Page 13

O antigo cemitério de Machico, localizado no centro da cidade, foi desativado em finais de 2001, tendo-se assumido que a desativação seria feita por talhões à medida que deixasse de ser visitado pela população e seria progressivamente transformado em jardim.

Voto de Protesto: Pelo respeito e dignidade do antigo cemitério de Machico

A

PS reconhece a justiça do procedimento do PSD ao nível dos apoios às escolas, ao contrário do que afirmou enquanto oposição Ao longo dos mandatos do PSD, o apoio à educação no concelho foi sempre uma prioridade. Incluindo o apoio financeiro às escolas do Ensino Básico, de modo a que estas pudessem fazer face aos custos dos materiais a utilizar ao longo do ano, aliviando assim as famílias nessa função. Sempre seguimos o critério de distribuir o apoio financeiro equitativamente pelas turmas das diferentes escolas. Enquanto oposição, ao longo dos anos, o PS nunca votou a favor desta forma de apoiar as escolas, já que entendia que o critério não era justo. Apresentou diversas propostas e declarações de voto contra o critério seguido pelo executivo PSD e propondo inclusivamente que o apoio financeiro fosse superior. Criticava igualmente pelo facto de, no seu entendimento, o apoio ser dado demasiado tarde, (um mês após o início das aulas!!!), e defendia que isso acontecesse próximo do

início do ano lectivo. O presente ano lectivo está quase no fim!!!! Inacreditável. Por isso não deixa de ser estranho, que ao contrário do que sempre criticou (e nunca votou a favor), apresenta agora uma proposta igual à do PSD, com os mesmos critérios e os mesmos valores. É no mínimo espantoso a falta de coerência deste PS: enquanto na oposição criticava e agora no poder segue os mesmos critérios do PSD, com a agravante de só disponibilizar o apoio no fim do ano lectivo. Não é a primeira vez que este executivo reconhece os méritos da governação municipal anterior, já que nas questões essenciais, limita-se a copiar o que já era feito. Os Vereadores do PSD congratulamse por constatar que efetivamente este executivo PS reconhece que os critérios adotados pelo PSD eram os corretos, ao contrário do que sempre afirmou enquanto esteve na oposição.

Voto de Protesto: Pelas declarações proferidas pelo presidente a propósito da aprovação da conta de gerência de 2013 O Sr. Presidente da Câmara Municipal de Machico acusou publicamente, na edição do Diário de Noticias do dia 6 de Maio de 2014, os vereadores do PSD de fazerem “chicana politica” e “número de circo”, só faltando chamá-los de palhaços, a propósito da aprovação das contas de gerência do ano 2013. Número de circo foi o que o executivo municipal do PS fez, ao submeter a votação, sem qualquer explicação prévia, um documento diferente daquele que efetivamente foi enviado na convocatória, quer para a reunião de Câmara, quer para a assembleia municipal.Talvez na esperança que a situação não fosse detetada. Aceita-se e compreende-se que possam existir lapsos. Agora, o que não podemos aceitar é que esse lapso não fosse previamente esclarecido pelo executivo municipal, aquando do início da reunião ou da discussão do documento. Tal só aconteceu após os vereadores do PSD se terem

apercebido do mesmo. Os Vereadores do PSD lamentam e protestam pelo procedimento pouco transparente do executivo municipal, perante a situação referida.

1 de Julho Dia da Região Grande Festa dos Autonomistas na Ribeira Brava (junto à Praça de Táxis) • Animação musical a partir das 19 horas • Intervenção política de Alberto João Jardim • Vamos todos mostrar a força do Partido da Autonomia.

JUNHO • 2014

tar e observar o espaço. Está completamente à mercê das ervas daninhas, incluindo as zonas que entretanto já tinham sido ajardinadas, mais parecendo um pasto abandonado. Esta situação tem originado críticas, não só dos que o visitam, mas também aqueles que passam nos acessos marginais, pois mais parece uma situação de “terceiro mundo” e é demonstrativo da falta de respeito pela memória daqueles que estão ali sepultados e respetivas famílias e amigos. Os vereadores do PSD protestam pela situação e recomendam à Câmara Municipal de Machico que tome medidas urgentes para seja dado ao antigo cemitério de Machico o mínimo de condições condignas que o mesmo deve ter, enquanto não for desativado.

pesar da última inumação ter ocorrido em 2001, o espaço nunca foi dotado ao abandono. Antes pelo contrário, sempre houve por parte do anterior executivo a preocupação de mantê-lo limpo e conservado, garantindo, dentro dos condicionalismos, as condições condignas que o mesmo deve manter ao longo do processo de desativação. Ainda recentemente, o Sr.Vice-presidente da Câmara afirmou, através de um órgão de comunicação social escrito, que “ quando a atual equipa tomou posse, o espaço estava ao abandono e que a primeira preocupação foi dar dignidade ao mesmo, nomeadamente através de uma limpeza de matos.” Ao contrário do afirmado, verifica-se que o antigo cemitério está vetado ao abandono, e é desolador e confrangedor visi-

13

Madeira Livre | Nº78  

Madeira Livre | Nº78 - 1 a 30 de Junho de 2014

Advertisement