Page 1

autom贸veis & sociedade

CHIC Ano V - n潞 18 jan/fev/mar 2011 Fortaleza/CE - R$ 12

1


2

3


editorial

Reflexão

Edição

Domingos Alves

Max Krichanã MTB CE00991JP

CHIC inova mais uma vez

Automóvel e Panorama Marcondes Viana

Boa Mesa A CHIC Automóveis & Sociedade —revista dirigida às classes AA, A e B, formadas por pessoas que gostam do luxo e formadoras de opinião—, além do novo projeto gráfico, agora tem novo formato, que proporciona melhor visualização e leitura das matérias. Continua apresentando em seu conteúdo assuntos que envolvem os automóveis, a sociedade, o turismo, gente jovem, cinema, cultura, gastronomia, moda, saúde, estética, esporte, religião, além de outros temas atuais e as novidades tecnológicas. Nesta edição, detalha alguns lançamentos da indústria automobilística nacional (Grand Cherokee, Fusion Hybrid, Fluence, Bravo, Peugeot 3008, novo Ford Edge) e internacional (Touareg com detalhes em ouro 24 quilates). Em nossa era hedonista, Inara Almeida apresenta alguns itens chiques para a boa saúde e o produtor Marco Marla, junto à fotógrafa Patrícia Paes, proporcionam-nos bonito ensaio com cabeças de Carnaval, criadas por Gurgel do Amaral. Mara Adeodato passeia na Veneza dos grandes carnavais e a jovem advogada Adriana Mourão discorre sobre a nova Lei do Divórcio. José Augusto Lopes lembra as mulheres de sua vida e o pastor Domingos aponta a necessidade do Divino para os humanos. E muito mais há a descobrir, ao longo destas páginas. Que a leitura agrade a todo(a)s: nosso próximo encontro será em maio, com a edição #19 da revista que é um luxo só. Até lá!

Marcondes Viana Editor & Publisher

Ao vencer as tribulações, lembre-se de que foi Ele quem ajudou você: Deus é fiel.

Rodrigo Viriato

Gerência de Conteúdo

Société CHIC Heloisa Helena

Juliana Amaral

Diagramação Patrícia Holanda

Iratuã Freitas

Esporte CHiC Manuella Viana

Mara Adeodato

Helena Demes

CHIC automóveis & sociedade

Projeto Gráfico

4

Turismo

Acontece

Marcondes Viana MTB CE00393JP

Fotografia: Patrícia Paes Head pieces (arranjos): Gurgel do Amaral Styling: Marcos Marla Modelos: Alina Helena Beleza: Cocina Leite

Inara Almeida

Clics CHIC

Editor & Publisher

Capa

Style CHIC

Coordenação Administrativa Sophia Salles de Viana

Assessoria Jurídica

Welton Demétrio Advogados Associados

Impressão e Acabamento Expressão Gráfica Tel.: (85) 3464-2222

Tiragem

Denise de Castro

8 mil exemplares

Fotografia

Correspondência:

Correspondente em São Paulo/SP Fernando Calmon

Correspondente em Belo Horizonte/MG Fábio Doyle CHIC Automóveis & Sociedade é marca registrada no INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial

Emanuele Teixeira Iratuã Freitas Máximo Moura

Rua Vicente Leite, 1011/101– Meireles 60170-150 – Fortaleza – Ceará Tel.: (85) 8726-9969

CHIC não se responsabiliza por opiniões expressas nos artigos assinados.

Marketing

CHIC na web: marcondesviana.blogspot.com revistachic.fortaleza@gmail.com

É proibida a reprodução total ou parcial de seu conteúdo, sem autorização por escrito.

Manuella Prestrelo: (81) 9126-2204

5


sumário

ano V - número 18 - janeiro / fevereiro / março 2011

acontecimento

automóvel

08 festa Sedan 34

Fusion Hybrid

Grand Cherokee 30

festa Chic

Novo Edge

46 50

artigo

Bravo

A evolução do divórcio 54

Peugeot 3008

Crônica 100 Ave, Marias

120

gastronomia Boa Mesa

Receita Marcel

30

64

92 Celta e Prisma 102 Fluence 108

The Macallan 64 anos

42

Touareg Gold Edition

58

82

fashion

44 Clics CHIC 70 Style CHIC 82 Beleza 85 Acontece 96 Reflexão 98 Alta roda 101 Panorama 112

Arranjos de carnaval 76

Société CHIC

luxo

38

coluna

88 90

46

38

entrevista Figueiredo e Mourão Advogados (Paula, Adriana e Luciana) 56

turismo Venezia, lugar único no mundo 58

76

88

112


festa chic no Viriato

Cinco anos de CHIC

Bolo CHIC do Bom Bocado: cinco anos de entretenimento editorial com muito glamour

Muita sofisticação, glamour e elegância. Assim foi a festa que comemorou os cinco anos de criação da CHIC Automóveis & Sociedade, os 45 anos de jornalismo automobilístico e os 43 anos de colunismo social do seu editor e publisher, o jornalista Marcondes Viana. A glamourosa e elegante noite promovida no buffet Viriato Gastronomia & Eventos, reuniu nomes do time “A” da sociedade: apenas 150 casais foram convidados. Todos — os homens de paletó e gravata e as mulheres em chiques longos — deliciaram-se com o menu criado pelo chef Rodrigo Viriato, regado com o excelente The Black Grouse e com o prosecco Maria de Codorníu. A animação do encontro ficou a cargo da DJ Lilee e a música para a hora do jantar e da premiação fluiu do talento do pianista Felipe Adjafre, acompanhado pelo saxofonista João Sena. No decorrer da celebração, foram conhecidos os Destaques CHIC 2010: Eveline Fujita e Taís Studart Pinto (Mulheres CHIC), Mariá Frota (Executiva de Hotelaria CHIC), Érika Martins (Decoradora CHIC), Marcel (Restaurante CHIC), Raul e Rebeca Martins Odontologia (Clínica Odontológica CHIC), Grace Leitão (Clínica de Estética CHIC), Amarok (Picape CHIC), Malibu (Carro CHIC), Journey (Crossover CHIC) e o Novo Uno (Lançamento do Ano).

O troféu — em vidro e aço — ofertado aos homenageados foi uma criação do arquiteto Wilson Loureiro. Ainda no evento, foi eleita a “Mulher Mais CHIC da Noite”. Norma Varela foi escolhida por um júri, formado na hora, que reuniu pessoas que sabem o que é ser chique. Além do troféu, Norma recebeu um prêmio especial (jantar romântico no Marcel Restaurant). Entre os brindes sorteados aos convidados destacaram-se dois belíssimos quadros, sendo um do pintor José Maria Machado (valor da obra: R$ 10.000) e o outro do empresário-pintor Marcos Goldstein. Foram também sorteados mimos da Shallaka e passagens aéreas e hospedagens em hotéis, com acompanhantes, da Tam Viagens. As fotos a seguir, assinadas por Iratuã Freitas, Natália Freire, Ianara Santana e Lucas Lobo, mostram um pouco do que significou a festa de Cinco Anos da CHIC, para quem dela teve o prazer de participar.

Arranjos impecáveis, iguarias e macaronis: o refinado padrão Viriato

8

9


Haroldo Araújo (e) entrega troféu (Carro CHIC) a Adriano Griecco, da General Motors

Mariá Frota (e) recebe troféu (Executiva de Hotelaria CHIC) de Aldenísia Oliveira

Entrevista do RP da Famous Grouse ao programa Night society

Pedro Almeida entrega troféu (SUV CHIC) a Gilson Almeida, da Chrysler

10

Érika Martins recebe o troféu (Decoradora CHIC) de Assis Martins

11


Andréia Santos (e) recebe troféu (Picape CHIC) de Manuella Viana

Maria Eugênia (e) entrega troféu a Taís Studart Pinto (Mulher CHIC)

Manuella , Marcondes e Sophia Viana

Ahmed Djemmal recebe troféu (Clínica Estética CHIC - Grace Leitão) de Juliana Amaral

12

Raul e Rebeca Martins recebem o troféu (Clínica Odontológica CHIC) das filhas Giordana e Carol

13


Aldenísia Oliveira, Epitácio Oliveira e Mariá Frota

José Cláudio e Neuma Carneiro

Adriano, Taís e João Vitor Pinto

Roberto Barroso, Maria César Barreira

Marilza Pessoa

André Varela recebe o troféu (Anunciante VIP) de Valéria Maia

Antônio Marques e Cristiane Cavalcante

Norma Varela (e) recebe o troféu (Mulher CHIC da Noite) de Andréia Santos (Volkswagen)

14

Fabiana Campos e Leiliane Pinheiro

Eymard e Maria Amoreira

Emerson Lima e Ana Tereza

Arthur e Excelsa Costa Lima

Vera Lúcia e Sérgio Luiz Borba

15


Aparecida e Ricardo Alencar

Priscila e Erickson Rebouças

Karla Karina Mota, Karol Mota, Ricardo e Amanda Feitosa

Aly Siour e Tânea Cordeiro

Edgar Roger, Manuella Viana, Fátima Salles e Victor Viana

Epitácio Vasconcelos e Priscila Cavalcante

Maria Eugênia Pinto e Mário Montenegro

Hélio Pessoa Filho e Vládia Vieira

Denise de Castro e Henriette de Salvi

Alison Maia, Amanda, Patrícia Holanda e Kalil Lobo

Carla Camila e Tiago Martins

Renata Parente, Karine Conde, Mariana Amaral e Camila Conde

Lyu Azevedo e Marselle Marques

Rebeca e Raul Martins

João Marcelo e MV

Mateus de Oliveira

Giordana Martins

Rose e Eliseu Batista e Maria Eugênia Pinto

Daniela e Margela Frota

Renata Cola e Riberto Balduino

16

Haroldo Araújo e Roberta Farias, com o filho Pedro

17


Juliana Amazonas e Rodrigo Viriato

Edilson e Silvia Figueiredo

Priscila Bezerra - Capa CHIC 17

Kleber e Milena Jorge Magalhães

Haroldo e Jane Parente

Karol e Rafael Rodrigues.

Henrique Magalhães e Renata Feitosa

Débora Vieira e Carolina Quintino

Augusto e Renata Bezerra

Jordânia Bezerra, Zara Araújo e Fernanda Lima

Tarcísio Amora e Elenice Garcia

Érika e Assis Martins

Juliana Amaral, Marcondes Viana e Marina Kelvya

Regina Jereissati e Ricardo Dreher

18

Edilmo Cunha e Hortência Sucupira

Ricardo Carvalho e Valéria Maia

Aline e Adriano de Melo Oliveira

Gaby Falcão, Karrant Santos, Kátia Falcão

Gustavo Cassol e Manuela Cavalvante

Iratuã Freitas e Inara Almeida

Danielle e José de Paula Barbosa

Sallaka Albuquerque - Capa CHIC 16

19


Priscila Bezerra, Regina Pedrosa, Romeu Menezes

Pádua César Freire, Débora Gomes e João Gomes

Pedro Almeida, Gilson Almeida (Chrysler), Mário e Telry Freire

Amanda Melo, Sônia Caldeiras, Mariá Frota, Renata Cola e Mariana Borges

20

Adalrice Correia e Dennise Garcia

Patrícia Costa, Christiano Gouveia

Poliana Barros, David Cacau

Leonor e Nilton Teixeira

Paulo Amarante e Brenda Albuquerque

João Asdrúbal Morais Ribeiro e Lucas Ribeiro

Moema Guilhon, Roberta e Sophia Macedo

Luiza e Arilo Cavalcante Júnior

Tânia Teixeira e Ana Kerth

Luis Carlos Martins e Mônica Menescal

Valdery Oliveira e Cláudia Herculano

Leiliane Pinheiro, Fabiana Campos e Juliana Dias ( DJ Lilee)

Alexandre e Geyze Bezerra

Pâmella e Vilani Barros

Emerson Lima, Rodrigo V. Araújo e André Fleichman

Roberto Costa, Adriano Griecco (GM) e Sérgio Campos (GM- NE)

Everardo Dantas e Heloisa Helena

Helena Demes e Jorge Vieira

Mariá Frota e Epitácio Oliveira Júnior

21


Vládia Vieira, Manuella Viana e Andréia Santos (Volkswagen)

Caroline e Ênio Castelo Branco

Graça Pereira, Paulo de Tasso Lira e Yolangem Saraiva

Wilson Loureiro e Inara Almeida

Felipe Adjafre (Piano) e João Sena (Sax)

Karol e Rebeca Martins, Danielle Barbosa e Excelsa Costa Lima.

Roberta Farias, Cristiana Fleichman, Ana Tereza Lima e Juliana Amazonas

22

As ex-Glamour Girl Rose Batista, Ana Maria Kerth, Taís Studart Pinto

23


festa chic sorteio

Patrícia Costa

Juliana Amaral, Mariana Borges e Denise de Castro (quadro de José Maria Machado)

Renata Colla, Mariá Frota, João Marcelo e Sônia Caldeiras (fim de semana em Natal - Tam Viagens/Nobile Suites Brasil Tropical -)

Renata Colla e Daniele Barbosa

Sônia Caldeiras e Patrícia Holanda

24

Paulo de Tasso Lira e Ana Maria Kerth (quadro de Marcos Goldstein)

Marcondes Viana, Edilson Figueiredo e Valéria Maia (brinde da Fico)

Renata Colla e Danielle Barbosa

25


festa chic no Marcel

Sandrinha Ximenes entregou o troféu (Anunciante CHIC) a Max Keller, diretor do Marcel Salomão Nogueira entrega troféu (Mulher CHIC) à elegante e charmosa Eveline Fujita

festa chic em São Paulo

Juliana Amaral (Revista CHIC) e Célia Murgel (presidente da ABIAUTO) entregam troféu (Uno - O Lançamento do Ano) a Marco Antônio Lage, diretor da Fiat Automóveis

Entrevista do RP da Famous Grouse ao programa Night society

Valéria Maia entrega o troféu (Restaurante CHIC) a Max Keller, diretor do Marcel

26

27


28

29


automóvel

GRAND

CHEROKEE O

Jeep Grand Cherokee chega à sua quarta geração totalmente renovado, apresentando um modelo conceituado como o mais luxuoso Jeep fabricado. Tais qualidades estão presentes no design e no acabamento interno, demonstrando a atenção da Jeep aos mínimos detalhes. A marca que inventou o segmento SUV Premium há cerca de duas décadas com o lançamento do Jeep Grand Cherokee apresenta uma nova e equilíbrio ideal entre o requinte de um automóvel de passeio, com acabamento interno de primeira classe, economia de combustível aprimorada e funções inovadoras, sem deixar de lado a lendária capacidade 4x4 no off-road. Produzido na fábrica de Jefferson North (JNAP), construída em 1991 e ampliada em 1999 em Detroit, nos EUA, planta de aproximadamente 278.709 m² onde as Grand Cherokee são fabricadas desde seu lança-

30

mento em 1992, o modelo está equipado com um novo motor Pentastar V6 de 3.6 litros, com 286 cv de potência e transmissão automática de cinco velocidades. Comentado pelo público brasileiro durante o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, o novo Jeep Grand Cherokee – que representa mais de 4 milhões de unidades vendidas –, está disponível no Brasil nas versões Laredo e Limited. que oferecem desempenho urbano superior, com a famosa tração nas quatro rodas da marca Jeep, além da caixa de transferência de duas velocidades com torque por demanda e uma insuperável capacidade de reboque. O novo sistema de controle Selec-Terrain permite ao motorista escolher o sistema de tração que melhor se enquadra às condições das pistas. Independentes, os sistemas de suspensão traseira e dianteira propiciam excelente dirigibilidade e maior conforto urbano.

31


O mais forte e refinado Grand Cherokee 4x4 fabricado até hoje, o novo Jeep Grand Cherokee faz de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos e atinge a velocidade máxima de 206 km/h. O sistema de tração 4x4 Quadra-Trac II, em que a caixa de transferência utiliza entradas de uma variedade de sensores, foi aperfeiçoado para determinar o momento mais exato possível da perda de tração dos pneus e adotar ações corretivas. O sistema utiliza a função Throttle Anticipate (Antecipação da Aceleração) para determinar movimentos rápidos no acelerador a partir da inércia e maximizar a tração, antes que ocorra falta de aderência. Isso significa, por exemplo, que quando a falta de aderência da roda é detectada, até 100% do torque disponível é instantaneamente direcionado para o eixo com mais tração. O mostrador do sistema de controle de tração Select-Terrain deixa o motorista escolher a configuração off-road necessária para obter desempenho ideal em todos tipo de terreno. Esta função coordena eletronicamente até 12 combinações diferentes do conjunto motor-transmissão e sistemas de frenagem, incluindo o controle de aceleração, mudança de marchas, caixa de transferência, Controle de Tração e Programa Eletrônico de Estabilidade ( E S P ) . A s s i m , em areia ou lama o controle Sand / Mud opera com as respostas detectadas na rotação da roda e o torque é ajustado para fornecer a mobilidade ideal. Comercializado em mais de 100 países, o Grand Cherokee liderou as vendas da marca Jeep em 2009 fora do mercado norte-americano e foi o segundo modelo mais vendido entre os veículos do Grupo Chrysler em mercados internacionais. Entre os muitos detalhes que atraem, nesta versão, a nova suspensão traseira permite que o estepe seja guardado na parte interna, ao invés da antiga posição embaixo do veículo. A nova rigidez torcional do chassi é 146% maior que a do modelo anterior, aprimorando a durabilidade e reduzindo ruídos, vibrações e asperezas (NVH). Esta rigidez é obtida com mais de 5.400 pontos de solda, apenas na carroceria. Isto representa um aumento de 53% nos pontos de solda, 42% nos arcos de solda e 38% na adesão estrutural.

Sofisticado design, mais segurança e aerodinâmica

32

Há mais espaço para pernas e joelhos em relação ao modelo anterior, com 134 mm a mais de distância entre-eixos, e maior volume de carga do porta-malas, que oferece 11% a mais de espaço para bagagem —782 litros no total— do que no modelo anterior. O coeficiente aerodinâmico (Cx) do novo Jeep Grand Cherokee é de aproximadamente 0,37, enquanto o Cx do modelo anterior é de 0,404. À frente a grade clássica Jeep com sete aberturas, faróis redondos e arcos de rodas trapezoidais. Removível, a parte inferior do parachoque dianteiro propicia economia de combustível, melhor desempenho urbano e maior capacidade off-road. No modelo Limited, o parachoque dianteiro apresenta um aplique cromado. Ganchos para reboque são itens de série em todos os modelos. “Seguindo o trajeto da Dodge Ram 2009, o novo Jeep Grand Cherokee é mais um produto de nosso Estúdio de Design Avançado de Interiores que nos enche de orgulho”, diz Ralph Gilles, responsável por Design de Produtos. Para ele, a missão da equipe, que era “redesenhar completamente a Grand Cherokee e redefinir o significado de Jeep luxuoso”, obteve sucesso. No item atenção aos passageiros, os bancos traseiros reclinam até 18 graus, fornecendo mais conforto e flexibilidade na posição sentada e, comparada aos modelos anteriores, a abertura das portas dianteiras é

48 mm maior e 51 mm mais alta, enquanto a das traseiras é de 78 graus (comparada com 67 graus do modelo anterior), para facilitar o acesso. Equipado com o motor V6 Pentastar de 3,6 litros, o novo Jeep Grand Cherokee apresenta capacidade de reboque de até 2.268 kg, aliada a uma melhora no consumo de combustível superior a 10% e mais de 45 itens de segurança, incluindo de série o ESP-Programa Eletrônico de Estabilidade, ERM-Sistema Anti-rolagem da Carroceria, ABS-Sistema de Freios Anti-bloqueio das Rodas nas quatro rodas com detecção de pisos irregulares, BTCS-Sistema de Controle e Auxílio de Tração nas quatro rodas, Sistema Enter-N-Go por Controle Remoto (Entrada Passiva / Botão de Partida), abertura de portas por controle remoto, abertura/fechamento rápido de janelas para o motorista e passageiro dianteiro, pré-tensionadores dos cintos de segurança e Controle de Oscilação de Reboque. De série também há airbags como proteção lateral para os passageiros dianteiros e traseiros, airbags para o joelho do motorista e encosto de cabeça ativo, que é inflado se houver uma colisão traseira. A Laredo custa R$ 154,9 mil (mais frete) e o Cherokee R$ 174,9 mil nas revendas da marca.

33


automovel festa na Sedan

SEDAN

MOSTRA A NOVA

CHEROKEE Paulo Porto, André Varela e Pedro Almeida, que comandam a concessionária Sedan (revenda das marcas Chrysler, Jeep e Dodge), anfitrionaram —em noite de muito glamour— amigos e clientes para apresentar a novíssima Grand Cherokee Limited (R$ 174.900), bem como a versão Laredo (R$ 154.900).

Duda Brígido e Nilton Freitas

Carol Melo e Arcelino Mentor

Castelo, Lilian Porto e Nanete Castelo Branco

Eduardo Holanda, Pedro Almeida e Valmir Rosa

Ian Nowikov, Ricardo Gress e Alexandre Cabral

Por lá muita gente conhecida, que se deliciou com um finíssimo espumante, deliciosos canapés e um bom 12 anos, que circulou generosamente entre os convidados, entre os quais o arquiteto Jayme Leitão, Murilo Belchior, Walkmar Santos, Pedro Virgínio Barbosa (projetando um esportivo com motor turbo para andar nas ruas de nossa cidade), José Gerardo e Sarinha Pontes, Fernando Pontes, a bonita Tatiana Luna, Silvino César Cabral Neto e outros ilustres, aqui nas fotos que ilustram a matéria. Lilian Porto destacou-se como promoter. Edmar Feitosa e Paulo Porto

34

Alexandre e Ana Letícia Leitão

Alexandre Queiroz, Pedro Almeida e Rômulo Tavares

André Linheiro, Rui Dias e Luiz Sérgio

Joao Paulo Leite e Agnaldo Câmara

Lara e Fran Cisnando

Lúcio Carneiro e Marcos Dias Branco

André Varela e Renato Bonfim

Bob Santos, Ivana Sampaio e Bob Filho

Carlinhos Feitosa e Gustavo Porto

Luiza e Emmanuel Furtado

Alexandre Cabral e Pedro Almeida

Karol Mota e Lula Alcântara

35


Marcondes Viana e Walkmar Santos

Marcos e Lia Viveiros

Naiana Feitosa, Lilian Porto e Magali Porto

novo jeep® grand cherokee 2011. a grandeza está em cada detalhe.

R$

Paulo Porto e Pedro Almeida

Luis Teixeira, Carlinhos Feitosa e Odmar Feitosa

leo Burnett Brasil

existe acomodacao 5 estrelas em qualquer fim de mundo. 154.900,00

+ fRete*

Paulo, Gustavo, Lilian e Paulo Porto

www.jeep.com.br/grandcherokee 2011 Renata Feitosa e Henrique Magalhaes

Roberta Philomeno, Paulo Porto e Lilian Porto

Sérgio Brasilis, Duda Brígido e André Prado

• motor pentastar 3.6l v6 com 286 cv • select terrain - sistema de seleção de terreno

Sedan Tereza, Régis Moreira, Dimas Barreira e Carlos Magalhães

36

Valéria Monteiro, Vinicius Franco e Richelier Neto

Walkmar Santos, Paulo Porto, Fernando Pontes e Maninho Brígido

exclusividade ao seu alcance

(85)

4009.2700

Preço de R$ 154.900,00 válido para o modelo Jeep Grand Cherokee Laredo ano/modelo 11/11 para pagamento à vista. Preço sujeito à variação de ICMS de cada Estado. Oferta válida até 28/02/2011 ou enquanto durar o estoque de 01 unidade. Garantia de 3 anos conforme Manual de Garantia e Manutenção. *Frete não incluso, no valor de R$ 3.100,00. Imagens meramente ilustrativas. CAC 0800 7037 150 - www.jeep.com.br/grandcherokee2011. Jeep é marca registrada do Chrysler Group LLC.

Cinto de segurança pode salvar vidas.

37


boa mesa Rodrigo Viriato

Panela, pra que te quero?

de panelas são: alumínio, aço inox, cobre, pedra-sabão, barro e ferro. As panelas de barro têm a qualidade de acumular grande quantidade de calor devido à sua parede espessa, o que promove uma cocção mais uniforme. Mas o barro requer um cuidado todo especial para aumentar sua longevidade, além de não se tornar um agente contaminante: panelas de barro novas devem ser bem esfregadas, interna e externamente, para a retirada de quaisquer resíduos. Alguns sugerem que a panela seja besuntada com gordura vegetal e levada diretamente ao fogo, efetuandose a “queima” da panela, o que a deixaria impermeável e mais resistente. Acredito que, se a industria cerâmica já queimou o barro no forno adequado para isso, essa segunda queima é desnecessária, já que com pouquíssimo uso e lavagem essa impermeabilização proporcionada pelo óleo queimado se desprenderia. Portanto, essa queima na verdade colaboraria para obtermos pratos rançosos e com gosto de queimado nos primeiros usos. Panelas de barro devem ser guardadas destampadas e preferencialmente de boca para baixo, evitando-se o acúmulo de água e consequentemente o mofo. As panelas de barro das “Mulheres de Goiabeiras”, que citamos anteriormente, tornaram-se verdadeiros objetos de desejos dos foodies atuais, e nem se imagina uma moqueca capixaba elaborada em um recipiente que não sejam elas. A modelagem é feita manualmente, com argila retirada do Vale do Mulembá, no Estado do Espírito Santo. Essa argila descansa durante um tempo antes de ser limpa, pisada e moldada à mão, sem o uso do torno do oleiro. Uma das características é a cor escura, causada pela aplicação de tanino extraído de uma árvore, o mangue-vermelho, com a panela ainda quente. As panelas de Goiabeiras não são queimadas em

O gourmand, aspirante a cozinheiro, tem hoje uma infinidade de aparatos para satisfazer sua ânsia consumista, alimentado pela paixão ou vaidade de cozinhar e de mostrar à sua “tribo” uma cozinha equipada com centenas de tranqueiras inúteis de aço, silicone, madeira e plástico. Alguns destes “tribais” cercam-se de parafernálias e geringonças para moer pimenta e sal, telas de silicone que jamais serão usadas, espátulas e colheres subutilizadas, fornos lindos e ineficientes, fogões caríssimos cuja chama “tripla” pena para ferver uma mera panela de água para o nosso espaguete de cada dia. Todos estes, porém, se esquecem de uma das rainhas da cozinha, aquelas que são de suma importância e que, de acordo com sua qualidade, podem alterar a textura, o sabor e o tempo de preparo das comidas: a panela. Existe uma infinidade de opções de panelas para investirmos —e neste caso, preço alto é sinônimo de qualidade sim. Há panelas de alta qualidade com preços relativamente acessíveis, como as de barro das “Mulheres de Goiabeiras” no Espírito Santo, cujo investimento é de cerca de R$ 80,00 por panela mas que, apesar da alta resistência, provavelmente não resistem a um choque a mais de 10 cm de altura, o que limita seu tempo de vida e as encarece proporcionalmente. Os materiais mais comumente encontrados para a fabricação

38

39


fornos e sim em fogueiras, por cerca de duas horas. Panelas de ferro podemos encontrar das mais variadas qualidades, mas as que realmente despertam os sentidos dos gourmands são as das marcas francesas Staub e Le Creuset. Tais panelas —que podem custar até R$ 1.500,00 a unidadew—, têm como qualidades o grande acúmulo de calor e paredes espessas. As paredes internas destas panelas são esmaltadas e, portanto, os fabricantes afirmam que não há “desprendimento” de metais da panela para os alimentos. Panelas de ferro artesanais já têm a propriedade de desprender ferro, manganês e ainda cálcio e níquel durante o cozimento dos alimentos —o que, segundo a doutora em Nutrição Késia Quintaes, pode ajudar a prevenir a anemia, já que em seu estudo uma amostra de pessoas vegetarianas consumiu, durante 12 semanas, alimentos preparados em panela de ferro e tiveram um aumento médio de 87% na concentração de hemoglobina no sangue. A nutricionista ressalta que o consumo superior a 40 mg de ferro por dia pode causar irritação no sistema gastrointestinal e, portanto,

40

o preparo de alimentos não pode se concentrar neste tipo de panela. As panelas de alumínio... bem. Com raríssimas exceções, como as da linha Lyon da Tramontina, jogueas fora. Panelas de aço inox são hoje, provavelmente, as mais utilizadas. Se fabricadas com uma boa liga, não desprendem metais aos alimentos, não enferrujam e são de fácil higienização. Dê preferência às de fundo triplo, que acumulam uma quantidade de calor razoável, pois apresentem uma dificuldade que faz com que, se não controlarmos bem a chama do fogão, os alimentos possam queimar em contato com a parede fina das panelas. As panelas de aço inox com paredes tripla são raras e caras, mas uma excelente opção. As da marca Zwilling J. A. Henckels são os objetos de desejo. O cobre é o metal que responde mais rapidamente ao calor, por isso as panelas de cobre estão entre as preferidas dos cozinheiros europeus, que elegeram as da marca Mauviel como instrumento onipresente —uma panela desta marca chega a custar facilmente R$ 2.000,00 cada. O cobre, quando exposto à umidade e ao gás carbônico, oxida-se formando uma cobertura tóxica verde-azulada chamada azinhavre.

Por isso, estas panelas são revestidas com estanho no seu interior. As únicas panelas que não são estanhadas são as de bater claras e a de zabaione (sobremesa italiana, muito leve, feita com gemas batidas com açúcar e vinho Marsala), já que a fricção do fuet, ou batedor de arames, retiraria a camada de estanho. No Estado de Minas Gerais, os tachos de cobre são fundamentais para a elaboração da doçaria local, embora esse costume pode estar com os dias contados, já que a Vigilância Sanitária Estadual proibiu o uso de cobre em utensílios que entrem em contato com alimentos. Uma Resolução da ANVISA, de 2007, afirma que a absorção excessiva do metal pode causar desordens neurológicas e danos ao fígado, rins, nervos e ossos. Por fim, “um dedo de prosa” sobre a brasileiríssima e mineira panela de pedra-sabão (até talvez nem

tão brasileira, já que alguns autores citam esta panela como uma das mais antigas da história da culinária): as panelas de pedra-sabão retêm bastante calor, não sofrem ação dos ácidos dos alimentos, são bonitas e mantêm os alimentos quentes, sem queimar, por longo tempo. Normalmente elas liberam cálcio, ferro, magnésio e manganês nas preparações. Alguns artesãos sugerem que a panela seja “queimada”, evitando que libere níquel e aumentando sua resistência para até 1000ºC. Enfim, cada panela apresenta uma qualidade diferente e uma capacidade calorífica igualmente diferente, portanto, antes de escolhermos nossas panelas devemos levar em consideração que alimentos vamos preparar, quanto tempo dispomos para a manutenção delas e como elas serão lavadas e guardadas, já que, com boa manutenção, essas companheiras podem virar bens de família.

41


Steak Tartar

Ingredientes: > 250g de filet mignon, bem picado; > 1 gema de ovo; > 1 colher (chá) de mostarda Dijon; > 1 colher (chá) de ketchup; > 1 colher (sopa) de molho Madeira; > 1 dente de alho, bem picado; > 5 grãos de pimenta verde; >1 colher (chá) de alcaparra picada; > 1 colher (chá) de cebola picada; > 1 colher (chá) de salsinha picada; > 1 mini-pepino (tipo picles) picado; > 1 pitada de páprica picante; > 1 colher (chá) de conhaque; > 1 colher (sopa) de azeite extra-virgem; > sal, pimenta tabasco e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo: Misture todos ingredientes, menos o filet, até transformá-los em uma pasta uniforme. Em seguida, junte o filet e mexa tudo novamente, misturando bem. Sirva com torradas.

Bon Apetit!

43


société chic

Notas 1

Heloisa Helena

O comodoro Max Câmara, após o sucesso do réveillon no Iate Clube, promoveu —dia 18 de fevereiro— o tradicional Baile do Hawaii, com animação musical por conta da Caribbean Kings.

Privilegiando a estética Mariá Frota de Oliveira comemorou seu aniversário em grande estilo. A gerente de Marketing e Vendas do Nobile Suítes Brasil Tropical reuniu as muitas amigas que conquistou no Espaço Mult Eventos do hotel, com bela decoração by Márcio Aldiguere, ao som da banda Tocaia e Renato Assunção. Para o tradicional Parabéns o bolo foi criação de Ticiana Cidrão. Já os deliciosos e elogiados chocolates foram da Le Tout Chocolates, de Isabel Leitão e as fotos recebidas produzidas pela Vitriny Mídia, com arte especial referida à data

2 Do outro lado das lentes Os fotógrafos Luiz Carlos Moreira, Davi Magalhães e Paulo Figueiredo foram clicados no Marina Park Hotel em mais uma badalada edição do encontro Tweetfor

A propósito de Folia Momina, o Carnaval da Saudade do Náutico Atlético Cearense será realizado no dia 26 de fevereiro (start: 23h00), apresentando como tema-homenagem o grande Noel Rosa que, em 11 de dezembro de 2010, teria chegado aos 100 anos. A decoração do clube caberá ao expert Jacaúna Aguiar.

3

Fátima Salles comemorou seu niver em clima de muita descontração e alegria no American Beer, na Avenida Santos Dumont.

4

Lilian Porto foi a promoter do evento de inauguração da primeira loja de rua da American News.

Maria e o marido Epitácio com Isadora, filha dele, e Lara e Pedro, filhos dela

Letras

O escritor Jansen Viana lançou seu livro Apenas um Carpinteiro, na Livraria Cultura, em prestigiado evento no início de fevereiro. A publicação relata o desespero de um cidadão comum que é confundido com Cristo em decorrência de alguns episódios e coincidências que acontecem na sua vida. A ocorrência de pseudo-milagres de Jesus é suficiente para deixar a comunidade convicta de que ele é o próprio Messias que voltou. E os ricos diálogos entre um padre e um pastor encontram uma possibilidade de respeito e admiração num círculo de pessoas que pensam diferente

MARIA FERNANDA CÂNDIDO E MAYANA MOURA AGITAM FESTA DA MERCEDES-BENZ A quinta edição do Top Night 2011 Mercedes Benz agitou São Paulo neste início de ano. O badalado evento aconteceu na Casa Fasano, já como aquecimento para a SPFW. Na edição deste ano, a Mercedes-Benz, representada pelo presidente da empresa no Brasil, Jürgen Ziegler, apresentou, pela primeira vez no País, o novo esportivo premium da marca, o CLS 63 AMG, um dos mais modernos e luxuosos do mundo. A atriz Maria Fernanda Cândido, considerada uma das mulheres mais elegantes da televisão brasileira, comandou a apresentação do modelo. Quem também chamou a atenção foi a atriz Mayana Moura, revelação da novela Passione, da TV Globo, que apareceu de visual novo, com cabelos mais longos

Atrizes e marcas famosas As marcas francesas Christian Dior e Givenchy, do grupo LVMH, inauguraram pela primeira vez um espaço personalizado no Rio de Janeiro. O evento aconteceu na perfumaria Le Parfum do Shopping Tijuca e contou com a presença das atrizes Fernanda Souza, Samara Felippo, Vitória Frate, Juliana Knust, Ana Lima e Thaissa Carvalho, que foram recebidas pelo Diretor Geral da divisão de Perfumes e Cosméticos no Brasil da LVMH, Renato Rabbat. As fotos são de Murillo Tinoco

44

45


automóvel

Aplicação inédita de tecnologia híbrida chega ao Brasil

FUSION HYBRID A

Ford amplia sua linha de veículos de luxo, lançando a linha Fusion em versão híbrida, trazendo ao Brasil a mais avançada tecnologia para redução do consumo de combustíveis e emissões. Assim, o Ford Fusion Hybrid 2011 integra a “geração verde” de automóveis, que direcionam suas soluções tecnológicas em busca da sustentabilidade. O carro tem um motor a combustão e outro elétrico, integrados na transmissão e bateria de alta capacidade, de 250 V–275 V, para tração. A bateria é recarregável pela própria ação energética do veículo, sem a necessidade de ligações externas, o que garante autonomia e flexibilidade de uso do veículo, tanto na cidade como na estrada. Reunindo o melhor da tecnologia atual da

46

eletrificação veicular com o eficiente motor a gasolina Duratec, o resultado é sempre a busca da eficiência máxima no uso da energia. Na prática, obtém-se um consumo médio de 12,18 km/l na cidade e estrada (medido conforme as normas NBR), praticamente o mesmo que um carro popular 1.0 básico, sem direção hidráulica e ar-condicionado. Além disso, suas emissões são 92% menores que o limite estabelecido pelo Proconve L6 para entrar em vigor em 2015. Há três tipos de propulsão híbrida no mercado (micro, mild e full): o Fusion é um híbrido full (total), ou seja, um veículo no qual o sistema de tração consegue operar no modo puramente elétrico até a velocidade de 75 km/h. Com um motor a gasolina 2.5, além do motor e gerador elétricos, todos integrados na transmissão, o veículo tem também uma bateria de níquel-metal recarregável automaticamente. A partida silenciosa é feita com tração elétrica.

O sistema de freios, regenerativo, recupera até 94% da energia que normalmente seria perdida por atrito: essa é a energia que recarrega a bateria. A transmissão automática é continuamente variável (tipo e-CVT), com engrenagens planetárias, o que torna as trocas do motor elétrico para o de combustão praticamente imperceptíveis, garantindo economia e performance. Além do item sustentabilidade, a linha Fusion destacase pela criatividade e alta segurança, proporcionadas por equipamentos de última geração. Conforme a versão, estão disponíveis a chave configurável MyKey, câmera de ré, sensor de chuva, sistema de monitoramento de pontos cegos, banco com ajuste elétrico em 10 direções e painel configurável. O sistema sofisticado de engrenagens permite uma variação infinita na relação de marchas, de acordo com o sentido de rotação dos motores elétricos, que muda para tracionar as rodas ou para alimentar a bateria.

47


Quando se tira o pé do acelerador e a velocidade do veículo é reduzida pelo freio-motor, essa força também é aproveitada para mover o gerador de eletricidade. O híbrido “full” também conta com três tipos de construção: em série, em paralelo e, no caso do Fusion Hybrid, a configuração é chamada “dividida” porque o motor a gasolina, o motor elétrico e o gerador estão integrados à transmissão. O motor Duratec 2.5 de alumínio do Fusion Hybrid foi desenvolvido especialmente para o veículo: tem 16 válvulas com comando variável e usa o ciclo Atkinson, que mantém a válvula de admissão aberta por mais tempo, reduzindo o volume de ar no pistão. Isso diminui consideravelmente as perdas do motor, que é calibrado para funcionar na região de trabalho de maior eficiência. O seu sistema elétrico funciona em alta tensão, de 275 V, com ligações protegidas por isolamento e sinalização. Um conversor transforma essa energia em 12 V para alimentação dos faróis, vidros e outros equipamentos. A tecnologia de segunda geração aplicada ao veículo permite uma eficiência acima de 90% nessa conversão. A bateria de níquel-metal —o coração do sistema— foi desenvolvida em parceria com a Sanyo. Com garantia de 8 anos, tem tecnologia avançada para

48

proporcionar eficiência e grande durabilidade. “A Ford produz modelos híbridos desde 2003 nos EUA, tendo experiência e know-how suficientes para garantir confiabilidade e eficiência e tornar o Fusion Hybrid o líder de vendas do segmento”, afirma Klaus Mello, gerente de Engenharia de Veículos da Ford. Pneus de baixa resistência ao rolamento, direção elétrica, ar-condicionado elétrico e design aerodinâmico são outros itens que contribuem para aumentar a eficiência energética do Fusion Hybrid, cujo valor varia entre R$ 103.360, R$ 107.360 com a opção de teto solar elétrico, até R$133.900, compatível com tudo o que o carro disponibiliza em termos de conteúdo, de tecnologia e inovação, sem contar a economia de combustível. O motor Duratec 2.5 do Fusion Hybrid gera 158 cv (a 6.000 rpm) e torque de 184 Nm (a 2.250 rpm) e o motor elétrico tem potência de 107 cv e torque de 225 Nm. A integração de ambos no sistema produz potência combinada de 193 cv, que faz este Ford acelerar de 0 a 100 km em 9,1 segundos. Quanto à segurança, o Fusion Hybrid recebeu o padrão Five Stars do NHTSA e conta com 7 airbags, freios ABS com EBD, controle de tração AdvanceTrac, sensor de pressão de pneus, monitoramento de pontos cegos e tráfego cruzado, câmera de ré, sensor de chuva e a chave configurável MyKey.

49


automóvel

EDGE E

xibindo sua beleza, sofisticação, imponência e um novo patamar de desempenho, segurança e tecnologia embarcada, com todo o espaço e conforto que só um crossover criativo e “inteligente” pode oferecer, o Ford Edge 2011 já é líder de vendas da categoria nos EUA. O carro passou por uma renovação completa, incluindo design, materiais de acabamento, tecnologias de conectividade e o motor 3.5 V6 Ti-VCT, o mais potente e econômico da classe. “O Edge venceu diversos prêmios nos Estados Unidos e é um produto premium por dentro, por fora e sob o capô, que agrega valor à marca e ao portifólio da Ford no Brasil”, resume Marcos de Oliveira, presidente da Ford Brasil e Mercosul. Entre as tecnologias inovadoras e exclusivas oferecidas pelo Ford Edge 2011 estão o sistema

50

MyFord Touch com telas de LCD configuráveis no painel, monitoramento de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado, acesso inteligente sem chave, partida remota, acionamento do motor por botão Ford Power, sistema multimídia SYNC de segunda geração com conexão Bluetooth para celular e comandos de voz, som Sony de qualidade premium, central de mídia com duas entradas USB, conexão para cartão de memória SD, entrada de áudio e vídeo, chave configurável MyKey, câmera de ré, sensor de chuva e bancos com ajuste elétrico em 10 direções. Seu conjunto completo de segurança inclui tração AWD, 6 airbags, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, câmera de ré, sistema de monitoramento de pressão dos pneus, economizador de bateria, sistema antifurto EPATS e

51


controle eletrônico de tração e de estabilidade AdvanceTrac, que garante mais segurança em curvas e manobras bruscas, reduzindo os riscos de derrapagens e capotamento, além de sistema SOS de alerta pós-acidente. “Todos esses equipamentos, somados à estrutura robusta da carroceria, potência do motor, tração nas quatro rodas e distância elevada do solo, fazem do Ford Edge o líder do segmento em segurança, com nota máxima nos principais órgãos internacionais”, completa Jorge Chear, diretor de Vendas e Marketing da Ford. O interior, mais requintado e silencioso, traz aprimoramentos na isolação acústica e nova opção de acabamento em couro cinza Light Stone. Entre outros equipamentos de conveniência e conforto, estão o sistema de abertura e partida sem chave —basta estar com a chave no bolso para abrir a porta, ou ligar o carro usando o botão Power Start—, a abertura automática do portamalas e o sistema EasyFold de rebatimento de bancos para transportar volumes. O projeto ergonômico apurado da cabine do Ford Edge 2011 é complementado pelo uso de materiais refinados, de toque agradável, e por um cuidado artesanal no acabamento de cada detalhe. Oferecendo três anos de garantia, o Edge teve o capô, grade dianteira, faróis, para-lamas e para-choque dianteiro, lanternas e aerofólio traseiros reformulados, junto a novas rodas de 18 e 20 polegadas. As linhas retas são agora formas curvas e harmoniosas, mais leves e expressivas, inspiradas no design Kinetic da Ford. O motor V6 de 3.5 litros do Edge 2011 gera uma potência de 289 cv (a 6.500 rpm) —20 cv a mais que o modelo anterior— e torque de 343 Nm (a 4.000 rpm), com transmissão automática sequencial de 6 velocidades que permite a troca de marchas através do botão localizado na alavanca de câmbio, que entrega mais performance com maior economia de combustível. O duplo comando variável e independente de válvulas (Ti-VCT) é a inovação que permite o ajuste contínuo do motor ao fluxo de ar para obter máxima eficiência, aumentando em cerca

de 4% a economia de combustível. A redução da rotação da marcha lenta de 620 para 600 rpm também contribui para a economia, junto às mudanças feitas na carroceria para aumentar a eficiência aerodinâmica. O Edge 2011 vem ainda com um aprimorado sistema de corte de combustível nas desacelerações, que interrompe a alimentação quando o torque do motor não é exigido —como quando a velocidade é reduzida na estrada. Novos materiais isolantes aplicados trouxeram significativa redução no nível de ruído de rolagem e de vento do veículo, junto ao para-brisa e aos vidros laterais acústicos, mais espessos. O forro do teto e o carpete acústicos também contribuem para a absorção de ruídos. O sistema de admissão de ar e o escapamento foram retrabalhados para melhorar a sonoridade do motor. O conversor de torque da transmissão também foi modificado para reduzir as rotações do motor e o ruído durante manobras de saída. Para conectar o motorista ao veículo e seus equipamentos digitais de modo mais inteligente, se-

guro e simples, o sistema MyFord Touch traz, ao invés dos mostradores tradicionais, duas telas de LCD coloridas de 4,2 polegadas no painel, ao lado do velocímetro analógico que indica a marcha selecionada. Dois botões de cinco pontos instalados na direção permitem personalizar as telas e controlar suas funções, em comandos que também podem ser feitos por voz. Conta-giros, temperatura da água e computador de bordo são mais funções que podem ser selecionadas, assim como a configuração de idioma (inglês, espanhol ou francês), da medição de distância (em quilômetros ou milhas) e temperatura (em graus Celsius ou Farenheit), reunindo todos os controles do veículo em uma área compacta, sem que o motorista precise tirar a mão do volante para operá-los. Seu uso é intuitivo para qualquer pessoa que já tenha usado um celular ou um tocador de MP3. Além de vários sistemas de segurança e entretenimento, tem-se ainda um relatório de viagem, que registra a quilometragem percorrida e outros dados de uso.

Muita classe e beleza no clube dos crossovers

52

53


artigo

A EVOLUÇÃO DO DIVÓRCIO E A NOVA REGRA DA EMENDA CONSTITUCIONAL nº 66* A aprovação da Emenda Constitucional nº 66, que alterou substancialmente o artigo 226, § 6º, da Constituição Federal, trouxe consigo radicais mudanças na forma de dissolução do matrimônio. O Código Civil de 1916 só permitia o fim do casamento em três situações: morte de um dos cônjuges, nulidade ou anulação do mesmo ou pelo desquite, judicial ou amigável, fato esse que não impedia as pessoas de se desligarem da relação matrimonial e constituíssem novo vínculo, sendo esse caracterizado como concubinato. Desde então a sociedade começou a se mobilizar, cobrando do legislador uma lei que permitisse o divórcio. Foram quase três décadas para que a Lei do Divórcio fosse aprovada no Brasil, em um processo bastante moroso. A Constituição de 1988 representou evolução considerável, permitindo que o prazo para se converter a separação em divórcio fosse reduzido, bem como criou o instituto do divórcio direto. Em 2002, as mudanças ocorridas no Código Civil não foram suficientes, uma vez que traziam basicamente o que a Lei do Divórcio já incluía no seu bojo: a morte, a anulação ou nulidade do casamento, a separação judicial e o divórcio. Em 2007, a Lei nº 11.441/07 acresceu o artigo 1.124-A ao Código de Processo Civil, possibilitando a separação e o divórcio extrajudicialmente, ou seja, em cartório, quando não houver interesse de menores nem patrimônio envolvidos. A nova redação dada pela Emenda Constitucional nº 66 ao artigo 226, § 6º da Constituição Federal, trouxe consigo importantes e necessárias mudanças na forma de dissolução do vínculo matrimonial, a fim de permitir que os casais possam se divorciar a qualquer momento, sem a necessidade de passarem pelo desgaste de um processo prévio de separação. Para que seja decretado o divórcio, o casal deverá comprovar somente um requisito: ser casado. Acabou a exigência de aguardar dois anos para ingressar com o divórcio direto ou de um ano após a separação para convertê-la em divórcio. Os casais estão livres para romper o vínculo matrimonial a qualquer momento, bastando para isso a vontade das partes. Ninguém melhor do que os envolvidos para saber como e quando desconstituir sua união.

X O que se vislumbra com a nova redação do artigo 226, § 6º da Constituição Federal é que o legislador quis pôr fim à separação, facilitando o rompimento de uma união que já não tem mais razão de existir, criando um único mecanismo para acabar com o casamento, qual seja, o divórcio. Quando não existe mais o amor, o respeito ou quando a vida em comum se torna insuportável, não se justificava a manutenção da separação, com o intuito de se tentar restabelecer o vínculo afetivo. Isso não era suficiente e, na maioria dos casos, não havia reconciliação entre os membros do casal. De fato, obrigar os casais cujo amor não mais existe a esperarem dois anos para ingressar com divórcio direto ou um ano após a separação, para convertê-la em divórcio, é algo incompreensivo nos dias atuais. Nesse sentido, as melhores doutrinas e a jurisprudência já estavam relativizando as regras anteriormente vigentes. Portanto, foram tacitamente revogados do Código Civil os artigos 1.572 a 1.578, bem como o artigo 1.571, no que se refere à separação. Não mais existe no ordenamento jurídico brasileiro a separação judicial ou extrajudicial. Acabou o divórcio por conversão, que agora é direto.

*por Adriana Grion Botelho Mourão, advogada do escritório Figueiredo & Mourão Advogadas Associadas

54

55


entrevista

A união de boas idéias e força de vontade trouxe às advogadas Paula Figueiredo, Adriana Grion e Luciana Mourão a concretização de um projeto que procura prestar um serviço diferenciado aos seus clientes. Sócias desde 2010, elas revelam que a parceria vem dando certo devido ao fato de que cada uma possui uma característica própria, fazendo disso uma forma de completarem-se e trazer harmonia para o ambiente de trabalho. Brincam ao dizer: “Três cabeças pensam melhor que uma só!” Atuando nas áreas de Advocacia Empresarial, Previdenciária, Tributária, Internacional e Direito Civil, as

Cabeças

pensantes Patrícia Holanda

parceiras afirmam que o grande segredo para o sucesso está no comprometimento e na dedicação. Carisma e confiança também são bons aliados na hora de conquistar a clientela. As advogadas apontam a virtualização dos Processos Judiciais, que vai contribuir bastante para agilizar e facilitar o trabalho de servidores e advogados, promovendo maior celeridade na prestação do serviço jurisdicional. A nova sistemática permite o armazenamento dos dados dos processos por meio eletrônico —inclusive a assinatura dos juízes já é digital. O escritório Figueiredo e Mourão Advogadas Associadas destacase ainda pelo atendimento personalizado, buscando sempre a resolutividade dos problemas e a qualidade dos seus serviços.

Av. Santos Dumont, 2849 - sala 304 Centro Comercial Flávio Carneiro Aldeota – Fortaleza/CE – CEP 60150-161 Tel.: (85) 3067-8491 / 3067-8295 e-mail: figueiredoemouraoadv@hotmail.com.br

56

57


turismo

Mara Adeodato

Piazza San Marco e Basílica di San Marco

Venezia,

A praça maravilhosa e muito bem conservada, em frente à Basílica de San Marco, já foi palco de cortejos, procissões e encontros políticos, e é o point onde todo mundo se encontra, nos cafés com mesinhas ao ar livre e música ao vivo, cheia de pombos —e onde acontece o Carnaval. A vista do alto da Campanile (no alto da torre à esquerda) é deslumbrante. Erguida no final do século 15, a Torre do Relógio exibe as fases da Lua e os signos do Zodíaco, representados em azul e dourado no grande mostrador. Uma lenda conta que, terminada a sua construção, os inventores do relógio tiveram seus olhos arrancados para que não pudessem repetir tal projeto. No alto, encontra-se a figura do leão alado de San Marco, símbolo de Veneza. No século 9, o Palácio dos Doges foi residência dos governantes de Veneza (chamados de doges) e sede do governo. De arquitetura gótica, sua estrutura principal é revestida em mármore rosa de Verona.

lugar único no mundo

C

hegar a Venezia, ou Veneza, pela primeira vez, transforma as expectativas criadas em torno da cidade em sombras, diante do espetáculo de cores e luzes que se veem ao longo dos canais da sua malha urbana. Num passeio a pé pelas sua ruas estreitas ou navegando pelos inúmeros canais, não se passa um único minuto sem esbarrar em uma nova atração. Situada na região do Vêneto, no Nordeste da Itália, e banhada pelo mar Adriático, Veneza foi construída com madeira e pedra sobre uma série de ilhas e se tornou uma das maiores potências marítimas da Idade Média, além de importante centro de intercâmbio comercial e cultural com o Oriente. Caminhar sem rumo pelas ruas desta insólita cidade é uma delícia. Gostoso é acordar cedo e descobrir suas ruazinhas, atravessar as pontes, desvendar suas belezas. Veneza fica lotada de turistas, prin-

cipalmente no Verão. No inverno também é linda e, na época do Carnaval com seus mascarados, a cidade parece um grande palco a céu aberto... Em Veneza, todos os meios de transporte são transformados em barcos: encontramos o barcoambulância, o barco-táxi... Os mais famosos, com certeza, são os vaporetti e as famosas gôndolas. O vaporetto é a embarcação usada para transporte público pelos canais. Possui este nome porque, inicialmente, era movido a vapor. Praticamente todas as embarcações utilizadas para transporte são chamadas de vaporetto, mas os de passageiros são utilizados em rotas mais lentas —como os da Linha 1, que percorrem toda a ilha. A gôndola é também típica, e um símbolo muito forte: circular pelos canais de Veneza dentro de uma gôndola é uma maneira diferente de se ver e conhecer a cidade.

Gelateria Paolin

Gran Canale Um cruzeiro pelo Grande Canal é emocionante: parece um filme. Perfeito é ir no final da tarde para apreciar o pôr-do-sol —um espetáculo inesquecível! Embarque no Vaporetto 1 nas mais importantes estações: Piazzale Roma / Ferrovia (estação de trem) ou Piazza San Marco.

58

Em quase todas as esquinas há uma sorveteria com dezenas de sabores. Uma das melhores, a Paolin, fica no Campo Santo Stefano —onde o sorvete de avelãs e o de Nutella “machucam” o paladar. Entre os bons restaurantes, experimente a Osteria da Fiore e a trattoria Do Forni, cujo proprietário costuma sugerir pratos-surpresa aos clientes. E que delícia sentarmo-nos para um café no Caffè Florian e ficar namorando a Piazza San Marco... Aberto em 1720, reivindica o título de mais antigo da Europa —e certamente é dos mais elegantes. Aproveite para provar o café e o chocolate... Um programa gastronômico em Veneza nunca é completo sem que que se vá também provar um petisco nos fritolini, locais em que tradicionalmente, desde o século VIII, se podia saborear um bom peixe fresco frito a céu aberto... O Vecio Fritolin tem raízes naqueles locais. O costume de comprar peixe nesses lugares diminuiu depois que uma lei os proibiu. As pizzerias também são demais! Quem puder gastar um pouco mais, ande a partir da praça San Marco para ir ao Harry’s Bar. Lá foram inventados o bellini (drinque de vinho espumante com sumo de pêssego) e o carpaccio, ainda hoje servido com o molho original: maionese, caldo de carne e mostarda.

59


Carnaval em Veneza

Nostálgica volta ao passado e ao glamour das máscaras e fantasias

Rialto Um dos locais mais famosos de Veneza, a ponte oferece belas vistas do Grande Canal e serve de marco para o centro arquitetônico da cidade.

Mercado Próximo à Ponte de Rialto, agita-se um mercado de peixes frescos, frutas e legumes coloridos, junto a uma bela variedade de pimentas, temperos, delícias! Dá para imaginar como era a vida no tempo do comércio com as Índias…

Mais que ritmo e música, a folia italiana é contemplativa, em que as máscaras podem ser luxuosas ou, então, mais simples e acessíveis aos turistas: estas, feitas de gesso e pasta de papel, custam entre 15 e 40 euros. Em Veneza é fácil conhecer um pouco da história das sofisticadas máscaras usadas por nobres e damas venezianos do século XVII. Os cavalheiros procuravam manter o anonimato atrás delas para se divertirem durante as noites —traindo suas esposas sem serem identificados. O mesmo faziam as damas, vestidas de Colombina. Hoje, entre os mimos, há brincos que mimetizam aqueles tradicionais acessórios. Os comerciantes oferecem diversos acessórios para se usar no Carnaval ou levar para casa como recordação aos turistas que vêm do mundo todo, especialmente de países como França, Alemanha, Japão e Inglaterra. Durante a folia, a Piazza São Marco torna-se só animação e principal ponto de encontro. Os grupos levam descontração e cor ao agitado cotidiano da cidade, misturando a tradição das máscaras com a criatividade de turistas e foliões. O melhor do Carnaval de Veneza é que a festa, feita pelas pessoas e para as pessoas, não depende de uma organização ou do programa oficial de festividades. Todos têm a possibilidade de brincar, interagindo com outros mascarados e com quem quer fotografar (ou fotografar-se) ao lado das máscaras mais bonitas. Uma das mais procuradas é a tradicional bauta, branca e triangular, que, completada por um chapéu de três pontas, um tabarro (casaco largo) e uma capa preta de seda cobrindo ombros e pescoço, recria o nobre veneziano.

Fugindo do mar de gente Veneza fica verdadeiramente cheia nos dias de Carnaval. As zonas mais turísticas, entre a ponte de Rialto e a Piazza de San Marco, são inundadas por um “mar” de gente —o que, por vezes, dificulta a circulação. No entanto, é sempre possível fugir da confusão, procurando bairros menos movimentados, ou passeios a ilhas vizinhas como Murano e Burano.

Galleria dell’Academia Monumental coleção de arte veneziana, localiza-se no bairro Dorsoduro.

60

Collezione Peggy Guggenheim Criada há 60 anos, a Fundação Solomon R. Guggenheim mantém em um belo palazzo de Veneza importante acervo de arte moderna, representada por obras de Kandinsky, Miró, Magritte, Picasso etc.

61


Nobile Suites Brasil Tropical

TAM Viagens inaugura nova loja no Ceará Unidade oferece mais de 600 opções em destinos domésticos e internacionais Fortaleza ganhou a sua segunda loja da TAM Viagens, aberta ao público em 17 de janeiro no Park Shopping. Com arquitetura moderna, a unidade nasceu alinhada ao padrão de identidade visual lançado em 2009, após intenso estudo de branding que revisou a missão e a visão da TAM Linhas Aéreas. O horário de funcionamento da loja é das 9h às 19h durante a semana e das 9h às 13h aos sábados. Agora, o público cearense tem à disposição mais um ponto de opção para encontrar os roteiros segmentados da TAM Viagens e mais de 600 opções em destinos domésticos e internacionais. Com a segmentação de roteiros, a TAM Viagens permite a montagem de deslocamentos aéreos com maior liberdade e os clientes contam com pacotes específicos, divididos em oito áreas de interesse: ecoturismo; escapadas; esportes; família; experiências; diversão e entretenimento; eventos e feiras; e praias.

Na loja da TAM Viagens, além de encontrar os roteiros segmentados, também é possível reservar, emitir e reemitir passagens aéreas para voos domésticos e internacionais, utilizar os pontos do TAM Fidelidade para adquirir os produtos da operadora e realizar o reembolso de bilhetes aéreos*. Com mais de 70 lojas e sob um sistema de franquias, a TAM Viagens trabalha para ampliar a sua abrangência em território nacional e para alcançar um número maior de cidades em todo o País. A TAM Viagens, unidade de turismo da TAM Linhas Aéreas, oferece mais de 600 opções de pacotes e consolidou-se no mercado como uma das maiores operadoras do Brasil. Fundada em 1998, atende a cinco mil agências em todo o Brasil. Promotora do desenvolvimento do turismo, tem voltado suas ações para a capacitação dos agentes e busca divulgar destinos com comprometimento social.

O hotel Nobile Suites Brasil Tropical assume novos rumos em 2011. De acordo com a gerente de Vendas e Marketing, Mariá Frota, a principal mudança é conceitual, e as reformas de estrutura se adequam a este conceito assumido. A nova denominação da boate, Espaço Mult Eventos, por exemplo, é uma delas. Reservada apenas para eventos fechados, é onde acontece a já badalada e tradicional Festa Flash Back, que reúne casais da sociedade. Outra significativa mudança foi a implantação da bandeira da Rede Nobile, que provocou reformas nos apartamentos, implantando o padrão da rede com decoração mais clean, estação de trabalho para executivos, TVs de LCD e novo enxoval. No restaurante houve também melhorias, com a contratação do chef Cícero Disny e Roberta Xavier para a gerência. Este ano, começa a reforma na sua decoração e haverá a implantação do Kids Club. Também foram feitas alterações no Salão de Convenções, incluindo a colocação de novo piso e pinturas. Todas estas mudanças foram necessárias para a adequação, no dia a dia, aos padrões da Rede Nobile —que tem como foco principal o público de lazer e corporativo, já possui 16 hotéis no País e pretende encerrar 2011 com 21, inclusive contando como um dos sócios o cearense Ricardo Pompeu, diretor de Vendas e Marketing. Quanto à reforma dos apartamentos, a

climatização teve destaque com a substituição dos aparelhos, assim como o restaurante, onde os aparelhos também foram substituídos por modelos mais modernos, para proporcionar ainda mais conforto e comodidade. Estas são características essenciais para a Rede Nobile, que usa a hospitalidade brasileira como seu principal conceito prezando, assim, pelo conforto na estrutura, bom serviço e qualidade na alimentação. O Nobile Suites Brasil Tropical tem como principal foco a captação de eventos sociais e coorporativos, assim como acordos nacionais e internacionais com hóspedes corporativos e de lazer. Hoje, seu maior desafio é proporcionar a excelência na qualidade dos serviços, garantindo a satisfação total do cliente. O hotel possui um Salão de Convenções com capacidade para 200 pessoas em auditório, boate equipada para até 800 pessoas, restaurante que comporta até 280 convivas, oferecendo o estilo self-service (no peso) e pratos executivos (de segunda a sexta-feira) e Estação de Massas e Grelhados feitos na hora —excelente opção para o almoço. E no jantar de segunda a sábado, há o Festival de Camarão, com Estação de Massas e música ao vivo (MPB), ambiente ideal para pequenas confraternizações e reuniões de negócios. Uma equipe de profissionais qualificados está à frente do Nobile Suites Brasil Tropical, cuja gerência geral é de Stefan Danzl, assessorado por Mariá Frota e Pedro Juan, gerente Operacional. A equipe de Vendas é composta por Luiz Gonzaga, coordenador de Grupos e Eventos, as executivas de contas Ana Paula Cortez e Carolina Abraão, Rosana Tavares, coordenadora de Reservas e Rose Uchoa, assistente Comercial. São eles que negociam e divulgam o hotel. Há ainda 86 colaboradores, atualmente em treinamento especializado.

*Não realiza a reemissão e o reembolso de passagens emitidas em agências de turismo.

62

63


automóvel

BRAVO M

oderno, repleto de tecnologia, com excelente nível de conforto, generoso espaço interno com muita sofisticação, segurança e alto desempenho: fabricado no Brasil, o novo Fiat Bravo tem atributos de sobra para concorrer no prestigioso segmento de hatchbacks médios. Com linhas inspiradas em parte no design dos veículos Gran Turismo, traz equipamentos de última geração —é completo—, muita esportividade, mecânica apurada e grande performance. Um dos pontos fortes do Fiat Bravo são suas duas potentes motorizações —a nacional 1.8 16V E.torQ com câmbio mecânico ou Dualogic, e a importada 1.4 T-Jet com câmbio de 6 marchas— e três versões de acabamento —Essence, Absolute e T-Jet— superbem equipadas. O veículo pode ser adquirido com até sete airbags —dois frontais, dois laterais dianteiros, dois para a proteção das cabeças dos ocupantes e um para proteger os joelhos do motorista. Com direção elétrica Dual Drive, o Bravo tem faróis de neblina com sistema cornering, faróis de Xenon, sensor de estacionamento dianteiro, espelhos retrovisores externos rebatíveis e um novo teto solar Skydome (na versão Absolute).

64

Assim, dirigi-lo torna-se uma experiência extremamente prazerosa, mesmo porque internamente o carro acomoda cinco pessoas, oferece bom portamalas e um primoroso nível de acabamento em todas as versões. Para ampliar o conforto, o cliente Fiat conta com o Rádio NAV —novidade na gama Fiat—, sistema que agrega rádio RDS (Radio Data System), MP3, CD player, funções de trip computer e sistema de navegação por satélite (GPS). A interface do dispositivo é uma tela de cristal líquido de 6,5 polegadas, 256 cores e resolução de 400 x 240 pixels. As principais informações e funções fornecidas pelo sistema de navegação são instruções escritas e faladas, com indicações da distância do veículo ao seu destino e a hora prevista de chegada. Instruções vocais são feitas com antecedência, para que o motorista tenha tempo de sobra para cumpri-las. Há ainda a exibição de cartografia detalhada, representando a posição atualizada do veículo, o percurso e o destino; agenda de navegação que permite memorizar os últimos 10 destinos solicitados; o nome da via na qual o veículo se encontra; opções de percurso de acordo com as preferências do motorista e função zoom, para análise mais detalhada.

65


Na tela principal são exibidas data e hora, informações do áudio, modalidade ativa (NAV), localização do veículo por meio de ícone e escala de visualização no mapa. Na tela de navegação há bússola que indica a direção do carro (em graus); longitude, latitude e altitude; número de satélites disponíveis; destino, distância até ele e horário previsto de chegada (se a navegação estiver ativa); e trip computer. O novo Bravo é o primeiro modelo da Fiat a oferecer sensores de estacionamento dianteiros, de funcionamento idêntico ao do sensor traseiro: um bipe adverte o motorista quanto à distância entre o veículo e o obstáculo mais próximo, —ativado pelo acionamento de um botão localizado no painel do carro. Dispõe também do Night Design, novidade que consiste na iluminação noturna das maçanetas das portas e no habitáculo e o Blue&Me, prático dispositivo que permite ao motorista atender telefonemas com um dispositivo Bluetooth, fazer chamadas no celular usando comandos de voz e escutar mensagens de texto (SMS), ativando o sistema pelos botões no volante. Acionando um CD ou MP3 player ou inserindo um pen drive à entrada USB a música jorra. O sistema de condicionamento de ar possibilita programar temperaturas diferentes entre motorista e passageiro, adequando o conforto do habitáculo em função da radiação solar e dos parâmetros escolhidos pelo usuário. A direção elétrica Dual Drive deixa o motorista rodar em modo Normal —para situações de trânsito fluido, sem necessidade de manobras— ou

Conforto e visão total para dirigir

66

no modo City. Ao estacionar o carro ou manobrar num engarrafamento, ao apertar do botão City no painel torna imediatamente a direção muito mais leve, reduzindo substancialmente o esforço para girar o volante, o que representa 60% mais manobrabilidade do que por meio de uma direção hidráulica comum. Este modo só funciona abaixo de 46 km/h. As versões equipadas com câmbio Dualogic Automático recebem os comandos do câmbio no volante. Com as “borboletas”, o motorista troca marchas sequencialmente, obtendo uma condução mais confortável e esportiva. Com tudo isso e muito mais, para o motorista fica fácil o acesso aos instrumentos e mostradores, em uma posição de dirigir perfeita, visibilidade total. O console, por exemplo, é driver-oriented, ou seja, de tal forma que o motorista não preci-

Absolute

sa desviar os olhos do trânsito para encontrar o que quer. Para mais esportividade, o Fiat Bravo traz o recurso overbooster, acionado pela tecla OVB localizada no painel do carro. Quando acionada, toda vez que o motorista pisar mais de 10% do curso do pedal do acelerador, a central de injeção irá autorizar a válvula Waste Gate a se manter mais fechada, aumentando a sobrepressão no motor de 0,9 bar para 1,3 bar —o que trará um ganho de torque na faixa de 2.000 rpm até 4.000 rpm, passando por um pico de 23,0 kgfm a 3.000 rpm (sem o overbooster, são 21,1 kgfm de torque). O Absolute atinge velocidade máxima de 191 km/h (gasolina) / 193 km/h (etanol) e vai de 0 a 100 km/h em 10,3 s (gasolina) / 9,9 s (etanol). O Bravo custa entre R$ 55.200 e R$ 65.200; na versão T-Jet, a mais esportiva, sairá por R$ 67.700.

Absolute

67


68

69


clics chic Iratuã Freitas

A vocês queridos e preciosos leitores, uma panorâmica dos 30 mais importantes eventos que ocorreram em nossa Fortaleza nos últimos meses. Qualidade, exclusividade e gente importante, é o que vamos apreciar nestas páginas. Aproveitamos o espaço para parabenizar o publisher Marcondes Viana pelos Cinco Anos da CHIC Automóveis & Sociedade e ainda reverenciá-lo pela repaginação da publicação, que agora se diferencia ainda mais das muitas “magazines” da nossa cidade. Parabéns! Boa leitura e até a próxima!

A executiva Mariah Frota reuniu 200 mulheres em animada noite para brinde à sua nova idade. A boate do Nobile Suítes foi o palco do evento Ronaldo Porto estreou nas cinco décadas e Ana Rizzato realizou festa na Vila Rizzato para comemorar a data

O DJ Gilvan Magno recebeu Mário Queiroz no Nobile Suítes, na noite de lançamento do seu novo CD Celebration

Empresários Rui Dias e Paulo Porto prestigiam evento comemorando nova idade da prefeita Luizianne

Presidente da FIEC Roberto Macedo com Wanda Palhano, na confraternização com a imprensa da Federação das Indústrias

Eleito presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Acrísio Sena ganhou almoço no Spettu’s para celebrar e recebeu o vereador Elpídio Nogueira

70

Crisanto Almeida recebe troféu do presidente do SINDUSCON Roberto Sérgio, em noite dos Destaques da Construção 2010

Miguel Dias Filho e Edilmar Norões no congresso da ACERT que teve como cenário o Seara Praia Hotel

Prestigiando lançamento do Espaço Antártica no Colher de Pau, encontramos Ana Campos e Emilia Patrício, com Ecilda e Girão Pitombeira

Presidente do Banco do Nordeste do Brasil Roberto Smith, com Célia Gurgel na festa de apresentação da nova marca do BNB

Na festa de premiação da Pague Menos estiveram Celso Portiolli, Deusmar Queiroz e Dirland Jorge

Ednilo Soárez com sua amada Fany ao assumir a cadeira número 10 da Academia Cearense de Letras

Jório da Escóssia Júnior e Graça Dias Branco comemoram no Fiesta’s Buffet os oito anos da princesinha Gabriela

Procurador de Justiça José Valdo Silva e sua mulher Marta Peixe recebem em seu endereço em Alphaville para comemorar o Dia de Reis

71


clics chic

Apresentadora Clea Petrelli ganhou jantar tipo surprise para festejar seu aniversário e teve seus parabéns cantados pela dupla Ítalo & Reno

As sócias Melina Dias e Bruna Quinderé, sempre apresentando excelentes novidades do mundo fashion na sua loja Rouge

72

Elza Moreira e Diogo Moreira realizam coquetel na Casa Cor Ceará para inaugurar a Candela Iluminação. Aqui, encontram-se com Maria Neuza de Oliveira

Luizianne e sua mãe Luiza Lins, em festa-surpresa oferecida à prefeita no salão de festas da Casa Cor. Grupo Baqueta foi uma das animadas atrações

Desembargador José Arizio Lopes sendo cumprimentado pelo ministro César Asfor Rocha em sua posse como vice-presidente do Tribunal de Justiça do Ceará

Fabíola com Alcimor Rocha, ele o responsável pela festa de réveillon do Ideal Clube, um dos mais tradicionais eventos de Fortaleza

Leylianne Pinheiro, Veronica Ferrigni (embaixadora da Interfood) e Fabiana Campos, na apresentação aos cearenses da Cachaça Fina Leblon

Foram presenças no almoço de confraternização do SKAL Priscila Cavalcante, Enid Câmara, Moacir Soares, Erika Martins e Colombo Cialdini

Helano Nogueira e Luli Dias, superfelizes com o sucesso da décima edição da Macnish Vibes, promovida no La Maison Coliseu

Juízes de direito Adelineide Viana e Durval Ayres tomam posse como desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará. Durval Ayres Filho falou pelos empossados

Augusto e Vânia Mesquita anfitrionam festa que comemorou 10 anos de funcionamento do Boteco da Antônio Sales

Casal Edson Queiroz Neto e Ticiana Queiroz, ela que tão bem comanda a C.Rolim Engenharia, participam da festa de confraternização natalina da empresa

O réveillon do Iate mais uma vez surpreendeu as expectativas: comodoro Max Câmara e sua Sellene recebiam todos com muita simpatia

Moema Guilhon articulou almoço em torno de Dulcina Palhano, que trocava de idade. O cenário do evento foi o restô L’Orange

Freitas Júnior, Alfredo Marques e Sonia Bayma na organização do bloco de pré-Carnaval do Tweetfor, que reúne usuários do tweeter em Fortaleza

73


fashion

EXOTISMO

TROPICAL A revista CHIC resgata os criativos arranjos carnavalescos (Exotismo Tropical) que eram usados pelas mulheres de nossa cidade nos bailes do Ideal, Náutico, Iate e Country, nos anos dourados e até mesmo alguns bailes da década de 90.

Vestido amarelo drapeado com cristais IN CHIC Colar em prata e cristais S Pinheiro Sandália Schutz - Meia Sola Conceito

Vestido nude em camadas de organza de seda - GARAGE Sandália Schutz - Meia Sola Conceito

74

75


Vestido preto drapeado em organza de seda IN CHIC Vestido preto de paete Talie NK na Ana Mac

76

77


Vestido de seda estampa onça Ana Mac Colar em ouro amarelo, pérola negra e brilhantes S Pinheiro

Vestido vermelho em jersey de seda e cristais IN CHIC

78

Ficha Técnica: Fotografia: Patrícia Paes Head pieces (arranjos): Gurgel do Amaral Styling: Marcos Marla Modelos: Carolina Pinto, Renata Borchardt, Alina Helena Tratamento de imagem: Lan Propaganda Beleza: Cocina Leite Sandálias: Meia Sola Conceito Jóias: S Pinheiro

79


style chic

Inara de Almeida

ENERGIA DOS ALIMENTOS

Viver com

saúde Escutamos, desde pequenos, as pessoas brindarem aos momentos especiais falando: —Saúde! E é, realmente, o que desejamos, em primeiro lugar, a todos: SAÚDE!.. Com ela, tudo podemos, com todos participamos, amamos, trabalhamos, tudo conseguimos, tudo aproveitamos. Dançamos, corremos, exercitamos nossos corpos e mentes, realizamos sonhos, proporcionamos alegrias ao próximo, vivemos tranquilos, em paz — e, acima de tudo, sentimo-nos bem... Bem-estar é estar bem! Consequentemente, podemos viver, celebrar e compartilhar o que há de mais precioso em nossas vidas: a SAÚDE e a FELICIDADE.

Uma vida saudável Queria acrescentar alguns hábitos saudáveis em minha vida, mas não sabia por onde começar. Encontramos no mercado centenas de opções de produtos e serviços que prometem saúde, bem-estar e beleza — tudo o que sonhamos, mas, por onde começar? Procurei dois profissionais, um nutricionista e um fisioterapeuta, que me ajudaram a entender os pilares da boa saúde, como dar o pontapé inicial e, pouco a pouco, atingir meus objetivos, embora, quando se trata de saúde e qualidade de vida, depois que experimentamos as vantagens de tê-las, nunca paramos: tornase um hábito maravilhoso, sempre queremos mais! Garanto a vocês: satisfação garantida ou seu dinheiro de volta!!! Os pilares de uma vida saudável são alimentar-se bem, ter uma boa noite de sono (dormir de dia não substitui a qualidade do sono noturno) e cultivar atividades físicas. Exercitar-se regularmente é a chave para corpo e mente saudáveis. Daí vêm bom-humor e níveis de energia elevados, autoconfiança: a postura melhora, tonificamse os músculos, há maior desempenho nas atividades diárias e um sono mais tranquilo. Exercícios também ajudam o cérebro a manter-se jovem, estimulam o funcionamento do sistema cardiovascular — pulmões e coração —, contribuindo para a saúde geral.

80

Junto à prática de exercícios uma dieta equilibrada. Não sou radical, nem nunca serei, mas meu sistema e minhas células agradecem sempre, quando os presenteio com bons nutrientes. Como de tudo, ponderadamente, mas alguns alimentos não fazem parte do meu cardápio, como: açúcar, doces em geral, frituras, enlatados e biscoitos. Ingiro pouquíssimo sal. Como pouco, e muitas vezes. Minha dieta diária compõe-se, praticamente, de fibras, iogurte natural, mel, grãos, peixe cru, verdura, legumes, frutas e muito, muito suco. Se eu puder dar uma dica, eis uma maravilhosa: beba muito suco. Suco é o melhor dos alimentos.

SUCO DE ENERGIA Tomo suco de frutas, verduras e legumes constantemente. Não deixo de tomar, diariamente, o meu Suco de Energia, com minha amiga querida, Rosangela, que participa comigo desse novo estilo de vida. Todas as vezes que o tomamos, brindamos à saúde — que é, afinal, o nosso bem maior. Este suco é uma fonte de energia incrível. Experimente inseri-lo no seu cardápio diário. Tim-tim! Para duas pessoas: > 02 folhas de couve; > 04 folhas de alface; > ¼ de maço de rúcula; > ¼ de maço de agrião; > 01 colher (sobremesa) de linhaça; > 1½ copo de suco de laranja ou abacaxi. Eu não coloco açúcar e é delicioso, mas, se você preferir, adoce a gosto ou use uma colher (sopa) de mel. Bata tudo no liquidificador e coe. Eu bebo este néctar na temperatura natural, mas, se preferir, ponha uma pedrinha de gelo.

81


SALADA DE MELANCIA COM QUEIJO 2 porções Preparo: fácil, 10 minutos > > > > > > > >

01 colher de gergelim natural e torrado; 300g de melancia – já sem casca; 175g de queijo branco ou feta; 1 maço pequeno de rúcula; ramos de hortelã e salsa; 3 colheres (sobremesa) de azeite; 1½ colher (sopa) de suco de limão; sal e pimenta a gosto.

TECNOLOGIA A FAVOR DA SAÚDE SKIN LIFT – in to out care Colágeno Hidrolisado

Produto desenvolvido para firmeza e hidratação da pele, à base de peptídeos de colágeno (hidrolisado) com Anti Oxi-Blend, mix de antioxidantes (vitamina A, C, D, E, biotina, cromo, zinco e selênio), para aumentar a elasticidade da pele, deixando-a mais macia e saudável. Os antioxidantes são básicos para a síntese do colágeno e proteção contra o envelhecimento. São sachês bebíveis de 10g, nos sabores laranja, limão, tangerina e neutro. Valor: R$ 57,99 – caixa com 30 sachês.

NUTRICÉ HIDRATÉE ULTRA É um nutricosmético em cápsulas à base de luteína e antioxidantes, que supre a pele com todos os ingredientes para uma boa hidratação. Estudos mostraram que a suplementação oral de luteína aumenta 38% a hidratação da pele. Valor: R$ 91,97 – caixa com 60 cápsulas.

MEU COQUETEL DIÁRIO DE SAÚDE! MONA.VIE Ao acordar, ainda em jejum, tomo uma dose de 50 ml de uma bebida feita de frutas, uma supernovidade, um boom mundial que está fazendo extraordinário sucesso e proporcionando melhor qualidade de vida e mais saúde para pessoas como eu, que adicionei essa nutritiva bebida ao meu dia a dia. Mona.Vie é um produto completo, elaborado com uma fórmula exclusiva de açaí e outras 18 frutas, entre elas acerola, pêra, uva vermelha, cupuaçu, ameixa, damasco, uva branca, banana, cranberry, maracujá, kiwi, blueberry, camu-camu, romã, amora, lichia, cereja e pêssego. Mona.Vie possui colágeno hidrolisado e é rico em vitamina C, um poderoso antioxidante. O colágeno é uma das maiores moléculas protéicas do nosso organismo e encontra-se presente na pele, ossos, músculos, unhas e cabelos, representando mais de 30% das proteínas do organismo. Não é encontrado em estabelecimentos comerciais, mas pode ser adquirido pelo telefone (85) 8522-6923 Valor: R$ 105,00 a garrafa.

CELLU LIPO Suplemento vitamínico mineral rico em cálcio, vitamina C, vitamina E, cromo, selênio, zinco e magnésio, numa formulação exclusiva que associa nutrientes em concentração reforçada para diminuir o aspecto da celulite e promover a redução de gordura localizada. Para potencializar o efeito do Cellu Lipo, recomenda-se tomar o colágeno hidrolizado e o Anti Oxi-Blend Skin Lift (Nutricé). Valor: R$ 98,97 – caixa com 60 cápsulas.

SLIM SHOTS Produto da tecnologia sueca, vendido em 25 países e agora já disponível no mercado local, o Slim Shots tem o objetivo de apoiar o controle da alimentação para a manutenção de uma dieta balanceada. Proporciona sensação de saciedade por mais de 8 horas, auxilia na redução do consumo de alimentos entre refeições, aciona o mecanismo de controle natural do apetite, é eficaz na manutenção do peso e diminui o “efeito sanfona”. Uma solução indicada para o gerenciamento do peso, apoia o controle de ingestão calórica e ajuda a manter uma dieta saudável, não dependendo apenas do esforço individual e disciplina de cada um(a). Valor R$ 139,86 – caixa com 30 cups. Onde encontrar: MEX Medicamentos Expressos – Av. Barão de Studart, 1501 – loja 11 – Shopping Cedrim – Tel.: 4009-9000

82

83


beleza

Dr. Grace Leitão

MAIS QUE BELEZA…

VELASHAPE! O

Verão marca, para muitas mulheres, o início de uma fase de preocupações relacionadas ao corpo. Os dias quentes se sucedem, exigindo roupas fresquinhas e curtas para enfrentar o calor — o que acaba gerando uma certa angústia na hora de mostrar mais o corpo, certo? Pensando nisso, uma nova tecnologia foi criada para amenizar estas preocupações: afinal, o novo aparelho promete combater a celulite, devolver firmeza e elasticidade à pele e diminuir o excesso de gordura nas áreas aplicadas. O Velashape é a combinação de quatro tecnologias: infravermelho, radiofrequência, sucção e massagem mecânica. O tratamento com Velashape melhora a circulação, aumentando a oxigenação local, elevando o metabolismo das células gordurosas e promovendo a diminuição delas. Além disso, a melhora da circulação facilita as trocas de substâncias tóxicas entre células e vasos, beneficiando a drenagem linfática. Há também o estímulo de colágeno novo pelo aquecimento do infravermelho e radiofrequência, melhorando a textura da superfície da pele. A técnica se mostrou muito eficaz também em áreas difíceis como a região dos braços, o famoso ‘’tchauzinho’’, a parte interna das coxas e até mesmo aquelas dobrinhas inconvenientes entre os seios e a axila. A combinação das quatro tecnologias promove: - aumento da circulação local, melhorando o oxigênio; - aquecimento provocado pelo infravermelho e radiofrequência aumenta o metabolismo das células gordurosas, diminuindo o tamanho das

84

mesmas. Além disso, esse aquecimento estimula a produção de colágeno novo, melhorando a textura da pele; - a massagem mecânica garante a liberação de toxinas das células para os vasos, melhorando a drenagem linfática e equilibrando os fluidos. Todos esses processos vão revitalizando a textura da pele, e consequentemente amenizam o aspecto de ”casca de laranja” e diminuem as medidas, melhorando o contorno corporal. A duração do tratamento depende do quadro do paciente e da avaliação médica. Estudos clínicos apontam que, com dez aplicações, num período de quatro a seis semanas, os resultados obtidos são altamente satisfatórios. Entre eles está a redução de vários centímetros no contorno das coxas, braços, abdome e glúteos e a melhora significativa no aspecto da celulite e na qualidade da pele, com aparência mais lisa e bonita.

85


86

87


luxo

THE MACALLAN Verdadeiro néctar dos deuses

F

undada em 1824, a Macallan foi uma das primeiras destilarias de malt whisky da Escócia. Quase 200 anos depois, o endereço em Speyside permanece intacto, sob o castelo Easter Elchies House, considerado um “lar espiritual“ da Macallan. Desde então, o segredo dos whiskies da marca é seu meticuloso processo de destilação, que vem sendo preservado desde o início do século XIX. A dedicação e a habilidade dos master blenders faz toda a diferença no que diz respeito à escolha dos melhores ingredientes – cevada, levedura e água – para a composição do whisky, na utilização de técnicas especializadas que usam apenas a melhor porção da bebida produzida (cut), nos cuidados durante a fase de envelhecimento, utilizando barris de carvalho de excelente qualidade… Enfim, há um conjunto de fatores que tornam The Macallan um verdadeiro néctar dos deuses. Recentemente, o mais raro e mais antigo whisky The Macallan foi leiloado por um valor que superou todas as cifras anteriores, tornando-o o whisky mais caro do mundo. The Macallan 64 anos foi maturado desde 1946 em barris de carvalho espanhol e se tornou o whisky mais antigo já produzido na história da destilaria. Para celebrar os 150 anos do nascimento de René Lalique, fundador da mais tradicional grife de cristais francesa, The Macallan 64 anos foi acondicionado em um decanter de cristal especialmente desenvolvido pela Lalique em Paris. A união de The Macallan e Lalique, desde 2004, forma uma das mais finas e criativas parcerias entre a Escócia e a França, uma verdadeira celebração de duas grandes tradições nacionais.

88

O decanter foi manufaturado artesanalmente, empregando uma técnica conhecida como Cire Perdue, ou ‘cera perdida’, antiga prática utilizada para confeccionar grandes peças em bronze, a partir de moldes de cera. Em seguida, a garrafa recebeu dedicação especial de artesãos da Lalique, que finalizaram o trabalho gravando manualmente os detalhes que decoram ricamente este decanter. Desde o mês de abril, The Macallan 64 anos em decanter Lalique participou de exposições ao redor do mundo, arrecadando doações para a ONG charity: water, instituição não governamental empenhada em levar água potável às populações mais carentes dos países subdesenvolvidos. O primeiro evento beneficente foi realizado em Paris, e desde então passou por Londres, Madri, Johanesburgo, Moscou, Cingapura, Hong Kong, Shanghai e Tóquio, antes de aterrisar em seu último destino – Nova York. Em cada roadshow, The Macallan 64 anos contou com a participação de celebridades, artistas e grandes empresários, e possibilitou a arrecadação de milhares de dólares para a ONG charity: water.

The Macallan 64 anos, no decanter Lalique Cire Perdue

Em Nova York, The Macallan 64 anos em decanter Lalique foi leiloado pela Sotheby’s, no último dia 15 de novembro, e arrematado por US$ 460 mil, batendo o recorde mundial e se tornando o whisky de valor mais elevado do mundo. Esta arrecadação também foi doada integralmente para a ONG charity: water. Isso só foi possível graças à tradição e a reputação inabalável da The Macallan em produzir malt whiskies que são desejados por colecionadores do mundo todo.

89


luxo

C 180 CGI

R$ 117.000

C 180 CGI

TOUAREG Gold Edition

A Volkswagen mostrou, no salão do automóvel do Catar, uma versão-conceito baseada no seu SUV de muito sucesso, com detalhes em ouro. Trata-se do Touareg Gold Edition – veículo que tem rodas, detalhes no teto, faixas laterais e interior feitas em ouro de 24 quilates. O Touareg conceito ainda não está disponível para comercialização. Será que alguém – aqui no Ceará – se aventurará a comprar a novidade da Volks, que segundo alguns jornalistas especializados deve chegar à casa de US$ 1 milhão?!?

Seu coração vai bater mais forte. E o dele também. Nova Classe C com motor turbo. A Mercedes-Benz apresenta seu novo motor turbo. Potência, desempenho, consumo reduzido de combustível, menor emissão de poluentes. Tudo isso é tecnologia BlueEFFICIENCY. E ainda vem acompanhado de: airbags dianteiros e nas janelas, aviso de perda de pressão nos pneus, rodas aro 17, câmbio automático de

Sedan

5 marchas, piloto automático, limitador de velocidade e conectividade via Bluetooth para telefone celular. Nova Classe C CGI. A sofisticação de sempre com o desempenho que você nunca viu.

exclusividade ao seu alcance

(85)

4009.2700

Condições válidas para o modelo C 180 CGI da marca Mercedes-Benz com ano de fabricação/ modelo 2011/2011. Preço à vista no valor de R$ 117.000, válido para o Estado do Ceará, sujeito a variações de ICMS conforme legislação de cada estado. Frete incluso. Preço válido até 28/02/2011, ou enquanto durar o estoque de 03 unidades. Tecnologia BlueEFFICIENCY: potência, desempenho, consumo reduzido de combustível, menor emissão de poluentes. CAC 0800.970.9090. www.mercedes-benz.com.br.

Respeite a sinalização de trânsito. 90

91


automóvel

A

PEUGEOT 3008

Peugeot lançou o crossover 3008 no Brasil, no rastro do grande sucesso conquistado nos países em que o veículo é comercializado. Dotado de arquitetura exclusiva, o 3008 destaca-se pelo motor Turbo High Pressure de 156 cv acoplado a uma caixa automática de seis velocidades, pelo alto nível de segurança (oito airbags) e pela inteligente utilização de seu interior. Montado em Sochaux, no Leste da França, o 3008 atrai o consumidor por combinar os atributos de um monovolume (parabrisas avançado, espaço interior, posição alta de condução e modularidade inteligente), de um hatchback (valorização do ambiente interno, postura ideal de condução e ótima dirigibilidade) e de um utilitário esportivo, com elementos de estilo que evocam robustez e esportividade. Tendo consquistado 14 prêmios internacionais, o 3008 oferece soluções originais, design diferenciado e tecnologia de ponta aos clientes que buscam modernidade, praticidade e prazer de condução.

Pelo seu posicionamento e lógica na denominação dos veículos Peugeot, o crossover da marca recebeu a designação de 3008 por representar um estilo em constante evolução, expresso através de proporções inéditas e equilibradas, com linhas que remetem ao universo dos utilitários esportivos. A traseira mantém as linhas sinuosas do conjunto, e encontra nas lanternas de cor rubi —com tratamento particularmente tecnológico— diodos eletro-luminescentes que enfatizam a originalidade do desenho. As dimensões do 3008 determinam para

o veículo um coeficiente aerodinâmico (Cx) de 0,296 —entre os melhores do segmento, traduzindo os esforços realizados em túnel de vento a favor da redução do consumo de combustível e, em consequência, das emissões de CO². Seguindo a tendência internacional de downsizing de motores, que contempla alta performance e baixos níveis de consumo e emissão de poluentes, o modelo chega ao mercado brasileiro equipado com motorização 1.6l 16V Turbo High Pressure. Fabricado em bloco em alumínio, foi desenvolvido em cooperação com a BMW, com um sistema de injeção direta de gasolina. Assim, o motor de 1.598 cm3 de cilindrada e cabeçote com 16 válvulas, comando de admissão variável e balancins roletados desenvolve 156 cv de potência a 6.000 rpm. Com torque máximo de 24 mkgf disponível à incrível marca de 1.400 rpm, oferece ao condutor força e segurança em ultrapassagens e retomadas de velocidade nos deslocamentos urbanos, por exemplo. Sua ótima performance deve-se ao desenvolvimento de componentes como o alternador, a bomba de óleo, a turbina do motor, a válvula termostática, a bomba d’água e o comando de válvulas de admissão, que são pilotados, ou seja, comandados por uma estratégia definida eletronicamente pelo módulo da injeção eletrônica. Assim, produz-de uma redução de atrito, gerando economia de combustível e baixíssima

Crossover 3008 já conquistou 14 prêmios

92

93


emissão de poluentes na atmosfera —o que permite um controle muito mais preciso de seu funcionamento, sem desperdícios de energia, comuns nos motores convencionais. As folgas internas deste tipo de motor são também pequenas, comparadas às dos motores atuais, só obtidas porque, em sua fabricação, utilizam-se modernos maquinários e um excelente padrão de usinagem, capaz de gerar maior durabilidade ao longo do tempo. Atrelada a essa motorização, o veículo dispõe de uma caixa automática sequencial de seis velocidades que, ao trabalhar sempre com o melhor regime de rotação do motor, permite rápida e suave troca de marchas, contribuindo para o grande prazer de condução proporcionado pelo modelo. Outro fator importante na caixa automática é que o conversor de torque utilizado também é pilotado, proporcionando uma condição de tráfego mais seguro, principalmente em reduções, e gerando efeito de “freio motor”. O condutor tem a mesma sensação de um carro equipado com caixa de

94

velocidades mecânica: ao retirar o pé do pedal do acelerador, o veículo “freia” pelo motor. Por conseqüência, há maior economia de combustível, e também de freios, pois o condutor utiliza uma energia que estaria então sendo desperdiçada. O 3008 conta ainda com um ambiente extremamente aconchegante e confortável para todos os ocupantes, elegante e totalmente tecnológico. O console central engloba a alavanca da caixa de velocidades, separa os bancos da frente, funcionando ainda como apoio central de braços, e oferece as funções de climatização do veículo, sistema de áudio, seletores de ajuste do Head Up Display e outros detalhes em soluções high-tech e o Freio Elétrico de Estacionamento. No Peugeot 3008, o prazer passa justamente pela posição de dirigir, sob a luminosidade da grande superfície envidraçada do veículo, na qual se integram o 1,70 m² do parabrisa e o conforto acústico de primeira ordem de um veículo multiuso e seus acessórios opcionais, que tem um valor a partir de R$ 79.900, chegando até a R$ 86.900.

95


acontece

Em tempo

Helena Demes

Zig-zag

Register

<> Beach Park foi a primeira empresa brasileira do ramo do turismo a receber o Adrian Awards, concedido pela HSMAI (Associação Internacional de Vendas e Marketing da Hospitalidade), em evento realizado no Marriot Marquis, em Nova York. O prêmio foi concedido pela criação do e-mail marketing desenvolvido pela Pmweb, que simula uma descida no tobogã Insano <> A Luciano Cavalcante Imóveis (LCI) e a Construtora Milênio comemoram o sucesso de vendas do empreendimento Ilhas do Parque, no Cocó, formado por três torres residenciais estilo condomínio-clube. Celebrando o sucesso da parceria, firmada há mais de 8 anos, a LCI também comemora as boas vendas do Solarium, empreendimento no Porto das Dunas <> Cláudia Alexandre e Emanoel Ponte receberam amigos e familiares com grande festa dia 4 de fevereiro no L’Espace Buffet, para comemorar os 15 anos da filha dele, Victoria. Maison Vip vestiu a aniversariante e Isabel Leitão, da Le Tout, assinou a mesa de chocolates <> A Saccaro Fortaleza realiza a Opportunità Saccaro, com descontos de até 50% em artigos como sofás, poltronas e mesas. Para compras parceladas em 1+9 vezes, a loja dá abatimento de 35%. A promoção vale em fevereiro no espaço exclusivo Saccaro na cidade <> Com uma festa-surpresa na residência do casal, Camila Martins reuniu o grupo de amigos do marido, o médico Ariosto Martins, para festejar troca de idade dele <> Comandada por Melca Janebro e Cláudio Vignoli, a Pizza Vignoli conta com uma linha de produtos elaborados e comercializados pela própria casa. São produtos de fabricação artesanal que podem ser encontrados tanto nas lojas e no delivery da empresa, como nos Mercadinhos São Luiz e nos mercados da Super Rede

A Register Publicidade foi escolhida como melhor agência de publicidade do Ceará, durante o Festival da Propaganda do Ceará (Fest Pro), Prêmio Assis Santos, realizado pelo SinaproCE em dezembro de 2010, no Espaço Arena Mucuripe Club. O prêmio é um reconhecimento que as agências de propaganda fazem ao mercado cearense.

Boa ação Marcelo Gentil, presidente do Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil dos estados do Ceará, Piauí, Maranhão, Rio Grande do Norte (Sinfac/CE.PI.MA.RN), doou alguns móveis de escritório de sua antiga sede à entidade não-governamental Movimento Emaús Amor e Justiça, cuja sede fica localizada no

bairro Cristo Redentor, em Fortaleza. Os móveis foram doados porque o sindicato tem agora novas sedes, no 6º andar do Avenida Shopping e em bairros como Jacarecanga e Praia de Iracema.

Unimaq Entre as revendas Honda em todo o Brasil a Unimaq Motos, do Ceará, foi uma das que apresentou maior crescimento em 2010, batendo vários recordes de venda e alcançando o maior share de sua história no mercado de motos. E para continuar em constante crescimento, a Unimaq Motos lança o Rapa Total Unimaq, com preços para acabar com o estoque. A campanha foi criada pela Avante Publicidade, de Francisco Arraes e Rodrigo Quesado.

Lugar não importa: quem é chique se liga na CHIC! Aí estou eu clicada com minhas tias Gláucia Vilarinho (de Teresina), Amélia Marques Martins (do Rio de Janeiro) e Adelaide Martins (de Floriano/PI), no casamento do meu primo e sobrinho delas, o médico David Martins com Juliana Queiroz, que aconteceu dia 22 de janeiro na Igreja de Fátima, com recepção no Barbra’s Cambeba. A belíssima decoração dos dois espaços levou a assinatura de Juliana Capelo.

96

A Kokid Jeans foi uma das grifes que participou do Maraponga 40 Graus, realizado em janeiro no Maraponga Mart Moda. Com o slogan “O calor está em alta”, o evento apresentou em cinco dias desfiles de grandes marcas de moda, ao som de muita música para animar as compras na estação mais agitada do ano. Na ocasião, a Kokid apresentou looks da coleção Alto Verão/2011, assinada pelos estilistas Ayres Jr. e Anastácio Jr.

A WR Engenharia lançou com coquetel o primeiro condomínio-jardim de Fortaleza, intitulado Verdi. Localizado no bairro Água Fria, o projeto destaca-se no mercado cearense por oferecer ampla área de lazer com jardins e praças, projeto paisagístico e equipamentos voltados para o descanso e o entretenimento. O empreendimento tem a parceria da construtora portuguesa Cáfe Construções e plantão de vendas da César Rêgo Imóveis. Na foto, César Rêgo, Carlos Ferreira, diretor da Cáfe Construções e Ricardo Callou, diretor técnico da WR Engenharia

marcondesviana.blogspot.com

97


reflexão Domingos Alves

Mais coração, menos mente

J

á prestou atenção na divisão entre dia e noite? O céu fica indefinido. Uma parte dele ainda é dia e no outro já é noite. Esta luta dura até que, finalmente, o exército da Lua, com miríades de estrelas, vence a batalha. Mas a faixa divisória é interessante porque tem tanto as nuances do dia quanto as da noite. É o limiar entre noite e dia. Assim estamos nós, no limiar de uma mudança social tão importante quanto foram a Renascença e o Iluminismo do século 17, quando a arte e a ciência separaram-se da religião, provocando mudanças profundas na história e no comportamento humanos. Estamos na fronteira entre a religião e a

98

espiritualidade — que se define tão fortemente, e de maneira tão crescente, como o ocaso a separar dia e noite. Definitivamente apartadas, a espiritualidade está em alta e a religião, em baixa. Muitos são os que buscam sentido para as suas vidas e experiências com Deus, a partir de outros caminhos que não o religioso. O termo “espiritualidade” é, atualmente, usado com os mais diversos significados, até mesmo para aqueles que, tradicionalmente, pertenciam ao campo do racionalismo. Tal é o caso da “Espiritualidade Científica” ou “Espiritualidade Quântica”, que mistura dois campos —fé e ciên-

cia— em uma só rubrica: Espiritualidade. Leonardo Boff, em seu artigo Século 21, Século da Espiritualidade?, explica que a religiosidade necessita de uma estrutura eclesiástica formal e dogmática, enquanto a espiritualidade pode ser desenvolvida de maneira pessoal. Sem cair em um relativismo tolo, o ponto positivo é que a religiosidade tende, forçosamente, a se tornar mais relacional. Nesta categoria, as pessoas buscam a Deus muito mais por uma sede interior do que por uma tradição aprendida. Como potencializar essa maravilhosa tendência de uma espiritualidade mais relacional, redesenhando a face de um Cristianismo menos institucionalizado e mais profundo, sem perder o conteúdo e a tradição cristãos? Nosso primeiro desafio é o título deste texto: uma religião mais do coração que da mente. Antenados com os ideais da modernidade, viciamonos em buscar no texto sagrado provas científicas, e não sentidos para a vida. Buscamos comprovar o Dilúvio, a Criação do Mundo em sete dias, como se isso fosse provar que a Bíblia é confiável. Pasmem, mas questionamentos sobre a possibilidade de um umbigo em Adão já foram ventilados nas classes de Escola Bíblica. Ora, a Bíblia é confiável por sua inspiração divina e não por nossa pretensão em lhe dar status científico. Na verdade, a Bíblia em si não tem a menor pretensão de provar a si mesma. Nós é que, inspirados pelos ventos da modernidade, perseguimos tal ideal. Claro, a pesquisa científica tem profunda relevância para o conhecimento da Bíblia. Graças à arqueologia e às teorias literárias, dentre outras disciplinas, é que podemos compreender melhor o sentido do texto sagrado. Precisamos redescobrir a leitura da Palavra de Deus de maneira devocional, apaixonada e não apenas analítica. Precisamos nos apaixonar outra vez pela Bíblia, libertos do espírito iluminista. Ela é repleta de narrativas, poesias, biografias, provérbios, contos, filosofia… Leiamo-la tal como ela é. Não abordemos a poesia dos Salmos como quem lê um tratado exegético, doutrinal, dogmático, pois perderemos todo o seu sabor e toda a sua mensagem humana, dramática, apaixonada e divinamente inspirada. Salmo é poesia. E, segundo Mário Quintana,

“a poesia não se entrega a quem a define”. Poesia é para fazer nascer a emoção, as impressões, as reações —e não a interpretação. Por isso, afirmou Rubem Alves: “Poemas não são para serem interpretados nem para serem entendidos. Quem entende, não entendeu. Poemas são como coisas. Velhas árvores, em cuja sombra nos assentamos… sem entender”. Ora, aproveitando a dica, o mesmo vale para os Salmos. São como flechas, que perfuram nossa alma com suas palavras angustiadas, ansiosas e, muitas vezes, sem esperança. Outras vezes renovam nossas forças, como a brisa fresca da manhã. Assim devem os Salmos ser sentidos. Do contrário, não serão Salmos. São tratados exegéticos. Precisamos voltar a sentir a Bíblia. Seus dramas, poesias, sabores e costumes. Ler e apenas sentir o texto, e não com o intuito de criar um sentido para ele. Ler para viajar na profundeza de seus mares, sentir o cheiro do sal, navegar pela imensidão da eternidade. Novamente cito Rubem Alves, desta vez carregado de ironia, para defender o texto bíblico das explicações áridas e sistemáticas: “Os poetas são incompetentes verbais. Felizmente, com o uso dos recursos das ciências da linguagem, salvamos o autor de sua confusão e o fazemos dizer o que ele realmente queria dizer. Mas, se o texto interpretado é aquilo que o autor queria dizer, por que não ficar com a interpretação e jogar o texto fora?” Assim, libertemos o salmista Davi de todas as amarras e deixemos-lhe o direito de rasgar seu coração nos Salmos, destilando ódio a seus inimigos. Que ele transite com a mesma liberdade de expressão para derramar-se apaixonadamente por Deus, sem que isso, necessariamente, tenha de tornar-se uma doutrina; mas apenas uma experiência humana diante de um Deus amoroso. Descobriremos assim, na Bíblia, uma beleza jamais percebida antes. O Espírito Santo mexerá com a nossa imaginação e com as nossas emoções. Encontraremos na Bíblia um espelho e seremos transformados em Seres mais humanos, através de uma religião mais do coração que da mente; mais da vida que do dogma — e finalmente seremos mais identificados à religião do Cristo.

99


crônica

Aíla Sampaio

Ditaduras L

i um texto muito interessante, de autoria do professor Jorge Maia, intitulado A ditadura da alegria. Há muito venho refletindo sobre esses novos “modelos” de ditadura que se instalaram entre nós, em forma de cobrança constante das pessoas que nos cercam. Bem pior que a teoria sociológica da tirania do controle social é essa necessidade que nos criam, de termos que estar fazendo as coisas, de acordo com o que acham que devemos fazer. Vivemos em prisões sem grades: a família, o trabalho, a educação —sim, a educação nos cerceia, não foi à toa que o poeta Rimbaud disse: “Por educação, eu perdi a minha vida”. Largou tudo, na sua França conservadora do século XIX, aos 17 anos, e foi traficar armas de fogo na África. Tudo em excesso é trágico; às vezes precisamos descer do salto e rodar a baiana, como se diz, sobretudo no nosso País, em que os nossos direitos de cidadãos não nos são dados facilmente, muitas vezes temos de arrancá-los. E ‘rodar a baiana’ às vezes é catarse, pode até evitar doenças no coração. Por que tantas cobranças? Se estamos namorando, logo vem a pergunta: “Quando casam?”. Quando casamos: “Quando virá um bebê?”; se temos o primeiro, fazem logo observações do tipo: “Filho único é um problema, diferença muito

100

grande entre as crianças não é bom...” Se nos separamos, então: “Pensa em casar novamente?” Se estamos magros, espalham que estamos doentes. Se engordamos, acham que tomamos antidepressivos, temos problemas de tireóide ou estamos desiludidos. Nos feriados, temos que sair da cidade. Se ficamos em casa, comentários surgem de que estamos mal financeiramente, não temos boas relações, estamos mal com a vida etc. etc. etc. Nas festas, temos que estar animados: alegres e saltitantes no Carnaval, românticos no Dia dos Namorados, solidários no Natal, festeiros no Ano Novo... antenados 24 horas por dia, 7 dias por semana com o que devemos sentir e não com o que sentimos. Ditadura da beleza, ditadura da alegria, ditadura de tudo. Se não acordarmos para as nossas próprias necessidades —de isolamento, melancolia ou o que seja—, se não olharmos para o que queremos e nos preocuparmos em satisfazer os outros, findaremos louco(a)s, porque nunca conseguiremos agradar a todo(a)s. Se é assim, por que não agradar pelo menos a nós mesmo(a)s, fazendo o que realmente nos faz felizes, quando nos faz felizes? Ou por que não decidirmos, simplesmente, que felicidade é uma abstração?!?

101


automovel

CELTA E L

ançado ainda no primeiro bimestre deste ano —fato antológico—, o Celta 2012 ganhou alterações internas e externas e nova nomenclatura das versões, com o motor 1.0 VHCE que equipa o carro, o mais potente da categoria, rendendo 78 cv. Líder de vendas da General Motors do Brasil, o Celta passou por mudanças externas, internas e de conteúdo, que lhe garantem um baixo custo de manutenção e seguro e menor desvalorização. Junto com ele, o Prisma 2012 se distingue dos sedãs compactos destacando-se entre os modelos com motor acima de 1.0 litro, contando mais de 20% de participação no mercado. Fabricados pela GM em Gravataí/RS, os dois carros simbolizam marcas históricas na indústria automobilística nacional. “A produção do Prisma e do Celta juntas, desde os respectivos lançamentos em 2006 e 2000, significam mais de 1,5 milhão de unidades produzidas, com vendas mensais médias de 13 mil unidades”, soma Ronaldo Znidarsis, diretor-geral de Marketing e Vendas da General Motors do Brasil. Novidades no design do Prisma 2012 incluem a grade frontal com aro cromado, gravata da Chevrolet ao centro e barra pintada na cor do veículo, e ma-

102

çanetas e retrovisores na cor do carro em todas as versões, que dão um toque de requinte. Por fora, o visual arrojado e elegante adotou um friso cromado que acompanha as linhas das lanternas, no mesmo padrão do Vectra, aumentando seu aspecto elegante. O Celta 2012, disponível agora em duas versões, LS e LT, traz na LS carroceria de duas e quatro portas, enquanto a LT, a mais completa da linha, tem quatro portas. Há ainda uma ampla gama de acessórios que atende aos consumidores que desejam personalizar o modelo. “O Celta é um compacto com excelente custo-benefício, que costuma ser o primeiro Chevrolet dos jovens motoristas”, aponta Denise Johnson, presidente da General Motors do Brasil. Enquanto isso, o Prisma traz duas opções eficientes de motorização —grandes diferenciais do carro frente à concorrência. A versão de entrada —o Prisma LS— tem motor 1.0 Flexpower VHCE, que desenvolve 78 cavalos de potência e tem 9,7 kgfm de torque, quando abastecido com etanol. Com gasolina, produz 77 cv de potência e oferece 9,5 kgfm de torque. Na versão LT é equipado com o motor 1.4 Econo.Flex, cuja potência é de 97 cv a 6.200 rpm, abastecido com etanol, e 95 cv a 6.000

PRISMA 2012 rpm na utilização de gasolina. Seu torque é de 13,7 kgfm a 2.800 rpm, utilizando-se etanol, e de 13,2 kgfm a 2.800 rpm, com gasolina. Vendo-se o Celta por fora, atrai a atenção o design das calotas aro 13”, lanternas escurecidas e localização da gravata Chevrolet, ao centro da tampa traseira, e a nova cor Cinza Orium, que complementa as outras opções sólidas e metálicas da linha. Modificações internas incluem volante novo, com empunhadura melhorada, parte central em alto relevo e a nova gravata ao centro. Na versão LS a parte interna do volante é cinza e na LT, prateada. Seus bancos ganharam novo desenho, deixando mais clean o interior do carro, que aparenta maior espaço. Novos porta-objetos estão em locais de fácil acesso, com destaque para os porta-copos perto da alavanca de freio de mão. Nas portas dianteiras, pode-se agora acomodar uma garrafa pequena de refrigerante ou água. O Celta 2012 vem ainda com espelho na sombreira e alça no teto, ambos do lado do passageiro. No painel, há instrumentos com novos grafismos e iluminação Ice Blue, como em outros modelos da Chevrolet (Agile, Nova Montana, S10, Malibu e Camaro). “O Celta se destaca pelo baixo custo de manutenção e reparabilidade, baixo valor de

seguro e ótimo valor de revenda”, atesta Ronaldo Znidarsis. O motor 1.0 Flexpower VHCE que equipa o Celta é o mais potente entre os compactos, desenvolvendo 78 cavalos de potência e 9,7 kgfm de torque, quando abastecido a etanol. Com gasolina, chega a 77 cavalos de potência e oferece 9,5 kgfm de torque. É também um dos mais econômicos do mercado: com gasolina, tem autonomia de até 900 quilômetros, atendendo aos consumidores que desejam um carro econômico e mais cômodo no dia a dia. O Celta 2012 foi aperfeiçoado a partir de demandas detectadas pelo mercado, através de pesquisas com clientes ou provenientes das informações geradas pelas concessionárias da Rede Chevrolet. “Essas mudanças de qualidade são feitas ao longo de toda a vida do produto”, garante Mônica Azzali, diretora geral de Qualidade da General Motors para a América do Sul. Por isso, há outras melhorias em várias partes do Celta 2012, como na nova iluminação do hodômetro —agora em LED, em vez de lâmpadas—, mais eficiente, durável e confiável. A área de Pós-Vendas da Chevrolet disponibiliza cerca de 80 itens acessórios para personalizar o modelo, entre componentes de segurança, aparência, conforto e conveniência, e sistema de

103


85 ANOS DE BRASIL Um dos grandes fabricantes mundiais de veículos do mundo, a General Motors teve origem em 1908. Com sede global em Detroit, emprega 209 mil pessoas nas principais regiões do planeta e opera em mais de 120 países. Junto a parceiros estratégicos, produz veículos em 31 países, vendendo e proporcionando serviços para veículos das marcas Buick, Cadillac, Chevrolet, GMC, Daewoo, Holden, Isuzu, Jiefang, Opel, Vauxhall e Wuling. Seu maior mercado nacional é a China, seguida pelos EUA, Brasil, Reino Unido, Alemanha, Canadá e Rússia. A subsidiária OnStar da GM é líder em serviços de segurança veicular e informação. A GM adquiriu operações da General Motors Corporation em 2009; Para saber mais sobre a nova General Motors, acesse www.gm.com. No Brasil a GM fabrica e comercializa veículos com a marca Chevrolet há 85 anos. Em 2010 a marca registrou recorde histórico de vendas no País, com o volume de 657.724 veículos, produzidos nos três complexos industriais da companhia em São Caetano do Sul e em São José dos Campos, ambos em São Paulo, além de Gravataí (RS). Conta ainda com unidades em Mogi das Cruzes (fabricando componentes estampados), Sorocaba (Centro Distribuidor de Peças) e Indaiatuba (campo de provas), em SP, além do Centro Tecnológico de Engenharia e Design, em São Caetano do Sul (SP) —referência nos campos da engenharia, design e manufatura de veículos. Para mais informações, acesse www.gmnoticias.com.br.

104

som, tais como spoiler dianteiro e traseiro, aerofólio, farol de neblina, saias laterais, adesivos de coluna, rack de teto, alarme antifurto, direção hidráulica, ar-condicionado, navegador com GPS, geladeira, cabide, películas para os vidros e equipamentos de som com vários recursos de entretenimento. Econômico e robusto, o Celta tem o melhor valor de revenda entre os modelos de seu segmento no País, segundo o índice sobre depreciação de veículos das agências Autoinforme e Molicar, especializadas em mercado automotivo. O estudo analisou a variação de preços, nos últimos 12 meses, de 488 versões de carros e veículos comerciais leves, considerando opções de carroceria, motorização e acabamento, incluindo também os importados pelas montadoras instaladas no Brasil. A pesquisa revelou que, na média, o carro brasileiro perde 15,1% do preço após um ano de uso. Apenas quatro modelos perdem menos do que isso —dois são as versões Life e Spirit (ambas quatro-portas) do Chevrolet Celta. O índice de depreciação dos dois modelos é de 10,3% depois de um ano de uso. Outro atributo dos Chevrolet Celta e Prisma é o seu baixo custo de manutenção, graças ao processo de desenvolvimento dos modelos, da criação à fabricação. “Quando a engenharia da General Motors iniciou o desenvolvimento do Celta e do Prisma, já teve a preocupação de pensar os componentes separadamente para que no momento da manutenção o custo de reparo seja menor para o consumidor”, explica Isabela Costantini, diretora geral de PósVendas da General Motors do Brasil. Exemplo: no caso de um carro que se envolve em colisão e precisa de um reparo na oficina, fica muito mais fácil, rápido e econômico o reparo de um item determinado quando os componentes são desmembrados e independentes. O Celta e o Prisma são produzidos no Complexo Industrial Automotivo de Gravataí (RS), que se encontra em processo de ampliação. A meta é obter um aumento de 65% da atual capacidade, de 230 mil para 380 mil veículos por ano —três vezes maior que a inicial. A unidade gaúcha é uma das mais modernas e produtivas entre as fábricas da GM em todo o mundo. O projeto dessa ampliação representa investimentos da ordem de R$ 2 bilhões, sendo que R$ 1,4 bilhão será utilizado na adequação e na modernização da linha de montagem da unidade gaúcha da GMB.

105


106

107


automóvel que tornam o modelo imbatível no quesito espaço interno. Assim, o Fluence transporta com conforto cinco pessoas, e seu porta-malas de 530 litros acomoda com folga as bagagens de uma família. Já o conjunto mecânico proposto pela Aliança Renault-Nissan, o motor bicombustível 2.0 16V Hi-Flex e o câmbio CVT X-Tronic constitui outra atração, à parte. Este propulsor conta com duplo comando de válvula (DOHC) e comando de válvula variável na admissão (CVVT), sendo, aproximadamente, 38 kg mais leve que o propulsor 2.0 litros a gasolina, que equipava anteriormente os modelos da linha Mégane. Tal redução de peso devese, principalmente, à utilização de alumínio no bloco do motor, cabeçote, cárter de óleo, suporte de acessórios e bomba d’água, por exemplo. Integrado à caixa de câmbio manual de seis velocidades ou à automática CVT X-Tronic, com opção de troca sequencial de seis marchas com leves e sucessivos toques na alavanca, permite relações de marcha que proporcionam desempenho, dirigibilidade e economia. Com esta motorização, o Renault Fluence rende 143 cv (álcool) e 140 cv (gasolina) de potência máxima a 6.000 rpm, gerando 20,3 mkgf (álcool) e 19,9 mkgf (gasolina) de torque máximo. A velocidade máxima é de 200 km/h (câmbio manual de seis marchas) e 195 km/h (câmbio CVT X-Tronic), contandocom uma garantia total de fábrica de três anos —como outros modelos Renault à venda no País— ou de 100.000 quilômetros, o que primeiro ocorrer. O benefício principal ao cliente é o alto valor de revenda do veículo no mercado de carros com até três anos de uso, já que uma garantia de 36 meses contribui para uma menor depreciação do Fluence. “Quem vende tem o trunfo do resíduo da garantia e quem compra o carro usado pode usufruir da cobertura e das vantagens da revisão nas concessionárias autorizadas d a m a r c a ” , d i z C h r i s t i a n Pou-

Velocidade máxima de 200 km/h

FLUENCE F

ruto de um projeto global de engenharia e sucesso em mercados de 80 países, o novo sedã médio da Renault chega ao Brasil transpirando sofisticação, tecnologia e segurança. Fabricado na planta da Renault na Argentina, com o mesmo rigor e padrão de qualidade adotado nas unidades fabris da Europa e de outros continentes, o Fluence exigiu 28 meses de desenvolvimento, da aprovação inicial do desenho externo ao sinal verde para sua produção e comercialização. Por aqui, o modelo vem ocupar espaço no segmento de sedãs médios, que cresce a cada dia e conta com concorrentes de qualidade, configurando-se como um dos mais importantes do mercado brasileiro, não só pelo volume de vendas, mas

108

também por servir como vetor de imagem para as marcas. O nome Fluence já sugere o estilo deste novo sedã lançado pela Renault do Brasil: um carro com um desenho externo em que predominam linhas fluidas e musculosas, que ressaltam a harmonia e a imponência do modelo. Além disso, o novo Renault Fluence é um automóvel robusto —basta observar a elevada linha de cintura e sua musculatura acentuada—, com um porta-malas bem integrado ao design do veículo. Suas dimensões imponentes dão a impressão de tratar-se de um veículo de segmento superior. A mais importante e significativa vantagem em relação aos seus competidores diretos são as amplas e generosas medidas, internas e externas: 4,62 m de comprimento e 2,70 m de distância entre os eixos,

109


alta roda

Fernando Calmon

CAUTELA E CALDO

illaude, vice-presidente Comercial da Renault do Brasil. Ofertando ainda mais tranqüilidade ao cliente, a Renault do Brasil disponibilizará uma extensão de garantia de dois anos, em parceria com o RCI Banque, braço financeiro da Renault no mundo que, no Brasil, é um grupo financeiro formado pela Companhia de Crédito Financiamento e Investimento RCI Brasil, Companhia de Arrendamento Mercantil RCI Brasil, Administradora de Consórcio Renault do Brasil Ltda. e Corretora de Seguros RCI Brasil S/A, empresas distintas e autônomas entre si. Ao adquirir o Renault Fluence, o cliente tem à sua disposição os benefícios e as comodidades proporcionadas pelo Renault Assistance —serviço de assistência técnica e de socorro mecânico com atendimento 24 horas. O Renault Assistance providencia um técnico para realizar pequenos reparos no local e, nos casos em que não for possível o reparo, a remoção do automóvel para a concessionária mais próxima. O serviço é oferecido gratuitamente por 24 meses e inclui uma completa gama de serviços de assistência aos proprietários dos veículos da marca.

110

Duas versões de acabamento estão à disposição dos brasileiros: Dynamique e Privilège, caracterizadas pela ampla oferta de equipamentos de série. Todas as versões já saem de fábrica, por exemplo, com chave-cartão hands free —uma exclusividade do Fluence no seu segmento—, ar-condicionado digital dual-zone, direção elétrica com assistência variável, seis airbags, sistema de freios ABS com auxílio de frenagem de urgência (AFU) e distribuição eletrônica de frenagem (EBD), volante com regulagem de altura e profundidade, alarme e retrovisores externos com regulagem elétrica, computador de bordo, faróis de neblina, rodas de liga-leve e conexões Bluetooth e USB / iPod. Opcionalmente, o consumidor pode optar por teto solar elétrico, com sistema anti-esmagamento, e bancos em couro. A versão Privilège conta ainda com um sistema de navegação desenvolvido especialmente para a Renault pela empresa TomTom (uma das líderes mundiais em sistemas de navegação por satélite), que possui uma tela de 5’’ integrada ao painel —outra exclusividade que o Fluence traz para o segmento. Preço: a partir de R$ 59.990,00.

No recente Rally Dacar, cujo nome remete ao passado, pois hoje é disputado na Argentina e no Chile, chamou a atenção um comentário extraprova. Os argentinos adoram competições de velocidade fora de estrada e fazem grande festa em Buenos Aires, na saída e na chegada. A nota destoante eram as filas de automóveis comuns em alguns postos da cidade. Não se trata de racionamento e sim de escassez momentânea causada por uma série de erros da política de combustíveis do país vizinho. A Argentina já foi autossuficiente e até exportadora de petróleo. Assim, o preço da gasolina sempre baixo fazia a alegria dos turistas brasileiros motorizados. A falta de planejamento e decisões populistas cobram agora um ônus pesado. As reservas de óleo não dão conta do aumento da demanda e as companhias estão desestimuladas a investir em exploração, pois são rigidamente controladas. O governo argentino até tentou uma puxada recente nos preços, ainda longe de reverter o quadro. Os Estados Unidos, outro país com combustíveis baratos, sabem que o cenário deve mudar. Lá existe resistência cultural da população —que hoje paga R$ 1,45 por litro de gasolina, mas já teve de desembolsar R$ 2,00/l. Os europeus pagam alto, na média R$ 3,50/l, porém sua frota de veículos utiliza motores bem mais econômicos. Considerando o custo por quilômetro, os motores menos eficientes e distâncias maiores cobertas pelos americanos, a diferença real fica em torno de 25%, bem diferente do que a comparação direta

sugere. O governo americano exige que a média dos carros novos à venda no país reduza o consumo em 35% até 2016. Por outro lado, a Agência Internacional de Energia admitiu pela primeira vez que outros pesquisadores têm razão sobre o Peak Oil. O termo em inglês significa o prazo em que o ritmo de novas descobertas de petróleo no mundo —incluindo as reservas ainda nem confirmadas no Pré-sal brasileiro— deixará de atender, ao mesmo tempo, o aumento de consumo e a queda de produção dos poços atuais. Esses cálculos apontavam o ano de 2030 e agora, 2020. O cenário merece atenção não pela escassez, mas pelas perspectivas de preços futuros. Obrigará os países desenvolvidos a diminuir o consumo para tentar compensar o aumento na taxa de motorização dos emergentes. Alguns acham que, atingido o Peak Oil, se partiria para prospecções caras e de maior risco geológico. Ou ainda isso viabilizaria as enormes jazidas de areias betuminosas do Canadá, com grandes dificuldades ambientais e enorme dispêndio de energia. Os céticos apontam que até 2020 seria preciso descobrir um volume quatro vezes superior às atuais reservas da Arábia Saudita (maior produtor do mundo), apenas para equilibrar a exaustão dos poços, mesmo se o consumo mundial estacionar. Cautela e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguém, segundo o ditado popular. Economizar, então, é a palavra de ordem. Vale a pena consultar o site www. meucombustivel.com.br. A ferramenta criada pelo administrador de rede Jeferson da Luz cruza pesquisas semanais nas bombas, feitas pela agência reguladora ANP, e mapas do Google a fim de indicar o menor preço em 17.000 postos de 555 cidades brasileiras.

111


Panorama

Marcondes Viana

Fazendo e

acontecendo Hoje relembramos algumas festas de escolha da Glamour Girl – a primeira foi promovida em 1968 –, com fotos de algumas candidatas, do corpo de jurados, candidatas eleitas – Isabela Fiúza, Flávia Cavalcante, Taís Studart, Marina Machado, Marcela Montenegro, Paula Pinto, Sarah Nogueira –, e do convite da festa realizada em 2000 no Ideal Clube, animada pela banda Caribbean Kings, de Flávio Melo. Estamos relembrando o Glamour Girl, já que o concurso voltará a acontecer este ano, numa festa em grande estilo reunindo gente bonita do time “A” da sociedade.

112

113


Panorama No Ideal

O réveillon do Ideal Clube reuniu, como sempre, muitos nomes conhecidos de nossa sociedade. Em tempos idos, mas jamais esquecidos, a festa era a mais requintada, exMarta e Renato Bonfim, Mirian e Gerardo Bastos clusiva e glamourosa de nossa cidade, com os convidados usando black-tie. Hoje acontece com as pessoas em trajes esporte.

Helielda e Maurílio Meneses, Renato e Marta, Paulo e Conceição

Fernando e Cristina Bezerra

114

Francisco Campelo

Niver Assis Martins

Formatura

A bonita, elegante e simpática Shallaka Albuquerque concluiu o curso de Administração de Empresas na UFC e participou da festa de encerramento acontecida no La Maison. Hoje ela reside em São Paulo e faz estágio em uma importante multinacional.

Glamour Girl 2011 Joana Carolina, Glamour Girl 2004

José Valdo Silva, Marta Peixe, Priscila Cavalcante e Epitácio Vasconcelos

Roberta e Nonato Plilomeno

Erika e Assis Martins com Letícia e Giovana

A festa de aniversário do boapraça Assis Martins, realizada no Iate, foi muito charmosa, elegante e ao mesmo tempo descontraída. Sua mulher, a chique decoradora Érika (muito elegante num bege), cuidou dos detalhes da decoração do quiosque. Por lá, entre outros, os colunistas Francisco Campelo, Roberta Fonteles Philomeno, Luis Carlos Martins, Iratuã Freitas, L.C. Moreira e Marcondes Viana. Ainda Marta Peixe e José Valdo Silva, Arcelino Melo com sua bonita mulher, a jornalista e empresária Carol Melo, Epitácio e Priscila Cavalcante (ela cuidou de todo o cerimonial), Fátima German e Maria Lúcia Cavalcante.

Conceição e João Porto Guimarães

Enid Câmara e Regina Jereissati

Arcelino Mentor, Juan, Carol Melo

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral

No Gurgel do Amaral, noutra tarde, o assunto era a festa de escolha da Glamour Girl, que não é realizada há pouco mais de seis anos. Tânia Patrício, que concorreu, disse que é a mais linda festa da cidade, com os homens trajando smoking e as mulheres charmosos longos. E as candidatas arrasam, desfilando grifes de estilistas famosos —da cidade e de outras praças. Realmente: a festa de escolha da Glamour Girl deverá ser novamente realizada este ano, pois com a CHIC consolidada, o Glamour Girl será o grande evento de 2011. Da lista de patronesses até o momento, constam: Eveline Fujita, Taís Pinto, Ana Kerth, Rose Batista, Patrícia Macedo e Tânia Patrício. Está em discussão se o traje será “a rigor” ou paletó e gravata. Numa roda o terno ganhou, mas na noite do Marcel os que estavam à mesa preferiram o smoking, por ser mais chique. Vamos ouvir mais opiniões e depois decidir.

115


Panorama

Niver

Iratuã Freitas O agitado fotógrafo Iratuã Freitas (leiam-se jornal O Estado e revista CHIC) comemorou idade nova com feijoada, no Café Pagliuca. Muitos amigos foram parabenizá-lo. Iratuã Freitas e Vanda Palhano

Assis e Érika Martins com Mariá Frota

Henrique Câmara, Cynthia Rangel

Marta e Renato Bonfim

Margarida Borges, Mônica Arruda e Deli Seragozzo

Gláucia Andrade e Iratuã

Marlene e Paulo Mindêllo

Fátima Salles, Fernando Férrer e Roberta Macedo

Karina Sampaio e Islay Rangel

116

Eduardo, Mônica e Soraya Palhano

Cléa Petrelli e Iratuã

117


118

119


artigo José Augusto

Ave,

Marias

T

enho alguns amigos machistas que ficam indignados quando afirmo, em alta e viva voz, que as mulheres são mais inteligentes do que os homens. No mínimo, as filhas de Eva estão dotadas de um instigante sexto sentido. Mesmo que isso não as faça conversar com espíritos, feito aquele garoto vidente do filme de M. Night Shyamalan, esse tipo singular de intuição torna-as implacáveis e lúcidas devassadoras de recônditos meandros do universo masculino, mais do que poderia supor nossa vã e discriminatória imaginação. Fazendo um justo retrospecto da minha vida pessoal, social e profissional, tenho que me render à inelutável evidência de quanto a superioridade feminina se fez presente em inúmeros dos mais importantes e decisivos momentos da minha vida. Desde o amor materno, propiciador da visão maior concedida em nossos primeiros contatos com o mundo, tive a complementação do carinho de 14 tias solteironas, paternas e maternas, todas a me fornecerem preciosos subsídios para a compreensão plena do ser-enquanto-vida. São (e foram tantas!..) as mulheres a contribuir para alargar meus horizontes e reformular meus conceitos existenciais, sempre no melhor sentido. Tia Maria Eliza Ribeiro Magalhães me ensinou o sentido da liberdade sem contestações, ao deixar a criança de sete anos correr livremente entre as alamedas da então ajardinada e bucólica Praça da Lagoinha, mesmo contrariando expressas ordens recebidas de minha mãe Lucila, no sentido de

120

poupar-me ao máximo os riscos de eventuais tombos e hematomas. Foi minha suave e libertária tia Eliza, que me embalava o sono cantarolando a Berceuse de Brahms e a Serenata de Schubert, quem me mostrou sem didatismos, com sua intuitiva sabedoria, o prazer de ser livre sin cadenas. Geraldina Amaral, pioneira do colunismo social fortalezense, com quem durante anos redigi a página Fortaleza Dia e Noite, contagiou-me com sua junção perfeita de epicurismo e intelectualidade, lazer e cultura. Já a suave Tereza Gomes dividiu minha vida em dias e fases bem expressas, infundindo-me a necessidade de valorização indistinta do próximo, através do discernimento de saber sorver o lado positivo das pessoas. Holancides Cavalcante Matos enriqueceu-me com seu notável poder agregador, fruto de uma rara postura de manter o otimismo e a esperança em qualquer circunstância. Ângela Borges extraiu do meu íntimo um adormecido sentimento de amor à música popular internacional, com tardes inesquecíveis em torno de Cole Porter, George Gershwin, Célia Cruz e Cesária Évora. Maria Teresa Sampaio, no ambiente sombrio e geralmente inamistoso da Faculdade de Direito, tantas vezes nos transmitiu a coragem de enfrentar os capciosos muros-baixos da mediocridade, sem nunca perder a altivez característica da verdadeira dignidade humana. Mais recentemente, Sônia Pinheiro exemplou-me acerca da grandeza luminosa de sua extraordinária retidão de caráter. Foram influências ora místicas, ora dionisíacas, ora intelectuais, mas sempre reafirmadoras da absoluta convicção de que existe algo mais imponderável e suavemente enigmático no capricho com que Deus criou a Mulher, a partir de algo tão trivial e nada “estiloso” —como era a costela de Adão.

121


122

123


124

CHIC 18  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you