Page 1

AGRONEGÓCIO

Jornal do São Francisco LABORATÓRIO CLÍNICO

Barreiras-BAhia Rua Café Filho, 210 - Jd. Primavera (Próx. a Caixa e Bradesco)

FONE: (77) 3611-6680 / FAX: (77) 3612-8858

Prepare o seu bolso: a gasolina PÁGINA 16 vai subir

Abate de bois é recorde

1

Internet

(77) 3639.5100 | LEM, BARREIRAS E RODA VELHA

PÁGINA 18

JORNAL DO

De 1o a 15 de outrubro de 2013 • Ano 7 • Edição 138

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

jornaldosaofrancisco.com.br • 77 3612 3066 • R$ 2,00

São Francisco A VOZ DE INTEGRAÇÃO DO OESTE BAIANO

Quem ganha e quem perde com o Anel Viário Comércio e prestadores de serviço admitem que podem perder clientes, mas reconhecem necessidade da obra para a cidade PÁGINA 3

Mais Justiça, menos mortes Com centenas de cruzes espalhadas pelas principais avenidas e praças, manifestantes demonstram insatisfação com falta de segurança PÁGINA 5

LUÍS EDUARDO

ENTREVISTA

Lídice defende infraestrutura para O OESTE PÁGINA 11

REPRODUÇÃO

LOCAL

VIRGÍLIA VIEIRA

Município ganha primeira unidade do Procon Primeira sede do órgão no Oeste vai atender média de 25 pessoas por dia PÁGINA 6


2 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

OPINIÃO

EDITORIAL

Violência e omissão A

violência tem caras e cores, mas sem nomes e sobrenomes. A violência deixa marcas e sangue, porém tira e separa a vida e deixa sozinho vários amores. Rouba sonhos e esperanças. Infecta a mais limpa das sociedades. Degenera o mais impoluto homem. Vocifera estragos a todos os cantos. Não tem hora, dia e ano para chegar. Pode bater à porta da sua casa quando você menos esperar. A polícia bem que tenta defender. Tem excelente taxa de elucidar crimes, defende, mas como em um ritual infame parece sacrificar todos os seus homens tentando enxugar gelo como se prender simplesmente bastasse. Não. O braço que combate a violência é mais longo que o da polícia, embora, saibamos, tem lá seus problemas internos. Na Caminhada da Paz, ficaram claras as cores da violência, mas escuras suas verdadeiras razões. Violar uma lei não é só roubar, matar, assassinar, drogar ou cometer qualquer contravenção. A violência ganha outros tons nos motivos ocultos por outras razões ocultas pela escuridão. Uma simples lâmpada queimada ou um buraco estendido no chão é o mesmo que dar uma facada em qualquer cidadão. Queremos dizer com isso que nas sombras da prestação de um serviço, apagado pela omissão, a violência prolifera. Ela começa na água que cada um bebe, na má qualidade da luz que recebe, na falta de leitos de um hospital, na parede rachada da escola, no buraco em uma rua que tem quebra-mola

ou no silêncio de quem devia consertar. Tira-se como herói quem realiza quando não faz mais que sua obrigação. Quantos dos leitores deste jornal ganham astronômicos salários para administrar? Talvez nenhum ou quem se sinta ofendido em ter realizado a missão pela qual foi pago. Sim. Como o carteiro ganha para entregar cartas; o padeiro, para fazer pão; a polícia, para dar segurança; o abastado funcionário público eleito tem que lutar para que tudo seja feito na mais correta perfeição. Não basta elucidar crimes. É preciso não dar condições para que aconteçam. Permaneçam estirados ao solo, com balas e perícias que levam meses para serem feitas por falta de condição. Neste gelo mal enxugado, ainda ficam perguntas disparadas no paredão da sociedade, como, quais os critérios para resolver só alguns crimes e outros não? É a confissão de que falta aliança aos Três Poderes, aos prestadores de serviço e aos que se calam. A violência tem cores e caras, manchadas de bandeiras do Brasil, que no próximo ano podem não mais estar caminhando pela paz. Poderão estar em outra paz que todos um dia irão encontrar. Paz encaminhada pela violência. A mesma praticada por um espertinho que fura fila, por um pivete que rouba com um canivete, por uma propina pedida por um favor, pela rua escurecida, pela falta de água, de saúde e de paz. A paz chora. A violência parece alimentar muita gente que devia resolvê-la e não retroalimentá-la com sua inoperância! ■

CHARGE

Nota

Preferência para quem? Aqueles que dependem da fila preferencial ― idosos, gestantes, mulheres com crianças no colo e deficientes físicos ― da agência Bradesco, no centro de Barreiras, precisam de grande dose de paciência. A espera é longa e não há respeito por parte dos funcionários do caixa para prestar atendimento rápido aos clientes e usuários que necessitam do benefício garantido por lei. Assim, os que deveriam ser beneficiados aguardam a boa vontade dos funcionários do banco e contam com a sorte para serem atendidos no menor tempo possível. Resta saber qual o critério do Bradesco para “dar a preferência” do jeito que bem entende (e ferindo o direito adquirido pelos que realmente precisam de atendimento especial). O Jornal do São Francisco está de olho e vai denunciar.

JORNAL DO

São Francisco jornaldosaofrancisco.com.br

chefia-edicao@jornaldosaofrancisco.com.br redacao@jornaldosaofrancisco.com.br Praça Dr. Augusto Torres, 38 - Centro Histórico Barreiras - Bahia - CEP 47.805-230 FONE/FAX: (77) 3612-3066

ALEXANDRE GARCIA É jornalista das Organizações Globo onde, desde 1996 apresenta o programa Espaço Aberto, na GloboNews, e desde 2001 apresenta e coordena, direto de Brasília, o telejornal local matutino DFTV - 1ª Edição. Faz participações diárias como comentarista político do telejornal Bom Dia Brasil e está no grupo de apresentadores que se revezam na bancada do Jornal Nacional aos sábados e integra a equipe de colunistas do Jornal do São Francisco.

A PÚBLICA E A PRIVADA H á poucas semanas, a presie foi para o PV, mas o deixou para dente da República falava em fundar a Rede. O que dizem os reforma política, assunto que eleitores dessa gente? há anos é tema de enfáticas declaNão venham dizer que partido rações de políticos & politiqueiros. não elege. Está cheio de gente com “A mãe de todas as reformas” - pro- mandato, eleita com menos votos clamam, de boca cheia, fingindo de gente que ficou de fora. Gater a pedra de toque da transfornharam o mandato com os votos mação do país. Reforma do partido. O noticiário política para termos registrou o troca-tropartidos reais e sólidos, ca como algo lúdico, “A vida instituições fortes e nos quase uma brincadeira pública é tornarmos um país sério. de recreio de escola, Nada, é tudo encenação. uma dança de cadeiras. a continuVocê está vendo, caro Quando, na verdade, foi ação da leitor, a multidão de um escárnio ao eleitor, privada. mandatários a trocar de uma verdadeira pá-departido sem consultar e cal no sistema partidário Penso o sem autorização de seus quanto está de nossa mendicante mandantes, os donos dos democracia. Partido é atualizada votos que os elegeram. só rótulo, sem princía irônica Nada! O eleitor que se pios nem doutrina. Se dane. O vínculo perduperguntar a alguém que comparara até o dia da eleição. aderiu ao PRTB qual ção. No ano a doutrina do partido, Depois, que se dane. Neque vem, nhuma satisfação. O eleivai receber em troca tor votou no fundador um muchocho. Doutridiante da do PFL, mas ele agora é Isso não é coisa de urna, o elei- na? tucano; votou em petista religião? tor exigenhistórico, mas ele agora Na minha adolescênestá no Solidariedade. cia, havia isso. As pessoas te vai ter Acompanhou o PSB e tinham cara de PTB, de que tapar o votou em candidato de PSD, de UDN. Cada parnariz" sua confiança, mas foi tido tinha suas caractetraído, o deputado virarísticas, sua identidade. casaca agora é PDT. Um Mesmo assim, naqueles ex-presidente do DEM agora é PP. tempos, o humorista Aparício ToA suposta Rede de Marina deixou relly - o Barão de Itararé - escreveu alguns enredados. Miro Teixeira que “a vida pública é a continuasaiu do PDT, Walter Feldman do ção da privada”. Penso o quanto PSDB, e até Alfredo Sirkis deixou o está atualizada a irônica compaPV. Mesmo Marina, “evangélica de ração. No ano que vem, diante da esquerda”, como ela se define. Ele urna, o eleitor exigente vai ter que havida deixado o PT, que a lançou, tapar o nariz.

Editora: Heloíse Steffens | Repórteres: Ivana Dias, Virgília Vieira, Raul Beiriz e Luciano Demetrius | Diagramador: Nicélio Ramos | Colunistas: Alexandre Garcia, Durval Nunes, Carlos Augusto e Denise Pitta | Publicidade: Angélica Rambo e Aline Mello Secretária: Priscila Pereira | Impressão: IGráfica | Tiragem: 15 mil exemplares


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

LOCAL

3

Quem ganha e quem perde com o Anel Viário

Comércio e prestadores de serviço admitem que podem perder clientes, mas reconhecem necessidade da obra para a cidade FOTOS: VIRGÍLIA VIEIRA E RAUL BEIRIZ

Raul Beiriz

O

Anel Viário de Barreiras – obra que vai amenizar o intenso fluxo de movimento rodoviário da BR-242 do centro da cidade - deverá mudar a configuração da economia do município, em longo prazo. Essa mudança não deve acontecer de uma hora para outra. Comerciantes, prestadores de serviços, economistas e técnicos sabem que a cidade é um entreposto comercial e base de apoio a caminhoneiros, viajantes e até compradores de cidades vizinhas, sendo este um ponto crucial para a modificação de hábitos de consumo. Para saber quem vai ganhar e quem vai perder com o Anel Viário, a reportagem do Jornal do São Francisco foi a campo e fez uma pesquisa com empresas dos mais variados segmentos. Segundo este levantamento, as lojas de pneus para caminhões, revendedoras de carros e de No entendimento da maioria, mesmo com a inauguração do Anel Viário – que ainda não ocorreu -, transitar pela BR-242 ainda será um hábito para aqueles que, durante anos veículos pesados, lojas de autopeças, de viagens, seguiram seus percursos por esta rodovia restaurantes e hotéis seriam os mais afetados. Os representantes dessas empresas, no entanto, não o Anel, além do problema da rem no meio da rodovia. que, em mais de 15 anos viveacreditam que qualquer efeito falta de sinalização, não comSendo área urbana, o auram sob o fantasma do Anel prático vá acontecer de uma porta a passagem de bitrens, mento do tráfego de veíViário, mas que sobreviveram e hora para outra. por ser estreito e muito curvo”, culos na BR-135 significa, cresceram. “Por várias vezes tiNo entendimento da maiodisse. logicamente, maior probavemos o anúncio da inauguraria, mesmo com a inauguÉ justamente neste entron- bilidade de acidentes fatais, ção. Não houve. Quando houração do Anel Viário – que camento que o empresário inclusive na travessia de ver, ainda haverá a decisão de ainda não ocorreu -, transiJosé Vitti está construindo um pedestres, que também se passar por dentro de Barreiras tar pela BR-242 ainda será posto de gasolina que, segun- mostra ainda mais perigosa, para fazer um lanche, dormir um hábito para aqueles que, do dizem gerentes de outros especialmente no horário ou dar um acerto no veículo. durante anos de viagens, sepostos de gasolina, deve ser de saída do colégio, quando Isso nos dá tempo para pensar”, guiram seus percursos por “o mais moderno posto da é possível observar várias disse. esta rodovia. Para mudar esta região”. A reportagem do JSF crianças e ciclistas nos canJá o gerente do posto de garealidade, fazendo com que tentou contato com o empre- tos da pista. Tudo isso entre solina Sabbá, Adilson Neves, ocorra o desvio de trânsito sário Vitti, por exatas dez ve- bairros dos mais populosos não acredita que o Anel Viário da rodovia para o Anel Viário, zes, mas não obteve sucesso. da cidade como São Pedro, vá fazer “estragos” no seu faos empresários insistem na As respostas – dadas após a Vila Amorim, Vila Rica e Vila turamento, embora reconhenecessidade de uma Lei para identificação da reportagem - dos Funcionários. Durante ça que o movimento possa ter acabar com este hábito, pois eram sempre de que o empre- a vistoria realizada pelo JSF uma pequena redução. “Deve reconhecem que o tráfego de sário “não estava”, “estava via- no Anel Viário, especificahaver uma mudança pequena veículos é salutar para quem jando” ou “encontrava-se em mente, duas equipes trabano perfil da clientela, mas nada trabalha nas imediações do reunião”. A reportagem esteve lhavam na pintura de faixas que não se resolva com pequecontorno de Barreiras. no local, em duas oportunida- e na recuperação de um trenas mudanças no “target” dos O desafio a ser enfrentado des, também sem sucesso. cho, pouco antes do trevo produtos e serviços oferecinão passa apenas pela muO certo é que José Vitti, mes- da estrada para Angical, de dos”, evidencia. dança de hábito, mas também mo que não queira falar sobre quem vai para Salvador. Dali Neste mesmo lado da pista, pelas dificuldades estruturais o assunto, está apostando no para frente, não há sinal de uma loja de pneus oferece os do Anel Viário. Em tese, está crescimento da região, muito melhorias na pista. mais diferentes tipos de produtudo pronto, mas não é o que embora o inspetor do Crea da tos aos clientes, que vão de dopensa o inspetor do ConseBahia, João Sá Teles, lembre Economia em alerta nos de caminhão aos de carros lho Regional de Engenharia que aquele trecho da BR-135 é No que diz respeito aos asde passeio. Apesar do escopo e Agronomia da Bahia (Creo que mais precisa de melho- suntos econômicos, com o diversificado de clientes, o vena-BA), João Sá Teles. Desde rias. “Por 18 anos preocupou- possível deslocamento do dedor Araújo Rocha entende a entrada do Anel Viário, um se em construir uma ponte tráfego para fora da cidade, Jorge Costa que haverá perdas de clientes pouco depois do shopping, quando se deveria ter investi- o Anel Viário acende uma luz da Hyundai com a nova via de acesso a Salao lado da rodoviária, não há do em volta do trecho urbano amarela para quem trabalha vador. “É evidente que isso vai a menor identificação de que da BR”, aponta. As críticas fei- nos setores potencialmente acontecer, mas há uma chance existe uma estrada que permitas pelo inspetor encontram afetados da rodovia. Da entrada para o de nossa empresa mudar mais para perte contornar Barreiras. No seu Cláudio Lopes sustentação em nova vistoria Piauí até o trevo da BR-242, todos sabem to desta rodovia. O negócio é correr atrás entendimento, os problemas Kemerich realizada informalmente pela que terão de fazer ajustes para manter para vender mais”, disse. começam na parte urbana do da Oeste Pneus equipe deste jornal, na pri- suas atividades, embora não creiam que No seu entendimento, rodovias como o Anel Viário, justamente a BRmeira semana deste mês. Os vá haver maiores problemas. Anel Viário funcionam como uma bola de 135, como alertou matéria puburacos, a falta de sinalização A explicação é simples e vem do geren- neve no alto da montanha. “Surgem posblicada neste jornal, em edição de n°136. e de acostamentos mínimos em ambas as te da concessionária de caminhões da tos de gasolina, que atraem caminhões. “O trevo de acesso feito na BR-135 para pistas, levam muitos ciclistas a trafega- Volkswagen, Carlos Humberto, que diz Mais caminhoneiro significa melhores

“É óbvio que o Anel Viário irá reduzir o fluxo de carros pela cidade, mas isso não deve afetar os negócios da empresa que gerencio. Pelo contrário. Acessibilidade é tudo para quem lida com comércio e prestação de serviços”

“Vejo o Anel Viário com bons olhos. A gente só perde a vitrine, a grande vitrine que é a estrada, mas que pode ser resolvido com uma boa estratégia de marketing”


4 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

LOCAL

o

serviços, como banheiro e restaurantes. Lugares de comer e usar banheiro atraem ônibus. Paradas de ônibus atraem carros de passeio. E mais gente pode levar até à abertura de um hotel ou de uma pequena pousada”, acrescenta. Há quem não veja o menor problema na saída do fluxo de carros de Barreiras. É o que pensa o gerente comercial da Hyundai na cidade, Jorge Costa. “Vejo o Anel Viário com bons olhos. A gente só perde a vitrine, a grande vitrine que é a estrada, mas que pode ser resolvido com uma boa estratégia de marketing”, disse. Segundo Jorge Costa, ao contrário, a mudança da movimentação da estrada deve provocar uma seleção natural da clientela. “Isso sem falar que a cidade vai melhorar, e muito, com a mudança do tráfego. É uma questão natural. Boa para a cidade, boa para nós da empresa”, destaca. A ideia de Jorge Costa é a mesma compartilhada por outros comerciantes; a de que a saída do tráfego pesado do meio da cidade vai dar maior acessibilidade ao comércio e prestadores de serviços de Barreiras, como hotéis, lojas e restaurantes. “Ao desafogar a rua principal você ajuda a todos”, completa. A estrada que corta a cidade Um fato acerca da estrada que corta a cidade é unanimidade entre os ouvidos pela reportagem. Todos os dias perto das 8 horas, do meio-dia e das 18 horas, as principais ruas de Barreiras ficam um “inferno” com o congestionamento provocado pelo trânsito urbano e pelos caminhões que vêm da BR. Há dias, por exemplo, que o trânsito fica lento desde a entrada para o bairro Barreirinhas, isso para quem vem de Brasília rumo a Salvador. O gerente da filial Barreiras da Oeste Pneus, Claudio Lopes Kemerich, entende que o Anel Viário deve beneficiar a cidade no contexto geral. “É óbvio que o Anel Viário irá reduzir o fluxo de carros pela cidade, mas isso não deve afetar os negócios

“Por 18 anos preocupou-se em construir uma ponte, quando se deveria ter investido em volta do trecho urbano da BR”

“Estamos pensando até em ampliar o nosso atendimento, dependendo do que vai acontecer" Joelson da Silva da loja de conveniência

João Sá Teles do Crea da empresa que gerencio. Pelo contrário. Acessibilidade é tudo para quem lida com comércio e prestação de serviços”, disse. Claudio Kemerich reconhece, no entanto, que o tipo de lojas que existem próximas à BR deve mudar em função da mudança do fluxo de trânsito, que será gradual. “Não vai ser de uma hora para outra. Vai ser devagar”, opina. Everaldo Coutinho, do Posto Dourado, sabe que haverá pequena redução da clientela de combustível, da loja de conveniência e da pequena lanchonete, mas diz já ter traçado um plano “B” para evitar estes problemas. “Bom atendimento e promoções, com propaganda antes da entrada em Barreiras. Também pode-

mos partir para um posto no Anel Viário ou na BR-242 para atrair novos clientes”, disse. A administradora do Hotel Morubixaba, Socorro Lopes, que fica na saída para Salvador, reconhece que a nova via de acesso vai tirar alguns clientes do hotel, mas em nível muito pequeno. “Nosso hotel já está consolidado na sociedade de Barreiras e em quem nos visita sempre. A nova via é essencial para o desenvolvimento da cidade. Isso não vai nos afetar”, disse Socorro.

Jornal do São Francisco admite que o trânsito em Barreiras seja difícil em algumas horas, mas acha importante a obra para a cidade. “O Anel Viário é um custo a mais para a minha empresa. Temos que lidar com isso e investir”, disse.

Quem vai ganhar? Só que há quem vai ganhar com a obra do Anel Viário. Neste caso, está o posto Alto da Serra, que fica depois da saída da nova via de acesso, na direção à Salvador. O gerente Joelson da Silva entende que a lanchonete pode virar ponto de parada para carros, ônibus Concessionárias e até caminhões. “Estamos de caminhões pensando até em ampliar o devem investir nosso atendimento, depenO vendedor da concessionária dendo do que vai acontecer”, de caminhões Movesa, Paulo revela. A cautela de Joelson Victor da Silva Faustino, da tem explicação lógica se anamarca Scania, entende que lisadas as cidades na beira de sua empresa deve partir para BRs que ganharam estradas uma localização mais visível que cortam a cidade. e também para as ações de Campos dos Goytacazes, marketing, ou seja: não está na BR-101, no Estado do Rio descartada a mudança da de Janeiro, pode ser um bom empresa para local próximo à exemplo. A estrada que era nova via de acesso ao tráfego para contornar a cidade depesado em Barreiras. “Estamorou tanto a ficar pronta mos também investindo na que a cidade se desenvolveu abertura de uma empresa em para suas margens. Resultado Luís Eduardo Magalhães, para Everaldo Coutinho, disso é que o maior shopping aumentar nossa participação do Posto Dourado da cidade fluminense fica perno mercado”, disse. to do trevo, tal qual projetaCarlos Humberto, da concessionária de se aqui em Barreiras, com a construção caminhões Man, foi um dos que levan- do shopping. Já em outras cidades não tou uma interessante questão não res- houve o devido desenvolvimento, com pondida pelo Dnit nem pelo Ministério verdadeiras áreas livres, sem qualquer dos Transportes: “Como é que uma Lei valorização. Uma delas é Vitória, capital Municipal vai poder impedir o tráfego do Espírito Santo, também na BR-101. O por uma rodovia federal? Não pode. Não trânsito foi todo jogado para Cariacica e pode nem construir quebra-molas. Acho para Serra, duas cidades vizinhas, que que poderá ser inaugurado, mas vai levar perderam a paz, com o deslocamento da tempo para que os caminhões deixem de violência. Resta saber o que vai acontecer trafegar pela BR”, ressalta. O comerciante em Barreiras. ■

“Bom atendimento e promoções, com propaganda antes da entrada em Barreiras. Também podemos partir para um posto no Anel Viário ou na BR-242 para atrair novos clientes"

Regional de Saúde de Barreiras recebe ambulâncias e microcomputadores do Estado Ivana Dias

E

m reunião com o secretário de Saúde do Estado (Sesab), Jorge Solla, na última terça-feira, 8, prefeitos da região Oeste e secretários municipais das Regionais de Barreiras-Ibotirama e Bom Jesus da Lapa participaram no auditório do Hotel Solar das Mangueiras, de ações voltadas para melhoria da qualidade dos serviços de saúde. O secretário foi recepcionado por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e pelas crianças do projeto Samuzinho do município. Durante o evento, Solla realizou a entrega das 23 chaves das ambulâncias do SAMU - que fazem parte da renovação da frota do serviço na região e 60 microcomputadores do Projeto Telessaúde, aos representantes municipais. De acordo com Jorge Solla, todos os municípios que têm o serviço do Samu em funcionamento foram beneficiados com a renovação da frota de veículos. “O tempo médio de utilização dos carros é de três anos, e já estamos chegando a esse prazo na maioria dos municípios.

Por isso, o Ministério da Saúde em parceria com o Estado efetivou a renovação da frota do Samu 192", disse. Para o secretário de saúde de São Desidério, Jeferson Barbosa, o veículo vai facilitar e ampliar o trabalho realizado no município. “A intenção é colocar uma viatura para também atender no distrito de Roda Velha em função do tamanho, da necessidade e da distância”, disse Jeferson, que recebeu o apoio do coordenador do Samu, Adriano Almeida. “Essa ambulância veio em boa hora. É uma grande progressão no atendimento para com a população de todo o município de São Desidério”, enfatizou. Em Buritirama, a secretária de saúde, Nádia Caitano, acredita que com mais este veículo o atendimento do município irá melhorar tanto na sede como na zona rural. “É um carro de intervenção rápida e dará um suporte maior no atendimento. O que irá garantir agilidade no socorro às pessoas que necessitam de urgência no atendimento hospitalar, em especial aos que moram na área rural”, ressaltou a secretária. Regional Barreiras - Ibotirama con-

templadas: Santa Rita de Cássia (2); Mansidão (1); Angical (1); Ipupiara (2); Buritirama (1); São Desidério (1); Cotegipe (1); Luís Eduardo Magalhães (2); Barra (2); Formosa do Rio Preto (1); Wanderley (1); Cristópolis (1); Barreiras (4) e Ibotirama (2). Regional de Bom Jesus da Lapa: Santa Maria da Vitória (1). Projeto Telesaúde Gestores de 10 municípios que já assinaram a documentação receberam do Projeto Telessaúde, os microcomputadores destinados às Unidades Básicas de Saúde (UBS). O objetivo da ação é integrar tecnologia, comunicação e, principalmente, pessoas através de ferramentas comunicacionais que contribuem para qualificação dos serviços de Atenção Básica. A secretária de Saúde de Cristópolis, Maria Diana, recebeu quatro computadores destinados às Unidades de Saúde da Família (USFs). “Vai melhorar muito os trabalhos de toda a equipe destas unidades”, disse Maria Diana. O município de Barreiras recebeu 18

kits do Telesaúde. De acordo com o prefeito Antonio Henrique, os equipamentos chegaram no momento certo. “Com o telesaúde poderemos estar sempre atualizados com as normas e procedimentos da SESAB e do Ministério. Nossos profissionais se deslocarão menos a Salvador para se qualificar”, complementou a coordenadora de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde, Madalena Matos. Cidades contempladas: Angical (2), Barreiras (18), Cristópolis (4), Formosa do Rio Preto (5), Côcos (2), Serra do Ramalho (4), Pindaí (5), Santa Maria da Vitória (7) e Sebastião Laranjeiras (3). Pactuação de indicadores Os 37 representantes da Regional de Barreiras-Ibotirama e secretários municipais de saúde participaram ainda, neste evento, da Oficina de Articulação do Sistema de Pactuação de Indicadores (SisPacto). Durante o evento, foi entregue e apresentada à segunda edição do Manual para Elaboração do Plano Municipal de Saúde. ■


Jornal do São Francisco

LOCAL

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

5

Mais justiça, menos mortes Com centenas de cruzes espalhadas pelas principais avenidas e praças, manifestantes demonstraram a indignação com a falta de segurança e o descaso dos governos federal e estadual VIRGÍLIA VIEIRA

Virgília Vieira

C

entenas de cruzes tomaram conta das ruas de Barreiras no último dia 03 de outubro. Nas principais avenidas e praças, cruzes representavam o protesto e a indignação com a falta de segurança e o descaso dos governos federal e estadual. Cerca de 700 manifestantes de diferentes segmentos da comunidade local participaram da oitava edição da Caminhada pela Paz de Barreiras, organizada pela Comissão Voluntária pela Segurança e Paz. A iniciativa teve a finalidade de cobrar do Governo do Estado, mais ações para solução dos problemas relacionados à falta de segurança, bem como requerer a construção do presídio regional, anunciado desde 2007, mas que nunca saiu do papel e do campo das promessas. A mobilização teve início no final da tarde, em frente à Câmara de Vereadores e seguiu até a Praça Castro Alves, onde foi realizado o encerramento, com uma cerimônia ecumênica. “Foi através de uma mobilização como esta que o Governo do Estado acabou atendendo, mesmo que de forma precária, algumas reivindicações, entre elas a implantação de um subgrupamento do Corpo de Bombeiros e a construção de sua sede própria e o aumento do volume de combustíveis e viaturas disponíveis para atender às polícias civil e militar”, relembrou o presidente da Comissão Voluntária pela Segurança e Paz, Gil Areas Machado. A primeira caminhada aconte-

A mobilização teve início no final da tarde, em frente à Câmara de Vereadores e seguiu até a Praça Castro Alves, onde foi realizado o encerramento, com uma cerimônia ecumênica

ceu em 2006 e contou com a participação de mais de seis mil pessoas. Atualmente, a Comissão Voluntária pela Segurança e Paz de Barreiras é composta por mais de 40 entidades públicas e privadas. "Em nossa primeira mobilização reunimos mais de seis mil pessoas e a partir dela conseguimos ser ouvidos em algumas reivindicações. Mas precisamos

de muito mais", lembrou o presidente. Por mais justiça Mas a segurança não foi à única reivindicação dos manifestantes. Parentes e amigos que perderam seus entes queridos, vítimas da falta de segurança, também foram às ruas para cobrar justiça. É o caso da jovem “Lisbete”, que

encontrou defesa e amparo nas palavras dos manifestantes e também de sua mãe, a cabeleireira Maria Bethânia da Silva Santos que, há mais de dez anos, perdeu sua filha em um bárbaro assassinato até hoje não elucidado. “O caso da minha filha é só mais uma triste história de uma linda jovem que saiu de casa e não voltou, sendo encontrada morta. Até hoje eu não sei quem a matou e por qual motivo. Luto por justiça, luto por respostas, para que mais filhos não sejam assassinados sem nenhuma razão, como aconteceu com a minha Lisbete”, ressaltou Bethânia. O caso da menina “Érica”, morta em acidente de trânsito, também foi relembrado. A população foi convocada a comparecer ao júri popular que julgará o criminoso no próximo dia 21 de outubro. Construção do presídio Recentemente, a notícia de que a verba para a construção do presídio de Barreiras fora transferida para a construção de um Centro de Detenção Provisória (CDP) em Luís Eduardo Magalhães, deixou autoridades e comunidade inconformados. "Não sabemos até onde vai essa situação. Só este ano, já tivemos duas fugas em massa e ainda perdermos recursos federais que deveriam ser usados para a construção de um presídio regional. Falta empenho para que os problemas da nossa região sejam resolvidos", afirmou o membro da Comissão, Paulo Baqueiro. ■

Mais de cinco mil pessoas na Semana Espírita Raul Beiriz

S

er feliz é dar sentido à vida! Com a presença de mais de cinco mil pessoas, nos sete dias de palestras e seminários, foi realizado em Barreiras, no Espaço Fortiari, de 23 a 29 de setembro passados, a 35ª Semana Espírita de Barreiras. O tema central das atividades foi “Espiritismo, a Felicidade ao Nosso Alcance” e levou muitos a questionarem a essência do que é a vida e sua passagem pelo mundo material. Realizada pela União Espírita de Barreiras (UEB), a semana trouxe palestrantes dos mais diferentes pontos do País, como Brasília, São Paulo, Salvador, Porto Alegre, Vitória da Conquista, Rio de Janeiro e Niterói. A presidente da UEB, Minervina Cunha, ao final do evento, no domingo, 29, estava exultante. “Foi um sucesso. Conseguimos reunir cerca de 700 pessoas por dia, em atividades que consagram nossas ações”, disse, ao lado da cerimonialista Rosiane Muniz, enquanto uma equipe, muito bem coordenada, arrumava as cadeiras e o espaço Fortiari, no qual foi realizado o evento. A apresentação final contou com palestra do bioquímico e mestre em imunologia, Eduardo Guimarães, que também é diretor do Centro Espírita Aureliano, em

RAUL BEIRIZ

Niterói, cidade vizinha ao Rio de Janeiro. Muito aplaudido pelos presentes, Eduardo encerrou sua apresentação recitando versos de um poema que enaltece a vida como o maior bem que a pessoa pode ter. No último ato, crianças subiram ao palco com balões e bandeiras e entoaram canção pontuada por músicos. Entre os presentes encontravam-se pessoas dos mais diferentes segmentos e classes de Barreiras, desde o mundo do agronegócio ao comércio local. Palestras diárias A cada dia, os participantes puderam ouvir um palestrante diferente, conforme a programação. Na segunda-feira, dia 23, foi a vez da médium e oradora da Comunidade Espírita de Barreiras, Mayse Braga, que falou sobre a família, como uma escola para vida. Na terça-feira, foi a vez da médica veterinária e professora em neuroanatomia animal da Universidade de São Paulo (USP), Irvênia Luiza de Santis Prada, falar a um público de cerca de 750 pessoas sobre a conquista da felicidade. A autora dos livros “A Alma dos Animais” e “A Questão Espiritual dos Animais” é conhecida por ser uma das mais atuantes na divulgação das obras espíritas que, por sinal, eram vendidas no salão de entrada do auditório, bem como DVDs com as

O tema central das atividades foi “Espiritismo, a Felicidade ao Nosso Alcance” e levou muitos a questionarem a essência do que é a vida e sua passagem pelo mundo material palestras e eventos do seminário. Á medida em que iam acontecendo, os DVDs com as palestras eram disponibilizados aos participantes na pequena livraria. Também ministraram palestras, entre outros, o mestre em Medicina, André Luiz Peixinho, que falou sobre a questão da solidão e da felicidade; o jornalista com pósgraduação em Marketing e Administração de Negócios, Carlos Campetti, falou sobre o confronto entre as dificuldades do presente e a felicidade do amanhã; o mestre e

doutor em Geologia, Max Lãnio Lacerda, centrou sua palestra na questão da educação dos sentimentos; a advogada gaúcha Sandra Della Pola concentrou-se na construção de um mundo melhor e, o advogado e professor de Direito Internacional, Erick Menezes, participou do seminário abordando a lei da causa e do efeito e a felicidade. O seminário aconteceu no sábado, 28 de setembro e, domingo, 29 de setembro, sempre com uma palestra pela manhã e outra à tarde. ■


6 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

MUNICÍPIOS

LUÍS EDUARDO MAGALHÃES

LEM ganha primeira unidade do Procon da região Oeste LUCIANO DEMETRIUS

Luciano Demetrius

A

pós quase um mês de espera – devido ao adiamento do lançamento previsto para 18 de setembro -, Luís Eduardo Magalhães recebeu a primeira unidade do Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) da região Oeste da Bahia na tarde da última quinta-feira, 10, data que marcou a inauguração da sede. O atendimento ao público, porém, aconteceu a partir da segunda-feira, 14, das 8h às 14h e com previsão de atendimento médio de 25 pessoas ao dia. “Ninguém pode negar as mudanças nas cidades após a implantação do Procon. Isso não será diferente aqui em Luís Eduardo Magalhães, uma vez que o órgão não serve apenas para punir o fornecedor. A sua presença forma consumidores mais conceituados e fornecedores mais conscientes”, disse o prefeito Humberto Santa Cruz. “Com o Procon, vamos diminuir a sobrecarga do Poder Judiciário”, completou. A unidade de Luís Eduardo Magalhães será coordenada por José Uiraçu Ferreira, que destacou a forma como o órgão vai atuar a fim de que consumidores e fornecedores de serviços e produtos busquem relação de equilíbrio nos negócios. “O objetivo da presença do Procon não é apenas o caráter punitivo. A meta é man-

Vice-prefeito Marcos Alecrim; prefeito Humberto Santa Cruz; secretário Almiro Soares e o deputado federal, João Leão (PP-BA)

ter o equilíbrio nas relações de consumo. Quanto melhor o consumidor for tratado pelo comerciante ou fornecedor de serviços, mais útil será ao comércio”, frisou. Estiveram presentes na solenidade, o Juiz de Direito da Vara Cível de Luís Eduardo Magalhães, Pedro Godinho; o presidente da Subseção da Ordem dos Advogados de Luís Eduardo Magalhães (OAB-LEM), Carlos César Cabrini; os deputados federal João Leão (PP) e estadual Sidelvan Nó-

brega (PRB); o suplente de senador Roberto Muniz (PP-BA), o vice-prefeito Marcos Alecrim; secretários do governo municipal; a procuradora do município, Danielle Almeida Luz, e os vereadores Jarbas Rocha (PHS), Vôga Pelissari (PP), Elton Almeida (PP), Zezé da Farmácia (PMDB), Claudionor Machado (PDT) e Erik Café (PTB). Líderes em queixas Segundo o superintendente de Proteção

e Defesa do Consumidor do Estado da Bahia, Ricardo Maurício Freire Soares, lideram as reclamações dos consumidores as instituições bancárias e os serviços de telefonia móvel. “É um quadro visto em todo o Brasil. Na Bahia não é diferente. Nos bancos, por exemplo, as queixas vão desde as cobranças abusivas por serviços até a falta de compromisso da instituição com o que prometera no contrato. Já na telefonia móvel, a interrupção dos serviços e os valores nas faturas mensais lideram as reclamações”, afirmou. Uiraçu destacou que problemas verificados em Luís Eduardo Magalhães, como por exemplo, a desobediência de grande parte dos comerciantes locais à obrigatoriedade do manual do código do consumidor à disposição dos clientes, será combatida, inicialmente, em caráter educativo. “Por mais que a exigência esteja na lei, iremos orientar os comerciantes a cumprir a sua obrigação. Depois, sim, partiremos para a fiscalização e punição”, assegura. Após o cerimonial, o prefeito Humberto Santa Cruz e o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Almiro Soares, e as demais autoridades descerraram a placa inaugural da unidade do Procon de Luís Eduardo Magalhães. Sem explicações Questionado pela reportagem do Jornal do São Francisco acerca da escolha de um profissional vindo de Barreiras, uma vez que há advogados no quadro de funcionários da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães disponíveis para a função, o vice-prefeito Marcos Alecrim despistou. “Melhor conversarmos amanhã (sextafeira, 11) ou na segunda-feira (14) em meu gabinete. Lá eu explico melhor, hoje está muito complicado por causa do grande número de convidados”, disse. ■

Jovem escritor lança livro em evento da cultura regional Luciano Demetrius

O

lançamento do livro “A Guerra dos Criativos”, do jovem escritor Alec Silva, 22 anos, foi uma das atrações do I Encontro Regional de Cultura do Oeste da Bahia (Ericob), realizado nos dias 4 e 5 de outubro, em Luís Eduardo Magalhães, na Praça Sérgio Alvim Motta (Praça da Matriz). O evento, que segundo a Secretaria Municipal de Cultura e Lazer tinha confirmadas as presenças das delegações de dez municípios, registrou quatro ausências: Barra, Muquém do São Francisco, Riachão das Neves e São Desidério. “A alegação dos faltosos é que nenhum deles recebeu verba de suas respectivas prefeituras para vir à cidade de Luís Eduardo Magalhães”, afirmou o diretor de Cultura da Secretaria, Rivadávia Júnior. “Mas as delegações que compareceram fizeram a sua parte”, contemporizou. Alec Silva, estudante de história e que lança seu segundo livro (o primeiro foi o infantil “Zarak, o monstrinho”), destacou-se tanto pela ousadia em lançar mais um título em caráter independente e por aguardar pelo público durante a tarde do segundo dia do evento, no sábado, 5. Até o horário em que ele concedia entrevista à reportagem, por volta das 17h, poucos interessados passaram pelo seu estande. “Alguns se surpreendem por um morador da cidade lançar um livro”, con-

tou. Já à noite, por volta das 21h, quando as atrações das delegações de Cristópolis, Luís Eduardo Magalhães e Baianópolis subiram ao palco principal, o escritor afirmou ter vendido dez exemplares. “Foi quando aumentou o número de visitantes na praça”, disse. “Os que não compraram, mostraram-se interessados, principalmente por saber que o livro é obra de gente da região”, endossou Jardel Reis, ilustrador do livro. Outro artista que expôs seus trabalhos foi o artesão Dilson Dias de Almeida, o “Mestre Nego”. Aos 73 anos, há 20 anos ele chegou de Senhor do Bonfim à Barreiras para se dedicar à arte do artesanato em madeira seca. Até o final da tarde de sábado, ele havia vendido três das cerca de 50 peças entre imagens e carrancas. “Já tenho experiência em eventos culturais. As vendas nos locais não são muitas. O que vale é os contatos feitos para futuras encomendas”, afirmou “Mestre Nego”, que diz ter outro prazer com a arte: “Já ensinei muita gente a trabalhar com a arte e que seguiu carreira”. Nos estandes, os movimentados eram os de Barreiras e de Formosa do Rio Preto, com exposição de produtos locais nas áreas de alimentação e artesanato. Já o de Cristópolis estava vazio, o de Baianópolis coberto por uma lona preta e o de Luís Eduardo Magalhães serviu de apoio para os guardas municipais. No espaço para a Academia Barreirense de Letras

havia apenas uma faixa indicativa, mas sem nenhum representante no local. Segundo participantes do evento, o grupo da Academia participou apenas da solenidade de abertura. Entre os visitantes, a maioria somente tomava conhecimento do encontro ao passear pela praça. “Fiquei surpreso com a realização do evento. Somente ao chegar à praça soube que havia um encontro cultural. Poderia ser mais bem organizado, mas valeu pela iniciativa. Luís Eduardo Magalhães precisa deste fato novo”, disse o estudante de agronomia, André Walker. Outras atrações Na noite de abertura, sexta-feira, 4, o destaque foi a apresentação teatral “Rio Preto”, de Formosa do Rio Preto, com o alerta sobre a necessidade de preservação do rio que margeia o município e é um dos principais rios de toda a região. A Banda Filarmônica de Luís Eduardo Magalhães, sob regência do maestro David Monteiro, tocou o hino nacional durante a solenida-

LUCIANO DEMETRIUS

de de abertura. No sábado, 5, a historiadora Ignez Pitta ministrou palestra com tema voltado à cultura regional no auditório da Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira (Faahf). Já o pracinha Eurípedes, de Barreiras, que combateu na Segunda Guerra Mundial, cancelou sua participação por problemas de saúde. À noite, um grupo vocal de Cristópolis e o grupo folclórico de Folia de Reis, de Baianópolis, encerraram as atividades do evento no palco principal da Praça da Matriz. ■


MUNICÍPIOS

Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

SÃO DESIDÉRIO

Buritirama

Santana

Sítio Grande realizou o o 1 Desfile da Primavera

Idosos participam de atividades especiais em semana comemorativa

Exército inicia mapeamento de território

A Fanfarra da Escola Municipal Sagrado Coração de Jesus de Barreiras (Fanscoj) participou do evento

7

FOTO: ASCOM SANTANA

FOTO: ASCOM BURITIRAMA

FOTO: ASCOM SÃO DESIDÉRIO

O objetivo do mapeamento é elaborar políticas públicas de infraestrutura, socioeconômica e ambiental

Idosos em comemoração Ivana Dias

Fanfarras participam do primeiro Desfile da Primavera em Sítio Grande Ivana Dias

O

primeiro Desfile da Primavera do Distrito de Sítio Grande aconteceu no último sábado, 28, em substituição ao tradicional Desfile Cívico de 07 de setembro. O evento organizado pela Secretaria de Educação contou com a participação da Fanfarra de São Desidério (Fansad), que iniciou o desfile na Praça Coração de Maria e da Comissão de Frente do Sítio Grande (Fansid) e da Fanfarra da Escola Municipal Sagrado Coração de Jesus de Barreiras (Fanscoj). Participaram ainda do ato cívico, alunos e professores das escolas da rede municipal, com homenagens à natureza e a

primavera. A Escola Pedro Ferreira dos Anjos - que completa 30 anos de funcionamento homenageou o senhor Pedro Ferreira dos Anjos (In Memórian), ilustre morador da localidade que nomeou a instituição. “O evento foi produtivo, muito bonito e atendeu às expectativas de todos. Parabéns aos organizadores, pais, alunos e comunidade que nos agraciou com belíssimas apresentações”, disse a secretária de Educação, Alaídes França, que ressaltou ainda que o Desfile da Primavera foi realizado em um sábado letivo, em consenso com os professores, gestores escolares e coordenadores pedagógicos das três escolas. ■

Vice-prefeito assume secretaria de Infraestrutura Da Redação Com informações Ascom SD

O

atual vice-prefeito de São Desidério, Reginaldo César Filho, assumiu a Secretaria de Infraestrutura,Transportes e Serviços Públicos do município na última segunda-feira, 07, de acordo com a portaria nº 443/2013 de 1º de outubro de 2013. A pasta - criada em janeiro de 2005, realiza obras e serviços na sede e na zona rural, entre eles, o Programa Permanente de Manutenção de Estradas - implantado para dar suporte aos mais de 3 mil km de vias vicinais que cortam o município; Programa de Eletrificação Rural e a implantação do sistema de abastecimento de água nas localidades rurais e limpeza pública. É responsável ainda, pela implantação do Programa Coleta Seletiva no distrito de Roda Velha e também na sede - que está em andamento, já com a distribuição de pontos de coleta em locais estratégicos para o comércio local; setor da construção civil, com obras de escolas, praças, pontes e quadras poliesportivas por todo o território do município e na manutenção dos veículos e máquinas que compõem a frota municipal. De acordo com o vice-prefeito

A Semana Internacional do Idoso foi comemorada em Buritirama no período de 30 de setembro a 3 de outubro, com uma série de atividades promovidas pela secretaria de Assistência Social, em parceria com a Secretaria de Saúde. A programação foi elaborada com o objetivo de lutar pelos direitos e bem-estar das pessoas idosas. Na abertura do evento, os idosos assistiram a uma apresentação de mensagens de carinho, participaram de sorteio de brindes e de um café da manhã. Durante a programação participaram ainda de uma sessão de filme, da caminhada em favor à saúde do idoso, Desfile da Primavera e do espetáculo musical “Buritirama em Serenata”. “Temos que buscar alternativas criativas para construir o respeito coletivo”, disse a secretária substituta de Assistência Social, Thaysa Santiago.

Formosa do Rio Preto

Beneficiários do Programa Água para Todos são cadastrados FOTO: CORREIO DO OESTE

Da Redação Com informações Ascom santana Oficiais do Exército solicitaram apoio da administração municipal de Santana para viabilizar o trabalho de mapeamento do solo e potencial hídrico do território. No último dia 7, homens do Exército comandados pelos sargentos André Freire Tabosa e Wilton Pereira Galvão estiveram no município para iniciar o mapeamento sistemático, que será realizado ainda, na região Oeste da Bahia, conveniados à Diretoria do Serviço Geográfico do Exército Brasileiro e da 3ª Divisão de Levantamento – sediada na cidade de Olinda (PE). O objetivo do mapeamento é elaborar políticas públicas de infraestrutura, socioeconômica e ambiental, pois dotará o Estado de informações atualizadas sobre o território baiano. Para realizar o trabalho é necessária a colaboração das prefeituras, órgãos estaduais, empresas, ONGs e sociedade civil, informando sobre as localidades visitadas. Os resultados desse trabalho serão disponibilizados aos municípios inclusos neste mapeamento. O prefeito Wilson disponibilizou os serviços das secretarias na colaboração com os trabalhos.

Tabocas do Brejo Velho

e atual secretário, Reginaldo César, a infraestrutura é um setor amplo e complexo, que exige muita responsabilidade. “Agradeço a Deus e ao prefeito Demir por esta oportunidade. Quando fui convidado para administrar esta secretaria fiquei muito feliz. Peço a Deus muita humildade e sabedoria, pois pretendo gerir esta pasta com comprometimento para ajudar no desenvolvimento do município", concluiu. A pasta tinha à frente Zito Barbosa, que deixou o cargo.

Da Redação Com informações do Correio do Oeste

Da Redação com informações da Agecom

Quem é Reginaldo César O atual secretário e vice-prefeito, Reginaldo César Filho, natural de São Desidério, iniciou a carreira política em 2000 quando se candidatou a vereador pelo PMDB. Não eleito, foi diplomado suplente pela coligação. Em 2004, candidatou-se novamente pelo antigo PFL e obteve votação expressiva em todas as urnas da sede e do município. Reeleito no pleito de 2008 a 2012, o vereador atuou também como primeiro secretário da diretoria da Câmara Legislativa, no biênio 2011/12. Nas eleições de 2012, concorreu como vice -prefeito ao lado de Demir Barbosa, com quem administra o município. ■

Após a realização da audiência pública, formação e capacitação das comissões comunitárias, o Comitê Gestor do programa iniciou na última segunda-feira, 07, o précadastro para o Programa Água Para Todos em Formosa do Rio Preto. O Programa beneficiará famílias com cisterna de captação de água da chuva em diversas localidades da zona rural do município. Ao término da realização do précadastro, a Companhia de Desenvolvimento do Vale São Francisco (CODEVASF) realizará uma análise dos beneficiários.

Foi inaugurado no município de Tabocas do Brejo Velho, um posto do CrediBahia, no última dia 10. A instituição será administrada pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), com recursos da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), apoio do Sebrae e das prefeituras. Ainda neste mesmo dia, foi realizada uma audiência pública no Espaço Fama, para apresentar o programa aos empreendedores locais. O posto do CrediBahia está localizado na Praça Tiradentes, no centro da cidade.

O Programa beneficiará famílias com cisterna de captação de água da chuva

Município é contemplado com Posto do CrediBahia


8 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

Moda Denise Pitta Graduada em Artes Plásticas, Estilismo e Moda Editora do Fashion Bubbles - www.fashionbubbles.com

As novas Tornozeleiras: Acessórios do Verão 2014

FOTOS: REPRODUÇÃO

s looks com shorts estão entre os prediletos entre blogueiras e fashionistas. Eles são perfeitos para um país tropical, que gosta de sensualidade! E o visual permanecerá em alta para o Verão 2015, com modelos de cintura alta e pernas mais soltinhas, quase recordando o antigo short saia, lembra? Diversos looks com shorts foram usados na semana de moda de Paris – Spring 2014. Usados com transparências, alfaiataria, recortes e tops, os modelos foram trabalhados em tecidos nobres como sedas ou cetins, assim como em algodão e outros materiais. Pedrarias e desfiados também ajudaram a ornar a peça, que volta com modelagem muito mais sofisticada! A principal dica de estilo é usar o shorts com blusas mais soltinhas para não correr o risco de um visual vulgar, ou mesclar a peça com camisas, blazers ou casaquetos, o que vai deixar o look estiloso, sem perder a sensualidade.

O

look muitas vezes necessita de um toque especial e os acessórios são o grande destaque do visual! Uma ótima opção para quem deseja deixar os sapatos em evidência é a tornozeleira dupla, tendência trabalhada por Mellina Machado, uma de nossas mais criativas designers de joias. A tornozeleira foi pensada como complemento dos sapatos, uma das grandes paixões de Mellina: “Estava olhando para os meus scarpins quando pensei que poderia dar um up no visual se eles tivessem um acessório, algo que pudesse complementá-los. Lembrei das pulseiras escravas e então veio o insight de criar uma tornozeleira inspirada nelas e que fossem usada nos dois pés.”, comenta Mellina, que também é Consultora de Imagem integrante da AICI (Association of Image Consultants of New York). Sem dúvida, a tornozeleira é um

acessório sexy e elegante, mas para não errar na hora de usá-la, a designer dá algumas dicas de como escolher o sapato certo. “Escolha um sapato neutro, sem tiras e outros adornos, para não poluir o visual”. Mellina ainda indica que as tornozeleiras sejam usadas com scarpins e sapatos fechados, porém não descarta o uso com sandálias. ”É importante apenas ficar atenta para que as sandálias não tenham tiras e outros elementos que destoem da tornozeleira”. A designer de joias explica que o sapato a ser usado com as tornozeleiras, deve ser elegante como a joia. “Desde que o sapato tenha a mesma linguagem e refinamento que as tornozeleiras, tudo bem. De preferência, o sapato não deve conter muitas informações, pois as tornozeleiras já trazem força e muita personalidade”, finaliza.

Racco e parceiros de sucesso Quer ser dona do seu próprio negócio? Então seja um(a) consultor(a) independente dos Cosméticos RACCO. Luís Ed. Magalhães na Avenida JK nº 1658 centro Barreiras Rua Cel. Magno nº 215 centro - Tel.: (77) 9971-6776

SKINÃO DOS CALÇADOS RUA DA FEIRA, Nº 52 - CENTRO - BARREIRAS - BAHIA

Calçando você e sua família

(77) 3611-3254

Homem Aranha

Ben 10

REPRODUÇÃO

Looks com Shorts direto das passarelas de Paris O


M

Y

Y

Y

Jornal do São Francisco anuncio_enade_jornal.ai

1

10/10/13

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013 09:40

9

INFORME PUBLICITÁRIO

FAAHF: Direito e Administração recebem nota máxima do ENADE


10 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

IVANA DIAS

E-mail: ivana-dias@hotmail.com

RC White foi o tema da festa em comemoração ao aniversário de Rodrigo Campos. O evento que reuniu mais de 150 convidados foi realizado no último dia 5, na chácara da família Campos.

Rodrigo Campos e sua namorada Ananda Negrão

Cindy Módica, Fernanda Busato e Carlos Coimbra

Os irmãos Rodrigo e Ricardo Campos

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

rc white

Mosaico

Geraldo Nunes e a esposa Niedja Negrão

O casal Jean e Tatiane Baldissarela

Bia Barros, Thaís Kissu, Taís Campos, Manoela Módica e Cindy Módica Thiago Dourado, Raira França e Rodrigo Campos

Lançamento primavera-verão

Luaclara Brandão debutou no último dia 5, no Espaço Lê Reve. O baile oferecido pelos seus pais, Zandra e Zuba Brandão, emocionou à familiares e amigos que prestigiaram a garota.

Clientes da Vogel Capodarte de Barreiras prestigiaram no último dia 25, o lançamento da coleção Primavera Verão 2013.

FOTOS: ARERÊ

FOTOS: ARERÊ

Baile de debutante

Gilca Arêas e Antônio Balbino

Virgínia Figueiredo, Dilma Feitosa, Fátima Horita e Célia Kumagai

A debutante Luaclara e seus pais Zandra e Zuba Brandão

Família Brandão e família Busato: Marcela, Márcia, Mariana e Marcos João Carlos Jacobsen e Vick Wobeto

Na última segundafeira, 30, o prefeito de São Desidério, Demir Barbosa, completou mais um ano de vida. Em homenagem ao seu aniversário, servidores municipais ofereceram um chá da tarde ao som do coral infanto-juvenil do Centro de Reabilitação Social (Cras).O Jornal do São Francisco deseja felicidades, ao prefeito.

FOTO: ASCOM SÃO DESIDÉRIO

aniversário de Demir Barbosa


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

REGIÃO

11

“Manifestações mudaram pauta do Congresso" Em entrevista ao Jornal do São Francisco, senadora Lídice da Mata defende mais infraestrutura para a região Oeste com a criação de uma Empresa de Desenvolvimento do Oeste Baiano José Cruz | Agência Senado

Raul Beiriz

“O

clamor das ruas mudou radicalmente e, para melhor, a pauta do Congresso Nacional”. Esta é a percepção da senadora Lídice da Mata, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), sobre a influência do movimento das ruas na política brasileira. Em entrevista ao Jornal do São Francisco, a ex-prefeita de Salvador lembra que a pauta do Congresso era bancada pelos interesses de segmentos fundamentalistas. A representante do Estado da Bahia, no Senado, que já foi deputada estadual e federal, está ciente dos problemas enfrentados pela região, especialmente no que tange à produção agrícola. É defensora e mentora da instalação de um armazém na região de Luís Eduardo Magalhães, para aumentar a infraestrutura da cadeia agrícola. Tem como um dos seus projetos, a criação da Empresa de Desenvolvimento do Oeste Baiano, cujo fim será promover o desenvolvimento econômico, social e sustentável. Integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do tráfico de pessoas, a presidente do PSB reconhece falhas na legislação deste tipo de crime, que vincula o tráfico de pessoas exclusivamente à exploração sexual, sem vislumbrar os casos ligados à remoção de órgãos, adoções irregulares e ao trabalho escravo. É de sua autoria o Projeto de Lei 217/2012 que cria a Política Nacional do Meio Ambiente. Lídice da Mata defende a inclusão de critérios sociais nas avaliações de impacto ambiental exigidas para o licenciamento de empreendimentos conforme o seu porte. Em entrevista, a senadora fala destes e de outros assuntos. Acompanhe. JORNAL DO SÃO FRANCISCO: Quais são as suas prioridades como representante da Bahia no Senado? O Estado vem enfrentando alguns problemas por causa do clima e de questões sociais. Como a senhora define a sua atuação para melhorar a vida nas terras baianas? Senadora Lídice da Mata: Durante o meu mandato, tenho buscado levar a efeito as propostas que foram defendidas publicamente durante a campanha, como a defesa do semiárido baiano. Somos sabedores do desafio que passa o povo do semiárido com a severa seca que assola esta região. Assim, no Senado Federal, tenho atuado na defesa desta causa e considero que já passou da hora de quebrarmos esse ciclo e dotarmos a região semiárida nordestina de uma verdadeira política de desenvolvimento sustentável, planejada e que vá além dos paliativos de sempre, que não somente têm se mostrado ineficazes, como podem - no médio e longo prazos -, agravar sobremaneira o problema. Defendo a promoção de ações de convivência com o clima semiárido que

Senadora Lídice da Mata compatibilizem, de maneira sustentável, mos organizando junto à Comissão de o acesso e o uso consciente da água com Desenvolvimento Regional e Turismo, os objetivos de desenvolvimento econô- a realização de audiência pública com a mico regional. Nos últimos meses, tenho finalidade de discutir soluções tecnolócobrado do Governo Federal a efetivação gicas adequadas para a reestruturação de políticas públicas que possam apoiar produtiva do semiárido brasileiro, visantanto os produtores rurais quanto os mu- do à melhoria da convivência da região nicípios em situação de emergência cau- com os períodos de estiagem prolongada, sada pela seca. Três áreas relacionadas a bem como de pós-seca. Quanto às dívidas este assunto têm norteado o dos produtores, apresentei o meu mandato: a renegociaProjeto de Lei do Senado Nº ção de dívidas dos produto622/2011, para modificar os res do semiárido, a necesparâmetros de renegociasidade do país efetivar uma ção das dívidas oriundas de Política Nacional de Armazeoperações de crédito rural nagem e o uso de tecnologias lastreadas em recursos do apropriadas para o semiáriFundo Constitucional de Fido. Defendo a necessidade nanciamento do Nordeste de termos no País uma Polí(FNE) e também fiz parte da tica Nacional de Armazenacomissão que discutiu a Megem. Somente assim podedida Provisória, conhecida remos superar este grande como MP da Seca, que tratou desafio, afinal, possuir uma destas dívidas no Senado Fecapacidade de armazenagem deral. Além disso, parte das da nossa produção é uma emendas ao orçamento que variável importantíssima apresentei no meu mandato, para o agronegócio e para o totalizando recursos da oraperfeiçoamento da política dem de R$ 7 milhões, foi direde estoques reguladores do cionada para a implantação governo. Somente com ações de infraestrutura, aquisição neste sentido é que daremos de equipamentos e apoio a Lídice da Mata condições de competitivida- Senadora do Partido projetos de desenvolvimende à agricultura. Em relação Socialista Brasileiro to sustentável e convivência à assistência técnica, esta- (PSB) com o semiárido nos muni-

“O Oeste baiano é hoje um importante território para o desenvolvimento econômico do Estado da Bahia”

cípios que se encontram em situação de estiagem. JSF: Na região Oeste da Bahia, sempre foi dito que o Governo do Estado não atua como deveria. Existe alguma ação específica da sua parte para auxiliar na resolução dos problemas da região? LM: Temos a consciência de que um Estado como o da Bahia, que possui uma enorme extensão territorial, com grandes distâncias entre os territórios e a capital, tem fatores desafiantes para se construir uma maior integração regional. O Oeste baiano é hoje um importante território para o desenvolvimento econômico do Estado da Bahia. Graças à modernização do modo de produção agrícola nesta região, tivemos uma importante expansão da agricultura, que saiu do foco de subsistência para o agronegócio. Alguns desafios ainda persistem e tenho apoiado a superação destes obstáculos com ações práticas para o desenvolvimento da região. Recentemente articulei, junto à Conab, a implantação de um armazém desta companhia em Luís Eduardo Magalhães, com capacidade de 100 mil toneladas. Com isso, proporcionaremos um melhor atendimento aos criadores e aos produtores de grãos, dotando o Estado da Bahia de uma infraestrutura adequada e com capacidade de melhor armazenamento de sua produção. Com a implantação de um armazém deste porte no Oeste do Estado, estamos apoiando a dinamização produtiva da região. Apresentei ao Governo do Estado da Bahia um projeto de implantação de uma Empresa de Desenvolvimento do Oeste Baiano com a finalidade de promover o desenvolvimento econômico, social e sustentável destes municípios. Considero que uma ação deste tipo é capaz de dotar esta região de uma maior competitividade da produção, além de propiciar maior apoio para o fortalecimento da infraestrutura regional. Também fui defensora no Senado Federal da criação da Universidade Federal do Oeste, que passará a contar com este importante centro de disseminação de ensino e tecnologia. JSF: Luta-se muito para trazer empresas que se instalem na região. O projeto de equalização do ICMS, em atenção à decisão do Supremo, impede que sejam concedidos incentivos fiscais para a instalação de companhias, como foi o caso da Ford. Em estudo no Congresso - Senado -, até que ponto esta Lei não atrapalha os planos de atração de empresas pelo Estado e pela região? De que forma a senhora analisa esta possível equalização tributária? LM: Tenho acompanhado de perto o debate que está sendo feito no Senado Federal sobre este assunto e considero que o parlamento deve colocar com prioridade


12 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

REGIÃO

o

a discussão de um novo pacto federativo. A questão da guerra fiscal foi uma alternativa que os estados pobres encontraram para promover a atração de investimentos que pudessem incrementar suas economias. Como parlamentar de uma região que ainda possui muitos desafios, principalmente na área econômica, eu defendo a discussão do pacto com foco no desenvolvimento regional, onde não se pense o desenvolvimento a partir do Sul e do Sudeste. É preciso contemplar de forma igualitária as diferentes regiões do País.

damentalistas como estava sendo. Agora voltou para o veio natural, que é aquilo que a opinião pública acredita que deve ser. Isso nos permite colocar na ordem do dia, pautas que estavam adormecidas. JSF: Tráfico humano. Com a sua experiência no assunto, o que pode ser feito para combater o problema, mais acentuado em regiões carentes do País? LM: No relatório final da CPI do Tráfico de Pessoas no Senado, apresentamos um Projeto de Lei que procura adequar a valoração dada pela lei penal brasileira ao crime de tráfico de pessoas aos termos da Convenção de Palermo, das Nações Unidas, ratificado pelo Brasil em 2003. Uma das falhas da legislação vigente é vincular o tráfico de pessoas exclusivamente à exploração sexual, deixando de lado, por exemplo, os casos ligados à remoção de órgãos, adoções irregulares ou ao trabalho escravo. Propusemos além de uma punição mais severa, de quatro a dez anos, que se harmoniza com outros tipos penais de gravidade equivalente, como o tráfico de drogas e de armas, que o governo crie uma ampla rede de apoio e proteção às vítimas

JSF: De que maneira a senhora enxerga este movimento das ruas que invadiu o Brasil e tende a ser constante no próximo ano, período de eleições e de Copa do Mundo? LM: Existem várias maneiras de interpretar as manifestações das ruas e a importância que este movimento cívico de amplitude nacional trouxe para a história política do País. O clamor das ruas mudou radicalmente e, para melhor, a pauta do Congresso Nacional. Não era possível que a pauta do Congresso continuasse bancada pelos interesses de segmentos fun-

deste crime e que o poder público tenha como uma de suas obrigações, prestar contas à sociedade das ações de combate e prevenção, mediante a realização de audiências públicas periódicas com o ministro da Justiça. JSF: A reforma política e eleitoral clamada pelo povo carece de estudos ou já é uma realidade? Ou seja, nos bastidores do Senado, já se discute a questão? LM: Essa questão está em discussão no Senado faz tempo, inclusive, recentemente aprovou-se o texto da chamada minirreforma eleitoral, mas na Câmara não houve acordo entre os dois principais partidos da base do Governo antes que o texto pudesse ser aprovado para vigorar já nas próximas eleições. Nossa proposta é de uma discussão mais profunda, que promova mudança a fim de garantir uma maior participação de mulheres, dos negros e das minorias; que modifique o sistema de financiamento das campanhas eleitorais; que estabeleça novas regras para o fundo partidário e o respectivo tempo de divulgação nos canais de rádio e televisão, entre tantos outros pontos fun-

Jornal do São Francisco damentais para que as pessoas sintam, efetivamente, que os espaços de representação estão se tornando mais igualitários. JSF: Qual é o teor da sua proposta para mudar a Política Nacional do Meio Ambiente? LM: O Projeto de Lei 217/2012, de minha autoria, propõe uma alteração na Lei 6.938/1981, que vem a ser a Política Nacional do Meio Ambiente: a inclusão de critérios sociais nas avaliações de impacto ambiental exigidas para o licenciamento de determinados empreendimentos. Grandes empreendimentos tendem a causar relevantes impactos sociais em comunidades rurais e, especialmente, nos núcleos urbanos situados em sua área de influência. Como exemplos desse último caso, cito o rápido aumento populacional, a sobrecarga na infraestrutura e o comprometimento dos sistemas de abastecimento de água e energia, entre outras consequências. O conceito de impacto ambiental não pode excluir o ser humano, ao mesmo tempo agente e paciente das transformações que se operam na natureza. ■

“Queimadas são responsáveis pelas constantes interrupções de energia”, garante Coelba Segundo a legislação, provocar incêndio em mata ou floresta é crime ambiental com previsão de pena de dois a quatro anos de reclusão REPRODUÇÃO

Toda queimada precisa ser autorizada pelo órgão ambiental Virgília Vieira

A

Companhia Elétrica do Estado da Bahia (Coelba) emitiu comunicado no último dia 03 de outubro, alertando acerca dos constantes registros de interrupções no fornecimento de energia elétrica em municípios da região Oeste. Segundo a concessionária, as queimadas realizadas próximas à rede elétrica são as responsáveis pelas ocorrências. Ainda de acordo com o comunicado emitido pela empresa, as queimadas acontecem com maior intensidade no período seco - entre agosto e novembro -, e causam grande impacto ambiental, danificam o sistema elétrico e provocam desligamentos. “O calor e a fuligem tornam o ar capaz de conduzir corrente elétrica entre a linha de transmissão e o solo, ou entre fios da linha de transmissão. Isto provoca o desligamento da linha e a consequente falta de energia. O calor e o fogo também podem provocar danos nos cabos e postes da rede elétrica”, diz o comunicado.

A Coelba ressalta que outro ponto importante é evitar plantar dentro da faixa da linha de transmissão de energia e, sempre que possível, dar prioridade à colheita mecânica, evitando a colheita manual nos trechos próximos às linhas de transmissão com o uso do fogo. Segundo a legislação, provocar incêndio em mata ou floresta é crime ambiental definido no artigo 41 da Lei de Crimes Ambientais, com previsão de pena de dois a quatro anos de reclusão. Causar incêndio expondo a vida, integridade física ou patrimônio de outro a perigo, sujeita o infrator à reclusão de três a seis anos (artigo 250 do Código Penal). A legislação regula as queimadas impondo condições para que elas aconteçam de forma mais segura. Toda queimada precisa ser autorizada pelo órgão ambiental. “Além da interferência no sistema elétrico, as queimadas também podem provocar sérios danos ao meio ambiente, como o empobrecimento dos solos, a redução de água e o agravamento do efeito estufa”, ressalta o comunicado. ■

INFORME PUBLICITÁRIO


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

13

INFORME PUBLICITÁRIO


14 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

LABORATÓRIO CLÍNICO

Há 14 anos serv • Análises Clínicas • Hormônios • Toxicologia

• Biologia Molecular • Citopatologia Geral • Anatomia Patológica

• Teste de Paternidade • Teste do Pezinho • Sexagem Fetal

• Teste da Mamãe • Medicina Ocupacional • Check Up Laboratorial

CONVÊNIOS ATENDIDOS

FUSEx


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

15

INFORME PUBLICITÁRIO

SOMOS FILIADOS AO PROGRAMA

vindo você DESCONTO ESPECIAIS PARA • INTERPLUS • PAI • PORTOMED • JEQUITI

• RAPIDEZ NA ENTREGA DOS RESULTADOS • PREÇOS ESPECIAIS PARA APOSENTADOS E EMPRESAS • RESULTADOS DOS EXAMES PELA INTERNET • COLETA EM DOMICÍLIO • ATENDEMOS NO HORÁRIO DE ALMOÇO

PNCQ

Programa Nacional de Controle de Qualidade

Barreiras-BA: Rua Café Filho, 210 - Jd. Primavera (Próx. a Caixa e Bradesco) FONE: (77) 3611-6680 - FAX: (77) 3612-8858 E-mail: labinvitro@hotmail.com


16 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

JSF RURAL

REPRODUÇÃO

Prepare o seu bolso: a gasolina vai subir

Alta pode chegar a 15,66% nos postos caso a Petrobras adote os 8% de aumento como percentual de reajuste Raul Beiriz

O

aumento da gasolina, se depender do Governo, é questão de dias. Brasília já anunciou que tal fato deve acontecer antes do próximo dia 21, data estratégica já que alguns índices de inflação são calculados entre os dias 20 de cada mês. Com esta decisão, o Governo evita jogar os reflexos da alta da gasolina na inflação para outubro, deixando este número para o mês seguinte, quando poderá haver nova elevação da taxa básica, a Selic, para 10%. A data também é considerada estratégica para o Palácio do Planalto, já que leilão do campo de petróleo e gás natural da camada de pré-sal no campo de Libra, no Estado de São Paulo, será realizado pelo governo neste dia. A bomba para o consumidor é que parte da equipe da Petrobras e da equipe do Governo que cuida do assunto quer que o reajuste seja de 8%, acima dos 5% anunciados pela presidente da estatal, Maria das Graças Foster. O ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, disfarça e diz que a decisão do reajuste é da Petrobras e “que não há nada definido sobre o aumento”. O reajuste da gasolina da ordem de 8% nas refinarias representa, nas contas do governo, um aumento de 0,2 ponto percentual no IPCA. E para os economistas, a inflação de 2014 já estaria taxada: será de 6,18%; com mais 0,2 ponto da alta da gasolina, deve ficar em 6,41%. Há outro fator político: aumentar a gasolina este ano evita que o reajuste de preços ao consumidor seja feito no ano eleitoral de 2014. O reajuste já foi solicitado pela Petrobras para reduzir a diferença entre o custo do combustível comprado pela estatal no exterior e o do vendido nos postos de gasolina no Brasil. O forte aumento

do consumo nos últimos três anos tem gerado à estatal, custo financeiro nas operações de comércio exterior, que tem causado impacto, inclusive, na balança comercial brasileira. Em Barreiras O economista Ernani Sabai faz levantamento periódico para a Câmara de Dirigentes Lojistas de Barreiras e não acredita que o preço na bomba de combustíveis tenha aumento inferior ao das refinarias. “Ao contrário do que se propala, a elevação de 8% pela Petrobras representa alta de aproximadamente 15,66% nas bombas. Este percentual depende do número de elos que existe na cadeia de combustíveis (distribuidor, revendedor e

posto)”, disse. No entender de Ernani, a alta de preços por parte da Petrobras (a segunda no ano) acontece em momento ideal para que todos os integrantes da cadeia de abastecimento alinhem seus preços e reduzam a dita defasagem.

Preço dos Combustíveis Agosto 2013 - em R$ Combustíveis

Menor

Média

Maior

Gasolina Comum 2,9700 2,9988 3,1000 Gasolina Aditivada 2,9900 3,1499 3,5200 Alcool 2,0900 2,2222 2,4900 Diesel 2,1290 2,3619 2,5090 Fonte: NUPEC 14/09/13

Preço dos Combustíveis - Agosto 2013 - em R$ Combustíveis Gasolina Comum Gasolina Aditivada Alcool Diesel

Jan

Fev Mar

Abr Mai

Jun

Jul

Ago

2,9342 3,0768 3,0967 3,0118 2,8821 2,8163 2,9983 2,9988 2,9934 3,1982 3,2594 3,1294 2,9994 2,8215 3,0820 3,1499 2,3155 2,3555 2,5006 2,4020 2,5773 2,3488 2,2350 2,2222 2,2128 2,4212 2,4392 2,5771 2,3909 2,3541 2,5620 2,3619

Set

-

Fonte: Núcleo de Pesquisa do Comércio de Barreiras - NUPEC - Elab.: MsC. Ernani E. Sabai

Preço Médio dos Combustíveis em Barreiras (BA) - em R$ 30 12 24 Dias meses meses Gasolina Comum 3,1499 2,9983 2,8747 2,9190 Gasolina Aditivada 2,9988 3,0820 2,9561 2,9390 Alcool 2,2222 2,2350 2,1835 2,3590 Diesel 2,3619 2,5620 2,1366 1,9990 Combustíveis

ago-13

Nota Metodológica: A coleta de preços ocorre em horário comercial de segunda a sexta-feira durante o mês. São considerados preço a vista pago em dinheiro, cartão ou cheque pelo consumidor que utiliza serviços de 11 postos de combustíveis estabelecidos no perímetro urbano em diversos Bairros da cidade de Barreiras.

Diferença entre o maior e menor preço dos combustíveis Combustíveis Gasolina Comum Gasolina Aditivada Alcool Diesel

Diferença - % 4,377 17,726 19,139 17,849

PESQUISA feita pela CDL e supervisionada pelo economista Ernani Sabai

Só que este assustador percentual de quase 16% não é linear, segundo economistas. Deve-se avaliar toda a questão, que varia de bandeira para bandeira, de fornecedora para fornecedora. A alta média estimada nas bombas é de 12%. Quem abastece o carro aqui, na região Oeste da Bahia, deve sofrer os mesmos efeitos que os demais locais do Brasil. Mantendo as projeções de Ernani Sabai, o litro da gasolina mais barata na cidade, segundo pesquisa do CDL, em 11 postos, iria para, no mínimo, R$ 3,21. Seguindo esta estimativa, um tanque cheio com 55 litros custaria ao dono do carro, cerca de R$ 178. Se houver o repasse total de custos projetado pelo economista, o mesmo tanque cheio custaria R$ 188 e o litro da gasolina mais em conta estará custando mais de R$ 3,40 nas bombas. Já quem gosta de usar gasolina aditivada, pagará R$ 3,64 o litro, tomando por base o valor médio da última pesquisa feita pela CDL. Em tese, o aumento divulgado pelo Governo não atingiria o álcool, o que pode dar uma aliviada no bolso de quem tem carro. A mistura é 25% de etanol na gasolina, o que deve reduzir a elevação em quarta parte; daí a média estimada estar em 12%. Os economistas entendem, ainda, que esta elevação agora tem dois efeitos ruins. Um deles, à primeira vista, tido como bom. A alta da gasolina perto da maior injeção de recursos na economia via 13º salário, não é tão sentida pelos consumidores – efeito bom-, que só vão perceber isso mais à frente quando chegarem as contas de início de ano como IPTU, IPVA, matrículas nas escolas, material escolar e tudo mais. O outro efeito ruim é de que pode – e deve – esvaziar o comércio neste final do ano. Quem fizer a leitura certa da economia vai entender que não pode gastar tanto já que a gasolina subiu. ■


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

JSFRURAL

17

LEM sedia encontro nacional de agricultura irrigada LUCIANO DEMÉTRIUS

Luciano Demetrius

C

om a participação dos secretários estaduais Eugênio Spengler (Meio Ambiente) e Eduardo Sales (Agricultura), foi aberta na noite do último domingo, 13, no auditório do Hotel Saint Louis, em Luís Eduardo Magalhães, a 23ª edição do Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem (Conird), com o tema “Evolução e Tecnologia na Irrigação”. Cerca de 180 pessoas entre técnicos agrícolas, agrônomos, produtores rurais e estudantes participaram da noite de abertura do evento. “É difícil deslumbrar cadeias de negócios que proporcionem ações políticas voltadas para a geração de empregos, a custos tão baixos, quanto as com base na agricultura irrigada”, destacou o presidente da Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem (Abid), Helvécio Mattana Saturnino, durante sua explanação a respeito dos benefícios do setor. “O desafio é termos os municípios engajados no que lhes for mais adequado na agricultura irrigada”, completou. Para o presidente da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Julio Cézar Busato, o evento contribui para expandir o debate acerca do trabalho de irrigação na região. “Hoje damos o primeiro passo para juntamente com produtores, técnicos e agrônomos debatermos a base da irrigação no Oeste da Bahia”, disse. O secretário estadual de Meio Ambiente, Eugenio Spengler, ressaltou que a

Para o secretário estadual de Agricultura, Eduardo Salles, é preciso haver preocupação com investimentos para as condições propícias à produção de alimentos importância da irrigação está diretamente ligada ao uso das novas tecnologias. “Na Bahia, o processo de irrigação ainda é feito por sulcos em muitas áreas. Precisamos adotar técnicas mais modernas, pois do contrário iremos desperdiçar ao invés de economizar”, alerta. Spengler também destacou o desafio para o Oeste da Bahia e às regiões vizinhas (de outros Estados) para a gestão compartilhada para o aquífero Urucuia, que engloba a Bahia, parte do Piauí, Maranhão, Tocantins, Goiás e Minas Gerais. “Como fazer uma ação conjunta com outros Estados? Precisamos pensar em um sistema e mecanismo de gestão eficiente”, insiste. Para o secretário estadual de Agricultura, Eduardo Salles, é preciso haver preocupação com investimentos para as

condições propícias à produção de alimentos. “A região Oeste da Bahia é privilegiada pela alta produtividade de soja e pode contribuir para o desafio de atender à demanda crescente no planeta. Aqui há um potencial difícil de encontrar em outros lugares do mundo”, avalia. Também estiveram presentes à solenidade de abertura, o representante da Agência Nacional das Águas (ANA), Luiz Noronha; o coordenador de Agricultura Irrigada da Embrapa, Luiz Henrique Bassoi; o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães, Vanir Antônio Kolln; a reitora da Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufoba), Iracema Veloso; o representante do Ministério da Agricultura, Demétrios Christófilis e o representante do Ministério da

Integração Nacional, Almir Vieira Silva. Programação Na noite de abertura, o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Humberto Santa Cruz falou sobre a importância da cadeia de negócios da agricultura irrigada para o desenvolvimento municipal. Ele abordou a necessidade de energia para colocar os 70 pivôs centrais em funcionamento. “Os pivôs estão prontos para uso, mas não temos energia suficiente”, informa. Responsável por 25% da produção da região Oeste, a agricultura irrigada é indispensável, principalmente para os municípios que não têm chuvas regulares. Portanto, Humberto Santa Cruz ressaltou a importância da ampliação do horário reservado com redução da tarifa de energia elétrica para a irrigação. “A iniciativa vai representar uma redução de até 35% no custo da energia consumida na irrigação”, explicou. O XXIII CONIRD é promovido pela Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem (ABID) e Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA) com o objetivo de fortalecer o debate em favor do desenvolvimento sustentável do agronegócio calcado na agricultura irrigada através do fomento e da pesquisa, uma vez que investir em estudos e difusão de conhecimento sobre a irrigação auxilia na diminuição do risco agrícola e na garantia de uma maior segurança alimentar e energética para o País. ■

Chineses pretendem investir US$ 1 bilhão na Bahia Virgília Vieira com informações Aiba

O

Chongqing Grain Group Co. Ltda, grupo que será responsável pelo investimento de US$ 300 milhões na região Oeste da Bahia e que prevê a instalação de uma esmagadora em Barreiras, anunciou durante a ‘Missão da Bahia à China’, que pretende investir mais US$ 1 bilhão no Estado. A informação é da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), que esteve em missão com outros representantes do Estado no país asiático por dez dias. De acordo com a entidade, os investimentos serão nas áreas de portos, indústria, armazenagem e logística. Segundo o presidente do Grupo, Yinfeng Wang, a previsão é de que esses investimentos sejam realizados o mais breve possível. Durante a missão, o presidente da Aiba, Júlio César Busato, constatou que existe grande demanda de alimento na China e que a região foi escolhida por poder suprir esta necessidade. “É um povo que de repente melhorou o padrão de vida, conquistou melhores moradias e agora está comendo mais. É comida que eles querem de nós. Eles nos disseram que precisavam comprar soja de nós, e esse produto nós temos para vender”, disse. Em 2011, a Chongqing Grain Group chegou à região para a implantação do complexo industrial de processamento de soja, em Barreiras. Assim, o governo do Estado da Bahia, através da secretaria da Agricultura, tem estreitado as relações

de negócios e atração de investimentos, especialmente com a Província de Chongqing, através de viagens, missões, seminários e intercâmbios. Missão Comercial Com o objetivo de estabelecer parcerias estratégicas entre o Estado da Bahia e as cidades visitadas, uma comitiva formada pelo deputado federal João Leão, composta por 11 integrantes, participou da Missão Comercial da Bahia na China. Dentre os integrantes estavam o secretário da Agricultura do Estado da Bahia, Eduardo Salles; o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato; o vice-presidente da Aiba, Celestino Zanella; o vice-presidente da Abapa, Luiz Carlos Bergamaschi; o presidente da Pinheiro Zuttion Agropecuária, o produtor Célio Zuttion; o superintendente de Agronegócios do Estado da Bahia, Jairo Vaz; o prefeito do município de Luís Eduardo Magalhães, Humberto Santa Cruz e o prefeito do município de Barreiras, Antônio Henrique Moreira. O grupo chegou à China no dia 25 de setembro. Foram recepcionados pelo secretário-geral do Partido em Chongqing, Sun Zhengcai e o vice-governador, Liu Qiang. Para o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato, a missão à China foi positiva e proveitosa. “Mostramos aos nossos compradores e investidores quem somos e o que fazemos. Possuímos, hoje, uma produção tanto de fibras como de grãos em quantidade e qualidade e podemos

triplicar esses oito milhões de toneladas produzidas, com a incorporação de novas áreas ao sistema produtivo, ampliação da área irrigada e melhoramento da infraestrutura de logística”, disse Busato. O prefeito de Barreiras, Antonio Henrique ressaltou a importância da parceira entre a Bahia e a China. “A primeira coisa que, percebi é que o país é bastante rico. Eu fiquei impressionado com algumas obras que vi, como a do Porto Shanghai. Espero que os investimentos pretendidos aqui na região sejam nos mesmos moldes e estruturas dos que eu vi na China”, ressaltou o prefeito. “Percebemos que eles tinham muito receio de construir uma esmagadora e não encontrar na região, a quantidade de grãos necessária para mantê-la funcionando. Mas, acredito que a presença do presidente da Aiba foi muito importante para a troca de informação e levar segurança”, destacou. O vice-presidente da Aiba, Celestino Zanella, comentou que a visita foi uma oportunidade extraordinária de ver o crescimento da economia chinesa. “É impressionante a modernidade das rodovias, edifícios, aeroportos, portos, universidades, escolas e centros comerciais. O crescimento da renda dos chineses é visível. A necessidade deles aumentarem os relacionamentos comerciais é o foco. Isto inclui investimentos no Brasil e, principalmente, na Bahia”, concluiu Zanella. A empresa Chongqing Grain Group tem cerca de 10 mil funcionários e é a segunda maior distribuidora de óleos vegetais comestíveis da China.

Bahia no Brazilian Day No dia 26 de setembro, a Missão Baiana participou em Chongqing, do "Brazilian Day", evento que contou com a presença do Embaixador do Brasil na China, Valdemar Carneiro Leão. Dentro da programação, ocorreu o seminário "Invest in Brazil", promovido pela Embaixada Brasileira e Apex, onde o secretário da Agricultura, Eduardo Salles, palestrou sobre o potencial de produção e mercado da Bahia nos setores de grãos, fibras, carne, açúcar, etanol etc. “A Bahia pode exportar muito para Chongqing bem como receber investimentos chineses”, afirmou Salles. Segundo o superintendente de Agronegócios do Estado da Bahia, Jairo Vaz, foram meses de preparações e agendamentos para que a missão pudesse ser realizada. "Estamos aqui buscando uma forma de podermos exportar nossos produtos agrícolas, bem como atrair investimentos da China para a Bahia, quer seja em indústrias ligadas à agricultura ou em infraestrutura de logística - área em que temos carência e que nos torna poucos competitivos frente a nossos concorrentes internacionais”, disse Vaz. Após o evento, foram realizadas várias reuniões e visitas a empresas chinesas, entre elas, a Chongqing Grain Groupco, Hubei Fertilizantes, Chongqing Red Dragonflay Oil e CQLT Indústrias Têxteis, onde os participantes da comitiva da Bahia trocaram informações sobre as formas e possibilidades de comércio e investimentos entre Chongqing e o Estado da Bahia. ■


18 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

JSFRURAL

Abate de bois é recorde Pecuaristas da região, no entanto, ainda temem pelos efeitos da seca nos rebanhos. Frigorífico mantém cautela sobre abastecimento e produção no próximo ano Raul Beiriz

O

RAUL BEIRIZ

lação ao 2º trimestre de 2012. Entre os principais estados produtores de frangos, São Paulo foi o único que teve queda no total de frangos abatidos. Foram 11,4% a menos do que em igual período de 2012. A participação do Sudeste na produção total caiu, em comparação com o mesmo período de 2012, de 22,8% para 19,6%. A produção de ovos de galinha foi de 682,0 milhões de dúzias, com aumento de 1,3% sobre o 2º trimestre de 2012 e de 2,4% sobre o 1º trimestre. Segundo a analista da pesquisa do IBGE, Adriana Santos, este número foi o maior desde 1997, quando a pesquisa começou a ser realizada. “No comparativo entre os segundos trimestres de 2013 e 2012, houve crescimento em todas as culturas investigadas. Os maiores crescimentos foram registrados em frango, com 13,2% e, em bovinos, 11,7%. A aquisição de couro teve aumento de 11,5%”, informou. Já o abate de suínos, no total de 8,9 milhões de cabeças, cresceu 0,7% em relação ao 1º trimestre de 2013 e 1,6% frente ao mesmo período de 2012.

abate de bovinos no Brasil atingiu total recorde no 2º trimestre de 2013 de 8,5 milhões de cabeças abatidas - o maior número da história. Foi registrado crescimento de 5,3% em relação aos três meses anteriores e de 11,7% em relação a igual trimestre do ano anterior em 2012. Os dados são da pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) quanto ao Abate de Animais e Aquisição de Leite, Couro e Produção de Ovos. O mesmo aconteceu na região Oeste da Bahia, onde produtores e aqueles que trabalham no abate e distribuição de bovinos registraram elevação. Só que o motivo não foi a maior produção. Ao contrário. Segundo opinaram, o mercado teve que se suprir com o abate de fêmeas e antecipado de animais, para evitar a perda de peso com a seca. A produção de carcaças de bovinos, em função do maior número de abate, segundo a pesquisa do IBGE, subiu para dois milhões de toneladas, aumento de 6,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 11,7% frenRegião Oeste da Bahia te ao 2º trimestre de 2012. O presidente da AssoFoi também o maior núciação dos Criadores de mero da história. O maior Gado do Oeste da Bahia crescimento no abate de (Acrioeste), César Busabovinos, em comparação to, reconhece que o secom igual trimestre do ano gundo trimestre foi difícil anterior, foi registrado na para o setor pecuarista região Sudeste (17%), sebovino e reconhece que guido pela Centro-Oeste houve maior número de (14%), Norte (10%), Norabates em função da seca. deste (6,2%) e Sul (2,3%). “Naqueles meses (abril a Dos 27 estados brasileijunho), os pecuaristas coros, 20 tiveram aumento meçaram a vender gado do abate. Mato Grosso para se prepararem para a (16,3%), Goiás (26,3%) e época de maior seca, emMinas Gerais (29,6%) libora já tivessem sofrido deraram em crescimento. com a escassez da chuva”, O Centro-Oeste ocupa as disse, explicando que maio três primeiras posições é conhecido como época no abate de bovinos, com Fonte: Fribarreiras de comprar gado e não de Mato Grosso, Mato Grosmandar gado para os frigoso do Sul e Goiás. Segundo a pesquisa do ríficos. IBGE, todo o Estado da Bahia respondeu “Isso só prova que teve gente antecipor 3,76% do total de 8,557 milhões ani- pando o abate de animais que estavam mais abatidos, com 320.118. Este número pesados e também para evitar perder é superior ao registrado no trimestre an- dinheiro no pasto com a seca”, disse. O terior – janeiro a março de 2013 – quando presidente da Acrioeste explicou que os foram abatidos 292.328, que representam pecuaristas levaram muito em conside2,82% do total. Esta participação menor ração a questão da alimentação para o foi consequência direta da seca e dos rebanho. “Não adianta. Se você só tem veranicos registrados em dezembro e comida para 10 vacas, você não pode fiem fevereiro, segundo técnicos. A região car com 12, 13 vacas no pasto. O melhor Oeste da Bahia foi ainda mais afetada. é se desfazer das três que estão sobranA compra de leite cru foi de 5,3 bilhões do”, disse. Dimensionar a lotação de anide litros, alta de 2% em relação ao 2º tri- mais, segundo o presidente da Acrioeste, mestre de 2012 e queda de 6% no con- é a única alternativa dos pecuaristas para fronto com o 1º trimestre deste ano. Ao estes períodos de dificuldade em relação todo, foram 5,3 bilhões de litros de leite à seca. “A chuva é que vai dizer quanto é e 40,9% foram adquiridos por indústrias que a gente vai produzir. Quanto vai ser do Sudeste, sendo 26,6% do total nacio- usado e que tipo de alimento será utilizanal produzido por Minas Gerais. O abate do na criação de gado”, explicou. de frangos (1,4 bilhão de cabeças) apreAo ser confrontado com os números da sentou crescimento de 8,3% em relação pesquisa do IBGE, Busato lembrou que se ao trimestre anterior e de 13,2% em re- deve destacar que boa parte deste cresci-

ABATES POR MÊS

Janeiro 4.740 Fevereiro 4.892 Março 5.608 Abril 5.940 Maio 6.513 Junho 5.797 Julho 6.009 Agosto 6.509

Gerente administrativo do Fribarreiras, Robson Pereira: “o abate de animais tem sido normal" mento da produção de carne aconteceu em função da maior fiscalização ao abate ilegal. Para 2014, as estimativas de Busato são boas em relação ao preço. Busato projeta elevação dos valores da arroba para o próximo ano. “Com este abate antecipado de animais, em função da seca, o preço do gado deve subir lá para o final do próximo ano”, disse. Também são boas as projeções de Busato em relação à produção. “Diante do que houve aqui, no Oeste da Bahia, acaba havendo uma seleção melhor do reba-

Tabela 1092 - Número de informantes, Quantidade e Peso total das carcaças dos bovinos abatidos, no mês e no trimestre, por tipo de rebanho e tipo de inspeção Variável = Animais abatidos (Cabeças) Referência temporal = Total do trimestre Trimestre

Brasil e Unidade da Federação Brasil Bahia

janeiro-março 2010 7.083.634 288.340 abril-junho 2010 7.595.256 294.340 julho-setembro 2010 7.403.827 298.676 outubro-dezembro 2010 7.195.378 296.005 janeiro-março 2011 7.103.874 271.453 abril-junho 2011 7.066.240 272.718 julho-setembro 2011 7.284.233 279.759 outubro-dezembro 2011 7.369.597 266.670 janeiro-março 2012 7.220.002 267.009 abril-junho 2012 7.658.247 285.685 julho-setembro 2012 8.052.925 298.714 outubro-dezembro 2012 8.187.566 321.126 janeiro-março 2013 8.127.654 292.328 abril-junho 2013 8.557.436 320.118 Fonte: IBGE - Pesquisa Trimestral do Abate de Animais

nho. Na verdade, é uma seleção forçada dos animais. Escolheu-se os melhores para manter nos pastos”, contou. Busato, inclusive, frisou que o que deve melhorar na região Oeste acentuadamente é a produtividade: total produzido por hectare. Perguntado sobre o gado leiteiro, César Busato lembra que a região Oeste da Bahia tem grande potencial neste segmento e que carece de uma indústria de laticínios que aproveite melhor a produção. “Você vai comprar leite no mercado e só encontra em caixinha. Não tem

Nota 1. Os dados divulgados são oriundos de estabelecimentos que estão sob inspeção sanitária federal, estadual ou municipal. 2. Os dados das Unidades da Federação com menos de 3 informantes estão desidentificados com o caracter X. 3. O número de informantes se repete nos meses de cada trimestre devido à periodicidade de coleta da pesquisa ser trimestral. 4. Os dados referentes ao ano de 2012 são RESULTADOS PRELIMINARES. 5. A pesquisa do abate sofreu alterações conceituais a partir de 2012. As categorias de novilhos precoces, vitelos e novilhos foram fundidos em uma só: novilhos. O mesmo vale para novilhas. 6. Bovinos - gado doméstico, dividido em categorias conforme sexo e idade: Boi - bovino macho adulto, com 2 anos de idade ou mais. Inclui o macho não castrado (touro). Vaca - bovino fêmea adulta, com 2 anos de idade ou mais, independente de já ter parido ou não. Novilho - bovino macho jovem, com menos de 2 anos de idade. Inclui vitelo, bezerro e novilho (precoce ou não). Novilha bovino fêmea jovem, com menos de 2 anos de idade. Inclui vitela, bezerra e novilha (precoce ou não). 7. Peso da Carcaça - peso da carcaça quente (em Kg), entendendo-se como carcaça: o animal abatido, formado das massas musculares e ossos, desprovido de cabeça, mocotós, cauda, couro, órgãos e vísceras torácicas e abdominais, tecnicamente preparado. Nos frangos, é facultativa a retirada dos rins, pés, pescoço e cabeça. Nos suínos a carcaça pode ou não incluir o couro, a cabeça e os pés.


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

JSFRURAL

Assomiba empossa nova diretoria

queijo da região. Temos o potencial de investir em leite por causa do perfil de produção de grãos que possuímos”, explicou, ressalvando que a localização do Oeste é privilegiada para a produção de leite. “Sem falar que a Bahia é um Estado importador de leite”, disse. Frigorífico em Barreiras O gerente administrativo do Fribarreiras Agroindustrial de Alimentos, Robson Pereira, disse ao Jornal do São Francisco que o abate de animais tem sido normal. “O abate de animais fica absolutamente em cima da média. Não há qualquer aumento ou declínio”, disse ao saber dos números da pesquisa do IBGE. No entanto, Robson Pereira afirma que já há prenúncio de escassez neste final de ano, o que considera normal. “Tradicionalmente, esta época é ruim para o abate. Há sempre um declínio no total de animais entre outubro e dezembro”, disse. Robson Pereira confirma que parte do rebanho foi abatida antecipadamente para evitar problemas que a seca poderia gerar, como a redução de peso dos animais. “Havia o sentimento que a seca poderia se estender e causar maiores prejuízos aos pecuaristas”, contou. Números fornecidos pelo gerente do Fribarreiras mostram que, realmente, nos três meses de abril a junho, especialmente em maio, o mercado deu uma reaquecida. Foi em maio que foram para o abate 6.513 animais, mais até do que em agosto, com 6.509. Para o próximo ano, Robson Pereira prefere ser cauteloso. Além do baixo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do País, Robson entende que tudo dependerá da seca e dos seus efeitos. 5,32% do rebanho bovino morreram por causa da seca A seca que assolou o Estado da Bahia nos últimos dois anos, batizada por determinado grupo como estiagem, já deixou seus estragos no setor pecuarista do Estado da Bahia. Segundo o coordenador do Programa Estadual da Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Antonio Maria, 593.430 animais morreram entre 2012 e 2013, o que representa 5,32% do rebanho estadual. Este número só não foi maior em função de algumas áreas em que ocorreram chuvas ou conseguiram gerenciar, de alguma forma, os efeitos da seca. Segundo Antonio Maria, tal qual contado pelos pecuaristas, boa parte dos produtores, em função da mortandade e do emagrecimento dos animais, antecipou o abate para não ter prejuízo. O rebanho bovino total da Bahia é estimado em 11.142,242 animais. Segundo dados divulgados pela Adab, o maior número de óbitos de bois foi em Miguel Calmon, com 75.190; Miguel Calmon fica na região chapada Norte da Bahia, na microrregião de Jacobina, perto da BR 131. Ribeira de Pombal, com 74.433 óbitos; Juazeiro, com 70,7 mil; Itaberaba, 69.730 e Feira de Santana, com 62. 399, completam a lista de quem lidera este mórbido ranking. Com a volta das chuvas prevista para este mês – o que já aconteceu em algumas regiões do Oeste da Bahia – é possível que haja reversão nestes números, mas a tendência é a de que o preço da arroba venha a subir em função de que houve muita matança de fêmeas e até a importação de animais para cobrir cotas. ■

19

Em seu discurso, a nova presidente da entidade, Ida Barcellos, reafirmou o compromisso com a melhoria contínua da Bahia Farm Show, bem como com o aprimoramento das parcerias de treinamento com Senai e Sindicato Rural e dos laços da associação com a sociedade Heloíse Steffens

A

Associação dos Revendedores de Máquinas e Equipamentos Agrícolas do Oeste da Bahia (Assomiba) tem nova diretoria. A cerimônia de posse aconteceu no último dia 27 de setembro, nas dependências do Buffet Olavo Nascimento, em Luís Eduardo Magalhães, com a presença de associados, políticos, autoridades políticas e militares e comunidade. Empresária com 27 anos na Bahia, sendo 13 apenas em Luís Eduardo Magalhães, a sócia gerente da Bamagril, Ida Barcellos, será a nova presidente da entidade. Ao fazer o uso da palavra, a presidente destacou as suas metas no comando da entidade, ressaltando o interesse de fortalecer a parceria entre os associados e de impulsionar as revendas de máquinas e implementos agrícolas para a obtenção de melhores resultados. “Vou trabalhar para que a Bahia Farm Show melhore a cada edição e para que sejam aprimoradas as parcerias de treinamento com o Senai e também com o Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães – essenciais para estreitar os laços da associação com a sociedade, fazendo com que as revendas façam a diferença para os seus associados, clientes, parceiros e comunidade”, disse. Ida Barcellos agradeceu ainda pelo

trabalho realizado pela antiga diretoria e pela oportunidade de, agora, estar à frente da associação. “É a responsabilidade de continuar este trabalho e de fazer mais. Desejo sucesso aos demais integrantes da nova diretoria, por isso, solicito muita garra de todos os integrantes da diretoria para vencermos os desafios que se apresentarão pela frente”, frisou Ida que, na história da entidade, será a quinta presidente e também a primeira mulher a presidir a associação. Os demais presidentes, em ordem de sucessão, foram: Osmar Martins (Jaraguá Bahia), Olmiro Flores (Agrosul), Pedro Hersen (Campoeste) e Felipe Faccioni (Lavrobrás). Em seu pronunciamento, o ex-presidente Felipe Faccioni agradeceu a dedicação de todos os associados e colaboração de autoridades, imprensa e apoiadores, destacando especial agradecimento à Aiba, pelo profissionalismo e respeito com o qual sempre tratou a Assomiba e conduziu a Bahia Farm Show, bem como a todos os envolvidos na sua realização. “Agradeço ainda aos gestores municipais, escritório de advocacia, Sindicato dos Produtores Rurais, Senai, Acelem e a todos os colegas”, acrescenta. Presente à cerimônia de posse, o deputado federal Oziel Oliveira destacou a importância da associação e das em-

presas que dela fazem parte, pois contribuem para a consolidação de um agronegócio mais forte na região. Já o prefeito em exercício, Marcos Alecrim, ressaltou os desafios a serem enfrentados e que, a seu ver, serão grandes, mas disse acreditar que a Assomiba, sendo uma associação atuante, conseguirá trazer resultados positivos. Alecrim também desejou sucesso à nova diretoria e reafirmou a parceria junto à Prefeitura Municipal, colocando-se à disposição da entidade. Também estiveram presentes à cerimônia de posse, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães, Vanir Kölln, o presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACELEM), Carlinhos Pierosan, entre outros. A Assomiba, entidade criada no ano 2005 – período em que também iniciou suas atividades – com o objetivo de propiciar a união das principais revendas de máquinas e equipamentos agrícolas do Oeste baiano, representa as empresas Agrosul (John Deere), Lavrobrás (Valtra), Agrovia (Massey Fergunson), Jaraguá Bahia (New Holland), Maxum Case (Case), Iropel Implementos Agrícolas, Bamagril (Yanmar e Implementos Agrícolas Multimarcas), Missioneira (Jacto e Implementos Agrícolas) e Campoeste (Stara). ■

Kits de irrigação auxiliarão cultivo de frutas e hortaliças no Assentamento Rio de Ondas Ascom | PMLEM

O

s agricultores familiares do Assentamento Rio de Ondas foram beneficiados na tarde do último domingo, 13, com um kit de irrigação para auxiliar no plantio de frutas e hortaliças. A entrega foi feita durante a tradicional cavalgada Luís Eduardo Magalhães, organizada pela Associação dos Moradores do Assentamento (Assorio). O secretário de Agricultura do Estado da Bahia, Eduardo Salles e o prefeito Humberto Santa Cruz participaram da entrega. Para o secretário Eduardo Salles, os kits vão contribuir para o desenvolvi-

mento sustentável do Assentamento. “Os pequenos produtores assentados querem produzir e ter condições de gerar sua própria renda”, disse, lembrando que os kits vão colaborar para o desenvolvimento do plantio de banana, maracujá e hortaliças. O prefeito Humberto Santa Cruz acredita que “mais importante que dar o peixe é ensinar os agricultores do Assentamento a pescar”. Humberto faz alusão ao projeto de psicultura em fase de implantação no local. “Toda vez que volto ao assentamento me surpreendo. Foi-se o tempo em que as famílias assentadas viviam de esmolas”, disse.

Para implantação do projeto piloto de piscicultura serão investidos R$ 10 milhões, em parceria com o Ministério da Pesca. Após a entrega dos kits, o secretário e o prefeito, acompanhados do presidente da Assorio, Firmino Silva Rocha e do secretário municipal de Agricultura, Renato Faedo, visitaram os seis tanques do projeto piloto. Também participaram da entrega, o Superintendente Estadual de Irrigação, Marcelo Abreu e o secretário Estadual de Meio Ambiente, Eugênio Spengler. Outros dois kits de irrigação ainda serão entregues. Atualmente, existem 253 famílias assentadas.


20 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

CLASSIFICADOS

FER R A M EN TA S ● LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ● ATENDIMENTO DE GARANTIA ● VENDA DE MÁQUINAS ● ASSISTÊNCIA TÉCNICA ● VENDA DE PEÇAS

X A F / E FON RUA

AUR

A ELIN

0 8 8 4 1 1 6 77 3 AR

7–

,3 ROS

BAR

RA AND

-B INA

A

S/B

A REIR

JORNAL DO

REG

São Francisco

S

A VOZ DE INTEGRAÇÃO DO OESTE BAIANO

ANUNCIE NO JORNAL DO SÃO FRANCISCO HOR vitrinehia A sua MELeste da Ba na região O

MAIOR TIRAGEM: 15 MIL EXEMPLARES MAIOR CIRCULAÇÃO: MAIS DE 30 MUNICÍPIOS

PARA ANUNCIAR

77 3612-3066

EDITAIS

PEDIDO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO MAEDA S.A. AGROINDUSTRIAL, CNPJ nº 57.069.007/0012-30 torna público que está requerendo à Secretaria de Meio Ambiente e Turismo de São Desidério – BA, a Renovação de Licença de Operação para a atividade de beneficiamento de algodão com 380 t/dia de matéria prima, localizada na BR 020 KM 134 em Roda Velha.

POLÍTICA AMBIENTAL A empresa MAEDA S.A. AGROINDUSTRIAL, CNPJ nº 57.069.007/0012-30 na busca em orientar o tratamento das questões ambientais em seu empreendimento em consonância com os princípios da sustentabilidade, está comprometido em: • Considerar as políticas públicas relativas ao meio ambiente nas dependências internas da empresa; • Tratar as questões ambientais do empreendimento de forma articulada; • Incorporar a dimensão ambiental aos processos de tomada de decisão; • Incorporar os princípios e as diretrizes da Política Ambiental aos contratos e parcerias firmados; • Potencializar as oportunidades de desenvolvimento sustentável local e regional decorrentes do empreendimento; • Praticar a reciclagem e o reuso das águas do processo produtivo contribuindo com a redução dos impactos ambientais; • Atender a legislação vigente tendo a premissa do desenvolvimento sustentável como base, afim de que o empreendimento seja capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações e não esgotando os recursos para o futuro.

BALANÇO AMBIENTAL A empresa MAEDA S.A. AGROINDUSTRIAL, CNPJ nº 57.069.007/0012-30 na busca em orientar o tratamento das questões ambientais em seu empreendimento, demonstra de forma clara e objetiva, informações sobre as ações adotadas para amenizar os impactos de sua atividade e sua contribuição para o desenvolvimento sustentável: ATIVO: • Investimentos realizados que possuem perspectivas de geração de benefícios futuros no processo de controle à preservação ambiental; • Bens adquiridos pela empresa que têm como finalidade o controle à preservação e conservação do meio ambiente, levando em consideração a racionalização do uso dos recursos naturais não renováveis; • Políticas públicas relativas ao meio ambiente nas dependências internas da empresa, tratando as questões ambientais do empreendimento de forma articulada; • Incorporação da dimensão ambiental aos processos de tomada de decisão e os princípios e diretrizes da Política Ambiental aos contratos e parcerias firmados; • Pratica da reciclagem e o reuso das águas do processo produtivo contribuindo com a redução dos impactos ambientais e a legislação vigente, tendo a premissa do desenvolvimento sustentável como base, afim de que o empreendimento seja capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações e não esgotando os recursos para o futuro. PASSIVO: • Obrigações contraídas pela empresa perante terceiros que tem como origem um gasto ambiental (matéria-prima, custos, despesas, etc.) constituindo-se de obrigações ambientais, decorrentes de compras de ativos ambientais, de elementos consumidos durante o processo de produção e aqueles provenientes de penalidades impostas às organizações, por infração à legislação ambiental, danos ao meio ambiente e à propriedade de terceiros.


CLASSIFICADOS

Jornal do São Francisco

COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS

TIAGO THOMAS CAZUNI PADILHA VENDE-SE Morada Nobre

MEGA OPORTUNIDADE

148 - Um lindo sobrado, com 288m² construídos em um lote de 12x30, sendo quatro quartos, uma suite, três banheiros, dependência, despensa, área de serviço, mezanino, armários embutidos, esquadrias de alumínio e portas de madeira, jardim, garagem para quatro carros, toda documentada para financiamento. Valor: R$ 650.000,00.

RENATO GONçALVES

BOA VISTA

111 - Uma casa situada na Rua Aratu (ao lado do Fórum antigo), com dois quartos, uma suíte master com banheira e closet, sala de tv, sala-jantar, cozinha, lavabo, adega, canil, dependência de empregada, garagem para quatro carros, área de lazer/churrasco, piscina. Documentação toda pronta para financiamento. VALOR600.000,00.

136 - Uma casa de 198 m², em um lote de 300m² (10x30), com três quartos, sendo um suíte, sala, banheiro social, cozinha, área de serviço e despensa, garagem para três carros. Aceita permuta com carro ou caminhão.Valor R$ 330.000,00. VILA RICA

139 - Uma casa com três quartos, sala cozinha, dois banheiros, garagem. Apenas com escritura, aceita 107- Um lote de 12 metros de fren- carro. Lote de 11 x 14=154 metros, te por 30 metros de frente ao fundo, com 100 metros construídos. Valor com 12 metros de fundo, todo mura- R$ 110.000,00. do. Valor R$ 75.000,00. JARDIM OURO BRANCO 144 - Uma casa com três quartos sendo uma suíte, duas salas, cozinha, 145 - Um lote no Jardim Ouro Branco, banheiro social, garagem e área de com 14 x 30 com 420m², documentaserviço. Documentação para finan- do, parte alta da cidade, com belíssiciar, mas não pelo Minha Casa Minha ma vista. Valor R$ 200.000,00. Vida. Valor R$ 90.000,00. 147 - Vende-se uma churrascaria RENATO GONçALVES completa, funcionando, e uma loja de conveniência, excelente localiza122 - Apartamentos residenciais, ção. Saída para São Desidério. Valor: com três suítes, sala dois ambientes, a combinar. varanda com exaustor para churrasqueira, ampla copa-cozinha, dep. de 150 - Sobrado em um lote de 8x25, empregada e garagem para dois car- com aproximadamente 140m², com ros. Com toda a infraestrutura. Valor: quatro quartos, sendo 3 suítes, coziA consultar. nha, duas salas, área de serviço, garagem pra dois carros, piscina e churrasqueiras. Valor R$ 350.000.00.

21

Rua 24 de outubro Nº59- Centro- Barreiras-Ba

Fones: (077) 3612-2421 / 9191-2276

Compra e venda: Lotes urbanos, casas, chácaras, fazendas. Aluguéis: Casas e pontos comerciais

CRECI - 14.364

149 - Cobertura Prédio Érico Veríssimo, primeiro piso, cozinha, área de serviço, sala de jantar, sala de estar, 2 suítes, lavado, segundo piso, Suíte master com dois banheiros, área de lazer com churrasqueira e banheira de hidromassagem de 6 lugares, todo documentado. Duas vagas de garagem, 230 metros de área privativa. Playground com piscina, quadra poLoteamento São Paulo liesportiva. Salão de festas. Valor R$ 1.300.000,00. 126 - Um sobrado com 227m² construídos, sendo primeiro piso, duas Novo Horizonte salas comerciais, com banheiro, segundo piso, com três quartos, sendo 104 - Um conjunto de cinco kitinetes, um suíte, sala, cozinha, área de sertodos com um quarto, banheiro, sala/ viço, sacada, garagem para 4 carros, cozinha conjugada. Garagem. Valor lote 360m², todo reformado. Valor R$ 180.000,00. R$ 450.000,00.

MORADA DA LUA

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

morada nobre

152 - Uma casa com 230m², com 3/4, sendo duas suítes, duas salas, cozinha planejada, área de serviço, escritório, piscina com cascata, toda no porcelanato, lote de 12x30, garagem pra três carros. Valor R$ 640.000,00. 153 - Dois lotes de uma rua a outra, nos fundos da AABB, totalizando 817m². Valor R$ 330.000,00. povoado conquista

155 - Um lote de 3600m², com asfalto na frente, situado na entrada do povoado Conquista. Valor-R$ 300.000,00. 156 - Uma chácara com frente para o asfalto no povoado Conquista, com 2400m², com uma casa com 2 quartos, sala, cozinha e banheiro totalizando 80m² construídos. Valor R$ 200.000,00. 157 - Uma chácara com acesso ao Rio Grande, com 3 ha, em frente a ABA. Valor R$ 1.000.000,00. VILA REGINA

158 - Vende-se residência de dois pavimentos, com área de 420 m2, composta de parte térrea com 03 suítes, sala com 03 ambientes, escritório, área externa de lazer com churrasqueira, banheiro e piscina, cozinha ampla, área de serviço com depósito e dependência, garagem para 03 carros; Parte superior climatizada, com sala home theater, sala íntima, sala de jogos com mesa de sinuca profissional e academia. Valor sob Consulta. RECANTO DOS PÁSSAROS

159- Um terreno nos fundos da Coopeb, totalizando 12823 m². Com fácil acesso, excelente para condomínio residencial, prédio etc. Valor R$ 3.300.000,00.

ALUGA

SAíDA PARA SALVADOR 503 - Um barracão na saída para Salvador, em frente a BR 020, com 15 metros de largura por 30 de comprimento, precisa de reforma, mas dono aceita negociar. Valor R$ 7.000,00.

TINTAS {

IMÓVEIS RURAIS 1000 - Uma fazenda a 60 km de LEM, sentido Roda Velha, com 4.600 hectares, sendo 3.300 de lavoura, com armazém, silo e sede. Valor- 400 sacas de soja por hectare em 1+4. 1001 - Uma fazenda em Roda Velha, com 4 mil hectares, sendo 2.300 de lavoura, sendo 400 hectares irrigados, com outorga para mais 6 pivôs (600 hectares). Valor R$ 30.000.000,00 em 1+2. 1002 - Uma fazenda no Anel da Soja, com 6.500 hectares, sendo 4 mil hectares de lavoura. Valor 300 sacas de soja por hectare em 1+4. 1003 - Uma fazenda em Placas, com 2.200 hectares, sendo 1.900 de lavoura. Valor 350 sacas de soja por hectare em 1+1.

1004 - Uma fazenda na BR 242, entre Barreiras e LEM, com 3000 hectares, sendo 2400 ha abertos. Valor 600.000 sacas de soja em 1+9. 1008 - Uma fazenda na Coaceral com 7.300 hectares, sendo 5.300 abertos. Valor 180 sacas de soja por ha em 1+4.

1009 - Uma fazenda de 6.700 ha com 4000 ha de lavoura no Município de São Desidério. Valor 300 sacas de soja por ha em 1+5. 1011 - Uma fazenda de 35.000 hectares na Coaceral. Valor 120 sacas de soja por hectare em 1+3.

1012 - Uma fazenda no Linha Alto Horizonte, com 2500 hectares, sendo 1100 de lavoura, 600 ha de capim, dois poços artesianos, 2 casas e galpão. 1013 - Uma fazenda no Novo Paraná com 620 hectares sendo 500 ha de lavoura, casa, poço e galpão. 1014 - Uma fazenda de 1000 hectares com 770 ha de lavoura na estrada de Taguatinga. Valor R$ 18.000.000,00 à vista. 1015 - Uma fazenda em Barreiras com 7200 hectares, com 3000 ha de eucalipto plantados entre 2 a 5 anos de plantio. Valor- R$ 100.000.000,00 - prazo a combinar.

1020 - Fazenda a mais ou menos 70 km de LEM, com 1830 ha com 1350 ha de lavoura velha. Valor: 640 mil sacas de soja, 1 entrada mais 4 prestações anuais. 1021 - Fazenda a mais ou menos 50 km de LEM, na linha Timbaúba com 975 ha, com 750 ha de lavoura velha. Valor: 350 mil sacas de soja. Entrada mais 4 pagamentos anuais.

IMOBILIÁRIAS AUTOMOTIVAS SERIGRÁFICAS Fone: (77) 3611.4310/3611.8176 - Fax: (77) 3611.4038 Rua Aurelina Barros, 57 - Jardim Ouro Branco - Barreiras/BA (logo atrás da CDL)


22 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

RAUL BEIRIZ

Colunista Interino

Para não haver cortes Raul Beiriz

C

lamentar, tais desmandos são frutos da inexistência de lei que puna "esse tipo de gestor".

ontinuidade é algo desconhecido pelos políticos. Entra um, sai outro, e as obras sofrem ajustes ― muitos por Sem mudar de time causa da vaidade. Proposta que impede Quem é do Rio Grande do Sul ou da Bahia a administração pública de praticar atos sabe muito bem disso. No caso do Rio que provoquem a paralisação de obras Grande, ou se é Colorado ou tricolor. Os iniciadas por gestão anterior foi apro- baianos nascem tricolores ou rubro-nevada pela Comissão de Trabalho, de Ad- gros. São raras às vezes em que as pessoministração e Serviço Público. A medida as mudaram de time porque quiseram. consta do Projeto de Lei Complementar Eu não conheço nenhum caso. A políti(PLP) 55/11, do deputado Laércio Oli- ca devia ser assim. Quem concorda com veira, que era do Partido da República e isso é o procurador-geral da República, filiou-se ao recém-criado, Solidariedade, Rodrigo Janot. Ele enviou ao Supremo Tribunal Federal, parecer no último dia 7 de outubro. O no qual defende a perda de texto altera a Lei de Responmandato para políticos que sabilidade Fiscal e determina deixem o partido pelo qual (obriga) que o chefe do Exeforam eleitos para entrar cutivo, prefeito, governador em uma sigla recém-criada. ou presidente da República Pois é! Fica difícil acreditar respeite o cronograma de naquele que era de centro, obras estabelecido por antevirou esquerda e agora é cessor. E trata de um assunto direita, ou, melhor dizenmais polêmico: determina do, era Grêmio, tornou-se que as logomarcas e demais Internacional e agora nutre imagens representativas do simpatia pelo Juventude, de governo sejam as mesmas Caxias do Sul. para todos os governos, o que Segundo Rodrigo Janot, vem a ser um alívio, já que “não se pode ignorar que a tem sempre um prefeito que criação de partido não raro faz, outro que cumpre o que significa apenas um reflexo faz até entrar um terceiro que da conveniência eleitoral resolve, por conta própria, momentânea de um grupo rebatizar a cidade daquilo de mandatários do povo e que quer. Aí, tem as cidades até serve como moeda de do Amor, dos Sonhos, das troca no mercado de interesFlores..., mas não existe qualses pouco nobres, a fim de quer cidade dos Buracos, das propiciar arranjos de cargos Crateras, da Dengue, da Po- Laércio Oliveira, na administração pública ou eira, da Sujeira! era do Partido da negociação visando à parO deputado Laércio Olivei- República e filioutilha de recursos do Fundo ra explicou ao Jornal do São se ao recém-criado, Partidário e do tempo de Francisco que seu objetivo é Solidariedade presença na propaganda acabar com o desperdício de dinheiro público. "Não é de hoje que ve- partidária gratuita no rádio e na televirificamos o abandono de obras iniciadas são”. E já que o assunto é futebol, o ex-jogapor gestão diversa daquela em atividade. Ou seja, se o governo anterior ao que dor de futebol e deputado federal Romácumpre o mandato vigente não for da rio (PSB-RJ) - candidato a governador do mesma base política, o descaso com as Estado do Rio de Janeiro -, pelo menos é o ações iniciadas é uma prática corriquei- que contam, foi condenado a pagar a um vizinho, R$ 5,6 milhões de indenização ra", evidencia. Ele critica o "verdadeiro círculo vicio- por danos causados por uma infiltração so" de modificação de imagem de gover- vinda do seu apartamento, segundo o no. "Entra um, sai outro, e a mudança de Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ainda logotipos, marcas e símbolos dos entes cabe recurso. A história rolou na agilíssifederativos é amplamente aplicada, sem ma Justiça brasileira desde abril de 2000, respeito à solidez dos modelos preexis- quando Romário fez uma reforma na sua tentes", continua. Na avaliação do par- cobertura no seu condomínio Barra Gol-

“Não é de hoje que verificamos o abandono de obras iniciadas por gestão diversa"

den Green, na Barra da Tijuca. O imóvel embaixo da cobertura de Romário estava alugado, mas os inquilinos não suportaram. Devolveram o apartamento em outubro de 2002 por conta das infiltrações. Os proprietários recorreram à Justiça alegando que, mesmo tendo sido notificado, Romário não teria feito nada para reparar os danos. Os donos do imóvel argumentaram que não conseguiram mais alugar nem vender o apartamento. Sem a renda do aluguel, eles acabaram se mudando para o apartamento, que foi leiloado em 2006 para quitar dívidas. Romário perdeu na primeira instância e teve sentença liquidada em 2007 no valor de R$ 2,276 milhões. Vários bens foram penhorados, entre os quais uma Ferrari, que acabou virando alvo de disputa no STJ. Já tarimbado por sua atuação no Congresso, para evitar a liquidação da dívida, Romário transferiu o carro para a sua mulher e a Justiça entendeu que o objetivo era prejudicar os credores. Breve, voltaremos a esta novela que aguarda desfecho. São 11 anos! Em causa própria Se o Brasil é o líder mundial em juros reais, também tem tudo para ser o maior País do mundo em partidos políticos (fecho os olhos e imagino aquele locutor da Globo gritando Brazil, zil, zil). Isso! Com ‘z’ mesmo. Não é que na quintafeira, 10 de outubro, grupo de políticos, cuja missão é discutir a reforma política, aprovou medida que facilita a criação de partidos políticos, mas que dificulta o acesso de novas legendas a recursos do fundo partidário, tempo de TV, de rádio e de regalias no Congresso. Ou seja: “deu uma de Migué”, cuja expressão, por sinal, tem origem política. Nasceu em razão de Dom Miguel, irmão de Dom Pedro I, que fez vários ardis para assumir o trono de Portugal. Aceitou ficar noivo da sobrinha, Dona Maria da Glória e, para poder ser nomeado Regente, jurou a Carta Constitucional de 1826, jurou a Carta e a rainha, sua prometida mulher, para então, em 1828, ser proclamado rei. Este caso desencadeou sete anos de guerra em Portugal entre miguelistas e pedristas. Tanto que gerou a expressão miguelagem que, entre outros significados, quer dizer que a pessoa tem a intenção de levar vantagem em tudo. O grupo “miguelante” aprovou a redução da exigência de assinaturas necessárias para criar uma legenda de 0,5% para 0,25% do total de eleitores. Pode-se criar partidos, ainda, se a futura legenda tiver 5% do total de deputados na Câmara – cerca de 20 parlamentares. Para ter acesso a tempo de TV e de rádio, além de recursos do fundo partidário e direito à liderança, funcionários e espaço físico na Câmara e no Senado – os partidos precisarão alcançar o coeficiente mínimo de 3%, em 2018, do total de votos válidos, nacional e, 3%, em pelo menos, nove estados. O percentual nacional de votos a ser alcançado seria elevado nas eleições seguintes para 4% e depois para 5%. Foi aprovada a chamada cláusula de desempenho individual, segundo a qual o candidato precisará de, no mínimo, 10% do coeficiente eleitoral do Estado para se eleger deputado federal. Esta norma é para evitar que candidatos com apenas dezenas de votos sejam eleitos na aba dos Tiriricas da vida. Está prevista a entrega do relatório fi-

nal dos trabalhos do grupo ao presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) para o próximo dia 1º de novembro. Só falta saber quando é que o povo será ouvido ou se vai persistir a “miguelança”. Deputado Oziel Alves de Oliveira é absolvido O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente, por sete votos a três, denúncia formulada pelo Ministério Público Eleitoral do Estado da Bahia contra o deputado federal, Oziel Alves de Oliveira (PDT-BA), pela suposta prática do crime de propaganda eleitoral vedada no dia da eleição, previsto no artigo 39, parágrafo 5º, inciso III, da Lei Eleitoral (Lei 9.504/1997). O voto do ministro Luiz Fux acabou prevalecendo. O ministro rejeitou as alegações de nulidade do processo e inépcia da denúncia, feitas pela defesa, porém louvou-se em jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para concluir pela atipicidade da conduta atribuída ao parlamentar. De acordo com o relator, o TSE entende que os elementos subjetivos do tipo que caracterizam o crime de propaganda eleitoral no dia da eleição consistem na realização de propaganda para atingir o eleitor por métodos insistentes de persuasão. O TSE entende que “uma simples declaração indireta de voto, desprovida de persuasão, não representa crime eleitoral”. Fux lembrou que a denúncia contra Oziel Oliveira revela que, em entrevista a uma rádio local da cidade de Luís Eduardo Magalhães (BA), o então ex-prefeito daquela localidade fez afirmações de cunho genérico, praticamente ao término da eleição (a entrevista teria sido concedida pouco antes das 17 horas, horário de encerramento das seções eleitorais). Nessa entrevista, o deputado teria relatado ter visitado todas as seções eleitorais da cidade e anunciado que iria acompanhar a apuração no local da entrevista, a Escola Municipal Amélio Gatto. Neste momento, teria convidado o entrevistador a acompanhar a apuração, em que, conforme afirmou, seria eleita “a primeira presidente do Brasil”. O relator endossou o argumento da defesa de que também esta afirmação teria sido genérica, já que não teria sido citado o nome da candidata, uma vez que havia duas mulheres candidatas à presidência: a atual presidente, Dilma Rousseff e, Marina Silva (então, no Partido Verde-PV). Técnica de votar de Ulysses Guimarães Contam nos bastidores do Congresso que Ulysses Guimarães tinha uma estratégia inusitada para levar à votação os projetos de seu interesse, entre os quais, a Constituição. Em uma delas, um deputado quis saber por que o deputado adiava as votações mais importantes para depois das 21 horas. Um dia, o saudoso congressista explicou: “É que nesta hora está todo mundo com pressa. Os novos querem ver as namoradas e os velhos estão com fome ou com sono”. Dito e feito! E é dele a máxima que se aplica aos dias de hoje, especialmente às manifestações: “Em política, estar com a rua não é o mesmo que estar na rua”!

REPRODUÇÃO

JSF no Planalto

ARQUIVO PESSOAL

JSF no Planalto


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

tecnologia

Óculos são aposta para traduzir cardápios L

er o cardápio de um restaurante japonês é extremamente difícil para um estrangeiro no Japão, mas com óculos tradutores isso será possível num piscar de olhos, assim como reconhecer pessoas. Por ocasião do salão da eletrônica Ceatec, nos arredores de Tóquio, o primeiro operador de telecomunicações móveis local, NTT Docomo, apresentou vários aplicativos baseados em óculos com uma câmera, e que servem de tela mono ou binocular. Uma destas funções permite substituir a imagem filmada por uma tradução em inglês de um cardápio de restaurante escrito em japonês ou em qualquer outra língua que tenha sido escolhida. O usuário vê essa imagem retocada através dos óculos. Outra implicação possível é ver aparecer na tela informações (nome, sobrenome e função) relacionadas a uma pessoa, com a condição de que ela já esteja registrada no repertório de seu smartphone, tudo isso graças a um sistema de reconhecimento e identificação de rosto. Toda ou parte destas tecnologias deve estar pronta para os Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020, que também serão uma vitrine da habilidade japonesa para facili-

Novos iPads podem ser lançados REPRODUÇÃO

Óculos expostos na feira de eletrônicos Ceatec, no Japão, ajudam a traduzir cardápios para turistas tar por diversos meios técnicos, a vida dos visitantes e, sobretudo, dos estrangeiros de passagem. No entanto, alguns obstáculos técnicos ainda precisam ser superados, como

o tamanho dos óculos, sua autonomia (precisam de uma bateria), a rapidez de reconhecimento de imagens ou rostos e a redução do tempo de resposta. ■ Fonte: folha.uol.com.br/

Como tirar riscos da tela do celular; conheça algumas dicas caseiras A tela de um celular é uma das partes mais sensíveis e não se pode negar que poucas delas passam ilesas ao bom e velho "risquinho". A melhor medida, claro, é evitá-los com películas, não deixar o celular jogado na bolsa com outros objetos, como moedas e chaves, e nem guardá-lo no bolso. Mas, se os riscos já existem, saiba que nem tudo está perdido. Felizmente, há algumas dicas para diminuí-los. Borracha escolar Aquelas borrachas que usamos para apagar textos a lápis é outro material que tira riscos do visor do seu celular. Basta esfregar levemente a borracha sobre o risco na tela. Depois, é só limpar a superfície e conferir o resultado. Se ainda restarem alguns arranhões, é só repetir o processo até eles sumirem. Vaselina Este é outro material usado no combate contra os riscos nos visores. Aplique uma gota de vaselina em um pedaço de algodão ou cotonete e esfregue por toda a tela por mais ou menos dois minutos e retire o excesso. Os riscos sumirão devido à densidade ótica da vaselina que se iguala a densidade da tela. Outros materiais, como silicone em pasta e óleo de soja (aqueles usados na cozinha), podem

Pode também comprometer o brilho do visor deixando-o fosco. Displex Este é um produto especial para tirar os arranhões das telas. Trata-se de uma pasta polidora que diminui os riscos. Basta aplicá -la no local riscado, polir com um pedaço de algodão, cotonete ou um pano macio durante três minutos e retirar o excesso. Para alcançar melhores resultados, repita o processo mais uma vez. Importante ressaltar que o produto não deve ser usado constantemente, pois ele pode danificar a tela.

substituir a vaselina. Entretanto, eles não possuem a mesma eficácia e oferecem mais ameaça de danos na tela. Creme dental Pode parecer estranho e até engraçado, mas o creme dental ajuda a amenizar os riscos das telas. Com um pedaço de algodão ou um cotonete com a pasta dental (não pode ser em gel), você deve esfregar suavemente sobre a tela do seu celular por cerca de cinco minutos até que não reste nenhuma partícula do creme dental. Se restar algum arranhão no visor, tente repetir o processo. Entretanto, não é indicada a utilização deste processo por muitas vezes seguidas, pois pode comprometer a camada de verniz que protege a tela.

23

Lixa de água 1600 e pasta de polir Este é um processo curioso, mas bastante eficaz. Lixe a superfície com uma lixa de água 1600 e limpe toda a tela com uma estopa. Aplique um pouco de pasta de polir branca (encontradas facilmente em casas de tintas) e passe na tela com movimentos retos, nunca circulares. Limpe novamente o display com uma estopa limpa. Se for necessário, repita a operação do polimento com a estopa, sem lixar novamente. O resultado fica muito bom. Mas, como já diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar. Sendo assim, invista em capas e películas protetoras. São baratas e garantem a maior durabilidade do aparelho. ■ Fonte: techtudo.com.br

Apple deve utilizar recursos similares ao do iPhone 5s, como leitor de digitais e processador de 64-bit A Apple deve apresentar dois novos modelos de iPad em 22 de outubro, de acordo com fontes do blog "All Things Digital". O site aponta que a empresa tem a intenção de lançar os produtos nos Estados Unidos antes do final do ano, a tempo de abastecer o comércio para as compras de Natal. Analistas de mercado acreditam que a quinta geração dos tablets da Apple serão mais finos e leves do que a versão atual. Outra novidade esperada é a presença de um processador de 64-bit, duas vezes mais rápido do que o atual (de 32-bit) e similar ao presente no iPhone 5s. A possibilidade da inclusão de um leitor de digitais para aprimorar a segurança do aparelho também não foi descartada. O iPad mini, o tablet de 7,9 polegadas da companhia, deverá trazer um processador mais rápido e uma tela com tecnologia Retina Display, responsável por aumentar a qualidade e a nitidez das imagens. Fonte: veja.abril.com.br

Apple deve cortar produção do iPhone 5c pela metade REPRODUÇÃO

A Apple deve cortar a produção do iPhone 5C pela metade, de acordo com um artigo publicado pelo site chinês C Techcn. O veículo, que ficou conhecido por revelar foto dos novos iPhones antes de seu lançamento, afirmou que o número de aparelhos fabricados por dia deve cair de 300.000 para 150.000 unidades. O motivo para a mudança seria o excesso de aparelhos encalhados nas lojas, uma vez que os clientes da Apple preferem pagar 100 dólares a mais e adquirir o modelo mais avançado, o 5s. Fonte: veja.abril.com.br


24 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

ESPORTEs

Navarro vai representar o Brasil no mundial de planadores Piloto foi campeão geral do 55o Campeonato Brasileiro realizado em LEM FOTOS: Luciano Demetrius

Henrique Navarro, Guilherme Ribeiro e Luís Valença, campeões do 55o Campeonato Brasileiro de Planadores Luciano Demetrius

L

uís Valença (Classe Olímpica), Guilherme Ribeiro (Racing) e Henrique Navarro (Open) foram os campeões do 55º Campeonato Brasileiro de Planadores, realizado entre 5 e 12 de outubro, no novo Aeroporto de Luís Eduardo Magalhães. Participaram da competição – antecedida pela etapa Centro-Oeste, entre 29 de setembro e 4 de outubro – 28 pilotos de 31 equipes, nas três categorias, de Santa Catarina, Goiás, Rio Grande do Sul, São Paulo, Distrito Federal, Bahia e Minas Gerais. Por ter sido o mais bem colocado na classificação geral, Henrique Navarro (5088 pontos), do Aeroclube de Bauru (SP), será o representante brasileiro no Campeonato Mundial a ser realizado em junho de 2014, com etapas na Finlândia e Polônia. “Venci no ano passado e procurei manter minha média para mais uma conquista. Treinei muito nos últimos meses e agora é pensar no mundial”, disse Navarro durante a solenidade de entrega dos troféus aos melhores colocados na noite de sábado, 12, no auditório do Hotel Solar. Os treinos para a competição mundial, porém, vão exigir a troca do equipamento, segundo Navarro. “Agora vou deixar encostado o meu planador, que é mais pesado, e partir para os treinos com um exemplar mais leve que é o exigido nas competições internacionais”, explicou. “Passada a comemoração, agora é hora de voltar para casa e já focar nos treinamentos para o Mundial, não tem descanso”. Para o vencedor na categoria Olímpica, Luís Valença, do Aeroclube Politécnico de Planadores, de Jundiái (SP), a expectativa de conseguir o título era positiva devido à dedicação nos treinamentos. “Eu acreditava na vitória, apesar de respeitar os concorrentes, mas o otimismo era alto em função do empenho durante os treinos”, afirmou. E voar em uma região desconhecida era a incógnita, segundo ele. “Foi desafiador participar da competição em Luís Eduardo Magalhães. O local tem boas condições para a prática do volovelismo, mas isso eu e os outros pilotos só fomos

experimentar durante a competição”. Já para Guilherme Ribeiro, do Aeroclube do Planalto Central, de Formosa (GO), a conquista foi surpreendente. “Posso definir o resultado como inesperado. Vim para passear e, devido à minha regularidade, cheguei em primeiro lugar. Isso valoriza meu título”, disse. Dentre os melhores classificados, o luiseduardense Guilherme Purnhagem ficou em segundo na Classe Racing, seguido por André Lautert. Na Classe Olímpica, o vice-campeonato ficou com Braucílio Foganholo e o terceiro lugar com Sérgio Bassi. Na Open, Egon Rehn (2º) e Cláudio Schmidt (3º). Marcas Segundo a Federação Brasileiro de Voo à Vela (FBVV), na primeira etapa da competição, Henrique Navarro atingiu 159 km/ hora e igualou-se à marca do Campeonato Mundial, realizado no Texas (EUA). Outra marca recorde registrada em Luís Eduardo Magalhães foi como melhor voo da temporada, com 711,37 km, desta vez na etapa Centro-Oeste, em 2 de outubro. Segundo o praticante do volovelismo e apresentador do programa “Extreme-TV”, Luís Roberto Formiga, da ESPN Brasil, Luís Eduardo Magalhães é favorecida por possuir condições climáticas favoráveis o ano todo para a prática da modalidade. “Nenhum local tem tal característica”, afirmou. Desde 1999 à frente do programa cujo foco são os esportes radicais, Formiga diz que as modalidades ganham espaço na mídia e aceitação do público de maneira acelerada. “Antes, quando você abordava qualquer esporte radical, era visto como rebelde. Atualmente, muitas pessoas se encantam com as modalidades e, se não passam a praticá-la, elas passam a acompanhar como se fosse o futebol, por exemplo”. E conclui: “Se eu conseguir repassar a beleza e a emoção dos esportes radicais para outras pessoas, estarei satisfeito”. Outras competições Luís Eduardo Magalhães não ficará no calendário do Volovelismo apenas na lem-

brança da competição realizada em 2013. O prefeito Humberto Santa Cruz e os organizadores do evento já se movimentam para que o município seja novamente sede do Campeonato Brasileiro em 2015. “Luís Eduardo Magalhães não quer ficar só com esta edição (2013). Vamos nos empenhar, desde já, para trazer novas etapas”. E adiantou: “Eu me proponho a criar um aeroclube na cidade”. Luís Eduardo Magalhães é a primeira cidade a sediar a competição que não conta com aeroclube. E, além de trazer novamente o evento para a cidade, o prefeito pretende fazer de Luís Eduardo Magalhães, sede do mundial, em 2018. “Vamos nos empenhar para trazer o campeonato mundial e fazer de Luís Eduardo Magalhães uma opção para os esportes radicais”. Dificuldades Segundo o tesoureiro da FBVV, Fábio Pimenta, a competição estava sob risco de não acontecer em 2013. “Foi sofrida a organização deste campeonato. Tínhamos até dúvidas em como realizar a competição em uma cidade sem aeroclube. Quase fomos para Formosa (GO), mas o apoio da prefeitura de Luís Eduardo Magalhães foi fundamental para virmos à Bahia”, afirmou. Como forma de apoio aos competidores e à federação, o prefeito Humberto Santa Cruz comprometeu-se a doar 2 mil litros de combustíveis à entidade. “Isso é o reconhecimento da prefeitura com os organizadores, que apostaram na cidade e que confiaram em nossa palavra para trazer o evento ao nosso município”, disse. ■

LEM será sede de zonal de futsal feminino Entre os dias 18 e 20 de outubro, Luís Eduardo Magalhães vai sediar o Zonal Oeste do Campeonato Baiano de Futsal Feminino. Os jogos serão disputados no Ginásio de Esportes José Alberto Lauck com a participação de LEM Futsal (Luís Eduardo Magalhães), Arsenal (Barreiras), Roda Velha Futsal e Morada Nobre. No sábado, 18, Lem Futsal x Arsenal, às 19h40; Roda Velha x Morada Nobre, às 21h.

Torneio servirá de vitrine para futuros talentos Será realizado entre os dias 15 e 17 de novembro, no Estádio Municipal Coronel Aroldo, em Luís Eduardo Magalhães, o Torneio de Futebol de Final de Ano, com aproximadamente 500 jogadores da região Oeste divididos em três categorias: para os nascidos entre os anos de 2002-2001; 2000-1999 e 1998-1997. Segundo o professor Nestor, organizador do evento, estão confirmados representantes do Goiás, Laranja Mecânica (de Arapongas-PR); Desportivo Brasil e Grafite, ambos de São Paulo. Dependem de confirmação profissionais ligados ao São Paulo e ao Coritiba. “É uma oportunidade que os jovens têm para mostrar seu talento a olheiros de grandes equipes”, disse Nestor sobre o objetivo do evento. Mais informações pelo telefone (77) 9918-5144.

Decisão na bocha Será disputada no dia 27 de outubro, a partir das 9h, a fase final do 2º Campeonato de Bocha Anildo Ficagna, no CTG Sinuelo dos Gerais, em Luís Eduardo Magalhães, com as equipes Os Primos, Novo Paraná, CTG Cerradão e Placas. A equipe campeã receberá uma moto. A vice-campeã terá como prêmio um aparelho de tv de 32 polegadas. A terceira colocada ganhará um tablet.

Campeonato de Veteranos União x Novo Paraná (19h30) e Oeste Irrigação x Amigos do Baba (21h30) são os dois jogos que abrem o Campeonato Municipal de Veteranos de Futebol Society, dia 17 de outubro, promovido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Luís Eduardo Magalhães. Os jogos serão disputados no campo da Praça do Mimoso II. Na primeira fase, os jogos serão disputados nas noites de terças e quintas-feiras, a partir das 19h30. Dez equipes participam da competição que terá dois grupos de cinco times cada e classificamse às semifinais os dois primeiros colocados. Na chave A estão Clube Rio de Pedras, Grêmio do Oeste, MEC, Novo Paraná e União. Na chave B, Amigos do Baba, Mimoso 3, Nova Alternativa, Oeste Irrigação e Portelinha.

Campeão no Society O Vento em Popa conquistou o título da Copa JC Society na noite de 5 de outubro, na quadra do JC Society, em Luís Eduardo Magalhães. Na decisão, vitória por 4 a 2 diante do Multytintas.


ESPORTES

A

decisão do técnico do Bahia, Cristovão Borges, de afastar o atacante Souza até do banco de reservas na véspera do Ba-Vi, ainda no primeiro turno do Brasileiro, antecipou o que muitos previam: o centroavante está fora dos planos do Tricolor. Tudo após os dirigentes do clube terem acesso às fotos do atleta numa "animada" roda de samba, em ho-

rário e local inadequados. A falta de compromisso do atleta, segundo os dirigentes, deixou Cristovão tão contrariado que, até ele, conhecido pelo estilo apaziguador e pacato, decidiu "chutar o balde" e deixar Souza de lado. Agora, a diretoria só precisa chamar o atleta para uma conversinha "de pé de ouvido" e oficializar a sua saída do Fazendão.

Vila Leopoldo e Vento em Popa vencem na Copa Regional Luciano Demetrius O Vila Leopoldo, de Santa Maria da Vitória, e o Vento em Popa, de Luís Eduardo Magalhães, conquistaram sua primeira vitória na Copa Regional de Clubes, ao vencerem Ibotiraminha (2 a 0) e o Botafogo, de Formosa do Rio Preto (1 a 0), respectivamente. As duas equipes venceram na casa de seus respectivos adversários em jogos disputados no domingo, 13. No Estádio Quinteirão, em Ibotirama, os gols do Vila Leopoldo foram marcados por Welington e Moacy, um em cada tempo. Com a vitória, o Vila Leopoldo chegou a quatro pontos e igualou-se ao Morada da Lua (Barreiras) na classificação do

Grupo B. Porém, o time barreirense leva vantagem no saldo de gols (três contra dois). Já em Formosa do Rio Preto, o Vento em Popa se recuperou da derrota sofrida na estreia para Angico (São Desidério) por 4 a 2, no dia 9, e venceu a equipe do Botafogo por 1 a 0, com gol do atacante Tássio. O Vento em Popa soma três pontos e assume a vice-liderança do Grupo A, que tem Angico na liderança com quatro pontos. No domingo, 20, pelo grupo A, o Ibotiraminha recebe o Morada da Lua, no Quinteirão, às 15h30, enquanto o Vento em Popa estreia diante de sua torcida no Estádio Coronel Aroldo Cruz, em Luís Eduardo Magalhães, diante do Botafogo, às 17h. ■

Seleção de LEM é eliminada no Intermunicipal Luciano Demetrius

A

seleção de futebol de Luís Eduardo Magalhães está eliminada do Campeonato Intermunicipal após ser goleada por Porto Seguro por 4 a 0 na tarde de domingo, 13, no Estádio Araujão, em Eunápolis. O jogo foi disputado em local neutro porque, por ser cidade sub-sede da Copa 2014, o estádio de Porto Seguro está fechado para reformas. No jogo de ida, no dia 6 de outubro, a seleção luise-

duardense havia sido goleada por Porto Seguro por 4 a 1, no Estádio Municipal Coronel Aroldo Cruz, em Luís Eduardo Magalhães. Nas oitavas de final, a seleção de Porto Seguro vai enfrentar a de São José da Vitória. As outras classificadas são Piritiba, Quixabeira, Cipó, Alagoinhas, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, Itajuípe, Ibicaraí, Firminio Alves, Itapetinga, Brumado, Itamaraju, Feira de Santana e Conceição do Almeida. ■

Liga de LEM define datas de jogos de competições

Real/Santa Cruz vence Municipal de Futsal Feminino em LEM

A Liga Desportiva de Luís Eduardo Magalhães (LDLEM) definiu em reunião na sede da entidade na noite de segunda-feira, 7, com representantes de 31 clubes filiados, os jogos das semifinais da Segundona Manoel Padeiro e a primeira rodada da Primeira Divisão. As semifinais da Manoel Padeiro serão disputadas no sábado, 19, com os jogos Chapada Diamantina x Grêmio do Oeste (16h) e Tamandaré x Ipiranga (18h), em rodada dupla no Estádio Municipal Coronel Aroldo, em Luís Eduardo Magalhães. Já a Primeira Divisão terá abertura no dia 26 com Portelinha x Flamengo, às 16h, também no Estádio Municipal Coronel Aroldo. No mesmo dia e local, às 18h, será disputada a final da Segundona Manoel Padeiro. ■

O Real/Santa Cruz conquistou o título do I Campeonato Municipal de Futsal Feminino na tarde de sábado, 5, ao derrotar na decisão o Flamenguinho das Oliveiras por 6 a 5, no Ginásio de Esportes José Alberto Lauck, em Luís Eduardo Magalhães. O terceiro lugar ficou com o Terra Agrícola que goleou Novo Paraná por 12 a 1. O Real/Santa Cruz disputou quatro jogos (duas vitórias, um empate e uma derrota) e marcou 18 gols e levou 14. A artilheira da competição foi Aparecida (Flamenguinho das Oliveiras), com nove gols. A goleira menos vazada foi Maiza (Terra Agrícola), com três gols. A maior goleada da competição aconteceu na primeira fase: Terra Agrícola 16 x 0 Novo Paraná. ■

25

Mundo da bola Carlos Augusto herock caherock@hotmail.com

O não do Abelão

R

ico e cansado de ouvir as cobranças típicas que envolvem a vida de um treinador famoso, o técnico Abel Braga disse “não” ao Flamengo. A meu ver, fez o correto. Há bem pouco tempo, Abelão foi visto nos famosos cassinos de Punta Del Leste fazendo uma fezinha com valores bem significativos. Não precisa mais de dinheiro. No Fluminense - seu último clube -, entre salários, premiações e "agrados", chegava a ganhar quase R$ 1 milhão por mês. Grana para ninguém botar defeito. Assim, pegar o Flamengo e enfrentar o desafio de tirar um dos clubes mais populares do planeta da crise significa, antes de qualquer coisa, correr o risco de rebaixamento e ficar marcado na história do rubro-negro como um técnico derrotado e incapaz. Por isso, Abel Braga decidiu continuar curtindo a vida perto da família e pensar de novo em futebol só no ano que vem. O que realmente surpreendeu foi o fato do técnico não ter fechado acordo com o Internacional, que além de ter um grande elenco (talvez o melhor do Brasil), é segundo o próprio treinador diz, uma grande paixão dele.

Só cinco não caíram até hoje Á medida em que o Brasileirão anda, dirigentes e torcidas se apegam às calculadoras para ver quais as reais possibilidades de seus clubes dentro do Brasileirão. Enquanto alguns sonham com o título e com a vaga para a Libertadores da América, outros estão de "cabelo em pé", temendo o famigerado rebaixamento para a série B. No “Mundo da Bola” lembra você, caro leitor, que até hoje, desde que o Campeonato Brasileiro foi instituído pela CBF - há exatos 42 anos - só cinco clubes não sentiram o amargo sabor de disputar a segunda divisão: Flamengo, Santos, São Paulo, Cruzeiro e Internacional.

Técnico salvador para livrar o Tigre da degola Muito assustado com o perigo da degola, o Criciúma foi buscar no interior do Rio Grande do Sul, a tentativa de "salvação" para escapar da Série B: o gaúcho Argel Fucks é o novo técnico da equipe catarinense, o terceiro treinador que assume o clube só este ano. Argel substitui Silvio Criciúma, que foi o sucessor de Vadão. Ambos foram demitidos pela sequência de resultados ruins do time amarelo e preto. Só Deus sabe se com Argel no comando o Criciúma vai con-

REPRODUÇÃO

Bahia: Souza “de malas prontas"

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

seguir reagir, escapar do pior, mas é bem fácil adivinhar que o vestiário ganhou um treinador que conhece como poucos a rotina dos boleiros: fala a linguagem dos jogadores, está cheio de vontade e deve dar um novo ânimo para o grupo. Prova disso foi a vitória, fora de casa, pela 27ª rodada, por 2 a 1 sobre o Grêmio. Porém, se a aposta é boa, só o tempo dirá!

Reforços qualificam o Vitória Tem novo zagueiro na Toca do Leão: é Luis Gustavo que, segundo o técnico Ney Franco, é polivalente, ou seja, joga também de lateral direito ou volante, se for necessário. Luis Gustavo vai fazer companhia a Victor Ramos, Kadu, Renato Santos, Reniê, David Braz e Fabrício,que não joga mais este ano depois de operar o joelho. Luis Gustavo é jogador do Náutico e veio por empréstimo para o Vitória até o fim da temporada. O clube baiano trouxe também mais um goleiro: o gaúcho Fernando Miguel também fica em Salvador por três meses e, se for aprovado, pode ter o empréstimo renovado. Fernando Miguel passou pelas categorias de base do Caxias, jogou no time B do Grêmio e também teve passagens por Novo Hamburgo, Londrina e Lajeadense. Ultimamente estava na reserva do Juventude.

REPRODUÇÃO

Jornal do São Francisco


26 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013

Jornal do São Francisco

o

T

CRÔNICA

rês filhos. O marido, cortando cana em Ribeirão Preto, telefonava toda semana e mandava um dinheirinho no fim do mês. Dona Idalina era ativa e se exasperava com aquela vidinha das colegas “bolsistas” que ficavam esperando o dia 7 e corriam todas para o mercado pra comprar o de comer, pois não produziam nada. Ela não. Tinha galinhas no quintal e não comprava ovos; nem aipim, nem alface, nem coentro, nem cebolinha; e nem maxixe e nem quiabo e nem jiló. Plantava quase tudo para o consumo da família e vez em quando presenteava as vizinhas com alguma verdura. Além de cuidar dos filhos e da casa, ainda costurava e fazia bolos e uma feijoadinha de encomenda. O veterinário Vinícius deu-lhe a ideia de comprar uma cabra para o leite das crianças. Trocou dez galinhas por uma marrã Saanen prenhe, que pariu um robusto cabrito. Um amor. A Branquita dava dois litros de leite toda manhã, o suficiente para a família de três filhos: Rogério de 9 anos, Maria Clara, de 8 e Rodrigo, de 6. Todos gostavam de tirar o leite, mas a tarefa era do Rogério, que brigava quando, ao se levantar, a mãe já havia ordenhado a branquita. Logo ensinou a Rodrigo, para ciúme da Clara. ― Isso é tarefa pra homem. Porque você não aprende a fazer queijo? Uma semana depois Clara já dominava a arte do queijo frescal e ficou tudo bem. Com cinco meses, o cabritão subia nas camas, comia as roseiras da vizinhança, pulava diante dos carros... dona Idalina resolveu sacrificá-lo, mas exigiu a pele bem espichada ao sol. Rogério foi vendê-la e não achou quem oferecesse mais que R$ 2,00. – Tome vergonha, moço. Dois é um litro de leite! E veio triste falar para mãe. Então, na cabeça de dona Idalina brotou uma ideia: ― Vamos fazer qualquer coisa com essa pele; é pena jogar pros urubus. Nós estamos na terra da vaquejada e não se faz nem chapéu de couro!? ― Mas mãe, tem que curtir primeiro e ninguém sabe!, disse Rogério. ― Vamos aprender, atalhou dona

Libra. A vontade de conquistar o seu espaço, modificar estruturas e construir bases mais firmes para o futuro inspirará grandes mudanças no seu projeto de vida. No dia 4, aproveite a Lua Nova em seu signo para iniciar uma fase de maior independência e segurança. Apesar de ótimas perspectivas de evolução na carreira, o orçamento ficará apertado neste mês. Só a partir do dia 25 poderá negociar aumento de salário ou ganhar uma renda extra. Os melhores momentos no amor virão com a Lua Cheia, no dia 18. Decisões importantes da vida a dois, ou um novo romance, prometem uma época de alta intensidade erótica e muita paixão. Áries. Mudança radical no estilo de vida e no papel profissional permitirá que circule por lugares diferentes e trave novas relações. Um encontro encantador, na primeira quinzena, será forte o suficiente para derrubar antigos preconceitos e alterar rumos. Se a desconfiança abalar a vida íntima, no dia 12, uma viagem a dois, no dia 16, renovará os sentimentos. A segunda quinzena impulsionará um projeto profissional inédito. Mas terá que repensar suas estratégias, com Mercúrio retrógrado, a partir do dia 21. Bom momento para tomar decisões sobre o futuro. Para começar um novo empreendimento, aguarde até o dia 31. Touro. Acontecimentos inesperados nos primeiros dias do mês produzirão mudanças positivas no cotidiano e no trabalho. Aproveite a Lua Nova, no dia 4, para iniciar uma atividade que torne a vida mais gostosa. No amor, reserve tempo para cultivar a intimidade. Vênus promete momentos intensos com o parceiro, temperados com romantismo e prazer. Um encontro no

Minha Cara Mãe Calina DURVAL NUNES durval.chicha@hotmail.com

GIBÃO DE COURO

Idalina. Chega à Comarca, o primeiro promotor público, Dr. Eudório Vasconcelos Bittencourt d’Itapuy, um homem severo, cumpridor de leis e que começou a botar a casa em ordem: uso de capacete pelos motoqueiros; limite de 55 decibéis para publicidade volante e “boites ambulantes” e, nessa esteira, surge uma denúncia de trabalho infantil. Eis que dona Idalina vai intimada ao Ministério Público. ― Então, Dona Idalina, a senhora explora a mão de obra de seus três filhos menores?, questionou o promotor. ― Desculpe a minha ignorância Senhor promotor, mas eu nunca tinha ouvido dizer que trabalhar fosse crime. Na nossa família, desde crianças, ainda

dia 16 fará a química entre vocês explodir. Conversa séria, no dia 29, definirá novos planos para a relação. Uma viagem, no dia 31, intensificará a vida sexual. Se estiver sozinha, poderá se apaixonar novamente e começar um relacionamento estável. Gêmeos. A rotina ficará mais leve. Mesmo com o aumento das responsabilidades, conseguirá organizar melhor seu tempo e curtir a vida. No dia 4, Lua Nova em harmonia com seu signo promete paixão e fertilidade. A partir do dia 7, começará uma fase positiva para harmonizar relacionamentos que andavam desgastados. Aproveite também para criar um clima envolvente com o parceiro. Uma mudança de ambiente, na segunda quinzena, aumentará sua motivação. Mas, a partir do dia 21, Mercúrio retrógrado tumultuará o cotidiano ou atrasará contratos. Na última semana, assuma novos desafios e terá projeção profissional. Câncer. Autoestima em alta. Você vai se sentir mais forte interiormente e tem tudo para estrear uma fase muito positiva na vida íntima e familiar. Fantasias românticas poderão se realizar, a partir do dia 4. Um toque pessoal na decoração da casa e investimentos em qualidade de vida proporcionarão maior bem estar. A segunda quinzena trará novidades na carreira. Bom momento para implantar novas tecnologias no trabalho ou lançar um projeto arrojado. Alguns planos e decisões serão revistos, com Mercúrio retrógrado, a partir do dia 21. Na última semana, exponha ideias e ocupará o espaço que deseja. No amor, paixão e estabilidade. Leão. Decisões importantes marcam a primeira quinzena. Concentre-se nas suas ambições e inicie novas atividades. Marte em seu signo, até o dia 15, impulsionará

REPRODUÇÃO

em Sergipe, todos trabalhavam. Crescemos sadios, trabalhando e aprendendo a respeitar os semelhantes. ― Mas, pela nova lei, só criança de 14 pode trabalhar, ainda assim com contrato de “jovem aprendiz”. ― Doutor, o senhor que me desculpe; muita menina de 14 anos já é mãe e dona de casa. Quer dizer que até os 14, nossos filhos têm que ficar na rua aprendendo o que “num presta”, como roubar e fumar crack? Aí pode; mas trabalhar é crime! Meu bom Deus! ― Mas a senhora recebe a bolsa que é pra ajudar os seus filhos nos estudos. ― Doutor, vou dizer ao senhor: - Sou é pobre e meus filhos ajudam pra nóis sair dessa vida de bolsista! O senhor acha que eu vou criar meus filhos

horóscopo os projetos pessoais. Assuntos do passado afetarão o seu humor, mas surpresas gostosas manterão o astral em alta. Vênus em harmonia com seu signo, a partir do dia 7, esquentará a vida íntima com sentimentos generosos. Se estiver só, poderá atrair um novo amor. Aproveite o dia 16 para viajar com o parceiro, ou para se aventurar num novo romance. No dia 25, um clima mágico apimentará a vida sexual, mas tente não alimentar expectativas exageradas. Poderá começar um novo empreendimento financeiro, no dia 31. Virgem. Imprevistos financeiros logo no início do mês cobrarão ajustes no orçamento. Aproveite a Lua Nova na sua área do dinheiro, no dia 4, para iniciar um negócio, criar um plano B ou planejar investimentos. A fase também será favorável para adquirir bens e reforçar sua segurança material. Um projeto mais ambicioso ganhará impulso na segunda quinzena. Prepare-se para conquistas vitórias: a partir do dia 15, Marte em seu signo trará mais ousadia e poder de ação. Conversas bem humoradas criarão um clima de sedução, num relacionamento especial. Bom período para expor seus sentimentos com graciosidade e leveza. Os contratos insatisfatórios poderão ser revistos perto do dia 29. Estará mais decidida e poderosa no dia 31, valorize-se e vença uma batalha! Escorpião. Viagens e leituras farão bem ao espírito. Fase gostosa para diminuir o ritmo, relaxar e meditar perto da natureza. A primeira semana será positiva para tratamentos estéticos e pequenas intervenções que realcem sua beleza. A partir da metade do mês, novas amizades agitarão o cenário.

dependendo dessa esmola da Dilma, de cento e trinta e sete reais? Meu marido tá se matando lá em Ribeirão Preto, pra juntar um dinheirinho pra mudar o rumo de nossa vida. Num vê assim? ― Os três estudam no Colégio e toda noite boto eles pra fazer os deveres. E ninguém se queixa do trabalho. Todo dia de manhã eu vou cum eles pro matadouro ajudar na esfola de bodes e carneiros pelo ganho das peles. O maior já foi em Sergipe, cum meu irmão, aprender o ofício de curtume. Sabe Doutor, agora é cum pedra hume; a pele fica alvinha e num fede. Estamos juntando um grupo pra uma capacitação no Senar, pois é uma ingratidão deixar tanta pele pros urubus. E na terra da vaquejada num se faz um chapéu de couro!? ― Mas a lei é a lei, dona Idalina. ― Então doutor, só o senhor me prendendo e meus filhos também, pois não fico sem eles. Mais o nosso Brasil é engraçado: - Se botar os filhos pra trabalhar antes de 14 anos, os pais vão pra cadeia; agora, quem rouba dos cofres da Nação, como os mensaleiros, conseguem anular até uma sentença do Supremo Tribunal Federal! ― Vou lhe dar um crédito de confiança, dona Idalina. Será a primeira vez que eu fecho os olhos sem dormir. Vamos ver onde vai chegar esse seu entusiasmo. Todo mês a senhora traz aqui as crianças para eu averiguar seu nível de satisfação. ― Oh Doutor... Deus há de lhe pagar. Muito obrigado! Epílogo: Naquele verão, o marido retornou e iniciou o curtimento aprendido no Senar e todos se uniram pra cortar e costurar a mão, mantas, luvas, chapéus, gibões, jalecos, peitoris, chibatas e peças de artesanato em couro. Mais um ano, a família se constituiu no APL “GRUPO FAZ DE COURO” exportando produtos para todo o Brasil. Saiu a transferência do promotor e juntos foram ao Ministério Público se despedir e agradecer pelo voto de confiança e lhe ofereceram um lindo GIBÃO DE COURO.

Entre os dias 16 e 18 terá boas notícias no trabalho. Novo cliente, associação ou melhorias de salário estarão em pauta. Objetivos estabelecidos no início do mês poderão ser alterados, a partir do dia 21, graças ao movimento retrógrado de Mercúrio. A última semana será maravilhosa no amor. Netuno, em harmonia com o Sol Em seu signo, promete momentos sensuais e inesquecíveis. Sagitário. O ambiente social passará por mudanças, novas amizades poderão se firmar. Vênus em seu signo, a partir do dia 7, destacará seu carisma e poder de atração. Por onde passar, deixará um rastro brilhante, de sensualidade, beleza e simpatia. O mês trará encontros surpreendentes. Um, em especial, no dia 16, terá grande poder de influenciar sua vida. Bom momento também para dar um ar mais moderno ao visual. Se estiver em busca do amor, a Lua Cheia, no dia 18, promete uma paixão-relâmpago. Na segunda quinzena, a sintonia com os sentimentos será mais forte e apimentará a vida sexual. Aproveite a última semana para avaliar sonhos e ambições. Alguém da família precisará do seu apoio. Um novo projeto financeiro ganhará força, no dia 31. Capricórnio. O mês será de sucesso. Um futuro brilhante espera por você! A Lua Nova, no dia 4, trará avanços importantes na carreira. Ótimo período para iniciar um empreendimento, assumir nova posição ou aumentar sua visibilidade na ocupação atual. As estruturas da sua vida poderão mudar radicalmente nessa fase, que promete realizar os seus desejos mais secretos. Reforma ou mudança de casa favorecerá a vida íntima. Se estiver só, um reencontro despertará emoções profundas, poderá resgatar um antigo amor e começar tudo

de novo de outro jeito. Mercúrio retrógrado, a partir do dia 21, cobrará atenção aos amigos e maior participação social. Uma viagem rápida, na última semana, trará encontros especiais e momentos mágicos. Aquário. Marte na sua área afetiva, na primeira quinzena, poderá provocar conflitos nos relacionamentos, a paciência estará curta! Fase positiva para iniciar novas relações e expressar seus desejos, com mais espontaneidade. Encontros sociais agradáveis, novidades e otimismo prometem um clima leve e animado. Aproveite a segunda quinzena para fazer novas amizades e negócios. A partir do dia 25, o sucesso financeiro dos seus empreendimentos estará garantido. Em contrapartida, no dia 29 as responsabilidades aumentarão. A última semana trará ajustes nos planos de longo prazo e mais estabilidade na carreira. Alterações no estilo de vida e muita cumplicidade na relação íntima marcarão o final do mês. Peixes. Essa é a melhor época do ano para mudanças. O mês promete várias oportunidades de desenvolvimento. Na primeira quinzena, o ritmo no trabalho vai acelerar. Bom período para incluir uma nova atividade na rotina. Uma proposta atraente, entre os dias 16 e 18, aumentará sua renda. Na sua área afetiva, Marte trará mais atitude e poder de conquista a partir do dia 15. Portas abertas para começar um novo romance ou uma fase mais excitante na relação atual. Evite pensamentos pessimistas e resolva assuntos jurídicos, com Mercúrio retrógrado, a partir do dia 21. Aproveite a última semana para viajar e realizar sonhos românticos. Um ambiente social diferente se abrirá a partir do dia 31, que também será um dia especial para firmar um novo relacionamento.


Jornal do São Francisco

Ed. 138, de 1o a 15 de outrubro 2013

ENTRETENIMENTO

CAÇA-PALAVRAS

I X H L L Y Z C K E I G R L G D O N P U A X O C E E C N Z J

G Z Y T W S F R U U N L I O Q E M B O R A M P D G P D D J L

R C R M M D H T Y D H D Q V K J M T K C B R A L K O C B G M

R U U E N C O N T R A D O P T T M O M E N T O D Q Z Y D R X

K B O O L K U B R D D W N F V K A E T N Z C R N A V G D V B

A L Q F F W F W E G A L N U B T H N W I S I N G Z W X M Q C

2

SOLUÇÃO

6 7 5 8 9 4 2 1 3

2 3 4 7 1 5 6 8 9

1 8 9 6 3 2 4 7 5

3 5 2 4 8 6 7 9 1

4 9 1 5 7 3 8 2 6

7 6 8 1 2 9 5 3 4

7 6 3 9 4 5 2 4

8 4 7 3 6 1 9 5 2

2 3

2 1

9 1 6 2 5 8 3 4 7

7 5 3 8 9

Sudoku é um quebra-cabeça baseado na colocação lógica de números. O objetivo do jogo é a colocação de números de 1 a 9 em cada uma das células vazias numa grade de 9x9, constituída por 3x3 subgrades. Os algarismos não podem se repetir na mesma coluna, linha ou grade. 5 2 3 9 4 7 1 6 8

6

www.coquetel.com.br

A L Q F F W F W E G A L N U B T H N W I S I N G Z W X M Q C

Presente comum em listas de casamento Atividade como as palavras cruzadas

© Revistas COQUETEL 2013 Como ficou conhecido o padre José de Teste; Anchieta (Hist.) prova

“Enfim Animal Primeiro (?)”, a que virou anestésico cifrase dos príncipe noivos (Lit. inf.) rúrgico

Mamíferos que atacam filhotes de baleia

Mostrar Aquele que lustra sapatos Pão arredondado de fubá “Quem (?) sempre alcança” (dito)

O refresco sem gosto Habitat do mico Não funda

Finaliza a oração católica

Local que não recebe luz solar

Nascidos na Grécia Formato do martelinho do médico

Quarto, em inglês

O efeito do terremoto nas cidades Scooby-(?), cão da TV Leonardo (?), ator

Aluno de escola militar superior São Caetano, na sigla ABCD

Feminino (abrev.)

Tolo; ingênuo Estudante Consoantes de “rima”

Aceitar (ordens)

SOLUÇÃO

K B O O L K U B R D D W N F V K A E T N Z C R N A V G D V B

Convite à visita que está à porta

Coisa muito gostosa

Tomba; vai ao chão Santa Catarina (sigla)

Sufixo de “formol” Licença para trabalhar por conta própria Rua (abrev.)

BANCO

Ligação; união (fig.)

41, em algarismos romanos

50 Desafios para mudar sua maneira de pensar Nas bancas e livrarias www.coquetel.com.br

25

Solução A M P O P O R S C A T A G O S U L A DO R D O O O B O R M I A S C M I A X L I

R U U E N C O N T R A D O P T T M O M E N T O D Q Z Y D R X

E A T E E X E R A N M G R E R A A S T X A A B T A R E L IC U I O N O L O

R C R M M D H T Y D H D Q V K J M T K C B R A L K O C B G M

A PA S S B O A S P O A S M B E V F M C C A D EN R E U T E

G Z Y T W S F R U U N L I O Q E M B O R A M P D G P D D J L

R E L H O D E J A N T A R

I X H L L Y Z C K E I G R L G D O N P U A X O C E E C N Z J

4/éter — room. 6/sombra. 10/devastador. 16/apóstolo do brasil.

M D I V I S A O N X M E N J I A D F L H T N V X C T D C L Q

6 8

M D I V I S A O N X M E N J I A D F L H T N V X C T D C L Q

G E O T N O O C N S A G Q W C B E A C K O C L X Q C K Z J C

FÁCIL

4 7

G E O T N O O C N S A G Q W C B E A C K O C L X Q C K Z J C

F R B U C C A C Q K C D G A O V I A H T R J T A Q A H X P L

SIGNIFICADO SUPERFÍCIE TAMBÉM TEMPERATURA VERÃO

SUDOKU 9 1

F R B U C C A C Q K C D G A O V I A H T R J T A Q A H X P L

H R U M G P Z A Z R A O T O B A R S T A Q W N E I R M D Z X

H R U M G P Z A Z R A O T O B A R S T A Q W N E I R M D Z X

Q F U N A I P W D C Q N Y T E O S N S K D Y F A Y R D D B D

Q F U N A I P W D C Q N Y T E O S N S K D Y F A Y R D D B D

Q B N M W T P S P C E T V D W I B N R O B P R S Z E G B Y I

MOMENTO POSSIBILIDADE RÁPIDO REIVINDICAÇÃO REVESTIMENTO

Q B N M W T P S P C E T V D W I B N R O B P R S Z E G B Y I

U Z O Q X L C J G M D X V L W G X E E J P U J Z Q U A E W M

U Z O Q X L C J G M D X V L W G X E E J P U J Z Q U A E W M

S L K C Q V D R I G U P D P U B N G X C T U K G U G A J L C

S L K C Q V D R I G U P D P U B N G X C T U K G U G A J L C

R Z O Y I W P L O H L W G L L Q D X O A S A O W D O D H H A

R Z O Y I W P L O H L W G L L Q D X O A S A O W D O D H H A

Z A G T Y E A U H H F K I L L B Z O R K R A P I D O R A R D

Z A G T Y E A U H H F K I L L B Z O R K R A P I D O R A R D

P Q H L N Z E U X W I D N J R E V E S T I M E N T O O W E J

ENCONTRADO FOLHA FRUTA GUERRA MARAVILHA

P Q H L N Z E U X W I D N J R E V E S T I M E N T O O W E J

V T J L R E Y T H H N A Z R L C P N W F T D F A N V C L A L

V T J L R E Y T H H N A Z R L C P N W F T D F A N V C L A L

I Q X Z O Z M V C P W S C N F M Y Q Z I Q G T F U B K B R D

I Q X Z O Z M V C P W S C N F M Y Q Z I Q G T F U B K B R D

T R M R K F G E K M W B I O E F Q L X B K G O O R A V I M F

T R M R K F G E K M W B I O E F Q L X B K G O O R A V I M F

N D H M W C E Z L T R B V T Y L L W H A F E A J H C Z O Y A

COMPLEMENTO CORDA DIREITA DIVISÃO EMBORA

N D H M W C E Z L T R B V T Y L L W H A F E A J H C Z O Y A

R H R F I P N S U P E R F I C I E X T J V M O L X T O M T L

R H R F I P N S U P E R F I C I E X T J V M O L X T O M T L

L V F G O X Q V P Z M S I G N I F I C A D O I M W U G C X H

L V F G O X Q V P Z M S I G N I F I C A D O I M W U G C X H

J V A C W S P L A D J O K S O W E X V O S V A R F G Q S G V

J V A C W S P L A D J O K S O W E X V O S V A R F G Q S G V

N W D R X Q V F G G X B C P Y R O L H Z A K S T P Y W C A F

ALEGRIA ALIMENTAÇÃO ASCENSÃO CAMINHADA CHAMADA

N W D R X Q V F G G X B C P Y R O L H Z A K S T P Y W C A F

K P Y D O T U Q H N Q T N C I E U Q M R Q R V K U B M N B X

K P Y D O T U Q H N Q T N C I E U Q M R Q R V K U B M N B X

I H K G P S E G T H L G A D Q B D P A T K E E P J R U J O C

I H K G P S E G T H L G A D Q B D P A T K E E P J R U J O C

CRUZADAS PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Q L P R E I V I N D I C A C A O P M M V N Q B V A G F P L P

Q L P R E I V I N D I C A C A O P M M V N Q B V A G F P L P

27


28 Ed. 138, de 1 a 15 de outrubro 2013 o

Jornal do São Francisco INFORME PUBLICITÁRIO

Jornal do São Francisco - Edição 138  

QUEM GANHA E QUEM PERDE COM O ANEL VIÁRIO

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you