Page 1


Expediente

DECORART DIRETORIA: Diretor-Executivo Juan Ocerin Diretora Comercial Yara Grottera Diretor de Finanças e Recursos Frederic Zoghaib Kachar Diretor de Mercado Leitor Flavio Suplicy Diretora das Revistas Femininas Laura Capriglione Redação Diretor de redação Newton Branda (11) 3767-7947 Editora de produção Valéria Silvano (11) 3767-7990 Editora Nacional Simone Quintas (11) 3767-7987 Editora-assistente Regionais Nuria Uliana (11) 3767-7988 Arte Editor Roberto Tortelli (11) 3767-7995 Diagramadoras Flávia Ferraz Ambrósio (11) 3767-7996 e Miriam Z. Tunchel (11) 3767-7993 Fotógrafo Ricardo Novelli (11) 3767-7997 Assistente de Redação Andreá Marques (11) 3767-7986 Colaboradores Alice Campoy, Ana Cláudia Marques,Claudia Avallone, Denise Costa, Duda Freitas, Marcello Palhais, Marina Vidigal, Tiago Cappi. Comercial Gerente de Publicidade Magali Perucci Fale com a Redação (11) 3767-7986 E-Mail casajardim@edglobo.com.br Editor Responsável Newton Branda Unidade OnLine Diretor: Fernando Dias Martins Repórter: Carolina Silva Webmasters: Sandra Buck, Ana Carolina Rocha Executivos de Negocios: Maria Verginia A. Santos

Decorart

2

Setembro 2017


Sumário

Sumário 04

06

Tendência

Decoração

O popular “rose gold’’.

Veja como decorar quarto para irmãos. Dicas, opções e muito mais.

08

12

Estilo

Decoração

Quer dar um ‘‘up’’ no jardim mas tem pouco espaço? Aprenda como.

Ferro Industrial: Belo e delicado.

14

Entrevista

Conheça a jornada da Designer Ana Campos, que decora o mercado de Florianópolis com leveza, harmonia e suavidade.

Decorart

3

Setembro 2017


Tendência

Rosa trend

1 Porta jóias (Etna)/ 2 Pendente rose gold (Lojas americas)/ 3 Buffet rosa quartzo (Mobly)/ 4 Porta lápis rose gold (Tok Stok)/ 5 Almofada rosa quartzo (Tok Stok) Decorart

4

Setembro 2017


Cor que virou tendência na decoração e está em alta nos móveis e objetos decorativos

6 Fruteira ornamentada (Tok Stok)/ 7 Quadro (Decorhouse)/ 8 Porta jóias (Tok stok)/ 9 Poltrona rosa quartzo (Westwing)/9 Luminária rose gold (Etna) Decorart

5

Setembro 2017


Decoração

Quarto pequeno para duas crianças: como decorar e ganhar espaço Dicas de como decorar espaço para duas crianças em um mesmo quarto Por Bruna Capistrano

(Foto: Reprodução/Pintrest)

Q

uartos pequenos para crianças já são um problema. O pior é quando o espaço reduzido precisa comportar dois ou mais irmãos. Como decorar o quarto para duas crianças? E quando o filho já é crescido e precisa ceder espaço para um bebê? De acordo com o arquiteto Billy Scatena, neste caso, o ideal é voltar a decoração um pouco mais para o filho mais velho. Decorart

Os quartos são os cômodos mais pessoais e íntimos da casa, afinal eles servem como local de descanso e funcionam quase como um refúgio para seus donos. Pensando nisso, é muito importante que a organização e a decoração do ambiente reflita os hábitos, gostos e a personalidade do proprietário do espaço.

6

Setembro 2017


(Foto: Reprodução/Pintrest)

A

Crianças querem quarto divertido

inda que a criança não tenha preferências bem definidas é essencial que o quarto seja confortável, transmita para a criança o sentimento de segurança e traga referências das atitudes e gostos dela. Não existem regras fixas, mas pensar nos sentimentos que o ambiente irá transmitir é muito importante. Outro ponto importante sobre a decoração de quartos infantis é romper com os esteriótipos: quarto de menina decorado em rosa e de menino em azul. Novamente, o importante é criar um ambiente harmônico, agradável e útil, onde a criança possa brincar, dormir e passar momentos com segurança e tranquilidade.

Leila Bittencourt e Fernanda Casagrande, da Oba! Arquitetura, são especializadas em projetos para quartos infantis. Segundo Fernanda, o importante é ouvir o desejo de cada criança para seu espaço. “Às vezes, quem complica são os pais. Tem gente que acha que quarto de futebol precisa ser todo temático e de princesa, todo rosa. Não precisa ser assim. Poucos elementos satisfazem as crianças”, explica. Leila Bittencourt afirma que beliche é o grande sonho das crianças. Mas nem tudo são flores. “As crianças adoram beliche. No início, todo mundo gosta, mas chega um momento que ninguém quer mais dormir na parte de cima. A manutenção, como a troca de roupas, também é complicada. Se puder, opte por duas camas”, indica Leila.

“O mais indicado é puxar um pouco mais para o mais velho, pois este ficará mais constrangido em um ambiente muito infantil. Quando se trata de menino e menina em um mesmo local, utilize cores, materiais e objetos de decoração neutros. Faça, porém, cada canto com a cara de cada um, sem contrastar muito a ponto de criar uma confusão de informações”, explica Billy. Decorart

(Conteúdos retirados dos sites: http://gnt.globo.com/casa-edecoracao/materias/quarto-pequeno-para-duas-criancas-comodecorar-e-ganhar-espaco.htm#galeria_3191=3; https://www. dicasdemulher.com.br/dicas-de-decoracao-para-quarto-infantil/)

7

Setembro 2017


Estilo

FERRO INDUSTRIAL

Estilo pode ser usado em qualquer cĂ´modo da casa e se caracteriza pelo uso de materiais rĂşsticos.

Decorart

8

Setembro 2017


C

omo uma extensão da arquitetura com inspiração industrial que dominou o décor nos últimos dois anos, os móveis com estrutura em ferro e efeitos vazados não são mais restritos a ambientes descolados. Esta nova paixão deve-se em grande medida aos profissionais que apostam no design autoral. E, com isso, trazem um visual belo e delicado a materiais que poderiam parecer brutos à primeira vista. Estilo que pode ser usado em qualquer cômodo da casa se caracteriza pelo uso de materiais rústicos como o ferro, o cobre e a madeira de demolição. A decoração industrial é uma das apostas para 2016. Aplicada em qualquer cômodo, tem como motivo trazer itens que remetam a uma indústria para dentro do lar. Materiais rústicos como o ferro, o cobre e a madeira de demolição são os principais protagonistas da decoração, que traz ainda tijolos, concreto e vigas metálicas aparentes, além de tubulações de elétrica e hidráulica expostas.

(Foto: Reprodução/Pintrest)

Os arquitetos Paula Bartorelli e Fábio Dias Mendes, do BM Estúdio, de São Paulo, criaram uma estante cheia de bossa que ficou entre os finalistas do prestigiado prêmio do Museu da Casa Brasileira. A estética é irresistível: em módulos, a estante pode ser montada conforme a necessidade da casa, com opções de espaço para TV, bar, bancada de home office, entre outros. Possibilita ainda, caso a pessoa queira “trazer vida para o ambiente”, vasos em aço inox. O arquiteto da Adoiz Arquitetura, Gabriel Negrão, ensina que todos eles podem ser empregados em diferentes funções. “Pense em uma estante feita

toda em ferro, contrastando com azulejos na parede que remetam a uma antiga estação de metrô. Para completar, no teto, uma luminária em cobre fica responsável por ‘dar luz’ à bancada em madeira de demolição”,

sugere. (Foto: Reprodução/pintrest) Decorart

9

Setembro 2017


Estilo

Materiais rústicos como o ferro, o cobre e a madeira de demolição são os principais protagonistas da decoração, que traz ainda tijolos, concreto e vigas metálicas aparentes (Foro: Reprodução/Pinterest)

Iluminação Luminárias de metal, pendentes, lâmpadas aparentes e fios enrolados fazem parte da iluminação no estilo industrial. Outra boa pedida são as luminárias em formato de letras e símbolos, que lembram os letreiros antigos das fábricas e do comércio. Elas estão super em alta, incorporam a decoração e trazem mais tendência , estilo e personalidade a decoração, deicxando um interessante deixar áreas na penumbra ambiente moderno, jovial e com um toque rústico para valorizar o clima intimista que o que demonstra muita personalidade, pode-se ousar muito e trazer uma forma de iluminação única no estilo sugere”, diz Negrão. ambiente com diversas variáveis. Por falar em luz, o item é muito importante neste estilo. Geralmente, em qualquer tipo de projeto, a iluminação desenvolve dois papéis: o prático, de ter de iluminar, e o cênico, que significa luz certa, no lugar certo, na proporção certa para valorizar o que se quer valorizar. No ‘decor’ industrial, o enfoque maior é justamente o cênico. “Aqui é

Decorart

10

Setembro 2017


Cores e objetos

Outros elementos

Em relação às cores mais indicadas em projetos do Ao se deparar com uma viga de concreto, o que tipo, o arquiteto aposta em uma paleta mais básica: muitos fazem é colocar um forro de gesso para invista no preto, no branco e em tons pastéis. esconder. No estilo industrial as vigas são assumidas “Cores fortes como o vermelho, roxo e laranja e ficam assim mesmo, sem revestimento, com o concreto aparente. O concreto aparece também nas até podem ser empregados, mas a linha é paredes, nos pisos e até nos móveis, sem qualquer muito tênue. É muito fácil errar”, diz. tipo de revestimento. Pra quem não tem as paredes com tijolinhos Quanto aos objetos e eletrodomésticos, eles não aparentes vale revestir pelo menos uma parede. precisam ser necessariamente antigos ou com Existem também revestimentos falsos como os aspecto de velhos. “A linguagem tem de apenas papéis de parede, que são mais fáceis e rápidos de remeter ao ‘vintage’. E ter ‘peso’ também. Industrial aplicar e não fazem sujeira, mas o resultado não é sempre pesado aos olhos”, completa. Algumas fica tão legal quanto o próprio tijolo. marcas apostam em peças do tipo. A Gorenje tem uma linhas de refrigeradores chamada “Retrô Collection”. Sai por R$ 11.546 na Center Garbin. A Brastemp é outra a apostar no estilo. Um fogão de Conteúdos retirados dos sites:: https://revista.zapimoveis.com.br/ inspire-se-na-decoracao-industrial; http://www.portaadentro.com. piso da linha Retrô Timer Grill Quatro Bocas parte br/decoracao-em-estilo-industrial/; http://revistadonna.clicrbs. de R$ 3.399 no site da fabricante. com.br/lifestyle/estilo-industrial-e-ferro-sao-tendencias-dasobras-que-invadiram-decoracao/

(Foto: Reprodução/Pintrest)

Decorart

11

Setembro 2017


Decoração

6 Dicas Indispensáveis para decoração de jardins pequenos Por Emanuelle Najjar

(Foto: Reprodução/pintrest)

Ter um jardim bonito costuma ser um dos sonhos de consumo de muita gente que se interessa por decoração ou simplesmente por quem gosta de cuidar de plantas e ter um espaço para relaxar. O problema é que nem sempre o espaço colabora. Nesses dias em que os lares e espaços de convívio estão cada vez menores, ter uma área verde em casa ou na empresa acaba se tornando um desafio cada dia mais complicado de lidar. Mas não é pra desanimar, ter um jardim pequeno não é uma missão impossível. (Foto: Reprodução/pintrest)

Decorart

12

Setembro 2017


1- Planeje-se O primeiro passo para montagem e decoração do seu jardim pequeno é o planejamento. Isso porque você precisa ter em mente o espaço disponível e as possibilidades de iluminação. São esses passos que determinarão o tipo de jardim possível e também quais os tipos de plantas que melhor se adaptam ao local. A respeito do local, seu jardim deverá ter acesso a alguma luminosidade já que mesmo as plantas localizadas em área interna e sem exposição direta ao sol precisam da luz para garantir sua sobrevivência. Portanto elas devem no mínimo estar próximas a janelas ou portas com boa iluminação. 4 – Pedras, uma bela ideia para um jardim pequeno O uso de seixos, pedras e cascalhos são dos recursos mais utilizados, seja para a simples decoração dos jardins comuns ou cimentados, sendo utilizados como forração seca. Seixos e pedras normalmente são utilizadas na formação de bordas decorativas e caminhos paisagísticos, o que rende um visual incrível. O cascalho é mais rústico, e associados, o resultado é uma aparência reconfortante. Vai muito bem em ambientes comerciais, caso a ideia seja um jardim de inverno.

2 – Escolha as plantas para seu jardim

3 – Use móveis

É preciso ver o que é mais adequado de acordo com oferta de luminosidade do local e também ao uso que ela terá. Outro ponto importante a ser considerado é a frequência com a qual você pode cuidar desse jardim pequeno, já que ele exigirá no mínimo a rega e alguma manutenção. Alguns critérios para a escolha: adaptação à luz disponível, nível de crescimento da espécie, manutenção, durabilidade e características básicas da planta em si. Jardins pequeno na vertical é preciso pensar no tipo de suporte utilizado e a exposição das plantas a luminosidade.

Mesmo em jardins pequenos muitas vezes é possível investir em móveis simples, como cadeiras, mesas ou bancos. Madeira de demolição, por exemplo é um ótimo material para móveis colocados em jardim já que são capazes de se adequar com perfeição ao clima de um jardim de inverno ou vertical localizado em uma varanda, sacada ou terraço. Mas você pode utilizar móveis em outros materiais caso queira e tenha condições de cuidar da sua manutenção caso ela fique em local externo. Dependendo do espaço disponível e da localização do jardim vale até mesmo colocar almofadas.

5 – Invista em vasos decorativos

6 – Invista em decks

Decorar o jardim com vasos é algo que já é de praxe. No caso dos jardins pequenos ou cimentados, em ambientes internos ou externos, eles são praticamente indispensáveis. Nesse caso vale tudo. Seja para plantas pequenas ou de maior porte, você pode utilizá-las de diversas maneiras. Como estamos falando em objetos super versáteis, é possível misturar tamanhos, estilos, cores e texturas, formando um conjunto interessante e divertido de se ver. tenha em mente o estilo desejado para o jardim e escolha algo que esteja em harmonia, o mesmo vale na hora de misturar.

Não é de hoje que os decks fazem sucesso na decoração, e o jardim não é uma exceção. Parece algo simples, mas o efeito é algo bem interessante, em especial para quem deseja um jardim com um clima rústico. Você pode encontrá-lo pronto e disponível em lojas especializadas e apenas montálo da forma desejada, servindo tanto para os jardins comuns quanto os verticais. Assim como seixos, cascalhos e revestimento para jardins cimentados, decks também vão muito bem em ambientes comerciais.

Decorart

13

Setembro 2017

(Conteúdo retirado do site: http://www. ceramicaburguina.com.br/jardim/ decoracao-de-jardim-pequeno-8-dicas/)


Entrevista

Entrevista com a Designer de Interiores Ana Campos

O ambiente da Designer de Interiores Ana Campos. Seu trabalho consiste em organizar e planejar espaços, combinando variados elementos em um mesmo local. Harmonizar, conciliar, dar leveza, conforto e praticidade aos clientes é sempre seu principal objetivo. Ana viu sua carreira se firmar após o nascimento dos filhos e dedicação plena ao trabalho. Criou um escritório e a partir dai conquistou clientes. Conheça um pouco mais sobre essa designer que atua no mercado de Florianópolis. Decorart

14

Setembro 2017


Como você se define profissionalmente? Ana Campos: Explorar, sem afetação, as possibilidades do décor, a funcionalidade na criação dos projetos, é o que priorizo como designer de interiores. O foco é sempre transformar os espaços de forma arrojada, através de uma linguagem bem contemporânea, preservando sempre a essência do morador. Livre na combinação de estilos, o ecletismo e a versatilidade são qualidades presentes no seu modo de projetar. O que a fez escolher esta profissão? Ana Campos: Num dado momento descobri minha verdadeira vocação: a decoração de interiores, ou melhor, dar vida aos sonhos das pessoas e transformá-los em realidade. Acabei sintonizando minhas duas formações: como administradora e designer. A experiência administrativa me trouxe um grande diferencial no mercado: gerenciar a execução de projetos exige planejamento e relacionamento, assim como tocar a própria administração do negócio. Estamos lidando com a expectativa de habitar das pessoas, com a organização de vida, privacidade e desejo. É uma parte que demanda uma atuação cuidadosa e próxima. Ao mesmo tempo o projeto corre com o trabalho conjunto com fornecedores, obras e demais profissionais envolvidos. O processo deve ser tão importante quanto o resultado final, tudo é experiência e somos movidos a buscar boas experiências e projetos de vida.

Existe um processo que você emprega para construir um ambiente? Ana Campos: Priorizo o atendimento personalizado, não abro mão de acompanhar todas as etapas de implantação e dar total assistência ao cliente. Fujo dos estereótipos, a pessoa real é sempre interessante e cheia de boas informações. Não recuso boas oportunidades no mercado, independente do poder de investimento de cada projeto, sou adepta às promoções em se tratando de móveis e objetos, temos ótimas opções de qualidade no mercado. Claro que lidar com obras de arte já é um caso à parte, assim como as peças de design consagradas, daí falamos em investimento. Sou muito neutra na condução do trabalho, para atender as necessidades, as prioridades, do orçamento pé no chão ou com maior possibilidade. Quando o cliente te da liberdade para criar, que linha prefere seguir? Ana Campos: Baseado nas necessidades do cliente, procuro aliar sempre praticidade e bom gosto. Claro, uma pesquisa minuciosa sobre o cliente ajuda muito com toda essa liberdade que deve seguir uma linha bem consistente. Interessome pelas soluções de projetos, de acordo com as particularidades dos mesmos. Como “encaixar” a profissão de designer de interiores na publicidade e no cinema? Ana Campos: Acredito que através de fatores psicológicos combinados a determinadas características do consumidor como: motivação, percepção, aprendizagem e memória. Por exemplo: o retorno ao passado não é puro saudosismo. Buscamos cores, elementos gráficos, objetos e mobiliários antigos para poder preencher o ambiente com histórias dos moradores, a lembranças da infância, as imagens dos filmes que marcaram sua vida.

Qual a importância de um designer de interiores para empresas e pessoas? Ana Campos: É um profissional que pode ajudar no estudo de identidade, de aproximação com o cliente. Como disse anteriormente, o trabalho se baseia em experiência. Criar territórios carregados de informações - selecionados de acordo com o objetivo do trabalho, perfil do público - que tragam a sensação de aproximação com o consumidor, de vínculo e conectados espacialmente ao conceito da (Conteúdo retirado do site: http://acontecendoaqui.com. marca. br/entrevistas/entrevista-com-designer-de-interiores-anacampos)

Decorart

15

Setembro 2017


Revista Decorart  
New
Advertisement