Issuu on Google+

Departamento de Jornalismo Trabalho de Conclusão de Curso

Fixe Malaike

Gíria angolana: Fixe: Bom, bem, tudo certo, legal Malaike: Ruim, que não é bom, que não está bem

O cotidiano de brasileiros em Angola

Joana Neitsch Juliana Passos Orientação: Gislene Silva UFSC - 2010

Fomos, pela primeira vez, fazer jornalismo distante de casa e nos provocamos a olhar nosso país de longe. Encontramos brasileiros que estão em Angola e evocam suas raízes africanas, ao mesmo tempo que prestam consultoria e exportam tecnologia. Questionamos a identidade do nosso país em Angola, uma terra onde os enlatados da TV, a moda e os ídolos são importados de onde nascemos.

e k i a l a M e x i F

O cot

ola g n A m e s o r ilei s a r b e d o n a idi

Joana Neitsch e Juliana Passos

Histórias de brasileiros que topam se mudar para um país que tem pouca infraestrutura, importa mão de obra para cargos de pedreiros a gerentes de multinacionais. Alguns vão para Angola em busca de salários acima da média, experiência, garantias e confortos que as empresas oferecem. Outros levam apenas a confiança de que, a longo prazo, o país trará lucro. Em Angola se deparam com um espelho da realidade brasileira que simplesmente esqueceram ou ignoravam. A relação é mais complexa do que a de quem quer ajudar ou lucrar. Encontram as mazelas que mais querem esquecer: corrupção, desigualdade, desemprego e luta pela sobrevivência. Tudo ampliado. E quem ainda chega esperando ver uma Angola que é só necessitada, carente de tudo e tribal, se depara com uma Luanda cheia de personalidade, sincrética, que perturba e encanta.


Fixe Malaike - Capa