Issuu on Google+

JORNAL DO

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

O Jornal de integração do oeste baiano

77 3612 3066

SÃO FRANCISCO

1

BARREIRAS/BA, 1º A 15 DE MARÇO de 2013 - ANO VII - Edição 125 - R$ 2,00 jornalDOsaofrancisco.com.br

Governo libera 5 agrotóxicos

REPRODUÇÃO

Para controlar o avanço da lagarta Helicoverpa zea, que ataca as lavouras na região Oeste da Bahia, o Ministério da Agricultura liberou o uso em caráter emergencial de dois produtos biológicos e três químicos. Porém, a medida gerou frustração, pois não saiu a liberação do benzoato de emamectina, a mais esperada por produtores, por ser considerado o único produto capaz de realmente dizimar a lagarta. PÁGINA 18

Cinco anos para acabar com lagarta Novo ministro LOCAL

IVANA DIAS

Mercado de automóveis registra aquecimento

ESPORTE REPRODUÇÃO

Serão necessários cinco anos para acabar com a praga da lagarta Helicoverpa zea, afirma o engenheiro agrônomo, produtor e presidente do Grupo Brasileiro de Consultores de Algodão, Celito Eduardo Breda. PÁGINA 20

O deputado e produtor rural mineiro Antônio Eustáquio Andrade Ferreira é o novo ministro da Agricultura, em substituição a Mendes Ribeiro Júnior. PÁGINA 18

O mercado de automóveis está aquecido. No primeiro bimestre do ano, as vendas na região Oeste da Bahia atingiram 1.002 unidades, aumento de 15,27% sobre igual período do ano passado. Para alguns modelos, há fila de espera e demora de até 60 dias para entrega. PÁGINA 8 e 9

VIRGÍLIA VIEIRA

O melhor jogador de futsal do mundo Eleito pela Fifa quatro vezes o melhor jogagor de futsal do mundo, Falcão esteve em Luís Eduardo Maglhães para a apresentação da equipe Vento em Popa/Janjar. PÁGINA 28

REGIÃO

O bispo de Barreiras, Dom Josafá Menezes, lançou a Campanha da Fraternidade 2013, cuja tema é “Fraternidade e Juventude: Eis-me aqui, envia-me (Is 6,8)”. O objetivo é acolher os jovens e levá-los à construção de uma sociedade fraterna. PÁGINA 18

LEIA MAIS

• MUNICÍPIOS • MODA • JSF NO PLANALTO • CLASSIFICADOS • CRÔNICA • ESPORTE • ENTRETENIMENTO • PASSEIO CULTURAL

Carreta vazia após descarregar carros em concessionária de Barreiras

Demolição de imóvel histórico gera reação

ARQUIVO: NAPOLEÃO MACEDO

Um grupo de moradores luta para salvar o imóvel histórico conhecido como “casa do gerente” (foto), localizado no aeroporto de Barreiras, e transformá-lo em museu. Ordem de demolição foi expedida pela Infraero, que abriu licitação para contratar empresa que execute o serviço. PÁGINA 7

Umob propõe consórcio para pleitear verbas PÁGINA 14

Prorrogado prazo para prestar contas da merenda escolar PÁGINA 5

Economia criativa, nova proposta para a gestão pública PÁGINA 4


2

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

OPINIÃO NOTAS

EDITORIAL

União estratégica para vencer E m ano de preços bons e de cenário favorável para o agronegócio, à expectativa para significativo número de produtores não foi à esperada. Prejudicados pelo ataque da lagarta helicoverpa zea – praga que tem se manifestado na região Oeste da Bahia, nas culturas de soja, algodão, feijão, sorgo e milheto, gerando prejuízos estimados em R$ 1 bilhão – entre perdas em produtividade e gastos extras com defensivos – além da estiagem que afetou muitas regiões, os produtores estão preocupados. E foi exatamente por esta preocupação que, unidos através de entidades, decidiram agir – solicitando auxílio de forças maiores, uma vez que todos os outros esforços não foram suficientes para se chegar à solução do problema. Com o aumento nacional da área de plantio de soja, ficou difícil para as revendas de produtos agrícolas abastecerem os produtores em suas necessidades, que tiveram de optar por produtos com desempenhos inferiores aos desejados. O estado instalou através de uma parceria com instituições vinculadas ao Estado e também à União, um Grupo Operacional de Emergência Fitossanitária com o objetivo de identificar, propor e executar

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

a implantação de ações para o controle da praga. A ação do grupo – com escritórios em Salvador e Barreiras - terá a finalidade de assegurar o completo reestabelecimento produtivo das culturas. À presidenta Dilma Rousseff também foi solicitada ajuda, uma vez que a referida praga não tem prejudicado apenas o agronegócio da região Oeste da Bahia, mas muitos outros Estados do país. Com a decretação de emergência fitossanitária para combate à lagarta, seria acelerado o processo de registro dos produtos agroquímicos - que poderia demorar anos. Por isso mesmo, a autorização foi fada pela presidente Dilma, após a solicitação do Governo do Estado que apresentou o pedido com o laudo técnico elaborado pela Adab e Embrapa, demonstrando a gravidade da situação. A autorização para alguns produtos já aconteceu, mas, parafraseando o entomologista da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Paulo Degrande, em ocasião do Fórum Regional sobre a Helicoverpa, ocorrido em Luís Eduardo Magalhães, esta não é uma praga simples. “É dinâmica e de difícil controle. Para vencê-la é preciso haver união e adotar estratégias aplicadas”.

REPRODUÇÃO

Câmara de Vereadores de Barreiras inicia debates sobre o Tálio Mais uma vez os vereadores levantaram o debate sobre a descoberta do minério Tálio em Barreiras, na localidade do Val da Boa Esperança. Participaram da última sessão ordinária, realizada no dia 13, representantes de vários órgãos federais e estaduais, como o promotor de Justiça do Meio Ambiente, Eduardo Bittencourt; o gerente do Ibama, Zenildo Soares; a engenheira ambiental, Jamile de Oliveira e o engenheiro agrônomo Jobel Soares, representantes do Inema e o secretário municipal de Meio Ambiente, Nailton Almeida. A comunidade do Val da Boa Esperança e estudantes universitários também estiveram presentes. Segundo explicação dos representantes ambientais, o processo ainda é de estudos na região. Não há licenças concedidas, nem trabalho efetivo de exploração.

Após greve, vigilantes retornam ao trabalho Após 10 dias de greve, os vigilantes da Bahia retornaram ao trabalho no dia 8 de março. O retorno foi decidido após o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-BA) determinar o retorno imediato ao trabalho. Durante a greve dos vigilantes, apenas serviços marcados por telefone, como pedidos de aposentadoria, estavam sendo realizados nas agências bancárias do Estado. O Sindicato dos Vigilantes da Bahia afirmou que vai recorrer da decisão e retomar a luta através de outros meios. A categoria pede o pagamento da periculosidade com a compensação dos 18% do risco de vida, o que representaria o complemento de mais 12% no salário dos profissionais. SAMU está sem o link 192 Em Barreiras, a coordenação do SAMU de Barreiras informou que o número 192 está em manutenção. Os técnicos já estão fazendo a manutenção no número, mas ainda não informaram quando será restabelecido. Outro problema que a equipe do SAMU está enfrentando são os trotes – o que tem provocado o deslocamento desnecessário de ambulâncias e profissionais de saúde, além de policiais e bombeiros. Este tipo de ato impede que pessoas realmente necessitadas sejam atendidas e que vidas sejam salvas. Caso as pessoas precisem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, devem ligar para o número (77) 3612-2323. Faculdade oferece tratamento psicoterapêutico gratuito Estão abertas as vagas para o Grupo Teraupêtico de Apoio Psicológico oferecido pela Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB). As inscrições podem ser

JORNAL DO

SÃO FRANCISCO O J ornal de inte g raç ã o do oeste baiano

jornaldosaofrancisco.com.br chefia-edicao@jornaldosaofrancisco.com.br redacao@jornaldosaofrancisco.com.br Praça Dr. Augusto Torres, 38 - Centro Histórico Barreiras - Bahia - CEP 47.805-230 FONE/FAX: (77) 3612-3066

realizadas na Clínica Escola de Psicologia, na Unidade de Serviços da FASB, localizada na Avenida Clériston Andrade. Os grupos serão formados a partir de maio e terão encontros semanais com duração de 60 minutos . As inscrições e a participação no projeto são oferecidas de forma gratuita e integram um projeto de intervenção para realização do Estágio Básico I do curso de Psicologia da FASB. Segundo a coordenadora do projeto, Patrícia Teubner, podem se inscrever pessoas que passem por algum desconforto, conflito ou adoecimento que possam prejudicar seu dia-a-dia e com os quais não conseguem lidar de maneira adequada, afetando seu aspecto psicológico ou emocional. As inscrições estarão abertas até o dia 15 de abril de 2013. Prefeitura de Barreiras obteve Certidão do INSS Depois de firmar acordo junto ao INSS e parcelar a dívida da administração anterior, a Prefeitura Municipal de Barreiras finalmente conseguiu a Certidão Negativa da Previdência Social. Sem a certidão, a prefeitura estava impedida de obter financiamentos, assinar convênios e realizar projetos. “Com a Certidão Negativa em mãos, os financiamentos federais e até as liberações de verbas serão realizadas com mais rapidez. Assim vamos trabalhar com mais agilidade”, afirmou o prefeito Antônio Henrique Moreira.

“Minha Cara Mãe Calina”, o livro! Aguardado ansiosamente pelo público leitor, finalmente será lançada mais uma obra literária do nosso colunista, o poeta Durval Nunes. Dessa vez são 48 contos, rememorando lembranças da infância, passagens de sua vida profissional e alguns oníricos, carregados de sentimento de ternura, mas sempre eivados de um incrível apego telúrico e ambiental pelos elementos da natureza. O lancçamento acontecerá no dia 30 de março, sábado de Aleluia, às 19h, no Palácio das Artes, em Barreiras. Dilma anuncia desoneração de impostos da cesta básica A presidente Dilma Rousseff anunciou na noite do dia 8 de março, um novo pacote para baixar preços de produtos da cesta básica. Em pronunciamento em rede nacional de rádio e TV em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, Dilma anunciou a isenção de impostos federais em todos os produtos da cesta básica. A renúncia fiscal é de R$ 7,3 bilhões por ano, com a desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e PIS/ Cofins sobre os itens da cesta. Com os tributos zerados, Dilma afirmou que espera "contar" com

os empresários para que isso signifique uma redução de pelo menos 9,25% no preço das carnes, do café, da manteiga, do óleo de cozinha, e de 12,5% na pasta de dentes, nos sabonetes, entre outros. O pacote reduz o PIS/Cofins de 9,25% para zero das carnes, café, óleo, manteiga, açúcar e papel higiênico. A pasta de dente e o sabonete, que eram tributados em 12,5%, também teve alíquota de PIS/Cofins zerada. Além disso, no caso do açúcar e sabonete, o IPI cai de 5% para zero. Os demais produtos da cesta básica (leite, feijão, arroz, farinha de trigo ou massa, batata, legumes, pão e frutas) tinham PIS/Cofins e IPI zero.

Brasil fica em 85º lugar em ranking mundial de desenvolvimento humano O PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) lançou na quinta-feira (14), o relatório que mede o IDH global (Índice de Desenvolvimento Humano). A Noruega foi considerada a mais desenvolvida entre 187 países. Já o Brasil, manteve a 85ª posição e recebeu uma pontuação de 0,730, se mantendo no grupo dos países de desenvolvimento alto. O IDH do País continua à frente de outros emergentes, como a China (101ª), África do Sul (121ª) e Índia (136ª). Porém, o País continua atrás de outros latino-americanos, como o Chile, 40º, Argentina, 45º, Uruguai, 51º, Venezuela, 71º, e Peru, posicionado no 77º lugar. Até 2050, segundo as projeções do relatório, o Brasil, a China e a Índia em conjunto serão responsáveis por 40% do PIB mundial, contra 10% em 1950. O estudo avalia os avanços nacionais e atribui uma nota de 0 a 1 de acordo com indicadores de desenvolvimento humano, como saúde, educação, integração social, economia, comércio, ambiente e tendências populacionais. CNJ cobra governo da Bahia por presos mantidos em delegacias O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) cobrou do governo da Bahia informações sobre os presos mantidos em delegacias da capital e do interior. Segundo a solicitação de informações assinada pelo coordenador do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e das Medidas Socioeducativas (DMF) do CNJ, o juiz Luciano Losekann, 4,2 mil presos são mantidos em condições impróprias. O governo da Bahia tem até o dia 5 de abril para responder o pedido de informações do DMF. Segundo Losekann, a situação dos presos desrespeita o cronograma de um acordo feito pelo governo baiano com o CNJ e o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) sobre melhorias no sistema carcerário no Estado.

ExPEDIENTE editora chefe: Heloíse Steffens - DRT/PR-7213 / João Penido | redação: Ivana Dias - DRT/BA-4258 / Virgília Vieira - DRT/BA-3787 | DIAGRAMAÇÃO: Nicélio Ramos correspondente no planalto: Romênia Mariani | COLUNISTAS: Durval Nunes, Carlos Augusto, Denise Pitta e Tizziana Oliveira | MARKETING: Angélica Rambo comercial E distribuição: Aline Mello | secretária: Priscila Pereira | IMPRESSÃO: Imprima Gráfica | TIRAGEM: 15 mil


LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

3

Comércio quer mudar lei sobre taxa de publicidade RAUL MARQUES

RAUL MARQUES A diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) pediu ao prefeito de Barreiras, Antônio Henrique de Souza Moreira, em reunião no dia 8 de março, a revisão da Lei Municipal 922/2010, do Código Tributário. Entre outros itens, a lei prevê a cobrança da Taxa de Licença para exploração dos meios de publicidade nas vias e logradouros e em locais expostos ao público. A diretora financeira da CDL, Irineide Figueiredo, afirmou que a lei não apresenta critérios específicos e esclarecedores sobre a forma de cobrança. “A lei foi publicada no final de ano, na administração anterior, e não segue qualquer padrão específico, exceto que a exposição de letreiros e outros tipos de publicidade nas lojas será cobrada por metro quadrado”, disse. A questão da taxa de publicidade veio à tona quando alguns dos 700 comerciantes integrantes da CDL reclamaram que estava sendo exigido o pagamento da Taxa de Licença pelo uso de cartazes e letreiros no ato da renovação dos alvarás. “A Prefeitura vinculou o pagamento da taxa à renovação dos alvarás”, disse Irineide Figueiredo. A tabela que determina os valores a serem cobrados consta da edição de número 1125 do Diário Oficial de Barreiras. A tabela estabelece para os letreiros iluminados, a cobrança anual de R$ 33 por metro quadrado e de R$ 23 para os não iluminados. - Há uma diferenciação na lei que deixa todos os comerciantes em dúvida quando se refere aos letreiros, por exemplo. A tabela de receita VI, publicada em anexo à lei, diferencia os letreiros especiais dos chamados simples e manda ver legislação específica a respeito. Deveria detalhar o que é letreiro especial e o que é letreiro simples – disse Irineide Figueiredo, mais uma vez reclamando dos critérios pouco claros da cobrança da taxa. Segundo a diretora da CDL, alguns lojistas optaram por pagar a taxa e renovar seus alvarás sem questionar os critérios, outros não. "Algumas pessoas vieram até a CDL para discutir o assunto, que é o que a gente quer”, disse. O que diz a lei Segundo o artigo 204 da Lei Municipal 922, “a taxa de licença para exposição de publicidade nas vias e logradouros públicos e em locais expostos ao público... tem como fato gerador o licenciamento obrigatório, bem como a sua fiscalização quanto ao cumprimento das normas administrativas constantes na legislação do município concernentes à estética urbana, poluição do meio ambiente, costumes, ordem e tranquilidade pública”. O artigo 205 determina que estão sujeitos à taxa “a pessoa física ou jurídica que explorar qualquer espécie de atividade emissora e/ou produtora de poluição sonora e visual, inclusive a exploração

Legislativo O presidente da Câmara de Vereadores de Barreiras, Carlos Tito Marques Cordeiro, o Tito, do Partido Democrático Trabalhista (PDT), disse que conhece o teor da lei e lembrou que a votação foi muito rápida, no final de 2010, sem que os vereadores pudessem analisar detalhadamente cada artigo. “Foi uma votação a toque de caixa, sem tempo hábil para a necessária análise da legislação”, disse. Sobre uma possível mudança no teor da lei, Tito disse que agora é necessária a manifestação do Executivo. “Tem que vir um Projeto de Lei do Executivo para que a gente possa ajudar os comerciantes e microempresários nesta questão”, afirmou. ■

Irineide Figueiredo de meios de publicidade em geral, feita através de anúncio, ao ar livre ou em locais expostos ao público, ou que, nesses locais, explorar ou utilizar, com objetivos comerciais, a divulgação de anúncios de terceiros”. O artigo seguinte menciona a tabela questionada pela diretora da CDL, enquanto o artigo 207 determina, entre outros pontos, que o pagamento deve ser feito antes da expedição do alvará, para o início da veiculação da publicidade.

Diálogo O governo municipal mostrou-se favorável a discutir o assunto. “Nosso governo está aberto ao diálogo com todos os setores da sociedade civil. Recebemos a diretoria da CDL e empresários, e tivemos uma conversa franca sobre a situação de Barreiras. Nesse momento de transição precisamos do apoio de todos os setores para que nossa cidade cresça economicamente. Vamos analisar, dentro da legalidade, a demanda do empresariado”, disse o prefeito Antonio Henrique. O presidente da CDL, Alberto Celestino agradeceu ao prefeito por receber os empresários. “A CDL-Barreiras está à disposição para contribuir no processo de ações para o fortalecimento do comércio local. Parcerias com a Prefeitura irão garantir a realização de ações que fomentam o desenvolvimento do setor", disse. Os dirigentes lojistas elogiaram as medidas emergenciais do início de governo e destacaram o trabalho do Barreiras Urgente nas ruas centrais, com a retirada de ambulantes das calçadas, o que melhorou a mobilidade dos pedestres e também o acesso de clientes às lojas. Estiveram presentes na reunião, entre outros, o vice-prefeito e secretário municipal de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços, Mineração e Turismo,

Carlos Augusto Barbosa Nogueira (Paê); os diretores da CDL, Rider Castro, Humberto Carlos Fagundes Ribeiro Junior, Pedro Dourado Junior, Gil Arêas Machado e Maria Célia Sampaio Kumagai; o procurador jurídico Wagner Pamplona e, o representante do Sindilojas, Carlos Costa.

COMUNICADO A Sertaneja Empresa Agropastoril S/A, empresa com quase um século de história no município de Barreiras, vem a público informar que: I – Preocupada com a manutenção da memória da cidade, por meio de prédios históricos pertencentes à família Balbino, está promovendo a restauração de dois destes verdadeiros patrimônios da arquitetura Barreirense. II – Os prédios em questão são: a residência de Antonio Balbino de Carvalho, pai do ex-governador do estado da Bahia, Antonio Balbino de Carvalho Filho, situada na rua Rui Barbosa e a antiga sede da Sertaneja Empresa Agropastoril S/A, situada na Praça Landulfo Alves. III – A residência de Antonio Balbino de Carvalho já está em adiantado processo de restauração, que teve início em 2012 e deve ser concluída ainda em 2013. IV – A antiga sede da Sertaneja Empresa Agropastoril S/A, iniciará o processo de restauração ainda este mês, visando sua conclusão no mais breve espaço de tempo. V – A Sertaneja esclarece também que estes processos de restauração têm o compromisso de manter as características externas originais dos dois prédios em restauração pela empresa. VI – A parte interna dos dois prédios em restauração necessitará de alterações na estrutura original (alicerce e cobertura), visando, além da substituição da antiga estrutura, colocar materiais resistentes à ação do tempo e assim, diminuir a necessidade de reformas frequentes. Barreiras, 11 de março de 2013. SERTANEJA EMPRESA AGROPASTORIL S/A


Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Economia criativa, uma nova proposta para a gestão pública Prefeitos do Oeste da Bahia participam de Oficina sobre Cidades Criativas, promovida pelo Sebrae, em Barreiras VIRGÍLIA VIEIRA

ARTIGO ARQUIVO PESSOAL

4

Emerson Cardoso Mestrando em Gestão Social e Desenvolvimento Territorial pela UFBA; Pós-graduado em Adm. de Empresas e Desenvolvimento de Pessoas – Fundação Cairu; Bacharel em Ciências Contábeis pela UFBA.

Previsão Econômica – O Brasil vai crescer quanto em 2013? Façam suas apostas! “Em economia, é fácil explicar o passado. Mais fácil ainda é predizer o futuro. Difícil é entender o presente”. Com essas palavras o saudoso jornalista e sociólogo brasileiro, Joelmir Beting, traduziu bem essa ciência tão complexa e instigante que é a Economia. O governo anunciou oficialmente que o crescimento da economia brasileira em 2012 foi de 0,9%. Magro, para não dizer pífio. Muito longe da expectativa de 4% que foi divulgada no início do ano passado. O Brasil não decolou? Ou o voo que não é sustentável? Lembro que o nosso país foi destaque da revista inglesa “The Economist” em 2009 onde noticiava "Brazil takes off" (O Brasil decola), na época fazendo jus à recuperação da economia brasileira no pós-crise e carimbando nosso passaporte no grupo dos “BRICS” - emergentes composto ainda por Rússia, Índia, China e África do Sul. Parecia que estávamos sobrevoando em pleno céu de brigadeiro.

Ana Carla Fonseca, palestrante da oficina VIRGILIA VIEIRA Com o objetivo de apresentar um novo caminho para a gestão pública municipal e territorial, com mais geração de riqueza, qualidade de vida, empregos, ocupação e renda, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizou em Barreiras, no dia 11 de março, a Oficina de Economia Criativa e Cidades Criativas. O evento reuniu mais de 230 participantes, entre prefeitos, vereadores, secretários e representantes de entidades da região Oeste da Bahia. A Oficina foi ministrada pela especialista Ana Carla Fonseca. De acordo com ela, economia criativa engloba um conjunto de setores da economia que vivem em função da criatividade. “O conjunto desses setores é chamado de indústrias criativas. As empresas normalmente brigam pelo preço do produto, mas chega uma hora em que não vale mais a pena continuar essa briga. É preciso inventar alguma coisa diferente”, disse. Ana Carla Fonseca destacou a importância de se pensar em criatividade como um grande ativo da economia. “Festejos como o Divino e a Romaria de Bom Jesus da Lapa podem ser incrementados dentro de uma política de valorização das manifestações religiosas. Pode ser uma manifestação cultural legítima ou de potencial ecológico”,

afirmou. O superintendente do Sebrae Bahia, Edival Passos, ressaltou a necessidade de despertar nos gestores públicos a ideia de trabalhar com a economia criativa. “Estamos provocando o debate para que a economia criativa seja decodificada. Após a oficina, o Sebrae pretende avançar na pactuação com os municípios”, disse. O ciclo de oficinas sobre Cidades Criativas contemplou dez cidades da Bahia, entre elas: Salvador, Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Vitória da Conquista, Ilhéus, Porto Seguro, Lençóis, Juazeiro, Jacobina e Barreiras. As oficinas mostram aos gestores públicos municipais a importância de promover o desenvolvimento local através da Economia Criativa e de identificar o potencial criativo da região, além de explicar como a diversidade propicia condições para o desenvolvimento de estratégias inovadoras de economia. Para o coordenador regional do Sebrae em Barreiras, Emerson Cardoso, a participação dos gestores municipais é importante para o conhecimento e envolvimento dos municípios nesta temática. “Precisamos buscar subsídios e contribuir para que façamos um desenvolvimento diferenciado na região Oeste, não apenas baseado no crescimento econômico, mas potencializando esse crescimento para as ativi-

Edival Passos dades culturais de cada cidade”, disse. O prefeito de Barreiras, Antônio Henrique Moreira destacou o conceito de economia criativa para as cidades como uma oportunidade de solucionar antigos problemas vivenciados nos municípios da região. “A partir desta oficina, acredito que ações criativas deverão ser empreendidas com oportunidades de geração de emprego, renda, cidadania e empreendedorismo para a nossa população”, disse. ■

Mas, será que o tempo fechou? Como certos, recorremos, mais uma vez, à escola Keynesiana que se fundamenta no princípio de que o ciclo econômico não é auto-regulado e defende a intervenção do Estado na economia. A teoria atribui ao Estado o direito e o dever de conceder benefícios para estimular a demanda. Assim foi feito. Redução de impostos, a exemplo do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), os juros baixaram a patamares recordes, desoneração da folha de pagamento inicialmente atendendo 25 segmentos, anúncio da redução de energia elétrica, câmbio favorável à exportação (dólar superior a dois reais), ampliação da oferta de crédito e dos benefícios sociais para não citar outros. O modelo acima tem demonstrado que funciona pontualmente para estimular o consumo, mas não consegue promover o crescimento econômico de maneira sustentável. Inspirado na frase antológica de Peter Druker (considerado pai da administração moderna) que dizia “a melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”, o economista Ricardo Amorim evidenciou que em se tratando de futuro no Brasil, “nós não prevemos, não criamos, nem agimos, apenas reagimos”. Portanto, chega de “Plano B”. Urge acelerar as reformas estruturais que este país tanto necessita para crescer. Inicialmente, essa agenda passa pela gestão dos processos e reavaliação do modelo da administração pública. O governo deveria fazer o seu próprio dever de casa: controlar gastos públicos, enxugar a máquina administrativa, eliminar a corrupção e o tráfico de interesse. O setor produtivo, por sua vez, não consegue ser competitivo, pagando 35% do que produz em impostos ou tendo que conviver com tamanha burocracia. São necessários mais de 120 documentos para liberar um único contêiner dos portos brasileiros. Lembramos ainda, a nossa infraestrutura ineficiente, o desrespeito com as questões ambientais, pouco investimento em ciência e tecnologia, legislação trabalhista caduca (1* de maio 1943), educação básica precária (88* lugar no ranking de 127 países segundo a Unesco), retração dos investimentos e baixa produtividade do trabalhador brasileiro. Destaco os últimos dois pontos supracitados como fundamentais para atenuar as turbulências da crise econômica mundial. É necessário aumentar o investimento produtivo que no Brasil não chega a 19% do seu PIB (Produto Interno Bruto), comparativamente, Peru e Chile, representam 30 e 27% respectivamente. Imperativo, também, é melhorar nossa produtividade. Um trabalhador americano produz o mesmo que cinco brasileiros. Para ficar claro, um brasileiro gera 22.000 dólares por ano de riqueza, um americano 100.000 dólares. Mesmo com este cenário macro econômico adverso, a Bahia cresceu 3,1% em 2012 segundo dados da SEI (Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia). Portanto, mais do que o Brasil. Apesar da retração do setor agropecuário de 9% (o governo justifica a forte seca no período), a dinâmica dos setores de serviços e industrial foi fundamental para oxigenar a economia do estado. Mas, se o Brasil não aprender a lição e efetivar os investimentos necessários, corremos o risco de assistir um decepcionante voo de galinha em terras baianas. Na mira da bola de cristal, os economistas de plantão já arriscam um crescimento do PIB brasileiro de 3 a 4% para 2013. "Predizer o futuro é fácil". Com tanta literatura em economia ou administração pública disponíveis, parece-nos possível essa integração entre os intelectuais que interpretam os fatos e os agentes políticos que, através do estado, tem o poder de influenciar e/ou mudar a realidade. Poderíamos, inclusive, errar menos as previsões econômicas e acertar no direcionamento das políticas públicas para dinamizar o mercado. "Difícil é entender o presente". Realmente. Não é uma tarefa simples, porém, necessária. Talvéz, esteja aí a complexidade dessa ciência, que não é exata, mas é Economia.


LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

5

Prazo para prestar contas da merenda escolar é prorrogado Municípios que não enviarem relatório até 30 de abril ficarão sem receber recursos até que a situação seja regularizada IVANA DIAS

Ivana Dias O prazo para municípios, estados e Distrito Federal prestarem contas dos recursos recebidos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) em 2012 foi prorrogado para o dia 30 de abril. Os dados devem ser encaminhados para o Sistema de Gestão de Prestação de Contas (SiGPC), mais conhecido por Contas Online, pelos atuais gestores. Aqueles que não cumprirem o prazo ficarão sem os recursos do governo federal para a alimentação escolar até que a situação seja regularizada. O orçamento do PNAE para este ano é de mais de R$ 3,5 bilhões, e deve beneficiar cerca de 44 milhões de alunos da educação básica, incluindo o ensino de jovens e adultos em todo o Brasil. Até o dia 11 de março, segundo informado no site do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), gestor do PNAE, ainda não haviam prestado contas os seguintes municípios do Oeste baiano: Angical, Barreiras, Brejolândia, Canápolis, Catolândia, Correntina, Cotegipe, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves, Santa Maria da Vitória, Santana, São Desidério e São Félix do Coribe. Até o dia 14 de junho, os conselheiros da alimentação escolar, responsáveis pela análise inicial das contas, devem emitir parecer das informações transmitidas pelos gestores públicos,

Depósito da merenda escolar em Barreiras aprovando ou não as contas. Para auxiliar os gestores estaduais e municipais no preenchimento da prestação de contas da alimentação escolar, o FNDE elaborou um guia de orientações, disponível no site www.fnde.gov. br.

Gastos O município de Barreiras tem 87 escolas, incluindo as rurais. Todas as instituições, da creche ao ensino fundamental, recebem merenda escolar. De acordo com o secretário municipal de Educação, Cosme Wilson Pereira de Carvalho, no relatório de prestação de contas referente ao

exercício de 2012, o valor exato do recurso anual repassado ao município pelo FNDE para alimentação escolar foi de mais de R$ 1,5 milhão, valor insuficiente para manter os 19 mil alunos matriculados na rede. A prefeitura injetou aproximadamente R$ 335 mil, elevando os gastos a mais de R$ 1,8 milhão anual, informou o secretário. “O relatório de prestação de contas dispõe de informações até o mês de dezembro de 2012, quando findou o ano letivo. Ao entrarmos na secretaria, o relatório já estava sendo fechado pela equipe técnica da merenda escolar, e já está pronto. Esses

valores foram todos executados, com exceção de recursos que são de programas especiais, mas que também são destinados à alimentação escolar, como o programa Mais Educação, que tem uma reserva para a merenda”, disse o secretário. Para o início do ano letivo de 2013, no dia 11 de março, foi feita uma compra emergencial para suprir a necessidade dos primeiros 30 dias letivos. O edital de compras da merenda escolar está disponível desde o dia 13 de março no site www.barreiras.ba.gov.br. Além da compra emergencial da merenda escolar, distribuída

em todas as escolas municipais, as merendeiras participaram de um curso de capacitação com orientação de uma nutricionista, durante o qual foram orientadas a organizar toda a estrutura da cozinha escolar. - A preparação das merendeiras é essencial para uma alimentação saudável das nossas crianças. Durante dois dias, elas foram capacitadas para lidar com a questão da higiene, armazenamento e preparo dos alimentos industrializados. Além de ser muito importante, que elas tenham no mínimo o ensino fundamental completo para atender às necessidades básicas da função - disse o secretário. Lei De acordo com a Lei nº 11.947, de 16/6/2009, do valor total destinado à alimentação escolar, 70% devem ser utilizados na compra de alimentos industrializados, e 30% investidos na compra direta de produtos da agricultura familiar. “O cardápio é padrão e deve-se levar em consideração aquilo que a lei específica regulamenta sobre a merenda escolar”, disse o secretário. O objetivo da medida é estimular o desenvolvimento econômico das comunidades com a aquisição de alimentos diversificados, produzidos pela agricultura familiar e que proporcione mais qualidade à alimentação escolar. Em Barreiras, existem comunidades que sobrevivem da agricultura familiar e podem ser beneficiadas com a lei. ■

Ações sociais e atividades de lazer marcam o Dia da Mulher Ivana Dias

Ações sociais, mesa redonda, cursos, palestras, atendimento médico e atividades esportivas e de lazer marcaram as comemorações do Dia Internacional da Mulher, 8 de março, em Barreiras. Nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) - conhecido como Casa da Família - houve palestra sobre “Direitos da mulher”, ministrada pela delegada Cláudia Rosana Duarte, e “A mulher na luta pelos seus direitos”, com a advogada Karoline Kedma Cruz. Houve ainda atendimentos médico, odontológico e de beleza e assistência psicológica. Para as praticantes do futebol society feminino, foi organizado pelo Departamento de Esportes, um torneio regional no povoado da Nanica, dedicado a Maria Madalena Pires da Silva, a mulher mais velha do povoado. Participaram do evento 12 equipes de Barreiras, além dos times de Muquém do São Francisco e Cotegipe na categoria livre. No encerramento da programação houve exposição de artigos artesanais do Projeto Colmeia em frente à Câmara Municipal de Vereadores.

No pátio da Prefeitura, o prefeito Antonio Henrique reuniu servidoras municipais para um café no fim da tarde. “As mulheres representam o progresso da sociedade, parabéns a todas e obrigada pelo trabalho diário de cada servidora municipal”, disse o prefeito. O prefeito anunciou a implantação, em breve, do Sistema de Comprovante de Rendimento - o contracheque online, que proporcionará maior eficiência nos serviços prestados pelo município em relação à folha de pagamento. Na Câmara de Vereadores de Barreiras, foi realizada mesa redonda sobre “A mulher na sociedade contemporânea”. Compareceram, além de vereadoras e suas convidadas, a diretora da UNEB, Marilde Guedes; a coordenadora diocesana da pastoral da pessoa idosa, Maria de Lourdes; a secretária de Ação Social, Antônia Pedrosa; a presidente da OAB de Barreiras, Cristiana Matos; a delegada da Delegacia da Mulher, Claudia Duarte. Marilde Guedes fez um relato histórico sobre as lutas e conquistas das mulheres. Maria de Lourdes ressaltou as carências das mulheres no município, entre elas, o atendimento oferecido. “Barreiras não

VIRGÍLIA VIEIRA

No pátio da Prefeitura, o prefeito Antonio Henrique reuniu servidoras municipais para um café no fim da tarde tem um centro de referência para tratamento da mulher; foi feito um projeto há mais de anos, que não funciona. Com mais de 140 mil habitantes, a cidade comporta uma delegacia para mulheres, um centro de referência, juizado especial, e essas são as mínimas condições para que nós mu-

lheres sejamos mais respeitadas”, disse. Na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Barreiras foi realizado o evento gratuito Especial Mulher. Houve cursos de maquiagem, estética facial e orientação nutricional, e foi proferida palestra sobre o tema “Beleza Atual”. ■


6

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Futuro presídio terá 533 vagas Construção levará seis meses. Atualmente, 110 presos se amontoam nas oito celas do complexo policial de Barreiras, que tem espaço para somente 28 VIRGÍLIA VIEIRA

VIRGÍLIA VIEIRA O projeto do presídio de Barreiras, que teria anteriormente 450 vagas, foi ampliado para 533 e será construído em seis meses, pelo método modular. As obras terão início assim que o Estado assinar contrato de empréstimo com o Banco do Brasil, previsto para acontecer no início do próximo mês. As informações são do secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado, Nestor Duarte Neto. “O Governo do Estado autorizou o uso de recurso próprio. Por determinação do governador Jaques Wagner, a unidade de Barreiras será a próxima a ser construída na Bahia”, afirmou o secretário. A construção do presídio vem sendo anunciada pelo governador desde 2010. Em Barreiras, o grande problema do sistema prisional é a superlotação. Cerca de 110 pre-

Delegado Joaquim Rodrigues sos – quando a capacidade é de 28 – superlotam as oito celas do complexo policial, uma média de 13 presos por cela. Segundo o delegado Joaquim Rodrigues, titular da 1ª Delegacia, esse número já foi superior, chegando a quase 200, tendo sido reduzido graças às liberações e transferências realizadas há duas semanas.

“Nós estávamos com um número muito maior de detentos. A situação é desumana e a única solução é a construção do presídio”, disse o delegado. Segundo o padre Gleicimar Santos, da Pastoral Carcerária, que realiza um projeto de assistência religiosa com os presos, a situação é insustentável. “Eles co-

Diocese de Barreiras lança Campanha da Fraternidade

meteram erros, porém, a constituição resguarda a dignidade humana dos encarcerados. São celas pequenas, abrigando um grande número de homens que mal podem se movimentar”, afirmou. Para ele, o Estado precisa tomar providências, para que não seja tirado dos presos o que lhes é de direito. “Eles já tiveram sua liberdade tolhida, perderam o direito de ir e vir, então, precisam ter sua dignidade resguardada, e isso inclui saúde, alimentação e ambiente adequado”.

Tentativas de fuga São constantes as tentativas de fuga. Recentemente, durante uma vistoria de rotina, policiais civis descobriram um buraco no teto em uma das celas, bem como barra de ferro, um pedaço de serra, uma broca, um pedaço de madeira e cerca de 30 “chuchos” (armas artesanais criadas por detentos). Para o delegado Rodrigues, os presos estariam armando mais uma fuga e um dos motivos seria a superlotação carcerária. - Estamos com o número reduzido de agentes para realizar a custódia, temos buscado atender

a todas às solicitações possíveis. Infelizmente, estamos trabalhando com um número reduzido de agentes, e isso tem dificultado tanto a assistência aos presos, quanto a outros serviços de nossa competência - disse. Para o padre, no contexto desumano em que os detentos vivem, é facilmente compreensível o fato de quererem fugir. “Qualquer ser humano resistiria à permanência em um lugar impróprio e inadequado. Faltam agentes para levá-los ao médico e aos bancos. Os presos reclamam também da comida, que já constatei ser de baixo valor nutritivo. A situação não é fácil e precisa urgentemente de uma solução”, afirmou. Por conta das tentativas de fuga e do número reduzido de policiais, o trabalho da Pastoral Carcerária foi suspenso até que seja amenizada a situação de insegurança na carceragem. “A assistência religiosa é um direito do detento previsto por Lei. Esperamos, em breve, retornar ao nosso trabalho”, afirma o padre que, acompanhado por agentes policiais, é o único que entra na carceragem. ■

IVANA DIAS

Igreja católica quer contribuir para mudar a realidade dos jovens IVANA DIAS

A Campanha da Fraternidade 2013 foi lançada em Barreiras, com o tema “Fraternidade e Juventude: Eis-me aqui, envia-me (Is 6,8)”. O objetivo é acolher os jovens e levá-los à construção de uma sociedade fraterna, fundamentada na cultura da vida, da justiça e da paz, disse o bispo da Diocese de Barreiras, Dom Josafá Menezes da Silva. O lançamento da campanha ocorreu no final de fevereiro, no Clube ABCD, com a presença de agentes de Pastoral da Diocese, diáconos, padres, religiosos e de coordenadores diocesanos da Pastoral, além do vice-prefeito Carlos Augusto Barbosa Nogueira (Paê) e secretários municipais. De acordo com Dom Josafá, a campanha deve levar em conta o contexto da realidade dos jovens do município, como uma forma de acolher as vocações dos mesmos. “Podemos acolher os jovens a partir da compreensão das potencialidades que eles têm, especialmente no mundo digital. Eles são os que melhor sabem utilizar as redes sociais; e são os mais entendidos no manuseio das novas

tecnologias”, disse. - Recomendamos que nossas comunidades acolham os jovens e abram espaços para que se expressem também na arte, na música e no esporte. Educadores, pais, entidades, autoridades e o povo em geral, com uma compreensão adequada da juventude, poderão agir melhor em relação aos jovens - acrescentou. Com a Campanha da Fraternidade, a Igreja católica pretende contribuir com a mudança da realidade dos jovens barreirenses através da potencialização das ações em favor da juventude. “Queremos ir ao encontro daqueles que estão em situação de risco, devido à omissão de um acompanhamento qualificado e à ausência de condições mínimas para uma vida digna. Em Barreiras e região há muitos jovens desempregados, sem qualificação profissional e envolvidos com o crime organizado”, disse Dom Josafá. Distanciamento da religião Ao analisar o distanciamento dos jovens em relação à religião, Dom Josafá acredita ser uma fase

complexa da vida que os deixam vulneráveis às drogas e atos criminosos. “A juventude de um lado é atraída pelas coisas boas da cultura moderna; de outro, é vulnerável também aos aspectos mais negativos dos tempos de hoje. Um deles é que os jovens se afastam das instituições sociais, como a Igreja, por exemplo, às vezes até por acompanharem a onda ideológica da modernidade”, disse. Dom Josafá vê no incentivo à participação dos jovens uma maneira de aproximá-los do convívio religioso. “Devemos comprometê-los mais e dar a eles mais espaços. Os jovens que participam da desestruturação dos tempos de hoje, os que têm a vida desorganizada na família, os que não têm chance de educação e dos outros benefícios sociais, se aproximam do mundo das drogas e das outras formas de crime, como prostituição e outros”, conclui. Projetos Um dos projetos a serem desenvolvidos durante a campanha, segundo Dom Josafá, é o Observatório de Juventude, que irá ajudar

Dom Josafá acredita em melhor acolhimento dos jovens a partir da compreensão das suas potencialidades a articular os setores pastorais que trabalham com jovens, bem como potencializar as. ações pastorais e institucionais em favor da juventude. “As políticas públicas já implementadas nem sempre chegam aos municípios. Muitas vezes não temos os instrumentos capazes de captar os benefícios desses programas”, disse o bispo, que defende ainda a criação de conselhos municipais. “Devemos trabalhar para que sejam criados conselhos municipais de juventude, para que existam entidades e organizações capazes de receber as políticas públicas e aplicá-las corretamente. Devemos continuar a preparar as lideranças de pastorais de juventude e dos movimentos para que participem de Conselhos Municipais de Juventude em suas ci-

dades e possam exigir a aplicação dessas políticas”, afirmou. Entre as ações já em desenvolvimento estão a Pastoral Carcerária, que acompanha os presidiários no Complexo Policial de Barreiras, onde, de acordo com Dom Josafá, dos mais de 100 internos que vivem em condições desrespeitosas do ponto de vista humano, 80% são jovens; os projetos Cata-Ventos, que atendem quase 700 adolescentes nos bairros periféricos de Barreiras; as ações da Pastoral da Juventude e da Pastoral da Aids; a Escola Família Agrícola de Angical e a Escola Família Agrícola de Tabocas do Brejo Velho. Há ainda projetos de creche e formação da juventude desenvolvidos em outros municípios da Diocese de Barreiras. ■


LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

7

Ordem de demolição de imóvel histórico em aeroporto gera reação Localizado na área do aeroporto, a “casa do gerente” é o único marco histórico existente da construção original VIRGÍLIA VIEIRA

VIRGÍLIA VIEIRA A ordem de demolição do imóvel conhecido como “casa do gerente”, localizado na área do aeroporto de Barreiras, erguido pelos norte-americanos no início da década de 40, para lhes dar suporte durante a Segunda Guerra Mundial, vem provocando reação de um grupo de moradores da cidade, que deseja tombar o imóvel e transformá-lo em um museu. Com autorização do Comando da Aeronáutica, a ordem de demolição foi expedida pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que já abriu licitação para a contração da empresa que executará o mandato. Na intenção de preservar a última casa original da antiga construção do aeroporto, um grupo de moradores acionou o Ministério Público Federal (MPF), que recomendou que a Infraero suspenda a demolição. O MPF vai apurar se a casa integra o patrimônio histórico do município de Barreiras. O procurador da República José Ricardo Teixeira Alves já solicitou que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) se manifeste sobre a possibilidade de tombamento do imóvel. “Este imóvel tem um grande significado como patrimônio histórico para Barreiras. Muitas famílias residiam, outras visitavam socialmente, durante as décadas em que o aeroporto de Barreiras funcionou como ponto de apoio para abastecimento de combustível das aeronaves, tanto internacionais, como nos voos domésticos”, afirma a professora e historiadora Ignez Pitta de Almeida.

O imóvel é o único marco histórico existente da construção original A Academia Barreirense de Letras (ABL) também lançou uma campanha de mobilização pela preservação da casa. Recentemente solicitou uma audiência com o prefeito Antônio Henrique, no sentido de pedir sua colaboração como chefe do executivo

municipal. A proposta inicial é sugerir o tombamento da casa, através de Lei nº 578/2003, de 29 de abril de 2003, sancionada por Antônio Henrique, em gestão anterior. “A ideia é fazer no local, depois de reformado e restaurado, o Museu do Aeroporto, com

Arquivo: Napoleão Macedo

Avião da Pan American na pista do aeroporto na década de 1940

fotos e equipamentos que são testemunhas da nossa história”, disse Ignez. Segundo a Infraero, que falou ao Jornal do São Francisco por meio de sua Assessoria de Comunicação, a recuperação ou restauração do imóvel seria inviável economicamente. “Não cabe à Infraero julgar questões relacionadas aos valores subjetivos de bens; não se trata de imóvel tombado. Portanto, a cidade deverá buscar os órgãos competentes para tratar o assunto em questão”, disse. História do imóvel Destinada a ser a residência do gerente da base aérea, inaugurada em 1941, com a presença do então Presidente da República, Getúlio Vargas e de autori-

dades norte americanas, que ali implantaram uma base militar aérea durante a Segunda Guerra Mundial, o imóvel era ao mesmo tempo um ponto de apoio para reabastecimento de combustíveis para os aviões que faziam a rota Miami/ Rio de Janeiro/Buenos Aires. A partir de 1945, com o fim da Segunda Guerra, o aeroporto foi entregue pelos norte americanos à companhia aérea Panair do Brasil, que passou a administrá-lo. Segundo a historiadora, o funcionamento do aeroporto foi um dos grandes acontecimentos da história do município. “O aeroporto era para Barreiras um ícone, um patrimônio que a fazia crescer e fazia parte do sentido de pertencimento e identidade dos seus habitantes”, afirma. Com a desativação do ponto de apoio, que foi transferido para Brasília, pelo governo militar que sucedeu ao golpe de 1964, o aeroporto foi também desativado e esvaziado de suas funções. “Com o tempo, a casa passou a abrigar os aparelhos de rádio do controle de voos, depois tornou-se, até o momento, um ponto de apoio para os guardas do aeroporto que, inclusive só encontram nela um abrigo, nas noites de chuva, quando o terminal de passageiros está fechado”, conta Ignez. Depois da quase desativação do aeroporto, com a demolição sumária da maioria das casas, o imóvel passou a ser usado para abrigar os aparelhos de radiocomunicação e seus operadores e, atualmente serve aos guardas e seguranças do local que, à noite, ali se refugiam em horas de chuva. Portanto, a casa é o único marco histórico existente da construção original. ■

Taxa de esgoto e serviços da Embasa na pauta da Câmara

Em audiências públicas, serão discutidos o acordo entre a Prefeitura e a concessionária e as tarifas cobradas pelos serviços RAUL MARQUES O fornecimento de água e os serviços de esgotamento sanitário em Barreiras serão os temas de duas audiências públicas que acontecerão nos dias 21 e 22 de março, quinta e sexta-feira, na Câmara de Vereadores, às 9 horas. O presidente da Câmara, Carlos Tito Marques Cordeiro, disse que há quase quatro anos tramita um Projeto de Lei, de sua autoria, que visa corrigir irregularidades na forma como

a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) explora o fornecimento de água e o serviço de esgoto. “A cobrança da taxa de esgoto, por exemplo, foi determinada por lei estadual, datada de 1º de junho de 2001 e não houve contestação. Isso precisa ser corrigido”, disse. Carlos Tito informou que deverão participar das audiências públicas autoridades de todas as esferas – federal, estadual e municipal -, bem como representantes dos bairros mais afetados, pelo que chamou de pres-

tação de serviços inadequada. - Existem alguns bairros que não são totalmente atendidos pelas redes coletoras de esgoto e pelas estações de tratamento. Nestes casos, encontram-se Vila Brasil, Vila Dulce, Loteamento São Paulo, Ribeirão, São Miguel, Centro Histórico e Centro Habitacional Rio Grande. Isso tem que acabar - disse. A pauta das audiências públicas coloca como primeiro tema a política tarifária municipal existente na cidade, sobre a qual o vereador faz vários questiona-

mentos. “O principal deles é o fato de o sistema da cidade ter sido totalmente construído com recursos públicos, da Prefeitura e da União, a fundo perdido, sem contrapartida da Embasa e do Governo do Estado. Isso precisa ser revisto e ficar claro a todos os cidadãos barreirenses”, disse. “Precisa ser feita uma Lei Municipal, como manda a Lei Orgânica, instituindo a Tarifa de Esgoto em Barreiras”, disse, acrescentando que 80% sobre o valor do consumo de água são cobrados sob a chancela de Ta-

rifa de Esgoto em Barreiras. “O que não pode haver é uma empresa ganhar dinheiro a custo zero”, disse. Também serão debatidas na audiência pública questões como a paralisação das obras de esgotamento sanitário na cidade, que contam com financiamento da Caixa; problemas na prestação de serviços, como a falta d´água e a renovação da concessão dos serviços públicos municipais de abastecimento de água e do esgoto, entre a Prefeitura e a Embasa. ■


8

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Aquecimento no mercado de automóveis Vendas sobem 15% nos primeiros 64 dias do ano no Oeste baiano. Previsão das concessionárias é de que haja aumento de 3% até 78% em 2013. Para alguns modelos, há fila de espera e demora de até 60 dias para entrega FOTOS DE JOÃO PENIDO

JOÃO PENIDO

D

e 2 de janeiro a 5 de março deste ano foram emplacados 1.002 veículos leves (carros, caminhonetes e furgões) na Primavia, revendedora Fiat em Barreiras, que abrange mais de 30 municípios na região Oeste da Bahia. Houve aumento de 15,27% sobre as 849 unidades vendidas em igual período do ano passado. Apesar da volta gradual do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre os carros com motor 1.0, que começou em janeiro, com 1%, e passou a 3,5% em março, o mercado de automóveis na região Oeste mantêm-se aquecido. Revendedoras ouvidas pelo Jornal do São Francisco esperam obter este ano aumentos de vendas que variam de 3% (caso da Mitsubishi) a 78% (caso da Hyundai). Em face do aquecimento, alguns modelos têm fila de espera e demoram até 60 dias para serem entregues.

O carro-chefe das vendas foi o Gol, com mais de 50% do total. Modelos com alguns opcionais, como volante multifuncional (que permite ao motorista controlar o som no próprio volante) estão com espera de 30 dias para serem entregues. Na concessionária Toyota, do mesmo grupo da Sanave, o Campo Verde, a fila de espera é constante. “O mercado está aquecido. Os carros que chegam da fábrica já estão vendidos e é difícil ter modelos em estoque”, disse o gerente de vendas, Jackson Mattos, que espera obter aumento de 30% no faturamento deste ano, também graças à abertura da filial em Luís Eduardo. De acordo com o gerente, os modelos mais vendidos são o Hillyux (50% das vendas anuais), Corola (25%), SW 4 (20%) e Ethios (5%). Todos estão com espera de 30 dias para serem entregues.

Renault e Nissan Márcio Andrade, diretor da Renault/Nissan Fiat Nas concessionárias Renault e Nissan de Barreiras, integrantes do grupo Primavia, Concessionária da Fiat, fabricante que que, somadas, tiveram em 2012 crescilidera as vendas de veículos na região Oes- dicas e produtores rurais podem comprar (sedan), no início de março. O HB20 com motor 1.0, que custa R$ mento de 20% sobre 2011, as vendas no te da Bahia, com 30% do total, a Primavia diretamente na fábrica, com descontos de de Barreiras vendeu no ano passado 1.400 5% a 10%. Neste caso, também há espera 34.995, não está disponível para pronta primeiro bimestre do ano não foram tão entrega. A espera, que já chegou a uma boas. Porém, o diretor Márcio Andrade carros novos e espera vender 1.540 este de 30 a 45 dias. média de 60 dias, estava reduzida a uma espera que deslanchem em março e atinano, aumento de 10%, informou Wagner Hyundai média de 45 no início de março e vai con- jam o ápice em junho, mês da Bahia Farm Correia, executivo de vendas. Os números A GTS Motors, revendedora da sulcore- tinuar diminuindo à medida em que a fá- Show. Ele prevê para este ano incremento restringem-se à sua área de atuação (de Barreiras a Bom Jesus da Lapa e também ana Hyundai em Barreiras, vendeu 280 brica for aumentando a produção. O HB20 de 12% a 15%, dependendo do comportaalguns municípios do Piauí, num raio de carros em 2012 e espera vender 500 neste com motor 1.0 é o segundo mais barato mento da safra agrícola. ano, que começou bastante aquecido, re- entre os carros da Hyundai, só perdendo Entre os executivos do setor ouvidos 500 quilômetros). No entanto, ressalvou, o comportamen- gistrando alta de 34% no primeiro bimes- para o Confort 1.0, que custa R$ 32.935. Já pelo Jornal do São Francisco, Márcio Anto das vendas neste ano dependerá sobre- tre. Em janeiro, as vendas subiram 60% o modelo HB20 com motor 1.6, com preço drade foi o que mostrou maior preocupatudo do nível de perdas em produtividade em relação a igual mês de 2012; em feve- de R$ 39,995, dispunha de três unidades ção com as perdas que estão ocorrendo na atual safra devido à estiagem e ao ataque dos produtores de grãos em decorrência reiro, ficaram abaixo das de janeiro, mas para pronta entrega. da lagarta Helicoverpa zea. “Apesar de da estiagem e da lagarta Helicoverpa zea. aumentaram 20% em relação a fevereiro Volkswagen e Toyota do ano passado. Se a Barreiras ter um comércio forte, atraindo “Se a receita dos produtometa de vender 500 A Sanave, concessionária Volkswagen, consumidores de cidades vizinhas e atenres e também a de pecucarros este ano for também registrou aquecimento nas ven- dendo hoje a cerca de 1 milhão de pessoas, aristas for muito afetada atingida, representará das no primeiro bimestre deste ano, no- as perdas de produtividade na atual safra (no caso destes últimos aumento de 78% so- tadamente em fevereiro, com a abertura são preocupantes. Há produtores que espor conta da estiagem) o bre as vendas de 2012. da filial em Luís Eduardo Magalhães, no tão estimando queda de 30% ”, disse. ano não será tão bom, po As informações são dia 4. Segundo informou o gerente de VenNo entanto, o diretor informou que aldendo terminar no mesdo gerente comercial, das, Silvio Reis, em janeiro foram vendidos guns modelos não estão disponíveis para mo nível do ano passado”, Em todo o Brasil, foram vendidos Jorge Costa, segundo 36 carros novos e, em fevereiro, 45. O au- pronta entrega. É o caso do utilitário Dusdisse. 519,3 mil veículos, entre automóo qual o forte cresci- mento de vendas em relação ao primeiro ter, da Renault, que custa de R$ 49.900 a As vendas, informou, veis e comerciais leves (como vans mento esperado para bimestre do ano passado foi de 15%. R$ 76 mil, e tem fila de espera de 20 pesforam muito boas em e furgões) no primeiro bimestre do este ano deve-se sojaneiro e arrefeceram ano, com alta de 6,32% sobre igual bretudo ao início da um pouco em fevereiro, período de 2012, segundo a Fedeprodução dos carros voltando a subir bem no ração Nacional da Distribuição de da Hyundai no Brasil, início de março, por conVeículos Automotores (Fenabrave). em 19 de setembro do ta do início da colheita de Em janeiro foram vendidos 296,8 ano passado, em Pirasoja. O aumento de venmil veículos e, em fevereiro, 222,4 cicaba (SP). Anteriordas neste ano, ressaltou, mil (queda de 25% em relação a mente, de novembro está ocorrendo apesar da de 2011 a setembro de volta gradual da cobranjaneiro e de 5,65% ante fevereiro 2012, os carros vendiça do Imposto sobre Prode 2012). A previsão da Fenabrave dos pela GTS Motors dutos Industrializados para as vendas deste ano é de aueram importados pela (IPI) sobre os automóveis mento de 2,6%, somando 3,7 miCaoa. com motor 1.0. Em janeilhões de automóveis e comerciais Com o lançamento ro, o percentual cobrado leves emplacados. A entidade hado primeiro modelo foi de 1%; em fevereiro, via previsto, em janeiro, alta de 3%. produzido no país, subiu para 3,5%; e até juo HB20 (o H vem de nho voltará aos 9,5% que eram cobrados antes do início da isenção. Hyundai, o B de Brasil e 20 refere-se à Dos modelos vendidos, informou Cor- plataforma de montagem), em 20 de oureia, o Grand Siena completo, que custa tubro, a GTS optou por deixar de revenR$ 39.500, está com espera de 30 dias em dedora Caoa e aderir à Hyundai Motors média; já o Strada cabine dupla, com mo- Brasil (HMB). De outubro para cá foram tor 1.4, que custa a partir de R$ 44 mil, está lançados mais dois modelos nacionais: com espera de 30 a 45 dias. Pessoas jurí- o HB20X, em 20 de fevereiro, e o HB20S Jorge Costa, gerente comercial da GTS Motors, revendedora Hyundai

No país, vendas subiram 6,32%


LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

9

Motos em queda

A Silvio Reis, gerente de Vendas da Sanave, concessionária VW

o contrário do que ocorreu no mercado de automóveis, o de motocicletas registrou queda de vendas no primeiro bimestre deste ano. Na Luz Motos, revendedora Honda, a queda foi de 5%, segundo informou a gerente comercial, Valéria Chaves. No entanto, ela espera vender este ano uma média de 430 unidades por mês, aumento de 6% sobre 2012. Como o ano passado registrou queda também de 6%, a meta deste ano, se atingida, significará um retorno ao patamar de 2011. Valéria Chaves disse que o ano passado teve um primeiro semestre aquecido, mas, no segundo, registrou queda acentuada, de cerca de 10%. Isto ocorreu, assinalou, devido ao fato de as financeiras terem limitado a concessão de crédito, em virtude do aumento da inadimplência. “Foi uma queda inesperada, que ocorreu em todo o país. O mercado teve em 2012 uma oscilação muito grande, mudando de um mês para outro”, disse. A Luz Motos vende somente motocicletas da Honda, produzidas na Zona Franca de Manaus. Os preços variam de R$ 5 mil (100 cilindradas) a R$ 34 mil (600 cilindradas). O tíquete médio é de R$ 7.500, informou Valéria Chaves. Como em todo o Nordeste, as vendas por consórcio respondem por 40% do total (no Sul este

Valéria Chaves, gerente Comercial da Luz Motos

percentual é de 15%) e são parceladas em 72 meses, enquanto para as demais o financiamento é de no máximo 50 meses. A Honda e a Yamaha são as únicas fabricantes nacionais; as motos das demais marcas são apenas montadas no país. (J.P.) ■

Jackson Mattos, gerente de Vendas da Toyota

GUAIBIM Wagner Correia, executivo de Vendas da Primavia, concessionária Fiat

soas, a maior parte para a versão automática, que demora entre 45 a 60 dias para ser entregue.

Mitsubishi A Paraíso Motors, concessionária Mitsubishi em Barreiras, que atua em 20 municípios do Oeste baiano, de Barreiras a Bom Jesus da Lapa, espera obter este ano aumento de 3% nas vendas. No ano passado, foram vendidos 250 carros, o mesmo número de 2011, informou o gerente comercial, Marcélio da Cunha. Ele espera que o lançamento da Triton flex, em abril, com preço de R$ 79.900, contribua para atingir a meta deste ano. Atualmente, a linha Triton, que é bem diversificada, tem modelos de R$ 87 mil até

R$ 125 mil. Ao contrário de outros executivos do mercado de automóveis, Marcélio da Cunha não acredita que os problemas da atual safra agrícola venham desaquecer as vendas. “A safra não vai atrapalhar as vendas. A queda na produção de grãos não é generalizada e será pequena”, disse. Além disso, ele assegura que grande parte dos clientes troca de carro a cada 100 mil quilômetros, que seriam percorridos a cada ano, pois “as fazendas ficam distantes das cidades e os carros fazem constantes viagens a Salvador e Brasília”. Ele informou ainda dispor de grande variedade de carros em estoque. “Apenas alguns modelos específicos estão com espera, de 10 a 30 dias”, disse. ■


Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013 Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

LOCAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Barreiras ganha shopping popular O Centro Comercial de Barreiras está sendo construído na Rua Aroldo Andrade, mais conhecida como rua do Estádio

C

om o objetivo de ampliar as oportunidades de negócio, gerando emprego e renda à população, a Peixoto Empreendimentos e seus parceiros - Construtora Almeida Barbosa, Prolar Galdenes House e Vista Imóveis trazem para Barreiras, o Centro Comercial de Barreiras (CCB). São 103 lojas com boxes a partir de 4m² com opção de junção, monitoramento 24 horas, praça de alimentação, água e energia, banheiros e fraldário. O shopping popular está sendo construído na Rua Aroldo Andrade, no centro da cidade. Segundo o engenheiro civil e sócio proprietário do empreendimento, Ligierre Barbosa, o grupo Almeida Barbosa está presente em vários lugares do país e a cidade de Barreiras foi escolhida por ser uma cidade de comércio forte e povo acolhedor. “Estamos executando uma obra de qualidade e eficiência. Este é o compromisso do nosso grupo com o povo de Barreiras”, disse. A entrega, prevista para

VIRGÍLIA VIEIRA

O diretor comercial Thyago Galdenes apresenta proposta para população e autoridades novembro de 2013, foi antecipada para agosto, graças ao sucesso das vendas. “As lojas podem ser facilmente pagas até a entrega das chaves, o que facilita a aquisição de mais de um conjunto, por exemplo, permitindo a ampliação do espaço e o atendimento a diversos públicos no momento da locação”, afir-

mou Ligierre. “Com um conceito inovador, o CCB agrega comodidade, facilidade e oportunidades de negócios para a população de Barreiras. Sob o conceito de shopping popular, acreditamos que o empreendimento está chegando na cidade para realizar sonhos e transformar a realidade”, disse o diretor co-

mercial Thyago Galdenes. No dia 06 de março, com a presença de representantes empresariais, políticos, lojistas e investidores, o grupo realizou o lançamento oficial do empreendimento. Na oportunidade, o presidente da Câmara de Vereadores de Barreiras, Carlos Tito, ressaltou a importância desse novo momento.

“A nossa cidade é carente em investimentos desse porte. Assim, a Câmara se vê satisfeita com a iniciativa, que já chega promovendo oportunidades e confiança, tanto na população, quanto no comércio”, disse. O empreendedor José Carlos Lima Peixoto chamou a atenção para a administração do empreendimento, com foco no bem estar dos lojistas e clientes. “Teremos uma gestão compartilhada, na qual ouviremos e conversaremos com todos os lojistas. Estamos trazendo um novo conceito de comércio para Barreiras e quem sai ganhando é o cliente”. Para o vice-prefeito, Carlos Augusto Barbosa (Paê), a atividade de comércio e serviço é uma vocação da cidade de Barreiras. “Precisamos qualificar a mão-de-obra de Barreiras, para melhorar ainda mais as nossas potencialidades no ramo comercial. Este empreendimento chega a Barreiras, propiciando emprego e renda para a população”, afirmou Paê.

ARTIGO Luiz Augusto Cunha Especialista em Ortodontia, PósGraduado pela New York University College of Dentistry

Odontologia para bebês Antes do nascimento A dentição começa a se formar meses antes do nascimento. Os dentes de leite, a partir da 6ª semana e os permanentes, por volta do 5º mês de vida intra-uterina. Assim, condições desfavoráveis durante a gestação como infecções, carência nutricional, medicamentos inadequados, podem trazer problemas aos dentes em fase de formação e mineralização. Hábitos saudáveis como a higiene bucal diária e a boa alimentação da gestante, são fundamentais. A futura mamãe deve estabelecer uma dieta balanceada, rica em fósforo, cálcio e vitaminas A, C e D, pois nutre o bebê e assegura-lhe o desenvolvimento de uma boa estrutura dental. Alimentos com muito açúcar e carboidratos devem ser consumidos com moderação e, evitados entre as refeições, uma vez que o seu consumo frequente favorece o aparecimento de cáries. Importância da amamentação para os dentes do bebê A amamentação natural é fundamental para a saúde geral do bebê e prevenção de alterações bucais indesejadas. Além da importância afetiva e nutricional, o exercício muscular durante a sucção do seio, favorece a respiração nasal e ajuda na prevenção de problemas de posicionamento incorreto dos dentes e estruturas faciais.

A erupção dos dentes do bebê Se o bebê coloca tudo na boca, geme ou chora com frequência, está salivando demasiadamente, provavelmente algum dente está irrompendo. Se a gengiva estiver irritada, avermelhada e inchada, ou se você puder sentir ou mesmo ver a ponta de um dente surgindo, então o dente do bebê está na fase de erupção.Outros sintomas, como irritação, febre, náusea, falta de apetite e diarréia muitas vezes estão presentes durante a erupção dos dentes. Esta, no entanto, não é a única razão para o aparecimento destes sintomas. Assim uma consulta com o odontopediatra e com o pediatra é importante. Higiene bucal do bebê Apesar das bactérias que provocam cáries só aparecerem com a erupção dos dentes, uma higienização precoce treina o bebê a aceitar mais facilmente este hábito. Com uma gaze, ou ponta de fralda ou ainda uma dedeira de tecido, seca ou embebida em água filtrada e fervida ou soro fisiológico, os resíduos do leite materno são retirados, delicadamente, da boca do bebê. É interessante o uso do fio dental logo após o nascimento dos primeiros dentes para instituir o hábito nesta fase precoce.

Transmissão da cárie Beijos na boca do bebê, assoprar o alimento para esfriá-lo e o uso compartilhado de copos e talhares devem ser evitados desde cedo. Assim não se tornam costumes tão prejudiciais após o nascimento dos dentes, quando bactérias adquiridas por contato bucal, aderem aos dentes da criança favorecendo o aparecimento de cáries. Lembrem-se, incentivar a higienização da criança, desde a fase inicial do aparecimento dos dentes, é fator fundamental para que ela acostume a escovar os dentes, fazendo disso um hábito comum do dia-a-dia. ■

INFORME PUBLICITÁRIO

10 10


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

11

INFORME PUBLICITÁRIO

FAAHF entrega mais de 100 profissionais ao mercado de trabalho de Luís Eduardo e região Faahf sela definitivamente, mais um compromisso acadêmico e social.

V

inte e oito de fevereiro de 2013. A data será eternizada como o “divisor de á guas, entre o presente e o futuro” dos cento e dezesseis formandos da Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira (Faahf) de Luıś Eduardo Magalhã es. A frase destacada pelo professor e paraninfo das turmas, Josias Garcia Ribeiro, “é o resultado de uma longa caminhada de grandes esforços e dedicaçã o, e o inıćio de uma vida pro issional, onde cada um é produto de suas escolhas”. Realizada no Quatro Estaçõ es Hall, a solenidade de colaçã o de grau marcou a quarta formatura da IES, desde a sua fundaçã o em março de 2006. Neste ano, a Faahf entregou ao mercado de trabalho, oito proissionais de administraçã o, vinte e cinco em ciê ncias contá beis, oito em Letras, vinte e trê s pedagogos, dezesseis engenheiros agrô nomos, vinte e nove bacharé is em Direito e sete engenheiros de produçã o. Para a diretora geral da Faculdade, Maria Angé lica Cardoso Ferreira de Sousa, a Faahf cumpriu todas as metas estabelecidas e sela de initivamente o compromisso acadê mico e social. “Nosso grande desa io era fazer um projeto que visasse a construçã o de uma instituiçã o de ensino superior com qualidade e humanismo, pautado na iloso ia de vida dos fundadores do nosso municıp ́ io e patronos da Faahf e do CEMAC, senhor Arnaldo Horá cio Ferreira (in memoriam) e Maria Cardoso Ferreira (presidente da Sociedade Educacional Arnaldo Horá cio Ferreira, - mantenedora da Faahf), que pela fé vivenciaram a beleza de acreditar que só o amor é real”, pontuou Maria Angé lica. Ainda segundo a direçã o geral, a missã o da Faculdade Arnaldo Horá cio Ferreira, estabelecida desde o nascimento do projeto, possui um vın ́ culo qualitativo e é tico com a educaçã o, oferecendo condi-

Rua Pará, 2280 – Bairro Mimoso do Oeste Luís Eduardo Magalhães/BA

çõ es que favoreçam a transmissã o, o desenvolvimento e aplicaçã o de conhecimentos respondendo prontamente as exigê ncias do meio em que se situa e como agente propulsor de mudanças. “Para a Faahf, educaçã o quer dizer promoçã o da pessoa em sua totalidade, e o processo de desenvolvimento do cidadã o que deverá ser dinâ mico, integral e ter como referê ncia imprescindıv́ el o aspecto cognitivo, o afetivo e o moral da pessoa”, enfatizou Maria Angé lica. Alé m da entrega dos diplomas, a Faahf també m premiou os primeiros colocados de cada curso, durante os anos de atividade acadê mica. Os acadê micos Ulisses Moreira Santos Neto e Talison Fernandes Martins do curso de Direito també m receberam o certi icado de Honra ao Mé rito pela aprovaçã o no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, antes mesmo da conclusã o do curso. A formanda Admaria Carlos de França Franco Andrade, em nome dos demais formandos recebeu homenagem pelo esforço, empenho e dedicaçã o observados durante todo o curso. Ao inal, a presidente da Sociedade Educacional Arnaldo Horá cio Ferreira, Maria Cardoso Ferreira, deixou a seguinte recomendaçã o aos formandos. “Nunca se esqueçam de colocar em primeiro lugar na vida de você s, o que eu tive como meta, um Deus que é vivo e presente, porque somente com ele que chegamos e alcançamos tudo. Se hoje existe uma Faahf nã o foi por acaso, foi de uma fé inabalá vel des-de a aquisiçã o da Fazenda Mimoso do Oeste. Tenham muito amor, em primeiro lugar a Deus, uns com os outros e sejam gratos aos seus pais por terem tido condiçõ es de manter cada um de você s em um trabalho e um estudo, que hoje os tornam independentes, abrindo portas para grandes oportunidades graças a esse esforço”.

(77) 3628-9900 www.faahf.edu.br


12

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

MUNICÍPIOS

ANGICAL

Padre é assassinado por três em Angical DA REDAÇÃO O pároco de Angical, o padre Raimundo Reinan Valente, foi assassinado com golpes de faca e de pedras na noite do último dia 10 de março, no pátio da casa paroquial. A Paróquia Senhora Sant'Ana faz parte da Diocese de Barreiras. A polícia já prendeu dois suspeitos e um terceiro – um menor de 17 anos – que entregou-se por volta das 19 horas de quarta-feira, 13 de março, à polícia. O menor se apresentou acompanhado do advogado e da mãe. Os outros suspeitos de matarem o padre são um menor de apenas 12 anos e Rodrigo Gabriel da Silva Souza, de 18 anos, preso em São Desidério. Rodrigo é goiano e seria viciado em drogas, hospedando-se na casa da vítima toda vez que vinha à região. Os dois menores seriam de Barreiras, segundo informações. De acordo com a polícia, os autores do crime fugiram com o carro da vítima, um Corsa Sedan de cor prata, levando a carteira com documentos e dinheiro. Um dos criminosos chegou a tentar vender o carro que pertencia ao padre, em Roda Velha,

por R$ 2 mil, mas foi preso. O que chamou a atenção do comprador foi um adesivo da paróquia no carro. O provável comprador desconfiou ao lembrar do que havia ocorrido com o pároco e chamou a polícia. Segundo a apuraçãopolicial, os homens já estavam dentro da casa paroquial quando o padre retornou após celebrar a missa dominical. Um dos assassinos, que seria assíduo frequentador da casa paroquial, tinha acesso ao controle remoto do portão da garagem. Informações dos peritos que estiveram no local dão conta que o padre teria entrado em luta corporal com os agressores e seu corpo estava de bermuda e sem camisa, com as marcas das agressões. As armas utilizadas no crime – as pedras e facas – foram abandonadas no local. O menor que se apresentou dia 13 de março à polícia negou que tivesse agredido o padre. Ele disse que somente Rodrigo Gabriel da Silva Souza teria praticado a agressão ao padre com pedradas e facadas. A polícia duvida desta versão já que os ferimentos no corpo do padre não teriam sido feitos apenas por uma pessoa.

BARRA

Duas agências bancárias são assaltadas no município DA REDAÇÃO No final da manhã de quinta-feira, dia 13, duas agências bancárias da cidade de Barra, no Oeste da Bahia, foram assaltadas por um grupo com aproximadamente 15 homens. Segundo testemunhas, o grupo, muito bem armado, dividiu-se em três grupos e assaltou, quase que simultaneamente o Bradesco e o Banco do Brasil da cidade. Um grupo foi para cada banco, enquanto o terceiro ficava

de prontidão, caso algo desse errado. Este terceiro grupo dava tiros para o alto, para assustar a população e manter as ruas desertas. A ação foi facilitada pela localização dos bancos. As agências ficam na mesma rua, ambas no centro da cidade, e são separadas por cerca de 100 metros, o que facilitou a ação. Foram feitos seis reféns, entre funcionários e clientes das agências, que acabaram liberados posteriormente durante a fuga na direção de Ibotirama.

Luís Eduardo Magalhães

MPE apreende 1,7 toneladas de alimentos DA REDAÇÃO Em ação concluída no dia 8 de fevereiro, o Ministério Público do Estado (MPE) e órgãos de defesa do consumidor apreenderam na cidade de Luís Eduardo Magalhães, 1,7 toneladas de alimentos. Esta foi à primeira operação realizada no município desde a sua emancipação - há doze anos. Na ocasião, supermercados, padarias, açougues e lanchonetes foram inspecionados. Entre os problemas identificados pelo MP, os principais foram os produtos com prazo de validade vencidos, falta de registro e indicação de origem, além da exposição inadequada para a venda. Foram emitidos pelo Procon 15 autos de infração e dois autos de constatação, além de três

apreensões, com procedimento policial. Em sua atuação, a vigilância sanitária emitiu mais de 40 notificações, 34 termos de apreensão e 15 autos de infração. Já a fiscalização tributária inspecionou 89 empresas do comércio varejista de alimento, sendo 15 identificadas em funcionamento em situação irregular e 13 multadas por ausência de cadastro. A operação teve o apoio do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do Consumidor (Ceacon), da 1ª Promotoria de Justiça da comarca, da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), do Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), das Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica do Município e da fiscalização tributária.

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Município é o primeiro do Oeste a implantar os serviços do Procon DA REDAÇÃO Uma audiência pública no último dia 08, em Luís Eduardo Magalhães, no Fórum da Comarca, teve por objetivo a implantação dos serviços da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) – tornando-se a primeira cidade da região Oeste da Bahia a dispor da presença do órgão. Entre os assuntos em discussão na cerimônia comandada pelo promotor da Vara Cível, Dr. André Bandeira, estavam a acessibilidade às pessoas com deficiência e exposição da Operação Passando a Limpo – trabalho que deu início às atividades do Procon na cidade. A implantação do serviço é resultado de um convênio que a região Oeste esperava há muitos anos, e que Luís Eduardo Magalhães conquistou em menos de 90 dias. Durante a audiência, o prefeito Humberto Santa Cruz anunciou a intenção da Secretaria de Indústria e Comércio em firmar parceria para implantação da Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb), junto com a Associação Comercial e Empresarial de Luís Eduardo Magalhães (Acelem). Estiveram presentes, além do prefeito Humberto Santa Cruz, o vice-prefeito Marcos Alecrim, o vice-presidente da Câ-

São Desidério

ASCOM/PNLEM

mara de Vereadores, Vôga Pelissari, o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Estado da Bahia, Dr. Almiro Sena Soares, o Juiz de Direito da Vara Crime, Dr. Claudemir da Silva Pereira, o Juiz de Direito da Vara Cível e Relações de Consumo, Dr. Pedro Rogério Castro Godinho, o presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Luís Eduardo Magalhães, Dr. Carlos César Cabrini, o coordenador de fiscalização do Procon do Estado da Bahia, Sr. Carlos Brandão e, representando o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), o Gestor Regional de Barreiras, Sr. João dos Santos Silva.

Moradores recebem orientação para limpeza de reservatórios DA REDAÇÃO Cerca de 80 imóveis localizados nas ruas Valério de Brito e das Palmeiras receberam a visita de técnicos da Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa). As visitas aconteceram nos imóveis onde apareceram vestígios de substância derivada de petróleo na rede de água para orientação quanto ao correto procedimento de limpeza dos reservatórios e sobre a normalização do abastecimento de água. Foram entregues pela Embasa aos moradores que ainda não tinham lavado os seus reservatórios, 1 litro de água sanitária e esponja, além de cartilha com

orientações do procedimento de limpeza. Embora os resquícios da substância não tenham sido mais encontrados na rede distribuidora, a água dos imóveis foi analisada pelos técnicos da empresa. As causas do incidente ainda estão sendo investigadas pela Embasa. De acordo com o gerente regional da Embasa, Francisco Araújo Andrade, logo que a substância foi detectada na rede distribuidora, a empresa suspendeu o fornecimento para limpar a rede de água na região onde apareceu a substância no município de São Desidério e prevenir que um novo incidente atingisse maior quantidade de imóveis.

Projeto Cras entrega biscoitos a famílias carentes DA REDAÇÃO Mais de 280 pacotes de biscoitos derivados da mandioca foram entregues a famílias carentes de São Desidério. A ação faz parte do projeto desenvolvido em parceria entre a Casa da Família e a Cooperativa dos Mandiocultores de São Desidério, do povoado de Cabeceira Grande, a cerca de 40 km da sede, onde os biscoitos são fabricados. A parceria iniciada em janeiro terá duração de quatro meses, e já foram feitas duas entregas de produtos como beiju, biscoito voador e de puba, bolacha de goma, bolo de tapioca e de puba. “Foram mais de 2.200 kg de biscoitos distribuídos até o momento com esta segunda entrega. É uma parceria que tem tudo para dar certo

e estamos muito confiantes”, disse o tesoureiro da cooperativa, João Xavier. A cooperativa é responsável pela fabricação e entrega à Associação de Moradores e Pequenos Produtores de Manoel Lopes e adjacências, enquanto a Associação de Moradores e Pequenos Produtores de Ponte de Terra e adjacências, são responsáveis pela entrega ao Cras. “O critério para participação das famílias nesse projeto é que estejam inseridas em algum programa desempenhado no Cras, a exemplo do Ser Mulher, Ativa Idade e Arte em Jogo. Já estamos articulando as inscrições de novos projetos que entram em atividade ainda esse ano, como o Ser Mãe e o Brinquedoteca”, disse a coordenadora da Casa da Família, Fabiane Martins.


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

JSF no Planalto

JSF NO PLANALTO Romênia Mariani

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

13

Jornalista Correspondente (*) romeniamariani@hotmail.com De Brasília | Fotos: reprodução

Entes federativos devem dançar no mesmo ritmo REPRODUÇÃO

Eduardo e Renan

O

Pacto Federativo nasce para estreitar as relações entre a União e os Estados. A intenção é criar os mecanismos necessários para que os trabalhos da Administração Pública possam ser feitos de maneira articulada. Depois do polêmico e tenso debate acerca dos royalties do petróleo, o Congresso Nacional tem como alvo os projetos que visam um novo pacto federativo. União, Estados e Municípios devem estar em sintonia. Esse é o grande objetivo do pacto federativo. O Pacto Federativo Brasileiro, longe dessa realidade, faz algum tempo que está ultrapassado e rema contra a maré. Tudo indica que esse ano o pacto passará por uma reformulação e um novo cenário será despontado. Encontro dos líderes do Congresso – Renan Calheiros e Henrique Eduardo Alves com os governadores dos 26 estados e do Distrito Federal promete dar

uma chacoalhada na situação. Pretende-se nesse encontro definir uma pauta mínima para resolver as incongruências do pacto brasileiro. A pauta contempla assuntos como a reforma do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS); compensação a estados; fundo de desenvolvimento regional; repactuação de dívidas com a União; solução para a ‘guerra’ fiscal e novo rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE). Hoje o que existe no Brasil é uma organização federativa que praticamente ignora as condições financeiras e administrativas dos estados para suprir os excessos de atribuições e poderes do governo federal, que na realidade arrecada a maior parte dos impostos e pouco deixa para as unidades federadas - os Estados como também os municípios. A União Federal arrecada mais

de 70% da tributação, sobra muito pouco para os Estados e Municípios, o que inviabiliza a eficiência e qualidade dos serviços públicos. Sem recursos, os gestores dos estados e municípios ficam impossibilitados de atender as demandas básicas da população. Os rapasses para estados e municípios estão cada vez mais minguados. Querer governar um país continental como o Brasil por meio de uma centralização de poder e força política não procede. É complicado para o tecnocrata de Brasília estar a par dos problemas do interior da Bahia, do Amazonas, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina ou de qualquer outro estado; é preciso conhecer e vivenciar de perto a realidade de cada povo. O efeito proximidade, combinado da descentralização, são fatores essenciais para uma boa administração. O Pacto Federativo vigente, de forma desleal distribui os

recursos arrecadados, gerando guerras fiscais entre os estados, que são obrigados a reduzirem sua arrecadação para atrair empresas. O pior de tudo é que as responsabilidades dos estados, principalmente, dos municípios, aumentam a cada dia e os recursos diminuem; a sobrecarga tem sido grande. É oportuno destacar trechos do artigo escrito por Ribamar Oliveira no Valor Econômico – Municípios assumem gastos da União e Estados. “Os municípios brasileiros gastaram mais de R$ 19 bilhões em 2011 para oferecer serviços à população que, por lei, deveriam ser custeados pela União e pelos Estados, segundo estudo feito pelo economista e geógrafo François Bremaeker, da Associação Transparência Municipal (ATM). O estudo feito por Bremaeker mostra que os maiores prejudicados são os menores municípios, com população de até 10 mil habitantes, que gas-

PODER As eleições 2014 já movimentam o Centro do Poder. A largada antecipada para aqueles que desejam comandar o país foi dada. Para disputar a presidência da República, quatro nomes já são ventilados. A presidente Dilma (PT) vai para a reeleição; Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva também estão dispostos a entrar na briga. A quarta candidata ainda não tem partido, mas já está construindo

uma “Rede” com essa finalidade.

básica é crucial, porque quanto mais barata ela for, melhor para o Brasil”, disse a presidente.

série de medidas com o intuito de melhorar as condições de produção. De acordo com a presidente, a economia brasileira é forte e “nada contra a corrente internacional”, com a menor taxa de desemprego de sua história.

REDUÇÃO DE IMPOSTOS No último dia 08, a presidente Dilma anunciou a redução de todos os impostos da cesta básica. Segundo ela, ao adotar essa medida é possível diminuir a inflação e melhorar a renda de todo brasileiro. “Desoneramos a parte mais custosa, que foi a carne, porque achamos que a cesta básica do brasileiro tem que ter carne. Achamos que essa cesta

NOTAS

ELEIÇÕES 2014 A presidente Dilma Rousseff, já com o olhar voltado para as próximas eleições, disse no último dia 12, que a economia brasileira vai crescer e que isso é fundamental para a melhoria de vida da população. Dilma declarou que, para que o país cresça, o governo está tomando uma

ORÇAMENTO 2013 Depois de muita lenga lenga, O Congresso Nacional aprovou a proposta orçamentária de 2013, que será enviada agora para

tam proporcionalmente mais para garantir os serviços que não são executados pelos Estados e pela União. "A participação relativa desses gastos sobre a receita total é maior nas regiões mais "abandonadas", ou seja, onde há necessidade de uma atuação mais intensa por parte dos municípios para garantir fornecimento dos serviços à população", diz o texto da ATM”. “Bremaeker constatou também que 3.895 municípios, com população inferior a 20 mil habitantes, despendem com os serviços e ações da competência dos Estados e da União mais do que conseguem arrecadar com os seus tributos. O texto diz que os 122 municípios com população de até 2 mil habitantes têm um gasto com essas despesas 4,23 vezes maior que o da sua arrecadação tributária. Constatou-se ainda que 70,2% dos municípios brasileiros comprometem mais do que toda a sua arrecadação tributária para custear serviços que deveriam ser custeados pelos Estados e União”. O que se espera é uma reforma no Pacto Federativo que priorize os municípios, para que estes possam administrar uma maior fatia do bolo. A nova divisão dos Royalties, se não houver mais nenhum embaraço, representa o pontapé para o fortalecimento do municipalismo, uma vez que transfere recursos para todos os municípios brasileiros, produtores ou não de petróleo e derivados. Neste momento de reformas, há que se observar que nosso modelo tributário concentra enorme parte do que é arrecadado na União, o que torna os estados e municípios dependentes do poder central. Para o Brasil avançar, os entes federativos devem falar a mesma língua, entoar a mesma música, dançar o mesmo ritmo e abraçar a descentralização. ■ sanção presidencial. O projeto contempla gastos de R$ 2,28 trilhões, sendo R$ 2,17 bilhões no âmbito dos orçamentos fiscal e da seguridade, e R$ 110,61 bilhões de investimentos estatais. Os investimentos totais alcançam R$ 196,91 bilhões em 2013. Esse número inclui o valor disponibilizado pelas estatais, mais R$ 86,3 bilhões dos demais órgãos públicos federais, alocado nos orçamentos fiscal e da seguridade. ■


14

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

REGIÃO

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Umob propõe criar consórcio para pleitear verbas de projetos RAUL MARQUES Criar um consórcio dos municípios com menos de 50 mil habitantes para facilitar o acesso à linha de programas de financiamento do Governo Federal foi o assunto principal da reunião dos prefeitos que fazem parte da União dos Municípios do Oeste da Bahia (Umob), realizada quinta-feira, 14 de março, na sede da instituição, em Barreiras. A Umob tem 18 municípios associados. Na reunião, havia sete representantes municipais – seis prefeitos e um vice-prefeito. O prefeito de Barra, Artur Silva Filho, ligou para a Umob avisando que não poderia ir em razão do assalto a dois bancos, com reféns, que houve em sua cidade. O presidente da Umob, o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Humberto Santa Cruz, pediu a todos os presentes que agilizassem sua integração ao consórcio

da Umob para que a região tenha mais força ao pleitear qualquer recurso junto aos órgãos governamentais. Entre os projetos, citou o Cidade Inteligente, conhecido também como Cidade Digital. “Temos que ser rápidos. Só há 300 projetos a serem aprovados para todo o Brasil.As inscrições terminam no próximo dia 4 de abril e há condições de obtermos êxito”, disse Santa Cruz. Na ocasião, Santa Cruz e o diretor da Hiamina Tecnologia, Werther Brandão, apresentaram o projeto Oeste Digital, que prevê a integração por fibra ótica dos municípios da Região Oeste. No entender de Humberto Santa Cruz, a articulação dos prefeitos que fazem parte da Umob é essencial para a obtenção de recursos para o projeto. “Será muito diferente se fizermos um pedido em nome de vários municípios, ao invés de somente um. Isso, em qualquer esfera. O consórcio entre os municípios do Oeste baia-

no é importante para que tenhamos sucesso”, disse. Para que o consórcio seja possível, será preciso alterar o estatuto da Umob, segundo informou o presidente. “Com as mudanças propostas no estatatuto, será possível criar colegiados nas áreas de saúde, educação, assistência social e meio ambiente. Precisamos nos organizar para pleitear melhorias”, disse. Humberto propôs ainda que sejam feitas reuniões periódicas com os secretários destas áreas para a discussão de projetos. Foi sugerida, ainda, a criação de uma mensalidade para cada um dos participantes da Umob, a ser cobrada de acordo com o tamanho da cidade e a arrecadação. “Com este valor será possível custearmos nossas despesas com a Umob, criada para fortalecer o Oeste da Bahia”, disse Humberto. Esta taxa será calculada por uma equipe da Umob e não será uniforme.

RAUL MARQUES

Na reunião, havia sete representantes municipais – seis prefeitos e um vice-prefeito O prefeito de São Desidério, Demir Barbosa, lembrou que precisa haver maior integração também dos prefeitos da região com a União dos Prefeitos da Bahia (UPB). “É preciso saber a proposta da diretoria para que tenhamos mais força”, disse, recebendo o apoio dos presentes. Estas questões de taxas e projetos será feita pela seretária-geral da Umob, Magdalena Carolina Guilherminot Alves de Udaeta. Na ocasião, o presidente da Umob também informou haver necessidade de mudar a sede

da associação para um local de maior espaço, especialmente para os eventos programados para os próximos dias, que envolvem questões tributárias e de gestão. Estiveram também presentes à reunião da Umob os prefeitos de Riachão das Neves, Hamilton Américo; de Baianópolis, Anderson Cleyton Santos Almeida; de Angical, Leopoldo de Oliveira Neto; de Vanderley, José Conceição dos Santos; e o vice-prefeito de Barreiras, Carlos Augusto Barbosa. ■


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

15


16

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

JORNAL DO SÃO FRANCISCO


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

17


1818

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de JORNAL DO2013 SÃO FRANCISCO Edição 125, 1 a 15 de MARÇO de 2013

JSFRURAL Para combater praga, Governo libera uso de cinco agrotóxicos Medida, porém, gera frustração, pois não saiu a liberação do benzoato de emamectina, a mais esperada por produtores RAUL MARQUES Para controlar o avanço da lagarta Helicoverpa zea, que ataca as lavouras na região Oeste da Bahia, o Ministério da Agricultura liberou na quinta-feira, 14 de março, o uso de dois produtos biológicos (Virus VPN HzSNPV e Bacillus Thuringiensis) e três químicos (Clorantraniliprole, Clorfenapyr e Indoxacarbe). A liberação foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira, 15, e os produtos já estão disponíveis para comercialização. A utilização restrita dessas substâncias foi concedida em caráter emergencial após negociações entre os Ministérios da Agricultura, Saúde e Meio Ambiente, no âmbito do Comitê Técnico para Assesso-

ramento de Agrotóxicos (CTA), e também com produtores da região. O prazo de uso previsto em lei é de 24 meses. A medida, porém, gerou frustração, pois não saiu a liberação do benzoato de emamectina, a mais esperada por produtores, por ser considerado o único princípio ativo capaz de realmente dizimar a lagarta. “Esperamos que o comitê tenha sensibilidade e aprove o registro do benzoato de emamectina o mais rápido possível, porque cada dia de atraso representa prejuízos significativos para os produtores", disse o secretário de Agricultura do Estado da Bahia, Eduardo Salles, que tem levado ao Governo Federal as reivindicações dos produtores do Oeste baiano.

Segundo produtores, os dois produtos biológicos e os três inseticidas liberados não devem trazer muitos resultados contra a helicoverpa. A eficácia dos defensivos usados atualmente não chega a 50% do que é considerado necessário para realmente dizimar a helicoverpa.

Vazio sanitário O diretor de Sanidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Cósam de Carvalho Coutinho, disse que o estabelecimento de um vazio sanitário pode ser uma medida eficiente para conter o avanço da Helicoverpa zea. No período de vazio sanitário, é proibido o cultivo de qualquer lavoura. Agricultores destacam que a medida tem que ser tomada em conjunto, já

que tem de ser respeitada por todos. Se houver plantação em alguma área, sem respeitar o vazio sanitário, há o risco de toda a região ser infestada de novo pela lagarta. Cósam Coutinho informou que ações emergenciais para o controle da Helicoverpa serão discutidas nos próximos dias 3 e 4 de abril em um seminário promovido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Ele explicou que o aumento da população de lagartas, que migrou para as lavouras de algodão e soja, está também relacionado à questões de manejo das lavouras, que devem ser melhor estudadas, como o cultivo do milho transgênico, que tem toxinas que matam as lagartas. ■

Estoques reduzidos em revendas de defensivos FOTOS: HELOÍSE STEFFENS

Alguns inseticidas não estão mais disponíveis para pronta entrega Heloíse Steffens

O ataque da lagarta Helicoverpa zea, mais conhecida como “lagarta da espiga do milho”, gerou grande procura por defensivos agrícolas no Oeste da Bahia. Revendedoras da região estão com estoques reduzidos ou sem produtos para pronta entrega aos agricultores, que passaram a aplicar maior variedade de produtos, em maiores doses. Paulo Augusto Gondim, proprietário da revenda Uniagro, de Luís Eduardo Magalhães, disse que a praga “pegou todo mundo desprevenido, tanto que está havendo falta de produtos e muita dificuldade de reposição”. Ele informou que, em um período de 60 dias, 80 mil litros de um único produto para combate à praga foram comercializados, quando, anteriormente, se vendia 10 mil litros/safra. “Em inseticida estamos crescendo 100% a cada safra; se tivéssemos mais oferta, as vendas triplicariam”, disse. De acordo com Gondim, a alta nas vendas de defensivos não deve se restringir à safra 2012/13, uma vez que muitos

produtores têm procurado sua revenda com o objetivo de assegurar a entrega de produtos para a próxima safra. “A encomenda antecipada dos produtos é praxe e vamos pedir um volume maior de inseticidas. Como esses produtos são importados, estou comprando agora para que cheguem a tempo”, disse. Riagro Jefferson Marino, da revenda Riagro, também de Luís Eduardo Magalhães, informou que o pico da demanda por defensivos ocorreu em janeiro e fevereiro deste ano. “Houve um aumento na comercialização de produtos específicos, mas não gostaria de quantificá-lo. Contudo, posso adiantar que foram números absurdos”. De acordo com ele, o aumento do plantio de soja em todo o país aumentou a demanda e, com o ataque da lagarta, a procura por defensivos cresceu ainda mais e alguns produtos específicos faltaram. “Hoje estou com meu estoque reduzido”, disse. Marino acrescentou que seus clientes estão preocupados com o ataque da lagarta Helicoverpa

Paulo Gondim

Jefferson Marino

Rodrigo Amâncio de Araújo

zea, que foi muito severo. “Muitos produtores começaram a colher e, em algumas áreas, não em todas, houve queda de 30% a 50% na produtividade”, disse. O ataque, assinalou, foi agravado pela estiagem, que favoreceu a proliferação da lagarta e propiciou sua migração para outras culturas, como algodão, soja e feijão, elevando os gastos dos produtores com defensivos. Além disso, a situação se agrava porque a praga é de difícil controle. “Mesmo com a aplicação de mais defensivos, o problema não está sendo totalmente resolvido.

Este é um problema que não será resolvido apenas com produtos químicos. Tem que haver outros mecanismos, outras formas de combater a lagarta, como a adoção de um programa fitossanitário”, afirmou.

em uma salada, e em maiores doses, com desempenho que variou muito de região para região. Tivemos de buscar mais fornecedores. O estoque de produtos que se mostraram mais eficazes praticamente acabou”, disse. ‒ O mais preocupante hoje é a lagarta. Já passamos pelo bicudo, mofo branco, enfim, por várias dificuldades que foram superadas. Vamos vencer a lagarta também – afirmou. A Lavrobrás já está dimensionando a quantidade de defensivos que deverá encomendar para a próxima safra, informou. ■

LavrobrÁs Consultor de vendas da Lavrobras para a região de Roda Velha, Rodrigo Amâncio de Araújo estima que houve aumento de 20 a 30% nas vendas de inseticidas para combate à lagarta nesta safra. “Tem sido aplicada uma associação de vários produtos, como


JSFRURAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

Edição 125, 1 a 15 de MARÇO de 2013

19

Estiagem causará tanta perda de produtividade quanto a lagarta Expectativa é da Aiba, que está concluindo levantamento de campo para dimensionar com precisão as perdas em decorrência da escassez de chuva A estiagem que atinge o Oeste baiano na atual safra, com a ocorrência de veranicos em dezembro, fevereiro e também em março, deverá causar perdas em produtividade semelhantes às que serão causadas pela lagarta Helicoverpa Zea. “A estiagem deverá consumir tanta receita quanto a lagarta”, disse ao Jornal do São Francisco, o diretor de Relações Institucionais da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Ivanir Maia, sem considerar os gastos extras com defensivos para combater a lagarta. As perdas de produtividade devido à lagarta estão estimadas em 5 sacas de soja por

hectare e 30 arrobas de algodão por hectare. De acordo com Ivanir Maia, a Aiba está realizando um levantamento de campo para diagnosticar com precisão o impacto da estiagem, com mapeamento de microrregiões, o qual ficará pronto no final de março. “Uma queda de 10% na produtividade já é constatável a olho nu, mas o percentual deve aumentar, pois a estiagem continua; porém, ainda não dá para estimar a quanto chegará”, afirmou. Microrregionalização A dificuldade de obter uma estimava precisa das perdas deve-se ao fato de estar ocorrendo uma microrregionalização da

estiagem. “Por exemplo, choveu ontem e anteontem (dias 6 e 7 de março) em uma área de Luís Eduardo Magalhães, mas em outra área, a menos de 30 quilômetros da primeira, não chove desde 29 de janeiro. Por isso, há áreas que vão produzir bem e outras mal na região Oeste”, disse. Ivanir Maia acrescentou que no caso da soja, cuja colheita já foi iniciada, há áreas nas quais estão sendo colhidas 50 sacas por hectare, enquanto em outras, muito próximas, estão sendo colhidas apenas 25. Já o milho, que começou a ser colhido antes da soja, está sendo menos afetado. “A perda com milho não será grande; a produtividade está no patamar de 130 a 140 sacas por

hectare, o que não é ruim”, disse. No caso do algodão, ainda não dá para quantificar o impacto da estiagem. “O algodão está em fase de desenvolvimento, e tem boa capacidade de recuperação. Será preciso esperar até meados de abril para se ter uma radiografia precisa”, assinalou. Melhora na tecnologia Ivanir Maia disse que a soja, a cada ano que passa, tem recebido um incremento de tecnologia, tornando-se mais resistente. “Esse nível de estiagem, se ocorresse há uma década, teria um impacto muito mais agressivo”. Atualmente, destacou, há variedades de soja mais adaptadas à região Oeste (cujas raízes cres-

RAUL MARQUES

JOÃO PENIDO

cem mais), bem como melhoradas geneticamente e por isso mais produtivas (colhe-se mais grãos por hectare). Além disso, os insumos são mais eficientes que no passado (há mais micronutrientes no solo) e há melhores práticas de manejo, como o uso do plantio direto. ■

Produtores gastarão mais R$ 28 milhões com diesel VIRGÍLIA VIEIRA

RAUL MARQUES

O aumento de 5% no óleo diesel, anunciado pela Petrobras no início de março, deve gerar um gasto adicional de R$ 28,165 milhões para os agricultores da região do Oeste da Bahia, que já vêm sofrendo perdas com a estiagem e a lagarta Helicoverpa zea. O cálculo é do diretor de Integração e de Agronegócios da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Ernani Sabai, com base nos dados da safra anterior. “Há uma série de fatores que devem elevar o custo médio de produção e afetar o lucro do produtor”, disse. Os cálculos do diretor da Aiba levam em conta somente os 5% de elevação anunciados pela Petrobras. No entanto, alguns agricultores chegaram a ligar para a instituição alertando que distribuidoras estariam praticando aumento de até 6,7%. O aumento do custo da produção, no caso só com o combustível de máquinas envolvidas no preparo do solo, plantio e pulverização, afeta mais os produtores de soja. Segundo Sabai, o custo médio do diesel no processo produtivo da soja convencional é de 22% do total, percentual superior ao do algodão e ao do milho. O custo médio por hectare da soja convencional, com a alta do diesel, deve passar de R$ 1.465

O litro do diesel custa R$ 2,409 no Posto Petrobras, localizado na Avenida ACM, em Barreiras para R$ 1.481 (aumento de 1,09%), segundo Sabai. “Temos que colocar neste valor, ainda, o gasto extra com defensivos para combater a lagarta, que varia entre US$ 100 e US$ 150 por hectare. Pode acrescentar uns R$ 200 aos R$ 1.481,00”, disse. Na região Oeste da Bahia existem 1.285.334 hectares plantados com soja. O gasto dos produtores na safra anterior com diesel foi de R$ 405.272.800. Nesta safra, os produtores de soja irão desembolsar mais R$

20,264 milhões em diesel, em todas as fases da produção, sem contar o custo do transporte do produto até o destino final.

Algodão e milho No caso do algodão, que ocupa área de 261 mil hectares no Oeste baiano, o gasto médio dos produtores com óleo diesel é de 19% do custo médio total de produção. Os produtores pagarão mais R$ 5,745 milhões em diesel. O custo médio total por hectare do produto deve passar de R$

4.031 para R$ 4.069 (aumento de 0,94%). Em relação ao milho, que ocupa área de 239 mil hectares na região Oeste da Bahia, o impacto da alta do diesel será menor, uma vez que o gasto com este combustível representa apenas 13% do custo total de produção. Os produtores da região pagarão mais R$ 2,156 milhões pelo diesel, o que elevará o custo de produção por hectare de R$ 2.346 para R$ 2.361 (aumento de 0,63%). Segundo Ernani Sabai, os pro-

dutores não têm como evitar a maior despesa, já que toda fase produtiva, praticamente, é movida a diesel. “São máquinas pesadas e modernas. Quanto mais moderna for uma máquina, mais combustível ela gastará. Só teria um jeito; mudar o modal de transporte, passando para o ferroviário”. Engenheiro agrônomo da Equipe Consultoria Agronômica, Ezelino Carvalho calcula que o impacto da alta do óleo diesel será equivalente a 0,8 saca de soja por hectare, a 1,5 saca de milho por hectare e a duas arrobas de caroço de algodão por hectare. Para chegar a estes números, Ezelino Carvalho utilizou como base o preço médio do litro do óleo diesel este ano, de R$ 2,30, ante R$ 1,90 em 2012. “Isso vai dar um acréscimo de 21,05% no preço do diesel”, informou. Seu cálculo leva em consideração que os gastos com combustível representam 20% do custo médio de produção da soja, 19% no caso do algodão e 15% no caso do milho. Segundo cálculo da Confederação Nacional do Transporte (CNT), o reajuste de 5% no preço do diesel deve resultar em alta de 1,25% no custo do frete de cargas transportadas por caminhões no Brasil. No entanto, ainda segundo a entidade, nos postos a alta teria sido maior, ultrapassando 6%. ■


20

JSFRURAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

Antonio Andrade é o novo ministro da Agricultura DA REDAÇÃO O deputado federal e produtor rural Antônio Eustáquio Andrade Ferreira é o novo ministro da Agricultura, nomeado por Dilma Rousseff na sexta-feira, dia 15 de março. Ele nasceu em 18 de junho de 1953 na cidade de Patos de Minas, no Estado de Minas Gerais. É engenheiro civil graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Filiou-se em 1987 ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o único partido de sua carreira política. Foi presidente do Sindicato Rural, prefeito de Vazante (MG) e deputado estadual por três mandatos. Estava no segundo mandato como deputado federal, antes de assumir o Ministério da Agricultura. Em 2009, foi eleito presidente da Executiva Estadual do PMDB de Minas

Gerais e, em 2012, presidente da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados. Mendes Ribeiro Filho deixou o Ministério da Agricultura e deve voltar para a Câmara de Deputados. Ele ficou um ano e sete meses à frente do ministério. Assumiu o cargo em agosto de 2011 no lugar de Wagner Rossi, do PMDB, que deixou a pasta envolvido em denúncias de corrupção. Mendes Ribeiro foi submetido a uma cirurgia em outubro daquele ano para remover um câncer no cérebro, diagnosticado em 2007, que ainda não foi curado. O ministro passou a receber sessões quinzenais de quimoterapia na unidade de Brasília do Hospital Sírio-Libanês, sofrendo duas convulsões, que o levaram a novas internações. Por causa deste problema de saúde, Mendes Ribeiro não

podia realizar longas viagens pelo País. A troca de Mendes Ribeiro pelo deputado Antônio Andrade faz parte de um acordo pelo apoio do PMDB mineiro à candidatura de Patrus Ananias do PT para a Prefeitura de Belo Horizonte nas últimas eleições. O presidente da Leite Brasil, Jorge Rubez, disse à Agência Estado, que a indicação de Antônio Andrade para o Ministério da Agricultura faz parte de uma estratégia política, com vista às eleições de 2014, e não trará qualquer melhoria para o setor. Já o presidente da União Nacional da Indústria e Empresas da Carne (Uniec), Francisco Victer, disse que espera uma boa gestão do político à frente do Ministério. No seu entendimento, o novo ministro é produtor e deputado por um partido que tem força política para fortalecer o agronegócio.

plo da Austrália, é estabelecer um vazio sanitário entre os finais de agosto e de outubro para evitar a multiplicação da praga. “Estabelecer este vazio sanitário é necessário já que a lagarta se hospeda nos mais variados tipos de lavouras, entre as quais feijão, trigo, cevada, sorgo e melancia”, disse Breda. Ele entende que houve subestimação em relação à lagarta helicoverpa, que já na safra anterior dava sinais de que causaria problemas para os agricultores brasileiros. Teria havido uma confusão inicial entre as espécies de lagarta. “A Helicoverpa é muito parecida com as lagartas do gênero heliothis. Foi aplicada grande quantidade de defensivo contra a heliothis, sem muito sucesso”, explicou. A seu ver, várias causas levaram à proliferação da Helicoverpa, a “lagarta da espiga de milho”. Uma delas foi o aumento do cultivo do milho transgênico, que elimina 100% da espécie conhecida como spodoptera frugiperda, a “lagarta de cartucho”, que come a helicoverpa. “Com a redução do inimigo natural, a quantidade de helicoverpa aumentou”, disse. Breda cita ainda a estiagem ocorrida no ano passado e o cultivo ininterrupto de várias culturas como motivos para o

aumento da quantidade de helicoverpa.

Serão necessários cinco anos de trabalho para acabar com praga RAUL MARQUES

Serão necessários cinco anos para acabar com a praga da lagarta Helicoverpa zea, afirma o engenheiro agrônomo, produtor e presidente do Grupo Brasileiro de Consultores de Algodão, Celito Eduardo Breda. A praga, acrescentou, precisa ser combatida com uma ação conjunta de longo prazo, com a participação de todos os produtores. “Não se extermina uma praga como esta apenas com uma ação pontual. Pode-se colocar um prazo de cinco anos para acabar com a praga”, disse. Breda, que também é diretor da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), participou de missão técnica e científica que foi à Austrália para aprender a tecnologia usada nas duas infestações ocorridas naquele país, uma em 1984 e outra em 1997. De acordo com ele, a Austrália desenvolveu um programa fitossanitário que resolveu a questão. “Este programa está sendo devidamente adaptado à agricultura brasileira por um grupo técnico e deve ser colocado em prática em breve pelos produtores do Oeste baiano”, informou. Uma ação do programa a ser adotado, seguindo o exem-

Perdas Celito Breda estima que os produtores gastaram em média cerca de US$ 200 por hectare plantado com inseticidas e outros defensivos, dependendo da cultura. “Este valor pode chegar a US$ 300 no caso do algodão e pode variar conforme a região. Há casos em que o agricultor teve perda completa, preferindo gradear a plantação. E isso não foi só na região não. Tenho um amigo que perdeu parte da plantação no Mato Grosso”, disse. Celito Breda sentiu os efeitos da praga no próprio bolso. Ele perdeu parte das suas plantações de soja em Barreiras e em Baixa Grande do Ribeiro, no Piauí, por causa da lagarta. Sua estimativa é de que no Oeste baiano a perda com a lagarta será de cinco sacas de soja por hectare e de 35 arrobas por hectare de algodão. Breda participou de reunião em Brasília, na segunda-feira, dia 11 de março, com produtores de vários estados e representantes da Casa Civil, do Ministério da Agricultura na qual foram traçadas estratégias para evitar que o problema da lagarta tome maiores proporções. ■

Conab reduz estimativa de alta para a soja DA REDAÇÃO A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou para baixo sua estimativa de produção para a soja. No sexto levantamento de safra, divulgado dia 7 de março, a Conab prevê a colheita de 82,064 milhões de toneladas de soja, volume 1,63% (1,360 milhão de toneladas) abaixo dos 83,424 milhões de toneladas estimadas na pesquisa divulgada no mês passado. A projeção da Conab ainda é de colheita de uma safra recorde de soja, volume 23,6% acima dos 66,383 milhões de toneladas colhidas na safra passada. A principal revisão nos números da soja da Conab ocorreu para a região Nordeste. A estimativa recuou em 1,073 milhão de toneladas (-10,9%), passando de 9,832 milhões de toneladas em fevereiro para 8,758 milhões em março. A Conab rebaixou as previsões para os três principais estados produtores nordestinos, com destaque para a Bahia, com retração de 615,3 mil toneladas (-16%), para 3,845 milhões de toneladas. Para o Piauí, houve redução de 360,6 mil toneladas (-22,0%) para 1,279 milhão de toneladas, e para o Maranhão, de 97,7 mil toneladas (-5,4%) para 1,704 milhão de toneladas. Os números da Conab neste mês também foram menores para a região Centro-Oeste, que apresenta recuo de 616,3 mil toneladas (-1,49%) em relação aos dados de fevereiro, com estimativa de produção de 39,036 milhões de toneladas. A queda mais expressiva foi apontada para o Mato Grosso do Sul, com retração de 302,5 mil toneladas (-5,0%) para 5,749 milhões de toneladas. A estimativa para Mato Grosso reduziu em 289,3 mil toneladas (-1,18%) para 24,158 milhões de toneladas.

A Conab estimou que a produção nacional de grãos da safra 2012/2013 deve alcançar 183,5 milhões de toneladas, com alta de 10,5% sobre os 166,1 milhões de toneladas do ciclo anterior. Em relação ao levantamento anterior, houve redução de 0,8% na estimativa por causa das condições climáticas adversas no período da pesquisa (de 18 a 22 de fevereiro). O milho segunda safra também apresenta bom desempenho, com aumento de 5,5%. Devem ser produzidos 41,2 milhões de toneladas, ante 39,1 milhões de toneladas da safra passada. O número supera a produção do milho primeira safra, estimada em 34,7 milhões de toneladas. A Conab estima que a área plantada terá crescimento de 4,1% em comparação com a safra passada (50,8 milhões de hectares), chegando a 52,9 milhões hectares. As culturas de soja e milho obtiveram também os melhores desempenhos em área plantada, segundo a estatal. No caso da soja, o aumento deve chegar a 10,4%, passando de 25 milhões para 27,6 milhões de hectares. Já o milho segunda safra ampliou a área em 8,6%, passando de 7,6 milhões para 8,3 milhões de hectares. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou que a produção nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deve totalizar 183,4 milhões de toneladas em 2013, com alta de 13,2% sobre 2012. Diferentemente do previsto pela Conab, a nova projeção do IBGE supera em 86.466 toneladas a de janeiro. O instituto analisa a colheita de janeiro a dezembro, enquanto a Conab se baseia no ano-safra, que vai de agosto a julho do ano seguinte.

Agroconsult eleva previsões para soja e milho Apesar das perdas registradas no Oeste baiano com a estiagem e a praga helicoverpa zea, a Agroconsult elevou no início de março a estimativa para a safra de soja do Brasil em 2012/13, que passou de 83,9 para 84,2 milhões de toneladas. Ambas as marcas são recorde. A previsão de produtores rurais do Oeste baiano é de que na região a soja registre queda de 10 a 15%. A estimativa da Agroconsult é maior que a da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) - que projetou em fevereiro 83,4 milhões de toneladas -, e

leva em conta a perspectiva de o Rio Grande do Sul colher uma boa safra. O recorde na produção de soja ocorreu na safra 2010/11, com mais de 75 milhões de toneladas. Em 2011/12 a produção baixou para 66,4 milhões de toneladas, devido à seca que afetou o sul do país. Para a safra de milho do Brasil também foi previsto recorde, de 75 milhões de toneladas, ante 74,7 milhões na estimativa do final de janeiro. Em 2011/12 o Brasil colheu 72,9 milhões de toneladas, o recorde atual.


JSFRURAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

21

Aiba firma parceria para incentivar regularização ambiental Erica Cunha

Assinado Acordo de Cooperação Técnica que prevê, dentre outras ações, a mobilização de produtores rurais para adesão ao Cadastro Ambiental Rural O então ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira e a diretoria da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) - representada pelo presidente Júlio Busato, o vice-presidente Odacil Ranzi e o diretor executivo Thiago Pimenta - assinaram Acordo de Cooperação Técnica para regularização ambiental de imóveis rurais, por meio do Cadastro Ambiental Rural (CAR), no dia 11 de março, em São Paulo. “Nós, brasileiros, estamos fazendo nossa parte para a produção responsável e sustentação do meio ambiente. Agora é possível mostrar isso e cobrar dos outros países, que devem seguir o exemplo e fazer o mesmo”, afirmou a ministra Izabella Teixeira.

Além da mobilização de produtores rurais para adesão ao CAR, que servirá para estratificar as propriedades e regularizar os imóveis rurais. Ações de apoio ao Programa de Regularização Ambiental (PRA) também estão previstas no Acordo. A parceria também prevê incentivo para adesão ao Plano Agricultura de Baixo Carbono (ABC), que objetiva reduzir as emissões de gases de efeito estufa por meio de sistemas produtivos sustentáveis, além da redução de áreas desmatadas. Para o ministro Mendes Ribeiro, o Cadastro é uma ferramenta importante para o produtor rural, pois permite a regularização ambiental dos estabelecimentos rurais. “Esse acordo permitirá que o Governo elabore as políticas agrícolas nas diferentes regiões do País, a partir das informações que estarão no sistema informatizado do CAR”, disse. ■

Júlio Busato, Izabella Teixeira e Odacil Ranzi

Abapa propõe a São Desidério PPP para recuperar estradas vicinais

Ascom/Abapa

Isabel da Cunha com prefeito e secretários de São Desidério IVANA DIAS A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) apresentou projeto de Parceria Público Privada à Prefeitura de São Desidério visando à recuperação de estradas vicinais, de modo a facilitar o escoamento da produção agrícola do algodão baiano. Estiveram presentes à reunião na sede da Abapa em Barreiras, o prefeito de São Desidério, Demir Barbosa; os secretários de Agricultura, José Marques de Castro e, de Meio Ambiente, Demósthenes Júnior; a presidente da Abapa, Isabel da Cunha, o vice-presidente, Paulo Jorge Mota e o diretor exe-

cutivo, Uilham Hillebrand. De acordo com o projeto apresentado, serão recuperados 518 quilômetros de estradas vicinais. O valor das obras é estimado em R$ 3,4 milhões. O custo da obra deve ser dividido entre o Fundo para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro), produtores e Prefeitura. O maquinário seria disponibilizado pela Abapa, assim como a doação do óleo diesel, três caçambas em tempo integral, um engenheiro ou técnico de estradas, um engenheiro ou técnico ambiental, fiscalização da faixa de recuo obrigatória e disponibilização e instalação de manilhas, se houver necessi-

dade. “Essa é a nossa proposta para o município de São Desidério. Queremos chegar a um acordo para que de fato consigamos tocar o projeto”, disse o diretor executivo da Abapa, Uilham Hillebrand. A presidente da Abapa, Isabel da Cunha destacou que houve boa receptividade por parte da Prefeitura de São Desidério para sanar uma necessidade que vem de encontro aos anseios do setor produtivo. “Com essa parceria buscamos diminuir os custos da produção. Os resultados da reunião foram satisfatórios. Este é mais um passo para promovermos o desenvolvimento da região”, disse. ■

Walter Horita na lista dos 100 mais influentes do agronegócio brasileiro JOÃO PENIDO Walter Horita, um dos grandes produtores de algodão do Oeste baiano, foi incluído pela revista Dinheiro Rural entre “As 100 personalidades mais influentes do agronegócio”, em reportagem de 20 páginas da edição especial de fevereiro, a centésima da publicação da Editora Três. Horita é a décima personalidade a ser apresentada, seguindo-se a Eduardo Logeman, Gustavo Grobocopatel, Eraí Magi Scheffer, José Carlos Grubisich, Emerson Tenório, João Faria da Silva, Otaviano Pivetta, César Borges e Blairo Maggi. A lista inclui, entre outros, produtores de grãos, de cana, de café, de leite, de vinho, pecuaristas, leiloeiros de gado, executivos de multinacionais e de cooperativas, banqueiros, pesquisadores e dirigentes de órgãos governamentais. - Maior referência em cultivo de algodão na Bahia, o agricultor paranaense Walter Horita é herdeiro de uma família pioneira de japoneses que introduziram o cultivo da fibra no Estado, em 1984. À frente de um grupo que fatura R$ 245 milhões por ano, ele já foi presidente da Associação dos Produtores Baianos de Algodão por dois mandatos – diz a reportagem, que acrescenta uma breve declaração de Horita: “Somos competitivos hoje, pela alta qualidade alcançada nas lavouras”. Assinada por Vera Ondei e Hugo Cilo, a reportagem teve o objetivo de mostrar “quais são as personalidades que, com seu trabalho cotidiano, criam a riqueza no campo brasileiro e transformam o país em protagonista mundial da oferta de grãos, carnes, fibras e biocombustíveis”. ■

REPRODUÇÃO DA PÁGINA 35 DA REVISTA DINHEIRO RURAL, EDIÇÃO Nº 100

Virgília Vieira


22

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

CLASSIFICADOS EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA O Presidente da Cooperativa dos Produtores Rurais de Algodão Colorido de Angical – COOPACITA, inscrita no CNPJ/MF nº 12.763.145/0001-23, com sede a Agrovila de Itacolomim, CEP.: 47.9600-000 – Angical-Bahia, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA, os 33 produtores rurais cooperados, que compõem o quadro social, para a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada no dia 28 de Março de 2013 em sua sede à Agrovila de Itacolomim – Angical/Bahia, em primeira convocação às 09:00 horas com total de 2/3 terços do total de seus cooperados, em segunda convocação às 10:00 horas com a metade e mais um de seus cooperados, e na terceira convocação às 11:00 horas com no mínimo 10 (dez) cooperados, para deliberarem a respeito da seguinte ORDEM DO DIA:

VENDO UMA LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO NA CIDADE DE CASCAVEL-PR (77) 3611-7318 - A PARTIR DAS 18H C ON T A T O

(45)9902-6830

R$140.000

,00

a) Prestação de Contas, compreendendo Balanço Geral e Relatório de Gestão da Diretoria Executiva do ano de 2012. b) Parecer do Conselho Fiscal. c) Certificação orgânica do algodão colorido. d) Plano de Trabalho para o ano de 2013.

Angical/BA, 15 de Março de 2013.

João Alexandrino Filho Diretor – Presidente

JORNAL DO

SÃO FRANCISCO A sua melhor vitrine na região Oeste da Bahia

PARA ANUNCIAR (77) 3612-3066 O Jornal de integração do oeste baiano

VAGAS SINEBAHIA (BARREIRAS) - 77 3611-1102 01 VAGA PARA: Contador Junior; Gerente de Rh; Gerente de loja; Representante comercial;

02 VAGAS PARA: Cobrador; 05 VAGAS PARA: Motorista de ônibus coletivo (c/ experiência e CNH D);

12 VAGAS PARA: Armador; Carpinteiro. 100 VAGAS PARA: Pedreiro;

PROFISSIONAL EMPREGOS

Rua Ruy Barbosa nº 29 - centro - Fone: 77 3612-8349 01 – Operador de Caixa p/ loja de conveniência 01 – Cozinheira para fazenda 04 – Pedreiros e Carpinteiro p/ fazenda 01 – Babá para morar no centro. 01 – Eletricista predial p/ fazenda. 01 – Arrumadeira para morar. 10 – Domésticas p/ Barreiras. 02 – Cozinheira e saladeira p/ restaurante. 04 – Cozinheira para fazenda urgente.

01 – Técnico agrícola com experiência em maquinário agrícola. 05 – Mecânicos p/ fazenda. 02 – Téc. em segurança do trab. com registro no Ministério do Trabalho. 01 – Chefe de transporte c/ experiência de 2 anos 01 – Motorista hab. D e experiência em transmodo. 01 – Mecânico de caminhão. 01 – Encarregado de estoque c/ experiência 01 – Aux. de escritório p/ fazenda masculino.

03 – Vendedores interno c/ experiência 04 – Almoxerife com ex. na área e noções de informática. 01 – Depar. pessoal. 02 – Aux. ADM.recém formado em contabilidade p/ trab. em fazenda. 01 – Aux. de escritório masculino p/ faz. em Bom Jesus da Lapa 01 – S. gerais c/CNH:AB masculino. 01 – Soldador c/exp. em solda mi 01 – Supervisor de Estoque., um aux. de entrega 02 - Cozinheiras


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

CLASSIFICADOS

Morada Nobre 100 - Uma casa com 4 quartos, sendo três suítes todas com closet, banheiro social, 2 salas, mezanino, cozinha, área de serviço, dependência para empregada, garagem para 4 carros, área de lazer com churrasqueira, piscina de 7x 3,50 metros, dois lotes. Valor – R$ 1.200.000,00

101 - Uma casa com 6 quartos, sendo uma suíte e mais uma suíte master com closet e banheira, quatro salas, duas cozinhas, escritório, área de serviço, dependência para empregada, 2 banheiros sociais, despensa, área de lazer com churrasqueira, garagem para 4 carros, sistema de monitoramento por câmera. ValorR$ 650.000,00

149 - Cobertura, Prédio Érico Veríssimo, Primeiro piso, cozinha, área de serviço, sala de jantar, sala de estar, 2 suítes, lavado, segundo piso, Suíte master com dois banheiros, área de lazer com churrasqueira e banheira de hidromassagem de 6 lugares. todo documentado. Duas vagas de garagem, 230 metros de área privativa. Playground com piscina, quadra poliesportiva. Salão de festas. Valor R$ 1.300.000,00 Novo Horizonte

104 - Um conjunto de 5 kitinetes, todos com um quarto, banheiro, sala/cozinha conjugada. Garagem, Valor R$ 180.000,00 SANDRA REGINA

106 - Um ponto comercial na rua da feira, ao lado do Boi na Brasa, 7 metros de frente por 18 metros de frente ao fundo, com 126m² construídos, com banheiro, sala para depósito/ escritório com estrutura para mais dois andares de apartamentos. Valor R$ 300.000,00

144 - Uma casa com três quartos sendo uma suíte, 2 salas, cozinha, banheiro social, garagem e área de serviço. Documentação para financiar, mas não pelo Minha Casa Minha Vida. Valor R$ 90.000,00 RENATO GONçALVES

122 - Apartamentos residenciais, com 3 suítes, sala 2 ambientes, varanda com exaustor para churrasqueira, ampla copa-cozinha, dep. de empregada e garagem para dois carros. Com toda a infraestrutura. Valor - a consultar.

148 - Um lindo sobrado, com 288m² construídos, em um lote de 12x30 sendo 4 quartos, 1 suite, três banheiros, dependência, despensa, área de serviço, mezanino, armários embutidos, esquadrias de alumínio e portas de madeira, jardim, garagem para 4 carros, toda documentada para financiamento. Valor: R$ 690.000,00 São Miguel

123 - Dois lotes residenciais juntos, formando ao todo 720 m², com 24 metros de frente e 30 metros de frente ao fundo. Documentação ok. Valor R$ 260.000,00 Loteamento São Paulo

126 - Um sobrado com 227m² construídos, sendo, primeiro piso, duas salas comerciais, com banheiro, segundo piso, com três quartos, sendo um suíte, sala, cozinha, área de serviço, sacada, garagem para 4 carros, lote 360m², todo reformado. Valor – R$ 450.000,00 Flamengo

RENATO GONçALVES

127 - 06 lotes, na quadra C loteamento Flamengo, medindo no total de 2.160 m², com frente de 38 metros. Atrás da Gasiq Tratores, saída pra Salvador. Valor- R$ 398.000,00

111 - Uma casa situada na rua Aratu (ao lado do fórum antigo), com 2 quartos, uma suíte master com banheira e closet, sala de tv, sala jantar, cozinha, lavabo, adega, canil, dependência de empregada, garagem para 4 carros, área de lazer/churrasco, piscina. Documentação toda pronta para financiamento. VALOR600.000,00 Bairro são Pedro

134 - Uma chácara a 9 km da cidade, entrando antes da Polícia Rodoviária Federal, com 30 metros de rio por 120m com excelente área de lazer na beira do rio, com varanda, churrasqueira, gramado até a beira do rio, uma suíte, cozinha. Vende com porteira fechada, freezer, frigobar, ar condicionado etc. Aceita permuta. Chácara escriturada. Valor- R$ 330.000,00

115 - Uma casa com 150 m² construídos, com 4 quartos, sendo um suíte, escritório, sala de estar, sala de jantar, cozinha, banheiro social, área de serviço, garagem para 2 carros, lote 12x 15. DOCUMENTAÇÃO PRONTA PARA FINANCIAMENTO. Valor R$ 270.000,00

136 - Uma casa de 198 m², em um lote de 300m² (10x30), com 3 quartos, sendo um suíte, sala, banheiro social, cozinha, área de serviço e despensa, garagem para três carros. Aceita Permuta com carro ou caminhão. Valor R$ 330.000,00

107- Um lote de 12 metros de frente por 30 metros de frente ao fundo, com 12 metros de fundo, todo murado. R$ 75.000,00

137 - Casa com 120 metros construídos em um lote de 12x30, com 3 quartos, sendo um suíte, sala, banheiro social, cozinha com armários sob medida, varanda, garagem pra 2 carros, documentação quase pronta pra financiamento, mediante sinal de compra, o proprietário encaminha a documentação, ACEITA

MORADA DA LUA

119 - Lote de 420m², com uma edícula no fundo com 40m² construídos, lote todo murado. Valor- R$ 120.000,00.

23

Rua 24 de outubro Nº59- Centro- Barreiras-Ba Fones: (077) 3612-0975/ 9191-2276 Site: www.imobiliariafragatta.com.br - Compra e venda: Lotes urbanos, casas, chácaras, fazendas. Aluguéis: Casas e pontos comerciais

CRECI - J1210

VENDE-SE

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

CARRO ATÉ 30 MIL. Casa fica a uma quadra da BR, ao lado da torre, na entrada da Vila Rica. Valor R$ 230.000,00

139 - Uma casa com 3 quartos, sala cozinha, dois banheiros, garagem. Apenas com escritura, aceita carro. Lote de 11 x 14=154 metros, com 100 metros construídos. Valor R$ 110.000,00 SÃO MIGUEL

140 - Uma casa com 3 quartos, sendo um suíte, banheiro social, sala, jardim de inverno, cozinha, área de serviço e quintal, garagem para um carro, escriturada. Casa em perfeito estado. Lote 180 metros quadrados (6x30) e a casa com 145 metros quadrados. Valor- R$ 250.000,00 JARDIM OURO BRANCO

145 - Um lote no Jardim Ouro Branco, com 14 x 30 com 420m², documentado, parte alta da cidade, com belíssima vista. Valor R$ 200.000,00

147 - Vende-se uma churrascaria completa, funcionando, e uma loja de conveniência, excelente localização, Saida para São Desidério. Valor: A combinar

Conheça o Condominio Fragatta River Clube Residence, Portaria com controle 24hs, Calçamento interno com blocket ecologicamente correto, quadra poliesportiva, quadra de tênis, piscina com hidromassagem e playground, Espaço gourmet, salão de festas climatizado. Terrenos de 387m² a 430m² prontos para construir com escoamento de águas pluviais. Valor e condições de pagamento, sob consulta.

Chácara No Rio de Ondas

BOA VISTA

VILA RICA

IMÓVEIS RURAIS 1000 - Uma fazenda a 60 km de LEM, sentido Roda Velha, com 4.600 hectares, sendo 3.300 de lavoura, com armazém, silo e sede. Valor- 400 sacas de soja por hectare em 1+4 1001 - Uma fazenda em Roda Velha, com 4 mil hectares, sendo 2.300 de lavoura, sendo 400 hectares irrigados, com outorga para mais 6 pivôs (600 hectares). Valor R$ 30.000.000,00 em 1+2 1002 - Uma fazenda no Anel da Soja, com 6.500 hectares, sendo 4 mil hectares de lavoura. Valor 300 sacas de soja por hectare em 1+4

1003 - Uma fazenda em Placas, com 2.200 hectares, sendo 1.900 de lavoura. Valor 350 sacas de soja por hectare em 1+1 1004 - Uma fazenda na BR 242, entre Barreiras e LEM, com 3000 hectares, sendo 2400 ha abertos Valor 500.000 sacas de soja em 1+9. 1006 - Uma fazenda no município de Correntina, com 2.300 hectares, sendo 1.900 de lavoura e um pivô de 100 hectares. Valor 400 sacas de soja por hectare em 1+4. 1007 - Uma fazenda na Coaceral com 6 mil hectares, sendo 2.500 de lavoura e 2 mil de área aberta. Valor 300 sacas de soja por hectare em 1+3

1008 - Uma fazenda na Coaceral com 7.300 hectares, sendo 5.300 abertos. Valor 180 sacas de soja por ha em 1+4

1009 - Uma fazenda de 6.700 ha com 4000 ha de lavoura no Município de São Desidério. Valor 300 sacas de soja por ha em 1+5. 1011 - Uma fazenda de 35.000 hectares na Coaceral. Valor 120 sacas de soja por hectare em 1+3

ALUGA CENTRO 504 - PONTO COMERCIAL- Aluga-se ponto comercial bom para restaurante, academia, ou loja, com vista para o rio Grande, com cerca de 600m², ao lado da ponte da BR. Estacionamento fechado e aberto. Valor-R$ 5.000,00 SAIDA PARA SALVADOR

503 - Um Barracão na saída para Salvador, em frente a BR 020, com 15 metros de largura por 30 de comprimento, precisa de reforma, mas dono aceita negociar. Valor- R$ 7.000,00

TINTAS {

1012 - Uma fazenda no Linha Alto Horizonte, com 2500 hectares, sendo 1100 de lavoura, 600 ha de capim, dois poços artesianos, 2 casas e galpão. 1013 - Uma fazenda no Novo Paraná com 620 hectares sendo 500 ha de lavoura, casa, poço e galpão. 1014 - Uma fazenda de 1000 hectares com 770 ha de lavoura na estrada de Taguatinga. Valor R$ 18.000.000,00 á vista.

1015 - Uma fazenda em Barreiras com 7200 hectares, com 3000 ha de eucalipto plantados entre 2 a 5 anos de plantio. Valor- R$ 100.000.000,00 - prazo a combinar.

IMOBILIÁRIAS AUTOMOTIVAS SERIGRÁFICAS Fone: (77) 3611.4310/3611.8176 - Fax: (77) 3611.4038 Rua Aurelina Barros, 57 - Jardim Ouro Branco - Barreiras/BA (logo atrás da CDL)


24

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

MODA

Denise Pitta

Graduada em Artes Plásticas, Estilismo e Moda Editora do Fashion Bubbles - www.fashionbubbles.com

Formas geométricas e abstratas no Inverno 2013 O

Verão 2014

Tendências para a moda masculina

Reprodução

Reprodução

Inverno 2013 foi inspirado na combinação de formas geométricas e abstratas. É um inverno colorido, que mistura tons vivos como vermelho, laranja, pink, azul bic e outros neutros como camelo, off white e preto. As estampas são alegres, contemporâneas e inconfundíveis, e focam na liberdade de movimento e expressão. A coleção é composta por lenços, vestidos, blusas, camisas, saias curtas e longas e calças em materiais como jersey, crepe de shine, seda Premium, tricot com mix de seda e malha.

Nos últimos tempos os barbudos invadiram editoriais de moda, catálogos, propagandas e até o cinema, entre muitos outros meios de comunicação visual. Eles aparecem com os pelos espessos estilizados de diversas formas que variam das mais simples “barbas por fazer” aos estilos mais históricos. A barba era a marca de filósofos e ermitões dos impérios Gregos e Romanos; virou um símbolo obrigatório da doutrina cristã da Renascença e aparece nas principais obras de arte desse período. No imaginário ocidental, o homem barbudo é relacionado à imagem de Deus, alguém temperante que mostra o caminho a ser seguido e ensina valores humanos e sociais à comunidade. A volta dos barbudos traz o renascimento de um homem em busca de espiritualidade, mais próximo à natureza e ao mesmo tempo conectado com o mundo – um herói da cultura livre que chega a ser uma inspiração. Esse homem também vive um contraponto de extremismo, sua barba parece ser profana e associada ao desleixo, mas reitera sua origem sagrada. Definitivamente, ele é o homem em que podemos acreditar. Hoje a figura do homem barbado também contribui para uma “re-virilização” de uma sociedade na qual as fronteiras dos gêneros têm sido violadas. Enquanto a androgenia é cada vez mais comum, os barbudos chegam num contra movimento.

Reprodução

Homens de barba – Um estilo de vida que traz de volta a virilidade

“O homem não tem preocupação de quebrar regras ou paradigmas – ele quer apenas prestar atenção à moda e ao que está acontecendo no momento”. É o que afirma Maurício Lobo, consultor de moda do Senac Moda Informação. De acordo com ele, o principal look masculino para o Verão 2014 é a bermuda usada com camisa. As canelas ficarão mais expostas, mesmo quando houver preferência por calça. “Nesse caso, ela virá dobrada de modo proposital. Os mais ousados subirão a peça quatro dedos, já os tradicionais a deixarão alinhada ao começo do calçado”, explica. Também podem ficar mais aparentes meias, que,

como as bolsas, terão destaque na estação. Para a moda jovem ganham destaque os bonés. As cores começam a se alastrar mais no guarda-roupa masculino. O amarelo, por exemplo, virá em muitas coleções. Listras horizontais serão as estampas-chave das camisas, mas virão discretas, logo, não comprometerão o shape. As camisas e camisetas se mantêm próximas ao corpo, mas com construções mais quadradas e golas estruturadas. As mangas também chegam mais quadradas, influenciando o uso delas dobradas. Na camisaria, destaque para os botões de cor caramelo, um detalhe coringa para qualquer cor de camisa.

Dr. Luiz Augusto Maia

Viva com intensidade

Sorria Mais!

- Ortodontia - Clareamento dental com lazer - Estética Dental

End.: Av.: Benedita Silveira n.118 - 1º Andar Sala 07 Ed.: Portinari - Barreiras-Ba - Tel.: (77)3612-6079


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

MOSAiCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

Tizziana Oliveira

Publicitária de formação, pela faculdade IESB (Brasília). Colunista social por excelência. facebook: tizzianaoliveira twitter: @tizzioliveira e-mail: tizzib@gmail.com

Evento Tradicionalista

O Centro de Tradições Gaúchas (CTG), Estância do Rio Grande, promoveu no sábado, 2, um jantar dançante na sede da entidade. O patrão do CTG, Ildo Rambo, contou com aproximadamente 420 pessoas no jantar. No cardápio foi servido “Ovelha enfarinhada e Galeto”, além de outros acompanhamentos. Após o jantar, foi realizado um baile animado com o Grupo Alternativo. Torneio de Tênis A quadra do Clube Bnb, em Barreiras, esteve agitada nos dias 1º, 2 e 3 de março. O Torneio Master Final de Tênis reuniu os oito melhores do Ranking da região, após os resultados das etapas do Circuito Regional. A União dos Tenistas Barreirenses organizou o torneio. O campeão foi Regis Barboza e o vice Alexandre Foizer. O torneio consistiu em uma única categoria os melhores do ranking.

Taça Brasil Correios de Futsal O melhor jogador de futsal do mundo, Falcão, confirmou presença em Luís Eduardo, e atraiu centenas de pessoas ao ginásio da Faahf, no domingo, 10. O atleta acompanhou a apresentação oficial da equipe Vento em Popa Janjar. A equipe de futsal de Luís Eduardo busca o título na Taça Brasil Correios de Futsal, que acontece entre os dias 25 a 31 de março na cidade de Moita Bonita/SE. A “seleção”, criada pelos empresários Fábio Lauck e Adriano Janjar, recebeu os parabéns e o incentivo de Falcão, principalmente, quando o assunto é o envolvimento da comunidade em busca do crescimento coletivo. Falcão foi eleito pela FIFA, o melhor jogador de futsal do mundo por quatro vezes. Em Congresso Mundial A vereadora Drª Graça Melo, participou do X Congresso Mundial de Medicina Estética que foi realizado nos dias 7, 8 e 9 de março, em São Paulo, no Centro de Convenções Frei Caneca. O evento contou com a presença de cerca de 1.000 profissionais da área médica. Formatura da Faahf Os dias 28 de fevereiro, 1º e 2 de março ficarão marcados na história de 116 alunos da Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira, de Luís Eduardo - sendo 8 de Administração de Empresas, 16 de Agronomia, 25 de Ciências Contábeis, 29 de Direito, 7 de Engenharia de Produção, 8 de Letras e 23 de Pedagogia. O

25

Ildo João Rambo, patrão do CTG e, o prefeito Antônio Henrique, ambos de Barreiras

Eder Nunes, vereadora Graça Melo, Brancildes Espirito Santo, Marcia Canzi e Ligiane Carneiro no Regis Barboza e Alexandre Foizer no Torneio de Tênis evento “Especialmente Mulher”

culto ecumênico aconteceu na Igreja Matriz, na quarta-feira, 27, e foi marcado pela emoção de alunos, pais e professores. Já a colação de grau foi realizada no Quatro Estações Hall, na quinta-feira, 28. Além da entrega dos diplomas, a Faahf também premiou os primeiros colocados de cada curso, durante os anos de atividade acadêmica. O baile dos formandos do curso de Direito aconteceu na sexta-feira, 1º, e do restante dos cursos no sábado, 2. Especialmente Mulher No sábado, 9, no Hotel Saint Louis, aconteceu o “Especialmente Mulher”. O evento foi realizado pelo Studio de Beleza Mademoiselle, em parceria com as lojas Danzer, Divas e Arte na Rua; entre outras de Luís Eduardo. O evento foi organizado para comemorar o Dia Internacional da Mulher que, além de um delicioso chá, trouxe conversas com médicos, sorteio de brindes e demonstração de maquiagens. O evento contribuiu para entidades carentes da cidade. Aniversário Caroline Queiroz festejou seu aniversário no sábado, 2, em sua residência, com uma festa íntima para amigos e familiares. Ela aproveitou para colocar o papo em dia com os convidados. Jaulim Garcia, seu marido, e os filhos Bernardo e Lavínia, estavam presentes.

Adriano Janjar, Fábio Lauck, Falcão e o prefeito Humberto Santa Cruz

Diretor acadêmico, José Walter de Sousa Filho; Diretora geral, Maria Angélica Cardoso Ferreira de Sousa e a presidente Maria Cardoso Ferreira

Jaulim Garcia, Bernardo, Lavinia e Caroline Queiroz

Formandos da turma de Direito da Faahf


26

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

Indiscutivelmente, o jornal de maior tiragem e circulação no Oeste baiano São 15 mil exemplares e distribuição em 35 municípios

tiragem da rova p com

JORNAL DO

O Jornal de integração do oeste baiano.

SÃO FRANCISCO

(77) 3612.3066


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

ESPORTE

Carlos Augusto

27

caherock@hotmail.com De Barreiras

CBF determina NOTÍCIAS DO MUNDO ESPORTIVO fim dos clássicos regionais na última rodada do Brasileirão Reprodução

José Maria Marin

A

decisão tomada por José Maria Marin muda os rumos do próximo Campeonato Brasileiro e não agradou a maioria dos clubes. Isso porque pretendiam manter os clássicos regionais na última rodada para evitar o "disse-me-disse" de uma provável combinação de resultados para beneficiar aqueles times que normalmente estão na ponta da tabela de classificação. Só não compareceram à reunião de anúncio da decisão, os

representantes da Portuguesa. Também ficou definido que os jogos no mesmo horário, a partir deste ano, valerão somente na última rodada. Nas outras 37, a emissora de televisão que tem os direitos de transmissão dos jogos é que vai definir a hora das partidas começarem. Se a ideia, anteriormente, era acabar com qualquer possibilidade de "supostos acertos extra-campo", o Brasileirão deste ano, que nem começou, já é motivo de polêmica, e o que é pior: dúvidas... muitas dúvidas.

Seleção "com mais pegada" tem a cara de Felipão Da nova lista de convocados, Luis Felipe Scolari tirou Ronaldinho Gaúcho e chamou Kaká para substitui-lo. Fernando, médio volante do Grêmio e Diego Costa, atacante do Atlético de Madrid, foram às surpresas. Dedé, zagueiro do Vasco da Gama, volta a vestir a amarelinha. Os dois goleiros foram mantidos - Júlio César e Diego Cavalieri. A chamada "espinha dorsal" tem David Luiz e Thiago Silva na zaga, Ramires e Paulinho na função de conter os atacantes adversários, Oscar e Neymar com a responsabilidade de criar as jogadas e Fred como "matador" - o homem dos gols brasileiros. Por causa da contusão de Lucas, machucado no tornozelo, Osvaldo do São Paulo foi chamado às pressas e vai ser um dos atacantes da seleção canarinha. No fim deste mês, o Brasil que até agora só jogou uma partida sob o comando do Felipão (derrota para a Inglaterra por 2x1) - tem mais duas paradas no mínimo "indigestas": Itália em Genebra, e Rússia em Londres. Vai ser dureza, podem acreditar.

Santos: a "batata" do chefe está assando Os métodos de trabalho do técnico Muricy Ramalho estão sendo contestados pela torcida e até por parte da diretoria do clube paulista. O problema é que o Santos não tem conseguido repetir no Campeonato Paulista deste ano, as boas atuações do ano passado. Há quem diga que até se ventilou a possibilidade de trocar o treinador, mas a ideia não se confirmou basicamente por dois fatores: a falta de profissionais do nível de Muricy disponíveis no mercado, e também a multa rescisória do treinador que beira os R$ 4 milhões – sem dúvida, um empecilho a mais para uma eventual demissão. Com contrato firmado até o fim do ano, Muricy Ramalho soma quatro títulos desde que assumiu o Peixe, tendo um aproveitamento de 57%. Quem também tem sido alvo de muitas críticas é Dorival Jr., do Flamengo. As duas derrotas seguidas no Campeonato Carioca - primeiro para o Botafogo e depois o inexpressivo Rezende - deixaram os dirigentes rubro-negros "com a pulga atrás da orelha" em relação ao futuro do treinador.

Conmebol confirma punição ao São Paulo A decisão foi tomada por causa da confusão envolvendo o clube paulista e os jogadores do Tigre da Argentina, na final da Copa Sul Americana em dezembro do ano passado. Com isso, o São Paulo não deverá jogar contra o Atlético Mineiro no dia 17 de abril, no Morumbi, pela Libertadores da América. O clube paulista também foi multado em 100 mil dólares. Nos próximos dias, caso não ocorra nenhuma mudança repentina, o São Paulo deve confirmar o Pacaembu como o local do jogo contra o Galo. Disposta a acabar de vez com a omissão que tinha diante das polêmicas envolvendo o futebol sul-americano, a "Dona Conmebol" parece muito afim de melhorar a sua imagem perante os torcedores sul-americanos. Que bom, já estava na hora né?

Brasileiros vão bem na Libertadores Com exceção do Palmeiras, que luta desesperadamente para se recuperar no grupo 2 da Libertadores da América, depois de duas derrotas fora de casa, os outros brasileiros estão com as vagas bem encaminhadas para a disputa da próxima fase do maior torneio de futebol da América do Sul. No grupo 3, o Atlético Mineiro faz brilhante campanha, e comandado por Ronaldinho Gaúcho vem confirmando o favoritismo. Foi classificado com duas rodadas de antecipação e tem 100% de aproveitamento na competição. O Galo "vai muito bem obrigado". Já o São Paulo, que está no mesmo grupo, ainda depende de uma combinação de resultados para tirar os bolivianos do The Strongesth da briga e carimbar o passaporte para a segunda fase. No grupo 5, apesar de não ser tão brilhante quanto foi no ano passado, o Corinthians deve se classificar sem maiores problemas, até porque, dificilmente será possível alcançar o Tijuana do México. Sendo assim, os comandados de Tite vão direcionar as forças para garantir a segunda vaga em busca do bicampeonato. No grupo 8, Fluminense e Grêmio fazem campanhas bem parecidas e, ao que tudo indica, vão se classificar sem sustos. O Huachipato do Chile e o Caracas da Venezuela devem ficar pelo caminho, isso se não houver nenhuma surpresa. Vamos ver...

Inter e Vitória estão contratando A camisa número 1 do Vitória da Bahia até o ano passado era de Deola, quase que uma unanimidade entre os torcedores rubro-negros. Mas tudo indica que, por causa de uma decisão da diretoria em contratar um reforço para esta posição, as coisas estão mudando. É que Wilson, goleiro experiente com muitos anos de casa no Figueirense de Santa Catarina desembarcou na Toca do Leão, e deve brigar pela titularidade no gol rubro-negro. Já em Porto Alegre, a pedido do técnico Dunga, o Inter tem mais um médio volante para disputar posição com Ygor (titular depois da saída do ídolo Guiñazú). É Airton, aquele mesmo, que por muitos defendeu o Flamengo. Agora, para as duas posições de volante, três atletas brigam pelas vagas: Williams, Airton e Ygor, sem falar nos garotos Josimar e Élton. Um "problema" que todo técnico gostaria de ter, disse o próprio treinador do Internacional.

Torcidas? O nome não é este! Por decisão da Conmebol entidade que controla o futebol sul-americano - o Corinthians pode de novo receber seus torcedores nas arquibancadas quando jogar no Brasil, tanto que enfrentou os mexicanos do Tijuana com um grande público no Pacaembu, mas continua proibido, agora por 18 meses, de levar seus torcedores para jogos fora do país. A Conmebol também multou o clube paulista em R$ 400 mil - uma mixaria pelo tamanho do orçamento corintiano. A punição não me parece muito pesada, poderia até ser mais, pois não vejo outra forma de terminar com a bagunça das organizadas, sem punir também os clubes. O exemplo disso, podemos ver num outro caso recente envolvendo outro grande clube de São Paulo: o Palmeiras. Os jogadores simplesmente foram agredidos no aeroporto de Buenos Aires, depois da derrota para o Tigre pela Libertadores da América por 1x0. Um caso simplesmente absurdo. E o problema maior é que muitos desses agressores "fantasiados" de torcedores são financiados pelos próprios clubes para acompanhar os jogadores na viagem e torcer por eles durante os jogos. É preciso punir com Continua


28

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

mais dureza esses baderneiros, quem sabe até eliminando das competições os clubes que não controlarem os marginais infiltrados na torcida e que passam o tempo, ao invés de torcer, incentivando a violência e agredindo aqueles que passam pela frente. É simplesmente inadmissível que essa turma tenha ingressos para entrar nos estádios, viagens financiadas e até hotéis pagos pelos clubes para depois aprontar, como sempre aprontam, sem que ninguém tenha capacidade para puni-los.

ESPORTE Seleção volta a campo em caráter beneficente

A CBF confirmou que dia 05 de abril, uma sexta-feira, o Brasil vai voltar a campo para enfrentar a Bolívia em Santa Cruz de La Sierra. O jogo amistoso terá caráter beneficente - toda a renda será revertida para a família do jovem Kevin Espada, que morreu durante a partida entre Corinthians e San José, válida pela Libertadores da América, em Oruro, na Bolívia.

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Na opinião do presidente José Maria Marin, esta foi a melhor maneira que o Brasil encontrou para prestar solidariedade à família do garoto boliviano que morreu ao ser atingido por um sinalizador, disparado pela torcida corintiana. Doze torcedores do Corinthians seguem presos, acusados de terem disparado o sinalizador. A seleção boliviana está na sétima posição na classificação geral das Eliminatórias para a Copa de 2014. Até agora, os bolivianos somaram oito pontos em nove jogos disputados. ■

Luís Eduardo recebe o melhor jogador de futsal do mundo Falcão participou da festa de apresentação dos novos atletas do time Vento em Popa Janjar REPRODUÇÃO

VIRGÍLIA VIEIRA Considerado quatro vezes o melhor jogador de futsal do mundo, Alessandro Rosa Vieira, Falcão, atraiu centenas de pessoas ao Ginásio Mimoso do Oeste da Faculdade Arnaldo Horário Ferreira (Faahf), no dia 10 de março, na cerimônia de apresentação oficial da equipe Vento em Popa Janjar. Falcão foi eleito pela FIFA, o melhor jogador de futsal do mundo por quatro vezes (2004, 2008, 2011 e 2012). A equipe recebeu o incentivo de Falcão, que enfatizou a importância do envolvimento do time com a comunidade. “Às vezes é melhor estar no interior do que nos grandes centros, porque a cidade respira a equipe, todos se envolvem e a ligação é mais forte. Acredito que este projeto vai crescer muito. Tenho a certeza de que é o início de um projeto bem bacana”, desejou Falcão. O Vento em Popa Janjar representará a Bahia na disputa da Taça Brasil Correios de Futsal, que acontece entre os dias 25 a 31 de março na cidade de Moita Bonita/SE. Para garantir a conquista do título, a equipe conta com atletas da seleção brasileira de futsal, o ala Fininho, o goleiro

OPINIÃO o "galo" agora é vovô Dentro de campo, poucos jogaram tão bem quanto ele. Fora dos gramados, poucos foram tão honestos e honraram com tamanha dignidade a profissão, como ele. O nome de batismo – Arthur - dado pelos pais, ganhou com o tempo, o apelido de "galinho de quintino", mas foi com a nomenclatura de quatro letras - Zico - que tornou-se uma referência mundial. Foi um dos craques da inesquecível seleção de 82, aquela que perdeu a Copa, mas que conquistou o mundo. Comoveu o país quando fez de tudo para recuperar-se de uma grave lesão no joelho depois de uma entrada "criminosa" de Márcio Nunes, na época lateral-direito do Bangu. Zico se entregou de corpo e alma às intermináveis sessões de fisioterapia. Voltou a tempo de jogar a Copa de 86, quando numa dessas "ironias do destino", perdeu pênalti contra a França e viu a seleção que defendia ser eliminada precocemente da disputa.

Mas como sempre deu a volta por cima, saiu do clube do coração - o Flamengo - e se aventurou pela Itália e no Japão, onde se tornou um dos maiores ídolos futebolísticos do povo nipônico, vestindo a camisa do Kashima Antlers. Deixou o futebol órfão de sua genialidade, mas nunca se afastou da bola. Continua se dedicando ao esporte, como técnico e diretor. Tem um dos centros de formação mais frequentados do país, o CFZ, no Rio de Janeiro. É até hoje a referência para muitos garotos que sequer o viram jogar. Com 60 anos de vida, Zico nos enche de orgulho, não importa para qual time torcemos. Ele nos mostrou que independente de camisa, o futebol é uma paixão que jamais passa, assim como Zico jamais vai passar. Parabéns Galo. Você foi e continuará sendo eternamente o ídolo maior de todos nós, amantes da bola e fãs de um artista chamado Arthur Antunes Coimbra!

CURTINHAS

Lavoisier e o pivô Índio. O prefeito Humberto Santa Cruz ressaltou sobre a prática do esporte como instrumento de inclusão social. “Nossa cidade

VOCÊ SABIA: Que Marcelo Lomba completou 100 jogos com a camisa do Bahia?

não é somente desenvolvimento e economia, estamos integrando os jovens com o esporte e afastando do problema nacional ‒ as drogas”, disse. ■

PERGUNTINHA DO DIA: Jóbson foi preso em São Paulo por agredir a esposa. Depois de estar envolvido em tantas polêmicas, o quê ainda falta ele aprontar?

Santos Contratado a peso de ouro no início do ano, o argentino Montillo até agora não conseguiu ser "nem a sombra" do jogador que vestiu com sucesso a camisa do Cruzeiro. E o problema parece não ser apenas questão de adaptação, até porque Montillo já joga no Brasil há um bom tempo. Para não polemizar, mesmo porque não é do seu estilo, o meia evita dar declarações públicas, mas nos bastidores já andou reclamando para os companheiros de grupo do esquema de jogo montado por Muricy Ramalho. Se dependesse dele, Montillo queria jogar mais próximo de Neymar, e não tão longe do gol como vem acontecendo desde que vestiu a camisa titular. Resta saber se Muricy vai atender o pedido do argentino...

Vitória O médio volante Rodrigo Mancha deixou a Toca do Leão. Seduzido por uma proposta milionária do futebol japonês, rescindiu o contrato com o clube baiano e pagou do próprio bolso a multa rescisória, mas evitou falar sobre valores. O atleta vai jogar no Oita Trinita do Japão. Ro-

drigo Mancha vestiu a camisa do rubro-negro baiano em 53 jogos, sendo 40 deles como titular.

Vasco da Gama A derrota para o Botafogo, na final da Taça Guanabara, escancarou o problema do ataque vascaíno: o time está marcando poucos gols e os atacantes Leonardo e Tenório - que têm a missão de "botar a bola pra dentro", não estão conseguindo dar conta do recado. Por isso, o clube carioca já decidiu que vai buscar outro atacante para ser referência no setor mais carente do time. Difícil é descobrir de onde o Vasco da Gama vai arrumar dinheiro para contratar. Grana em São Januário é algo cada vez mais difícil de se ver, desde que 2013 começou, e olha que já estamos chegando em abril. Boatos dão conta que pode pintar um troca-troca com o Grêmio de Porto Alegre, que cederia o atacante Marcelo Moreno - que não está jogando no time titular e sequer vem sendo relacionado por Luxemburgo, e receberia do Vasco, o zagueiro Dedé. Nenhuma das duas diretorias confirma as informações.


ENTRETENIMENTO

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

CAÇA-PALAVRAS

29

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

CRUZADAS PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

A A H J G A Q N O C P Q A N U O A C P V D

Ç D V A G N T P C R O G D L R T O R D A U

CHUVA EDUCAÇÃO PREFEITO SOCIAL SAFRA

à E D A D U F P E E L A S I I N E P A Z V

O O R H D Y P F A K I I C V O S S A F R A

R T F E U P E A Q K C O I M I L T Y W Q M

A R B P T I L F M H I D I D V I E V V B A

CIDADE OESTE PRESIDIO LEI MERENDA

SUDOKU FÁCIL

4 5 6 8 4 9 6 3 9 4 8 1 1 8 5 8 2 4 5 8 9 5 1 6 2

Z T W B T B W M F X A A I L W Z M I L H O

I W C O C J O C Z D L O I P H W P V X L H

U V V D K V E P E N X T P R A G A D Q H S

JUVENTUDE JOGADOR CRIATIVIDADE ECONOMIA HISTORICO

Causar Falta de murmúrio atividade física Dá existência a

P U

© Revistas COQUETEL 2013

Creme de batatas Estabelecimento para comercialização de calçados

Vitamina presente na acerola

Base da medicina caseira

Pai do pai ou da mãe

Alfabeto Minha e (?): nossa

R E Aquele que abraça causa política

Vermelhi- Fios nem dão da face lisos nem muito caNão fundo cheados

Coroa luminosa dos santos Conceder abrigo político

Agenda um compromisso

Antônimo de "volta"

Notícia colocada no mural escolar

Tipo de gola dupla

Meio de transporte sobre trilhos

Muito deprimido moralmente Formiga, em inglês Saxofone (red.)

Jogo comum em festas beneficentes

(?) Guerra, cineasta brasileiro

Ter uma (?): discutir a relação Divisões da palavra

País cuja capital é Bagdá

Em minha companhia

Tipo de trepadeira Fonte de sal

Orquestra Sinfônica Brasileira (sigla)

Xororó, para Sandy Ferramenta para remover terra

She-(?), a irmã do He-Man (TV)

Solução Aquele para que joga hidratar o na Loteria paciente Esportiva Vento suave e fresco

BANCO

DeSCuBrA que A

matemática não é

uM BiCho De

√9 + 22 cabeças de 11 a 15 anos

NAS BANCAS e livrAriAS

www.coquetel.com.br

30

Solução C R A R A B A S E O L A O V I S O D O A N T D R Q U E L M P A A DO R I S A

PRAGA POLICIAL LAGARTA MILHO ESTIAGEM

C D B T G O L O E S T I A G E M T I E U H

R S S U R A B E P T O A U R E T A R A A V R A S A IL I A B A S I R A C N X I G O P O S T O B R

U I Y B N Y J P G V C Q D W U R R S R H D

P S U G E R A D E E A N O T A R R U S I L S E M C O M A S O R

D C E F O K R J B O U Y I B Y G E A I C P

2/ra. 3/ant. 4/rulê — soro. 5/bingo — rubor. 6/adepto.

E A E L K H F F S F F J H E X A Y M W H N

www.coquetel.com.br

JORNAL DO Sudoku é um quebra-cabeça baseado na colocação lógica de números. O objetivo do jogo é a colocação de números de 1 a 9 em cada uma das células vazias numa grade de 9×9, constituída por 3×3 subgrades. Os algarismos não podem se repetir na mesma coluna, linha ou grade. RESPOSTA

SÃO FRANCISCO A sua melhor vitrine na região Oeste da Bahia

PARA ANUNCIAR (77) 3612-3066 O Jornal de integração do oeste baiano


30

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

PASSEIO CULTURAL

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Festival Internacional de Documentários anuncia concorrentes nacionais REPRODUÇÃO

F

oram anunciados os primeiros documentários brasileiros de longa, média e curta-metragem que concorrerão à 18ª edição do Festival Internacional de Documentários, É Tudo Verdade 2013. O evento acontece entre os dias 4 e 14 de abril, em São Paulo e no Rio de Janeiro. O festival também já tem duas itinerâncias confirmadas: em Brasília, de 16 a 21 de abril e, em Campinas, de 23 a 28 de abril. Treze dos indicados terão sua première mundial no evento. O vencedor entre longas e médias-metragens nacionais leva um prêmio de R$ 110 mil e o troféu, que foi criado pelo artista plástico Carlito Carvalhosa. Entre os curtas, o ganhador leva R$ 10 mil e o Troféu É Tudo Verdade.

Confira a lista dos indicados: COMPETIÇÃO BRASILEIRA LONGAS E MÉDIAS-METRAGENS A Alma da Gente Dir.: Helena Solberg e David Meyer Antártica Dir.: Evaldo Mocarzel Em Busca de Iara Dir.: Flávio Frederico Mataram Meu Irmão Dir.: Cristiano Burlan

X-Men: Days of Future Past: Apocalipse pode ser o vilão De acordo com o Bleeding Cool, o vilão de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido pode ser Apocalipse. A dica veio de Bryan Singer, enquanto falava da escolha da trama de viagem no tempo. "O filme é sobre destino. Qual é a sua sina? O que você deveria fazer? O que deveria ter feito quando era mais jovem? O que você não fez e teria feito por um futuro melhor? E se você pudesse voltar e mudar aquilo?". Quando o site Bleeding Cool sugeriu o uso do vilão Apocalipse, Singer foi evasivo. "Não posso dizer a você". Entretanto, deixou escapar: "É assim que começa, quando alguém começa a juntar os pedacinhos", revelou. Não seria a primeira vez que os arcos dos quadrinhos Era do Apocalipse e Dias de um Futuro Esquecido são misturados - isso já aconteceu antes nas séries animadas X-Men e

REPRODUÇÃO

Ozualdo Candeias e o Cinema Dir.: Eugênio Puppo Serra Pelada – A Lenda da Montanha de Ouro Dir.: Victor Lopes O Universo Graciliano Dir.: Sylvio Back COMPETIÇÃO BRASILEIRA CURTAS-METRAGENS Alexina – Memórias de um Exílio Dir.: Claudio Bezerra e Stella Maris Saldanha Coração de Estudante Dir.: Emílio Gallo Gericinó – Do Lado de Fora Dir.: Gabriel Medeiros e Maria Clara Senra Um Filme de Bonecos Dir.: Tulio Viaro O Pai do Gol Dir.: Luiz Ferraz Pátio Dir.: Aly Muritiba Sanã Dir.: Marcos Pimentel São Paulo Miniatura Dir.: Wiland Pindsdorf Simulacrum Praecipitii – A Visão do Abismo Dir.: Humberto Bassanelli CURTA HORS CONCOURS A Guerra dos Gibis Dir.: Thiago Brandimarte Mendonça e Rafael Terpins

ESTREIAS MULHERES AFRICANAS - A REDE INVISÍVEL

Sinopse: Projetadas mundialmente e participantes dos principais núcleos de discussão e decisão em seus países e também em organismos internacionais, cinco mulheres são mostradas como sustentáculo da organização política, econômica, comunitária e cultural africana por meio da narrativa da atriz Zezé Motta. A moçambicana Graça Machel, ativista política e esposa de Nelson Mandela, a liberiana Leymah Gbowee, vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 2011, a tanzaniana Mama Sara Masari, a empresária Luisa Diogo, ex-primeira-ministra de Moçambique e a sul-africana Nadine Gordiner, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura (1991), contam suas histórias comoventes e envolvem o telespectador em uma profunda reflexão da vida e da atuação da mulher no continente.

OZ, MÁGICO E PODEROSO

Wolverine e os X-Men. Isso também reforça os rumores de que Omar Sy (Intocáveis) deve viver o mutante Bishop, que volta no tempo para impedir o surgimento da Era do Apocalipse.

Os Últimos Dias de Getúlio: Tony Ramos interpretará o ex-presidente no longa Os Últimos Dias de Getúlio, filme que mostrará as circunstâncias do suicídio do ex-presidente brasileiro, terá Tony Ramos como protagonista. As filmagens do longa devem começar em junho. Como já explícito no título, o filme mostrará os últimos momentos da vida de Getúlio Vargas, mais precisamente os 19 dias finais de sua vida. A trama mostrará os acontecimentos de 1954, no Palácio do Catete, e irá desde o atentado contra o jornalista Carlos Lacerda até a morte de Getúlio. A direção é de João Jardim, que já assinou os documentários Janela da Alma e Pro Dia Nascer Feliz. Alzira Vargas, filha e braço direito do ex-presidente, tentou a todo custo salvar a vida do pai, mas não conseguiu. Ela será vivida pela atriz Drica Moraes.

Sinopse: As origens do personagem de L. Frank Baum, o Mágico de Oz. Quando Oscar Diggs (James Franco), um inexpressivo mágico de circo de ética duvidosa é afastado da poeirenta Kansas e acaba na vibrante Terra de Oz, ele acha que tirou a sorte grande, até encontrar três feiticeiras, Theodora (Mila Kunis), Evanora (Rachel Weisz) e Glinda (Michelle Williams), que não estão convencidas de que ele é o grande mágico que todos estão esperando. Relutantemente envolvido nos problemas épicos que a Terra de Oz e seus habitantes enfrentam, Oscar precisa descobrir quem é bom e quem é mau antes que seja tarde demais. Lançando mão de suas artes mágicas por meio da ilusão, ingenuidade e até de um pouco de magia, Oscar transforma-se não apenas no grande e poderoso Mágico de Oz, mas também em um homem melhor.

VEM AÍ - Lançamentos de março LINHA DE AÇÃO

Sinopse: Prefeito de Nova York, Nicholas Hostetler (Russell Crowe), desconfia que sua esposa (Catherine Zeta-Jones) o esteja traindo e contrata o detetive particular Billy Taggart (Mark Wahlberg) para segui-la. Entretanto, quando ele descobre que as suspeitas do caso extraconjugal são verdadeiras e o amante acaba assassinado, o ex-policial acaba envolvido numa rede de corrupção e crimes.

SUPER NADA

Sinopse: Guto (Marat Descartes) é um artista de rua que luta para se estabelecer como ator e ter reconhecido seu talento. Após inúmeros testes, ele finalmente é escalado para um programa semanal de Zeca (Jair Rodrigues), comediante de TV e ídolo de Guto, apesar de estar com a carreira em decadência. Será que finalmente a sorte de Guto mudará?

ANNA KARENINA (2012)

Sinopse: Na Rússia de 1874, Anna Karenina (Keira Knightley), jovem aristocrata casada com Karenin (Jude Law), um alto funcionário do governo, envolve-se com o Conde Vronsky (Aaron Taylor-Johnson), oficial da cavalaria filho da Condessa Vronsky (Olivia Williams), chocando a alta sociedade de São Petersburgo. Fonte: Cineclick

Bilheterias Brasil 1. Oz, Mágico E Poderoso 2. Duro De Matar: Um Bom Dia Para Morrer 3. Dezesseis Luas 4. O Lado Bom Da Vida 5. João E Maria: Caçadores De Bruxas 6. Colegas 7. Amor É Tudo O Que Você Precisa 8. Os Miseráveis (2012) 9. Amigos Inseparáveis 10. Django Livre

Bilheterias EUA

1. Oz, Mágico E Poderoso 2. Jack: O Caçador De Gigantes 3. Uma Ladra Sem Limites 4. Dead Man Down 5. O Acordo 6. Finalmente 18 7. Um Porto Seguro 8. O Lado Bom Da Vida 9. Escape From Planet Earth 10. O Último Exorcismo - Parte 2 Atualizado em 13/03, às 21h


JORNAL DO SÃO FRANCISCO

CRÔNICA

Durval Nunes

Agrônomo, ambientalista, professor, poeta, cronista e membro da Academia Barreirense de Letras - durval.chicha@hotmail.com

Minha Cara Mãe Calina

DURVAL NUNES

Cazuza*

*J

O DUÇÃ REPRO

osé Vicente de Oliveira Neto veio da Barra do Rio Grande para Santa Rita do Rio Preto, em meados do século passado, primeiro como sargento e ficou mantendo a disciplina no Tiro de Guerra e depois na Educação Física nos colégios. Organizou uma banda de escola, que geralmente chamam de Charanga e fez sucesso. Quando o 4º BEC – Batalhão de Engenharia de Construção chegou a Barreiras, na década de 70, ele foi convidado a fazer uma exibição com a banda e ordem unida para os oficiais do Exército, que arrancou palmas, vibrações de entusiasmo e votos de louvor. Por muitas décadas ministrou aulas de Educação Física em Santa Rita, mas desviou seu rumo para as veredas da cultura. Durante muitos anos seu programa musical Recolhos do Passado, pela Rádio FM Comunitária de Santa Rita, amaciou os corações dos saudosistas que não mais tinham oportunidades de escutar aquelas modinhas de outrora, quando se fazia serenata à luz do luar, se dançava bolero e valsa nas festas de formatura e o desfile de Sete de Setembro era uma manifestação inequívoca de patriotismo. Cazuza pesquisou e escreveu sobre a história da região da Tríplice Fronteira (Bahia, Piauí e Tocantins), organizou um quase tratado sobre a formação político/econômica de Santa Rita do Rio Preto. Sua enciclopédia “O Vale de um Rio Preto de Águas Cristalinas” foi distribuída para

31

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

REPRODUÇÃO

toda a região, para faculdades e até para o exterior, se constituindo numa fonte rara e preciosa de pesquisas. Seu livro “O Caldeirão do Diabo” narra as disputas aguerridas entre os cangaceiros dos coronéis da Guarda Nacional e também entre os jagunços que tiravam o sossego das famílias dos ribeirinhos do noroeste esquecido da Comarca do São Francisco. Retrata um tempo em que a navegação fluvial não se rendia à imposição das multinacionais de Detroit. Os rios São Francisco, Grande e Preto eram singrados por embarcações de todos os calados. Barcaças, vapores, barcos e canoas transportavam rapaduras, peixes, laranjas, bezerros, carneiros e gente, muita gente, pelas diversas cidades ribeirinhas, desempenhando um próspero comércio. Os vapores chegavam até São Marcelo, no Alto Rio Preto, onde havia uma fortificação do governo, O Forte de São Marcelo, para assegurar a paz e o embarque pacífico da mangabeira, que era a riqueza dos gerais que ia para a Europa se transformar em pneus. Até que uma carnificina envolvendo jagunços, coronéis e prepostos da Polícia Militar destruiu parcialmente São Marcelo e minguou as perspectivas dos pequenos barqueiros navegarem até ali. Ficou só a história. Cazuza era afiliado à Academia Barreirense de Letras e, em 2008, numa cerimônia inesquecível em Santa Rita de Cássia, às margens do seu rio Preto, numa

Cazuza recebe homenagem noite de luar, convidou colegas escritores, poetas, repentistas e acadêmicos, de Barreiras, do Piauí e de Goiás, dentre os quais o Doutor Aidenor Aires, ilustre promotor aposentado, professor, poeta, escritor e presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás, para juntos, criar a Academia Sãofranciscana de Letras, que deverá congregar todas as pessoas ligadas à literatura, nos trinta e cinco municípios da margem esquerda do São Francisco, que deverão compor o Estado do Rio São Francisco. Cazuza deixou mais um livro pronto, prontinho, com causos, contos e histórias vivas das comunidades do noroeste, do Vale do Rio Preto, da Tríplice Fronteira. Eu mesmo tive a gratificante honra de o revisar. A comunidade de Santa Rita ou a Municipalida-

SINOPSE

de tem o dever, senão a obrigação de editar esse livro. Lembro de um conto “Esmola do Divino”, onde o fazendeiro queria fazer uma comemoração majestosa. Juntou a família, o carro de bois, o jumento de carga, os cantadores, as vestimentas vermelhas, a bandeira do Divino, divinamente bordada com a pombinha branca e o galho no bico que ia sempre à frente do cortejo, e tudo o mais necessário e saiu com um giro pré estabelecido, que duraria uma semana. Mas por onde passava a fama se adiantava e em cada freguesia apareciam novos convites e a aglomeração foi crescendo. Quando se deu por conta, faltavam quatro dias para a festa e estavam ainda longe. Aí rumaram pra casa com toda aquela esmola de galinhas, caças, carneiros, bezerros, rapaduras, fari-

nha e cachaça e não tinham nem tempo de parar pra comer e dar comida aos animais. Faltava um dia pra chegada e dormiram em redes armadas sob um imenso imbuzeiro. Fincaram a bandeira numa vara e amarraram os bois, os bezerros, os carneiros e o jumento. Madrugadinha ao se levantar para o café da manhã, dão por falta da bandeira. Acharam que fosse brincadeira de mau gosto e procuraram por todas as moitas até encontrarem a vara do mastro e só então repararam que o jumento, com fome, tinha comido a Bandeira do Divino. No último dia 12, o escritor deixou este mundo e foi se encontrar com o conterrâneo e poeta Dorgival Ribeiro Fidelis, para juntos cantarem o São Gonçalo e louvarem o Nêgo d´Água e a Yara, nos rios dos espaços celestiais.

Diálogos Impossíveis por Luis Fernando Verissimo Qual um existencialista dotado de senso de humor, Luis Fernando Veríssimo persegue em suas crônicas o absurdo que marca a existência humana. Nos textos reunidos em Diálogos Impossíveis, o autor escreve sobre impossibilidade, incomunicabilidade e mal-entendidos. Imagina como seria Don Juan tentando seduzir a própria Morte ou a conversa cotidiana de um casal que se desentende na hora de dormir. O homem – e, sejamos igualitários, a mulher – parece falar o que não deve e calar no fundamental. Para

sorte do leitor, Veríssimo está sempre por perto, registrando os hilariantes momentos em que o ser humano exerce sua vocação para a confusão. O autor cria situações surreais, como o incorruptível Robespierre tentando subornar o carrasco; Goya e Picasso conversando sob o sol da Côte d’Azur. Há ainda o relato de Juvenal que planeja matar a mulher, Marinei, que o despreza, e da recém-casada Heleninha cujo urso de pelúcia é seu maior conselheiro. Nas crônicas reunidas no livro, Veríssimo escreve enfim, sobre a vida.


32

INFORME PUBLICITÁRIO

JORNAL DO SÃO FRANCISCO

Edição 125, 1º a 15 de MARÇO de 2013

Jogadores da Seleção Brasileira de Futsal Jogadores Treinam no Ginásio da FASB da Seleção Brasileira de Futsal Treinam no Ginásio da FASB

Os jogadores da equipe "Vento Em Popa Janjar Futsal" utilizaram a quadra do ginásio de esportes da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), no último dia 12 de março, para se prepararem para a disputa da "Taça Brasil de Futsal", com início entre os dias 25 a 31 de março na cidade de Moita Bonita, em Sergipe. Dentre os 23 jogadores da equipe sediada em Luis Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, se destacam na seleção brasileira de futsal o ala Fininho, o goleiro Lavoisier e o pivô Índio. O atleta Sidney Lima de Araujo, mais conhecido como Sidinho, considerado um dos destaques da equipe, se diz confiante na vitória. "A equipe treina desde o dia 10 de março. Estamos todos entrosados. Tenho fé na vitória", afirma. O treinador auxiliar da equipe, Sergio Louzada, também professor da FASB, elogia a quadra do ginásio da Fasb, escolhida para o treinamento por ter as medidas oficiais do futsal e condições de receber os atletas da equipe. Ele também está satisfeito com os resultados já obtidos e quer mais. "Ano passado a equipe foi vice-campeã baiana de futsal, e este ano a Taça Brasil de Futsal seria muito bem-vinda", entusiasma-se.


Jornal do São Francisco - Edição 125