Issuu on Google+

PROMOVER Revista da Universidade Tuiuti do Paranรก | DEZEMBRO โ€ข 2010 |

ENGEMAKERS VELOZES E ESTUDIOSOS

E MAIS: PAPO DE ESPECIALISTA

Socorro aos endividados

UTP ComVida

Vida universitรกria: hรก armadilhas? Universidade Tuiuti do Paranรก | Promover

CLICK ANIMAL: Professor desenvolve equipamento que capta imagens em infravermelho

1


AS D TO

S O S R O U D O C T S A N E E R M I Á S C A E H N CO EM

Ê

C O V RA

M

.U S O S

E

UR C 40

SD I A M

D ON

C

SE S E AC

RA A P IS

W

IO

P

AO C A LIZ

IA

EC P S /E

.BR P T .U W W

S FO I A N

IB A S E

TP U A

SN

O D A M

R

ISS F O R

IA PEC

S

E ÕES

ES L E D

FOI

PA O T FEI

S

AI M A


UNIVERSIDADE AS PESSOAS E SEU MUNDO

A

percepção que a sociedade adota como sendo a Universidade, está tão desbotada que dispus-me a iluminar algumas das tramas dessa tessitura que forma a

imagem da essência da universidade. Sei do poder e da eficácia do binômio “alta expectativa e oportunidades”. Sabendo, pude verificar os excelentes resultados. Esta atitude revela que creio na capacidade do outro, basta que aproveite as oportunidades oferecidas. Podemos perceber o indivíduo dirigindo-se para a fonte geradora de si mesmo, investindo para que tenha em alguns anos aquilo a que devotou seus esforços. Não é mais alguém que está à deriva; é alguém que é elite de si mesmo. É alguém que pode desabrochar e permitir o novo. Sem as limitações estabelecidas no passado por gente que não sabia quem era e que tolhiam aqueles cuja essência ao vir à tona produziriam atitudes novas e transformadoras. Rabindranath Tagore dizia em um de seus textos: “Sê como o sândalo que perfuma o machado que o fere”. As transformações que nos lapidam e geram atitudes de aceitação incondicional, amor, bondade ajudar-nos-ão a construir um mundo onde todos somos capazes. As atitudes que nos nortearam serão tão evidentes e claras que o mundo iluminar-se-á como um único e imenso diamante. Desejo-vos uma vida cheia de luz e realizações que o Amor proporcionará.

Prof. Luiz Guilherme Rangel Santos Reitor da Universidade Tuiuti do Paraná Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

3


PROMOVER EXPEDIENTE Reitor LUIZ GUILHERME RANGEL SANTOS Pró-Reitor Administrativo CARLOS EDUARDO RANGEL SANTOS Pró-Reitor de Planejamento e Avaliação AFONSO CELSO RANGEL SANTOS Pró-Reitora Acadêmica CARMEN LUIZA DA SILVA Pró-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão ROBERVAL ELOY PEREIRA Pró-Reitora de Promoção Humana ANA MARGARIDA DE LEÃO TABORDA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS Campus Professor Sydnei Lima Santos (Barigui) Diretor MARCO AURÉLIO DE FRANÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES Campus Professor Sydnei Lima Santos (Barigui) Diretora SIDINALVA MARIA DOS SANTOS WAWZYNIAK FACULDADE CIÊNCIAS AERONÁUTICAS Campus Bacacheri Diretor MARCO ANTONIO COUTO DO NASCIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS Campus Mossunguê Coordenador PHILLIP GIL FRANÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Campus Professor Sydnei Lima Santos (Barigui) Diretor JOÃO HENRIQUE FARYNIUK FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Campus Professor Sydnei Lima Santos (Barigui) Diretor KLAUS DE GEUS Produzido pelo DEPARTAMENTO DE MARKETING DA UTP • ASSESSORIA DE IMPRENSA Gerente de Marketing AFRANIO CUSTODIO JUNIOR Redação e Edição LILIANA SOBIERAY Estagiária GISELE BUENO Atendente EVANDRO VIEIRA FILHO Projeto Gráfico e Diagramação JULIANA CAVALHER Revisão SOLANGE MENDES OLIVEIRA e MARIA DE LOURDES MARTINS Capa • Foto MAURÍCIO GRABOWSKI | Efeitos DOUGLAS MENIN Rua Sydnei Antônio Rangel Santos, 238 | Bloco C | Sala 505 Fone: (41) 3331.7742 | Curitiba • Paraná • Brasil e-mail imprensa@utp.br

4

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


SUMARIO

6

6 pesquisa Click animal

8 artigo

Cidadania e engajamento popular para uma boa gestão pública

10 comunidade

Vida universitária: há armadilhas?

14 leitura

Mentes Criativas Projetos Inovadores

16 esporte

10

Esporte Cidadão

18 papo de especialista O preço de um sonho (de consumo)

22 capa

Velozes e estudiosos

28 parceria

TRIP E TUIUTI firmam parceria

30 gente da tuiuti

Fique de olho pois só acontece na Tuiuti

32 stricto sensu

Programas stricto sensu da UTP recebem nota 4

18

34 educação

CAP: Ensino e Extensão

36 arte & cultura Design no campus

38 mito ou realidade? Tomar líquido durante as refeições, engorda?

22


FOTO: EDUARDO RAMIRES

| pesquisa |

Equipamento fotográfico adaptado permite visualizar as quelíceras das aranhas-marrons

CLICK ANIMAL

O 6

biólogo e professor da Tuiuti Eduardo

ção de ar quente para acabar com as aranhas.

Ramires pesquisa os hábitos e alter-

A novidade agora é um equipamento fotográ-

nativas para evitar acidentes com a

fico. Ramires adaptou um sistema de foto (Nikon

aranha-marrom (Loxosceles intermedia), junto com

D70) e de filmagem (câmera CCD compacta) aco-

pesquisadores de várias universidades do Brasil e

plados a uma lupa capaz de captar imagens extra-

do exterior, desde 2004. O projeto já utilizou méto-

ordinárias. O aparato pode ser utilizado também

dos inéditos no mundo, como o uso das casas-teste,

em microscópios trinoculares. A adaptação regis-

que permitem realizar em campo os testes das me-

tra imagens, para posterior medição, de quelíceras

todologias vistas em laboratório, além de pesquisas

de aranhas-marrons. “Estamos tentando entender a

com lagartixas (Hemidactylus mabouia) e a utiliza-

biomecânica da picada, e saber a partir de qual ta-

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


| pesquisa | CAPITAL DA ARANHA-MARROM Curitiba é a capital brasileira onde há maior número de acidentes com a aranha-marrom. Em 1986, foram notificados 92 casos e o aumento foi progressivo, até que, em 2000, foram notificados 2102 casos, com algumas mortes também registradas. Em 2004, foram cerca FOTO: BANCO DE IMAGENS

de 3000 acidentes e em 2007, 5000 casos. Só para fazer uma rápida comparação, em Campinas (SP), são registrados cinco acidentes por ano. Em São Paulo, dificilmente passam de 100.

manho corporal as aranhas-marrons podem causar acidentes com seres humanos”, explica Ramires.

Três pedidos de patetentes de projetos para controle de pragas foram encaminhados ao INPI (Instituto

Vale lembrar que podem ser fotografados todos os

Nacional de Propriedade Intelectual). Nos três

animais ou organismos que possam ser visualiza-

projetos, o professor Ramires coordenou as pesquisas

dos no microscópio estereoscópico*, além de peças

e coletas de dados sobre o de controle de pragas. A

de eletrônica, mecânica e partes de objetos ou seres maiores.

novidade da patente já foi validada pelo escritório de patentes da Suécia. O OMPI, Organização Mundial de Reconhecimento de Patentes Novas é uma

Outra novidade é que o professor também dis-

organização internacionalmente reconhecida. Os

põe, para uso na UTP, de um equipamento de alta

três projetos contam com trabalhos realizados por

tecnologia (câmera termográfica FLIR A20), que

professores e alunos da UTP (Universidade Tuiuti

capta imagens e registra vídeos em infravermelho, permitindo observações muito precisas e instantâ-

do Paraná) e professores da UFPR (Universidade Federal do Paraná).

neas de temperatura de seres vivos e objetos, com possibilidade de aplicação em muitos campos de pesquisa. Se alguém quiser usar os aparelhos é só agendar um horário com o professor Eduardo Ramires no e-mail: eduardo.ramires@utp.br * O microscópio estereoscópico é um aparelho usado para aumentar objetos para exame, sem a necessidade de lâminas preparadas como microscópios, mas com capacidade de aumento menor, geralmente até 100X.

Mais informações das pesquisas de Eduardo Ramires sobre aranha-marrom em:

www.aranhamarrom.net FOTOS: EDUARDO RAMIRES

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

7


| artigo |

Cidadania e engajamento popular para uma boa gestão pública `

POR PHILLIP GIL FRANcA

O

cidadão, mais do que nunca, precisa as-

em bem-estar, é essencial para o amadurecimento

sumir seu dever de participação no Es-

social com vistas ao desenvolvimento de um povo.

tado em que vive. Afastar-se da postura

Deixar a posição de latência significa voltar os

passiva não é mera virtude de poucos interessados,

olhos para si próprio, perceber seus defeitos e virtu-

mas, sim, dever de todos que usufruem as benes-

des, e equalizá-las para que cada indivíduo encon-

ses de uma sociedade organizada. O engajamento1

tre sua possibilidade de contribuição à sociedade

popular para contínua construção de um Estado

de que faz parte.

melhor deve fazer parte do cotidiano de todos os

Conforme as ideias de Confúcio3, quando o

seus partícipes, com a devida repartição de compe-

povo reforma a si próprio e tem noção de vergo-

tências para o alcance dessa constitucional missão.

nha, a lei e, por conseguinte, a ameaça de punição,

Logo, um povo que participa das decisões vetoriais

nunca precisam ser evocadas. Continua, afirman-

do seu Estado é um povo comprometido com o seu

do a orientação pela virtude, entretanto, esta não

próprio futuro, tornando o conjunto, assim, com-

pode ser efetiva, a menos que o governante dê um

promissado com cada elemento que o transforma

exemplo moral para o seu povo. Segundo o mes-

em sociedade inserida em um Estado Democrático

tre chinês que viveu entre 551-479 a. C: “Governar é

de Direito.

corrigir. Se você der exemplo ao ser correto, quem

Promover o bem-estar do povo é a proposta

8

ousaria continuar sendo incorreto?”

vital do Estado e dos seus governantes, e começa

Explica, adiante4, que existe uma perspectiva

com a satisfação de suas necessidades materiais2.

negativa e outra positiva dessa ideia de que gover-

Mas não deve o povo esperar de braços cruzados a

nar é dar exemplo. O ponto negativo é que se o pró-

salvação pelo Estado. Deve, sim, ter consciência de

prio governante falha em ser correto, mas insiste em

que a máquina estatal é um instrumento que, como

punir seus administrados por serem incorretos, es-

outros, depende da boa habilidade de manejo. Sair

tará se colocando acima da lei, e o povo terá consci-

da situação passiva, com o fito de autoinvestimento

ência da injustiça. Por outro lado, o ponto positivo é

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


| artigo |

os ocupantes de ônus público precisam finalmente agir em prol dos cidadãos com os instrumentos disponíveis para estes e com o estrito objetivo de melhorar a vida de cada um deles

que o povo sempre olha para os seus melhores homens, e se aqueles em posição de autoridade dão exemplo, isso será imitado mesmo se o povo não receber ordens para assim o fazer. Afirma Confúcio: “se um homem é correto, então haverá obediênFOTO: MAURÍCIO GRABOWSKI

cia sem que ordens sejam dadas; mas se ele não é correto, não haverá obediência, mesmo que ordens sejam dadas”. Observa-se nessas passagens como a ideia da boa administração não é algo novo, ou é uma grande luz advinda de sofisticadas elucubrações administrativistas contemporâneas, mas, sim, é uma básica lição proveniente do clássico das ideias humanas, como representa Confúcio para a humanidade. Deve-se, então, olhar primeiro para o bem consolidado tronco clássico das ideias e usá-lo para

PHILLIP GIL FRANÇA Doutorando e Mestre em Direito do Estado pela PUC/ RS; professor e coordenador de curso da Faculdade de Direito-UTP; Professor da Escola da Magistratura

o fim último de trazer o bem ao homem em sua

do Paraná e da Escola Superior da Advocacia-OAB/

vida, não apenas nas promessas sempre futuras,

PR; membro da comissão de Ensino Jurídico da OAB/

como alguns pregam, sem compromisso de gestão

PR; membro do Instituto dos Advogados do Paraná; e

pública com necessária doação de si para o que é

autor da obra: “O Controle da Administração Pública”,

de todos. Em outras palavras, os ocupantes de ônus público precisam finalmente agir em prol dos cidadãos com os instrumentos disponíveis para estes e

2 Edição, RT, 2010. Contato: phillip.franca@utp.br1. V. GALLIGAN, Denis J. Due Process and Fair Procedures: a Study of Administrative Procedures. Oxford: Clarendon Press, 1996. p. 129 ss. Contato: phillip.franca@utp.br

com o estrito objetivo de melhorar a vida de cada um deles. Faz-se necessária a vergonha do errado, o orgulho do correto e a esperança e fé de que o melhor sempre poderá ser superado. 1 V. GALLIGAN, Denis J. Due Process and Fair Procedures: a Study of

Administrative Procedures. Oxford: Clarendon Press, 1996. p. 129 ss. 2 Conforme CONFÚCIO. Os Analectos. Trad. do inglês de Caroline Chang. Trad. do chinês de Dim Cheuk Lau. L&PM, Porto Alegre: 2009. p. 37. 3 Introduzidas por D.C Lau na obra citada, pág. 39. 4 Id.

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

9


| comunidade |

VIDA UNIVERSITÁRIA: HÁ ARMADILHAS? “Nosso trabalho tem o objetivo principal de preservar a integridade dos jovens nesta fase da vida. Queremos estimular a reflexão sobre o comportamento do consumo de álcool, tabaco e outras drogas na comunidade Tuiuti.”

A

10

queles que já deixaram os bancos das fa-

A ideia do projeto, iniciativa da Pró-Reitoria de

culdades lembram-se com carinho dos

Pós-Graduação Pesquisa e Extensão da Universida-

bons tempos. Tempos de sonhar, de co-

de Tuiuti do Paraná, surgiu de trabalhos realizados

nhecer gente diferente, de aprender e se divertir. O

na extinta disciplina “Álcool e outras drogas”, que

que muitos esquecem facilmente é que este perío-

era ministrada por Flávia. “A disciplina deu origem

do também esconde algumas armadilhas que po-

ao Projeto de Extensão que abre espaço para a re-

dem levar os jovens a um caminho bem diferente

flexão e a conscientização do problema. Queremos

do idealizado no início da vida universitária.

atingir toda a comunidade acadêmica (alunos, pro-

Segundo a coordenadora do Programa UTP

fessores, diretores, funcionários e seguranças, além

ComVida e professora do curso de Psicologia, Flá-

de pais de alunos).” Participam do projeto junto

via Rocha Campos Bahls, quando chegam à uni-

com a professora, alunos do 5º ano de Psicologia

versidade, os jovens têm mais liberdade e novos

da Tuiuti.

papéis sociais. “A vida universitária não é vivida

O projeto prevê palestras; atividades extras,

somente dentro das salas de aula e das bibliotecas,

como blitz educativa, na qual é oferecida a medi-

mas envolve festas, reuniões com os amigos, ou

ção da porcentagem de álcool no sangue ao aluno

seja, milhões de possibilidades de interação com

que porventura tenha bebido e que se submeteu

um mundo novo. E tem sido neste período da vida

ao teste. Em ação coordenada, é entregue um fol-

que os jovens iniciam, ou aumentam, o consumo de

der explicando as consequências diretas no com-

bebida alcoólica. O álcool acaba funcionando como

portamento desse indivíduo; divulgada a proposta

um lubrificante das relações, colocando o universi-

da criação do “Dia sem álcool” e o tratamento na

tário numa armadilha que muitas vezes leva a de-

Clínica de Psicologia da UTP para os que os que

pendência química.”

reconhecerem que necessitam de ajuda. “Nosso

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


| comunidade |

ÁLCOOL X DIREÇÃO Conduzir sob efeito de bebida alcoólica, conforme a legislação em vigor, é um ato criminoso. Apesar disso, mais de 50% dos acidentes de trânsito, no Brasil, envolvem alguém alcoolizado. Os dois maiores perigos do álcool são:

FOTO: BANCO DE IMAGENS

• A maioria das pessoas alcoolizadas acredita que está bem, com reflexos e reações normais. Isso ocorre devido à falsa sensação inicial de leveza e bem-estar que o álcool proporciona. • O álcool induz as pessoas a fazerem coisas que normalmente não fariam, seja por excesso de confiança, ou pela perda da noção de perigo e respeito à vida.

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

11


FOTO: BANCO DE IMAGENS

| comunidade |

trabalho tem o objetivo principal de preservar a

O universitário conta que começou a beber aos 16

integridade dos jovens nesta fase da vida. Quere-

anos e não pensa em parar tão cedo. “Não vou parar,

mos estimular a reflexão sobre o comportamento

mas também não quero me tornar um alcoólatra.”

do consumo de álcool, tabaco e outras drogas na comunidade Tuiuti; dialogar e educar para o consumo de álcool com o mínimo de risco possível para o próprio indivíduo e para os outros e capacitar futuros profissionais de saúde e outras áreas para o manejo das questões relativas ao uso de álcool. A prevenção e o enfrentamento do problema exigem esforço e iniciativa de várias partes da sociedade.”

SOCIALMENTE

Os números da pesquisa “Distribuição do consumo de álcool e problemas em subgrupos da população brasileira”, de autoria do psiquiatra Raul Caetano, em conjunto com os psiquiatras Ronaldo Laranjeira e Marcos Zaleski e com a psicóloga Ilana Pinsky, são alarmantes. Os especialistas analisaram a prática de beber em grupos populacionais brasileiros. Os resultados indicam que jovens entre

O aluno de Administração M.P.F., de 23 anos,

18 e 29 anos, faixa etária dos universitários, são res-

conta que bebe ‘socialmente’ quatro vezes por

ponsáveis por 40% do consumo total de bebedores.

semana: “não fico bêbado, nem alegre, só bebo para

Segundo o IBGE, o grupo representa 22% (1/5) da

me distrair com os amigos”. Segundo ele, depois da

população brasileira. Já a população de 30 a 39 e

faculdade e na balada são os momentos que mais

a de 40 a 49 anos bebe cada uma 20% do total con-

consome bebida alcoólica: “mas só depois da aula,

sumido no Brasil. Foram entrevistadas cerca de três

nunca fui para a sala depois de beber”. Em casa, os

mil pessoas em todo o território nacional.

pais só cobram para que ele não dirija alcoolizado. 12

PESQUISA

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


| comunidade |

A filosofia da Promoção Humana da Universidade Tuiuti do Paraná estimulou o surgimento do Programa UTP ComVida. Esse é mais um dos programas da universidade onde ela cumpre seus papéis educacional e social.

João Henrique Fariniuk, diretor das Faculdades de Ciências Biológicas e de Saúde.

• Que os estudantes universitários são um grande negócio para a indústria de bebida? • Que a indústria de bebida sabe que se conquistar

UTP

comVida

Programa

Você Sabia....

um cliente nesta fase da vida ganhará fidelidade pelos próximos 30 anos? • Que os estudantes universitários bebem mais

QUEM É FLÁVIA BAHLS Flávia Mussi Rocha Campos Bahls é

do que qualquer outro grupo da sociedade, mais

professora da Universidade Tuiuti do Paraná,

ainda do que as pessoas da mesma idade que não

mestre em Psicologia pela Universidade

frequentam a faculdade?

Federal do Paraná e especialista em psicologia

• Que o estudante universitário médio gasta mais

clínica e uso de drogas na adolescência. É

com bebida do que com livros?

membro da Associação Brasileira de Estudos

Se optar por beber álcool minimize os riscos:

sobre o Álcool e outras Drogas e publicou diversos artigos sobre o tema em língua

• Experimente beber menos ou recusar bebidas;

portuguesa e estrangeira. A psicóloga possui

• Antes de uma ocasião social estabeleça um limite

artigos e resumos de pesquisas realizadas

para sua ingestão;

publicadas também nos anais de congressos

• Controle o quanto você bebe. Dê um tempo entre

nacionais e internacionais.

uma bebida e a próxima; • Alterne bebidas alcoólicas com bebidas sem

LOCAIS ONDE PROCURAR AJUDA:

álcool;

CLÍNICA DE PSICOLOGIA TUIUTI

• Beba qualidade em vez de quantidade;

Rua Sydnei Antônio Rangel Santos, 238 Santo Inácio Fone: (41) 3331-7846

• Evite “campeonatos” de bebidas; • Coma antes de beber; • Beba lentamente; • E lembre-se: é mais fácil e mais barato voltar de táxi do que ter o carro destruído, pessoas feridas e problemas com a justiça.

AA E NA - ALCOÓLICOS ANÔNIMOS E NARCÓTICOS ANÔNIMOS Rua 24 de Maio, 95 | salas 13 e 21 Centro (anexo à Igreja Bom Jesus) Fone: (41) 3323-9100

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

13


| leitura |

MENTES CRIATIVAS

FOTO: BANCO DE IMAGENS

PROJETOS INOVADORES

O

livro “Mentes Criativas Projetos Inova-

culdade de integração entre a academia e a indús-

dores”, do diretor da Faculdade de Ci-

tria continua persistindo. “A intenção é demonstrar

ências Exatas e de Tecnologia, Klaus

que o modelo de gestão empresarial, baseado nos

de Geus, sugere mudanças no ambiente empresa-

preceitos da revolução industrial, não é adequado a

rial brasileiro, baseadas na criatividade e em con-

atividades de inovação e de P&D, uma vez que esse

traposição à mentalidade industrial ainda vigente

tipo de trabalho se assemelha ao trabalho artístico

no mecanismo de gestão empresarial nacional. O

e de experimentação.” O autor realizou inúmeras

trabalho investiga a natureza de empreendimentos

atividades em pesquisa e desenvolvimento e ini-

de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e de inova-

ciativas voltadas à inovação, trazendo consigo, em

ção, procurando deixar claro que atravessar o des-

sua trajetória, os aspectos aparentemente antagôni-

conhecido é um trabalho que exige uma nova men-

cos do trabalho empresarial e do trabalho artístico.

talidade na indústria e uma nova ordem no que diz

“Não há lugar para pessoas criativas em empresas

respeito à criatividade. O livro foi lançado durante

geridas de acordo com a postura industrial. Parece

a 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

que no Brasil a lógica é inversa: os menos capacita-

O professor procura demonstrar por que a difi14

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná

dos governam os mais capacitados.”


| leitura | O estudo que deu origem ao livro foi desenvolvido com base na experiência empresarial e acadêmica que o professor obteve ao longo de sua carreira. “Procurei, primeiramente, desmistificar a personalidade das pessoas criativas, na tentativa de inserir a criatividade no contexto empresarial, que até agora tem sido regido pela mentalidade operacional e pelo pensamento que prioriza a organização estrutural como forma de alcançar diferencial competitivo.” Ainda segundo Klaus, o livro pode atrair o in-

No futuro, aqueles que souberem mesclar trabalho e arte, ou seja, trabalhar como um artista, serão aqueles que alcançarão sucesso.

teresse de profissionais que atuam nos setores empresarial, acadêmico e artístico. “O livro é uma mes-

a questão não é fazer alguém técnico gostar de ar-

cla entre conceitos e estudos retirados da literatura

tes. A questão é estratégica e consiste em unir o

científica, experiências práticas, ensaios e crônicas.

mundo técnico ao mundo artístico e fazer com que

Cada capítulo é concluído com uma crônica que re-

se mesclem. “As pessoas certamente irão começar

lata experiências ou conceitos pertinentes ao traba-

a olhar as coisas com outros olhos. Quanto mais a

lho criativo. Trata-se, acima de tudo, de uma crítica

sociedade evoluir e o trabalho se tornar mais men-

ao mecanismo de gestão atualmente usado pelos

tal, mais criativo e menos processual, com menos

gestores no país.” Falando sobre o livro, o profes-

linha de produção, mais o trabalho se parecerá com

sor conclui: “Uma parte do livro exemplifica como

a arte. No futuro, aqueles que souberem mesclar

deverá ser o gerente do futuro, o profissional não

trabalho e arte, ou seja, trabalhar como um artista,

terá o mesmo perfil que hoje. Ele terá um perfil de

serão aqueles que alcançarão sucesso. O exercício

integração entre as artes e o trabalho.” O autor ex-

das artes, sejam artes plásticas, música, teatro ou

perimenta, instiga, estimula o processo de reflexão

qualquer outro tipo, tem o poder de abrir a mente

e questiona os procedimentos cristalizados de gerir

do indivíduo para a criatividade, para a experimen-

ou agir.

tação e, enfim, num último estágio, para a inova-

Seguindo essa linha de pensamento, ele traça

ção.”

um paralelo com as artes. Segundo Klaus de Geus,

Para o autor inovação é: Criatividade é o ingrediente básico da inovação, do novo. Por exemplo, uma ideia ainda não é uma inovação e sim o princípio de tudo até ser concretizada

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

15


FOTOS: GISELE BUENO E FÁBIO WITZKI

| esporte |

A

16

prática esportiva ajuda crianças e ado-

Programa e o melhor resultado foi o da UTP. No

lescentes a interagir melhor com suas

Paraná, ao todo 19 núcleos são coordenados pelo

necessidades, desejos e expectativas.

Instituto Compartilhar.

Isso faz com que desenvolvam competências téc-

A parceria funciona da seguinte maneira: a ins-

nicas, sociais e comunicativas, essenciais para o

tituição cede o espaço físico e o Instituto Compar-

desenvolvimento individual e social do ser huma-

tilhar entra com o material utilizado nas aulas de

no. Esta é a missão do Núcleo Tuiuti do Programa

voleibol e outras despesas. Segundo o coordenador

Esporte Cidadão Unilever, que já atendeu duas mil

do Núcleo Tuiuti, Everson Pereira, este trabalho

crianças como alunos regulares e é resultado da

conjunto é muito importante, principalmente pela

primeira parceria entre uma universidade e o Insti-

viabilidade em desenvolver projetos que podem

tuto Compartilhar, ONG que administra o Progra-

trazer benefícios para a formação das crianças.

ma Esporte Cidadão Unilever, antigo Centro Rexo-

“Nós trabalhamos com a formação deles, na forma-

na AdeS de Voleibol.

ção do indivíduo como cidadão. O Programa traba-

O Núcleo da Universidade Tuiuti do Paraná,

lha com valores baseado na cooperação, no respei-

criado em 2005, situado no campus Schaffer, tra-

to, na responsabilidade e autonomia, para que eles

balha com professores formados em Educação Fí-

façam escolhas positivas para suas vidas.”

sica e estagiários do curso da Tuiuti. Em 2009, o

Segundo Pereira, a participação em um espor-

Instituto Compartilhar avaliou todos os núcleos do

te coletivo é frequentemente encarada como uma

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


| esporte |

Nós trabalhamos com a formação deles enquanto “cidadãos. O Programa trabalha com valores como cooperação, respeito, responsabilidade e autonomia, para que eles façam escolhas positivas para suas vidas.

ótima alternativa para o desenvolvimento das

importante no processo educacional e de inclusão

crianças. É o caso de Leoni da Silva Cordeiro, que

social pela sua capacidade de motivar e inspirar po-

acompanha as duas netas nos treinos há três meses

sitivamente. Com sede administrativa em Curitiba,

e conta que já percebeu algumas mudanças duran-

além de coordenar o Programa Esporte Cidadão

te este período. “Antes elas chegavam da escola, fa-

Unilever no Paraná, o Compartilhar desenvolveu

ziam as tarefas e iam dormir. Agora, elas estão com

um Programa Socioesportivo com outros três pro-

mais ânimo para tudo. Até mesmo o desempenho

jetos que atendem cerca de 5.800 crianças e adoles-

escolar melhorou.” A avó fala com alegria do pro-

centes por todo país.

jeto, que proporcionou às netas uma mudança no estilo de vida: “Elas se sentem valorizadas partici-

O

curso

de

Educação

Física

da

pando do grupo. Vestem o uniforme do treino com

Universidade Tuiuti foi criado em junho de

orgulho”, diz Leoni.

1997 e oferece a graduação em Licenciatura

atividades do Núcleo Tuiuti há dois anos e conta

ou Bacharelado. “É considerado pelo MEC um dos melhores do país, com conceito 4

que entrou no projeto por incentivo de uma amiga

no ENADE. Também possibilita ao futuro

e que depois das primeiras aulas não quis mais lar-

profissional colocação imediata no mercado

gar. “Aqui, os professores são bem compreensivos

de trabalho, sendo que 90% dos nossos

e sempre nos ajudam. Ao participar das aulas, me

alunos já saem contratados, assim como

sinto mais disposta para tudo”, diz a atleta.

também são aprovados em massa em

HISTÓRIA

do curso, Beatriz Dorigo.

Ana Carolina Ornaghi, de 13 anos, participa das

O Instituto Compartilhar foi fundado em março de 2003 pelo seu diretor-presidente Bernardo Rocha de Rezende - o técnico Bernardinho - que buscava uma maneira de retribuir o sucesso que o esporte lhe proporcionou. Na visão de Bernardinho, o esporte apresenta exemplos positivos para a socie-

concursos públicos”, explica a coordenadora

FIQUE LIGADO As aulas acontecem das 8h às 11h e das 14h às 17h, às terças e quintas-feiras, com três turmas simultaneamente. O Núcleo atende crianças de 9 a 15 anos. Mais informações, ligar para 3235-5278.

dade, e é cada dia mais percebido como elemento Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

17


FOTO: BANCO DE IMAGENS

| papo de especialista |

1188

Promover | Universidade Tuiuti do Paranรก


| papo de especialista |

O preco de um sonho (de consumo) Fazer dívida é fácil, mas pagar pode virar um pesadelo! Se você está com dificuldade para administrar seu dinheiro e não sabe como identificar se está ou não endividado, preste atenção nas dicas da coordenadora dos cursos de Relações Internacionais e Economia da Universidade Tuiuti do Paraná, a economista Vanessa Angely Tagliari.

Q

uerer um carro novo, uma casa nova,

difícil resistir às tentações de uma roupa ou de um

ter móveis e eletrodomésticos de pri-

sapato novo, mesmo quando se está com o armário

meira linha, viajar e fazer tudo o que

cheio deles?

o dinheiro pode comprar, são sonhos de consumo.

Na grande maioria dos casos, a ansiedade é a

Porém, o que as pessoas precisam ter em mente é

grande vilã. Mas segundo a professora, a neces-

que a vida não funciona no ritmo do “eu quero”,

sidade (doença, trabalho, acidentes, imprevistos)

mas, sim, do “eu posso”. Esta falta de controle no or-

também pode levar uma pessoa ao descontrole de

çamento é o primeiro passo para o endividamento.

suas finanças. “É preciso atenção com o uso do car-

Segundo a coordenadora dos cursos de Rela-

tão de crédito, cheque pré-datado, carnês e finan-

ções Internacionais e Economia da UTP, Vanessa

ciamentos, pois estas facilidades passam a ideia

Angely Tagliari, teoricamente, quando uma pes-

de que o bem adquirido em pequenas parcelas é

soa tem parcelas que ultrapassam 1/3 da renda,

uma oportunidade. Muitas vezes não precisamos

ou quando o montante da dívida é superior a dois

do produto naquele momento, mas a facilidade de

anos do total de seus rendimentos, ela pode se

pagamento aumenta a ansiedade e também o con-

considerar endividada. “O modo mais simples de

sumo. Na maioria das vezes, as pessoas perdem o

detectar a situação no início é quando os recursos

controle e o acúmulo de muitas parcelas acaba sen-

disponíveis são insuficientes para o pagamento em

do inevitável, levando ao endividamento.”

dia dos compromissos”, explica. Mas por que é tão

A aluna de Jornalismo C.L., de 29 anos, adora

difícil gastar menos que se ganha? Por que é tão

comprar e não quer mudar. Segundo ela, 99% do Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

19


| papo de especialista |

Para tentar manter a saúde financeira é importante começar com pequenas atitudes. Comprar somente o estritamente necessário, mesmo que apareça uma oportunidade única com parcela irresistível, pode ser um bom começo para a mudança de atitude.

seu salário são destinados a gastos com roupas,

horas, a família pode ser uma grande aliada, por

sapatos, bolsas e salões de beleza. “Eu só separo

isso, uma conversa franca é sempre bem vinda, afi-

a mensalidade da faculdade. Muitas vezes pago a

nal, “todos devem estar envolvidos e cientes de que

mensalidade antes do prazo para ficar mais tran-

o esforço nesse momento levará a um futuro mais

quila e poder gastar o resto. Ela conta que tem uma

tranquilo”. Segundo a professora, os cinco passos

tática para momentos em que está sem dinheiro e

principais para sair de uma crise são: dimensionar

quer muito uma coisa. “Aconteceu na semana pas-

o tamanho da crise; planejar os meses seguintes;

sada, eu queria muito uma calça ‘maravilhosa’ com

listar as prioridades; cortar gastos extras e renego-

estampa de onça, e não sosseguei até sair da loja

ciar as dívidas.

com ela. Faço empréstimo, cobro dívidas e deixo de

PESQUISA

sair e até mesmo de comer, mas sempre consigo o

Uma pesquisa publicada no Jornal Gazeta do

que eu quero.” Remorso em comprar ela afirma não

Povo mostrou que o brasileiro ainda não adquiriu

ter, “apenas quando não consigo o que eu quero.”

o hábito de poupar. Segundo o levantamento, 61%

SAÚDE FINANCEIRA

dos moradores de Curitiba não economizam nada

A primeira medida a ser tomada por uma pessoa

do salário. Desse total, 89% terão que recorrer a fa-

em dificuldades financeiras é colocar todas as re-

miliares e fazer bicos se perderem o emprego e fi-

ceitas e despesas no papel. “Para tentar manter a

carem sem rendimento algum.

saúde financeira é importante começar com pequenas atitudes. Comprar somente o estritamente necessário, mesmo que apareça uma oportunidade única com parcela irresistível, pode ser um bom começo para a mudança de atitude.” Segundo a especialista, é importante ter sempre em mente que as ‘boas oportunidades’ aparecem a todo momento. “Procurar cortar itens que não são prioritários por determinado tempo; renegociar o pagamento do cartão de crédito e o limite do banco para tentar taxas menores são outras medidas essenciais para quem está tentando equilibrar as finanças. Nessas 20

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná

É PROIBIDO aos endividados: • Ceder a fatores emocionais e continuar gastando; • Pagar apenas o valor mínimo do cartão de crédito; • Adquirir empréstimos de curto prazo para cobrir outros (abrir um buraco para tapar outro).


| papo de especialista |

CURIOSIDADE

O que muitas pessoas não sabem é que gastar compulsivamente é um sinal de doença. Estourar o orçamento repetidamente é um vício igual ao alcoolismo. A doença tem até nome: oniomania, aquele que necessita comprar assim como o dependente químico necessita da droga. O desejo incontrolável de gastar tem tratamento: inclui

acompanhamento

psicológico

e

medicação. O primeiro passo, no entanto, depende de cada um, é preciso que a pessoa reconheça que precisa de ajuda.

FOTO: BANCO DE IMAGENS

Procurar cortar itens que não são prioritários por determinado tempo; renegociar o pagamento do cartão de crédito e o limite do banco para tentar taxas menores são outras medidas essenciais para quem está tentando equilibrar as finanças.

Se nos perguntarmos se é fácil reduzir nossos gastos mensais, provavelmente a resposta será negativa. Para o gerente da saúde e especialista em Gestão Empresarial, Sebastião de Andrade Jesus, o impulso pela compra está ligado a necessidade do ser humano de adquirir bens de consumo. “O problema é quando o indivíduo não resiste as tentações e armadilhas do comércio, que utilizam artimanhas para o aumento das vendas”, diz ele. É esta necessidade que tem que ser avaliada na visão do professor do curso de Psicologia Perci Klein. Para ele, é essencial que as pessoas reflitam sobre a real necessidade de comprar determinados produtos. “É importante ter sempre esta visão, pois hoje é comum as pessoas estarem mais ligadas com “o ter” do que com “o ser e acabam agindo por impulso. Os vendedores querem que a sociedade consuma, mas é importante que as pessoas avaliem se determinado produto é mesmo necessário e se o momento é propício para tal aquisição”, diz.

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

21


| capa |

VELOZES E

ESTUDIOSOS Q

22

uando criança, Osmar parava em

do que sempre assistiu pela TV. “É muito interes-

frente à TV e não saia de lá enquanto

sante ter uma equipe de corrida dentro da univer-

não visse a bandeirada final das emo-

sidade, mas é preciso dedicação.” Segundo ele, isso

cionantes corridas automobilísticas de domingo. O

significa trabalhar finais de semana, feriados e abrir

sonho distante do menino, de estar do outro lado

mão das saídas com os amigos. “É uma coisa que

da telinha, contribuindo para que aquele espetácu-

eu sempre quis e hoje que tenho essa possibilidade

lo acontecesse, virou realidade. Hoje, aos 28 anos,

me entrego totalmente.” Osmar lembra que podem

Osmar Olavo Kober Filho é um dos seis integran-

fazer parte da equipe alunos matriculados em di-

tes da EngMakers, equipe formada por professores

versos cursos da UTP.

e alunos do curso de Engenharia Mecânica da Uni-

O diferencial da EngMakers é o exercício diário

versidade Tuiuti do Paraná.

e a experiência profissional. “A preparação de um

A EQUIPE

carro de corrida é como um jogo de adivinhação.

Fundada em 2005 pelo engenheiro de competição

Sempre que montamos um componente, temos

e coordenador do curso de Engenharia Mecânica

que pensar no resultado daquela ação. E é por isso

da Tuiuti, Rodolfo Enrique Perdomo, o “Lolo”, a

que primamos pelo conhecimento”, explica Osmar.

EngMakers iniciou suas atividades profissionais

Já o coordenador enfatiza que muitas equipes pro-

como participante do campeonato brasileiro de

fissionais gostariam de contar com uma estrutura e

Fórmula Renault, durante a temporada de 2006. Os-

um ambiente de trabalho similares aos que a Eng-

mar foi o primeiro aluno a integrar o grupo e conta

Makers tem hoje, “uma equipe unida que se dedica

que trabalhar com o que sonhou é muito diferente

para conquistar bons resultados”.

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


FOTO: EDUARDO GRABOWSKI

| capa |

Automรณvel Fiat Linea pilotado por Cesare Marrucci UniversidadeTuiuti Tuiutido doParanรก Paranรก||Promover Promover Universidade

23 23


FOTO: SILVIA LINHARES

FOTO: VALERIA ZOPELLO

| capa |

Momentos antes da corrida pelo Trofeo Linea no Rio de Janeiro

24

Lolo em comunicação com o piloto antes do carro entrar na pista em São Paulo

COMPETIÇÕES

intermédio do empresário Augusto Negrão e seu

A EngMakers está conquistando cada vez mais es-

sócio Ricardo Tedeschi. Ambos formaram uma

paço no cenário nacional, com participações rega-

equipe para participar da categoria e escolheram

das a muitas emoções e adrenalina. A equipe presta

a EngMakers para compor a administração técni-

serviços para várias categorias do automobilismo:

ca”, explica Lolo. A equipe é responsável pela apre-

a GT3 ATW com automóveis Ferrari e Maserati e

sentação dos carros representados pelos pilotos

também com pilotos no exterior, como é o caso do

Cesare Marrucci e Thiago Camilo. Para Osmar,

piloto Caio Lara e Rick Rosin, na categoria de Star

participar do Línea significa uma experiência dife-

Mazda, nos Estados Unidos. “A EngMakers tem

renciada, já que a equipe teve que estudar muito

algumas participações interessantes no automobi-

o funcionamento dos componentes do carro para

lismo desportivo, como a vitória e segundo lugar

chegar a algumas conclusões. “O legal é ver a cada

na Fórmula Renault e participações em diferentes

corrida a evolução do carro em função do nosso

categorias em níveis nacional e internacional. Esta,

trabalho.”

sem dúvida, é mais uma grande experiência para

ORGULHO

o curso e para os estudantes que compõem a equi-

Ser a única equipe de competição profissional no

pe”, diz Lolo.

Brasil composta por estudantes tem seu preço.

TROFEO LÍNEA

André Luiz Egêa conta que há certo preconceito e

A categoria de turismo se apresenta como uma

também dúvida por parte das outras equipes com

nova opção no cenário das competições com o Fiat

relação à eficácia do trabalho do grupo. “Mas prova-

Linea e faz parte do Racing Festival. Fazer parte da

mos nas pistas que temos qualidade e competência

categoria significa um grande avanço para a equi-

para realizar os serviços de competição como todas

pe da Tuiuti, já que este é o primeiro contrato com

as outras.” André, que está no 2o. período do cur-

verba fechada da EngMakers. “O convite veio por

so, tem orgulho de participar da EngMakers e ser o

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


FOTOS: SILVIA LINHARES

| capa |

responsável por uma das áreas mais complexas nas pistas: cuidar dos pneus e temperaturas. “Em dois meses de aula, eu já era um integrante da equipe. Hoje eu vejo que trabalhar com isso é algo muito complexo, mas quero continuar porque aqui eu tenho a oportunidade de estudar e ainda aperfeiçoar meus conhecimentos junto à equipe”, afirma. Wagner Marques Carneiro, que entrou junto com André na equipe e sempre gostou da parte automobilística da Engenharia Mecânica, ressalta a qualidade do curso: “aqui não fazemos nada no ‘achismo’. É sempre na certeza.” O coordenador enfatiza que a Engmakers é uma

Acima: O piloto Cesare Marrucci junto aos convidados do patrocinador Fuchs. Abaixo: Carros da categoria sendo conduzidos para vistoria.

equipe que se autoalimenta em função dos alunos do curso, e que não há outro no Brasil que tenha Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

25


| capa |

provamos nas pistas que temos qualidade e competência para realizar os serviços de competição como todas as outras. mecânico atua no planejamento e no acompanha-

Mecânica da UTP vivem a realidade do campo de

mento de projetos que envolvem a produção de

trabalho durante a graduação, com situações reais

equipamentos mecânicos, como motores, máqui-

de como será a vida de um engenheiro.” Lolo conta

nas, veículos e peças para equipamentos.

que, atualmente, além das competições, a equipe

MÃO NA GRAXA

se dedica à conceituação de um veículo 4 X 4, pro-

Por ter crescido num mundo pouco frequentado

duzido a partir de elementos de série encontrados

por mulheres (seu padrasto era pintor e funileiro, e

no mercado, dedicado às classes de menor poder

gostava de ‘quebrar a cabeça’, consertando objetos)

aquisitivo e a desenvolver um programa de restau-

a aluna do 6º período do curso, July Anne Nichetti

rações de motores de combustão interna, especiali-

Fierka deixou o sonho de ser médica veterinária de

zando-se em motores europeus e V-8.

lado e optou por ficar perto do ronco dos motores.

A ideia de que um engenheiro mecânico mexe ape-

“Considerando a época em que vivemos, acho ig-

nas com motores é contraditória. Segundo Carlos

norância da parte daquelas pessoas que acreditam

Eduardo Carraro Cruz, que está na equipe desde

que esta seja uma área masculina. O curso não é

2006, falar isso é o mesmo que “dizer que um en-

só colocar a mão na graxa”, diz July. A futura en-

genheiro elétrico vai cuidar de postes de luz.” O

genheira assume achar divertido se sujar, e, sendo

trabalho é muito mais amplo, já que o engenheiro

necessário, não encara isso como um problema.

FOTOS: SILVIA LINHARES

esta vocação. “Os alunos do curso de Engenharia

Preparação do carro de Cesare Marrucci nos boxes

26

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


FOTOS: VALÉRIA ZOPELLO

| engmakers |

Lolo e engenheiros da equipe instruindo os pilotos via rádio

LÍDER Lolo começou a trabalhar com corridas em 1987, na Fórmula 3 Sul-americana. No início dos anos 90, atuou na fábrica da Reynard, ao lado do piloto Gil de Ferran, no desenvolvimento dos chassis, na Inglaterra. De volta ao Brasil, esteve ao lado de feras como Tony Kanaan e Felipe Massa. Na Fórmula 1, trabalhou na equipe Jordan ao lado de Rubens Barrichello. Além disso, também esteve na Fórmula Atlantic, nos EUA e recentemente foi contratado pelo Corinthians Motorsport, equipe do Corinthians na Stock Car. E é por ser quem é, e como é, que os integrantes de sua equipe se orgulham de ter um líder como ele. “É o Lolo que nos dá a referência do caminho que vamos seguir. Ele não tenta impor nada, mas, sim, sempre nos mostra o porquê

ENGENHARIA MECÂNICA O curso de Engenharia Mecânica da Universidade Tuiuti do Paraná forma profissionais capazes de se adequar às mudanças tecnológicas, sociais e do perfil do mercado de trabalho. Para isso, conta com uma equipe qualificada de professores, uma grade curricular moderna e constantemente atualizada, laboratórios adequados ao ensino prático e convênios de cooperação técnica com várias indústrias do setor. Por formar engenheiros operacionais e ser focado no mercado de trabalho, tem 100% dos alunos empregados. O curso oferece a formação de engenharia plena. Através de disciplinas optativas, o aluno complementa estudos focados em Produção ou na área Automotiva

das coisas”, diz Osmar.

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

27


FOTO: BANCO DE IMAGENS

TRIP e tuiuti

firmam parceria

A

28

“TRIP LINHAS AÉREAS” e a Faculda-

cidades em que a TRIP opera como Belo Horizonte,

de de Ciências Aeronáuticas - Facae-

Porto Alegre e Cuiabá. “Com esta iniciativa, a em-

ro (curso superior de Tecnologia em

presa espera poder contribuir com a formação de

Manutenção de Aeronaves) firmaram uma parce-

mão de obra especializada e recrutar profissionais

ria para compor o quadro técnico da empresa de

qualificados para trabalhar na companhia”, explica

aviação. Segundo o Supervisor de Manutenção de

Mello.

Aeronaves da TRIP, base Curitiba, Emerson Pereira

Segundo o diretor da Facaero, Marco Antônio

de Mello, a parceria foi um processo seletivo que

Couto do Nascimento, o acordo marcou a largada

ocorreu nas dependências da universidade, “tor-

de uma parceria que irá prover várias melhorias no

nando mais estreito o relacionamento entre as duas

processo de formação de tecnólogos em manuten-

instituições”. Neste processo, foram selecionados

ção de aeronaves. “O mercado está carente de bons

17 candidatos para suprir as necessidades de várias

profissionais, dentre as necessidades da TRIP, a

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


| parceria |

O mercado de trabalho na área da aviação está aquecido. E o conhecimento e a formação adquiridos no curso ajudaram ainda mais nas contratações.

que merece principal destaque é que os profissionais selecionados deverão ter disponibilidade de residir em outros estados brasileiros e futuramente até em países que fazem parte do MERCOSUL”, diz Couto. Alguns ex-alunos da Tuiuti, aprovados no processo seletivo, já estão atuando na gerência de Manutenção de Linhas, espalhados pelas bases da empresa. Ozéias Blitzkow, que terminou o curso no ano passado e em seguida participou do processo seletivo, depois de passar por uma série de testes, fará um curso para entender o funcionamento das aeronaves e então começar a trabalhar em Manaus. “Acredito que o mercado de trabalho na área da aviação está aquecido. E o conhecimento e a formação adquiridos no curso da UTP ajudaram nessas contratações.” A EMPRESA Atualmente, a TRIP é a maior companhia aérea regional da América do Sul. É também a empresa brasileira com o maior número de destinos, 82 no total, distribuído pelas cinco regiões do país. É a terceira maior frota de aviões comerciais do Brasil. Fundada em 1998, a TRIP Linhas Aéreas é controlada de forma igualitária pelos Grupos Caprioli e Águia Branca, cujas tradições e histórias fazem parte do transporte de passageiros no Brasil. Em setembro de 2008, estabeleceu sociedade com a norte-ameriFOTOS: JULIANA CAVALHER

cana SkyWest Inc. – holding detentora das companhias SkyWest Airlines e Atlantic Southeast Airlines (ASA) - que juntas são a maior operadora da aviação regional do mundo. Laboratório de motores no campus Barigui Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

29


| gente da tuiuti |

i t u Tui

FIQUE DE OLHO SÓ

ACONTECE NA Professora premiada

Trialuno

Conquista

A professora do curso de Jornalismo

O triatleta e aluno do curso de Di-

O curso em Métodos de Diagnóstico

Mirian Gasparin recebeu o Prêmio

reito Mauro Cavanha conquistou o

e Controle da Brucelose concluiu a 50ª

Economista Paranaense do Ano, ca-

título do Campeonato Brasileiro de

turma. Realizado desde 2005, o curso

tegoria Jornalista Econômico, con-

Triathlon. Para Cavanha, a conquista

já habilitou cerca de mil veterinários

ferido pelo Conselho Regional de

é resultado de um árduo programa

da Região Sul do Brasil para atuarem

Economia do Paraná (Corecon/PR).

de treinos e o primeiro passo alcan-

no Programa Nacional de Controle e

Mirian se dedica à área econômica

çado rumo aos Jogos Olímpicos de

Erradicação da Brucelose e Tubercu-

há 34 anos.

2012, em Londres.

lose Animal, do Governo Federal.

Sal Grosso

OAB

Instituto Rio Branco

O roteiro ‘Retrato Invisível’, da aluna

O coordenador do curso de Direito,

O ex-aluno do curso de Relações

de pós-graduação em Cinema da UTP

Phillip Gil França, e os professores

Internacionais Cassiano Bühler da

Denise Soares, foi selecionado para o

Thais Pascoaloto Venturi e Sérgio

Silva foi aprovado no concurso do

Projeto Sal Grosso do Festival Brasilei-

Said Staut Júnior foram convidados

Instituto Rio Branco para ingressar

ro de Cinema Universitário. Denise foi

para integrar a Comissão de Ensino

na carreira diplomática do Ministé-

a única selecionada da região Sul do

Jurídico da OAB.

rio das Relações Exteriores.

Trabalho em Cannes

Sangue Novo UTP

ENADE 2010

O curta-metragem Carnaval, do di-

Os alunos Guilherme Artigas e

A professora do curso de Fonoau-

retor chileno e aluno do curso de

Marc Souza, formados pelo curso de

diologia e dos Programas de Mes-

Tecnologia em Fotografia Isaac Be-

Jornalismo, venceram a categoria

trado e Doutorado em Distúrbios da

navides, foi selecionado para parti-

Vídeodocumentário do 15º Prêmio

Comunicação Ana Paula Berberian

cipar do Short Film Corner, do 63.º

Sangue Novo no Jornalismo Para-

e o professor Léo Kriger, do curso de

Festival de Cannes, na França. O

naense, que premiou os melhores

Odontologia da UTP, foram convo-

evento é um dos mais prestigiados

trabalhos

realizados

cados para integrar as Comissões,

festivais de cinema do mundo. O

durante o ano de 2009. O videodo-

de seus respectivos cursos, do Exa-

Short Film Corner é dedicado aos

cumentário “Agosto” concorreu com

me Nacional de Desempenho dos

filmes de curta-metragem.

outros 24 trabalhos.

Estudantes (ENADE) 2010.

Brasil e já realizou oito curtas.

30

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná

acadêmicos


| gente da tuiuti | Política no campus

O projeto “Integração das licenciatu-

Por dentro do Ministério Público

ras: saberes e filosofias compartilha-

As alunas de Jornalismo Gisele Bue-

Gustavo Fruet, Professor Piva, Ro-

das como alternativa para a forma-

no da Luz e Layra Diandra Olsen

berto Requião e Rubens Hering

ção profissional docente” recebeu

conquistaram o primeiro lugar da

participaram do “Encontro da UTP

Menção Honrosa do Prêmio Top

Região Sul na 2ª Edição do Prêmio

com os Candidatos ao Senado”. A

Educacional “Mário Palmério” - 17ª

ESMPU de Jornalismo Universitá-

iniciativa que reuniu 800 pessoas,

edição, da Associação Brasileira de

rio, com a matéria “Internet é nova

entre alunos, professores e público

Mantenedoras de Ensino Superior.

ferramenta política”. Foram premia-

externo, surgiu no curso de Relações

A ABMES premiou instituições de

das as melhores reportagens sobre

Internacionais e foi estendida aos

ensino superior que apresentaram

a atuação do Ministério Público da

demais da Faculdade de Ciências

propostas de pesquisas inovadoras,

União, produzidas por estudantes de

Sociais Aplicadas (FACSA).

com resultados comprovados.

Jornalismo.

Bom Design

Uma História Cabeluda

“Botando Banca”

As alunas do curso de Design de

A diretora Fernanda Morini, alu-

A apresentação dos trabalhos das

Moda Huana Corrêa e Lais Petrin

na da pós-graduação em Gestão e

agências experimentais AP2, AJO e

venceram o prêmio Bom Design,

Produção de Rádio e TV, ganhou o

NPRTV, do Núcleo de Comunicação

categoria Moda, organizado pela

prêmio de melhor diretora do troféu

e Marketing da Tuiuti, foi considera-

Associação de Designers do Paraná.

Melhores em Cena, que reconhece

da uma das melhores dentre as uni-

O projeto “Nova Joia: Adornos para

os melhores trabalhos apresentados

versidades que já participaram do

usar e vestir”, de Lais, ficou em pri-

durante o ano no quadro Casos e

“Botando Banca”, evento do Clube

meiro lugar e o trabalho de Huana,

Causos da RPCTV. Fernanda, que

de Criação do Paraná.

“Coleção de bolsas inspiradas nos

concorreu com outros 11 diretores,

O Botando Banca é um evento onde

oito símbolos budistas”, recebeu

venceu com o episódio “Uma Histó-

os estudantes de Publicidade, Jor-

Menção Honrosa.

ria Cabeluda”.

nalismo e Rádio e TV de diferentes

Único brasileiro

Carreira acadêmica

O aluno do curso de Design Gráfi-

O ex-aluno do curso de Odontolo-

co Marcelo Ribeiro teve o seu cartaz

gia Luis Ricardo Prevedello ganhou

selecionado para a galeria do con-

uma bolsa de estudos na área de Fi-

curso “good 50x70”, que divulga

siologia e Biofísica da Fundação de

anualmente briefings de assuntos

Apoio à Pesquisa do Estado de São

pré-estabelecidos. O tema deste ano

Paulo - FAPESP. Prevedello concluiu

foi A POBREZA. O aluno da UTP foi

os créditos da Especialização em

o único brasileiro selecionado neste

Dor Orofacial e Disfunção Tempo-

tema no concurso mundial.

romandibular na UTP.

Menção Honrosa ABMES

Gilberto Araújo, Gleisi Hoffmann,

universidades, centros universitários e faculdades têm oportunidade para apresentar seus trabalhos e serem avaliados por importantes profissionais de criação publicitária.

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

31


FOTO: BANCO DE IMAGENS

| stricto sensu |

PROGRAMAS STRICTO SENSU DA TUIUTI RECEBEM NOTA

A

avaliação da pós-graduação stricto sen-

a nota 4 significa, antes de tudo, que a Universida-

su da Coordenação de Aperfeiçoamen-

de Tuiuti do Paraná está acima da média nacional.

to de Pessoal de Nível Superior (Ca-

“Nossa meta é a nota 7, que indica desempenho

pes), realizada a cada três anos, visando atribuição

equivalente ao alto padrão internacional. Estamos

de notas, deu nota 4 aos Programas de Mestrado

trabalhando para isto.”

em Educação e Comunicação e Linguagens e aos

O Ministério da Educação, por meio do Conse-

Programas de Mestrado e Doutorado em Distúr-

lho Nacional de Educação, reconhece os resultados

bios da Comunicação da Universidade Tuiuti do

da Avaliação Trienal da Capes. É importante res-

Paraná. Foram avaliados 2.718 programas, que cor-

saltar que os cursos que não possuem a recomen-

respondem a 4.099 cursos.

dação da Capes, não são autorizados pelo MEC e,

Segundo o pró-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, professor Roberval Eloy Pereira, 32

4

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná

por este motivo, não podem conceder certificados válidos de mestre e doutor.


| stricto sensu |

CENTROS DE EXCELÊNCIA Os Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da

DISTÚRBIOS DA COMUNICAÇÃO

Universidade Tuiuti do Paraná, organizados pela

O

Pró-Reitoria de Pós-Graduação Pesquisa e Exten-

docentes com domínio dos processos de

são (PROPPE), trabalham para se consolidar como

investigação científica. Com base nas suas

centros de excelência em pesquisas e produções

Linhas de Pesquisa, organiza sua Estrutura

científicas. A meta principal é democratizar ao

Curricular, seus Núcleos de Trabalho e

máximo o acesso a informações e inovações cien-

seus Laboratórios de Pesquisa, visando a

tíficas, assim como estimular o potencial de criati-

produção do conhecimento em parcerias

vidade e de produção de futuros profissionais que

com instituições de repercussão nacional na

atuarão como pesquisadores e docentes em diver-

área dos Distúrbios da Comunicação.

Programa

forma

pesquisadores

e

sas regiões do país e em diferentes áreas do conhecimento.

COMUNICAÇÃO E LINGUAGENS O Programa de Mestrado em Comunicação e Linguagens foi aprovado em agosto de

Notas > Os programas recebem notas na seguinte escala: 1 e 2, descredenciam o programa; 3, significa desempenho regular, atendendo ao padrão mínimo de qualidade; 4, considerado um programa com bom desempenho; e 5, nota atribuída ao programa que atinge muito bom nível. As notas 6 e 7 indicam desempenho equivalente ao alto padrão internacional.

1999. O curso foi pioneiro no Paraná e Santa Catarina. Já o doutorado começou em 2010. Entre 38 programas de Comunicação, o Doutorado da UTP foi o 15° a ser credenciado pela CAPES e o 1° de uma universidade particular, excluindo as confessionais.

EDUCAÇÃO O Programa é constituído por duas Linhas de Pesquisa: “Práticas Pedagógicas: Elementos Articuladores” e “Políticas Públicas e

FOTOS: JULIANA CAVALHER

Gestão da Educação”. As linhas de pesquisa, construídas e alicerçadas no desenvolvimento de estudos e investigações, produzem o conhecimento - fonte do ensino, pesquisa e extensão - expresso em publicações.

Pró-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Roberval Eloy Pereira Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

33


| educação |

CAP: Ensino e extensao com responsabilidade social A Coordenadoria de Atendimento Psicopedagógico realiza avaliação e atendimento psicopedagógicos a indivíduos com dificuldades ou distúrbios de aprendizagem e auxilia nos processos inclusivos de pessoas com deficiências, desde 1988.

H

34

á 22 anos, a “CAP – Coordenadoria

MUTIRÕES

de Atendimento Psicopedagógico”

Há 10 anos, a CAP iniciou o atendimento para

oferece apoio e reforço escolar para

crianças de escolas particulares, públicas e espe-

funcionários, alunos e membros da comunidade.

ciais. A iniciativa surgiu depois de um pedido da

São dois tipos de atendimento: o clínico e o insti-

Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais

tucional. Na área clínica, o direcionamento dado é

(APAE) de Colombo. “Eles possuíam alunos com

para indivíduos com dificuldade de aprendizagem

bastante dificuldade de aprendizagem e, como

ou que apresentem algum tipo de deficiência. “Rea-

alguns tinham severas deficiências e não podiam

lizamos atendimentos individuais para pessoas de

realizar o deslocamento até a UTP, organizamos

diversas faixas etárias e perfis”, explica a coordena-

um grupo com estagiários, fomos até o local e ini-

dora, Maria Letizia Marchese.

ciamos as atividades.” Em média, 20 crianças são

Fora da universidade, os atendimentos são feitos

atendidas por escola, em dois mutirões anuais. O

de forma coletiva com indivíduos que apresentam

projeto, em parceria com o Departamento de Edu-

dificuldades de aprendizagem ou relacionamento.

cação Especial da Secretaria de Educação do Para-

“Neste caso, nós estruturamos os atendimentos

ná, já beneficiou em torno de 300 crianças de esco-

com o objetivo de melhorar as relações desses in-

las particulares, públicas e especiais.

divíduos que trabalham em grupo. Atuamos em

ATENDIMENTOS

empresas, hospitais e instituições de ensino.” Além

As escolas são atendidas por ordem de inscrição

destas ações permanentes, a CAP também ofere-

da seguinte forma: os alunos do curso de Pós-Gra-

ce projetos sazonais como o “Mutirão de Avaliação

duação de Psicopedagogia aplicam uma bateria

Psicopedagógica”.

de testes específicos para cinco crianças de forma

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


FOTOS: GISELE BUENO

| educação |

Alunos do Colégio Estadual Professor Brasílio Vicente de Castro realizando a avaliação psicopedagógica

Este trabalho possibilita que os nossos professores saibam

exatamente onde está a dificuldade do aluno que foi avaliado, o que ajuda na hora de trabalhar um problema detectado

concomitante. Os testes possuem abrangência in-

lita que os nossos professores saibam exatamente

telectual, emocional, cognitiva, motora, sensorial e

onde está a dificuldade do aluno que foi avaliado,

acadêmica. Os resultados permitem que as crian-

o que ajuda na hora de trabalhar um problema de-

ças sejam encaminhadas para tratamentos nas

tectado.”

áreas comprometidas. Os atendimentos podem ser

Para Denise, a participação dos pais tem sido

feitos, tanto nas clínicas da Tuiuti, como nos con-

muito positiva. “Quando terminamos as avaliações,

sultórios ou clínicas particulares dos estagiários.

chamamos estes pais para conversar sobre o resul-

Para a professora da Coordenadoria Pedagógi-

tado das avaliações. Muitas vezes, eles acompa-

ca do Colégio Brasílio Vicente de Castro, Denise

nham os filhos dentro da sala de aula para observar

Serenato, o projeto em parceria com a UTP teve

a evolução no desempenho das crianças.”

uma aceitação excelente por parte dos alunos e dos

Para a coordenadora da Integração das Licen-

professores. “Nós começamos o trabalho há pouco

ciaturas, Marlei Gomes da Silva Malinoski, a impor-

tempo e já estamos percebendo uma melhora sig-

tância deste projeto está em resolver uma questão

nificativa no rendimento dos estudantes.” Segundo

essencial para o bom desenvolvimento da educa-

Denise, a direção percebeu que os alunos que che-

ção, que é a dificuldade de aprendizagem do aluno.

gavam de outras escolas, apresentavam problemas

“O projeto traz uma aproximação com as escolas,

comportamentais. Esse fato chamou a atenção da

o que permite a identificação exata do que ocorre

coordenação que selecionou 20 alunos, com o qua-

com o aluno. Esta iniciativa só vem a fortalecer o

dro de aprendizagem comprometido, para as ava-

processo de formação de professores.”

liações psicopedagógicas. “Este trabalho possibiUniversidade Tuiuti do Paraná | Promover

35


| arte & cultura |

DESIGN NO CAMPUS A Tuiuti participou da III Bienal Brasileira de Design “Design, Inovação e Sustentabilidade”. O evento, de repercussão internacional, tinha como objetivo refletir sobre como projetar, produzir e consumir bens, satisfazendo as demandas do mundo atual, sem comprometer o futuro do planeta. A edição de 2010 inovou ao acontecer simultaneamente em vários lugares de Curitiba. O evento promoveu mostras, seminários, fóruns, workshops e ações educativas, interativas e culturais paralelas. Os cursos de Design da Tuiuti (Moda, Produto e Gráfico), além de Arquitetura e Urbanismo e Tecnologia em Design de Interiores, participaram das ações paralelas com três exposições e um workshop no campus Barigui. Além das ações, dois trabalhos foram expostos na Mostra Novíssimos. Os Trabalhos de Conclusão de Curso “Mobiliário Interativo para Cães”, da ex-aluna de Design de Produto Juliana Fujitani, e a coleção “Nova Joia”, da ex-aluna de Design de Moda Lais Petrin, foram selecionados para participar da Mostra Novíssimos, uma das nove exposições organizadas pela III Bienal Brasileira de Design 2010. Os dois trabalhos demonstram preocupação com questões relacionadas ao comportamento de consumo e valorização da cultura, aliados aos eixos da sustentabilidade. Os cursos de Design da UTP participaram das ações paralelas da Bienal Brasileira de Design 2010 com a proposta “UTP DESIGN - Visões de Futuro”. Conheça um pouco dos trabalhos: 36

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná


| arte & cultura |

JOIAS DE CURITIBA Foram apresentados 15 painéis fotográficos com Trabalhos de Conclusão de Curso na área de Design de Joias e adornos, em Curitiba. Segundo o responsável pela exposição, Hélcio Fabri, “há alguns anos a joalheria vem se deparando com uma revalorização de seu estatuto como objeto simbólico”. Nos últimos anos, foram desenvolvidos mais de 10 trabalhos de conclusão de curso dentro desta área na UTP. DESIGN DE CATÁSTROFE Acadêmicos dos cursos de Design, Arquitetura e Urbanismo e Tecnologia em Design de Interiores criaram objetos que podem melhorar as condições de sobrevivência durante e após uma catástrofe natural. Segundo a professora Fernanda Marochi, o projeto foi pensado e desenvolvido “a partir de um levantamento de catástrofes ambientais que acontecem no Brasil”. APOCALYPTICUS A mostra apresentou 10 painéis fotográficos sobre o desfiFOTOS: FERNANDA MAROCHI

le Apocalypticus, promovido por alunos em dezembro de 2009, que teve como inspiração os Cavaleiros do Apocalipse. Segundo o professor Rodrigo Ribeiro, o tema foi escolhido pelos próprios alunos e o objetivo foi mostrar que é possível extrair beleza, atitude e força através da moda, “mesmo com toda a carga negativa que um tema possa transmitir” WORKSHOP MODASHIK Alunos de Design de Moda divulgaram o estudo do Furoshiki, técnica japonesa de embrulhar objetos com tecidos. Com a técnica, é possível embrulhar objetos, como garrafas, vasos de flor, cabides e caixas de lenço de papel com tecidos que podem ser de algodão, seda ou nylon. Exposições realizadas no campus Barigui

Universidade Tuiuti do Paraná | Promover

37


FOTO: BANCO DE IMAGENS

| mito ou realidade? |

TOMAR LÍQUIDO DURANTE AS REFEIÇÕES, ENGORDA? Quem responde é a professora adjunta do curso de Nutrição da Universidade Tuiuti do Paraná Adriana Pallone Berger*

C

onsumir líquidos durante as refeições

laranja, após a refeição ou consumir apenas um

pode ser um problema, mas tudo de-

copo de água, que pode ser antes, durante ou logo

pende da quantidade e do tipo de líqui-

após a refeição.

do. Os refrigerantes convencionais, por exemplo,

Em algumas situações, um copo de água antes

além de pouco nutritivos, são calóricos. Já os do

ou durante as refeições pode ajudar no emagreci-

tipo light são pouco calóricos, ou sem nenhuma

mento, já que desta forma é possível diminuir o

caloria, mas têm baixíssimo valor nutricional. Por

consumo de alimentos.

outro lado, os sucos de fruta são muito saudáveis, mas podem ser calóricos, como o suco de laranja natural sem adição de água. Sendo assim, dizer que um copo de água junto com a refeição, engorda: É MITO! Dica da professora: o melhor mesmo é consumir uma fruta rica em água, como melancia ou 38

Promover | Universidade Tuiuti do Paraná

* Adriana Pallone Berger é nutricionista, mestre em Ciências Nutricionais pela UNESP - Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara - SP e professora adjunta do curso de Nutrição da Universidade Tuiuti do Paraná.

Se você tem alguma dúvida, daquelas do tipo: mito ou realidade, escreva pra gente. Iremos atrás da resposta. Contato: imprensa@utp.br


MESTRADO& DOUTORADO UTP • MESTRADO E DOUTORADO EM COMUNICAÇÃO E LINGUAGENS • MESTRADO E DOUTORADO EM DISTÚRBIOS DA COMUNICAÇÃO • MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO • MESTRADO EM PSICOLOGIA ACESSE WWW.UTP.BR/PROPPE/STRICTOSENSU E CONFIRA AS DATAS DOS PROCESSOS SELETIVOS


Dizem que eu quero estar conectada com todos que gosto e acredito, mas preciso de um tempo só para mim. Dizem que eu faço questão de expressar e compartilhar minhas ideias, mas que eu só aceito aquilo que tem significado. Se eu posso mesmo fazer muitas coisas ao mesmo tempo, eu ainda estou em busca do que eu realmente quero fazer. Como você estou aprendendo a construir a essência da minha identidade.

UTP: Formação em essência


Revista Promover