o início pode ser um fator de sucesso. Nos casos dos municípios antigos, os(as) agentes já atuantes podem ajudar nos convites aos novos. O(A) formador(a) sempre propõe um planejamento inicial para as reuniões de cada ciclo, considerando seus objetivos em relação ao nosso plano de mobilização do PVE. Ele(a) irá compartilhar esse planejamento e você poderá levantar dúvidas ou fazer sugestões. É importante que, mobilizador(a) e técnico(a) mobilizador(a) da Secretaria compartilhem também do planejamento entre si!


As principais atividades da Mobilização? Você também pode indicar a(o) formador(a) se gostaria de conduzir algum dos momentos das reuniões ou atividades. Lembrem-se de pensar em quem poderá registrá-las (lista de presença, fotos, registro de falas importantes que possam ser compartilhadas para contar a história do PVE no seu município). Parte desse precioso registro irá compor o portfólio virtual, que retratará o percurso da mobilização na localidade ao longo dos ciclos por meio do plano de ação gerado, fotografias e depoimentos de envolvidos! Além da reunião com agentes da rede de mobilização, são exemplos de outras possíveis ações:


As principais atividades da Mobilização? √ Visita à organização social ou colegiado (conselhos)

Os propósitos incluem: conhecer melhor uma organização social ampliando o relacionamento do PVE na localidade; vivenciar um momento de contato e aproximação com uma organização social, algo que faz parte da atuação do(a) mobilizador(a) e/ou técnico(a) mobilizador(a) da Secretaria, sobretudo, para as articulações necessárias para as ações do Programa; e compreender as estratégias e desafios enfrentados pela organização social para atuar/mobilizar a comunidade local. Em relação a esta ação, vale considerar que o agendamento prévio e a definição dos propósitos da visita, bem como ter em mãos um roteiro para a conversa, são essenciais.

√ Participação em algum encontro e/ou reunião que constitua a agenda local

Assim como constantemente convidamos os diversos setores da comunidade para as ações de mobilização do PVE, pode ser interessante traçar caminho inverso envolvendo-se em alguma ação (de educação, cultura, assistência social etc.) prevista na agenda local. Para que isso aconteça, é preciso que você, junto ao(a) formador(a), verifique a agenda de encontros e/ou reuniões locais que tenham sinergia com a proposta do Programa, e optem por aquela que lhes pareça oportuna à sua participação. Os agentes da rede de mobilização também podem ser convidados a participar deste momento. Já pensou se vocês conseguem se articular de tal forma a ter um momento de fala sobre o PVE em alguma reunião e/ou encontro organizado por organizações ou conselhos ou rede local?


As principais atividades da Mobilização? √ Realização de ações de mobilização junto ao público interno da empresa

Os(as) colaboradores(as) da empresa também são público estratégico do Programa e faz parte do papel dos(as) mobilizadores(as) da empresa empreender ações de engajamento para que eles também tomem consciência e atitudes com vistas à uma educação de qualidade.

As ações podem ser basicamente de duas vias:

1) Trazer os(as) colaboradores(as) para vivenciar as ações de mobilização fora da empresa, sejam promovidas no contexto do PVE ou não. Você pode fazer convites coletivos ou individuais para favorecer esta participação, a partir de um mapeamento dos potenciais “aliados” internos, que podem contribuir com as ações e também mobilizar outros(as) colaboradores(as). É sempre importante tentar envolver as lideranças. 2) Realizar ações dentro da empresa, em momentos especificamente criados para tanto ou aproveitando outros momentos já existentes. Algumas possibilidades, são: o Aproveitar momentos iniciais de trabalho (que têm uma diversidade de nomenclatura, algo como minuto de segurança), para trazer “pílulas” de discussões sobre educação, que podem estar relacionadas ao contexto nacional (como a Base Nacional Comum Curricular), contexto local (indicadores das escolas do município) ou participação dos familiares na educação (como no Livro das 100 perguntas que vão dar o que falar).


As principais atividades da Mobilização? o Realizar reuniões com lideranças a fim de informar sobre o andamento das atividades e a relação do que está ocorrendo com a estratégia de articulação local e de negócio da empresa. Nesses momentos será possível colher subsídios importantes para o planejamento das ações e também envolver as lideranças. o Realizar ações em torno da leitura, como a implantação de um espaço de leitura com acervo adequado que os colaboradores possam utilizar e levar pra casa, a fim de lerem com os estudantes. o Utilizar os espaços de comunicação da empresa para divulgação das ações do PVE, como murais, jornais internos e intranet. Desta forma, é importante que os(as) mobilizadores(as) possam incluir em seu planejamento de trabalho as ações e as atividades que as tornarão viáveis.


As principais atividades da Mobilização? √ Contato com agentes da rede de mobilização para incentivo à execução do plano de ação

A evolução do PVE, ao longo destes anos, tem demonstrado que um grande diferencial na efetividade da mobilização social é o acompanhamento no interciclo. Durante os encontros presenciais os agentes de mobilização são estimulados para elaborar um plano de ação que considera o tema do ano e também a realidade do município. No entanto, quando saem das ações presenciais, muitas coisas acontecem e é necessário uma ajuda para que as atividades com que se comprometeram possam se manter no radar e se efetivar. Além disso, a conduta dos (as) mobilizadores(as) deve ser sempre no sentido de dar suporte para realização da ação, participando ativamente do planejamento, realização e avaliação.


Registrar é fundamental! Lembre-se que registrar é algo primordial, assim poderá revisitar e aprimorar a forma de fazer. O portfólio virtual, utilizado no contexto do PVE, será nossa principal forma de registro. Este portfólio visa constituir a memória das ações de mobilização do município buscando contemplar as vozes dos diferentes atores sociais da comunidade que colaborarão com o processo de mobilização ao longo de 2018. Sendo assim, ao longo do ciclo e interciclo, colha registros relevantes que possam compor o portfólio do seu município. Registros importantes para o portfólio: ✓Ações de mobilização que acontecem durante o Encontro Presencial do Ciclo com os Agentes da Rede de Mobilização e Estudantes e Educadores. ✓Planos de Ação construído com: os Agentes de Mobilização e Estudantes e Educadores (Criativos da Escola) ✓Ações de mobilização realizadas durante o Interciclo. ✓Mapeamento das ações de leitura do município


Registrar é fundamental! O portfólio será fonte também para o monitoramento do Programa, por exemplo, quanto à quantidade de pessoas impactadas. Ajude a construir esse registro. Ao longo do ano você receberá outras informações que subsidiarão às suas atividades. Conte com a equipe de formadores(as) sempre, a fim de potencializar ao máximo a mobilização social em seu município. Tenha a certeza que você é peça-chave para uma área fundamental do desenvolvimento do seu território: a educação. Conte conosco!


Fique de olho! Calendรกrio PVE 2018 Janeiro D

Fevereiro

S

T

Q

Q

S

S

D

S

T

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

04

05

06

14

15

16

17

18

19

20

11

12

21

22

23

24

25

26

27

18

28

29

30

31

25

Q

S

S

01

02

03

07

08

09

10

04

05

06

13

14

15

16

17

11

12

19

20

21

22

23

24

18

26

27

28

25

Abril

Q

Marรงo D

S

T

Q

S

S

01

02

03

07

08

09

10

13

14

15

16

17

19

20

21

22

23

24

26

27

28

28

30

31

Q

S

S

01

02

Maio

D

S

T

Q

Q

S

S

D

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

06

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

S

Q

Junho

T

Q

Q

S

S

D

S

T

Q

01

02

03

04

05

07

08

09

10

11

12

03

04

05

06

07

08

09

13

14

15

16

17

18

19

10

11

12

13

14

15

16

20

21

22

23

24

25

26

17

18

19

20

21

22

23

27

28

29

30

31

24

25

26

27

28

29

30


Fique de olho! Calendรกrio PVE 2018 Julho

Agosto

D

S

T

Q

Q

S

S

D

S

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

05

06

15

16

17

18

19

20

21

12

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

T

Setembro

Q

Q

S

S

D

S

T

Q

Q

S

S

01

02

03

04

07

08

09

10

11

02

03

04

05

06

07

08

13

14

15

16

17

18

09

10

11

12

13

14

15

19

20

21

22

23

24

25

16

17

18

19

20

21

22

26

27

28

29

30

31

23

24

25

26

27

29

29

S

S

01

30

Outubro D

Novembro

S

T

Q

Q

S

S

D

S

T

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

04

05

06

14

15

16

17

18

19

20

11

12

21

22

23

24

25

26

27

18

28

29

30

31

25

Q

Dezembro

Q

S

S

D

S

T

Q

Q

01

02

03

07

08

09

10

02

03

04

05

06

07

08

13

14

15

16

17

09

10

11

12

13

14

15

19

20

21

22

23

24

16

17

18

19

20

21

22

26

27

28

28

30

23

24

25

26

27

29

29

30

31

01


Fique de olho! Calendário PVE 2018

Encontros anuais com os(as) mobilizadores(as) Período para realização do Ciclo 1 Período para realização do Ciclo 2

Período para realização do Ciclo 3 Período para realização do Ciclo 4 Data inicial e finalpara inscrições Criativos da Escola


Orientações Gerais Mobilização Social PVE 2018  
New
Advertisement