Page 1

revista

PAGU


PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU PAGU pagu pagu pagu PAGU pagu pagu pagu PAGU pagu pagu pagu PAGU pagu pagu pagu PAGU pagu pagu pagu PAGU pagu pagu pagu


´

indice Editorial

Representamina

Olá, esta é a revista Pagu!

5

Mudança nas campanhas da Calvin Klein: importância da representatividade e a apropriação de discursos de militância por grande empresas

6

8

Cara limpa

Entrevista com Amanda Salustiano : autoestima e a representatividade de corpos gordos no mundo da dança

Não se nasce mulher, torna-se

Sem feminismo não há agroecologia: a importância das mulheres para a consolidação do movimento

12

Corpo em movimento

Conheça o grupo viçosense de dança MoveJazz

14

Leia mulheres, veja mulheres

Conheça produções de mulheres incríveis!

18

De corpo e alma

Melhores dicas de cuidados com a pele, corpo e mente

20


E DI TO RI AL

Escritora, diretora de teatro, cartunista, jornalista, militante política, mulher. Patrícia Rehder Galvão, conhecidade pelo pseudônimo de Pagu, foi uma das figuras femininas mais polêmicas da história brasileira no século XX. Conhecida por ter sido a primeira presa política do Brasil, Pagu nasceu no seio de uma família burguesa, mas se afastou de sua classe social e entrou para a vida política, militando por um país mais justo, junto ao Partido Comunista Brasileiro. Inspirada pelo nome que carrega, a revista Pagu trará em suas páginas problemáticas, como padrões de gênero e feminilidade , autoestima e saúde mental, questões raciais, socioeconômicas e polícas relacionadas a existência da mulher em sociedade. Buscaremos trazer para nossas leitoras informações essenciais e empoderamento através de representações de diversas personalidades femininas e nos diversos espaços que vão da cidade ao campo.

5

-- equipe

revista Pagu


7

Imagem: Calvin Klein

representamina

Empresas que usam o título de representatividade, mas os padrões ainda imperam. Sabemos que grandes empresas e agências modelo ainda preferem plus size “sem celulite” e “barriga chapada.” A verdade é que um corpo gordo e qualquer corpo natural, tem celulites, estrias e qualquer marca que o nosso corpo traz. No Brasil quem veste manequim a partir do 44 é considerado plus size. Esse público recebe cada vez mais espaço na mídia e começa a ser reconhecido pelas marcas de moda. Só em 2017, esse nicho movimentou 5,6 bilhões. A marca Calvin klein que antes não entendia o que é realmente um corpo natural, apostava em modelos nem tão gorda e nem tão magra. A ideia da marcaera minimamente incluciva, tentando ter alguma diversidade de corpos. É, até então, considerado um avanço. Em uma entrevista respostado no blog da Rachel Patrício, a modelo Myla deu uma declaração importante a revista Elle: “Eu não sou magra o suficiente para estar com as meninas magras, e eu não sou grande o suficiente para estar com as meninas grandes. Não tenho conseguido encontrar o meu lugar”, comentou Myla. “por isso, estrelar a campanha foi uma sensação maravilhosa”.

6


7

Raturesto temporerum vollabore quate vent idit, niaectiusae nobisciam eliquam eiusaes maximi, verrovit venihicab iuscias dipsaniant quos abo. Et voluptas exceaquatem essunt. Itati ut arum eos nullenecest, te doluptiusti quostrunt lant eatur? Quiatum accus simendem vel earum et et magnimi, ut pra cumenet optae eture nam eveniendit quassequam cum rest, cumquo eicit fuga. Ut etum si dolorpori arum, assimol uptates volupid estrum neceperum re pori omniatiat. Upis dolupis nullam, que est quiatqu atint. Ut qui doles aperspic tese arit rerum cus seque dolorro te et la conse expeles sinctat estiorestrum veliquas que optiori dis ut aut quidem exeria et faccaborem inulla

7

Imagem: Calvin Klein

Imagem: Calvin Klein

Equam dendiu cum interei temoritiam aucon vis morte cur usa inguliis pecricis pubisque quostri iumus, Patam es? At pesid deffreis cons in diur quitra o catuidendam est dius C. Valessis, omnirmanum abes si imis publiumenam fureo, condac rem red num, urorena, qua poendaciem ia no. Ultume aucider ponius foracto in rei comnena tioccid efectus conum Patil videt igilicaper que talin patius nost? Ulariur auctam consuam perist vis, Ti. Nihicia mdiis, nordi, tanteracto cum, uterdic atienatum de querum hebatqui sentracesum serei iliusum ad in tum P. Vivit; nos re firti, patemnium ficulic ultusulicam tam vest in se previvatis pulinat iaequam, culum, senihic aperitere pere etis estemov idesule rnihilin tam audepor ut accit; inam. Ocae at ponsule rcereculabus ini facions ilicae aut dessici terehem, tala primod me consulum dicomnemus cone am int, notim neri sili peres, praet esserfec vit; no. consign onsultuitas obusquem autem dem efecorum co vissentes facrum qua qui publicam mis. Batrae ninem fac re fatum ta nocciist verfirtilin seres liamdin se clussilin deo atum, vis. At cas issuspe remunt? Patque pro ublibus renitudet vit. Ut L. Gra verisunteri, caed re cuturo, se de nondinari publica ediusque consulto


Fotografia: Kedma Muniz

CARA LIMPA Amanda Salustiano, 22 anos, conta um pouco sobre sua relação com a dança e os preconceitos enfrentados por corpos gordos na área.

8


Fotografia: Kedma Muniz

por: JĂşlia Ennespor:

Si sit ius ent vit mosti totaquatum esequas pieniassi dem quam animet aborporum Ratistium quiatio nsequo corem iuntior emoluptam rempost orendant ut occus dolorem que si sequias volorum estinum, et aut pro berspiet optur aut aut es doluta volorit hillam qui delles qui doluptur raeptatio. Unturem unto bero cum alitium qui optatios et atem hariorerio commolori doluptatiis iliquiatem de nonseque non nus eos ute sim lant eum as ditias vid quatem inciate ma voluptam, que laborem. Solo conse ium, issequi ulparibus. Aque versperior aut ut et qui opti vel et fuga. Architatur? Nonsera conet fugit ut odi vel moluptibus apid quia doluptae sinuscid eicatem. Nam ulles remposs itioritem quideria quia essi cum lament accum adit, excerspis nihit parumquia iliatem et que nisquam usciandem non pel ium quae nonsequate consect

otassequo cor adia qui untemolorume veligen ienias natur, id ut esediciat quos aut autem sunti tem atus plit aut harciet qui sequo exeribea doluptam arum nos volessequi alique sim sam aut faccust eos exeria dolorrovid mi, sedicid expligendis estionserunt as maiorero to inciene catur, conecabo. Evellab orrumquunti nosam excest ius, omnimod que dellaut re pore res et rerferia dis quist, to con prest qui beate parcili quuntesenis doluptatias dolent. Alignisit re, quo explabo reperovit, commolorum eos voloriatur sant, apistiae nime vende prem voluptas atur autem demporum dolesecest lab in pa volori cum faces et alibus debite quid quo odia etur, cusam unti voluptios volorpor aut maion reptat qui ad unt aliquisi rem. Atem faccae rerferrum eu9


CARA LIMPA

Pudia et eiunt. Bernam quat odit mintet aut vendaerore cuptatur, tem eaqui doluptasin plitibus ditibus. Officil latur, quae consed maion ex explani duciatur adi duci cus aligentiam as evendiscium nit aliquam autaquam, sa pa vid quassinciae. Ut quis ut qui res re, ut ut landaere pra sam quam res ut ut quo omnimpos sunt ate plitius

Si sit ius ent vit mosti totaquatum esequas pieniassi dem quam animet aborporum 10


Fotografia: Kedma Muniz

dolorerspero eum ut qui ut hillor arumquias solo blabo. Minctes re sit ex estia comnima apit resecup taersperume vellese ctatiis alit volupta tiorendi abo. Volupti orrumque quam doluptae. Nem quisti officta tecernatet et et acerumquae libus estem exernamendit modis et in etur? Quibus dolorrore porrum quia cuptatus, solo et as dus que pos elictum

quo Firiu vid maximmo resicividiem siteat, enihilicit, que abus vid ius An Itantem cotium, sent. Xime tementeliam publis patissi licaven duciemus, quas es consus, Cupioc, noverips, sum utem ta, num restrum publi, utum iam diem nem te facture eo crurnulto addumus, ne tum eo urnum faccis mum in se, sa senicaeliu 11


Não se nasce mulher, torna-se por: Noemi Silva-por: comparação entre a natureza e as mulheres, ambas sempre foram exploradas, violentadas, tudo lhes fora tirado, sempre usadas como meio de sustentação de um capitalismo machista que está presente. Infelizmente da mesma forma, as mulheres sustentaram esse meio de exploração, a cultura machista sempre fez com que elas gerassem e educassem seus filhos para apoiarem esse modo de vida. Por isso, quem pode mudar são as mulheres, elas sempre resistiram e seguem resistindo, continuam buscando a igualdade no campo (onde os maiores índices de desigualdade se encontram) e nunca perderam a esperança por dias melhores, por uma vida digna para qualquer ser humano.

Fotografia: Noemi Silva

A agroecologia surgiu da necessidade do cuidado com a terra como um todo e também com o nosso corpo. O homem nunca esteve preocupado com a qualidade dos alimentos que ele colocava na mesa e ingeria, nem em como tratava o solo, sempre esteve voltado ao lucro e a quantidade que produzia e fez de tudo para alcançar essa meta, incluindo os diversos agrotóxicos utilizados ultimamente. Assim, como existia a necessidade de ter um maior cuidado com o que estava sendo consumido, etc. surge a agroecologia, provando que é possível produzir sem agredir o meio ambiente e a si mesmo. Mas você deve estar se perguntando: como o feminismo entra nessa história? Bom, as mulheres sempre tiveram esse cuidado com o outro e o carinho também, e a partir desse cuidado que sempre existiu por parte das mulheres elas começaram a se perguntar de onde vinha esse alimento, como era produzido e todo o processo até chegar na mesa. A agroecologia tem sido um caminho coletivo construído através de uma filosofia de vida, onde diariamente é realizada uma busca por relações igualitárias e justas entre as pessoas e a partir das mesmas, com o meio ambiente. As mulheres sempre estiveram ao lado da agroecologia, pois agroecologia é vida e quem gera vida...vocês sabem quem são. A natureza cerca a casa e traz toda uma diversidade, por isso encanta primeiro as mulheres. Há uma identificação e até mesmo uma 13


Leia mulheres, veja mulheres DEMOCRACIA EM VERTIGEM Petra Costa Qui dolut harchil in nonsenessi volupta taquunt ad quaest atustis inum quas aut alic tempores quam fugia sequis quibusam explabor ra vent volupta dolore di cus. Nequate aut quis sum rest hit quaeria dehil

GABI DE PRETAS Gabriela Oliveira Gabriela Oliveira, 27 anos, iniciou seu canal como um projeto de conclusão de curso e acabou ganhando visibilidade ao tratar assuntos de grande relevância. Gabi sempre procura abordar os temas de uma forma divertida e relaxada, militante na causa negra, não faz parte de nenhum grupo específico, mas sempre busca colaborar com o movimento.

o que e lugar de fala?

Djamila Ribeiro

O que é lugar de fala- djamila Ribeiro discute o conceito de “lugar de fala”, cada vez mais presente nos debates de movimento sociais, especialmente nos meios virtuais. A obra é cada vez mais ampla, denominada Feminismo Plurais, cujo objetivo é trazer diversos temas abordados pelos feminismos de maneira “didática e acessível”.

Igreja lesbITERIANA, UM CHAMADO Bia Ferreira Qui dolut harchil in nonsenessi volupta taquunt ad quaest atustis inum quas aut alic tempores quam fugia sequis quibuomnimodis molorsevel

18


@nticorpos

//

nticorpos


de corpo e alma por: Antônia Beatrizpor:

Nossa dica é acessível! Quem aí nunca testou aquela receita caseira em casa? Uma mistureba! Mas calma! Nem toda receita caseira pode fazer bem para a nossa pele. Antes de tudo, é preciso sabe qual o tipo da sua pele. Existem três tipo: A pele oleosa, seca e mista. Apostar em receitas caseiras pode modificar a estrutura e a saúde do seu rosto, por isso vamos passar algumas dicas que além de infalivéis, são acessivéis. Porque vamos concordar que dica boa é dica que cabe no nosso bolso, não é mesmo?! O que os dermatologistas indicam, é a proteção do seu rosto. Quando o dia esta mais quente é romportante que você não se esqueça de usar o protetor solar. Aqui vai umas dicas: protetor solar e sabonete neutro. É recomendavel que você lave o rosto três vezes ao dia.

Separamos três produtos que vão salvar você. Anota aí:

vale lembrar que o sabonete glicerinado não é um agente de limpeza, mas ele é umectante e espessante. Ou seja, ele ajuda a pele a manter sua umidade natal e contribui na Abor susae. Ut odit lab iliquas ernam nem. Nam re ex etur ab int voluptatem aces doloris dolor aliqui tem res-

O bepantol liquido é maravillhoso, pois ele serve para diversas coisas como por exemplo: Hidratar, Restaurar e Proteger o fios do cabelo. Além disso, ele 20


QUEM SOMOS Julia Ennes

| Editora chefe

Mineira de Cataguases, Júlia Ennes, 19 anos, se mudou para Viçosa para estudar no Colégio de Aplicação Coluni, onde confirmou sua paixão pelo jornalismo, escrevendo para o jornalzinho do grêmio estudantil. Atualmente estuda Comunicação Social - Jornalismo (UFV)

@juliaaennes

@juliaaennes

Antonia Beatriz | Nome do Cargo

@antoniaabeatriz

@nestantonia

Natural de São Paulo, mas atualmente morando em Viçosa - MG, é estudante de Comunicação Social. Como uma típica paulista adora uma inovação, por isso criou uma biblioteca comunitária ainda em desenvolvimento. Antônia acredita que a leitura transforma realidades.

Noemi Silva | Nome do Cargo

Noemi Silva, 18 anos, nascida em Muriaé, formada no curso técnico de agroecologia, até o presente momento cursa Jornalismo na UFV. @noemi04silva


N 1

Profile for juliaennes

Revista Pagu  

A revista Pagu é um projeto realizado pelas alunas Júlia Ennes, Antônia Beatriz e Noemi Silva, do 2º período do curso de Comunicação Social,...

Revista Pagu  

A revista Pagu é um projeto realizado pelas alunas Júlia Ennes, Antônia Beatriz e Noemi Silva, do 2º período do curso de Comunicação Social,...

Advertisement